SlideShare uma empresa Scribd logo
BIBLIOTECA ESCOLAR – DESAFIOS NO CONTEXTO DA ESCOLA ATUAL




                            REFLEXÃO FINAL
♦Autoavaliação

Ao inscrever-me nesta ação, inerente ao cargo pedagógico que desempenho,
procurei melhorar/atualizar os meus conhecimentos numa área crucial para
enfrentar os desafios que atualmente se colocam numa Biblioteca Escolar e
simultaneamente na escola atual. Confesso que a minha formação nesta
área era fraca, mas procurei ao longo de todas as sessões
cumprir/acompanhar as tarefas que me foram propostas; no entanto, nem
sempre consegui atempadamente e estou ainda a tentar completar tarefas;
penso que o importante é, cada um ao seu ritmo, continuar a exploração de
todas as ferramentas apresentadas de modo a consolidar os conhecimentos
adquiridos.

Tentei ser pontual e assídua e participar em todas as sessões de forma
espontânea ou como resposta ás solicitações das formadoras.

No decurso da formação senti algumas dificuldades na realização do
trabalho autónomo, tendo contudo recorrido às formadoras e colegas
para ultrapassar as dificuldades sentidas.

Apesar de alguns constrangimentos, concluo que fiquei a conhecer todas
estas ferramentas participativas e de partilha de conteúdos assim como as
potencialidades de cada uma, no âmbito da Biblioteca Escolar.



“Os Caminhos fazem-se caminhando” eu estou a tentar fazer o meu…




                            Maria Arlete Caldeira
BIBLIOTECA ESCOLAR – DESAFIOS NO CONTEXTO DA ESCOLA ATUAL


♦Avaliação da ação
A avaliação da ação por um formando, apesar do seu cunho subjetivista,
passa sempre forçosamente pelo grau de consecução dos objetivos
delineados; nesse sentido considero que esta ação contribuiu para
melhorar a minha prática e o trabalho da Biblioteca; proporcionou a
partilha entre os vários professores bibliotecários presentes; fomentou a
reflexão/avaliação do trabalho da Biblioteca abrindo o campo para novas
aprendizagens conducentes à melhoria e qualidade das aprendizagens e,
simultaneamente, permitiu a elaboração de instrumentos/ferramentas a
aplicar no quotidiano da Biblioteca e ainda a criação de redes de trabalho
e comunidades de prática que proporcionam o envolvimento de parceiros
a nível local.

Penso que, de uma maneira geral, os objetivos da ação foram alcançados
e a maioria dos conteúdos foram trabalhados com sucesso.

Em relação à metodologia adotada refiro a forma como as formadoras
conduziram/implementaram a ação, incorporando um papel de
promotoras e facilitadoras de reflexão permanente com os formandos
sobre o seu papel na Biblioteca e nos desafios que se colocam atualmente
face ao desenvolvimento tecnológico e as suas lógicas implorações no
processo de aprendizagem. Ao longo das sessões houve partilha de
saberes adquiridos, de dúvidas, de troca de experiências que promoveram
um verdadeiro ambiente de espírito colaborativo e formativo.

Saliento as presenças do Dr. Carlos Pinheiro e do Dr. João Paulo Proença
que enriqueceram a ação através dos conteúdos abordados.

Por tudo o que já citei, esta formação foi sem dúvida uma mais-valia para
o meu futuro profissional e certamente que terá impacto no meu
quotidiano educativo; sinto-me motivada para utilizar algumas destas
ferramentas.

Como sugestão para futuras ações, indico a adequação das sessões aos
conhecimentos dos participantes; a oportunidade de trabalhar em grupo,
visando a ligação de contextos diferentes e as vivências profissionais dos
formandos e o aumento do número de horas presenciais ou a diminuição
do número de ferramentas para uma melhor assimilação/rentabilização.


                            Maria Arlete Caldeira
BIBLIOTECA ESCOLAR – DESAFIOS NO CONTEXTO DA ESCOLA ATUAL




                  Maria Arlete Caldeira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Normas e forma do relatório/ reflexão crítica
Normas e forma do relatório/ reflexão críticaNormas e forma do relatório/ reflexão crítica
Normas e forma do relatório/ reflexão crítica
Cristina Couto Varela
 
Análise síntese final
Análise síntese finalAnálise síntese final
Análise síntese final
mariaantoniadocarmo
 
Reflexão de helena frança
Reflexão de helena françaReflexão de helena frança
Reflexão de helena frança
helena frança
 
Reflexão Final - Cátia
Reflexão Final - CátiaReflexão Final - Cátia
Reflexão Final - Cátia
'Ines Tavares
 
Reflexão Final
Reflexão Final Reflexão Final
Reflexão Final
Teresa Gonçalves
 
Reflexão Final
Reflexão FinalReflexão Final
Reflexão Final
Sílvia Baltazar
 
Reflexao final
Reflexao finalReflexao final
Reflexao final
Debora Cunha
 
24344660 relatorio-critico-auto-avaliacao
24344660 relatorio-critico-auto-avaliacao24344660 relatorio-critico-auto-avaliacao
24344660 relatorio-critico-auto-avaliacao
7f14_15
 
ReflexãO Individual Ana Santos
ReflexãO Individual   Ana SantosReflexãO Individual   Ana Santos
ReflexãO Individual Ana Santos
AnaSAnaO
 
Sessão 4 reflexao
Sessão 4 reflexaoSessão 4 reflexao
Sessão 4 reflexao
esperancasantos
 
Reflexão módulo 0 - Vera Oliveira
Reflexão módulo 0 - Vera OliveiraReflexão módulo 0 - Vera Oliveira
Reflexão módulo 0 - Vera Oliveira
Vera Oliveira
 
Relatór reflexcrític.vaniacanteiro
Relatór reflexcrític.vaniacanteiro Relatór reflexcrític.vaniacanteiro
Relatór reflexcrític.vaniacanteiro
Vânia Canteiro
 
Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3
Manuel Sequeira
 
A biblioteca escolar avaliação final
A biblioteca escolar avaliação finalA biblioteca escolar avaliação final
A biblioteca escolar avaliação final
BFeria
 
Relatório crítico. doc
Relatório crítico. docRelatório crítico. doc
Relatório crítico. doc
MINEDU
 
Reflexão crítica final
Reflexão crítica final Reflexão crítica final
Reflexão crítica final
martamedeiros
 
Maabe reflexão final paula de oliveira
Maabe reflexão final paula de oliveiraMaabe reflexão final paula de oliveira
Maabe reflexão final paula de oliveira
paulafernandadiogo
 

Mais procurados (17)

Normas e forma do relatório/ reflexão crítica
Normas e forma do relatório/ reflexão críticaNormas e forma do relatório/ reflexão crítica
Normas e forma do relatório/ reflexão crítica
 
Análise síntese final
Análise síntese finalAnálise síntese final
Análise síntese final
 
Reflexão de helena frança
Reflexão de helena françaReflexão de helena frança
Reflexão de helena frança
 
Reflexão Final - Cátia
Reflexão Final - CátiaReflexão Final - Cátia
Reflexão Final - Cátia
 
Reflexão Final
Reflexão Final Reflexão Final
Reflexão Final
 
Reflexão Final
Reflexão FinalReflexão Final
Reflexão Final
 
Reflexao final
Reflexao finalReflexao final
Reflexao final
 
24344660 relatorio-critico-auto-avaliacao
24344660 relatorio-critico-auto-avaliacao24344660 relatorio-critico-auto-avaliacao
24344660 relatorio-critico-auto-avaliacao
 
ReflexãO Individual Ana Santos
ReflexãO Individual   Ana SantosReflexãO Individual   Ana Santos
ReflexãO Individual Ana Santos
 
Sessão 4 reflexao
Sessão 4 reflexaoSessão 4 reflexao
Sessão 4 reflexao
 
Reflexão módulo 0 - Vera Oliveira
Reflexão módulo 0 - Vera OliveiraReflexão módulo 0 - Vera Oliveira
Reflexão módulo 0 - Vera Oliveira
 
Relatór reflexcrític.vaniacanteiro
Relatór reflexcrític.vaniacanteiro Relatór reflexcrític.vaniacanteiro
Relatór reflexcrític.vaniacanteiro
 
Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3
 
A biblioteca escolar avaliação final
A biblioteca escolar avaliação finalA biblioteca escolar avaliação final
A biblioteca escolar avaliação final
 
Relatório crítico. doc
Relatório crítico. docRelatório crítico. doc
Relatório crítico. doc
 
Reflexão crítica final
Reflexão crítica final Reflexão crítica final
Reflexão crítica final
 
Maabe reflexão final paula de oliveira
Maabe reflexão final paula de oliveiraMaabe reflexão final paula de oliveira
Maabe reflexão final paula de oliveira
 

Destaque

Bakuman Capitulo 167 Mangá em Português
Bakuman Capitulo 167 Mangá em PortuguêsBakuman Capitulo 167 Mangá em Português
Bakuman Capitulo 167 Mangá em Português
Ruy Dantas
 
Apresentação World Communicate
Apresentação World CommunicateApresentação World Communicate
Apresentação World Communicate
gildoworld
 
C01 instalacion vista-7-8
C01 instalacion vista-7-8C01 instalacion vista-7-8
C01 instalacion vista-7-8
Cristina Gema Fernández Becerra
 
B054 signatura y_tejuelo
B054 signatura y_tejueloB054 signatura y_tejuelo
B054 signatura y_tejuelo
Cristina Gema Fernández Becerra
 
Prefeitos eleitos no estado de pernambuco
Prefeitos eleitos  no estado de pernambucoPrefeitos eleitos  no estado de pernambuco
Prefeitos eleitos no estado de pernambuco
Cleuber Carlos Nascimento
 
C05 catalogo y_catalogacion
C05 catalogo y_catalogacionC05 catalogo y_catalogacion
C05 catalogo y_catalogacion
Cristina Gema Fernández Becerra
 
How to use MINI Foxwell GT80 Platform
How to use MINI Foxwell GT80 PlatformHow to use MINI Foxwell GT80 Platform
How to use MINI Foxwell GT80 Platform
Enzo C
 
Lista de problemas
Lista de problemasLista de problemas
Lista de problemas
Tassia Souza
 
Nota ao Povo ipuense
Nota ao Povo ipuenseNota ao Povo ipuense
Nota ao Povo ipuense
Ipu Notícias
 
Aula de educação para a cidadania 21 07-2012-educação superior no brasil
Aula de educação para a cidadania 21 07-2012-educação superior no brasilAula de educação para a cidadania 21 07-2012-educação superior no brasil
Aula de educação para a cidadania 21 07-2012-educação superior no brasil
Adeildo Vila Nova
 
Acertando as coisas (perdão)
Acertando as coisas (perdão)Acertando as coisas (perdão)
Acertando as coisas (perdão)
Dennis Edwards
 
Mobile, o presente e o futuro do varejo
Mobile, o presente e o futuro do varejoMobile, o presente e o futuro do varejo
Mobile, o presente e o futuro do varejo
E-commerce Brasil
 
Curso
CursoCurso
Curso
jfan19
 
Tira comica
Tira comicaTira comica
Sampa desconhecida tom ze
Sampa desconhecida tom zeSampa desconhecida tom ze
Sampa desconhecida tom ze
Danielle Ribeiro
 
Guião V2
Guião V2Guião V2
Guião V2
Bruno Aguiar
 
Regulamento 2012
Regulamento 2012Regulamento 2012
Regulamento 2012
Liga Interação
 
Problemas
ProblemasProblemas
Autosabotaje
AutosabotajeAutosabotaje
Autosabotaje
Inma Capo
 

Destaque (20)

Bakuman Capitulo 167 Mangá em Português
Bakuman Capitulo 167 Mangá em PortuguêsBakuman Capitulo 167 Mangá em Português
Bakuman Capitulo 167 Mangá em Português
 
Apresentação World Communicate
Apresentação World CommunicateApresentação World Communicate
Apresentação World Communicate
 
C01 instalacion vista-7-8
C01 instalacion vista-7-8C01 instalacion vista-7-8
C01 instalacion vista-7-8
 
B054 signatura y_tejuelo
B054 signatura y_tejueloB054 signatura y_tejuelo
B054 signatura y_tejuelo
 
Prefeitos eleitos no estado de pernambuco
Prefeitos eleitos  no estado de pernambucoPrefeitos eleitos  no estado de pernambuco
Prefeitos eleitos no estado de pernambuco
 
C05 catalogo y_catalogacion
C05 catalogo y_catalogacionC05 catalogo y_catalogacion
C05 catalogo y_catalogacion
 
Compras
ComprasCompras
Compras
 
How to use MINI Foxwell GT80 Platform
How to use MINI Foxwell GT80 PlatformHow to use MINI Foxwell GT80 Platform
How to use MINI Foxwell GT80 Platform
 
Lista de problemas
Lista de problemasLista de problemas
Lista de problemas
 
Nota ao Povo ipuense
Nota ao Povo ipuenseNota ao Povo ipuense
Nota ao Povo ipuense
 
Aula de educação para a cidadania 21 07-2012-educação superior no brasil
Aula de educação para a cidadania 21 07-2012-educação superior no brasilAula de educação para a cidadania 21 07-2012-educação superior no brasil
Aula de educação para a cidadania 21 07-2012-educação superior no brasil
 
Acertando as coisas (perdão)
Acertando as coisas (perdão)Acertando as coisas (perdão)
Acertando as coisas (perdão)
 
Mobile, o presente e o futuro do varejo
Mobile, o presente e o futuro do varejoMobile, o presente e o futuro do varejo
Mobile, o presente e o futuro do varejo
 
Curso
CursoCurso
Curso
 
Tira comica
Tira comicaTira comica
Tira comica
 
Sampa desconhecida tom ze
Sampa desconhecida tom zeSampa desconhecida tom ze
Sampa desconhecida tom ze
 
Guião V2
Guião V2Guião V2
Guião V2
 
Regulamento 2012
Regulamento 2012Regulamento 2012
Regulamento 2012
 
Problemas
ProblemasProblemas
Problemas
 
Autosabotaje
AutosabotajeAutosabotaje
Autosabotaje
 

Semelhante a Reflexão final 1

Sessão 3 reflexao
Sessão 3 reflexaoSessão 3 reflexao
Sessão 3 reflexao
esperancasantos
 
autoavaliação Ivete 2014
autoavaliação Ivete 2014autoavaliação Ivete 2014
autoavaliação Ivete 2014
Ivete Pereira
 
Francisca cardoso
Francisca cardosoFrancisca cardoso
Francisca cardoso
j_sdias
 
Francisca cardoso
Francisca cardosoFrancisca cardoso
Francisca cardoso
j_sdias
 
Francisca cardoso
Francisca cardoso Francisca cardoso
Francisca cardoso
j_sdias
 
AnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
AnáLise CríTica Ao Modelo De AutoAnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
AnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
candidaribeiro
 
A atuação do coordenador pedagógico
A atuação do coordenador pedagógicoA atuação do coordenador pedagógico
A atuação do coordenador pedagógico
Ivaneide B S
 
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1ArtigoCONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
cefaprodematupa
 
3º MóDulo 1 Parte
3º MóDulo 1 Parte3º MóDulo 1 Parte
3º MóDulo 1 Parte
candidaribeiro
 
3º MóDulo 1ªParte
3º MóDulo 1ªParte3º MóDulo 1ªParte
3º MóDulo 1ªParte
candidaribeiro
 
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
beloule
 
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
beloule
 
O theka final
O theka finalO theka final
O theka final
Isabel Rosa
 
MAIA_Relatório_RosalinaSimãoNunes.pdf
MAIA_Relatório_RosalinaSimãoNunes.pdfMAIA_Relatório_RosalinaSimãoNunes.pdf
MAIA_Relatório_RosalinaSimãoNunes.pdf
Rosalina Simão Nunes
 
Sintese sessao 3
Sintese sessao 3Sintese sessao 3
Sintese sessao 3
Anaigreja
 
2ªTarefa 2.2
2ªTarefa 2.22ªTarefa 2.2
2ªTarefa 2.2
isabelsantosilva
 
Relat reflex crítica - acacio duarte - Integração de Ferramentas Digitais no ...
Relat reflex crítica - acacio duarte - Integração de Ferramentas Digitais no ...Relat reflex crítica - acacio duarte - Integração de Ferramentas Digitais no ...
Relat reflex crítica - acacio duarte - Integração de Ferramentas Digitais no ...
Acácio Duarte
 
Reflexão final
Reflexão finalReflexão final
Reflexão final
rosamfsilvabiblio
 
Ufjf dia15 acoes
Ufjf dia15 acoesUfjf dia15 acoes
Ufjf dia15 acoes
Elisabeth Dudziak
 
A didática tem grande relevância no processo educativo de ensino e aprendizag...
A didática tem grande relevância no processo educativo de ensino e aprendizag...A didática tem grande relevância no processo educativo de ensino e aprendizag...
A didática tem grande relevância no processo educativo de ensino e aprendizag...
ProfCibellePires
 

Semelhante a Reflexão final 1 (20)

Sessão 3 reflexao
Sessão 3 reflexaoSessão 3 reflexao
Sessão 3 reflexao
 
autoavaliação Ivete 2014
autoavaliação Ivete 2014autoavaliação Ivete 2014
autoavaliação Ivete 2014
 
Francisca cardoso
Francisca cardosoFrancisca cardoso
Francisca cardoso
 
Francisca cardoso
Francisca cardosoFrancisca cardoso
Francisca cardoso
 
Francisca cardoso
Francisca cardoso Francisca cardoso
Francisca cardoso
 
AnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
AnáLise CríTica Ao Modelo De AutoAnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
AnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
 
A atuação do coordenador pedagógico
A atuação do coordenador pedagógicoA atuação do coordenador pedagógico
A atuação do coordenador pedagógico
 
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1ArtigoCONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
CONTRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO CONTINUADA1Artigo
 
3º MóDulo 1 Parte
3º MóDulo 1 Parte3º MóDulo 1 Parte
3º MóDulo 1 Parte
 
3º MóDulo 1ªParte
3º MóDulo 1ªParte3º MóDulo 1ªParte
3º MóDulo 1ªParte
 
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
 
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
 
O theka final
O theka finalO theka final
O theka final
 
MAIA_Relatório_RosalinaSimãoNunes.pdf
MAIA_Relatório_RosalinaSimãoNunes.pdfMAIA_Relatório_RosalinaSimãoNunes.pdf
MAIA_Relatório_RosalinaSimãoNunes.pdf
 
Sintese sessao 3
Sintese sessao 3Sintese sessao 3
Sintese sessao 3
 
2ªTarefa 2.2
2ªTarefa 2.22ªTarefa 2.2
2ªTarefa 2.2
 
Relat reflex crítica - acacio duarte - Integração de Ferramentas Digitais no ...
Relat reflex crítica - acacio duarte - Integração de Ferramentas Digitais no ...Relat reflex crítica - acacio duarte - Integração de Ferramentas Digitais no ...
Relat reflex crítica - acacio duarte - Integração de Ferramentas Digitais no ...
 
Reflexão final
Reflexão finalReflexão final
Reflexão final
 
Ufjf dia15 acoes
Ufjf dia15 acoesUfjf dia15 acoes
Ufjf dia15 acoes
 
A didática tem grande relevância no processo educativo de ensino e aprendizag...
A didática tem grande relevância no processo educativo de ensino e aprendizag...A didática tem grande relevância no processo educativo de ensino e aprendizag...
A didática tem grande relevância no processo educativo de ensino e aprendizag...
 

Mais de maribengla

Reflexão final 1
Reflexão final 1Reflexão final 1
Reflexão final 1
maribengla
 
Reflexão final 1
Reflexão final 1Reflexão final 1
Reflexão final 1
maribengla
 
Reflexão final 1
Reflexão final 1Reflexão final 1
Reflexão final 1
maribengla
 
Meninos de todas as cores[1]
Meninos de todas as cores[1]Meninos de todas as cores[1]
Meninos de todas as cores[1]
maribengla
 
Aconteceu na biblioteca
Aconteceu na bibliotecaAconteceu na biblioteca
Aconteceu na biblioteca
maribengla
 
Biblioteca escola1
Biblioteca escola1Biblioteca escola1
Biblioteca escola1
maribengla
 

Mais de maribengla (6)

Reflexão final 1
Reflexão final 1Reflexão final 1
Reflexão final 1
 
Reflexão final 1
Reflexão final 1Reflexão final 1
Reflexão final 1
 
Reflexão final 1
Reflexão final 1Reflexão final 1
Reflexão final 1
 
Meninos de todas as cores[1]
Meninos de todas as cores[1]Meninos de todas as cores[1]
Meninos de todas as cores[1]
 
Aconteceu na biblioteca
Aconteceu na bibliotecaAconteceu na biblioteca
Aconteceu na biblioteca
 
Biblioteca escola1
Biblioteca escola1Biblioteca escola1
Biblioteca escola1
 

Reflexão final 1

  • 1. BIBLIOTECA ESCOLAR – DESAFIOS NO CONTEXTO DA ESCOLA ATUAL REFLEXÃO FINAL ♦Autoavaliação Ao inscrever-me nesta ação, inerente ao cargo pedagógico que desempenho, procurei melhorar/atualizar os meus conhecimentos numa área crucial para enfrentar os desafios que atualmente se colocam numa Biblioteca Escolar e simultaneamente na escola atual. Confesso que a minha formação nesta área era fraca, mas procurei ao longo de todas as sessões cumprir/acompanhar as tarefas que me foram propostas; no entanto, nem sempre consegui atempadamente e estou ainda a tentar completar tarefas; penso que o importante é, cada um ao seu ritmo, continuar a exploração de todas as ferramentas apresentadas de modo a consolidar os conhecimentos adquiridos. Tentei ser pontual e assídua e participar em todas as sessões de forma espontânea ou como resposta ás solicitações das formadoras. No decurso da formação senti algumas dificuldades na realização do trabalho autónomo, tendo contudo recorrido às formadoras e colegas para ultrapassar as dificuldades sentidas. Apesar de alguns constrangimentos, concluo que fiquei a conhecer todas estas ferramentas participativas e de partilha de conteúdos assim como as potencialidades de cada uma, no âmbito da Biblioteca Escolar. “Os Caminhos fazem-se caminhando” eu estou a tentar fazer o meu… Maria Arlete Caldeira
  • 2. BIBLIOTECA ESCOLAR – DESAFIOS NO CONTEXTO DA ESCOLA ATUAL ♦Avaliação da ação A avaliação da ação por um formando, apesar do seu cunho subjetivista, passa sempre forçosamente pelo grau de consecução dos objetivos delineados; nesse sentido considero que esta ação contribuiu para melhorar a minha prática e o trabalho da Biblioteca; proporcionou a partilha entre os vários professores bibliotecários presentes; fomentou a reflexão/avaliação do trabalho da Biblioteca abrindo o campo para novas aprendizagens conducentes à melhoria e qualidade das aprendizagens e, simultaneamente, permitiu a elaboração de instrumentos/ferramentas a aplicar no quotidiano da Biblioteca e ainda a criação de redes de trabalho e comunidades de prática que proporcionam o envolvimento de parceiros a nível local. Penso que, de uma maneira geral, os objetivos da ação foram alcançados e a maioria dos conteúdos foram trabalhados com sucesso. Em relação à metodologia adotada refiro a forma como as formadoras conduziram/implementaram a ação, incorporando um papel de promotoras e facilitadoras de reflexão permanente com os formandos sobre o seu papel na Biblioteca e nos desafios que se colocam atualmente face ao desenvolvimento tecnológico e as suas lógicas implorações no processo de aprendizagem. Ao longo das sessões houve partilha de saberes adquiridos, de dúvidas, de troca de experiências que promoveram um verdadeiro ambiente de espírito colaborativo e formativo. Saliento as presenças do Dr. Carlos Pinheiro e do Dr. João Paulo Proença que enriqueceram a ação através dos conteúdos abordados. Por tudo o que já citei, esta formação foi sem dúvida uma mais-valia para o meu futuro profissional e certamente que terá impacto no meu quotidiano educativo; sinto-me motivada para utilizar algumas destas ferramentas. Como sugestão para futuras ações, indico a adequação das sessões aos conhecimentos dos participantes; a oportunidade de trabalhar em grupo, visando a ligação de contextos diferentes e as vivências profissionais dos formandos e o aumento do número de horas presenciais ou a diminuição do número de ferramentas para uma melhor assimilação/rentabilização. Maria Arlete Caldeira
  • 3. BIBLIOTECA ESCOLAR – DESAFIOS NO CONTEXTO DA ESCOLA ATUAL Maria Arlete Caldeira