SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
REAÇÕES DE ADIÇÃO
As reações de adição ocorrem com a entrada
de novos átomos na molécula, sem que esta
perca nenhum dos átomos constituintes de
sua estrutura. Tais reações podem ocorrer
com a quebra de ligações nas cadeias
insaturadas ou com a ruptura de cadeias
cíclicas de três ou quatro carbonos.
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• Hidrogenação
A hidrogenação consiste na reação com o
gás hidrogênio (H2). A ligação que une os
átomos de hidrogênio é rompida, fazendo
com que os mesmos ocupem a molécula
com a qual reagiu.
CH2 ══ CH — CH3 + H — H  CH3 — CH2 — CH3
REAÇÕES DE ADIÇÃO
CH3 – C ≡ CH + 1 H2  CH3 – CH = CH2
CH3 – C ≡ CH + 2 H2 CH3 – CH2 – CH3
propino propano
propino propeno
REAÇÕES DE ADIÇÃO
Hidrogenação do ciclopropano e ciclobutano
CH2
H2C CH2 + H — H  H3C — CH2 — CH3
ciclopropano propano
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• Halogenação
A halogenação consiste na reação com as
moléculas dos halogênios (Cl2, Br2, I2). A
ligação que une os átomos de halogênio é
rompida, fazendo com que os mesmos
ocupem a molécula com a qual reagiu, da
mesma forma que ocorre na hidrogenação.
REAÇÕES DE ADIÇÃO
CH2 ══ CH — CH3 + Br—Br  CH2Br — CHBr — CH3
propeno 1,2-dibromopropano
BROMAÇÃO DO PROPENO
REAÇÕES DE ADIÇÃO
CH3 – C ≡ CH + 1Cl2  CH3 – CCl =CHCl
propino 1,2-dicloropropeno
CH3 – C ≡ CH + 2Cl2  CH3 – CCl2- CCl2
propino 1,2-dicloropropano
REAÇÕES DE ADIÇÃO
Halogenação do ciclopropano e ciclobutano
CH2
H2C CH2 + Br — Br  H2C — CH2 — CH2
ciclopropano 1,3-dibromopropano
Br Br
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• Adição de Halogenidretos
Esta adição consiste na reação com as moléculas de
HCl, HBr ou HI. A ligação que une o átomo de H com
o halogênio é rompida, fazendo com que os mesmos
ocupem a molécula com a qual reagiu, da mesma
forma que ocorre na hidrogenação ou halogenação.
CH2 = CH2 + HBr → CH2 – CH3
I
etano Br
bromoetano
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• Regra de Markovnikov
“Na reação de adição o hidrogênio será
adicionado ao carbono mais
hidrogenado” .
CH3 – CH = CH2 + H-Br → CH3 – CH – CH3
I
propeno Br
2-bromopropano
O 1-bromopropano também será formado, porém em pequena quantidade
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• Obs: Na presença de Peróxidos Orgânicos
e HBr, ocorre o efeito inverso à lei de
Markovnikov, onde os íons de H+ atacam o
Carbono menos hidrogenado.
H3C-CH=CH3 + H -Br Peróxidos H3C-CH2-CH-Br
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• Hidratação
A hidratação consiste na adição de água,
que sofrerá um ruptura da ligação separando
um dos hidrogênios do grupo –OH.
H – OH
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• Hidratação de Alcenos
A hidratação de alcenos sempre produzirá
um álcool.
CH2 = CH2 + H – OH CH2 – CH3
I
eteno OH
etanol
REAÇÕES DE ADIÇÃO
CH3 – CH = CH2 + H2O CH3 – CH – CH3
I
propeno OH
propan-2-ol
A hidratação também segue a regra de
Markovnikov
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• Hidratação de Alcinos
A monohidratação de alcinos produz um
enol, que por ser instável, sofre tautomeria
formando preferencialmente aldeído ou
cetona.
O único alcino que produz aldeído é o etino
HC ≡ CH + H OH → HC = CH2 HC – CH3
I II
OH O
etino etenol etanal
REAÇÕES DE ADIÇÃO
Os demais alcinos produzem cetona.
H3C – C ≡ C – H + H OH →H3C – C = CH2 H3C – C – CH3
propino 2-propenol propanona
I II
OH O
REAÇÕES DE ADIÇÃO
• BHC – Um veneno para o homem
Em 11 de julho de 1989, a lei federal 7802
proibiu a utilização de um agrotóxico
utilizado até então em larga escala no
Brasil, o BHC (benzeno hexa clorado). Esta
substância é obtida a partir da reação do
benzeno e cloro, uma reação de adição às
duplas ligações do anel benzênico que só
ocorre nas seguintes condições:
REAÇÕES DE ADIÇÃO
+ 3 Cl2
  elevada
atemperatur
luz ultravioleta
Cl Cl
Cl
Cl Cl
Cl

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Karol Maia
 
Compostos de coordenação
Compostos de coordenaçãoCompostos de coordenação
Compostos de coordenaçãoLarissa Cadorin
 
Dilução e mistura de soluções
Dilução e mistura de soluçõesDilução e mistura de soluções
Dilução e mistura de soluçõesMarilena Meira
 
Reações orgânicas reação de substituição
Reações orgânicas   reação de substituiçãoReações orgânicas   reação de substituição
Reações orgânicas reação de substituiçãoRafael Nishikawa
 
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS Adrianne Mendonça
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações QuímicasKátia Elias
 
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICARELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICAEzequias Guimaraes
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slideJoelson Barral
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.Ajudar Pessoas
 

Mais procurados (20)

Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Compostos de coordenação
Compostos de coordenaçãoCompostos de coordenação
Compostos de coordenação
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
 
Dilução e mistura de soluções
Dilução e mistura de soluçõesDilução e mistura de soluções
Dilução e mistura de soluções
 
Equilibrio de precipitação
Equilibrio de precipitaçãoEquilibrio de precipitação
Equilibrio de precipitação
 
Reações orgânicas reação de substituição
Reações orgânicas   reação de substituiçãoReações orgânicas   reação de substituição
Reações orgânicas reação de substituição
 
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS Nomenclatura dos COMPOSTOS  ORGÂNICOS
Nomenclatura dos COMPOSTOS ORGÂNICOS
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
 
Ácidos e Bases
Ácidos e BasesÁcidos e Bases
Ácidos e Bases
 
Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
 
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICARELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Aula 8 sais e oxidos
Aula 8   sais e oxidosAula 8   sais e oxidos
Aula 8 sais e oxidos
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 

Destaque

Reações orgânicas reação de adição
Reações orgânicas   reação de adiçãoReações orgânicas   reação de adição
Reações orgânicas reação de adiçãoRafael Nishikawa
 
Reações orgânicas (substituição)
Reações orgânicas (substituição)Reações orgânicas (substituição)
Reações orgânicas (substituição)matheuslw
 
Aula 25 reações radicalares
Aula 25  reações radicalaresAula 25  reações radicalares
Aula 25 reações radicalaresGustavo Silveira
 
CICLANOS E CICLENOS - AULA 10
CICLANOS E CICLENOS - AULA 10CICLANOS E CICLENOS - AULA 10
CICLANOS E CICLENOS - AULA 10Kaires Braga
 
Lista de exercícios ácido-base e reações de adição
Lista de exercícios   ácido-base e reações de adiçãoLista de exercícios   ácido-base e reações de adição
Lista de exercícios ácido-base e reações de adiçãoProfª Alda Ernestina
 
Aula 7 reação de alcenos
Aula 7   reação de alcenosAula 7   reação de alcenos
Aula 7 reação de alcenosday ....
 
Exercicios reações de substituição
Exercicios   reações de substituiçãoExercicios   reações de substituição
Exercicios reações de substituiçãoProfª Alda Ernestina
 
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílicaHaletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílicaEduardo Macedo
 
F1 propriedades da adição
F1   propriedades da adiçãoF1   propriedades da adição
F1 propriedades da adiçãoArtecom Contas
 
Apresentação banco de problemas
Apresentação banco de problemasApresentação banco de problemas
Apresentação banco de problemasFatima Lima
 
Adicao E SubtracçãO
Adicao E SubtracçãOAdicao E SubtracçãO
Adicao E SubtracçãOAna Duarte
 

Destaque (20)

Reações orgânicas reação de adição
Reações orgânicas   reação de adiçãoReações orgânicas   reação de adição
Reações orgânicas reação de adição
 
Reações de Adição a Alcenos e Alcinos
Reações de Adição a Alcenos e AlcinosReações de Adição a Alcenos e Alcinos
Reações de Adição a Alcenos e Alcinos
 
Reações orgânicas (substituição)
Reações orgânicas (substituição)Reações orgânicas (substituição)
Reações orgânicas (substituição)
 
Reação de substituição
Reação de substituiçãoReação de substituição
Reação de substituição
 
Aula 25 reações radicalares
Aula 25  reações radicalaresAula 25  reações radicalares
Aula 25 reações radicalares
 
Aldeidos e cetonas
Aldeidos e cetonasAldeidos e cetonas
Aldeidos e cetonas
 
CICLANOS E CICLENOS - AULA 10
CICLANOS E CICLENOS - AULA 10CICLANOS E CICLENOS - AULA 10
CICLANOS E CICLENOS - AULA 10
 
Lista de exercícios ácido-base e reações de adição
Lista de exercícios   ácido-base e reações de adiçãoLista de exercícios   ácido-base e reações de adição
Lista de exercícios ácido-base e reações de adição
 
Aula 7 reação de alcenos
Aula 7   reação de alcenosAula 7   reação de alcenos
Aula 7 reação de alcenos
 
Exercicios reações de substituição
Exercicios   reações de substituiçãoExercicios   reações de substituição
Exercicios reações de substituição
 
Aldeídos
AldeídosAldeídos
Aldeídos
 
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílicaHaletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
Haletos de alquila: reações de substituição nucleofílica
 
Propriedades periódicas
Propriedades periódicas Propriedades periódicas
Propriedades periódicas
 
Adição e subtração
Adição e subtraçãoAdição e subtração
Adição e subtração
 
Reações de Eliminação
Reações de EliminaçãoReações de Eliminação
Reações de Eliminação
 
40 adição 3 autismo teacch
40 adição 3 autismo teacch40 adição 3 autismo teacch
40 adição 3 autismo teacch
 
F1 propriedades da adição
F1   propriedades da adiçãoF1   propriedades da adição
F1 propriedades da adição
 
Apresentação banco de problemas
Apresentação banco de problemasApresentação banco de problemas
Apresentação banco de problemas
 
Adição naturais
Adição naturais Adição naturais
Adição naturais
 
Adicao E SubtracçãO
Adicao E SubtracçãOAdicao E SubtracçãO
Adicao E SubtracçãO
 

Semelhante a Reação de adição

Slides da aula de Química (Manoel) sobre Reações Orgânicas
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Reações OrgânicasSlides da aula de Química (Manoel) sobre Reações Orgânicas
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Reações OrgânicasTurma Olímpica
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicassamuelr81
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações OrgânicasVinny Silva
 
Tipos de reações quimicas
Tipos de reações quimicasTipos de reações quimicas
Tipos de reações quimicasgrupev
 
Reações de oxidação
Reações de oxidaçãoReações de oxidação
Reações de oxidaçãoPaulo Silva
 
Estudo dos derivados halogenados [guardado automaticamente]
Estudo dos derivados halogenados [guardado automaticamente]Estudo dos derivados halogenados [guardado automaticamente]
Estudo dos derivados halogenados [guardado automaticamente]Manuel Vicente
 
Estudo dos derivados halogenados dos hidrocarbonetos 009
Estudo dos derivados halogenados dos hidrocarbonetos 009 Estudo dos derivados halogenados dos hidrocarbonetos 009
Estudo dos derivados halogenados dos hidrocarbonetos 009 Manuel da Mata Vicente
 
Reações orgânicas em power point
Reações orgânicas em power pointReações orgânicas em power point
Reações orgânicas em power pointJulianaGimenes
 
Química - Reações Orgânicas
Química - Reações OrgânicasQuímica - Reações Orgânicas
Química - Reações OrgânicasCarson Souza
 
3. reações de polimerização e síntese orgânica
3. reações de polimerização e síntese orgânica3. reações de polimerização e síntese orgânica
3. reações de polimerização e síntese orgânicaThiago José
 
Tabela função organica pdf.
Tabela função organica pdf.Tabela função organica pdf.
Tabela função organica pdf.Quimica2016
 

Semelhante a Reação de adição (20)

Slides da aula de Química (Manoel) sobre Reações Orgânicas
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Reações OrgânicasSlides da aula de Química (Manoel) sobre Reações Orgânicas
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Reações Orgânicas
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
 
Tipos de reações quimicas
Tipos de reações quimicasTipos de reações quimicas
Tipos de reações quimicas
 
Reações de oxidação
Reações de oxidaçãoReações de oxidação
Reações de oxidação
 
Estudo dos derivados halogenados [guardado automaticamente]
Estudo dos derivados halogenados [guardado automaticamente]Estudo dos derivados halogenados [guardado automaticamente]
Estudo dos derivados halogenados [guardado automaticamente]
 
Estudo dos derivados halogenados dos hidrocarbonetos 009
Estudo dos derivados halogenados dos hidrocarbonetos 009 Estudo dos derivados halogenados dos hidrocarbonetos 009
Estudo dos derivados halogenados dos hidrocarbonetos 009
 
006 estudo dos alcinos
006 estudo dos alcinos006 estudo dos alcinos
006 estudo dos alcinos
 
F .organic as
F .organic asF .organic as
F .organic as
 
180
180180
180
 
Aldeidos cetonas 2014_hb
Aldeidos cetonas 2014_hbAldeidos cetonas 2014_hb
Aldeidos cetonas 2014_hb
 
Reações orgânicas em power point
Reações orgânicas em power pointReações orgânicas em power point
Reações orgânicas em power point
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Química - Reações Orgânicas
Química - Reações OrgânicasQuímica - Reações Orgânicas
Química - Reações Orgânicas
 
Organica
OrganicaOrganica
Organica
 
3. reações de polimerização e síntese orgânica
3. reações de polimerização e síntese orgânica3. reações de polimerização e síntese orgânica
3. reações de polimerização e síntese orgânica
 
Reações organicas
Reações organicasReações organicas
Reações organicas
 
Haletos 3a3
Haletos 3a3Haletos 3a3
Haletos 3a3
 
Tabela função organica pdf.
Tabela função organica pdf.Tabela função organica pdf.
Tabela função organica pdf.
 

Mais de jorgehenriqueangelim

Eletrodinâmica associaçao de resistores
Eletrodinâmica   associaçao de resistoresEletrodinâmica   associaçao de resistores
Eletrodinâmica associaçao de resistoresjorgehenriqueangelim
 
Função exponencial exercícios resolvidos
Função exponencial   exercícios resolvidosFunção exponencial   exercícios resolvidos
Função exponencial exercícios resolvidosjorgehenriqueangelim
 
Associação de resistores (mista)
Associação de resistores (mista)Associação de resistores (mista)
Associação de resistores (mista)jorgehenriqueangelim
 
Espelhos esféricos formação de imagens em espelhos esféricos
Espelhos esféricos   formação de imagens em espelhos esféricosEspelhos esféricos   formação de imagens em espelhos esféricos
Espelhos esféricos formação de imagens em espelhos esféricosjorgehenriqueangelim
 
Composição química da célula água e sais minerais
Composição química da célula   água e sais mineraisComposição química da célula   água e sais minerais
Composição química da célula água e sais mineraisjorgehenriqueangelim
 

Mais de jorgehenriqueangelim (20)

Vírus (resumo)
Vírus (resumo)Vírus (resumo)
Vírus (resumo)
 
Termoquímica2
Termoquímica2Termoquímica2
Termoquímica2
 
Eletroquímica2
Eletroquímica2Eletroquímica2
Eletroquímica2
 
Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)
 
Eletroquímica pilhas
Eletroquímica   pilhasEletroquímica   pilhas
Eletroquímica pilhas
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
As origens do totalitarismo
As origens do totalitarismoAs origens do totalitarismo
As origens do totalitarismo
 
Força centrípeta
Força centrípetaForça centrípeta
Força centrípeta
 
Espelhos planos
Espelhos planosEspelhos planos
Espelhos planos
 
Leis de kepler
Leis de keplerLeis de kepler
Leis de kepler
 
Eletrodinâmica associaçao de resistores
Eletrodinâmica   associaçao de resistoresEletrodinâmica   associaçao de resistores
Eletrodinâmica associaçao de resistores
 
Equilíbrio eletrostático
Equilíbrio eletrostáticoEquilíbrio eletrostático
Equilíbrio eletrostático
 
Estática de um corpo extenso
Estática de um corpo extensoEstática de um corpo extenso
Estática de um corpo extenso
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
Função exponencial exercícios resolvidos
Função exponencial   exercícios resolvidosFunção exponencial   exercícios resolvidos
Função exponencial exercícios resolvidos
 
Lançamento oblíquo
Lançamento oblíquoLançamento oblíquo
Lançamento oblíquo
 
Associação de resistores (mista)
Associação de resistores (mista)Associação de resistores (mista)
Associação de resistores (mista)
 
História republicana brasileira
História republicana brasileiraHistória republicana brasileira
História republicana brasileira
 
Espelhos esféricos formação de imagens em espelhos esféricos
Espelhos esféricos   formação de imagens em espelhos esféricosEspelhos esféricos   formação de imagens em espelhos esféricos
Espelhos esféricos formação de imagens em espelhos esféricos
 
Composição química da célula água e sais minerais
Composição química da célula   água e sais mineraisComposição química da célula   água e sais minerais
Composição química da célula água e sais minerais
 

Reação de adição

  • 1.
  • 2. REAÇÕES DE ADIÇÃO As reações de adição ocorrem com a entrada de novos átomos na molécula, sem que esta perca nenhum dos átomos constituintes de sua estrutura. Tais reações podem ocorrer com a quebra de ligações nas cadeias insaturadas ou com a ruptura de cadeias cíclicas de três ou quatro carbonos.
  • 3. REAÇÕES DE ADIÇÃO • Hidrogenação A hidrogenação consiste na reação com o gás hidrogênio (H2). A ligação que une os átomos de hidrogênio é rompida, fazendo com que os mesmos ocupem a molécula com a qual reagiu. CH2 ══ CH — CH3 + H — H  CH3 — CH2 — CH3
  • 4. REAÇÕES DE ADIÇÃO CH3 – C ≡ CH + 1 H2  CH3 – CH = CH2 CH3 – C ≡ CH + 2 H2 CH3 – CH2 – CH3 propino propano propino propeno
  • 5. REAÇÕES DE ADIÇÃO Hidrogenação do ciclopropano e ciclobutano CH2 H2C CH2 + H — H  H3C — CH2 — CH3 ciclopropano propano
  • 6. REAÇÕES DE ADIÇÃO • Halogenação A halogenação consiste na reação com as moléculas dos halogênios (Cl2, Br2, I2). A ligação que une os átomos de halogênio é rompida, fazendo com que os mesmos ocupem a molécula com a qual reagiu, da mesma forma que ocorre na hidrogenação.
  • 7. REAÇÕES DE ADIÇÃO CH2 ══ CH — CH3 + Br—Br  CH2Br — CHBr — CH3 propeno 1,2-dibromopropano BROMAÇÃO DO PROPENO
  • 8. REAÇÕES DE ADIÇÃO CH3 – C ≡ CH + 1Cl2  CH3 – CCl =CHCl propino 1,2-dicloropropeno CH3 – C ≡ CH + 2Cl2  CH3 – CCl2- CCl2 propino 1,2-dicloropropano
  • 9. REAÇÕES DE ADIÇÃO Halogenação do ciclopropano e ciclobutano CH2 H2C CH2 + Br — Br  H2C — CH2 — CH2 ciclopropano 1,3-dibromopropano Br Br
  • 10. REAÇÕES DE ADIÇÃO • Adição de Halogenidretos Esta adição consiste na reação com as moléculas de HCl, HBr ou HI. A ligação que une o átomo de H com o halogênio é rompida, fazendo com que os mesmos ocupem a molécula com a qual reagiu, da mesma forma que ocorre na hidrogenação ou halogenação. CH2 = CH2 + HBr → CH2 – CH3 I etano Br bromoetano
  • 11. REAÇÕES DE ADIÇÃO • Regra de Markovnikov “Na reação de adição o hidrogênio será adicionado ao carbono mais hidrogenado” . CH3 – CH = CH2 + H-Br → CH3 – CH – CH3 I propeno Br 2-bromopropano O 1-bromopropano também será formado, porém em pequena quantidade
  • 12. REAÇÕES DE ADIÇÃO • Obs: Na presença de Peróxidos Orgânicos e HBr, ocorre o efeito inverso à lei de Markovnikov, onde os íons de H+ atacam o Carbono menos hidrogenado. H3C-CH=CH3 + H -Br Peróxidos H3C-CH2-CH-Br
  • 13. REAÇÕES DE ADIÇÃO • Hidratação A hidratação consiste na adição de água, que sofrerá um ruptura da ligação separando um dos hidrogênios do grupo –OH. H – OH
  • 14. REAÇÕES DE ADIÇÃO • Hidratação de Alcenos A hidratação de alcenos sempre produzirá um álcool. CH2 = CH2 + H – OH CH2 – CH3 I eteno OH etanol
  • 15. REAÇÕES DE ADIÇÃO CH3 – CH = CH2 + H2O CH3 – CH – CH3 I propeno OH propan-2-ol A hidratação também segue a regra de Markovnikov
  • 16. REAÇÕES DE ADIÇÃO • Hidratação de Alcinos A monohidratação de alcinos produz um enol, que por ser instável, sofre tautomeria formando preferencialmente aldeído ou cetona. O único alcino que produz aldeído é o etino HC ≡ CH + H OH → HC = CH2 HC – CH3 I II OH O etino etenol etanal
  • 17. REAÇÕES DE ADIÇÃO Os demais alcinos produzem cetona. H3C – C ≡ C – H + H OH →H3C – C = CH2 H3C – C – CH3 propino 2-propenol propanona I II OH O
  • 18. REAÇÕES DE ADIÇÃO • BHC – Um veneno para o homem Em 11 de julho de 1989, a lei federal 7802 proibiu a utilização de um agrotóxico utilizado até então em larga escala no Brasil, o BHC (benzeno hexa clorado). Esta substância é obtida a partir da reação do benzeno e cloro, uma reação de adição às duplas ligações do anel benzênico que só ocorre nas seguintes condições:
  • 19. REAÇÕES DE ADIÇÃO + 3 Cl2   elevada atemperatur luz ultravioleta Cl Cl Cl Cl Cl Cl