SlideShare uma empresa Scribd logo
1
A SEMÂNTICA E A PRÁTICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA
Ana Fabyely Kams
Ferrarezi Junior, Celso, 1968 – Semântica para a educação básica / Celso Ferrarezi
Junior. -1 Ed. – São Paulo : Parábola Editorial; 2008 - (Estratégias de ensino;7)
CREDENCIAL DO AUTOR
CELSO FERRAREZI JUNIOR é graduado em Letras Português – Inglês (UFRO – 1989);
Mestre em Linguística – Semântica (USP – 1997); Doutor em Linguística – Semântica
(UFRO – 1998) e Pós-Doutor em Semântica (USP – 2005). Atualmente trabalha como
professor associado na UFRO.
A linguística é apresentada ao curso de Letras como uma ciência estruturada de
valor reconhecido. É por meio dela que as línguas naturais de todo o mundo foram
destrinchadas e assumindo então um caráter de grande visibilidade dado à Semântica,
pois ela consiste primordialmente na essência do ‘significado’. No entanto, o ensino na
educação básica brasileira sofre com pesar a existência do despeito aos avanços na
língua. Isso porque esta mesma educação segue estagnada numa geração anterior, o
que afeta o desenvolvimento e expansão na formação nesta área.
Com isso, a Educação Básica e o ensino de Língua Materna são colocados pelo
autor e subsidiado pela LDBN como a época mais significativa da vida escolar, pois
abrange a infância e a juventude dos alunos. Por meio dela que é repassada a
aprendizagem para ir ao nível superior. O autor coloca alguns dados sobre a Educação
Básica, do MEC e PCN para enfatizar que o professor tem liberdade para definir como os
conteúdos serão ministrados em sala. No entanto, os currículos em maioria regem certa
‘ditadura’; o que torna uma reconstrução na abordagem da língua materna na escola, um
processo longo e penoso.
2
A Semântica é colocada como ciência que estuda o significado. Onde a
compreensão e definição do significado levaram a vários conceitos diferentes da
semântica. Dentre esses conceitos, a semântica de contextos e cenários – scc foi a que
instaura o conteúdo categórico no livro de Ferrarezi. A scc envolve a ideia de que a língua
natural é um sistema de representação do mundo e de seus eventos. Ela interliga a língua
e a cultura, afirmando que ambos são formados em conjunto, que não são independentes,
e necessitam serem associados às palavras, assim como outros sinais para fortalecer
esta representação.
Ele, o autor, traz ainda uma proposta teórica de como utilizar a scc na prática
docente: relacionando o uso da língua que o aluno fala com a cultura. Com isso, o aluno é
induzido na sala de aula a utiliza sua própria língua materna – a utilizada no cotidiano –
diferente a variante ‘culta’ exigida pelas escolas; Visualizar sua língua materna e cultura
como algo que é valorizado pela instituição em que estuda; ampliar a língua e conhecer
os fenômenos linguísticos presentes neles, assim como aceita-los melhor em si e na
utilizada pelos colegas. Aceitabilidade da variação e por fim, compreensão deste objeto
tão fascinante que é a língua: sua prática e funcionamento. Estas vantagens traduzem um
novo meio que desenvolve um novo alicerce que fuja às regras do ensino tradicional
ainda muito aplicado nos estabelecimentos de ensino.
O aluno deve compreender o sentido da palavra além de ‘um sinal para representar
alguma coisa’. Devem-se considerar também os gestos, as melodias, o posicionamento
do corpo, fisionomia, e uma infinidade de sinais que por vezes, substituem uma palavra
representada graficamente. Ferrarezi, afirma que estes sentidos estão mudando, e o sinal
denominado ‘palavra’ funciona apenas porque está enrijecido em situações culturalmente
definidas. Como os sentidos estão sempre em transformação, nenhuma palavra possui
um sentido fixo, que fique enraizado nela e para sempre nela. Essa associação vem de
nós que a adequamos a um sentido exigido para determinado momento.
Dessa forma, o autor elabora um brilhante texto que percorre toda essa área da
semântica de forma idônea, denominando os conceitos, motivos para qual estudar e como
estudar. Os temas são relacionados aos métodos de como manter a língua materna à
cultura. Diria ainda que é um manual, que de início é apresentado os conceitos
fundamentais para o professor e em sequência, os temas de trabalho, com tópicos
3
explicativos e argumentativos, que buscam suprir a carência na prática docente. E que
embora, o objetivo seja ir além de mostrar esse vazio imposto pelo tradicional, a
exposição dos métodos para supri-lo, que o autor inova, sim, pois coloca essa deficiência
como uma parte que existe na língua. Assim, percebe-se que há ainda como trabalhar
com o que se gosta. Levar esse gosto ao aluno e fazê-lo sentir a beleza em sua língua e
assimila assim como parte dos sentidos.
Portanto, a lacuna existente por práticas que não se permitem novos caminhos, é o
que definiu a apresentação deste livro a professores, futuros professores e interessados
no tema para que estes abram os olhos para essa realidade tão presente nas instituições,
que carregam nomes, alunos para um mundo alheio a essa liberdade de junção com a
cultura e a língua materna.
Material produzido por: Ana Fabyely Kams
www.desmazelas.com.br
contatodesmazelas@gmail.com
fabyely_kams@yahoo.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sociolinguística
SociolinguísticaSociolinguística
Sociolinguística
Maria Glalcy Fequetia Dalcim
 
Pragmática
PragmáticaPragmática
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
Flávio Ferreira
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Ivan Barreto Dos Santos
 
GÊNEROS DISCURSIVOS
GÊNEROS DISCURSIVOSGÊNEROS DISCURSIVOS
GÊNEROS DISCURSIVOS
marianna65
 
Variação linguistica
Variação linguisticaVariação linguistica
Variação linguistica
Othavylla Tavinha
 
Modernismo no Brasil - Literatura
Modernismo no Brasil - LiteraturaModernismo no Brasil - Literatura
Modernismo no Brasil - Literatura
Carlos Eduardo
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Atividades cordel (1)
Atividades cordel (1)Atividades cordel (1)
Atividades cordel (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Fonologia aula 01
Fonologia aula 01Fonologia aula 01
Fonologia aula 01
Maria De Lourdes Ramos
 
SEMANA 04 - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE – GÊNEROS DISCURSIVOS E DIGITAIS
SEMANA 04 - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE – GÊNEROS DISCURSIVOS E DIGITAISSEMANA 04 - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE – GÊNEROS DISCURSIVOS E DIGITAIS
SEMANA 04 - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE – GÊNEROS DISCURSIVOS E DIGITAIS
GernciadeProduodeMat
 
Morfologia
MorfologiaMorfologia
Introdução a alguns conceitos da Teoria Gerativa
Introdução a alguns conceitos da Teoria GerativaIntrodução a alguns conceitos da Teoria Gerativa
Introdução a alguns conceitos da Teoria Gerativa
Márcio Leitão
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
Fabio Junior Sarti
 
Produção Textual - Manifesto
Produção Textual  - ManifestoProdução Textual  - Manifesto
Produção Textual - Manifesto
Elaine Teixeira
 
Como estudar INTERPRETAÇÃO DE TEXTO para o ENEM
Como estudar INTERPRETAÇÃO DE TEXTO para o ENEMComo estudar INTERPRETAÇÃO DE TEXTO para o ENEM
Como estudar INTERPRETAÇÃO DE TEXTO para o ENEM
ma.no.el.ne.ves
 
Aula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominalAula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominal
Gisele Fernandes Loures Domith
 
Jose j. veiga
Jose j. veigaJose j. veiga
Jose j. veiga
Leonardo Silva Costa
 
Realismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - LiteraturaRealismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - Literatura
Cynthia Funchal
 
Variações Linguísticas
Variações LinguísticasVariações Linguísticas
Variações Linguísticas
7 de Setembro
 

Mais procurados (20)

Sociolinguística
SociolinguísticaSociolinguística
Sociolinguística
 
Pragmática
PragmáticaPragmática
Pragmática
 
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
GÊNEROS DISCURSIVOS
GÊNEROS DISCURSIVOSGÊNEROS DISCURSIVOS
GÊNEROS DISCURSIVOS
 
Variação linguistica
Variação linguisticaVariação linguistica
Variação linguistica
 
Modernismo no Brasil - Literatura
Modernismo no Brasil - LiteraturaModernismo no Brasil - Literatura
Modernismo no Brasil - Literatura
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Atividades cordel (1)
Atividades cordel (1)Atividades cordel (1)
Atividades cordel (1)
 
Fonologia aula 01
Fonologia aula 01Fonologia aula 01
Fonologia aula 01
 
SEMANA 04 - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE – GÊNEROS DISCURSIVOS E DIGITAIS
SEMANA 04 - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE – GÊNEROS DISCURSIVOS E DIGITAISSEMANA 04 - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE – GÊNEROS DISCURSIVOS E DIGITAIS
SEMANA 04 - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE – GÊNEROS DISCURSIVOS E DIGITAIS
 
Morfologia
MorfologiaMorfologia
Morfologia
 
Introdução a alguns conceitos da Teoria Gerativa
Introdução a alguns conceitos da Teoria GerativaIntrodução a alguns conceitos da Teoria Gerativa
Introdução a alguns conceitos da Teoria Gerativa
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Produção Textual - Manifesto
Produção Textual  - ManifestoProdução Textual  - Manifesto
Produção Textual - Manifesto
 
Como estudar INTERPRETAÇÃO DE TEXTO para o ENEM
Como estudar INTERPRETAÇÃO DE TEXTO para o ENEMComo estudar INTERPRETAÇÃO DE TEXTO para o ENEM
Como estudar INTERPRETAÇÃO DE TEXTO para o ENEM
 
Aula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominalAula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominal
 
Jose j. veiga
Jose j. veigaJose j. veiga
Jose j. veiga
 
Realismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - LiteraturaRealismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - Literatura
 
Variações Linguísticas
Variações LinguísticasVariações Linguísticas
Variações Linguísticas
 

Semelhante a Resenha do Livro: Semântica para a Educação Básica de Celso Ferrarezi

Entrevista com silvana serrani
Entrevista com silvana serraniEntrevista com silvana serrani
Entrevista com silvana serrani
Kelly Cris
 
aula 5.doc
aula 5.docaula 5.doc
aula 5.doc
IVYCARON2
 
PCNs de Língua Portuguesa
PCNs de Língua PortuguesaPCNs de Língua Portuguesa
PCNs de Língua Portuguesa
Evaí Oliveira
 
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguisticaA formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
Fernanda Moliterno
 
Izabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel maria de matos artigo sobre linguísticaIzabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel Maria de Matos
 
Artigo especialização linguistica
Artigo especialização linguisticaArtigo especialização linguistica
Artigo especialização linguistica
Izabel Maria de Matos
 
Estágio 1o.dia
Estágio   1o.diaEstágio   1o.dia
Estágio 1o.dia
literenata
 
Fala e Escrita
Fala e EscritaFala e Escrita
Fala e Escrita
ceisementinha
 
Professor alfabetizador e a Línguistica
Professor alfabetizador e a LínguisticaProfessor alfabetizador e a Línguistica
Professor alfabetizador e a Línguistica
Fernanda Moliterno
 
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e ContradiçõesSeminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
lagunaedu
 
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e ContradiçõesSeminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
lagunaedu
 
Fala escrita livro_luiz marcuschi
Fala escrita livro_luiz marcuschiFala escrita livro_luiz marcuschi
Fala escrita livro_luiz marcuschi
Amauri Lima
 
O USO DE ATIVIDADES TRADUTÓRIAS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESTRA...
O USO DE ATIVIDADES TRADUTÓRIAS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESTRA...O USO DE ATIVIDADES TRADUTÓRIAS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESTRA...
O USO DE ATIVIDADES TRADUTÓRIAS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESTRA...
Marione Frömming
 
Projeto
ProjetoProjeto
Da fala a_escrita
Da fala a_escritaDa fala a_escrita
Da fala a_escrita
Allewerton Silveira
 
Da fala a_escrita
Da fala a_escritaDa fala a_escrita
Da fala a_escrita
Allewerton Silveira
 
Ensino de português para surdos: O que a linguística aplicada tem a nos ensinar?
Ensino de português para surdos: O que a linguística aplicada tem a nos ensinar?Ensino de português para surdos: O que a linguística aplicada tem a nos ensinar?
Ensino de português para surdos: O que a linguística aplicada tem a nos ensinar?
Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda
 
O modo imperativo numa abordagem semântica pragmática e discursiva
O modo imperativo numa abordagem semântica pragmática e discursivaO modo imperativo numa abordagem semântica pragmática e discursiva
O modo imperativo numa abordagem semântica pragmática e discursiva
Carmelita Minelio
 
Projeto de linguagem
Projeto de linguagemProjeto de linguagem
Projeto de linguagem
Escola Tancredo A. Neves
 
Projeto de linguagem
Projeto de linguagemProjeto de linguagem
Projeto de linguagem
Escola Tancredo A. Neves
 

Semelhante a Resenha do Livro: Semântica para a Educação Básica de Celso Ferrarezi (20)

Entrevista com silvana serrani
Entrevista com silvana serraniEntrevista com silvana serrani
Entrevista com silvana serrani
 
aula 5.doc
aula 5.docaula 5.doc
aula 5.doc
 
PCNs de Língua Portuguesa
PCNs de Língua PortuguesaPCNs de Língua Portuguesa
PCNs de Língua Portuguesa
 
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguisticaA formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
 
Izabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel maria de matos artigo sobre linguísticaIzabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel maria de matos artigo sobre linguística
 
Artigo especialização linguistica
Artigo especialização linguisticaArtigo especialização linguistica
Artigo especialização linguistica
 
Estágio 1o.dia
Estágio   1o.diaEstágio   1o.dia
Estágio 1o.dia
 
Fala e Escrita
Fala e EscritaFala e Escrita
Fala e Escrita
 
Professor alfabetizador e a Línguistica
Professor alfabetizador e a LínguisticaProfessor alfabetizador e a Línguistica
Professor alfabetizador e a Línguistica
 
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e ContradiçõesSeminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
 
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e ContradiçõesSeminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
Seminário academico. O Ensino da Língua Portuguesa: Perspectivas e Contradições
 
Fala escrita livro_luiz marcuschi
Fala escrita livro_luiz marcuschiFala escrita livro_luiz marcuschi
Fala escrita livro_luiz marcuschi
 
O USO DE ATIVIDADES TRADUTÓRIAS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESTRA...
O USO DE ATIVIDADES TRADUTÓRIAS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESTRA...O USO DE ATIVIDADES TRADUTÓRIAS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESTRA...
O USO DE ATIVIDADES TRADUTÓRIAS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESTRA...
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
Da fala a_escrita
Da fala a_escritaDa fala a_escrita
Da fala a_escrita
 
Da fala a_escrita
Da fala a_escritaDa fala a_escrita
Da fala a_escrita
 
Ensino de português para surdos: O que a linguística aplicada tem a nos ensinar?
Ensino de português para surdos: O que a linguística aplicada tem a nos ensinar?Ensino de português para surdos: O que a linguística aplicada tem a nos ensinar?
Ensino de português para surdos: O que a linguística aplicada tem a nos ensinar?
 
O modo imperativo numa abordagem semântica pragmática e discursiva
O modo imperativo numa abordagem semântica pragmática e discursivaO modo imperativo numa abordagem semântica pragmática e discursiva
O modo imperativo numa abordagem semântica pragmática e discursiva
 
Projeto de linguagem
Projeto de linguagemProjeto de linguagem
Projeto de linguagem
 
Projeto de linguagem
Projeto de linguagemProjeto de linguagem
Projeto de linguagem
 

Mais de Universidade Federal de Roraima

Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Universidade Federal de Roraima
 
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
Universidade Federal de Roraima
 
Amor de Maria - Inglês de Sousa (Contos Amazônicos) Ebook
Amor de Maria - Inglês de Sousa (Contos Amazônicos) EbookAmor de Maria - Inglês de Sousa (Contos Amazônicos) Ebook
Amor de Maria - Inglês de Sousa (Contos Amazônicos) Ebook
Universidade Federal de Roraima
 
Dicionário de Bolso - Oswald de Andrade
Dicionário de Bolso - Oswald de AndradeDicionário de Bolso - Oswald de Andrade
Dicionário de Bolso - Oswald de Andrade
Universidade Federal de Roraima
 
Literatura: a base para a formação do leitor (Resenha livro de Joseane Maia)
Literatura: a base para a formação do leitor (Resenha livro de Joseane Maia)Literatura: a base para a formação do leitor (Resenha livro de Joseane Maia)
Literatura: a base para a formação do leitor (Resenha livro de Joseane Maia)
Universidade Federal de Roraima
 
Crônica: Do amor ao caso ou de um caso de amor?
Crônica: Do amor ao caso ou de um caso de amor?Crônica: Do amor ao caso ou de um caso de amor?
Crônica: Do amor ao caso ou de um caso de amor?
Universidade Federal de Roraima
 
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
Universidade Federal de Roraima
 
Fundamento Histórico da Semântica Lexical
Fundamento Histórico da Semântica LexicalFundamento Histórico da Semântica Lexical
Fundamento Histórico da Semântica Lexical
Universidade Federal de Roraima
 
Análise de poemas - Thiago de Mello
Análise de poemas  - Thiago de MelloAnálise de poemas  - Thiago de Mello
Análise de poemas - Thiago de Mello
Universidade Federal de Roraima
 
Oficina de Tertúlia Literária na Escola e Teatro de Sombras
Oficina de Tertúlia Literária na Escola e Teatro de SombrasOficina de Tertúlia Literária na Escola e Teatro de Sombras
Oficina de Tertúlia Literária na Escola e Teatro de Sombras
Universidade Federal de Roraima
 
A Poesia como Manifestação Popular
A Poesia como Manifestação PopularA Poesia como Manifestação Popular
A Poesia como Manifestação Popular
Universidade Federal de Roraima
 
Literatura de Cordel e a equivalência do Oral e Escrito: A poesia como manife...
Literatura de Cordel e a equivalência do Oral e Escrito: A poesia como manife...Literatura de Cordel e a equivalência do Oral e Escrito: A poesia como manife...
Literatura de Cordel e a equivalência do Oral e Escrito: A poesia como manife...
Universidade Federal de Roraima
 
LDB - (resumo) TÍTULO VIII - em slide
LDB - (resumo) TÍTULO VIII - em slideLDB - (resumo) TÍTULO VIII - em slide
LDB - (resumo) TÍTULO VIII - em slide
Universidade Federal de Roraima
 
Clássicos do Cordel ed.2 : O Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de Barros
Clássicos do Cordel ed.2 : O Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de BarrosClássicos do Cordel ed.2 : O Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de Barros
Clássicos do Cordel ed.2 : O Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de Barros
Universidade Federal de Roraima
 
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
Universidade Federal de Roraima
 
Donzela Teodora (Cordel) de Leandro Gomes de Barros
Donzela Teodora (Cordel) de Leandro Gomes de BarrosDonzela Teodora (Cordel) de Leandro Gomes de Barros
Donzela Teodora (Cordel) de Leandro Gomes de Barros
Universidade Federal de Roraima
 
Resenha A performance, recepção, leitura de Paul Zumthor
Resenha A performance, recepção, leitura de Paul ZumthorResenha A performance, recepção, leitura de Paul Zumthor
Resenha A performance, recepção, leitura de Paul Zumthor
Universidade Federal de Roraima
 

Mais de Universidade Federal de Roraima (17)

Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
Bibliografia Rachel de Queiroz (SLIDE)
 
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
 
Amor de Maria - Inglês de Sousa (Contos Amazônicos) Ebook
Amor de Maria - Inglês de Sousa (Contos Amazônicos) EbookAmor de Maria - Inglês de Sousa (Contos Amazônicos) Ebook
Amor de Maria - Inglês de Sousa (Contos Amazônicos) Ebook
 
Dicionário de Bolso - Oswald de Andrade
Dicionário de Bolso - Oswald de AndradeDicionário de Bolso - Oswald de Andrade
Dicionário de Bolso - Oswald de Andrade
 
Literatura: a base para a formação do leitor (Resenha livro de Joseane Maia)
Literatura: a base para a formação do leitor (Resenha livro de Joseane Maia)Literatura: a base para a formação do leitor (Resenha livro de Joseane Maia)
Literatura: a base para a formação do leitor (Resenha livro de Joseane Maia)
 
Crônica: Do amor ao caso ou de um caso de amor?
Crônica: Do amor ao caso ou de um caso de amor?Crônica: Do amor ao caso ou de um caso de amor?
Crônica: Do amor ao caso ou de um caso de amor?
 
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
O Behaviorismo - Corrente teórica da psicologia [Pavlov & Watson]
 
Fundamento Histórico da Semântica Lexical
Fundamento Histórico da Semântica LexicalFundamento Histórico da Semântica Lexical
Fundamento Histórico da Semântica Lexical
 
Análise de poemas - Thiago de Mello
Análise de poemas  - Thiago de MelloAnálise de poemas  - Thiago de Mello
Análise de poemas - Thiago de Mello
 
Oficina de Tertúlia Literária na Escola e Teatro de Sombras
Oficina de Tertúlia Literária na Escola e Teatro de SombrasOficina de Tertúlia Literária na Escola e Teatro de Sombras
Oficina de Tertúlia Literária na Escola e Teatro de Sombras
 
A Poesia como Manifestação Popular
A Poesia como Manifestação PopularA Poesia como Manifestação Popular
A Poesia como Manifestação Popular
 
Literatura de Cordel e a equivalência do Oral e Escrito: A poesia como manife...
Literatura de Cordel e a equivalência do Oral e Escrito: A poesia como manife...Literatura de Cordel e a equivalência do Oral e Escrito: A poesia como manife...
Literatura de Cordel e a equivalência do Oral e Escrito: A poesia como manife...
 
LDB - (resumo) TÍTULO VIII - em slide
LDB - (resumo) TÍTULO VIII - em slideLDB - (resumo) TÍTULO VIII - em slide
LDB - (resumo) TÍTULO VIII - em slide
 
Clássicos do Cordel ed.2 : O Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de Barros
Clássicos do Cordel ed.2 : O Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de BarrosClássicos do Cordel ed.2 : O Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de Barros
Clássicos do Cordel ed.2 : O Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de Barros
 
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
 
Donzela Teodora (Cordel) de Leandro Gomes de Barros
Donzela Teodora (Cordel) de Leandro Gomes de BarrosDonzela Teodora (Cordel) de Leandro Gomes de Barros
Donzela Teodora (Cordel) de Leandro Gomes de Barros
 
Resenha A performance, recepção, leitura de Paul Zumthor
Resenha A performance, recepção, leitura de Paul ZumthorResenha A performance, recepção, leitura de Paul Zumthor
Resenha A performance, recepção, leitura de Paul Zumthor
 

Último

FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 

Resenha do Livro: Semântica para a Educação Básica de Celso Ferrarezi

  • 1. 1 A SEMÂNTICA E A PRÁTICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA Ana Fabyely Kams Ferrarezi Junior, Celso, 1968 – Semântica para a educação básica / Celso Ferrarezi Junior. -1 Ed. – São Paulo : Parábola Editorial; 2008 - (Estratégias de ensino;7) CREDENCIAL DO AUTOR CELSO FERRAREZI JUNIOR é graduado em Letras Português – Inglês (UFRO – 1989); Mestre em Linguística – Semântica (USP – 1997); Doutor em Linguística – Semântica (UFRO – 1998) e Pós-Doutor em Semântica (USP – 2005). Atualmente trabalha como professor associado na UFRO. A linguística é apresentada ao curso de Letras como uma ciência estruturada de valor reconhecido. É por meio dela que as línguas naturais de todo o mundo foram destrinchadas e assumindo então um caráter de grande visibilidade dado à Semântica, pois ela consiste primordialmente na essência do ‘significado’. No entanto, o ensino na educação básica brasileira sofre com pesar a existência do despeito aos avanços na língua. Isso porque esta mesma educação segue estagnada numa geração anterior, o que afeta o desenvolvimento e expansão na formação nesta área. Com isso, a Educação Básica e o ensino de Língua Materna são colocados pelo autor e subsidiado pela LDBN como a época mais significativa da vida escolar, pois abrange a infância e a juventude dos alunos. Por meio dela que é repassada a aprendizagem para ir ao nível superior. O autor coloca alguns dados sobre a Educação Básica, do MEC e PCN para enfatizar que o professor tem liberdade para definir como os conteúdos serão ministrados em sala. No entanto, os currículos em maioria regem certa ‘ditadura’; o que torna uma reconstrução na abordagem da língua materna na escola, um processo longo e penoso.
  • 2. 2 A Semântica é colocada como ciência que estuda o significado. Onde a compreensão e definição do significado levaram a vários conceitos diferentes da semântica. Dentre esses conceitos, a semântica de contextos e cenários – scc foi a que instaura o conteúdo categórico no livro de Ferrarezi. A scc envolve a ideia de que a língua natural é um sistema de representação do mundo e de seus eventos. Ela interliga a língua e a cultura, afirmando que ambos são formados em conjunto, que não são independentes, e necessitam serem associados às palavras, assim como outros sinais para fortalecer esta representação. Ele, o autor, traz ainda uma proposta teórica de como utilizar a scc na prática docente: relacionando o uso da língua que o aluno fala com a cultura. Com isso, o aluno é induzido na sala de aula a utiliza sua própria língua materna – a utilizada no cotidiano – diferente a variante ‘culta’ exigida pelas escolas; Visualizar sua língua materna e cultura como algo que é valorizado pela instituição em que estuda; ampliar a língua e conhecer os fenômenos linguísticos presentes neles, assim como aceita-los melhor em si e na utilizada pelos colegas. Aceitabilidade da variação e por fim, compreensão deste objeto tão fascinante que é a língua: sua prática e funcionamento. Estas vantagens traduzem um novo meio que desenvolve um novo alicerce que fuja às regras do ensino tradicional ainda muito aplicado nos estabelecimentos de ensino. O aluno deve compreender o sentido da palavra além de ‘um sinal para representar alguma coisa’. Devem-se considerar também os gestos, as melodias, o posicionamento do corpo, fisionomia, e uma infinidade de sinais que por vezes, substituem uma palavra representada graficamente. Ferrarezi, afirma que estes sentidos estão mudando, e o sinal denominado ‘palavra’ funciona apenas porque está enrijecido em situações culturalmente definidas. Como os sentidos estão sempre em transformação, nenhuma palavra possui um sentido fixo, que fique enraizado nela e para sempre nela. Essa associação vem de nós que a adequamos a um sentido exigido para determinado momento. Dessa forma, o autor elabora um brilhante texto que percorre toda essa área da semântica de forma idônea, denominando os conceitos, motivos para qual estudar e como estudar. Os temas são relacionados aos métodos de como manter a língua materna à cultura. Diria ainda que é um manual, que de início é apresentado os conceitos fundamentais para o professor e em sequência, os temas de trabalho, com tópicos
  • 3. 3 explicativos e argumentativos, que buscam suprir a carência na prática docente. E que embora, o objetivo seja ir além de mostrar esse vazio imposto pelo tradicional, a exposição dos métodos para supri-lo, que o autor inova, sim, pois coloca essa deficiência como uma parte que existe na língua. Assim, percebe-se que há ainda como trabalhar com o que se gosta. Levar esse gosto ao aluno e fazê-lo sentir a beleza em sua língua e assimila assim como parte dos sentidos. Portanto, a lacuna existente por práticas que não se permitem novos caminhos, é o que definiu a apresentação deste livro a professores, futuros professores e interessados no tema para que estes abram os olhos para essa realidade tão presente nas instituições, que carregam nomes, alunos para um mundo alheio a essa liberdade de junção com a cultura e a língua materna. Material produzido por: Ana Fabyely Kams www.desmazelas.com.br contatodesmazelas@gmail.com fabyely_kams@yahoo.com.br