SlideShare uma empresa Scribd logo
Dia  mundial  das zonas  húmidasTrabalho realizado por:Daniela Sampaio nº6  8ºBCristina Torres nº4  8ºB
Quando  e  onde  ocorre  o  Dia  Mundial  Das  Zonas  Húmidas?No dia 2 de Fevereiro comemora-se o Dia Mundial das Zonas Húmidas que decorre da Convenção Ramsar, assinada em 1971 e em vigor desde 1975. Esta convenção conta com 130 países contratantes e constitui o único tratado sobre ambiente de carácter mundial e consagrado a um ecossistema particular. A sua missão é "favorecer a conservação e a utilização racional das zonas húmidas através de medidas implementadas ao nível nacional e resultantes da colaboração internacional, como meios de permitir um desenvolvimento sustentável no mundo inteiro". Segundo a definição da Convenção de Ramsar, zonas húmidas são "zonas de pântano, charco, turfeira ou água, natural ou artificial, permanente ou temporária, com água estagnada ou corrente, doce, salobra ou salgada, incluindo águas marinhas cuja profundidade na maré baixa não exceda os seis metros." Portugal assinou a Convenção Ramsar em 1980 e 12 zonas foram classificadas no continente. No entanto, na Madeira e em especial nos Açores não existe qualquer zona classificada ao abrigo desta convenção.
As zonas húmidas estão entre os ecossistemas mais produtivos do mundo. São origem de diversidade biológica, proporcionando a água e a produtividade primária da qual inúmeras espécies de plantas e animais dependem para a sua sobrevivência. Suportam assim elevadas concentrações de espécies de aves, mamíferos, répteis, anfíbios, peixes e invertebrados. As zonas húmidas são igualmente importantes reservas genéticas, nomeadamente no que refere às plantas. O arroz, por exemplo, que é uma planta comum de zonas húmidas, é a base da dieta de mais de metade da humanidade. Além disso, as zonas húmidas possuem atributos próprios como património histórico e cultural.
Em Portugal, foram reconhecidas 12 zonas húmidas, que correspondem a mais de 66 mil hectares de território nacional e que fazem parte da referida lista: Estuário do Tejo, Ria Formosa (Algarve), Paul de Arzila, Madriz e Taipal (Coimbra), Paul do Boquilogo (Santarém), Lagoa de Albufeira, Estuário do Sado, Ria de Alvor, Lagoa de Santo André, Lagoa da Sancha (Litoral Alentejano), Sapais de Castro Marim (Algarve) e Paúl da Tornada (Leiria). Estes sítios foram seleccionados, por um sistema de classificação, relacionado com a importância internacional que possuem, de acordo com quatro critérios:- Representatividade e unicidade do ecossistema; -Valores da fauna e flora; -Importância na Conservação de aves aquáticas; -Importância na Conservação de peixes.
Raquel danielasampaio
Fontes:www.google.com-textowww.google.com-imagem

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ana danielapontes
Ana danielapontesAna danielapontes
Ana danielapontes
Joel Alvarenga
 
Chamada para o manifesto sueste
Chamada para o manifesto suesteChamada para o manifesto sueste
Chamada para o manifesto sueste
Projeto Golfinho Rotador
 
Recursos Naturais Utilização E Consequências
Recursos Naturais   Utilização E ConsequênciasRecursos Naturais   Utilização E Consequências
Recursos Naturais Utilização E Consequências
verasanches
 
22 de março
22 de março22 de março
22 de março
luca_cantelli
 
Poster impacto humano
Poster impacto humanoPoster impacto humano
Poster impacto humano
oceantica
 
Proteção ambiental
Proteção ambientalProteção ambiental
Proteção ambiental
junio Juninho
 
Oceano fontedesustentabilidade
Oceano fontedesustentabilidadeOceano fontedesustentabilidade
Oceano fontedesustentabilidade
oceantica
 
Slides grupo 2
Slides grupo 2Slides grupo 2
Slides grupo 2
nacirbertini
 
Petinga e-jaquinzinhos-fora-do-prato
Petinga e-jaquinzinhos-fora-do-pratoPetinga e-jaquinzinhos-fora-do-prato
Petinga e-jaquinzinhos-fora-do-prato
oceantica
 
Projeto mangue 2010
Projeto mangue   2010Projeto mangue   2010
Projeto mangue 2010
emgraciette
 
Manguezal 1 a
Manguezal 1 aManguezal 1 a
Desertificação trabalho marisa e ana geo 9 3
Desertificação trabalho marisa e ana geo 9 3Desertificação trabalho marisa e ana geo 9 3
Desertificação trabalho marisa e ana geo 9 3
Mayjö .
 
Apresentação do mangue
Apresentação do mangueApresentação do mangue
Apresentação do mangue
sergiojs
 
Desertificação 9º4
Desertificação 9º4Desertificação 9º4
Desertificação 9º4
Mayjö .
 
Manguezais
ManguezaisManguezais
Trabalho de Biologia
Trabalho de BiologiaTrabalho de Biologia
Trabalho de Biologia
claraallegro
 
Carolina juliana
Carolina julianaCarolina juliana
Carolina juliana
Joel Alvarenga
 
Recursos naturais de Fortaleza: Manguezais. Estudo dos alunos do 3º Ano A
Recursos naturais de Fortaleza: Manguezais. Estudo dos alunos do 3º Ano ARecursos naturais de Fortaleza: Manguezais. Estudo dos alunos do 3º Ano A
Recursos naturais de Fortaleza: Manguezais. Estudo dos alunos do 3º Ano A
ColegioCanarinho
 
Desflorestação e desertificação
Desflorestação e desertificaçãoDesflorestação e desertificação
Desflorestação e desertificação
profmoucho
 
Recursos GeolóGicos
Recursos GeolóGicosRecursos GeolóGicos
Recursos GeolóGicos
Nuno Correia
 

Mais procurados (20)

Ana danielapontes
Ana danielapontesAna danielapontes
Ana danielapontes
 
Chamada para o manifesto sueste
Chamada para o manifesto suesteChamada para o manifesto sueste
Chamada para o manifesto sueste
 
Recursos Naturais Utilização E Consequências
Recursos Naturais   Utilização E ConsequênciasRecursos Naturais   Utilização E Consequências
Recursos Naturais Utilização E Consequências
 
22 de março
22 de março22 de março
22 de março
 
Poster impacto humano
Poster impacto humanoPoster impacto humano
Poster impacto humano
 
Proteção ambiental
Proteção ambientalProteção ambiental
Proteção ambiental
 
Oceano fontedesustentabilidade
Oceano fontedesustentabilidadeOceano fontedesustentabilidade
Oceano fontedesustentabilidade
 
Slides grupo 2
Slides grupo 2Slides grupo 2
Slides grupo 2
 
Petinga e-jaquinzinhos-fora-do-prato
Petinga e-jaquinzinhos-fora-do-pratoPetinga e-jaquinzinhos-fora-do-prato
Petinga e-jaquinzinhos-fora-do-prato
 
Projeto mangue 2010
Projeto mangue   2010Projeto mangue   2010
Projeto mangue 2010
 
Manguezal 1 a
Manguezal 1 aManguezal 1 a
Manguezal 1 a
 
Desertificação trabalho marisa e ana geo 9 3
Desertificação trabalho marisa e ana geo 9 3Desertificação trabalho marisa e ana geo 9 3
Desertificação trabalho marisa e ana geo 9 3
 
Apresentação do mangue
Apresentação do mangueApresentação do mangue
Apresentação do mangue
 
Desertificação 9º4
Desertificação 9º4Desertificação 9º4
Desertificação 9º4
 
Manguezais
ManguezaisManguezais
Manguezais
 
Trabalho de Biologia
Trabalho de BiologiaTrabalho de Biologia
Trabalho de Biologia
 
Carolina juliana
Carolina julianaCarolina juliana
Carolina juliana
 
Recursos naturais de Fortaleza: Manguezais. Estudo dos alunos do 3º Ano A
Recursos naturais de Fortaleza: Manguezais. Estudo dos alunos do 3º Ano ARecursos naturais de Fortaleza: Manguezais. Estudo dos alunos do 3º Ano A
Recursos naturais de Fortaleza: Manguezais. Estudo dos alunos do 3º Ano A
 
Desflorestação e desertificação
Desflorestação e desertificaçãoDesflorestação e desertificação
Desflorestação e desertificação
 
Recursos GeolóGicos
Recursos GeolóGicosRecursos GeolóGicos
Recursos GeolóGicos
 

Destaque

Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a...
Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a...Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a...
Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a...
Dalton Martins
 
Palestra: O impacto das midias e redes sociais
Palestra: O impacto das midias e redes sociaisPalestra: O impacto das midias e redes sociais
Palestra: O impacto das midias e redes sociais
Estácio FAP e UFPA
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
Maria Brandão
 
Os impactos das redes sociais nos relacionamentos afetivos(3)
Os impactos das redes sociais nos relacionamentos afetivos(3)Os impactos das redes sociais nos relacionamentos afetivos(3)
Os impactos das redes sociais nos relacionamentos afetivos(3)
Dutynana
 
Lei de Sociedadex Lei de Progresso x Redes Sociais - Prof. Cesar Reis
Lei de Sociedadex Lei de Progresso x Redes Sociais - Prof. Cesar ReisLei de Sociedadex Lei de Progresso x Redes Sociais - Prof. Cesar Reis
Lei de Sociedadex Lei de Progresso x Redes Sociais - Prof. Cesar Reis
GEAMA - Arte, Educação e Espiritismo
 
Redes Sociais (NETLOG) Miguel Z. nº15 Milene Mateus nº18 9ºE
Redes Sociais (NETLOG) Miguel Z. nº15 Milene Mateus nº18 9ºERedes Sociais (NETLOG) Miguel Z. nº15 Milene Mateus nº18 9ºE
Redes Sociais (NETLOG) Miguel Z. nº15 Milene Mateus nº18 9ºE
milenemateus
 
Government tracking your cell phone finished powerpoint version
Government tracking your cell phone finished powerpoint versionGovernment tracking your cell phone finished powerpoint version
Government tracking your cell phone finished powerpoint version
cjobes9
 
Internet e Redes Sociais: Fatos, Riscos e Cuidados na Web
Internet e Redes Sociais: Fatos, Riscos e Cuidados na WebInternet e Redes Sociais: Fatos, Riscos e Cuidados na Web
Internet e Redes Sociais: Fatos, Riscos e Cuidados na Web
AntiSaint
 
A importância das redes sociais para a comunicação
A importância das redes sociais para a comunicaçãoA importância das redes sociais para a comunicação
A importância das redes sociais para a comunicação
DanielmendesGO
 
Opinião dos Alunos Sobre Redes Sociais.
Opinião dos Alunos Sobre Redes Sociais.Opinião dos Alunos Sobre Redes Sociais.
Opinião dos Alunos Sobre Redes Sociais.
As Vozes
 
3ºAno - Soc disciplinar & soc controle
3ºAno - Soc disciplinar & soc controle 3ºAno - Soc disciplinar & soc controle
3ºAno - Soc disciplinar & soc controle
Luis Felipe Carvalho
 
As Redes Sociais
As Redes SociaisAs Redes Sociais
As Redes Sociais
complementoindirecto
 
Redes Sociais Slide.
Redes Sociais   Slide.Redes Sociais   Slide.
Redes Sociais Slide.
eeriick
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
Bernardo Matos
 
Perigo nas Redes sociais
Perigo nas Redes sociaisPerigo nas Redes sociais
Perigo nas Redes sociais
institutoduartelemos
 
Trabalho de TIC TP Catarina P, Érica e Filipa - O perigo escondido atrás das ...
Trabalho de TIC TP Catarina P, Érica e Filipa - O perigo escondido atrás das ...Trabalho de TIC TP Catarina P, Érica e Filipa - O perigo escondido atrás das ...
Trabalho de TIC TP Catarina P, Érica e Filipa - O perigo escondido atrás das ...
Lucky Fox
 
Redes sociais- Pontos positivos e negativos
Redes sociais- Pontos positivos e negativosRedes sociais- Pontos positivos e negativos
Redes sociais- Pontos positivos e negativos
Luana Bastos
 
Redes sociais
Redes sociais Redes sociais
Redes sociais
Dália Pereira
 
Vantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoVantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalização
Zé Stinson
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Susana Sobrenome
 

Destaque (20)

Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a...
Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a...Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a...
Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a...
 
Palestra: O impacto das midias e redes sociais
Palestra: O impacto das midias e redes sociaisPalestra: O impacto das midias e redes sociais
Palestra: O impacto das midias e redes sociais
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
 
Os impactos das redes sociais nos relacionamentos afetivos(3)
Os impactos das redes sociais nos relacionamentos afetivos(3)Os impactos das redes sociais nos relacionamentos afetivos(3)
Os impactos das redes sociais nos relacionamentos afetivos(3)
 
Lei de Sociedadex Lei de Progresso x Redes Sociais - Prof. Cesar Reis
Lei de Sociedadex Lei de Progresso x Redes Sociais - Prof. Cesar ReisLei de Sociedadex Lei de Progresso x Redes Sociais - Prof. Cesar Reis
Lei de Sociedadex Lei de Progresso x Redes Sociais - Prof. Cesar Reis
 
Redes Sociais (NETLOG) Miguel Z. nº15 Milene Mateus nº18 9ºE
Redes Sociais (NETLOG) Miguel Z. nº15 Milene Mateus nº18 9ºERedes Sociais (NETLOG) Miguel Z. nº15 Milene Mateus nº18 9ºE
Redes Sociais (NETLOG) Miguel Z. nº15 Milene Mateus nº18 9ºE
 
Government tracking your cell phone finished powerpoint version
Government tracking your cell phone finished powerpoint versionGovernment tracking your cell phone finished powerpoint version
Government tracking your cell phone finished powerpoint version
 
Internet e Redes Sociais: Fatos, Riscos e Cuidados na Web
Internet e Redes Sociais: Fatos, Riscos e Cuidados na WebInternet e Redes Sociais: Fatos, Riscos e Cuidados na Web
Internet e Redes Sociais: Fatos, Riscos e Cuidados na Web
 
A importância das redes sociais para a comunicação
A importância das redes sociais para a comunicaçãoA importância das redes sociais para a comunicação
A importância das redes sociais para a comunicação
 
Opinião dos Alunos Sobre Redes Sociais.
Opinião dos Alunos Sobre Redes Sociais.Opinião dos Alunos Sobre Redes Sociais.
Opinião dos Alunos Sobre Redes Sociais.
 
3ºAno - Soc disciplinar & soc controle
3ºAno - Soc disciplinar & soc controle 3ºAno - Soc disciplinar & soc controle
3ºAno - Soc disciplinar & soc controle
 
As Redes Sociais
As Redes SociaisAs Redes Sociais
As Redes Sociais
 
Redes Sociais Slide.
Redes Sociais   Slide.Redes Sociais   Slide.
Redes Sociais Slide.
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
 
Perigo nas Redes sociais
Perigo nas Redes sociaisPerigo nas Redes sociais
Perigo nas Redes sociais
 
Trabalho de TIC TP Catarina P, Érica e Filipa - O perigo escondido atrás das ...
Trabalho de TIC TP Catarina P, Érica e Filipa - O perigo escondido atrás das ...Trabalho de TIC TP Catarina P, Érica e Filipa - O perigo escondido atrás das ...
Trabalho de TIC TP Catarina P, Érica e Filipa - O perigo escondido atrás das ...
 
Redes sociais- Pontos positivos e negativos
Redes sociais- Pontos positivos e negativosRedes sociais- Pontos positivos e negativos
Redes sociais- Pontos positivos e negativos
 
Redes sociais
Redes sociais Redes sociais
Redes sociais
 
Vantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoVantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalização
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 

Semelhante a Raquel danielasampaio

Débora ricardo
Débora ricardoDébora ricardo
Débora ricardo
Joel Alvarenga
 
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
Sistema Ambiental Paulista
 
Dia mundial da agua[1]
Dia mundial da agua[1]Dia mundial da agua[1]
Dia mundial da agua[1]
Rafael Ferreira
 
Andrécarlos diogo
Andrécarlos diogoAndrécarlos diogo
Andrécarlos diogo
Joel Alvarenga
 
História do dia mundial da água cipa sap
História do dia mundial da água   cipa sapHistória do dia mundial da água   cipa sap
História do dia mundial da água cipa sap
cipasap
 
Agua
AguaAgua
Declaração Universal dos Direitos Da áGua
Declaração Universal dos Direitos Da áGuaDeclaração Universal dos Direitos Da áGua
Declaração Universal dos Direitos Da áGua
Paula Morgado
 
Anotações sobre a agua
Anotações sobre a aguaAnotações sobre a agua
Anotações sobre a agua
Vania Vezzoni de Souza Matedi
 
Catarina jorge
Catarina jorgeCatarina jorge
Catarina jorge
Joel Alvarenga
 
áReas protegidas
áReas protegidasáReas protegidas
áReas protegidas
Pelo Siro
 
Estuario do sado
Estuario do sadoEstuario do sado
Estuario do sado
EscolaFonteJoana
 
parque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaparque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadiana
AnaGomes40
 
A questão ambiental
A questão ambientalA questão ambiental
A questão ambiental
Helena Morita
 
Reservas Marinhas
Reservas MarinhasReservas Marinhas
Reservas Marinhas
Ana Catarina Reis
 
Preservação ambiental
Preservação ambientalPreservação ambiental
Preservação ambiental
Sandra Alves
 
Dia Mundial da Água 5º D
Dia Mundial da Água 5º DDia Mundial da Água 5º D
Dia Mundial da Água 5º D
informaticapd
 
PP1 Biosfera
PP1 Biosfera PP1 Biosfera
PP1 Biosfera
MariaJoão Agualuza
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
anaraivel
 
Água e floresta
Água e florestaÁgua e floresta
Água e floresta
Alzira Novo
 
La Custodia del Territorio en Portugal. Quercus Portugal. IV JECT, Benia de O...
La Custodia del Territorio en Portugal. Quercus Portugal. IV JECT, Benia de O...La Custodia del Territorio en Portugal. Quercus Portugal. IV JECT, Benia de O...
La Custodia del Territorio en Portugal. Quercus Portugal. IV JECT, Benia de O...
fapas
 

Semelhante a Raquel danielasampaio (20)

Débora ricardo
Débora ricardoDébora ricardo
Débora ricardo
 
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
 
Dia mundial da agua[1]
Dia mundial da agua[1]Dia mundial da agua[1]
Dia mundial da agua[1]
 
Andrécarlos diogo
Andrécarlos diogoAndrécarlos diogo
Andrécarlos diogo
 
História do dia mundial da água cipa sap
História do dia mundial da água   cipa sapHistória do dia mundial da água   cipa sap
História do dia mundial da água cipa sap
 
Agua
AguaAgua
Agua
 
Declaração Universal dos Direitos Da áGua
Declaração Universal dos Direitos Da áGuaDeclaração Universal dos Direitos Da áGua
Declaração Universal dos Direitos Da áGua
 
Anotações sobre a agua
Anotações sobre a aguaAnotações sobre a agua
Anotações sobre a agua
 
Catarina jorge
Catarina jorgeCatarina jorge
Catarina jorge
 
áReas protegidas
áReas protegidasáReas protegidas
áReas protegidas
 
Estuario do sado
Estuario do sadoEstuario do sado
Estuario do sado
 
parque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaparque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadiana
 
A questão ambiental
A questão ambientalA questão ambiental
A questão ambiental
 
Reservas Marinhas
Reservas MarinhasReservas Marinhas
Reservas Marinhas
 
Preservação ambiental
Preservação ambientalPreservação ambiental
Preservação ambiental
 
Dia Mundial da Água 5º D
Dia Mundial da Água 5º DDia Mundial da Água 5º D
Dia Mundial da Água 5º D
 
PP1 Biosfera
PP1 Biosfera PP1 Biosfera
PP1 Biosfera
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
Água e floresta
Água e florestaÁgua e floresta
Água e floresta
 
La Custodia del Territorio en Portugal. Quercus Portugal. IV JECT, Benia de O...
La Custodia del Territorio en Portugal. Quercus Portugal. IV JECT, Benia de O...La Custodia del Territorio en Portugal. Quercus Portugal. IV JECT, Benia de O...
La Custodia del Territorio en Portugal. Quercus Portugal. IV JECT, Benia de O...
 

Mais de Joel Alvarenga

Pedro rodrigovictor
Pedro rodrigovictorPedro rodrigovictor
Pedro rodrigovictor
Joel Alvarenga
 
20 21 23
20 21 2320 21 23
20 21 23
Joel Alvarenga
 
16 17
16  1716  17
12 22
12  2212  22
09 14
09  1409  14
07 18
07 1807 18
05 11 24
05 11 2405 11 24
05 11 24
Joel Alvarenga
 
04 06
04   0604   06
02 03
02 0302 03
01 08 10
01  08  1001  08  10
01 08 10
Joel Alvarenga
 
Jorge diogo 8ºb
Jorge diogo 8ºbJorge diogo 8ºb
Jorge diogo 8ºb
Joel Alvarenga
 
16 19
16   1916   19
14 18
14  1814  18
06 09
06  0906  09
05 20
05 2005 20
04 07
04    0704    07
03 10
03   1003   10
02 15
02 1502 15
01 12
01  1201  12
08 11
08 1108 11

Mais de Joel Alvarenga (20)

Pedro rodrigovictor
Pedro rodrigovictorPedro rodrigovictor
Pedro rodrigovictor
 
20 21 23
20 21 2320 21 23
20 21 23
 
16 17
16  1716  17
16 17
 
12 22
12  2212  22
12 22
 
09 14
09  1409  14
09 14
 
07 18
07 1807 18
07 18
 
05 11 24
05 11 2405 11 24
05 11 24
 
04 06
04   0604   06
04 06
 
02 03
02 0302 03
02 03
 
01 08 10
01  08  1001  08  10
01 08 10
 
Jorge diogo 8ºb
Jorge diogo 8ºbJorge diogo 8ºb
Jorge diogo 8ºb
 
16 19
16   1916   19
16 19
 
14 18
14  1814  18
14 18
 
06 09
06  0906  09
06 09
 
05 20
05 2005 20
05 20
 
04 07
04    0704    07
04 07
 
03 10
03   1003   10
03 10
 
02 15
02 1502 15
02 15
 
01 12
01  1201  12
01 12
 
08 11
08 1108 11
08 11
 

Raquel danielasampaio

  • 1. Dia mundial das zonas húmidasTrabalho realizado por:Daniela Sampaio nº6 8ºBCristina Torres nº4 8ºB
  • 2. Quando e onde ocorre o Dia Mundial Das Zonas Húmidas?No dia 2 de Fevereiro comemora-se o Dia Mundial das Zonas Húmidas que decorre da Convenção Ramsar, assinada em 1971 e em vigor desde 1975. Esta convenção conta com 130 países contratantes e constitui o único tratado sobre ambiente de carácter mundial e consagrado a um ecossistema particular. A sua missão é "favorecer a conservação e a utilização racional das zonas húmidas através de medidas implementadas ao nível nacional e resultantes da colaboração internacional, como meios de permitir um desenvolvimento sustentável no mundo inteiro". Segundo a definição da Convenção de Ramsar, zonas húmidas são "zonas de pântano, charco, turfeira ou água, natural ou artificial, permanente ou temporária, com água estagnada ou corrente, doce, salobra ou salgada, incluindo águas marinhas cuja profundidade na maré baixa não exceda os seis metros." Portugal assinou a Convenção Ramsar em 1980 e 12 zonas foram classificadas no continente. No entanto, na Madeira e em especial nos Açores não existe qualquer zona classificada ao abrigo desta convenção.
  • 3. As zonas húmidas estão entre os ecossistemas mais produtivos do mundo. São origem de diversidade biológica, proporcionando a água e a produtividade primária da qual inúmeras espécies de plantas e animais dependem para a sua sobrevivência. Suportam assim elevadas concentrações de espécies de aves, mamíferos, répteis, anfíbios, peixes e invertebrados. As zonas húmidas são igualmente importantes reservas genéticas, nomeadamente no que refere às plantas. O arroz, por exemplo, que é uma planta comum de zonas húmidas, é a base da dieta de mais de metade da humanidade. Além disso, as zonas húmidas possuem atributos próprios como património histórico e cultural.
  • 4. Em Portugal, foram reconhecidas 12 zonas húmidas, que correspondem a mais de 66 mil hectares de território nacional e que fazem parte da referida lista: Estuário do Tejo, Ria Formosa (Algarve), Paul de Arzila, Madriz e Taipal (Coimbra), Paul do Boquilogo (Santarém), Lagoa de Albufeira, Estuário do Sado, Ria de Alvor, Lagoa de Santo André, Lagoa da Sancha (Litoral Alentejano), Sapais de Castro Marim (Algarve) e Paúl da Tornada (Leiria). Estes sítios foram seleccionados, por um sistema de classificação, relacionado com a importância internacional que possuem, de acordo com quatro critérios:- Representatividade e unicidade do ecossistema; -Valores da fauna e flora; -Importância na Conservação de aves aquáticas; -Importância na Conservação de peixes.