SlideShare uma empresa Scribd logo
Reflexões sobre a saúde no
Brasil
Carlos Suslik
Diretor
Gestão de Saúde
carlos.suslik@br.pwc.com
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Mais de 25 anos de experiência, Carlos é Diretor de Gestão em Saúde
da PwC
Desde 2011 Carlos trabalha na PwC como diretor de consultoria no setor de saúde. Com mais de 10 anos de experiência
em serviços de consultoria para o planejamento e gestão de cuidados de saúde, já trabalhou em instituições renomadas
como:
Doutorado em
Radiologia pela
Universidade de
São Paulo – USP
Graduação em
Medicina pela
Universidade de
São Paulo (USP)
Pós Graduação em
Administração
Hospitalar pela
Fundação Getúlio
Vargas (FGV)
1983 - 1988 1993 - 1996 2002
Hospital das
Clínicas
Diretor Executivo
Revisão e modernização de
processos, gestão
financeira, redução de
desperdícios, readequação
da infraestrutura,
modernização tecnológica e
gestão voltada para
qualidade e segurança do
paciente.
Secretaria da
Saúde SP
Assessor Técnico
na Secretaria Municipal de
Saúde de São Paulo,
liderando a elaboração do
processo de distribuição de
medicamentos para a
atenção básica no
município de SP e a
implementação da área de
TI nas UBS.
Hospital Albert
Einstein
Gerente Planejamento
Gerente de Planejamento
em Saúde no Hospital
Israelita Albert Einstein .
Insper
Professor e Coordenador
do MBA em Gestão de Saúde
HIAE – Insper, atuando no
planejamento de um novo
programa de pós graduação
em gestão de saúde e
implementação deste curso
com coordenação de 7
turmas.
PwC - Gestão no
Setor de Saúde
Consultor e Empresário
Na PwC liderou projetos de
consultorias de negócios para
hospitais, empresas de
Medical Devices, operadoras
de planos de saúde e também
participa também de projetos
de estruturação de Parcerias
Público-Privadas (PPP) e de
fusões e aquisições de
empresas de saúde.
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  
2	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Casado há mais
de 20 anos
Torce para o
Corinthians.
Foi ao Japão em
2012 para ver o
time ser campeão
mundial
Médico por 25
anos, amo meu
trabalho e me
preocupo muito
com as pessoas.
Pai de dois
meninos, adora
viajar com eles e
a esposa.
Adora corrida.
Seu coração
agradece, porém
suas pernas não
gostam muito
Cachorro
chamado Billy
Acredito que posso ajudar mais pessoas trabalhando num área de
gestão, contanto que eu faça meu trabalho da maneira certa.
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
3	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Setor de Saúde no Brasil
Crescimento, desafios e como se preparar...
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  
4	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Principais características do sistema de saúde brasileiro.
Destaques do setor:
ü  Despesas do setor privado são maiores: O Brasil gasta 9,5% do PIB em cuidados de saúde, 44% vêm de
investimentos do governo e 56% de investimentos privados.
ü  A população brasileira apresenta uma mistura de doenças crônicas e agudas. A tendência é de incentivar as
pessoas, através de campanhas, a se previnir antes que a doença ocorra.
ü  Cerca de 75% da população é dependente exclusivamente dos serviços públicos (SUS) e 25% tem
plano de saúde privado e usa serviços do SUS também.
ü  Qualidade da assistência: o número de hospitais credenciados nos últimos anos aumentou, dualidade entre
credenciamento e serviços próprios.
ü  Os custos das operadoras de planos de saúde estão aumentando devido ao aumento dos custos de
hospitalizações, falta de controle dos exames e aumento do número de consultas devido ao aumento da
preocupação com a saúde. Deve-se fazer o certo para o paciente certo.
ü  O governo está investindo mais na educação dos profissionais de saúde para atingir níveis melhores e
também aumentar o número de vagas de residência médica em hospitais, particularmente para as regiões mais
remotas do país.
ü  Maior rigor com operadoras de planos de saúde em questões regulatórias. Muitos planos de saúde
foram proibidos de serem vendidos, por exemplo.
ü  Programa para integrar os dados do paciente e criar um registro médico eletrônico (EMR - Eletronic
Medical Records).
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Megatrends	
  
5	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Financiamento na Saúde
•  Cobertura	
  	
  
-­‐ 	
  Como	
  delimitamos	
  cobertura?	
  
	
  	
  
-­‐	
  O	
  que	
  é	
  cobertura	
  ilimitada?	
  
•  Acesso
-­‐ 	
  Quem e quantos?	
  
	
  	
  
- Quando? 	
  
Financiamento	
  =	
  Cobertura	
  +	
  Acesso	
  
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
6	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Tipos de financiamento e o que buscam os investidores
Capital estrangeiro
•  Associações a planos de saúde
•  Debêntures conversíveis
•  Pagamento por contratos de gestão
Capital nacional
•  Private Equity
•  Sócios investidores
•  Sócios estratégicos
•  Fundos de pensão
•  Fundos imobiliários
•  Debêntures
... e o que procuram?
•  Vantagem competitiva
•  Racional econômico e tese de crescimento
•  Múltiplos a serem pagos
•  Gestão - Governança
•  Capital - Geração de fluxo de caixa
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
7	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Despesa total em saúde do Brasil deverá continuar a crescer...
• Financiamento da saúde são de tanto
privados e quanto do governo:
• Desde 1988, a nova Constituição do Brasil define a
saúde como um direito social de todos os
brasileiros e uma responsabilidade do Estado; a
presidente Dilma Roussef prometeu
aumentar o investimento definindo a saúde
como prioridade principal. Tanto que em 09
de setembro de 2013 aprovou lei que destina os
royalties do pré-sal, um total de R$ 28 bilhões em
10 anos, à saúde.
• Embora sua penetração esteja aumentando, o
nível de qualidade da saúde pública ainda é
percebida como insuficiente; dessa forma, o
sistema privado de saúde vêm se expandindo,
devido ao panorama econômico positivo e ao
aumento da classe média.
61,8
90,7 100,7 98,6 106,4 114,7 120,1 130,3
142,7
80,0
102,2
119,4
111,6
118,1
121,3
124,0
135,3
149,2
8.8% 9.0%
8.9%
9.3% 9.5% 9.6% 9.7% 9.7% 9.6%
2009 2010 2011 2012 2013F 2014F 2015F 2016F 2017F
US$	
  bn	
  
141,8	
  
192,9	
  
220,1	
  
210,2	
  
224,4	
  
236,1	
  
244,1	
  
265,6	
  
291,9	
  
Government 	
  expenditure	
   	
  11,0% 	
  	
  
Private	
  expenditure 	
  	
  8,1%	
  
Total	
  expenditure	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  9,44% 	
  	
  
CAGR	
  09-­‐17F	
  
%	
  of	
  GDP	
  
Despesas	
  com	
  Saúde	
  
Total	
  
das	
  despesas	
  
com	
  saúde(1)	
  
100%	
  
56%	
  
Privado	
  
• Planos	
  pré-­‐pagos	
  
• Reembolsos	
  
32%	
  
24%	
  
Governo	
  
• Município	
  
• Estado	
  
• Federal	
  
12,7%	
  
11,1%	
  
20,2%	
  
44%	
  
1) 2009 data Fonte: BMI; World Health Organization; IPEA; PwC Análises
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
8	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Os 6 principais impulsionadores do mercado têm implicações a serem
consideradas ... (1/2)
Fonte: Ministério da Saúde ; PwC Análises
Aumento	
  da	
  
expectaHva	
  de	
  vida	
  
Melhoria	
  da	
  
distribuição	
  de	
  renda	
  
Comentários	
   Implicações	
  Drivers	
  de	
  mercado	
  
1	
  
2	
  
InvesHmentos	
  
privados	
  em	
  
hospitais	
  	
  de	
  alto	
  
padrão	
  	
  
3	
  
•  Maior	
  procura	
  de	
  cuidados	
  com	
  saúde,	
  especialmente	
  fora	
  dos	
  centros	
  de	
  
consumo	
  tradicionais,	
  e	
  inscrição	
  em	
  planos	
  privados,	
  com	
  mais	
  	
  e	
  melhores	
  
procedimentos.	
  
•  Impulsionado	
  principalmente	
  pelo	
  Nordeste	
  e	
  pela	
  classe	
  C	
  sensíveis	
  aos	
  
preços.	
  Os	
  planos	
  para	
  esta	
  classe	
  tendem	
  a	
  exigir	
  produtos	
  	
  mais	
  baratos.	
  
•  As	
  classes	
  média	
  e	
  alta	
  (A,	
  B	
  e	
  C)	
  têm	
  crescido,	
  com	
  37	
  
milhões	
  de	
  novos	
  consumidores,	
  e	
  é	
  esperado	
  para	
  
suportar	
  30	
  milhões	
  de	
  novos	
  consumidores	
  em	
  2015.	
  
•  Novos	
  consumidores	
  estão	
  apoiando	
  o	
  crescimento	
  das	
  
regiões	
  menos	
  desenvolvidas,	
  como	
  o	
  Nordeste	
  e	
  
Centro-­‐Oeste.	
  
•  Mudança	
  no	
  perfil	
  da	
  doença,	
  com	
  maior	
  incidência	
  de	
  doenças	
  crônicas,	
  
aumento	
  da	
  quan]dade	
  e	
  complexidade	
  dos	
  procedimentos	
  de	
  saúde.	
  
•  A	
  expectaHva	
  de	
  vida	
  dos	
  brasileiros	
  vem	
  aumentando	
  
gradualmente	
  ao	
  longo	
  dos	
  úl]mos	
  anos	
  e	
  deve	
  con]nuar	
  
em	
  sua	
  tendência	
  ascendente.	
  
•  Esta	
  é	
  uma	
  consequência	
  da	
  maior	
  disponibilidade	
  de	
  
rendimentos	
  e	
  inves]mentos	
  em	
  tratamentos	
  de	
  saúde	
  e	
  
qualidade	
  de	
  vida.	
  
•  Maiores	
  Infraestruturas	
  	
  requerem	
  a	
  compra	
  de	
  novos	
  equipamentos,	
  
fornece	
  suporte	
  para	
  a	
  crescente	
  demanda,	
  e	
  aumenta	
  a	
  capacidade	
  para	
  
atender	
  os	
  pacientes.	
  
•  Hospitais	
  de	
  alto	
  padrão	
  privados	
  são	
  compradores-­‐chave	
  de	
  equipamentos	
  
medico	
  hospitalares	
  	
  com	
  menores	
  	
  sensibilidades	
  de	
  preços.	
  	
  
•  Hospitais	
  	
  privados	
  de	
  alto	
  padrão	
  estão	
  se	
  expandindo	
  e	
  
melhorando	
  a	
  sua	
  capacidade	
  e	
  infraestrutura.	
  
•  As	
  altas	
  taxas	
  de	
  ocupação	
  (média	
  de	
  78%)	
  dentro	
  destes	
  
hospitais	
  impulsiona	
  o	
  crescimento,	
  indicando	
  expansão	
  
sustentável.	
  
•  Nos	
  úl]mos	
  cinco	
  anos	
  o	
  número	
  de	
  leitos	
  subiram	
  17,3%,	
  
as	
  unidades	
  de	
  atendimento	
  44,5%,	
  enquanto	
  a	
  oferta	
  de	
  
profissionais	
  cresceu	
  apenas	
  13,4%.	
  
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
9	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Os 6 principais impulsionadores do mercado têm implicações a serem
consideradas ... (2/2)
InvesHmento	
  
Governamental	
  com	
  
Saúde	
  
Capacitação	
  e	
  
informação	
  médica	
  
4	
  
5	
  
Consolidação	
  do	
  
Pagador	
  Privado	
  
6	
  
•  Maior	
  compreensão	
  e	
  uso	
  de	
  procedimentos	
  tecnológicos	
  	
  (ex.	
  
laparoscopia).	
  
•  Maior	
  gestão	
  nos	
  líderes	
  	
  de	
  opiniões	
  	
  (KOL’s)	
  é	
  necessária	
  para	
  gerar	
  
demanda	
  para	
  produtos	
  específicos.	
  
•  Aumento	
  do	
  invesHmento	
  em	
  iniciaHvas	
  como	
  a	
  formação	
  profissional.	
  
•  Regulador	
  do	
  mercado	
  Privado	
  (ANS)	
  está	
  incorporando	
  
mais	
  procedimentos	
  (ou	
  seja,	
  87novos	
  procedimentos	
  a	
  
serem	
  cobertos	
  a	
  par]r	
  de	
  2014,	
  incluindo	
  37	
  
medicamentos	
  orais	
  para	
  o	
  tratamento	
  domiciliar	
  de	
  
diferentes	
  ]pos	
  de	
  câncer	
  e	
  50	
  novos	
  exames,	
  consultas	
  e	
  
cirurgias.	
  
•  Os	
  hospitais	
  estão	
  diminuindo	
  o	
  tempo	
  médio	
  de	
  
permanência	
  	
  e	
  aumentando	
  a	
  rotação	
  do	
  leito,	
  
indicando	
  o	
  uso	
  de	
  gestão	
  mais	
  eficiente.	
  
•  Médico	
  capacitação	
  para	
  apoiar	
  o	
  uso	
  de	
  novas	
  
tecnologias	
  e	
  procedimentos	
  é	
  essencial	
  
•  Aumento	
  do	
  tamanho	
  do	
  mercado	
  consumidor	
  por	
  meio	
  de	
  maior	
  acesso	
  do	
  
governo.	
  
•  Reembolso	
  público	
  abrange	
  apenas	
  	
  produtos	
  e	
  procedimentos	
  selecionados,	
  
com	
  os	
  preços	
  mais	
  baixos	
  	
  -­‐	
  	
  mas,	
  isso	
  pode	
  mudar	
  no	
  longo	
  prazo.	
  
•  Maior	
  compe]]vidade	
  de	
  indústrias	
  com	
  produção	
  local.	
  
•  Inves]mentos	
  globais	
  na	
  construção	
  de	
  hospitais,	
  
aumento	
  da	
  disponibilidade	
  de	
  disposi]vos	
  médicos,	
  e	
  
produção	
  de	
  drogas	
  para	
  suportar	
  a	
  demanda,	
  
especialmente	
  para	
  procedimentos	
  mais	
  complexos.	
  
•  Os	
  incenHvos	
  fiscais	
  e	
  preferência	
  de	
  compra	
  de	
  
produtos	
  produzidos	
  localmente,	
  que	
  geralmente	
  
oferecem	
  preços	
  compeHHvos.	
  
•  Maior	
  poder	
  de	
  barganha	
  das	
  operadoras	
  para	
  negociar	
  com	
  os	
  hospitais	
  
não	
  verHcalizados.	
  	
  
•  Fortalecimento	
  dos	
  planos	
  estruturados	
  com	
  oportunidade	
  para	
  a	
  negociação	
  
direta	
  com	
  os	
  contribuintes	
  e	
  seus	
  hospitais	
  ver]calizados,	
  cer]ficando	
  
volumes	
  de	
  vendas	
  a	
  preços	
  baixos.	
  	
  
•  No	
  entanto,	
  há	
  um	
  conflito	
  das	
  operaoras	
  ao	
  negociar	
  diretamente	
  com	
  os	
  
hospitais	
  não-­‐ver]calizados.	
  
•  Consolidação	
  do	
  ambiente	
  pagador	
  privado,	
  eliminando	
  
players	
  menores	
  do	
  mercado.	
  
•  Forte	
  influência	
  sobre	
  as	
  decisões	
  de	
  compra	
  do	
  hospital,	
  
especialmente	
  para	
  aqueles	
  com	
  menor	
  poder	
  de	
  
barganha.	
  
•  Aumento	
  da	
  verHcalização	
  como	
  operadores	
  adquirir	
  
mais	
  hospitais.	
  
Fontes: ANS; PwC Análises
Comentários	
   Implicações	
  Drivers	
  de	
  mercado	
  
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
10	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Futuro do Setor
11	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Futuro do Setor
Principais fatores para o futuro do sistema de saúde brasileiro...
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
12	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Espera-se um maior investimento e uma melhor administração dos
serviços de saúde, públicos e privados.
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
Reembolso
ü  Reembolso do SUS é baseado numa tabela de procedimentos que não está atualizada de acordo
com as despesas reais.
ü  Muitos hospitais têm fechado nos últimos anos devido à remuneração inadequada .
ü  Novos mecanismos de reembolso devem surgir, os atuais não premiam eficiência.
Acesso
ü  Expandir o Programa Saúde da Família.
ü  Novos modelos de gestão para as regiões mais pobres.
ü  Melhorar os programas de saúde em regiões de desigualdades sociais.
ü  Continuar sendo referência em programas de imunização, HIV e gestão de doenças endemicamente.
Envelhecimento
da população
ü  O número de idosos tem aumentado nos últimos anos, nos próximos 45 anos o Brasil terá cerca de 56
milhões de pessoas com mais de 60 anos. As despesa com cuidados médicos devem aumentar
significativamente se as medidas preventivas não forem implementadas agora
ü  Os operadores terão de mudar seu foco de doença e tratamento para qualidade de vida. Isso
significa não apenas investir em medicina preventiva para cuidar de quem já tem doenças, mas acima de tudo
para eleger pessoas como o principal foco do negócio e oferecer-lhes qualidade de vida superior, educação,
entretenimento e saúde, prevenindo a ocorrência de doenças
Administração e
Investimentos
ü  O programa do Pré-Sal estabeleceu que o montante de seus royalties seriam investidos na saúde,
alguns profissionais também afirmam que outras indústrias deverão investir em saúde, como por exemplo as
indústrias de tabaco, automóveis e álcool.
ü  É esperado uma melhor administração do Sistema de Saúde brasileiro, tanto público quanto privado.
13	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
O uso da tecnologia no sistema de saúde no Brasil deve crescer, e os
serviços se tornarão mais baratos?
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
Tecnologia
ü  As novas tecnologias são importantes para os pacientes pois melhoram sua qualidade de vida, prevenindo
gastos extras com efeitos colaterais e pós-operatórios.
ü  Utilização mais frequente da tecnologia, com maior uso de dispositivos para monitoramento de
doenças crónicas como mHealth.
ü  Evolução em Tecnologia da Informação (TI): maior uso de “Business Intelligence” no sistema de saúde.
ü  Melhor estudo de custo efetividade na incorporação tecnológica.
Judiciário
ü  Atualmente, os juízes decidem em nome do paciente, sem analisar os documentos de apoio ao processo.
ü  Espera-se um melhor entendimento técnico sobre questões de saúde, para que decisões mais
precisas sejam tomadas pelos juízes.
Operadoras de
planos de saúde
ü  Novo modelo de compensação e de maior escala.
ü  É esperada uma maior concentração de operadoras, e assim o número de participantes irá diminuir, até
atingir o limite máximo permitido pelos órgãos de defesa da concorrência, a fim de reduzir os riscos e adquirir
peso político para atender às regulamentações.
ü  As pressões para permitir a participação de capital estrangeiro na prestação direta de serviços
de saúde devem aumentar .
ü  Mais instituições que utilizam o modelo de reembolso por pacotes de serviços.
14	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Como preparar sua empresa
M&A e Avaliação Econômico-financeira
Visão	
  Geral	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  O	
  Setor	
  	
  	
  -­‐	
  	
  	
  Futuro	
  do	
  Setor	
  	
  	
  	
  
15	
  
Cenários e tendências do Setor de Saúde
Obrigado!
Carlos Suslik – Diretor PwC
carlos.suslik@br.pwc.com
16	
  

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcos Ferraz
2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcos Ferraz  2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcos Ferraz
2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcos Ferraz
CNseg
 
Saúde não tem preço: investir no setor é promover desenvolvimento
Saúde não tem preço: investir no setor é promover desenvolvimentoSaúde não tem preço: investir no setor é promover desenvolvimento
Saúde não tem preço: investir no setor é promover desenvolvimento
Ministério da Saúde
 
Médico da família terá bônus em prova de residência
Médico da família terá bônus em prova de residênciaMédico da família terá bônus em prova de residência
Médico da família terá bônus em prova de residência
Ministério da Saúde
 
PRODUÇÃO TEXTUAL – MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIRÁ MAIS R$ 233,6 MILHÕES NA AT...
PRODUÇÃO TEXTUAL –  MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIRÁ MAIS R$ 233,6 MILHÕES NA AT...PRODUÇÃO TEXTUAL –  MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIRÁ MAIS R$ 233,6 MILHÕES NA AT...
PRODUÇÃO TEXTUAL – MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIRÁ MAIS R$ 233,6 MILHÕES NA AT...
Acade Consultoria
 
Recém formado poderá ter bônus para residência
Recém formado poderá ter bônus para residênciaRecém formado poderá ter bônus para residência
Recém formado poderá ter bônus para residência
Ministério da Saúde
 
Desdobramentos da Portaria GM/MS n. 3992/17
Desdobramentos da Portaria GM/MS n. 3992/17Desdobramentos da Portaria GM/MS n. 3992/17
Desdobramentos da Portaria GM/MS n. 3992/17
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Andre Medici
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Andre MediciO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Andre Medici
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Andre Medici
Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio LottenbergO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
Ministério da saúde inicia reforma de unidades básicas em todo o país
Ministério da saúde inicia reforma de unidades básicas em todo o paísMinistério da saúde inicia reforma de unidades básicas em todo o país
Ministério da saúde inicia reforma de unidades básicas em todo o país
Ministério da Saúde
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia AraujoO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha OliveiraO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
Promoção da saúde na perspectiva da UNITA
Promoção da saúde na perspectiva da UNITAPromoção da saúde na perspectiva da UNITA
Promoção da saúde na perspectiva da UNITA
MAURILIO LUIELE
 
Edital 100 2014 senarc
Edital 100 2014 senarcEdital 100 2014 senarc
Edson Araújo – Desafios para a sustentabilidade do SUS
Edson Araújo  – Desafios para a sustentabilidade do SUSEdson Araújo  – Desafios para a sustentabilidade do SUS
Edson Araújo – Desafios para a sustentabilidade do SUS
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José CechinO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
Atenção a saúde do Recém-Nascido Volume 3
Atenção a saúde do Recém-Nascido Volume 3Atenção a saúde do Recém-Nascido Volume 3
Atenção a saúde do Recém-Nascido Volume 3
Letícia Spina Tapia
 
Nova carga horária do saúde da família leva médicos aonde há maior necessidade
Nova carga horária do saúde da família leva médicos aonde há maior necessidadeNova carga horária do saúde da família leva médicos aonde há maior necessidade
Nova carga horária do saúde da família leva médicos aonde há maior necessidade
Ministério da Saúde
 
Cartilha dcnt
Cartilha dcntCartilha dcnt
Cartilha dcnt
Gláucia Castro
 

Mais procurados (18)

2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcos Ferraz
2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcos Ferraz  2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcos Ferraz
2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcos Ferraz
 
Saúde não tem preço: investir no setor é promover desenvolvimento
Saúde não tem preço: investir no setor é promover desenvolvimentoSaúde não tem preço: investir no setor é promover desenvolvimento
Saúde não tem preço: investir no setor é promover desenvolvimento
 
Médico da família terá bônus em prova de residência
Médico da família terá bônus em prova de residênciaMédico da família terá bônus em prova de residência
Médico da família terá bônus em prova de residência
 
PRODUÇÃO TEXTUAL – MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIRÁ MAIS R$ 233,6 MILHÕES NA AT...
PRODUÇÃO TEXTUAL –  MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIRÁ MAIS R$ 233,6 MILHÕES NA AT...PRODUÇÃO TEXTUAL –  MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIRÁ MAIS R$ 233,6 MILHÕES NA AT...
PRODUÇÃO TEXTUAL – MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIRÁ MAIS R$ 233,6 MILHÕES NA AT...
 
Recém formado poderá ter bônus para residência
Recém formado poderá ter bônus para residênciaRecém formado poderá ter bônus para residência
Recém formado poderá ter bônus para residência
 
Desdobramentos da Portaria GM/MS n. 3992/17
Desdobramentos da Portaria GM/MS n. 3992/17Desdobramentos da Portaria GM/MS n. 3992/17
Desdobramentos da Portaria GM/MS n. 3992/17
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Andre Medici
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Andre MediciO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Andre Medici
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Andre Medici
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio LottenbergO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Claudio Lottenberg
 
Ministério da saúde inicia reforma de unidades básicas em todo o país
Ministério da saúde inicia reforma de unidades básicas em todo o paísMinistério da saúde inicia reforma de unidades básicas em todo o país
Ministério da saúde inicia reforma de unidades básicas em todo o país
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia AraujoO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias  - Edson Correia Araujo
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Edson Correia Araujo
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha OliveiraO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - Martha Oliveira
 
Promoção da saúde na perspectiva da UNITA
Promoção da saúde na perspectiva da UNITAPromoção da saúde na perspectiva da UNITA
Promoção da saúde na perspectiva da UNITA
 
Edital 100 2014 senarc
Edital 100 2014 senarcEdital 100 2014 senarc
Edital 100 2014 senarc
 
Edson Araújo – Desafios para a sustentabilidade do SUS
Edson Araújo  – Desafios para a sustentabilidade do SUSEdson Araújo  – Desafios para a sustentabilidade do SUS
Edson Araújo – Desafios para a sustentabilidade do SUS
 
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José CechinO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
 
Atenção a saúde do Recém-Nascido Volume 3
Atenção a saúde do Recém-Nascido Volume 3Atenção a saúde do Recém-Nascido Volume 3
Atenção a saúde do Recém-Nascido Volume 3
 
Nova carga horária do saúde da família leva médicos aonde há maior necessidade
Nova carga horária do saúde da família leva médicos aonde há maior necessidadeNova carga horária do saúde da família leva médicos aonde há maior necessidade
Nova carga horária do saúde da família leva médicos aonde há maior necessidade
 
Cartilha dcnt
Cartilha dcntCartilha dcnt
Cartilha dcnt
 

Destaque

História da saúde no brasil parte 1
História da saúde no brasil  parte 1História da saúde no brasil  parte 1
História da saúde no brasil parte 1
Polyanne Aparecida Alves Moita
 
Cenário Saúde Brasil - Agosto 2010
Cenário Saúde Brasil - Agosto 2010Cenário Saúde Brasil - Agosto 2010
Cenário Saúde Brasil - Agosto 2010
Dr. Noe Alvarenga, MD, MBA +3500
 
E saude brasil
E saude brasilE saude brasil
E saude brasil
UniJorge
 
Saude brasil 2008_web_20_11
Saude brasil 2008_web_20_11Saude brasil 2008_web_20_11
Saude brasil 2008_web_20_11
Prefeitura municipal
 
Desafios da Inovação e Incorporação de Novas Tecnologias - Flávio Vormitagg ...
Desafios da Inovação e Incorporação de  Novas Tecnologias - Flávio Vormitagg ...Desafios da Inovação e Incorporação de  Novas Tecnologias - Flávio Vormitagg ...
Desafios da Inovação e Incorporação de Novas Tecnologias - Flávio Vormitagg ...
Empreender Saúde
 
Oportunidades e desafios do mercado de e-health no Brasil
Oportunidades e desafios do mercado de e-health no Brasil Oportunidades e desafios do mercado de e-health no Brasil
Oportunidades e desafios do mercado de e-health no Brasil
Empreender Saúde
 
Smart/Dynamic & Personalized Content - Raphael Gordilho
Smart/Dynamic & Personalized Content - Raphael GordilhoSmart/Dynamic & Personalized Content - Raphael Gordilho
Smart/Dynamic & Personalized Content - Raphael Gordilho
Empreender Saúde
 
Considerações práticas sobre a aplicação de ATS para equipamentos e dispositi...
Considerações práticas sobre a aplicação de ATS para equipamentos e dispositi...Considerações práticas sobre a aplicação de ATS para equipamentos e dispositi...
Considerações práticas sobre a aplicação de ATS para equipamentos e dispositi...
Empreender Saúde
 
Transformar Informações em Decisões mais Seguras e Inteligentes - Marketing D...
Transformar Informações em Decisões mais Seguras e Inteligentes - Marketing D...Transformar Informações em Decisões mais Seguras e Inteligentes - Marketing D...
Transformar Informações em Decisões mais Seguras e Inteligentes - Marketing D...
Empreender Saúde
 
ISPOR - International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research - G...
ISPOR - International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research - G...ISPOR - International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research - G...
ISPOR - International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research - G...
Empreender Saúde
 
Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo
Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo
Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo
Empreender Saúde
 
Políticas de Saúde e Reembolso de Equipamentos e Diagnósticos - Fernanda Mach...
Políticas de Saúde e Reembolso de Equipamentos e Diagnósticos - Fernanda Mach...Políticas de Saúde e Reembolso de Equipamentos e Diagnósticos - Fernanda Mach...
Políticas de Saúde e Reembolso de Equipamentos e Diagnósticos - Fernanda Mach...
Empreender Saúde
 
Cenário Atual e Perspectivas Futuras para ATS de Equipamentos Médicos e Diag...
Cenário Atual e Perspectivas Futuras para ATS de  Equipamentos Médicos e Diag...Cenário Atual e Perspectivas Futuras para ATS de  Equipamentos Médicos e Diag...
Cenário Atual e Perspectivas Futuras para ATS de Equipamentos Médicos e Diag...
Empreender Saúde
 
Comunicação B2C para Hospitais - Elis Forgerini - case Hospital Albert Einstein
Comunicação B2C para Hospitais - Elis Forgerini - case Hospital Albert EinsteinComunicação B2C para Hospitais - Elis Forgerini - case Hospital Albert Einstein
Comunicação B2C para Hospitais - Elis Forgerini - case Hospital Albert Einstein
Empreender Saúde
 
I Pesquisa Status da Indústria de Medical Devices no Brasil
I Pesquisa Status da Indústria de Medical Devices no BrasilI Pesquisa Status da Indústria de Medical Devices no Brasil
I Pesquisa Status da Indústria de Medical Devices no Brasil
Empreender Saúde
 
Estudo QALYBrasil - Projeto Valoração Nacional EQ SD - Marisa Santos
Estudo QALYBrasil - Projeto Valoração Nacional EQ SD - Marisa SantosEstudo QALYBrasil - Projeto Valoração Nacional EQ SD - Marisa Santos
Estudo QALYBrasil - Projeto Valoração Nacional EQ SD - Marisa Santos
Empreender Saúde
 
Setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico - Carlos Eduard...
Setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico - Carlos Eduard...Setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico - Carlos Eduard...
Setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico - Carlos Eduard...
Empreender Saúde
 
Aula 2 -_histria_da_sade_pblica_no_brasil
Aula 2 -_histria_da_sade_pblica_no_brasilAula 2 -_histria_da_sade_pblica_no_brasil
Aula 2 -_histria_da_sade_pblica_no_brasil
Guilherme Araújo
 
Conteúdo B2C em Saúde / Jornalismo em Saúde - Case MinhaVida
Conteúdo B2C em Saúde / Jornalismo em Saúde - Case MinhaVidaConteúdo B2C em Saúde / Jornalismo em Saúde - Case MinhaVida
Conteúdo B2C em Saúde / Jornalismo em Saúde - Case MinhaVida
Empreender Saúde
 
Oportunidades e Desafios para Empreendedores na Área de Saúde - Mariana Negr...
Oportunidades e Desafios para Empreendedores na Área de Saúde - Mariana Negr...Oportunidades e Desafios para Empreendedores na Área de Saúde - Mariana Negr...
Oportunidades e Desafios para Empreendedores na Área de Saúde - Mariana Negr...
Empreender Saúde
 

Destaque (20)

História da saúde no brasil parte 1
História da saúde no brasil  parte 1História da saúde no brasil  parte 1
História da saúde no brasil parte 1
 
Cenário Saúde Brasil - Agosto 2010
Cenário Saúde Brasil - Agosto 2010Cenário Saúde Brasil - Agosto 2010
Cenário Saúde Brasil - Agosto 2010
 
E saude brasil
E saude brasilE saude brasil
E saude brasil
 
Saude brasil 2008_web_20_11
Saude brasil 2008_web_20_11Saude brasil 2008_web_20_11
Saude brasil 2008_web_20_11
 
Desafios da Inovação e Incorporação de Novas Tecnologias - Flávio Vormitagg ...
Desafios da Inovação e Incorporação de  Novas Tecnologias - Flávio Vormitagg ...Desafios da Inovação e Incorporação de  Novas Tecnologias - Flávio Vormitagg ...
Desafios da Inovação e Incorporação de Novas Tecnologias - Flávio Vormitagg ...
 
Oportunidades e desafios do mercado de e-health no Brasil
Oportunidades e desafios do mercado de e-health no Brasil Oportunidades e desafios do mercado de e-health no Brasil
Oportunidades e desafios do mercado de e-health no Brasil
 
Smart/Dynamic & Personalized Content - Raphael Gordilho
Smart/Dynamic & Personalized Content - Raphael GordilhoSmart/Dynamic & Personalized Content - Raphael Gordilho
Smart/Dynamic & Personalized Content - Raphael Gordilho
 
Considerações práticas sobre a aplicação de ATS para equipamentos e dispositi...
Considerações práticas sobre a aplicação de ATS para equipamentos e dispositi...Considerações práticas sobre a aplicação de ATS para equipamentos e dispositi...
Considerações práticas sobre a aplicação de ATS para equipamentos e dispositi...
 
Transformar Informações em Decisões mais Seguras e Inteligentes - Marketing D...
Transformar Informações em Decisões mais Seguras e Inteligentes - Marketing D...Transformar Informações em Decisões mais Seguras e Inteligentes - Marketing D...
Transformar Informações em Decisões mais Seguras e Inteligentes - Marketing D...
 
ISPOR - International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research - G...
ISPOR - International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research - G...ISPOR - International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research - G...
ISPOR - International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research - G...
 
Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo
Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo
Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo
 
Políticas de Saúde e Reembolso de Equipamentos e Diagnósticos - Fernanda Mach...
Políticas de Saúde e Reembolso de Equipamentos e Diagnósticos - Fernanda Mach...Políticas de Saúde e Reembolso de Equipamentos e Diagnósticos - Fernanda Mach...
Políticas de Saúde e Reembolso de Equipamentos e Diagnósticos - Fernanda Mach...
 
Cenário Atual e Perspectivas Futuras para ATS de Equipamentos Médicos e Diag...
Cenário Atual e Perspectivas Futuras para ATS de  Equipamentos Médicos e Diag...Cenário Atual e Perspectivas Futuras para ATS de  Equipamentos Médicos e Diag...
Cenário Atual e Perspectivas Futuras para ATS de Equipamentos Médicos e Diag...
 
Comunicação B2C para Hospitais - Elis Forgerini - case Hospital Albert Einstein
Comunicação B2C para Hospitais - Elis Forgerini - case Hospital Albert EinsteinComunicação B2C para Hospitais - Elis Forgerini - case Hospital Albert Einstein
Comunicação B2C para Hospitais - Elis Forgerini - case Hospital Albert Einstein
 
I Pesquisa Status da Indústria de Medical Devices no Brasil
I Pesquisa Status da Indústria de Medical Devices no BrasilI Pesquisa Status da Indústria de Medical Devices no Brasil
I Pesquisa Status da Indústria de Medical Devices no Brasil
 
Estudo QALYBrasil - Projeto Valoração Nacional EQ SD - Marisa Santos
Estudo QALYBrasil - Projeto Valoração Nacional EQ SD - Marisa SantosEstudo QALYBrasil - Projeto Valoração Nacional EQ SD - Marisa Santos
Estudo QALYBrasil - Projeto Valoração Nacional EQ SD - Marisa Santos
 
Setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico - Carlos Eduard...
Setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico - Carlos Eduard...Setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico - Carlos Eduard...
Setor de materiais e equipamentos para medicina e diagnóstico - Carlos Eduard...
 
Aula 2 -_histria_da_sade_pblica_no_brasil
Aula 2 -_histria_da_sade_pblica_no_brasilAula 2 -_histria_da_sade_pblica_no_brasil
Aula 2 -_histria_da_sade_pblica_no_brasil
 
Conteúdo B2C em Saúde / Jornalismo em Saúde - Case MinhaVida
Conteúdo B2C em Saúde / Jornalismo em Saúde - Case MinhaVidaConteúdo B2C em Saúde / Jornalismo em Saúde - Case MinhaVida
Conteúdo B2C em Saúde / Jornalismo em Saúde - Case MinhaVida
 
Oportunidades e Desafios para Empreendedores na Área de Saúde - Mariana Negr...
Oportunidades e Desafios para Empreendedores na Área de Saúde - Mariana Negr...Oportunidades e Desafios para Empreendedores na Área de Saúde - Mariana Negr...
Oportunidades e Desafios para Empreendedores na Área de Saúde - Mariana Negr...
 

Semelhante a Reflexões sobre a saúde no Brasil - Carlos Suslik - PwC

Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da SaúdeReaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Apresentação resumida PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
Apresentação resumida  PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.pptApresentação resumida  PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
Apresentação resumida PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
triagemneonatalce
 
Apresentação resumida PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
Apresentação resumida  PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.pptApresentação resumida  PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
Apresentação resumida PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
DboraCatarina3
 
Ewaldo M. K. Russo
Ewaldo M. K. RussoEwaldo M. K. Russo
Ewaldo M. K. Russo
Expansão Eventos
 
Cenários e tendências - Dr. Mozart de Oliveira Júnior
Cenários e tendências - Dr. Mozart de Oliveira JúniorCenários e tendências - Dr. Mozart de Oliveira Júnior
Cenários e tendências - Dr. Mozart de Oliveira Júnior
ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva
 
AULA 3- Programas-de-Saúde.pptx
AULA 3- Programas-de-Saúde.pptxAULA 3- Programas-de-Saúde.pptx
AULA 3- Programas-de-Saúde.pptx
CarlaAlves362153
 
Administração da saúde eficiente - case Hospital BP
Administração da saúde eficiente - case Hospital BPAdministração da saúde eficiente - case Hospital BP
Administração da saúde eficiente - case Hospital BP
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
apresentacao_irene.pptx assistência farmacêutica
apresentacao_irene.pptx assistência farmacêuticaapresentacao_irene.pptx assistência farmacêutica
apresentacao_irene.pptx assistência farmacêutica
AnaLuciaNoleto
 
Programa Mais Médicos - Análise e Informações
Programa Mais Médicos - Análise e InformaçõesPrograma Mais Médicos - Análise e Informações
Programa Mais Médicos - Análise e Informações
Vitor Quarenta
 
Amil - Marketing de Serviços
Amil - Marketing de ServiçosAmil - Marketing de Serviços
Amil - Marketing de Serviços
Elliah Pernas
 
Atenção básica e financiamento heider pinto
Atenção básica e financiamento   heider pintoAtenção básica e financiamento   heider pinto
Atenção básica e financiamento heider pinto
Hêider Aurélio Pinto
 
Como conquistar a acreditação ONA - Rev 3 Mar-21.pptx
Como conquistar a acreditação ONA - Rev 3 Mar-21.pptxComo conquistar a acreditação ONA - Rev 3 Mar-21.pptx
Como conquistar a acreditação ONA - Rev 3 Mar-21.pptx
DheniseMikaelly
 
Relatório de Atividades Cabergs Saúde 2013
Relatório de Atividades Cabergs Saúde 2013Relatório de Atividades Cabergs Saúde 2013
Relatório de Atividades Cabergs Saúde 2013
Vanessa Cerutti
 
Bases legais na saúde pública
Bases legais na saúde públicaBases legais na saúde pública
Bases legais na saúde pública
bel_c
 
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
VicthriaSdeMoraesSpi
 
Apresentação | Pesquisa vai avaliar uso de medicamentos pela população brasil...
Apresentação | Pesquisa vai avaliar uso de medicamentos pela população brasil...Apresentação | Pesquisa vai avaliar uso de medicamentos pela população brasil...
Apresentação | Pesquisa vai avaliar uso de medicamentos pela população brasil...
Ministério da Saúde
 
Trabalho plano municipal
Trabalho plano municipalTrabalho plano municipal
Trabalho plano municipal
Bi_Oliveira
 
Hospital dia
Hospital diaHospital dia
Ap. nova pnab junho 2011 - dab sas - ms
Ap. nova pnab   junho 2011 - dab sas - msAp. nova pnab   junho 2011 - dab sas - ms
Ap. nova pnab junho 2011 - dab sas - ms
gerenciaeq
 
#susmaisforte
#susmaisforte#susmaisforte
#susmaisforte
Ministério da Saúde
 

Semelhante a Reflexões sobre a saúde no Brasil - Carlos Suslik - PwC (20)

Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da SaúdeReaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
 
Apresentação resumida PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
Apresentação resumida  PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.pptApresentação resumida  PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
Apresentação resumida PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
 
Apresentação resumida PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
Apresentação resumida  PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.pptApresentação resumida  PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
Apresentação resumida PARA CONFERÊNCIAS ESTADUAIS.ppt
 
Ewaldo M. K. Russo
Ewaldo M. K. RussoEwaldo M. K. Russo
Ewaldo M. K. Russo
 
Cenários e tendências - Dr. Mozart de Oliveira Júnior
Cenários e tendências - Dr. Mozart de Oliveira JúniorCenários e tendências - Dr. Mozart de Oliveira Júnior
Cenários e tendências - Dr. Mozart de Oliveira Júnior
 
AULA 3- Programas-de-Saúde.pptx
AULA 3- Programas-de-Saúde.pptxAULA 3- Programas-de-Saúde.pptx
AULA 3- Programas-de-Saúde.pptx
 
Administração da saúde eficiente - case Hospital BP
Administração da saúde eficiente - case Hospital BPAdministração da saúde eficiente - case Hospital BP
Administração da saúde eficiente - case Hospital BP
 
apresentacao_irene.pptx assistência farmacêutica
apresentacao_irene.pptx assistência farmacêuticaapresentacao_irene.pptx assistência farmacêutica
apresentacao_irene.pptx assistência farmacêutica
 
Programa Mais Médicos - Análise e Informações
Programa Mais Médicos - Análise e InformaçõesPrograma Mais Médicos - Análise e Informações
Programa Mais Médicos - Análise e Informações
 
Amil - Marketing de Serviços
Amil - Marketing de ServiçosAmil - Marketing de Serviços
Amil - Marketing de Serviços
 
Atenção básica e financiamento heider pinto
Atenção básica e financiamento   heider pintoAtenção básica e financiamento   heider pinto
Atenção básica e financiamento heider pinto
 
Como conquistar a acreditação ONA - Rev 3 Mar-21.pptx
Como conquistar a acreditação ONA - Rev 3 Mar-21.pptxComo conquistar a acreditação ONA - Rev 3 Mar-21.pptx
Como conquistar a acreditação ONA - Rev 3 Mar-21.pptx
 
Relatório de Atividades Cabergs Saúde 2013
Relatório de Atividades Cabergs Saúde 2013Relatório de Atividades Cabergs Saúde 2013
Relatório de Atividades Cabergs Saúde 2013
 
Bases legais na saúde pública
Bases legais na saúde públicaBases legais na saúde pública
Bases legais na saúde pública
 
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
 
Apresentação | Pesquisa vai avaliar uso de medicamentos pela população brasil...
Apresentação | Pesquisa vai avaliar uso de medicamentos pela população brasil...Apresentação | Pesquisa vai avaliar uso de medicamentos pela população brasil...
Apresentação | Pesquisa vai avaliar uso de medicamentos pela população brasil...
 
Trabalho plano municipal
Trabalho plano municipalTrabalho plano municipal
Trabalho plano municipal
 
Hospital dia
Hospital diaHospital dia
Hospital dia
 
Ap. nova pnab junho 2011 - dab sas - ms
Ap. nova pnab   junho 2011 - dab sas - msAp. nova pnab   junho 2011 - dab sas - ms
Ap. nova pnab junho 2011 - dab sas - ms
 
#susmaisforte
#susmaisforte#susmaisforte
#susmaisforte
 

Mais de Empreender Saúde

An Overview of Kaiser Permanente - Integration and Information Systems in Hea...
An Overview of Kaiser Permanente - Integration and Information Systems in Hea...An Overview of Kaiser Permanente - Integration and Information Systems in Hea...
An Overview of Kaiser Permanente - Integration and Information Systems in Hea...
Empreender Saúde
 
Introduction to Biodesign - Stanford University - Ravi Pamnani
Introduction to Biodesign - Stanford University - Ravi PamnaniIntroduction to Biodesign - Stanford University - Ravi Pamnani
Introduction to Biodesign - Stanford University - Ravi Pamnani
Empreender Saúde
 
Como Colocar o Paciente no Centro da Decisão - Dra Viviana Giampaoli
Como Colocar o Paciente no Centro da Decisão - Dra Viviana GiampaoliComo Colocar o Paciente no Centro da Decisão - Dra Viviana Giampaoli
Como Colocar o Paciente no Centro da Decisão - Dra Viviana Giampaoli
Empreender Saúde
 
Aspectos positivos e gargalos para a inovação - preços das novas tecnologias ...
Aspectos positivos e gargalos para a inovação - preços das novas tecnologias ...Aspectos positivos e gargalos para a inovação - preços das novas tecnologias ...
Aspectos positivos e gargalos para a inovação - preços das novas tecnologias ...
Empreender Saúde
 
Reflexões sobre a Saúde no Brasil - Hospital Samaritano - Luiz De Luca
Reflexões sobre a Saúde no Brasil - Hospital Samaritano - Luiz De LucaReflexões sobre a Saúde no Brasil - Hospital Samaritano - Luiz De Luca
Reflexões sobre a Saúde no Brasil - Hospital Samaritano - Luiz De Luca
Empreender Saúde
 
Workshop de Inovação em Medical Devices
Workshop de Inovação em Medical DevicesWorkshop de Inovação em Medical Devices
Workshop de Inovação em Medical Devices
Empreender Saúde
 
O futuro da biotecnologia na indústria farmacêutica - Merck Serono
O futuro da biotecnologia na indústria farmacêutica - Merck SeronoO futuro da biotecnologia na indústria farmacêutica - Merck Serono
O futuro da biotecnologia na indústria farmacêutica - Merck Serono
Empreender Saúde
 
Dieta e Saúde - Alexandre Tarifa (MinhaVida) - Saúde Digital
Dieta e Saúde - Alexandre Tarifa (MinhaVida) - Saúde DigitalDieta e Saúde - Alexandre Tarifa (MinhaVida) - Saúde Digital
Dieta e Saúde - Alexandre Tarifa (MinhaVida) - Saúde Digital
Empreender Saúde
 
O impacto das novas tecnologias na indústria farmacêutica
O impacto das novas tecnologias na indústria farmacêuticaO impacto das novas tecnologias na indústria farmacêutica
O impacto das novas tecnologias na indústria farmacêutica
Empreender Saúde
 
mHealth at Campus Party 2014
mHealth at Campus Party 2014mHealth at Campus Party 2014
mHealth at Campus Party 2014
Empreender Saúde
 

Mais de Empreender Saúde (10)

An Overview of Kaiser Permanente - Integration and Information Systems in Hea...
An Overview of Kaiser Permanente - Integration and Information Systems in Hea...An Overview of Kaiser Permanente - Integration and Information Systems in Hea...
An Overview of Kaiser Permanente - Integration and Information Systems in Hea...
 
Introduction to Biodesign - Stanford University - Ravi Pamnani
Introduction to Biodesign - Stanford University - Ravi PamnaniIntroduction to Biodesign - Stanford University - Ravi Pamnani
Introduction to Biodesign - Stanford University - Ravi Pamnani
 
Como Colocar o Paciente no Centro da Decisão - Dra Viviana Giampaoli
Como Colocar o Paciente no Centro da Decisão - Dra Viviana GiampaoliComo Colocar o Paciente no Centro da Decisão - Dra Viviana Giampaoli
Como Colocar o Paciente no Centro da Decisão - Dra Viviana Giampaoli
 
Aspectos positivos e gargalos para a inovação - preços das novas tecnologias ...
Aspectos positivos e gargalos para a inovação - preços das novas tecnologias ...Aspectos positivos e gargalos para a inovação - preços das novas tecnologias ...
Aspectos positivos e gargalos para a inovação - preços das novas tecnologias ...
 
Reflexões sobre a Saúde no Brasil - Hospital Samaritano - Luiz De Luca
Reflexões sobre a Saúde no Brasil - Hospital Samaritano - Luiz De LucaReflexões sobre a Saúde no Brasil - Hospital Samaritano - Luiz De Luca
Reflexões sobre a Saúde no Brasil - Hospital Samaritano - Luiz De Luca
 
Workshop de Inovação em Medical Devices
Workshop de Inovação em Medical DevicesWorkshop de Inovação em Medical Devices
Workshop de Inovação em Medical Devices
 
O futuro da biotecnologia na indústria farmacêutica - Merck Serono
O futuro da biotecnologia na indústria farmacêutica - Merck SeronoO futuro da biotecnologia na indústria farmacêutica - Merck Serono
O futuro da biotecnologia na indústria farmacêutica - Merck Serono
 
Dieta e Saúde - Alexandre Tarifa (MinhaVida) - Saúde Digital
Dieta e Saúde - Alexandre Tarifa (MinhaVida) - Saúde DigitalDieta e Saúde - Alexandre Tarifa (MinhaVida) - Saúde Digital
Dieta e Saúde - Alexandre Tarifa (MinhaVida) - Saúde Digital
 
O impacto das novas tecnologias na indústria farmacêutica
O impacto das novas tecnologias na indústria farmacêuticaO impacto das novas tecnologias na indústria farmacêutica
O impacto das novas tecnologias na indústria farmacêutica
 
mHealth at Campus Party 2014
mHealth at Campus Party 2014mHealth at Campus Party 2014
mHealth at Campus Party 2014
 

Reflexões sobre a saúde no Brasil - Carlos Suslik - PwC

  • 1. Reflexões sobre a saúde no Brasil Carlos Suslik Diretor Gestão de Saúde carlos.suslik@br.pwc.com
  • 2. Cenários e tendências do Setor de Saúde Mais de 25 anos de experiência, Carlos é Diretor de Gestão em Saúde da PwC Desde 2011 Carlos trabalha na PwC como diretor de consultoria no setor de saúde. Com mais de 10 anos de experiência em serviços de consultoria para o planejamento e gestão de cuidados de saúde, já trabalhou em instituições renomadas como: Doutorado em Radiologia pela Universidade de São Paulo – USP Graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) Pós Graduação em Administração Hospitalar pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) 1983 - 1988 1993 - 1996 2002 Hospital das Clínicas Diretor Executivo Revisão e modernização de processos, gestão financeira, redução de desperdícios, readequação da infraestrutura, modernização tecnológica e gestão voltada para qualidade e segurança do paciente. Secretaria da Saúde SP Assessor Técnico na Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, liderando a elaboração do processo de distribuição de medicamentos para a atenção básica no município de SP e a implementação da área de TI nas UBS. Hospital Albert Einstein Gerente Planejamento Gerente de Planejamento em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein . Insper Professor e Coordenador do MBA em Gestão de Saúde HIAE – Insper, atuando no planejamento de um novo programa de pós graduação em gestão de saúde e implementação deste curso com coordenação de 7 turmas. PwC - Gestão no Setor de Saúde Consultor e Empresário Na PwC liderou projetos de consultorias de negócios para hospitais, empresas de Medical Devices, operadoras de planos de saúde e também participa também de projetos de estruturação de Parcerias Público-Privadas (PPP) e de fusões e aquisições de empresas de saúde. Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor       2  
  • 3. Cenários e tendências do Setor de Saúde Casado há mais de 20 anos Torce para o Corinthians. Foi ao Japão em 2012 para ver o time ser campeão mundial Médico por 25 anos, amo meu trabalho e me preocupo muito com as pessoas. Pai de dois meninos, adora viajar com eles e a esposa. Adora corrida. Seu coração agradece, porém suas pernas não gostam muito Cachorro chamado Billy Acredito que posso ajudar mais pessoas trabalhando num área de gestão, contanto que eu faça meu trabalho da maneira certa. Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         3  
  • 4. Cenários e tendências do Setor de Saúde Setor de Saúde no Brasil Crescimento, desafios e como se preparar... Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor       4  
  • 5. Cenários e tendências do Setor de Saúde Principais características do sistema de saúde brasileiro. Destaques do setor: ü  Despesas do setor privado são maiores: O Brasil gasta 9,5% do PIB em cuidados de saúde, 44% vêm de investimentos do governo e 56% de investimentos privados. ü  A população brasileira apresenta uma mistura de doenças crônicas e agudas. A tendência é de incentivar as pessoas, através de campanhas, a se previnir antes que a doença ocorra. ü  Cerca de 75% da população é dependente exclusivamente dos serviços públicos (SUS) e 25% tem plano de saúde privado e usa serviços do SUS também. ü  Qualidade da assistência: o número de hospitais credenciados nos últimos anos aumentou, dualidade entre credenciamento e serviços próprios. ü  Os custos das operadoras de planos de saúde estão aumentando devido ao aumento dos custos de hospitalizações, falta de controle dos exames e aumento do número de consultas devido ao aumento da preocupação com a saúde. Deve-se fazer o certo para o paciente certo. ü  O governo está investindo mais na educação dos profissionais de saúde para atingir níveis melhores e também aumentar o número de vagas de residência médica em hospitais, particularmente para as regiões mais remotas do país. ü  Maior rigor com operadoras de planos de saúde em questões regulatórias. Muitos planos de saúde foram proibidos de serem vendidos, por exemplo. ü  Programa para integrar os dados do paciente e criar um registro médico eletrônico (EMR - Eletronic Medical Records). Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor      -­‐      Megatrends   5  
  • 6. Cenários e tendências do Setor de Saúde Financiamento na Saúde •  Cobertura     -­‐   Como  delimitamos  cobertura?       -­‐  O  que  é  cobertura  ilimitada?   •  Acesso -­‐   Quem e quantos?       - Quando?   Financiamento  =  Cobertura  +  Acesso   Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         6  
  • 7. Cenários e tendências do Setor de Saúde Tipos de financiamento e o que buscam os investidores Capital estrangeiro •  Associações a planos de saúde •  Debêntures conversíveis •  Pagamento por contratos de gestão Capital nacional •  Private Equity •  Sócios investidores •  Sócios estratégicos •  Fundos de pensão •  Fundos imobiliários •  Debêntures ... e o que procuram? •  Vantagem competitiva •  Racional econômico e tese de crescimento •  Múltiplos a serem pagos •  Gestão - Governança •  Capital - Geração de fluxo de caixa Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         7  
  • 8. Cenários e tendências do Setor de Saúde Despesa total em saúde do Brasil deverá continuar a crescer... • Financiamento da saúde são de tanto privados e quanto do governo: • Desde 1988, a nova Constituição do Brasil define a saúde como um direito social de todos os brasileiros e uma responsabilidade do Estado; a presidente Dilma Roussef prometeu aumentar o investimento definindo a saúde como prioridade principal. Tanto que em 09 de setembro de 2013 aprovou lei que destina os royalties do pré-sal, um total de R$ 28 bilhões em 10 anos, à saúde. • Embora sua penetração esteja aumentando, o nível de qualidade da saúde pública ainda é percebida como insuficiente; dessa forma, o sistema privado de saúde vêm se expandindo, devido ao panorama econômico positivo e ao aumento da classe média. 61,8 90,7 100,7 98,6 106,4 114,7 120,1 130,3 142,7 80,0 102,2 119,4 111,6 118,1 121,3 124,0 135,3 149,2 8.8% 9.0% 8.9% 9.3% 9.5% 9.6% 9.7% 9.7% 9.6% 2009 2010 2011 2012 2013F 2014F 2015F 2016F 2017F US$  bn   141,8   192,9   220,1   210,2   224,4   236,1   244,1   265,6   291,9   Government  expenditure    11,0%     Private  expenditure    8,1%   Total  expenditure              9,44%     CAGR  09-­‐17F   %  of  GDP   Despesas  com  Saúde   Total   das  despesas   com  saúde(1)   100%   56%   Privado   • Planos  pré-­‐pagos   • Reembolsos   32%   24%   Governo   • Município   • Estado   • Federal   12,7%   11,1%   20,2%   44%   1) 2009 data Fonte: BMI; World Health Organization; IPEA; PwC Análises Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         8  
  • 9. Cenários e tendências do Setor de Saúde Os 6 principais impulsionadores do mercado têm implicações a serem consideradas ... (1/2) Fonte: Ministério da Saúde ; PwC Análises Aumento  da   expectaHva  de  vida   Melhoria  da   distribuição  de  renda   Comentários   Implicações  Drivers  de  mercado   1   2   InvesHmentos   privados  em   hospitais    de  alto   padrão     3   •  Maior  procura  de  cuidados  com  saúde,  especialmente  fora  dos  centros  de   consumo  tradicionais,  e  inscrição  em  planos  privados,  com  mais    e  melhores   procedimentos.   •  Impulsionado  principalmente  pelo  Nordeste  e  pela  classe  C  sensíveis  aos   preços.  Os  planos  para  esta  classe  tendem  a  exigir  produtos    mais  baratos.   •  As  classes  média  e  alta  (A,  B  e  C)  têm  crescido,  com  37   milhões  de  novos  consumidores,  e  é  esperado  para   suportar  30  milhões  de  novos  consumidores  em  2015.   •  Novos  consumidores  estão  apoiando  o  crescimento  das   regiões  menos  desenvolvidas,  como  o  Nordeste  e   Centro-­‐Oeste.   •  Mudança  no  perfil  da  doença,  com  maior  incidência  de  doenças  crônicas,   aumento  da  quan]dade  e  complexidade  dos  procedimentos  de  saúde.   •  A  expectaHva  de  vida  dos  brasileiros  vem  aumentando   gradualmente  ao  longo  dos  úl]mos  anos  e  deve  con]nuar   em  sua  tendência  ascendente.   •  Esta  é  uma  consequência  da  maior  disponibilidade  de   rendimentos  e  inves]mentos  em  tratamentos  de  saúde  e   qualidade  de  vida.   •  Maiores  Infraestruturas    requerem  a  compra  de  novos  equipamentos,   fornece  suporte  para  a  crescente  demanda,  e  aumenta  a  capacidade  para   atender  os  pacientes.   •  Hospitais  de  alto  padrão  privados  são  compradores-­‐chave  de  equipamentos   medico  hospitalares    com  menores    sensibilidades  de  preços.     •  Hospitais    privados  de  alto  padrão  estão  se  expandindo  e   melhorando  a  sua  capacidade  e  infraestrutura.   •  As  altas  taxas  de  ocupação  (média  de  78%)  dentro  destes   hospitais  impulsiona  o  crescimento,  indicando  expansão   sustentável.   •  Nos  úl]mos  cinco  anos  o  número  de  leitos  subiram  17,3%,   as  unidades  de  atendimento  44,5%,  enquanto  a  oferta  de   profissionais  cresceu  apenas  13,4%.   Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         9  
  • 10. Cenários e tendências do Setor de Saúde Os 6 principais impulsionadores do mercado têm implicações a serem consideradas ... (2/2) InvesHmento   Governamental  com   Saúde   Capacitação  e   informação  médica   4   5   Consolidação  do   Pagador  Privado   6   •  Maior  compreensão  e  uso  de  procedimentos  tecnológicos    (ex.   laparoscopia).   •  Maior  gestão  nos  líderes    de  opiniões    (KOL’s)  é  necessária  para  gerar   demanda  para  produtos  específicos.   •  Aumento  do  invesHmento  em  iniciaHvas  como  a  formação  profissional.   •  Regulador  do  mercado  Privado  (ANS)  está  incorporando   mais  procedimentos  (ou  seja,  87novos  procedimentos  a   serem  cobertos  a  par]r  de  2014,  incluindo  37   medicamentos  orais  para  o  tratamento  domiciliar  de   diferentes  ]pos  de  câncer  e  50  novos  exames,  consultas  e   cirurgias.   •  Os  hospitais  estão  diminuindo  o  tempo  médio  de   permanência    e  aumentando  a  rotação  do  leito,   indicando  o  uso  de  gestão  mais  eficiente.   •  Médico  capacitação  para  apoiar  o  uso  de  novas   tecnologias  e  procedimentos  é  essencial   •  Aumento  do  tamanho  do  mercado  consumidor  por  meio  de  maior  acesso  do   governo.   •  Reembolso  público  abrange  apenas    produtos  e  procedimentos  selecionados,   com  os  preços  mais  baixos    -­‐    mas,  isso  pode  mudar  no  longo  prazo.   •  Maior  compe]]vidade  de  indústrias  com  produção  local.   •  Inves]mentos  globais  na  construção  de  hospitais,   aumento  da  disponibilidade  de  disposi]vos  médicos,  e   produção  de  drogas  para  suportar  a  demanda,   especialmente  para  procedimentos  mais  complexos.   •  Os  incenHvos  fiscais  e  preferência  de  compra  de   produtos  produzidos  localmente,  que  geralmente   oferecem  preços  compeHHvos.   •  Maior  poder  de  barganha  das  operadoras  para  negociar  com  os  hospitais   não  verHcalizados.     •  Fortalecimento  dos  planos  estruturados  com  oportunidade  para  a  negociação   direta  com  os  contribuintes  e  seus  hospitais  ver]calizados,  cer]ficando   volumes  de  vendas  a  preços  baixos.     •  No  entanto,  há  um  conflito  das  operaoras  ao  negociar  diretamente  com  os   hospitais  não-­‐ver]calizados.   •  Consolidação  do  ambiente  pagador  privado,  eliminando   players  menores  do  mercado.   •  Forte  influência  sobre  as  decisões  de  compra  do  hospital,   especialmente  para  aqueles  com  menor  poder  de   barganha.   •  Aumento  da  verHcalização  como  operadores  adquirir   mais  hospitais.   Fontes: ANS; PwC Análises Comentários   Implicações  Drivers  de  mercado   Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         10  
  • 11. Cenários e tendências do Setor de Saúde Futuro do Setor 11  
  • 12. Cenários e tendências do Setor de Saúde Futuro do Setor Principais fatores para o futuro do sistema de saúde brasileiro... Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         12  
  • 13. Cenários e tendências do Setor de Saúde Espera-se um maior investimento e uma melhor administração dos serviços de saúde, públicos e privados. Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         Reembolso ü  Reembolso do SUS é baseado numa tabela de procedimentos que não está atualizada de acordo com as despesas reais. ü  Muitos hospitais têm fechado nos últimos anos devido à remuneração inadequada . ü  Novos mecanismos de reembolso devem surgir, os atuais não premiam eficiência. Acesso ü  Expandir o Programa Saúde da Família. ü  Novos modelos de gestão para as regiões mais pobres. ü  Melhorar os programas de saúde em regiões de desigualdades sociais. ü  Continuar sendo referência em programas de imunização, HIV e gestão de doenças endemicamente. Envelhecimento da população ü  O número de idosos tem aumentado nos últimos anos, nos próximos 45 anos o Brasil terá cerca de 56 milhões de pessoas com mais de 60 anos. As despesa com cuidados médicos devem aumentar significativamente se as medidas preventivas não forem implementadas agora ü  Os operadores terão de mudar seu foco de doença e tratamento para qualidade de vida. Isso significa não apenas investir em medicina preventiva para cuidar de quem já tem doenças, mas acima de tudo para eleger pessoas como o principal foco do negócio e oferecer-lhes qualidade de vida superior, educação, entretenimento e saúde, prevenindo a ocorrência de doenças Administração e Investimentos ü  O programa do Pré-Sal estabeleceu que o montante de seus royalties seriam investidos na saúde, alguns profissionais também afirmam que outras indústrias deverão investir em saúde, como por exemplo as indústrias de tabaco, automóveis e álcool. ü  É esperado uma melhor administração do Sistema de Saúde brasileiro, tanto público quanto privado. 13  
  • 14. Cenários e tendências do Setor de Saúde O uso da tecnologia no sistema de saúde no Brasil deve crescer, e os serviços se tornarão mais baratos? Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         Tecnologia ü  As novas tecnologias são importantes para os pacientes pois melhoram sua qualidade de vida, prevenindo gastos extras com efeitos colaterais e pós-operatórios. ü  Utilização mais frequente da tecnologia, com maior uso de dispositivos para monitoramento de doenças crónicas como mHealth. ü  Evolução em Tecnologia da Informação (TI): maior uso de “Business Intelligence” no sistema de saúde. ü  Melhor estudo de custo efetividade na incorporação tecnológica. Judiciário ü  Atualmente, os juízes decidem em nome do paciente, sem analisar os documentos de apoio ao processo. ü  Espera-se um melhor entendimento técnico sobre questões de saúde, para que decisões mais precisas sejam tomadas pelos juízes. Operadoras de planos de saúde ü  Novo modelo de compensação e de maior escala. ü  É esperada uma maior concentração de operadoras, e assim o número de participantes irá diminuir, até atingir o limite máximo permitido pelos órgãos de defesa da concorrência, a fim de reduzir os riscos e adquirir peso político para atender às regulamentações. ü  As pressões para permitir a participação de capital estrangeiro na prestação direta de serviços de saúde devem aumentar . ü  Mais instituições que utilizam o modelo de reembolso por pacotes de serviços. 14  
  • 15. Cenários e tendências do Setor de Saúde Como preparar sua empresa M&A e Avaliação Econômico-financeira Visão  Geral      -­‐      O  Setor      -­‐      Futuro  do  Setor         15  
  • 16. Cenários e tendências do Setor de Saúde Obrigado! Carlos Suslik – Diretor PwC carlos.suslik@br.pwc.com 16