SlideShare uma empresa Scribd logo
Processo de Autoavaliação
Equipa de Autoavaliação




Abril de 2013             Powerpoint Templates
APRESENTAÇÃO




       Powerpoint Templates
EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO
                        Coordenadora EAA
                        Ana Maria Pinto
Representantes do PD                       Representante da Direção
José Cruz                                  Dina Ferreira
Leonor Baião
José Morgado
                                           Representante dos Alunos
Maria da Luz Costa
                                           Inês Simões
Susana Filipe


Representantes do PND
Bárbara Torres                             Representante dos Pais/EE
Natália Silva                              Pedro Bizarro
ENQUADRAMENTO




       Powerpoint Templates
O QUE É A AUTOAVALIAÇÃO?

                                         Deve fazer parte
                                           da rotina da
                                              escola




               É um trabalho
           coletivo desenvolvido                                   Tem como principal
              pelos diferentes                                    finalidade fomentar a
           atores da comunidade           AUTOAVALIAÇÃO             melhoria da escola
                 educativa




A autoavaliação é um meio de aprendizagem organizativa e não unicamente um meio de dar resposta
à avaliação externa
ENQUADRAMENTO NORMATIVO
Lei nº 31/2002 de 20                      Despacho n.º 4150/2011
 de dezembro                               de 4 de março
                                               Grupo de trabalho - proposta
     Avaliação institucional de escolas        para o modelo de AE próximo
    (autoavaliação e avaliação externa)                    ciclo


Decreto-lei n.º 137/2012                  Portaria n.º 265/2012 de
 de 2 de julho                             30 de agosto

     Alteração ao DL n.º 75/2008 -            Contrato de autonomia - adoção
     reforça a valorização de uma               de dispositivos e práticas de
     cultura de autoavaliação e de              autoavaliação adequadas e
           avaliação externa                     consequentes (requisitos)
PORQUÊ A AUTOAVALIAÇÃO?

                                                     Desenvolver uma cultura
   Melhorar a qualidade das aprendizagens            orientada para a melhoria
   dos alunos, o serviço educativo e o clima         contínua e para a excelência
   de escola



          Fomentar uma reflexão                      Partilhar as boas práticas
          sistemática sobre a
          escola

                                               Auxiliar a tomada de decisões
      Prestar contas à                         estratégias e ações de melhoria
      comunidade                               adequadas à escola
CICLO DE AUTOAVALIAÇÃO
2 anos

                                      Diagnóstico
                                     organizacional

                                    Identificação de pontos
                                    fortes e oportunidades
                                          de melhoria




                    Avaliar e
                                                      Ações de melhoria
                    melhorar

         Avaliação dos resultados                             Priorização, planeamento e
           e definição de novos                                     implementação
                  avanços
O MODELO DE AUTOAVALIAÇÃO CAF
COMMON ASSESSMENT FRAMEWORK
ESTRUTURA COMUM DE AVALIAÇÃO



            Powerpoint Templates
O QUE É A CAF?

 Modelo de autoavaliação através do qual uma organização escolar procede ao
 diagnóstico do seu desempenho numa perspetiva de melhoria contínua


      Objetivos

      • Conhecer os pontos fortes e oportunidades de melhoria
      • Revelar perceções, aumentar a mobilização interna para a mudança e desenvolver o
        sentido de autorresponsabilização dos órgãos de gestão
      • Conhecer o nível de satisfação do pessoal docente, não docente, alunos e pais/EE
      • Construir projetos de mudança sustentados, com base no conhecimento do estado
        de saúde da organização escolar
      • Garantir a credibilidade do desempenho da organização escolar
O MODELO
Os 9 Critérios
                                                    Processo Chave (ensino e
                    Gestão de Pessoas                                                        Satisfação do PD e PND
                                                         aprendizagem)



                                             MEIOS                                            RESULTADOS
   Liderança
intermédia e de                                                                   7. Resultados
 topo (Direção,                            3. Pessoas                              relativos às                            Resultados
    Conselho                                                                         Pessoas
                                                                                                                            escolares
  Pedagógico,                                                                     6. Resultados         9. Resultados
                                         2. Planeamento
 Coordenadores         1. Liderança        e Estratégia
                                                              5. Processos       orientados para        Desempenho
                                                                                  os alunos/EE              Chave
Departamento…)
                                          4. Parcerias e                          8. Impacto na
                                             Recursos                               Sociedade


                                                      APRENDIZAGEM E INOVAÇÃO
    Documentos
    estruturantes           Gestão de parcerias, recursos          Satisfação dos alunos e         Grau de intervenção da escola na
                               tecnológicos, materiais,                    pais/EE                   comunidade local (imagem)
                             financeiros e a informação
INSTRUMENTOS CAF

     Indicadores AA                                   Indicadores AA



      Questionários            Diagnóstico              Grelhas de
      (auscultação da          (Pontos fortes e        autoavaliação
        comunidade            oportunidades de        (avaliação da EAA)
          escolar)                melhoria)




                        Ações de melhoria/sustentar
                                 (PAM /PAS)
ETAPAS DO 1º ANO DO CICLO DE AUTOAVALIAÇÃO

                                          3A. Sessões de
                                                             3B. Preenchimento
   1. Planeamento     2. Elaboração dos   Sensibilização e
                                                                 das Grelhas
      Estratégico      indicadores CAF     aplicação dos
                                                               autoavaliação
                                           questionários



    4. Tratamento     5. Elaboração do    6. Análise dos
                                                             7. Identificação das
    estatístico dos      relatório de     resultados de
                                                             ações de melhoria
    questionários      autoavaliação      autoavaliação




   8. Apresentação
   dos Resultados à
     comunidade
CRONOGRAMA DO PROJETO
QUESTIONÁRIOS DE AUTOAVALIAÇÃO CAF




        Powerpoint Templates
ESTRUTURA DOS QUESTIONÁRIOS


           Estrutura do questionário do Pessoal Docente e Não Docente

                Questões                        Caracterização estatística

              9 critérios da CAF
                                                           Idade
                                                       Antiguidade
       Escala de 0 a 10 com opção NS                      Género
                                               Habilitações académicas (PD)
      Pontos fortes e oportunidades de
      melhoria no final de cada critério        Categoria profissional (PND)
ESTRUTURA DOS QUESTIONÁRIOS


                     Estrutura do questionário dos Alunos e Pais/EE

                  Questões                          Caracterização estatística

      Critério 6 Resultados orientados para
                   os alunos/EE                                Ano

         Escala de 0 a 10 com opção NS
                                                              Género
          Oportunidades de melhoria
        O que falta para uma opinião muito                    Idade
       favorável (pontuação máxima de 10)
QUESTIONÁRIOS ONLINE E PAPEL


            Questionário online
            • Anónimo e confidencial
            • PD, PND e Alunos


            Questionário papel
            • Anónimo e confidencial
            • Pais/EE
QUESTIONÁRIOS ONLINE
Notas




  • Os questionários são aplicados ao universo do PD, PND, alunos e pais/EE

  • Os alunos preenchem o questionário na escola. A equipa estabeleceu um
  calendário de inquirição com a indicação da hora e da sala onde irão responder

  • A inquirição começou a 8 de abril de 2013
FIM




      Powerpoint Templates

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Folha avaliação formativa[15433]
Folha   avaliação formativa[15433]Folha   avaliação formativa[15433]
Folha avaliação formativa[15433]
pereyras
 
Relaotorio parcial 1semestre
Relaotorio parcial 1semestreRelaotorio parcial 1semestre
Relaotorio parcial 1semestre
faceca
 
Auto avaliaçao estagiario
Auto avaliaçao estagiarioAuto avaliaçao estagiario
Auto avaliaçao estagiario
serunb
 
Um possível modelo de avaliação
Um possível modelo de avaliaçãoUm possível modelo de avaliação
Um possível modelo de avaliação
maria correia
 
Folheto divulgacaof
Folheto divulgacaofFolheto divulgacaof
Folheto divulgacaof
Inês Bernardes
 
2 ¬conferencia nairobi-julho_2015
2 ¬conferencia nairobi-julho_20152 ¬conferencia nairobi-julho_2015
2 ¬conferencia nairobi-julho_2015
African Virtual University
 
Oficina de Construção de Aprendizagem
Oficina de Construção de AprendizagemOficina de Construção de Aprendizagem
Grupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia PirassunungaGrupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia Pirassununga
camilaperez25
 
Relatorio final2008 2009
Relatorio final2008 2009Relatorio final2008 2009
Relatorio final2008 2009
Inês Bernardes
 
Folha # participação dos alunos nos processos de avaliação (1)
Folha # participação dos alunos nos processos de avaliação (1)Folha # participação dos alunos nos processos de avaliação (1)
Folha # participação dos alunos nos processos de avaliação (1)
pereyras
 
"O processo de auto-avaliação no contexto do Agrupamento"
"O processo de auto-avaliação no contexto do Agrupamento""O processo de auto-avaliação no contexto do Agrupamento"
"O processo de auto-avaliação no contexto do Agrupamento"
Sandra Alves
 
Apresentação Pré- projeto tese
Apresentação Pré- projeto tese Apresentação Pré- projeto tese
Apresentação Pré- projeto tese
João Piedade
 
Sistema de Avaliação Docentes
Sistema de Avaliação DocentesSistema de Avaliação Docentes
Sistema de Avaliação Docentes
Elisabete Cruz
 
Sessão 3 Tarefa 2
Sessão 3   Tarefa 2Sessão 3   Tarefa 2
Sessão 3 Tarefa 2
EB2 Mira
 
Supervisão e ad dpower
Supervisão e ad dpowerSupervisão e ad dpower
Supervisão e ad dpower
filomena cabral
 
Apresentação defesa tese
Apresentação defesa teseApresentação defesa tese
Apresentação defesa tese
Nelson Brites Correia
 
Administração de empresas
Administração de empresasAdministração de empresas
Administração de empresas
IFGe
 
Portefolio Avaliacao Docente
Portefolio Avaliacao DocentePortefolio Avaliacao Docente
Portefolio Avaliacao Docente
Maria André
 
T&D: conceitos, perspectivas e tendências
T&D: conceitos, perspectivas e tendênciasT&D: conceitos, perspectivas e tendências
T&D: conceitos, perspectivas e tendências
Triunfo Consultoria E Treinamento
 
Integração das TIC na Escola: A relevância do
Integração das TIC na Escola: A relevância doIntegração das TIC na Escola: A relevância do
Integração das TIC na Escola: A relevância do
João Piedade
 

Mais procurados (20)

Folha avaliação formativa[15433]
Folha   avaliação formativa[15433]Folha   avaliação formativa[15433]
Folha avaliação formativa[15433]
 
Relaotorio parcial 1semestre
Relaotorio parcial 1semestreRelaotorio parcial 1semestre
Relaotorio parcial 1semestre
 
Auto avaliaçao estagiario
Auto avaliaçao estagiarioAuto avaliaçao estagiario
Auto avaliaçao estagiario
 
Um possível modelo de avaliação
Um possível modelo de avaliaçãoUm possível modelo de avaliação
Um possível modelo de avaliação
 
Folheto divulgacaof
Folheto divulgacaofFolheto divulgacaof
Folheto divulgacaof
 
2 ¬conferencia nairobi-julho_2015
2 ¬conferencia nairobi-julho_20152 ¬conferencia nairobi-julho_2015
2 ¬conferencia nairobi-julho_2015
 
Oficina de Construção de Aprendizagem
Oficina de Construção de AprendizagemOficina de Construção de Aprendizagem
Oficina de Construção de Aprendizagem
 
Grupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia PirassunungaGrupo de Referencia Pirassununga
Grupo de Referencia Pirassununga
 
Relatorio final2008 2009
Relatorio final2008 2009Relatorio final2008 2009
Relatorio final2008 2009
 
Folha # participação dos alunos nos processos de avaliação (1)
Folha # participação dos alunos nos processos de avaliação (1)Folha # participação dos alunos nos processos de avaliação (1)
Folha # participação dos alunos nos processos de avaliação (1)
 
"O processo de auto-avaliação no contexto do Agrupamento"
"O processo de auto-avaliação no contexto do Agrupamento""O processo de auto-avaliação no contexto do Agrupamento"
"O processo de auto-avaliação no contexto do Agrupamento"
 
Apresentação Pré- projeto tese
Apresentação Pré- projeto tese Apresentação Pré- projeto tese
Apresentação Pré- projeto tese
 
Sistema de Avaliação Docentes
Sistema de Avaliação DocentesSistema de Avaliação Docentes
Sistema de Avaliação Docentes
 
Sessão 3 Tarefa 2
Sessão 3   Tarefa 2Sessão 3   Tarefa 2
Sessão 3 Tarefa 2
 
Supervisão e ad dpower
Supervisão e ad dpowerSupervisão e ad dpower
Supervisão e ad dpower
 
Apresentação defesa tese
Apresentação defesa teseApresentação defesa tese
Apresentação defesa tese
 
Administração de empresas
Administração de empresasAdministração de empresas
Administração de empresas
 
Portefolio Avaliacao Docente
Portefolio Avaliacao DocentePortefolio Avaliacao Docente
Portefolio Avaliacao Docente
 
T&D: conceitos, perspectivas e tendências
T&D: conceitos, perspectivas e tendênciasT&D: conceitos, perspectivas e tendências
T&D: conceitos, perspectivas e tendências
 
Integração das TIC na Escola: A relevância do
Integração das TIC na Escola: A relevância doIntegração das TIC na Escola: A relevância do
Integração das TIC na Escola: A relevância do
 

Destaque

Avaliação final do projeto.
Avaliação final do projeto.Avaliação final do projeto.
Avaliação final do projeto.
Marcelo Souza
 
Os desafios da auto-avaliação nas escolas com a CAF & Educação, Cristina Evar...
Os desafios da auto-avaliação nas escolas com a CAF & Educação, Cristina Evar...Os desafios da auto-avaliação nas escolas com a CAF & Educação, Cristina Evar...
Os desafios da auto-avaliação nas escolas com a CAF & Educação, Cristina Evar...
comunidades@ina
 
Autoavaliação e autoavaliação
Autoavaliação  e autoavaliaçãoAutoavaliação  e autoavaliação
Autoavaliação e autoavaliação
Marcia Ro
 
Apresentacao siadap 20150129
Apresentacao siadap 20150129Apresentacao siadap 20150129
Apresentacao siadap 20150129
Jorge Armenio
 
04. Debora Miceli: Avaliação de Desempenho - Fatores que distorcem
04. Debora Miceli: Avaliação de Desempenho - Fatores que distorcem04. Debora Miceli: Avaliação de Desempenho - Fatores que distorcem
04. Debora Miceli: Avaliação de Desempenho - Fatores que distorcem
Debora Miceli
 
O e-learning no INA: uma nova cultura de aprendizagem
O e-learning no INA: uma nova cultura de aprendizagemO e-learning no INA: uma nova cultura de aprendizagem
O e-learning no INA: uma nova cultura de aprendizagem
comunidades@ina
 
O contributo do BPM para a eficácia do SIADAP, Jorge Coelho
O contributo do BPM para a eficácia do SIADAP, Jorge CoelhoO contributo do BPM para a eficácia do SIADAP, Jorge Coelho
O contributo do BPM para a eficácia do SIADAP, Jorge Coelho
comunidades@ina
 
Autoavaliação AEDLV201314
Autoavaliação AEDLV201314Autoavaliação AEDLV201314
Autoavaliação AEDLV201314
Pedro Damião
 
Dashboards: Sabemos Comunicar o nosso Desempenho?
Dashboards: Sabemos Comunicar o nosso Desempenho?Dashboards: Sabemos Comunicar o nosso Desempenho?
Dashboards: Sabemos Comunicar o nosso Desempenho?
comunidades@ina
 
Valor público, estratégia e SIADAP
Valor público, estratégia e SIADAPValor público, estratégia e SIADAP
Valor público, estratégia e SIADAP
comunidades@ina
 
A Avaliação de Competências no contexto do Siadap
A Avaliação de Competências no contexto do SiadapA Avaliação de Competências no contexto do Siadap
A Avaliação de Competências no contexto do Siadap
Vitorino Seixas
 
I avaliação institucional formulario pais 2013
I avaliação  institucional formulario  pais 2013I avaliação  institucional formulario  pais 2013
I avaliação institucional formulario pais 2013
QUEDMA SILVA
 
Modelo de avaliação da qualidade - nível b
Modelo de avaliação da qualidade - nível bModelo de avaliação da qualidade - nível b
Modelo de avaliação da qualidade - nível b
laruzinha
 
20 Modelos de Pesquisa de Satisfação de Clientes
20 Modelos de Pesquisa de Satisfação de Clientes20 Modelos de Pesquisa de Satisfação de Clientes
20 Modelos de Pesquisa de Satisfação de Clientes
Tracksale
 
Questionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradores
Questionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradoresQuestionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradores
Questionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradores
laruzinha
 
Autoavaliação
AutoavaliaçãoAutoavaliação
Autoavaliação
Ana Barroca
 
Seminário 3 gestao de competencias resumo-susana moreira
Seminário 3 gestao de competencias resumo-susana moreiraSeminário 3 gestao de competencias resumo-susana moreira
Seminário 3 gestao de competencias resumo-susana moreira
Susana Moreira
 
Clima organizacional-formulario-de-pesquisa
Clima organizacional-formulario-de-pesquisaClima organizacional-formulario-de-pesquisa
Clima organizacional-formulario-de-pesquisa
teresa08
 
Estudo mensal vida espirita
Estudo mensal vida espiritaEstudo mensal vida espirita
Estudo mensal vida espirita
Fórum Espírita
 
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Maria João Gehl Baptista da Costa, PMP, PMD, CSM
 

Destaque (20)

Avaliação final do projeto.
Avaliação final do projeto.Avaliação final do projeto.
Avaliação final do projeto.
 
Os desafios da auto-avaliação nas escolas com a CAF & Educação, Cristina Evar...
Os desafios da auto-avaliação nas escolas com a CAF & Educação, Cristina Evar...Os desafios da auto-avaliação nas escolas com a CAF & Educação, Cristina Evar...
Os desafios da auto-avaliação nas escolas com a CAF & Educação, Cristina Evar...
 
Autoavaliação e autoavaliação
Autoavaliação  e autoavaliaçãoAutoavaliação  e autoavaliação
Autoavaliação e autoavaliação
 
Apresentacao siadap 20150129
Apresentacao siadap 20150129Apresentacao siadap 20150129
Apresentacao siadap 20150129
 
04. Debora Miceli: Avaliação de Desempenho - Fatores que distorcem
04. Debora Miceli: Avaliação de Desempenho - Fatores que distorcem04. Debora Miceli: Avaliação de Desempenho - Fatores que distorcem
04. Debora Miceli: Avaliação de Desempenho - Fatores que distorcem
 
O e-learning no INA: uma nova cultura de aprendizagem
O e-learning no INA: uma nova cultura de aprendizagemO e-learning no INA: uma nova cultura de aprendizagem
O e-learning no INA: uma nova cultura de aprendizagem
 
O contributo do BPM para a eficácia do SIADAP, Jorge Coelho
O contributo do BPM para a eficácia do SIADAP, Jorge CoelhoO contributo do BPM para a eficácia do SIADAP, Jorge Coelho
O contributo do BPM para a eficácia do SIADAP, Jorge Coelho
 
Autoavaliação AEDLV201314
Autoavaliação AEDLV201314Autoavaliação AEDLV201314
Autoavaliação AEDLV201314
 
Dashboards: Sabemos Comunicar o nosso Desempenho?
Dashboards: Sabemos Comunicar o nosso Desempenho?Dashboards: Sabemos Comunicar o nosso Desempenho?
Dashboards: Sabemos Comunicar o nosso Desempenho?
 
Valor público, estratégia e SIADAP
Valor público, estratégia e SIADAPValor público, estratégia e SIADAP
Valor público, estratégia e SIADAP
 
A Avaliação de Competências no contexto do Siadap
A Avaliação de Competências no contexto do SiadapA Avaliação de Competências no contexto do Siadap
A Avaliação de Competências no contexto do Siadap
 
I avaliação institucional formulario pais 2013
I avaliação  institucional formulario  pais 2013I avaliação  institucional formulario  pais 2013
I avaliação institucional formulario pais 2013
 
Modelo de avaliação da qualidade - nível b
Modelo de avaliação da qualidade - nível bModelo de avaliação da qualidade - nível b
Modelo de avaliação da qualidade - nível b
 
20 Modelos de Pesquisa de Satisfação de Clientes
20 Modelos de Pesquisa de Satisfação de Clientes20 Modelos de Pesquisa de Satisfação de Clientes
20 Modelos de Pesquisa de Satisfação de Clientes
 
Questionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradores
Questionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradoresQuestionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradores
Questionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradores
 
Autoavaliação
AutoavaliaçãoAutoavaliação
Autoavaliação
 
Seminário 3 gestao de competencias resumo-susana moreira
Seminário 3 gestao de competencias resumo-susana moreiraSeminário 3 gestao de competencias resumo-susana moreira
Seminário 3 gestao de competencias resumo-susana moreira
 
Clima organizacional-formulario-de-pesquisa
Clima organizacional-formulario-de-pesquisaClima organizacional-formulario-de-pesquisa
Clima organizacional-formulario-de-pesquisa
 
Estudo mensal vida espirita
Estudo mensal vida espiritaEstudo mensal vida espirita
Estudo mensal vida espirita
 
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
 

Semelhante a Sessão de sensibilização caf brochura

Another Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Another Step - 8 Conferência de Professores InovadoresAnother Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Another Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Hugo Caldeira
 
Progestão módulo ix
Progestão   módulo ix Progestão   módulo ix
Progestão módulo ix
progestaoanguera
 
Apresentação 17 e 18 janeiro 2012
Apresentação 17 e 18 janeiro 2012Apresentação 17 e 18 janeiro 2012
Apresentação 17 e 18 janeiro 2012
dulpinto
 
Modelo%20 Auto AvaliaçãO%20das%20 Bibliotecas%20 Escolares[1]
Modelo%20 Auto AvaliaçãO%20das%20 Bibliotecas%20 Escolares[1]Modelo%20 Auto AvaliaçãO%20das%20 Bibliotecas%20 Escolares[1]
Modelo%20 Auto AvaliaçãO%20das%20 Bibliotecas%20 Escolares[1]
franciscamonteiro
 
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIADEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
Adriano Lima
 
S3 T3 O Modelo De Auto AvaliaçãO No Contexto Da Escola 16 Nov
S3 T3 O Modelo De Auto AvaliaçãO No Contexto Da Escola 16 NovS3 T3 O Modelo De Auto AvaliaçãO No Contexto Da Escola 16 Nov
S3 T3 O Modelo De Auto AvaliaçãO No Contexto Da Escola 16 Nov
biblioteclar
 
Ambiente favorável ao autodesenvolvimento
Ambiente favorável ao autodesenvolvimentoAmbiente favorável ao autodesenvolvimento
Ambiente favorável ao autodesenvolvimento
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
MAABE-Metodologias e Operacionalização -(1.ª parte)
MAABE-Metodologias e Operacionalização -(1.ª parte)MAABE-Metodologias e Operacionalização -(1.ª parte)
MAABE-Metodologias e Operacionalização -(1.ª parte)
Manuela Mantas
 
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Leonardo Severo
 
Gestão participativa
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativa
NEAGERED
 
6 Coaching
6   Coaching6   Coaching
6 Coaching
taniamaciel
 
6 Coaching
6   Coaching6   Coaching
6 Coaching
Myrle Zanatta
 
apresentação projeto diretor de turma.pptx
apresentação projeto diretor de turma.pptxapresentação projeto diretor de turma.pptx
apresentação projeto diretor de turma.pptx
antonioemanuelsm
 
Modelo Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares
Modelo Auto-avaliação das Bibliotecas EscolaresModelo Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares
Modelo Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares
mizedomingues
 
Modelo Auto AvaliaçãO Da Biblioteca Escolar
Modelo Auto AvaliaçãO Da Biblioteca EscolarModelo Auto AvaliaçãO Da Biblioteca Escolar
Modelo Auto AvaliaçãO Da Biblioteca Escolar
mizedomingues
 
Programa Executive Coaching
Programa Executive CoachingPrograma Executive Coaching
Programa Executive Coaching
action_coach
 
Plano de Melhorias
Plano de MelhoriasPlano de Melhorias
Plano de Melhorias
Agrupamento Escolas Zarco
 
Fórum ID: Katia Ramos IAS - Instituto Ayrton Senna
Fórum ID: Katia Ramos IAS - Instituto Ayrton SennaFórum ID: Katia Ramos IAS - Instituto Ayrton Senna
Fórum ID: Katia Ramos IAS - Instituto Ayrton Senna
frvalente
 
Curso de desenvolvimento de mentoring volta redonda
Curso de desenvolvimento de mentoring volta redondaCurso de desenvolvimento de mentoring volta redonda
Curso de desenvolvimento de mentoring volta redonda
Maria Regina Carvalho Teixeira de Oliveira
 
Avaliaco online aprendizagens_novos conceito
Avaliaco online aprendizagens_novos conceitoAvaliaco online aprendizagens_novos conceito
Avaliaco online aprendizagens_novos conceito
Neuza Pedro
 

Semelhante a Sessão de sensibilização caf brochura (20)

Another Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Another Step - 8 Conferência de Professores InovadoresAnother Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Another Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
 
Progestão módulo ix
Progestão   módulo ix Progestão   módulo ix
Progestão módulo ix
 
Apresentação 17 e 18 janeiro 2012
Apresentação 17 e 18 janeiro 2012Apresentação 17 e 18 janeiro 2012
Apresentação 17 e 18 janeiro 2012
 
Modelo%20 Auto AvaliaçãO%20das%20 Bibliotecas%20 Escolares[1]
Modelo%20 Auto AvaliaçãO%20das%20 Bibliotecas%20 Escolares[1]Modelo%20 Auto AvaliaçãO%20das%20 Bibliotecas%20 Escolares[1]
Modelo%20 Auto AvaliaçãO%20das%20 Bibliotecas%20 Escolares[1]
 
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIADEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
 
S3 T3 O Modelo De Auto AvaliaçãO No Contexto Da Escola 16 Nov
S3 T3 O Modelo De Auto AvaliaçãO No Contexto Da Escola 16 NovS3 T3 O Modelo De Auto AvaliaçãO No Contexto Da Escola 16 Nov
S3 T3 O Modelo De Auto AvaliaçãO No Contexto Da Escola 16 Nov
 
Ambiente favorável ao autodesenvolvimento
Ambiente favorável ao autodesenvolvimentoAmbiente favorável ao autodesenvolvimento
Ambiente favorável ao autodesenvolvimento
 
MAABE-Metodologias e Operacionalização -(1.ª parte)
MAABE-Metodologias e Operacionalização -(1.ª parte)MAABE-Metodologias e Operacionalização -(1.ª parte)
MAABE-Metodologias e Operacionalização -(1.ª parte)
 
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
 
Gestão participativa
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativa
 
6 Coaching
6   Coaching6   Coaching
6 Coaching
 
6 Coaching
6   Coaching6   Coaching
6 Coaching
 
apresentação projeto diretor de turma.pptx
apresentação projeto diretor de turma.pptxapresentação projeto diretor de turma.pptx
apresentação projeto diretor de turma.pptx
 
Modelo Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares
Modelo Auto-avaliação das Bibliotecas EscolaresModelo Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares
Modelo Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares
 
Modelo Auto AvaliaçãO Da Biblioteca Escolar
Modelo Auto AvaliaçãO Da Biblioteca EscolarModelo Auto AvaliaçãO Da Biblioteca Escolar
Modelo Auto AvaliaçãO Da Biblioteca Escolar
 
Programa Executive Coaching
Programa Executive CoachingPrograma Executive Coaching
Programa Executive Coaching
 
Plano de Melhorias
Plano de MelhoriasPlano de Melhorias
Plano de Melhorias
 
Fórum ID: Katia Ramos IAS - Instituto Ayrton Senna
Fórum ID: Katia Ramos IAS - Instituto Ayrton SennaFórum ID: Katia Ramos IAS - Instituto Ayrton Senna
Fórum ID: Katia Ramos IAS - Instituto Ayrton Senna
 
Curso de desenvolvimento de mentoring volta redonda
Curso de desenvolvimento de mentoring volta redondaCurso de desenvolvimento de mentoring volta redonda
Curso de desenvolvimento de mentoring volta redonda
 
Avaliaco online aprendizagens_novos conceito
Avaliaco online aprendizagens_novos conceitoAvaliaco online aprendizagens_novos conceito
Avaliaco online aprendizagens_novos conceito
 

Sessão de sensibilização caf brochura

  • 1. Processo de Autoavaliação Equipa de Autoavaliação Abril de 2013 Powerpoint Templates
  • 2. APRESENTAÇÃO Powerpoint Templates
  • 3. EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO Coordenadora EAA Ana Maria Pinto Representantes do PD Representante da Direção José Cruz Dina Ferreira Leonor Baião José Morgado Representante dos Alunos Maria da Luz Costa Inês Simões Susana Filipe Representantes do PND Bárbara Torres Representante dos Pais/EE Natália Silva Pedro Bizarro
  • 4. ENQUADRAMENTO Powerpoint Templates
  • 5. O QUE É A AUTOAVALIAÇÃO? Deve fazer parte da rotina da escola É um trabalho coletivo desenvolvido Tem como principal pelos diferentes finalidade fomentar a atores da comunidade AUTOAVALIAÇÃO melhoria da escola educativa A autoavaliação é um meio de aprendizagem organizativa e não unicamente um meio de dar resposta à avaliação externa
  • 6. ENQUADRAMENTO NORMATIVO Lei nº 31/2002 de 20 Despacho n.º 4150/2011 de dezembro de 4 de março Grupo de trabalho - proposta Avaliação institucional de escolas para o modelo de AE próximo (autoavaliação e avaliação externa) ciclo Decreto-lei n.º 137/2012 Portaria n.º 265/2012 de de 2 de julho 30 de agosto Alteração ao DL n.º 75/2008 - Contrato de autonomia - adoção reforça a valorização de uma de dispositivos e práticas de cultura de autoavaliação e de autoavaliação adequadas e avaliação externa consequentes (requisitos)
  • 7. PORQUÊ A AUTOAVALIAÇÃO? Desenvolver uma cultura Melhorar a qualidade das aprendizagens orientada para a melhoria dos alunos, o serviço educativo e o clima contínua e para a excelência de escola Fomentar uma reflexão Partilhar as boas práticas sistemática sobre a escola Auxiliar a tomada de decisões Prestar contas à estratégias e ações de melhoria comunidade adequadas à escola
  • 8. CICLO DE AUTOAVALIAÇÃO 2 anos Diagnóstico organizacional Identificação de pontos fortes e oportunidades de melhoria Avaliar e Ações de melhoria melhorar Avaliação dos resultados Priorização, planeamento e e definição de novos implementação avanços
  • 9. O MODELO DE AUTOAVALIAÇÃO CAF COMMON ASSESSMENT FRAMEWORK ESTRUTURA COMUM DE AVALIAÇÃO Powerpoint Templates
  • 10. O QUE É A CAF? Modelo de autoavaliação através do qual uma organização escolar procede ao diagnóstico do seu desempenho numa perspetiva de melhoria contínua Objetivos • Conhecer os pontos fortes e oportunidades de melhoria • Revelar perceções, aumentar a mobilização interna para a mudança e desenvolver o sentido de autorresponsabilização dos órgãos de gestão • Conhecer o nível de satisfação do pessoal docente, não docente, alunos e pais/EE • Construir projetos de mudança sustentados, com base no conhecimento do estado de saúde da organização escolar • Garantir a credibilidade do desempenho da organização escolar
  • 11. O MODELO Os 9 Critérios Processo Chave (ensino e Gestão de Pessoas Satisfação do PD e PND aprendizagem) MEIOS RESULTADOS Liderança intermédia e de 7. Resultados topo (Direção, 3. Pessoas relativos às Resultados Conselho Pessoas escolares Pedagógico, 6. Resultados 9. Resultados 2. Planeamento Coordenadores 1. Liderança e Estratégia 5. Processos orientados para Desempenho os alunos/EE Chave Departamento…) 4. Parcerias e 8. Impacto na Recursos Sociedade APRENDIZAGEM E INOVAÇÃO Documentos estruturantes Gestão de parcerias, recursos Satisfação dos alunos e Grau de intervenção da escola na tecnológicos, materiais, pais/EE comunidade local (imagem) financeiros e a informação
  • 12. INSTRUMENTOS CAF Indicadores AA Indicadores AA Questionários Diagnóstico Grelhas de (auscultação da (Pontos fortes e autoavaliação comunidade oportunidades de (avaliação da EAA) escolar) melhoria) Ações de melhoria/sustentar (PAM /PAS)
  • 13. ETAPAS DO 1º ANO DO CICLO DE AUTOAVALIAÇÃO 3A. Sessões de 3B. Preenchimento 1. Planeamento 2. Elaboração dos Sensibilização e das Grelhas Estratégico indicadores CAF aplicação dos autoavaliação questionários 4. Tratamento 5. Elaboração do 6. Análise dos 7. Identificação das estatístico dos relatório de resultados de ações de melhoria questionários autoavaliação autoavaliação 8. Apresentação dos Resultados à comunidade
  • 15. QUESTIONÁRIOS DE AUTOAVALIAÇÃO CAF Powerpoint Templates
  • 16. ESTRUTURA DOS QUESTIONÁRIOS Estrutura do questionário do Pessoal Docente e Não Docente Questões Caracterização estatística 9 critérios da CAF Idade Antiguidade Escala de 0 a 10 com opção NS Género Habilitações académicas (PD) Pontos fortes e oportunidades de melhoria no final de cada critério Categoria profissional (PND)
  • 17. ESTRUTURA DOS QUESTIONÁRIOS Estrutura do questionário dos Alunos e Pais/EE Questões Caracterização estatística Critério 6 Resultados orientados para os alunos/EE Ano Escala de 0 a 10 com opção NS Género Oportunidades de melhoria O que falta para uma opinião muito Idade favorável (pontuação máxima de 10)
  • 18. QUESTIONÁRIOS ONLINE E PAPEL Questionário online • Anónimo e confidencial • PD, PND e Alunos Questionário papel • Anónimo e confidencial • Pais/EE
  • 19. QUESTIONÁRIOS ONLINE Notas • Os questionários são aplicados ao universo do PD, PND, alunos e pais/EE • Os alunos preenchem o questionário na escola. A equipa estabeleceu um calendário de inquirição com a indicação da hora e da sala onde irão responder • A inquirição começou a 8 de abril de 2013
  • 20. FIM Powerpoint Templates