SlideShare uma empresa Scribd logo
C. Crispi Sallustii
Opera Omnia
quae extant
Salústio
1677
A obra C. Crispi Sallustii Opera Omnia
quae extant, integra a Seção de Obras
Raras e pertence a Coleção Especial
Victorino Felix Sanson.
O exemplar único, encadernado em
pergaminho, com lombada escrita a
tinta, apresenta em seu frontispício
gravura assinada e destaca-se pelas
vinhetas e capitais ornamentadas,
características estas,
próprias das impressões
do século XVII.
O autor, Caio Salústio Crispo,
foi um político romano influente
nos reinados de Cícero Milo e
Julio César. Nasceu em
Amiternum no ano de 86 aC,
sendo o primeiro governador
de Numíbia, hoje localizada na
costa argelina, norte da África.
Com a morte de César, de quem era
defensor, Salústio deu um novo rumo
em sua vida, se dedicando
exclusivamente na escrita histórica e
política concernentes ao último período
da República Romana, sendo
considerado responsável pela
introdução da história filosófica no
âmbito da historiografia latina. Sua
morte deu-se em 35 aC em Roma, onde
viveu seus últimos dias reservado do
mundo que o cercava.
A obra publicada pela Officina
Hackiana em Leiden na Holanda
no ano de 1677, é uma
compilação de narrativas
históricas sobre aspectos
políticos da Roma Antiga, como a
"Guerra contra Catilina",
especificamente a segunda
Conspiração Catilinária ocorrida
em 63 aC, uma trama idealizada
pelo senador romano Catilina em
conjunto com outros aristocratas com o intuito de derrubar o
Senado de Roma, e a "Guerra Contra Jugurta", esta,
relevante para o alicerce do poder romano ao norte da África.
Aponta-se que esse modelo de
corrupção em associação a falta de
virtudes e cuidados com a
sociedade da época abordada pelo
autor, transpôs o Medievo até o
início do período moderno com os
teóricos políticos da Renascença.
Salústio caracterizou esses eventos
como símbolos do declínio moral de
Roma e seus escritos se tornaram
objetos de diferentes debates.
http://lawlibrary.wm.edu/wythepedia/index.php/C._Sallustii_Crispi_Opera_Omnia_qua
e_Extant
http://brasilescola.uol.com.br/biografia/caio-salustio-crispo.htm
http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/Salustio.html
https://www.imperivm.org/cont/textos/txt/Cayo-Salustio-Crispo_La-guerra-de-
Jugurta.html
https://global.britannica.com/biography/Sallust
Fontes e Links
SALÚSTIO. C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae extant. Editio novissima.
Lugduni Batavorum [Leiden, Holanda]: Officina Hackiana, 1677. 634 p.
Texto elaborado por:
Elisiane da Silva Soares
Editoração:
Clara Leidens da Silva
Revisão e Colaboração:
Ana Guimarães Pereira
Paula Fernanda Fedatto Leal

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
Milena Silva
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
Fábio Guimarães
 
..
....
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
Isabelle Ribeiro
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de arielSistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Biblioteca UCS
 
A vida e obra de alexandre herculano
A vida e obra de  alexandre herculanoA vida e obra de  alexandre herculano
A vida e obra de alexandre herculano
Marcelo Gil Simões
 
Romantismo resumo
Romantismo resumoRomantismo resumo
Romantismo resumo
Walace Cestari
 
Alexandre herculano
Alexandre herculanoAlexandre herculano
Alexandre herculano
Verónica Lidónio
 
Romantismo na Europa
Romantismo na EuropaRomantismo na Europa
Romantismo na Europa
Paula Meyer Piagentini
 
Almeida Garrett
Almeida Garrett Almeida Garrett
Almeida Garrett
andreaires
 
Romantismo...123 josé genario
Romantismo...123 josé genarioRomantismo...123 josé genario
Romantismo...123 josé genario
Genario Silva
 
Correntes de literatura que marcaram a 1ª metade do século XX
Correntes de literatura que marcaram a 1ª metade do século XXCorrentes de literatura que marcaram a 1ª metade do século XX
Correntes de literatura que marcaram a 1ª metade do século XX
saraquel98
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
Cristina Verbitska
 
Literatura romântica
Literatura românticaLiteratura romântica
Literatura romântica
Carla Teixeira
 
O Modernismo
O ModernismoO Modernismo
O Modernismo
Antónia Mancha
 
Literatura romantismo
Literatura romantismoLiteratura romantismo
Literatura romantismo
Cristina Medina
 
Slide introdução ao romantismo
Slide introdução ao romantismoSlide introdução ao romantismo
Slide introdução ao romantismo
Elaine Chiullo
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
CrisBiagio
 
Vida e obra de almeida garrett
Vida  e obra de almeida garrettVida  e obra de almeida garrett
Vida e obra de almeida garrett
Marta Marinho
 
Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero
Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di OmeroSistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero
Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero
Biblioteca UCS
 

Mais procurados (20)

Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
 
..
....
..
 
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de arielSistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Vozes de ariel
 
A vida e obra de alexandre herculano
A vida e obra de  alexandre herculanoA vida e obra de  alexandre herculano
A vida e obra de alexandre herculano
 
Romantismo resumo
Romantismo resumoRomantismo resumo
Romantismo resumo
 
Alexandre herculano
Alexandre herculanoAlexandre herculano
Alexandre herculano
 
Romantismo na Europa
Romantismo na EuropaRomantismo na Europa
Romantismo na Europa
 
Almeida Garrett
Almeida Garrett Almeida Garrett
Almeida Garrett
 
Romantismo...123 josé genario
Romantismo...123 josé genarioRomantismo...123 josé genario
Romantismo...123 josé genario
 
Correntes de literatura que marcaram a 1ª metade do século XX
Correntes de literatura que marcaram a 1ª metade do século XXCorrentes de literatura que marcaram a 1ª metade do século XX
Correntes de literatura que marcaram a 1ª metade do século XX
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
 
Literatura romântica
Literatura românticaLiteratura romântica
Literatura romântica
 
O Modernismo
O ModernismoO Modernismo
O Modernismo
 
Literatura romantismo
Literatura romantismoLiteratura romantismo
Literatura romantismo
 
Slide introdução ao romantismo
Slide introdução ao romantismoSlide introdução ao romantismo
Slide introdução ao romantismo
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
Vida e obra de almeida garrett
Vida  e obra de almeida garrettVida  e obra de almeida garrett
Vida e obra de almeida garrett
 
Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero
Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di OmeroSistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero
Sistema de Bibliotecas UCS - L'Odissea di Omero
 

Semelhante a Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae Extant - Salústio

Manuel Teixeira Gomes descrito por Maria João Raminhos Duarte
Manuel Teixeira Gomes descrito por Maria João Raminhos DuarteManuel Teixeira Gomes descrito por Maria João Raminhos Duarte
Manuel Teixeira Gomes descrito por Maria João Raminhos Duarte
Loulet
 
História da Literatura Ocidental
História da Literatura OcidentalHistória da Literatura Ocidental
História da Literatura Ocidental
djp1992
 
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Arcadismo
Cláudia Brenner
 
Os Maias Apresentação
Os Maias   Apresentação Os Maias   Apresentação
Os Maias Apresentação
joanana
 
Biblos viii artigo11
Biblos viii artigo11Biblos viii artigo11
Biblos viii artigo11
Januário Esteves
 
12. SIMBOLISMO - EDIÇÃO 2021.pptx
12. SIMBOLISMO - EDIÇÃO 2021.pptx12. SIMBOLISMO - EDIÇÃO 2021.pptx
12. SIMBOLISMO - EDIÇÃO 2021.pptx
ssuserb21eb0
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
Jubonizio
 
001143485_O_principe.pdf
001143485_O_principe.pdf001143485_O_principe.pdf
001143485_O_principe.pdf
MissileneCostaReis
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
António Cunha
 
07.+Romantismo+(1).pdfslide romantismo e realismo
07.+Romantismo+(1).pdfslide romantismo e realismo07.+Romantismo+(1).pdfslide romantismo e realismo
07.+Romantismo+(1).pdfslide romantismo e realismo
MoniqueSousa25
 
Realismo naturalismo 2018 versao final
Realismo naturalismo 2018 versao finalRealismo naturalismo 2018 versao final
Realismo naturalismo 2018 versao final
Karin Cristine
 
Movimentos Literários
Movimentos LiteráriosMovimentos Literários
Movimentos Literários
Gabriel Andrade
 
webnode
webnodewebnode
webnode
pauloyjosiele
 
Seminário de língua portuguesa.rtf
Seminário de língua portuguesa.rtfSeminário de língua portuguesa.rtf
Seminário de língua portuguesa.rtf
anigoncalves
 
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida RomânticaTrabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
LuisMagina
 
O arcadismo
O arcadismoO arcadismo
O arcadismo
Juan Santana
 
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Doutora em Linguística Aplicada pela PUC-SP
 
Relações entre a poesia marginal e a política dos anos 70 no brasil
Relações entre a poesia marginal e a política dos anos 70 no brasilRelações entre a poesia marginal e a política dos anos 70 no brasil
Relações entre a poesia marginal e a política dos anos 70 no brasil
Luciana Borges
 
História dos annales trajetória
História dos annales   trajetóriaHistória dos annales   trajetória
História dos annales trajetória
Helio Smoly
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Susana Simões
 

Semelhante a Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae Extant - Salústio (20)

Manuel Teixeira Gomes descrito por Maria João Raminhos Duarte
Manuel Teixeira Gomes descrito por Maria João Raminhos DuarteManuel Teixeira Gomes descrito por Maria João Raminhos Duarte
Manuel Teixeira Gomes descrito por Maria João Raminhos Duarte
 
História da Literatura Ocidental
História da Literatura OcidentalHistória da Literatura Ocidental
História da Literatura Ocidental
 
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Arcadismo
 
Os Maias Apresentação
Os Maias   Apresentação Os Maias   Apresentação
Os Maias Apresentação
 
Biblos viii artigo11
Biblos viii artigo11Biblos viii artigo11
Biblos viii artigo11
 
12. SIMBOLISMO - EDIÇÃO 2021.pptx
12. SIMBOLISMO - EDIÇÃO 2021.pptx12. SIMBOLISMO - EDIÇÃO 2021.pptx
12. SIMBOLISMO - EDIÇÃO 2021.pptx
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
001143485_O_principe.pdf
001143485_O_principe.pdf001143485_O_principe.pdf
001143485_O_principe.pdf
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
 
07.+Romantismo+(1).pdfslide romantismo e realismo
07.+Romantismo+(1).pdfslide romantismo e realismo07.+Romantismo+(1).pdfslide romantismo e realismo
07.+Romantismo+(1).pdfslide romantismo e realismo
 
Realismo naturalismo 2018 versao final
Realismo naturalismo 2018 versao finalRealismo naturalismo 2018 versao final
Realismo naturalismo 2018 versao final
 
Movimentos Literários
Movimentos LiteráriosMovimentos Literários
Movimentos Literários
 
webnode
webnodewebnode
webnode
 
Seminário de língua portuguesa.rtf
Seminário de língua portuguesa.rtfSeminário de língua portuguesa.rtf
Seminário de língua portuguesa.rtf
 
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida RomânticaTrabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
Trabalho sobre Os Maias - Episódios da Vida Romântica
 
O arcadismo
O arcadismoO arcadismo
O arcadismo
 
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
 
Relações entre a poesia marginal e a política dos anos 70 no brasil
Relações entre a poesia marginal e a política dos anos 70 no brasilRelações entre a poesia marginal e a política dos anos 70 no brasil
Relações entre a poesia marginal e a política dos anos 70 no brasil
 
História dos annales trajetória
História dos annales   trajetóriaHistória dos annales   trajetória
História dos annales trajetória
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 

Mais de Biblioteca UCS

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do séculoSistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Biblioteca UCS
 
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdfGuia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancistaSistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia políticaSistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia RepresentativaSistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdfSistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do SulSistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo GraalSistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempoSistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passamSistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomesSistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosaSistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonorasSistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona brancaSistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poéticaSistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamentoSistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Biblioteca UCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososSistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Biblioteca UCS
 

Mais de Biblioteca UCS (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do séculoSistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdfGuia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
Guia para inserção de Teses e Dissertações no Repositório Institucional (2).pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancistaSistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
Sistema de Bibliotecas UCS - Como e porque sou romancista
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia políticaSistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
Sistema de Bibliotecas UCS - Sciencia política
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia RepresentativaSistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
Sistema de Bibliotecas UCS - Democracia Representativa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdfSistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
Sistema de Bibliotecas UCS - Sombra verde: 1931.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do SulSistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
Sistema de Bibliotecas UCS - A revolução do Rio Grande do Sul
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
Sistema de Bibliotecas UCS - A Revolução Federalista no Rio Grande do Sul: (d...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo GraalSistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
Sistema de Bibliotecas UCS - A demanda do Santo Graal
 
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempoSistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
Sistema de Bibliotecas UCS - No garimpo do tempo
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passamSistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
Sistema de Bibliotecas UCS - Sons que passam
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomesSistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
Sistema de Bibliotecas UCS - Dos nomes
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosaSistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
Sistema de Bibliotecas UCS - Lettera amorosa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonorasSistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
Sistema de Bibliotecas UCS - Vibrações sonoras
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona brancaSistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
Sistema de Bibliotecas UCS - Dona branca
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poéticaSistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
Sistema de Bibliotecas UCS - Nova antologia poética
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamentoSistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
Sistema de Bibliotecas UCS - Divórcio e anulação de casamento
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososSistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 

Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae Extant - Salústio

  • 1. C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae extant Salústio 1677
  • 2. A obra C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae extant, integra a Seção de Obras Raras e pertence a Coleção Especial Victorino Felix Sanson. O exemplar único, encadernado em pergaminho, com lombada escrita a tinta, apresenta em seu frontispício gravura assinada e destaca-se pelas vinhetas e capitais ornamentadas, características estas, próprias das impressões do século XVII.
  • 3. O autor, Caio Salústio Crispo, foi um político romano influente nos reinados de Cícero Milo e Julio César. Nasceu em Amiternum no ano de 86 aC, sendo o primeiro governador de Numíbia, hoje localizada na costa argelina, norte da África.
  • 4. Com a morte de César, de quem era defensor, Salústio deu um novo rumo em sua vida, se dedicando exclusivamente na escrita histórica e política concernentes ao último período da República Romana, sendo considerado responsável pela introdução da história filosófica no âmbito da historiografia latina. Sua morte deu-se em 35 aC em Roma, onde viveu seus últimos dias reservado do mundo que o cercava.
  • 5. A obra publicada pela Officina Hackiana em Leiden na Holanda no ano de 1677, é uma compilação de narrativas históricas sobre aspectos políticos da Roma Antiga, como a "Guerra contra Catilina", especificamente a segunda Conspiração Catilinária ocorrida em 63 aC, uma trama idealizada pelo senador romano Catilina em conjunto com outros aristocratas com o intuito de derrubar o Senado de Roma, e a "Guerra Contra Jugurta", esta, relevante para o alicerce do poder romano ao norte da África.
  • 6. Aponta-se que esse modelo de corrupção em associação a falta de virtudes e cuidados com a sociedade da época abordada pelo autor, transpôs o Medievo até o início do período moderno com os teóricos políticos da Renascença. Salústio caracterizou esses eventos como símbolos do declínio moral de Roma e seus escritos se tornaram objetos de diferentes debates.
  • 8. SALÚSTIO. C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae extant. Editio novissima. Lugduni Batavorum [Leiden, Holanda]: Officina Hackiana, 1677. 634 p. Texto elaborado por: Elisiane da Silva Soares Editoração: Clara Leidens da Silva Revisão e Colaboração: Ana Guimarães Pereira Paula Fernanda Fedatto Leal