SlideShare uma empresa Scribd logo
Autores:
Denise Pimenta, Leandro Borges, Kizi Araújo,
Maria Cristina Guimarães, Cícera da Silva
"Repositórios Temáticos e Memória: a
constituição da Educação em Saúde no
Brasil por meio da trajetória de Virgínia
Schall "
2-4 Novembro, 2016. Instituto Politécnico de Viseu - Portugal
Introdução
• A preservação e disseminação da memória e informação são
consideradas atualmente como fatores importantes dentro do processo
informacional (Borges, 2015).
• Neste cenário, as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) e o
Movimento de Acesso Livre (Open Access) surgem nas últimas décadas
como ferramentas potencializadoras desse processo.
• Assim, os Repositórios Digitais (temáticos ou institucionais) são
utilizados como uma das principais ferramentas para a implementação
do Acesso Livre no mundo e como mecanismo de preservação da
memória e gestão da informação.
Introdução
• A trajetória da pesquisadora brasileira Virgínia Torres Schall (1954-
2015) e sua contribuição para a área do conhecimento Educação em
Saúde é objeto de estudo do trabalho.
• Projeto em desenvolvimento no Centro de Pesquisas René Rachou
(CPqRR), em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação
Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT), ambas unidades da
Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
Introdução
• Virgínia Schall foi psicóloga, mestre em
neurofisiologia e comportamento e doutora em
educação. Pesquisadora titular da Fiocruz, teve mais
de uma centena de artigos completos publicados em
periódicos nacionais e internacionais.
• Virginia teve trajetória fundamental na constituição e
fortalecimento de inúmeras linhas de pesquisa no
Brasil, tais como: Educação em Saúde, Saúde Coletiva,
Ensino de Ciências e Divulgação Científica.
• Além da atividade científica, foi poetisa e integrante
da Academia Feminina Mineira de Letras. Como poeta,
recebeu vários prêmios, e têm diversos livros de
poesias publicados, inclusive para o público infantil.
Objetivos
• O objetivo central deste trabalho é apresentar a experiência de
construção de um repositório Temático (RT), que procurou organizar e
sistematizar a produção acadêmica e de materiais
informativos/educativos desenvolvidos por Virgínia Schall.
• Além disso, almeja-se discutir o conceito de memória e sua relação
com os Repositórios Temáticos (RT) no campo da Saúde.
Metodologia
• A produção da pesquisadora foi compilada a partir dos dados contidos no
Currículo Lattes da autora. Uma síntese de sua biografia foi resgatada por
meio da análise de sua produção registrada no Currículo Lattes, fonte
declaratória, criada pelo CNPq.
• Os dados presentes na fonte foram extraídos por meio da plataforma Stela
Experta, aplicativo desenvolvido pelo Instituto Stela contratado pela
Fiocruz, o qual realiza uma espécie de harvesting no Currículo Lattes.
• Após a extração de toda a produção, estas foram categorizadas e excluídas
as duplicidades e produções não autorais. Após esta etapa, foi realizada
uma padronização das entradas de autoria.
• Com o objetivo de triar as produções da pesquisadora na temática
específica de Educação em Saúde para posterior inserção do material no
ARCA (Repositório Institucional da Fiocruz), foi realizada análise das
temáticas a partir da leitura dos títulos e palavras-chave dos
documentos.
Metodologia
• Em seguida à busca e localização dos textos completos dos artigos de
periódicos, foi feita a exportação dos metadados de forma
automática por meio de script desenvolvido pela equipe do Arca. Se
priorizou a exportação dos metadados das tipologias documentais que
fossem de acesso imediato, estando sendo feito em paralelo, a
localização das demais, conforme sua acessibilidade: se já digitais
serão disponibilizadas a seguir. Caso não estejam disponíveis em versão
digital, será feita digitalização, observando-se a Lei de Direitos
Autorais vigente no país.
• Com relação à disponibilização dos dados, criou-se um espelho que
dará acesso a sua produção depositada originalmente no Arca, sem que
tenha sido necessário criar outra instância para o RT de Educação em
Saúde.
Metodologia
PRODUÇÃO QUANTIDADE
Apresentação de trabalho 36
Artigo publicado em periódico 175
Capítulo de livro 40
Demais trabalhos relevantes 4
Desenvolvimento de material didático 24
Livro publicado 27
Mídias sociais,blogs,websites 1
Produção artística/ cultural 12
Patentes e registros 2
Produto tecnológico 5
Programa de rádio/tv 5
Texto em jornal e revista 21
Trabalhos publicados em anais de eventos 194
Trabalhos técnicos 18
Total 564
Quadro 1: Perfil de tipologias da produção acadêmica de Virgínia Schall extraída do
CV Lattes via script.
Resultados
• Foram encontrados 564 registros distribuídos em diferentes tipologias
de produção (trabalhos de congresso, artigos de periódicos, capítulos
de livros e outras tipologias documentais) e escopo temático (Educação
em Saúde, Divulgação Científica).
• Para o enquadramento ao RT e buscando delinear a contribuição desta
importante pesquisadora para o campo no Brasil, deste total foram
separadas todas as produções na temática Educação em Saúde, o que
totalizou 313 itens (56% do total de produções).
• Desta forma, observa-se sua forte presença no campo, seja pela
discussão da temática de Educação em Saúde em eventos científicos e
outros veículos formais ou pela diversidade de produtos que podem ser
considerados de divulgação científica.
Resultados
Quadro 2: Distribuição da produção de Virgínia Schall sobre Educação em Saúde,
segundo tipologia documental.
Tipologia da produção de Virgínia Schall sobre educação e saúde Nº %
Trabalhos publicados em anais 140 45
Artigos de periódicos 84 27
Capítulos de livros 28 9
Material didático 23 7
Livros 13 4
Textos em jornais e revistas de divulgação 10 3
Outras produções (artísticas e bibliográficas) 6 2
Produtos tecnológicos 5 2
Programas rádio, tv 4 1
Total 313 100
Considerações Finais
• O trabalho apresentado representa um primeiro esforço de
organização, sistematização e representação da produção intelectual
da pesquisadora e poetisa Virginia Torres Schall na área de Educação
em Saúde.
• Esperamos que a evolução deste trabalho possa auxiliar no processo de
acesso e compreensão da história e memória do campo de Educação em
Saúde e que a construção deste RT possa conferir maior visibilidade e
acesso ao patrimônio digital de Virgínia, bem como garantir a
preservação e conservação da memória de seu valoroso trabalho no
campo de Educação em Saúde no Brasil.
Obrigada!
Equipe:
Centro de Pesquisas René Rachou (Fiocruz- MG)
Denise Nacif Pimenta (pimentadn@gmail.com)
Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica
em Saúde (Icict/Fiocruz)
Leandro Borges
Kizi Araújo
Maria Cristina Guimarães
Cícera Henrique da Silva

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
Projeto RCAAP
 
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
Projeto RCAAP
 
PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras
PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e InovadorasPUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras
PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras
Projeto RCAAP
 
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituiçãoPortal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos UFSC
 
Sérgio Dias Cirino - GT7: Portais Institucionais de periódicos e a transição ...
Sérgio Dias Cirino - GT7: Portais Institucionais de periódicos e a transição ...Sérgio Dias Cirino - GT7: Portais Institucionais de periódicos e a transição ...
Sérgio Dias Cirino - GT7: Portais Institucionais de periódicos e a transição ...
SciELO - Scientific Electronic Library Online
 
Ciência Aberta no Horizonte Europa - requisitos e dicas práticas para prepar...
Ciência Aberta no Horizonte Europa  - requisitos e dicas práticas para prepar...Ciência Aberta no Horizonte Europa  - requisitos e dicas práticas para prepar...
Ciência Aberta no Horizonte Europa - requisitos e dicas práticas para prepar...
Pedro Príncipe
 
Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1
Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1
Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1
FCCN - RCAAP
 
ABERTURA E GESTÃO DE DADOS DE INVESTIGAÇÃO - Estratégias Institucionais e Ser...
ABERTURA E GESTÃO DE DADOS DE INVESTIGAÇÃO - Estratégias Institucionais e Ser...ABERTURA E GESTÃO DE DADOS DE INVESTIGAÇÃO - Estratégias Institucionais e Ser...
ABERTURA E GESTÃO DE DADOS DE INVESTIGAÇÃO - Estratégias Institucionais e Ser...
Pedro Príncipe
 

Mais procurados (8)

e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
 
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
 
PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras
PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e InovadorasPUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras
PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras
 
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituiçãoPortal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
 
Sérgio Dias Cirino - GT7: Portais Institucionais de periódicos e a transição ...
Sérgio Dias Cirino - GT7: Portais Institucionais de periódicos e a transição ...Sérgio Dias Cirino - GT7: Portais Institucionais de periódicos e a transição ...
Sérgio Dias Cirino - GT7: Portais Institucionais de periódicos e a transição ...
 
Ciência Aberta no Horizonte Europa - requisitos e dicas práticas para prepar...
Ciência Aberta no Horizonte Europa  - requisitos e dicas práticas para prepar...Ciência Aberta no Horizonte Europa  - requisitos e dicas práticas para prepar...
Ciência Aberta no Horizonte Europa - requisitos e dicas práticas para prepar...
 
Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1
Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1
Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1
 
ABERTURA E GESTÃO DE DADOS DE INVESTIGAÇÃO - Estratégias Institucionais e Ser...
ABERTURA E GESTÃO DE DADOS DE INVESTIGAÇÃO - Estratégias Institucionais e Ser...ABERTURA E GESTÃO DE DADOS DE INVESTIGAÇÃO - Estratégias Institucionais e Ser...
ABERTURA E GESTÃO DE DADOS DE INVESTIGAÇÃO - Estratégias Institucionais e Ser...
 

Destaque

Social Dendro - Aplicação de Conceitos de Redes Sociais à Gestão de Dados de ...
Social Dendro - Aplicação de Conceitos de Redes Sociais à Gestão de Dados de ...Social Dendro - Aplicação de Conceitos de Redes Sociais à Gestão de Dados de ...
Social Dendro - Aplicação de Conceitos de Redes Sociais à Gestão de Dados de ...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Data context new developments for research the social sciences
 Data context new developments for research the social sciences Data context new developments for research the social sciences
Data context new developments for research the social sciences
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Oficina 5 confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Oficina 5   confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...Oficina 5   confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Oficina 5 confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Panorama do Autoarquivamento nos Repositórios Institucionais Portugueses
Panorama do Autoarquivamento nos Repositórios Institucionais PortuguesesPanorama do Autoarquivamento nos Repositórios Institucionais Portugueses
Panorama do Autoarquivamento nos Repositórios Institucionais Portugueses
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
A ColaboraçãO E A InteraçãO Na Web 2.0
A ColaboraçãO E A InteraçãO Na Web 2.0A ColaboraçãO E A InteraçãO Na Web 2.0
A ColaboraçãO E A InteraçãO Na Web 2.0
Fabiano Couto
 
Exercícios glasgow 2
Exercícios glasgow 2Exercícios glasgow 2
Exercícios glasgow 2
Eduardo Júnior
 
Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)
Eduardo Júnior
 
UFOP (2015) Educação em saúde e mudança de comportamento
UFOP (2015) Educação em saúde e mudança de comportamentoUFOP (2015) Educação em saúde e mudança de comportamento
UFOP (2015) Educação em saúde e mudança de comportamento
Leonardo Savassi
 
Iaps 3 UFMG habilidade de comunicação na vd
Iaps 3 UFMG  habilidade de comunicação na vdIaps 3 UFMG  habilidade de comunicação na vd
Iaps 3 UFMG habilidade de comunicação na vd
Leonardo Savassi
 
Programa saúde na escola–pse.ppt
Programa saúde na escola–pse.pptPrograma saúde na escola–pse.ppt
Programa saúde na escola–pse.ppt
SMEdeItabaianinha
 
Habilidade de comunicação para entrevistas
Habilidade de comunicação para entrevistasHabilidade de comunicação para entrevistas
Habilidade de comunicação para entrevistas
Leonardo Savassi
 
Educação para a Saúde (referencial 2016)
Educação para a Saúde (referencial 2016)Educação para a Saúde (referencial 2016)
Educação para a Saúde (referencial 2016)
psicologiaestoi
 
Saúde e Educação
Saúde e EducaçãoSaúde e Educação
Saúde e Educação
Instituto Consciência GO
 
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
Leonardo Savassi
 
2015 saúde da criança ufmg - princípios do sus
2015 saúde da criança   ufmg - princípios do sus2015 saúde da criança   ufmg - princípios do sus
2015 saúde da criança ufmg - princípios do sus
Ricardo Alexandre
 
PSE
PSEPSE
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMGAula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Leonardo Savassi
 
Ações do Programa Saúde na Escola (PSE)
Ações do Programa Saúde na Escola (PSE)Ações do Programa Saúde na Escola (PSE)
Ações do Programa Saúde na Escola (PSE)
Adriano Monteiro
 
Pse - Programa Saúde na Escola
Pse - Programa Saúde na EscolaPse - Programa Saúde na Escola
Pse - Programa Saúde na Escola
Ana Luzia
 
Cartilha I Saúde na Escola
Cartilha I Saúde na EscolaCartilha I Saúde na Escola
Cartilha I Saúde na Escola
Ministério da Saúde
 

Destaque (20)

Social Dendro - Aplicação de Conceitos de Redes Sociais à Gestão de Dados de ...
Social Dendro - Aplicação de Conceitos de Redes Sociais à Gestão de Dados de ...Social Dendro - Aplicação de Conceitos de Redes Sociais à Gestão de Dados de ...
Social Dendro - Aplicação de Conceitos de Redes Sociais à Gestão de Dados de ...
 
Data context new developments for research the social sciences
 Data context new developments for research the social sciences Data context new developments for research the social sciences
Data context new developments for research the social sciences
 
Oficina 5 confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Oficina 5   confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...Oficina 5   confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Oficina 5 confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
 
Panorama do Autoarquivamento nos Repositórios Institucionais Portugueses
Panorama do Autoarquivamento nos Repositórios Institucionais PortuguesesPanorama do Autoarquivamento nos Repositórios Institucionais Portugueses
Panorama do Autoarquivamento nos Repositórios Institucionais Portugueses
 
A ColaboraçãO E A InteraçãO Na Web 2.0
A ColaboraçãO E A InteraçãO Na Web 2.0A ColaboraçãO E A InteraçãO Na Web 2.0
A ColaboraçãO E A InteraçãO Na Web 2.0
 
Exercícios glasgow 2
Exercícios glasgow 2Exercícios glasgow 2
Exercícios glasgow 2
 
Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)
 
UFOP (2015) Educação em saúde e mudança de comportamento
UFOP (2015) Educação em saúde e mudança de comportamentoUFOP (2015) Educação em saúde e mudança de comportamento
UFOP (2015) Educação em saúde e mudança de comportamento
 
Iaps 3 UFMG habilidade de comunicação na vd
Iaps 3 UFMG  habilidade de comunicação na vdIaps 3 UFMG  habilidade de comunicação na vd
Iaps 3 UFMG habilidade de comunicação na vd
 
Programa saúde na escola–pse.ppt
Programa saúde na escola–pse.pptPrograma saúde na escola–pse.ppt
Programa saúde na escola–pse.ppt
 
Habilidade de comunicação para entrevistas
Habilidade de comunicação para entrevistasHabilidade de comunicação para entrevistas
Habilidade de comunicação para entrevistas
 
Educação para a Saúde (referencial 2016)
Educação para a Saúde (referencial 2016)Educação para a Saúde (referencial 2016)
Educação para a Saúde (referencial 2016)
 
Saúde e Educação
Saúde e EducaçãoSaúde e Educação
Saúde e Educação
 
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
 
2015 saúde da criança ufmg - princípios do sus
2015 saúde da criança   ufmg - princípios do sus2015 saúde da criança   ufmg - princípios do sus
2015 saúde da criança ufmg - princípios do sus
 
PSE
PSEPSE
PSE
 
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMGAula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
 
Ações do Programa Saúde na Escola (PSE)
Ações do Programa Saúde na Escola (PSE)Ações do Programa Saúde na Escola (PSE)
Ações do Programa Saúde na Escola (PSE)
 
Pse - Programa Saúde na Escola
Pse - Programa Saúde na EscolaPse - Programa Saúde na Escola
Pse - Programa Saúde na Escola
 
Cartilha I Saúde na Escola
Cartilha I Saúde na EscolaCartilha I Saúde na Escola
Cartilha I Saúde na Escola
 

Semelhante a Repositórios Temáticos e Memória: a constituição da Educação em Saúde no Brasil por meio da trajetória de Virgínia Schall

Ciência da Informação no Brasil
Ciência da Informação no BrasilCiência da Informação no Brasil
Ciência da Informação no Brasil
Fernadmini
 
seminarioprofluciana
seminarioproflucianaseminarioprofluciana
seminarioprofluciana
Alinebataglia
 
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZOficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
ComunidadRedDes
 
"Fontes de indexação para periódicos científicos", Palestra de Gildenir Carol...
"Fontes de indexação para periódicos científicos", Palestra de Gildenir Carol..."Fontes de indexação para periódicos científicos", Palestra de Gildenir Carol...
"Fontes de indexação para periódicos científicos", Palestra de Gildenir Carol...
Suelybcs .
 
1379 _ Silva et al..docx
1379 _ Silva et al..docx1379 _ Silva et al..docx
1379 _ Silva et al..docx
MiguelCalderari1
 
Arquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicosArquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicos
UFSC
 
Novas tecnologias na pesquisa histórica, busca de
Novas tecnologias na pesquisa histórica, busca deNovas tecnologias na pesquisa histórica, busca de
Novas tecnologias na pesquisa histórica, busca de
Julio de Sa
 
Marketing digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Marketing digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso AbertoMarketing digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Marketing digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Portal de Periódicos UFSC
 
Aguia apresentacao 20200309_ab
Aguia apresentacao 20200309_abAguia apresentacao 20200309_ab
Aguia apresentacao 20200309_ab
SIBiUSP
 
A CULTURA E A DIVERSIDADE NO ACESSO E USO DO PORTAL PERIÓDICOS DA UNIVERSIDAD...
A CULTURA E A DIVERSIDADE NO ACESSO E USO DO PORTAL PERIÓDICOS DA UNIVERSIDAD...A CULTURA E A DIVERSIDADE NO ACESSO E USO DO PORTAL PERIÓDICOS DA UNIVERSIDAD...
A CULTURA E A DIVERSIDADE NO ACESSO E USO DO PORTAL PERIÓDICOS DA UNIVERSIDAD...
UFSC
 
CTDI_Vila_Conde
CTDI_Vila_CondeCTDI_Vila_Conde
CTDI_Vila_Conde
Diana Silva
 
Ctdi diana
Ctdi dianaCtdi diana
Ctdi diana
Diana Silva
 
1.5 educação digital carvalho neto
1.5   educação digital carvalho neto1.5   educação digital carvalho neto
1.5 educação digital carvalho neto
andre barbosa
 
Marketing Digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Marketing Digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso AbertoMarketing Digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Marketing Digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Portal de Periódicos UFSC
 
Modelos de literacia da informação e desenho de um programa para bibliotecas ...
Modelos de literacia da informação e desenho de um programa para bibliotecas ...Modelos de literacia da informação e desenho de um programa para bibliotecas ...
Modelos de literacia da informação e desenho de um programa para bibliotecas ...
Tatiana Sanches
 
Acesso abertoluso
Acesso abertolusoAcesso abertoluso
Metodologia da pesquisa
Metodologia da pesquisaMetodologia da pesquisa
Metodologia da pesquisa
LURDINHA BEZERRA
 
Prointer oficcial biblioteca virtual
Prointer oficcial   biblioteca virtualProinter oficcial   biblioteca virtual
Prointer oficcial biblioteca virtual
Viviane Macedo
 
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionaisPromoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Pedro Príncipe
 

Semelhante a Repositórios Temáticos e Memória: a constituição da Educação em Saúde no Brasil por meio da trajetória de Virgínia Schall (20)

Ciência da Informação no Brasil
Ciência da Informação no BrasilCiência da Informação no Brasil
Ciência da Informação no Brasil
 
seminarioprofluciana
seminarioproflucianaseminarioprofluciana
seminarioprofluciana
 
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZOficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
Oficina online para compartilhamento de experiências no uso do DSPACE:FIOCRUZ
 
"Fontes de indexação para periódicos científicos", Palestra de Gildenir Carol...
"Fontes de indexação para periódicos científicos", Palestra de Gildenir Carol..."Fontes de indexação para periódicos científicos", Palestra de Gildenir Carol...
"Fontes de indexação para periódicos científicos", Palestra de Gildenir Carol...
 
1379 _ Silva et al..docx
1379 _ Silva et al..docx1379 _ Silva et al..docx
1379 _ Silva et al..docx
 
Arquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicosArquitetura da informação em periódicos científicos
Arquitetura da informação em periódicos científicos
 
Novas tecnologias na pesquisa histórica, busca de
Novas tecnologias na pesquisa histórica, busca deNovas tecnologias na pesquisa histórica, busca de
Novas tecnologias na pesquisa histórica, busca de
 
Marketing digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Marketing digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso AbertoMarketing digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Marketing digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
 
Aguia apresentacao 20200309_ab
Aguia apresentacao 20200309_abAguia apresentacao 20200309_ab
Aguia apresentacao 20200309_ab
 
A CULTURA E A DIVERSIDADE NO ACESSO E USO DO PORTAL PERIÓDICOS DA UNIVERSIDAD...
A CULTURA E A DIVERSIDADE NO ACESSO E USO DO PORTAL PERIÓDICOS DA UNIVERSIDAD...A CULTURA E A DIVERSIDADE NO ACESSO E USO DO PORTAL PERIÓDICOS DA UNIVERSIDAD...
A CULTURA E A DIVERSIDADE NO ACESSO E USO DO PORTAL PERIÓDICOS DA UNIVERSIDAD...
 
CTDI_Vila_Conde
CTDI_Vila_CondeCTDI_Vila_Conde
CTDI_Vila_Conde
 
Ctdi diana
Ctdi dianaCtdi diana
Ctdi diana
 
1.5 educação digital carvalho neto
1.5   educação digital carvalho neto1.5   educação digital carvalho neto
1.5 educação digital carvalho neto
 
Marketing Digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Marketing Digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso AbertoMarketing Digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
Marketing Digital em Portais de Periódicos Científicos de Acesso Aberto
 
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
 
Modelos de literacia da informação e desenho de um programa para bibliotecas ...
Modelos de literacia da informação e desenho de um programa para bibliotecas ...Modelos de literacia da informação e desenho de um programa para bibliotecas ...
Modelos de literacia da informação e desenho de um programa para bibliotecas ...
 
Acesso abertoluso
Acesso abertolusoAcesso abertoluso
Acesso abertoluso
 
Metodologia da pesquisa
Metodologia da pesquisaMetodologia da pesquisa
Metodologia da pesquisa
 
Prointer oficcial biblioteca virtual
Prointer oficcial   biblioteca virtualProinter oficcial   biblioteca virtual
Prointer oficcial biblioteca virtual
 
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionaisPromoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais
 

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta

Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição EletrónicaPré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA10 anos RCAAP - ConfOA
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência AbertaPrograma de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso AbertoAnálise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do pacienteAcesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOIServiço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidadePreservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em PortugalDo acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta (20)

Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
 
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição EletrónicaPré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
 
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
 
10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA
 
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência AbertaPrograma de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
 
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso AbertoAnálise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
 
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do pacienteAcesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
 
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
 
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
 
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
 
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
 
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
 
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOIServiço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
 
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
 
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
 
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidadePreservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
 
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
 
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em PortugalDo acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
 
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
 
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
 

Repositórios Temáticos e Memória: a constituição da Educação em Saúde no Brasil por meio da trajetória de Virgínia Schall

  • 1. Autores: Denise Pimenta, Leandro Borges, Kizi Araújo, Maria Cristina Guimarães, Cícera da Silva "Repositórios Temáticos e Memória: a constituição da Educação em Saúde no Brasil por meio da trajetória de Virgínia Schall " 2-4 Novembro, 2016. Instituto Politécnico de Viseu - Portugal
  • 2. Introdução • A preservação e disseminação da memória e informação são consideradas atualmente como fatores importantes dentro do processo informacional (Borges, 2015). • Neste cenário, as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) e o Movimento de Acesso Livre (Open Access) surgem nas últimas décadas como ferramentas potencializadoras desse processo. • Assim, os Repositórios Digitais (temáticos ou institucionais) são utilizados como uma das principais ferramentas para a implementação do Acesso Livre no mundo e como mecanismo de preservação da memória e gestão da informação.
  • 3. Introdução • A trajetória da pesquisadora brasileira Virgínia Torres Schall (1954- 2015) e sua contribuição para a área do conhecimento Educação em Saúde é objeto de estudo do trabalho. • Projeto em desenvolvimento no Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR), em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT), ambas unidades da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
  • 4. Introdução • Virgínia Schall foi psicóloga, mestre em neurofisiologia e comportamento e doutora em educação. Pesquisadora titular da Fiocruz, teve mais de uma centena de artigos completos publicados em periódicos nacionais e internacionais. • Virginia teve trajetória fundamental na constituição e fortalecimento de inúmeras linhas de pesquisa no Brasil, tais como: Educação em Saúde, Saúde Coletiva, Ensino de Ciências e Divulgação Científica. • Além da atividade científica, foi poetisa e integrante da Academia Feminina Mineira de Letras. Como poeta, recebeu vários prêmios, e têm diversos livros de poesias publicados, inclusive para o público infantil.
  • 5. Objetivos • O objetivo central deste trabalho é apresentar a experiência de construção de um repositório Temático (RT), que procurou organizar e sistematizar a produção acadêmica e de materiais informativos/educativos desenvolvidos por Virgínia Schall. • Além disso, almeja-se discutir o conceito de memória e sua relação com os Repositórios Temáticos (RT) no campo da Saúde.
  • 6. Metodologia • A produção da pesquisadora foi compilada a partir dos dados contidos no Currículo Lattes da autora. Uma síntese de sua biografia foi resgatada por meio da análise de sua produção registrada no Currículo Lattes, fonte declaratória, criada pelo CNPq. • Os dados presentes na fonte foram extraídos por meio da plataforma Stela Experta, aplicativo desenvolvido pelo Instituto Stela contratado pela Fiocruz, o qual realiza uma espécie de harvesting no Currículo Lattes. • Após a extração de toda a produção, estas foram categorizadas e excluídas as duplicidades e produções não autorais. Após esta etapa, foi realizada uma padronização das entradas de autoria. • Com o objetivo de triar as produções da pesquisadora na temática específica de Educação em Saúde para posterior inserção do material no ARCA (Repositório Institucional da Fiocruz), foi realizada análise das temáticas a partir da leitura dos títulos e palavras-chave dos documentos.
  • 7. Metodologia • Em seguida à busca e localização dos textos completos dos artigos de periódicos, foi feita a exportação dos metadados de forma automática por meio de script desenvolvido pela equipe do Arca. Se priorizou a exportação dos metadados das tipologias documentais que fossem de acesso imediato, estando sendo feito em paralelo, a localização das demais, conforme sua acessibilidade: se já digitais serão disponibilizadas a seguir. Caso não estejam disponíveis em versão digital, será feita digitalização, observando-se a Lei de Direitos Autorais vigente no país. • Com relação à disponibilização dos dados, criou-se um espelho que dará acesso a sua produção depositada originalmente no Arca, sem que tenha sido necessário criar outra instância para o RT de Educação em Saúde.
  • 8. Metodologia PRODUÇÃO QUANTIDADE Apresentação de trabalho 36 Artigo publicado em periódico 175 Capítulo de livro 40 Demais trabalhos relevantes 4 Desenvolvimento de material didático 24 Livro publicado 27 Mídias sociais,blogs,websites 1 Produção artística/ cultural 12 Patentes e registros 2 Produto tecnológico 5 Programa de rádio/tv 5 Texto em jornal e revista 21 Trabalhos publicados em anais de eventos 194 Trabalhos técnicos 18 Total 564 Quadro 1: Perfil de tipologias da produção acadêmica de Virgínia Schall extraída do CV Lattes via script.
  • 9. Resultados • Foram encontrados 564 registros distribuídos em diferentes tipologias de produção (trabalhos de congresso, artigos de periódicos, capítulos de livros e outras tipologias documentais) e escopo temático (Educação em Saúde, Divulgação Científica). • Para o enquadramento ao RT e buscando delinear a contribuição desta importante pesquisadora para o campo no Brasil, deste total foram separadas todas as produções na temática Educação em Saúde, o que totalizou 313 itens (56% do total de produções). • Desta forma, observa-se sua forte presença no campo, seja pela discussão da temática de Educação em Saúde em eventos científicos e outros veículos formais ou pela diversidade de produtos que podem ser considerados de divulgação científica.
  • 10. Resultados Quadro 2: Distribuição da produção de Virgínia Schall sobre Educação em Saúde, segundo tipologia documental. Tipologia da produção de Virgínia Schall sobre educação e saúde Nº % Trabalhos publicados em anais 140 45 Artigos de periódicos 84 27 Capítulos de livros 28 9 Material didático 23 7 Livros 13 4 Textos em jornais e revistas de divulgação 10 3 Outras produções (artísticas e bibliográficas) 6 2 Produtos tecnológicos 5 2 Programas rádio, tv 4 1 Total 313 100
  • 11. Considerações Finais • O trabalho apresentado representa um primeiro esforço de organização, sistematização e representação da produção intelectual da pesquisadora e poetisa Virginia Torres Schall na área de Educação em Saúde. • Esperamos que a evolução deste trabalho possa auxiliar no processo de acesso e compreensão da história e memória do campo de Educação em Saúde e que a construção deste RT possa conferir maior visibilidade e acesso ao patrimônio digital de Virgínia, bem como garantir a preservação e conservação da memória de seu valoroso trabalho no campo de Educação em Saúde no Brasil.
  • 12. Obrigada! Equipe: Centro de Pesquisas René Rachou (Fiocruz- MG) Denise Nacif Pimenta (pimentadn@gmail.com) Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz) Leandro Borges Kizi Araújo Maria Cristina Guimarães Cícera Henrique da Silva