SlideShare uma empresa Scribd logo
www.geemgrupo.blogspot.com.br
CAPÍTULO VII
DATA: 04-04-2016
“NOSSOS AMIGOS- OS DISCÍPULOS DE
ALLAN KARDEC”.
“(...) de uma reunião à outra NÃO VOLTÁVAMOS ao nosso abrigo da Espiritualidade.”
“Assim foi que FICAMOS entre os homens cerca de DOIS MESES (...)”
“(...) éramos entidades EM VIAS de REEDUCAÇÃO(...)”
“Permanecíamos no próprio
ambiente terrestre, EM VIRTUDE
DE”:
 “Ser a VIAGEM excessivamente
DIFICULTOSA para o GRUPO
NUMEROSO e PESADO(...)”;
 “TEMPO NECESSÁRIO à
CONSECUÇÃO das REUNIÕES”
(...) “nas quais apenas os
PRINCÍPIOS e CONCEITOS
MORAIS e FILOSÓFICOS eram
EXAMINADOS, sem a prática
dos mistérios”.
“(...) de uma reunião à outra NÃO VOLTÁVAMOS ao nosso abrigo da Espiritualidade.”
“Assim foi que FICAMOS entre os homens cerca de DOIS MESES (...)”
“(...) éramos entidades EM VIAS de
REEDUCAÇÃO(...)”
Por ISSO
SUBMETIDOS
a
“REGRAS
muito severas
de
CONDUTA”
IMPEDIDOS
de
“VIVERMOS ao LÉU
entre os homens
INFLUENCIANDO
MOLESTAMENTE
a
sociedade terrena”
“...Coisa que FATALMENTE sucederia
SE continuássemos REBELADOS,
RECALCITRANTES no ERRO.”
“(...) éramos entidades EM VIAS de REEDUCAÇÃO, e, por isso mesmo, SUBMETIDAS a
REGRAS muito SEVERAS de CONDUTA (...)”
“Nossa qualidade de SUICIDAS
com a AURA virulada
por
IRRADIAÇÕES INFERIORES
poderia(...)”
“Levar
a PERTURBAÇÃO e o
DESGOSTO
às pobres criaturas
ENCARNADAS das quais
nos APROXIMÁSSEMOS (...)”
OU
“(...) delas
RECEBER INFLUENCIAÇÕES
PREJUDICIAIS ao
delicado TRATAMENTO
a que
éramos SUBMETIDOS (...)”
“(...) INIBIA-NOS PERMANECER em quaisquer RECINTOS
HABITADOS ou VISITADOS por almas ENCARNADAS.”
“(...) de uma reunião à outra NÃO VOLTÁVAMOS ao nosso abrigo da Espiritualidade.”
“Éramos então conduzidos a locais pitorescos,
NOS ARREDORES das povoações em que nos
encontrássemos, e onde se tornasse DIFÍCIL o
INGRESSO dos homens” (...)
“TENDAS eram levantadas em ALDEAMENTO
gracioso, invisível a olhos humanos, mas
perfeitamente reais para nós outros (...)”
“À noite (...), quando, VOLTANDO de
assistir às (...) REUNIÕES dos ESPÍRITAS
CRISTÃOS, nos quedávamos a meditar
(...) rememorando as lições fecundas
sobre a EXISTÊNCIA do SER SUPREMO
(...)”
“(...) os discípulos de Allan Kardec.”
“(...) os nossos amigos,
os discípulos de Allan Kardec,
isto é,
os MÉDIUNS, os DOUTRINADORES,
os EVANGELIZADORES
cujo
altruísmo e boa vontade
tanto contribuíram para alívio
de nossas inquietações,
VISITAVAM-NOS
em nosso acampamento,
pela calada da noite, mal
seus CORPOS FÍSICOS REPOUSAVAM
em SONO profundo (...), pois
tinham LIVRE ACESSO ao nosso
aldeamento (...)”
“Os discípulos de Allan Kardec,(...) VISITAVAM-NOS em nosso acampamento.”
“AMPLIAVAM EXPLICAÇÕES a respeito (...) dos
ensinos filosóficos ministrados pela Doutrina
de que eram filiados, Doutrina cujas BASES,
assentadas
na MORAL grandiosa do Divino Modelo e
na CIÊNCIA do Invisível,
TRANFORMARA-OS
em rijas FORTALEZAS de FÉ,
capazes de
RESISTIREM
a TODA e QUALQUER ADVERSIDADE
com ÂNIMO SERENO, MENTE EQUILIBRADA e
SORRISO nos lábios,
estampando o CÉU
que TRAZIAM em SI MESMOS
graças aos
CONHECIMENTOS superiores que tinham
da VIDA e dos DESTINOS HUMANOS!”
No homem “o DESDOBRAMENTO da individualidade, por
intermédio do SONO, é quase que absoluto ESTÁGIO de mero
REFAZIMENTO FÍSICO.”
1º momento: “a ONDA MENTAL
é simplesmente FRACA
EMISSÃO de FORÇAS
FRAGMENTÁRIAS, o sonho é
puro reflexo das atividades
fisiológicas”.
“Os discípulos de Allan Kardec,(...) VISITAVAM-NOS em nosso acampamento.”
(ANDRÉ LUIZ, por Chico Xavier, em “Mecanismos da Mediunidade”, capítulo 21 - “Desdobramento”)
“Os discípulos de Allan Kardec,(...) VISITAVAM-NOS em nosso acampamento.”
(ANDRÉ LUIZ, por Chico Xavier, em “Mecanismos da Mediunidade”, capítulo 21 -“Desdobramento”
“ a criatura que AMADURECE,
ESPIRITUALMENTE,
(...) fora do envoltório físico,
VAI até o LOCAL SUGERIDO pelo
MAGNETIZADOR”.
E será “o REFLEXO CONDICIONADO* que
LHE CIRSCUNSCREVERÁ o ÂMBITO da AÇÃO
além da ROUPAGEM FISIOLÓGICA (...)”
2º momento: “em que a ONDA MENTAL está
em fase INICIANTE de EXPANSÃO, o sonho, por
muito tempo, será invariável AÇÃO REFLEXA*
de seu próprio MUNDO CONSCIENCIAL ou
AFETIVO”.
“Desdobrando-se no sono vulgar, a criatura
segue (...) procurando, AUTOMATICAMENTE, os
objetivos que SE CASAM com seus interesses
evidentes ou escusos.”
Os discípulos de Allan Kardec, “não LIMITARIAM
o concurso da sua boa vontade às sessões SEMANAIS(...)”
“(...) transportavam-se a GRANDES DISTÂNCIAS,
em corpo astral,
associando-se a seus MENTORES e GUIAS
para nobres realizações.”
“Encaminhados por seus INSTRUTORES
ESPIRITUAIS, visitavam hospitais,
abeirando-se dos leitos em que gemiam pobres
ENFERMOS (...),no piedoso interesse de
lhes ministrarem ALÍVIO e VIGORES NOVOS
com APLICAÇÕES MAGNÉTICAS vitalizantes,
de que eram fecundos depositários.”
“Em nossa falange cada grupo de dez (...) poderia
associar-lhes no intuito de INSTRUIR-SE.”
“Tínhamos LICENÇA para SEGUI-LOS em
JORNADAS LABORIOSAS, no DESEMPENHO da
BENEFICÊNCIA."
“VISITAVAM-NOS em nosso acampamento, pela calada da noite, mal
seus CORPOS FÍSICOS REPOUSAVAM em SONO profundo(...)”
DESDOBRAMENTO:
 faculdade inerente a alma humana;
 todas as pessoas ao dormirem reduzem o
metabolismo do seu organismo, ocasião em que o
FLUXO MAGNÉTICO que ata o períspirito fica MAIS
TÊNUE, permitindo o deslocamento, e este corpo sutil
é desprendido;
 O corpo extrafísico NUNCA é TOTALMENTE
DESLIGADO do corpo físico quando em
desdobramento, existem numerosos CONDUTORES
SEMIMATERIAIS e ECTOPLÁSMICOS que fazem a
LIGAÇÃO ENERGÉTICA entre os dois corpos. Com isso,
AUTOMATICAMENTE o Espírito VOLTARÁ ao corpo
após o desdobramento;
 Diante de QUALQUER INTERFERÊNCIA que o
organismo físico do desdobrado venha a sofrer, o
Espírito IMEDIATAMENTE RETORNARÁ ao corpo;
 Somente será INTERROMPIDO esse fluxo magnético
no momento da MORTE do corpo FÍSICO. Enquanto
existir vida física, o RETORNO será OBRIGATÓRIO.
(Espírito LÁZARO, por Rinaldo de Santis, em “A Viagem da Alma”, Introdução)
“Os discípulos de Allan Kardec (...)”
CAPÍTULO 4, página 79:
Da Terra,
discípulos de Allan Kardec,
“obedecendo a impulsos fraternos
por amor ao Cristo divino,
EMITIAM PENSAMENTOS caridosos
em nosso favor,
VISITANDO-NOS frequentemente
por meio
de
CORRENTES MENTAIS vigorosas
que a PRECE santificava,
tornando-as
UNGIDAS de ternura e compaixão, as quais
caíam no recesso de nossas almas (...)”
PRECE
“Os Espíritos sofredores reclamam
PRECES
e estas lhes são proveitosas, porque,
verificando que há quem pense neles, sentem-se
menos abandonados, menos infelizes.
Mas a PRECE
tem sobre eles uma AÇÃO mais direta:
REANIMA-OS,
INCUTE-LHES o DESEJO de SE ELEVAREM
pelo ARREPENDIMENTO e pela REPARAÇÃO
e pode
DESVIAR-LHES o PENSAMENTO do MAL.
É nesse sentido que
a PRECE pode não apenas
ALIVIAR, como ABREVIAR seus SOFRIMENTOS.”
(O Evangelho Segundo o Espiritismo- capítulo XXVII - “Pedi e obtereis”, item 18)
PRECE
“O PODER da PRECE está no PENSAMENTO.
NÃO DEPENDE
de palavras,
nem de lugar,
nem do momento
em que seja feita.
PODE-SE, portanto, ORAR
em toda parte e
a qualquer hora,
a sós ou em comum.”
(O Evangelho Segundo o Espiritismo- capítulo XXVII - “Pedi e obtereis”, item 18)
PRECE
 “Quando o PENSAMENTO É DIRIGIDO a um
ser qualquer, na Terra ou no Espaço, de
encarnado para desencarnado, ou de
desencarnado para encarnado, estabelece-
se uma CORRENTE FLUÍDICA entre um e
outro, TRANSMITINDO o PENSAMENTO,
como o ar transmite o som.”
 “A ENERGIA da CORRENTE FLUÍDICA guarda
PROPORÇÃO com a do PENSAMENTO e da
VONTADE.”
 “É assim que os Espíritos OUVEM a PRECE
que lhes é dirigida, QUALQUER que seja o
LUGAR onde se encontrem.”
(O Evangelho Segundo o Espiritismo- capítulo XXVII - “Pedi e obtereis”, item 10)
Cultivar a misericórdia
NÃO é alçar
EXCLAMAÇÕES de PIEDADE INATIVA
para os Céus,
lastimando os males do próximo
COM a BOCA
e guardando os BRAÇOS em REPOUSO,
diante do sofrimento alheio que
NOS CONVOCA ao
AUXÍLIO, à FRATERNIDADE e à COOPERAÇÃO.
(...)
Bem-aventurados os que TRABALHAM na
MATERIALIZAÇÃO do BEM COMUM,
os que fazem da
SOLIDARIEDADE para com a DOR ALHEIA o
SERVIÇO CONSTANTE do AMOR.
(EMMANUEL, por Francisco Cândido Xavier, em INSTRUMENTOS DO TEMPO - “Bem-aventurados os misericordiosos”)
“A ORAÇÃO MAIS
EFICIENTE
é a que
se faz através da
AÇÃO
do bem ao próximo
sob a inspiração
do Amor.”
Joanna de Ângelis
“Que medites sobre estas páginas,
leitor,
ainda que duro se torne para o
teu orgulho pessoal o aceitá-las!
E se as lágrimas alguma vez
rociarem tuas pálpebras,
à passagem de um lance mais
dramático, não recalcitres contra o
impulso generoso de exalçar teu
coração em PRECE piedosa,
por aqueles que
se estorcem nas trágicas
convulsões da
inconsequência de infrações
às Leis de Deus!”
Léon Denis
Belo Horizonte (MG), 4 de abril de 1957.
(“Memórias de um Suicida”- PREFÁCIO da segunda edição)
Seminário Memórias de um Suicida -  Primeira Parte - Capítulo VII - Nossos Amigos - Os Discípulos de Kardec - 04-04-2016

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Enfermidades mentais e obsessão--_v2.pptx
Enfermidades mentais e obsessão--_v2.pptxEnfermidades mentais e obsessão--_v2.pptx
Enfermidades mentais e obsessão--_v2.pptx
DayaneSantana27
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Cynthia Castro
 
Nos domínios da mediunidade aula8
Nos domínios da mediunidade aula8Nos domínios da mediunidade aula8
Nos domínios da mediunidade aula8
Leonardo Pereira
 
Possessão (posse física do encarnado)-1,5h
Possessão (posse física do encarnado)-1,5hPossessão (posse física do encarnado)-1,5h
Possessão (posse física do encarnado)-1,5h
home
 
Os Mensageiros - Cap 08 O Desatre de Adelino
Os Mensageiros - Cap 08 O Desatre de AdelinoOs Mensageiros - Cap 08 O Desatre de Adelino
Os Mensageiros - Cap 08 O Desatre de Adelino
Patricia Farias
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016
Cynthia Castro
 
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucuraO processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
jcevadro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Cynthia Castro
 
Temor da morte – Livro dos Espíritos
Temor  da  morte – Livro dos EspíritosTemor  da  morte – Livro dos Espíritos
Temor da morte – Livro dos Espíritos
Izabel Cristina Fonseca
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Cynthia Castro
 
Estudando André Luiz Nosso Lar cap. 34 a 50
Estudando André Luiz   Nosso Lar cap.  34 a 50Estudando André Luiz   Nosso Lar cap.  34 a 50
Estudando André Luiz Nosso Lar cap. 34 a 50
Jose Luiz Maio
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Jose Luiz Maio
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo IV - Outra Vez Je...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo IV - Outra Vez Je...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo IV - Outra Vez Je...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo IV - Outra Vez Je...
Cynthia Castro
 
A caridade segundo São Paulo
A caridade segundo São PauloA caridade segundo São Paulo
A caridade segundo São Paulo
Izabel Cristina Fonseca
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 05 Ouvindo instruções
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 05 Ouvindo instruçõesEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 05 Ouvindo instruções
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 05 Ouvindo instruções
Jose Luiz Maio
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Izabel Cristina Fonseca
 
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
Lar Irmã Zarabatana
 
Orgulho pai de todos os vicios
Orgulho pai de todos os viciosOrgulho pai de todos os vicios
Orgulho pai de todos os vicios
Victor Passos
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo III - No Hospital Maria de Nazaré...
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo III - No Hospital Maria de Nazaré...Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo III - No Hospital Maria de Nazaré...
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo III - No Hospital Maria de Nazaré...
Cynthia Castro
 

Mais procurados (20)

Enfermidades mentais e obsessão--_v2.pptx
Enfermidades mentais e obsessão--_v2.pptxEnfermidades mentais e obsessão--_v2.pptx
Enfermidades mentais e obsessão--_v2.pptx
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
 
Nos domínios da mediunidade aula8
Nos domínios da mediunidade aula8Nos domínios da mediunidade aula8
Nos domínios da mediunidade aula8
 
Possessão (posse física do encarnado)-1,5h
Possessão (posse física do encarnado)-1,5hPossessão (posse física do encarnado)-1,5h
Possessão (posse física do encarnado)-1,5h
 
Os Mensageiros - Cap 08 O Desatre de Adelino
Os Mensageiros - Cap 08 O Desatre de AdelinoOs Mensageiros - Cap 08 O Desatre de Adelino
Os Mensageiros - Cap 08 O Desatre de Adelino
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016
 
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucuraO processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
 
Temor da morte – Livro dos Espíritos
Temor  da  morte – Livro dos EspíritosTemor  da  morte – Livro dos Espíritos
Temor da morte – Livro dos Espíritos
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
 
Estudando André Luiz Nosso Lar cap. 34 a 50
Estudando André Luiz   Nosso Lar cap.  34 a 50Estudando André Luiz   Nosso Lar cap.  34 a 50
Estudando André Luiz Nosso Lar cap. 34 a 50
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo IV - Outra Vez Je...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo IV - Outra Vez Je...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo IV - Outra Vez Je...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo IV - Outra Vez Je...
 
A caridade segundo São Paulo
A caridade segundo São PauloA caridade segundo São Paulo
A caridade segundo São Paulo
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 05 Ouvindo instruções
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 05 Ouvindo instruçõesEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 05 Ouvindo instruções
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 05 Ouvindo instruções
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
 
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
 
Orgulho pai de todos os vicios
Orgulho pai de todos os viciosOrgulho pai de todos os vicios
Orgulho pai de todos os vicios
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo III - No Hospital Maria de Nazaré...
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo III - No Hospital Maria de Nazaré...Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo III - No Hospital Maria de Nazaré...
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo III - No Hospital Maria de Nazaré...
 

Destaque

Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Cynthia Castro
 
Seminario Memórias de Um Suicida - Capítulo V - O Reconhecimento - 21-03-2016
Seminario Memórias de Um Suicida - Capítulo V - O Reconhecimento - 21-03-2016Seminario Memórias de Um Suicida - Capítulo V - O Reconhecimento - 21-03-2016
Seminario Memórias de Um Suicida - Capítulo V - O Reconhecimento - 21-03-2016
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de um Suicida - Segunda Parte - Capítulo I - A Torre de Vi...
Seminário Memórias de um Suicida - Segunda Parte - Capítulo I - A Torre de Vi...Seminário Memórias de um Suicida - Segunda Parte - Capítulo I - A Torre de Vi...
Seminário Memórias de um Suicida - Segunda Parte - Capítulo I - A Torre de Vi...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Cynthia Castro
 
Revista planeta julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Revista planeta   julho 1973 - chico xavier o homem futuroRevista planeta   julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Revista planeta julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Bruno Bartholomei
 
Cristo (autoria desconhecida)
Cristo (autoria desconhecida)Cristo (autoria desconhecida)
Cristo (autoria desconhecida)
Bruno Bartholomei
 
Narrações do infinito (camille flammarion)
Narrações do infinito (camille flammarion)Narrações do infinito (camille flammarion)
Narrações do infinito (camille flammarion)
Bruno Bartholomei
 
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Cynthia Castro
 
Frases de augusto cury (augusto jorge cury)
Frases de augusto cury (augusto jorge cury)Frases de augusto cury (augusto jorge cury)
Frases de augusto cury (augusto jorge cury)
Bruno Bartholomei
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Cynthia Castro
 

Destaque (14)

Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
 
Seminario Memórias de Um Suicida - Capítulo V - O Reconhecimento - 21-03-2016
Seminario Memórias de Um Suicida - Capítulo V - O Reconhecimento - 21-03-2016Seminario Memórias de Um Suicida - Capítulo V - O Reconhecimento - 21-03-2016
Seminario Memórias de Um Suicida - Capítulo V - O Reconhecimento - 21-03-2016
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
 
Seminário Memórias de um Suicida - Segunda Parte - Capítulo I - A Torre de Vi...
Seminário Memórias de um Suicida - Segunda Parte - Capítulo I - A Torre de Vi...Seminário Memórias de um Suicida - Segunda Parte - Capítulo I - A Torre de Vi...
Seminário Memórias de um Suicida - Segunda Parte - Capítulo I - A Torre de Vi...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
 
Revista planeta julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Revista planeta   julho 1973 - chico xavier o homem futuroRevista planeta   julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Revista planeta julho 1973 - chico xavier o homem futuro
 
Cristo (autoria desconhecida)
Cristo (autoria desconhecida)Cristo (autoria desconhecida)
Cristo (autoria desconhecida)
 
Narrações do infinito (camille flammarion)
Narrações do infinito (camille flammarion)Narrações do infinito (camille flammarion)
Narrações do infinito (camille flammarion)
 
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
 
Frases de augusto cury (augusto jorge cury)
Frases de augusto cury (augusto jorge cury)Frases de augusto cury (augusto jorge cury)
Frases de augusto cury (augusto jorge cury)
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
 

Semelhante a Seminário Memórias de um Suicida - Primeira Parte - Capítulo VII - Nossos Amigos - Os Discípulos de Kardec - 04-04-2016

Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Divulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Horizontes da mente
Palestra Espírita - Horizontes da mentePalestra Espírita - Horizontes da mente
Palestra Espírita - Horizontes da mente
Divulgador do Espiritismo
 
08 os corpos espirituais
08  os corpos espirituais08  os corpos espirituais
08 os corpos espirituais
Antonio SSantos
 
KARDEC "O 14 º APÓSTOLO"
KARDEC "O 14 º APÓSTOLO"KARDEC "O 14 º APÓSTOLO"
KARDEC "O 14 º APÓSTOLO"
Jorge Luiz dos Santos
 
Evangeliza formação dos mundos e do planeta terra
Evangeliza   formação dos mundos e do planeta terraEvangeliza   formação dos mundos e do planeta terra
Evangeliza formação dos mundos e do planeta terra
Antonino Silva
 
Evolucão em dois Mundos
 Evolucão em dois Mundos Evolucão em dois Mundos
Evolucão em dois Mundos
Alessandra F. Torres
 
11 evolucao em-dois_mundos-1958
11 evolucao em-dois_mundos-195811 evolucao em-dois_mundos-1958
11 evolucao em-dois_mundos-1958
paulasa pin
 
O espiritismo o que é_31mai2014
O espiritismo o que é_31mai2014O espiritismo o que é_31mai2014
O espiritismo o que é_31mai2014
grupodepaisceb
 
O KARDEC E O TRABALHO DE CODIFICAÇÃO DO ESPIRITISMO
O KARDEC E O TRABALHO DE CODIFICAÇÃO DO ESPIRITISMOO KARDEC E O TRABALHO DE CODIFICAÇÃO DO ESPIRITISMO
O KARDEC E O TRABALHO DE CODIFICAÇÃO DO ESPIRITISMO
Jorge Luiz dos Santos
 
Acaoereacao
AcaoereacaoAcaoereacao
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
Tacaraci Fernandes Vieira
 
Umbral h base doutrin ria para sustent -lo-slides.pdf
Umbral h base doutrin ria para sustent -lo-slides.pdfUmbral h base doutrin ria para sustent -lo-slides.pdf
Umbral h base doutrin ria para sustent -lo-slides.pdf
EvaNunes6
 
3853996 andre-luiz-evolucao-em-dois-mundos
3853996 andre-luiz-evolucao-em-dois-mundos3853996 andre-luiz-evolucao-em-dois-mundos
3853996 andre-luiz-evolucao-em-dois-mundos
Ricardo Costa e silva
 
150 anos do ceu e o inferno
150 anos do ceu e o inferno150 anos do ceu e o inferno
150 anos do ceu e o inferno
Escola da Vida
 
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
Jorge Luiz dos Santos
 
Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Obreiros da Vida Eterna - cap 1Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Patricia Farias
 
Ação e-reação
Ação e-reaçãoAção e-reação
Ação e-reação
Claudia Sampaio
 
56 (chico xavier)-andreluiz-açãoereação
56 (chico xavier)-andreluiz-açãoereação56 (chico xavier)-andreluiz-açãoereação
56 (chico xavier)-andreluiz-açãoereação
centrodeestudos1987
 
Ação e-reação
Ação e-reaçãoAção e-reação
Ação e-reação
Claudia Sampaio
 
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Patricia Farias
 

Semelhante a Seminário Memórias de um Suicida - Primeira Parte - Capítulo VII - Nossos Amigos - Os Discípulos de Kardec - 04-04-2016 (20)

Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
 
Palestra Espírita - Horizontes da mente
Palestra Espírita - Horizontes da mentePalestra Espírita - Horizontes da mente
Palestra Espírita - Horizontes da mente
 
08 os corpos espirituais
08  os corpos espirituais08  os corpos espirituais
08 os corpos espirituais
 
KARDEC "O 14 º APÓSTOLO"
KARDEC "O 14 º APÓSTOLO"KARDEC "O 14 º APÓSTOLO"
KARDEC "O 14 º APÓSTOLO"
 
Evangeliza formação dos mundos e do planeta terra
Evangeliza   formação dos mundos e do planeta terraEvangeliza   formação dos mundos e do planeta terra
Evangeliza formação dos mundos e do planeta terra
 
Evolucão em dois Mundos
 Evolucão em dois Mundos Evolucão em dois Mundos
Evolucão em dois Mundos
 
11 evolucao em-dois_mundos-1958
11 evolucao em-dois_mundos-195811 evolucao em-dois_mundos-1958
11 evolucao em-dois_mundos-1958
 
O espiritismo o que é_31mai2014
O espiritismo o que é_31mai2014O espiritismo o que é_31mai2014
O espiritismo o que é_31mai2014
 
O KARDEC E O TRABALHO DE CODIFICAÇÃO DO ESPIRITISMO
O KARDEC E O TRABALHO DE CODIFICAÇÃO DO ESPIRITISMOO KARDEC E O TRABALHO DE CODIFICAÇÃO DO ESPIRITISMO
O KARDEC E O TRABALHO DE CODIFICAÇÃO DO ESPIRITISMO
 
Acaoereacao
AcaoereacaoAcaoereacao
Acaoereacao
 
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
 
Umbral h base doutrin ria para sustent -lo-slides.pdf
Umbral h base doutrin ria para sustent -lo-slides.pdfUmbral h base doutrin ria para sustent -lo-slides.pdf
Umbral h base doutrin ria para sustent -lo-slides.pdf
 
3853996 andre-luiz-evolucao-em-dois-mundos
3853996 andre-luiz-evolucao-em-dois-mundos3853996 andre-luiz-evolucao-em-dois-mundos
3853996 andre-luiz-evolucao-em-dois-mundos
 
150 anos do ceu e o inferno
150 anos do ceu e o inferno150 anos do ceu e o inferno
150 anos do ceu e o inferno
 
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
 
Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Obreiros da Vida Eterna - cap 1Obreiros da Vida Eterna - cap 1
Obreiros da Vida Eterna - cap 1
 
Ação e-reação
Ação e-reaçãoAção e-reação
Ação e-reação
 
56 (chico xavier)-andreluiz-açãoereação
56 (chico xavier)-andreluiz-açãoereação56 (chico xavier)-andreluiz-açãoereação
56 (chico xavier)-andreluiz-açãoereação
 
Ação e-reação
Ação e-reaçãoAção e-reação
Ação e-reação
 
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
Livro dos Espíritos Q 312 ESE Cap.26 item 10
 

Mais de Cynthia Castro

Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Cynthia Castro
 

Mais de Cynthia Castro (20)

Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
 
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
 

Último

Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdfEstudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
JaquelineSantosBasto
 
Salmo 91
Salmo 91Salmo 91
Salmo 91
Nilson Almeida
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
André Luiz Marques
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
a futura religião da nova ordem mundial.
a  futura religião da nova ordem mundial.a  futura religião da nova ordem mundial.
a futura religião da nova ordem mundial.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicosSEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 

Último (15)

Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdfEstudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
 
Salmo 91
Salmo 91Salmo 91
Salmo 91
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
a futura religião da nova ordem mundial.
a  futura religião da nova ordem mundial.a  futura religião da nova ordem mundial.
a futura religião da nova ordem mundial.
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicosSEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 

Seminário Memórias de um Suicida - Primeira Parte - Capítulo VII - Nossos Amigos - Os Discípulos de Kardec - 04-04-2016

  • 2. CAPÍTULO VII DATA: 04-04-2016 “NOSSOS AMIGOS- OS DISCÍPULOS DE ALLAN KARDEC”.
  • 3. “(...) de uma reunião à outra NÃO VOLTÁVAMOS ao nosso abrigo da Espiritualidade.” “Assim foi que FICAMOS entre os homens cerca de DOIS MESES (...)” “(...) éramos entidades EM VIAS de REEDUCAÇÃO(...)” “Permanecíamos no próprio ambiente terrestre, EM VIRTUDE DE”:  “Ser a VIAGEM excessivamente DIFICULTOSA para o GRUPO NUMEROSO e PESADO(...)”;  “TEMPO NECESSÁRIO à CONSECUÇÃO das REUNIÕES” (...) “nas quais apenas os PRINCÍPIOS e CONCEITOS MORAIS e FILOSÓFICOS eram EXAMINADOS, sem a prática dos mistérios”.
  • 4. “(...) de uma reunião à outra NÃO VOLTÁVAMOS ao nosso abrigo da Espiritualidade.” “Assim foi que FICAMOS entre os homens cerca de DOIS MESES (...)” “(...) éramos entidades EM VIAS de REEDUCAÇÃO(...)” Por ISSO SUBMETIDOS a “REGRAS muito severas de CONDUTA” IMPEDIDOS de “VIVERMOS ao LÉU entre os homens INFLUENCIANDO MOLESTAMENTE a sociedade terrena” “...Coisa que FATALMENTE sucederia SE continuássemos REBELADOS, RECALCITRANTES no ERRO.”
  • 5. “(...) éramos entidades EM VIAS de REEDUCAÇÃO, e, por isso mesmo, SUBMETIDAS a REGRAS muito SEVERAS de CONDUTA (...)” “Nossa qualidade de SUICIDAS com a AURA virulada por IRRADIAÇÕES INFERIORES poderia(...)” “Levar a PERTURBAÇÃO e o DESGOSTO às pobres criaturas ENCARNADAS das quais nos APROXIMÁSSEMOS (...)” OU “(...) delas RECEBER INFLUENCIAÇÕES PREJUDICIAIS ao delicado TRATAMENTO a que éramos SUBMETIDOS (...)” “(...) INIBIA-NOS PERMANECER em quaisquer RECINTOS HABITADOS ou VISITADOS por almas ENCARNADAS.”
  • 6. “(...) de uma reunião à outra NÃO VOLTÁVAMOS ao nosso abrigo da Espiritualidade.” “Éramos então conduzidos a locais pitorescos, NOS ARREDORES das povoações em que nos encontrássemos, e onde se tornasse DIFÍCIL o INGRESSO dos homens” (...) “TENDAS eram levantadas em ALDEAMENTO gracioso, invisível a olhos humanos, mas perfeitamente reais para nós outros (...)” “À noite (...), quando, VOLTANDO de assistir às (...) REUNIÕES dos ESPÍRITAS CRISTÃOS, nos quedávamos a meditar (...) rememorando as lições fecundas sobre a EXISTÊNCIA do SER SUPREMO (...)”
  • 7. “(...) os discípulos de Allan Kardec.” “(...) os nossos amigos, os discípulos de Allan Kardec, isto é, os MÉDIUNS, os DOUTRINADORES, os EVANGELIZADORES cujo altruísmo e boa vontade tanto contribuíram para alívio de nossas inquietações, VISITAVAM-NOS em nosso acampamento, pela calada da noite, mal seus CORPOS FÍSICOS REPOUSAVAM em SONO profundo (...), pois tinham LIVRE ACESSO ao nosso aldeamento (...)”
  • 8. “Os discípulos de Allan Kardec,(...) VISITAVAM-NOS em nosso acampamento.” “AMPLIAVAM EXPLICAÇÕES a respeito (...) dos ensinos filosóficos ministrados pela Doutrina de que eram filiados, Doutrina cujas BASES, assentadas na MORAL grandiosa do Divino Modelo e na CIÊNCIA do Invisível, TRANFORMARA-OS em rijas FORTALEZAS de FÉ, capazes de RESISTIREM a TODA e QUALQUER ADVERSIDADE com ÂNIMO SERENO, MENTE EQUILIBRADA e SORRISO nos lábios, estampando o CÉU que TRAZIAM em SI MESMOS graças aos CONHECIMENTOS superiores que tinham da VIDA e dos DESTINOS HUMANOS!”
  • 9. No homem “o DESDOBRAMENTO da individualidade, por intermédio do SONO, é quase que absoluto ESTÁGIO de mero REFAZIMENTO FÍSICO.” 1º momento: “a ONDA MENTAL é simplesmente FRACA EMISSÃO de FORÇAS FRAGMENTÁRIAS, o sonho é puro reflexo das atividades fisiológicas”. “Os discípulos de Allan Kardec,(...) VISITAVAM-NOS em nosso acampamento.” (ANDRÉ LUIZ, por Chico Xavier, em “Mecanismos da Mediunidade”, capítulo 21 - “Desdobramento”)
  • 10. “Os discípulos de Allan Kardec,(...) VISITAVAM-NOS em nosso acampamento.” (ANDRÉ LUIZ, por Chico Xavier, em “Mecanismos da Mediunidade”, capítulo 21 -“Desdobramento” “ a criatura que AMADURECE, ESPIRITUALMENTE, (...) fora do envoltório físico, VAI até o LOCAL SUGERIDO pelo MAGNETIZADOR”. E será “o REFLEXO CONDICIONADO* que LHE CIRSCUNSCREVERÁ o ÂMBITO da AÇÃO além da ROUPAGEM FISIOLÓGICA (...)” 2º momento: “em que a ONDA MENTAL está em fase INICIANTE de EXPANSÃO, o sonho, por muito tempo, será invariável AÇÃO REFLEXA* de seu próprio MUNDO CONSCIENCIAL ou AFETIVO”. “Desdobrando-se no sono vulgar, a criatura segue (...) procurando, AUTOMATICAMENTE, os objetivos que SE CASAM com seus interesses evidentes ou escusos.”
  • 11. Os discípulos de Allan Kardec, “não LIMITARIAM o concurso da sua boa vontade às sessões SEMANAIS(...)” “(...) transportavam-se a GRANDES DISTÂNCIAS, em corpo astral, associando-se a seus MENTORES e GUIAS para nobres realizações.” “Encaminhados por seus INSTRUTORES ESPIRITUAIS, visitavam hospitais, abeirando-se dos leitos em que gemiam pobres ENFERMOS (...),no piedoso interesse de lhes ministrarem ALÍVIO e VIGORES NOVOS com APLICAÇÕES MAGNÉTICAS vitalizantes, de que eram fecundos depositários.” “Em nossa falange cada grupo de dez (...) poderia associar-lhes no intuito de INSTRUIR-SE.” “Tínhamos LICENÇA para SEGUI-LOS em JORNADAS LABORIOSAS, no DESEMPENHO da BENEFICÊNCIA."
  • 12. “VISITAVAM-NOS em nosso acampamento, pela calada da noite, mal seus CORPOS FÍSICOS REPOUSAVAM em SONO profundo(...)” DESDOBRAMENTO:  faculdade inerente a alma humana;  todas as pessoas ao dormirem reduzem o metabolismo do seu organismo, ocasião em que o FLUXO MAGNÉTICO que ata o períspirito fica MAIS TÊNUE, permitindo o deslocamento, e este corpo sutil é desprendido;  O corpo extrafísico NUNCA é TOTALMENTE DESLIGADO do corpo físico quando em desdobramento, existem numerosos CONDUTORES SEMIMATERIAIS e ECTOPLÁSMICOS que fazem a LIGAÇÃO ENERGÉTICA entre os dois corpos. Com isso, AUTOMATICAMENTE o Espírito VOLTARÁ ao corpo após o desdobramento;  Diante de QUALQUER INTERFERÊNCIA que o organismo físico do desdobrado venha a sofrer, o Espírito IMEDIATAMENTE RETORNARÁ ao corpo;  Somente será INTERROMPIDO esse fluxo magnético no momento da MORTE do corpo FÍSICO. Enquanto existir vida física, o RETORNO será OBRIGATÓRIO. (Espírito LÁZARO, por Rinaldo de Santis, em “A Viagem da Alma”, Introdução)
  • 13. “Os discípulos de Allan Kardec (...)” CAPÍTULO 4, página 79: Da Terra, discípulos de Allan Kardec, “obedecendo a impulsos fraternos por amor ao Cristo divino, EMITIAM PENSAMENTOS caridosos em nosso favor, VISITANDO-NOS frequentemente por meio de CORRENTES MENTAIS vigorosas que a PRECE santificava, tornando-as UNGIDAS de ternura e compaixão, as quais caíam no recesso de nossas almas (...)”
  • 14. PRECE “Os Espíritos sofredores reclamam PRECES e estas lhes são proveitosas, porque, verificando que há quem pense neles, sentem-se menos abandonados, menos infelizes. Mas a PRECE tem sobre eles uma AÇÃO mais direta: REANIMA-OS, INCUTE-LHES o DESEJO de SE ELEVAREM pelo ARREPENDIMENTO e pela REPARAÇÃO e pode DESVIAR-LHES o PENSAMENTO do MAL. É nesse sentido que a PRECE pode não apenas ALIVIAR, como ABREVIAR seus SOFRIMENTOS.” (O Evangelho Segundo o Espiritismo- capítulo XXVII - “Pedi e obtereis”, item 18)
  • 15. PRECE “O PODER da PRECE está no PENSAMENTO. NÃO DEPENDE de palavras, nem de lugar, nem do momento em que seja feita. PODE-SE, portanto, ORAR em toda parte e a qualquer hora, a sós ou em comum.” (O Evangelho Segundo o Espiritismo- capítulo XXVII - “Pedi e obtereis”, item 18)
  • 16. PRECE  “Quando o PENSAMENTO É DIRIGIDO a um ser qualquer, na Terra ou no Espaço, de encarnado para desencarnado, ou de desencarnado para encarnado, estabelece- se uma CORRENTE FLUÍDICA entre um e outro, TRANSMITINDO o PENSAMENTO, como o ar transmite o som.”  “A ENERGIA da CORRENTE FLUÍDICA guarda PROPORÇÃO com a do PENSAMENTO e da VONTADE.”  “É assim que os Espíritos OUVEM a PRECE que lhes é dirigida, QUALQUER que seja o LUGAR onde se encontrem.” (O Evangelho Segundo o Espiritismo- capítulo XXVII - “Pedi e obtereis”, item 10)
  • 17. Cultivar a misericórdia NÃO é alçar EXCLAMAÇÕES de PIEDADE INATIVA para os Céus, lastimando os males do próximo COM a BOCA e guardando os BRAÇOS em REPOUSO, diante do sofrimento alheio que NOS CONVOCA ao AUXÍLIO, à FRATERNIDADE e à COOPERAÇÃO. (...) Bem-aventurados os que TRABALHAM na MATERIALIZAÇÃO do BEM COMUM, os que fazem da SOLIDARIEDADE para com a DOR ALHEIA o SERVIÇO CONSTANTE do AMOR. (EMMANUEL, por Francisco Cândido Xavier, em INSTRUMENTOS DO TEMPO - “Bem-aventurados os misericordiosos”)
  • 18. “A ORAÇÃO MAIS EFICIENTE é a que se faz através da AÇÃO do bem ao próximo sob a inspiração do Amor.” Joanna de Ângelis
  • 19. “Que medites sobre estas páginas, leitor, ainda que duro se torne para o teu orgulho pessoal o aceitá-las! E se as lágrimas alguma vez rociarem tuas pálpebras, à passagem de um lance mais dramático, não recalcitres contra o impulso generoso de exalçar teu coração em PRECE piedosa, por aqueles que se estorcem nas trágicas convulsões da inconsequência de infrações às Leis de Deus!” Léon Denis Belo Horizonte (MG), 4 de abril de 1957. (“Memórias de um Suicida”- PREFÁCIO da segunda edição)