SlideShare uma empresa Scribd logo
Manejo de irrigação para a safra
12/13: “cobertor curto”
Carlos Henrique de Azevedo Farias
LOCALIZAÇÃO
Filosofia de trabalho da Miriri
Rentabilidade
Respeito
Sócio-ambiental
Sustentabilidade
Respeito ao
cliente
Dispomos de pouca terra para o cultivo irrigado…
Quem somos?
2012/2013
Cana Moída Total 776.829,38
Produtividade média t/ha 46,5
Média Horaria 193,064
Produção de Açúcar Total 1.064,746
Produção Álcool Total 32.897,500
Eficiência Geral 87,83
Fator PCC Açúcar 7,30
Fator PCC Álcool 6,61
PCC cana Lab. ATR 13,9405
Extração 94,32
ATR 134,72
PUREZA 83,36
FIBRA 16,52
Infestação 26,26
Intensidade 4,26
Chuva no Ano (inicial) 814,0
Quanto irrigamos?
DESCRIMINAÇÃO QUANT ÁREA
IRRIGAÇÃOVIAPIVÔCENTRAL 18 3460ha
IRRIGAÇÃOVIAMONTAGEMDIRETA 17 3429ha
CANAISDEIRRIGAÇÃO 110km
PONTOSDEADUÇÃODEÁGUA 16
Pluviometria
Pluviometria
Resultados
FAZENDA CAPIM II
Modalidade
Área
(ha)
Lâmina
(mm)
Custo
R$/ha
Custo R$/ha/mm
Produtividade
(t/ha)
Custo
t/ha
Recita líquida
(R$/ha)
Pivô Central
Lâmina 100% 291 1250 1386 1,1088 100 20,27 33,86
Lâmina 50% 311 600 504 0,84 53 7,37 16,1
Sequeiro 118 0 0 0 41,69 0 8,9
Resultados
FAZENDA SANTA LUZIA
Modalidade Área (ha)
Lâmina
(mm)
Custo
R$/ha
Custo
R$/ha/mm
Produtividade
(t/ha)
Custo
t/ha
Recita
líquida
(R$/ha)
Pivô Central
Lâmina 100% 0 0 0 0 0 0 0
Lâmina 50% 793 600 632,51 1,05 65,52 9,02 21,83
MDI/Salvação 553 0 0 0 39 0 11,57
Perspectiva e considerações finais
• Sabemos que a crise é passageira;
• Sabemos, também, que hora de aproveitar a criatividade provocada
pela mesma, é na crise que se cria.
• Não iremos desacelerar os investimentos em irrigação e suas
infraestruturas;
• Iremos expandir a irrigação para áreas hoje de sequeiro;
• Faremos a translocação das aguas do rio Miriri (2000 m3/h)
• Faremos duas novas barragens, uma delas em parceria com a Usina
Monte Alegre.
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Final Results June 2015.PDF
Final Results June 2015.PDFFinal Results June 2015.PDF
Final Results June 2015.PDFShanil Boodhoo
 
Anos iniciais dia das crianças
Anos iniciais dia das criançasAnos iniciais dia das crianças
Anos iniciais dia das crianças
Rosana Silva
 
Parts del dia, salutacions, comiats, àpats...
Parts del dia, salutacions, comiats, àpats...Parts del dia, salutacions, comiats, àpats...
Parts del dia, salutacions, comiats, àpats...
Dolors Matilló
 
talia reeves ceragon
talia reeves ceragontalia reeves ceragon
talia reeves ceragonTalia Reeves
 
MEETING DENGAN PRESIDEN MK ENGINEERING JAPAN
MEETING DENGAN PRESIDEN MK ENGINEERING JAPANMEETING DENGAN PRESIDEN MK ENGINEERING JAPAN
MEETING DENGAN PRESIDEN MK ENGINEERING JAPAN
Imanuel Polly N Katipana
 
Observacion y analisis_de_la_practica_educativa_lepri 1°
Observacion y analisis_de_la_practica_educativa_lepri 1°Observacion y analisis_de_la_practica_educativa_lepri 1°
Observacion y analisis_de_la_practica_educativa_lepri 1°
Berenice Reyes
 
Sistema locomotor
Sistema locomotorSistema locomotor
Sistema locomotor
Azeneth Mascorro
 

Destaque (8)

Final Results June 2015.PDF
Final Results June 2015.PDFFinal Results June 2015.PDF
Final Results June 2015.PDF
 
Anos iniciais dia das crianças
Anos iniciais dia das criançasAnos iniciais dia das crianças
Anos iniciais dia das crianças
 
Parts del dia, salutacions, comiats, àpats...
Parts del dia, salutacions, comiats, àpats...Parts del dia, salutacions, comiats, àpats...
Parts del dia, salutacions, comiats, àpats...
 
talia reeves ceragon
talia reeves ceragontalia reeves ceragon
talia reeves ceragon
 
MEETING DENGAN PRESIDEN MK ENGINEERING JAPAN
MEETING DENGAN PRESIDEN MK ENGINEERING JAPANMEETING DENGAN PRESIDEN MK ENGINEERING JAPAN
MEETING DENGAN PRESIDEN MK ENGINEERING JAPAN
 
Observacion y analisis_de_la_practica_educativa_lepri 1°
Observacion y analisis_de_la_practica_educativa_lepri 1°Observacion y analisis_de_la_practica_educativa_lepri 1°
Observacion y analisis_de_la_practica_educativa_lepri 1°
 
Sistema locomotor
Sistema locomotorSistema locomotor
Sistema locomotor
 
Desbardintasuna
Desbardintasuna Desbardintasuna
Desbardintasuna
 

Mais de STAB Setentrional

Programação 19º seminário 2015
Programação 19º seminário 2015Programação 19º seminário 2015
Programação 19º seminário 2015
STAB Setentrional
 
Congresso ATALAC 2014 - STAB Setentrional
Congresso ATALAC 2014 - STAB SetentrionalCongresso ATALAC 2014 - STAB Setentrional
Congresso ATALAC 2014 - STAB Setentrional
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 08. novos conceitos na clarificação de cal...
Seminário stab 2013   industrial - 08. novos conceitos na clarificação de cal...Seminário stab 2013   industrial - 08. novos conceitos na clarificação de cal...
Seminário stab 2013 industrial - 08. novos conceitos na clarificação de cal...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 14. açúcar - perfil de identidade, qualida...
Seminário stab 2013   industrial - 14. açúcar - perfil de identidade, qualida...Seminário stab 2013   industrial - 14. açúcar - perfil de identidade, qualida...
Seminário stab 2013 industrial - 14. açúcar - perfil de identidade, qualida...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 13. comparativo da qualidade de cana usand...
Seminário stab 2013   industrial - 13. comparativo da qualidade de cana usand...Seminário stab 2013   industrial - 13. comparativo da qualidade de cana usand...
Seminário stab 2013 industrial - 13. comparativo da qualidade de cana usand...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 12. cromatografia líquida para medição de ...
Seminário stab 2013   industrial - 12. cromatografia líquida para medição de ...Seminário stab 2013   industrial - 12. cromatografia líquida para medição de ...
Seminário stab 2013 industrial - 12. cromatografia líquida para medição de ...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 11. quantificação das perdas de açúcares n...
Seminário stab 2013   industrial - 11. quantificação das perdas de açúcares n...Seminário stab 2013   industrial - 11. quantificação das perdas de açúcares n...
Seminário stab 2013 industrial - 11. quantificação das perdas de açúcares n...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 10. alicerce para produzir açúcar de quali...
Seminário stab 2013   industrial - 10. alicerce para produzir açúcar de quali...Seminário stab 2013   industrial - 10. alicerce para produzir açúcar de quali...
Seminário stab 2013 industrial - 10. alicerce para produzir açúcar de quali...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 09. resultados obtidos na usina união e in...
Seminário stab 2013   industrial - 09. resultados obtidos na usina união e in...Seminário stab 2013   industrial - 09. resultados obtidos na usina união e in...
Seminário stab 2013 industrial - 09. resultados obtidos na usina união e in...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 07. implicações na caldeira com a utilizaç...
Seminário stab 2013   industrial - 07. implicações na caldeira com a utilizaç...Seminário stab 2013   industrial - 07. implicações na caldeira com a utilizaç...
Seminário stab 2013 industrial - 07. implicações na caldeira com a utilizaç...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 06. utilização da palha de cana como incre...
Seminário stab 2013   industrial - 06. utilização da palha de cana como incre...Seminário stab 2013   industrial - 06. utilização da palha de cana como incre...
Seminário stab 2013 industrial - 06. utilização da palha de cana como incre...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 05. processo de fabricação de levedura sec...
Seminário stab 2013   industrial - 05. processo de fabricação de levedura sec...Seminário stab 2013   industrial - 05. processo de fabricação de levedura sec...
Seminário stab 2013 industrial - 05. processo de fabricação de levedura sec...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 03. maior eficiência energética da planta ...
Seminário stab 2013   industrial - 03. maior eficiência energética da planta ...Seminário stab 2013   industrial - 03. maior eficiência energética da planta ...
Seminário stab 2013 industrial - 03. maior eficiência energética da planta ...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 02. evolução do modelo consecana no estado...
Seminário stab 2013   industrial - 02. evolução do modelo consecana no estado...Seminário stab 2013   industrial - 02. evolução do modelo consecana no estado...
Seminário stab 2013 industrial - 02. evolução do modelo consecana no estado...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 01. nr20 - segurança e saúde no trabalho c...
Seminário stab 2013   industrial - 01. nr20 - segurança e saúde no trabalho c...Seminário stab 2013   industrial - 01. nr20 - segurança e saúde no trabalho c...
Seminário stab 2013 industrial - 01. nr20 - segurança e saúde no trabalho c...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 comum - 06. os impactos da nr12 e nr31 no setor sucroen...
Seminário stab 2013   comum - 06. os impactos da nr12 e nr31 no setor sucroen...Seminário stab 2013   comum - 06. os impactos da nr12 e nr31 no setor sucroen...
Seminário stab 2013 comum - 06. os impactos da nr12 e nr31 no setor sucroen...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 comum - 05. variabilidade climática e perspectivas para...
Seminário stab 2013   comum - 05. variabilidade climática e perspectivas para...Seminário stab 2013   comum - 05. variabilidade climática e perspectivas para...
Seminário stab 2013 comum - 05. variabilidade climática e perspectivas para...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 comum - 04. variabilidade climática e perspectivas para...
Seminário stab 2013   comum - 04. variabilidade climática e perspectivas para...Seminário stab 2013   comum - 04. variabilidade climática e perspectivas para...
Seminário stab 2013 comum - 04. variabilidade climática e perspectivas para...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 comum - 03. requisitos para certificação bonsucro, etap...
Seminário stab 2013   comum - 03. requisitos para certificação bonsucro, etap...Seminário stab 2013   comum - 03. requisitos para certificação bonsucro, etap...
Seminário stab 2013 comum - 03. requisitos para certificação bonsucro, etap...
STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 comum - 02. bonsucro - padrão internacional de sustenta...
Seminário stab 2013   comum - 02. bonsucro - padrão internacional de sustenta...Seminário stab 2013   comum - 02. bonsucro - padrão internacional de sustenta...
Seminário stab 2013 comum - 02. bonsucro - padrão internacional de sustenta...
STAB Setentrional
 

Mais de STAB Setentrional (20)

Programação 19º seminário 2015
Programação 19º seminário 2015Programação 19º seminário 2015
Programação 19º seminário 2015
 
Congresso ATALAC 2014 - STAB Setentrional
Congresso ATALAC 2014 - STAB SetentrionalCongresso ATALAC 2014 - STAB Setentrional
Congresso ATALAC 2014 - STAB Setentrional
 
Seminário stab 2013 industrial - 08. novos conceitos na clarificação de cal...
Seminário stab 2013   industrial - 08. novos conceitos na clarificação de cal...Seminário stab 2013   industrial - 08. novos conceitos na clarificação de cal...
Seminário stab 2013 industrial - 08. novos conceitos na clarificação de cal...
 
Seminário stab 2013 industrial - 14. açúcar - perfil de identidade, qualida...
Seminário stab 2013   industrial - 14. açúcar - perfil de identidade, qualida...Seminário stab 2013   industrial - 14. açúcar - perfil de identidade, qualida...
Seminário stab 2013 industrial - 14. açúcar - perfil de identidade, qualida...
 
Seminário stab 2013 industrial - 13. comparativo da qualidade de cana usand...
Seminário stab 2013   industrial - 13. comparativo da qualidade de cana usand...Seminário stab 2013   industrial - 13. comparativo da qualidade de cana usand...
Seminário stab 2013 industrial - 13. comparativo da qualidade de cana usand...
 
Seminário stab 2013 industrial - 12. cromatografia líquida para medição de ...
Seminário stab 2013   industrial - 12. cromatografia líquida para medição de ...Seminário stab 2013   industrial - 12. cromatografia líquida para medição de ...
Seminário stab 2013 industrial - 12. cromatografia líquida para medição de ...
 
Seminário stab 2013 industrial - 11. quantificação das perdas de açúcares n...
Seminário stab 2013   industrial - 11. quantificação das perdas de açúcares n...Seminário stab 2013   industrial - 11. quantificação das perdas de açúcares n...
Seminário stab 2013 industrial - 11. quantificação das perdas de açúcares n...
 
Seminário stab 2013 industrial - 10. alicerce para produzir açúcar de quali...
Seminário stab 2013   industrial - 10. alicerce para produzir açúcar de quali...Seminário stab 2013   industrial - 10. alicerce para produzir açúcar de quali...
Seminário stab 2013 industrial - 10. alicerce para produzir açúcar de quali...
 
Seminário stab 2013 industrial - 09. resultados obtidos na usina união e in...
Seminário stab 2013   industrial - 09. resultados obtidos na usina união e in...Seminário stab 2013   industrial - 09. resultados obtidos na usina união e in...
Seminário stab 2013 industrial - 09. resultados obtidos na usina união e in...
 
Seminário stab 2013 industrial - 07. implicações na caldeira com a utilizaç...
Seminário stab 2013   industrial - 07. implicações na caldeira com a utilizaç...Seminário stab 2013   industrial - 07. implicações na caldeira com a utilizaç...
Seminário stab 2013 industrial - 07. implicações na caldeira com a utilizaç...
 
Seminário stab 2013 industrial - 06. utilização da palha de cana como incre...
Seminário stab 2013   industrial - 06. utilização da palha de cana como incre...Seminário stab 2013   industrial - 06. utilização da palha de cana como incre...
Seminário stab 2013 industrial - 06. utilização da palha de cana como incre...
 
Seminário stab 2013 industrial - 05. processo de fabricação de levedura sec...
Seminário stab 2013   industrial - 05. processo de fabricação de levedura sec...Seminário stab 2013   industrial - 05. processo de fabricação de levedura sec...
Seminário stab 2013 industrial - 05. processo de fabricação de levedura sec...
 
Seminário stab 2013 industrial - 03. maior eficiência energética da planta ...
Seminário stab 2013   industrial - 03. maior eficiência energética da planta ...Seminário stab 2013   industrial - 03. maior eficiência energética da planta ...
Seminário stab 2013 industrial - 03. maior eficiência energética da planta ...
 
Seminário stab 2013 industrial - 02. evolução do modelo consecana no estado...
Seminário stab 2013   industrial - 02. evolução do modelo consecana no estado...Seminário stab 2013   industrial - 02. evolução do modelo consecana no estado...
Seminário stab 2013 industrial - 02. evolução do modelo consecana no estado...
 
Seminário stab 2013 industrial - 01. nr20 - segurança e saúde no trabalho c...
Seminário stab 2013   industrial - 01. nr20 - segurança e saúde no trabalho c...Seminário stab 2013   industrial - 01. nr20 - segurança e saúde no trabalho c...
Seminário stab 2013 industrial - 01. nr20 - segurança e saúde no trabalho c...
 
Seminário stab 2013 comum - 06. os impactos da nr12 e nr31 no setor sucroen...
Seminário stab 2013   comum - 06. os impactos da nr12 e nr31 no setor sucroen...Seminário stab 2013   comum - 06. os impactos da nr12 e nr31 no setor sucroen...
Seminário stab 2013 comum - 06. os impactos da nr12 e nr31 no setor sucroen...
 
Seminário stab 2013 comum - 05. variabilidade climática e perspectivas para...
Seminário stab 2013   comum - 05. variabilidade climática e perspectivas para...Seminário stab 2013   comum - 05. variabilidade climática e perspectivas para...
Seminário stab 2013 comum - 05. variabilidade climática e perspectivas para...
 
Seminário stab 2013 comum - 04. variabilidade climática e perspectivas para...
Seminário stab 2013   comum - 04. variabilidade climática e perspectivas para...Seminário stab 2013   comum - 04. variabilidade climática e perspectivas para...
Seminário stab 2013 comum - 04. variabilidade climática e perspectivas para...
 
Seminário stab 2013 comum - 03. requisitos para certificação bonsucro, etap...
Seminário stab 2013   comum - 03. requisitos para certificação bonsucro, etap...Seminário stab 2013   comum - 03. requisitos para certificação bonsucro, etap...
Seminário stab 2013 comum - 03. requisitos para certificação bonsucro, etap...
 
Seminário stab 2013 comum - 02. bonsucro - padrão internacional de sustenta...
Seminário stab 2013   comum - 02. bonsucro - padrão internacional de sustenta...Seminário stab 2013   comum - 02. bonsucro - padrão internacional de sustenta...
Seminário stab 2013 comum - 02. bonsucro - padrão internacional de sustenta...
 

Seminário stab 2013 agrícola - 08. manejo de irrigação safra 2012-2013 - cobertor curto - carlos henrique (usina miriri)

  • 1. Manejo de irrigação para a safra 12/13: “cobertor curto” Carlos Henrique de Azevedo Farias
  • 3. Filosofia de trabalho da Miriri Rentabilidade Respeito Sócio-ambiental Sustentabilidade Respeito ao cliente
  • 4. Dispomos de pouca terra para o cultivo irrigado…
  • 5. Quem somos? 2012/2013 Cana Moída Total 776.829,38 Produtividade média t/ha 46,5 Média Horaria 193,064 Produção de Açúcar Total 1.064,746 Produção Álcool Total 32.897,500 Eficiência Geral 87,83 Fator PCC Açúcar 7,30 Fator PCC Álcool 6,61 PCC cana Lab. ATR 13,9405 Extração 94,32 ATR 134,72 PUREZA 83,36 FIBRA 16,52 Infestação 26,26 Intensidade 4,26 Chuva no Ano (inicial) 814,0
  • 6. Quanto irrigamos? DESCRIMINAÇÃO QUANT ÁREA IRRIGAÇÃOVIAPIVÔCENTRAL 18 3460ha IRRIGAÇÃOVIAMONTAGEMDIRETA 17 3429ha CANAISDEIRRIGAÇÃO 110km PONTOSDEADUÇÃODEÁGUA 16
  • 9. Resultados FAZENDA CAPIM II Modalidade Área (ha) Lâmina (mm) Custo R$/ha Custo R$/ha/mm Produtividade (t/ha) Custo t/ha Recita líquida (R$/ha) Pivô Central Lâmina 100% 291 1250 1386 1,1088 100 20,27 33,86 Lâmina 50% 311 600 504 0,84 53 7,37 16,1 Sequeiro 118 0 0 0 41,69 0 8,9
  • 10. Resultados FAZENDA SANTA LUZIA Modalidade Área (ha) Lâmina (mm) Custo R$/ha Custo R$/ha/mm Produtividade (t/ha) Custo t/ha Recita líquida (R$/ha) Pivô Central Lâmina 100% 0 0 0 0 0 0 0 Lâmina 50% 793 600 632,51 1,05 65,52 9,02 21,83 MDI/Salvação 553 0 0 0 39 0 11,57
  • 11. Perspectiva e considerações finais • Sabemos que a crise é passageira; • Sabemos, também, que hora de aproveitar a criatividade provocada pela mesma, é na crise que se cria. • Não iremos desacelerar os investimentos em irrigação e suas infraestruturas; • Iremos expandir a irrigação para áreas hoje de sequeiro; • Faremos a translocação das aguas do rio Miriri (2000 m3/h) • Faremos duas novas barragens, uma delas em parceria com a Usina Monte Alegre.