SlideShare uma empresa Scribd logo
www.geemgrupo.blogspot.com.br
CAPÍTULO II
DATA: 29-02-2016
Os Réprobos (Condenados)
POR QUE DO SUICÍDIO?
AUSÊNCIA :
CONHECIMENTOS /PRÁTICA = LEIS DO BEM/JUSTIÇA.
QUE ESPERAM OS QUE BUSCAM O SUICÍDIO E POR QUÊ?
LIVRAR-SE - Dissabores julgados insuportáveis / Sofrimentos /
Problemas considerados insolúveis...
PELA.........TIBIEZ (fraqueza) da VONTADE DESEDUCADA que
se acovarda....VERGONHA do descrédito ou
desonra...remorsos...etc.
QUAL O ENGANO DE CAMILO?
Sua VAIDADE. Era idealista e acreditava ser SUPERIOR ao
que se apresentava. Porém ENGANOU-SE. Lutas mais vivas
e ríspidas o esperavam no além-túmulo.
COMO FORAM SUAS PRIMEIRAS HORAS NO ALÉM-TÚMULO?
Passaram sem que ele pudesse dar acordo de si mesmo .
Seu Espírito rudemente violentado, como que desmaiara,
tendo IGNÓBIL COLAPSO. Como se tudo houvesse paralisado.
Como se o ESTAMPIDO maldito ecoasse em suas
vibrações mentais.
COMO SE SENTE O SUICIDA?
Estado vibratório/mental que o homem NÃO pode
compreender por não ter passado pela experiência...
Só mesmo passando pela efervescência da MESMA DOR.
Semi-inconsciente – Adormecido – Desacordado – Nulo –
Perde-se no vácuo – Ignora-se – Acovarda-se – Deprime-se –
Desnorteia-se – Traumatismo Psíquico Pelo Choque Nefasto –
Na profundidade apavorante do ERRO COMETIDO....etc.
COMO CAMILO DEFINE O CORPO FÍSICO?
ATRIBUTO máximo que a Paternidade Divina IMPÔS sobre aqueles que,
no decorrer dos milênios, deverão refletir SUA IMAGEM e SEMELHANÇA
a CONSCIÊNCIA! a MEMÓRIA ! O DIVINO DOM DE PENSAR !
COMO E POR QUE CAMILO SUICIDOU-SE ?
COMO FOI O SEU DESPERTAR? COMO SE SENTIA?
REVOLTA por se encontrar CEGO=EXPIAÇÃO, que considerou superior às
suas Forças, injusta punição da Natureza aos seus olhos necessitados de
VER, para que lhe fosse dado obter pelo Trabalho, a SUSBSISTÊNCIA
HONRADA e ALTIVA.
TIRO NO OUVIDO = sentia o sangue a sair do orifício... Dor aguda no corpo
todo, principalmente cérebro/ouvido... Odores Fétidos...
NADA ENXERGAVA... Tiritava de frio... Faltava-lhe ar... SENTIA-SE VIVO e
com sofrimento aumentado, pois a tentativa ainda o mantivera VIVO!
ONDE CAMILO SE SUPUNHA ESTAR E O QUE ELE DESEJAVA?
Num leito de hospital ou em sua própria casa. Impossível reconhecer
o local. NADA VIA. Sentiu-se confirmando os acontecimentos:
MORTE!
DESEJAVA a presença dos FAMILIARES-AMIGOS-ENFERMEIROS-
MÉDICOS-SERVIÇAIS-CRIADOS, fosse quem fosse... para ABRIR
janelas, OFERECER cobertores quentes, alimentos, água, acender
lareira, etc...
AO INVÉS DE FAMILIARES, AMIGOS , ETC, O QUE OUVIA
CAMILO?
VOZERIO ENSURDECEDOR/CORO SINISTRO/COMO ASSEMBLEIA DE
LOUCOS: BLASFÊMIAS-UIVOS-GRITOS-QUEIXAS-GEMIDOS-LAMENTOS-
PRANTOS HEDIONDOS-RECLAMAÇÕES-SUPLICAVAM RAIVOSOS: SOCORRO
E COMPAIXÃO !
QUAL A ATITUDE DE CAMILO? CONSEGUIU SEU
INTENTO? ONDE ESTAVA ? PARA ONDE FOI ? O QUE
ENCONTROU ?
MOVIMENTAR-LEVANTAR-AFASTAR para local em que não mais ouvisse o
Coro/Vozerio.
PENSAVA estar em seu próprio leito e o odor forte ser do ferimento que
fizera na TENTATIVA DE MATAR-SE.
Difícil locomover. Sentia que raízes vigorosas o plantavam naquele lugar
ÚMIDO e GELADO. Depois de esforços conseguiu LEVANTAR... sentiu
cheiro forte e não compreendia porquê. ESTAVA NUM CEMITÉRIO. Viu-se
no fundo da sepultura. Fugiu apavorado... corria... corria... FOI parar nas
ruas da cidade onde seu nome era ENDEUSADO.
OUVIA COMENTÁRIOS /CRÍTICAS MORDAZES OU ATÉ PESAR SINCERO...
ONDE CHEGOU E O QUE ENCONTROU ?
QUE SENTIU ?
Chegou em sua casa e encontrou seu aposento em desordem:
OBJETOS DE USO PESSOAL – LIVROS – MANUSCRITOS E APONTAMENTOS...
Tudo fora do lugar, o que o enfureceu. Sentiu-se ESTRANHO em sua própria
casa. BUSCOU familiares, médicos e nada: indiferença total !
Nem o olhavam. Seu INCORRIGÍVEL ORGULHO outra vez insultado.
AFLITO, SOFRIDO, ALUCINADO, ABSORVIDO PELA AMARGURA.
Em parte alguma lograva CONFORTO e AUXÍLIO.
Debruçou sobre a sepultura, compreendendo que SUICIDARA, estava
SEPULTADO, mas se sentia VIVO e SOFRENDO MAIS, muito MAIS,
SUPERLATIVAMENTE, MONSTRUOSAMENTE mais do que antes do GESTO
COVARDE e IMPENSADO!
QUANTO TEMPO ALI PERMANECEU E PARA ONDE FOI?
Cerca de 2 meses vagueando desnorteado e tonto com desejo de
desaparecer... de si mesmo...
Vagueando como mendigo deparou com 200 individualidades de
ambos os sexos e dali foram levados por soldados para CAVERNAS
O QUE OS OLHOS/OUVIDOS ASSOMBRADOS DE CAMILO
DEPARAVAM NAS TREVAS?
Os uivos e lamentações dramáticas e impressionantes das 200
individualidades:
...ÂNSIA do enforcamento... BÁRBARA asfixia do afogamento
...HORROR por terem se atirado sob rodas de trem de ferro
...PAVOR por chamas de fogo (geralmente mulheres)... etc
ASSIM CAMILO ANALISA A MENTE E O PENSAMENTO
MENTE ............. EDIFICA e PRODUZ.
PENSAMENTO... CRIADOR , FABRICA, CORPORIFICA,
RETÉM IMAGENS... e as conserva presentes até
quando desejar !
Eles, com suas forças mentais, retinham o momento
atroz em que se suicidaram, criando as respectivas
cenas.
COMENTÁRIOS DE CAMILO SOBRE AS PENAS MORAIS e
FÍSICO-MATERIAS
MORAIS ................ REMORSOS - SAUDADES DOS SERES AMADOS -
DISSABORES QUE HAVIAM DADO CAUSA AO DESESPERO E QUE
PERSISTIAM EM AFLIGIR...
FÍSICO-MATERIAIS ... FOME – FRIO – SEDE – EXIGÊNCIAS
FISIOLÓGICAS, em geral, TORTURANTES, IRRITANTES,
DESESPERADORAS! FADIGA – INSÔNIA DEPRESSORA –
FRAQUEZA – DELÍRIO – NECESSIDADES IMPERIOSAS – VISÃO
INSIDIOSA e INELUTÁVEL do cadáver apodrecendo, fétido, VISÃO
dos vermes consumindo o corpo, etc...
COMO FICA O PERISPÍRITO DO SUICIDA ?
PERISPÍRITO = Cordão luminoso, fosforescente...
= Cordão fluídico-magnético que liga a Alma ao
envoltório carnal (corpo) e lhe comunica a vida.
Somente deverá estar em condições apropriadas para separar do
corpo por ocasião da sua MORTE NATURAL, sem
CHOQUES/VIOLÊNCIA.
COM O SUICÍDIO... PERISPÍRITO fica DESPEDAÇADO, PARTIDO e
não DESLIGADO, RUDEMENTE ARRANCADO quando ainda em toda
sua PUJANÇA FLUÍDICO-MAGNÉTICA, produzindo grande parte dos
DESEQUILÍBRIOS.
ENTENDENDO O SENTIR-SE “MORTO-VIVO”
Na CONSTITUIÇÃO VITAL para a existência que deveria ser, muitas
vezes, LONGA, a reserva de FORÇAS MAGNÉTICAS não se haviam
extinguido ainda, o que leva o SUICIDA a sentir-se um “MORTO-
VIVO” , na mais expressiva significação do termo, estado que se
prolonga até que as RESERVAS DE FORÇAS VITAIS e MAGNÉTICAS
se esgotem, o que varia segundo o GRAU DE VITALIDADE de cada
um.
Só o TEMPO conseguirá CORRIGIR os
DESEQUILÍBRIOS reinantes
QUAIS OS COMPANHEIROS DE CAVERNA DO CAMILO ?
QUATRO PORTUGUESES ESTAVAM ALI POR DIVERSAS FORMAS DE SUICÍCIO,
COMO:
CAMILO CÂNDIDO BOTELHO – Tiro no ouvido.
1- BELARMINO DE QUEIROZ e SOUZA = Golpeou os pulsos
2- JERÔNIMO DE ARAÚJO SILVEIRA = Suicidou por falência
comercial = tiro no ouvido
3- JOÃO d’AZEVEDO = Envenenou-se por vício do jogo
4 – MÁRIO SOBRAL – Enforcara-se em 1889 = Boêmio rico de
Lisboa, matou Eulina e suicidou-se.
Cursava Universidade de Coimbra.
COMO SAIRAM DA CAVERNA E PARA ONDE FORAM ?
EXTENUADOS puseram-se a descansar e, em menos de 24 horas, ouviram RUMOR
daquele mesmo “COMBOIO” de MAIS de 200 ENTIDADES REVOLTADAS.
No meio da atmosfera DENSA e PENUMBROSA surgiram os CARROS BRANCOS,
com PODEROSOS HOLOFOTES e deles desceram os LANCEIROS, DAMAS e
CAVALHEIROS (enfermeiros) e o CHEFE DA EXPEDIÇÃO, usando TURBANTE e
TÚNICA HINDU.
CAMILO e os quatro foram chamados à LIBERTAÇÃO pelos
“OBREIROS DA FRATERNIDADE” cujo comandante empunhava
uma FLÂMULA “LEGIÃO DOS SERVOS DE MARIA”.
Deixaram o VALE SINISTRO rumo ao HOSPITAL “MARIA DE
NAZARÉ”...
CONCLUSÃO
“O SUICÍDIO e a LOUCURA não
resolvem os efeitos dos
infortúnios e das decepções. Ao
contrário: abreviando-se os dias
de vida, liberta-se de um mal e
entra-se em outro mais longo e
terrível, pois ninguém viola
impunemente a Lei de Deus que
proíbe ao homem encurtar a sua
vida.
A Calma, a Resignação profunda,
a Fé em Deus e no Futuro são os
meios que devemos usar para
evitá-los.”
OBRIGADA PELO CARINHO
DA SUA ATENÇÃO!
QUE EU TENHA CONSEGUIDO
COLABORAR UM POUQUINHO PARA O
ENTENDIMENTO DESSA MARAVILHOSA
OBRA!
BOA NOITE !
SIGAMOS FELIZES AOS
NOSSOS LARES!
A TODOS !!...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo I - A Mansão da ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo I - A Mansão da ...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo I - A Mansão da ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo I - A Mansão da ...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo IV - Jerônimo de Araújo Silveira ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo IV - Jerônimo de Araújo Silveira ...Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo IV - Jerônimo de Araújo Silveira ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo IV - Jerônimo de Araújo Silveira ...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Cynthia Castro
 
Escolha das provas
Escolha das provasEscolha das provas
Escolha das provas
Ponte de Luz ASEC
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Cynthia Castro
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
Fatima Carvalho
 
Nos dominios da Mediunidade Cap13
Nos dominios da Mediunidade   Cap13Nos dominios da Mediunidade   Cap13
Nos dominios da Mediunidade Cap13
Patricia Farias
 
Temor da Morte
Temor da MorteTemor da Morte
Temor da Morte
igmateus
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Cynthia Castro
 
Evangeliza - A Vida Futura
Evangeliza - A Vida FuturaEvangeliza - A Vida Futura
Evangeliza - A Vida Futura
Antonino Silva
 
Cuidar do Corpo e do Espírito
Cuidar do Corpo e do EspíritoCuidar do Corpo e do Espírito
Cuidar do Corpo e do Espírito
CEENA_SS
 
Infortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestraInfortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestra
Débora Homobono
 
O DUELO
O DUELOO DUELO
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do EspíritoConflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
igmateus
 
Motivos de resignação
Motivos de resignaçãoMotivos de resignação
Motivos de resignação
Ponte de Luz ASEC
 
Pecado por pensamento e adultério
Pecado por pensamento e adultérioPecado por pensamento e adultério
Pecado por pensamento e adultério
Lorena Dias
 
Biografia de Yvonne do Amaral Pereira
Biografia de Yvonne do Amaral PereiraBiografia de Yvonne do Amaral Pereira
Biografia de Yvonne do Amaral Pereira
Departamento Comunicação Social SER
 
Se alguém bater na face direita
Se alguém bater na face direitaSe alguém bater na face direita
Se alguém bater na face direita
Izabel Cristina Fonseca
 

Mais procurados (20)

Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo IV - O Homem Vel...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo I - A Mansão da ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo I - A Mansão da ...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo I - A Mansão da ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo I - A Mansão da ...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo IV - Jerônimo de Araújo Silveira ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo IV - Jerônimo de Araújo Silveira ...Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo IV - Jerônimo de Araújo Silveira ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo IV - Jerônimo de Araújo Silveira ...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VI - A Cada Um Se...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo III - Homem, Con...
 
Escolha das provas
Escolha das provasEscolha das provas
Escolha das provas
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo II - Os Arquivos ...
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
 
Nos dominios da Mediunidade Cap13
Nos dominios da Mediunidade   Cap13Nos dominios da Mediunidade   Cap13
Nos dominios da Mediunidade Cap13
 
Temor da Morte
Temor da MorteTemor da Morte
Temor da Morte
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
Seminário Memórias de Um Suicida - Abertura - 15-02-2016
 
Evangeliza - A Vida Futura
Evangeliza - A Vida FuturaEvangeliza - A Vida Futura
Evangeliza - A Vida Futura
 
Cuidar do Corpo e do Espírito
Cuidar do Corpo e do EspíritoCuidar do Corpo e do Espírito
Cuidar do Corpo e do Espírito
 
Infortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestraInfortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestra
 
O DUELO
O DUELOO DUELO
O DUELO
 
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do EspíritoConflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
Conflitos Existenciais e Maturidade do Espírito
 
Motivos de resignação
Motivos de resignaçãoMotivos de resignação
Motivos de resignação
 
Pecado por pensamento e adultério
Pecado por pensamento e adultérioPecado por pensamento e adultério
Pecado por pensamento e adultério
 
Biografia de Yvonne do Amaral Pereira
Biografia de Yvonne do Amaral PereiraBiografia de Yvonne do Amaral Pereira
Biografia de Yvonne do Amaral Pereira
 
Se alguém bater na face direita
Se alguém bater na face direitaSe alguém bater na face direita
Se alguém bater na face direita
 

Destaque

Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo III - O Manicômio...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo III - O Manicômio...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo III - O Manicômio...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo III - O Manicômio...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo V - Prelúdios de ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo V - Prelúdios de ...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo V - Prelúdios de ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo V - Prelúdios de ...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Cynthia Castro
 
Suicídio
SuicídioSuicídio
Suicídio
igmateus
 
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Cynthia Castro
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Cynthia Castro
 
Aula 13 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Suicídio Falsa Solução
Aula 13 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Suicídio Falsa SoluçãoAula 13 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Suicídio Falsa Solução
Aula 13 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Suicídio Falsa Solução
Sergio Lima Dias Junior
 
Evolução em dois mundos
Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos
Evolução em dois mundos
EWALDO DE SOUZA
 
Revista planeta julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Revista planeta   julho 1973 - chico xavier o homem futuroRevista planeta   julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Revista planeta julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Bruno Bartholomei
 
Cristo (autoria desconhecida)
Cristo (autoria desconhecida)Cristo (autoria desconhecida)
Cristo (autoria desconhecida)
Bruno Bartholomei
 
Narrações do infinito (camille flammarion)
Narrações do infinito (camille flammarion)Narrações do infinito (camille flammarion)
Narrações do infinito (camille flammarion)
Bruno Bartholomei
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Cynthia Castro
 

Destaque (15)

Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo III - O Manicômio...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo III - O Manicômio...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo III - O Manicômio...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo III - O Manicômio...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo V - Prelúdios de ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo V - Prelúdios de ...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo V - Prelúdios de ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo V - Prelúdios de ...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VIIII - Novos Rum...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo V - A Causa de M...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VII - Últimos tr...
 
Suicídio
SuicídioSuicídio
Suicídio
 
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
Seminario Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo i - A Torre de Vi...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
Seminário Memórias de Um Suicida - Terceira Parte - Capítulo VI - O Elemento ...
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
 
Aula 13 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Suicídio Falsa Solução
Aula 13 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Suicídio Falsa SoluçãoAula 13 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Suicídio Falsa Solução
Aula 13 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Suicídio Falsa Solução
 
Evolução em dois mundos
Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos
Evolução em dois mundos
 
Revista planeta julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Revista planeta   julho 1973 - chico xavier o homem futuroRevista planeta   julho 1973 - chico xavier o homem futuro
Revista planeta julho 1973 - chico xavier o homem futuro
 
Cristo (autoria desconhecida)
Cristo (autoria desconhecida)Cristo (autoria desconhecida)
Cristo (autoria desconhecida)
 
Narrações do infinito (camille flammarion)
Narrações do infinito (camille flammarion)Narrações do infinito (camille flammarion)
Narrações do infinito (camille flammarion)
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
Seminário Memórias de Um Suicida - Segunda Parte - Capítulo VII - Os Primeiro...
 

Semelhante a Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016

Suicídios Indiretos - como prevenir
Suicídios Indiretos - como prevenirSuicídios Indiretos - como prevenir
Suicídios Indiretos - como prevenir
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Theodor e katia é obsessão
Theodor e katia é obsessãoTheodor e katia é obsessão
Theodor e katia é obsessão
Bruno Caldas
 
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
Lar Irmã Zarabatana
 
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte EspiritualO Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Filosofia 1
Filosofia 1Filosofia 1
Filosofia 1
Caíque Santos
 
E a vida continua...
E a vida continua...E a vida continua...
E a vida continua...
Lucas Guimarães
 
Leon denis
Leon denisLeon denis
Leon denis
Bruno Caldas
 
EM DEFESA DA VIDA (1).pptx
EM DEFESA DA VIDA (1).pptxEM DEFESA DA VIDA (1).pptx
EM DEFESA DA VIDA (1).pptx
Diego Rodrigues
 
Os Medos na Vida - A soma de todos os Medos
Os Medos na Vida - A soma de todos os MedosOs Medos na Vida - A soma de todos os Medos
Os Medos na Vida - A soma de todos os Medos
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Augusto dos Anjos 2.0
Augusto dos Anjos 2.0Augusto dos Anjos 2.0
Augusto dos Anjos 2.0
José Ricardo Lima
 
Até que a morte nos separe
Até que a morte nos separeAté que a morte nos separe
Até que a morte nos separe
Adriana Soczek Sampaio
 
A vida Viaja na Luz
A vida Viaja na LuzA vida Viaja na Luz
A vida Viaja na Luz
Osvaldo Brascher
 
002 cartas de uma morta maria joao de deus - chico xavier - ano 1935
002 cartas de uma morta   maria joao de deus - chico xavier - ano 1935002 cartas de uma morta   maria joao de deus - chico xavier - ano 1935
002 cartas de uma morta maria joao de deus - chico xavier - ano 1935
Everton Ferreira
 
Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17
Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17
Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17
Ana Lucia Silva
 
LIVRO DE POESIA: CADEIA MAUDITA
LIVRO DE POESIA: CADEIA MAUDITALIVRO DE POESIA: CADEIA MAUDITA
LIVRO DE POESIA: CADEIA MAUDITA
COLEÇÃO TOCHA DE FOGO-EBOOKS CLÁSSICOS
 
Capítulo 8 Filosofando - Aprender a morrer
Capítulo 8 Filosofando - Aprender a morrerCapítulo 8 Filosofando - Aprender a morrer
Capítulo 8 Filosofando - Aprender a morrer
Athirson Downloadz
 
2 cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)
2   cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)2   cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)
2 cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)
luisbramao
 
Maria joão de deus
Maria joão de deusMaria joão de deus
Maria joão de deus
Rosane Reis
 
Segredos da vida humana
Segredos da vida humanaSegredos da vida humana
Segredos da vida humana
zznilton
 

Semelhante a Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016 (20)

Suicídios Indiretos - como prevenir
Suicídios Indiretos - como prevenirSuicídios Indiretos - como prevenir
Suicídios Indiretos - como prevenir
 
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
 
Theodor e katia é obsessão
Theodor e katia é obsessãoTheodor e katia é obsessão
Theodor e katia é obsessão
 
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
26/03/2014 Cap 6 Livro Missionários da Luz
 
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte EspiritualO Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
 
Filosofia 1
Filosofia 1Filosofia 1
Filosofia 1
 
E a vida continua...
E a vida continua...E a vida continua...
E a vida continua...
 
Leon denis
Leon denisLeon denis
Leon denis
 
EM DEFESA DA VIDA (1).pptx
EM DEFESA DA VIDA (1).pptxEM DEFESA DA VIDA (1).pptx
EM DEFESA DA VIDA (1).pptx
 
Os Medos na Vida - A soma de todos os Medos
Os Medos na Vida - A soma de todos os MedosOs Medos na Vida - A soma de todos os Medos
Os Medos na Vida - A soma de todos os Medos
 
Augusto dos Anjos 2.0
Augusto dos Anjos 2.0Augusto dos Anjos 2.0
Augusto dos Anjos 2.0
 
Até que a morte nos separe
Até que a morte nos separeAté que a morte nos separe
Até que a morte nos separe
 
A vida Viaja na Luz
A vida Viaja na LuzA vida Viaja na Luz
A vida Viaja na Luz
 
002 cartas de uma morta maria joao de deus - chico xavier - ano 1935
002 cartas de uma morta   maria joao de deus - chico xavier - ano 1935002 cartas de uma morta   maria joao de deus - chico xavier - ano 1935
002 cartas de uma morta maria joao de deus - chico xavier - ano 1935
 
Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17
Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17
Introdução do Livro dos Espíritos - itens de 11 a 17
 
LIVRO DE POESIA: CADEIA MAUDITA
LIVRO DE POESIA: CADEIA MAUDITALIVRO DE POESIA: CADEIA MAUDITA
LIVRO DE POESIA: CADEIA MAUDITA
 
Capítulo 8 Filosofando - Aprender a morrer
Capítulo 8 Filosofando - Aprender a morrerCapítulo 8 Filosofando - Aprender a morrer
Capítulo 8 Filosofando - Aprender a morrer
 
2 cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)
2   cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)2   cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)
2 cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)
 
Maria joão de deus
Maria joão de deusMaria joão de deus
Maria joão de deus
 
Segredos da vida humana
Segredos da vida humanaSegredos da vida humana
Segredos da vida humana
 

Mais de Cynthia Castro

Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Cynthia Castro
 

Mais de Cynthia Castro (20)

Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
 
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulos XVI e XVII - Mecanismos ...
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
 

Último

PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 

Último (10)

PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 

Seminário Memórias de Um Suicida - Capítulo II - Os Réprobos - 29-02-2016

  • 2. CAPÍTULO II DATA: 29-02-2016 Os Réprobos (Condenados)
  • 3. POR QUE DO SUICÍDIO? AUSÊNCIA : CONHECIMENTOS /PRÁTICA = LEIS DO BEM/JUSTIÇA. QUE ESPERAM OS QUE BUSCAM O SUICÍDIO E POR QUÊ? LIVRAR-SE - Dissabores julgados insuportáveis / Sofrimentos / Problemas considerados insolúveis... PELA.........TIBIEZ (fraqueza) da VONTADE DESEDUCADA que se acovarda....VERGONHA do descrédito ou desonra...remorsos...etc.
  • 4. QUAL O ENGANO DE CAMILO? Sua VAIDADE. Era idealista e acreditava ser SUPERIOR ao que se apresentava. Porém ENGANOU-SE. Lutas mais vivas e ríspidas o esperavam no além-túmulo. COMO FORAM SUAS PRIMEIRAS HORAS NO ALÉM-TÚMULO? Passaram sem que ele pudesse dar acordo de si mesmo . Seu Espírito rudemente violentado, como que desmaiara, tendo IGNÓBIL COLAPSO. Como se tudo houvesse paralisado. Como se o ESTAMPIDO maldito ecoasse em suas vibrações mentais.
  • 5. COMO SE SENTE O SUICIDA? Estado vibratório/mental que o homem NÃO pode compreender por não ter passado pela experiência... Só mesmo passando pela efervescência da MESMA DOR. Semi-inconsciente – Adormecido – Desacordado – Nulo – Perde-se no vácuo – Ignora-se – Acovarda-se – Deprime-se – Desnorteia-se – Traumatismo Psíquico Pelo Choque Nefasto – Na profundidade apavorante do ERRO COMETIDO....etc.
  • 6. COMO CAMILO DEFINE O CORPO FÍSICO? ATRIBUTO máximo que a Paternidade Divina IMPÔS sobre aqueles que, no decorrer dos milênios, deverão refletir SUA IMAGEM e SEMELHANÇA a CONSCIÊNCIA! a MEMÓRIA ! O DIVINO DOM DE PENSAR ! COMO E POR QUE CAMILO SUICIDOU-SE ? COMO FOI O SEU DESPERTAR? COMO SE SENTIA? REVOLTA por se encontrar CEGO=EXPIAÇÃO, que considerou superior às suas Forças, injusta punição da Natureza aos seus olhos necessitados de VER, para que lhe fosse dado obter pelo Trabalho, a SUSBSISTÊNCIA HONRADA e ALTIVA. TIRO NO OUVIDO = sentia o sangue a sair do orifício... Dor aguda no corpo todo, principalmente cérebro/ouvido... Odores Fétidos... NADA ENXERGAVA... Tiritava de frio... Faltava-lhe ar... SENTIA-SE VIVO e com sofrimento aumentado, pois a tentativa ainda o mantivera VIVO!
  • 7. ONDE CAMILO SE SUPUNHA ESTAR E O QUE ELE DESEJAVA? Num leito de hospital ou em sua própria casa. Impossível reconhecer o local. NADA VIA. Sentiu-se confirmando os acontecimentos: MORTE! DESEJAVA a presença dos FAMILIARES-AMIGOS-ENFERMEIROS- MÉDICOS-SERVIÇAIS-CRIADOS, fosse quem fosse... para ABRIR janelas, OFERECER cobertores quentes, alimentos, água, acender lareira, etc... AO INVÉS DE FAMILIARES, AMIGOS , ETC, O QUE OUVIA CAMILO? VOZERIO ENSURDECEDOR/CORO SINISTRO/COMO ASSEMBLEIA DE LOUCOS: BLASFÊMIAS-UIVOS-GRITOS-QUEIXAS-GEMIDOS-LAMENTOS- PRANTOS HEDIONDOS-RECLAMAÇÕES-SUPLICAVAM RAIVOSOS: SOCORRO E COMPAIXÃO !
  • 8. QUAL A ATITUDE DE CAMILO? CONSEGUIU SEU INTENTO? ONDE ESTAVA ? PARA ONDE FOI ? O QUE ENCONTROU ? MOVIMENTAR-LEVANTAR-AFASTAR para local em que não mais ouvisse o Coro/Vozerio. PENSAVA estar em seu próprio leito e o odor forte ser do ferimento que fizera na TENTATIVA DE MATAR-SE. Difícil locomover. Sentia que raízes vigorosas o plantavam naquele lugar ÚMIDO e GELADO. Depois de esforços conseguiu LEVANTAR... sentiu cheiro forte e não compreendia porquê. ESTAVA NUM CEMITÉRIO. Viu-se no fundo da sepultura. Fugiu apavorado... corria... corria... FOI parar nas ruas da cidade onde seu nome era ENDEUSADO. OUVIA COMENTÁRIOS /CRÍTICAS MORDAZES OU ATÉ PESAR SINCERO...
  • 9. ONDE CHEGOU E O QUE ENCONTROU ? QUE SENTIU ? Chegou em sua casa e encontrou seu aposento em desordem: OBJETOS DE USO PESSOAL – LIVROS – MANUSCRITOS E APONTAMENTOS... Tudo fora do lugar, o que o enfureceu. Sentiu-se ESTRANHO em sua própria casa. BUSCOU familiares, médicos e nada: indiferença total ! Nem o olhavam. Seu INCORRIGÍVEL ORGULHO outra vez insultado. AFLITO, SOFRIDO, ALUCINADO, ABSORVIDO PELA AMARGURA. Em parte alguma lograva CONFORTO e AUXÍLIO. Debruçou sobre a sepultura, compreendendo que SUICIDARA, estava SEPULTADO, mas se sentia VIVO e SOFRENDO MAIS, muito MAIS, SUPERLATIVAMENTE, MONSTRUOSAMENTE mais do que antes do GESTO COVARDE e IMPENSADO!
  • 10. QUANTO TEMPO ALI PERMANECEU E PARA ONDE FOI? Cerca de 2 meses vagueando desnorteado e tonto com desejo de desaparecer... de si mesmo... Vagueando como mendigo deparou com 200 individualidades de ambos os sexos e dali foram levados por soldados para CAVERNAS O QUE OS OLHOS/OUVIDOS ASSOMBRADOS DE CAMILO DEPARAVAM NAS TREVAS? Os uivos e lamentações dramáticas e impressionantes das 200 individualidades: ...ÂNSIA do enforcamento... BÁRBARA asfixia do afogamento ...HORROR por terem se atirado sob rodas de trem de ferro ...PAVOR por chamas de fogo (geralmente mulheres)... etc
  • 11. ASSIM CAMILO ANALISA A MENTE E O PENSAMENTO MENTE ............. EDIFICA e PRODUZ. PENSAMENTO... CRIADOR , FABRICA, CORPORIFICA, RETÉM IMAGENS... e as conserva presentes até quando desejar ! Eles, com suas forças mentais, retinham o momento atroz em que se suicidaram, criando as respectivas cenas.
  • 12. COMENTÁRIOS DE CAMILO SOBRE AS PENAS MORAIS e FÍSICO-MATERIAS MORAIS ................ REMORSOS - SAUDADES DOS SERES AMADOS - DISSABORES QUE HAVIAM DADO CAUSA AO DESESPERO E QUE PERSISTIAM EM AFLIGIR... FÍSICO-MATERIAIS ... FOME – FRIO – SEDE – EXIGÊNCIAS FISIOLÓGICAS, em geral, TORTURANTES, IRRITANTES, DESESPERADORAS! FADIGA – INSÔNIA DEPRESSORA – FRAQUEZA – DELÍRIO – NECESSIDADES IMPERIOSAS – VISÃO INSIDIOSA e INELUTÁVEL do cadáver apodrecendo, fétido, VISÃO dos vermes consumindo o corpo, etc...
  • 13. COMO FICA O PERISPÍRITO DO SUICIDA ? PERISPÍRITO = Cordão luminoso, fosforescente... = Cordão fluídico-magnético que liga a Alma ao envoltório carnal (corpo) e lhe comunica a vida. Somente deverá estar em condições apropriadas para separar do corpo por ocasião da sua MORTE NATURAL, sem CHOQUES/VIOLÊNCIA. COM O SUICÍDIO... PERISPÍRITO fica DESPEDAÇADO, PARTIDO e não DESLIGADO, RUDEMENTE ARRANCADO quando ainda em toda sua PUJANÇA FLUÍDICO-MAGNÉTICA, produzindo grande parte dos DESEQUILÍBRIOS.
  • 14. ENTENDENDO O SENTIR-SE “MORTO-VIVO” Na CONSTITUIÇÃO VITAL para a existência que deveria ser, muitas vezes, LONGA, a reserva de FORÇAS MAGNÉTICAS não se haviam extinguido ainda, o que leva o SUICIDA a sentir-se um “MORTO- VIVO” , na mais expressiva significação do termo, estado que se prolonga até que as RESERVAS DE FORÇAS VITAIS e MAGNÉTICAS se esgotem, o que varia segundo o GRAU DE VITALIDADE de cada um. Só o TEMPO conseguirá CORRIGIR os DESEQUILÍBRIOS reinantes
  • 15. QUAIS OS COMPANHEIROS DE CAVERNA DO CAMILO ? QUATRO PORTUGUESES ESTAVAM ALI POR DIVERSAS FORMAS DE SUICÍCIO, COMO: CAMILO CÂNDIDO BOTELHO – Tiro no ouvido. 1- BELARMINO DE QUEIROZ e SOUZA = Golpeou os pulsos 2- JERÔNIMO DE ARAÚJO SILVEIRA = Suicidou por falência comercial = tiro no ouvido 3- JOÃO d’AZEVEDO = Envenenou-se por vício do jogo 4 – MÁRIO SOBRAL – Enforcara-se em 1889 = Boêmio rico de Lisboa, matou Eulina e suicidou-se. Cursava Universidade de Coimbra.
  • 16. COMO SAIRAM DA CAVERNA E PARA ONDE FORAM ? EXTENUADOS puseram-se a descansar e, em menos de 24 horas, ouviram RUMOR daquele mesmo “COMBOIO” de MAIS de 200 ENTIDADES REVOLTADAS. No meio da atmosfera DENSA e PENUMBROSA surgiram os CARROS BRANCOS, com PODEROSOS HOLOFOTES e deles desceram os LANCEIROS, DAMAS e CAVALHEIROS (enfermeiros) e o CHEFE DA EXPEDIÇÃO, usando TURBANTE e TÚNICA HINDU. CAMILO e os quatro foram chamados à LIBERTAÇÃO pelos “OBREIROS DA FRATERNIDADE” cujo comandante empunhava uma FLÂMULA “LEGIÃO DOS SERVOS DE MARIA”. Deixaram o VALE SINISTRO rumo ao HOSPITAL “MARIA DE NAZARÉ”...
  • 17.
  • 18.
  • 19. CONCLUSÃO “O SUICÍDIO e a LOUCURA não resolvem os efeitos dos infortúnios e das decepções. Ao contrário: abreviando-se os dias de vida, liberta-se de um mal e entra-se em outro mais longo e terrível, pois ninguém viola impunemente a Lei de Deus que proíbe ao homem encurtar a sua vida. A Calma, a Resignação profunda, a Fé em Deus e no Futuro são os meios que devemos usar para evitá-los.”
  • 20. OBRIGADA PELO CARINHO DA SUA ATENÇÃO! QUE EU TENHA CONSEGUIDO COLABORAR UM POUQUINHO PARA O ENTENDIMENTO DESSA MARAVILHOSA OBRA! BOA NOITE ! SIGAMOS FELIZES AOS NOSSOS LARES! A TODOS !!...