SlideShare uma empresa Scribd logo
 
Bioma Bioma   É o conjunto de vida (vegetal e animal) compreendida pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, resultando em uma diversidade biológica própria.
Biomas do Brasil
Biomas do Rio Grande do Sul
Bioma Pampa Pampa   Região plana (origem quéchua – língua indígena da américa do sul Um bioma típico do sul da Améria do Sul O pampa é a única grande área natural restrita a um único estado brasileiro, o Rio Grande do Sul Argentina, Uruguai e Rio Grande do Sul – totalizando 700 quilômetros quadrados
Bioma Pampa No RS  Área: 178.243 Km² 63% da área do Estado 2,07% do território nacional
Bioma Pampa Flora Predomina a vegetação campestre – tapete herbáceo com  10 a 60 centímetros de altura  3.000 espécies vegetais - 450 gramíneas -  150 leguminosas - 70 tipos de cactus Biodiversidade
Bioma Pampa Flora Importância - no sequestro de carbono - na qualidade dos recursos hídricos - recarga do lençol freático - aquífero Guarani - preservação da diversidade da fauna Biodiversidade
Bioma Pampa Fauna - 385 espécias de aves - 90 espécies de mamíferos - 50 espécies de peixes Biodiversidade
Bioma Pampa Pecuária –  Bovinocultura de corte –  Bovinocultura de leite –  Ovinocultura Atividades Produtivas
Bioma Pampa Agricultura –  Lavouras anuais – Arroz, Soja, Milho, Sorgo, Trigo. –  Fruticultura –  Silvicultura Atividades Produtivas
Bioma Pampa Década de 90 “ O pampa é uma das raras paisagens do planeta em que a exploração humana se encontra em relativa harmonia com o ecossistema”. Ameaças
Bioma Pampa Estudo no período de 2004 a 2006 - UFRGS - Mapeamento da Cobertura Vegetal do Bioma Pampa - O bioma pampa possui apenas 41,32% da sua cobertura vegetal nativa 23,03% – Campos  5,38% – Florestas 12,91% – Áreas de transição Ameaças
Bioma Pampa Ameaças - Bioma pouco valorizado - É o bioma menos protegido do Brasil - Possui apenas 0,36% como Área de Conservação: –  Parque Estadual do Espinilho – Quaraí  –  Reserva Biológica do Ibirapuitã – Alegrete
Bioma Pampa Avanço da fronteira agrícola Conversão para novos usos Expansão das pastagens Invasão de espécies exóticas Manejo inadequado do campo nativo - Pastoreio intensivo - Queimada Extração de lenha Caça e pesca predatória Alterações climáticas Ameaças
Erosão em lavouras e assoreamento de açude. Plantio direto no sentido longitudinal do declive  Ausência de mata ciliar Situação atual do manejo dos recursos naturais
Bioma Pampa Danos Ambientais
Bioma Pampa Processo de arenização
 
 
AÇÕES GERAIS  Educação Ambiental  Uso e manejo correto do solo e da água  Recomposição das matas ciliares e da vegetação
OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Proporcionar a comunidade rural uma visão crítica dos problemas ambientais através da educação ambiental Identificar áreas críticas de conservação  e estabelecer ações de recuperação nas margens dos rios Realizar planejamento de uso das terras, adequando-as de acordo com a legislação ambiental  Promover ações para conservar e recuperar os solos visando o aumento da produtividade e a renda dos agricultores .
ESTRATÉGIAS  Reuniões nos Conselhos Municipais e nas comunidades Rurais Divulgação de material técnico de apoio impresso e na internet para uso dos técnicos, gestores municipais e produtores rurais. Capacitação de professores, estudantes, agricultores e técnicos Mapeamento das áreas críticas de conservação das margens dos rios para priorização das ações. Ações em Educação Ambiental
Público Alvo e Abrangência Agricultores, lideranças municipais, técnicos, professores e escolares; Todos municípios que possuem escritório Emater;
Ações do Programa – ETAPA - 1 Produção de vídeos e material técnico; Realização de reuniões com lideranças locais para sensibilização e programação das atividades, como foruns, seminários e atividades eco-culturais;  Realização de  reuniões em 25% das comunidades assistidas, referentes a mata ciliar, sistemas de manejo dos solos e da fertilidade, agricultura de precisão e qualificação do sistema de plantio direto.
RESULTADOS  ESPERADOS  Redução dos impactos de estiagens e das enxurradas sobre os sistemas produtivos e infra-estrutura  rural; Aumento da produtividade das culturas agrícolas
Terraceamento  Recuperação vegetação Mata ciliar  Plantio em nível
Sistema Agrossilvipastoril  Manejo do campo Mata ciliar
RESULTADOS  ESPERADOS  Ações educativas que visam a conservação e preservação do ambiente Adequação das propriedades de acordo com a legislação ambiental
RECURSOS DO PROGRAMA  Instituições públicas e privadas através da elaboração de projetos ENTIDADES PROPONENTES Governo do Estado do Rio Grande do Sul (SEAPPA e SEMA e Emater/RS-Ascar ENTIDADES APOIADORAS Convidadas: FAMURS, universidades , cooperativas, entidades públicas e privadas
COORDENAÇÃO DO PROGRAMA  EMATER/RS-ASCAR  Diretoria Técnica  Rua Botafogo, 1051  Porto Alegre/RS  - Bairro Menino Deus  Fone: (51) 2125 3144  www.emater.tche.br
Procure um Extensionista da EMATER/RS do seu município para maiores informações e para ser seu parceiro para a Preservação dos Recursos Naturais da sua propriedade e da sua região. Que atitude preservacionista devo ter? Estou fazendo a minha parte para preservar o meio ambiente?
Programa de Revitalização dos Recursos Naturais do RS Eng.° Agr.° Tailor Luz Garcia   Assistente Técnico Regional da EMATER/RS [email_address] Elaborado por Jarbas Marques Correia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
Marina Godoy
 
PRADARIAS E DESERTOS.
PRADARIAS E DESERTOS.PRADARIAS E DESERTOS.
PRADARIAS E DESERTOS.
Conceição Fontolan
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
Professor
 
Pradarias slide
Pradarias slidePradarias slide
Pradarias slide
Wenderson Ferreira
 
O bioma Pampas e sua Flora e Fauna.
O bioma Pampas e sua Flora e Fauna.O bioma Pampas e sua Flora e Fauna.
O bioma Pampas e sua Flora e Fauna.
Srta Gecy
 
Slide Bioma Pampa
Slide Bioma PampaSlide Bioma Pampa
O cerrado
O cerradoO cerrado
O cerrado
David Cavalcante
 
Bioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata AtlânticaBioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata Atlântica
Cadernizando
 
Pampas
PampasPampas
Mata dos cocais
Mata dos cocaisMata dos cocais
Mata dos cocais
Hávila Said
 
Aspectos Naturais Europa
Aspectos Naturais  EuropaAspectos Naturais  Europa
Aspectos Naturais Europa
Luiz Carlos
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
Edmar Souza
 
Floresta amazônica
Floresta amazônicaFloresta amazônica
Floresta amazônica
KELSON DA LUZ OLIVEIRA
 
Mata dos Cocais
Mata dos CocaisMata dos Cocais
Mata dos Cocais
Maria Olandina Machado
 
Paisagens naturais do planeta
Paisagens naturais do planetaPaisagens naturais do planeta
Paisagens naturais do planeta
Fatima Freitas
 
Domínios morfoclimáticos do brasil
Domínios morfoclimáticos do brasilDomínios morfoclimáticos do brasil
Domínios morfoclimáticos do brasil
Privada
 
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANALAPRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
Ceber Alves
 
Espaço agrário
Espaço agrárioEspaço agrário
Espaço agrário
Almir
 
Cerrado
CerradoCerrado
Europa
EuropaEuropa

Mais procurados (20)

Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
 
PRADARIAS E DESERTOS.
PRADARIAS E DESERTOS.PRADARIAS E DESERTOS.
PRADARIAS E DESERTOS.
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 
Pradarias slide
Pradarias slidePradarias slide
Pradarias slide
 
O bioma Pampas e sua Flora e Fauna.
O bioma Pampas e sua Flora e Fauna.O bioma Pampas e sua Flora e Fauna.
O bioma Pampas e sua Flora e Fauna.
 
Slide Bioma Pampa
Slide Bioma PampaSlide Bioma Pampa
Slide Bioma Pampa
 
O cerrado
O cerradoO cerrado
O cerrado
 
Bioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata AtlânticaBioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata Atlântica
 
Pampas
PampasPampas
Pampas
 
Mata dos cocais
Mata dos cocaisMata dos cocais
Mata dos cocais
 
Aspectos Naturais Europa
Aspectos Naturais  EuropaAspectos Naturais  Europa
Aspectos Naturais Europa
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
 
Floresta amazônica
Floresta amazônicaFloresta amazônica
Floresta amazônica
 
Mata dos Cocais
Mata dos CocaisMata dos Cocais
Mata dos Cocais
 
Paisagens naturais do planeta
Paisagens naturais do planetaPaisagens naturais do planeta
Paisagens naturais do planeta
 
Domínios morfoclimáticos do brasil
Domínios morfoclimáticos do brasilDomínios morfoclimáticos do brasil
Domínios morfoclimáticos do brasil
 
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANALAPRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
 
Espaço agrário
Espaço agrárioEspaço agrário
Espaço agrário
 
Cerrado
CerradoCerrado
Cerrado
 
Europa
EuropaEuropa
Europa
 

Destaque

102 karine e mayara chaparral
102 karine e mayara chaparral102 karine e mayara chaparral
102 karine e mayara chaparral
Ivoneti de Lima
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomassas no brasil
Biomassas no brasilBiomassas no brasil
Biomassas no brasil
Maria da Paz
 
Mata AtlâNtica
Mata AtlâNticaMata AtlâNtica
Mata AtlâNtica
diegovicari
 
Mata Atlântica - Biomas
Mata Atlântica - BiomasMata Atlântica - Biomas
Mata Atlântica - Biomas
Beatriz Monteiro
 
Domínio das caatingas
Domínio das caatingasDomínio das caatingas
Domínio das caatingas
Rodrigo Sousa
 
Vinicius flora do pantanal
Vinicius flora do pantanalVinicius flora do pantanal
Vinicius flora do pantanal
Paulo Sérgio
 
Livro guia de-plantas-visitadas-por-abelhas-na-caatinga-mma
Livro guia de-plantas-visitadas-por-abelhas-na-caatinga-mmaLivro guia de-plantas-visitadas-por-abelhas-na-caatinga-mma
Livro guia de-plantas-visitadas-por-abelhas-na-caatinga-mma
Sansão Nunes
 
Geo 19.ppt [salvo automaticamente]
Geo 19.ppt [salvo automaticamente]Geo 19.ppt [salvo automaticamente]
Geo 19.ppt [salvo automaticamente]
beteeducacao
 
Um estudo de Caso sobre a Caatinga
Um estudo de Caso sobre a CaatingaUm estudo de Caso sobre a Caatinga
Um estudo de Caso sobre a Caatinga
Adriano Felippe
 
Cerrado brasileiro
Cerrado brasileiroCerrado brasileiro
Cerrado brasileiro
savaro
 
Campos
Campos Campos
Potencialidad del Campo Natural - Nabinger
Potencialidad del Campo Natural - NabingerPotencialidad del Campo Natural - Nabinger
Potencialidad del Campo Natural - Nabinger
Pastizalesdelconosur
 
Dominios morfoclimaticos superhumanas
Dominios morfoclimaticos superhumanasDominios morfoclimaticos superhumanas
Dominios morfoclimaticos superhumanas
Ademir Aquino
 
Animais do Pantanal
Animais do PantanalAnimais do Pantanal
Bioma Campos Sulinos
Bioma   Campos SulinosBioma   Campos Sulinos
Bioma Campos Sulinos
Jade
 
BIOMAS BRASILEIROS: PANTANAL, PAMPAS E MATA DE ARAUCÁRIAS.
BIOMAS BRASILEIROS: PANTANAL, PAMPAS E MATA DE ARAUCÁRIAS.BIOMAS BRASILEIROS: PANTANAL, PAMPAS E MATA DE ARAUCÁRIAS.
BIOMAS BRASILEIROS: PANTANAL, PAMPAS E MATA DE ARAUCÁRIAS.
DANUBIA ZANOTELLI
 
BIOMAS BRASILEIROS (AMAZÔNICO E CERRADO)
BIOMAS BRASILEIROS (AMAZÔNICO E CERRADO)BIOMAS BRASILEIROS (AMAZÔNICO E CERRADO)
BIOMAS BRASILEIROS (AMAZÔNICO E CERRADO)
DANUBIA ZANOTELLI
 
Bioma pampa
Bioma pampaBioma pampa
Bioma pampa
pibidmarilia
 
Biodiversidade - Biomas Brasileiros
Biodiversidade - Biomas BrasileirosBiodiversidade - Biomas Brasileiros
Biodiversidade - Biomas Brasileiros
Angelita Silva
 

Destaque (20)

102 karine e mayara chaparral
102 karine e mayara chaparral102 karine e mayara chaparral
102 karine e mayara chaparral
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
Biomassas no brasil
Biomassas no brasilBiomassas no brasil
Biomassas no brasil
 
Mata AtlâNtica
Mata AtlâNticaMata AtlâNtica
Mata AtlâNtica
 
Mata Atlântica - Biomas
Mata Atlântica - BiomasMata Atlântica - Biomas
Mata Atlântica - Biomas
 
Domínio das caatingas
Domínio das caatingasDomínio das caatingas
Domínio das caatingas
 
Vinicius flora do pantanal
Vinicius flora do pantanalVinicius flora do pantanal
Vinicius flora do pantanal
 
Livro guia de-plantas-visitadas-por-abelhas-na-caatinga-mma
Livro guia de-plantas-visitadas-por-abelhas-na-caatinga-mmaLivro guia de-plantas-visitadas-por-abelhas-na-caatinga-mma
Livro guia de-plantas-visitadas-por-abelhas-na-caatinga-mma
 
Geo 19.ppt [salvo automaticamente]
Geo 19.ppt [salvo automaticamente]Geo 19.ppt [salvo automaticamente]
Geo 19.ppt [salvo automaticamente]
 
Um estudo de Caso sobre a Caatinga
Um estudo de Caso sobre a CaatingaUm estudo de Caso sobre a Caatinga
Um estudo de Caso sobre a Caatinga
 
Cerrado brasileiro
Cerrado brasileiroCerrado brasileiro
Cerrado brasileiro
 
Campos
Campos Campos
Campos
 
Potencialidad del Campo Natural - Nabinger
Potencialidad del Campo Natural - NabingerPotencialidad del Campo Natural - Nabinger
Potencialidad del Campo Natural - Nabinger
 
Dominios morfoclimaticos superhumanas
Dominios morfoclimaticos superhumanasDominios morfoclimaticos superhumanas
Dominios morfoclimaticos superhumanas
 
Animais do Pantanal
Animais do PantanalAnimais do Pantanal
Animais do Pantanal
 
Bioma Campos Sulinos
Bioma   Campos SulinosBioma   Campos Sulinos
Bioma Campos Sulinos
 
BIOMAS BRASILEIROS: PANTANAL, PAMPAS E MATA DE ARAUCÁRIAS.
BIOMAS BRASILEIROS: PANTANAL, PAMPAS E MATA DE ARAUCÁRIAS.BIOMAS BRASILEIROS: PANTANAL, PAMPAS E MATA DE ARAUCÁRIAS.
BIOMAS BRASILEIROS: PANTANAL, PAMPAS E MATA DE ARAUCÁRIAS.
 
BIOMAS BRASILEIROS (AMAZÔNICO E CERRADO)
BIOMAS BRASILEIROS (AMAZÔNICO E CERRADO)BIOMAS BRASILEIROS (AMAZÔNICO E CERRADO)
BIOMAS BRASILEIROS (AMAZÔNICO E CERRADO)
 
Bioma pampa
Bioma pampaBioma pampa
Bioma pampa
 
Biodiversidade - Biomas Brasileiros
Biodiversidade - Biomas BrasileirosBiodiversidade - Biomas Brasileiros
Biodiversidade - Biomas Brasileiros
 

Semelhante a Recursos naturais

Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar NativoArvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
margosanta
 
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Revista Cafeicultura
 
Sistemas agroflorestais em espaços protegidos
Sistemas agroflorestais em espaços protegidosSistemas agroflorestais em espaços protegidos
Sistemas agroflorestais em espaços protegidos
Geraldo Henrique
 
Sistemas agroflorestais em espaços protegidos
Sistemas agroflorestais em espaços protegidosSistemas agroflorestais em espaços protegidos
Sistemas agroflorestais em espaços protegidos
Geraldo Henrique
 
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Camping PAERVE
 
Amazônia - Maria Cecília Wey de Brito
Amazônia - Maria Cecília Wey de BritoAmazônia - Maria Cecília Wey de Brito
Amazônia - Maria Cecília Wey de Brito
Humanidade2012
 
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio VermelhoRevista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Camping PAERVE
 
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdfRevista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Camping PAERVE
 
Ilpf Embrapa Florestas Medrado Cna
Ilpf Embrapa Florestas Medrado CnaIlpf Embrapa Florestas Medrado Cna
Ilpf Embrapa Florestas Medrado Cna
Moacir Medrado
 
Resumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageadoResumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageado
engflorestal
 
A conservação do cerrado com imagens
A conservação do cerrado com imagensA conservação do cerrado com imagens
A conservação do cerrado com imagens
Uelson E E
 
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
CIDAADS
 
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PRUnidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Augusto Rocha
 
Apostila reserva legal
Apostila   reserva legalApostila   reserva legal
Apostila reserva legal
Rafael Guanabens
 
Exploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturaisExploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturais
Prof. Francesco Torres
 
Resumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageadoResumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageado
engflorestal
 
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptxBiomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
ClaudioAdriano4
 
Blog 29 abr
Blog 29 abrBlog 29 abr
Blog 29 abr
RedeAgroflorestal
 
Ppg7 Nazaré Soares
Ppg7   Nazaré SoaresPpg7   Nazaré Soares
Ppg7 Nazaré Soares
Myris Silva
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
Sandra Semedo
 

Semelhante a Recursos naturais (20)

Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar NativoArvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
 
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
 
Sistemas agroflorestais em espaços protegidos
Sistemas agroflorestais em espaços protegidosSistemas agroflorestais em espaços protegidos
Sistemas agroflorestais em espaços protegidos
 
Sistemas agroflorestais em espaços protegidos
Sistemas agroflorestais em espaços protegidosSistemas agroflorestais em espaços protegidos
Sistemas agroflorestais em espaços protegidos
 
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
 
Amazônia - Maria Cecília Wey de Brito
Amazônia - Maria Cecília Wey de BritoAmazônia - Maria Cecília Wey de Brito
Amazônia - Maria Cecília Wey de Brito
 
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio VermelhoRevista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
 
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdfRevista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
 
Ilpf Embrapa Florestas Medrado Cna
Ilpf Embrapa Florestas Medrado CnaIlpf Embrapa Florestas Medrado Cna
Ilpf Embrapa Florestas Medrado Cna
 
Resumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageadoResumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageado
 
A conservação do cerrado com imagens
A conservação do cerrado com imagensA conservação do cerrado com imagens
A conservação do cerrado com imagens
 
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
 
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PRUnidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
 
Apostila reserva legal
Apostila   reserva legalApostila   reserva legal
Apostila reserva legal
 
Exploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturaisExploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturais
 
Resumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageadoResumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageado
 
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptxBiomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
Biomas-Brasileiros-e-suas-nuances_Aulafinal.pptx
 
Blog 29 abr
Blog 29 abrBlog 29 abr
Blog 29 abr
 
Ppg7 Nazaré Soares
Ppg7   Nazaré SoaresPpg7   Nazaré Soares
Ppg7 Nazaré Soares
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
 

Mais de Pastizalesdelconosur

Lavras alianza . 28.10.2011
Lavras   alianza . 28.10.2011Lavras   alianza . 28.10.2011
Lavras alianza . 28.10.2011
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro gef argentina
V encuentro gef argentinaV encuentro gef argentina
V encuentro gef argentina
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro evaluacion externa carla sbert
V encuentro evaluacion externa carla sbertV encuentro evaluacion externa carla sbert
V encuentro evaluacion externa carla sbert
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro complemento israel feldman jozami
V encuentro complemento israel feldman jozamiV encuentro complemento israel feldman jozami
V encuentro complemento israel feldman jozami
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro aaudubon pepper
V encuentro aaudubon pepperV encuentro aaudubon pepper
V encuentro aaudubon pepper
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro marfrig
V encuentro marfrigV encuentro marfrig
V encuentro marfrig
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro sema luiza chomenko
V encuentro sema luiza chomenkoV encuentro sema luiza chomenko
V encuentro sema luiza chomenko
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro politica publica rs
V encuentro politica publica rsV encuentro politica publica rs
V encuentro politica publica rs
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro servicios ecosistemas lemaire
V encuentro servicios ecosistemas lemaireV encuentro servicios ecosistemas lemaire
V encuentro servicios ecosistemas lemaire
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro marfrig
V encuentro marfrigV encuentro marfrig
V encuentro marfrig
Pastizalesdelconosur
 
08 alleger
08 alleger08 alleger
10 becoña
10 becoña10 becoña
09 virginia
09 virginia09 virginia
03 bencke
03 bencke03 bencke
11 joaquin
11 joaquin11 joaquin
07 uruguayos
07 uruguayos07 uruguayos
07 uruguayos
Pastizalesdelconosur
 
07 c ipa
07 c ipa07 c ipa
07 b soca
07 b soca07 b soca
06 aiello
06 aiello06 aiello
05 grilli
05 grilli05 grilli

Mais de Pastizalesdelconosur (20)

Lavras alianza . 28.10.2011
Lavras   alianza . 28.10.2011Lavras   alianza . 28.10.2011
Lavras alianza . 28.10.2011
 
V encuentro gef argentina
V encuentro gef argentinaV encuentro gef argentina
V encuentro gef argentina
 
V encuentro evaluacion externa carla sbert
V encuentro evaluacion externa carla sbertV encuentro evaluacion externa carla sbert
V encuentro evaluacion externa carla sbert
 
V encuentro complemento israel feldman jozami
V encuentro complemento israel feldman jozamiV encuentro complemento israel feldman jozami
V encuentro complemento israel feldman jozami
 
V encuentro aaudubon pepper
V encuentro aaudubon pepperV encuentro aaudubon pepper
V encuentro aaudubon pepper
 
V encuentro marfrig
V encuentro marfrigV encuentro marfrig
V encuentro marfrig
 
V encuentro sema luiza chomenko
V encuentro sema luiza chomenkoV encuentro sema luiza chomenko
V encuentro sema luiza chomenko
 
V encuentro politica publica rs
V encuentro politica publica rsV encuentro politica publica rs
V encuentro politica publica rs
 
V encuentro servicios ecosistemas lemaire
V encuentro servicios ecosistemas lemaireV encuentro servicios ecosistemas lemaire
V encuentro servicios ecosistemas lemaire
 
V encuentro marfrig
V encuentro marfrigV encuentro marfrig
V encuentro marfrig
 
08 alleger
08 alleger08 alleger
08 alleger
 
10 becoña
10 becoña10 becoña
10 becoña
 
09 virginia
09 virginia09 virginia
09 virginia
 
03 bencke
03 bencke03 bencke
03 bencke
 
11 joaquin
11 joaquin11 joaquin
11 joaquin
 
07 uruguayos
07 uruguayos07 uruguayos
07 uruguayos
 
07 c ipa
07 c ipa07 c ipa
07 c ipa
 
07 b soca
07 b soca07 b soca
07 b soca
 
06 aiello
06 aiello06 aiello
06 aiello
 
05 grilli
05 grilli05 grilli
05 grilli
 

Recursos naturais

  • 1.  
  • 2. Bioma Bioma É o conjunto de vida (vegetal e animal) compreendida pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, resultando em uma diversidade biológica própria.
  • 4. Biomas do Rio Grande do Sul
  • 5. Bioma Pampa Pampa Região plana (origem quéchua – língua indígena da américa do sul Um bioma típico do sul da Améria do Sul O pampa é a única grande área natural restrita a um único estado brasileiro, o Rio Grande do Sul Argentina, Uruguai e Rio Grande do Sul – totalizando 700 quilômetros quadrados
  • 6. Bioma Pampa No RS Área: 178.243 Km² 63% da área do Estado 2,07% do território nacional
  • 7. Bioma Pampa Flora Predomina a vegetação campestre – tapete herbáceo com 10 a 60 centímetros de altura 3.000 espécies vegetais - 450 gramíneas - 150 leguminosas - 70 tipos de cactus Biodiversidade
  • 8. Bioma Pampa Flora Importância - no sequestro de carbono - na qualidade dos recursos hídricos - recarga do lençol freático - aquífero Guarani - preservação da diversidade da fauna Biodiversidade
  • 9. Bioma Pampa Fauna - 385 espécias de aves - 90 espécies de mamíferos - 50 espécies de peixes Biodiversidade
  • 10. Bioma Pampa Pecuária – Bovinocultura de corte – Bovinocultura de leite – Ovinocultura Atividades Produtivas
  • 11. Bioma Pampa Agricultura – Lavouras anuais – Arroz, Soja, Milho, Sorgo, Trigo. – Fruticultura – Silvicultura Atividades Produtivas
  • 12. Bioma Pampa Década de 90 “ O pampa é uma das raras paisagens do planeta em que a exploração humana se encontra em relativa harmonia com o ecossistema”. Ameaças
  • 13. Bioma Pampa Estudo no período de 2004 a 2006 - UFRGS - Mapeamento da Cobertura Vegetal do Bioma Pampa - O bioma pampa possui apenas 41,32% da sua cobertura vegetal nativa 23,03% – Campos 5,38% – Florestas 12,91% – Áreas de transição Ameaças
  • 14. Bioma Pampa Ameaças - Bioma pouco valorizado - É o bioma menos protegido do Brasil - Possui apenas 0,36% como Área de Conservação: – Parque Estadual do Espinilho – Quaraí – Reserva Biológica do Ibirapuitã – Alegrete
  • 15. Bioma Pampa Avanço da fronteira agrícola Conversão para novos usos Expansão das pastagens Invasão de espécies exóticas Manejo inadequado do campo nativo - Pastoreio intensivo - Queimada Extração de lenha Caça e pesca predatória Alterações climáticas Ameaças
  • 16. Erosão em lavouras e assoreamento de açude. Plantio direto no sentido longitudinal do declive Ausência de mata ciliar Situação atual do manejo dos recursos naturais
  • 17. Bioma Pampa Danos Ambientais
  • 18. Bioma Pampa Processo de arenização
  • 19.  
  • 20.  
  • 21. AÇÕES GERAIS Educação Ambiental Uso e manejo correto do solo e da água Recomposição das matas ciliares e da vegetação
  • 22. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Proporcionar a comunidade rural uma visão crítica dos problemas ambientais através da educação ambiental Identificar áreas críticas de conservação e estabelecer ações de recuperação nas margens dos rios Realizar planejamento de uso das terras, adequando-as de acordo com a legislação ambiental Promover ações para conservar e recuperar os solos visando o aumento da produtividade e a renda dos agricultores .
  • 23. ESTRATÉGIAS Reuniões nos Conselhos Municipais e nas comunidades Rurais Divulgação de material técnico de apoio impresso e na internet para uso dos técnicos, gestores municipais e produtores rurais. Capacitação de professores, estudantes, agricultores e técnicos Mapeamento das áreas críticas de conservação das margens dos rios para priorização das ações. Ações em Educação Ambiental
  • 24. Público Alvo e Abrangência Agricultores, lideranças municipais, técnicos, professores e escolares; Todos municípios que possuem escritório Emater;
  • 25. Ações do Programa – ETAPA - 1 Produção de vídeos e material técnico; Realização de reuniões com lideranças locais para sensibilização e programação das atividades, como foruns, seminários e atividades eco-culturais; Realização de reuniões em 25% das comunidades assistidas, referentes a mata ciliar, sistemas de manejo dos solos e da fertilidade, agricultura de precisão e qualificação do sistema de plantio direto.
  • 26. RESULTADOS ESPERADOS Redução dos impactos de estiagens e das enxurradas sobre os sistemas produtivos e infra-estrutura rural; Aumento da produtividade das culturas agrícolas
  • 27. Terraceamento Recuperação vegetação Mata ciliar Plantio em nível
  • 28. Sistema Agrossilvipastoril Manejo do campo Mata ciliar
  • 29. RESULTADOS ESPERADOS Ações educativas que visam a conservação e preservação do ambiente Adequação das propriedades de acordo com a legislação ambiental
  • 30. RECURSOS DO PROGRAMA Instituições públicas e privadas através da elaboração de projetos ENTIDADES PROPONENTES Governo do Estado do Rio Grande do Sul (SEAPPA e SEMA e Emater/RS-Ascar ENTIDADES APOIADORAS Convidadas: FAMURS, universidades , cooperativas, entidades públicas e privadas
  • 31. COORDENAÇÃO DO PROGRAMA EMATER/RS-ASCAR Diretoria Técnica Rua Botafogo, 1051 Porto Alegre/RS - Bairro Menino Deus Fone: (51) 2125 3144 www.emater.tche.br
  • 32. Procure um Extensionista da EMATER/RS do seu município para maiores informações e para ser seu parceiro para a Preservação dos Recursos Naturais da sua propriedade e da sua região. Que atitude preservacionista devo ter? Estou fazendo a minha parte para preservar o meio ambiente?
  • 33. Programa de Revitalização dos Recursos Naturais do RS Eng.° Agr.° Tailor Luz Garcia Assistente Técnico Regional da EMATER/RS [email_address] Elaborado por Jarbas Marques Correia