SlideShare uma empresa Scribd logo
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
SS ÓÓ AA BB RR AA QQ UU AA NN DD OO AAUUTTOORRIIZZAADDOO
Este caderno contém as provas de Língua Portuguesa (20 questões) e de Conhecimentos Específicos (20
questões) conforme o conteúdo programático estabelecido nos Anexos IV-A e IV-B, do Edital nº 001/2009.
Use como rascunho o Cartão-Resposta reproduzido ao final deste caderno.
Ao receber o CARTÃO-RESPOSTA:
- Confira seu nome, número de inscrição e número do documento de identidade;
- Assine, à tinta, no espaço próprio indicado.
Atenção ao transferir as respostas para o CARTÃO-RESPOSTA:
- use apenas caneta esferográfica azul ou preta;
- preencha, sem forçar o papel, toda a área reservada à letra correspondente à resposta
solicitada de cada questão;
- assinale somente uma alternativa em cada questão.
Sua resposta não será computada se houver marcação de mais de uma alternativa, questões não
assinaladas ou questões rasuradas.
 NÃO DEIXE NENHUMA QUESTÃO SEM RESPOSTA.
 O CARTÃO-RESPOSTA não deve ser dobrado, amassado ou rasurado. CUIDE BEM
DELE. ELE É A SUA PROVA.
No período previsto para a realização deste conjunto de provas, está incluído o tempo necessário para a
transferência das respostas do rascunho para o Cartão-Resposta.
O candidato somente poderá deixar o local de realização da prova, portando o rascunho do Cartão-
Resposta, 30 (trinta) minutos após o início da prova.
Reserve os últimos 30 minutos para preencher seu Cartão-Resposta.
Ao terminar a prova, o candidato deverá entregar, obrigatoriamente, ao Fiscal de Sala, O CARTÃO-
RESPOSTA devidamente ASSINADO e seu Caderno de Prova.
Havendo algum problema, informe imediatamente ao Aplicador de Provas, para que ele tome as
providências necessárias.
Caso o candidato não observe as recomendações acima, não lhe caberá qualquer reclamação posterior.
DD UU RR AA ÇÇ ÃÃ OO DD AA PP RR OO VV AA :: 00 33 :: 00 00 (( TT RR ÊÊ SS )) HH OO RR AA SS
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
3
LÍNGUA PORTUGUESA
EDUCAÇÃO: REPROVADA
(Lya Luft)
(1§) Há quem diga que sou otimista demais. Há quem diga que sou pessimista. Talvez eu tente
apenas ser uma pessoa observadora habitante deste planeta, deste país. Uma colunista com temas repetidos,
há, sim, os que me impactam mais, os que me preocupam mais, às vezes os que me encantam
particularmente. Uma das grandes preocupações de qualquer ser pensante por aqui é a educação. Fala-se
muito, grita-se muito, escreve-se, haja teorias e reclamações. Ação? Muito pouca, que eu perceba. Os males
foram-se acumulando de tal jeito que é difícil reorganizar o caos.
(2§) Há coisa de trinta anos, eu ainda professora universitária, recebíamos as primeiras levas de
alunos saídos de escolas enfraquecidas pelas providências negativas: tiraram um ano de estudo da meninada,
tiraram latim, tiraram francês, foram tirando a seriedade, o trabalho: era a moda do “aprender brincando”. Nada
de esforço, punição nem pensar, portanto recompensas perderam o sentido. Contaram-me recentemente que
em muitas escolas não se deve mais falar em “reprovação, reprovado”, pois isso pode traumatizar o aluno,
marcá-lo desfavoravelmente. Então, por que estudar, por que lutar, por que tentar?
(3§) De todos os modos facilitamos a vida dos estudantes, deixando-os cada vez mais despreparados
para a vida e o mercado de trabalho. Empresas reclamam da dificuldade de encontrar mão de obra
qualificada, médicos e advogados quase não sabem escrever, alunos de universidades têm problemas para
articular o pensamento, para argumentar, para escrever o que pensam. São, de certa forma, analfabetos.
Aliás, o analfabetismo devasta este país. Não é alfabetizado quem sabe assinar o nome, mas quem o sabe
assinar embaixo de um texto que leu e entendeu. Portanto, a porcentagem de alfabetizados é incrivelmente
baixa.
(4§) Agora sai na imprensa um relatório alarmante. Metade das crianças brasileiras na terceira série
do elementar não sabe ler nem escrever. Não entende para o que serve a pontuação num texto. Não sabe ler
horas e minutos num relógio, não sabe que centímetro é uma medida de comprimento. Quase a metade dos
mais adiantados escreve mal, lê mal, quase 60% têm dificuldades graves com números. Grande contingente
de jovens chega às universidades sem saber redigir um texto simples, pois não sabem pensar, muito menos
expressar-se por escrito. Parafraseando um especialista, estamos produzindo estudantes analfabetos.
(5§) Naturalmente, a boa ou razoável escolarização é muito maior em escolas particulares:
professores menos mal pagos, instalações melhores, algum livro na biblioteca, crianças mais bem alimentadas
e saudáveis – pois o estado não cumpre o seu papel de garantir a todo cidadão (especialmente a criança) a
necessária condição de saúde, moradia e alimentação.
(6§) Faxinar a miséria, louvável desejo da nossa presidenta, é essencial para nossa dignidade. Faxinar
a ignorância – que é uma outra forma de miséria – exigiria que nos orçamentos da União e dos estados a
educação, como a saúde, tivesse uma posição privilegiada. Não há dinheiro, dizem. Mas políticos aumentam
seus salários de maneira vergonhosa, a coisa pública gasta nem se sabe direito onde, enquanto preparamos
gerações de ignorantes, criados sem limites, nada lhes é exigido, devem aprender brincando. Não lhes
impuseram a mais elementar disciplina, como se não soubéssemos que escola, família, a vida, sobretudo, se
constroem em parte de erro e acerto, e esforço.
(7§) Mas, se não podemos reprovar os alunos, se não temos mesas e cadeiras confortáveis e teto
sólido sobre nossa cabeça nas salas de aula, como exigir aplicação, esforço, disciplina e limites, para o natural
crescimento de cada um?
(8§) Cansei de falas grandiloquentes sobre educação, enquanto não se faz quase nada. Falar já
gastou, já cansou, já desiludiu, já perdeu a graça. Precisamos de atos e fatos, orçamentos em que educação e
saúde (para poder ir a escola, prestar atenção, estudar, render e crescer) tenham um peso considerável: fora
isso, não haverá solução. A educação brasileira continuará, como agora, escandalosamente reprovada.
(Disponível em: http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/feira-livre/educacao-reprovada-um-artigo-de-lya-luft/.
Acesso: 20/12/2011. Adaptado.)
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
4
QUESTÃO 01. Tanto o primeiro quanto o segundo parágrafos se iniciam com o verbo haver. Sobre esses
usos, é CORRETO afirmar que
a) se assemelham, pois ambos se referem a tempo passado e, por isso, devem ficar no singular.
b) se assemelham, pois ambos possuem o mesmo sentido, apesar do seu uso nas frases.
c) se diferem, pois o primeiro equivale a “existir” e o segundo, se refere a tempo passado.
d) se diferem, pois o primeiro é invariável e o segundo poderia assumir a forma no plural.
QUESTÃO 02. Sobre o primeiro parágrafo foram feitas algumas considerações:
I. Os três primeiros períodos do parágrafo revelam incerteza, dúvida.
II. A autora se coloca como “ser pensante” e, por isso, conclui-se que ela se preocupa com a educação.
III. O parágrafo termina com um tom pessimista em relação aos avanços da educação no Brasil.
Estão corretas as considerações em:
a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II e III, apenas.
d) I, II e III.
QUESTÃO 03. A linguagem empregada no segundo parágrafo mostra que a autora
a) concorda que não devemos mais falar em “reprovação” nas escolas.
b) critica aqueles que tem uma visão tradicional a respeito da educação.
c) defende o ponto de vista dos que acreditam no “aprender brincando”.
d) tem uma visão pessimista sobre a educação brasileira da atualidade.
QUESTÃO 04. Observe esta tirinha:
(http://4.bp.blogspot.com/_8ket9EcupBE/TFq7dbT-4ZI/AAAAAAAAIaE/O-041gbooC8/s1600/manolito+escola.jpg. Acesso: 24/12/2011.)
Qual dos trechos abaixo, retirados do texto, mantém relação com a mensagem da tirinha?
a) “...como exigir aplicação [...] para o natural crescimento de cada um?”(7§)
b) “De todos os modos facilitamos a vida dos estudantes...” (3§)
c) “...estamos produzindo estudantes analfabetos.” (4§)
d) “Faxinar a miséria [...] é essencial para nossa dignidade”. (6§)
QUESTÃO 05. Nas alternativas abaixo, retiradas do texto, o elemento negritado teve seu referente
corretamente identificado em:
a) “...fora isso, não haverá solução...” (8§) – (isso = falas grandiloquentes e tudo que se faz sobre
educação).
b) “Não lhes impuseram a mais elementar disciplina...” (6§) – (lhes = os estudantes).
c) “...o estado não cumpre o seu papel de garantir a todo cidadão...” (5§) – (seu = do cidadão).
d) “... quem sabe assinar o nome, mas quem o sabe assinar embaixo de um texto que leu...” (3§) –
(quem = os alfabetizados).
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
5
QUESTÃO 06. Atente-se a esta tirinha do Chico Bento:
(http://2.bp.blogspot.com/_byDm1io31gM/TPzQKjYjZYI/AAAAAAAADIc/BBk4D0KfPL8/s1600/tira344.gif. Acesso: 24/12/2011.)
A ideia transmitida por essa tirinha equivale à seguinte passagem do texto:
a) “A educação brasileira continuará, como agora, escandalosamente reprovada.” (8§)
b) “Empresas reclamam da dificuldade de encontrar mão de obra qualificada...” (3§)
c) “...instalações melhores, algum livro na biblioteca, crianças mais bem alimentadas e saudáveis.” (5§)
d) “...o estado não cumpre o seu papel de garantir [...] a necessária condição de saúde, moradia e
alimentação.” (5§)
QUESTÃO 07. Foram feitos alguns comentários sobre o texto. Classifique-os como (V) verdadeiros ou (F)
falsos.
( ) O texto é um artigo de opinião que apresenta pontos de vista sobre educação.
( ) A autora apresenta dados estatísticos no quarto parágrafo para legitimar sua argumentação.
( ) Apesar da visão pessimista que perpassa todo texto, a autora mostra esperança na melhoria da
educação brasileira.
A sequência correta de classificação, de cima para baixo, é:
a) ( V ), ( V ), ( V )
b) ( V ), ( V ), ( F )
c) ( F ), ( F ), ( V )
d) ( F ), ( F ), ( F )
QUESTÃO 08. Releia este trecho do sexto parágrafo:
“Mas políticos aumentam seus salários de maneira vergonhosa, a coisa pública gasta nem se sabe direito
onde, enquanto preparamos gerações de ignorantes, criados sem limites, nada lhes é exigido, devem
aprender brincando.”
Nesse trecho só NÃO encontramos a relação de
a) causa.
b) modo.
c) posse.
d) tempo.
QUESTÃO 09. Releia esta frase do último parágrafo:
“Falar já gastou, já cansou, já desiludiu, já perdeu a graça.”
A expressão destacada significa
a) condenou.
b) desmotivou.
c) estragou.
d) prejudicou.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
6
QUESTÃO 10. Em qual dessas passagens do texto o uso da vírgula é facultativo?
a) “...enquanto preparamos gerações de ignorantes, criados sem limites, nada lhes é exigido, devem
aprender brincando.” (1§)
b) “Fala-se muito, grita-se muito, escreve-se, haja teorias e reclamações. Ação? Muito pouca, que eu
perceba”. (1§)
c) “Faxinar a miséria, louvável desejo da nossa presidenta, é essencial para nossa dignidade.” (5§)
d) “Naturalmente, a boa ou razoável escolarização é muito maior em escolas particulares” (5§)
Questão 11.Observe os recursos utilizados nesta campanha publicitária:
(http://farm4.static.flickr.com/3458/3380153015_67d523e2b9.jpg. Acesso: 24/12/2011.)
Sobre esta campanha foram feitos os seguintes comentários:
I. A expressão “cubra caixas d’água, tonéis e pneus” apresenta sugestões para o leitor “não deixar a
dengue estragar o seu verão”.
II. A flexão dos verbos “deixe” e “cubra” no plural deixaria o texto mais informal.
III. O pronome “seu” foi usado com a intenção de “seduzir” o leitor a aderir à campanha.
Estão corretos os comentários em:
a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II e III, apenas.
d) I, II e III.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
7
QUESTÃO 12. Observe os comentários feitos sobre esta tirinha do Calvin e classifique-os como (V)
verdadeiros ou (F) falsos.
(WATTERSON, B. As aventuras de Calvin & Haroldo. SP: Conrad. s/p.)
( ) As expressões “lá fora” e “da minha cama quentinha”, no primeiro quadrinho, indicam lugar.
( ) As falas do Calvin mostram que ele pretende chantagear sua mãe emocionalmente.
( ) A locução verbal “vamos levantar” está no modo imperativo e, por isso, indica uma ordem.
( ) Considerando o gênero tirinha, há um erro gramatical no último quadrinho, pois “te” é um pronome de
segunda pessoa e “você” é um pronome de terceira pessoa.
A sequência correta de classificação, de cima para baixo, é:
a) ( V ), ( V ), ( V ), ( F )
b) ( V ), ( F ), ( F ), ( F )
c) ( V ), ( F ), ( F ), ( V )
d) ( F ), ( V ), ( V ), ( V )
QUESTÃO 13. Esta charge tem como tema a questão ambiental.
(http://migre.me/652TF. Acesso: 25/10/2011.)
Sobre a charge, foram feitas algumas considerações:
I. A palavra “chefe” é um vocativo e, por isso, o uso da vírgula está adequado.
II. “Sustentável” tem a função de caracterizar um substantivo e, por isso, é um adjetivo.
III. A expressão “uma retirada sustentável” está ligada ao verbo “fazer”, completando-lhe o sentido.
Estão corretas as considerações em:
a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II e III, apenas.
d) I, II e III.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
8
QUESTÃO 14. Observe os recursos linguísticos utilizados neste trecho de um livro sobre leitura:
A maioria dos meus livros tinha ilustrações que repetiam ou explicavam a história. Algumas, eu sentia, eram
melhores do que as outras: eu preferia as reproduções de aquarelas, da minha edição alemã dos Contos de
Fada de Grimm, às ilustrações a nanquim da minha edição inglesa.
(MANGUEL. A. Lendo imagens: uma história de amor e ódio. SP: Companhia das Letras, 2001. p.19.)
Qual alternativa está corretamente relacionada ao trecho?
a) A expressão de aquarelas possui sentido ativo, porque elas são as “responsáveis” pelas reproduções.
b) A partícula que é um pronome relativo que retoma o tempo “ilustrações” e desempenha a função de
sujeito.
c) O termo eu sentia está entre vírgulas por ser um aposto, elemento explicativo que aparece na frase.
d) O verbo tinha está grafado incorretamente, pois deveria concordar com o sujeito “livros”.
QUESTÃO 15. Observe as estratégias linguísticas utilizadas na tirinha:
(www.elcabron.net/wp-content/uploads/2008/06/garfield16.png. Acesso: 25/12/2011.)
O humor da tira se dá por conta de uma
a) ambiguidade.
b) condição.
c) ironia.
d) metáfora.
QUESTÃO 16. Estes são versos da música Sem açúcar, de Chico Buarque.
“Todo dia ele faz diferente
Não sei se ele volta da rua
Não sei se me traz um presente
Não sei se ele fica na sua
Talvez ele chegue sentido
Quem sabe me cobre de beijos
Ou nem me desmancha o vestido
Ou nem me adivinha os desejos.”
De acordo com o contexto, nota-se que ele é um personagem movido
a) pela dúvida.
b) pela rotina.
c) pelo amor.
d) pelo desejo.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
9
Instrução: As questões de 17 a 20 se referem ao texto abaixo:
Ave-palavra
Palavra não é coisa para se deixar no fundo da gaveta mofando. Palavra quando nasce, é pra cuidar, botar
roupa nova, dar vitamina e sair pra passear com ela, até ficar bobalegre. Toda palavra é uma criança: brota
batata no céu da boca e se esparrama pelo chão das más línguas. Aí vira palavrão. Como o primeiro verso
que aprendemos na infância, a palavra dorme com a mão no coração. Chora de noite nas repartições da
consciência. Na falta desta, berra no sonho. E derrama lágrimas de conta-gotas na garrafa dos últimos
pesadelos. Nesse caso, a palavra pode virar rio, oceano, tempestade, maremoto. E inundar os mais bem
guardados abismos.
(BARRETO, A. Transversais do Mundo: Leituras de um tempo. BH: Ed. Lê, 1999. p. 34. Adaptado.)
QUESTÃO 17. Dentre os recursos usados nesse texto está a metáfora. Qual desses trechos do texto NÃO é
metafórico?
a) “...a palavra dorme com a mão no coração.”
b) “Na falta desta, berra no sonho...”
c) “...o primeiro verso que aprendemos.”
d) “Toda palavra é uma criança...”
QUESTÃO 18. Qual trecho do texto faz alusão a versos infantis?
a) “...brota batata no céu da boca e se esparrama pelo chão das más línguas.”
b) “E derrama lágrimas de conta-gotas na garrafa dos últimos pesadelos.”
c) “... não é coisa para se deixar no fundo da gaveta mofando.”
d) “Palavra quando nasce, é pra cuidar, botar roupa nova, dar vitamina...”
QUESTÃO 19. Em qual dos trechos apresentados nas alternativas a seguir a expressão destacada teve seu
sentido corretamente identificado?
a) “...brota batata no céu da boca e se esparrama ...” (posse)
b) “Chora de noite nas repartições da consciência.” (modo)
c) “Como o primeiro verso que aprendemos...” (comparação)
d) “...dar vitamina e sair pra passear com ela.” (companhia)
QUESTÃO 20.Sobre o texto foram feitas algumas considerações.
I. A palavra “aí” equivale a “então”.
II. A palavra “desta” se refere à consciência.
III. A palavra “toda” serve para generalizar a informação.
IV. A palavra “bem” é um advérbio que, no texto, indica modo.
Estão corretas as considerações em:
a) I, II e III, apenas.
b) I, III e IV, apenas.
c) II, III e IV, apenas.
d) I, II, III e IV.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
10
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
QUESTÃO 21. A partir da leitura do livro “Introdução à Psicologia da educação”, organizado por Carrara, NÃO
podemos compreender que
a) a psicanálise lacaniana e o behaviorismo são abordagens de importante contribuição no contexto da
educação.
b) a escolha de determinada abordagem entre educadores e órgãos oficiais é influenciada pelo momento
histórico.
c) são apresentadas seis abordagens psicológicas e suas contribuições para a educação.
d) o behaviorismo é considerado a melhor abordagem no contexto da educação, sendo privilegiada pelo
autor e sugerida sua aplicação aos educadores.
QUESTÃO 22. Segundo a concepção pedagógica tradicional, no que diz respeito à motivação na
aprendizagem escolar, NÃO é CORRETO afirmar que
a) a motivação pode ser classificada como intrínseca e extrínseca com referência ao objeto da
aprendizagem.
b) a motivação extrínseca é necessariamente artificial, pois ocorre quando é apresentado um prêmio ao
sujeito que não a aquisição do conteúdo estudado.
c) a motivação intrínseca deriva da satisfação inerente à própria atividade de aprender.
d) quanto aos efeitos produzidos, a motivação pode ser positiva ou negativa.
QUESTÃO 23. Sobre O Behaviorismo, é CORRETO afirmar que
a) foi inaugurado pelo americano John B. Watson, em artigo publicado em 1963 que apresentava o título
“Psicologia: como os behavioristas a veem”.
b) os psicólogos desta abordagem chegaram aos termos “resposta” e “estímulo” para se referirem àquilo
que o organismo faz e às variáveis ambientais que interagem com o sujeito.
c) o homem começa a ser estudado a partir de sua interação com o ambiente, sendo tomado como
produto, e não como produtor dessas interações.
d) Watson, postulando o pensamento humano como objeto da Psicologia, dava a esta ciência a
consistência que os psicólogos da época vinham buscando, tornando-o um objeto observável e
mensurável.
QUESTÃO 24. Analise as afirmativas a seguir:
I. Chamamos de reforço a toda consequência que, seguindo uma resposta, altera a probabilidade futura
de ocorrência dessa resposta.
II. O reforço positivo é todo evento que aumenta a probabilidade futura da resposta que o produz.
III. O reforço negativo é todo evento que aumenta a probabilidade futura da resposta que o remove ou
atenua.
Sobre essas afirmativas, conclui-se que
a) apenas I está correta.
b) apenas II e III estão corretas.
c) I, II e III estão incorretas.
d) I, II e III estão corretas.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
11
QUESTÃO 25. Leia o seguinte texto para responder à questão:
O eu e os outros
“(...) As pessoas aprendem a controlar os outros com muita facilidade. Um bebê, por exemplo, desenvolve
certos métodos de controlar os pais quando se comporta de maneira que levam a certos tipos de ação. As
crianças adquirem técnicas de controlar seus companheiros e se tornam hábeis nisso muito antes de
conseguirem controlar-se a si mesmas. A primeira educação que recebem no sentido de modificar seus
próprios sentimentos ou estados introspectivamente observados pelo exercício da força de vontade ou pela
alteração dos estados emotivos e motivacionais não é muito eficaz. O autocontrole que começa a ser ensinado
sob a forma de provérbios, máximas e procedimentos empíricos é uma questão de mudar o ambiente. (...)”
Sobre o texto acima, podemos afirmar que
a) apresenta a concepção do desenvolvimento infantil discutida por Freud.
b) diz respeito às divagações iniciais para formulação da Psicanálise Lacaniana e a teoria do grande
outro.
c) apresenta uma concepção da Análise experimental do comportamento de B.F.Skinner.
d) o texto foi escrito por Piaget delineando os caminhos percorridos até o estabelecimento da educação
formal.
QUESTÃO 26. No livro “Psicologias: uma introdução ao estudo da Psicologia”, a autora, Ana Mercês Bahia
Bock NÃO apresenta a seguinte análise:
a) Não há diferença entre a Psicologia do senso comum e a Psicologia científica. Isto porque o senso
comum é fundamental para o conhecimento da realidade, sendo uma teoria que se apresenta em uma
visão de mundo específica.
b) Usamos o termo psicologia, no nosso cotidiano, com vários sentidos. Por exemplo, quando falamos do
poder de persuasão do vendedor, dizemos que ele usa de psicologia” para vender seu produto.
c) As pessoas, normalmente, têm um domínio, mesmo que pequeno e superficial, do conhecimento
acumulado pela Psicologia científica, o que lhes permite explicar ou compreender seus problemas
cotidianos de um ponto de vista psicológico.
d) O termo Psicologia é utilizado de maneira corriqueira no cotidiano das pessoas, tanto que poderíamos
alterar um dito popular para: “De psicólogo e louco todo mundo tem um pouco.”
QUESTÃO 27. Sobre o desenvolvimento humano, marque (V) para afirmativas verdadeiras e (F) para as
falsas:
( ) Vários fatores indissociados e em permanente interação afetam todos os aspectos do
desenvolvimento.
( ) A hereditariedade, o crescimento orgânico, a maturação neurofisiológica e o meio são fatores que
influenciam o desenvolvimento humano.
( ) Se a estimulação verbal for muito intensa, uma criança de 3 anos pode ter um repertório verbal muito
maior do que a média das crianças de sua idade.
( ) A alfabetização das crianças independe da maturação neurofisiológica.
Assinale, nas alternativas a seguir, a sequência CORRETA de marcação, de cima para baixo :
a) (V) (V) (V) (F)
b) (V) (F) (V) (V)
c) (F) (F) (F) (V)
d) (F) (V) (F) (V)
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
12
QUESTÃO 28. De acordo com a teoria do desenvolvimento humano, de Jean Piaget, correlacione as colunas
A e B:
Coluna A
Períodos do desenvolvimento
humano:
1. Sensório-motor.
2. Operações formais.
3. Operações concretas.
4. Pré-operatório.
Coluna B
Características de cada Período:
( ) A criança conquista, através da percepção e dos
movimentos, todo o universo que a cerca.
( ) Aparecimento da linguagem, que irá acarretar
modificações nos aspectos intelectual, afetivo e social da
criança.
( ) Início da construção lógica, isto é, a capacidade da
criança de estabelecer relações que permitam a coordenação
de pontos de vista diferentes.
( ) Realização das operações no plano das idéias, sem
necessitar de manipulação ou referências concretas.
Capacidade em lidar com os conceitos como liberdade,
justiça etc.
A sequência numérica correta na coluna B, de cima para baixo, é:
a) 1, 4, 3, 2.
b) 1, 2, 3, 4.
c) 4, 2, 1, 3.
d) 3, 4, 2, 1.
QUESTÃO 29. Sobre os pressupostos teóricos de Vigotski em relação ao desenvolvimento infantil, pode-se
afirmar que
a) o desenvolvimento infantil é visto a partir de seis aspectos denominados de: instrumental, simbólico,
individual, cultural, representativo e histórico.
b) Vigotski apresenta um enfoque determinista sobre o desenvolvimento humano.
c) as origens das formas superiores de comportamento consciente — pensamento, memória, atenção
voluntária etc. —, formas essas que diferenciam o homem dos outros animais, devem ser achadas nas
relações sociais que o homem mantém.
d) o enfoque interacionista propõe que o ser humano desenvolve-se de maneira passiva na relação
social, aprendendo a se comportar de acordo com o contexto social em que está inserido.
QUESTÃO 30. Acerca das teorias da aprendizagem, pode-se afirmar que
a) nas teorias do condicionamento a aprendizagem é definida como um processo de relação do sujeito
com o mundo externo e que tem consequências no plano da organização interna do conhecimento.
b) as teorias cognitivistas definem a aprendizagem por suas consequências comportamentais e
enfatizam as condições ambientais como forças propulsoras da aprendizagem.
c) encontramos um número bastante grande de teorias da aprendizagem. Essas teorias poderiam ser
genericamente reunidas em duas categorias: as teorias do condicionamento e as teorias
cognitivistas.
d) a concepção de Ausubel, a qual se enquadra nas teorias do condicionamento, descreve a
aprendizagem como um elemento que provém de uma comunicação com o mundo e se acumula sob
a forma de uma riqueza de conteúdos cognitivos.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
13
QUESTÃO 31. Sobre o papel do professor e sua respectiva abordagem psicológica, assinale a alternativa que
apresenta afirmativa INCORRETA:
a) Função Secundária: oferecendo o conteúdo e a cultura. (Inatismo/Gestalt)
b) Importância extrema, já que a experiência é anterior ao conhecimento. (Behaviorismo/Skinner)
c) Problematizador: coloca questões que desestabilizam as hipóteses formuladas pelos alunos, que
podem então formular outra hipótese. (Construtivismo/Piaget)
d) Importância crucial: o mestre é o responsável pela aquisição do conhecimento.
(Determinismo/Vigotsky)
QUESTÃO 32. Analise as seguintes afirmativas acerca da aprendizagem na perspectiva cognitivista e assinale
(V) para as verdadeiras e (F) para as falsas:
( ) O processo de organização das informações e de integração do material à estrutura cognitiva é o que
os cognitivistas denominam aprendizagem.
( ) A abordagem cognitivista diferencia a aprendizagem mecânica da aprendizagem significativa.
( ) Aprendizagem mecânica processa-se quando um novo conteúdo (idéias ou informações) relaciona-
se com conceitos relevantes, claros e disponíveis na estrutura cognitiva, sendo assim assimilado por ela.
Estes conceitos disponíveis são os pontos de ancoragem para a aprendizagem.
( ) Aprendizagem significativa refere-se à aprendizagem de novas informações com pouca ou nenhuma
associação com conceitos já existentes na estrutura cognitiva.
Marque a alternativa com a sequência CORRETA assinalada de cima para baixo:
a) (V) (F) (V) (F)
b) (F) (V) (V) (V)
c) (F) (F) (V) (V)
d) (V) (V) (F) (F)
QUESTÃO 33. Considerando a motivação e o processo ensino-aprendizagem, NÃO está CORRETO afirmar
que
a) no ensino, há um duplo desafio para os professores: criar a necessidade e apresentar um objeto
adequado para sua satisfação.
b) Bruner defende que o aluno não deve ser desafiado, ou seja, seu interesse em aprender deve surgir
internamente e, desta forma, não há nada que o professor possa fazer para criar interesse no aluno.
c) a motivação está presente como processo em todas as esferas de nossa vida — no trabalho, no lazer,
na escola.
d) uma possibilidade é que o trabalho educacional parta sempre das necessidades que o aluno já traz,
introduzindo ou associando a elas outros conteúdos ou motivos; outra possibilidade, não excludente, é
criar outros interesses no aluno.
QUESTÃO 34. A respeito da teoria do condicionamento operante de B.F. Skinner, é INCORRETO afirmar que
a) Skinner rejeita qualquer outra formulação teórica, insistindo que a psicologia é uma ciência de
comportamento expresso.
b) define a aprendizagem como uma mudança de probabilidade de resposta.
c) o condicionamento operante é o processo de aprendizagem através do qual uma resposta se torna
mais provável ou mais frequente.
d) em uma situação, o comportamento de um organismo é a variável independente, e as condições
externas consistem nas variáveis dependentes.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
14
QUESTÃO 35. Segundo BOCK (2002), a escola e as instituições educacionais estão entre os locais possíveis
para a atuação do psicólogo. Neste contexto, analise as afirmativas nos itens a seguir:
I. O processo pedagógico vai se colocar como realidade principal. Todo o trabalho do psicólogo estará
em função deste processo e para ele direcionado.
II. Faz-se necessária a escolha de técnicas que se adaptem aos limites que a intervenção psicológica
terá, dada a realidade educacional.
III. O profissional da Psicologia estará sendo psicólogo porque estará utilizando o conhecimento da
ciência psicológica para compreender e intervir, só que, neste caso, com o objetivo de promover
saúde num espaço que é educacional.
Sobre essas afirmativas, pode-se concluir que
a) I, II e III estão incorretas.
b) apenas II está correta.
c) I, II e III estão corretas.
d) apenas I e II estão corretas.
QUESTÃO 36. Considerando que o desenvolvimento mental é concebido como um processo sócio-histórico,
assinale a alternativa com afirmação INCORRETA:
a) Os processos psicológicos humanos são relacionados aos aspectos culturais, históricos e
instrumentais.
b) A investigação em desenvolvimento humano baseia-se na compreensão de que a realidade pode ser
descrita a partir de leis universais.
c) Tanto o ambiente e as relações sociais, quanto o funcionamento orgânico e o aparato biológico dos
indivíduos induzem o desenvolvimento de funções mentais superiores.
d) Quando o homem introduz uma modificação no ambiente por meio de seu próprio comportamento,
essa modificação vai influenciar seu comportamento futuro.
QUESTÃO 37. Em cada sociedade, a entrada na puberdade ou na adolescência costuma estar culturalmente
assinalada. De modo distinto, cada cultura estabelece
a) os ritos de iniciação.
b) os métodos educativos formais.
c) os mecanismos de defesa.
d) a inclusão no mercado de trabalho.
QUESTÃO 38. Considerando as teorias do Desenvolvimento da Personalidade, é CORRETO afirmar que
a) a abordagem psicanalítica enfatiza uma sequência de estágios psicossociais de base cognitiva.
b) a maioria dos teóricos com uma iniciação cognitivo-desenvolvimental tem se dedicado mais ao
desenvolvimento intelectual do que às interações sociais.
c) os estágios psicossociais não sofrem influência da maturação, mas das expectativas sociais.
d) as abordagens biológicas e da aprendizagem não podem ser combinadas, pois são antagônicas na
compreensão do processo de desenvolvimento.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
15
QUESTÃO 39. Analise o texto de Piaget e preencha os espaços em branco:
“A ____________ é a solução de um problema novo para o indivíduo, é a ___________ dos meios para atingir
um certo fim, que não é acessível de maneira _______________; enquanto o _____________ é a inteligência
interiorizada e se apoiando não mais sobre a ação direta, mas sobre um _____________, sobre a evocação
simbólica pela linguagem, pelas imagens mentais etc.”
Marque, abaixo, a alternativa com a seqüência que completa as lacunas corretamente:
a) aprendizagem – maneira – simbólica – condicionamento - objeto concreto
b) coordenação – inteligência – alguma – sentimento - simbolismo
c) inteligência – coordenação – imediata – pensamento - simbolismo
d) aprendizagem – coordenação – ideal – simbolismo - pensamento
QUESTÃO 40. Para a Prefeitura Municipal de Araxá, NÃO é atribuição do Psicólogo Escolar
a) desenvolver Oficinas de grupos de alunos e suas famílias.
b) identificar, definir e formular ações de abordagem para melhor coleta de dados e diagnóstico de casos.
c) estabelecer parcerias e encaminhamentos com a rede sócio-assistencial.
d) restringir e desestimular vínculos individuais, familiares e comunitários, facilitando os processos de
aprendizagem.
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
16
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ
CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009
CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR
17
Utilize a Folha de Respostas abaixo como rascunho.
RESPOSTAS
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13.
14.
15.
16.
17.
18.
19.
20.
21.
22.
23.
24.
25.
26.
27.
28.
29.
30.
31.
32.
33.
34.
35.
36.
37.
38.
39.
40.
Utilize o espaço abaixo como Rascunho.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

TIPOS DE VERBOS
TIPOS DE VERBOSTIPOS DE VERBOS
TIPOS DE VERBOS
Luciene Gomes
 
Períodos simples e composto
Períodos simples e compostoPeríodos simples e composto
Períodos simples e composto
Christiane Queiroz
 
Crase
CraseCrase
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
guest0cbfe
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
Elaine Teixeira
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominal
Maria De Lourdes Ramos
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
Diego Prezia
 
Apresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominalApresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominal
laboratório de informática cef15
 
Formação de palavras (derivações e composições) aula 1
Formação de palavras (derivações e composições)  aula 1Formação de palavras (derivações e composições)  aula 1
Formação de palavras (derivações e composições) aula 1
Alice Silva
 
Homônimos e parônimos
Homônimos e parônimosHomônimos e parônimos
Homônimos e parônimos
Caroline Cunha
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
Lucilene Barcelos
 
Resumo e resenha
Resumo e resenhaResumo e resenha
Resumo e resenha
Adriano Medeiros
 
Crase
CraseCrase
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Ladjane Pereira
 
Slides Novo Acordo OrtográFico
Slides Novo Acordo OrtográFicoSlides Novo Acordo OrtográFico
Slides Novo Acordo OrtográFico
Flaviacristina74
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Yasmin Pessoa
 
Termos da oração
Termos da oraçãoTermos da oração
Termos da oração
ma.no.el.ne.ves
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
Isabel Sousa
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
Fábio Guimarães
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - Introdução
NAPNE
 

Mais procurados (20)

TIPOS DE VERBOS
TIPOS DE VERBOSTIPOS DE VERBOS
TIPOS DE VERBOS
 
Períodos simples e composto
Períodos simples e compostoPeríodos simples e composto
Períodos simples e composto
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominal
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
 
Apresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominalApresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominal
 
Formação de palavras (derivações e composições) aula 1
Formação de palavras (derivações e composições)  aula 1Formação de palavras (derivações e composições)  aula 1
Formação de palavras (derivações e composições) aula 1
 
Homônimos e parônimos
Homônimos e parônimosHomônimos e parônimos
Homônimos e parônimos
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Resumo e resenha
Resumo e resenhaResumo e resenha
Resumo e resenha
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Slides Novo Acordo OrtográFico
Slides Novo Acordo OrtográFicoSlides Novo Acordo OrtográFico
Slides Novo Acordo OrtográFico
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Termos da oração
Termos da oraçãoTermos da oração
Termos da oração
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - Introdução
 

Destaque

Prova TJ-RJ 2012 Analista Judiciário Execução de Mandados
Prova TJ-RJ 2012 Analista Judiciário Execução de MandadosProva TJ-RJ 2012 Analista Judiciário Execução de Mandados
Prova TJ-RJ 2012 Analista Judiciário Execução de Mandados
Concurso Virtual
 
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCASTEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
Suellen Melo
 
Manual da covest vestibular ufpe 2013
Manual da covest vestibular ufpe 2013Manual da covest vestibular ufpe 2013
Manual da covest vestibular ufpe 2013
Esquadrão Do Conhecimento
 
Enade
EnadeEnade
Enade
katsan
 
Metáfora e Linguística Cognitiva
Metáfora e Linguística CognitivaMetáfora e Linguística Cognitiva
Metáfora e Linguística Cognitiva
Ge Homrich
 
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
Conceitos e psicologia da propaganda
Conceitos e psicologia da propagandaConceitos e psicologia da propaganda
Conceitos e psicologia da propaganda
Sergio Montes
 
A sociologia de max weber - CEI
A sociologia de max weber - CEIA sociologia de max weber - CEI
A sociologia de max weber - CEI
Lucio Braga
 
Abordagem cognitivista2
Abordagem cognitivista2Abordagem cognitivista2
Abordagem cognitivista2
Margareth Marcon
 
Palestra Gestão de Pessoas e Inovação
Palestra Gestão de Pessoas e InovaçãoPalestra Gestão de Pessoas e Inovação
Palestra Gestão de Pessoas e Inovação
Leonardo Filardi
 
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSOS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
55586200 teorias-da-aprendizagem-aula
55586200 teorias-da-aprendizagem-aula55586200 teorias-da-aprendizagem-aula
55586200 teorias-da-aprendizagem-aula
Patricia Mendes
 
Reflexos Inatos - conceitos básicos
Reflexos Inatos - conceitos básicosReflexos Inatos - conceitos básicos
Reflexos Inatos - conceitos básicos
Márcio Borges Moreira
 
Apresentação do simulado ENADE
Apresentação do simulado ENADEApresentação do simulado ENADE
Apresentação do simulado ENADE
PRODIPE
 
Abordagem cognitivista
Abordagem cognitivistaAbordagem cognitivista
Abordagem cognitivista
Maria Cristina Bortolozo
 
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
Eduardo Lopes
 
Abordagem cognitivista
Abordagem cognitivistaAbordagem cognitivista
Abordagem cognitivista
Lílian Reis
 
Filogénese e Ontogénese
Filogénese e OntogéneseFilogénese e Ontogénese
Filogénese e Ontogénese
Jorge Barbosa
 
Abordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na EducaçãoAbordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na Educação
Carol Messias
 

Destaque (20)

Prova TJ-RJ 2012 Analista Judiciário Execução de Mandados
Prova TJ-RJ 2012 Analista Judiciário Execução de MandadosProva TJ-RJ 2012 Analista Judiciário Execução de Mandados
Prova TJ-RJ 2012 Analista Judiciário Execução de Mandados
 
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCASTEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
 
Manual da covest vestibular ufpe 2013
Manual da covest vestibular ufpe 2013Manual da covest vestibular ufpe 2013
Manual da covest vestibular ufpe 2013
 
Tp6
Tp6Tp6
Tp6
 
Enade
EnadeEnade
Enade
 
Metáfora e Linguística Cognitiva
Metáfora e Linguística CognitivaMetáfora e Linguística Cognitiva
Metáfora e Linguística Cognitiva
 
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
Conceitos e psicologia da propaganda
Conceitos e psicologia da propagandaConceitos e psicologia da propaganda
Conceitos e psicologia da propaganda
 
A sociologia de max weber - CEI
A sociologia de max weber - CEIA sociologia de max weber - CEI
A sociologia de max weber - CEI
 
Abordagem cognitivista2
Abordagem cognitivista2Abordagem cognitivista2
Abordagem cognitivista2
 
Palestra Gestão de Pessoas e Inovação
Palestra Gestão de Pessoas e InovaçãoPalestra Gestão de Pessoas e Inovação
Palestra Gestão de Pessoas e Inovação
 
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSOS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
55586200 teorias-da-aprendizagem-aula
55586200 teorias-da-aprendizagem-aula55586200 teorias-da-aprendizagem-aula
55586200 teorias-da-aprendizagem-aula
 
Reflexos Inatos - conceitos básicos
Reflexos Inatos - conceitos básicosReflexos Inatos - conceitos básicos
Reflexos Inatos - conceitos básicos
 
Apresentação do simulado ENADE
Apresentação do simulado ENADEApresentação do simulado ENADE
Apresentação do simulado ENADE
 
Abordagem cognitivista
Abordagem cognitivistaAbordagem cognitivista
Abordagem cognitivista
 
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
28678406 prova-pedagogia-concurso-pedagogo-gratis
 
Abordagem cognitivista
Abordagem cognitivistaAbordagem cognitivista
Abordagem cognitivista
 
Filogénese e Ontogénese
Filogénese e OntogéneseFilogénese e Ontogénese
Filogénese e Ontogénese
 
Abordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na EducaçãoAbordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na Educação
 

Semelhante a Prova psicólogo Gestão Concurso

Educacao fisica enade 2004
Educacao fisica enade 2004Educacao fisica enade 2004
Educacao fisica enade 2004
Zumbi Bahia
 
Uepa 2013 3a etapa prova + gabarito
Uepa 2013 3a etapa prova + gabaritoUepa 2013 3a etapa prova + gabarito
Uepa 2013 3a etapa prova + gabarito
José Barros
 
PROVAS DO PRIMEIRO DIA DO SSA3
PROVAS DO PRIMEIRO DIA DO SSA3PROVAS DO PRIMEIRO DIA DO SSA3
PROVAS DO PRIMEIRO DIA DO SSA3
Jornal do Commercio
 
Ssa 3 1º dia provas
Ssa 3   1º dia provasSsa 3   1º dia provas
Ssa 3 1º dia provas
Carol Monteiro
 
Av3 analise textual 1 periodo
Av3 analise textual 1 periodoAv3 analise textual 1 periodo
Av3 analise textual 1 periodo
Sandra Dória
 
Administrador
AdministradorAdministrador
327prova
327prova327prova
327prova
fatima silva
 
Analista Judiciario Administrativa - FCC/2009
Analista Judiciario Administrativa - FCC/2009Analista Judiciario Administrativa - FCC/2009
Analista Judiciario Administrativa - FCC/2009
Sérgio de Castro
 
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Anny Karine Machado
 
Conceito de analfabeto político
Conceito de analfabeto políticoConceito de analfabeto político
Conceito de analfabeto político
Arlindo Tolentino
 
SEEDUC/RJ - PROFESSOR DOCENTE I 2015 - APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SEEDUC/RJ - PROFESSOR DOCENTE I 2015 - APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOSSEEDUC/RJ - PROFESSOR DOCENTE I 2015 - APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SEEDUC/RJ - PROFESSOR DOCENTE I 2015 - APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
Enem -ciclo_1_-_prova_ii_-_resoluções
Enem  -ciclo_1_-_prova_ii_-_resoluçõesEnem  -ciclo_1_-_prova_ii_-_resoluções
Enem -ciclo_1_-_prova_ii_-_resoluções
Ronan Borba
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
7 de Setembro
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
Antônio Fernandes
 
A busca da felicidade
A busca da felicidadeA busca da felicidade
A busca da felicidade
Walter de Carvalho Baptista
 
A busca da felicidade
A busca da felicidadeA busca da felicidade
A busca da felicidade
Walter de Carvalho Baptista
 
A busca da felicidade
A busca da felicidadeA busca da felicidade
A busca da felicidade
Walter de Carvalho Baptista
 
Ebserh Prova 2013
Ebserh Prova 2013 Ebserh Prova 2013
Ebserh Prova 2013
Danyelle Emidio
 
Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
nayalves
 
Prova professores (disciplinas) - tipo 2
Prova   professores (disciplinas) - tipo 2Prova   professores (disciplinas) - tipo 2
Prova professores (disciplinas) - tipo 2
Valeria Moura
 

Semelhante a Prova psicólogo Gestão Concurso (20)

Educacao fisica enade 2004
Educacao fisica enade 2004Educacao fisica enade 2004
Educacao fisica enade 2004
 
Uepa 2013 3a etapa prova + gabarito
Uepa 2013 3a etapa prova + gabaritoUepa 2013 3a etapa prova + gabarito
Uepa 2013 3a etapa prova + gabarito
 
PROVAS DO PRIMEIRO DIA DO SSA3
PROVAS DO PRIMEIRO DIA DO SSA3PROVAS DO PRIMEIRO DIA DO SSA3
PROVAS DO PRIMEIRO DIA DO SSA3
 
Ssa 3 1º dia provas
Ssa 3   1º dia provasSsa 3   1º dia provas
Ssa 3 1º dia provas
 
Av3 analise textual 1 periodo
Av3 analise textual 1 periodoAv3 analise textual 1 periodo
Av3 analise textual 1 periodo
 
Administrador
AdministradorAdministrador
Administrador
 
327prova
327prova327prova
327prova
 
Analista Judiciario Administrativa - FCC/2009
Analista Judiciario Administrativa - FCC/2009Analista Judiciario Administrativa - FCC/2009
Analista Judiciario Administrativa - FCC/2009
 
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
 
Conceito de analfabeto político
Conceito de analfabeto políticoConceito de analfabeto político
Conceito de analfabeto político
 
SEEDUC/RJ - PROFESSOR DOCENTE I 2015 - APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SEEDUC/RJ - PROFESSOR DOCENTE I 2015 - APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOSSEEDUC/RJ - PROFESSOR DOCENTE I 2015 - APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SEEDUC/RJ - PROFESSOR DOCENTE I 2015 - APOSTILA PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
Enem -ciclo_1_-_prova_ii_-_resoluções
Enem  -ciclo_1_-_prova_ii_-_resoluçõesEnem  -ciclo_1_-_prova_ii_-_resoluções
Enem -ciclo_1_-_prova_ii_-_resoluções
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 2º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
 
A busca da felicidade
A busca da felicidadeA busca da felicidade
A busca da felicidade
 
A busca da felicidade
A busca da felicidadeA busca da felicidade
A busca da felicidade
 
A busca da felicidade
A busca da felicidadeA busca da felicidade
A busca da felicidade
 
Ebserh Prova 2013
Ebserh Prova 2013 Ebserh Prova 2013
Ebserh Prova 2013
 
Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
 
Prova professores (disciplinas) - tipo 2
Prova   professores (disciplinas) - tipo 2Prova   professores (disciplinas) - tipo 2
Prova professores (disciplinas) - tipo 2
 

Último

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 

Último (20)

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 

Prova psicólogo Gestão Concurso

  • 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR SS ÓÓ AA BB RR AA QQ UU AA NN DD OO AAUUTTOORRIIZZAADDOO Este caderno contém as provas de Língua Portuguesa (20 questões) e de Conhecimentos Específicos (20 questões) conforme o conteúdo programático estabelecido nos Anexos IV-A e IV-B, do Edital nº 001/2009. Use como rascunho o Cartão-Resposta reproduzido ao final deste caderno. Ao receber o CARTÃO-RESPOSTA: - Confira seu nome, número de inscrição e número do documento de identidade; - Assine, à tinta, no espaço próprio indicado. Atenção ao transferir as respostas para o CARTÃO-RESPOSTA: - use apenas caneta esferográfica azul ou preta; - preencha, sem forçar o papel, toda a área reservada à letra correspondente à resposta solicitada de cada questão; - assinale somente uma alternativa em cada questão. Sua resposta não será computada se houver marcação de mais de uma alternativa, questões não assinaladas ou questões rasuradas.  NÃO DEIXE NENHUMA QUESTÃO SEM RESPOSTA.  O CARTÃO-RESPOSTA não deve ser dobrado, amassado ou rasurado. CUIDE BEM DELE. ELE É A SUA PROVA. No período previsto para a realização deste conjunto de provas, está incluído o tempo necessário para a transferência das respostas do rascunho para o Cartão-Resposta. O candidato somente poderá deixar o local de realização da prova, portando o rascunho do Cartão- Resposta, 30 (trinta) minutos após o início da prova. Reserve os últimos 30 minutos para preencher seu Cartão-Resposta. Ao terminar a prova, o candidato deverá entregar, obrigatoriamente, ao Fiscal de Sala, O CARTÃO- RESPOSTA devidamente ASSINADO e seu Caderno de Prova. Havendo algum problema, informe imediatamente ao Aplicador de Provas, para que ele tome as providências necessárias. Caso o candidato não observe as recomendações acima, não lhe caberá qualquer reclamação posterior. DD UU RR AA ÇÇ ÃÃ OO DD AA PP RR OO VV AA :: 00 33 :: 00 00 (( TT RR ÊÊ SS )) HH OO RR AA SS
  • 2.
  • 3. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 3 LÍNGUA PORTUGUESA EDUCAÇÃO: REPROVADA (Lya Luft) (1§) Há quem diga que sou otimista demais. Há quem diga que sou pessimista. Talvez eu tente apenas ser uma pessoa observadora habitante deste planeta, deste país. Uma colunista com temas repetidos, há, sim, os que me impactam mais, os que me preocupam mais, às vezes os que me encantam particularmente. Uma das grandes preocupações de qualquer ser pensante por aqui é a educação. Fala-se muito, grita-se muito, escreve-se, haja teorias e reclamações. Ação? Muito pouca, que eu perceba. Os males foram-se acumulando de tal jeito que é difícil reorganizar o caos. (2§) Há coisa de trinta anos, eu ainda professora universitária, recebíamos as primeiras levas de alunos saídos de escolas enfraquecidas pelas providências negativas: tiraram um ano de estudo da meninada, tiraram latim, tiraram francês, foram tirando a seriedade, o trabalho: era a moda do “aprender brincando”. Nada de esforço, punição nem pensar, portanto recompensas perderam o sentido. Contaram-me recentemente que em muitas escolas não se deve mais falar em “reprovação, reprovado”, pois isso pode traumatizar o aluno, marcá-lo desfavoravelmente. Então, por que estudar, por que lutar, por que tentar? (3§) De todos os modos facilitamos a vida dos estudantes, deixando-os cada vez mais despreparados para a vida e o mercado de trabalho. Empresas reclamam da dificuldade de encontrar mão de obra qualificada, médicos e advogados quase não sabem escrever, alunos de universidades têm problemas para articular o pensamento, para argumentar, para escrever o que pensam. São, de certa forma, analfabetos. Aliás, o analfabetismo devasta este país. Não é alfabetizado quem sabe assinar o nome, mas quem o sabe assinar embaixo de um texto que leu e entendeu. Portanto, a porcentagem de alfabetizados é incrivelmente baixa. (4§) Agora sai na imprensa um relatório alarmante. Metade das crianças brasileiras na terceira série do elementar não sabe ler nem escrever. Não entende para o que serve a pontuação num texto. Não sabe ler horas e minutos num relógio, não sabe que centímetro é uma medida de comprimento. Quase a metade dos mais adiantados escreve mal, lê mal, quase 60% têm dificuldades graves com números. Grande contingente de jovens chega às universidades sem saber redigir um texto simples, pois não sabem pensar, muito menos expressar-se por escrito. Parafraseando um especialista, estamos produzindo estudantes analfabetos. (5§) Naturalmente, a boa ou razoável escolarização é muito maior em escolas particulares: professores menos mal pagos, instalações melhores, algum livro na biblioteca, crianças mais bem alimentadas e saudáveis – pois o estado não cumpre o seu papel de garantir a todo cidadão (especialmente a criança) a necessária condição de saúde, moradia e alimentação. (6§) Faxinar a miséria, louvável desejo da nossa presidenta, é essencial para nossa dignidade. Faxinar a ignorância – que é uma outra forma de miséria – exigiria que nos orçamentos da União e dos estados a educação, como a saúde, tivesse uma posição privilegiada. Não há dinheiro, dizem. Mas políticos aumentam seus salários de maneira vergonhosa, a coisa pública gasta nem se sabe direito onde, enquanto preparamos gerações de ignorantes, criados sem limites, nada lhes é exigido, devem aprender brincando. Não lhes impuseram a mais elementar disciplina, como se não soubéssemos que escola, família, a vida, sobretudo, se constroem em parte de erro e acerto, e esforço. (7§) Mas, se não podemos reprovar os alunos, se não temos mesas e cadeiras confortáveis e teto sólido sobre nossa cabeça nas salas de aula, como exigir aplicação, esforço, disciplina e limites, para o natural crescimento de cada um? (8§) Cansei de falas grandiloquentes sobre educação, enquanto não se faz quase nada. Falar já gastou, já cansou, já desiludiu, já perdeu a graça. Precisamos de atos e fatos, orçamentos em que educação e saúde (para poder ir a escola, prestar atenção, estudar, render e crescer) tenham um peso considerável: fora isso, não haverá solução. A educação brasileira continuará, como agora, escandalosamente reprovada. (Disponível em: http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/feira-livre/educacao-reprovada-um-artigo-de-lya-luft/. Acesso: 20/12/2011. Adaptado.)
  • 4. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 4 QUESTÃO 01. Tanto o primeiro quanto o segundo parágrafos se iniciam com o verbo haver. Sobre esses usos, é CORRETO afirmar que a) se assemelham, pois ambos se referem a tempo passado e, por isso, devem ficar no singular. b) se assemelham, pois ambos possuem o mesmo sentido, apesar do seu uso nas frases. c) se diferem, pois o primeiro equivale a “existir” e o segundo, se refere a tempo passado. d) se diferem, pois o primeiro é invariável e o segundo poderia assumir a forma no plural. QUESTÃO 02. Sobre o primeiro parágrafo foram feitas algumas considerações: I. Os três primeiros períodos do parágrafo revelam incerteza, dúvida. II. A autora se coloca como “ser pensante” e, por isso, conclui-se que ela se preocupa com a educação. III. O parágrafo termina com um tom pessimista em relação aos avanços da educação no Brasil. Estão corretas as considerações em: a) I e II, apenas. b) I e III, apenas. c) II e III, apenas. d) I, II e III. QUESTÃO 03. A linguagem empregada no segundo parágrafo mostra que a autora a) concorda que não devemos mais falar em “reprovação” nas escolas. b) critica aqueles que tem uma visão tradicional a respeito da educação. c) defende o ponto de vista dos que acreditam no “aprender brincando”. d) tem uma visão pessimista sobre a educação brasileira da atualidade. QUESTÃO 04. Observe esta tirinha: (http://4.bp.blogspot.com/_8ket9EcupBE/TFq7dbT-4ZI/AAAAAAAAIaE/O-041gbooC8/s1600/manolito+escola.jpg. Acesso: 24/12/2011.) Qual dos trechos abaixo, retirados do texto, mantém relação com a mensagem da tirinha? a) “...como exigir aplicação [...] para o natural crescimento de cada um?”(7§) b) “De todos os modos facilitamos a vida dos estudantes...” (3§) c) “...estamos produzindo estudantes analfabetos.” (4§) d) “Faxinar a miséria [...] é essencial para nossa dignidade”. (6§) QUESTÃO 05. Nas alternativas abaixo, retiradas do texto, o elemento negritado teve seu referente corretamente identificado em: a) “...fora isso, não haverá solução...” (8§) – (isso = falas grandiloquentes e tudo que se faz sobre educação). b) “Não lhes impuseram a mais elementar disciplina...” (6§) – (lhes = os estudantes). c) “...o estado não cumpre o seu papel de garantir a todo cidadão...” (5§) – (seu = do cidadão). d) “... quem sabe assinar o nome, mas quem o sabe assinar embaixo de um texto que leu...” (3§) – (quem = os alfabetizados).
  • 5. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 5 QUESTÃO 06. Atente-se a esta tirinha do Chico Bento: (http://2.bp.blogspot.com/_byDm1io31gM/TPzQKjYjZYI/AAAAAAAADIc/BBk4D0KfPL8/s1600/tira344.gif. Acesso: 24/12/2011.) A ideia transmitida por essa tirinha equivale à seguinte passagem do texto: a) “A educação brasileira continuará, como agora, escandalosamente reprovada.” (8§) b) “Empresas reclamam da dificuldade de encontrar mão de obra qualificada...” (3§) c) “...instalações melhores, algum livro na biblioteca, crianças mais bem alimentadas e saudáveis.” (5§) d) “...o estado não cumpre o seu papel de garantir [...] a necessária condição de saúde, moradia e alimentação.” (5§) QUESTÃO 07. Foram feitos alguns comentários sobre o texto. Classifique-os como (V) verdadeiros ou (F) falsos. ( ) O texto é um artigo de opinião que apresenta pontos de vista sobre educação. ( ) A autora apresenta dados estatísticos no quarto parágrafo para legitimar sua argumentação. ( ) Apesar da visão pessimista que perpassa todo texto, a autora mostra esperança na melhoria da educação brasileira. A sequência correta de classificação, de cima para baixo, é: a) ( V ), ( V ), ( V ) b) ( V ), ( V ), ( F ) c) ( F ), ( F ), ( V ) d) ( F ), ( F ), ( F ) QUESTÃO 08. Releia este trecho do sexto parágrafo: “Mas políticos aumentam seus salários de maneira vergonhosa, a coisa pública gasta nem se sabe direito onde, enquanto preparamos gerações de ignorantes, criados sem limites, nada lhes é exigido, devem aprender brincando.” Nesse trecho só NÃO encontramos a relação de a) causa. b) modo. c) posse. d) tempo. QUESTÃO 09. Releia esta frase do último parágrafo: “Falar já gastou, já cansou, já desiludiu, já perdeu a graça.” A expressão destacada significa a) condenou. b) desmotivou. c) estragou. d) prejudicou.
  • 6. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 6 QUESTÃO 10. Em qual dessas passagens do texto o uso da vírgula é facultativo? a) “...enquanto preparamos gerações de ignorantes, criados sem limites, nada lhes é exigido, devem aprender brincando.” (1§) b) “Fala-se muito, grita-se muito, escreve-se, haja teorias e reclamações. Ação? Muito pouca, que eu perceba”. (1§) c) “Faxinar a miséria, louvável desejo da nossa presidenta, é essencial para nossa dignidade.” (5§) d) “Naturalmente, a boa ou razoável escolarização é muito maior em escolas particulares” (5§) Questão 11.Observe os recursos utilizados nesta campanha publicitária: (http://farm4.static.flickr.com/3458/3380153015_67d523e2b9.jpg. Acesso: 24/12/2011.) Sobre esta campanha foram feitos os seguintes comentários: I. A expressão “cubra caixas d’água, tonéis e pneus” apresenta sugestões para o leitor “não deixar a dengue estragar o seu verão”. II. A flexão dos verbos “deixe” e “cubra” no plural deixaria o texto mais informal. III. O pronome “seu” foi usado com a intenção de “seduzir” o leitor a aderir à campanha. Estão corretos os comentários em: a) I e II, apenas. b) I e III, apenas. c) II e III, apenas. d) I, II e III.
  • 7. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 7 QUESTÃO 12. Observe os comentários feitos sobre esta tirinha do Calvin e classifique-os como (V) verdadeiros ou (F) falsos. (WATTERSON, B. As aventuras de Calvin & Haroldo. SP: Conrad. s/p.) ( ) As expressões “lá fora” e “da minha cama quentinha”, no primeiro quadrinho, indicam lugar. ( ) As falas do Calvin mostram que ele pretende chantagear sua mãe emocionalmente. ( ) A locução verbal “vamos levantar” está no modo imperativo e, por isso, indica uma ordem. ( ) Considerando o gênero tirinha, há um erro gramatical no último quadrinho, pois “te” é um pronome de segunda pessoa e “você” é um pronome de terceira pessoa. A sequência correta de classificação, de cima para baixo, é: a) ( V ), ( V ), ( V ), ( F ) b) ( V ), ( F ), ( F ), ( F ) c) ( V ), ( F ), ( F ), ( V ) d) ( F ), ( V ), ( V ), ( V ) QUESTÃO 13. Esta charge tem como tema a questão ambiental. (http://migre.me/652TF. Acesso: 25/10/2011.) Sobre a charge, foram feitas algumas considerações: I. A palavra “chefe” é um vocativo e, por isso, o uso da vírgula está adequado. II. “Sustentável” tem a função de caracterizar um substantivo e, por isso, é um adjetivo. III. A expressão “uma retirada sustentável” está ligada ao verbo “fazer”, completando-lhe o sentido. Estão corretas as considerações em: a) I e II, apenas. b) I e III, apenas. c) II e III, apenas. d) I, II e III.
  • 8. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 8 QUESTÃO 14. Observe os recursos linguísticos utilizados neste trecho de um livro sobre leitura: A maioria dos meus livros tinha ilustrações que repetiam ou explicavam a história. Algumas, eu sentia, eram melhores do que as outras: eu preferia as reproduções de aquarelas, da minha edição alemã dos Contos de Fada de Grimm, às ilustrações a nanquim da minha edição inglesa. (MANGUEL. A. Lendo imagens: uma história de amor e ódio. SP: Companhia das Letras, 2001. p.19.) Qual alternativa está corretamente relacionada ao trecho? a) A expressão de aquarelas possui sentido ativo, porque elas são as “responsáveis” pelas reproduções. b) A partícula que é um pronome relativo que retoma o tempo “ilustrações” e desempenha a função de sujeito. c) O termo eu sentia está entre vírgulas por ser um aposto, elemento explicativo que aparece na frase. d) O verbo tinha está grafado incorretamente, pois deveria concordar com o sujeito “livros”. QUESTÃO 15. Observe as estratégias linguísticas utilizadas na tirinha: (www.elcabron.net/wp-content/uploads/2008/06/garfield16.png. Acesso: 25/12/2011.) O humor da tira se dá por conta de uma a) ambiguidade. b) condição. c) ironia. d) metáfora. QUESTÃO 16. Estes são versos da música Sem açúcar, de Chico Buarque. “Todo dia ele faz diferente Não sei se ele volta da rua Não sei se me traz um presente Não sei se ele fica na sua Talvez ele chegue sentido Quem sabe me cobre de beijos Ou nem me desmancha o vestido Ou nem me adivinha os desejos.” De acordo com o contexto, nota-se que ele é um personagem movido a) pela dúvida. b) pela rotina. c) pelo amor. d) pelo desejo.
  • 9. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 9 Instrução: As questões de 17 a 20 se referem ao texto abaixo: Ave-palavra Palavra não é coisa para se deixar no fundo da gaveta mofando. Palavra quando nasce, é pra cuidar, botar roupa nova, dar vitamina e sair pra passear com ela, até ficar bobalegre. Toda palavra é uma criança: brota batata no céu da boca e se esparrama pelo chão das más línguas. Aí vira palavrão. Como o primeiro verso que aprendemos na infância, a palavra dorme com a mão no coração. Chora de noite nas repartições da consciência. Na falta desta, berra no sonho. E derrama lágrimas de conta-gotas na garrafa dos últimos pesadelos. Nesse caso, a palavra pode virar rio, oceano, tempestade, maremoto. E inundar os mais bem guardados abismos. (BARRETO, A. Transversais do Mundo: Leituras de um tempo. BH: Ed. Lê, 1999. p. 34. Adaptado.) QUESTÃO 17. Dentre os recursos usados nesse texto está a metáfora. Qual desses trechos do texto NÃO é metafórico? a) “...a palavra dorme com a mão no coração.” b) “Na falta desta, berra no sonho...” c) “...o primeiro verso que aprendemos.” d) “Toda palavra é uma criança...” QUESTÃO 18. Qual trecho do texto faz alusão a versos infantis? a) “...brota batata no céu da boca e se esparrama pelo chão das más línguas.” b) “E derrama lágrimas de conta-gotas na garrafa dos últimos pesadelos.” c) “... não é coisa para se deixar no fundo da gaveta mofando.” d) “Palavra quando nasce, é pra cuidar, botar roupa nova, dar vitamina...” QUESTÃO 19. Em qual dos trechos apresentados nas alternativas a seguir a expressão destacada teve seu sentido corretamente identificado? a) “...brota batata no céu da boca e se esparrama ...” (posse) b) “Chora de noite nas repartições da consciência.” (modo) c) “Como o primeiro verso que aprendemos...” (comparação) d) “...dar vitamina e sair pra passear com ela.” (companhia) QUESTÃO 20.Sobre o texto foram feitas algumas considerações. I. A palavra “aí” equivale a “então”. II. A palavra “desta” se refere à consciência. III. A palavra “toda” serve para generalizar a informação. IV. A palavra “bem” é um advérbio que, no texto, indica modo. Estão corretas as considerações em: a) I, II e III, apenas. b) I, III e IV, apenas. c) II, III e IV, apenas. d) I, II, III e IV.
  • 10. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 10 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÃO 21. A partir da leitura do livro “Introdução à Psicologia da educação”, organizado por Carrara, NÃO podemos compreender que a) a psicanálise lacaniana e o behaviorismo são abordagens de importante contribuição no contexto da educação. b) a escolha de determinada abordagem entre educadores e órgãos oficiais é influenciada pelo momento histórico. c) são apresentadas seis abordagens psicológicas e suas contribuições para a educação. d) o behaviorismo é considerado a melhor abordagem no contexto da educação, sendo privilegiada pelo autor e sugerida sua aplicação aos educadores. QUESTÃO 22. Segundo a concepção pedagógica tradicional, no que diz respeito à motivação na aprendizagem escolar, NÃO é CORRETO afirmar que a) a motivação pode ser classificada como intrínseca e extrínseca com referência ao objeto da aprendizagem. b) a motivação extrínseca é necessariamente artificial, pois ocorre quando é apresentado um prêmio ao sujeito que não a aquisição do conteúdo estudado. c) a motivação intrínseca deriva da satisfação inerente à própria atividade de aprender. d) quanto aos efeitos produzidos, a motivação pode ser positiva ou negativa. QUESTÃO 23. Sobre O Behaviorismo, é CORRETO afirmar que a) foi inaugurado pelo americano John B. Watson, em artigo publicado em 1963 que apresentava o título “Psicologia: como os behavioristas a veem”. b) os psicólogos desta abordagem chegaram aos termos “resposta” e “estímulo” para se referirem àquilo que o organismo faz e às variáveis ambientais que interagem com o sujeito. c) o homem começa a ser estudado a partir de sua interação com o ambiente, sendo tomado como produto, e não como produtor dessas interações. d) Watson, postulando o pensamento humano como objeto da Psicologia, dava a esta ciência a consistência que os psicólogos da época vinham buscando, tornando-o um objeto observável e mensurável. QUESTÃO 24. Analise as afirmativas a seguir: I. Chamamos de reforço a toda consequência que, seguindo uma resposta, altera a probabilidade futura de ocorrência dessa resposta. II. O reforço positivo é todo evento que aumenta a probabilidade futura da resposta que o produz. III. O reforço negativo é todo evento que aumenta a probabilidade futura da resposta que o remove ou atenua. Sobre essas afirmativas, conclui-se que a) apenas I está correta. b) apenas II e III estão corretas. c) I, II e III estão incorretas. d) I, II e III estão corretas.
  • 11. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 11 QUESTÃO 25. Leia o seguinte texto para responder à questão: O eu e os outros “(...) As pessoas aprendem a controlar os outros com muita facilidade. Um bebê, por exemplo, desenvolve certos métodos de controlar os pais quando se comporta de maneira que levam a certos tipos de ação. As crianças adquirem técnicas de controlar seus companheiros e se tornam hábeis nisso muito antes de conseguirem controlar-se a si mesmas. A primeira educação que recebem no sentido de modificar seus próprios sentimentos ou estados introspectivamente observados pelo exercício da força de vontade ou pela alteração dos estados emotivos e motivacionais não é muito eficaz. O autocontrole que começa a ser ensinado sob a forma de provérbios, máximas e procedimentos empíricos é uma questão de mudar o ambiente. (...)” Sobre o texto acima, podemos afirmar que a) apresenta a concepção do desenvolvimento infantil discutida por Freud. b) diz respeito às divagações iniciais para formulação da Psicanálise Lacaniana e a teoria do grande outro. c) apresenta uma concepção da Análise experimental do comportamento de B.F.Skinner. d) o texto foi escrito por Piaget delineando os caminhos percorridos até o estabelecimento da educação formal. QUESTÃO 26. No livro “Psicologias: uma introdução ao estudo da Psicologia”, a autora, Ana Mercês Bahia Bock NÃO apresenta a seguinte análise: a) Não há diferença entre a Psicologia do senso comum e a Psicologia científica. Isto porque o senso comum é fundamental para o conhecimento da realidade, sendo uma teoria que se apresenta em uma visão de mundo específica. b) Usamos o termo psicologia, no nosso cotidiano, com vários sentidos. Por exemplo, quando falamos do poder de persuasão do vendedor, dizemos que ele usa de psicologia” para vender seu produto. c) As pessoas, normalmente, têm um domínio, mesmo que pequeno e superficial, do conhecimento acumulado pela Psicologia científica, o que lhes permite explicar ou compreender seus problemas cotidianos de um ponto de vista psicológico. d) O termo Psicologia é utilizado de maneira corriqueira no cotidiano das pessoas, tanto que poderíamos alterar um dito popular para: “De psicólogo e louco todo mundo tem um pouco.” QUESTÃO 27. Sobre o desenvolvimento humano, marque (V) para afirmativas verdadeiras e (F) para as falsas: ( ) Vários fatores indissociados e em permanente interação afetam todos os aspectos do desenvolvimento. ( ) A hereditariedade, o crescimento orgânico, a maturação neurofisiológica e o meio são fatores que influenciam o desenvolvimento humano. ( ) Se a estimulação verbal for muito intensa, uma criança de 3 anos pode ter um repertório verbal muito maior do que a média das crianças de sua idade. ( ) A alfabetização das crianças independe da maturação neurofisiológica. Assinale, nas alternativas a seguir, a sequência CORRETA de marcação, de cima para baixo : a) (V) (V) (V) (F) b) (V) (F) (V) (V) c) (F) (F) (F) (V) d) (F) (V) (F) (V)
  • 12. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 12 QUESTÃO 28. De acordo com a teoria do desenvolvimento humano, de Jean Piaget, correlacione as colunas A e B: Coluna A Períodos do desenvolvimento humano: 1. Sensório-motor. 2. Operações formais. 3. Operações concretas. 4. Pré-operatório. Coluna B Características de cada Período: ( ) A criança conquista, através da percepção e dos movimentos, todo o universo que a cerca. ( ) Aparecimento da linguagem, que irá acarretar modificações nos aspectos intelectual, afetivo e social da criança. ( ) Início da construção lógica, isto é, a capacidade da criança de estabelecer relações que permitam a coordenação de pontos de vista diferentes. ( ) Realização das operações no plano das idéias, sem necessitar de manipulação ou referências concretas. Capacidade em lidar com os conceitos como liberdade, justiça etc. A sequência numérica correta na coluna B, de cima para baixo, é: a) 1, 4, 3, 2. b) 1, 2, 3, 4. c) 4, 2, 1, 3. d) 3, 4, 2, 1. QUESTÃO 29. Sobre os pressupostos teóricos de Vigotski em relação ao desenvolvimento infantil, pode-se afirmar que a) o desenvolvimento infantil é visto a partir de seis aspectos denominados de: instrumental, simbólico, individual, cultural, representativo e histórico. b) Vigotski apresenta um enfoque determinista sobre o desenvolvimento humano. c) as origens das formas superiores de comportamento consciente — pensamento, memória, atenção voluntária etc. —, formas essas que diferenciam o homem dos outros animais, devem ser achadas nas relações sociais que o homem mantém. d) o enfoque interacionista propõe que o ser humano desenvolve-se de maneira passiva na relação social, aprendendo a se comportar de acordo com o contexto social em que está inserido. QUESTÃO 30. Acerca das teorias da aprendizagem, pode-se afirmar que a) nas teorias do condicionamento a aprendizagem é definida como um processo de relação do sujeito com o mundo externo e que tem consequências no plano da organização interna do conhecimento. b) as teorias cognitivistas definem a aprendizagem por suas consequências comportamentais e enfatizam as condições ambientais como forças propulsoras da aprendizagem. c) encontramos um número bastante grande de teorias da aprendizagem. Essas teorias poderiam ser genericamente reunidas em duas categorias: as teorias do condicionamento e as teorias cognitivistas. d) a concepção de Ausubel, a qual se enquadra nas teorias do condicionamento, descreve a aprendizagem como um elemento que provém de uma comunicação com o mundo e se acumula sob a forma de uma riqueza de conteúdos cognitivos.
  • 13. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 13 QUESTÃO 31. Sobre o papel do professor e sua respectiva abordagem psicológica, assinale a alternativa que apresenta afirmativa INCORRETA: a) Função Secundária: oferecendo o conteúdo e a cultura. (Inatismo/Gestalt) b) Importância extrema, já que a experiência é anterior ao conhecimento. (Behaviorismo/Skinner) c) Problematizador: coloca questões que desestabilizam as hipóteses formuladas pelos alunos, que podem então formular outra hipótese. (Construtivismo/Piaget) d) Importância crucial: o mestre é o responsável pela aquisição do conhecimento. (Determinismo/Vigotsky) QUESTÃO 32. Analise as seguintes afirmativas acerca da aprendizagem na perspectiva cognitivista e assinale (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas: ( ) O processo de organização das informações e de integração do material à estrutura cognitiva é o que os cognitivistas denominam aprendizagem. ( ) A abordagem cognitivista diferencia a aprendizagem mecânica da aprendizagem significativa. ( ) Aprendizagem mecânica processa-se quando um novo conteúdo (idéias ou informações) relaciona- se com conceitos relevantes, claros e disponíveis na estrutura cognitiva, sendo assim assimilado por ela. Estes conceitos disponíveis são os pontos de ancoragem para a aprendizagem. ( ) Aprendizagem significativa refere-se à aprendizagem de novas informações com pouca ou nenhuma associação com conceitos já existentes na estrutura cognitiva. Marque a alternativa com a sequência CORRETA assinalada de cima para baixo: a) (V) (F) (V) (F) b) (F) (V) (V) (V) c) (F) (F) (V) (V) d) (V) (V) (F) (F) QUESTÃO 33. Considerando a motivação e o processo ensino-aprendizagem, NÃO está CORRETO afirmar que a) no ensino, há um duplo desafio para os professores: criar a necessidade e apresentar um objeto adequado para sua satisfação. b) Bruner defende que o aluno não deve ser desafiado, ou seja, seu interesse em aprender deve surgir internamente e, desta forma, não há nada que o professor possa fazer para criar interesse no aluno. c) a motivação está presente como processo em todas as esferas de nossa vida — no trabalho, no lazer, na escola. d) uma possibilidade é que o trabalho educacional parta sempre das necessidades que o aluno já traz, introduzindo ou associando a elas outros conteúdos ou motivos; outra possibilidade, não excludente, é criar outros interesses no aluno. QUESTÃO 34. A respeito da teoria do condicionamento operante de B.F. Skinner, é INCORRETO afirmar que a) Skinner rejeita qualquer outra formulação teórica, insistindo que a psicologia é uma ciência de comportamento expresso. b) define a aprendizagem como uma mudança de probabilidade de resposta. c) o condicionamento operante é o processo de aprendizagem através do qual uma resposta se torna mais provável ou mais frequente. d) em uma situação, o comportamento de um organismo é a variável independente, e as condições externas consistem nas variáveis dependentes.
  • 14. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 14 QUESTÃO 35. Segundo BOCK (2002), a escola e as instituições educacionais estão entre os locais possíveis para a atuação do psicólogo. Neste contexto, analise as afirmativas nos itens a seguir: I. O processo pedagógico vai se colocar como realidade principal. Todo o trabalho do psicólogo estará em função deste processo e para ele direcionado. II. Faz-se necessária a escolha de técnicas que se adaptem aos limites que a intervenção psicológica terá, dada a realidade educacional. III. O profissional da Psicologia estará sendo psicólogo porque estará utilizando o conhecimento da ciência psicológica para compreender e intervir, só que, neste caso, com o objetivo de promover saúde num espaço que é educacional. Sobre essas afirmativas, pode-se concluir que a) I, II e III estão incorretas. b) apenas II está correta. c) I, II e III estão corretas. d) apenas I e II estão corretas. QUESTÃO 36. Considerando que o desenvolvimento mental é concebido como um processo sócio-histórico, assinale a alternativa com afirmação INCORRETA: a) Os processos psicológicos humanos são relacionados aos aspectos culturais, históricos e instrumentais. b) A investigação em desenvolvimento humano baseia-se na compreensão de que a realidade pode ser descrita a partir de leis universais. c) Tanto o ambiente e as relações sociais, quanto o funcionamento orgânico e o aparato biológico dos indivíduos induzem o desenvolvimento de funções mentais superiores. d) Quando o homem introduz uma modificação no ambiente por meio de seu próprio comportamento, essa modificação vai influenciar seu comportamento futuro. QUESTÃO 37. Em cada sociedade, a entrada na puberdade ou na adolescência costuma estar culturalmente assinalada. De modo distinto, cada cultura estabelece a) os ritos de iniciação. b) os métodos educativos formais. c) os mecanismos de defesa. d) a inclusão no mercado de trabalho. QUESTÃO 38. Considerando as teorias do Desenvolvimento da Personalidade, é CORRETO afirmar que a) a abordagem psicanalítica enfatiza uma sequência de estágios psicossociais de base cognitiva. b) a maioria dos teóricos com uma iniciação cognitivo-desenvolvimental tem se dedicado mais ao desenvolvimento intelectual do que às interações sociais. c) os estágios psicossociais não sofrem influência da maturação, mas das expectativas sociais. d) as abordagens biológicas e da aprendizagem não podem ser combinadas, pois são antagônicas na compreensão do processo de desenvolvimento.
  • 15. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 15 QUESTÃO 39. Analise o texto de Piaget e preencha os espaços em branco: “A ____________ é a solução de um problema novo para o indivíduo, é a ___________ dos meios para atingir um certo fim, que não é acessível de maneira _______________; enquanto o _____________ é a inteligência interiorizada e se apoiando não mais sobre a ação direta, mas sobre um _____________, sobre a evocação simbólica pela linguagem, pelas imagens mentais etc.” Marque, abaixo, a alternativa com a seqüência que completa as lacunas corretamente: a) aprendizagem – maneira – simbólica – condicionamento - objeto concreto b) coordenação – inteligência – alguma – sentimento - simbolismo c) inteligência – coordenação – imediata – pensamento - simbolismo d) aprendizagem – coordenação – ideal – simbolismo - pensamento QUESTÃO 40. Para a Prefeitura Municipal de Araxá, NÃO é atribuição do Psicólogo Escolar a) desenvolver Oficinas de grupos de alunos e suas famílias. b) identificar, definir e formular ações de abordagem para melhor coleta de dados e diagnóstico de casos. c) estabelecer parcerias e encaminhamentos com a rede sócio-assistencial. d) restringir e desestimular vínculos individuais, familiares e comunitários, facilitando os processos de aprendizagem.
  • 16. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 16
  • 17. PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL Nº 001/2009 CÓDIGO 74 – PSICÓLOGO ESCOLAR 17 Utilize a Folha de Respostas abaixo como rascunho. RESPOSTAS 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33. 34. 35. 36. 37. 38. 39. 40. Utilize o espaço abaixo como Rascunho.