SlideShare uma empresa Scribd logo
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
Revolução Industrial 2020
1. Revoluções burguesas – séc. XVIII:
o Profundas transformações políticas,
econômicas e sociais: Revolução Industrial e
Revolução Francesa.
o Fortalecimento econômico e político da
burguesia, consolidando o Capitalismo e o
Liberalismo (econômico e político).
o Contradições: exclusão social e política das
camadas inferiores.
2. Por que Revolução?
o Profundas mudanças estruturais: econômicas,
sociais, políticas.
3. Revolução burguesa:
o A burguesia conduziu o processo, lucrou e
consolidou – se com ele.
o Iniciou – se na Inglaterra no séc. XVIII e
continua nos dias atuais.
4. Conceito:
o Profundas mudanças na produção, com a
introdução de máquinas, da linha de produção
e novas fontes de energia (vapor, eletricidade,
fósseis – diesel e gasolina).
o A sociedade rural passou a ser urbana e as
mudanças no mundo do trabalho fizeram
surgir o proletariado.
5. Símbolos e marcos:
o Máquinas.
o Fábricas.
o Linha de produção.
o Urbanização.
o Burguesia industrial.
o Proletariado.
6. Contexto:
o Capitalismo Comercial fortalecendo – se.
o A burguesia firmava – se como classe
dominante graças aos seus empreendimentos
marítimos e ao apoio do Estado absolutista.
o O mercado europeu cresceu, tornando – se
carente de matérias – primas, produção e
consumidores.
7. Causas gerais:
o Expansão dos mercados.
o Escassez de matérias – primas.
o Burguesia mais rica desejando mais lucros.
o Crise do mercantilismo.
o Consolidação do Liberalismo.
o Tecnologias fizeram aumentar: produção,
mercados, lucros.
8. Etapas de produção:
A – Artesanato:
o Início: paleolítico.
o Uso de paus, pedras, ossos.
o Artesão dominando todas as fases da
fabricação dos seus produtos.
o Não há linha de produção nem compromisso
com tempo/mercado/lucros.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
B – Manufatura:
o Produzir com as mãos.
o Com o renascimento comercial a burguesia
pressionava por mais mercados e lucros.
o Criadas a especialização da produção, a
divisão das tarefas e a linha de produção.
o Houve a proletarização do artesão, o aumento
da produção e dos lucros.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
C – Mecanização:
o Revolução Industrial.
o As máquinas na produção.
o Linha de produção.
o Proletarização do artesão.
o Expansão: produção e mercados.
o Burguesia rica e poderosa.
o Consolidação do Capitalismo.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
9. Revoluções Industriais:
A – Primeira Revolução:
o Meados do século XVIII (1750 – 1760).
o Primeiras máquinas na produção.
o Energia: muscular e vapor.
o Pioneirismo inglês.
o Primeiros centros industriais.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
B – Segunda Revolução:
o Meados do século XIX (1850 – 1860).
o Máquinas mais elaboradas.
o Fontes de energia: vapor, fósseis, eletricidade.
o Revolução na química: ácidos, sintéticos.
o Revolução tecnológica: barco a vapor,
locomotiva a vapor, rádio, telefone, automóvel,
avião, telégrafo, fotografia, cinema.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
C – Terceira Revolução:
o Meados do séc. XX (1950 – 1960).
o Revolução tecnológica: robótica, informática,
nanotecnologia e a biotecnologia.
As tecnologias sempre fizeram parte da vida dos homens
e mulheres. Se não imaginamos o mundo sem
computadores, internet , celulares, automóveis e aviões
devemos à Indústria que busca sempre a inovação para
melhorar a vida e seduzir os consumidores.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
D – Quarta revolução industrial: 4.0
o Século XXI: dias atuais.
o Características: automação, tecnologia da
informação, velocidade, inteligência artificial.
o Inovações tecnológicas: robôs, big data,
nuvem, internet das coisas, impressoras 3 D,
algoritmos, drones, facebook, uber, whats up,
instagram, aplicativos, conectividade.
Benefícios:
o Big Data (armazenamento de dados).
o Automação: qualidade, eficiência, comodidade.
o Redução nos custos de produção.
o Eficiência na gestão, funcionários pensantes e
criativos, home office, conectividade, maior
socialização, videoconferências e acompanhamento
dos processos de criação e produção.
Prejuízos e desafios:
o Formar mão-de-obra com competências
necessárias às novas demandas tecnológicas.
o Automação elimina funções e gera desemprego.
o Novas funções não suprem as funções extintas.
o Tecnologia é poder: desigualdades entre países
devido ao maior/menor investimento.
o Perda de privacidade, rackers, fake News.
Uma das ideias propostas é aperfeiçoar o Estado de bem-estar
social que vigora com sucesso especialmente em países nórdicos,
como a Dinamarca do economista Erik Brynjolfsson. No livro A
segunda era das máquinas, Brynjolfsson afirma que a sociedade
precisa discutir a distribuição da prosperidade com urgência.
A indústria 4.0 trará riqueza para alguns, mas a demissão de
milhões. Em 2016, uma pesquisa feita junto a empresários de 15
economias estimou que as novas tecnologias suprimiriam até 7
milhões de postos de trabalhos em países industrializados até 2021.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
10. Pioneirismo inglês:
A– Acúmulo de capitais:
o Lucros com: expansão marítima, tráfico de
escravos e ação dos corsários.
o Manufaturas produzindo tecidos de lã.
o Altos lucros no comércio (Tratado de Methuen).
o Burguesia comercial poderosa.
B – Cercamentos (Enclosures):
Exército de reserva de mão – de – obra
o A privatização de terras transformou senhores
feudais em proprietários e acabou com a vida
comunal, dificultando a vida dos camponeses.
o A criação de ovelhas substituiu a agricultura.
o A modernização da agricultura e o Capitalismo
no campo expulsaram muitos camponeses
para as cidades.
C – Geografia:
o Isolamento geográfico e proteção natural.
o Guerras que abalaram a Europa pouco atingiram
a Inglaterra, gerando tranquilidade política.
o Abundância de minérios de ferro e carvão
beneficiaram as indústrias.
o Ferro para as máquinas.
o Carvão para o vapor.
D – Ato de Navegação:
o Oliver Cromwell – 1651.
o Os países europeus só poderiam importar
mercadorias se elas fossem transportadas por
navios próprios ou da Inglaterra.
o Atingiu diretamente a Holanda.
o Obrigou a Inglaterra a possuir os próprios
navios mercantes, fortalecendo sua marinha
mercante, gerando altos lucros.
E – Liberalismo:
o Inglaterra: berço do Liberalismo.
o Oposição ao Mercantilismo.
o Defesa do livre mercado.
F – Burguesia Calvinista:
o Empreendedora e temente a Deus nas
crenças da acumulação e no trabalho como
sinais de salvação.
G – Parlamentarismo:
o O governo nas mãos da burguesia.
o O Chefe de Estado reinando e sem poderes.
o A burguesia no comando do Parlamento
praticando políticas em benefício próprio.
o Importante:
o O tesouro inglês e o Banco da Inglaterra
financiaram a burguesia.
11. Consequências:
o Mecanização intensiva.
o Especialização na produção.
o Linha de produção e divisão das tarefas.
o Expansão: produção, mercados e lucros.
o Classes: burguesia industrial e proletariado.
o Consolidação da burguesia e do Capitalismo.
o Revolução nos transportes e comunicações.
o Intensa urbanização, populações em situação
precária de moradia, higiene e saúde.
o Aumentou a depredação dos recursos naturais.
o Artesãos arruinados por não conseguirem
competir com as máquinas.
o Exploração, penúria, miséria dos operários.
o Alienação da mão – de – obra.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
TEMPO E TRABALHO
O tempo da fábrica disciplinava o
trabalho e a produção. O tempo da
natureza foi substituído pelo relógio
de ponto. Os operários tinham que
cumprir horário de entrada, almoço e
saída. Supervisores fiscalizavam o
cumprimento dos horários
garantindo a produção e os lucros. O
tempo “útil” rendia dinheiro e não
trabalhar servia de pretexto para
perseguições e prisões aos
desocupados. O ócio passou a ser
“pecado” e crime na visão capitalista.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
12. Opressão e resistência:
A – Trade Unions:
o Associações operárias.
o Embrião dos Sindicatos.
o Mobilizações e greves.
B – Ludismo (Ned Ludd):
o Movimento de protesto dos quebradores de
máquinas.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
C – Cartismo:
o Carta do Povo (1838).
o Operários se organizam e enviam um abaixo
assinado ao Parlamento Inglês reivindicando:
o Voto universal e secreto.
o Fim do censo eleitoral.
o Renovação anual do Parlamento.
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revoluciones burguesas - 4º ESO
Revoluciones burguesas - 4º ESORevoluciones burguesas - 4º ESO
Revoluciones burguesas - 4º ESO
porceyo
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
Cleo Iohana
 
Candidíase
Candidíase Candidíase
Candidíase
ferreirasilva12
 
Maximilien robespierre
Maximilien robespierreMaximilien robespierre
Maximilien robespierre
EThompson75278
 
Religion in europe in the middle ages
Religion in europe in the middle agesReligion in europe in the middle ages
Religion in europe in the middle ages
David Poss
 
French revolution
French revolutionFrench revolution
French revolution
Harshit Nyati
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
eduardosalgdo
 
T.1 El Antiguo Régimen 1º Bachillerato
T.1 El Antiguo Régimen 1º BachilleratoT.1 El Antiguo Régimen 1º Bachillerato
T.1 El Antiguo Régimen 1º Bachillerato
Profesara
 
Revolução industrial 2016
Revolução industrial 2016Revolução industrial 2016
Feudalismo e idade média 2020
Feudalismo e idade média 2020Feudalismo e idade média 2020
Feudalismo e idade média 2020
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Las revoluciones inglesa y francesa de los siglos
Las revoluciones inglesa y francesa de los siglosLas revoluciones inglesa y francesa de los siglos
Las revoluciones inglesa y francesa de los siglos
Yostor Alfredo Gil Valera
 
Enem e a disciplina de história
Enem e a disciplina de históriaEnem e a disciplina de história
Enem e a disciplina de história
Jonas Araújo
 
The french revolution
The french revolutionThe french revolution
The french revolution
Saqib Saeed
 
Crise de 1929 entre guerras pdf
Crise de 1929 entre guerras pdfCrise de 1929 entre guerras pdf
Crise de 1929 entre guerras pdf
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
7 o idealismo moderno
7 o idealismo moderno7 o idealismo moderno
7 o idealismo moderno
Rafael Pons
 
Antiguo Regimen Prof. Ariel
Antiguo Regimen Prof. ArielAntiguo Regimen Prof. Ariel
Antiguo Regimen Prof. Ariel
Inesvidal
 
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdfRevolução francesa pdf
Age of Absolutism
Age of AbsolutismAge of Absolutism
Age of Absolutism
AMSimpson
 
Era Napoleônica e Congresso de Viena
Era Napoleônica e Congresso de VienaEra Napoleônica e Congresso de Viena
Era Napoleônica e Congresso de Viena
seixasmarianas
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Pérysson Nogueira
 

Mais procurados (20)

Revoluciones burguesas - 4º ESO
Revoluciones burguesas - 4º ESORevoluciones burguesas - 4º ESO
Revoluciones burguesas - 4º ESO
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Candidíase
Candidíase Candidíase
Candidíase
 
Maximilien robespierre
Maximilien robespierreMaximilien robespierre
Maximilien robespierre
 
Religion in europe in the middle ages
Religion in europe in the middle agesReligion in europe in the middle ages
Religion in europe in the middle ages
 
French revolution
French revolutionFrench revolution
French revolution
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
T.1 El Antiguo Régimen 1º Bachillerato
T.1 El Antiguo Régimen 1º BachilleratoT.1 El Antiguo Régimen 1º Bachillerato
T.1 El Antiguo Régimen 1º Bachillerato
 
Revolução industrial 2016
Revolução industrial 2016Revolução industrial 2016
Revolução industrial 2016
 
Feudalismo e idade média 2020
Feudalismo e idade média 2020Feudalismo e idade média 2020
Feudalismo e idade média 2020
 
Las revoluciones inglesa y francesa de los siglos
Las revoluciones inglesa y francesa de los siglosLas revoluciones inglesa y francesa de los siglos
Las revoluciones inglesa y francesa de los siglos
 
Enem e a disciplina de história
Enem e a disciplina de históriaEnem e a disciplina de história
Enem e a disciplina de história
 
The french revolution
The french revolutionThe french revolution
The french revolution
 
Crise de 1929 entre guerras pdf
Crise de 1929 entre guerras pdfCrise de 1929 entre guerras pdf
Crise de 1929 entre guerras pdf
 
7 o idealismo moderno
7 o idealismo moderno7 o idealismo moderno
7 o idealismo moderno
 
Antiguo Regimen Prof. Ariel
Antiguo Regimen Prof. ArielAntiguo Regimen Prof. Ariel
Antiguo Regimen Prof. Ariel
 
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdfRevolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
 
Age of Absolutism
Age of AbsolutismAge of Absolutism
Age of Absolutism
 
Era Napoleônica e Congresso de Viena
Era Napoleônica e Congresso de VienaEra Napoleônica e Congresso de Viena
Era Napoleônica e Congresso de Viena
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 

Semelhante a Revolução Industrial 2020

Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdfRevolução industrial pdf
RevoluçAo Industrial
RevoluçAo IndustrialRevoluçAo Industrial
RevoluçAo Industrial
Ana Batista
 
revolução industrial
revolução industrialrevolução industrial
revolução industrial
Ana Batista
 
revolução agrícola
revolução agrícolarevolução agrícola
revolução agrícola
Ana Batista
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
Mariana Carniel
 
Trabalho ..
Trabalho ..Trabalho ..
Trabalho ..
saramanuelaa
 
Md ind
Md indMd ind
Md ind
cattonia
 
As cidades se c xix final
As cidades se c xix finalAs cidades se c xix final
As cidades se c xix final
José Palma
 
Heg 2010
Heg 2010Heg 2010
Heg 2010
Yuri Silver
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Valeria Kosicki
 
Revolucao Industrial parte I: Introdução
Revolucao Industrial parte I: Introdução Revolucao Industrial parte I: Introdução
Revolucao Industrial parte I: Introdução
Paulo Roberto
 
A revolução industrial
A revolução industrialA revolução industrial
A revolução industrial
NAPNE
 
2 ano_TESTE_2 BM.docx
2 ano_TESTE_2 BM.docx2 ano_TESTE_2 BM.docx
2 ano_TESTE_2 BM.docx
Amanda Melo da Silva
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
Marcos Azevedo
 
Revolução industrial e fazes do capitalismo
Revolução industrial e fazes do capitalismoRevolução industrial e fazes do capitalismo
Revolução industrial e fazes do capitalismo
Kamila Joyce
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
Daniel Alves Bronstrup
 
Aula 6 revolução industrial
Aula 6   revolução industrialAula 6   revolução industrial
Aula 6 revolução industrial
Profdaltonjunior
 
Capitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialCapitalismo Industrial
Capitalismo Industrial
Ivanilson Lima
 
O mundo industrializado do séc. xix
O mundo industrializado do séc. xixO mundo industrializado do séc. xix
O mundo industrializado do séc. xix
Elisabete Pinto
 
Atividade 8 ano
Atividade 8 anoAtividade 8 ano
Atividade 8 ano
Camila Melo
 

Semelhante a Revolução Industrial 2020 (20)

Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdfRevolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
 
RevoluçAo Industrial
RevoluçAo IndustrialRevoluçAo Industrial
RevoluçAo Industrial
 
revolução industrial
revolução industrialrevolução industrial
revolução industrial
 
revolução agrícola
revolução agrícolarevolução agrícola
revolução agrícola
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Trabalho ..
Trabalho ..Trabalho ..
Trabalho ..
 
Md ind
Md indMd ind
Md ind
 
As cidades se c xix final
As cidades se c xix finalAs cidades se c xix final
As cidades se c xix final
 
Heg 2010
Heg 2010Heg 2010
Heg 2010
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Revolucao Industrial parte I: Introdução
Revolucao Industrial parte I: Introdução Revolucao Industrial parte I: Introdução
Revolucao Industrial parte I: Introdução
 
A revolução industrial
A revolução industrialA revolução industrial
A revolução industrial
 
2 ano_TESTE_2 BM.docx
2 ano_TESTE_2 BM.docx2 ano_TESTE_2 BM.docx
2 ano_TESTE_2 BM.docx
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 
Revolução industrial e fazes do capitalismo
Revolução industrial e fazes do capitalismoRevolução industrial e fazes do capitalismo
Revolução industrial e fazes do capitalismo
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
 
Aula 6 revolução industrial
Aula 6   revolução industrialAula 6   revolução industrial
Aula 6 revolução industrial
 
Capitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialCapitalismo Industrial
Capitalismo Industrial
 
O mundo industrializado do séc. xix
O mundo industrializado do séc. xixO mundo industrializado do séc. xix
O mundo industrializado do séc. xix
 
Atividade 8 ano
Atividade 8 anoAtividade 8 ano
Atividade 8 ano
 

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistasBrasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Islamismo 2021
Islamismo 2021Islamismo 2021
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil Mineração (século XVIII)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Neocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou ImperialismoNeocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou Imperialismo
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia (20)

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo 2021
 
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
 
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
 
Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021
 
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
 
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
 
Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021
 
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
 
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistasBrasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
 
Islamismo 2021
Islamismo 2021Islamismo 2021
Islamismo 2021
 
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
 
Brasil Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil Mineração (século XVIII)
 
Neocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou ImperialismoNeocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou Imperialismo
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
 
Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX
Ideologias do século XIX
 

Último

Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 

Revolução Industrial 2020

  • 3. 1. Revoluções burguesas – séc. XVIII: o Profundas transformações políticas, econômicas e sociais: Revolução Industrial e Revolução Francesa. o Fortalecimento econômico e político da burguesia, consolidando o Capitalismo e o Liberalismo (econômico e político). o Contradições: exclusão social e política das camadas inferiores.
  • 4. 2. Por que Revolução? o Profundas mudanças estruturais: econômicas, sociais, políticas. 3. Revolução burguesa: o A burguesia conduziu o processo, lucrou e consolidou – se com ele. o Iniciou – se na Inglaterra no séc. XVIII e continua nos dias atuais.
  • 5. 4. Conceito: o Profundas mudanças na produção, com a introdução de máquinas, da linha de produção e novas fontes de energia (vapor, eletricidade, fósseis – diesel e gasolina). o A sociedade rural passou a ser urbana e as mudanças no mundo do trabalho fizeram surgir o proletariado.
  • 6. 5. Símbolos e marcos: o Máquinas. o Fábricas. o Linha de produção. o Urbanização. o Burguesia industrial. o Proletariado.
  • 7. 6. Contexto: o Capitalismo Comercial fortalecendo – se. o A burguesia firmava – se como classe dominante graças aos seus empreendimentos marítimos e ao apoio do Estado absolutista. o O mercado europeu cresceu, tornando – se carente de matérias – primas, produção e consumidores.
  • 8. 7. Causas gerais: o Expansão dos mercados. o Escassez de matérias – primas. o Burguesia mais rica desejando mais lucros. o Crise do mercantilismo. o Consolidação do Liberalismo. o Tecnologias fizeram aumentar: produção, mercados, lucros.
  • 9. 8. Etapas de produção: A – Artesanato: o Início: paleolítico. o Uso de paus, pedras, ossos. o Artesão dominando todas as fases da fabricação dos seus produtos. o Não há linha de produção nem compromisso com tempo/mercado/lucros.
  • 14. B – Manufatura: o Produzir com as mãos. o Com o renascimento comercial a burguesia pressionava por mais mercados e lucros. o Criadas a especialização da produção, a divisão das tarefas e a linha de produção. o Houve a proletarização do artesão, o aumento da produção e dos lucros.
  • 18. C – Mecanização: o Revolução Industrial. o As máquinas na produção. o Linha de produção. o Proletarização do artesão. o Expansão: produção e mercados. o Burguesia rica e poderosa. o Consolidação do Capitalismo.
  • 24. 9. Revoluções Industriais: A – Primeira Revolução: o Meados do século XVIII (1750 – 1760). o Primeiras máquinas na produção. o Energia: muscular e vapor. o Pioneirismo inglês. o Primeiros centros industriais.
  • 32. B – Segunda Revolução: o Meados do século XIX (1850 – 1860). o Máquinas mais elaboradas. o Fontes de energia: vapor, fósseis, eletricidade. o Revolução na química: ácidos, sintéticos. o Revolução tecnológica: barco a vapor, locomotiva a vapor, rádio, telefone, automóvel, avião, telégrafo, fotografia, cinema.
  • 50. C – Terceira Revolução: o Meados do séc. XX (1950 – 1960). o Revolução tecnológica: robótica, informática, nanotecnologia e a biotecnologia. As tecnologias sempre fizeram parte da vida dos homens e mulheres. Se não imaginamos o mundo sem computadores, internet , celulares, automóveis e aviões devemos à Indústria que busca sempre a inovação para melhorar a vida e seduzir os consumidores.
  • 58. D – Quarta revolução industrial: 4.0 o Século XXI: dias atuais. o Características: automação, tecnologia da informação, velocidade, inteligência artificial. o Inovações tecnológicas: robôs, big data, nuvem, internet das coisas, impressoras 3 D, algoritmos, drones, facebook, uber, whats up, instagram, aplicativos, conectividade.
  • 59. Benefícios: o Big Data (armazenamento de dados). o Automação: qualidade, eficiência, comodidade. o Redução nos custos de produção. o Eficiência na gestão, funcionários pensantes e criativos, home office, conectividade, maior socialização, videoconferências e acompanhamento dos processos de criação e produção.
  • 60. Prejuízos e desafios: o Formar mão-de-obra com competências necessárias às novas demandas tecnológicas. o Automação elimina funções e gera desemprego. o Novas funções não suprem as funções extintas. o Tecnologia é poder: desigualdades entre países devido ao maior/menor investimento. o Perda de privacidade, rackers, fake News.
  • 61. Uma das ideias propostas é aperfeiçoar o Estado de bem-estar social que vigora com sucesso especialmente em países nórdicos, como a Dinamarca do economista Erik Brynjolfsson. No livro A segunda era das máquinas, Brynjolfsson afirma que a sociedade precisa discutir a distribuição da prosperidade com urgência. A indústria 4.0 trará riqueza para alguns, mas a demissão de milhões. Em 2016, uma pesquisa feita junto a empresários de 15 economias estimou que as novas tecnologias suprimiriam até 7 milhões de postos de trabalhos em países industrializados até 2021.
  • 70. 10. Pioneirismo inglês: A– Acúmulo de capitais: o Lucros com: expansão marítima, tráfico de escravos e ação dos corsários. o Manufaturas produzindo tecidos de lã. o Altos lucros no comércio (Tratado de Methuen). o Burguesia comercial poderosa.
  • 71. B – Cercamentos (Enclosures): Exército de reserva de mão – de – obra o A privatização de terras transformou senhores feudais em proprietários e acabou com a vida comunal, dificultando a vida dos camponeses. o A criação de ovelhas substituiu a agricultura. o A modernização da agricultura e o Capitalismo no campo expulsaram muitos camponeses para as cidades.
  • 72. C – Geografia: o Isolamento geográfico e proteção natural. o Guerras que abalaram a Europa pouco atingiram a Inglaterra, gerando tranquilidade política. o Abundância de minérios de ferro e carvão beneficiaram as indústrias. o Ferro para as máquinas. o Carvão para o vapor.
  • 73. D – Ato de Navegação: o Oliver Cromwell – 1651. o Os países europeus só poderiam importar mercadorias se elas fossem transportadas por navios próprios ou da Inglaterra. o Atingiu diretamente a Holanda. o Obrigou a Inglaterra a possuir os próprios navios mercantes, fortalecendo sua marinha mercante, gerando altos lucros.
  • 74. E – Liberalismo: o Inglaterra: berço do Liberalismo. o Oposição ao Mercantilismo. o Defesa do livre mercado. F – Burguesia Calvinista: o Empreendedora e temente a Deus nas crenças da acumulação e no trabalho como sinais de salvação.
  • 75. G – Parlamentarismo: o O governo nas mãos da burguesia. o O Chefe de Estado reinando e sem poderes. o A burguesia no comando do Parlamento praticando políticas em benefício próprio. o Importante: o O tesouro inglês e o Banco da Inglaterra financiaram a burguesia.
  • 76. 11. Consequências: o Mecanização intensiva. o Especialização na produção. o Linha de produção e divisão das tarefas. o Expansão: produção, mercados e lucros. o Classes: burguesia industrial e proletariado. o Consolidação da burguesia e do Capitalismo.
  • 77. o Revolução nos transportes e comunicações. o Intensa urbanização, populações em situação precária de moradia, higiene e saúde. o Aumentou a depredação dos recursos naturais. o Artesãos arruinados por não conseguirem competir com as máquinas. o Exploração, penúria, miséria dos operários. o Alienação da mão – de – obra.
  • 83. TEMPO E TRABALHO O tempo da fábrica disciplinava o trabalho e a produção. O tempo da natureza foi substituído pelo relógio de ponto. Os operários tinham que cumprir horário de entrada, almoço e saída. Supervisores fiscalizavam o cumprimento dos horários garantindo a produção e os lucros. O tempo “útil” rendia dinheiro e não trabalhar servia de pretexto para perseguições e prisões aos desocupados. O ócio passou a ser “pecado” e crime na visão capitalista.
  • 91. 12. Opressão e resistência: A – Trade Unions: o Associações operárias. o Embrião dos Sindicatos. o Mobilizações e greves. B – Ludismo (Ned Ludd): o Movimento de protesto dos quebradores de máquinas.
  • 95. C – Cartismo: o Carta do Povo (1838). o Operários se organizam e enviam um abaixo assinado ao Parlamento Inglês reivindicando: o Voto universal e secreto. o Fim do censo eleitoral. o Renovação anual do Parlamento.