SlideShare uma empresa Scribd logo
minas Gerais - Caderno 1

17
terça-feira, 24 de dezembro de 2013 –

diário do exeCutivo

Secretaria de Estado de Educação
Secretária: Ana Lúcia Almeida Gazzola

Expediente
RESOLUÇÃO SEE Nº 2486, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 .
Dispõe sobre a universalização do Reinventando o Ensino Médio nas Escolas da rede pública estadual de Minas Gerais .
A SECRETáRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS, no uso de sua competência, tendo em vista o disposto na Lei Federal nº 9 .394, de 20 de dezembro de 1996, na Resolução CNE/CEB nº 4, de 14 de julho de 2010, na Resolução CNE/CEB nº 02, de 31 de janeiro de 2012 e Resolução SEE/MG nº 2 .197, de 26 de outubro de 2012,
RESOLVE:
Art . 1º - A presente Resolução estabelece as diretrizes para a organização curricular e o funcionamento do Reinventando o Ensino Médio nas Escolas da rede pública estadual de Minas Gerais .
Art. 2º - O Ensino Médio, etapa conclusiva da Educação Básica, possui duração de 3 (três) anos e tem por finalidade:
I – a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos;
II – a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática;
III – a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar a novas condições de ocupação ou de aperfeiçoamento posteriores;
IV- o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;
V – a geração de competências e habilidades nas áreas de empregabilidade, tendo em vista a inserção do aluno no mundo do trabalho .
Art . 3º - A estrutura curricular do Reinventando o Ensino Médio será implantada gradativamente, iniciando-se com os alunos matriculados no 1º ano do Ensino Médio nas Escolas da rede pública estadual de Minas Gerais .
§ 1º - Os alunos em curso no 2º e 3º ano, das Escolas que em 2014 implantarão o 1º ano do Reinventando o Ensino Médio, deverão, para fins de terminalidade, seguir a organização curricular conforme ANEXOS VIII E IX desta Resolução.
§ 2º - Os alunos que iniciaram o Reinventando o Ensino Médio nas 11 (onze) Escolas- piloto do projeto em 2012 terão sua terminalidade assegurada na organização curricular constante da Resolução SEE/MG nº 2 .030, de 25/01/2012 .
§ 3º - Os alunos das 122 Escolas que implantaram o Reinventando o Ensino Médio em 2013 terão sua terminalidade assegurada dentro dos seguintes parâmetros:
I – Os alunos do 3º ano do Ensino Médio deverão seguir a organização curricular constante do ANExO VIII desta Resolução .
II – Os alunos que cursaram o 1º ano do Reinventando o Ensino Médio deverão seguir a organização curricular constante da Resolução SEE/MG nº 2 .251, de 02/01/2013 .
Art. 4º - A estrutura curricular do Reinventando o Ensino Médio deve conter uma Base Nacional Comum, uma Parte Diversificada, que é definida a partir das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela, bem como as áreas de empregabilidade, destinadas à gera ção de competências e habilidades para a inserção do aluno no mundo do trabalho .
Art . 5º - O Reinventando o Ensino Médio oferecerá as seguintes áreas de empregabilidade:
I - Comunicação Aplicada;
II - Empreendedorismo e Gestão;
III - Meio Ambiente e Recursos Naturais;
IV - Tecnologia da Informação;
V - Turismo .
§ 1º - Deverá ser realizada pelas escolas assembleia com a comunidade escolar para que esta, democraticamente, escolha 3 (três) áreas de empregabilidade dentre as 5 (cinco) previstas no artigo .
§ 2º - No início do ano letivo, a escola realizará, com os alunos, Seminário de Percurso Curricular, para que cada estudante escolha uma área de empregabilidade dentre as 3 (três) ofertadas pela escola .
§ 3º - Os pais ou responsáveis legais pelos alunos menores de idade devem participar do Seminário de Percurso Curricular para escolha da área de empregabilidade a ser cursada pelo aluno .
§ 4º - As escolas que implantaram, em 2012 e 2013, o Reinventando o Ensino Médio deverão assegurar aos alunos o direito à terminalidade nas áreas de empregabilidade escolhidas .
Art . 6º - A Escola de Ensino Médio deverá oferecer, obrigatoriamente, 2 (duas) Línguas Estrangeiras Modernas .
§ 1º - A Língua Espanhola pode ser eleita como língua estrangeira moderna obrigatória, desde que uma segunda língua passe a ser considerada de caráter optativo .
§ 2º - A Língua Espanhola, se escolhida pela comunidade escolar como língua estrangeira moderna obrigatória, deixará de ser de matrícula facultativa para o aluno e deverá ser oferecida no horário regular de aula .
§ 3º - Não ocorrendo, por parte do aluno, a opção da segunda Língua Estrangeira Moderna, caberá à instituição escolar destinar a este aluno o módulo-aula semanal para o conteúdo de Língua Estrangeira Moderna ofertada em caráter obrigatório .
§ 4º - Nas turmas do Reinventando o Ensino Médio, do 2º e 3º ano do noturno, as aulas da 2ª Língua Estrangeira Moderna serão ofertadas no contraturno .
Art. 7º - O currículo das Escolas do Reinventando o Ensino Médio terá carga horária de 3.000 (três mil) horas, distribuídas ao longo de 3 (três) anos, sendo 2.500 horas de formação geral e 500 horas de formação específica, nas áreas de empregabilidade, conforme ANEXO I desta Resolução.
§ 1º - No turno diurno, fica instituído o 6º (sexto) horário para integralização das 3.000 (três mil) horas, devendo as aulas ser ministradas, preferencialmente, como aulas geminadas.
§ 2º - No turno diurno, os módulos-aula das disciplinas das áreas de empregabilidade não poderão ser ministrados no 1º e no 6º horário do turno .
§ 3º- No turno noturno, para o cumprimento das 3000 (três mil) horas, 500 (quinhentas) horas serão organizadas sob a forma de projetos, sendo 300 (trezentas) horas para os Projetos Interdisciplinares Aplicados e 200 (duzentas) horas para os Conteúdos Práticos nas áreas de empregabilidade, conforme
ANExO I desta Resolução .
§ 4º - No turno noturno, os módulos-aula das disciplinas das áreas de empregabilidade não poderão ser ministrados no 1º e no 5º horário do turno .
Art . 8º - A avaliação da aprendizagem deverá seguir as diretrizes contidas no Título V - Da Avaliação da Aprendizagem - da Resolução da SEE/MG nº 2 .197, de 26 de outubro de 2012 .
Art. 9º - O estágio de enriquecimento curricular, de caráter não obrigatório, desenvolvido como atividade opcional para o aluno, deve constar do Projeto Político-Pedagógico e do Regimento da Unidade Escolar, devendo ter sua execução e monitoramento de acordo com normas específicas desta
Secretaria .
§ 1º - O aluno que optar pelo estágio de enriquecimento curricular deverá ter registrado, resumidamente, no campo destinado ao registro das observações do histórico escolar, as atividades nele desenvolvidas e a carga horária cumprida .
§ 2º - A documentação referente ao estágio de enriquecimento curricular ficará arquivada na pasta individual do aluno.
Art . 10 - A carga horária diária do Ensino Médio noturno será de 05 (cinco) módulos-aula de 50 (cinquenta) minutos .
Art. 11- A Escola deverá definir formalmente e comunicar à SRE o turno diurno (matutino ou vespertino) em que, preferencialmente, atenderá à demanda de alunos do Ensino Médio.
§ 1º - O turno noturno deve ser reservado para a oferta de atendimento:
I - aos alunos comprovadamente trabalhadores com idade superior a 16 (dezesseis) anos;
II - aos alunos com idade igual ou superior a 14 (quatorze) anos, comprovadamente inscritos em Programas de Menor Aprendiz (Lei Federal nº 10 .097/2000 e Emenda Constitucional nº 20/1998 à CF/1988);
III - aos alunos da Educação de Jovens e Adultos; e
IV - aos alunos matriculados em Programas de Educação Profissional ministrados nas escolas estaduais em concomitância com o Ensino Médio.
§2º - As turmas atendidas no turno noturno terão continuidade até a terminalidade, se de interesse dos alunos, ou se não existir disponibilidade para atendimento no turno diurno .
§3º - Para oferecer novas turmas do Ensino Médio no turno noturno, a escola deverá, mediante justificativa fundamentada, obter autorização formal do Diretor da Superintendência Regional de Ensino.
Art . 12 - A Escola deve adequar e incluir o Reinventando o Ensino Médio no Projeto Político-Pedagógico e no Regimento Escolar .
Art . 13 - Os projetos e ações do Reinventando o Ensino Médio propostos pela unidade de ensino devem ser desenvolvidos de maneira integrada ao Projeto Político-Pedagógico e estar alinhados com as diretrizes da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais .
Parágrafo único - A Direção da Escola poderá buscar parcerias para o desenvolvimento de suas ações e projetos junto a associações diversas, instituições filantrópicas, iniciativas privadas, instituições públicas e comunidade em geral, propondo à Secretaria de Estado de Educação , quando for o caso, a
assinatura de convênios ou instrumentos jurídicos equivalentes para viabilizar as referidas parcerias .
Art. 14 - As propostas curriculares devem observar o número de módulo-aula e carga horária definidos nos ANEXOS II, III, IV, V, VI, VII, VIII e IX desta Resolução.
Art . 15 - Esta Resolução entra em vigor a partir do dia 02 de janeiro de 2014 .
Art . 16 - Revogam-se a Resolução SEE/MG nº 2 .017, de 29 de Dezembro de 2011 e as demais disposições em contrário .
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS, em Belo Horizonte, aos 20 de dezembro de 2013 .
(a) ANA LÚCIA ALMEIDA GAZZOLA
Secretária de Estado de Educação
ANExO I - ESTRUTURA CURRICULAR DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO
1º ANO
Módulos-aula
MódulosMódulos-aula
Carga horária anual
semanais
aula anuais
semanais
Base Nacional Comum e Parte Diversificada
I . DIURNO
áreas de Empregabili dade

II . NOTURNO

Conteúdos
Básicos Comuns
Conteúdos das áreas de
Empregabili-dade
Conteúdos Práticos

2º ANO
Módulosaula anuais

Carga horária anual

Módulos-aula
semanais

3º ANO
Módulosaula anuais

Carga horária anual

25

833:20

25

1 .000

833:20

25

1 .000

833:20

3

120

100:00

3

120

100:00

3

120

100:00

2
30
22
3
25

TOTAL DIURNO
Conteúdos Básicos Comuns
Base Nacional Comum
e Parte Diversificada
Projetos Interdisciplinares Aplicados*
Conteúdos das áreas de Empregabilidade
áreas de Empregabilidade
Conteúdos Práticos*
TOTAL NOTURNO

1 .000

80
1 .200
880
120
1 .000

66:40
1 .000:00
733:20
100:00
100:00
66:40
1 .000:00

2
30
22
3
25

80
1 .200
880
120
1 .000

66:40
1 .000:00
733:20
100:00
100:00
66:40
1 .000:00

2
30
22
3
25

80
1 .200
880
120
1 .000

66:40
1 .000:00
733:20
100:00
100:00
66:40
1 .000:00

* Os Projetos Interdisciplinares Aplicados e os Conteúdos Práticos das áreas de Empregabilidade, no turno noturno, referem-se a atividades a serem desenvolvidas sob a forma de projetos .
ANExO II - CONTEÚDOS DO 1º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO DO
REINVENTANDO O ENSINO MéDIO
CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS
Linguagens
Matemática
BASE NACIONL COMUM

áREAS DO CONHECIMENTO

Ciências da Natureza

Ciências Humanas
PARTE DIVERSIFICADA

Linguagem

Língua Portuguesa
Arte
Educação Física
Matemática
Física
Química
Biologia
Geografia
História
Sociologia
Filosofia
Língua Estrangeira Obrigatória
SUBTOTAL

Conteúdos da área
COMUNICAÇÃO APLICADA

Conteúdos Práticos

Comunicação e Sociabilidade
Redes Comunicativas
Comunicação na Prática: Identificação de Territórios
SUBTOTAL

Conteúdos da área
EMPREENDEDORISMO E GESTÃO

Conteúdos Práticos

Fundamentos de Gestão Planejamento estratégico
Ambiente empresarial
Empreendedorismo
SUBTOTAL

MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS
áREAS DE EMPREGABILIDADE

Conteúdos da área
“Água de beber, água de viver”
Conteúdos Práticos

Conhecendo a água
Problemática socioambiental e Saúde pública I
Projetos de educação ambiental I .
SUBTOTAL

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Conteúdos da área
Conteúdos Práticos

Computação e Computador
Solução de Problemas através da Computação I
TI na Prática: Jogos e Editoração de Texto
SUBTOTAL

TURISMO

Conteúdos da área
Conteúdos Práticos

Turismo: fundamentos históricos e culturais
Meio ambiente e turismo: espaço, paisagem e território .
Atratividade turística: valores culturais e paisagísticos
Impactos do Turismo
SUBTOTAL
TOTAL

Módulos-aula semanais
4
1
2
4
2
2
2
2
2
1
1
2
25
2
1
2
5
2
1
2
5
1
2
2
5
2
1
2
5
1
1
1
2
5
30

Módulos-aula anual
160
40
80
160
80
80
80
80
80
40
40
80
1 .000
80
40
80
200
80
40
80
200
40
80
80
200
80
40
80
200
40
40
40
80
200
1 .200

Carga horária anual
133:20
33:20
66:40
133:20
66:40
66:40
66:40
66:40
66:40
33:20
33:20
66:40
833:20
66:40
33:20
66:40
166:40
66:40
33:20
66:40
166:40
33:20
66:40
66:40
166:40
66:40
33:20
66:40
166:40
33:20
33:20
33:20
66:40
166:40
1 .000:00

Recomendações para a elaboração do quadro curricular:
(1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do segundo ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 .
(2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
(3) Observar as orientações contidas no Ofício Circular SB/SEE nº 07/2012 e nº 28/2013 .
ANExO III - CONTEÚDOS DO 1º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR NOTURNO
DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO
CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS

Módulos-aula
semanais

Módulosaula anual

Carga horária
anual
18– terça-feira, 24 de dezembro de 2013

diário do exeCutivo
Linguagens

BASE NACIONAL COMUM

áREAS DO CONHECIMENTO

Matemática
Ciências da Natureza
Ciências Humanas

PARTE DIVERSIFICADA

minas Gerais - Caderno 1

Língua Portuguesa
Arte
Educação Física
Matemática
Física
Química
Biologia
Geografia
História
Sociologia
Filosofia
Língua Estrangeira Obrigatória
Projetos Interdisciplinares Aplicados

Linguagem

Conteúdos da área
COMUNICAÇÃO APLICADA

4
1
1
4
2
2
2
1
1
1
1
2
-

22
880
Comunicação e Sociabilidade
Redes Comunicativas
Comunicação
na Prática:
Territórios

160
40
40
160
80
80
80
40
40
40
40
80
SUBTOTAL

2
1

833:20
66:40
33:20

Conteúdos da área
EMPREENDEDORISMO E GESTÃO

Conteúdos Práticos

de

-

-

66:40

SUBTOTAL

Conteúdos Práticos

Identificação

80
40

133:20
33:20
33:20
133:20
66:40
66:40
66:40
33:20
33:20
33:20
33:20
66:40
100:00

3

120

166:40

2

80

66:40

1
3
1
2
3
2
1
3
1
1
1
3
25

40
120
40
80
120
80
40
120
40
40
40
120
1 .000

33:20
66:40
166:40
33:20
66:40
66:40
166:40
66:40
33:20
66:40
166:40
33:20
33:20
33:20
66:40
166:40
1 .000:00

Fundamentos de Gestão
Planejamento estratégico
Ambiente empresarial
Empreendedorismo
SUBTOTAL

Conhecendo a água
Problemática socioambiental e Saúde pública I
Projetos de educação ambiental I
SUBTOTAL
Computação e Computador
Conteúdos da área
Solução de Problemas Através da Computação I
Conteúdos Práticos
TI na Prática: Jogos e Editoração de Texto
SUBTOTAL
Turismo: fundamentos históricos e culturais
Meio ambiente e turismo: espaço, paisagem e território .
Atratividade turística: valores culturais e paisagísticos
Impactos do Turismo
SUBTOTAL
TOTAL
Conteúdos da área
“Água de beber, água de viver”.
Conteúdos Práticos

MEIO AMBIETNE E RECURSOS NATURAIS

áREAS DE EMPREGABILIDADE

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Conteúdos da área

TURISMO

Conteúdos Práticos

Recomendações para a elaboração do quadro curricular:
(1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do 2º (segundo) ano do ensino médio noturno, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Essa oferta deverá ocorrer no contraturno, sendo a oferta obrigatória pela escola e de matrícula facultativa para o aluno .
(2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
(3) Os Projetos Interdisciplinares Aplicados e os Conteúdos Práticos das áreas de Empregabilidade, no turno noturno, referem-se a atividades a serem desenvolvidas sob a forma de projetos .
ANExO IV - CONTEÚDOS DO 2º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO
DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO
CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS
Linguagens
Matemática
Ciências da Natureza

BASE NACIONAL COMUM
áREAS DO CONHECIMENTO

Ciências Humanas

Linguagens

PARTE DIVERSIFICADA

40

33:20
833:20
66:40
33:20
33:20
33:20
166:40
66:40
33:20
66:40
166:40

Conhecendo o solo

1

40

33:20

Problemática socioambiental e Saúde pública II
Projetos de educação ambiental II

2
2
5
1
1
1
1
1
5
1
1
1
1
1
5
30

80
80
200
40
40
40
40
40
200
40
40
40
40
40
200
1 .000

66:40
66:40
166:40
33:20
33:20
33:20
33:20
33:20
166:40
33:20
33:20
33:20
33:20
33:20
166:40
1 .000:00

Conteúdos da área

Conteúdos da área
“O solo e as nossas pegadas” .
Conteúdos Práticos

áREAS DE EMPREGABILIDADE

SUBTOTAL
Conteúdos da área
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Conteúdos Práticos

Sociedade da Informação
Solução de Problemas Através da Computação II
Jogos Digitais
TI na Prática: Planilhas de Cálculos
Tópicos Especiais
SUBTOTAL

Conteúdos da área
TURISMO
Conteúdos Práticos

133:20
66:40
133:20
66:40
66:40
66:40
66:40
66:40
33:20
33:20
66:40

1 .000
80
40
40
40
200
80
40
80
200

Conteúdos Práticos

MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS

Carga horária anual

160
80
160
80
80
80
80
80
40
40
80

1

Conteúdos Práticos

EMPREENDEDORISMO E GESTÃO

Módulos-aula anual

25
2
1
1
1
5
2
1
2
5

Conteúdos da área
COMUNICAÇÃO APLICADA

Língua Portuguesa
Educação Física
Matemática
Física
Química
Biologia
Geografia
História
Sociologia
Filosofia
Língua Estrangeira Obrigatória
Carga horária a ser destinada à segunda língua
estrangeira .
SUBTOTAL
Produção de Eventos
Criação Visual
Comunicação na Prática: Projeto Evento
Tópicos Especiais
SUBTOTAL
Contabilidade e finanças
Gestão de pessoas
Análise de Custos e Formação de Preços
SUBTOTAL

Módulos-aula
semanais
4
2
4
2
2
2
2
2
1
1
2

Turismo: Cultura, Meio Ambiente e Sustentabilidade .
Turismo: Transporte, Hotelaria e Alimentação .
Turismo: Agências e operadoras
Diagnóstico da Infraestrutura Turística
Tópicos Especiais
SUBTOTAL
TOTAL

Recomendações para a elaboração do quadro curricular:
(1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do segundo ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Não ocorrendo, por parte do aluno a escolha da segunda LEM a ser ofertada, caberá à instituição destinar este módulo-aula semanal para o conteúdo de LEM ofertado em caráter obrigatório, ficando assim este conteúdo com 3 (três) módulos-aula semanais.
(2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
(3) Os Tópicos Especiais referem-se a conteúdos flexíveis previamente autorizados pela direção da escola, inclusive, podendo ser conteúdos de outras áreas de empregabilidade.

ANExO V - CONTEÚDOS DO 2º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR NOTURNO
DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO
CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS
Linguagens
Matemática
Ciências da Natureza

BASE NACIONAL COMUM
áREAS DO CONHECIMENTO

Ciências Humanas

PARTE DIVERSIFICADA

Linguagem

Língua Portuguesa
Educação Física
Matemática
Física
Química
Biologia
Geografia
História
Sociologia
Filosofia
Língua Estrangeira Obrigatória
Projetos Interdisciplinares Aplicados
SUBTOTAL

Módulos-aula semanais
4
1
4
2
2
2
2
2
1
1
1
22

Módulos-aula anual
160
40
160
80
80
80
80
80
40
40
40
880

Carga horária anual
133:20
33:20
133:20
66:40
66:40
66:40
66:40
66:40
33:20
33:20
33:20
100:00
833:20
minas Gerais - Caderno 1

19
terça-feira, 24 de dezembro de 2013 –

diário do exeCutivo
Conteúdos da área
COMUNICAÇÃO APLICADA

Conteúdos Práticos

Produção de Eventos
Criação Visual
Projeto Evento
Tópicos Especiais
SUBTOTAL

Conteúdos da área
EMPREENDEDORISMO E GESTÃO

Conteúdos Práticos

Contabilidade e finanças
Gestão de pessoas
Análise de Custos e Formação de Preços
SUBTOTAL

áREAS DE EMPREGABILIDADE

Conteúdos da área
“O solo e as nossas pegadas”
Conteúdos Práticos

MEIO AMBIENTE E
RECURSOS NATURAIS

Conhecendo o solo
Problemática socioambiental e Saúde pública II
Projetos de educação ambiental II
SUBTOTAL

Conteúdos da área
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Conteúdos Práticos

Sociedade da Informação
Solução de Problemas Através da Computação II
Jogos Digitais
TI na Prática: Planilhas de Cálculos
Tópicos Especiais
SUBTOTAL

Conteúdos da área
TURISMO
Conteúdos Práticos

Turismo: Cultura, Meio Ambiente e Sustentabilidade .
Turismo: Transporte, Hotelaria e Alimentação .
Turismo: Agências e operadoras
Diagnóstico da Infraestrutura Turística
Tópicos Especiais
SUBTOTAL
TOTAL

2
1
3
2
1
3
1
2
3
1
1
1
3
1
1
1
3
25

80
40
120
80
40
120
40
80
120
40
40
40
120
40
40
40
120
1 .000

66:40
33:20
33:20
33:20
166:40
66:40
33:20
66:40
166:40
33:20
66:40
66:40
166:40
33:20
33:20
33:20
33:20
33:20
166:40
33:20
33:20
33:20
33:20
33:20
166:40
1 .000:00

Recomendações para a elaboração do quadro curricular:
(1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do 2º (segundo) ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Essa oferta deverá ocorrer no contraturno, sendo a oferta obrigatória pela escola e de matrícula facultativa para o aluno .
(2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
(3) Os Tópicos Especiais referem-se a conteúdos flexíveis previamente autorizados pela direção da escola, inclusive, podendo ser conteúdos de outras áreas de empregabilidade.
(4) Os Projetos Interdisciplinares Aplicados e os Conteúdos Práticos das áreas de Empregabilidade, no turno noturno, referem-se a atividades a serem desenvolvidas sob a forma de projetos .
ANExO VI - CONTEÚDOS DO 3º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO
DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO
CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS
Língua Portuguesa
Educação Física
Matemática
Física
Química
Biologia
Geografia
História
Sociologia
Filosofia
Língua Estrangeira Obrigatória
Carga horária a ser destinada à segunda língua estrangeira .

Linguagens
Matemática
Ciências da Natureza

BASE NACIONAL COMUM
áREAS DO CONHECIMENTO

Ciências Humanas

PARTE DIVERSIFICADA

Linguagens

SUBTOTAL
Conteúdos da área
áREAS DE EMPREGABILIDADE

COMUNICAÇÃO APLICADA

Conteúdos Práticos

Produção para a Web
Linguagem Audiovisual
Projeto Website
Tópicos Especiais
SUBTOTAL

Conteúdos da área

EMPREENDEDO
RISMO E GESTÃO

Conteúdos Práticos

Marketing Recursos Humanos
Avaliação de desempenho
Plano de Negócios
SUBTOTAL

Conteúdos da área
“O ar que respiramos”
Conteúdos Práticos

MEIO AMBIENTE E
RECURSOS NATURAIS

Conhecendo o ar
Problemática socioambiental e Saúde Pública III
Projetos de educação ambiental III
SUBTOTAL

Conteúdos da área
áREAS DE EMPREGABILIDADE

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Conteúdos Práticos

Tendências da Computação e seus Profissionais
Solução de Problemas Através da Computação III
Projeto de Inclusão Digital
TI na Prática: Programação para Web
Tópicos Especiais
SUBTOTAL

Conteúdos da área
TURISMO
Conteúdos Práticos

Produtos e projetos turísticos
Turismo de feiras, eventos e negócios .
Marketing e Tecnologias da Informação
Montagem de Produto ou Projeto Turístico
Tópicos Especiais
SUBTOTAL
TOTAL

Módulos-aula
semanais
4
2
4
2
2
2
2
2
1
1
2
1
25
2
1
1
1
5
2
1
2
5
1
2
2
5
1
1
1
1
1
5
1
1
1
1
1
5
30

Módulos-aula anual

Carga horária anual

160
80
160
80
80
80
80
80
40
40
80
40
1 .000
80
40
40
40
200
80
40
80
200
40
80
80
200
40
40
40
40
40
200
40
40
40
40
40
200
1 .000

133:20
66:40
133:20
66:40
66:40
66:40
66:40
66:40
33:20
33:20
66:40
33:20
833:20
66:40
33:20
33:20
33:20
166:40
66:40
33:20
66:40
166:40
33:20
66:40
66:40
166:40
33:20
33:20
33:20
33:20
33:20
166:40
33:20
33:20
33:20
33:20
33:20
166:40
1 .000:00

Recomendações para a elaboração do quadro curricular:
(1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do segundo ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Não ocorrendo, por parte do aluno a escolha da segunda LEM a ser ofertada, caberá à instituição destinar este módulo-aula semanal para o conteúdo de LEM ofertado em caráter obrigatório, ficando assim este conteúdo com 3 (três) módulos-aulas semanais.
(2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
(3) Os Tópicos Especiais referem-se a conteúdos flexíveis autorizados e validados pelo diretor da escola, podendo, inclusive, serem conteúdos de outras áreas de empregabilidade.

BASE NACIONAL COMUM

PARTE DIVERSIFICADA

áREAS DE EMPREGABILIDADE

áREAS DE EMPREGABILIDADE

ANExO VII - CONTEÚDOS DO 3º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR NOTURNO
DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO
CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS
Língua Portuguesa
Linguagens
Educação Física
Matemática
Matemática
Física
Ciências da Natureza
Química
Biologia
AREAS DO CONHECIMENTO
Geografia
História
Ciências Humanas
Sociologia
Filosofia
Língua Estrangeira Obrigatória
Linguagem
Projetos Interdisciplinares Aplicados
SUBTOTAL
Produção para a Web
Conteúdos da área
Linguagem Audiovisual
COMUNICAÇÃO APLICADA
Projeto Website
Conteúdos Práticos
Tópicos Especiais
SUBTOTAL
Marketing Recursos Humanos
Conteúdos da área
EMPREENDEDORISMO
Avaliação de desempenho
E GESTÃO
Conteúdos Práticos
Plano de Negócios
SUBTOTAL
MEIO AMBIENTE E
Conteúdos da área
Conhecendo o ar
RECURSOS NATURAIS
“O ar que respiramos”
Problemática socioambiental e Saúde Pública III
Conteúdos Práticos
Projetos de educação ambiental III
SUBTOTAL
Tendências da Computação e seus Profissionais
Conteúdos da área
Solução de Problemas Através da Computação III
TECNOLOGIA DA
Projeto de Inclusão Digital
INFORMAÇÃO
TI na Prática: Programação para Web
Conteúdos Práticos
Tópicos Especiais
SUBTOTAL
Produtos e projetos turísticos
Conteúdos da área
Turismo de feiras, eventos e negócios .
TURISMO
Marketing e Tecnologias da Informação
Montagem de Produto ou Projeto Turístico
Conteúdos Práticos
Tópicos Especiais
SUBTOTAL
TOTAL

Módulos-aula semanais
4
1
4
2
2
2
2
2
1
1
1
22
2
1
3
2
1
3

Módulos-aula anual
160
40
160
80
80
80
80
80
40
40
40
880
80
40
120
80
40
120

Carga horária anual
133:20
33:20
133:20
66:40
66:40
66:40
66:40
66:40
33:20
33:20
33:20
100:00
833:20
66:40
33:20
33:20
33:20
166:40
66:40
33:20
66:40
166:40

1

40

33:20

2
3
1
1
1
3
1
1
1
3
25

80
120
40
40
40
120
40
40
40
120
1 .000

66:40
66:40
166:40
33:20
33:20
33:20
33:20
33:20
166:40
33:20
33:20
33:20
33:20
33:20
166:40
1 .000:00

Recomendações para a elaboração do quadro curricular:
(1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do 2º (segundo) ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . .No Ensino Médio noturno, esta oferta deverá ocorrer no contraturno, sendo a oferta obrigatória pela escola e de matrícula facultativa para o aluno .
(2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
20– terça-feira, 24 de dezembro de 2013

diário do exeCutivo

minas Gerais - Caderno 1

(3) Os Tópicos Especiais referem-se a conteúdos flexíveis autorizados e validados pelo diretor da escola, podendo, inclusive, ser conteúdos de outras áreas de empregabilidade.
(4) Os Projetos Interdisciplinares Aplicados e os Conteúdos Práticos das áreas de Empregabilidade, no turno noturno, referem-se a atividades a serem desenvolvidas sob a forma de projetos .
ANExO VIII - 2º e 3º ANO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO E NOTURNO / 2014 - Terminalidade

BASE NACIONAL COMUM

CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS
Língua Portuguesa
Linguagens
Educação Física
Matemática
Matemática
Física
Ciências da Natureza
Química
Biologia
Geografia
História
Ciências Humanas
Sociologia
Filosofia
Linguagens
Língua Estrangeira Obrigatória
2ª Língua Estrangeira

áREAS DO CONHECIMENTO

PARTE DIVERSIFICADA

SUBTOTAL

Módulos-aula semanais
4
2
4
2
2
2
2
2
1
1
2
1
25

Módulos-aula anual
160
80
160
80
80
80
80
80
40
40
80
40
880

Carga horária anual
133:20
66:40
133:20
66:40
66:40
66:40
66:40
66:40
33:20
33:20
66:40
33:20
833:20

Recomendações para a elaboração do quadro curricular:
(1) A segunda língua estrangeira deverá ser ofertada no 2º (segundo) e 3º (terceiro) ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Não ocorrendo, por parte do aluno a escolha da segunda Língua Estrangeira Moderna - LEM - a ser ofertada, caberá à instituição destinar este móduloaula semanal para o conteúdo de LEM ofertado em caráter obrigatório, ficando assim este conteúdo com 3 (três) módulos-aula semanais.
(2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
(3) Para as escolas que implantarão o Reinventando o Ensino Médio em 2014 deverão utilizar este anexo para terminalidade .
ANExO Ix- 3º ANO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO E NOTURNO / 2015 - Terminalidade

CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS
Linguagens
Matemática
Ciências da Natureza

BASE NACIONAL COMUM
AREAS DO CONHECIMENTO

Ciências Humanas

PARTE DIVERSIFICADA

Linguagens

Língua Portuguesa
Educação Física
Matemática
Física
Química
Biologia
Geografia
História
Sociologia
Filosofia
Língua Estrangeira Obrigatória
2ª Língua Estrangeira
SUBTOTAL

Módulos-aula semanais
4
2
4
2
2
2
2
2
1
1
2
1
25

Módulos-aula anual
160
80
160
80
80
80
80
80
40
40
80
40
880

Carga horária anual
133:20
66:40
133:20
66:40
66:40
66:40
66:40
66:40
33:20
33:20
66:40
33:20
833:20

Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira deverá ser ofertada no 2º (segundo) e 3º (terceiro) ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Não ocorrendo, por parte do aluno a escolha da segunda Língua Estrangeira Moderna - LEM
- a ser ofertada, caberá à instituição destinar este módulo-aula semanal para o conteúdo de LEM ofertado em caráter obrigatório, ficando assim este conteúdo com 3 (três) módulos-aula semanais.
(2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
(3) Para as escolas que implantaram o Reinventando o Ensino Médio em 2013 deverão utilizar este anexo para terminalidade dos alunos do 3º ano do Ensino Médio .

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Adcurricgdf
AdcurricgdfAdcurricgdf
Adcurricgdf
sedf
 
portaria_professores_jaboatao
portaria_professores_jaboataoportaria_professores_jaboatao
portaria_professores_jaboatao
Vinícius Sobreira
 
Instrução normativa nº 03.2008 do04.03.2008
Instrução normativa nº 03.2008 do04.03.2008Instrução normativa nº 03.2008 do04.03.2008
Instrução normativa nº 03.2008 do04.03.2008
elannialins
 
Resolucao1086
Resolucao1086Resolucao1086
Resolucao1086
inspecaouba
 
Portaria de lotação 2011
Portaria de lotação 2011Portaria de lotação 2011
Portaria de lotação 2011
dencia999
 
8. portaria 5941
8. portaria  59418. portaria  5941
8. portaria 5941
Ulisses Vakirtzis
 
Edital simplificado de seleção nº 001 2017
Edital simplificado de seleção nº 001 2017Edital simplificado de seleção nº 001 2017
Edital simplificado de seleção nº 001 2017
dnnoticias
 
Ed especial dec 2013 (1)
Ed especial dec 2013 (1)Ed especial dec 2013 (1)
Ed especial dec 2013 (1)
Leonor Alves
 
RESOLUÇÃO CME/ARAUCÁRIA Nº 03/2008
 RESOLUÇÃO CME/ARAUCÁRIA Nº 03/2008 RESOLUÇÃO CME/ARAUCÁRIA Nº 03/2008
RESOLUÇÃO CME/ARAUCÁRIA Nº 03/2008
Sandra Luccas
 
Despacho n.º 5754-A/2019
Despacho n.º 5754-A/2019Despacho n.º 5754-A/2019
Despacho n.º 5754-A/2019
Do outro lado da barricada
 
Edital palei 2017
Edital palei 2017Edital palei 2017
Edital palei 2017
João Rafael Garcia Menezes
 
Portaria 292 a de 2012 criação dos cursos vocacionais do ensino básico
Portaria 292 a de 2012 criação dos cursos vocacionais do ensino básicoPortaria 292 a de 2012 criação dos cursos vocacionais do ensino básico
Portaria 292 a de 2012 criação dos cursos vocacionais do ensino básico
Leonor Alves
 
Portaria 135 a-2013 de 28 março-cria os centros para a qualificação e o ensin...
Portaria 135 a-2013 de 28 março-cria os centros para a qualificação e o ensin...Portaria 135 a-2013 de 28 março-cria os centros para a qualificação e o ensin...
Portaria 135 a-2013 de 28 março-cria os centros para a qualificação e o ensin...
Leonor Alves
 
Decreto 7.352/2010
Decreto 7.352/2010Decreto 7.352/2010
Decreto 7.352/2010
Wanessa de Castro
 
Resolução see nº 2.441 13
Resolução see nº 2.441 13Resolução see nº 2.441 13
Resolução see nº 2.441 13
martacorreirapereira
 
Aviso n.º 5466 a-2013 concurso
Aviso n.º 5466 a-2013 concursoAviso n.º 5466 a-2013 concurso
Aviso n.º 5466 a-2013 concurso
Leonor Alves
 
Revista If Sertão-PE_01_2015
Revista If Sertão-PE_01_2015Revista If Sertão-PE_01_2015
Revista If Sertão-PE_01_2015
Hawston Pedrosa
 
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Iremar Schoba Sant'Anna
 

Mais procurados (18)

Adcurricgdf
AdcurricgdfAdcurricgdf
Adcurricgdf
 
portaria_professores_jaboatao
portaria_professores_jaboataoportaria_professores_jaboatao
portaria_professores_jaboatao
 
Instrução normativa nº 03.2008 do04.03.2008
Instrução normativa nº 03.2008 do04.03.2008Instrução normativa nº 03.2008 do04.03.2008
Instrução normativa nº 03.2008 do04.03.2008
 
Resolucao1086
Resolucao1086Resolucao1086
Resolucao1086
 
Portaria de lotação 2011
Portaria de lotação 2011Portaria de lotação 2011
Portaria de lotação 2011
 
8. portaria 5941
8. portaria  59418. portaria  5941
8. portaria 5941
 
Edital simplificado de seleção nº 001 2017
Edital simplificado de seleção nº 001 2017Edital simplificado de seleção nº 001 2017
Edital simplificado de seleção nº 001 2017
 
Ed especial dec 2013 (1)
Ed especial dec 2013 (1)Ed especial dec 2013 (1)
Ed especial dec 2013 (1)
 
RESOLUÇÃO CME/ARAUCÁRIA Nº 03/2008
 RESOLUÇÃO CME/ARAUCÁRIA Nº 03/2008 RESOLUÇÃO CME/ARAUCÁRIA Nº 03/2008
RESOLUÇÃO CME/ARAUCÁRIA Nº 03/2008
 
Despacho n.º 5754-A/2019
Despacho n.º 5754-A/2019Despacho n.º 5754-A/2019
Despacho n.º 5754-A/2019
 
Edital palei 2017
Edital palei 2017Edital palei 2017
Edital palei 2017
 
Portaria 292 a de 2012 criação dos cursos vocacionais do ensino básico
Portaria 292 a de 2012 criação dos cursos vocacionais do ensino básicoPortaria 292 a de 2012 criação dos cursos vocacionais do ensino básico
Portaria 292 a de 2012 criação dos cursos vocacionais do ensino básico
 
Portaria 135 a-2013 de 28 março-cria os centros para a qualificação e o ensin...
Portaria 135 a-2013 de 28 março-cria os centros para a qualificação e o ensin...Portaria 135 a-2013 de 28 março-cria os centros para a qualificação e o ensin...
Portaria 135 a-2013 de 28 março-cria os centros para a qualificação e o ensin...
 
Decreto 7.352/2010
Decreto 7.352/2010Decreto 7.352/2010
Decreto 7.352/2010
 
Resolução see nº 2.441 13
Resolução see nº 2.441 13Resolução see nº 2.441 13
Resolução see nº 2.441 13
 
Aviso n.º 5466 a-2013 concurso
Aviso n.º 5466 a-2013 concursoAviso n.º 5466 a-2013 concurso
Aviso n.º 5466 a-2013 concurso
 
Revista If Sertão-PE_01_2015
Revista If Sertão-PE_01_2015Revista If Sertão-PE_01_2015
Revista If Sertão-PE_01_2015
 
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
 

Semelhante a Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014

Universalização 2014 - Seminário de Percurso Curricular (resumo)
Universalização 2014 - Seminário de Percurso Curricular (resumo)Universalização 2014 - Seminário de Percurso Curricular (resumo)
Universalização 2014 - Seminário de Percurso Curricular (resumo)
Carlos Roberto Arruda Silva
 
Instrução normativa n° 03.2011 publicada 05 02-2011 - travessia fundamental
Instrução normativa n° 03.2011 publicada 05 02-2011 - travessia fundamentalInstrução normativa n° 03.2011 publicada 05 02-2011 - travessia fundamental
Instrução normativa n° 03.2011 publicada 05 02-2011 - travessia fundamental
elannialins
 
Res nº 06 cme-2010 diretrizes curriculares da educação basica do municipio d...
Res  nº 06 cme-2010 diretrizes curriculares da educação basica do municipio d...Res  nº 06 cme-2010 diretrizes curriculares da educação basica do municipio d...
Res nº 06 cme-2010 diretrizes curriculares da educação basica do municipio d...
EDILENE CABRAL
 
C:\Fakepath\Brasil 2005a
C:\Fakepath\Brasil 2005aC:\Fakepath\Brasil 2005a
C:\Fakepath\Brasil 2005a
Solange Soares
 
Portaria_60_2013_01_ago
Portaria_60_2013_01_agoPortaria_60_2013_01_ago
Portaria_60_2013_01_ago
Flávio Ferreira
 
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
waldileia do socorro pereira
 
Delibwera%c3%a7%c3%a3o%2002%20de%202003[1]
Delibwera%c3%a7%c3%a3o%2002%20de%202003[1]Delibwera%c3%a7%c3%a3o%2002%20de%202003[1]
Delibwera%c3%a7%c3%a3o%2002%20de%202003[1]
pedagogia para licenciados
 
Instrução normativa n°09 2011
Instrução normativa     n°09 2011Instrução normativa     n°09 2011
Instrução normativa n°09 2011
elannialins
 
RESOLUÇÃO SEE Nº 2.442, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013
RESOLUÇÃO SEE Nº 2.442, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013RESOLUÇÃO SEE Nº 2.442, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013
RESOLUÇÃO SEE Nº 2.442, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013
Arthur Costa
 
Resol 1086
Resol 1086Resol 1086
Resol 1086
public
 
PL 6840 13
PL 6840 13PL 6840 13
PL 6840 13
Giovanni Sandes
 
Reinventando ensino medio_caderno_orientacoes_web
Reinventando ensino medio_caderno_orientacoes_webReinventando ensino medio_caderno_orientacoes_web
Reinventando ensino medio_caderno_orientacoes_web
Fernanda Firmino
 
Instrução normativa nº 07.2008
Instrução normativa nº 07.2008Instrução normativa nº 07.2008
Instrução normativa nº 07.2008
elannialins
 
REGIMENTO ESCOLAR DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CUBATÃO
REGIMENTO ESCOLAR DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CUBATÃOREGIMENTO ESCOLAR DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CUBATÃO
REGIMENTO ESCOLAR DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CUBATÃO
conseduccubatao
 
Resolução see nº 2197. TRATA DA ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS EM MINAS GE...
Resolução see nº 2197. TRATA DA ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS EM MINAS GE...Resolução see nº 2197. TRATA DA ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS EM MINAS GE...
Resolução see nº 2197. TRATA DA ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS EM MINAS GE...
Antônio Fernandes
 
Decreto lei 55_2018
Decreto lei 55_2018Decreto lei 55_2018
Decreto lei 55_2018
FJDOliveira
 
Resoluçao see nº_2197._sobre_a_organizaçao_das_escolas_de_minas
Resoluçao see nº_2197._sobre_a_organizaçao_das_escolas_de_minasResoluçao see nº_2197._sobre_a_organizaçao_das_escolas_de_minas
Resoluçao see nº_2197._sobre_a_organizaçao_das_escolas_de_minas
Antônio Fernandes
 
O PRONACAMPO NO MEC
O PRONACAMPO NO MECO PRONACAMPO NO MEC
O PRONACAMPO NO MEC
waldileia do socorro pereira
 
Res. n 521
Res. n 521Res. n 521
Res. n 521
guestac9fd4
 
Resolução see nº 2197
Resolução see nº 2197Resolução see nº 2197
Resolução see nº 2197
NTEPatrocinio
 

Semelhante a Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014 (20)

Universalização 2014 - Seminário de Percurso Curricular (resumo)
Universalização 2014 - Seminário de Percurso Curricular (resumo)Universalização 2014 - Seminário de Percurso Curricular (resumo)
Universalização 2014 - Seminário de Percurso Curricular (resumo)
 
Instrução normativa n° 03.2011 publicada 05 02-2011 - travessia fundamental
Instrução normativa n° 03.2011 publicada 05 02-2011 - travessia fundamentalInstrução normativa n° 03.2011 publicada 05 02-2011 - travessia fundamental
Instrução normativa n° 03.2011 publicada 05 02-2011 - travessia fundamental
 
Res nº 06 cme-2010 diretrizes curriculares da educação basica do municipio d...
Res  nº 06 cme-2010 diretrizes curriculares da educação basica do municipio d...Res  nº 06 cme-2010 diretrizes curriculares da educação basica do municipio d...
Res nº 06 cme-2010 diretrizes curriculares da educação basica do municipio d...
 
C:\Fakepath\Brasil 2005a
C:\Fakepath\Brasil 2005aC:\Fakepath\Brasil 2005a
C:\Fakepath\Brasil 2005a
 
Portaria_60_2013_01_ago
Portaria_60_2013_01_agoPortaria_60_2013_01_ago
Portaria_60_2013_01_ago
 
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
A FORMAÇÃO ESCOLA DA TERRA E PROJETO ITINERANTE NA EDUCAÇÃO DO CAMPO SEMED MA...
 
Delibwera%c3%a7%c3%a3o%2002%20de%202003[1]
Delibwera%c3%a7%c3%a3o%2002%20de%202003[1]Delibwera%c3%a7%c3%a3o%2002%20de%202003[1]
Delibwera%c3%a7%c3%a3o%2002%20de%202003[1]
 
Instrução normativa n°09 2011
Instrução normativa     n°09 2011Instrução normativa     n°09 2011
Instrução normativa n°09 2011
 
RESOLUÇÃO SEE Nº 2.442, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013
RESOLUÇÃO SEE Nº 2.442, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013RESOLUÇÃO SEE Nº 2.442, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013
RESOLUÇÃO SEE Nº 2.442, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013
 
Resol 1086
Resol 1086Resol 1086
Resol 1086
 
PL 6840 13
PL 6840 13PL 6840 13
PL 6840 13
 
Reinventando ensino medio_caderno_orientacoes_web
Reinventando ensino medio_caderno_orientacoes_webReinventando ensino medio_caderno_orientacoes_web
Reinventando ensino medio_caderno_orientacoes_web
 
Instrução normativa nº 07.2008
Instrução normativa nº 07.2008Instrução normativa nº 07.2008
Instrução normativa nº 07.2008
 
REGIMENTO ESCOLAR DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CUBATÃO
REGIMENTO ESCOLAR DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CUBATÃOREGIMENTO ESCOLAR DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CUBATÃO
REGIMENTO ESCOLAR DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE CUBATÃO
 
Resolução see nº 2197. TRATA DA ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS EM MINAS GE...
Resolução see nº 2197. TRATA DA ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS EM MINAS GE...Resolução see nº 2197. TRATA DA ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS EM MINAS GE...
Resolução see nº 2197. TRATA DA ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS EM MINAS GE...
 
Decreto lei 55_2018
Decreto lei 55_2018Decreto lei 55_2018
Decreto lei 55_2018
 
Resoluçao see nº_2197._sobre_a_organizaçao_das_escolas_de_minas
Resoluçao see nº_2197._sobre_a_organizaçao_das_escolas_de_minasResoluçao see nº_2197._sobre_a_organizaçao_das_escolas_de_minas
Resoluçao see nº_2197._sobre_a_organizaçao_das_escolas_de_minas
 
O PRONACAMPO NO MEC
O PRONACAMPO NO MECO PRONACAMPO NO MEC
O PRONACAMPO NO MEC
 
Res. n 521
Res. n 521Res. n 521
Res. n 521
 
Resolução see nº 2197
Resolução see nº 2197Resolução see nº 2197
Resolução see nº 2197
 

Mais de SinduteTO

Resolução 2.795 SEE e Edital SEE nº 3
Resolução 2.795 SEE e Edital SEE nº 3Resolução 2.795 SEE e Edital SEE nº 3
Resolução 2.795 SEE e Edital SEE nº 3
SinduteTO
 
Edital 05 - EEB, ATB - Atendimento educacional especializado
Edital 05 - EEB, ATB - Atendimento educacional especializadoEdital 05 - EEB, ATB - Atendimento educacional especializado
Edital 05 - EEB, ATB - Atendimento educacional especializado
SinduteTO
 
Edital 04 - ATB, EEB, PEB
Edital 04 - ATB, EEB, PEBEdital 04 - ATB, EEB, PEB
Edital 04 - ATB, EEB, PEB
SinduteTO
 
Edital 03 - Ensino Religioso
Edital 03 - Ensino ReligiosoEdital 03 - Ensino Religioso
Edital 03 - Ensino Religioso
SinduteTO
 
Edital: PEB - Conservatórios de Música
Edital: PEB - Conservatórios de MúsicaEdital: PEB - Conservatórios de Música
Edital: PEB - Conservatórios de Música
SinduteTO
 
Edital see 3 2014 - certificação ocupacional diretor de escola estadual
Edital see 3 2014 - certificação ocupacional diretor de escola estadualEdital see 3 2014 - certificação ocupacional diretor de escola estadual
Edital see 3 2014 - certificação ocupacional diretor de escola estadual
SinduteTO
 
Designação 2015 - Resolução SEE-MG nº 2680
Designação 2015 - Resolução SEE-MG nº 2680Designação 2015 - Resolução SEE-MG nº 2680
Designação 2015 - Resolução SEE-MG nº 2680
SinduteTO
 
Acidente de trabalho
Acidente de trabalhoAcidente de trabalho
Acidente de trabalho
SinduteTO
 
Pauta de reivindicações 2014 - Sind-UTE MG
Pauta de reivindicações 2014 - Sind-UTE MGPauta de reivindicações 2014 - Sind-UTE MG
Pauta de reivindicações 2014 - Sind-UTE MG
SinduteTO
 
Resolução SEE nº 2.554 - Colegiado
Resolução SEE nº 2.554 - ColegiadoResolução SEE nº 2.554 - Colegiado
Resolução SEE nº 2.554 - Colegiado
SinduteTO
 
27 01-2014-cartilha-kit-justica
27 01-2014-cartilha-kit-justica27 01-2014-cartilha-kit-justica
27 01-2014-cartilha-kit-justica
SinduteTO
 
Resolucao SEE nº 2442
Resolucao SEE nº 2442Resolucao SEE nº 2442
Resolucao SEE nº 2442
SinduteTO
 
Projeto de lei - Reajuste 2013 - Governo MG
Projeto de lei - Reajuste 2013 - Governo MGProjeto de lei - Reajuste 2013 - Governo MG
Projeto de lei - Reajuste 2013 - Governo MG
SinduteTO
 
Acórdão STF - ADIN 4.167 - Piso Salarial Profissional Nacional
Acórdão STF - ADIN 4.167 - Piso Salarial Profissional NacionalAcórdão STF - ADIN 4.167 - Piso Salarial Profissional Nacional
Acórdão STF - ADIN 4.167 - Piso Salarial Profissional Nacional
SinduteTO
 
Regulamentação de 1/3 de Hora-Atividade na Rede Estadual de Minas Gerais - 2013
Regulamentação de 1/3 de Hora-Atividade na Rede Estadual de Minas Gerais - 2013Regulamentação de 1/3 de Hora-Atividade na Rede Estadual de Minas Gerais - 2013
Regulamentação de 1/3 de Hora-Atividade na Rede Estadual de Minas Gerais - 2013
SinduteTO
 
Cartilha hora-atividade Sind-UTE MG
Cartilha hora-atividade Sind-UTE MGCartilha hora-atividade Sind-UTE MG
Cartilha hora-atividade Sind-UTE MG
SinduteTO
 
Cartilha Kit Justiça - Sind-UTE MG
Cartilha Kit Justiça - Sind-UTE MGCartilha Kit Justiça - Sind-UTE MG
Cartilha Kit Justiça - Sind-UTE MG
SinduteTO
 
Tutorial Sind-UTE MG Teófilo Otoni: Acompanhamento online de processos - TJMG
Tutorial Sind-UTE MG Teófilo Otoni: Acompanhamento online de processos - TJMGTutorial Sind-UTE MG Teófilo Otoni: Acompanhamento online de processos - TJMG
Tutorial Sind-UTE MG Teófilo Otoni: Acompanhamento online de processos - TJMG
SinduteTO
 

Mais de SinduteTO (18)

Resolução 2.795 SEE e Edital SEE nº 3
Resolução 2.795 SEE e Edital SEE nº 3Resolução 2.795 SEE e Edital SEE nº 3
Resolução 2.795 SEE e Edital SEE nº 3
 
Edital 05 - EEB, ATB - Atendimento educacional especializado
Edital 05 - EEB, ATB - Atendimento educacional especializadoEdital 05 - EEB, ATB - Atendimento educacional especializado
Edital 05 - EEB, ATB - Atendimento educacional especializado
 
Edital 04 - ATB, EEB, PEB
Edital 04 - ATB, EEB, PEBEdital 04 - ATB, EEB, PEB
Edital 04 - ATB, EEB, PEB
 
Edital 03 - Ensino Religioso
Edital 03 - Ensino ReligiosoEdital 03 - Ensino Religioso
Edital 03 - Ensino Religioso
 
Edital: PEB - Conservatórios de Música
Edital: PEB - Conservatórios de MúsicaEdital: PEB - Conservatórios de Música
Edital: PEB - Conservatórios de Música
 
Edital see 3 2014 - certificação ocupacional diretor de escola estadual
Edital see 3 2014 - certificação ocupacional diretor de escola estadualEdital see 3 2014 - certificação ocupacional diretor de escola estadual
Edital see 3 2014 - certificação ocupacional diretor de escola estadual
 
Designação 2015 - Resolução SEE-MG nº 2680
Designação 2015 - Resolução SEE-MG nº 2680Designação 2015 - Resolução SEE-MG nº 2680
Designação 2015 - Resolução SEE-MG nº 2680
 
Acidente de trabalho
Acidente de trabalhoAcidente de trabalho
Acidente de trabalho
 
Pauta de reivindicações 2014 - Sind-UTE MG
Pauta de reivindicações 2014 - Sind-UTE MGPauta de reivindicações 2014 - Sind-UTE MG
Pauta de reivindicações 2014 - Sind-UTE MG
 
Resolução SEE nº 2.554 - Colegiado
Resolução SEE nº 2.554 - ColegiadoResolução SEE nº 2.554 - Colegiado
Resolução SEE nº 2.554 - Colegiado
 
27 01-2014-cartilha-kit-justica
27 01-2014-cartilha-kit-justica27 01-2014-cartilha-kit-justica
27 01-2014-cartilha-kit-justica
 
Resolucao SEE nº 2442
Resolucao SEE nº 2442Resolucao SEE nº 2442
Resolucao SEE nº 2442
 
Projeto de lei - Reajuste 2013 - Governo MG
Projeto de lei - Reajuste 2013 - Governo MGProjeto de lei - Reajuste 2013 - Governo MG
Projeto de lei - Reajuste 2013 - Governo MG
 
Acórdão STF - ADIN 4.167 - Piso Salarial Profissional Nacional
Acórdão STF - ADIN 4.167 - Piso Salarial Profissional NacionalAcórdão STF - ADIN 4.167 - Piso Salarial Profissional Nacional
Acórdão STF - ADIN 4.167 - Piso Salarial Profissional Nacional
 
Regulamentação de 1/3 de Hora-Atividade na Rede Estadual de Minas Gerais - 2013
Regulamentação de 1/3 de Hora-Atividade na Rede Estadual de Minas Gerais - 2013Regulamentação de 1/3 de Hora-Atividade na Rede Estadual de Minas Gerais - 2013
Regulamentação de 1/3 de Hora-Atividade na Rede Estadual de Minas Gerais - 2013
 
Cartilha hora-atividade Sind-UTE MG
Cartilha hora-atividade Sind-UTE MGCartilha hora-atividade Sind-UTE MG
Cartilha hora-atividade Sind-UTE MG
 
Cartilha Kit Justiça - Sind-UTE MG
Cartilha Kit Justiça - Sind-UTE MGCartilha Kit Justiça - Sind-UTE MG
Cartilha Kit Justiça - Sind-UTE MG
 
Tutorial Sind-UTE MG Teófilo Otoni: Acompanhamento online de processos - TJMG
Tutorial Sind-UTE MG Teófilo Otoni: Acompanhamento online de processos - TJMGTutorial Sind-UTE MG Teófilo Otoni: Acompanhamento online de processos - TJMG
Tutorial Sind-UTE MG Teófilo Otoni: Acompanhamento online de processos - TJMG
 

Último

28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 

Último (20)

28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 

Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014

  • 1. minas Gerais - Caderno 1 17 terça-feira, 24 de dezembro de 2013 – diário do exeCutivo Secretaria de Estado de Educação Secretária: Ana Lúcia Almeida Gazzola Expediente RESOLUÇÃO SEE Nº 2486, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 . Dispõe sobre a universalização do Reinventando o Ensino Médio nas Escolas da rede pública estadual de Minas Gerais . A SECRETáRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS, no uso de sua competência, tendo em vista o disposto na Lei Federal nº 9 .394, de 20 de dezembro de 1996, na Resolução CNE/CEB nº 4, de 14 de julho de 2010, na Resolução CNE/CEB nº 02, de 31 de janeiro de 2012 e Resolução SEE/MG nº 2 .197, de 26 de outubro de 2012, RESOLVE: Art . 1º - A presente Resolução estabelece as diretrizes para a organização curricular e o funcionamento do Reinventando o Ensino Médio nas Escolas da rede pública estadual de Minas Gerais . Art. 2º - O Ensino Médio, etapa conclusiva da Educação Básica, possui duração de 3 (três) anos e tem por finalidade: I – a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos; II – a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática; III – a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar a novas condições de ocupação ou de aperfeiçoamento posteriores; IV- o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico; V – a geração de competências e habilidades nas áreas de empregabilidade, tendo em vista a inserção do aluno no mundo do trabalho . Art . 3º - A estrutura curricular do Reinventando o Ensino Médio será implantada gradativamente, iniciando-se com os alunos matriculados no 1º ano do Ensino Médio nas Escolas da rede pública estadual de Minas Gerais . § 1º - Os alunos em curso no 2º e 3º ano, das Escolas que em 2014 implantarão o 1º ano do Reinventando o Ensino Médio, deverão, para fins de terminalidade, seguir a organização curricular conforme ANEXOS VIII E IX desta Resolução. § 2º - Os alunos que iniciaram o Reinventando o Ensino Médio nas 11 (onze) Escolas- piloto do projeto em 2012 terão sua terminalidade assegurada na organização curricular constante da Resolução SEE/MG nº 2 .030, de 25/01/2012 . § 3º - Os alunos das 122 Escolas que implantaram o Reinventando o Ensino Médio em 2013 terão sua terminalidade assegurada dentro dos seguintes parâmetros: I – Os alunos do 3º ano do Ensino Médio deverão seguir a organização curricular constante do ANExO VIII desta Resolução . II – Os alunos que cursaram o 1º ano do Reinventando o Ensino Médio deverão seguir a organização curricular constante da Resolução SEE/MG nº 2 .251, de 02/01/2013 . Art. 4º - A estrutura curricular do Reinventando o Ensino Médio deve conter uma Base Nacional Comum, uma Parte Diversificada, que é definida a partir das características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela, bem como as áreas de empregabilidade, destinadas à gera ção de competências e habilidades para a inserção do aluno no mundo do trabalho . Art . 5º - O Reinventando o Ensino Médio oferecerá as seguintes áreas de empregabilidade: I - Comunicação Aplicada; II - Empreendedorismo e Gestão; III - Meio Ambiente e Recursos Naturais; IV - Tecnologia da Informação; V - Turismo . § 1º - Deverá ser realizada pelas escolas assembleia com a comunidade escolar para que esta, democraticamente, escolha 3 (três) áreas de empregabilidade dentre as 5 (cinco) previstas no artigo . § 2º - No início do ano letivo, a escola realizará, com os alunos, Seminário de Percurso Curricular, para que cada estudante escolha uma área de empregabilidade dentre as 3 (três) ofertadas pela escola . § 3º - Os pais ou responsáveis legais pelos alunos menores de idade devem participar do Seminário de Percurso Curricular para escolha da área de empregabilidade a ser cursada pelo aluno . § 4º - As escolas que implantaram, em 2012 e 2013, o Reinventando o Ensino Médio deverão assegurar aos alunos o direito à terminalidade nas áreas de empregabilidade escolhidas . Art . 6º - A Escola de Ensino Médio deverá oferecer, obrigatoriamente, 2 (duas) Línguas Estrangeiras Modernas . § 1º - A Língua Espanhola pode ser eleita como língua estrangeira moderna obrigatória, desde que uma segunda língua passe a ser considerada de caráter optativo . § 2º - A Língua Espanhola, se escolhida pela comunidade escolar como língua estrangeira moderna obrigatória, deixará de ser de matrícula facultativa para o aluno e deverá ser oferecida no horário regular de aula . § 3º - Não ocorrendo, por parte do aluno, a opção da segunda Língua Estrangeira Moderna, caberá à instituição escolar destinar a este aluno o módulo-aula semanal para o conteúdo de Língua Estrangeira Moderna ofertada em caráter obrigatório . § 4º - Nas turmas do Reinventando o Ensino Médio, do 2º e 3º ano do noturno, as aulas da 2ª Língua Estrangeira Moderna serão ofertadas no contraturno . Art. 7º - O currículo das Escolas do Reinventando o Ensino Médio terá carga horária de 3.000 (três mil) horas, distribuídas ao longo de 3 (três) anos, sendo 2.500 horas de formação geral e 500 horas de formação específica, nas áreas de empregabilidade, conforme ANEXO I desta Resolução. § 1º - No turno diurno, fica instituído o 6º (sexto) horário para integralização das 3.000 (três mil) horas, devendo as aulas ser ministradas, preferencialmente, como aulas geminadas. § 2º - No turno diurno, os módulos-aula das disciplinas das áreas de empregabilidade não poderão ser ministrados no 1º e no 6º horário do turno . § 3º- No turno noturno, para o cumprimento das 3000 (três mil) horas, 500 (quinhentas) horas serão organizadas sob a forma de projetos, sendo 300 (trezentas) horas para os Projetos Interdisciplinares Aplicados e 200 (duzentas) horas para os Conteúdos Práticos nas áreas de empregabilidade, conforme ANExO I desta Resolução . § 4º - No turno noturno, os módulos-aula das disciplinas das áreas de empregabilidade não poderão ser ministrados no 1º e no 5º horário do turno . Art . 8º - A avaliação da aprendizagem deverá seguir as diretrizes contidas no Título V - Da Avaliação da Aprendizagem - da Resolução da SEE/MG nº 2 .197, de 26 de outubro de 2012 . Art. 9º - O estágio de enriquecimento curricular, de caráter não obrigatório, desenvolvido como atividade opcional para o aluno, deve constar do Projeto Político-Pedagógico e do Regimento da Unidade Escolar, devendo ter sua execução e monitoramento de acordo com normas específicas desta Secretaria . § 1º - O aluno que optar pelo estágio de enriquecimento curricular deverá ter registrado, resumidamente, no campo destinado ao registro das observações do histórico escolar, as atividades nele desenvolvidas e a carga horária cumprida . § 2º - A documentação referente ao estágio de enriquecimento curricular ficará arquivada na pasta individual do aluno. Art . 10 - A carga horária diária do Ensino Médio noturno será de 05 (cinco) módulos-aula de 50 (cinquenta) minutos . Art. 11- A Escola deverá definir formalmente e comunicar à SRE o turno diurno (matutino ou vespertino) em que, preferencialmente, atenderá à demanda de alunos do Ensino Médio. § 1º - O turno noturno deve ser reservado para a oferta de atendimento: I - aos alunos comprovadamente trabalhadores com idade superior a 16 (dezesseis) anos; II - aos alunos com idade igual ou superior a 14 (quatorze) anos, comprovadamente inscritos em Programas de Menor Aprendiz (Lei Federal nº 10 .097/2000 e Emenda Constitucional nº 20/1998 à CF/1988); III - aos alunos da Educação de Jovens e Adultos; e IV - aos alunos matriculados em Programas de Educação Profissional ministrados nas escolas estaduais em concomitância com o Ensino Médio. §2º - As turmas atendidas no turno noturno terão continuidade até a terminalidade, se de interesse dos alunos, ou se não existir disponibilidade para atendimento no turno diurno . §3º - Para oferecer novas turmas do Ensino Médio no turno noturno, a escola deverá, mediante justificativa fundamentada, obter autorização formal do Diretor da Superintendência Regional de Ensino. Art . 12 - A Escola deve adequar e incluir o Reinventando o Ensino Médio no Projeto Político-Pedagógico e no Regimento Escolar . Art . 13 - Os projetos e ações do Reinventando o Ensino Médio propostos pela unidade de ensino devem ser desenvolvidos de maneira integrada ao Projeto Político-Pedagógico e estar alinhados com as diretrizes da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais . Parágrafo único - A Direção da Escola poderá buscar parcerias para o desenvolvimento de suas ações e projetos junto a associações diversas, instituições filantrópicas, iniciativas privadas, instituições públicas e comunidade em geral, propondo à Secretaria de Estado de Educação , quando for o caso, a assinatura de convênios ou instrumentos jurídicos equivalentes para viabilizar as referidas parcerias . Art. 14 - As propostas curriculares devem observar o número de módulo-aula e carga horária definidos nos ANEXOS II, III, IV, V, VI, VII, VIII e IX desta Resolução. Art . 15 - Esta Resolução entra em vigor a partir do dia 02 de janeiro de 2014 . Art . 16 - Revogam-se a Resolução SEE/MG nº 2 .017, de 29 de Dezembro de 2011 e as demais disposições em contrário . SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS, em Belo Horizonte, aos 20 de dezembro de 2013 . (a) ANA LÚCIA ALMEIDA GAZZOLA Secretária de Estado de Educação ANExO I - ESTRUTURA CURRICULAR DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO 1º ANO Módulos-aula MódulosMódulos-aula Carga horária anual semanais aula anuais semanais Base Nacional Comum e Parte Diversificada I . DIURNO áreas de Empregabili dade II . NOTURNO Conteúdos Básicos Comuns Conteúdos das áreas de Empregabili-dade Conteúdos Práticos 2º ANO Módulosaula anuais Carga horária anual Módulos-aula semanais 3º ANO Módulosaula anuais Carga horária anual 25 833:20 25 1 .000 833:20 25 1 .000 833:20 3 120 100:00 3 120 100:00 3 120 100:00 2 30 22 3 25 TOTAL DIURNO Conteúdos Básicos Comuns Base Nacional Comum e Parte Diversificada Projetos Interdisciplinares Aplicados* Conteúdos das áreas de Empregabilidade áreas de Empregabilidade Conteúdos Práticos* TOTAL NOTURNO 1 .000 80 1 .200 880 120 1 .000 66:40 1 .000:00 733:20 100:00 100:00 66:40 1 .000:00 2 30 22 3 25 80 1 .200 880 120 1 .000 66:40 1 .000:00 733:20 100:00 100:00 66:40 1 .000:00 2 30 22 3 25 80 1 .200 880 120 1 .000 66:40 1 .000:00 733:20 100:00 100:00 66:40 1 .000:00 * Os Projetos Interdisciplinares Aplicados e os Conteúdos Práticos das áreas de Empregabilidade, no turno noturno, referem-se a atividades a serem desenvolvidas sob a forma de projetos . ANExO II - CONTEÚDOS DO 1º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS Linguagens Matemática BASE NACIONL COMUM áREAS DO CONHECIMENTO Ciências da Natureza Ciências Humanas PARTE DIVERSIFICADA Linguagem Língua Portuguesa Arte Educação Física Matemática Física Química Biologia Geografia História Sociologia Filosofia Língua Estrangeira Obrigatória SUBTOTAL Conteúdos da área COMUNICAÇÃO APLICADA Conteúdos Práticos Comunicação e Sociabilidade Redes Comunicativas Comunicação na Prática: Identificação de Territórios SUBTOTAL Conteúdos da área EMPREENDEDORISMO E GESTÃO Conteúdos Práticos Fundamentos de Gestão Planejamento estratégico Ambiente empresarial Empreendedorismo SUBTOTAL MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS áREAS DE EMPREGABILIDADE Conteúdos da área “Água de beber, água de viver” Conteúdos Práticos Conhecendo a água Problemática socioambiental e Saúde pública I Projetos de educação ambiental I . SUBTOTAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Conteúdos da área Conteúdos Práticos Computação e Computador Solução de Problemas através da Computação I TI na Prática: Jogos e Editoração de Texto SUBTOTAL TURISMO Conteúdos da área Conteúdos Práticos Turismo: fundamentos históricos e culturais Meio ambiente e turismo: espaço, paisagem e território . Atratividade turística: valores culturais e paisagísticos Impactos do Turismo SUBTOTAL TOTAL Módulos-aula semanais 4 1 2 4 2 2 2 2 2 1 1 2 25 2 1 2 5 2 1 2 5 1 2 2 5 2 1 2 5 1 1 1 2 5 30 Módulos-aula anual 160 40 80 160 80 80 80 80 80 40 40 80 1 .000 80 40 80 200 80 40 80 200 40 80 80 200 80 40 80 200 40 40 40 80 200 1 .200 Carga horária anual 133:20 33:20 66:40 133:20 66:40 66:40 66:40 66:40 66:40 33:20 33:20 66:40 833:20 66:40 33:20 66:40 166:40 66:40 33:20 66:40 166:40 33:20 66:40 66:40 166:40 66:40 33:20 66:40 166:40 33:20 33:20 33:20 66:40 166:40 1 .000:00 Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do segundo ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . (2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins. (3) Observar as orientações contidas no Ofício Circular SB/SEE nº 07/2012 e nº 28/2013 . ANExO III - CONTEÚDOS DO 1º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR NOTURNO DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS Módulos-aula semanais Módulosaula anual Carga horária anual
  • 2. 18– terça-feira, 24 de dezembro de 2013 diário do exeCutivo Linguagens BASE NACIONAL COMUM áREAS DO CONHECIMENTO Matemática Ciências da Natureza Ciências Humanas PARTE DIVERSIFICADA minas Gerais - Caderno 1 Língua Portuguesa Arte Educação Física Matemática Física Química Biologia Geografia História Sociologia Filosofia Língua Estrangeira Obrigatória Projetos Interdisciplinares Aplicados Linguagem Conteúdos da área COMUNICAÇÃO APLICADA 4 1 1 4 2 2 2 1 1 1 1 2 - 22 880 Comunicação e Sociabilidade Redes Comunicativas Comunicação na Prática: Territórios 160 40 40 160 80 80 80 40 40 40 40 80 SUBTOTAL 2 1 833:20 66:40 33:20 Conteúdos da área EMPREENDEDORISMO E GESTÃO Conteúdos Práticos de - - 66:40 SUBTOTAL Conteúdos Práticos Identificação 80 40 133:20 33:20 33:20 133:20 66:40 66:40 66:40 33:20 33:20 33:20 33:20 66:40 100:00 3 120 166:40 2 80 66:40 1 3 1 2 3 2 1 3 1 1 1 3 25 40 120 40 80 120 80 40 120 40 40 40 120 1 .000 33:20 66:40 166:40 33:20 66:40 66:40 166:40 66:40 33:20 66:40 166:40 33:20 33:20 33:20 66:40 166:40 1 .000:00 Fundamentos de Gestão Planejamento estratégico Ambiente empresarial Empreendedorismo SUBTOTAL Conhecendo a água Problemática socioambiental e Saúde pública I Projetos de educação ambiental I SUBTOTAL Computação e Computador Conteúdos da área Solução de Problemas Através da Computação I Conteúdos Práticos TI na Prática: Jogos e Editoração de Texto SUBTOTAL Turismo: fundamentos históricos e culturais Meio ambiente e turismo: espaço, paisagem e território . Atratividade turística: valores culturais e paisagísticos Impactos do Turismo SUBTOTAL TOTAL Conteúdos da área “Água de beber, água de viver”. Conteúdos Práticos MEIO AMBIETNE E RECURSOS NATURAIS áREAS DE EMPREGABILIDADE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Conteúdos da área TURISMO Conteúdos Práticos Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do 2º (segundo) ano do ensino médio noturno, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Essa oferta deverá ocorrer no contraturno, sendo a oferta obrigatória pela escola e de matrícula facultativa para o aluno . (2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins. (3) Os Projetos Interdisciplinares Aplicados e os Conteúdos Práticos das áreas de Empregabilidade, no turno noturno, referem-se a atividades a serem desenvolvidas sob a forma de projetos . ANExO IV - CONTEÚDOS DO 2º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS Linguagens Matemática Ciências da Natureza BASE NACIONAL COMUM áREAS DO CONHECIMENTO Ciências Humanas Linguagens PARTE DIVERSIFICADA 40 33:20 833:20 66:40 33:20 33:20 33:20 166:40 66:40 33:20 66:40 166:40 Conhecendo o solo 1 40 33:20 Problemática socioambiental e Saúde pública II Projetos de educação ambiental II 2 2 5 1 1 1 1 1 5 1 1 1 1 1 5 30 80 80 200 40 40 40 40 40 200 40 40 40 40 40 200 1 .000 66:40 66:40 166:40 33:20 33:20 33:20 33:20 33:20 166:40 33:20 33:20 33:20 33:20 33:20 166:40 1 .000:00 Conteúdos da área Conteúdos da área “O solo e as nossas pegadas” . Conteúdos Práticos áREAS DE EMPREGABILIDADE SUBTOTAL Conteúdos da área TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Conteúdos Práticos Sociedade da Informação Solução de Problemas Através da Computação II Jogos Digitais TI na Prática: Planilhas de Cálculos Tópicos Especiais SUBTOTAL Conteúdos da área TURISMO Conteúdos Práticos 133:20 66:40 133:20 66:40 66:40 66:40 66:40 66:40 33:20 33:20 66:40 1 .000 80 40 40 40 200 80 40 80 200 Conteúdos Práticos MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS Carga horária anual 160 80 160 80 80 80 80 80 40 40 80 1 Conteúdos Práticos EMPREENDEDORISMO E GESTÃO Módulos-aula anual 25 2 1 1 1 5 2 1 2 5 Conteúdos da área COMUNICAÇÃO APLICADA Língua Portuguesa Educação Física Matemática Física Química Biologia Geografia História Sociologia Filosofia Língua Estrangeira Obrigatória Carga horária a ser destinada à segunda língua estrangeira . SUBTOTAL Produção de Eventos Criação Visual Comunicação na Prática: Projeto Evento Tópicos Especiais SUBTOTAL Contabilidade e finanças Gestão de pessoas Análise de Custos e Formação de Preços SUBTOTAL Módulos-aula semanais 4 2 4 2 2 2 2 2 1 1 2 Turismo: Cultura, Meio Ambiente e Sustentabilidade . Turismo: Transporte, Hotelaria e Alimentação . Turismo: Agências e operadoras Diagnóstico da Infraestrutura Turística Tópicos Especiais SUBTOTAL TOTAL Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do segundo ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Não ocorrendo, por parte do aluno a escolha da segunda LEM a ser ofertada, caberá à instituição destinar este módulo-aula semanal para o conteúdo de LEM ofertado em caráter obrigatório, ficando assim este conteúdo com 3 (três) módulos-aula semanais. (2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins. (3) Os Tópicos Especiais referem-se a conteúdos flexíveis previamente autorizados pela direção da escola, inclusive, podendo ser conteúdos de outras áreas de empregabilidade. ANExO V - CONTEÚDOS DO 2º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR NOTURNO DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS Linguagens Matemática Ciências da Natureza BASE NACIONAL COMUM áREAS DO CONHECIMENTO Ciências Humanas PARTE DIVERSIFICADA Linguagem Língua Portuguesa Educação Física Matemática Física Química Biologia Geografia História Sociologia Filosofia Língua Estrangeira Obrigatória Projetos Interdisciplinares Aplicados SUBTOTAL Módulos-aula semanais 4 1 4 2 2 2 2 2 1 1 1 22 Módulos-aula anual 160 40 160 80 80 80 80 80 40 40 40 880 Carga horária anual 133:20 33:20 133:20 66:40 66:40 66:40 66:40 66:40 33:20 33:20 33:20 100:00 833:20
  • 3. minas Gerais - Caderno 1 19 terça-feira, 24 de dezembro de 2013 – diário do exeCutivo Conteúdos da área COMUNICAÇÃO APLICADA Conteúdos Práticos Produção de Eventos Criação Visual Projeto Evento Tópicos Especiais SUBTOTAL Conteúdos da área EMPREENDEDORISMO E GESTÃO Conteúdos Práticos Contabilidade e finanças Gestão de pessoas Análise de Custos e Formação de Preços SUBTOTAL áREAS DE EMPREGABILIDADE Conteúdos da área “O solo e as nossas pegadas” Conteúdos Práticos MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS Conhecendo o solo Problemática socioambiental e Saúde pública II Projetos de educação ambiental II SUBTOTAL Conteúdos da área TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Conteúdos Práticos Sociedade da Informação Solução de Problemas Através da Computação II Jogos Digitais TI na Prática: Planilhas de Cálculos Tópicos Especiais SUBTOTAL Conteúdos da área TURISMO Conteúdos Práticos Turismo: Cultura, Meio Ambiente e Sustentabilidade . Turismo: Transporte, Hotelaria e Alimentação . Turismo: Agências e operadoras Diagnóstico da Infraestrutura Turística Tópicos Especiais SUBTOTAL TOTAL 2 1 3 2 1 3 1 2 3 1 1 1 3 1 1 1 3 25 80 40 120 80 40 120 40 80 120 40 40 40 120 40 40 40 120 1 .000 66:40 33:20 33:20 33:20 166:40 66:40 33:20 66:40 166:40 33:20 66:40 66:40 166:40 33:20 33:20 33:20 33:20 33:20 166:40 33:20 33:20 33:20 33:20 33:20 166:40 1 .000:00 Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do 2º (segundo) ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Essa oferta deverá ocorrer no contraturno, sendo a oferta obrigatória pela escola e de matrícula facultativa para o aluno . (2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins. (3) Os Tópicos Especiais referem-se a conteúdos flexíveis previamente autorizados pela direção da escola, inclusive, podendo ser conteúdos de outras áreas de empregabilidade. (4) Os Projetos Interdisciplinares Aplicados e os Conteúdos Práticos das áreas de Empregabilidade, no turno noturno, referem-se a atividades a serem desenvolvidas sob a forma de projetos . ANExO VI - CONTEÚDOS DO 3º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS Língua Portuguesa Educação Física Matemática Física Química Biologia Geografia História Sociologia Filosofia Língua Estrangeira Obrigatória Carga horária a ser destinada à segunda língua estrangeira . Linguagens Matemática Ciências da Natureza BASE NACIONAL COMUM áREAS DO CONHECIMENTO Ciências Humanas PARTE DIVERSIFICADA Linguagens SUBTOTAL Conteúdos da área áREAS DE EMPREGABILIDADE COMUNICAÇÃO APLICADA Conteúdos Práticos Produção para a Web Linguagem Audiovisual Projeto Website Tópicos Especiais SUBTOTAL Conteúdos da área EMPREENDEDO RISMO E GESTÃO Conteúdos Práticos Marketing Recursos Humanos Avaliação de desempenho Plano de Negócios SUBTOTAL Conteúdos da área “O ar que respiramos” Conteúdos Práticos MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS Conhecendo o ar Problemática socioambiental e Saúde Pública III Projetos de educação ambiental III SUBTOTAL Conteúdos da área áREAS DE EMPREGABILIDADE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Conteúdos Práticos Tendências da Computação e seus Profissionais Solução de Problemas Através da Computação III Projeto de Inclusão Digital TI na Prática: Programação para Web Tópicos Especiais SUBTOTAL Conteúdos da área TURISMO Conteúdos Práticos Produtos e projetos turísticos Turismo de feiras, eventos e negócios . Marketing e Tecnologias da Informação Montagem de Produto ou Projeto Turístico Tópicos Especiais SUBTOTAL TOTAL Módulos-aula semanais 4 2 4 2 2 2 2 2 1 1 2 1 25 2 1 1 1 5 2 1 2 5 1 2 2 5 1 1 1 1 1 5 1 1 1 1 1 5 30 Módulos-aula anual Carga horária anual 160 80 160 80 80 80 80 80 40 40 80 40 1 .000 80 40 40 40 200 80 40 80 200 40 80 80 200 40 40 40 40 40 200 40 40 40 40 40 200 1 .000 133:20 66:40 133:20 66:40 66:40 66:40 66:40 66:40 33:20 33:20 66:40 33:20 833:20 66:40 33:20 33:20 33:20 166:40 66:40 33:20 66:40 166:40 33:20 66:40 66:40 166:40 33:20 33:20 33:20 33:20 33:20 166:40 33:20 33:20 33:20 33:20 33:20 166:40 1 .000:00 Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do segundo ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Não ocorrendo, por parte do aluno a escolha da segunda LEM a ser ofertada, caberá à instituição destinar este módulo-aula semanal para o conteúdo de LEM ofertado em caráter obrigatório, ficando assim este conteúdo com 3 (três) módulos-aulas semanais. (2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins. (3) Os Tópicos Especiais referem-se a conteúdos flexíveis autorizados e validados pelo diretor da escola, podendo, inclusive, serem conteúdos de outras áreas de empregabilidade. BASE NACIONAL COMUM PARTE DIVERSIFICADA áREAS DE EMPREGABILIDADE áREAS DE EMPREGABILIDADE ANExO VII - CONTEÚDOS DO 3º ANO DO ENSINO MéDIO REGULAR NOTURNO DO REINVENTANDO O ENSINO MéDIO CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS Língua Portuguesa Linguagens Educação Física Matemática Matemática Física Ciências da Natureza Química Biologia AREAS DO CONHECIMENTO Geografia História Ciências Humanas Sociologia Filosofia Língua Estrangeira Obrigatória Linguagem Projetos Interdisciplinares Aplicados SUBTOTAL Produção para a Web Conteúdos da área Linguagem Audiovisual COMUNICAÇÃO APLICADA Projeto Website Conteúdos Práticos Tópicos Especiais SUBTOTAL Marketing Recursos Humanos Conteúdos da área EMPREENDEDORISMO Avaliação de desempenho E GESTÃO Conteúdos Práticos Plano de Negócios SUBTOTAL MEIO AMBIENTE E Conteúdos da área Conhecendo o ar RECURSOS NATURAIS “O ar que respiramos” Problemática socioambiental e Saúde Pública III Conteúdos Práticos Projetos de educação ambiental III SUBTOTAL Tendências da Computação e seus Profissionais Conteúdos da área Solução de Problemas Através da Computação III TECNOLOGIA DA Projeto de Inclusão Digital INFORMAÇÃO TI na Prática: Programação para Web Conteúdos Práticos Tópicos Especiais SUBTOTAL Produtos e projetos turísticos Conteúdos da área Turismo de feiras, eventos e negócios . TURISMO Marketing e Tecnologias da Informação Montagem de Produto ou Projeto Turístico Conteúdos Práticos Tópicos Especiais SUBTOTAL TOTAL Módulos-aula semanais 4 1 4 2 2 2 2 2 1 1 1 22 2 1 3 2 1 3 Módulos-aula anual 160 40 160 80 80 80 80 80 40 40 40 880 80 40 120 80 40 120 Carga horária anual 133:20 33:20 133:20 66:40 66:40 66:40 66:40 66:40 33:20 33:20 33:20 100:00 833:20 66:40 33:20 33:20 33:20 166:40 66:40 33:20 66:40 166:40 1 40 33:20 2 3 1 1 1 3 1 1 1 3 25 80 120 40 40 40 120 40 40 40 120 1 .000 66:40 66:40 166:40 33:20 33:20 33:20 33:20 33:20 166:40 33:20 33:20 33:20 33:20 33:20 166:40 1 .000:00 Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira poderá ser ofertada a partir do 2º (segundo) ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . .No Ensino Médio noturno, esta oferta deverá ocorrer no contraturno, sendo a oferta obrigatória pela escola e de matrícula facultativa para o aluno . (2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins.
  • 4. 20– terça-feira, 24 de dezembro de 2013 diário do exeCutivo minas Gerais - Caderno 1 (3) Os Tópicos Especiais referem-se a conteúdos flexíveis autorizados e validados pelo diretor da escola, podendo, inclusive, ser conteúdos de outras áreas de empregabilidade. (4) Os Projetos Interdisciplinares Aplicados e os Conteúdos Práticos das áreas de Empregabilidade, no turno noturno, referem-se a atividades a serem desenvolvidas sob a forma de projetos . ANExO VIII - 2º e 3º ANO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO E NOTURNO / 2014 - Terminalidade BASE NACIONAL COMUM CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS Língua Portuguesa Linguagens Educação Física Matemática Matemática Física Ciências da Natureza Química Biologia Geografia História Ciências Humanas Sociologia Filosofia Linguagens Língua Estrangeira Obrigatória 2ª Língua Estrangeira áREAS DO CONHECIMENTO PARTE DIVERSIFICADA SUBTOTAL Módulos-aula semanais 4 2 4 2 2 2 2 2 1 1 2 1 25 Módulos-aula anual 160 80 160 80 80 80 80 80 40 40 80 40 880 Carga horária anual 133:20 66:40 133:20 66:40 66:40 66:40 66:40 66:40 33:20 33:20 66:40 33:20 833:20 Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira deverá ser ofertada no 2º (segundo) e 3º (terceiro) ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Não ocorrendo, por parte do aluno a escolha da segunda Língua Estrangeira Moderna - LEM - a ser ofertada, caberá à instituição destinar este móduloaula semanal para o conteúdo de LEM ofertado em caráter obrigatório, ficando assim este conteúdo com 3 (três) módulos-aula semanais. (2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins. (3) Para as escolas que implantarão o Reinventando o Ensino Médio em 2014 deverão utilizar este anexo para terminalidade . ANExO Ix- 3º ANO ENSINO MéDIO REGULAR DIURNO E NOTURNO / 2015 - Terminalidade CONTEÚDOS BáSICOS COMUNS Linguagens Matemática Ciências da Natureza BASE NACIONAL COMUM AREAS DO CONHECIMENTO Ciências Humanas PARTE DIVERSIFICADA Linguagens Língua Portuguesa Educação Física Matemática Física Química Biologia Geografia História Sociologia Filosofia Língua Estrangeira Obrigatória 2ª Língua Estrangeira SUBTOTAL Módulos-aula semanais 4 2 4 2 2 2 2 2 1 1 2 1 25 Módulos-aula anual 160 80 160 80 80 80 80 80 40 40 80 40 880 Carga horária anual 133:20 66:40 133:20 66:40 66:40 66:40 66:40 66:40 33:20 33:20 66:40 33:20 833:20 Recomendações para a elaboração do quadro curricular: (1) A segunda língua estrangeira deverá ser ofertada no 2º (segundo) e 3º (terceiro) ano do ensino médio, em cumprimento à Lei Federal nº 11 .161/05 . Não ocorrendo, por parte do aluno a escolha da segunda Língua Estrangeira Moderna - LEM - a ser ofertada, caberá à instituição destinar este módulo-aula semanal para o conteúdo de LEM ofertado em caráter obrigatório, ficando assim este conteúdo com 3 (três) módulos-aula semanais. (2) As disposições das Leis Federais nº 10 .639/2003 e nº 11 .645/2008, que tratam do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como da Lei Federal nº 11 .769/2008, que trata da obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, devem ser contempladas nos conteúdos curriculares afins. (3) Para as escolas que implantaram o Reinventando o Ensino Médio em 2013 deverão utilizar este anexo para terminalidade dos alunos do 3º ano do Ensino Médio .