SlideShare uma empresa Scribd logo
Revisão acafe 2012 1
Modelo Atômico de Dalton (1808)



Modelo Atômico de Thomson(1897)



Modelo Atômico de Rutherford(1911)
(UNIFOR) Os átomos

I - diferem de elemento para elemento.
II – são as unidades envolvidas nas reações químicas
III – são indivísiveis
IV – consistem de unidades com um núcleo e uma
eletrosfera, onde se localizam os elétrons.

Dessas afirmações, estão incluídas na teoria atômica de
Dalton(1808), SOMENTE.
a)I b) I e II c) III e IV d) II, III e IV e) I, II e III
(UEMG) O modelo atômico conhecido como modelo
de Rutherford, foi idealizado a partir de experiências
realizadas em 1909.Várias conclusões foram tiradas a
partir dessas experiências, EXCETO:

a) O átomo apresenta, predominante, espaços vazios.
b)O núcleo é a região mais densa do átomo.
c) o núcleo atômico apresenta carga elétrica positiva.
d) O núcleo é praticamente do tamanho do átomo
todo.
Revisão acafe 2012 1
Revisão acafe 2012 1
Seja um elemento químico representado pela notação 20 X.
Com relação ao elemento acima e seu número atômico,
consulte a classificação periódica dos elementos e assinale a
alternativa correta.

A ⇒ É classificado como um metal alcalino.
B ⇒ Sua configuração eletrônica fundamental é 1s2 2s2 2p6
3s2 3p6.
C ⇒ Pertence ao quarto período da classificação periódica e
o elemento químico é o cálcio.
D ⇒ Pertence à quarta família da classificação periódica.
Analise os fatos relatados e marque com V as afirmações verdadeiras e com F as falsas.

(V)O estado físico das substâncias depende das forças de atração entre suas moléculas.
(F) A existência de dipolos elétricos na água faz com que as moléculas se atraiam
fortemente, levando-as ao estado gasoso.
(F)A água, apesar de sólida nas condições ambiente, pode ser obtida pela reação entre os
gases hidrogênio e oxigênio.
(F) A água e o óleo não são miscíveis por serem, ambos, apolares.
(F) Alguns processos físicos exotérmicos são comuns em nosso cotidiano, como a fusão
do gelo ou a evaporação da água. Neles, as mudanças de estado são possíveis graças ao
calor retirado do ambiente.
A sequência correta, de cima para baixo, é:
A⇒F-F-F-F-F
B⇒V-F-F-F-F
C⇒F-V-F-V-F
D⇒V-F-V-F-V
Uma substância foi resfriada no ar atmosférico. Durante o processo foram feitas medidas
de tempo e temperatura que permitiram construir este gráfico. A análise desse gráfico
permite concluir que todas as alternativas estão corretas, EXCETO 




a) A solidificação ocorreu durante 10 minutos. 
b) O sistema libera energia entre 5 e 15 minutos. 
c) A temperatura de solidificação da substância é 35°C. 
d) A temperatura da substância caiu 5°C/min até o início da solidificação. 
e) A substância se apresentava nos estados líquido e sólido entre 5 e 15 minutos.
(U.F.Viçosa-MG) Os elementos 18Ar40 19K40 e Ca40,
são:
a) isótopos.                                 
b) alótropos.     
c) isóbaros.                       
d) isômeros.                                
e) isótopos.
Os átomos A e B são isóbaros . Um terceiro átomo
C, é isótono de B . Quais são os valores de x e y ?
 
  20 Ax=?       19 B 40       21 C y=?
X = 40
Y = 42
(UFRS) Considere as seguintes características de um sistema material:
I – os componentes do sistema podem ser separados por métodos
físicos.
II – os componentes do sistema mantém a sua identidade química.
III – o sistema não apresenta temperatura constante durante mudanças
de estado físico.

De acordo com essas afirmações, o sistema pode ser:
a)um elemento.
b)uma substância simples.
c)uma substância pura.
d)uma substância composta.
e)uma mistura.
Revisão acafe 2012 1
Revisão acafe 2012 1
Revisão acafe 2012 1
(UFRS) Entre as transformações citadas a seguir,
aquela que não representa um fenômeno químico
é:
a)cozimento de um ovo
b) queima do carvão
c) amadurecimento de uma fruta.
d) azedamento do leite.
e) formação do orvalho.
FÍSICO   QUÍMICO
(FEI) Um elemento metálico forma um óxido de
fórmula MO2 . A fórmula de seu cloreto será,
provavelmente :
 a)MCl
 b)MCl2
 c)MCl3
 d)MCl4
 e) MCl5
Sabendo que o número atômico do cálcio é 20 e
do cloro 17, a fórmula de um provável composto
formado entre esses dois elementos será:
a) CaCl3
b) CaCl
c) Ca2Cl2
d) Ca3Cl2
e) CaCl2
A elaboração de modelos permite correlacionar as estruturas eletrônicas e as propriedades
das substâncias. Nesse sentido, analise as afirmações a seguir.

l Gás cloro: substância molecular; ponto de ebulição baixo; formada por ligação covalente.

ll Cloreto de sódio: substância metálica; ponto de fusão alto; formada por ligação metálica.

lll Dióxido de carbono: substância covalente; ponto de ebulição alto; formada por ligação
covalente.

lV Magnésio metálico: substância metálica; ponto de fusão alto; formada por ligação metálica.

V Cloreto de magnésio: substância iônica; ponto de fusão alto; formada por ligação iônica.

Todas as afirmações corretas estão em:
A ⇒ I - II - III
B ⇒ I - IV - V
C ⇒ II - III - IV
D ⇒ III - IV - V
(ACAFE) O oxigênio é um gás muito reativo. Interage com diferentes substâncias como, por
exemplo, nas reações químicas expressas pelas equações não balanceadas:
 
I. Fe(s) + O2(g) → Fe2O3(s)
II. NH3(g) + O2(g) → N2(g)+ H2O(l)

Nesse sentido, analise as afirmações a seguir.
 
I Os menores coeficientes inteiros que tornam a equação I corretamente balanceada
são: 4, 3 e 2, respectivamente.
II Moléculas de NH3 apresentam ligações polares e geometria tetraédrica.
III A coesão entre as moléculas da substância H2O pode ser explicada por interações
do tipo ligações de hidrogênio.
IV Íons Fe2+ apresentam a seguinte configuração eletrônica: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d6.
V O oxigênio é o agente redutor nas reações químicas representadas pelas equações I e II.
Todas as afirmações corretas estão em:
A ⇒ II - III - V
B ⇒ II - IV - V
C ⇒ I - III - IV
D ⇒ I - II - III
X2 CO2 SO3 CH4 HC “Be” e “B”
São apolares

X2 à H2 , O2 , I2
HC à hidrocarbonetos
Considere as substâncias I, II e III a seguir.
I à NH3
II à CH3 Cl
IIIà CH3 – CH2 – CH3

Assinale a alternativa com a associação correta entre o nome e a característica
de cada uma das substâncias.

A ⇒ I - Amônia: polar; II - Clorometano: polar; III - Propano: gás em condições
ambientes.
B ⇒ I - Amônia: gás em condições ambientes; II - Cloroetano: polar; III -
Butano: polar.
C ⇒ I - Amônia: apolar; II - Clorometano: gás em condições ambientes; III -
Propano: líquido
em condições ambientes.
D ⇒ I - Amônia: polar; II - Clorometano: apolar; III - Butano: apolar.
0   +1 +5 -2   +2 +5 -2 -1   -3 +1   +1 -2
Zn + HNO3 à Zn(NO3)2 + NH3 + H2O
Oxidar
Oxidar é perder elétrons (aumenta o Nox)
Reduzir
Reduzir é receber elétrons(diminui o Nox)
Quem Oxida é agente redutor
Quem reduz é agente oxidante

Elemento Nox
1A ------------ +1
2A ------------ +2
3A ------------ +3
6A ------------ - 2 quando for o elemento mais eletronegativo
7A ------------ - 1 quando for o elemento mais eletronegativo
H ---------------- -1 ou +1 (mais ou menos eletronegativo)
(ACAFE 2010-2)Milhões de dólares são perdidos a
cada ano por causa da corrosão. Grande parte
dessa perda é devido à corrosão do ferro e do aço.
Quando o Fe2+ passa a Fe3+, é correto afirmar que
ocorre:

A   uma oxidação e o Fe2+ é o agente redutor.
B   uma oxidação e o Fe2+ é o agente oxidante.
C   uma redução e o Fe2+ é o agente oxidante.
D   uma redução e o Fe3+ é o agente redutor
Moléculas Apolares:

2 ou 3 átomos à geometria linear




4 átomos à geometria trigonal plana
Moléculas Polares
2 átomos à Linear
3 átomos à Angular



4 átomos à Piramidal
5 átomos à Tetraédrica
Ácido
HX à H+ + X- (solução aquosa)
Base
 BOH à B+ + OH- (solução aquosa)
Sais
Pelo menos um cátion diferente de H+ e pelo
menos um ânion diferente de OH-

Óxidos à compostos binários onde o “O” é o
elemento mais eletronegativo
(Mackenzie-SP) Observe as informações a seguir:

Força e solubilidade de bases em água:
Bases de metais alcalinos à fortes e solúveis
Bases de metais alcalino-terrosos à fortes e parcialmente
solúveis, exceto de magnésio que é Fraca.
Demais bases à fracas e praticamente insolúveis

Para desentupir um cano de cozinha e para combater a acidez estomacal, necessita-se,
respectivamente, de uma base forte e solúvel e de uma base fraca e parcialmente solúvel.
Consultando a tabela acima, conclui-se que as fórmulas dessas bases podem ser:

a) Ba(OH)2 e Fe(OH)3
b) Al(OH)3 e NaOH
c) KOH e Ba(OH)2
d) Cu(OH)2 e Mg(OH)2
e) NaOH e Mg(OH)2
(PUC-PR) Muitos produtos químicos estão presentes no
nosso cotidiano, como, por exemplo o leite de magnésia, o
vinagre, o calcário a soda cáustica. Estas substâncias citadas
pertencem,respectivamente, às seguintes funções químicas:

a) Ácido, base, sal e base
b) base, sal, ácido e base
c) base, ácido, sal e base
d) ácido, base, base e sal
e) sal, ácido, sal e base
(UFRS)São apresentadas abaixo, substâncias químicas, na
coluna da esquerda, e uma possível aplicação para cada
uma delas, na coluna da direita.
1. H2SO4         ( ) descolorante de cabelo
2. NaClO         ( ) antiácido estomacal
3. H2O2          ( ) água sanitária
4. Mg(OH)2        ( )conservação de alimentos
5. NaCl           ( ) solução de bateria automotivas
Associando as substâncias químicas, na coluna da
esquerda, com as aplicações correspondentes, na coluna da
direita, a sequência correta de preenchimento dos
parênteses, de cima para baixo, é:
a) 3,4,2,5,1 b) 2,3,1,5,4 c) 3,4,1,5,2
d) 2,3,4,1,5 e) 3,2,1,4,5
1 mol = 6,023 x 1023
1 u.m.a. = 1,66 x 10-24g
massa molecular à u.m.a.
massa molar à g

H2SO4

H à 2 x 1 = 2
S à 1 x 32 = 32
O à 4 x 16 = 64
              98
massa molecular = 98 u.m.a.
massa molar = 98g
(Acafe) A equação química não balanceada, representadaabaixo,
refere-se à reação entre ferro metálico e cloro gasoso.
Fe(s)+ Cℓ2(g) → FeCℓ3(s)
Considerando as informações acima, marque com V as afirmações
verdadeiras e com F as falsas.
( ) A equação química corretamente balanceada apresenta os coeficientes
estequiométricos 2, 3 e 2, respectivamente.
( ) Na obtenção de 58,0 g de FeCℓ3 serão consumidos aproximadamente
20,0g de ferro.
( ) Na reação acima o cloro atua como redutor.
( ) O número de oxidação do ferro, na substância FeCℓ3, é igual a + 3.
A sequência correta, de cima para baixo, é:
A⇒V-V-F-V                        C⇒F-V-V-F
B⇒V-F-V-V                        D⇒F-F-V-F
Isotérmica à ↑P = ↓V
T cte.

Isobárica à ↑T = ↑ V
P cte.

Isovolumétrica à ↑P = ↑ T
V cte.

Fórmula Geral:               Lei do Gás Ideal:
P1 V 1 = P2 V 2               PV = n.R.T
 T1       T2
Dentro de um balão meteorológico há gás
hidrogênio (H2) submetido a pressão de 1,5 atm e
20°C . Calcule a densidade desse gás, nessas
condições, em g/L.
P = 1,5atm        P.V = n.R.T
T = 20°C = 293K 1,5 . V = (m/mol) .0,082.293
d=?               1,5 . V = (m/2) . 24,026
                  1,5 . V = 12,013 . m
                  1,5/12,013 = m/v
                  0,125 = d à d = 0,125g/L
Tonoscopia à ↓Pv à P = X1 . P

Crioscopia à ↓ Tc à ∆Tc = Kc . W


Ebulioscopia à ↑TE   à ∆TE   = KE . W

Osmoscopia à ∏ = M.R.T
(Enem)A vantagem do uso da panela de pressão é a
reapidez para o cozimento de alimentos e isto se deve:
a) à pressão no seu interior, que é igual à pressão
externa.
b) à temperatura de seu interior, que está acima da
temperatura de ebulição da água no local.
c) à quantidade de calor adicional que é transferida à
panela.
d) à quantidade de vapor que está sendo liberada pela
válvula.
e) à espessura da sua parede, que é maior que a das
panelas comuns.
¨    Video anexado abaixo
(PUC-RIO 2007)
Considere a célula eletroquímica abaixo e os potenciais das semi-reações:




Sobre o funcionamento da pilha, e fazendo uso dos potenciais dados, é INCORRETO afirmar que:
A) os elétrons caminham espontaneamente, pelo fio metálico, do eletrodo de níquel para o de cobre.
B) a ponte salina é fonte de íons para as meia-pilhas.
C) no anodo ocorre a semi-reação Ni(s) → Ni2+(aq) + 2e
D) no catodo ocorre a semi-reação Cu2+(aq) + 2e → Cu(s)
E) a reação espontânea que ocorre na pilha é: Cu(s) + Ni2+(aq) → Cu2+(aq) + Ni(s)
Endotérmicas à Absorvem calor ∆H > 0

Exotérmicas à Liberam calor ∆H < 0




1 cal = 4,18J
Kc = [ Prod] / [Reag]

↑ Temp (o equilíbrio desloca para o lado endotérmico)

↑Pressão (o equilíbrio desloca para o lado de menor volume(g) )

↑[Conc] (o equilíbrio desloca p/ o lado contrário ao aumento de concentração)
Nos grandes centros urbanos, impurezas sólidas liberadas pelos canos de escapamento dos
veículos, quando misturadas à neblina, provocam uma névoa de poluição ao nível do solo,
denominada smog (do inglês, smoke: fumaça e fog: neblina). Uma reação importante na formação
do smog é representada por:

O3(g) +NO(g) ↔ O2(g) + NO2(g)
Dados: K=6,0x 1034
Valores de entalpia de formação
 Substância             Entalpia de Formação (kJ mol-1)
 O2 ---------------------------- 0
 O3 ---------------------------- 142,67
 NO ---------------------------- 90,29
 NO2 --------------------------- 33,10
Considerando as informações anteriores, assinale a alternativa correta.

A ⇒ Na reação, a quantidade de calor absorvida é igual a +199,86 kJ.
B ⇒ A quantidade de calor envolvida na reação é igual a -199,86 kJ e a reação é exotérmica.
C ⇒ O valor numérico de K indica que na situação de equilíbrio químico haverá mais reagentes
do que produtos.
D ⇒ A diminuição da concentração de NO desloca o equilíbrio para a direita.
pH = - log [H+]
pOH = -log [ OH- ]
(VUNESP) As leis de proteção ao meio ambiente proíbem que as
indústrias lancem nos rios efluentes com pH menor que 5 ou
superior a 8 . Os efluentes das indústrias I, II e III apresentam as
seguintes concentrações (em mols/L) de H+ e OH- :
I à [H+] = 10-3 mol/L
II à [OH-] = 10-5 mol/L
III à [OH-] = 10-8 mol/L
Considerando apenas a restrição referente ao pH, podem ser
lançados em rios, sem tratamento prévio, os efluentes:
a) Da indústria I, somente.
b) Da indústria II, somente.
c) Da indústria III, somente.
d) Das indústrias I e II, somente.
e) Da indústria I, II e III.
Teoria da força Vital (Berzélius)
Síntese da Amônia
NH4 + CNO-      (NH2 )2 CO
  cianato de amônio   Uréia


Química que estuda os compostos do elemento
carbono “C”
Propriedades do Carbono
Tetravalência
Igualdade das Valências
Encadeamento
Caráter Anfótero
Revisão acafe 2012 1
Funções Orgânicas
Nomenclatur de Compostos
       Orgânicos
Radicais Orgânicos
(ACAFE 2011-1)Alimentos que contém ácidos graxos insaturados podem sofrer oxidação,
formando aldeídos, que são responsáveis pelo aparecimento do gosto ruim ou “ranço”. Esse
processo também é conhecido como “rancificação”, alterando diversas propriedades, como a
qualidade sensorial, (sabor aroma, e cor), valor nutricional (perdas de vitaminas, carotenóides,
proteínas carotenóides, proteínas e ácidos graxos essenciais), depreciação do produto e
toxidade (grande formação de radicais livres).

           H3C – (CH2)2 – COOH

Com relação às informações presentes no texto, estrutura do ácido butírico representada acima,
e seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.
A ⇒ Os aldeídos são compostos que possuem oxigênio ligado a dois radicais orgânicos.
B ⇒ Os ácidos carboxílicos são compostos que possuem o grupo carboxila (– COOH).
C ⇒ As gorduras insaturadas são mais prejudiciais para a saúde do que as saturadas.
D ⇒ O composto CH3(CH2)2 COOH possui o nome usual de ácido butanóico e o nome
IUPAC de ácido butírico.
(ACAFE 2012-1 MED) O álcool encontrado nas bebidas destiladas é o etanol. Tais bebidas
possuem maior concentração de etanol e sua ingestão provoca efeitos no organismo, que
incluem diminuição da coordenação motora, visão distorci da, raciocínio lento e falta de
concentração. Dado: A entalpia de combustão do etanol é igual a -1366,8 kJ mol-1. De acordo
com as informações acima, marque com V as afirmações verdadeiras e com F as falsas.

(F) Na estrutura molecular do etanol há um átomo de carbono secundário.
(V) Na indústria, o etanol pode ser obtido pela reação de hidratação do etileno catalisada por ácido.
(V) Na combustão completa de 138,20g de etanol são liberados aproximadamente 4100 kJ.
(F) Quando oxidado o etanol produz cetonas.
(V) A “ressaca” está associada ao aumento do teor de C2H4O no sangue, devido à oxidação parcial do
etanol.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A⇒F-V-V-F-V
B⇒V-F-F-V-F
C⇒F-F-V-V-F
D⇒V-V-F-V-F

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade MédiaCaça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade Média
Mary Alvarenga
 
Governo jk - Disma
Governo jk - DismaGoverno jk - Disma
Governo jk - Disma
Dismael Sagás
 
Caça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonialCaça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonial
Jean Carlos Nunes Paixão
 
11. aula de história geral - mercantilismo e grandes navegações
11. aula de história geral - mercantilismo e grandes navegações11. aula de história geral - mercantilismo e grandes navegações
11. aula de história geral - mercantilismo e grandes navegações
Darlan Campos
 
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolarA geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
Rafael Marques
 
História do Socialismo Utópico e Científico
História do Socialismo Utópico e CientíficoHistória do Socialismo Utópico e Científico
História do Socialismo Utópico e Científico
Marcos Mamute
 
Periodo pré colonial
Periodo pré colonialPeriodo pré colonial
Periodo pré colonial
Atividades Diversas Cláudia
 
Absolutismo monárquico
Absolutismo  monárquico Absolutismo  monárquico
Absolutismo monárquico
Mary Alvarenga
 
Avaliação Revolução Industrial
Avaliação Revolução IndustrialAvaliação Revolução Industrial
Avaliação Revolução Industrial
Acrópole - História & Educação
 
Para que estudar História
Para que estudar HistóriaPara que estudar História
Para que estudar História
Liz Prates
 
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da FilosofiaAula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
08. brasil aula sobre segundo reinado
08. brasil aula sobre segundo reinado08. brasil aula sobre segundo reinado
08. brasil aula sobre segundo reinado
Darlan Campos
 
Cruzadinha crise de 1929 ok
Cruzadinha crise de 1929 okCruzadinha crise de 1929 ok
Cruzadinha crise de 1929 ok
Viviane Simões
 
A era-vargas-e-o-populismo-no-brasil
A era-vargas-e-o-populismo-no-brasilA era-vargas-e-o-populismo-no-brasil
A era-vargas-e-o-populismo-no-brasil
secretaria estadual de educação
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Atividades Diversas Cláudia
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
isameucci
 
SLIDES – PRIMEIRA REPÚBLICA.
SLIDES – PRIMEIRA REPÚBLICA.SLIDES – PRIMEIRA REPÚBLICA.
SLIDES – PRIMEIRA REPÚBLICA.
Tissiane Gomes
 
ÁSIA
ÁSIAÁSIA
ÁSIA
aroudus
 
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
Nefer19
 

Mais procurados (20)

Caça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade MédiaCaça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade Média
 
Governo jk - Disma
Governo jk - DismaGoverno jk - Disma
Governo jk - Disma
 
Caça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonialCaça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonial
 
11. aula de história geral - mercantilismo e grandes navegações
11. aula de história geral - mercantilismo e grandes navegações11. aula de história geral - mercantilismo e grandes navegações
11. aula de história geral - mercantilismo e grandes navegações
 
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolarA geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
 
História do Socialismo Utópico e Científico
História do Socialismo Utópico e CientíficoHistória do Socialismo Utópico e Científico
História do Socialismo Utópico e Científico
 
Periodo pré colonial
Periodo pré colonialPeriodo pré colonial
Periodo pré colonial
 
Absolutismo monárquico
Absolutismo  monárquico Absolutismo  monárquico
Absolutismo monárquico
 
Avaliação Revolução Industrial
Avaliação Revolução IndustrialAvaliação Revolução Industrial
Avaliação Revolução Industrial
 
Para que estudar História
Para que estudar HistóriaPara que estudar História
Para que estudar História
 
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
 
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da FilosofiaAula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
Aula 03 - Sócrates e o Nascimento da Filosofia
 
08. brasil aula sobre segundo reinado
08. brasil aula sobre segundo reinado08. brasil aula sobre segundo reinado
08. brasil aula sobre segundo reinado
 
Cruzadinha crise de 1929 ok
Cruzadinha crise de 1929 okCruzadinha crise de 1929 ok
Cruzadinha crise de 1929 ok
 
A era-vargas-e-o-populismo-no-brasil
A era-vargas-e-o-populismo-no-brasilA era-vargas-e-o-populismo-no-brasil
A era-vargas-e-o-populismo-no-brasil
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
SLIDES – PRIMEIRA REPÚBLICA.
SLIDES – PRIMEIRA REPÚBLICA.SLIDES – PRIMEIRA REPÚBLICA.
SLIDES – PRIMEIRA REPÚBLICA.
 
ÁSIA
ÁSIAÁSIA
ÁSIA
 
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
 

Semelhante a Revisão acafe 2012 1

Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Maiquel Vieira
 
Recuperação 1º ano 1º bim
Recuperação 1º ano 1º bimRecuperação 1º ano 1º bim
Recuperação 1º ano 1º bim
blogprofbento
 
Pucmg2007
Pucmg2007Pucmg2007
Pucmg2007
Junior Dou
 
Reacoes quimicas
Reacoes quimicasReacoes quimicas
Reacoes quimicas
Hugo Cruz Rangel
 
Exercícios de Química
Exercícios de QuímicaExercícios de Química
Exercícios de Química
Romeu Abdala
 
Apostila de exercicios de quimica
Apostila de exercicios de quimicaApostila de exercicios de quimica
Apostila de exercicios de quimica
Marco Aurelio silva
 
1ª lista química - revisão geral - uno
1ª lista   química - revisão geral - uno1ª lista   química - revisão geral - uno
1ª lista química - revisão geral - uno
Oswaldo Stanziola
 
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
Andrey Luiz
 
Lista 3
Lista 3Lista 3
Unidade8 cgabarito
Unidade8 cgabaritoUnidade8 cgabarito
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Vinny Silva
 
Bia revisao estrutura atomica
Bia revisao estrutura atomicaBia revisao estrutura atomica
Bia revisao estrutura atomica
Samara Machado
 
Exercícios substancias e misturas.pdf
Exercícios substancias e misturas.pdfExercícios substancias e misturas.pdf
Exercícios substancias e misturas.pdf
AnaCarolineFlor1
 
1º ano
1º ano1º ano
BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICAS
BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICASBALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICAS
BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICAS
profNICODEMOS
 
Lista lq
Lista lqLista lq
Lista lq
Unioeste
 
Quimica ligacoes quimicas_exercicios
Quimica ligacoes quimicas_exerciciosQuimica ligacoes quimicas_exercicios
Quimica ligacoes quimicas_exercicios
Water Rodrigues
 
Listao organica
Listao organicaListao organica
Listao organica
Enéderson Rossetto
 
EsPCEx - QUÍMICA - 2012
EsPCEx - QUÍMICA - 2012EsPCEx - QUÍMICA - 2012
EsPCEx - QUÍMICA - 2012
profleco
 
Pru enem
Pru enemPru enem

Semelhante a Revisão acafe 2012 1 (20)

Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
 
Recuperação 1º ano 1º bim
Recuperação 1º ano 1º bimRecuperação 1º ano 1º bim
Recuperação 1º ano 1º bim
 
Pucmg2007
Pucmg2007Pucmg2007
Pucmg2007
 
Reacoes quimicas
Reacoes quimicasReacoes quimicas
Reacoes quimicas
 
Exercícios de Química
Exercícios de QuímicaExercícios de Química
Exercícios de Química
 
Apostila de exercicios de quimica
Apostila de exercicios de quimicaApostila de exercicios de quimica
Apostila de exercicios de quimica
 
1ª lista química - revisão geral - uno
1ª lista   química - revisão geral - uno1ª lista   química - revisão geral - uno
1ª lista química - revisão geral - uno
 
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
 
Lista 3
Lista 3Lista 3
Lista 3
 
Unidade8 cgabarito
Unidade8 cgabaritoUnidade8 cgabarito
Unidade8 cgabarito
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Bia revisao estrutura atomica
Bia revisao estrutura atomicaBia revisao estrutura atomica
Bia revisao estrutura atomica
 
Exercícios substancias e misturas.pdf
Exercícios substancias e misturas.pdfExercícios substancias e misturas.pdf
Exercícios substancias e misturas.pdf
 
1º ano
1º ano1º ano
1º ano
 
BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICAS
BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICASBALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICAS
BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICAS
 
Lista lq
Lista lqLista lq
Lista lq
 
Quimica ligacoes quimicas_exercicios
Quimica ligacoes quimicas_exerciciosQuimica ligacoes quimicas_exercicios
Quimica ligacoes quimicas_exercicios
 
Listao organica
Listao organicaListao organica
Listao organica
 
EsPCEx - QUÍMICA - 2012
EsPCEx - QUÍMICA - 2012EsPCEx - QUÍMICA - 2012
EsPCEx - QUÍMICA - 2012
 
Pru enem
Pru enemPru enem
Pru enem
 

Último

TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 

Revisão acafe 2012 1

  • 2. Modelo Atômico de Dalton (1808) Modelo Atômico de Thomson(1897) Modelo Atômico de Rutherford(1911)
  • 3. (UNIFOR) Os átomos I - diferem de elemento para elemento. II – são as unidades envolvidas nas reações químicas III – são indivísiveis IV – consistem de unidades com um núcleo e uma eletrosfera, onde se localizam os elétrons. Dessas afirmações, estão incluídas na teoria atômica de Dalton(1808), SOMENTE. a)I b) I e II c) III e IV d) II, III e IV e) I, II e III
  • 4. (UEMG) O modelo atômico conhecido como modelo de Rutherford, foi idealizado a partir de experiências realizadas em 1909.Várias conclusões foram tiradas a partir dessas experiências, EXCETO: a) O átomo apresenta, predominante, espaços vazios. b)O núcleo é a região mais densa do átomo. c) o núcleo atômico apresenta carga elétrica positiva. d) O núcleo é praticamente do tamanho do átomo todo.
  • 7. Seja um elemento químico representado pela notação 20 X. Com relação ao elemento acima e seu número atômico, consulte a classificação periódica dos elementos e assinale a alternativa correta. A ⇒ É classificado como um metal alcalino. B ⇒ Sua configuração eletrônica fundamental é 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6. C ⇒ Pertence ao quarto período da classificação periódica e o elemento químico é o cálcio. D ⇒ Pertence à quarta família da classificação periódica.
  • 8. Analise os fatos relatados e marque com V as afirmações verdadeiras e com F as falsas. (V)O estado físico das substâncias depende das forças de atração entre suas moléculas. (F) A existência de dipolos elétricos na água faz com que as moléculas se atraiam fortemente, levando-as ao estado gasoso. (F)A água, apesar de sólida nas condições ambiente, pode ser obtida pela reação entre os gases hidrogênio e oxigênio. (F) A água e o óleo não são miscíveis por serem, ambos, apolares. (F) Alguns processos físicos exotérmicos são comuns em nosso cotidiano, como a fusão do gelo ou a evaporação da água. Neles, as mudanças de estado são possíveis graças ao calor retirado do ambiente. A sequência correta, de cima para baixo, é: A⇒F-F-F-F-F B⇒V-F-F-F-F C⇒F-V-F-V-F D⇒V-F-V-F-V
  • 9. Uma substância foi resfriada no ar atmosférico. Durante o processo foram feitas medidas de tempo e temperatura que permitiram construir este gráfico. A análise desse gráfico permite concluir que todas as alternativas estão corretas, EXCETO  a) A solidificação ocorreu durante 10 minutos.  b) O sistema libera energia entre 5 e 15 minutos.  c) A temperatura de solidificação da substância é 35°C.  d) A temperatura da substância caiu 5°C/min até o início da solidificação.  e) A substância se apresentava nos estados líquido e sólido entre 5 e 15 minutos.
  • 10. (U.F.Viçosa-MG) Os elementos 18Ar40 19K40 e Ca40, são: a) isótopos.                                  b) alótropos.      c) isóbaros.                        d) isômeros.                                 e) isótopos.
  • 11. Os átomos A e B são isóbaros . Um terceiro átomo C, é isótono de B . Quais são os valores de x e y ?   20 Ax=? 19 B 40 21 C y=? X = 40 Y = 42
  • 12. (UFRS) Considere as seguintes características de um sistema material: I – os componentes do sistema podem ser separados por métodos físicos. II – os componentes do sistema mantém a sua identidade química. III – o sistema não apresenta temperatura constante durante mudanças de estado físico. De acordo com essas afirmações, o sistema pode ser: a)um elemento. b)uma substância simples. c)uma substância pura. d)uma substância composta. e)uma mistura.
  • 16. (UFRS) Entre as transformações citadas a seguir, aquela que não representa um fenômeno químico é: a)cozimento de um ovo b) queima do carvão c) amadurecimento de uma fruta. d) azedamento do leite. e) formação do orvalho.
  • 17. FÍSICO QUÍMICO
  • 18. (FEI) Um elemento metálico forma um óxido de fórmula MO2 . A fórmula de seu cloreto será, provavelmente : a)MCl b)MCl2 c)MCl3 d)MCl4 e) MCl5
  • 19. Sabendo que o número atômico do cálcio é 20 e do cloro 17, a fórmula de um provável composto formado entre esses dois elementos será: a) CaCl3 b) CaCl c) Ca2Cl2 d) Ca3Cl2 e) CaCl2
  • 20. A elaboração de modelos permite correlacionar as estruturas eletrônicas e as propriedades das substâncias. Nesse sentido, analise as afirmações a seguir. l Gás cloro: substância molecular; ponto de ebulição baixo; formada por ligação covalente. ll Cloreto de sódio: substância metálica; ponto de fusão alto; formada por ligação metálica. lll Dióxido de carbono: substância covalente; ponto de ebulição alto; formada por ligação covalente. lV Magnésio metálico: substância metálica; ponto de fusão alto; formada por ligação metálica. V Cloreto de magnésio: substância iônica; ponto de fusão alto; formada por ligação iônica. Todas as afirmações corretas estão em: A ⇒ I - II - III B ⇒ I - IV - V C ⇒ II - III - IV D ⇒ III - IV - V
  • 21. (ACAFE) O oxigênio é um gás muito reativo. Interage com diferentes substâncias como, por exemplo, nas reações químicas expressas pelas equações não balanceadas:   I. Fe(s) + O2(g) → Fe2O3(s) II. NH3(g) + O2(g) → N2(g)+ H2O(l) Nesse sentido, analise as afirmações a seguir.   I Os menores coeficientes inteiros que tornam a equação I corretamente balanceada são: 4, 3 e 2, respectivamente. II Moléculas de NH3 apresentam ligações polares e geometria tetraédrica. III A coesão entre as moléculas da substância H2O pode ser explicada por interações do tipo ligações de hidrogênio. IV Íons Fe2+ apresentam a seguinte configuração eletrônica: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 3d6. V O oxigênio é o agente redutor nas reações químicas representadas pelas equações I e II. Todas as afirmações corretas estão em: A ⇒ II - III - V B ⇒ II - IV - V C ⇒ I - III - IV D ⇒ I - II - III
  • 22. X2 CO2 SO3 CH4 HC “Be” e “B” São apolares X2 à H2 , O2 , I2 HC à hidrocarbonetos
  • 23. Considere as substâncias I, II e III a seguir. I à NH3 II à CH3 Cl IIIà CH3 – CH2 – CH3 Assinale a alternativa com a associação correta entre o nome e a característica de cada uma das substâncias. A ⇒ I - Amônia: polar; II - Clorometano: polar; III - Propano: gás em condições ambientes. B ⇒ I - Amônia: gás em condições ambientes; II - Cloroetano: polar; III - Butano: polar. C ⇒ I - Amônia: apolar; II - Clorometano: gás em condições ambientes; III - Propano: líquido em condições ambientes. D ⇒ I - Amônia: polar; II - Clorometano: apolar; III - Butano: apolar.
  • 24. 0 +1 +5 -2 +2 +5 -2 -1 -3 +1 +1 -2 Zn + HNO3 à Zn(NO3)2 + NH3 + H2O
  • 25. Oxidar Oxidar é perder elétrons (aumenta o Nox) Reduzir Reduzir é receber elétrons(diminui o Nox) Quem Oxida é agente redutor Quem reduz é agente oxidante Elemento Nox 1A ------------ +1 2A ------------ +2 3A ------------ +3 6A ------------ - 2 quando for o elemento mais eletronegativo 7A ------------ - 1 quando for o elemento mais eletronegativo H ---------------- -1 ou +1 (mais ou menos eletronegativo)
  • 26. (ACAFE 2010-2)Milhões de dólares são perdidos a cada ano por causa da corrosão. Grande parte dessa perda é devido à corrosão do ferro e do aço. Quando o Fe2+ passa a Fe3+, é correto afirmar que ocorre: A uma oxidação e o Fe2+ é o agente redutor. B uma oxidação e o Fe2+ é o agente oxidante. C uma redução e o Fe2+ é o agente oxidante. D uma redução e o Fe3+ é o agente redutor
  • 27. Moléculas Apolares: 2 ou 3 átomos à geometria linear 4 átomos à geometria trigonal plana
  • 28. Moléculas Polares 2 átomos à Linear 3 átomos à Angular 4 átomos à Piramidal 5 átomos à Tetraédrica
  • 29. Ácido HX à H+ + X- (solução aquosa) Base BOH à B+ + OH- (solução aquosa) Sais Pelo menos um cátion diferente de H+ e pelo menos um ânion diferente de OH- Óxidos à compostos binários onde o “O” é o elemento mais eletronegativo
  • 30. (Mackenzie-SP) Observe as informações a seguir: Força e solubilidade de bases em água: Bases de metais alcalinos à fortes e solúveis Bases de metais alcalino-terrosos à fortes e parcialmente solúveis, exceto de magnésio que é Fraca. Demais bases à fracas e praticamente insolúveis Para desentupir um cano de cozinha e para combater a acidez estomacal, necessita-se, respectivamente, de uma base forte e solúvel e de uma base fraca e parcialmente solúvel. Consultando a tabela acima, conclui-se que as fórmulas dessas bases podem ser: a) Ba(OH)2 e Fe(OH)3 b) Al(OH)3 e NaOH c) KOH e Ba(OH)2 d) Cu(OH)2 e Mg(OH)2 e) NaOH e Mg(OH)2
  • 31. (PUC-PR) Muitos produtos químicos estão presentes no nosso cotidiano, como, por exemplo o leite de magnésia, o vinagre, o calcário a soda cáustica. Estas substâncias citadas pertencem,respectivamente, às seguintes funções químicas: a) Ácido, base, sal e base b) base, sal, ácido e base c) base, ácido, sal e base d) ácido, base, base e sal e) sal, ácido, sal e base
  • 32. (UFRS)São apresentadas abaixo, substâncias químicas, na coluna da esquerda, e uma possível aplicação para cada uma delas, na coluna da direita. 1. H2SO4 ( ) descolorante de cabelo 2. NaClO ( ) antiácido estomacal 3. H2O2 ( ) água sanitária 4. Mg(OH)2 ( )conservação de alimentos 5. NaCl ( ) solução de bateria automotivas Associando as substâncias químicas, na coluna da esquerda, com as aplicações correspondentes, na coluna da direita, a sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é: a) 3,4,2,5,1 b) 2,3,1,5,4 c) 3,4,1,5,2 d) 2,3,4,1,5 e) 3,2,1,4,5
  • 33. 1 mol = 6,023 x 1023 1 u.m.a. = 1,66 x 10-24g massa molecular à u.m.a. massa molar à g H2SO4 H à 2 x 1 = 2 S à 1 x 32 = 32 O à 4 x 16 = 64 98 massa molecular = 98 u.m.a. massa molar = 98g
  • 34. (Acafe) A equação química não balanceada, representadaabaixo, refere-se à reação entre ferro metálico e cloro gasoso. Fe(s)+ Cℓ2(g) → FeCℓ3(s) Considerando as informações acima, marque com V as afirmações verdadeiras e com F as falsas. ( ) A equação química corretamente balanceada apresenta os coeficientes estequiométricos 2, 3 e 2, respectivamente. ( ) Na obtenção de 58,0 g de FeCℓ3 serão consumidos aproximadamente 20,0g de ferro. ( ) Na reação acima o cloro atua como redutor. ( ) O número de oxidação do ferro, na substância FeCℓ3, é igual a + 3. A sequência correta, de cima para baixo, é: A⇒V-V-F-V C⇒F-V-V-F B⇒V-F-V-V D⇒F-F-V-F
  • 35. Isotérmica à ↑P = ↓V T cte. Isobárica à ↑T = ↑ V P cte. Isovolumétrica à ↑P = ↑ T V cte. Fórmula Geral: Lei do Gás Ideal: P1 V 1 = P2 V 2 PV = n.R.T T1 T2
  • 36. Dentro de um balão meteorológico há gás hidrogênio (H2) submetido a pressão de 1,5 atm e 20°C . Calcule a densidade desse gás, nessas condições, em g/L. P = 1,5atm P.V = n.R.T T = 20°C = 293K 1,5 . V = (m/mol) .0,082.293 d=? 1,5 . V = (m/2) . 24,026 1,5 . V = 12,013 . m 1,5/12,013 = m/v 0,125 = d à d = 0,125g/L
  • 37. Tonoscopia à ↓Pv à P = X1 . P Crioscopia à ↓ Tc à ∆Tc = Kc . W Ebulioscopia à ↑TE à ∆TE = KE . W Osmoscopia à ∏ = M.R.T
  • 38. (Enem)A vantagem do uso da panela de pressão é a reapidez para o cozimento de alimentos e isto se deve: a) à pressão no seu interior, que é igual à pressão externa. b) à temperatura de seu interior, que está acima da temperatura de ebulição da água no local. c) à quantidade de calor adicional que é transferida à panela. d) à quantidade de vapor que está sendo liberada pela válvula. e) à espessura da sua parede, que é maior que a das panelas comuns.
  • 39. ¨  Video anexado abaixo
  • 40. (PUC-RIO 2007) Considere a célula eletroquímica abaixo e os potenciais das semi-reações: Sobre o funcionamento da pilha, e fazendo uso dos potenciais dados, é INCORRETO afirmar que: A) os elétrons caminham espontaneamente, pelo fio metálico, do eletrodo de níquel para o de cobre. B) a ponte salina é fonte de íons para as meia-pilhas. C) no anodo ocorre a semi-reação Ni(s) → Ni2+(aq) + 2e D) no catodo ocorre a semi-reação Cu2+(aq) + 2e → Cu(s) E) a reação espontânea que ocorre na pilha é: Cu(s) + Ni2+(aq) → Cu2+(aq) + Ni(s)
  • 41. Endotérmicas à Absorvem calor ∆H > 0 Exotérmicas à Liberam calor ∆H < 0 1 cal = 4,18J
  • 42. Kc = [ Prod] / [Reag] ↑ Temp (o equilíbrio desloca para o lado endotérmico) ↑Pressão (o equilíbrio desloca para o lado de menor volume(g) ) ↑[Conc] (o equilíbrio desloca p/ o lado contrário ao aumento de concentração)
  • 43. Nos grandes centros urbanos, impurezas sólidas liberadas pelos canos de escapamento dos veículos, quando misturadas à neblina, provocam uma névoa de poluição ao nível do solo, denominada smog (do inglês, smoke: fumaça e fog: neblina). Uma reação importante na formação do smog é representada por: O3(g) +NO(g) ↔ O2(g) + NO2(g) Dados: K=6,0x 1034 Valores de entalpia de formação Substância Entalpia de Formação (kJ mol-1) O2 ---------------------------- 0 O3 ---------------------------- 142,67 NO ---------------------------- 90,29 NO2 --------------------------- 33,10 Considerando as informações anteriores, assinale a alternativa correta. A ⇒ Na reação, a quantidade de calor absorvida é igual a +199,86 kJ. B ⇒ A quantidade de calor envolvida na reação é igual a -199,86 kJ e a reação é exotérmica. C ⇒ O valor numérico de K indica que na situação de equilíbrio químico haverá mais reagentes do que produtos. D ⇒ A diminuição da concentração de NO desloca o equilíbrio para a direita.
  • 44. pH = - log [H+] pOH = -log [ OH- ]
  • 45. (VUNESP) As leis de proteção ao meio ambiente proíbem que as indústrias lancem nos rios efluentes com pH menor que 5 ou superior a 8 . Os efluentes das indústrias I, II e III apresentam as seguintes concentrações (em mols/L) de H+ e OH- : I à [H+] = 10-3 mol/L II à [OH-] = 10-5 mol/L III à [OH-] = 10-8 mol/L Considerando apenas a restrição referente ao pH, podem ser lançados em rios, sem tratamento prévio, os efluentes: a) Da indústria I, somente. b) Da indústria II, somente. c) Da indústria III, somente. d) Das indústrias I e II, somente. e) Da indústria I, II e III.
  • 46. Teoria da força Vital (Berzélius) Síntese da Amônia NH4 + CNO- (NH2 )2 CO cianato de amônio Uréia Química que estuda os compostos do elemento carbono “C” Propriedades do Carbono Tetravalência Igualdade das Valências Encadeamento Caráter Anfótero
  • 51. (ACAFE 2011-1)Alimentos que contém ácidos graxos insaturados podem sofrer oxidação, formando aldeídos, que são responsáveis pelo aparecimento do gosto ruim ou “ranço”. Esse processo também é conhecido como “rancificação”, alterando diversas propriedades, como a qualidade sensorial, (sabor aroma, e cor), valor nutricional (perdas de vitaminas, carotenóides, proteínas carotenóides, proteínas e ácidos graxos essenciais), depreciação do produto e toxidade (grande formação de radicais livres). H3C – (CH2)2 – COOH Com relação às informações presentes no texto, estrutura do ácido butírico representada acima, e seus conhecimentos, assinale a alternativa correta. A ⇒ Os aldeídos são compostos que possuem oxigênio ligado a dois radicais orgânicos. B ⇒ Os ácidos carboxílicos são compostos que possuem o grupo carboxila (– COOH). C ⇒ As gorduras insaturadas são mais prejudiciais para a saúde do que as saturadas. D ⇒ O composto CH3(CH2)2 COOH possui o nome usual de ácido butanóico e o nome IUPAC de ácido butírico.
  • 52. (ACAFE 2012-1 MED) O álcool encontrado nas bebidas destiladas é o etanol. Tais bebidas possuem maior concentração de etanol e sua ingestão provoca efeitos no organismo, que incluem diminuição da coordenação motora, visão distorci da, raciocínio lento e falta de concentração. Dado: A entalpia de combustão do etanol é igual a -1366,8 kJ mol-1. De acordo com as informações acima, marque com V as afirmações verdadeiras e com F as falsas. (F) Na estrutura molecular do etanol há um átomo de carbono secundário. (V) Na indústria, o etanol pode ser obtido pela reação de hidratação do etileno catalisada por ácido. (V) Na combustão completa de 138,20g de etanol são liberados aproximadamente 4100 kJ. (F) Quando oxidado o etanol produz cetonas. (V) A “ressaca” está associada ao aumento do teor de C2H4O no sangue, devido à oxidação parcial do etanol. A sequência correta, de cima para baixo, é: A⇒F-V-V-F-V B⇒V-F-F-V-F C⇒F-F-V-V-F D⇒V-V-F-V-F