SlideShare uma empresa Scribd logo
Artista-Educadora: Kaloni Scharnovski
Equipamento: Centro Cultural de Penha
ENSAIO PESQUISA-AÇÃO
SER PIÁ:
DESVELAR O ÍNTIMO, TRANSVER O MUNDO
Ê mundo! Tão bonito, tão diverso, tão infinito!
Por que nos colocamos rédeas e antolhos?
Desde que aqui abrimos nossos olhos e pulmões, padrões civilizatórios induzem atos,
passos e interpretação de fatos, e tantas muitas vezes os assimilamos como
não carentes por reflexão.
Incorporamos nas rotinas de nossas vidas padrões numéricos, comportamentais,
políticos, espirituais. Casa, trabalho, entretenimento. Pão e circo.
Assim a vida vai seguindo.
A infância -
com sua paleta de cores de possibilidades mil,
sua sonoridade sem freios, suas sinceras percepções,
suas palavras carregadas de sensações,
seus movimentos enérgicos,
seu corpo disposto e presente -
recebe do mundo o ‘certo’ e o ‘errado’,
o espírito da palmatória.
A arte aparece nesse contexto como ferramenta poderosa para a
sensibilização e expressão.
Não enquanto prática técnica, mas como portal para reflexão, observação,
reconhecimento, representação, recriação, do que nos rodeia e envolve.
Ela transporta-nos do quadrado fechado de nossas casas, escolas, igrejas,
da retidão de nossas trilhas e pensamentos,
para o infinito azul do céu.
Convida-nos a transver o mundo, como poetizou Manoel de Barros,
“A expressão reta não sonha.
Não use o traço acostumado.
A força de um artista vem das suas derrotas.
Só a alma atormentada pode trazer para a voz um formato de pássaro.
Arte não tem pensa:
O olho vê, a lembrança revê, e a imaginação transvê.
É preciso transver o mundo.”
Mas para transver é preciso ver, a si, ao outro. (Re)conhecer o âmago, o cerne.
E ser PIÁ é ser coração, é desvelar o profundo íntimo.
Assim significa a palavra em sua origem tupi e guarani.
Assim as mães indígenas chamam suas crianças.
Assim o artista-educador considera e chama a todas as crianças de suas turmas.
O Programa PIÁ possui um incrível potencial por proporcionar a crianças de diversas
regiões da cidade experiências que fogem de suas rotinas diárias. É um espaço para
o encontro, criação, compartilhamento, e tudo de natural que possa existir na
natureza infantil, pois ela já carrega em si “um formato de pássaro”. Não existe o certo
e o errado, portanto não existem exercícios técnicos para a expressão artística.
Existem exercícios para explorar coletivamente nosso eu criativo. O produto dos
encontros são os processos artísticos vivenciados, que podem ou não se materializar.
Não existe obrigação, porque como já disse o mesmo poeta Manoel “a importância de
uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós”. O
artista-educador atua como encantador. Seu papel é despertar a sensibilidade dentro
de si e no interior de seus piás, para proporcionar experiências artísticas
encantadoras. Assim, deve também sempre estar no estado de encantamento. Por
isso, muitas vezes mostra-se difícil a compreensão do Programa. O artista-educador
deve primeiro perceber e retirar suas rédeas e antolhos simbólicos, estar aberto para
experimentar além do que já conhece, além de sua formação. Seus disparadores
podem tomar as mais diversas proporções, e isso não o impede de deixar que a
proposta se modifique, flua de acordo com os desejos da turma. A estrutura de
quartetos e duplas, com artistas-educadores de diferentes linguagens artísticas,
fortifica essa característica transformadora do programa.	
   Sendo piá, por oito meses,
dei vida a vários ‘eus’, transportei-me a diversas realidades, passeei do concreto ao
abstrato, experienciei muitas sensações. Redescobri o olhar curioso e a importância
de estar aberto para o novo. Junto com a equipe de artistas-educadores e nossas
turmas,
experimentamos materiais diferentes, buscamos enxergar arte em tudo,
	
  
	
  
	
  
	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
   	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  aprendemos a alegria de compartilhar,
refletimos sobre nossos sonhos,	
  	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
   	
   	
   	
  
	
  
	
   brincamos	
  com	
  sons,	
  
	
  
experimentamos	
  movimentos,	
  	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
vencemos medos,
pensamos em equipe,
e, principalmente, nos divertimos pra valer!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
pibiduergsmontenegro
 
Música na educação infantil (2)
Música na educação infantil (2)Música na educação infantil (2)
Música na educação infantil (2)
Roseli Angulo
 
Projeto musicalização
Projeto musicalizaçãoProjeto musicalização
Projeto musicalização
Marialuzinetecar
 
Projeto música
Projeto músicaProjeto música
Música na Escola
Música na EscolaMúsica na Escola
Suplemento iniciacao-publicar-completo
Suplemento iniciacao-publicar-completoSuplemento iniciacao-publicar-completo
Suplemento iniciacao-publicar-completo
Renata Duarte
 
Ot arte anos iniciais TEATRO E ARTES VISUIAIS 03-04-2014
Ot arte anos iniciais TEATRO E ARTES VISUIAIS 03-04-2014Ot arte anos iniciais TEATRO E ARTES VISUIAIS 03-04-2014
Ot arte anos iniciais TEATRO E ARTES VISUIAIS 03-04-2014
Angelica Rosa
 
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
pibiduergsmontenegro
 
Atividades, projetos e sequências didáticas projeto música e movimento na ed...
Atividades, projetos e sequências didáticas  projeto música e movimento na ed...Atividades, projetos e sequências didáticas  projeto música e movimento na ed...
Atividades, projetos e sequências didáticas projeto música e movimento na ed...
Arnaldo Alves
 
Projeto musical slide
Projeto musical slideProjeto musical slide
Projeto musical slide
martajeronimo
 
Educa pe arte-esninofundamental_semana1
Educa pe arte-esninofundamental_semana1Educa pe arte-esninofundamental_semana1
Educa pe arte-esninofundamental_semana1
João Batista Barbosa Filho
 
Projeto música
Projeto músicaProjeto música
Musica na escola
Musica na escolaMusica na escola
Musica na escola
boeiradenise
 
Plano de trabalho series iniciais artes
Plano de trabalho series iniciais artesPlano de trabalho series iniciais artes
Plano de trabalho series iniciais artes
Patricia Storch
 
A importância da música no desenvolvimento infantil final
A importância da música no desenvolvimento infantil   finalA importância da música no desenvolvimento infantil   final
A importância da música no desenvolvimento infantil final
ellendenisedutra
 
OT O Ensino de Arte nas Series Iniciais
OT O Ensino de Arte nas Series IniciaisOT O Ensino de Arte nas Series Iniciais
OT O Ensino de Arte nas Series Iniciais
Claudia Elisabete Silva
 
Música na Educação Infantil
Música na Educação InfantilMúsica na Educação Infantil
Música na Educação Infantil
Maria Cristina Bortolozo
 
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃOA MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
Aparecida Barbosa
 
Projeto circo blog
Projeto circo   blogProjeto circo   blog
Projeto circo blog
Maria Virgínia Rietra Marzano
 
Sesc mpb 2013
Sesc mpb 2013Sesc mpb 2013
Sesc mpb 2013
Jouhilton Estevão
 

Mais procurados (20)

Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
 
Música na educação infantil (2)
Música na educação infantil (2)Música na educação infantil (2)
Música na educação infantil (2)
 
Projeto musicalização
Projeto musicalizaçãoProjeto musicalização
Projeto musicalização
 
Projeto música
Projeto músicaProjeto música
Projeto música
 
Música na Escola
Música na EscolaMúsica na Escola
Música na Escola
 
Suplemento iniciacao-publicar-completo
Suplemento iniciacao-publicar-completoSuplemento iniciacao-publicar-completo
Suplemento iniciacao-publicar-completo
 
Ot arte anos iniciais TEATRO E ARTES VISUIAIS 03-04-2014
Ot arte anos iniciais TEATRO E ARTES VISUIAIS 03-04-2014Ot arte anos iniciais TEATRO E ARTES VISUIAIS 03-04-2014
Ot arte anos iniciais TEATRO E ARTES VISUIAIS 03-04-2014
 
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
 
Atividades, projetos e sequências didáticas projeto música e movimento na ed...
Atividades, projetos e sequências didáticas  projeto música e movimento na ed...Atividades, projetos e sequências didáticas  projeto música e movimento na ed...
Atividades, projetos e sequências didáticas projeto música e movimento na ed...
 
Projeto musical slide
Projeto musical slideProjeto musical slide
Projeto musical slide
 
Educa pe arte-esninofundamental_semana1
Educa pe arte-esninofundamental_semana1Educa pe arte-esninofundamental_semana1
Educa pe arte-esninofundamental_semana1
 
Projeto música
Projeto músicaProjeto música
Projeto música
 
Musica na escola
Musica na escolaMusica na escola
Musica na escola
 
Plano de trabalho series iniciais artes
Plano de trabalho series iniciais artesPlano de trabalho series iniciais artes
Plano de trabalho series iniciais artes
 
A importância da música no desenvolvimento infantil final
A importância da música no desenvolvimento infantil   finalA importância da música no desenvolvimento infantil   final
A importância da música no desenvolvimento infantil final
 
OT O Ensino de Arte nas Series Iniciais
OT O Ensino de Arte nas Series IniciaisOT O Ensino de Arte nas Series Iniciais
OT O Ensino de Arte nas Series Iniciais
 
Música na Educação Infantil
Música na Educação InfantilMúsica na Educação Infantil
Música na Educação Infantil
 
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃOA MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
 
Projeto circo blog
Projeto circo   blogProjeto circo   blog
Projeto circo blog
 
Sesc mpb 2013
Sesc mpb 2013Sesc mpb 2013
Sesc mpb 2013
 

Destaque

Apresentação dud 4.0 nova
Apresentação dud 4.0 novaApresentação dud 4.0 nova
Apresentação dud 4.0 nova
Dirceu Perez Júnior
 
San pham Agel Dich Chu Hoa
San pham Agel Dich Chu HoaSan pham Agel Dich Chu Hoa
San pham Agel Dich Chu Hoaagel5group
 
KatalogMan2016
KatalogMan2016KatalogMan2016
KatalogMan2016
Florent Demay
 
Astun2016
Astun2016Astun2016
Astun2016
cpagora
 
Cement
CementCement
Problemas de información
Problemas de informaciónProblemas de información
Problemas de información
Julian Tovar
 
Migliori posizioni a letto
Migliori posizioni a lettoMigliori posizioni a letto
Migliori posizioni a lettoEmma Running
 
Teorías del aprendizaje grupo pretenders
Teorías del aprendizaje grupo pretendersTeorías del aprendizaje grupo pretenders
Teorías del aprendizaje grupo pretenders
JAIME
 
QH_SalesPitch (2).pdf
QH_SalesPitch (2).pdfQH_SalesPitch (2).pdf
QH_SalesPitch (2).pdf
Prashant Thakur
 
Η αγγλική ως διεθνής γλώσσα: πρόβλημα και ευκαιρία για τη διδακτική και την ε...
Η αγγλική ως διεθνής γλώσσα: πρόβλημα και ευκαιρία για τη διδακτική και την ε...Η αγγλική ως διεθνής γλώσσα: πρόβλημα και ευκαιρία για τη διδακτική και την ε...
Η αγγλική ως διεθνής γλώσσα: πρόβλημα και ευκαιρία για τη διδακτική και την ε...
rceluoa
 
Salutogenese
SalutogeneseSalutogenese
Salutogenese
cathyververda
 
Vietnam National Rural Clean Water Supply & Sanitation Strategy up to 2020: I...
Vietnam National Rural Clean Water Supply & Sanitation Strategy up to 2020: I...Vietnam National Rural Clean Water Supply & Sanitation Strategy up to 2020: I...
Vietnam National Rural Clean Water Supply & Sanitation Strategy up to 2020: I...
Global Risk Forum GRFDavos
 
Fabby
FabbyFabby
Fabby
Ni Chen
 
VIOLENCIA EN EL NOVIAZGO
VIOLENCIA EN EL NOVIAZGOVIOLENCIA EN EL NOVIAZGO
VIOLENCIA EN EL NOVIAZGO
adilene101114
 
adrenergic agonists & antagonists
adrenergic agonists & antagonistsadrenergic agonists & antagonists
adrenergic agonists & antagonists
drjawaria73
 
28.07.2010 Mongolia: Building a sustainable economic growth through downstrea...
28.07.2010 Mongolia: Building a sustainable economic growth through downstrea...28.07.2010 Mongolia: Building a sustainable economic growth through downstrea...
28.07.2010 Mongolia: Building a sustainable economic growth through downstrea...
The Business Council of Mongolia
 
Open stack foundation-nfv-report
Open stack foundation-nfv-reportOpen stack foundation-nfv-report
Open stack foundation-nfv-report
Amanda Espíndola Raymundi
 

Destaque (18)

Apresentação dud 4.0 nova
Apresentação dud 4.0 novaApresentação dud 4.0 nova
Apresentação dud 4.0 nova
 
San pham Agel Dich Chu Hoa
San pham Agel Dich Chu HoaSan pham Agel Dich Chu Hoa
San pham Agel Dich Chu Hoa
 
KatalogMan2016
KatalogMan2016KatalogMan2016
KatalogMan2016
 
Astun2016
Astun2016Astun2016
Astun2016
 
Cement
CementCement
Cement
 
Problemas de información
Problemas de informaciónProblemas de información
Problemas de información
 
Migliori posizioni a letto
Migliori posizioni a lettoMigliori posizioni a letto
Migliori posizioni a letto
 
Teorías del aprendizaje grupo pretenders
Teorías del aprendizaje grupo pretendersTeorías del aprendizaje grupo pretenders
Teorías del aprendizaje grupo pretenders
 
QH_SalesPitch (2).pdf
QH_SalesPitch (2).pdfQH_SalesPitch (2).pdf
QH_SalesPitch (2).pdf
 
sinkvein_Tver
sinkvein_Tversinkvein_Tver
sinkvein_Tver
 
Η αγγλική ως διεθνής γλώσσα: πρόβλημα και ευκαιρία για τη διδακτική και την ε...
Η αγγλική ως διεθνής γλώσσα: πρόβλημα και ευκαιρία για τη διδακτική και την ε...Η αγγλική ως διεθνής γλώσσα: πρόβλημα και ευκαιρία για τη διδακτική και την ε...
Η αγγλική ως διεθνής γλώσσα: πρόβλημα και ευκαιρία για τη διδακτική και την ε...
 
Salutogenese
SalutogeneseSalutogenese
Salutogenese
 
Vietnam National Rural Clean Water Supply & Sanitation Strategy up to 2020: I...
Vietnam National Rural Clean Water Supply & Sanitation Strategy up to 2020: I...Vietnam National Rural Clean Water Supply & Sanitation Strategy up to 2020: I...
Vietnam National Rural Clean Water Supply & Sanitation Strategy up to 2020: I...
 
Fabby
FabbyFabby
Fabby
 
VIOLENCIA EN EL NOVIAZGO
VIOLENCIA EN EL NOVIAZGOVIOLENCIA EN EL NOVIAZGO
VIOLENCIA EN EL NOVIAZGO
 
adrenergic agonists & antagonists
adrenergic agonists & antagonistsadrenergic agonists & antagonists
adrenergic agonists & antagonists
 
28.07.2010 Mongolia: Building a sustainable economic growth through downstrea...
28.07.2010 Mongolia: Building a sustainable economic growth through downstrea...28.07.2010 Mongolia: Building a sustainable economic growth through downstrea...
28.07.2010 Mongolia: Building a sustainable economic growth through downstrea...
 
Open stack foundation-nfv-report
Open stack foundation-nfv-reportOpen stack foundation-nfv-report
Open stack foundation-nfv-report
 

Semelhante a SER PIÁ: DESVELAR O ÍNTIMO, TRANSVER O MUNDO

A dança na educação infantil
A dança na educação infantilA dança na educação infantil
A dança na educação infantil
Marleila Barros
 
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando naA importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
Marleila Barros
 
Projeto - Animação e Expressões Artísticas
Projeto - Animação e Expressões ArtísticasProjeto - Animação e Expressões Artísticas
Projeto - Animação e Expressões Artísticas
isabepaiva
 
Ensino de arte outubro 2013
Ensino de arte   outubro 2013Ensino de arte   outubro 2013
Ensino de arte outubro 2013
Fabiola Oliveira
 
Elisabeth Belisário - Ensaio Piá 2014
Elisabeth Belisário - Ensaio Piá 2014Elisabeth Belisário - Ensaio Piá 2014
Elisabeth Belisário - Ensaio Piá 2014
ljulianarosal
 
Auto Estima Da Identidade Surda
Auto Estima Da Identidade SurdaAuto Estima Da Identidade Surda
Auto Estima Da Identidade Surda
asustecnologia
 
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao MusicalExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
Alfredo Lopes
 
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE AULA
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE  AULAA ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE  AULA
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE AULA
GuilhermeVillela4
 
Apresentação1 em formatação fund e metod de ciencias 7 semestre
Apresentação1 em formatação fund e metod de ciencias 7 semestreApresentação1 em formatação fund e metod de ciencias 7 semestre
Apresentação1 em formatação fund e metod de ciencias 7 semestre
Sandra Guerra
 
Recrearte
RecrearteRecrearte
Recrearte
Victorhugo Vh
 
Projeto animação
Projeto animaçãoProjeto animação
Projeto animação
isabepaiva
 
Ot música 2012
Ot música 2012Ot música 2012
Ot música 2012
Marilia.torres
 
Quadro teóricoanalítico descritivo simone helen drumond
Quadro teóricoanalítico descritivo simone helen drumondQuadro teóricoanalítico descritivo simone helen drumond
Quadro teóricoanalítico descritivo simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e ColaborativosAproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Peticia Carvalho
 
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacaoSpe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Simoni Santos
 
Ensinodearte outubro2013-131004091610-phpapp02
Ensinodearte outubro2013-131004091610-phpapp02Ensinodearte outubro2013-131004091610-phpapp02
Ensinodearte outubro2013-131004091610-phpapp02
Fundação Casa
 
Eixos Educação Infantil
 Eixos Educação Infantil Eixos Educação Infantil
Eixos Educação Infantil
Vitória Linhares
 
Educação infantil a musica-na_educacao_infantil
Educação infantil   a musica-na_educacao_infantilEducação infantil   a musica-na_educacao_infantil
Educação infantil a musica-na_educacao_infantil
ceisementinha
 
Atividade 4.5 (slides)
Atividade 4.5 (slides)Atividade 4.5 (slides)
Atividade 4.5 (slides)
Durci2011
 
Atps de artes, criatividade e recreação
Atps de artes, criatividade e recreaçãoAtps de artes, criatividade e recreação
Atps de artes, criatividade e recreação
leticiamenezesmota
 

Semelhante a SER PIÁ: DESVELAR O ÍNTIMO, TRANSVER O MUNDO (20)

A dança na educação infantil
A dança na educação infantilA dança na educação infantil
A dança na educação infantil
 
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando naA importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
 
Projeto - Animação e Expressões Artísticas
Projeto - Animação e Expressões ArtísticasProjeto - Animação e Expressões Artísticas
Projeto - Animação e Expressões Artísticas
 
Ensino de arte outubro 2013
Ensino de arte   outubro 2013Ensino de arte   outubro 2013
Ensino de arte outubro 2013
 
Elisabeth Belisário - Ensaio Piá 2014
Elisabeth Belisário - Ensaio Piá 2014Elisabeth Belisário - Ensaio Piá 2014
Elisabeth Belisário - Ensaio Piá 2014
 
Auto Estima Da Identidade Surda
Auto Estima Da Identidade SurdaAuto Estima Da Identidade Surda
Auto Estima Da Identidade Surda
 
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao MusicalExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
 
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE AULA
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE  AULAA ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE  AULA
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE AULA
 
Apresentação1 em formatação fund e metod de ciencias 7 semestre
Apresentação1 em formatação fund e metod de ciencias 7 semestreApresentação1 em formatação fund e metod de ciencias 7 semestre
Apresentação1 em formatação fund e metod de ciencias 7 semestre
 
Recrearte
RecrearteRecrearte
Recrearte
 
Projeto animação
Projeto animaçãoProjeto animação
Projeto animação
 
Ot música 2012
Ot música 2012Ot música 2012
Ot música 2012
 
Quadro teóricoanalítico descritivo simone helen drumond
Quadro teóricoanalítico descritivo simone helen drumondQuadro teóricoanalítico descritivo simone helen drumond
Quadro teóricoanalítico descritivo simone helen drumond
 
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e ColaborativosAproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
 
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacaoSpe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacao
 
Ensinodearte outubro2013-131004091610-phpapp02
Ensinodearte outubro2013-131004091610-phpapp02Ensinodearte outubro2013-131004091610-phpapp02
Ensinodearte outubro2013-131004091610-phpapp02
 
Eixos Educação Infantil
 Eixos Educação Infantil Eixos Educação Infantil
Eixos Educação Infantil
 
Educação infantil a musica-na_educacao_infantil
Educação infantil   a musica-na_educacao_infantilEducação infantil   a musica-na_educacao_infantil
Educação infantil a musica-na_educacao_infantil
 
Atividade 4.5 (slides)
Atividade 4.5 (slides)Atividade 4.5 (slides)
Atividade 4.5 (slides)
 
Atps de artes, criatividade e recreação
Atps de artes, criatividade e recreaçãoAtps de artes, criatividade e recreação
Atps de artes, criatividade e recreação
 

Mais de piaprograma

Muros e Pontes - Ensaio pia 2015 - inicio - elisabeth belisario
Muros e Pontes - Ensaio pia 2015 - inicio -  elisabeth belisarioMuros e Pontes - Ensaio pia 2015 - inicio -  elisabeth belisario
Muros e Pontes - Ensaio pia 2015 - inicio - elisabeth belisario
piaprograma
 
DEIXA EU SER PIÁ! Processo criativo de uma criança tímida
DEIXA EU SER PIÁ! Processo criativo de uma criança tímidaDEIXA EU SER PIÁ! Processo criativo de uma criança tímida
DEIXA EU SER PIÁ! Processo criativo de uma criança tímida
piaprograma
 
Piá - espaço de encontro Fabi Ribeiro
Piá - espaço de encontro Fabi RibeiroPiá - espaço de encontro Fabi Ribeiro
Piá - espaço de encontro Fabi Ribeiro
piaprograma
 
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - finalEnsaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
piaprograma
 
O corpo do PIÁ no CCJ
O corpo do PIÁ no CCJO corpo do PIÁ no CCJ
O corpo do PIÁ no CCJ
piaprograma
 
O piá e a história
O piá e a históriaO piá e a história
O piá e a história
piaprograma
 
A educação não formal associada as interlinguagens
A educação não formal associada as interlinguagensA educação não formal associada as interlinguagens
A educação não formal associada as interlinguagens
piaprograma
 
O PIÁ e a história - Val Lima
O PIÁ e a história - Val LimaO PIÁ e a história - Val Lima
O PIÁ e a história - Val Lima
piaprograma
 
O corpo do PIÁ no CCJ
O corpo do PIÁ no CCJO corpo do PIÁ no CCJ
O corpo do PIÁ no CCJ
piaprograma
 
Abordagem em espiral e ensino de arte
Abordagem em espiral e ensino de arteAbordagem em espiral e ensino de arte
Abordagem em espiral e ensino de arte
piaprograma
 
Encruzilhadas da infância
Encruzilhadas da infânciaEncruzilhadas da infância
Encruzilhadas da infância
piaprograma
 
A criança é performer
A criança é performer  A criança é performer
A criança é performer
piaprograma
 
Arte e metáforas contemporaneas para pensar infância e educação
Arte e metáforas contemporaneas para pensar infância e educaçãoArte e metáforas contemporaneas para pensar infância e educação
Arte e metáforas contemporaneas para pensar infância e educação
piaprograma
 
A ação cultural e a dimensão criadora
A ação cultural e a dimensão criadoraA ação cultural e a dimensão criadora
A ação cultural e a dimensão criadorapiaprograma
 
Cartografia ou de como pensar com o corpo vibrátil - Suely Rolnik
Cartografia ou de como pensar com o corpo vibrátil  - Suely RolnikCartografia ou de como pensar com o corpo vibrátil  - Suely Rolnik
Cartografia ou de como pensar com o corpo vibrátil - Suely Rolnik
piaprograma
 

Mais de piaprograma (15)

Muros e Pontes - Ensaio pia 2015 - inicio - elisabeth belisario
Muros e Pontes - Ensaio pia 2015 - inicio -  elisabeth belisarioMuros e Pontes - Ensaio pia 2015 - inicio -  elisabeth belisario
Muros e Pontes - Ensaio pia 2015 - inicio - elisabeth belisario
 
DEIXA EU SER PIÁ! Processo criativo de uma criança tímida
DEIXA EU SER PIÁ! Processo criativo de uma criança tímidaDEIXA EU SER PIÁ! Processo criativo de uma criança tímida
DEIXA EU SER PIÁ! Processo criativo de uma criança tímida
 
Piá - espaço de encontro Fabi Ribeiro
Piá - espaço de encontro Fabi RibeiroPiá - espaço de encontro Fabi Ribeiro
Piá - espaço de encontro Fabi Ribeiro
 
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - finalEnsaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
 
O corpo do PIÁ no CCJ
O corpo do PIÁ no CCJO corpo do PIÁ no CCJ
O corpo do PIÁ no CCJ
 
O piá e a história
O piá e a históriaO piá e a história
O piá e a história
 
A educação não formal associada as interlinguagens
A educação não formal associada as interlinguagensA educação não formal associada as interlinguagens
A educação não formal associada as interlinguagens
 
O PIÁ e a história - Val Lima
O PIÁ e a história - Val LimaO PIÁ e a história - Val Lima
O PIÁ e a história - Val Lima
 
O corpo do PIÁ no CCJ
O corpo do PIÁ no CCJO corpo do PIÁ no CCJ
O corpo do PIÁ no CCJ
 
Abordagem em espiral e ensino de arte
Abordagem em espiral e ensino de arteAbordagem em espiral e ensino de arte
Abordagem em espiral e ensino de arte
 
Encruzilhadas da infância
Encruzilhadas da infânciaEncruzilhadas da infância
Encruzilhadas da infância
 
A criança é performer
A criança é performer  A criança é performer
A criança é performer
 
Arte e metáforas contemporaneas para pensar infância e educação
Arte e metáforas contemporaneas para pensar infância e educaçãoArte e metáforas contemporaneas para pensar infância e educação
Arte e metáforas contemporaneas para pensar infância e educação
 
A ação cultural e a dimensão criadora
A ação cultural e a dimensão criadoraA ação cultural e a dimensão criadora
A ação cultural e a dimensão criadora
 
Cartografia ou de como pensar com o corpo vibrátil - Suely Rolnik
Cartografia ou de como pensar com o corpo vibrátil  - Suely RolnikCartografia ou de como pensar com o corpo vibrátil  - Suely Rolnik
Cartografia ou de como pensar com o corpo vibrátil - Suely Rolnik
 

Último

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 

SER PIÁ: DESVELAR O ÍNTIMO, TRANSVER O MUNDO

  • 1. Artista-Educadora: Kaloni Scharnovski Equipamento: Centro Cultural de Penha ENSAIO PESQUISA-AÇÃO SER PIÁ: DESVELAR O ÍNTIMO, TRANSVER O MUNDO Ê mundo! Tão bonito, tão diverso, tão infinito! Por que nos colocamos rédeas e antolhos? Desde que aqui abrimos nossos olhos e pulmões, padrões civilizatórios induzem atos, passos e interpretação de fatos, e tantas muitas vezes os assimilamos como não carentes por reflexão. Incorporamos nas rotinas de nossas vidas padrões numéricos, comportamentais, políticos, espirituais. Casa, trabalho, entretenimento. Pão e circo. Assim a vida vai seguindo. A infância - com sua paleta de cores de possibilidades mil, sua sonoridade sem freios, suas sinceras percepções, suas palavras carregadas de sensações, seus movimentos enérgicos, seu corpo disposto e presente - recebe do mundo o ‘certo’ e o ‘errado’, o espírito da palmatória. A arte aparece nesse contexto como ferramenta poderosa para a sensibilização e expressão. Não enquanto prática técnica, mas como portal para reflexão, observação, reconhecimento, representação, recriação, do que nos rodeia e envolve. Ela transporta-nos do quadrado fechado de nossas casas, escolas, igrejas,
  • 2. da retidão de nossas trilhas e pensamentos, para o infinito azul do céu. Convida-nos a transver o mundo, como poetizou Manoel de Barros, “A expressão reta não sonha. Não use o traço acostumado. A força de um artista vem das suas derrotas. Só a alma atormentada pode trazer para a voz um formato de pássaro. Arte não tem pensa: O olho vê, a lembrança revê, e a imaginação transvê. É preciso transver o mundo.” Mas para transver é preciso ver, a si, ao outro. (Re)conhecer o âmago, o cerne. E ser PIÁ é ser coração, é desvelar o profundo íntimo. Assim significa a palavra em sua origem tupi e guarani. Assim as mães indígenas chamam suas crianças. Assim o artista-educador considera e chama a todas as crianças de suas turmas. O Programa PIÁ possui um incrível potencial por proporcionar a crianças de diversas regiões da cidade experiências que fogem de suas rotinas diárias. É um espaço para o encontro, criação, compartilhamento, e tudo de natural que possa existir na natureza infantil, pois ela já carrega em si “um formato de pássaro”. Não existe o certo e o errado, portanto não existem exercícios técnicos para a expressão artística. Existem exercícios para explorar coletivamente nosso eu criativo. O produto dos encontros são os processos artísticos vivenciados, que podem ou não se materializar. Não existe obrigação, porque como já disse o mesmo poeta Manoel “a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós”. O artista-educador atua como encantador. Seu papel é despertar a sensibilidade dentro de si e no interior de seus piás, para proporcionar experiências artísticas encantadoras. Assim, deve também sempre estar no estado de encantamento. Por isso, muitas vezes mostra-se difícil a compreensão do Programa. O artista-educador deve primeiro perceber e retirar suas rédeas e antolhos simbólicos, estar aberto para experimentar além do que já conhece, além de sua formação. Seus disparadores podem tomar as mais diversas proporções, e isso não o impede de deixar que a proposta se modifique, flua de acordo com os desejos da turma. A estrutura de quartetos e duplas, com artistas-educadores de diferentes linguagens artísticas, fortifica essa característica transformadora do programa.   Sendo piá, por oito meses,
  • 3. dei vida a vários ‘eus’, transportei-me a diversas realidades, passeei do concreto ao abstrato, experienciei muitas sensações. Redescobri o olhar curioso e a importância de estar aberto para o novo. Junto com a equipe de artistas-educadores e nossas turmas, experimentamos materiais diferentes, buscamos enxergar arte em tudo,                                                                                                                                                                              aprendemos a alegria de compartilhar, refletimos sobre nossos sonhos,                             brincamos  com  sons,     experimentamos  movimentos,                     vencemos medos, pensamos em equipe, e, principalmente, nos divertimos pra valer!