SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso de Formação de Mecânicos de Manutenção Aeronáutica
Questionário
(Elaborado por : Instrutor Fernandes)
8- SISTEMASistemas ELÉTRICOS DE PROTEÇÃO CONTRA OS EFEITOS DA CHUVA/
GELO E CONTRA FOGO
1-Quando seleciona-se o controle do limpador de pára-brisas de uma aeronave para a
posição Hight ,qual é a velocidade aproximada de operação ?
a) 300 golpes por minuto;
b) 185 golpes por minuto;
c) 250 golpes por minuto.
2-Quando seleciona-se o controle do limpador de pára-brisas de uma aeronave para a
posição Low ,qual é a velocidade aproximada de operação ?
a) 200 golpes por minuto;
b) 180 golpes por minuto;
c) 160 golpes por minuto.
3- Qual a velocidade máxima para que o limpador de pára-brisa seja eficaz em helicópteros ?
a) 100 km/h ;
b) 150 km/h ;
c) 185 km/h.
4- Qual a velocidade de batimento do sistema limpador de pára-brisa de um helicóptero ?
a) 100 movimentos de ida-e-volta;
b) 60 movimentos de ida-e-volta;
c) 130 movimentos de ida-e-volta.
5- Quais os tipos de gelo encontrados durante um vôo ?
a) Seco e Opaco;
b) Opaco e Vítreo;
c) Escama e Opaco.
6- Quando é que se tem a condição ideal para formação de gelo nas superfícies e pára -brisas das
aeronaves?
a) Sempre que houver umidade visível no ar e a temperatura estiver próxima ou a
baixo do ponto de congelamento.
b) Sempre que a temperatura estiver abaixo de 0° C ;
c) Sempre que houver umidade e a temperatura estiver em torno de 10° C.
7- Em uma aeronave quais são os dispositivos que são aquecidos eletricamente?
a) Tubos de pitot, aquecedores e entradas de ar do motor, transmissor de aviso de stol,
pára-brisas e drenos dos lavatórios;
b) Tubos de pitot, controles de vôo, carburadores , pára-brisas ; bordo de ataque e dreno
de lavatórios;
c) Bordo de ataque dos estabilizadores vertical e horizontal, tubos de pitot e Controles de
vôo.
8- Qual o método mais comum para controlar a formação de gelo ou névoa nas janelas das
modernas aeronaves ?
a) Uso de ar quente por entre os painéis das janelas ;
b) Uso de um elemento de aquecimento elétrico entre as lâminas do material da janela;
c) Uso de líquido aquecido a 50° C que é borrifado sobre as janelas somente quando
aeronave em solo.
9- Porque utilizamos uma camada de vidro temperado nos painéis dos pára-brisas nas
aeronaves mais modernas ?
a) Para dar resistência e suportar a pressurização da cabine;
b) Para dar resistência e auxiliar contra a formação de gelo;
c) Para evitar a formação de gelo e aumentar a visibilidade do piloto.
10- Qual a técnica utilizada para a junção do vinil e do vidro nos pára-brisas de aeronaves?
a) Aplicação de pressão e ar frio;
b) Aplicação de pressão e calor;
c) Aplicação de cola e calor.
11- Qual a finalidade da camada condutiva que se encontra nos painéis dos pára-brisas ?
a) Dissipar a eletricidade estática e proporcionar luminosidade;
b) Dissipar a eletricidade estática e fornecer o elemento de aquecimento;
c) Dissipação de estática e proteção contra rachaduras.
12- Quais são os meios utilizados para controlar ou evitar a formação de gelo nas aeronaves
modernas ?
a) Aquecimento das superfícies usando ar quente, aquecimento por elementos elétricos,
remoção de gelo por câmaras infláveis e Álcool pulverizado.
b) Aquecimento das superfícies usando ar quente , aplicação de concentrado a base de
óleo , aquecimento por resistores elétricos e dispositivos infláveis.
c) Aquecimento das superfícies usando ar quente , aquecimento por elementos elétricos ,
remoção de gelo por câmaras infláveis e aplicação de concentrado a base de óleo.
13- Qual o método de controle utilizado para evitar os efeitos da chuva / gelo nos pára-brisas
, janelas e cúpulas do radar ?
a) Elétrico e pneumático;
b) Pneumático e térmico;
c) Elétrico e álcool
14- Qual o método de controle utilizado para evitar a formação de gelo nos drenos dos
lavatórios?
a) Pneumático;
b) Elétrico;
c) Álcool.
15- A unidade de controle de temperatura de aquecimento dos pára-brisas possui dois
relés hermeticamente selados e dois amplificadores eletrônicos de três estágios que controlam a
temperatura de operação dos pára-brisas entre:
a) 40º a 49º C
b) 40º a 55º C
c) 55º a 63º C
16- Quais são os três tipos de detectores mais usados para rápida detecção de fogo ?
a) Razão de aumento de temperatura , sensores de radiação e detectores de superaquecimento.
b) Detectores de fibra ótica , detectores de fumaça e detectores de chama.
c) Observação pela tripulação , detectores de fumaça e detectores de vapores de combustível.
17- Quais os três sistemas de detectores de uso mais comum em aeronaves :
a) Sistema detector de circuito contínuo , sistema de resistências e sistema de par térmico.
b) Sistema de interruptor térmico , sistema de par térmico e sistema detector de circuito contínuo.
c) Sistema de fibra ótica, sistema de par térmico e sistema de superaquecimento.
18- O que é um sistema detector de circuito contínuo?
a) É um sistema de superaquecimento, uma unidade sensível ao calor, que completa o circuito
elétrico a uma determinada temperatura;
b) É um sistema de monitoramento de temperatura em relação a variação de tensão proporcional ao
calor produzido;
c) É um sistema de monitoramento contínuo de foco de fumaça.
19- Qual a finalidade dos sistemas de aviso de superaquecimento nas aeronaves ?
a) Indicar áreas de alta temperatura que podem ser focos potenciais de incêndio ;
b) Indicar fogo na área do motor ;
c) Indicar alta temperatura da cabine de passageiros.
20-Qual a finalidade dos detectores de fumaça ?
a) Detectar alta temperatura em locais críticos da aeronave;
b) Monitorar os compartimentos de carga / bagagem e lavatórios quanto a presença de fumaça , a
qual indica uma condição de fogo;
c) Detectar , monitorar e extinguir provável incêndio a bordo

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Sistemas eletricos protecao_contra_efeitos_chuva_gelo_fogo.docx

Instrumento i celula02
Instrumento i celula02Instrumento i celula02
Instrumento i celula02
Evanildo Leal
 
Instrumentos (1)
Instrumentos  (1)Instrumentos  (1)
Instrumentos (1)
Evanildo Leal
 
Prova de instrumetos
Prova de instrumetosProva de instrumetos
Prova de instrumetos
Evanildo Leal
 
Instrumentos (8)
Instrumentos  (8)Instrumentos  (8)
Instrumentos (8)
Evanildo Leal
 
Instrumento i gab-celula02
Instrumento i gab-celula02Instrumento i gab-celula02
Instrumento i gab-celula02
Evanildo Leal
 
08 sistemas de protecao
08 sistemas de protecao08 sistemas de protecao
08 sistemas de protecao
Evanildo Leal
 
ATIS 01 site.pptx
ATIS 01 site.pptxATIS 01 site.pptx
ATIS 01 site.pptx
AtisEAD
 
Automação de parques eólicos ii
Automação de parques eólicos iiAutomação de parques eólicos ii
Automação de parques eólicos ii
Braian Konzgen Maciel
 
Prova de instrumento de paula
Prova de instrumento de paulaProva de instrumento de paula
Prova de instrumento de paula
Evanildo Leal
 
Prova de instrumento de paula-gab
Prova de instrumento de paula-gabProva de instrumento de paula-gab
Prova de instrumento de paula-gab
Evanildo Leal
 
Instrumentos (6)
Instrumentos  (6)Instrumentos  (6)
Instrumentos (6)
Evanildo Leal
 
Prova simulada mec
Prova simulada mecProva simulada mec
Prova simulada mec
Cicero Lacerda
 
Instrumentos (4)
Instrumentos  (4)Instrumentos  (4)
Instrumentos (4)
Evanildo Leal
 
Instrumento rec
Instrumento recInstrumento rec
Instrumento rec
Evanildo Leal
 
PROTEÇÃO CONTRA CHUVA E GELO.pptx
PROTEÇÃO CONTRA CHUVA E GELO.pptxPROTEÇÃO CONTRA CHUVA E GELO.pptx
PROTEÇÃO CONTRA CHUVA E GELO.pptx
AtisEAD
 
Teste de instrumentos
Teste de instrumentosTeste de instrumentos
Teste de instrumentos
Evanildo Leal
 
Floripa Airport - 100 realizações
Floripa Airport - 100 realizaçõesFloripa Airport - 100 realizações
Floripa Airport - 100 realizações
Acontecendo Aqui
 
Instrumento gab rec
Instrumento gab recInstrumento gab rec
Instrumento gab rec
Evanildo Leal
 
02 instrumentos de voo
02 instrumentos de voo02 instrumentos de voo
02 instrumentos de voo
Evanildo Leal
 
Simulado de instrumentos
Simulado de instrumentosSimulado de instrumentos
Simulado de instrumentos
Evanildo Leal
 

Semelhante a Sistemas eletricos protecao_contra_efeitos_chuva_gelo_fogo.docx (20)

Instrumento i celula02
Instrumento i celula02Instrumento i celula02
Instrumento i celula02
 
Instrumentos (1)
Instrumentos  (1)Instrumentos  (1)
Instrumentos (1)
 
Prova de instrumetos
Prova de instrumetosProva de instrumetos
Prova de instrumetos
 
Instrumentos (8)
Instrumentos  (8)Instrumentos  (8)
Instrumentos (8)
 
Instrumento i gab-celula02
Instrumento i gab-celula02Instrumento i gab-celula02
Instrumento i gab-celula02
 
08 sistemas de protecao
08 sistemas de protecao08 sistemas de protecao
08 sistemas de protecao
 
ATIS 01 site.pptx
ATIS 01 site.pptxATIS 01 site.pptx
ATIS 01 site.pptx
 
Automação de parques eólicos ii
Automação de parques eólicos iiAutomação de parques eólicos ii
Automação de parques eólicos ii
 
Prova de instrumento de paula
Prova de instrumento de paulaProva de instrumento de paula
Prova de instrumento de paula
 
Prova de instrumento de paula-gab
Prova de instrumento de paula-gabProva de instrumento de paula-gab
Prova de instrumento de paula-gab
 
Instrumentos (6)
Instrumentos  (6)Instrumentos  (6)
Instrumentos (6)
 
Prova simulada mec
Prova simulada mecProva simulada mec
Prova simulada mec
 
Instrumentos (4)
Instrumentos  (4)Instrumentos  (4)
Instrumentos (4)
 
Instrumento rec
Instrumento recInstrumento rec
Instrumento rec
 
PROTEÇÃO CONTRA CHUVA E GELO.pptx
PROTEÇÃO CONTRA CHUVA E GELO.pptxPROTEÇÃO CONTRA CHUVA E GELO.pptx
PROTEÇÃO CONTRA CHUVA E GELO.pptx
 
Teste de instrumentos
Teste de instrumentosTeste de instrumentos
Teste de instrumentos
 
Floripa Airport - 100 realizações
Floripa Airport - 100 realizaçõesFloripa Airport - 100 realizações
Floripa Airport - 100 realizações
 
Instrumento gab rec
Instrumento gab recInstrumento gab rec
Instrumento gab rec
 
02 instrumentos de voo
02 instrumentos de voo02 instrumentos de voo
02 instrumentos de voo
 
Simulado de instrumentos
Simulado de instrumentosSimulado de instrumentos
Simulado de instrumentos
 

Mais de Evanildo Leal

Sistema de oxigênio2
Sistema  de oxigênio2Sistema  de oxigênio2
Sistema de oxigênio2
Evanildo Leal
 
35 oxygen
35 oxygen35 oxygen
35 oxygen
Evanildo Leal
 
Sistema de oxigênio
Sistema de oxigênioSistema de oxigênio
Sistema de oxigênio
Evanildo Leal
 
Tabela de conversão de unidades
Tabela de conversão de unidadesTabela de conversão de unidades
Tabela de conversão de unidadesEvanildo Leal
 
Hc ttremdepouso lg30ago04.doc
Hc ttremdepouso lg30ago04.docHc ttremdepouso lg30ago04.doc
Hc ttremdepouso lg30ago04.doc
Evanildo Leal
 
Contexto estruturas aprofundado.doc
Contexto estruturas aprofundado.docContexto estruturas aprofundado.doc
Contexto estruturas aprofundado.doc
Evanildo Leal
 
Básico helicoptero
Básico helicopteroBásico helicoptero
Básico helicoptero
Evanildo Leal
 
Noções de eletricidade
Noções de eletricidadeNoções de eletricidade
Noções de eletricidade
Evanildo Leal
 
Eletricidade básica & motores e geradores gab
Eletricidade básica & motores e geradores   gabEletricidade básica & motores e geradores   gab
Eletricidade básica & motores e geradores gab
Evanildo Leal
 
Eletricidade 02 gabarito
Eletricidade 02 gabaritoEletricidade 02 gabarito
Eletricidade 02 gabarito
Evanildo Leal
 
Eletricidade 40 questoes
Eletricidade   40 questoesEletricidade   40 questoes
Eletricidade 40 questoes
Evanildo Leal
 
Atividade de eletricidade básica
Atividade de eletricidade básicaAtividade de eletricidade básica
Atividade de eletricidade básica
Evanildo Leal
 
Eletricidade básica & motores e geradores
Eletricidade básica & motores e geradoresEletricidade básica & motores e geradores
Eletricidade básica & motores e geradores
Evanildo Leal
 
07 sist de partida e ignicao
07 sist de partida e ignicao07 sist de partida e ignicao
07 sist de partida e ignicao
Evanildo Leal
 
06 materiais eletricos
06 materiais eletricos06 materiais eletricos
06 materiais eletricos
Evanildo Leal
 
05 instrumentos diversos
05 instrumentos diversos05 instrumentos diversos
05 instrumentos diversos
Evanildo Leal
 
04 instrumentos do motor
04 instrumentos do motor04 instrumentos do motor
04 instrumentos do motor
Evanildo Leal
 
03 instrumentos de navegacao
03 instrumentos de navegacao03 instrumentos de navegacao
03 instrumentos de navegacao
Evanildo Leal
 
01 generalidades sobre instrumentos
01 generalidades sobre instrumentos01 generalidades sobre instrumentos
01 generalidades sobre instrumentos
Evanildo Leal
 
00 conteudo
00 conteudo00 conteudo
00 conteudo
Evanildo Leal
 

Mais de Evanildo Leal (20)

Sistema de oxigênio2
Sistema  de oxigênio2Sistema  de oxigênio2
Sistema de oxigênio2
 
35 oxygen
35 oxygen35 oxygen
35 oxygen
 
Sistema de oxigênio
Sistema de oxigênioSistema de oxigênio
Sistema de oxigênio
 
Tabela de conversão de unidades
Tabela de conversão de unidadesTabela de conversão de unidades
Tabela de conversão de unidades
 
Hc ttremdepouso lg30ago04.doc
Hc ttremdepouso lg30ago04.docHc ttremdepouso lg30ago04.doc
Hc ttremdepouso lg30ago04.doc
 
Contexto estruturas aprofundado.doc
Contexto estruturas aprofundado.docContexto estruturas aprofundado.doc
Contexto estruturas aprofundado.doc
 
Básico helicoptero
Básico helicopteroBásico helicoptero
Básico helicoptero
 
Noções de eletricidade
Noções de eletricidadeNoções de eletricidade
Noções de eletricidade
 
Eletricidade básica & motores e geradores gab
Eletricidade básica & motores e geradores   gabEletricidade básica & motores e geradores   gab
Eletricidade básica & motores e geradores gab
 
Eletricidade 02 gabarito
Eletricidade 02 gabaritoEletricidade 02 gabarito
Eletricidade 02 gabarito
 
Eletricidade 40 questoes
Eletricidade   40 questoesEletricidade   40 questoes
Eletricidade 40 questoes
 
Atividade de eletricidade básica
Atividade de eletricidade básicaAtividade de eletricidade básica
Atividade de eletricidade básica
 
Eletricidade básica & motores e geradores
Eletricidade básica & motores e geradoresEletricidade básica & motores e geradores
Eletricidade básica & motores e geradores
 
07 sist de partida e ignicao
07 sist de partida e ignicao07 sist de partida e ignicao
07 sist de partida e ignicao
 
06 materiais eletricos
06 materiais eletricos06 materiais eletricos
06 materiais eletricos
 
05 instrumentos diversos
05 instrumentos diversos05 instrumentos diversos
05 instrumentos diversos
 
04 instrumentos do motor
04 instrumentos do motor04 instrumentos do motor
04 instrumentos do motor
 
03 instrumentos de navegacao
03 instrumentos de navegacao03 instrumentos de navegacao
03 instrumentos de navegacao
 
01 generalidades sobre instrumentos
01 generalidades sobre instrumentos01 generalidades sobre instrumentos
01 generalidades sobre instrumentos
 
00 conteudo
00 conteudo00 conteudo
00 conteudo
 

Último

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 

Último (20)

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 

Sistemas eletricos protecao_contra_efeitos_chuva_gelo_fogo.docx

  • 1. Curso de Formação de Mecânicos de Manutenção Aeronáutica Questionário (Elaborado por : Instrutor Fernandes) 8- SISTEMASistemas ELÉTRICOS DE PROTEÇÃO CONTRA OS EFEITOS DA CHUVA/ GELO E CONTRA FOGO 1-Quando seleciona-se o controle do limpador de pára-brisas de uma aeronave para a posição Hight ,qual é a velocidade aproximada de operação ? a) 300 golpes por minuto; b) 185 golpes por minuto; c) 250 golpes por minuto. 2-Quando seleciona-se o controle do limpador de pára-brisas de uma aeronave para a posição Low ,qual é a velocidade aproximada de operação ? a) 200 golpes por minuto; b) 180 golpes por minuto; c) 160 golpes por minuto. 3- Qual a velocidade máxima para que o limpador de pára-brisa seja eficaz em helicópteros ? a) 100 km/h ; b) 150 km/h ; c) 185 km/h. 4- Qual a velocidade de batimento do sistema limpador de pára-brisa de um helicóptero ? a) 100 movimentos de ida-e-volta; b) 60 movimentos de ida-e-volta; c) 130 movimentos de ida-e-volta. 5- Quais os tipos de gelo encontrados durante um vôo ? a) Seco e Opaco; b) Opaco e Vítreo; c) Escama e Opaco. 6- Quando é que se tem a condição ideal para formação de gelo nas superfícies e pára -brisas das aeronaves? a) Sempre que houver umidade visível no ar e a temperatura estiver próxima ou a baixo do ponto de congelamento. b) Sempre que a temperatura estiver abaixo de 0° C ; c) Sempre que houver umidade e a temperatura estiver em torno de 10° C. 7- Em uma aeronave quais são os dispositivos que são aquecidos eletricamente? a) Tubos de pitot, aquecedores e entradas de ar do motor, transmissor de aviso de stol, pára-brisas e drenos dos lavatórios; b) Tubos de pitot, controles de vôo, carburadores , pára-brisas ; bordo de ataque e dreno de lavatórios; c) Bordo de ataque dos estabilizadores vertical e horizontal, tubos de pitot e Controles de vôo.
  • 2. 8- Qual o método mais comum para controlar a formação de gelo ou névoa nas janelas das modernas aeronaves ? a) Uso de ar quente por entre os painéis das janelas ; b) Uso de um elemento de aquecimento elétrico entre as lâminas do material da janela; c) Uso de líquido aquecido a 50° C que é borrifado sobre as janelas somente quando aeronave em solo. 9- Porque utilizamos uma camada de vidro temperado nos painéis dos pára-brisas nas aeronaves mais modernas ? a) Para dar resistência e suportar a pressurização da cabine; b) Para dar resistência e auxiliar contra a formação de gelo; c) Para evitar a formação de gelo e aumentar a visibilidade do piloto. 10- Qual a técnica utilizada para a junção do vinil e do vidro nos pára-brisas de aeronaves? a) Aplicação de pressão e ar frio; b) Aplicação de pressão e calor; c) Aplicação de cola e calor. 11- Qual a finalidade da camada condutiva que se encontra nos painéis dos pára-brisas ? a) Dissipar a eletricidade estática e proporcionar luminosidade; b) Dissipar a eletricidade estática e fornecer o elemento de aquecimento; c) Dissipação de estática e proteção contra rachaduras. 12- Quais são os meios utilizados para controlar ou evitar a formação de gelo nas aeronaves modernas ? a) Aquecimento das superfícies usando ar quente, aquecimento por elementos elétricos, remoção de gelo por câmaras infláveis e Álcool pulverizado. b) Aquecimento das superfícies usando ar quente , aplicação de concentrado a base de óleo , aquecimento por resistores elétricos e dispositivos infláveis. c) Aquecimento das superfícies usando ar quente , aquecimento por elementos elétricos , remoção de gelo por câmaras infláveis e aplicação de concentrado a base de óleo. 13- Qual o método de controle utilizado para evitar os efeitos da chuva / gelo nos pára-brisas , janelas e cúpulas do radar ? a) Elétrico e pneumático; b) Pneumático e térmico; c) Elétrico e álcool 14- Qual o método de controle utilizado para evitar a formação de gelo nos drenos dos lavatórios? a) Pneumático; b) Elétrico; c) Álcool. 15- A unidade de controle de temperatura de aquecimento dos pára-brisas possui dois relés hermeticamente selados e dois amplificadores eletrônicos de três estágios que controlam a temperatura de operação dos pára-brisas entre: a) 40º a 49º C b) 40º a 55º C c) 55º a 63º C 16- Quais são os três tipos de detectores mais usados para rápida detecção de fogo ?
  • 3. a) Razão de aumento de temperatura , sensores de radiação e detectores de superaquecimento. b) Detectores de fibra ótica , detectores de fumaça e detectores de chama. c) Observação pela tripulação , detectores de fumaça e detectores de vapores de combustível. 17- Quais os três sistemas de detectores de uso mais comum em aeronaves : a) Sistema detector de circuito contínuo , sistema de resistências e sistema de par térmico. b) Sistema de interruptor térmico , sistema de par térmico e sistema detector de circuito contínuo. c) Sistema de fibra ótica, sistema de par térmico e sistema de superaquecimento. 18- O que é um sistema detector de circuito contínuo? a) É um sistema de superaquecimento, uma unidade sensível ao calor, que completa o circuito elétrico a uma determinada temperatura; b) É um sistema de monitoramento de temperatura em relação a variação de tensão proporcional ao calor produzido; c) É um sistema de monitoramento contínuo de foco de fumaça. 19- Qual a finalidade dos sistemas de aviso de superaquecimento nas aeronaves ? a) Indicar áreas de alta temperatura que podem ser focos potenciais de incêndio ; b) Indicar fogo na área do motor ; c) Indicar alta temperatura da cabine de passageiros. 20-Qual a finalidade dos detectores de fumaça ? a) Detectar alta temperatura em locais críticos da aeronave; b) Monitorar os compartimentos de carga / bagagem e lavatórios quanto a presença de fumaça , a qual indica uma condição de fogo; c) Detectar , monitorar e extinguir provável incêndio a bordo