SlideShare uma empresa Scribd logo
Os seres humanos são animais sociais que conseguem ir além quando trabalham junt@s. A cooperação garantiu a sobrevivência de nossa espécie, mas a colaboração é
necessária para que possamos prosperar. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas nos oferece a oportunidade para uma geração somar
ações individuais e ampliar as propostas para o desenvolvimento sustentável. Devemos agir como pudermos no nível em que atuamos.
As evidências sobre os benefícios do aleitamento materno já são conhecidas por todos nós. Sabemos que o aleitamento materno contribui para a sobrevivência infantil e
para o desenvolvimento da criança, trás benefícios em longo prazo para a saúde das mulheres, proporciona benefícios econômicos e melhora o bem-estar de todos. O
desafio para os defensores da amamentação é transpor políticas que são acordadas a nível global para ações positivas em nossas comunidades.
A Semana Mundial da Amamentação 2017 #AGOSTO DOURADO[ No Brasil, foi sancionada a Lei Nº13.435, de 12/04/2017 que institui o mês de agosto como o mês do
aleitamento materno, o #AGOSTO DOURADO] tem como foco Promover a Amamentação – Junt@s, ou seja, “Amamentar – Ninguém pode fazer por você.Todos podem
fazer junto com você”. Apenas trabalhando #JuntosPelaAmamentação, podemos fortalecer a amamentação em nossas comunidades e alcançar o desenvolvimento
sustentável até 2030!
A partir da SMAM 2017, aWABA irá criar uma plataforma online para permitir que aqueles que
promovem a SMAM, possam trabalhar com outras pessoas para alcançar metas a longo prazo. A
plataforma online pode ajudar com o seguinte:
1. Identificar lacunas e ações
A seção de recursos terá informações relevantes que podem ajudar a identificar lacunas e ideias
sobre como abordá-las.
2. Encontrar parcerias em potencial
A plataforma online irá ajudar encontrar parcerias / alianças que desejam colaborar em ações e
objetivos comuns.
3. Compartilhar e aprender
A plataforma online poderá ajudar gerenciar a sua colaboração de forma mais eficaz. Compartilhe
as suas experiências de trabalho em conjunto e aprenda com os outros!
4. Avaliar e planejar
A plataforma online poderá ajudar a rever suas experiências e conquistas, como também preparar
para futuras ações.
INTRODUÇÃO
WABA|SEMANAMUNDIALDAAMAMENTAÇÃOBRASIL
FORTALECENDO A COLABORAÇÃO
Objetivos daWABA|Semana Mundial da Amamentação Brasil 2017
1 - 7
AGOSTO
2017
http://worldbreastfeedingweek.org
AMAMENTAR. NINGUÉM PODE FAZER
POR VOCÊ.TODOS PODEM FAZER
JUNTO COM VOCÊ
Compreenda a importância
de trabalhar em conjunto nas
quatro ÁreasTemáticas dos
ODS
INFORMAR
Reconheça o seu papel e a
diferença que você faz na
sua área de trabalho
ANCORAR FIRME
Inclua outras pessoas
para estabelecer
diferentes áreas de
interesse comum
ESTIMULAR
Trabalhe em conjunto para
alcançar os ODS até 2030
ENVOLVER
ERRADICAÇÃO
DAPOBREZA
FOME
ZERO
SAÚDEE
BEM-ESTAR
A amamentação é uma parte vital do desenvolvimento sustentável e um
componente não negociável de ação global para acabar com a
desnutrição. O aumento das taxas de aleitamento materno exclusivo nos
primeiros seis meses e a continuação até aos 2 anos ou mais, só poderá
ser alcançado por meio da cooperação e colaboração de vários setores e
gerações.
Felizmente, a importância de trabalhar em parceria é cada vez mais
reconhecida como um elemento essencial e incorporado em muitas
iniciativas globais. Por exemplo, a campanha “Women Deliver’s Deliver
for Good” bem como a campanha “EveryWoman Every Child’s”, para a
“Estratégia Global Para a Saúde das Mulheres, Crianças e Adolescentes”
(em inglês, Global Strategy forWomen’s, Children’s and Adolescents’
Health), reconhecem que a colaboração através de vários setores é
fundamental para alcançar os ODS. As campanhas classificam o acesso a
uma boa nutrição, como uma recomendação central. O aleitamento
materno é incluído como uma meta para garantir a sobrevivência, a saúde
e a nutrição infantil, como também a saúde da mulher.
Devemos defender que os governos – em parceria com os movimentos
da sociedade civil e outros que trabalham para o bem comum – criem
ambientes favoráveis para a prosperidade das mulheres e crianças.
Também devemos dar atenção aos jovens e aos grupos de pessoas em
situação de vulnerabilidade, como as adolescentes, as mulheres-mães
sem parceiro e imigrantes.
1. Defender a amamentação como parte vital para os Objetivos de Desenvolvimento Suste-
ntável, vinculando a amamentação com a maior quantidade de ODS possíveis
2. Adotar uma abordagem multissetorial para defender a amamentação e implementar
programas envolvendo defensores da amamentação, na área da nutrição, da saúde, do
trabalho e das finanças
3. Usar o Retorno sobre Investimento (ROI) como uma ferramenta para defender o aleitamento
materno, visando às pessoas com poder de decisão
4.Trabalhar em conjunto, para adotar e implementar políticas de nutrição eficazes, incluindo
nutrição e aleitamento materno como parte dos direitos humanos básicos
5. Assegurar que o aleitamento materno esteja incluído nos programas de nutrição tanto nas
comunidades urbanas como nas comunidades rurais
PONTOS DE AÇÃO
NUTRIÇÃO, SEGURANÇA
ALIMENTAR E REDUÇÃO
DA POBREZA
US NanciTerezinha©SMAM2016 Piraquara, PR
TRABALHANDO JUNT@S COMVÁRIOS SETORES E GERAÇÕES
ÁREA
TEMÁTICA
1
CONSUMO E
PRODUÇÃO
RESPONSÁVEIS
EDUCAÇÃO
DEQUALIDADE
REDUÇÃODAS
DESIGUALDADES
CIDADESE
COMUNIDADES
SUSTENTÁVEIS
A amamentação é fundamental para a sobrevivência, saúde e bem estar
infantil e das mulheres-mães. Simplificando, a amamentação proporciona aos
bebês o melhor começo para a vida.
A “Série sobre aleitamento materno” da revista Lancet de 2016 fornece uma
análise atualizada das pesquisas disponíveis sobre aleitamento materno.
Melhores práticas do aleitamento materno têm o potencial de salvar a vida de
823 mil crianças e 20 000 mulheres por ano, e contribui significativamente
para a saúde em longo prazo. Porém, são necessárias medidas urgentes para
coordenar a ação em todo o mundo para promover, proteger e apoiar o
aleitamento materno.
A OMS, o UNICEF, 20 outras agências internacionais de renome e várias ONG
formaram uma “Iniciativa Global de Defesa da Amamentação” (BAI, na sigla em
inglês), para unificar as vozes dos defensores do aleitamento materno. O
objetivo dessa iniciativa é aumentar a conscientização sobre a importância da
amamentação como base para a sobrevivência, saúde e bem estar materno
infantil, que dissemina o movimento global da Nações Unidas “Toda Mulher
Toda Criança”(EWEC, na sigla em inglês) com a “Estratégia Global para a
Saúde das Mulheres, das Crianças e dos Adolescentes”.
Sabemos que, quando as parcerias têm voz unificada, consegui-se apoio
político. Defender a amamentação é a nossa ferramenta mais eficaz para
garantir o apoio político, financeiro e social que precisamos. As mensagens convincentes de defesa à
amamentação devem basear-se nas últimas evidências sobres os seus benefícios.
Existe um acordo entre todos os governos para priorizar a meta global da Assembleia Mundial de Saúde (AMS),
para aumentar a taxa de aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses de vida até pelo menos 50% até o
ano 2025.Vamos defender junt@s para transformar as evidências em ação para amamentar.
1. Unir forças com outras iniciativas globais, regionais ou nacionais para um maior impacto
2. Solicitar às pessoas com poder de decisão mais apoio político, financeiro e social
3. Harmonizar suas estratégias e planos de trabalho com as das alianças e parcerias
4. Usar em seu trabalho de proteção a amamentação, as últimas evidências sobre os benefícios
do aleitamento materno a curto e longo prazo
5. Recomendar ao seu governo para trabalhar em direção à meta global da Assembleia Mundial
de Saúde
PONTOS DE AÇÃO
SOBREVIVÊNCIA,
SAÚDE E
BEM-ESTAR
CRIANDO UMAVOZ UNIFICADA
Delly Mishu ©WABA 2013
ÁREA
TEMÁTICA
2
ERRADICAÇÃO
DAPOBREZA
SAÚDEE
BEM-ESTAR
ÁGUAPOTÁVELE
SANEAMENTO
ENERGIALIMPA
EACESSÍVEL
AÇÃOCONTRA
AMUDANÇA
GLOBALDOCLIMA
VIDANA
ÁGUA
VIDA
TERRESTRE
A saúde do nosso planeta é afetada pela forma como os bebês são alimentados. O
leite materno é um alimento natural, renovável que é seguro para o meio ambiente –
produzido e entregue sem causar poluição, sem uso de embalagem e sem desperdício.
A indústria de leite infantil, por outro lado, causa impacto negativo ao meio ambiente,
que geralmente não é reconhecido. Ao proteger a amamentação, faz-se o vínculo da
vida humana com o bem estar do nosso planeta de forma ponderosa. Está na hora de
conversar sobre a amamentação além da nutrição e da saúde.
A saúde das nossas futuras gerações é afetada pela saúde do nosso planeta. A
exposição às condições de trabalho insalubre, incluindo os agrotóxicos, afeta
negativamente a mulher de amamentar com segurança. A Segurança e Medicina do
Trabalho devem alertar sobre os perigos de trabalhar e amamentar em ambientes
insalubres.
Para começar, devemos fazer como causa comum, com grupos que trabalham em
questões ambientais, e estabelecer o vínculo entre amamentação e mudança
climática. Devemos defender a mensagem que a amamentação contribui para reduzir a
pegada de carbono. As gerações mais novas devem ser informadas do impacto
negativo dos substitutos do leite materno ao meio ambiente.
As mensagens de defesa a amamentação precisam incluir questões ambientais, como
o uso excessivo de agrotóxicos e fertilizantes. As parcerias com organizações de base,
que funcionam entre grupos de pessoas pobres e marginalizadas, devem ser
priorizadas.
Além disso, a Norma Brasileira Para Comercialização de Alimento para Lactentes (NBCAL) - Lei 11.265/06
(regulamentada pelo Decreto 8552/2015) regulamenta a comercialização de alimentos para lactentes e crianças de
primeira infância e também a de produtos de puericultura correlatos. Essa lei ajuda a proteger o meio ambiente e o
direito de amamentar. Devemos trabalhar para garantir a implementação e o monitoramento da NBCAL – Lei 11.265/06
de forma eficaz.
1. Fazer a ligação entre amamentação e meio ambiente como parte do trabalho de defesa à
amamentação
2. Normatizar a amamentação como um método sustentável para a alimentação infantil
3. Aumentar a conscientização sobre como a amamentação reduz a pegada de carbono
4. Conversar com os jovens sobre o impacto negativo da fórmula infantil no meio ambiente
5. Certificar que a NBCAL – Lei 11.265/06 é totalmente implementada e monitorada
regularmente
PONTOS DE AÇÃO
MEIO AMBIENTE
E MUDANÇA
CLIMÁTICA
CONVERSAS ALÉM DO ALEITAMENTO MATERNO
Solange Pavan
©Nilzilene R.Monteiro SMAM2016 Bento
Gonçalves,RS
ÁREA
TEMÁTICA
3
CONSUMO E
PRODUÇÃO
RESPONSÁVEIS
CIDADESE
COMUNIDADES
SUSTENTÁVEIS
IGUALDADE
DEGÊNERO
TRABALHODECENTE
ECRESCIMENTO
ECONÔMICO
INDÚSTRIA,
INOVAÇÃOE
INFRAESTRUTURA
Quando a amamentação precisa de ser combinada com trabalho
remunerado, especialmente em circunstâncias precárias, os desafios
podem ser enormes. Portanto, políticas e legislação que protegem o
direito da mulher amamentar e trabalhar são essenciais.
A Convenção 183 da Organização Internacional doTrabalho (OIT) sobre
Proteção à Maternidade exige ações e leis de cada país para melhorar a
proteção à maternidade.
Primeiro temos que ver uma mudança de atitudes. A amamentação e o
trabalho devem ser entendidos como uma questão de direitos e igualdade
de gênero Um exemplo é a Campanha de Empoderamento dos Pais (EPC,
na sigla em inglês) daWABA, que busca defender o envolvimento ativo de
homens e mulheres, promovendo equidade de gênero no trabalho
remunerado ou nos trabalhos domésticos do cotidiano.
Também devemos usar dados e evidências. Em 2004, a Rede Internacional
em Defesa do Direito de Amamentar (Rede IBFAN) lançou a Iniciativa
Mundial SobreTendências do Aleitamento Materno (WBTi, da sigla em
inglês) para avaliar e monitorar a implementação das principais políticas e
programas a nível nacional.
Infelizmente, milhões de mulheres permanecem desprotegidas. A
amamentação faz parte do ciclo reprodutivo, e as mulheres devem ser
capazes de combinar a amamentação com o trabalho remunerado, sem discriminação ou desvantagem.
Os locais de trabalho precisam ser mais amigos da amamentação. Devemos trabalhar junt@s, para
garantir que as mulheres tenham nos setores formais ou informais de trabalho, a proteção social
parental que precisam.
1. Defender a licença parental, onde não só a mulher como o homem teria o direito de ficar em casa após o nascimento, seja
nos setores formais ou informais de trabalho
2. Fazer parceria com sindicatos e empregadores para garantir acordos de negociação coletiva, para apoiar mães e pais
trabalhadores
3.Trabalhar com os empregadores para desenvolver iniciativas, creches, Sala de Apoio à Amamentação (SAA) e /ou Canto
da Amamentação, para tornar o local de trabalho da mulher ou nas proximidades do local de trabalho da mulher mais
favorável à família
4. Envolver com as universidades para realizar pesquisas multidisciplinares, a fim de identificar lacunas e melhores
modelos de práticas
5. Garantir a implementação da Portaria do MEC 604 de 10 de maio de 2017, que dispõe sobre o direito de lactantes e
lactentes à amamentação nas áreas de livre acesso público ou de uso coletivo nas instituições do sistema federal de
ensino
6. Envolver no processo do WBTi no Brasil
7. Desenvolver campanhas de conscientização e mudança de atitude, por exemplo, normatizando a amamentação em
espaços públicos
PONTOS DE AÇÃO
PRODUTIVIDADE
DAS MULHERES E
EMPREGO
MUDANÇA DE ATITUDES
Cristiane Francisquini©SMAM2016 Hospital Sofia
Feldman/Creche José de Souza Sobrinho, Belo Horizonte, MG
ÁREA
TEMÁTICA
4
ERRADICAÇÃO
DAPOBREZA
EDUCAÇÃO
DEQUALIDADE
REDUÇÃODAS
DESIGUALDADES
1.Treinar as equipes de enfermagem, médicos, nutricionistas, defensores de saúde pública e agentes de saúde da comunidade quanto ao manejo da
amamentação e a alimentação de lactentes e crianças de primeira infância
2. Concentrar o apoio a amamentação nos grupos de pessoas em situação de vulnerabilidade, por exemplo, as mulheres-mães adolescentes e aquelas sem
parceiros
3. Adotar um enfoque de gênero para a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, trabalhando com organizações que defendem as questões
relacionadas às mulheres e que envolvam a paternidade
4. Envolver todos os segmentos da sociedade na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, por exemplo, a Semana Mundial da Amamentação
(SMAM), o #AGOSTO DOURADO em sua comunidade! Semana Mundial de la Lactancia Materna en su comunidad!
PONTOS DE AÇÃO
UMA CORRENTE CALOROSA DE
APOIO À AMAMENTAÇÃO
AWABA agradece as seguintes pessoas pelas contribuições, comentários, incentivos e apoio na produção do Folder de Ação:
A. Karuna, David Clark, Decalie Brown, Eilen Rouw, Etienne Franca, France Begin, Frenny Jowi, Gary Barker, Irum Taqi, Janet Lewis, JP Dadhich,
JulieTaylor, Kathy Parry, Katja Iversen, Maaike Arts, Michele Griswold, NanaTaona Kuo, Noraida Endut, Paige Hall Smith, Prashant Gangal,
Regina Da Silva, Roger Mathiesen, Ruti Levtov, Susan Rothenberg eTaru Jindal. Membros do Comitê da Direção daWABA: Anne Batterjee,
Felicity Savage, Mimi Maza, Rukhsana Haider e Maryse Arendt.Texto elaborado pela equipe de produção daWABA com a colaboração das
blogueiras do Girls' Globe. Artes gráficas de Ammar Khalifa e impressão pela JUTAPRINT.Tradução e adaptação para Português/Brasil:
Regina Da Silva. Este projeto é financiado pela Agência Sueca de Cooperação para o Desenvolvimento Internacional (Sida, na sigla em
inglês).
A Aliança Mundial Para a Ação em Aleitamento Materno (WABA) é uma rede mundial de pessoas e organizações dedicadas à proteção , promoção e apoio ao aleitamento materno em todo o mundo com fundamentos na Declaração de Innocenti, Os Dez Passos Para
Nutrir o Futuro e na Estratégia Global Para a Alimentação de Lactentes e Crianças de Primeira Infância. Os Principais parceiros da WABA são a Academia de Medicina de Amamentação (ABM), Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (IBFAN),
Associação Internacional de Consultores em Lactação (ILCA), La leche League Internacional (LLLI) e a Wellstart Internacional (WI). AWABA tem estatuto de consultor junto ao UNICEF e é uma ONG com Estatuto Especial de Consultor junto ao Conselho Econômico
e Social das Nações Unidas (ECOSOC).
WABA, PO Box 1200 10850 Penang, MalásiaTel: +60 4 658 4816 Fax: +60 4 657 2655
Email: wbw@waba.org.my | Website: www.waba.org.my | Arquivos SMAM: www.worldbreastfeedingweek.net
Patrocínio: A WABA não aceita patrocínio nem financiamento de nenhuma indústria
fabricante de substitutos de leite materno e equipamentos relacionados a alimentos
infantis complementares. A WABA recomenda aos participantes da Semana Mundial da
Amamentação a respeitarem e seguirem esta mesma conduta ética.
www.worldbreastfeedingweek.org
Arquivos da SMAM : www.worldbreastfeedingweek.net
WABA SEMANA MUNDIAL DA AMAMENTAÇÃO BRASIL(SMAM) l 1-7 Agosto 2017
Práticas ideais de alimentação infantil
aleitamento materno é vital para o crescimento e desenvolvimento
infantil, como também tem implicações importantes para a saúde da
mulher.
Ministério da Saúde segue as recomendações da OMS e UNICEF:
∙ Iniciar a amamentação na primeira hora de vida
∙ O aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses de vida é a
forma ideal de alimentação infantil. A criança em aleitamento materno
exclusivo recebe somente leite materno, direto da mama ou através de
extração do leite materno, ou leite humano de outra fonte (como leite
pasteurizado de Banco de Leite Humano), sem outros líquidos ou
sólidos, com excessão de gotas ou xaropes contendo vitaminas, sais de
reidratação oral, suplementos minerais ou medicamentos.
∙ Aleitamento materno sob livre demanda
∙ Não oferecer mamadeira, bicos artificiais
ou chupetas
∙ Após os 6 meses as crianças devem
receber alimentos complementares,
continuando com a amamentação por 2
anos ou maisdebe continuar con la
lactancia materna hasta los 2 años de edad
o más
PropósitoComumParaoBemComum
Um aspecto importante em relação as parcerias é a questão dos conflitos de
interesse (COI, da sigla em inglês). No contexto da alimentação de lactentes e
crianças de primeira infância, os conflitos de interesse não se aplicam apenas aos
profissionais de saúde. Podem surgir de qualquer pessoa (incluindo o profissional
que não é da área da saúde ou da educação para a saúde) ou de qualquer
instituição (por exemplo, hospitais, ONG, ou orgãos governamentais) responsável
em promover a alimentação ideal para lactentes e crianças de primeira infância,
quando aceitam presentes, financiamento ou qualquer outro tipo de apoio
financeiro de indústria de alimento infantil.
É importante evitar conflitos de interesse e escolher, com cuidado, as parcerias
que estão dispostas a defender o interesse público, do que aquelas com
interesses comerciais. Precisamos de nos manter vigilantes e nos proteger, para
evitar ou minimizar o risco de conflito de interesse.
Ao estabelecer parcerias, a NBCAL – a Lei 11.265/06 é um instrumento
de proteção essencial que deve ser considerado como uma
prioridade. A NBCAL – Lei 11.265/06 e informações sobre conflitos de
interesse estão disponíveis no site da Rede IBFAN Brasil www.
ibfan.org.br A Rede IBFAN Brasil a fim de reforçar as implicações
negativas dos conflitos de interesse com a amamentação, laçou o
slogan para a SMAM 2017: “Proteger a Amamentação: Construindo
Alianças Sem Conflitos de Interesse!”
Conheça mais sobre conflitos de interesse acessando (material em
inglês) http://ibfan.org/sponsorship-and-coi
#JuntosPelaAmamentação nos lembra que todos nós temos um papel a desempenhar na criação de um ambiente favorável para as mulheres amamentarem.
Podemos conseguir isso atraindo o apoio político, atenção da mídia e a participação de uma série de atores, especialmente os jovens.
AWABA convida as parcerias / as alianças para trabalharem juntos a fim de ampliar o grupo de ativismo em torno do binômio mãe e bebê. Nossa Campanha de Corrente
Calorosa de Apoio à Amamentação se esforça para vincular pessoas, coordenando esforços em todos os níveis para proporcionar cuidados continuados para mulheres e
bebês nos 1000 dias. Mensagens consistentes e sistemas de referências adequados ao longo da Campanha de Corrente Calorosa de Apoio à Amamentação irão garantir
que o binômio mãe e bebê beneficie de apoio contínuo e assistência qualificada.
Para que a amamentação funcione, é necessário esforço em equipe. Precisamos articular entre pessoas com poder de decisão, nas comunidades e nos níveis nacionais,
regionais e globais, a fim de exigir impacto e ação coletiva. Então, todas as mulheres-mães serão empoderadas com boa experiência quanto à amamentação.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CHUPETA em Lactente AMAMENTADO: porque somos contra!
CHUPETA em Lactente AMAMENTADO: porque somos contra!CHUPETA em Lactente AMAMENTADO: porque somos contra!
CHUPETA em Lactente AMAMENTADO: porque somos contra!
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
AISMI - Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil / Materni...
AISMI - Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil / Materni...AISMI - Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil / Materni...
AISMI - Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil / Materni...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Consultório Amigo da Amamentação - nova iniciativa tem apoio da Sociedade Bra...
Consultório Amigo da Amamentação - nova iniciativa tem apoio da Sociedade Bra...Consultório Amigo da Amamentação - nova iniciativa tem apoio da Sociedade Bra...
Consultório Amigo da Amamentação - nova iniciativa tem apoio da Sociedade Bra...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para açõesSMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
NBCAL - conhecer a Lei de Comercialização de Alimentos para Lactentes / IBFAN...
NBCAL - conhecer a Lei de Comercialização de Alimentos para Lactentes / IBFAN...NBCAL - conhecer a Lei de Comercialização de Alimentos para Lactentes / IBFAN...
NBCAL - conhecer a Lei de Comercialização de Alimentos para Lactentes / IBFAN...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
NBCAL - proteção ao Aleitamento com a restrição da promoção comercial
NBCAL - proteção ao Aleitamento com a restrição da promoção comercial NBCAL - proteção ao Aleitamento com a restrição da promoção comercial
NBCAL - proteção ao Aleitamento com a restrição da promoção comercial
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Curso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento maternoCurso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento materno
Juninho Spina
 
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Pais que AMAmentam - livro digital do Paidiatra Dr. Leonardo Perfeto
Pais que AMAmentam - livro digital do Paidiatra Dr. Leonardo PerfetoPais que AMAmentam - livro digital do Paidiatra Dr. Leonardo Perfeto
Pais que AMAmentam - livro digital do Paidiatra Dr. Leonardo Perfeto
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
XV ENAM - V ENAC - 3rd WBC - 1st WCFC - Anais / 2019
XV ENAM - V ENAC - 3rd WBC - 1st WCFC - Anais / 2019XV ENAM - V ENAC - 3rd WBC - 1st WCFC - Anais / 2019
XV ENAM - V ENAC - 3rd WBC - 1st WCFC - Anais / 2019
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
IHAC: promove Amamentação & diminui Mortalidade Infantil no Brasil
IHAC: promove Amamentação & diminui Mortalidade Infantil no Brasil IHAC: promove Amamentação & diminui Mortalidade Infantil no Brasil
IHAC: promove Amamentação & diminui Mortalidade Infantil no Brasil
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Aleitamento materno2 (2) (1)
Aleitamento materno2 (2) (1)Aleitamento materno2 (2) (1)
Aleitamento materno2 (2) (1)
regina oliveira de assis de brito
 
Iniciativa Consultório Amigo da Amamentação: você conhece?
Iniciativa Consultório Amigo da Amamentação: você conhece? Iniciativa Consultório Amigo da Amamentação: você conhece?
Iniciativa Consultório Amigo da Amamentação: você conhece?
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Norma Brasileira De ComercializaçãO De Alimentos Para Lactentes E CriançAs De...
Norma Brasileira De ComercializaçãO De Alimentos Para Lactentes E CriançAs De...Norma Brasileira De ComercializaçãO De Alimentos Para Lactentes E CriançAs De...
Norma Brasileira De ComercializaçãO De Alimentos Para Lactentes E CriançAs De...
Biblioteca Virtual
 
Semana do BEBÊ - todos juntos pela primeiríssima infância!
Semana do BEBÊ - todos juntos pela primeiríssima infância! Semana do BEBÊ - todos juntos pela primeiríssima infância!
Semana do BEBÊ - todos juntos pela primeiríssima infância!
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
ENAM-ENACS online: programa oficial / Encontro Nacional de Aleitamento
ENAM-ENACS online: programa oficial / Encontro Nacional de Aleitamento ENAM-ENACS online: programa oficial / Encontro Nacional de Aleitamento
ENAM-ENACS online: programa oficial / Encontro Nacional de Aleitamento
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Envolvendo o Homem-Trabalhador no Planejamento Reprodutivo
Envolvendo o Homem-Trabalhador no Planejamento Reprodutivo Envolvendo o Homem-Trabalhador no Planejamento Reprodutivo
Envolvendo o Homem-Trabalhador no Planejamento Reprodutivo
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação - meta global da OMS
Amamentação - meta global da OMS Amamentação - meta global da OMS
Amamentação - meta global da OMS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Mais procurados (20)

CHUPETA em Lactente AMAMENTADO: porque somos contra!
CHUPETA em Lactente AMAMENTADO: porque somos contra!CHUPETA em Lactente AMAMENTADO: porque somos contra!
CHUPETA em Lactente AMAMENTADO: porque somos contra!
 
AISMI - Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil / Materni...
AISMI - Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil / Materni...AISMI - Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil / Materni...
AISMI - Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil / Materni...
 
Consultório Amigo da Amamentação - nova iniciativa tem apoio da Sociedade Bra...
Consultório Amigo da Amamentação - nova iniciativa tem apoio da Sociedade Bra...Consultório Amigo da Amamentação - nova iniciativa tem apoio da Sociedade Bra...
Consultório Amigo da Amamentação - nova iniciativa tem apoio da Sociedade Bra...
 
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para açõesSMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
 
NBCAL - conhecer a Lei de Comercialização de Alimentos para Lactentes / IBFAN...
NBCAL - conhecer a Lei de Comercialização de Alimentos para Lactentes / IBFAN...NBCAL - conhecer a Lei de Comercialização de Alimentos para Lactentes / IBFAN...
NBCAL - conhecer a Lei de Comercialização de Alimentos para Lactentes / IBFAN...
 
NBCAL - proteção ao Aleitamento com a restrição da promoção comercial
NBCAL - proteção ao Aleitamento com a restrição da promoção comercial NBCAL - proteção ao Aleitamento com a restrição da promoção comercial
NBCAL - proteção ao Aleitamento com a restrição da promoção comercial
 
Curso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento maternoCurso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento materno
 
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
 
Pais que AMAmentam - livro digital do Paidiatra Dr. Leonardo Perfeto
Pais que AMAmentam - livro digital do Paidiatra Dr. Leonardo PerfetoPais que AMAmentam - livro digital do Paidiatra Dr. Leonardo Perfeto
Pais que AMAmentam - livro digital do Paidiatra Dr. Leonardo Perfeto
 
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
CRECHE promotora da Amamentação e da Alimentação saudável
 
XV ENAM - V ENAC - 3rd WBC - 1st WCFC - Anais / 2019
XV ENAM - V ENAC - 3rd WBC - 1st WCFC - Anais / 2019XV ENAM - V ENAC - 3rd WBC - 1st WCFC - Anais / 2019
XV ENAM - V ENAC - 3rd WBC - 1st WCFC - Anais / 2019
 
IHAC: promove Amamentação & diminui Mortalidade Infantil no Brasil
IHAC: promove Amamentação & diminui Mortalidade Infantil no Brasil IHAC: promove Amamentação & diminui Mortalidade Infantil no Brasil
IHAC: promove Amamentação & diminui Mortalidade Infantil no Brasil
 
Aleitamento materno2 (2) (1)
Aleitamento materno2 (2) (1)Aleitamento materno2 (2) (1)
Aleitamento materno2 (2) (1)
 
Iniciativa Consultório Amigo da Amamentação: você conhece?
Iniciativa Consultório Amigo da Amamentação: você conhece? Iniciativa Consultório Amigo da Amamentação: você conhece?
Iniciativa Consultório Amigo da Amamentação: você conhece?
 
Norma Brasileira De ComercializaçãO De Alimentos Para Lactentes E CriançAs De...
Norma Brasileira De ComercializaçãO De Alimentos Para Lactentes E CriançAs De...Norma Brasileira De ComercializaçãO De Alimentos Para Lactentes E CriançAs De...
Norma Brasileira De ComercializaçãO De Alimentos Para Lactentes E CriançAs De...
 
Semana do BEBÊ - todos juntos pela primeiríssima infância!
Semana do BEBÊ - todos juntos pela primeiríssima infância! Semana do BEBÊ - todos juntos pela primeiríssima infância!
Semana do BEBÊ - todos juntos pela primeiríssima infância!
 
ENAM-ENACS online: programa oficial / Encontro Nacional de Aleitamento
ENAM-ENACS online: programa oficial / Encontro Nacional de Aleitamento ENAM-ENACS online: programa oficial / Encontro Nacional de Aleitamento
ENAM-ENACS online: programa oficial / Encontro Nacional de Aleitamento
 
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
 
Envolvendo o Homem-Trabalhador no Planejamento Reprodutivo
Envolvendo o Homem-Trabalhador no Planejamento Reprodutivo Envolvendo o Homem-Trabalhador no Planejamento Reprodutivo
Envolvendo o Homem-Trabalhador no Planejamento Reprodutivo
 
Amamentação - meta global da OMS
Amamentação - meta global da OMS Amamentação - meta global da OMS
Amamentação - meta global da OMS
 

Semelhante a Semana Mundial da Amamentação 2017 WABA Brasil - folder de ação

WABA SMAM 2016: folder de ação AM & ODS
WABA SMAM 2016: folder de ação AM & ODSWABA SMAM 2016: folder de ação AM & ODS
WABA SMAM 2016: folder de ação AM & ODS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a AmamentaçãoAleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Iniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criançaIniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criança
Camila Ferreira
 
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
Especialização em Aleitamento Materno / Passo 1 SP
 
Semana Mundial de Aleitamento Materno: folder da WABA 2019
Semana Mundial de Aleitamento Materno: folder da WABA 2019 Semana Mundial de Aleitamento Materno: folder da WABA 2019
Semana Mundial de Aleitamento Materno: folder da WABA 2019
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidadeAmamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidade
Silvia Marina Anaruma
 
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudávelComo a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Silvia Marina Anaruma
 
#SMAM 2018 - poster da WABA para a Semana Mundial de Aleitamento Materno
#SMAM 2018 - poster da WABA para a Semana Mundial de Aleitamento Materno #SMAM 2018 - poster da WABA para a Semana Mundial de Aleitamento Materno
#SMAM 2018 - poster da WABA para a Semana Mundial de Aleitamento Materno
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
WABA SMAM 2018 - poster: Semana Mundial da Amamentação
WABA SMAM 2018 - poster: Semana Mundial da Amamentação WABA SMAM 2018 - poster: Semana Mundial da Amamentação
WABA SMAM 2018 - poster: Semana Mundial da Amamentação
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
#SMAM 2018 Folder para ação - WABA
#SMAM 2018 Folder para ação - WABA #SMAM 2018 Folder para ação - WABA
#SMAM 2018 Folder para ação - WABA
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Revista Segurança Alimentar e Combate à Fome
Revista Segurança Alimentar e Combate à FomeRevista Segurança Alimentar e Combate à Fome
Revista Segurança Alimentar e Combate à Fome
DialogoComunicacao
 
PromoçãO, ProtecçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Na Comunidade
PromoçãO, ProtecçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Na ComunidadePromoçãO, ProtecçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Na Comunidade
PromoçãO, ProtecçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Na Comunidade
Biblioteca Virtual
 
Poster da SMAM (Semana Mundial de Aleitamento) WABA 2015
Poster da SMAM (Semana Mundial de Aleitamento) WABA 2015 Poster da SMAM (Semana Mundial de Aleitamento) WABA 2015
Poster da SMAM (Semana Mundial de Aleitamento) WABA 2015
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
CRO - Conselho Regional de Odontologia: entrevista - Amamentação e Trabalho, ...
CRO - Conselho Regional de Odontologia: entrevista - Amamentação e Trabalho, ...CRO - Conselho Regional de Odontologia: entrevista - Amamentação e Trabalho, ...
CRO - Conselho Regional de Odontologia: entrevista - Amamentação e Trabalho, ...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De
Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs DeComo Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De
Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De
Silvia Marina Anaruma
 
Módulo 6 formação-secretarios clínicos
Módulo 6 formação-secretarios clínicosMódulo 6 formação-secretarios clínicos
Módulo 6 formação-secretarios clínicos
marisollouro
 
Objetivos para erradicar a fome
Objetivos para erradicar a fomeObjetivos para erradicar a fome
Objetivos para erradicar a fome
Gerson Valle
 
Nbcal
NbcalNbcal

Semelhante a Semana Mundial da Amamentação 2017 WABA Brasil - folder de ação (20)

WABA SMAM 2016: folder de ação AM & ODS
WABA SMAM 2016: folder de ação AM & ODSWABA SMAM 2016: folder de ação AM & ODS
WABA SMAM 2016: folder de ação AM & ODS
 
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
 
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a AmamentaçãoAleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
 
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
 
Iniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criançaIniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criança
 
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
 
Semana Mundial de Aleitamento Materno: folder da WABA 2019
Semana Mundial de Aleitamento Materno: folder da WABA 2019 Semana Mundial de Aleitamento Materno: folder da WABA 2019
Semana Mundial de Aleitamento Materno: folder da WABA 2019
 
Amamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidadeAmamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidade
 
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudávelComo a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
 
#SMAM 2018 - poster da WABA para a Semana Mundial de Aleitamento Materno
#SMAM 2018 - poster da WABA para a Semana Mundial de Aleitamento Materno #SMAM 2018 - poster da WABA para a Semana Mundial de Aleitamento Materno
#SMAM 2018 - poster da WABA para a Semana Mundial de Aleitamento Materno
 
WABA SMAM 2018 - poster: Semana Mundial da Amamentação
WABA SMAM 2018 - poster: Semana Mundial da Amamentação WABA SMAM 2018 - poster: Semana Mundial da Amamentação
WABA SMAM 2018 - poster: Semana Mundial da Amamentação
 
#SMAM 2018 Folder para ação - WABA
#SMAM 2018 Folder para ação - WABA #SMAM 2018 Folder para ação - WABA
#SMAM 2018 Folder para ação - WABA
 
Revista Segurança Alimentar e Combate à Fome
Revista Segurança Alimentar e Combate à FomeRevista Segurança Alimentar e Combate à Fome
Revista Segurança Alimentar e Combate à Fome
 
PromoçãO, ProtecçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Na Comunidade
PromoçãO, ProtecçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Na ComunidadePromoçãO, ProtecçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Na Comunidade
PromoçãO, ProtecçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Na Comunidade
 
Poster da SMAM (Semana Mundial de Aleitamento) WABA 2015
Poster da SMAM (Semana Mundial de Aleitamento) WABA 2015 Poster da SMAM (Semana Mundial de Aleitamento) WABA 2015
Poster da SMAM (Semana Mundial de Aleitamento) WABA 2015
 
CRO - Conselho Regional de Odontologia: entrevista - Amamentação e Trabalho, ...
CRO - Conselho Regional de Odontologia: entrevista - Amamentação e Trabalho, ...CRO - Conselho Regional de Odontologia: entrevista - Amamentação e Trabalho, ...
CRO - Conselho Regional de Odontologia: entrevista - Amamentação e Trabalho, ...
 
Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De
Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs DeComo Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De
Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De
 
Módulo 6 formação-secretarios clínicos
Módulo 6 formação-secretarios clínicosMódulo 6 formação-secretarios clínicos
Módulo 6 formação-secretarios clínicos
 
Objetivos para erradicar a fome
Objetivos para erradicar a fomeObjetivos para erradicar a fome
Objetivos para erradicar a fome
 
Nbcal
NbcalNbcal
Nbcal
 

Mais de Prof. Marcus Renato de Carvalho

Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientaisAmamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidadeNovas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãosAplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCCAmamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no BrasilAmamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO 2023
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO  2023Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO  2023
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO 2023
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Leite Humano atua na modulação microbiana
Leite Humano atua na modulação microbianaLeite Humano atua na modulação microbiana
Leite Humano atua na modulação microbiana
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Manejo Ampliado / Livro "Amamentação - bases científicas"
Manejo Ampliado  / Livro "Amamentação - bases científicas" Manejo Ampliado  / Livro "Amamentação - bases científicas"
Manejo Ampliado / Livro "Amamentação - bases científicas"
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para LactentesOMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Por políticas públicas de saúde e promoção da paternidade
Por políticas públicas de saúde e promoção da paternidadePor políticas públicas de saúde e promoção da paternidade
Por políticas públicas de saúde e promoção da paternidade
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
FIGO recomenda a Amamentação na 1a. hora de vida
FIGO recomenda a Amamentação na 1a. hora de vidaFIGO recomenda a Amamentação na 1a. hora de vida
FIGO recomenda a Amamentação na 1a. hora de vida
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBPConsulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Mais de Prof. Marcus Renato de Carvalho (20)

Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientaisAmamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
Amamentação e Alimentação de lactentes em desastres ambientais
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidadeNovas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
Novas diretrizes da OMS para os cuidados perinatais de mais qualidade
 
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
Como evitar Conflito de Interesses em iniciativas de alimentação?
 
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
Relatório da OMS / Unicef / IBFAN sobre a situação do Código Internacional de...
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
 
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãosAplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
 
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCCAmamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
 
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
PRINCÍPIOS de YOGYAKARTA: Direitos humanos para a população LGBTQIA+
 
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no BrasilAmamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
Amamentação X Indústria de fórmulas infantis no Brasil
 
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO 2023
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO  2023Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO  2023
Relatório: SITUAÇÃO GLOBAL DE AMAMENTAÇÃO 2023
 
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
Seu local de trabalho apoia a Amamentação?
 
Leite Humano atua na modulação microbiana
Leite Humano atua na modulação microbianaLeite Humano atua na modulação microbiana
Leite Humano atua na modulação microbiana
 
Manejo Ampliado / Livro "Amamentação - bases científicas"
Manejo Ampliado  / Livro "Amamentação - bases científicas" Manejo Ampliado  / Livro "Amamentação - bases científicas"
Manejo Ampliado / Livro "Amamentação - bases científicas"
 
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
OMS: Diretrizes para um controle da promoção comercial dos ditos substitutos ...
 
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para LactentesOMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
OMS: Diretrizes para a Alimentação Complementar Saudável para Lactentes
 
Por políticas públicas de saúde e promoção da paternidade
Por políticas públicas de saúde e promoção da paternidadePor políticas públicas de saúde e promoção da paternidade
Por políticas públicas de saúde e promoção da paternidade
 
FIGO recomenda a Amamentação na 1a. hora de vida
FIGO recomenda a Amamentação na 1a. hora de vidaFIGO recomenda a Amamentação na 1a. hora de vida
FIGO recomenda a Amamentação na 1a. hora de vida
 
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBPConsulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
 

Semana Mundial da Amamentação 2017 WABA Brasil - folder de ação

  • 1. Os seres humanos são animais sociais que conseguem ir além quando trabalham junt@s. A cooperação garantiu a sobrevivência de nossa espécie, mas a colaboração é necessária para que possamos prosperar. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas nos oferece a oportunidade para uma geração somar ações individuais e ampliar as propostas para o desenvolvimento sustentável. Devemos agir como pudermos no nível em que atuamos. As evidências sobre os benefícios do aleitamento materno já são conhecidas por todos nós. Sabemos que o aleitamento materno contribui para a sobrevivência infantil e para o desenvolvimento da criança, trás benefícios em longo prazo para a saúde das mulheres, proporciona benefícios econômicos e melhora o bem-estar de todos. O desafio para os defensores da amamentação é transpor políticas que são acordadas a nível global para ações positivas em nossas comunidades. A Semana Mundial da Amamentação 2017 #AGOSTO DOURADO[ No Brasil, foi sancionada a Lei Nº13.435, de 12/04/2017 que institui o mês de agosto como o mês do aleitamento materno, o #AGOSTO DOURADO] tem como foco Promover a Amamentação – Junt@s, ou seja, “Amamentar – Ninguém pode fazer por você.Todos podem fazer junto com você”. Apenas trabalhando #JuntosPelaAmamentação, podemos fortalecer a amamentação em nossas comunidades e alcançar o desenvolvimento sustentável até 2030! A partir da SMAM 2017, aWABA irá criar uma plataforma online para permitir que aqueles que promovem a SMAM, possam trabalhar com outras pessoas para alcançar metas a longo prazo. A plataforma online pode ajudar com o seguinte: 1. Identificar lacunas e ações A seção de recursos terá informações relevantes que podem ajudar a identificar lacunas e ideias sobre como abordá-las. 2. Encontrar parcerias em potencial A plataforma online irá ajudar encontrar parcerias / alianças que desejam colaborar em ações e objetivos comuns. 3. Compartilhar e aprender A plataforma online poderá ajudar gerenciar a sua colaboração de forma mais eficaz. Compartilhe as suas experiências de trabalho em conjunto e aprenda com os outros! 4. Avaliar e planejar A plataforma online poderá ajudar a rever suas experiências e conquistas, como também preparar para futuras ações. INTRODUÇÃO WABA|SEMANAMUNDIALDAAMAMENTAÇÃOBRASIL FORTALECENDO A COLABORAÇÃO Objetivos daWABA|Semana Mundial da Amamentação Brasil 2017 1 - 7 AGOSTO 2017 http://worldbreastfeedingweek.org AMAMENTAR. NINGUÉM PODE FAZER POR VOCÊ.TODOS PODEM FAZER JUNTO COM VOCÊ Compreenda a importância de trabalhar em conjunto nas quatro ÁreasTemáticas dos ODS INFORMAR Reconheça o seu papel e a diferença que você faz na sua área de trabalho ANCORAR FIRME Inclua outras pessoas para estabelecer diferentes áreas de interesse comum ESTIMULAR Trabalhe em conjunto para alcançar os ODS até 2030 ENVOLVER
  • 2. ERRADICAÇÃO DAPOBREZA FOME ZERO SAÚDEE BEM-ESTAR A amamentação é uma parte vital do desenvolvimento sustentável e um componente não negociável de ação global para acabar com a desnutrição. O aumento das taxas de aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses e a continuação até aos 2 anos ou mais, só poderá ser alcançado por meio da cooperação e colaboração de vários setores e gerações. Felizmente, a importância de trabalhar em parceria é cada vez mais reconhecida como um elemento essencial e incorporado em muitas iniciativas globais. Por exemplo, a campanha “Women Deliver’s Deliver for Good” bem como a campanha “EveryWoman Every Child’s”, para a “Estratégia Global Para a Saúde das Mulheres, Crianças e Adolescentes” (em inglês, Global Strategy forWomen’s, Children’s and Adolescents’ Health), reconhecem que a colaboração através de vários setores é fundamental para alcançar os ODS. As campanhas classificam o acesso a uma boa nutrição, como uma recomendação central. O aleitamento materno é incluído como uma meta para garantir a sobrevivência, a saúde e a nutrição infantil, como também a saúde da mulher. Devemos defender que os governos – em parceria com os movimentos da sociedade civil e outros que trabalham para o bem comum – criem ambientes favoráveis para a prosperidade das mulheres e crianças. Também devemos dar atenção aos jovens e aos grupos de pessoas em situação de vulnerabilidade, como as adolescentes, as mulheres-mães sem parceiro e imigrantes. 1. Defender a amamentação como parte vital para os Objetivos de Desenvolvimento Suste- ntável, vinculando a amamentação com a maior quantidade de ODS possíveis 2. Adotar uma abordagem multissetorial para defender a amamentação e implementar programas envolvendo defensores da amamentação, na área da nutrição, da saúde, do trabalho e das finanças 3. Usar o Retorno sobre Investimento (ROI) como uma ferramenta para defender o aleitamento materno, visando às pessoas com poder de decisão 4.Trabalhar em conjunto, para adotar e implementar políticas de nutrição eficazes, incluindo nutrição e aleitamento materno como parte dos direitos humanos básicos 5. Assegurar que o aleitamento materno esteja incluído nos programas de nutrição tanto nas comunidades urbanas como nas comunidades rurais PONTOS DE AÇÃO NUTRIÇÃO, SEGURANÇA ALIMENTAR E REDUÇÃO DA POBREZA US NanciTerezinha©SMAM2016 Piraquara, PR TRABALHANDO JUNT@S COMVÁRIOS SETORES E GERAÇÕES ÁREA TEMÁTICA 1 CONSUMO E PRODUÇÃO RESPONSÁVEIS
  • 3. EDUCAÇÃO DEQUALIDADE REDUÇÃODAS DESIGUALDADES CIDADESE COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS A amamentação é fundamental para a sobrevivência, saúde e bem estar infantil e das mulheres-mães. Simplificando, a amamentação proporciona aos bebês o melhor começo para a vida. A “Série sobre aleitamento materno” da revista Lancet de 2016 fornece uma análise atualizada das pesquisas disponíveis sobre aleitamento materno. Melhores práticas do aleitamento materno têm o potencial de salvar a vida de 823 mil crianças e 20 000 mulheres por ano, e contribui significativamente para a saúde em longo prazo. Porém, são necessárias medidas urgentes para coordenar a ação em todo o mundo para promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. A OMS, o UNICEF, 20 outras agências internacionais de renome e várias ONG formaram uma “Iniciativa Global de Defesa da Amamentação” (BAI, na sigla em inglês), para unificar as vozes dos defensores do aleitamento materno. O objetivo dessa iniciativa é aumentar a conscientização sobre a importância da amamentação como base para a sobrevivência, saúde e bem estar materno infantil, que dissemina o movimento global da Nações Unidas “Toda Mulher Toda Criança”(EWEC, na sigla em inglês) com a “Estratégia Global para a Saúde das Mulheres, das Crianças e dos Adolescentes”. Sabemos que, quando as parcerias têm voz unificada, consegui-se apoio político. Defender a amamentação é a nossa ferramenta mais eficaz para garantir o apoio político, financeiro e social que precisamos. As mensagens convincentes de defesa à amamentação devem basear-se nas últimas evidências sobres os seus benefícios. Existe um acordo entre todos os governos para priorizar a meta global da Assembleia Mundial de Saúde (AMS), para aumentar a taxa de aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses de vida até pelo menos 50% até o ano 2025.Vamos defender junt@s para transformar as evidências em ação para amamentar. 1. Unir forças com outras iniciativas globais, regionais ou nacionais para um maior impacto 2. Solicitar às pessoas com poder de decisão mais apoio político, financeiro e social 3. Harmonizar suas estratégias e planos de trabalho com as das alianças e parcerias 4. Usar em seu trabalho de proteção a amamentação, as últimas evidências sobre os benefícios do aleitamento materno a curto e longo prazo 5. Recomendar ao seu governo para trabalhar em direção à meta global da Assembleia Mundial de Saúde PONTOS DE AÇÃO SOBREVIVÊNCIA, SAÚDE E BEM-ESTAR CRIANDO UMAVOZ UNIFICADA Delly Mishu ©WABA 2013 ÁREA TEMÁTICA 2 ERRADICAÇÃO DAPOBREZA SAÚDEE BEM-ESTAR
  • 4. ÁGUAPOTÁVELE SANEAMENTO ENERGIALIMPA EACESSÍVEL AÇÃOCONTRA AMUDANÇA GLOBALDOCLIMA VIDANA ÁGUA VIDA TERRESTRE A saúde do nosso planeta é afetada pela forma como os bebês são alimentados. O leite materno é um alimento natural, renovável que é seguro para o meio ambiente – produzido e entregue sem causar poluição, sem uso de embalagem e sem desperdício. A indústria de leite infantil, por outro lado, causa impacto negativo ao meio ambiente, que geralmente não é reconhecido. Ao proteger a amamentação, faz-se o vínculo da vida humana com o bem estar do nosso planeta de forma ponderosa. Está na hora de conversar sobre a amamentação além da nutrição e da saúde. A saúde das nossas futuras gerações é afetada pela saúde do nosso planeta. A exposição às condições de trabalho insalubre, incluindo os agrotóxicos, afeta negativamente a mulher de amamentar com segurança. A Segurança e Medicina do Trabalho devem alertar sobre os perigos de trabalhar e amamentar em ambientes insalubres. Para começar, devemos fazer como causa comum, com grupos que trabalham em questões ambientais, e estabelecer o vínculo entre amamentação e mudança climática. Devemos defender a mensagem que a amamentação contribui para reduzir a pegada de carbono. As gerações mais novas devem ser informadas do impacto negativo dos substitutos do leite materno ao meio ambiente. As mensagens de defesa a amamentação precisam incluir questões ambientais, como o uso excessivo de agrotóxicos e fertilizantes. As parcerias com organizações de base, que funcionam entre grupos de pessoas pobres e marginalizadas, devem ser priorizadas. Além disso, a Norma Brasileira Para Comercialização de Alimento para Lactentes (NBCAL) - Lei 11.265/06 (regulamentada pelo Decreto 8552/2015) regulamenta a comercialização de alimentos para lactentes e crianças de primeira infância e também a de produtos de puericultura correlatos. Essa lei ajuda a proteger o meio ambiente e o direito de amamentar. Devemos trabalhar para garantir a implementação e o monitoramento da NBCAL – Lei 11.265/06 de forma eficaz. 1. Fazer a ligação entre amamentação e meio ambiente como parte do trabalho de defesa à amamentação 2. Normatizar a amamentação como um método sustentável para a alimentação infantil 3. Aumentar a conscientização sobre como a amamentação reduz a pegada de carbono 4. Conversar com os jovens sobre o impacto negativo da fórmula infantil no meio ambiente 5. Certificar que a NBCAL – Lei 11.265/06 é totalmente implementada e monitorada regularmente PONTOS DE AÇÃO MEIO AMBIENTE E MUDANÇA CLIMÁTICA CONVERSAS ALÉM DO ALEITAMENTO MATERNO Solange Pavan ©Nilzilene R.Monteiro SMAM2016 Bento Gonçalves,RS ÁREA TEMÁTICA 3 CONSUMO E PRODUÇÃO RESPONSÁVEIS CIDADESE COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS
  • 5. IGUALDADE DEGÊNERO TRABALHODECENTE ECRESCIMENTO ECONÔMICO INDÚSTRIA, INOVAÇÃOE INFRAESTRUTURA Quando a amamentação precisa de ser combinada com trabalho remunerado, especialmente em circunstâncias precárias, os desafios podem ser enormes. Portanto, políticas e legislação que protegem o direito da mulher amamentar e trabalhar são essenciais. A Convenção 183 da Organização Internacional doTrabalho (OIT) sobre Proteção à Maternidade exige ações e leis de cada país para melhorar a proteção à maternidade. Primeiro temos que ver uma mudança de atitudes. A amamentação e o trabalho devem ser entendidos como uma questão de direitos e igualdade de gênero Um exemplo é a Campanha de Empoderamento dos Pais (EPC, na sigla em inglês) daWABA, que busca defender o envolvimento ativo de homens e mulheres, promovendo equidade de gênero no trabalho remunerado ou nos trabalhos domésticos do cotidiano. Também devemos usar dados e evidências. Em 2004, a Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (Rede IBFAN) lançou a Iniciativa Mundial SobreTendências do Aleitamento Materno (WBTi, da sigla em inglês) para avaliar e monitorar a implementação das principais políticas e programas a nível nacional. Infelizmente, milhões de mulheres permanecem desprotegidas. A amamentação faz parte do ciclo reprodutivo, e as mulheres devem ser capazes de combinar a amamentação com o trabalho remunerado, sem discriminação ou desvantagem. Os locais de trabalho precisam ser mais amigos da amamentação. Devemos trabalhar junt@s, para garantir que as mulheres tenham nos setores formais ou informais de trabalho, a proteção social parental que precisam. 1. Defender a licença parental, onde não só a mulher como o homem teria o direito de ficar em casa após o nascimento, seja nos setores formais ou informais de trabalho 2. Fazer parceria com sindicatos e empregadores para garantir acordos de negociação coletiva, para apoiar mães e pais trabalhadores 3.Trabalhar com os empregadores para desenvolver iniciativas, creches, Sala de Apoio à Amamentação (SAA) e /ou Canto da Amamentação, para tornar o local de trabalho da mulher ou nas proximidades do local de trabalho da mulher mais favorável à família 4. Envolver com as universidades para realizar pesquisas multidisciplinares, a fim de identificar lacunas e melhores modelos de práticas 5. Garantir a implementação da Portaria do MEC 604 de 10 de maio de 2017, que dispõe sobre o direito de lactantes e lactentes à amamentação nas áreas de livre acesso público ou de uso coletivo nas instituições do sistema federal de ensino 6. Envolver no processo do WBTi no Brasil 7. Desenvolver campanhas de conscientização e mudança de atitude, por exemplo, normatizando a amamentação em espaços públicos PONTOS DE AÇÃO PRODUTIVIDADE DAS MULHERES E EMPREGO MUDANÇA DE ATITUDES Cristiane Francisquini©SMAM2016 Hospital Sofia Feldman/Creche José de Souza Sobrinho, Belo Horizonte, MG ÁREA TEMÁTICA 4 ERRADICAÇÃO DAPOBREZA EDUCAÇÃO DEQUALIDADE REDUÇÃODAS DESIGUALDADES
  • 6. 1.Treinar as equipes de enfermagem, médicos, nutricionistas, defensores de saúde pública e agentes de saúde da comunidade quanto ao manejo da amamentação e a alimentação de lactentes e crianças de primeira infância 2. Concentrar o apoio a amamentação nos grupos de pessoas em situação de vulnerabilidade, por exemplo, as mulheres-mães adolescentes e aquelas sem parceiros 3. Adotar um enfoque de gênero para a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, trabalhando com organizações que defendem as questões relacionadas às mulheres e que envolvam a paternidade 4. Envolver todos os segmentos da sociedade na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, por exemplo, a Semana Mundial da Amamentação (SMAM), o #AGOSTO DOURADO em sua comunidade! Semana Mundial de la Lactancia Materna en su comunidad! PONTOS DE AÇÃO UMA CORRENTE CALOROSA DE APOIO À AMAMENTAÇÃO AWABA agradece as seguintes pessoas pelas contribuições, comentários, incentivos e apoio na produção do Folder de Ação: A. Karuna, David Clark, Decalie Brown, Eilen Rouw, Etienne Franca, France Begin, Frenny Jowi, Gary Barker, Irum Taqi, Janet Lewis, JP Dadhich, JulieTaylor, Kathy Parry, Katja Iversen, Maaike Arts, Michele Griswold, NanaTaona Kuo, Noraida Endut, Paige Hall Smith, Prashant Gangal, Regina Da Silva, Roger Mathiesen, Ruti Levtov, Susan Rothenberg eTaru Jindal. Membros do Comitê da Direção daWABA: Anne Batterjee, Felicity Savage, Mimi Maza, Rukhsana Haider e Maryse Arendt.Texto elaborado pela equipe de produção daWABA com a colaboração das blogueiras do Girls' Globe. Artes gráficas de Ammar Khalifa e impressão pela JUTAPRINT.Tradução e adaptação para Português/Brasil: Regina Da Silva. Este projeto é financiado pela Agência Sueca de Cooperação para o Desenvolvimento Internacional (Sida, na sigla em inglês). A Aliança Mundial Para a Ação em Aleitamento Materno (WABA) é uma rede mundial de pessoas e organizações dedicadas à proteção , promoção e apoio ao aleitamento materno em todo o mundo com fundamentos na Declaração de Innocenti, Os Dez Passos Para Nutrir o Futuro e na Estratégia Global Para a Alimentação de Lactentes e Crianças de Primeira Infância. Os Principais parceiros da WABA são a Academia de Medicina de Amamentação (ABM), Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (IBFAN), Associação Internacional de Consultores em Lactação (ILCA), La leche League Internacional (LLLI) e a Wellstart Internacional (WI). AWABA tem estatuto de consultor junto ao UNICEF e é uma ONG com Estatuto Especial de Consultor junto ao Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC). WABA, PO Box 1200 10850 Penang, MalásiaTel: +60 4 658 4816 Fax: +60 4 657 2655 Email: wbw@waba.org.my | Website: www.waba.org.my | Arquivos SMAM: www.worldbreastfeedingweek.net Patrocínio: A WABA não aceita patrocínio nem financiamento de nenhuma indústria fabricante de substitutos de leite materno e equipamentos relacionados a alimentos infantis complementares. A WABA recomenda aos participantes da Semana Mundial da Amamentação a respeitarem e seguirem esta mesma conduta ética. www.worldbreastfeedingweek.org Arquivos da SMAM : www.worldbreastfeedingweek.net WABA SEMANA MUNDIAL DA AMAMENTAÇÃO BRASIL(SMAM) l 1-7 Agosto 2017 Práticas ideais de alimentação infantil aleitamento materno é vital para o crescimento e desenvolvimento infantil, como também tem implicações importantes para a saúde da mulher. Ministério da Saúde segue as recomendações da OMS e UNICEF: ∙ Iniciar a amamentação na primeira hora de vida ∙ O aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses de vida é a forma ideal de alimentação infantil. A criança em aleitamento materno exclusivo recebe somente leite materno, direto da mama ou através de extração do leite materno, ou leite humano de outra fonte (como leite pasteurizado de Banco de Leite Humano), sem outros líquidos ou sólidos, com excessão de gotas ou xaropes contendo vitaminas, sais de reidratação oral, suplementos minerais ou medicamentos. ∙ Aleitamento materno sob livre demanda ∙ Não oferecer mamadeira, bicos artificiais ou chupetas ∙ Após os 6 meses as crianças devem receber alimentos complementares, continuando com a amamentação por 2 anos ou maisdebe continuar con la lactancia materna hasta los 2 años de edad o más PropósitoComumParaoBemComum Um aspecto importante em relação as parcerias é a questão dos conflitos de interesse (COI, da sigla em inglês). No contexto da alimentação de lactentes e crianças de primeira infância, os conflitos de interesse não se aplicam apenas aos profissionais de saúde. Podem surgir de qualquer pessoa (incluindo o profissional que não é da área da saúde ou da educação para a saúde) ou de qualquer instituição (por exemplo, hospitais, ONG, ou orgãos governamentais) responsável em promover a alimentação ideal para lactentes e crianças de primeira infância, quando aceitam presentes, financiamento ou qualquer outro tipo de apoio financeiro de indústria de alimento infantil. É importante evitar conflitos de interesse e escolher, com cuidado, as parcerias que estão dispostas a defender o interesse público, do que aquelas com interesses comerciais. Precisamos de nos manter vigilantes e nos proteger, para evitar ou minimizar o risco de conflito de interesse. Ao estabelecer parcerias, a NBCAL – a Lei 11.265/06 é um instrumento de proteção essencial que deve ser considerado como uma prioridade. A NBCAL – Lei 11.265/06 e informações sobre conflitos de interesse estão disponíveis no site da Rede IBFAN Brasil www. ibfan.org.br A Rede IBFAN Brasil a fim de reforçar as implicações negativas dos conflitos de interesse com a amamentação, laçou o slogan para a SMAM 2017: “Proteger a Amamentação: Construindo Alianças Sem Conflitos de Interesse!” Conheça mais sobre conflitos de interesse acessando (material em inglês) http://ibfan.org/sponsorship-and-coi #JuntosPelaAmamentação nos lembra que todos nós temos um papel a desempenhar na criação de um ambiente favorável para as mulheres amamentarem. Podemos conseguir isso atraindo o apoio político, atenção da mídia e a participação de uma série de atores, especialmente os jovens. AWABA convida as parcerias / as alianças para trabalharem juntos a fim de ampliar o grupo de ativismo em torno do binômio mãe e bebê. Nossa Campanha de Corrente Calorosa de Apoio à Amamentação se esforça para vincular pessoas, coordenando esforços em todos os níveis para proporcionar cuidados continuados para mulheres e bebês nos 1000 dias. Mensagens consistentes e sistemas de referências adequados ao longo da Campanha de Corrente Calorosa de Apoio à Amamentação irão garantir que o binômio mãe e bebê beneficie de apoio contínuo e assistência qualificada. Para que a amamentação funcione, é necessário esforço em equipe. Precisamos articular entre pessoas com poder de decisão, nas comunidades e nos níveis nacionais, regionais e globais, a fim de exigir impacto e ação coletiva. Então, todas as mulheres-mães serão empoderadas com boa experiência quanto à amamentação.