SlideShare uma empresa Scribd logo
Política de Acesso Aberto ao Conhecimento: 
Análise da experiência da Fundação Oswaldo Cruz 
Paula Xavier dos Santos (Fiocruz) 
Ana Cristina da Matta Furniel (Fiocruz) 
Paulo Cezar Vieira Guanaes (Fiocruz) 
Rodrigo Ferrari (Fiocruz) 
Rosane Mendes da Silva (Fiocruz) 
Manoel Barral Netto (Fiocruz) 
Umberto Trigueiros Lima (Fiocruz) 
Nísia Trindade Lima (Fiocruz)
CONTEXTO INSTITUCIONAL 
2010 2011 2012 2013 2014 
→ Priorização 
da Política de 
Acesso Aberto 
no VI Congresso 
Interno 
→ Lançamento 
do RI Arca 
→ Adesão da 
Ensp ao 
Movimento 
Internacional de 
Acesso Aberto ao 
Conhecimento 
→ Formação do 
GT de Acesso 
Livre a partir da 
Câmara Técnica 
de Informação e 
Comunicação 
→ Portaria da 
Política Inst. da 
Ensp 
→ Lançamento 
do Repositório 
Temático da Ensp 
→ Manual de 
tratamento de 
dados do Arca 
→ Registro do 
Arca no Doar 
→ Registro da 
Política da Ensp 
no Roarmap e 
no Open Doar 
→ Publicação 
da Portaria, 
que institui a 
Política de 
Acesso 
Aberto da 
Fiocruz 
→ Plano 
Operativo do 
RI Arca
PROCESSO DE ELABORAÇÃO DA POLÍTICA 
1. Proposição e formulação 
2. Institucionalização 
3. Execução 
↓ Criação de GT para elaborar a Política 
↓ Debate na Câmara Técnica 
↓ Consulta pública 
↓ CD aprova os princípios da Política 
↓ Instituída a Comissão de aprovação da 
Política no CD-Fiocruz 
↓ Aprovação da Política pelo CD-Fiocruz 
↓ Publicação da Política 
↓ Plano Operativo do Repositório 
Institucional Arca
OBJETIVOS DA POLÍTICA 
→ Favorecer o acesso público e gratuito ao conhecimento 
produzido pela instituição. 
→ Preservar a memória institucional. 
→ Dar visibilidade e disseminar a produção intelectual. 
→ Apoiar o planejamento e a gestão da pesquisa. 
→ Estabelecer diretrizes para o registro e a publicização da 
produção intelectual.
CARÁTER MANDATÓRIO 
DA POLÍTICA 
→ A Política se aplica a toda 
obra intelectual de autoria ou 
coautoria de profissionais 
vinculados à Fiocruz. 
→ Considera-se obra intelectual Teses 
toda a produção científica, 
técnica, tecnológica, cultural e 
didático-educacional. 
Artigos científicos 
Dissertações 
ESCOPO DA POLÍTICA
Comitê de Regulação Supervisão e acompanhamento da 
Comitê Gestor 
Núcleos de Acesso Aberto ao 
Conhecimento (NAACs) 
execução e aplicação da Política. 
Coordenação, gestão, operação, 
participação e adesão ao Repositório 
em articulação com os NAACs. 
Atua nas unidades, sendo responsável pela 
coordenação, gestão, operação, 
participação, promoção e acompanhamento 
da adesão ao Repositório Institucional Arca. 
→ 
→ 
→ 
GOVERNANÇA
DIREITOS E DEVERES DO AUTOR 
Os artigos científicos 
publicados em 
periódicos com restrição de 
acesso deverão ser 
depositados no RI ARCA e 
ficarão embargados pelo 
período definido em 
contrato pelo periódico. 
→ 
Cessão de direitos de 
utilização não comercial 
à Fiocruz
DIREITOS E DEVERES DO AUTOR 
→ 
Inclui reproduzir, exibir, 
executar, declamar, expor, 
arquivar, inserir em bancos 
de dados, difundir, 
distribuir, divulgar, 
disponibilizar, emprestar, 
traduzir, incluir em novas 
obras ou coletâneas. 
Permissão de uso
DIREITOS E DEVERES DO AUTOR 
Deverão obrigatoriamente 
ser depositados, em acesso 
aberto, no ARCA, após a 
sua publicação pelo INPI. 
→ 
Pedidos de patente de 
invenção e modelo de 
utilidade, registro de 
desenho industrial e 
registro de marca
INSTRUMENTO DA POLÍTICA 
O Repositório Institucional Arca é o principal instrumento para 
que a Política de Acesso Aberto seja efetivamente realizada.
DIRETRIZES DE OPERAÇÃO DO RI ARCA 
O RI Arca pode conter texto, 
1 imagem, vídeo e áudio 
Gestão compartilhada do 
RI Arca com todas as 
unidades da Fiocruz 2 
4 
Interoperabilidade com 
sistemas nacionais e 
internacionais 3 
Adoção preferencial do 
autoarquivamento 
(metadados obrigatórios e 
depósito do objeto digital)
ESTÍMULO E FINANCIAMENTO 
Formulação de Políticas e Gestão da Pesquisa e 
Desenvolvimento Tecnológico a partir de informações 
estratégicas. 
Participação de autores da Fiocruz em concorrências para 
editais que favorecem o acesso aberto. 
Maior pontuação nos editais internos de fomento à pesquisa e 
na avaliação de desempenho institucional individual. 
Financiamento institucional visando a publicação de obras 
intelectuais da Fiocruz em periódicos científicos de acesso 
aberto, que cobrem pelo processamento de artigos, tanto em 
âmbito nacional quanto internacional (BiomedCentral e Plos). 
→ 
→ 
→ 
→
FATORES CRÍTICOS PARA CONSOLIDAR A POLÍTICA 
Mudança Cultural: sensibilização e conscientização dos 
pesquisadores sobre direitos autorais. 
Macro e Micro Políticas 
Políticas de Estado, das agências de fomento e políticas 
institucionais 
Criação de infraestrutura: Plataformas tecnológicas livres, 
Adequação dos instrumentos jurídicos 
→ 
→ 
→ 
→ Mecanismos de Gestão e Governança 
Política como instrumento dinâmico de atualização.
Reconheceu o respeito aos 
direitos autorais, sejam eles 
morais ou patrimoniais, em 
relação ao conhecimento 
produzido 
Entendeu ser obrigação das 
instituições públicas garantir 
que a sociedade tenha acesso 
ao conhecimento por elas 
produzido. 
Reforçou, portanto, os 
princípios de uma sociedade 
justa, equânime e solidária, 
visando à promoção da saúde 
e à qualidade de vida das 
populações. 
APRENDIZADO INSTITUCIONAL
CONCLUSÃO 
A Fiocruz acredita que democratizar e 
universalizar o acesso ao conhecimento 
nas ciências e humanidades é condição 
fundamental para o desenvolvimento 
igualitário e sustentável das nações. 
Trata-se não apenas de fortalecer os 
mecanismos de preservação e de dar 
visibilidade à produção científica 
institucional, aumentando seu impacto, 
mas de contribuir para o 
desenvolvimento da ciência por meio 
de uma nova forma de comunicação.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Política de Acesso Aberto ao Conhecimento: Análise da experiência da Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz

Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Acesso abertoluso
Acesso abertolusoAcesso abertoluso
Ufsc ocs ojs
Ufsc ocs ojsUfsc ocs ojs
Ufsc ocs ojs
Elisabeth Dudziak
 
Debate fiocruz minas gerais
Debate fiocruz minas geraisDebate fiocruz minas gerais
Debate fiocruz minas gerais
MairaBaracho
 
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
Pedro Príncipe
 
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZOficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
ComunidadRedDes
 
Rede Sudeste de Repositórios: relato de experiência
Rede Sudeste de Repositórios: relato de experiênciaRede Sudeste de Repositórios: relato de experiência
Rede Sudeste de Repositórios: relato de experiência
http://bvsalud.org/
 
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES: O CASO BDTD
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES:  O CASO BDTDACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES:  O CASO BDTD
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES: O CASO BDTD
UFSC
 
Apresentação Inovação e Universidade
Apresentação Inovação e UniversidadeApresentação Inovação e Universidade
Apresentação Inovação e Universidade
Marta Sousa
 
Arquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicosArquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicos
UFSC
 
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Pedro Príncipe
 
CIP News 2
CIP News 2CIP News 2
CIP News 2
LabCEO UFF
 
A Ética na Produção e na Editoração Acadêmicas: um olhar sobre autoria, direi...
A Ética na Produção e na Editoração Acadêmicas: um olhar sobre autoria, direi...A Ética na Produção e na Editoração Acadêmicas: um olhar sobre autoria, direi...
A Ética na Produção e na Editoração Acadêmicas: um olhar sobre autoria, direi...
Carlos Alberto P de Oliveira, Professor Caó
 
Ufsc inovação colaborativa
Ufsc   inovação colaborativaUfsc   inovação colaborativa
Ufsc inovação colaborativa
Jose Claudio Terra
 
Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos
Portal de Periódicos UFSC
 
Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de PeriódicosGestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos
Lúcia da Silveira
 
O papel das publicações científicas e da gestão da informação no cenário acad...
O papel das publicações científicas e da gestão da informação no cenário acad...O papel das publicações científicas e da gestão da informação no cenário acad...
O papel das publicações científicas e da gestão da informação no cenário acad...
UFSC
 
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionaisPromoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Pedro Príncipe
 
Open Science @ UMinho - projetos da equipa de Ciência Aberta dos Serviços de ...
Open Science @ UMinho - projetos da equipa de Ciência Aberta dos Serviços de ...Open Science @ UMinho - projetos da equipa de Ciência Aberta dos Serviços de ...
Open Science @ UMinho - projetos da equipa de Ciência Aberta dos Serviços de ...
Pedro Príncipe
 
Infraestrutura Open Access para a investigação na Europa: o que pode o OpenAI...
Infraestrutura Open Access para a investigação na Europa: o que pode o OpenAI...Infraestrutura Open Access para a investigação na Europa: o que pode o OpenAI...
Infraestrutura Open Access para a investigação na Europa: o que pode o OpenAI...
Pedro Príncipe
 

Semelhante a Política de Acesso Aberto ao Conhecimento: Análise da experiência da Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz (20)

Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
Construindo um plano operativo para o ARCA – Repositório Institucional da Fio...
 
Acesso abertoluso
Acesso abertolusoAcesso abertoluso
Acesso abertoluso
 
Ufsc ocs ojs
Ufsc ocs ojsUfsc ocs ojs
Ufsc ocs ojs
 
Debate fiocruz minas gerais
Debate fiocruz minas geraisDebate fiocruz minas gerais
Debate fiocruz minas gerais
 
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
Infraestruturas de Acesso Aberto à informação científica e académica (Bibliot...
 
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZOficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
 
Rede Sudeste de Repositórios: relato de experiência
Rede Sudeste de Repositórios: relato de experiênciaRede Sudeste de Repositórios: relato de experiência
Rede Sudeste de Repositórios: relato de experiência
 
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES: O CASO BDTD
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES:  O CASO BDTDACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES:  O CASO BDTD
ACESSO E USO DE TECNOLOGIAS EM TESES DE DISSERTAÇÕES: O CASO BDTD
 
Apresentação Inovação e Universidade
Apresentação Inovação e UniversidadeApresentação Inovação e Universidade
Apresentação Inovação e Universidade
 
Arquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicosArquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicos
 
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
 
CIP News 2
CIP News 2CIP News 2
CIP News 2
 
A Ética na Produção e na Editoração Acadêmicas: um olhar sobre autoria, direi...
A Ética na Produção e na Editoração Acadêmicas: um olhar sobre autoria, direi...A Ética na Produção e na Editoração Acadêmicas: um olhar sobre autoria, direi...
A Ética na Produção e na Editoração Acadêmicas: um olhar sobre autoria, direi...
 
Ufsc inovação colaborativa
Ufsc   inovação colaborativaUfsc   inovação colaborativa
Ufsc inovação colaborativa
 
Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos
 
Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de PeriódicosGestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos
 
O papel das publicações científicas e da gestão da informação no cenário acad...
O papel das publicações científicas e da gestão da informação no cenário acad...O papel das publicações científicas e da gestão da informação no cenário acad...
O papel das publicações científicas e da gestão da informação no cenário acad...
 
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionaisPromoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
 
Open Science @ UMinho - projetos da equipa de Ciência Aberta dos Serviços de ...
Open Science @ UMinho - projetos da equipa de Ciência Aberta dos Serviços de ...Open Science @ UMinho - projetos da equipa de Ciência Aberta dos Serviços de ...
Open Science @ UMinho - projetos da equipa de Ciência Aberta dos Serviços de ...
 
Infraestrutura Open Access para a investigação na Europa: o que pode o OpenAI...
Infraestrutura Open Access para a investigação na Europa: o que pode o OpenAI...Infraestrutura Open Access para a investigação na Europa: o que pode o OpenAI...
Infraestrutura Open Access para a investigação na Europa: o que pode o OpenAI...
 

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta

Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição EletrónicaPré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA10 anos RCAAP - ConfOA
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência AbertaPrograma de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso AbertoAnálise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do pacienteAcesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOIServiço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidadePreservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em PortugalDo acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta (20)

Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
 
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição EletrónicaPré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
 
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
 
10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA
 
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência AbertaPrograma de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
 
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso AbertoAnálise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
 
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do pacienteAcesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
 
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
 
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
 
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
 
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
 
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
 
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOIServiço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
 
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
 
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
 
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidadePreservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
 
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
 
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em PortugalDo acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
 
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
 
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
 

Último

TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 

Último (7)

TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 

Política de Acesso Aberto ao Conhecimento: Análise da experiência da Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz

  • 1. Política de Acesso Aberto ao Conhecimento: Análise da experiência da Fundação Oswaldo Cruz Paula Xavier dos Santos (Fiocruz) Ana Cristina da Matta Furniel (Fiocruz) Paulo Cezar Vieira Guanaes (Fiocruz) Rodrigo Ferrari (Fiocruz) Rosane Mendes da Silva (Fiocruz) Manoel Barral Netto (Fiocruz) Umberto Trigueiros Lima (Fiocruz) Nísia Trindade Lima (Fiocruz)
  • 2. CONTEXTO INSTITUCIONAL 2010 2011 2012 2013 2014 → Priorização da Política de Acesso Aberto no VI Congresso Interno → Lançamento do RI Arca → Adesão da Ensp ao Movimento Internacional de Acesso Aberto ao Conhecimento → Formação do GT de Acesso Livre a partir da Câmara Técnica de Informação e Comunicação → Portaria da Política Inst. da Ensp → Lançamento do Repositório Temático da Ensp → Manual de tratamento de dados do Arca → Registro do Arca no Doar → Registro da Política da Ensp no Roarmap e no Open Doar → Publicação da Portaria, que institui a Política de Acesso Aberto da Fiocruz → Plano Operativo do RI Arca
  • 3. PROCESSO DE ELABORAÇÃO DA POLÍTICA 1. Proposição e formulação 2. Institucionalização 3. Execução ↓ Criação de GT para elaborar a Política ↓ Debate na Câmara Técnica ↓ Consulta pública ↓ CD aprova os princípios da Política ↓ Instituída a Comissão de aprovação da Política no CD-Fiocruz ↓ Aprovação da Política pelo CD-Fiocruz ↓ Publicação da Política ↓ Plano Operativo do Repositório Institucional Arca
  • 4. OBJETIVOS DA POLÍTICA → Favorecer o acesso público e gratuito ao conhecimento produzido pela instituição. → Preservar a memória institucional. → Dar visibilidade e disseminar a produção intelectual. → Apoiar o planejamento e a gestão da pesquisa. → Estabelecer diretrizes para o registro e a publicização da produção intelectual.
  • 5. CARÁTER MANDATÓRIO DA POLÍTICA → A Política se aplica a toda obra intelectual de autoria ou coautoria de profissionais vinculados à Fiocruz. → Considera-se obra intelectual Teses toda a produção científica, técnica, tecnológica, cultural e didático-educacional. Artigos científicos Dissertações ESCOPO DA POLÍTICA
  • 6. Comitê de Regulação Supervisão e acompanhamento da Comitê Gestor Núcleos de Acesso Aberto ao Conhecimento (NAACs) execução e aplicação da Política. Coordenação, gestão, operação, participação e adesão ao Repositório em articulação com os NAACs. Atua nas unidades, sendo responsável pela coordenação, gestão, operação, participação, promoção e acompanhamento da adesão ao Repositório Institucional Arca. → → → GOVERNANÇA
  • 7. DIREITOS E DEVERES DO AUTOR Os artigos científicos publicados em periódicos com restrição de acesso deverão ser depositados no RI ARCA e ficarão embargados pelo período definido em contrato pelo periódico. → Cessão de direitos de utilização não comercial à Fiocruz
  • 8. DIREITOS E DEVERES DO AUTOR → Inclui reproduzir, exibir, executar, declamar, expor, arquivar, inserir em bancos de dados, difundir, distribuir, divulgar, disponibilizar, emprestar, traduzir, incluir em novas obras ou coletâneas. Permissão de uso
  • 9. DIREITOS E DEVERES DO AUTOR Deverão obrigatoriamente ser depositados, em acesso aberto, no ARCA, após a sua publicação pelo INPI. → Pedidos de patente de invenção e modelo de utilidade, registro de desenho industrial e registro de marca
  • 10. INSTRUMENTO DA POLÍTICA O Repositório Institucional Arca é o principal instrumento para que a Política de Acesso Aberto seja efetivamente realizada.
  • 11. DIRETRIZES DE OPERAÇÃO DO RI ARCA O RI Arca pode conter texto, 1 imagem, vídeo e áudio Gestão compartilhada do RI Arca com todas as unidades da Fiocruz 2 4 Interoperabilidade com sistemas nacionais e internacionais 3 Adoção preferencial do autoarquivamento (metadados obrigatórios e depósito do objeto digital)
  • 12. ESTÍMULO E FINANCIAMENTO Formulação de Políticas e Gestão da Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico a partir de informações estratégicas. Participação de autores da Fiocruz em concorrências para editais que favorecem o acesso aberto. Maior pontuação nos editais internos de fomento à pesquisa e na avaliação de desempenho institucional individual. Financiamento institucional visando a publicação de obras intelectuais da Fiocruz em periódicos científicos de acesso aberto, que cobrem pelo processamento de artigos, tanto em âmbito nacional quanto internacional (BiomedCentral e Plos). → → → →
  • 13. FATORES CRÍTICOS PARA CONSOLIDAR A POLÍTICA Mudança Cultural: sensibilização e conscientização dos pesquisadores sobre direitos autorais. Macro e Micro Políticas Políticas de Estado, das agências de fomento e políticas institucionais Criação de infraestrutura: Plataformas tecnológicas livres, Adequação dos instrumentos jurídicos → → → → Mecanismos de Gestão e Governança Política como instrumento dinâmico de atualização.
  • 14. Reconheceu o respeito aos direitos autorais, sejam eles morais ou patrimoniais, em relação ao conhecimento produzido Entendeu ser obrigação das instituições públicas garantir que a sociedade tenha acesso ao conhecimento por elas produzido. Reforçou, portanto, os princípios de uma sociedade justa, equânime e solidária, visando à promoção da saúde e à qualidade de vida das populações. APRENDIZADO INSTITUCIONAL
  • 15. CONCLUSÃO A Fiocruz acredita que democratizar e universalizar o acesso ao conhecimento nas ciências e humanidades é condição fundamental para o desenvolvimento igualitário e sustentável das nações. Trata-se não apenas de fortalecer os mecanismos de preservação e de dar visibilidade à produção científica institucional, aumentando seu impacto, mas de contribuir para o desenvolvimento da ciência por meio de uma nova forma de comunicação.