SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROFESSOR RAUL
CÓRDULA.
CURSO: CULTURA, LITERATURA E CRIATIVIDADE: DO ERUDITO AO POPULAR -
CLIC
COORDENADORA DA ÁREA DE LETRAS: MAGLIANA RODRIGUES.
SUPERVISORA DA ESCOLA: DIANA NUNES RAMALHO.
LICENCIANDOS EM LETRAS: ELOIZA DE OLIVEIRA CHAVES
FABIANA MARIA DOS SANTOS SOUZA
JHONATHAN ANTONNY DE S. S. MACHADO
LÍGIA ALBUQUERQUE QUEIROZ
MONALISA BARBOZA SANTOS
PROGRAMA DE ATIVIDADES
TEMÁTICA PRINCIPAL:
» As várias faces do amor;
GÊNEROS:
» Conto, crônica, poema;
CONTEÚDO:
» Trabalhar os diversos gêneros literários e suas características a partir da temática “amor”, em
diversas épocas até a contemporaneidade.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
 Introduzir os estudos literários desde a antiguidade clássica até os dias atuais.
 Reconhecer as características estruturais dos gêneros: crônica, conto e poema.
 Desenvolver o senso crítico e reflexivo a partir da temática “amor”.
OBJETIVO GERAL:
» Compreender como a literatura aborda a temática “amor” e suas transformações sócio-
históricas.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
» Desenvolver o senso crítico e reflexivo dos alunos a partir da temática “amor”;
» Introduzir os estudos literários desde a antiguidade clássica até os dias atuais.
» Aperfeiçoar a competência de leitura e interpretação de textos literários e não literários;
» Reconhecer as características estruturais dos gêneros crônica, conto e poema.
PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS:
14° MÓDULO – AS VÁRIAS FACES DO AMOR
1º ENCONTRO: TIPOS DE AMOR
 Recepcionaremos os alunos com a sala toda decorada, com objetos alusivos à temática
que será trabalhada no decorrer da sequência, o objetivo é que o ambiente esteja em
harmonia com o que trabalharemos.
 Em seguida, haverá a apresentação dos professores e esclarecimentos acerca do
projeto, com o objetivo de ressaltar o que vem a ser o CLIC.
 Elemento motivador: Dinâmica de socialização dos alunos.
 Para destacar o foco principal do projeto, iremos mostrar, através de slides,
manifestações artísticas, com o objetivo de que os discentes notem a sua matéria-
prima principal, trazendo à tona a literatura e o uso da palavra como matéria-prima.
 Após esta discussão, falaremos que a sequência girará em torno de uma temática. Para
ilustrar os professores que farão uma dramatização de “Um primeiro encontro”
objetivando que os alunos possam descobrir o tema da sequência.
 Esclarecida a temática, abordaremos os três principais “tipos de amor”; Ágape, Eros e
Philos. Essa abordagem será feita através de um vídeo: “tipos de amor” e terá o
objetivo de iniciar de uma forma geral a discussão que será desenvolvida durante a
sequência.
 Após a discussão, a partir do vídeo, distribuiremos para turma textos correlacionados
a cada tipo de amor. Assim, utilizaremos o texto bíblico “I Coríntios 13”, para
representar o amor ágape, a música “Palpite”, de Vanessa Rangel para ilustrar o amor
eros e o Soneto do amigo, de Vinícius de Moraes para mostrar o amor philos.
2º ENCONTRO: AMOR REAL E O AMOR VIRTUAL
 Elemento motivador: Exibiremos, através de slides, postagens advindas das redes
sociais que mostram algumas formas de como estão sendo levados os relacionamentos
com o advento da internet e a superexposição que acontece dos sentimentos.
 Em seguida, haverá a execução da música “Amor virtual”, do grupo Sampa Crew, que
servirá de ponto de partida para a discussão sobre os relacionamentos afetivos
desenvolvidos via internet, isto terá o objetivo de promover uma reflexão nos alunos da
concretude das relações virtuais.
 Logo após faremos a leitura da crônica “Quando o amor virtual não se torna real...”, de
Rosana Braga que terá com objetivo, além abordar um outro aspecto dos amores
virtuais que seria sua desvirtualização, ainda nos dará a oportunidade de dar algumas
pinceladas acerca do gênero crônica jornalística.
 Tendo refletido com estes textos abriremos uma discussão elencando os pontos
negativos e positivos tanto do amor real quanto do virtual, com o objetivo de que os
próprios alunos construam suas percepções acerca destes dois tipos de relacionamento.
 Em seguida, para tratar da questão da não perfeição das relações e dos cuidados que se
deve tomar ao se utilizar da internet para se conhecer pessoas, analisaremos a charge
“Amores virtuais” do Blog Mulhertrinta e faremos um contraponto com o vídeo
“Pessoas boas correm mais riscos no relacionamento virtual” do Programa The love
school: A escola do amor, com o objetivo de conscientizar os alunos acerca dos
cuidados que se deve tomar quando alguém se envolve em um relacionamento virtual.
 Após este momento de reflexão, teremos a leitura do conto “Pausa”, de Moacyr Scliar
destacando o amor real e o seu desgaste causado pela rotina, atentando para as
características do gênero lido juntamente com o módulo. Com este texto objetiva-se
mostrar o aluno que existe o outro lado da moeda, para além do idealismo e pseudo-
perfeição do amor virtual, existe o amor real, que se desgasta com o tempo.
 Para finalizar o encontro, realizaremos uma atividade na qual utilizaremos o conto de
Moacyr Sclyar, “Pausa”, para que os alunos possam criar possíveis finais para estória,
já que esta fica em aberto ao final da narração. Os alunos poderão tanto escrever e ler
os possíveis finais, como também, poderão realizar uma rápida dramatização. Isso será
a critério de cada um. Como o objetivo de refletirmos acerca do desgaste dos
relacionamentos.
3º ENCONTRO: O AMOR PLATÔNICO E O AMOR CORRESPONDIDO
 Elemento motivador: “Dinâmica da pessoa ideal”: Será solicitado aos alunos que
descrevam a pessoa que formaria seu par romântico ideal, em seguida, todas as
respostas serão colocadas em uma caixa e, logo após, será feito um sorteio de algumas
respostas com a finalidade de questioná-los sobre a existência ou não do perfil
descrito.
 Dando sequência ao encontro, serão realizadas a leitura e discussão da crônica “Amor
platônico”, de Chico Garcia, com o objetivo de esclarecer no que consiste esse tipo de
amor e investigar se os alunos já tiveram um amor platônico ou se que conhecem
alguém que viveu esta situação.
 Terminada esta discussão, executaremos a música: “Apaixonado” de Luan Santana
com o intuito de observar o amor platônico presente em sua letra, logo após, será
explicado que o amor platônico não é algo atual, pois ele já estava presente desde o
Trovadorismo no século XI nas cantigas de amor e amigo.
 A partir disto, iremos fazer a leitura compartilhada e análise da cantiga de amor
“Conheço certo homem”, da cantiga de amigo “Ondas do mar de vigo” e da cantiga de
escárnio “Dona feia”, cujos autores são desconhecidos, tendo como objetivo fornecer
um panorama histórico acerca da temática, para que os alunos possam perceber que o
amor platônico se faz presente desde a Idade Média até a contemporaneidade.
 Logo em seguida, será realizada uma atividade, na qual os alunos identificarão dentre
as cantigas que serão disponibilizadas em slides, qual é a de amor, de amigo ou de
escárnio.
 Concluída a atividade, haverá a exibição do vídeo “Amor platônico”, do canal
Nomegusta que terá o objetivo de ilustrar de forma cômica o que seria este tipo de
amor.
 Em seguida, a fim de discutir o “amor idealizado” leremos os contos de fadas “A bela
adormecida” e, em seguida, o compararemos com o texto “A bela que despertou”,
adaptação de Luís Fernando Veríssimo. A partir disto, discutiremos a questão do
empoderamento feminino e como no contexto atual as mulheres não mais estão à
mercê do ideal do “príncipe encantado”, sendo elas senhoras de seu destino. Esta
atividade terá por objetivo levar os discentes à reflexão acerca tanto do amor
idealizado, quanto da questão da mudança de concepção deste amor sob a ótica da
mulher moderna.
 Assim, refletiremos acerca de como se dão os relacionamentos na sociedade pós-
moderna, para tanto, assistiremos o vídeo “Amor Líquido- Zygmunt Bauman, por
Profa. Dra. Cláudia Bonfim”. Com o objetivo de propiciar ao aluno o contato com o
pensamento de um dos maiores filósofos atuais que aborda a temática.
 Para finalizar, ouviremos a música “Amor líquido”, de Caos restrito para fechar a
discussão.
4º ENCONTRO: O AMOR FIEL E INFIEL
 Elemento motivador: “Dinâmica da confiança”: os alunos todos de pé, um de cada
vez ficará no centro do círculo e se jogará para trás, onde estará um outro colega para
segurá-lo, feito isso algumas vezes, um último aluno, que será vendado, não será
segurado ao cair, porém estará disposto um colchão para aparar a queda. O objetivo da
dinâmica é refletir sobre a confiança que depositamos nas pessoas e que muitas vezes
acaba nos decepcionando.
 Logo após, mostraremos, através de slides, cenas atuais de novelas e filmes que
relatam a infidelidade na sociedade atual, com o objetivo de trazer à tona qual a visão
que a mídia explora sobre esta questão.
 Dando continuidade ao encontro, faremos a leitura do “Soneto de fidelidade”, de
Vinícius de Moraes, com a finalidade de questionar sobre a existência de um amor fiel
nos dias atuais, além de trabalhar as características do soneto e fazer um breve
comentário sobre a biografia do autor.
 Terminada a análise do poema, faremos a leitura e discussão da crônica “Homem
perfeito”, de Arnaldo Jabor, com o objetivo de instigar os discentes a se posicionarem
diante da temática e relatar suas experiências ou de outras pessoas, trabalhando as
características estruturais do gênero destacando os diferentes tipos de crônica com
ênfase na jornalística.
 Por fim, leremos o poema “Soneto de Infidelidade”, de Roseane Freitas que é uma
releitura do “Soneto de Fidelidade”, de Vinícius de Moraes, que terá por objetivo
fazer um paralelo com o texto anteriormente lido e consequentemente enriquecer a
discussão da temática.
5º ENCONTRO: O AMOR ERÓTICO E AMOR ROMÂNTICO
 Elemento motivador: Ouviremos a música “Amor e sexo”, de Rita Lee e, a partir
dela, faremos uma discussão da relação entre sexo e amor, para refletir se realmente
são coisas tão distintas, se são opostos ou não.
 Em seguida, adentraremos a questão do erotismo e o diferenciaremos da pornografia,
para que os alunos possam compreender que embora sejam semelhantes existem
diferenças relevantes entre estes dois modos de se conceber a questão da sensualidade
ou sexualidade. Para ilustrar, iremos expor, então algumas obras de arte que trazem
figuras eróticas;
 Dando continuidade a subtemática, leremos e analisaremos o poema erótico “Amor,
atração carnal”, de Jairo Nunes Nogueira, com o objetivo também de ilustrar o
conceito de erotismo.
 Após isto, ouviremos a música “Eu sei que vou te amar”, de Maria Creuza e Vinícius
de Moraes, que traz em sua letra o amor romântico idealizado, eterno. Esta música
será ponto de partida para a reflexão acerca deste tipo de amor.
 Concluída a leitura e interpretação da música, leremos o artigo “Mito do amor
romântico”, do psiquiatra Morgan Scott Peck, a fim de estabelecer um paralelo com a
música e fazer-nos pensar se realmente o amor romântico é o tipo ideal de amor.
 Fechando esta discussão, exibiremos o vídeo “Amor genuíno e amor romântico”, de
Jetsuma Tenzin Palmo, que terá o objetivo de fechar a discussão sobre os amores ao
trazer uma reflexão que vale para todas as nossas relações e para definir de uma
forma bem singela o que é o amor.
 Para finalizar, faremos uma retomada de todo conteúdo trabalhado na sequência
através de uma dinâmica intitulada “As várias faces do amor”, na qual dividiremos a
turma em dois grupos, o grupo ao iniciar será determinado por sorteio. Serão, então,
tocadas músicas e os alunos terão que identificar de que “tipo” de amor elas estão
falando.
6º ENCONTRO: “AH, O AMOR!”
 No último encontro realizaremos um sarau, no qual os alunos poderão celebrar através
de diversas manifestações artísticas o tema trabalhado na sequência, com o objetivo de
haver um momento de confraternização, troca de ideias e feed back do que foi feito na
sequência.
REFERÊNCIAS:
A BELA ADORMECIDA. Disponível em: http://bebeatual.com/historias-bela-adormecida_59.
Acesso em: 03/04/15, às 18h54.
AMOR LÍQUIDO. Caos Restrito. Disponível em: http://letras.mus.br/caos-restrito/1820994/.
Acesso em: 03/04/15, às 18h45min.
AMOR VIRTUAL. Sampa Crew. Disponível em: http://www.vagalume.com.br/sampa-
crew/amor-virtual.html. Acesso em: 03/04/15, às 17h28min.
BEZERRA, Jairo Nunes. Amor, atração carnal. Disponível em: http://www.luso-
poemas.net/modules/news/article.php?storyid=268590. Acesso em: 04/04/15, às 09h54min.
BÍBLIA SAGRADA. I Cor 13. Disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/acf/1co/13.
Acesso em: 03/04/15, às 17h53min.
BRAGA, Rosana. Quando o amor “virtual” não se torna “real”... Disponível em:
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=34942&cat=Artigos&vinda=S. Acesso
em: 04/04/15, às 10h53min.
CERTO HOMEM. Disponível em: http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3839090. Acesso
em: 04/04/15, às 09h09min.
CHARGE: Amores virtuais. Disponível em: www.mulhertrinta.com.br. Acesso em 9 de abril
2015.
Disponível em: http://pensador.uol.com.br/frase/MzUwMzk5/. Acesso em: 04/04/15, às
09h30min.
DONA FEIA. Disponível em: http://www.graudez.com.br/literatura/obras/jgguilhade.htm.
Acesso em: 04/04/15, às 09h03min.
FREITAS, Roseane. Soneto de infidelidade. Disponível em:
http://rodolfopamplonafilho.blogspot.com.br/2012/06/soneto-de-infidelidade.html. Acesso em:
04/04/15, às 09h39min.
GARCIA, Chico. Amor platônico. Disponível em:
http://chicogarcia.blogspot.com.br/2013/12/amor-platonico.html. Acesso em: 03/04/15, às
18h31min.
JABOR, Arnaldo. Homem perfeito. Disponível em:
http://pensador.uol.com.br/frase/MzUwMzk5/. Acesso em: 04/04/15, às 09h30min.
LEE, Rita. Amor e sexo. Disponível em: http://letras.mus.br/rita-lee/74440/. Acesso em:
04/04/15, às 09h47min.
MORAES, Vinícius de. Soneto do amigo. Disponível em:
http://pensador.uol.com.br/frase/NTQ1OTg/. Acesso em: 03/04/15, às 18h01min.
MORAES, Vinícius. Eu sei que vou te amar. Disponível em: http://letras.mus.br/maria-
creuza/777077/. Acesso em: 04/04/15, às 10h01min.
MORAES. Vinícius de. Soneto de fidelidade. Disponível em:
http://www.releituras.com/viniciusm_fidelidade.asp. Acesso em: 04/04/15, às 09h23min.
ONDAS DO MAR DE VIGO. Disponível em:
http://cantigas.fcsh.unl.pt/cantiga.asp?cdcant=1308&pv=sim. Acesso em: 04/04/15, às 09h00min.
PECK, Morgan Scott. O mito do amor romântico. Disponível em:
http://www.libertas.com.br/libertas/o-mito-do-amor-romantico/. Acesso em: 04/04/15, às
10h13min.
RANGEL, Vanessa. Palpite. Disponível em: http://letras.mus.br/vanessa-rangel/6640/. Acesso
em: 03/04/15, às 17h59min.
SANTANA, Luan. Apaixonado. Disponível em: http://letras.mus.br/luan-santana/1483635/.
Acesso em: 03/04/15, às 18h38min.
SCLYAR, Moacyr. Pausa. Disponível em:
http://materiaprimadosaber.blogspot.com.br/2013/06/v-behaviorurldefaultvmlo_16.html. Acesso
em: 03/04/15, às 18h19min.
VERÍSSIMO, Luis Fernando. A bela que despertou. Disponível em: http://angelagg-
sombrio.blogspot.com.br/2012/10/contos-de-fadas-na-escola.html. Acesso em: 06 de abril 2015.
Sequência - As várias faces do amor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula semântica
Aula   semânticaAula   semântica
Aula semântica
Mairus Prete
 
O jornal
O jornalO jornal
O jornal
Jacket25
 
Origem da língua portuguesa
Origem da língua portuguesaOrigem da língua portuguesa
Origem da língua portuguesa
Eliane Sapiraim Durão
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
LaranjaDiana
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Lucas Queiroz
 
Aula de português
Aula de portuguêsAula de português
Aula de português
Jefferson Sales
 
Gramática concordância
Gramática concordânciaGramática concordância
Gramática concordância
Walter Mendes
 
Elementos da comunicacao
Elementos da comunicacaoElementos da comunicacao
Elementos da comunicacao
Sandra Paula
 
Anexo 4 sequência didática projeto curta-metragem
Anexo 4  sequência didática projeto curta-metragemAnexo 4  sequência didática projeto curta-metragem
Anexo 4 sequência didática projeto curta-metragem
Mariana Correia
 
Silogismos_hipotéticos
Silogismos_hipotéticosSilogismos_hipotéticos
Silogismos_hipotéticos
Isabel Moura
 
Crase
CraseCrase
Signo linguìstico
Signo linguìsticoSigno linguìstico
Signo linguìstico
Vera Moreira Matos
 
Anúncio publicitário e propaganda.
Anúncio publicitário e propaganda.Anúncio publicitário e propaganda.
Anúncio publicitário e propaganda.
Mariany Dutra
 
Ponto 6 tipologia textual
Ponto 6   tipologia  textualPonto 6   tipologia  textual
Ponto 6 tipologia textual
Guilherme Antony
 
Podcast
PodcastPodcast
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
Gracita Fraga
 
Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.
EstudareLegal
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
Fábio Guimarães
 
Narrativas relato-de-viagem
Narrativas relato-de-viagemNarrativas relato-de-viagem
Narrativas relato-de-viagem
Professora Salete Costa
 
Histórias em quadrinhos (conteúdo mais completo)
Histórias em quadrinhos (conteúdo mais completo)Histórias em quadrinhos (conteúdo mais completo)
Histórias em quadrinhos (conteúdo mais completo)
jpsales
 

Mais procurados (20)

Aula semântica
Aula   semânticaAula   semântica
Aula semântica
 
O jornal
O jornalO jornal
O jornal
 
Origem da língua portuguesa
Origem da língua portuguesaOrigem da língua portuguesa
Origem da língua portuguesa
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Aula de português
Aula de portuguêsAula de português
Aula de português
 
Gramática concordância
Gramática concordânciaGramática concordância
Gramática concordância
 
Elementos da comunicacao
Elementos da comunicacaoElementos da comunicacao
Elementos da comunicacao
 
Anexo 4 sequência didática projeto curta-metragem
Anexo 4  sequência didática projeto curta-metragemAnexo 4  sequência didática projeto curta-metragem
Anexo 4 sequência didática projeto curta-metragem
 
Silogismos_hipotéticos
Silogismos_hipotéticosSilogismos_hipotéticos
Silogismos_hipotéticos
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Signo linguìstico
Signo linguìsticoSigno linguìstico
Signo linguìstico
 
Anúncio publicitário e propaganda.
Anúncio publicitário e propaganda.Anúncio publicitário e propaganda.
Anúncio publicitário e propaganda.
 
Ponto 6 tipologia textual
Ponto 6   tipologia  textualPonto 6   tipologia  textual
Ponto 6 tipologia textual
 
Podcast
PodcastPodcast
Podcast
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
 
Narrativas relato-de-viagem
Narrativas relato-de-viagemNarrativas relato-de-viagem
Narrativas relato-de-viagem
 
Histórias em quadrinhos (conteúdo mais completo)
Histórias em quadrinhos (conteúdo mais completo)Histórias em quadrinhos (conteúdo mais completo)
Histórias em quadrinhos (conteúdo mais completo)
 

Semelhante a Sequência - As várias faces do amor

SD AS FASES DA VIDA
SD AS FASES DA VIDASD AS FASES DA VIDA
SD AS FASES DA VIDA
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência I - Crônica
Sequência I - CrônicaSequência I - Crônica
Sequência I - Crônica
Bruna Maria
 
Sequência didática 19 (identidade feminina) semestre 2016.2
Sequência didática 19 (identidade feminina) semestre 2016.2Sequência didática 19 (identidade feminina) semestre 2016.2
Sequência didática 19 (identidade feminina) semestre 2016.2
Monalisa Barboza
 
Sequência 16 as fases da vida - relação entre família e sociedade
Sequência 16   as fases da vida - relação entre família e sociedadeSequência 16   as fases da vida - relação entre família e sociedade
Sequência 16 as fases da vida - relação entre família e sociedade
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência didática Identidade feminina (versão final)
Sequência didática   Identidade feminina (versão final)Sequência didática   Identidade feminina (versão final)
Sequência didática Identidade feminina (versão final)
Pibid-Letras Córdula
 
Esboço da sequência didática 02
Esboço da sequência didática   02Esboço da sequência didática   02
Esboço da sequência didática 02
Renally Arruda
 
S.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijoS.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijo
marquessousa
 
S.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijoS.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijo
marquessousa
 
Nas trilhas da língua portuguesa sequência didática 2017.2
Nas trilhas da língua portuguesa sequência didática 2017.2Nas trilhas da língua portuguesa sequência didática 2017.2
Nas trilhas da língua portuguesa sequência didática 2017.2
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
Nastrilhasdalinguaportuguesa/sequência-didática-2017.2
Nastrilhasdalinguaportuguesa/sequência-didática-2017.2 Nastrilhasdalinguaportuguesa/sequência-didática-2017.2
Nastrilhasdalinguaportuguesa/sequência-didática-2017.2
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
Sequência meu primeiro beijo
Sequência meu primeiro beijoSequência meu primeiro beijo
Sequência meu primeiro beijo
João da Silva
 
O ESTUDO DAS OBRAS DE LITERATURA NA DINÂMICA DA LEITURA LITERÁRIA PREDOMINANT...
O ESTUDO DAS OBRAS DE LITERATURA NA DINÂMICA DA LEITURA LITERÁRIA PREDOMINANT...O ESTUDO DAS OBRAS DE LITERATURA NA DINÂMICA DA LEITURA LITERÁRIA PREDOMINANT...
O ESTUDO DAS OBRAS DE LITERATURA NA DINÂMICA DA LEITURA LITERÁRIA PREDOMINANT...
RODRIGOVIEIRA249
 
124475 s agrupo 4 - definitiva
124475 s agrupo 4 - definitiva124475 s agrupo 4 - definitiva
124475 s agrupo 4 - definitiva
Débora da Fonseca
 
S agrupo 4 definitiva
S agrupo 4   definitivaS agrupo 4   definitiva
S agrupo 4 definitiva
Murilo Lopes
 
Apresentação meu primeiro beijo power point
Apresentação meu primeiro beijo power pointApresentação meu primeiro beijo power point
Apresentação meu primeiro beijo power point
Regyynna
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Primeiros infortúnios
Primeiros infortúniosPrimeiros infortúnios
Primeiros infortúnios
escolaadail
 
Primeiros infortúnios
Primeiros infortúniosPrimeiros infortúnios
Primeiros infortúnios
escolaadail
 
Primeiros infortúnios
Primeiros infortúniosPrimeiros infortúnios
Primeiros infortúnios
escolaadail
 
Curte que eu enceno: as redes sociais em foco
Curte que eu enceno: as redes sociais em focoCurte que eu enceno: as redes sociais em foco
Curte que eu enceno: as redes sociais em foco
pibidbar
 

Semelhante a Sequência - As várias faces do amor (20)

SD AS FASES DA VIDA
SD AS FASES DA VIDASD AS FASES DA VIDA
SD AS FASES DA VIDA
 
Sequência I - Crônica
Sequência I - CrônicaSequência I - Crônica
Sequência I - Crônica
 
Sequência didática 19 (identidade feminina) semestre 2016.2
Sequência didática 19 (identidade feminina) semestre 2016.2Sequência didática 19 (identidade feminina) semestre 2016.2
Sequência didática 19 (identidade feminina) semestre 2016.2
 
Sequência 16 as fases da vida - relação entre família e sociedade
Sequência 16   as fases da vida - relação entre família e sociedadeSequência 16   as fases da vida - relação entre família e sociedade
Sequência 16 as fases da vida - relação entre família e sociedade
 
Sequência didática Identidade feminina (versão final)
Sequência didática   Identidade feminina (versão final)Sequência didática   Identidade feminina (versão final)
Sequência didática Identidade feminina (versão final)
 
Esboço da sequência didática 02
Esboço da sequência didática   02Esboço da sequência didática   02
Esboço da sequência didática 02
 
S.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijoS.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijo
 
S.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijoS.a meu primeiro beijo
S.a meu primeiro beijo
 
Nas trilhas da língua portuguesa sequência didática 2017.2
Nas trilhas da língua portuguesa sequência didática 2017.2Nas trilhas da língua portuguesa sequência didática 2017.2
Nas trilhas da língua portuguesa sequência didática 2017.2
 
Nastrilhasdalinguaportuguesa/sequência-didática-2017.2
Nastrilhasdalinguaportuguesa/sequência-didática-2017.2 Nastrilhasdalinguaportuguesa/sequência-didática-2017.2
Nastrilhasdalinguaportuguesa/sequência-didática-2017.2
 
Sequência meu primeiro beijo
Sequência meu primeiro beijoSequência meu primeiro beijo
Sequência meu primeiro beijo
 
O ESTUDO DAS OBRAS DE LITERATURA NA DINÂMICA DA LEITURA LITERÁRIA PREDOMINANT...
O ESTUDO DAS OBRAS DE LITERATURA NA DINÂMICA DA LEITURA LITERÁRIA PREDOMINANT...O ESTUDO DAS OBRAS DE LITERATURA NA DINÂMICA DA LEITURA LITERÁRIA PREDOMINANT...
O ESTUDO DAS OBRAS DE LITERATURA NA DINÂMICA DA LEITURA LITERÁRIA PREDOMINANT...
 
124475 s agrupo 4 - definitiva
124475 s agrupo 4 - definitiva124475 s agrupo 4 - definitiva
124475 s agrupo 4 - definitiva
 
S agrupo 4 definitiva
S agrupo 4   definitivaS agrupo 4   definitiva
S agrupo 4 definitiva
 
Apresentação meu primeiro beijo power point
Apresentação meu primeiro beijo power pointApresentação meu primeiro beijo power point
Apresentação meu primeiro beijo power point
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
Primeiros infortúnios
Primeiros infortúniosPrimeiros infortúnios
Primeiros infortúnios
 
Primeiros infortúnios
Primeiros infortúniosPrimeiros infortúnios
Primeiros infortúnios
 
Primeiros infortúnios
Primeiros infortúniosPrimeiros infortúnios
Primeiros infortúnios
 
Curte que eu enceno: as redes sociais em foco
Curte que eu enceno: as redes sociais em focoCurte que eu enceno: as redes sociais em foco
Curte que eu enceno: as redes sociais em foco
 

Mais de Pibid-Letras Córdula

Clic cordel
Clic cordelClic cordel
Slide entre a espada e a rosa
Slide entre a espada e a rosaSlide entre a espada e a rosa
Slide entre a espada e a rosa
Pibid-Letras Córdula
 
Paisagens do Nordeste brasileiro
Paisagens do Nordeste brasileiroPaisagens do Nordeste brasileiro
Paisagens do Nordeste brasileiro
Pibid-Letras Córdula
 
Características gerais do texto dramático
Características gerais do texto dramáticoCaracterísticas gerais do texto dramático
Características gerais do texto dramático
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Pibid-Letras Córdula
 
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Pibid-Letras Córdula
 
SLIDES CONTOS ATUALIZADOS
SLIDES CONTOS ATUALIZADOSSLIDES CONTOS ATUALIZADOS
SLIDES CONTOS ATUALIZADOS
Pibid-Letras Córdula
 
Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2
Pibid-Letras Córdula
 
Dramatização clic entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Dramatização clic   entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-Dramatização clic   entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Dramatização clic entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHERMódulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Pibid-Letras Córdula
 
Artigo de opinião - Aspectos gerais
Artigo de opinião - Aspectos geraisArtigo de opinião - Aspectos gerais
Artigo de opinião - Aspectos gerais
Pibid-Letras Córdula
 
Slide - Profissões antigas
Slide - Profissões antigas Slide - Profissões antigas
Slide - Profissões antigas
Pibid-Letras Córdula
 
Artigo de opinião - SLIDE
Artigo de opinião - SLIDEArtigo de opinião - SLIDE
Artigo de opinião - SLIDE
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo avulso - A arte de Adultecer
Módulo avulso - A arte de AdultecerMódulo avulso - A arte de Adultecer
Módulo avulso - A arte de Adultecer
Pibid-Letras Córdula
 
Módulo 17: A arte de Adultecer
Módulo 17: A arte de AdultecerMódulo 17: A arte de Adultecer
Módulo 17: A arte de Adultecer
Pibid-Letras Córdula
 
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Pibid-Letras Córdula
 
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIAAS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
Pibid-Letras Córdula
 

Mais de Pibid-Letras Córdula (20)

Clic cordel
Clic cordelClic cordel
Clic cordel
 
Slide entre a espada e a rosa
Slide entre a espada e a rosaSlide entre a espada e a rosa
Slide entre a espada e a rosa
 
Paisagens do Nordeste brasileiro
Paisagens do Nordeste brasileiroPaisagens do Nordeste brasileiro
Paisagens do Nordeste brasileiro
 
Características gerais do texto dramático
Características gerais do texto dramáticoCaracterísticas gerais do texto dramático
Características gerais do texto dramático
 
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
Módulo Didático: Luz, CLIC e Ação: A Reciprocidade Cultural entre a Literatur...
 
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
Módulo Didático: Ôxente! Isso aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatura ...
 
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
 
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
Sequência Didática: Ôxente! Isso Aqui é Nordeste: Um passeio entre a Literatu...
 
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)Florbela Espanca  (DADOS BIOGRÁFICOS)
Florbela Espanca (DADOS BIOGRÁFICOS)
 
SLIDES CONTOS ATUALIZADOS
SLIDES CONTOS ATUALIZADOSSLIDES CONTOS ATUALIZADOS
SLIDES CONTOS ATUALIZADOS
 
Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2
 
Dramatização clic entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Dramatização clic   entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-Dramatização clic   entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
Dramatização clic entrevista a algumas personagens dos contos maravilhosos-
 
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHERMódulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
Módulo 19 - IDENTIDADE FEMININA: ATUAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA MULHER
 
Artigo de opinião - Aspectos gerais
Artigo de opinião - Aspectos geraisArtigo de opinião - Aspectos gerais
Artigo de opinião - Aspectos gerais
 
Slide - Profissões antigas
Slide - Profissões antigas Slide - Profissões antigas
Slide - Profissões antigas
 
Artigo de opinião - SLIDE
Artigo de opinião - SLIDEArtigo de opinião - SLIDE
Artigo de opinião - SLIDE
 
Módulo avulso - A arte de Adultecer
Módulo avulso - A arte de AdultecerMódulo avulso - A arte de Adultecer
Módulo avulso - A arte de Adultecer
 
Módulo 17: A arte de Adultecer
Módulo 17: A arte de AdultecerMódulo 17: A arte de Adultecer
Módulo 17: A arte de Adultecer
 
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
Sequência Didática - A arte de Adultecer 2016.1
 
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIAAS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
AS FASES DA VIDA - TIPOS DE VIOLÊNCIA
 

Último

Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

Sequência - As várias faces do amor

  • 1. ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROFESSOR RAUL CÓRDULA. CURSO: CULTURA, LITERATURA E CRIATIVIDADE: DO ERUDITO AO POPULAR - CLIC COORDENADORA DA ÁREA DE LETRAS: MAGLIANA RODRIGUES. SUPERVISORA DA ESCOLA: DIANA NUNES RAMALHO. LICENCIANDOS EM LETRAS: ELOIZA DE OLIVEIRA CHAVES FABIANA MARIA DOS SANTOS SOUZA JHONATHAN ANTONNY DE S. S. MACHADO LÍGIA ALBUQUERQUE QUEIROZ MONALISA BARBOZA SANTOS PROGRAMA DE ATIVIDADES TEMÁTICA PRINCIPAL: » As várias faces do amor; GÊNEROS: » Conto, crônica, poema; CONTEÚDO: » Trabalhar os diversos gêneros literários e suas características a partir da temática “amor”, em diversas épocas até a contemporaneidade. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:  Introduzir os estudos literários desde a antiguidade clássica até os dias atuais.  Reconhecer as características estruturais dos gêneros: crônica, conto e poema.
  • 2.  Desenvolver o senso crítico e reflexivo a partir da temática “amor”. OBJETIVO GERAL: » Compreender como a literatura aborda a temática “amor” e suas transformações sócio- históricas. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: » Desenvolver o senso crítico e reflexivo dos alunos a partir da temática “amor”; » Introduzir os estudos literários desde a antiguidade clássica até os dias atuais. » Aperfeiçoar a competência de leitura e interpretação de textos literários e não literários; » Reconhecer as características estruturais dos gêneros crônica, conto e poema. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: 14° MÓDULO – AS VÁRIAS FACES DO AMOR 1º ENCONTRO: TIPOS DE AMOR  Recepcionaremos os alunos com a sala toda decorada, com objetos alusivos à temática que será trabalhada no decorrer da sequência, o objetivo é que o ambiente esteja em harmonia com o que trabalharemos.  Em seguida, haverá a apresentação dos professores e esclarecimentos acerca do projeto, com o objetivo de ressaltar o que vem a ser o CLIC.  Elemento motivador: Dinâmica de socialização dos alunos.  Para destacar o foco principal do projeto, iremos mostrar, através de slides, manifestações artísticas, com o objetivo de que os discentes notem a sua matéria- prima principal, trazendo à tona a literatura e o uso da palavra como matéria-prima.
  • 3.  Após esta discussão, falaremos que a sequência girará em torno de uma temática. Para ilustrar os professores que farão uma dramatização de “Um primeiro encontro” objetivando que os alunos possam descobrir o tema da sequência.  Esclarecida a temática, abordaremos os três principais “tipos de amor”; Ágape, Eros e Philos. Essa abordagem será feita através de um vídeo: “tipos de amor” e terá o objetivo de iniciar de uma forma geral a discussão que será desenvolvida durante a sequência.  Após a discussão, a partir do vídeo, distribuiremos para turma textos correlacionados a cada tipo de amor. Assim, utilizaremos o texto bíblico “I Coríntios 13”, para representar o amor ágape, a música “Palpite”, de Vanessa Rangel para ilustrar o amor eros e o Soneto do amigo, de Vinícius de Moraes para mostrar o amor philos. 2º ENCONTRO: AMOR REAL E O AMOR VIRTUAL  Elemento motivador: Exibiremos, através de slides, postagens advindas das redes sociais que mostram algumas formas de como estão sendo levados os relacionamentos com o advento da internet e a superexposição que acontece dos sentimentos.  Em seguida, haverá a execução da música “Amor virtual”, do grupo Sampa Crew, que servirá de ponto de partida para a discussão sobre os relacionamentos afetivos desenvolvidos via internet, isto terá o objetivo de promover uma reflexão nos alunos da concretude das relações virtuais.  Logo após faremos a leitura da crônica “Quando o amor virtual não se torna real...”, de Rosana Braga que terá com objetivo, além abordar um outro aspecto dos amores virtuais que seria sua desvirtualização, ainda nos dará a oportunidade de dar algumas pinceladas acerca do gênero crônica jornalística.  Tendo refletido com estes textos abriremos uma discussão elencando os pontos negativos e positivos tanto do amor real quanto do virtual, com o objetivo de que os próprios alunos construam suas percepções acerca destes dois tipos de relacionamento.
  • 4.  Em seguida, para tratar da questão da não perfeição das relações e dos cuidados que se deve tomar ao se utilizar da internet para se conhecer pessoas, analisaremos a charge “Amores virtuais” do Blog Mulhertrinta e faremos um contraponto com o vídeo “Pessoas boas correm mais riscos no relacionamento virtual” do Programa The love school: A escola do amor, com o objetivo de conscientizar os alunos acerca dos cuidados que se deve tomar quando alguém se envolve em um relacionamento virtual.  Após este momento de reflexão, teremos a leitura do conto “Pausa”, de Moacyr Scliar destacando o amor real e o seu desgaste causado pela rotina, atentando para as características do gênero lido juntamente com o módulo. Com este texto objetiva-se mostrar o aluno que existe o outro lado da moeda, para além do idealismo e pseudo- perfeição do amor virtual, existe o amor real, que se desgasta com o tempo.  Para finalizar o encontro, realizaremos uma atividade na qual utilizaremos o conto de Moacyr Sclyar, “Pausa”, para que os alunos possam criar possíveis finais para estória, já que esta fica em aberto ao final da narração. Os alunos poderão tanto escrever e ler os possíveis finais, como também, poderão realizar uma rápida dramatização. Isso será a critério de cada um. Como o objetivo de refletirmos acerca do desgaste dos relacionamentos. 3º ENCONTRO: O AMOR PLATÔNICO E O AMOR CORRESPONDIDO  Elemento motivador: “Dinâmica da pessoa ideal”: Será solicitado aos alunos que descrevam a pessoa que formaria seu par romântico ideal, em seguida, todas as respostas serão colocadas em uma caixa e, logo após, será feito um sorteio de algumas respostas com a finalidade de questioná-los sobre a existência ou não do perfil descrito.  Dando sequência ao encontro, serão realizadas a leitura e discussão da crônica “Amor platônico”, de Chico Garcia, com o objetivo de esclarecer no que consiste esse tipo de amor e investigar se os alunos já tiveram um amor platônico ou se que conhecem alguém que viveu esta situação.
  • 5.  Terminada esta discussão, executaremos a música: “Apaixonado” de Luan Santana com o intuito de observar o amor platônico presente em sua letra, logo após, será explicado que o amor platônico não é algo atual, pois ele já estava presente desde o Trovadorismo no século XI nas cantigas de amor e amigo.  A partir disto, iremos fazer a leitura compartilhada e análise da cantiga de amor “Conheço certo homem”, da cantiga de amigo “Ondas do mar de vigo” e da cantiga de escárnio “Dona feia”, cujos autores são desconhecidos, tendo como objetivo fornecer um panorama histórico acerca da temática, para que os alunos possam perceber que o amor platônico se faz presente desde a Idade Média até a contemporaneidade.  Logo em seguida, será realizada uma atividade, na qual os alunos identificarão dentre as cantigas que serão disponibilizadas em slides, qual é a de amor, de amigo ou de escárnio.  Concluída a atividade, haverá a exibição do vídeo “Amor platônico”, do canal Nomegusta que terá o objetivo de ilustrar de forma cômica o que seria este tipo de amor.  Em seguida, a fim de discutir o “amor idealizado” leremos os contos de fadas “A bela adormecida” e, em seguida, o compararemos com o texto “A bela que despertou”, adaptação de Luís Fernando Veríssimo. A partir disto, discutiremos a questão do empoderamento feminino e como no contexto atual as mulheres não mais estão à mercê do ideal do “príncipe encantado”, sendo elas senhoras de seu destino. Esta atividade terá por objetivo levar os discentes à reflexão acerca tanto do amor idealizado, quanto da questão da mudança de concepção deste amor sob a ótica da mulher moderna.  Assim, refletiremos acerca de como se dão os relacionamentos na sociedade pós- moderna, para tanto, assistiremos o vídeo “Amor Líquido- Zygmunt Bauman, por Profa. Dra. Cláudia Bonfim”. Com o objetivo de propiciar ao aluno o contato com o pensamento de um dos maiores filósofos atuais que aborda a temática.  Para finalizar, ouviremos a música “Amor líquido”, de Caos restrito para fechar a discussão.
  • 6. 4º ENCONTRO: O AMOR FIEL E INFIEL  Elemento motivador: “Dinâmica da confiança”: os alunos todos de pé, um de cada vez ficará no centro do círculo e se jogará para trás, onde estará um outro colega para segurá-lo, feito isso algumas vezes, um último aluno, que será vendado, não será segurado ao cair, porém estará disposto um colchão para aparar a queda. O objetivo da dinâmica é refletir sobre a confiança que depositamos nas pessoas e que muitas vezes acaba nos decepcionando.  Logo após, mostraremos, através de slides, cenas atuais de novelas e filmes que relatam a infidelidade na sociedade atual, com o objetivo de trazer à tona qual a visão que a mídia explora sobre esta questão.  Dando continuidade ao encontro, faremos a leitura do “Soneto de fidelidade”, de Vinícius de Moraes, com a finalidade de questionar sobre a existência de um amor fiel nos dias atuais, além de trabalhar as características do soneto e fazer um breve comentário sobre a biografia do autor.  Terminada a análise do poema, faremos a leitura e discussão da crônica “Homem perfeito”, de Arnaldo Jabor, com o objetivo de instigar os discentes a se posicionarem diante da temática e relatar suas experiências ou de outras pessoas, trabalhando as características estruturais do gênero destacando os diferentes tipos de crônica com ênfase na jornalística.  Por fim, leremos o poema “Soneto de Infidelidade”, de Roseane Freitas que é uma releitura do “Soneto de Fidelidade”, de Vinícius de Moraes, que terá por objetivo fazer um paralelo com o texto anteriormente lido e consequentemente enriquecer a discussão da temática.
  • 7. 5º ENCONTRO: O AMOR ERÓTICO E AMOR ROMÂNTICO  Elemento motivador: Ouviremos a música “Amor e sexo”, de Rita Lee e, a partir dela, faremos uma discussão da relação entre sexo e amor, para refletir se realmente são coisas tão distintas, se são opostos ou não.  Em seguida, adentraremos a questão do erotismo e o diferenciaremos da pornografia, para que os alunos possam compreender que embora sejam semelhantes existem diferenças relevantes entre estes dois modos de se conceber a questão da sensualidade ou sexualidade. Para ilustrar, iremos expor, então algumas obras de arte que trazem figuras eróticas;  Dando continuidade a subtemática, leremos e analisaremos o poema erótico “Amor, atração carnal”, de Jairo Nunes Nogueira, com o objetivo também de ilustrar o conceito de erotismo.  Após isto, ouviremos a música “Eu sei que vou te amar”, de Maria Creuza e Vinícius de Moraes, que traz em sua letra o amor romântico idealizado, eterno. Esta música será ponto de partida para a reflexão acerca deste tipo de amor.  Concluída a leitura e interpretação da música, leremos o artigo “Mito do amor romântico”, do psiquiatra Morgan Scott Peck, a fim de estabelecer um paralelo com a música e fazer-nos pensar se realmente o amor romântico é o tipo ideal de amor.  Fechando esta discussão, exibiremos o vídeo “Amor genuíno e amor romântico”, de Jetsuma Tenzin Palmo, que terá o objetivo de fechar a discussão sobre os amores ao trazer uma reflexão que vale para todas as nossas relações e para definir de uma forma bem singela o que é o amor.  Para finalizar, faremos uma retomada de todo conteúdo trabalhado na sequência através de uma dinâmica intitulada “As várias faces do amor”, na qual dividiremos a turma em dois grupos, o grupo ao iniciar será determinado por sorteio. Serão, então, tocadas músicas e os alunos terão que identificar de que “tipo” de amor elas estão falando.
  • 8. 6º ENCONTRO: “AH, O AMOR!”  No último encontro realizaremos um sarau, no qual os alunos poderão celebrar através de diversas manifestações artísticas o tema trabalhado na sequência, com o objetivo de haver um momento de confraternização, troca de ideias e feed back do que foi feito na sequência. REFERÊNCIAS: A BELA ADORMECIDA. Disponível em: http://bebeatual.com/historias-bela-adormecida_59. Acesso em: 03/04/15, às 18h54. AMOR LÍQUIDO. Caos Restrito. Disponível em: http://letras.mus.br/caos-restrito/1820994/. Acesso em: 03/04/15, às 18h45min. AMOR VIRTUAL. Sampa Crew. Disponível em: http://www.vagalume.com.br/sampa- crew/amor-virtual.html. Acesso em: 03/04/15, às 17h28min. BEZERRA, Jairo Nunes. Amor, atração carnal. Disponível em: http://www.luso- poemas.net/modules/news/article.php?storyid=268590. Acesso em: 04/04/15, às 09h54min. BÍBLIA SAGRADA. I Cor 13. Disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/acf/1co/13. Acesso em: 03/04/15, às 17h53min. BRAGA, Rosana. Quando o amor “virtual” não se torna “real”... Disponível em: http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=34942&cat=Artigos&vinda=S. Acesso em: 04/04/15, às 10h53min. CERTO HOMEM. Disponível em: http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3839090. Acesso em: 04/04/15, às 09h09min. CHARGE: Amores virtuais. Disponível em: www.mulhertrinta.com.br. Acesso em 9 de abril 2015. Disponível em: http://pensador.uol.com.br/frase/MzUwMzk5/. Acesso em: 04/04/15, às 09h30min. DONA FEIA. Disponível em: http://www.graudez.com.br/literatura/obras/jgguilhade.htm. Acesso em: 04/04/15, às 09h03min.
  • 9. FREITAS, Roseane. Soneto de infidelidade. Disponível em: http://rodolfopamplonafilho.blogspot.com.br/2012/06/soneto-de-infidelidade.html. Acesso em: 04/04/15, às 09h39min. GARCIA, Chico. Amor platônico. Disponível em: http://chicogarcia.blogspot.com.br/2013/12/amor-platonico.html. Acesso em: 03/04/15, às 18h31min. JABOR, Arnaldo. Homem perfeito. Disponível em: http://pensador.uol.com.br/frase/MzUwMzk5/. Acesso em: 04/04/15, às 09h30min. LEE, Rita. Amor e sexo. Disponível em: http://letras.mus.br/rita-lee/74440/. Acesso em: 04/04/15, às 09h47min. MORAES, Vinícius de. Soneto do amigo. Disponível em: http://pensador.uol.com.br/frase/NTQ1OTg/. Acesso em: 03/04/15, às 18h01min. MORAES, Vinícius. Eu sei que vou te amar. Disponível em: http://letras.mus.br/maria- creuza/777077/. Acesso em: 04/04/15, às 10h01min. MORAES. Vinícius de. Soneto de fidelidade. Disponível em: http://www.releituras.com/viniciusm_fidelidade.asp. Acesso em: 04/04/15, às 09h23min. ONDAS DO MAR DE VIGO. Disponível em: http://cantigas.fcsh.unl.pt/cantiga.asp?cdcant=1308&pv=sim. Acesso em: 04/04/15, às 09h00min. PECK, Morgan Scott. O mito do amor romântico. Disponível em: http://www.libertas.com.br/libertas/o-mito-do-amor-romantico/. Acesso em: 04/04/15, às 10h13min. RANGEL, Vanessa. Palpite. Disponível em: http://letras.mus.br/vanessa-rangel/6640/. Acesso em: 03/04/15, às 17h59min. SANTANA, Luan. Apaixonado. Disponível em: http://letras.mus.br/luan-santana/1483635/. Acesso em: 03/04/15, às 18h38min. SCLYAR, Moacyr. Pausa. Disponível em: http://materiaprimadosaber.blogspot.com.br/2013/06/v-behaviorurldefaultvmlo_16.html. Acesso em: 03/04/15, às 18h19min. VERÍSSIMO, Luis Fernando. A bela que despertou. Disponível em: http://angelagg- sombrio.blogspot.com.br/2012/10/contos-de-fadas-na-escola.html. Acesso em: 06 de abril 2015.