SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 
SIMULADO UNIFICADO 
NOME:_____________________________nº____SÉRIE 2º EM TURMA:____NOTA:______ 
Orientações para fazer o Simulado. 
1. Preencha o cabeçalho com seu nome, série, turma e número da chamada. 
2. Leia a questões mais de uma vez, não será permitida rasura. 
3. Marque apenas um alternativa, caso marque duas ou mais a questão será anulada. 
4. Só marque mais de uma alternativa quando a questão assim pedir que faça. 
5. Faça o simulado com calma, pois ele é avaliação deste bimestre. 
6. Marque o gabarito sem cometer rasuras. 
LÍNGUA PORTUGUESA/LITERATURA 
PROFESSORA FABIANA 
QUESTÃO 1) A memória da infância e a figura 
idealizada da mulher são temas frequentes apresentados 
na poética romântica: 
a- Através de uma postura do eu poético 
emocionalmente desligado e distante. 
b- Dentro de uma perspectiva da valorização do 
poético como algo inatingível. 
c- Por meio de um tom ressentido, com tendência à 
depreciação do feminino. 
d- A partir da grandiloquência dos temas universais 
inspirados na era clássica. 
1) Leia o texto de Franscisco Otaviano e responda às 
questões 2 e 3 
ILUSÕES DA VIDA 
Quem passou pela vida em branca nuvem, 
E em plácido repouso adormeceu; 
Quem não sentiu o frio da desgraça, 
Quem passou pela vida e não sofreu, 
Foi espectro de homem, não foi homem, 
Só passou pela vida, não viveu. 
QUESTÃO 2) Este poema pertence á estética romântica 
porque: 
a- Sugere que o leitor, para ser feliz, viva alienado e 
distante da realidade. 
b- Expõe os problemas sociais que afetam a sociedade 
da época. 
c- Nele se percebe a vassalagem amorosa, isto é, a 
submissão do homem em relação à mulher. 
d- Sugere que é importante viver, de forma intensa e 
profunda, as experiências da existência humana. 
QUESTÃO 3) Tema bastante recorrente na 
literatura romântica, o amor impossível aparece em 
personagens que encarnam o modelo romântico 
cujas características são: 
a- O sentimentalismo e a idealização do amor. 
b- Os jogos de interesse e a racionalidade. 
c- O subjetivismo e o nacionalismo. 
d- O egocentrismo e o amor subordinado a 
interesses sociais. 
e- A introspecção psicológica e a idealização da 
mulher. 
QUESTÃO 4) O nacionalismo é um importante 
elemento da literatura romântica. Nas alternativas 
abaixo, assinale aquela em que é mais evidente a 
presença de valores nacionalistas: 
a- Minha terra tem palmeiras 
Onde canta o Sabiá; 
As aves que aqui gorjeiam, 
Não gorjeiam como lá. 
b- Se eu morresse amanhã, viria ao menos 
Fechar meus olhos minha triste irmã; 
Minha mãe de saudades morreria, 
Se eu morresse amanhã. 
c- Oh! Que saudades que eu tenho 
Da aurora da minha vida 
Da minha infância querida 
Que os anos não trazem mais! 
d- Não, não é louco. O espírito somente 
É que quebrou-lhe um elo da matéria, 
Pensa melhor que vós, pensa mais livre, 
Aproxima-se mais à essência etérea. 
Leia o fragmento abaixo e responda à questão 5 
ATÉ QUANDO?
Não adianta olhar pro céu 
Com muita fé e pouca luta 
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer 
E muita greve, você pode, você deve, pode crer 
Não adianta olhar pro chão 
Virar a cara pra não ver 
Se liga ai que te botaram numa cruz e só porque 
Jesus 
Sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer. 
(Gabriel, O Pensador. Até quando?) 
QUESTÃO 5) As escolhas linguísticas feitas pelo 
autor conferem ao texto: 
a- Caráter atual, pelo uso de linguagem própria da 
internet. 
b- Cunho apelativo, pela predominância de 
imagens metafóricas. 
c- Tom de diálogo, pela recorrência de gírias. 
d- Espontaneidade, pela concisão da linguagem. 
Leia o fragmento abaixo e responda à questão 6 
QUERÔ 
Delegado: - Então desce ele. Vê o que arrancam desse 
sacana. 
Sarará: - Só que tem um porém. Ele é menor. 
Delegado: - Então vai com jeito. Depois a gente entrega pro 
juiz. 
(Luz apaga no delegado e acende no repórter, que se dirige 
ao público.) 
Repórter: - E o Querô foi espremido, empilhado, esmagado 
de corpo e alma num cubículo imundo, com outros meninos. 
Meninos todos espremidos, empilhados, esmagados de corpo 
e alma, alucinados pelos seus desesperos, cegados por suas 
aflições. Muitos meninos, com seus desesperos e seus ódios, 
empilhados de corpo e alma no imundo cubículo do 
reformatório. E foi lá que o Querô cresceu. 
Marcos, P. Melhor teatro. São Paulo: Global, 2003. 
QUESTÃO 6) No discurso do repórter, a repetição causa um 
efeito de sentido de intensificação, construindo a ideia de: 
a- Opressão física e moral que gera rancor nos 
meninos. 
b- Repressão policial e social, que gera apatia nos 
meninos. 
c- Polêmica judicial, que gera confusão entre os 
meninos. 
d- Concepção educacional e carcerária, que gera 
comoção nos meninos. 
Leia o fragmento abaixo e responda à questão 7 
ENTRE IDEIA E TECNOLOGIA 
O grande conceito por trás do Museu da Língua é 
apresentar o idioma como algo vivo e fundamental para o 
entendimento do que é ser brasileiro. Se nada nos define 
com clareza, a forma como falamos o português nas mais 
diversas situações cotidianas é talvez a melhor expressão da 
brasilidade. 
Scardovelli, E. Revista Língua Portuguesa, São Paulo, ano II, n. 
6, 2006 
QUESTÃO 7) O texto propõe uma reflexão acerca da língua 
portuguesa, ressaltando para o leitor a: 
a- Inauguração do museu e o grande investimento em 
cultura no país. 
b- Importância da língua para a construção da 
identidade nacional. 
c- Afetividade tão comum ao brasileiro, retratada 
através da língua. 
d- Relação entre o idioma e as políticas públicas na 
área de cultura. 
Leia o fragmento abaixo e responda à questão 8 
DÚVIDA 
Dois compadres viajavam de carro por uma estrada 
de fazenda quando um bicho cruzou a frente do 
carro. Um dos compadres falou: 
- Passou um largato ali! 
O outro perguntou: 
- Largato ou lagarto? 
O primeiro respondeu: 
Num sei não. O bicho passou muito rápido. 
Piadas Coloridas. Rio de Janeiro: Gênero, 2006. 
QUESTÃO 8) A quebra da expectativa contribui para 
produzir o efeito do humor. Esse efeito ocorre porque um 
dos personagens: 
a- Reconhece a espécie do animal avistado. 
b- Tem duvida sobre a pronúncia do nome do 
réptil. 
c- Desconsidera o conteúdo linguístico da 
pergunta. 
d- Constata o fato de um bicho cruzar a frente do 
carro.
BIOLOGIA 
PROFESSORA ELISÂNGELA 
QUESTÃO 9) Qual das seguintes fontes de produção de 
energia é a mais recomendável para a diminuição dos gases 
causadores do aquecimento global? 
a) óleo diesel 
b) gasolina. 
c) carvão mineral 
d) gás natural 
e) vento 
QUESTÃO 10) O ser humano tem tido problemas 
constantes com os vírus. A respeito dos vírus, assinale a 
alternativa correta: 
a) São todos endoparasitas celulares. 
b) Os antibióticos devem ser usados para tratar doenças 
causadas por vírus. 
c) Possuem DNA e RNA como material genético. 
d) Atualmente existem vacinas contra todos os tipos de vírus. 
e) Realizam reprodução sexuada. 
QUESTÃO 11) O fungoPenicillium, por causar 
apodrecimento de laranjas, acarreta prejuízos pós -colheita. É 
correto afirmar que esse tipo de interação é conhecido como: 
a) comensal ismo 
b) mutualismo 
c) parasitismo 
d) predatismo 
e) consumismo 
QUESTÃO 12) A reprodução sexuada possibilita a 
variabilidade genética devido a participação de gametas ou 
células reprodutoras. São exemplos de gametas: 
a) adipócitos e neurônios. 
b) óvulos e espermatozóides. 
c) plaquetas e hemácias. 
d) hemácias e linfócitos. 
e) neurônios e plaquetas . 
FILOSOFIA 
PROFESSOR AUGUSTO 
Leia o texto abaixo e responda às questões: 13, 14, 15, 16 e 
17 
O MERCADO MANDA MESMO? 
01 Quem se dedicar hoje a ler todos os livros, manuais e 
artigos sobre o que é ser um ''bom 
02 profissional'' certamente vai desistir de tentar qualquer 
emprego. Em primeiro lugar, as 
03 descrições que encontramos são sempre de ''super - 
homens'', que nunca têm estresse, não 
04 se cansam, são capazes de infinitas adaptações, nunca 
brigam com a família... Ou seja, 
05 não é descrição de gente. 
06 Em segundo lugar, o conjunto dessas fórmulas é 
francamente contraditório. O que uns di - 
07 -zem que é bom outros acham que não. É como se cada 
autor, cada consultor, cada 
08 articulista pegasse uma ideia, transformasse em regra e 
quisesse aplicá-la a todos os seres 
09 humanos, de qualquer sexo e de qualquer cultura. 
10 Não é preciso muita sociologia para perceber que esse 
emaranhado todo, ao pretender indi - 
11 -car o bom caminho para o profissional, desenha uma 
espécie de ''tipo ideal'' de trabalhador 
12 para as necessidades do mercado. E como o próprio 
mercado é todo cheio de ambiguidades 
13 e necessidades que são contrárias umas às outras, o que 
sobra para nós é uma grande 
14 perplexidade. 
15 Então que tal parar um pouco de pensar no mercado e 
pensar em você mesmo? Qual é o 
16 ''algo a mais'' que você, com sua personalidade, suas 
aptidões, seu jeito de ser, qual é esse 
17 ''algo'' que você pode desenvolver? É preciso saber que 
formação é a mais adequada para 
18 você, não a formação mais adequada para o mercado. 
19 As diferentes cartilhas, as diversas teorias, as fórmulas 
mágicas servem apenas para tentar 
20 conduzir todo mundo para o mesmo lugar. O desafio é sair 
desse lugar e se tornar alguém 
21 incomum, de acordo com seus desejos e interesses. Então, 
não será apenas uma questão 
22 de ''empregabilidade'', como dizem, mas de vida. 
23 Pode até não parecer, mas nós somos seres humanos, 
com dignidade. No mercado, há 
24 obviamente mercadorias, simplesmente com preço. E 
fazer o melhor por si mesmo, e não 
25 pelo mercado, é algo que não tem preço. 
(In: FOLHA DE SÃO PAULO - Especial: Empregos, 22 de abril 
de 2001 - p.10 - texto adaptado) 
QUESTÃO 13) A principal relação de ideias presente no 
texto é a oposição entre mercado e... 
A) sociedade. 
B) emprego. 
C) consultores. 
D) teorias. 
E) indivíduo. 
QUESTÃO 14) A crítica do autor dirige-se às publicações 
que, para vender a imagem do ''bom profissional'', 
apresentam orientações: 
A) extraordinárias e incoerentes com o mercado. 
B) inaceitáveis e muito cheias de regras. 
C) extravagantes e indiferentes à cultura de cada um. 
D) irrealizáveis e incompatíveis entre si.
E) enganadoras e pouco criativas. 
QUESTÃO 15) Com a expressão ''super-homens'' (linha 
03), o autor tem a intenção de: 
A) fazer alusão ao potencial extraordinário das pessoas que 
buscam o constante aperfeiçoamento profissional. 
B) ressal tar a admiração que os modelos de profissional 
apresentados pelos manuais despertam no leitor. 
C) evidenciar a distância entre o que se recomenda nos 
livros e o que, de fato, as pessoas conseguem ser. 
D) incitar os futuros profissionais a se equipararem com os 
heróis modernos. 
E) reforçar a necessidade de preparação para que os jovens 
possam acompanhar, com um mínimo de segurança, os 
''voos'' do mercado. 
QUESTÃO 16) As expressões abaixo, extraídas do texto, 
referem-se todas ao conteúdo dos livros, manuais e artigos 
criticados pelo autor, EXCETO a da alternativa: 
A) ''as descrições que encontramos'' (linhas 02 e 03). 
B) ''o conjunto dessas fórmulas'' (linha 06). 
C) ''esse emaranhado todo'' (linha 10). 
D) '' uma grande perplexidade'' (linhas 13 e 14). 
E) ''as diversas teorias'' (linha 19). 
QUESTÃO 17) Para o autor, o mais importante na busca 
do sucesso profissional é: 
A) fazer-se notar pela melhor formação, mesmo pagando 
caro por isso. 
B) descobrir o que há de melhor em si mesmo e nisso 
investir. 
C) esquecer o mercado para dedicar-se a algo mais 
interessante. 
D) sacrificar tudo o que for preciso para conseguir um 
emprego digno. 
E) seguir o que dizem as cartilhas, mas sem abrir mão da 
dignidade. 
SOCIOLOGIA 
PROFESSOR GABRIEL 
Leia o texto abaixo e responda à questão 18 
(Enem, 2007) 
LUCRO NA ADVERSIDADE 
Os fazendeiros da região sudoeste de Bangladesh, 
um dos países mais pobres da Ásia, estão tentando adaptar - 
se às mudanças acarretadas pelo aquecimento global. Antes 
acostumados a produzir arroz e vegetais, responsáveis por 
boa parte da produção nacional, eles estão migrando para o 
cultivo do camarão. Com a subida do nível do mar, a água 
salgada penetrou nos rios e mangues da região, o que 
inviabilizou a agricultura, mas, de outro lado, possibilitou a 
criação de crustáceos, uma atividade até mais lucrativa. O 
lado positivo da situação termina por aí. A maior parte da 
população local foi prejudicada, já que os fazendeiros não 
precisam contratar mais mão de obra, o que aumentou o 
desemprego. A flora e a fauna do mangue vêm sendo afetada 
pela nova composição da água. Os lençóis freáticos foram 
atingidos pela água salgada. 
Globo rural, jun. 2007, p. 18 (com adaptações). 
QUESTÃO 18) A situação descrita acima retrata: 
(A) o fortalecimento de atividades produtivas tradicionais em 
Bangladesh em decorrência dos efeitos do aquecimento 
global. 
(B) a introdução de uma nova atividade produtiva que amplia 
a oferta de emprego. 
(C) a reestruturação de atividades produtivas como forma de 
enfrentar mudanças nas condições ambientais da região. 
(D) o dano ambiental provocado pela exportação mais 
intensa dos recursos naturais da região a partir do cultivo do 
camarão. 
(E) a busca de investimentos mais rentáveis para Bangladesh 
crescer economicamente e competir no mercado 
internacional de grãos. 
Leia os textos abaixo e responda à questão 19 
(ENEM – 2010) 
TEXTO I 
Ela acorda tarde depois de ter ido ao teatro e à dança; ela lê 
romances, além de desperdiçar o tempo a olhar para a rua da 
sua janela ou da sua varanda; passa horas no toucador a 
arrumar o seu complicado penteado; um número igual de 
horas praticando piano e mais outras na sua aula de francês 
ou de dança. 
Comentário do Padre Lopes da Gama acerca dos costumes 
femininos (1839) apud SILVA, T. V. Z. Mulheres, cultura e 
literatura brasileira. Ipotasi – Revista de Estudos 
Literários. Juiz de Fora, v. 2. n. 2, 1998. 
TEXTO II 
As janelas e portas gradeadas com treliças não eram cadeias 
confessas, positivas; mas eram, pelo aspecto e pelo seu 
destino, grandes gaiolas, onde os pais e maridos zelavam, 
sonegadas à sociedade, as filhas e as esposas. 
MACEDO, J. M. Memórias da Rua do Ouvidor (1878). 
Disponível em: www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 20 
maio 2013 (adaptado). 
QUESTÃO 19) A representação social do feminino comum aos dois 
textos é o(a) 
a) submissão de gênero, apoiada pela concepção patriarcal 
de família. 
b) acesso aos produtos de beleza, decorrência da abertura
dos portos. 
c) ampliação do espaço de entretenimento, voltado às 
distintas classes sociais. 
d) proteção da honra, mediada pela disputa masculina em 
relação às damas da corte. 
e) valorização do casamento cristão, respaldado pelos 
interesses vinculados à herança. 
Leia o texto abaixo para responder à questão 20 
(Unesp 2012) Cada cultura tem suas virtudes, seus vícios, 
seus conhecimentos, seus modos de vida, seus erros, suas 
ilusões. Na nossa atual era planetária, o mais importante é 
cada nação aspirar a integrar aquilo que as outras têm de 
melhor, e a buscar a simbiose do melhor de todas as culturas. 
A França deve ser considerada em sua história não somente 
segundo os ideais de Liberdade-Igualdade-Fraternidade 
promulgados por sua Revolução, mas também segundo o 
comportamento de uma potência que, como seus vizinhos 
europeus, praticou durante séculos a escravidão em massa, e 
em sua colonização oprimiu povos e negou suas aspirações à 
emancipação. Há uma barbárie europeia cuja cultura 
produziu o colonialismo e os totalitarismos fascistas, nazistas, 
comunistas. Devemos considerar uma cultura não somente 
segundo seus nobres ideais, mas também segundo sua 
maneira de camuflar sua barbárie sob esses ideais. 
(Edgard Morin. Le Monde, 08.02.2012. Adaptado.) 
QUESTÃO 20) No texto citado, o pensador 
contemporâneo Edgard Morin desenvolve 
a) reflexões elogiosas acerca das consequências do 
etnocentrismo ocidental sobre outras culturas. 
b) um ponto de vista idealista sobre a expansão dos ideais da 
Revolução Francesa na história. 
c) argumentos que defendem o isolamento como forma de 
proteção dos valores culturais. 
d) uma reflexão crítica acerca do contato entre a cultura 
ocidental e outras culturas na história. 
e) uma defesa do caráter absoluto dos valores culturais da 
Revolução Francesa. 
LEIA O TEXTO PARA RESPONDER À QUESTÃO 21 
(Ufu 2012) A estética nas diferentes sociedades vem 
geralmente acompanhada de marcas corporais que 
individualizam seus sujeitos e sua coletividade. Discos labiais, 
piercings, tatuagens, mutilações, pinturas, vestimentas, 
penteados e cortes de cabelo são algumas marcas 
reconhecíveis de um inventário possível das técnicas 
corporais em toda sua riqueza e diversidade. Embora 
universal, as formas das quais se valem os grupos e 
indivíduos para se marcarem corporalmente são vistas, às 
vezes, como estranhas a indivíduos que pertencem a outros 
grupos. 
QUESTÃO 21) Essa atitude de estranhamento em 
relação ao diferente é considerada conceitualmente como 
a) preconceito: reconhece no valor das raças o que é correto 
ou não na estética corporal. 
b) relativização: o outro é entendido nos seus próprios 
termos. 
c) etnocentrismo: só reconhece valor nos seus próprios 
elementos culturais. 
d) etnocídio: afasta o diferente e procura transformá-lo num 
igual. 
QUESTÃO 22) 2 - (Enem, 2004) Um certo carro esporte é 
desenhado na Califórnia, financiado por Tóquio, o protótipo é 
criado em Worthing (Inglaterra) e a montagem é feita nos 
EUA e México, com componentes inventados em Nova Jérsei 
(EUA), fabricados no Japão. […] Já a indús tria de confecção 
norte-americana, quando inscreve seus produtos “made in 
USA”, esquece d e mencionar que eles foram produzidos no 
México, Caribe ou Filipinas. 
Renato Ortiz. Mundialização e Cultura. São Paulo: Brasiliense, 
1996. 
O texto ilustra como em certos países produz-se tanto um 
carro esporte e sofisticado, quanto roupas que nem sequer 
levam uma etiqueta identificando o país produtor. De fato, 
tais roupas costumam ser feitas em fábricas chamadas 
“maquiladoras” - situadas em zonas-francas, onde os 
trabalhadores nem sempre têm direitos trabalhistas 
garantidos. 
A produção nessas condições indicaria um processo de 
globalização que: 
(A) fortalece os Estados Nacionais e diminui as disparidades 
econômicas entre eles pela aproximação entre um centro rico 
e uma periferia pobre. 
(B) garante a soberania dos Estados Nacionais por meio da 
identificação da origem de produção dos bens e mercadorias. 
(C) fortalece igualmente os Estados Nacionais por meio da 
circulação de bens e capitais e do intercâmbio de tecnologia. 
(D) reafirma as diferenças entre um centro rico e uma 
periferia pobre, tanto dentro como fora das fronteiras dos 
Estados Nacionais. 
(E) compensa as disparidades econômicas pela socialização 
de novas tecnologias e pela circulação globalizada da mão de 
obra.
QUESTÃO 23) (UFPA) A Cultura Popular corresponde às 
práticas cultivadas de maneira tradicional porque: 
(A) Atinge simultaneamente as pessoas pelos meios de 
comunicação eletrônica, como ocorre, por exemplo, nos 
programas de rádio. 
(B) Está relacionada à tradição oral, coletiva e, muitas vezes, 
é marcada pela relação das pessoas com seu ambiente. 
(C) Sua forma de difusão é a escrita, repassada de geração a 
geração desde tempos remotos. 
(D) Representa a cosmovisão das classes tradicionalmente 
dominantes. 
(E) É comercializada e consumida em larga escala devido às 
atuais técnicas de reprodução. 
QUÍMICA 
PROFESSOR CLÁUDIO 
QUESTÃO 24) 
Estuda a energia associada a uma reação química : 
a) cinética 
b) termoquímica 
c) equilíbrio 
d) eletroquímica 
e) N.D.A. 
QUESTÃO 25) 
É o conteúdo global de energia de um sistema: 
a) entalpia 
b) calor 
c) unidade térmica 
d) explosiva 
e) NDA 
QUESTÃO 26) 
A entalpia dos produtos é menor que a dos reagentes: 
a) hidroscopica 
b) endotérmica 
c) exotérmica 
d) molecular 
e) NDA 
QUESTÃO 27) 
A entalpia dos produtos é maior que a dos reagentes : 
a) hidroscopica 
b) endotérmica 
c) exotérmica 
d) molecular 
e) NDA 
TABELA PERIÓDICA PARA CONSULTA 
HISTÓRIA 
PROFESSORA FATINHA 
QUESTÃO 28) No processo de pacificação do país , 
destacou-se a ação de: 
A) Luís Alves de Lima e Silva(Duque de Caxias) 
B) Luís Inácio Lula da Silva ( Lula) 
C) Conde Monte Cristo 
D) Tiradentes 
E) Padre Antônio Vieira 
QUESTÃO 29) Observe a imagem, o que ela representa?
A) Uma apresentação de teatro sobre capoeira 
B) Uma roda de samba. 
C) Negros eram trazidos amontoados em porões de navios 
negreiros. 
D) Uma festa típica daquela época. 
QUESTÃO 30) Sobre a guerra do Paraguai marque abaixo 
os países que formaram a Tríplice Aliança. 
A) Brasil Argentina e Uruguai 
B) Brasil Bolívia e Uruguai 
C) Uruguai, Argentina e Bolívia 
d) Brasil Argentina e Bolívia 
QUESTÃO 31) A Guerra do Paraguai, considerada o maior 
conflito armado da história da América do Sul, além de 
provocar a morte de inúmeros paraguaios, brasileiros, 
argentinos e uruguaios, foi a causa do desequilíbrio 
econômico e do aumento substancial das dívidas externas 
dos países envolvidos no conflito. Apesar disso, a guerra foi 
um "bom negócio" para: 
a) os paraguaios, que conquistaram territórios estratégicos 
para seu desenvolvimento na Bacia do Prata; 
b) os argentinos, que conquistaram vastas porções do 
território paraguaio e anexaram áreas do Rio Grande do Sul; 
c) os norte-americanos, que aumentaram a sua exportação 
de açúcar e trigo para o Uruguai e para o Brasil; 
d) os brasileiros, que não tiveram grandes prejuízos com a 
guerra e conquistaram parte do território argentino e 
paraguaio; 
e) os ingleses, que emprestaram milhões de libras para os 
países da Tríplice Aliança, com juros altos, através de seus 
bancos. 
INGLÊS 
PROFESSOR RICARDO 
Leia o texto abaixo para responder a questão 32 
THE WEATHER MAN 
They say that the British love talking about the weather. For 
other nationalities this can be a banal and boring subject of 
conversation, something that people talk about when they 
have nothing else to say to each other. And yet the weather 
is a very important part of our lives. That at least is the 
opinion of Barry Gromett press officer for The Met Office. 
This is located in Exeter, a pretty cathedral city in the 
southwest of England. Here employees – and computers - 
supply weather forecasts for much of the world. 
QUESTÃO 32) Ao conversar sobre a previsão do tempo, o 
texto mostra 
a) o aborrecimento do cidadão britânico ao falar sobre 
banalidades. 
b) a falta de ter o que falar em situações de avaliação de 
línguas. 
c) a importância de se entender sobre meteorologia para 
falar inglês. 
d) as diferenças e as particularidades culturais no uso de uma 
língua. 
e) o conflito entre diferentes ideais e opiniões ao se 
comunicar em inglês 
Leia o texto abaixo para responder à questão 33. 
Viva la Vida 
''I used to rule the world 
Seas would rise when I gave the word 
Now in the morning and I sleep alone 
Sweep the streets I used to own 
I used to ROLL THE DICE 
Feel the fear in my enemy’s eyes 
Listen as the crowd would sing 
“Now the old king is dead! Long live the king!” 
One minute I held the key 
Next the walls were closed on me 
And I discovered that my castles stand 
Upon pillars of salt and pillars of sand.'' 
[…] 
MARTIN, C. Viva la vida, Coldplay. In: Viva la vida or Death 
and all his friends. Parlophone, 2008. 
QUESTÃO 33) Letras de músicas abordam temas que, de 
certa forma, podem ser reforçados pela repetição de trechos 
ou palavras. O fragmento da canção Viva la vida, por 
exemplo, permite conhecer o relato de alguém que: 
a) costumava ter o mundo aos seus pés e, de repente, se 
viu sem nada. 
b) almeja o título de rei e, por ele, tem enfrentado 
inúmeros inimigos. 
c) causa pouco temor a seus inimigos, embora tenha 
muito poder. 
d) limpava as ruas e, com seu esforço, tornou-se rei de 
seu povo. 
e) tinha a chave para todos os castelos nos quais 
desejava morar 
MATEMÁTICA 
PROFESSORA JANE FORTES.
QUESTÃO 34) Que triângulo obtém quando traçamos a 
diagonal de um quadrado? 
A) Dois triângulos retângulos escalenos. 
B) Dois triângulos retângulos isósceles. 
C) Dois triângulos acutângulos equiláteros. 
D) Dois triângulos acutângulos isósceles . 
QUESTÃO 35) Qual das opções é um número, 
simultaneamente, divisíveis de 2, 3 e 5. 
A) 96 
B) 50 
C) 105 
D) 120 
QUESTÃO 36) Na reta numérica abaixo, a localização da 
fração 2/5 está representada pela letra. 
A) A 
B) B 
C) C 
D) D 
QUESTÃO 37) Marta contratou um bufê para a festa de seu 
aniversário. Esse bufê utiliza a expressão: 10c + 25p + 250 
para fazer o orçamento de uma festa, sendo c o número de 
crianças e p o número de adultos convidados para o evento. 
Marta convidou 15 crianças e 50 adultos. Ela deverá pagar ao 
bufê 
A) 285 reais. 
B) 1 400 reais. 
C) 1 650 reais. 
D) 2 850 reais. 
QUESTÃO 38) Na decomposição em fatores primos do 
número 192 aparecem: 
A) três fatores 2 
B) cinco fatores 2 
C) seis fatores 2 
D) dois fatores 3. 
GEOGRAFIA 
PROFESSORAS FERNANDA E ELIANA 
QUESTÃO 39) Até alguns anos atrás, a maior parte da 
modesta produção do país era obtida em Minas Gerais, onde 
a exploração é feita de modo empresarial e com técnicas 
modernas. Nos últimos anos, porém, foram encontradas 
algumas jazidas na Amazônia. Com isso, o Pará tornou-se o 
maior produtor nacional notadamente através das jazidas da 
Serra Pelada, localizada no sul do Estado. Estamos falando 
de: 
a) níquel 
b) ouro 
c) zinco 
d) chumbo 
e) cobre 
QUESTÃO 40) Entre as maiores reservas minerais do 
mundo estão as da Amazônia, onde se encontra a Serra dos 
Carajás no sudeste do Pará, que se destaca pela produção de: 
a) prata, diamante, chumbo e enxofre. 
b) ferro, cobre, manganês e ouro. 
c) carvão, cromo, prata e potássio. 
d) níquel, petróleo, urânio e chumbo. 
e) ferro, zinco, estanho e calcário 
QUESTÃO 41) Qual das seguintes fontes de produção 
de energia é a mais recomendável para a diminuição dos 
gases causa dores do aquecimento global? 
A) Óleo diesel. 
B) Gasolina. 
C) Carvão mineral. 
D) Gás natural. 
E) Vento. 
QUESTÃO 42) Apesar de um relativo declínio nas 
últimas décadas, esse recurso natural continua sendo a 
mais importante fonte de energia da atualidade. Trata-se 
de uma fonte não renovável e que atua na produção de 
eletricidade, combustíveis e na constituição de matérias-primas 
para inúmeros produtos, como a borracha sintética 
e o plástico. 
A descrição acima refere-se: 
a) ao gás natural 
b) ao xisto betuminoso 
c) à água 
d) ao petróleo 
e) ao carvão mineral 
QUESTÃO 43 2- Enumere a segunda coluna a partir da 
primeira, classificando corretamente as diferentes fontes de 
energia existentes. 
Coluna 01 
(1) Fontes renováveis 
(2) Fontes não renováveis
_________________________________ 
Coluna 02 
( ) Energia do Carvão 
( ) Energia Eólica 
( ) Energia Solar 
( ) Energia do Petróleo 
( ) Energia Geotérmica 
( ) Energia Atômica 
( ) Energia das Ondas das Marés 
a) 1,2,1,2,1,2,1 
b) 2,1,2,1,2,2,2 
c) 1,2,1,2,1,2,1 
d) 2,1,1,2,1,2,1 
e) 2,1,1,1,2,1,2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cruzadinha política
Cruzadinha políticaCruzadinha política
Cruzadinha política
Atividades Diversas Cláudia
 
Carta argumentativa - exemplo/modelo
Carta argumentativa - exemplo/modeloCarta argumentativa - exemplo/modelo
Carta argumentativa - exemplo/modelo
jasonrplima
 
atividades sobre a Primeira Guerra Mundial
atividades sobre a Primeira Guerra Mundialatividades sobre a Primeira Guerra Mundial
atividades sobre a Primeira Guerra Mundial
Jean Carlos Nunes Paixão
 
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Atividades Diversas Cláudia
 
Resenha crítica sobre o livro a arte do planejamento verdades, mentiras e p...
Resenha crítica sobre o livro a arte do planejamento   verdades, mentiras e p...Resenha crítica sobre o livro a arte do planejamento   verdades, mentiras e p...
Resenha crítica sobre o livro a arte do planejamento verdades, mentiras e p...
Angela Albarello Tolfo
 
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana
Washington Rocha
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 
Atividades Deuses Gregos
Atividades Deuses GregosAtividades Deuses Gregos
Atividades Deuses Gregos
Doug Caesar
 
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Prova filosofia 1º ano /  I bimestreProva filosofia 1º ano /  I bimestre
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Mary Alvarenga
 
204029350 a-fabula-da-convivencia
204029350 a-fabula-da-convivencia204029350 a-fabula-da-convivencia
204029350 a-fabula-da-convivencia
Marcio Mariz
 
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANOAVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Tempo e clima
Tempo e climaTempo e clima
Tempo e clima
Doug Caesar
 
Atividades 1º Guerra Mundial III
Atividades 1º Guerra Mundial IIIAtividades 1º Guerra Mundial III
Atividades 1º Guerra Mundial III
Doug Caesar
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
Cabeçalho de avaliação do 1º bimestre 2012
Cabeçalho de avaliação do 1º bimestre 2012Cabeçalho de avaliação do 1º bimestre 2012
Cabeçalho de avaliação do 1º bimestre 2012
Escola Agenor Antonio Farias
 
Lista de exercícios 1 - Introdução à História
Lista de exercícios 1 - Introdução à HistóriaLista de exercícios 1 - Introdução à História
Lista de exercícios 1 - Introdução à História
Zé Knust
 
Cuzadinha sobre a era vargas
Cuzadinha sobre a era vargasCuzadinha sobre a era vargas
Cuzadinha sobre a era vargas
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

Cruzadinha política
Cruzadinha políticaCruzadinha política
Cruzadinha política
 
Carta argumentativa - exemplo/modelo
Carta argumentativa - exemplo/modeloCarta argumentativa - exemplo/modelo
Carta argumentativa - exemplo/modelo
 
atividades sobre a Primeira Guerra Mundial
atividades sobre a Primeira Guerra Mundialatividades sobre a Primeira Guerra Mundial
atividades sobre a Primeira Guerra Mundial
 
Migrações no brasil
Migrações no brasilMigrações no brasil
Migrações no brasil
 
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
 
Revolução técnico científica cruzadinha
Revolução técnico científica  cruzadinhaRevolução técnico científica  cruzadinha
Revolução técnico científica cruzadinha
 
Resenha crítica sobre o livro a arte do planejamento verdades, mentiras e p...
Resenha crítica sobre o livro a arte do planejamento   verdades, mentiras e p...Resenha crítica sobre o livro a arte do planejamento   verdades, mentiras e p...
Resenha crítica sobre o livro a arte do planejamento verdades, mentiras e p...
 
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
 
7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
Atividades Deuses Gregos
Atividades Deuses GregosAtividades Deuses Gregos
Atividades Deuses Gregos
 
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Prova filosofia 1º ano /  I bimestreProva filosofia 1º ano /  I bimestre
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
 
204029350 a-fabula-da-convivencia
204029350 a-fabula-da-convivencia204029350 a-fabula-da-convivencia
204029350 a-fabula-da-convivencia
 
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANOAVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
 
Tempo e clima
Tempo e climaTempo e clima
Tempo e clima
 
Atividades 1º Guerra Mundial III
Atividades 1º Guerra Mundial IIIAtividades 1º Guerra Mundial III
Atividades 1º Guerra Mundial III
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
At cidadania-pav
 
Cabeçalho de avaliação do 1º bimestre 2012
Cabeçalho de avaliação do 1º bimestre 2012Cabeçalho de avaliação do 1º bimestre 2012
Cabeçalho de avaliação do 1º bimestre 2012
 
Lista de exercícios 1 - Introdução à História
Lista de exercícios 1 - Introdução à HistóriaLista de exercícios 1 - Introdução à História
Lista de exercícios 1 - Introdução à História
 
Cuzadinha sobre a era vargas
Cuzadinha sobre a era vargasCuzadinha sobre a era vargas
Cuzadinha sobre a era vargas
 

Semelhante a SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.

Português 2º humildade -tipo 01
Português   2º humildade -tipo 01Português   2º humildade -tipo 01
Português 2º humildade -tipo 01
Renato Rodrigues
 
Português 2º humildade -tipo 02
Português   2º humildade -tipo 02Português   2º humildade -tipo 02
Português 2º humildade -tipo 02
Renato Rodrigues
 
Português 2º humildade -tipo 03
Português   2º humildade -tipo 03Português   2º humildade -tipo 03
Português 2º humildade -tipo 03
Renato Rodrigues
 
Prova internet-pssii-2003
Prova internet-pssii-2003Prova internet-pssii-2003
Prova internet-pssii-2003
Lucas Ferreira
 
Prova internet-pssii-2003
Prova internet-pssii-2003Prova internet-pssii-2003
Prova internet-pssii-2003
Lucas Ferreira
 
Gab port 8 e 9 eja 2 bim
Gab port 8 e 9 eja   2 bimGab port 8 e 9 eja   2 bim
Gab port 8 e 9 eja 2 bim
Valeska Paiva
 
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
Antônio Fernandes
 
CADERNO DO ALUNO-2º ANO-VOL.3-TRADUZIDO
CADERNO DO ALUNO-2º ANO-VOL.3-TRADUZIDOCADERNO DO ALUNO-2º ANO-VOL.3-TRADUZIDO
CADERNO DO ALUNO-2º ANO-VOL.3-TRADUZIDO
Marisa Moreyra
 
OFICINA DE REDAÇÃO.pptx
OFICINA DE REDAÇÃO.pptxOFICINA DE REDAÇÃO.pptx
OFICINA DE REDAÇÃO.pptx
Samara Pimentel
 
Prova internet-pss-iii-2010
Prova internet-pss-iii-2010Prova internet-pss-iii-2010
Prova internet-pss-iii-2010
Lucas Ferreira
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
7 de Setembro
 
Avalport9 pip prova (2)
Avalport9 pip prova (2)Avalport9 pip prova (2)
Avalport9 pip prova (2)
Atividades Diversas Cláudia
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
Antônio Fernandes
 
588
588588
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
Cláudia Heloísa
 
Redação e edição em revista abertura
Redação e edição em revista aberturaRedação e edição em revista abertura
Redação e edição em revista abertura
Mob Cranb
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 3º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 3º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 3º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 3º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
Antônio Fernandes
 
2012 prova vestibulinho
2012   prova vestibulinho2012   prova vestibulinho
2012 prova vestibulinho
Duda Campos
 
Simulado português e matematica 3 em ok
Simulado português e matematica 3 em okSimulado português e matematica 3 em ok
Simulado português e matematica 3 em ok
Ederson Jacob Zanardo
 
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeralAtividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Professora sonhadora
 

Semelhante a SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO. (20)

Português 2º humildade -tipo 01
Português   2º humildade -tipo 01Português   2º humildade -tipo 01
Português 2º humildade -tipo 01
 
Português 2º humildade -tipo 02
Português   2º humildade -tipo 02Português   2º humildade -tipo 02
Português 2º humildade -tipo 02
 
Português 2º humildade -tipo 03
Português   2º humildade -tipo 03Português   2º humildade -tipo 03
Português 2º humildade -tipo 03
 
Prova internet-pssii-2003
Prova internet-pssii-2003Prova internet-pssii-2003
Prova internet-pssii-2003
 
Prova internet-pssii-2003
Prova internet-pssii-2003Prova internet-pssii-2003
Prova internet-pssii-2003
 
Gab port 8 e 9 eja 2 bim
Gab port 8 e 9 eja   2 bimGab port 8 e 9 eja   2 bim
Gab port 8 e 9 eja 2 bim
 
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
APOSTILA PREPARATÓRIA ENEM 2012. LINGUAGENS SUAS TECNOLOGIAS E SEUS CÓDIGOS.
 
CADERNO DO ALUNO-2º ANO-VOL.3-TRADUZIDO
CADERNO DO ALUNO-2º ANO-VOL.3-TRADUZIDOCADERNO DO ALUNO-2º ANO-VOL.3-TRADUZIDO
CADERNO DO ALUNO-2º ANO-VOL.3-TRADUZIDO
 
OFICINA DE REDAÇÃO.pptx
OFICINA DE REDAÇÃO.pptxOFICINA DE REDAÇÃO.pptx
OFICINA DE REDAÇÃO.pptx
 
Prova internet-pss-iii-2010
Prova internet-pss-iii-2010Prova internet-pss-iii-2010
Prova internet-pss-iii-2010
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
 
Avalport9 pip prova (2)
Avalport9 pip prova (2)Avalport9 pip prova (2)
Avalport9 pip prova (2)
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
 
588
588588
588
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
 
Redação e edição em revista abertura
Redação e edição em revista aberturaRedação e edição em revista abertura
Redação e edição em revista abertura
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 3º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 3º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 3º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 3º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
 
2012 prova vestibulinho
2012   prova vestibulinho2012   prova vestibulinho
2012 prova vestibulinho
 
Simulado português e matematica 3 em ok
Simulado português e matematica 3 em okSimulado português e matematica 3 em ok
Simulado português e matematica 3 em ok
 
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeralAtividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
Atividades sobre substantivo, adjetivo, numeral
 

Mais de Antônio Fernandes

A CADA 100 JOVENS NO BRASIL. UM TRISTE RELATO
A CADA 100 JOVENS NO BRASIL. UM TRISTE RELATOA CADA 100 JOVENS NO BRASIL. UM TRISTE RELATO
A CADA 100 JOVENS NO BRASIL. UM TRISTE RELATO
Antônio Fernandes
 
JORNAL DIREÇÃO CERTA. SEU INFORMATIVO SOBRE TUDO O QUE ACONTECE NA ESCOLA COR...
JORNAL DIREÇÃO CERTA. SEU INFORMATIVO SOBRE TUDO O QUE ACONTECE NA ESCOLA COR...JORNAL DIREÇÃO CERTA. SEU INFORMATIVO SOBRE TUDO O QUE ACONTECE NA ESCOLA COR...
JORNAL DIREÇÃO CERTA. SEU INFORMATIVO SOBRE TUDO O QUE ACONTECE NA ESCOLA COR...
Antônio Fernandes
 
EXEMPLO MAPA TEXTUAL. REDAÇÃO ENEM. TEMA POLÊMICO. IDEOLOGIA DE GÊNERO
EXEMPLO MAPA TEXTUAL. REDAÇÃO ENEM. TEMA POLÊMICO. IDEOLOGIA DE GÊNEROEXEMPLO MAPA TEXTUAL. REDAÇÃO ENEM. TEMA POLÊMICO. IDEOLOGIA DE GÊNERO
EXEMPLO MAPA TEXTUAL. REDAÇÃO ENEM. TEMA POLÊMICO. IDEOLOGIA DE GÊNERO
Antônio Fernandes
 
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETOAULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
Antônio Fernandes
 
Resolução SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MG 3118 16-r
Resolução SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MG 3118 16-rResolução SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MG 3118 16-r
Resolução SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MG 3118 16-r
Antônio Fernandes
 
PGE EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 2017
PGE EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 2017PGE EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 2017
PGE EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 2017
Antônio Fernandes
 
PASSO A PASSO PARA TRABALHO COM DIÁRIO ESCOLAR DIGITAL
PASSO A PASSO PARA TRABALHO COM DIÁRIO ESCOLAR  DIGITALPASSO A PASSO PARA TRABALHO COM DIÁRIO ESCOLAR  DIGITAL
PASSO A PASSO PARA TRABALHO COM DIÁRIO ESCOLAR DIGITAL
Antônio Fernandes
 
PPP. EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA encerrado definitivamente 2016
PPP. EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA encerrado definitivamente 2016PPP. EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA encerrado definitivamente 2016
PPP. EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA encerrado definitivamente 2016
Antônio Fernandes
 
Documentos que devem ser apresentados no ato da designação
Documentos que devem ser apresentados no ato da designaçãoDocumentos que devem ser apresentados no ato da designação
Documentos que devem ser apresentados no ato da designação
Antônio Fernandes
 
cadê os batedores de panelas? VERGONHA DE SER BRASILEIRO.
cadê os batedores de panelas? VERGONHA DE SER BRASILEIRO.cadê os batedores de panelas? VERGONHA DE SER BRASILEIRO.
cadê os batedores de panelas? VERGONHA DE SER BRASILEIRO.
Antônio Fernandes
 
CATÁLOGO DE AUTORIAS DA DIVERSIDADE. OBRAS ADQUIRIDAS PELA DIREÇÃO ESCOLA COR...
CATÁLOGO DE AUTORIAS DA DIVERSIDADE. OBRAS ADQUIRIDAS PELA DIREÇÃO ESCOLA COR...CATÁLOGO DE AUTORIAS DA DIVERSIDADE. OBRAS ADQUIRIDAS PELA DIREÇÃO ESCOLA COR...
CATÁLOGO DE AUTORIAS DA DIVERSIDADE. OBRAS ADQUIRIDAS PELA DIREÇÃO ESCOLA COR...
Antônio Fernandes
 
Resolução SEE-MG 3118 2016-estabelece critérios e define procedimentos para ...
Resolução SEE-MG  3118 2016-estabelece critérios e define procedimentos para ...Resolução SEE-MG  3118 2016-estabelece critérios e define procedimentos para ...
Resolução SEE-MG 3118 2016-estabelece critérios e define procedimentos para ...
Antônio Fernandes
 
PLANTÃO DO ENEM. MANUAL DE REDAÇÃO 2016
PLANTÃO DO ENEM. MANUAL DE REDAÇÃO 2016PLANTÃO DO ENEM. MANUAL DE REDAÇÃO 2016
PLANTÃO DO ENEM. MANUAL DE REDAÇÃO 2016
Antônio Fernandes
 
Escola aberta 2016 escola cornélia portfólio finalizado (1)
Escola aberta 2016 escola cornélia portfólio finalizado (1)Escola aberta 2016 escola cornélia portfólio finalizado (1)
Escola aberta 2016 escola cornélia portfólio finalizado (1)
Antônio Fernandes
 
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
Antônio Fernandes
 
ESTÁGIO NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA ALUNOS MATRICULADOS EM ESCOLAS PÚBLIC...
ESTÁGIO NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA ALUNOS MATRICULADOS EM ESCOLAS PÚBLIC...ESTÁGIO NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA ALUNOS MATRICULADOS EM ESCOLAS PÚBLIC...
ESTÁGIO NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA ALUNOS MATRICULADOS EM ESCOLAS PÚBLIC...
Antônio Fernandes
 
Como pedir isenção de taxa de inscrição em concursos públicos
Como pedir isenção de taxa de inscrição em concursos públicosComo pedir isenção de taxa de inscrição em concursos públicos
Como pedir isenção de taxa de inscrição em concursos públicos
Antônio Fernandes
 
LISTAGEM CONCURSO EDUCAÇÃO MG 2014
LISTAGEM CONCURSO EDUCAÇÃO MG 2014LISTAGEM CONCURSO EDUCAÇÃO MG 2014
LISTAGEM CONCURSO EDUCAÇÃO MG 2014
Antônio Fernandes
 
LISTAGEM FINAL CONCURSO EDUCAÇÃO MINAS GERAIS 2011
LISTAGEM FINAL CONCURSO EDUCAÇÃO MINAS GERAIS  2011LISTAGEM FINAL CONCURSO EDUCAÇÃO MINAS GERAIS  2011
LISTAGEM FINAL CONCURSO EDUCAÇÃO MINAS GERAIS 2011
Antônio Fernandes
 
RESOLUÇÃO SEE Nº 2836, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015
RESOLUÇÃO SEE Nº 2836, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015RESOLUÇÃO SEE Nº 2836, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015
RESOLUÇÃO SEE Nº 2836, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015
Antônio Fernandes
 

Mais de Antônio Fernandes (20)

A CADA 100 JOVENS NO BRASIL. UM TRISTE RELATO
A CADA 100 JOVENS NO BRASIL. UM TRISTE RELATOA CADA 100 JOVENS NO BRASIL. UM TRISTE RELATO
A CADA 100 JOVENS NO BRASIL. UM TRISTE RELATO
 
JORNAL DIREÇÃO CERTA. SEU INFORMATIVO SOBRE TUDO O QUE ACONTECE NA ESCOLA COR...
JORNAL DIREÇÃO CERTA. SEU INFORMATIVO SOBRE TUDO O QUE ACONTECE NA ESCOLA COR...JORNAL DIREÇÃO CERTA. SEU INFORMATIVO SOBRE TUDO O QUE ACONTECE NA ESCOLA COR...
JORNAL DIREÇÃO CERTA. SEU INFORMATIVO SOBRE TUDO O QUE ACONTECE NA ESCOLA COR...
 
EXEMPLO MAPA TEXTUAL. REDAÇÃO ENEM. TEMA POLÊMICO. IDEOLOGIA DE GÊNERO
EXEMPLO MAPA TEXTUAL. REDAÇÃO ENEM. TEMA POLÊMICO. IDEOLOGIA DE GÊNEROEXEMPLO MAPA TEXTUAL. REDAÇÃO ENEM. TEMA POLÊMICO. IDEOLOGIA DE GÊNERO
EXEMPLO MAPA TEXTUAL. REDAÇÃO ENEM. TEMA POLÊMICO. IDEOLOGIA DE GÊNERO
 
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETOAULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
 
Resolução SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MG 3118 16-r
Resolução SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MG 3118 16-rResolução SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MG 3118 16-r
Resolução SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MG 3118 16-r
 
PGE EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 2017
PGE EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 2017PGE EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 2017
PGE EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA 2017
 
PASSO A PASSO PARA TRABALHO COM DIÁRIO ESCOLAR DIGITAL
PASSO A PASSO PARA TRABALHO COM DIÁRIO ESCOLAR  DIGITALPASSO A PASSO PARA TRABALHO COM DIÁRIO ESCOLAR  DIGITAL
PASSO A PASSO PARA TRABALHO COM DIÁRIO ESCOLAR DIGITAL
 
PPP. EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA encerrado definitivamente 2016
PPP. EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA encerrado definitivamente 2016PPP. EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA encerrado definitivamente 2016
PPP. EE CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA encerrado definitivamente 2016
 
Documentos que devem ser apresentados no ato da designação
Documentos que devem ser apresentados no ato da designaçãoDocumentos que devem ser apresentados no ato da designação
Documentos que devem ser apresentados no ato da designação
 
cadê os batedores de panelas? VERGONHA DE SER BRASILEIRO.
cadê os batedores de panelas? VERGONHA DE SER BRASILEIRO.cadê os batedores de panelas? VERGONHA DE SER BRASILEIRO.
cadê os batedores de panelas? VERGONHA DE SER BRASILEIRO.
 
CATÁLOGO DE AUTORIAS DA DIVERSIDADE. OBRAS ADQUIRIDAS PELA DIREÇÃO ESCOLA COR...
CATÁLOGO DE AUTORIAS DA DIVERSIDADE. OBRAS ADQUIRIDAS PELA DIREÇÃO ESCOLA COR...CATÁLOGO DE AUTORIAS DA DIVERSIDADE. OBRAS ADQUIRIDAS PELA DIREÇÃO ESCOLA COR...
CATÁLOGO DE AUTORIAS DA DIVERSIDADE. OBRAS ADQUIRIDAS PELA DIREÇÃO ESCOLA COR...
 
Resolução SEE-MG 3118 2016-estabelece critérios e define procedimentos para ...
Resolução SEE-MG  3118 2016-estabelece critérios e define procedimentos para ...Resolução SEE-MG  3118 2016-estabelece critérios e define procedimentos para ...
Resolução SEE-MG 3118 2016-estabelece critérios e define procedimentos para ...
 
PLANTÃO DO ENEM. MANUAL DE REDAÇÃO 2016
PLANTÃO DO ENEM. MANUAL DE REDAÇÃO 2016PLANTÃO DO ENEM. MANUAL DE REDAÇÃO 2016
PLANTÃO DO ENEM. MANUAL DE REDAÇÃO 2016
 
Escola aberta 2016 escola cornélia portfólio finalizado (1)
Escola aberta 2016 escola cornélia portfólio finalizado (1)Escola aberta 2016 escola cornélia portfólio finalizado (1)
Escola aberta 2016 escola cornélia portfólio finalizado (1)
 
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
 
ESTÁGIO NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA ALUNOS MATRICULADOS EM ESCOLAS PÚBLIC...
ESTÁGIO NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA ALUNOS MATRICULADOS EM ESCOLAS PÚBLIC...ESTÁGIO NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA ALUNOS MATRICULADOS EM ESCOLAS PÚBLIC...
ESTÁGIO NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA ALUNOS MATRICULADOS EM ESCOLAS PÚBLIC...
 
Como pedir isenção de taxa de inscrição em concursos públicos
Como pedir isenção de taxa de inscrição em concursos públicosComo pedir isenção de taxa de inscrição em concursos públicos
Como pedir isenção de taxa de inscrição em concursos públicos
 
LISTAGEM CONCURSO EDUCAÇÃO MG 2014
LISTAGEM CONCURSO EDUCAÇÃO MG 2014LISTAGEM CONCURSO EDUCAÇÃO MG 2014
LISTAGEM CONCURSO EDUCAÇÃO MG 2014
 
LISTAGEM FINAL CONCURSO EDUCAÇÃO MINAS GERAIS 2011
LISTAGEM FINAL CONCURSO EDUCAÇÃO MINAS GERAIS  2011LISTAGEM FINAL CONCURSO EDUCAÇÃO MINAS GERAIS  2011
LISTAGEM FINAL CONCURSO EDUCAÇÃO MINAS GERAIS 2011
 
RESOLUÇÃO SEE Nº 2836, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015
RESOLUÇÃO SEE Nº 2836, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015RESOLUÇÃO SEE Nº 2836, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015
RESOLUÇÃO SEE Nº 2836, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015
 

Último

STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
IsaiasJohaneSimango
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 

SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.

  • 1. ESCOLA CORNÉLIA FERREIRA LADEIRA SIMULADO UNIFICADO NOME:_____________________________nº____SÉRIE 2º EM TURMA:____NOTA:______ Orientações para fazer o Simulado. 1. Preencha o cabeçalho com seu nome, série, turma e número da chamada. 2. Leia a questões mais de uma vez, não será permitida rasura. 3. Marque apenas um alternativa, caso marque duas ou mais a questão será anulada. 4. Só marque mais de uma alternativa quando a questão assim pedir que faça. 5. Faça o simulado com calma, pois ele é avaliação deste bimestre. 6. Marque o gabarito sem cometer rasuras. LÍNGUA PORTUGUESA/LITERATURA PROFESSORA FABIANA QUESTÃO 1) A memória da infância e a figura idealizada da mulher são temas frequentes apresentados na poética romântica: a- Através de uma postura do eu poético emocionalmente desligado e distante. b- Dentro de uma perspectiva da valorização do poético como algo inatingível. c- Por meio de um tom ressentido, com tendência à depreciação do feminino. d- A partir da grandiloquência dos temas universais inspirados na era clássica. 1) Leia o texto de Franscisco Otaviano e responda às questões 2 e 3 ILUSÕES DA VIDA Quem passou pela vida em branca nuvem, E em plácido repouso adormeceu; Quem não sentiu o frio da desgraça, Quem passou pela vida e não sofreu, Foi espectro de homem, não foi homem, Só passou pela vida, não viveu. QUESTÃO 2) Este poema pertence á estética romântica porque: a- Sugere que o leitor, para ser feliz, viva alienado e distante da realidade. b- Expõe os problemas sociais que afetam a sociedade da época. c- Nele se percebe a vassalagem amorosa, isto é, a submissão do homem em relação à mulher. d- Sugere que é importante viver, de forma intensa e profunda, as experiências da existência humana. QUESTÃO 3) Tema bastante recorrente na literatura romântica, o amor impossível aparece em personagens que encarnam o modelo romântico cujas características são: a- O sentimentalismo e a idealização do amor. b- Os jogos de interesse e a racionalidade. c- O subjetivismo e o nacionalismo. d- O egocentrismo e o amor subordinado a interesses sociais. e- A introspecção psicológica e a idealização da mulher. QUESTÃO 4) O nacionalismo é um importante elemento da literatura romântica. Nas alternativas abaixo, assinale aquela em que é mais evidente a presença de valores nacionalistas: a- Minha terra tem palmeiras Onde canta o Sabiá; As aves que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. b- Se eu morresse amanhã, viria ao menos Fechar meus olhos minha triste irmã; Minha mãe de saudades morreria, Se eu morresse amanhã. c- Oh! Que saudades que eu tenho Da aurora da minha vida Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! d- Não, não é louco. O espírito somente É que quebrou-lhe um elo da matéria, Pensa melhor que vós, pensa mais livre, Aproxima-se mais à essência etérea. Leia o fragmento abaixo e responda à questão 5 ATÉ QUANDO?
  • 2. Não adianta olhar pro céu Com muita fé e pouca luta Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer E muita greve, você pode, você deve, pode crer Não adianta olhar pro chão Virar a cara pra não ver Se liga ai que te botaram numa cruz e só porque Jesus Sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer. (Gabriel, O Pensador. Até quando?) QUESTÃO 5) As escolhas linguísticas feitas pelo autor conferem ao texto: a- Caráter atual, pelo uso de linguagem própria da internet. b- Cunho apelativo, pela predominância de imagens metafóricas. c- Tom de diálogo, pela recorrência de gírias. d- Espontaneidade, pela concisão da linguagem. Leia o fragmento abaixo e responda à questão 6 QUERÔ Delegado: - Então desce ele. Vê o que arrancam desse sacana. Sarará: - Só que tem um porém. Ele é menor. Delegado: - Então vai com jeito. Depois a gente entrega pro juiz. (Luz apaga no delegado e acende no repórter, que se dirige ao público.) Repórter: - E o Querô foi espremido, empilhado, esmagado de corpo e alma num cubículo imundo, com outros meninos. Meninos todos espremidos, empilhados, esmagados de corpo e alma, alucinados pelos seus desesperos, cegados por suas aflições. Muitos meninos, com seus desesperos e seus ódios, empilhados de corpo e alma no imundo cubículo do reformatório. E foi lá que o Querô cresceu. Marcos, P. Melhor teatro. São Paulo: Global, 2003. QUESTÃO 6) No discurso do repórter, a repetição causa um efeito de sentido de intensificação, construindo a ideia de: a- Opressão física e moral que gera rancor nos meninos. b- Repressão policial e social, que gera apatia nos meninos. c- Polêmica judicial, que gera confusão entre os meninos. d- Concepção educacional e carcerária, que gera comoção nos meninos. Leia o fragmento abaixo e responda à questão 7 ENTRE IDEIA E TECNOLOGIA O grande conceito por trás do Museu da Língua é apresentar o idioma como algo vivo e fundamental para o entendimento do que é ser brasileiro. Se nada nos define com clareza, a forma como falamos o português nas mais diversas situações cotidianas é talvez a melhor expressão da brasilidade. Scardovelli, E. Revista Língua Portuguesa, São Paulo, ano II, n. 6, 2006 QUESTÃO 7) O texto propõe uma reflexão acerca da língua portuguesa, ressaltando para o leitor a: a- Inauguração do museu e o grande investimento em cultura no país. b- Importância da língua para a construção da identidade nacional. c- Afetividade tão comum ao brasileiro, retratada através da língua. d- Relação entre o idioma e as políticas públicas na área de cultura. Leia o fragmento abaixo e responda à questão 8 DÚVIDA Dois compadres viajavam de carro por uma estrada de fazenda quando um bicho cruzou a frente do carro. Um dos compadres falou: - Passou um largato ali! O outro perguntou: - Largato ou lagarto? O primeiro respondeu: Num sei não. O bicho passou muito rápido. Piadas Coloridas. Rio de Janeiro: Gênero, 2006. QUESTÃO 8) A quebra da expectativa contribui para produzir o efeito do humor. Esse efeito ocorre porque um dos personagens: a- Reconhece a espécie do animal avistado. b- Tem duvida sobre a pronúncia do nome do réptil. c- Desconsidera o conteúdo linguístico da pergunta. d- Constata o fato de um bicho cruzar a frente do carro.
  • 3. BIOLOGIA PROFESSORA ELISÂNGELA QUESTÃO 9) Qual das seguintes fontes de produção de energia é a mais recomendável para a diminuição dos gases causadores do aquecimento global? a) óleo diesel b) gasolina. c) carvão mineral d) gás natural e) vento QUESTÃO 10) O ser humano tem tido problemas constantes com os vírus. A respeito dos vírus, assinale a alternativa correta: a) São todos endoparasitas celulares. b) Os antibióticos devem ser usados para tratar doenças causadas por vírus. c) Possuem DNA e RNA como material genético. d) Atualmente existem vacinas contra todos os tipos de vírus. e) Realizam reprodução sexuada. QUESTÃO 11) O fungoPenicillium, por causar apodrecimento de laranjas, acarreta prejuízos pós -colheita. É correto afirmar que esse tipo de interação é conhecido como: a) comensal ismo b) mutualismo c) parasitismo d) predatismo e) consumismo QUESTÃO 12) A reprodução sexuada possibilita a variabilidade genética devido a participação de gametas ou células reprodutoras. São exemplos de gametas: a) adipócitos e neurônios. b) óvulos e espermatozóides. c) plaquetas e hemácias. d) hemácias e linfócitos. e) neurônios e plaquetas . FILOSOFIA PROFESSOR AUGUSTO Leia o texto abaixo e responda às questões: 13, 14, 15, 16 e 17 O MERCADO MANDA MESMO? 01 Quem se dedicar hoje a ler todos os livros, manuais e artigos sobre o que é ser um ''bom 02 profissional'' certamente vai desistir de tentar qualquer emprego. Em primeiro lugar, as 03 descrições que encontramos são sempre de ''super - homens'', que nunca têm estresse, não 04 se cansam, são capazes de infinitas adaptações, nunca brigam com a família... Ou seja, 05 não é descrição de gente. 06 Em segundo lugar, o conjunto dessas fórmulas é francamente contraditório. O que uns di - 07 -zem que é bom outros acham que não. É como se cada autor, cada consultor, cada 08 articulista pegasse uma ideia, transformasse em regra e quisesse aplicá-la a todos os seres 09 humanos, de qualquer sexo e de qualquer cultura. 10 Não é preciso muita sociologia para perceber que esse emaranhado todo, ao pretender indi - 11 -car o bom caminho para o profissional, desenha uma espécie de ''tipo ideal'' de trabalhador 12 para as necessidades do mercado. E como o próprio mercado é todo cheio de ambiguidades 13 e necessidades que são contrárias umas às outras, o que sobra para nós é uma grande 14 perplexidade. 15 Então que tal parar um pouco de pensar no mercado e pensar em você mesmo? Qual é o 16 ''algo a mais'' que você, com sua personalidade, suas aptidões, seu jeito de ser, qual é esse 17 ''algo'' que você pode desenvolver? É preciso saber que formação é a mais adequada para 18 você, não a formação mais adequada para o mercado. 19 As diferentes cartilhas, as diversas teorias, as fórmulas mágicas servem apenas para tentar 20 conduzir todo mundo para o mesmo lugar. O desafio é sair desse lugar e se tornar alguém 21 incomum, de acordo com seus desejos e interesses. Então, não será apenas uma questão 22 de ''empregabilidade'', como dizem, mas de vida. 23 Pode até não parecer, mas nós somos seres humanos, com dignidade. No mercado, há 24 obviamente mercadorias, simplesmente com preço. E fazer o melhor por si mesmo, e não 25 pelo mercado, é algo que não tem preço. (In: FOLHA DE SÃO PAULO - Especial: Empregos, 22 de abril de 2001 - p.10 - texto adaptado) QUESTÃO 13) A principal relação de ideias presente no texto é a oposição entre mercado e... A) sociedade. B) emprego. C) consultores. D) teorias. E) indivíduo. QUESTÃO 14) A crítica do autor dirige-se às publicações que, para vender a imagem do ''bom profissional'', apresentam orientações: A) extraordinárias e incoerentes com o mercado. B) inaceitáveis e muito cheias de regras. C) extravagantes e indiferentes à cultura de cada um. D) irrealizáveis e incompatíveis entre si.
  • 4. E) enganadoras e pouco criativas. QUESTÃO 15) Com a expressão ''super-homens'' (linha 03), o autor tem a intenção de: A) fazer alusão ao potencial extraordinário das pessoas que buscam o constante aperfeiçoamento profissional. B) ressal tar a admiração que os modelos de profissional apresentados pelos manuais despertam no leitor. C) evidenciar a distância entre o que se recomenda nos livros e o que, de fato, as pessoas conseguem ser. D) incitar os futuros profissionais a se equipararem com os heróis modernos. E) reforçar a necessidade de preparação para que os jovens possam acompanhar, com um mínimo de segurança, os ''voos'' do mercado. QUESTÃO 16) As expressões abaixo, extraídas do texto, referem-se todas ao conteúdo dos livros, manuais e artigos criticados pelo autor, EXCETO a da alternativa: A) ''as descrições que encontramos'' (linhas 02 e 03). B) ''o conjunto dessas fórmulas'' (linha 06). C) ''esse emaranhado todo'' (linha 10). D) '' uma grande perplexidade'' (linhas 13 e 14). E) ''as diversas teorias'' (linha 19). QUESTÃO 17) Para o autor, o mais importante na busca do sucesso profissional é: A) fazer-se notar pela melhor formação, mesmo pagando caro por isso. B) descobrir o que há de melhor em si mesmo e nisso investir. C) esquecer o mercado para dedicar-se a algo mais interessante. D) sacrificar tudo o que for preciso para conseguir um emprego digno. E) seguir o que dizem as cartilhas, mas sem abrir mão da dignidade. SOCIOLOGIA PROFESSOR GABRIEL Leia o texto abaixo e responda à questão 18 (Enem, 2007) LUCRO NA ADVERSIDADE Os fazendeiros da região sudoeste de Bangladesh, um dos países mais pobres da Ásia, estão tentando adaptar - se às mudanças acarretadas pelo aquecimento global. Antes acostumados a produzir arroz e vegetais, responsáveis por boa parte da produção nacional, eles estão migrando para o cultivo do camarão. Com a subida do nível do mar, a água salgada penetrou nos rios e mangues da região, o que inviabilizou a agricultura, mas, de outro lado, possibilitou a criação de crustáceos, uma atividade até mais lucrativa. O lado positivo da situação termina por aí. A maior parte da população local foi prejudicada, já que os fazendeiros não precisam contratar mais mão de obra, o que aumentou o desemprego. A flora e a fauna do mangue vêm sendo afetada pela nova composição da água. Os lençóis freáticos foram atingidos pela água salgada. Globo rural, jun. 2007, p. 18 (com adaptações). QUESTÃO 18) A situação descrita acima retrata: (A) o fortalecimento de atividades produtivas tradicionais em Bangladesh em decorrência dos efeitos do aquecimento global. (B) a introdução de uma nova atividade produtiva que amplia a oferta de emprego. (C) a reestruturação de atividades produtivas como forma de enfrentar mudanças nas condições ambientais da região. (D) o dano ambiental provocado pela exportação mais intensa dos recursos naturais da região a partir do cultivo do camarão. (E) a busca de investimentos mais rentáveis para Bangladesh crescer economicamente e competir no mercado internacional de grãos. Leia os textos abaixo e responda à questão 19 (ENEM – 2010) TEXTO I Ela acorda tarde depois de ter ido ao teatro e à dança; ela lê romances, além de desperdiçar o tempo a olhar para a rua da sua janela ou da sua varanda; passa horas no toucador a arrumar o seu complicado penteado; um número igual de horas praticando piano e mais outras na sua aula de francês ou de dança. Comentário do Padre Lopes da Gama acerca dos costumes femininos (1839) apud SILVA, T. V. Z. Mulheres, cultura e literatura brasileira. Ipotasi – Revista de Estudos Literários. Juiz de Fora, v. 2. n. 2, 1998. TEXTO II As janelas e portas gradeadas com treliças não eram cadeias confessas, positivas; mas eram, pelo aspecto e pelo seu destino, grandes gaiolas, onde os pais e maridos zelavam, sonegadas à sociedade, as filhas e as esposas. MACEDO, J. M. Memórias da Rua do Ouvidor (1878). Disponível em: www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 20 maio 2013 (adaptado). QUESTÃO 19) A representação social do feminino comum aos dois textos é o(a) a) submissão de gênero, apoiada pela concepção patriarcal de família. b) acesso aos produtos de beleza, decorrência da abertura
  • 5. dos portos. c) ampliação do espaço de entretenimento, voltado às distintas classes sociais. d) proteção da honra, mediada pela disputa masculina em relação às damas da corte. e) valorização do casamento cristão, respaldado pelos interesses vinculados à herança. Leia o texto abaixo para responder à questão 20 (Unesp 2012) Cada cultura tem suas virtudes, seus vícios, seus conhecimentos, seus modos de vida, seus erros, suas ilusões. Na nossa atual era planetária, o mais importante é cada nação aspirar a integrar aquilo que as outras têm de melhor, e a buscar a simbiose do melhor de todas as culturas. A França deve ser considerada em sua história não somente segundo os ideais de Liberdade-Igualdade-Fraternidade promulgados por sua Revolução, mas também segundo o comportamento de uma potência que, como seus vizinhos europeus, praticou durante séculos a escravidão em massa, e em sua colonização oprimiu povos e negou suas aspirações à emancipação. Há uma barbárie europeia cuja cultura produziu o colonialismo e os totalitarismos fascistas, nazistas, comunistas. Devemos considerar uma cultura não somente segundo seus nobres ideais, mas também segundo sua maneira de camuflar sua barbárie sob esses ideais. (Edgard Morin. Le Monde, 08.02.2012. Adaptado.) QUESTÃO 20) No texto citado, o pensador contemporâneo Edgard Morin desenvolve a) reflexões elogiosas acerca das consequências do etnocentrismo ocidental sobre outras culturas. b) um ponto de vista idealista sobre a expansão dos ideais da Revolução Francesa na história. c) argumentos que defendem o isolamento como forma de proteção dos valores culturais. d) uma reflexão crítica acerca do contato entre a cultura ocidental e outras culturas na história. e) uma defesa do caráter absoluto dos valores culturais da Revolução Francesa. LEIA O TEXTO PARA RESPONDER À QUESTÃO 21 (Ufu 2012) A estética nas diferentes sociedades vem geralmente acompanhada de marcas corporais que individualizam seus sujeitos e sua coletividade. Discos labiais, piercings, tatuagens, mutilações, pinturas, vestimentas, penteados e cortes de cabelo são algumas marcas reconhecíveis de um inventário possível das técnicas corporais em toda sua riqueza e diversidade. Embora universal, as formas das quais se valem os grupos e indivíduos para se marcarem corporalmente são vistas, às vezes, como estranhas a indivíduos que pertencem a outros grupos. QUESTÃO 21) Essa atitude de estranhamento em relação ao diferente é considerada conceitualmente como a) preconceito: reconhece no valor das raças o que é correto ou não na estética corporal. b) relativização: o outro é entendido nos seus próprios termos. c) etnocentrismo: só reconhece valor nos seus próprios elementos culturais. d) etnocídio: afasta o diferente e procura transformá-lo num igual. QUESTÃO 22) 2 - (Enem, 2004) Um certo carro esporte é desenhado na Califórnia, financiado por Tóquio, o protótipo é criado em Worthing (Inglaterra) e a montagem é feita nos EUA e México, com componentes inventados em Nova Jérsei (EUA), fabricados no Japão. […] Já a indús tria de confecção norte-americana, quando inscreve seus produtos “made in USA”, esquece d e mencionar que eles foram produzidos no México, Caribe ou Filipinas. Renato Ortiz. Mundialização e Cultura. São Paulo: Brasiliense, 1996. O texto ilustra como em certos países produz-se tanto um carro esporte e sofisticado, quanto roupas que nem sequer levam uma etiqueta identificando o país produtor. De fato, tais roupas costumam ser feitas em fábricas chamadas “maquiladoras” - situadas em zonas-francas, onde os trabalhadores nem sempre têm direitos trabalhistas garantidos. A produção nessas condições indicaria um processo de globalização que: (A) fortalece os Estados Nacionais e diminui as disparidades econômicas entre eles pela aproximação entre um centro rico e uma periferia pobre. (B) garante a soberania dos Estados Nacionais por meio da identificação da origem de produção dos bens e mercadorias. (C) fortalece igualmente os Estados Nacionais por meio da circulação de bens e capitais e do intercâmbio de tecnologia. (D) reafirma as diferenças entre um centro rico e uma periferia pobre, tanto dentro como fora das fronteiras dos Estados Nacionais. (E) compensa as disparidades econômicas pela socialização de novas tecnologias e pela circulação globalizada da mão de obra.
  • 6. QUESTÃO 23) (UFPA) A Cultura Popular corresponde às práticas cultivadas de maneira tradicional porque: (A) Atinge simultaneamente as pessoas pelos meios de comunicação eletrônica, como ocorre, por exemplo, nos programas de rádio. (B) Está relacionada à tradição oral, coletiva e, muitas vezes, é marcada pela relação das pessoas com seu ambiente. (C) Sua forma de difusão é a escrita, repassada de geração a geração desde tempos remotos. (D) Representa a cosmovisão das classes tradicionalmente dominantes. (E) É comercializada e consumida em larga escala devido às atuais técnicas de reprodução. QUÍMICA PROFESSOR CLÁUDIO QUESTÃO 24) Estuda a energia associada a uma reação química : a) cinética b) termoquímica c) equilíbrio d) eletroquímica e) N.D.A. QUESTÃO 25) É o conteúdo global de energia de um sistema: a) entalpia b) calor c) unidade térmica d) explosiva e) NDA QUESTÃO 26) A entalpia dos produtos é menor que a dos reagentes: a) hidroscopica b) endotérmica c) exotérmica d) molecular e) NDA QUESTÃO 27) A entalpia dos produtos é maior que a dos reagentes : a) hidroscopica b) endotérmica c) exotérmica d) molecular e) NDA TABELA PERIÓDICA PARA CONSULTA HISTÓRIA PROFESSORA FATINHA QUESTÃO 28) No processo de pacificação do país , destacou-se a ação de: A) Luís Alves de Lima e Silva(Duque de Caxias) B) Luís Inácio Lula da Silva ( Lula) C) Conde Monte Cristo D) Tiradentes E) Padre Antônio Vieira QUESTÃO 29) Observe a imagem, o que ela representa?
  • 7. A) Uma apresentação de teatro sobre capoeira B) Uma roda de samba. C) Negros eram trazidos amontoados em porões de navios negreiros. D) Uma festa típica daquela época. QUESTÃO 30) Sobre a guerra do Paraguai marque abaixo os países que formaram a Tríplice Aliança. A) Brasil Argentina e Uruguai B) Brasil Bolívia e Uruguai C) Uruguai, Argentina e Bolívia d) Brasil Argentina e Bolívia QUESTÃO 31) A Guerra do Paraguai, considerada o maior conflito armado da história da América do Sul, além de provocar a morte de inúmeros paraguaios, brasileiros, argentinos e uruguaios, foi a causa do desequilíbrio econômico e do aumento substancial das dívidas externas dos países envolvidos no conflito. Apesar disso, a guerra foi um "bom negócio" para: a) os paraguaios, que conquistaram territórios estratégicos para seu desenvolvimento na Bacia do Prata; b) os argentinos, que conquistaram vastas porções do território paraguaio e anexaram áreas do Rio Grande do Sul; c) os norte-americanos, que aumentaram a sua exportação de açúcar e trigo para o Uruguai e para o Brasil; d) os brasileiros, que não tiveram grandes prejuízos com a guerra e conquistaram parte do território argentino e paraguaio; e) os ingleses, que emprestaram milhões de libras para os países da Tríplice Aliança, com juros altos, através de seus bancos. INGLÊS PROFESSOR RICARDO Leia o texto abaixo para responder a questão 32 THE WEATHER MAN They say that the British love talking about the weather. For other nationalities this can be a banal and boring subject of conversation, something that people talk about when they have nothing else to say to each other. And yet the weather is a very important part of our lives. That at least is the opinion of Barry Gromett press officer for The Met Office. This is located in Exeter, a pretty cathedral city in the southwest of England. Here employees – and computers - supply weather forecasts for much of the world. QUESTÃO 32) Ao conversar sobre a previsão do tempo, o texto mostra a) o aborrecimento do cidadão britânico ao falar sobre banalidades. b) a falta de ter o que falar em situações de avaliação de línguas. c) a importância de se entender sobre meteorologia para falar inglês. d) as diferenças e as particularidades culturais no uso de uma língua. e) o conflito entre diferentes ideais e opiniões ao se comunicar em inglês Leia o texto abaixo para responder à questão 33. Viva la Vida ''I used to rule the world Seas would rise when I gave the word Now in the morning and I sleep alone Sweep the streets I used to own I used to ROLL THE DICE Feel the fear in my enemy’s eyes Listen as the crowd would sing “Now the old king is dead! Long live the king!” One minute I held the key Next the walls were closed on me And I discovered that my castles stand Upon pillars of salt and pillars of sand.'' […] MARTIN, C. Viva la vida, Coldplay. In: Viva la vida or Death and all his friends. Parlophone, 2008. QUESTÃO 33) Letras de músicas abordam temas que, de certa forma, podem ser reforçados pela repetição de trechos ou palavras. O fragmento da canção Viva la vida, por exemplo, permite conhecer o relato de alguém que: a) costumava ter o mundo aos seus pés e, de repente, se viu sem nada. b) almeja o título de rei e, por ele, tem enfrentado inúmeros inimigos. c) causa pouco temor a seus inimigos, embora tenha muito poder. d) limpava as ruas e, com seu esforço, tornou-se rei de seu povo. e) tinha a chave para todos os castelos nos quais desejava morar MATEMÁTICA PROFESSORA JANE FORTES.
  • 8. QUESTÃO 34) Que triângulo obtém quando traçamos a diagonal de um quadrado? A) Dois triângulos retângulos escalenos. B) Dois triângulos retângulos isósceles. C) Dois triângulos acutângulos equiláteros. D) Dois triângulos acutângulos isósceles . QUESTÃO 35) Qual das opções é um número, simultaneamente, divisíveis de 2, 3 e 5. A) 96 B) 50 C) 105 D) 120 QUESTÃO 36) Na reta numérica abaixo, a localização da fração 2/5 está representada pela letra. A) A B) B C) C D) D QUESTÃO 37) Marta contratou um bufê para a festa de seu aniversário. Esse bufê utiliza a expressão: 10c + 25p + 250 para fazer o orçamento de uma festa, sendo c o número de crianças e p o número de adultos convidados para o evento. Marta convidou 15 crianças e 50 adultos. Ela deverá pagar ao bufê A) 285 reais. B) 1 400 reais. C) 1 650 reais. D) 2 850 reais. QUESTÃO 38) Na decomposição em fatores primos do número 192 aparecem: A) três fatores 2 B) cinco fatores 2 C) seis fatores 2 D) dois fatores 3. GEOGRAFIA PROFESSORAS FERNANDA E ELIANA QUESTÃO 39) Até alguns anos atrás, a maior parte da modesta produção do país era obtida em Minas Gerais, onde a exploração é feita de modo empresarial e com técnicas modernas. Nos últimos anos, porém, foram encontradas algumas jazidas na Amazônia. Com isso, o Pará tornou-se o maior produtor nacional notadamente através das jazidas da Serra Pelada, localizada no sul do Estado. Estamos falando de: a) níquel b) ouro c) zinco d) chumbo e) cobre QUESTÃO 40) Entre as maiores reservas minerais do mundo estão as da Amazônia, onde se encontra a Serra dos Carajás no sudeste do Pará, que se destaca pela produção de: a) prata, diamante, chumbo e enxofre. b) ferro, cobre, manganês e ouro. c) carvão, cromo, prata e potássio. d) níquel, petróleo, urânio e chumbo. e) ferro, zinco, estanho e calcário QUESTÃO 41) Qual das seguintes fontes de produção de energia é a mais recomendável para a diminuição dos gases causa dores do aquecimento global? A) Óleo diesel. B) Gasolina. C) Carvão mineral. D) Gás natural. E) Vento. QUESTÃO 42) Apesar de um relativo declínio nas últimas décadas, esse recurso natural continua sendo a mais importante fonte de energia da atualidade. Trata-se de uma fonte não renovável e que atua na produção de eletricidade, combustíveis e na constituição de matérias-primas para inúmeros produtos, como a borracha sintética e o plástico. A descrição acima refere-se: a) ao gás natural b) ao xisto betuminoso c) à água d) ao petróleo e) ao carvão mineral QUESTÃO 43 2- Enumere a segunda coluna a partir da primeira, classificando corretamente as diferentes fontes de energia existentes. Coluna 01 (1) Fontes renováveis (2) Fontes não renováveis
  • 9. _________________________________ Coluna 02 ( ) Energia do Carvão ( ) Energia Eólica ( ) Energia Solar ( ) Energia do Petróleo ( ) Energia Geotérmica ( ) Energia Atômica ( ) Energia das Ondas das Marés a) 1,2,1,2,1,2,1 b) 2,1,2,1,2,2,2 c) 1,2,1,2,1,2,1 d) 2,1,1,2,1,2,1 e) 2,1,1,1,2,1,2