SlideShare uma empresa Scribd logo
Lagrimas
abençoadas
C A M I L O C A S T E L O B R A N C O
1 8 5 7
"Lagrimas Abençoadas: romance"
é uma obra de Camilo Castelo
Branco publicada em 1857, com
encadernação em couro
marmoreado e lombada com
detalhes gravados em dourado.
A obra rara, parte da Coleção
Especial Oswaldo Fernandes
Vergara, da Biblioteca Central da
UCS, apresenta falsa folha de
rosto e folha de rosto com
informações recortadas e é
citada no Diccionario
Bibliographico Portuguez de
Innocencio Francisco da Silva.
Camilo Castelo Branco nasceu
em 1825, na freguesia dos
Mártires, em Lisboa, Portugal e,
órfão com apenas 10 anos de
idade, experienciou desde cedo
em seu país, momentos de
turbulências políticas e sociais.
Consequentemente, o romancista
tornou-se renegado com vida e
quanto às paixões tornou-se
inquieto, levando uma vida
familiar não muito exemplar. Foi
um historiador do século XIX,
romancista, poeta que contribuía
aos jornais com suas críticas,
crônicas, novelas e folhetins.
É conhecido como um dos escritores mais marcantes da literatura
portuguesa, destaque no movimento romântico da época e vale
salientar que no início de sua carreira foi coibido e violentado por
afrontar alguns poderosos da elite através de suas críticas políticas.
Por pouco tempo trabalhou para "A
Aurora", o mais antigo jornal de
Portugal, e paralelo ao seu trabalho
escrevia para os jornais "A Verdade"
e "Clamor”, onde seu romance
"Lagrimas Abençoadas" vinha sendo
divulgado em folhetins com o título
"Temor de Deus".
Apesar dos contratempos e
adversidades encontradas, a junção
pode ser publicada em 1857 por
Antonio José da Silva Teixeira, em sua
tipografia.
O romance é apresentado pelo próprio autor:
"a quem ler que a felicidade é possível sobre a terra: tal é o
pensamento d'este romance [...]. Este romance é religioso na
essência. Escreve-se ali muitas vezes a palavra Deus. Evitam-se as
imagens do deleite, o pasto de ociosos, gastos do coração e falidos
da alma. Os que buscam no romance qualquer coisa que não sirva de
nada para o espírito, não leiam este".
Na obra o autor ainda trata de
alguns costumes gastronômicos,
enaltece o "vinho de Setúbal, que é
demais a mais um triunfo patriótico
sobre o Champanhe e o Bordéus"
que eram símbolos de progresso,
bom gosto e requinte da burguesia
oitocentista. Apresenta o pão como
um dos alimentos mais sagrados
para o corpo e para a alma, todas as
classes dele comiam, porém os de
centeio e milho estavam à mesa dos
pobres "amassado em suor",
demonstrando que este alimento foi
revelador das diferenças sociais
daquele período.
"E EU, QUE TANTO CARPI
(LAMENTO) OS CONDENADOS,
OS CEGOS - OS SUPREMOS
DESGRAÇADOS!- JÁ
LÁGRIMAS NÃO TENHO PARA
MIM!"
Apesar do reconhecimento intelectual de Camilo, o diagnóstico
de que ficaria totalmente sem visão por um problema de saúde
deprimiu-o, o que o fez suicidar-se em 1890.
Seu triste fim é expressado na sua última obra editada:
CASTELO BRANCO, Camilo. Nas trevas: sonetos sentimentaes e hunoristicos.
Lisboa: Livraria Editora Tavares Corso & Irmão, 1890.
QUEIROGA, Elzira Sá. Os gestos e os paladares da mesa camiliana. 2015. 221 f.
Dissertação (Mestrado em Estudos do Patrimônio) – Universidade Aberta,
Lisboa/Portugal, 2015.
SILVA, Innocencio Francisco da. Diccionario bibliographico portuguez: estudos
de Innocencio Francisco da Silva aplicáveis a Portugal e ao Brasil. Lisboa,
Portugal: Imprensa Nacional, 1972.
Fontes e links
https://sigarra.up.pt/up/pt/web_base.gera_pagina?
p_pagina=antigos%20estudantes%20ilustres%20-%20camilo%20castelo%20branco
https://www.luso-livros.net/biografia/camilo-castelo-branco/
https://books.google.com.br/books/about/L%C3%A1grimas_aben%C3%A7oadas.h
tmlid=aKiLF9S1yS0C&printsec=frontcover&source=kp_read_button&redir_esc=y#
v=onepage&q&f=false
https://www.publico.pt/2010/12/15/portugal/noticia/jornal-aurora-do-lima-
comemora-155-anos-com-receio-pelo-futuro-devido-aos-cortes-no-portepago-
1471103
http://vianacamilo.blogspot.com.br/
Fontes e links
CASTELO BRANCO, Camilo. Lagrimas abençoadas: romance. Porto: Typographia
de Antonio José da Silva Teixeira, 1857.
Lagrimas abençoadas
Texto elaborado por:
Elisiane da Silva Soares
Editoração:
Clara Leidens da Silva
Revisão e Colaboração:
Ana Guimarães Pereira
Paula Fernanda Fedatto Leal

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação dos Maias - Capítulo 5
Apresentação dos Maias - Capítulo 5Apresentação dos Maias - Capítulo 5
Apresentação dos Maias - Capítulo 5
SofiaAntunes21
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
Andre Guerra
 
O REALISMO NO BRASIL
 O REALISMO NO BRASIL O REALISMO NO BRASIL
O REALISMO NO BRASIL
Sônia Guedes
 
Jantar No Hotel Central - Os Maias
Jantar No Hotel Central - Os MaiasJantar No Hotel Central - Os Maias
Jantar No Hotel Central - Os Maias
mauro dinis
 
Barroco brasileiro
Barroco brasileiroBarroco brasileiro
Barroco brasileiro
Gabriella Lima
 
Barroco
BarrocoBarroco
Memórias póstumas de Brás Cubas
Memórias póstumas de Brás CubasMemórias póstumas de Brás Cubas
Memórias póstumas de Brás Cubas
Igorabelardo1997
 
Memórias Póstumas de Brás Cubas 2ª A - 2011
Memórias Póstumas de Brás Cubas   2ª A - 2011Memórias Póstumas de Brás Cubas   2ª A - 2011
Memórias Póstumas de Brás Cubas 2ª A - 2011
Maria Inês de Souza Vitorino Justino
 
Memórias Postumas de Brás Cubas
Memórias Postumas de Brás CubasMemórias Postumas de Brás Cubas
Memórias Postumas de Brás Cubas
Thamires Martins
 
As primicias jornalísticas de mestre Aquilino Ribeiro no Algarve
As primicias jornalísticas de mestre Aquilino Ribeiro no AlgarveAs primicias jornalísticas de mestre Aquilino Ribeiro no Algarve
As primicias jornalísticas de mestre Aquilino Ribeiro no Algarve
José Mesquita
 
Episódio jantar do hotel central
Episódio jantar do hotel centralEpisódio jantar do hotel central
Episódio jantar do hotel central
Cristiana Filipa
 
Memórias póstulas de brás cubas
Memórias póstulas de brás cubasMemórias póstulas de brás cubas
Memórias póstulas de brás cubas
kaahfiore
 
Teatro no Brasil (origem e representantes)
Teatro no Brasil (origem e representantes)Teatro no Brasil (origem e representantes)
Teatro no Brasil (origem e representantes)
Paula Meyer Piagentini
 
Florbela Espanca na vila de Olhão
Florbela Espanca na vila de OlhãoFlorbela Espanca na vila de Olhão
Florbela Espanca na vila de Olhão
J. C. Vilhena Mesquita
 
Leticia
LeticiaLeticia
Leticia
odi19lon
 
Memórias póstumas de brás cubas
Memórias póstumas de brás cubasMemórias póstumas de brás cubas
Memórias póstumas de brás cubas
jessie_juss
 
Questões sobre triste fim de policarpo quaresma
Questões sobre triste fim de policarpo quaresmaQuestões sobre triste fim de policarpo quaresma
Questões sobre triste fim de policarpo quaresma
ma.no.el.ne.ves
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Erica Frau
 
Memórias Póstumas de Brás Cubas
Memórias Póstumas de Brás CubasMemórias Póstumas de Brás Cubas
Memórias Póstumas de Brás Cubas
Jéssica Gottert
 
Os Maias Apresentação
Os Maias   Apresentação Os Maias   Apresentação
Os Maias Apresentação
joanana
 

Mais procurados (20)

Apresentação dos Maias - Capítulo 5
Apresentação dos Maias - Capítulo 5Apresentação dos Maias - Capítulo 5
Apresentação dos Maias - Capítulo 5
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
 
O REALISMO NO BRASIL
 O REALISMO NO BRASIL O REALISMO NO BRASIL
O REALISMO NO BRASIL
 
Jantar No Hotel Central - Os Maias
Jantar No Hotel Central - Os MaiasJantar No Hotel Central - Os Maias
Jantar No Hotel Central - Os Maias
 
Barroco brasileiro
Barroco brasileiroBarroco brasileiro
Barroco brasileiro
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Memórias póstumas de Brás Cubas
Memórias póstumas de Brás CubasMemórias póstumas de Brás Cubas
Memórias póstumas de Brás Cubas
 
Memórias Póstumas de Brás Cubas 2ª A - 2011
Memórias Póstumas de Brás Cubas   2ª A - 2011Memórias Póstumas de Brás Cubas   2ª A - 2011
Memórias Póstumas de Brás Cubas 2ª A - 2011
 
Memórias Postumas de Brás Cubas
Memórias Postumas de Brás CubasMemórias Postumas de Brás Cubas
Memórias Postumas de Brás Cubas
 
As primicias jornalísticas de mestre Aquilino Ribeiro no Algarve
As primicias jornalísticas de mestre Aquilino Ribeiro no AlgarveAs primicias jornalísticas de mestre Aquilino Ribeiro no Algarve
As primicias jornalísticas de mestre Aquilino Ribeiro no Algarve
 
Episódio jantar do hotel central
Episódio jantar do hotel centralEpisódio jantar do hotel central
Episódio jantar do hotel central
 
Memórias póstulas de brás cubas
Memórias póstulas de brás cubasMemórias póstulas de brás cubas
Memórias póstulas de brás cubas
 
Teatro no Brasil (origem e representantes)
Teatro no Brasil (origem e representantes)Teatro no Brasil (origem e representantes)
Teatro no Brasil (origem e representantes)
 
Florbela Espanca na vila de Olhão
Florbela Espanca na vila de OlhãoFlorbela Espanca na vila de Olhão
Florbela Espanca na vila de Olhão
 
Leticia
LeticiaLeticia
Leticia
 
Memórias póstumas de brás cubas
Memórias póstumas de brás cubasMemórias póstumas de brás cubas
Memórias póstumas de brás cubas
 
Questões sobre triste fim de policarpo quaresma
Questões sobre triste fim de policarpo quaresmaQuestões sobre triste fim de policarpo quaresma
Questões sobre triste fim de policarpo quaresma
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Memórias Póstumas de Brás Cubas
Memórias Póstumas de Brás CubasMemórias Póstumas de Brás Cubas
Memórias Póstumas de Brás Cubas
 
Os Maias Apresentação
Os Maias   Apresentação Os Maias   Apresentação
Os Maias Apresentação
 

Semelhante a Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Lagrimas abençoadas

Romantismo
RomantismoRomantismo
ROMANTISMO
ROMANTISMOROMANTISMO
ROMANTISMO
Diego
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Dom casmurro e o cortiço
Dom casmurro e o cortiçoDom casmurro e o cortiço
Dom casmurro e o cortiço
Sarah Reinoso
 
Toda a Literatura
Toda a LiteraturaToda a Literatura
Toda a Literatura
Hildalene Pinheiro
 
Provas gabarito-unicap-2014-1
Provas gabarito-unicap-2014-1Provas gabarito-unicap-2014-1
Provas gabarito-unicap-2014-1
f t
 
VESTIBULAR UNICAP 2014.1 - PROVAS E GABARITOS
VESTIBULAR UNICAP 2014.1 - PROVAS E GABARITOSVESTIBULAR UNICAP 2014.1 - PROVAS E GABARITOS
VESTIBULAR UNICAP 2014.1 - PROVAS E GABARITOS
Isaquel Silva
 
Aula 16 machado de assis
Aula 16   machado de assisAula 16   machado de assis
Aula 16 machado de assis
Jonatas Carlos
 
Bocage 250 anos, de 1765 ao séc xxi (3)
Bocage   250 anos, de 1765 ao séc xxi (3)Bocage   250 anos, de 1765 ao séc xxi (3)
Bocage 250 anos, de 1765 ao séc xxi (3)
Biblioteca Esbocage
 
Bocage
BocageBocage
Bocage
Sofia Yuna
 
Abel Botelho - Visões do Douro
Abel Botelho - Visões do DouroAbel Botelho - Visões do Douro
Abel Botelho - Visões do Douro
Fátima Rodrigues
 
Visões do douro
Visões do douroVisões do douro
Visões do douro
Fátima Rodrigues
 
Gregório de Matos Guerra
Gregório de Matos GuerraGregório de Matos Guerra
Gregório de Matos Guerra
aluna1f
 
Literatura brasileira
Literatura brasileira Literatura brasileira
Literatura brasileira
Deivedis de Arruda
 
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo- Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
teresakashino
 
Camilo Castelo Branco
Camilo Castelo BrancoCamilo Castelo Branco
Camilo Castelo Branco
guestd54ce5
 
Noite na Taverna
Noite na TavernaNoite na Taverna
Noite na Taverna
Kauan_ts
 
Power point de camilo
Power point de camiloPower point de camilo
Power point de camilo
portalefa
 
Os Maias, Eça de Queirós
Os Maias, Eça de QueirósOs Maias, Eça de Queirós
Os Maias, Eça de Queirós
Cristina Martins
 
Livros fuvest 2013apresentação memórias póstumas de brás cubas
Livros fuvest 2013apresentação memórias póstumas de brás cubasLivros fuvest 2013apresentação memórias póstumas de brás cubas
Livros fuvest 2013apresentação memórias póstumas de brás cubas
Anna Vaz Boechat
 

Semelhante a Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Lagrimas abençoadas (20)

Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
ROMANTISMO
ROMANTISMOROMANTISMO
ROMANTISMO
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Dom casmurro e o cortiço
Dom casmurro e o cortiçoDom casmurro e o cortiço
Dom casmurro e o cortiço
 
Toda a Literatura
Toda a LiteraturaToda a Literatura
Toda a Literatura
 
Provas gabarito-unicap-2014-1
Provas gabarito-unicap-2014-1Provas gabarito-unicap-2014-1
Provas gabarito-unicap-2014-1
 
VESTIBULAR UNICAP 2014.1 - PROVAS E GABARITOS
VESTIBULAR UNICAP 2014.1 - PROVAS E GABARITOSVESTIBULAR UNICAP 2014.1 - PROVAS E GABARITOS
VESTIBULAR UNICAP 2014.1 - PROVAS E GABARITOS
 
Aula 16 machado de assis
Aula 16   machado de assisAula 16   machado de assis
Aula 16 machado de assis
 
Bocage 250 anos, de 1765 ao séc xxi (3)
Bocage   250 anos, de 1765 ao séc xxi (3)Bocage   250 anos, de 1765 ao séc xxi (3)
Bocage 250 anos, de 1765 ao séc xxi (3)
 
Bocage
BocageBocage
Bocage
 
Abel Botelho - Visões do Douro
Abel Botelho - Visões do DouroAbel Botelho - Visões do Douro
Abel Botelho - Visões do Douro
 
Visões do douro
Visões do douroVisões do douro
Visões do douro
 
Gregório de Matos Guerra
Gregório de Matos GuerraGregório de Matos Guerra
Gregório de Matos Guerra
 
Literatura brasileira
Literatura brasileira Literatura brasileira
Literatura brasileira
 
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo- Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
 
Camilo Castelo Branco
Camilo Castelo BrancoCamilo Castelo Branco
Camilo Castelo Branco
 
Noite na Taverna
Noite na TavernaNoite na Taverna
Noite na Taverna
 
Power point de camilo
Power point de camiloPower point de camilo
Power point de camilo
 
Os Maias, Eça de Queirós
Os Maias, Eça de QueirósOs Maias, Eça de Queirós
Os Maias, Eça de Queirós
 
Livros fuvest 2013apresentação memórias póstumas de brás cubas
Livros fuvest 2013apresentação memórias póstumas de brás cubasLivros fuvest 2013apresentação memórias póstumas de brás cubas
Livros fuvest 2013apresentação memórias póstumas de brás cubas
 

Mais de Biblioteca UCS

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do séculoSistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Biblioteca UCS
 
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdfGuia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancistaSistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia políticaSistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia RepresentativaSistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdfSistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do SulSistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo GraalSistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempoSistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passamSistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomesSistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosaSistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonorasSistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona brancaSistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poéticaSistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamentoSistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososSistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Biblioteca UCS
 

Mais de Biblioteca UCS (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do séculoSistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdfGuia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancistaSistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia políticaSistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia RepresentativaSistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdfSistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do SulSistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo GraalSistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
 
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempoSistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passamSistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomesSistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosaSistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonorasSistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona brancaSistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poéticaSistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamentoSistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososSistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
 

Último

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 

Último (20)

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 

Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Lagrimas abençoadas

  • 1. Lagrimas abençoadas C A M I L O C A S T E L O B R A N C O 1 8 5 7
  • 2. "Lagrimas Abençoadas: romance" é uma obra de Camilo Castelo Branco publicada em 1857, com encadernação em couro marmoreado e lombada com detalhes gravados em dourado. A obra rara, parte da Coleção Especial Oswaldo Fernandes Vergara, da Biblioteca Central da UCS, apresenta falsa folha de rosto e folha de rosto com informações recortadas e é citada no Diccionario Bibliographico Portuguez de Innocencio Francisco da Silva.
  • 3. Camilo Castelo Branco nasceu em 1825, na freguesia dos Mártires, em Lisboa, Portugal e, órfão com apenas 10 anos de idade, experienciou desde cedo em seu país, momentos de turbulências políticas e sociais. Consequentemente, o romancista tornou-se renegado com vida e quanto às paixões tornou-se inquieto, levando uma vida familiar não muito exemplar. Foi um historiador do século XIX, romancista, poeta que contribuía aos jornais com suas críticas, crônicas, novelas e folhetins.
  • 4. É conhecido como um dos escritores mais marcantes da literatura portuguesa, destaque no movimento romântico da época e vale salientar que no início de sua carreira foi coibido e violentado por afrontar alguns poderosos da elite através de suas críticas políticas.
  • 5. Por pouco tempo trabalhou para "A Aurora", o mais antigo jornal de Portugal, e paralelo ao seu trabalho escrevia para os jornais "A Verdade" e "Clamor”, onde seu romance "Lagrimas Abençoadas" vinha sendo divulgado em folhetins com o título "Temor de Deus". Apesar dos contratempos e adversidades encontradas, a junção pode ser publicada em 1857 por Antonio José da Silva Teixeira, em sua tipografia.
  • 6. O romance é apresentado pelo próprio autor: "a quem ler que a felicidade é possível sobre a terra: tal é o pensamento d'este romance [...]. Este romance é religioso na essência. Escreve-se ali muitas vezes a palavra Deus. Evitam-se as imagens do deleite, o pasto de ociosos, gastos do coração e falidos da alma. Os que buscam no romance qualquer coisa que não sirva de nada para o espírito, não leiam este".
  • 7. Na obra o autor ainda trata de alguns costumes gastronômicos, enaltece o "vinho de Setúbal, que é demais a mais um triunfo patriótico sobre o Champanhe e o Bordéus" que eram símbolos de progresso, bom gosto e requinte da burguesia oitocentista. Apresenta o pão como um dos alimentos mais sagrados para o corpo e para a alma, todas as classes dele comiam, porém os de centeio e milho estavam à mesa dos pobres "amassado em suor", demonstrando que este alimento foi revelador das diferenças sociais daquele período.
  • 8. "E EU, QUE TANTO CARPI (LAMENTO) OS CONDENADOS, OS CEGOS - OS SUPREMOS DESGRAÇADOS!- JÁ LÁGRIMAS NÃO TENHO PARA MIM!" Apesar do reconhecimento intelectual de Camilo, o diagnóstico de que ficaria totalmente sem visão por um problema de saúde deprimiu-o, o que o fez suicidar-se em 1890. Seu triste fim é expressado na sua última obra editada:
  • 9. CASTELO BRANCO, Camilo. Nas trevas: sonetos sentimentaes e hunoristicos. Lisboa: Livraria Editora Tavares Corso & Irmão, 1890. QUEIROGA, Elzira Sá. Os gestos e os paladares da mesa camiliana. 2015. 221 f. Dissertação (Mestrado em Estudos do Patrimônio) – Universidade Aberta, Lisboa/Portugal, 2015. SILVA, Innocencio Francisco da. Diccionario bibliographico portuguez: estudos de Innocencio Francisco da Silva aplicáveis a Portugal e ao Brasil. Lisboa, Portugal: Imprensa Nacional, 1972. Fontes e links
  • 11. CASTELO BRANCO, Camilo. Lagrimas abençoadas: romance. Porto: Typographia de Antonio José da Silva Teixeira, 1857. Lagrimas abençoadas Texto elaborado por: Elisiane da Silva Soares Editoração: Clara Leidens da Silva Revisão e Colaboração: Ana Guimarães Pereira Paula Fernanda Fedatto Leal