SlideShare uma empresa Scribd logo
Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Secretaria Municipal de Educação
Ensino por meio de Gêneros Textuais O trabalho com gêneros é uma forma de dar conta do ensino proposto pelos PCNs e pelas proposições curriculares da RME-BH
Como você define Gêneros Textuais? ,[object Object],[object Object],[object Object]
... tipos relativamente estáveis de enunciados, caracterizados por um  conteúdo temático , um  estilo (estruturação linguística) e uma  construção composicional   (organização textual e relação entre locutor e interlocutor).  Gêneros Textuais
Em um ato de comunicação verbal, reconhecemos, identificamos e usamos o gênero mais adequado a cada situação.  Gêneros Textuais
[object Object],[object Object]
Conhecimento anterior do aluno Contexto   de aprendizagem Interesses do aluno Interdisciplinaridade Gêneros orais e escritos do cotidiano do aluno
Proposições Curriculares RME-BH  Ensino Fundamental- Língua Inglesa Capacidades Básicas ,[object Object],[object Object],[object Object]
Capacidades Básicas ,[object Object],[object Object]
Eixos articuladores:  Quais são os dois eixos das proposições curriculares da RME-BH?
EIXO Articulador 1:   compreensão e produção de gêneros orais   EIXO Articulador 2:   compreensão e produção de  gêneros escritos   Ações de Ensino e Aprendizagem em LE: Desenvolvimento das  três  capacidades de linguagem. Elementos-chave : textos de  gêneros textuais  diferentes
Capacidades de Linguagem ,[object Object],[object Object],[object Object]
Capacidade de ação : representações sobre a situação e mobilização de conteúdos Capacidade discursiva : atividades relacionadas com a organização geral do texto (tipos de discurso e de sequência) Capacidade linguístico-discursiva : atividades relacionadas com os aspectos linguísticos (vozes, modalizações, coesão, conexão)
Capacidade de ação:  Que perguntas podemos  fazer durante a fase do desenvolvimento da  capacidade de ação dos alunos em relação aos   textos que lêem e ouvem?
Capacidade Discursiva:  Que perguntas podemos  fazer durante a fase do desenvolvimento da  capacidade discursiva dos alunos em relação aos   textos que lêem e ouvem?
Capacidade Linguístico-Discursiva:  Que perguntas podemos fazer durante a fase do  desenvolvimento da capacidade linguístico-discursiva dos alunos em relação aos   textos que lêem e ouvem?
1 .  capacidades de ação  - condições de produção do texto  =  contextualizando Ações de ensino:   desenvolvimento das  TRÊS  capacidades da linguagem
1 .  capacidades de ação  - condições de produção do texto  =  contextualizando 2 .  capacidades discursivas  - organização interna do texto,  incluindo o layout da página e os elementos não-verbais =   caracterizando Ações de ensino:   desenvolvimento das  TRÊS  capacidades da linguagem
1 .  capacidades de ação  - condições de produção do texto  =  contextualizando 2 .  capacidades discursivas  - organização interna do texto,  incluindo o layout da página e os elementos não-verbais =   caracterizando 3 .  capacidades linguístico-discursivas  - elementos léxicos e sistêmicos que formam a teia (tessitura) do texto ou que  contribuem para a organização do texto de cada gênero  específico  =  compreendendo Ações de ensino:   desenvolvimento das  TRÊS  capacidades da linguagem
Gênero textual:  Capacidade de Ação Quem escreve?  Para quem? Com qual propósito? Como? Onde? Capacidade Discursiva Qual o formato? Como o texto é organizado? Capacidade Linguístico- Discursiva Quais as estruturas gramaticais típicas recorrentes? Qual o vocabulário específico recorrente?
Qual o  procedimento  sugerido para a integração dos dois eixos em atividades significativas de  aprendizagem?
“ Learning Cycle”  Temas de conteúdo organizados em torno de um assunto.   (Dias, 2007)
Desenvolvimento das três capacidades Capacidade de ação Capacidade discursiva Capacidade lingüístico-discursiva Reflexão: aspectos discursivos e  lingüístico- discursivos do discurso escrito Eixos articuladores organizados em torno de um tema First Stage: Reading Comprehension Gênero do cotidiano do aluno Third Stage Listening Comprehension Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Second Stage: Writing Mesmo Gênero que foi lido no  1º estágio   Desenvolvimento das três capacidades Reflexão: aspectos discursivos e lingüístico-discursivos do discurso escrito Sistematização de aspectos lingüístico-discursivos Escrita como processo de colaboração Colaboração entre  pares Scaffolding  do professor Revisões, re-escritas Versão final e “publicação” Desenvolvimento das três capacidades Reflexão: aspectos discursivos e lingüístico- discursivos do discurso oral Desenvolvimento   das três capacidades Uso de “ role  plays ” Fourth Stage: Speaking Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Fundamentação : DIAS, 2007
“ Brainstorming” para gerar idéias Planejamento Primeiro / Segundo  Terceiro rascunhos   Revisões pelo professor & colegas Reescritas   Versão  Final Edição Melhorando a qualidade do texto  por meio da colaboração “ Publicação ” (Dias, 2004) Feedback Scaffolding Feedback Scaffolding Feedback Scaffolding Feedback Scaffolding
Exemplos de Análises de Gêneros Textuais
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Gênero Textual: Manual de Instruções ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
Capacidade de Ação  (contexto): produção de um cartão de afiliação a um Clube  para a identificação das crianças/pré-adolescentes. Capacidade discursiva : Dados pessoais (nome, data de nascimento, tipo de afilia ção, assinatura). Organização gráfica do cartão na forma de um quadrado  de cartolina e ilustrado com foto de identificação. Usualmente ilustrado com   gravuras/fotos que identifiquem o tipo de afiliação. Capacidade linguístico-discursiva : função comunicativa do cartão como um item de identificação e escrita dos dados pessoais e do nome do clube. Desenvolvimento das inteligências linguística, espacial, sinestésica, intra-pessoal e inter-pessoal.
Thank you!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sm03ss16 09
Sm03ss16 09Sm03ss16 09
Sm03ss16 09
Shirlei Wagner
 
Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1
Bete Feliciano
 
Gênero textual
Gênero textualGênero textual
Gênero textual
thiagokrek
 
Formação professoringlês-rme-bh
Formação professoringlês-rme-bhFormação professoringlês-rme-bh
Formação professoringlês-rme-bh
FALE - UFMG
 
Língua portuguesa ok
Língua portuguesa okLíngua portuguesa ok
Língua portuguesa ok
orientacoesdidaticas
 
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7º-ao-9º-ano-ensino-fundamental-2012
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7º-ao-9º-ano-ensino-fundamental-201278900662 planejamento-lingua-portuguesa-7º-ao-9º-ano-ensino-fundamental-2012
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7º-ao-9º-ano-ensino-fundamental-2012
Franquilim Cerqueira
 
Plano de aula maria dimpina (2)
Plano de aula maria dimpina (2)Plano de aula maria dimpina (2)
Plano de aula maria dimpina (2)
Rita Betinha Batista
 
Generosparte2 130818130725-phpapp02
Generosparte2 130818130725-phpapp02Generosparte2 130818130725-phpapp02
Generosparte2 130818130725-phpapp02
Jhosyrene Oliveira
 
Planejamento 8º ano 2014
Planejamento 8º ano 2014Planejamento 8º ano 2014
Planejamento 8º ano 2014
Emerson Miranda Paraiso
 
Ptd2015 9º ano-inglês
Ptd2015 9º ano-inglêsPtd2015 9º ano-inglês
Ptd2015 9º ano-inglês
Governo do Estado do Paraná
 
Planificação 7º versão final
Planificação 7º versão finalPlanificação 7º versão final
Planificação 7º versão final
Isabel Silva
 
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Bete Feliciano
 
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - MarcuschiGêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gabriela Pileggi
 
Plano de curso l portuguesa- 8ano
Plano de curso l portuguesa- 8anoPlano de curso l portuguesa- 8ano
Plano de curso l portuguesa- 8ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Sequência didática - Lourdes Vinhal
Sequência didática - Lourdes VinhalSequência didática - Lourdes Vinhal
Sequência didática - Lourdes Vinhal
lourdesvinhal
 
Slides unidade 5
Slides unidade 5Slides unidade 5
Slides unidade 5
Nerilda Dutra
 
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes propostaO agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
Maria Cristina
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Ewerton Gindri
 

Mais procurados (18)

Sm03ss16 09
Sm03ss16 09Sm03ss16 09
Sm03ss16 09
 
Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1
 
Gênero textual
Gênero textualGênero textual
Gênero textual
 
Formação professoringlês-rme-bh
Formação professoringlês-rme-bhFormação professoringlês-rme-bh
Formação professoringlês-rme-bh
 
Língua portuguesa ok
Língua portuguesa okLíngua portuguesa ok
Língua portuguesa ok
 
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7º-ao-9º-ano-ensino-fundamental-2012
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7º-ao-9º-ano-ensino-fundamental-201278900662 planejamento-lingua-portuguesa-7º-ao-9º-ano-ensino-fundamental-2012
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7º-ao-9º-ano-ensino-fundamental-2012
 
Plano de aula maria dimpina (2)
Plano de aula maria dimpina (2)Plano de aula maria dimpina (2)
Plano de aula maria dimpina (2)
 
Generosparte2 130818130725-phpapp02
Generosparte2 130818130725-phpapp02Generosparte2 130818130725-phpapp02
Generosparte2 130818130725-phpapp02
 
Planejamento 8º ano 2014
Planejamento 8º ano 2014Planejamento 8º ano 2014
Planejamento 8º ano 2014
 
Ptd2015 9º ano-inglês
Ptd2015 9º ano-inglêsPtd2015 9º ano-inglês
Ptd2015 9º ano-inglês
 
Planificação 7º versão final
Planificação 7º versão finalPlanificação 7º versão final
Planificação 7º versão final
 
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
 
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - MarcuschiGêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
 
Plano de curso l portuguesa- 8ano
Plano de curso l portuguesa- 8anoPlano de curso l portuguesa- 8ano
Plano de curso l portuguesa- 8ano
 
Sequência didática - Lourdes Vinhal
Sequência didática - Lourdes VinhalSequência didática - Lourdes Vinhal
Sequência didática - Lourdes Vinhal
 
Slides unidade 5
Slides unidade 5Slides unidade 5
Slides unidade 5
 
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes propostaO agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
O agrupamento de gêneros argumentativos em diferentes proposta
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 

Semelhante a Proposições Curriculares RME-BH 2011

April oeste (3)
April oeste (3)April oeste (3)
April oeste (3)
Climene Arruda
 
Formação professoringlês-out-oeste
Formação professoringlês-out-oesteFormação professoringlês-out-oeste
Formação professoringlês-out-oeste
FALE - UFMG
 
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7-ao-9-ano-ensino-fundamental-2012-14...
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7-ao-9-ano-ensino-fundamental-2012-14...78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7-ao-9-ano-ensino-fundamental-2012-14...
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7-ao-9-ano-ensino-fundamental-2012-14...
Simone Franco Martins
 
Slides unidade 2 ano 2
Slides unidade 2   ano 2Slides unidade 2   ano 2
Slides unidade 2 ano 2
Lais Renata
 
OTMs língua portuguesa
OTMs língua portuguesaOTMs língua portuguesa
OTMs língua portuguesa
Carlindamaria
 
Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03
elannialins
 
Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03
elannialins
 
Slides jornada 1
Slides jornada 1Slides jornada 1
Slides jornada 1
cfvila
 
Cbc 23set-2010
Cbc 23set-2010Cbc 23set-2010
Cbc 23set-2010
FALE - UFMG
 
347741.pptx
347741.pptx347741.pptx
347741.pptx
Cludia366017
 
Formação 2 ciclo alfabetização
Formação 2 ciclo alfabetização Formação 2 ciclo alfabetização
Formação 2 ciclo alfabetização
weleslima
 
Formação 2 ciclo alfabetização
Formação 2 ciclo alfabetização Formação 2 ciclo alfabetização
Formação 2 ciclo alfabetização
weleslima
 
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - PlanejamentoUnidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
Bete Feliciano
 
Unidade 5 parte 1
Unidade 5    parte 1Unidade 5    parte 1
Unidade 5 parte 1
Lais Renata
 
PLANEJAMENTO 7º ANO (2023).pdf
PLANEJAMENTO 7º ANO (2023).pdfPLANEJAMENTO 7º ANO (2023).pdf
PLANEJAMENTO 7º ANO (2023).pdf
ssuser3646a1
 
{5 d6fbc50 0ea2-46b4-89bc-eca89b2a2ef1}-planejamento anual – ensino fundament...
{5 d6fbc50 0ea2-46b4-89bc-eca89b2a2ef1}-planejamento anual – ensino fundament...{5 d6fbc50 0ea2-46b4-89bc-eca89b2a2ef1}-planejamento anual – ensino fundament...
{5 d6fbc50 0ea2-46b4-89bc-eca89b2a2ef1}-planejamento anual – ensino fundament...
Romilda Dores Brito
 
Sequencia Didática- um exemplo prático
Sequencia Didática- um exemplo práticoSequencia Didática- um exemplo prático
Sequencia Didática- um exemplo prático
guest3d615bd
 
Apresentacao Producao Escrita Im Pressao
Apresentacao Producao Escrita Im PressaoApresentacao Producao Escrita Im Pressao
Apresentacao Producao Escrita Im Pressao
telasnorte1
 
ApresentaçãO Gestar Ii
ApresentaçãO Gestar IiApresentaçãO Gestar Ii
ApresentaçãO Gestar Ii
Marluce Alves Gama Andrade
 
ApresentaçãO Gestar Ii
ApresentaçãO Gestar IiApresentaçãO Gestar Ii
ApresentaçãO Gestar Ii
Marluce Alves Gama Andrade
 

Semelhante a Proposições Curriculares RME-BH 2011 (20)

April oeste (3)
April oeste (3)April oeste (3)
April oeste (3)
 
Formação professoringlês-out-oeste
Formação professoringlês-out-oesteFormação professoringlês-out-oeste
Formação professoringlês-out-oeste
 
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7-ao-9-ano-ensino-fundamental-2012-14...
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7-ao-9-ano-ensino-fundamental-2012-14...78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7-ao-9-ano-ensino-fundamental-2012-14...
78900662 planejamento-lingua-portuguesa-7-ao-9-ano-ensino-fundamental-2012-14...
 
Slides unidade 2 ano 2
Slides unidade 2   ano 2Slides unidade 2   ano 2
Slides unidade 2 ano 2
 
OTMs língua portuguesa
OTMs língua portuguesaOTMs língua portuguesa
OTMs língua portuguesa
 
Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03
 
Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03
 
Slides jornada 1
Slides jornada 1Slides jornada 1
Slides jornada 1
 
Cbc 23set-2010
Cbc 23set-2010Cbc 23set-2010
Cbc 23set-2010
 
347741.pptx
347741.pptx347741.pptx
347741.pptx
 
Formação 2 ciclo alfabetização
Formação 2 ciclo alfabetização Formação 2 ciclo alfabetização
Formação 2 ciclo alfabetização
 
Formação 2 ciclo alfabetização
Formação 2 ciclo alfabetização Formação 2 ciclo alfabetização
Formação 2 ciclo alfabetização
 
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - PlanejamentoUnidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
 
Unidade 5 parte 1
Unidade 5    parte 1Unidade 5    parte 1
Unidade 5 parte 1
 
PLANEJAMENTO 7º ANO (2023).pdf
PLANEJAMENTO 7º ANO (2023).pdfPLANEJAMENTO 7º ANO (2023).pdf
PLANEJAMENTO 7º ANO (2023).pdf
 
{5 d6fbc50 0ea2-46b4-89bc-eca89b2a2ef1}-planejamento anual – ensino fundament...
{5 d6fbc50 0ea2-46b4-89bc-eca89b2a2ef1}-planejamento anual – ensino fundament...{5 d6fbc50 0ea2-46b4-89bc-eca89b2a2ef1}-planejamento anual – ensino fundament...
{5 d6fbc50 0ea2-46b4-89bc-eca89b2a2ef1}-planejamento anual – ensino fundament...
 
Sequencia Didática- um exemplo prático
Sequencia Didática- um exemplo práticoSequencia Didática- um exemplo prático
Sequencia Didática- um exemplo prático
 
Apresentacao Producao Escrita Im Pressao
Apresentacao Producao Escrita Im PressaoApresentacao Producao Escrita Im Pressao
Apresentacao Producao Escrita Im Pressao
 
ApresentaçãO Gestar Ii
ApresentaçãO Gestar IiApresentaçãO Gestar Ii
ApresentaçãO Gestar Ii
 
ApresentaçãO Gestar Ii
ApresentaçãO Gestar IiApresentaçãO Gestar Ii
ApresentaçãO Gestar Ii
 

Último

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 

Último (20)

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 

Proposições Curriculares RME-BH 2011

  • 1. Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Secretaria Municipal de Educação
  • 2. Ensino por meio de Gêneros Textuais O trabalho com gêneros é uma forma de dar conta do ensino proposto pelos PCNs e pelas proposições curriculares da RME-BH
  • 3.
  • 4. ... tipos relativamente estáveis de enunciados, caracterizados por um conteúdo temático , um estilo (estruturação linguística) e uma construção composicional (organização textual e relação entre locutor e interlocutor). Gêneros Textuais
  • 5. Em um ato de comunicação verbal, reconhecemos, identificamos e usamos o gênero mais adequado a cada situação. Gêneros Textuais
  • 6.
  • 7. Conhecimento anterior do aluno Contexto de aprendizagem Interesses do aluno Interdisciplinaridade Gêneros orais e escritos do cotidiano do aluno
  • 8.
  • 9.
  • 10. Eixos articuladores: Quais são os dois eixos das proposições curriculares da RME-BH?
  • 11. EIXO Articulador 1: compreensão e produção de gêneros orais EIXO Articulador 2: compreensão e produção de gêneros escritos Ações de Ensino e Aprendizagem em LE: Desenvolvimento das três capacidades de linguagem. Elementos-chave : textos de gêneros textuais diferentes
  • 12.
  • 13. Capacidade de ação : representações sobre a situação e mobilização de conteúdos Capacidade discursiva : atividades relacionadas com a organização geral do texto (tipos de discurso e de sequência) Capacidade linguístico-discursiva : atividades relacionadas com os aspectos linguísticos (vozes, modalizações, coesão, conexão)
  • 14. Capacidade de ação:  Que perguntas podemos  fazer durante a fase do desenvolvimento da  capacidade de ação dos alunos em relação aos   textos que lêem e ouvem?
  • 15. Capacidade Discursiva:  Que perguntas podemos  fazer durante a fase do desenvolvimento da  capacidade discursiva dos alunos em relação aos   textos que lêem e ouvem?
  • 17. 1 . capacidades de ação - condições de produção do texto = contextualizando Ações de ensino: desenvolvimento das TRÊS capacidades da linguagem
  • 18. 1 . capacidades de ação - condições de produção do texto = contextualizando 2 . capacidades discursivas - organização interna do texto, incluindo o layout da página e os elementos não-verbais =  caracterizando Ações de ensino: desenvolvimento das TRÊS capacidades da linguagem
  • 19. 1 . capacidades de ação - condições de produção do texto = contextualizando 2 . capacidades discursivas - organização interna do texto, incluindo o layout da página e os elementos não-verbais =  caracterizando 3 . capacidades linguístico-discursivas - elementos léxicos e sistêmicos que formam a teia (tessitura) do texto ou que contribuem para a organização do texto de cada gênero específico = compreendendo Ações de ensino: desenvolvimento das TRÊS capacidades da linguagem
  • 20. Gênero textual: Capacidade de Ação Quem escreve? Para quem? Com qual propósito? Como? Onde? Capacidade Discursiva Qual o formato? Como o texto é organizado? Capacidade Linguístico- Discursiva Quais as estruturas gramaticais típicas recorrentes? Qual o vocabulário específico recorrente?
  • 22. “ Learning Cycle” Temas de conteúdo organizados em torno de um assunto. (Dias, 2007)
  • 23. Desenvolvimento das três capacidades Capacidade de ação Capacidade discursiva Capacidade lingüístico-discursiva Reflexão: aspectos discursivos e lingüístico- discursivos do discurso escrito Eixos articuladores organizados em torno de um tema First Stage: Reading Comprehension Gênero do cotidiano do aluno Third Stage Listening Comprehension Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Second Stage: Writing Mesmo Gênero que foi lido no 1º estágio Desenvolvimento das três capacidades Reflexão: aspectos discursivos e lingüístico-discursivos do discurso escrito Sistematização de aspectos lingüístico-discursivos Escrita como processo de colaboração Colaboração entre pares Scaffolding do professor Revisões, re-escritas Versão final e “publicação” Desenvolvimento das três capacidades Reflexão: aspectos discursivos e lingüístico- discursivos do discurso oral Desenvolvimento das três capacidades Uso de “ role plays ” Fourth Stage: Speaking Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Fundamentação : DIAS, 2007
  • 24. “ Brainstorming” para gerar idéias Planejamento Primeiro / Segundo Terceiro rascunhos Revisões pelo professor & colegas Reescritas Versão Final Edição Melhorando a qualidade do texto por meio da colaboração “ Publicação ” (Dias, 2004) Feedback Scaffolding Feedback Scaffolding Feedback Scaffolding Feedback Scaffolding
  • 25. Exemplos de Análises de Gêneros Textuais
  • 26.
  • 27.  
  • 28. Capacidade de Ação (contexto): produção de um cartão de afiliação a um Clube para a identificação das crianças/pré-adolescentes. Capacidade discursiva : Dados pessoais (nome, data de nascimento, tipo de afilia ção, assinatura). Organização gráfica do cartão na forma de um quadrado de cartolina e ilustrado com foto de identificação. Usualmente ilustrado com gravuras/fotos que identifiquem o tipo de afiliação. Capacidade linguístico-discursiva : função comunicativa do cartão como um item de identificação e escrita dos dados pessoais e do nome do clube. Desenvolvimento das inteligências linguística, espacial, sinestésica, intra-pessoal e inter-pessoal.

Notas do Editor

  1. Todos os textos se manifestam sempre num ou noutro gênero textual, então, um maior conhecimento do funcionamento dos gêneros textuais é importante tanto para a produção como para a compreensão