SlideShare uma empresa Scribd logo
PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JARDIM
SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE
Programa Educação Ambiental
PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JARDIM
SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE
PROJETO
Programa Educação Ambiental
(PEA)
Bom Jardim - MA
BOM JARDIM – MA
2014
PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JARDIM
SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE
Legislação
 No Brasil, existe uma lei específica que trata da educação ambiental. A Lei número 9.795 de 27 de
abril de 1999, dispõe sobre a educação ambiental, instituindo a política nacional de educação
ambiental.
 Sugestões de temas para trabalhar em sala
Temas que podem ser abordados na escola em aulas relacionadas ao meio ambiente: ecologia, preservação
da natureza, reciclagem, desenvolvimento sustetável, consumo racional da água, poluição ambiental, efeito
estufa, aquecimento global, ecossistem
Interesses
 Este Programa é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria
com a Secretaria Municipal de Educação que são Executores do Programa.
Objetivo
 A implementação do Programa inicia com o ano letivo e tem como objeti
Educação Ambiental de forma transversal no currículo escolar nas escolas do
município.
O que é o PEA?
De forma explícita o Programa de Educação Ambiental tem como objetivo criar processos
pedagógicos participativos e permanentes para incutir nos grupos de interesses
selecionados(empregados vinculados ao setor público, terceirizados e escolas),
conscientização crítica sobre a problemática ambiental, estendendo à sociedade a
capacidade de captar as questões e a evolução de problemas ambientais e a médio prazo
resolvê-los.
A é estender à sociedade a capacidade de captar as questões dos problemas ambientais
médio prazo resolvê-los.
No Brasil, existe uma lei específica que trata da educação ambiental. A Lei número 9.795 de 27 de
abril de 1999, dispõe sobre a educação ambiental, instituindo a política nacional de educação
Sugestões de temas para trabalhar em sala de aula:
Temas que podem ser abordados na escola em aulas relacionadas ao meio ambiente: ecologia, preservação
da natureza, reciclagem, desenvolvimento sustetável, consumo racional da água, poluição ambiental, efeito
estufa, aquecimento global, ecossistemas, etc.
é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria
com a Secretaria Municipal de Educação que são Executores do Programa.
plementação do Programa inicia com o ano letivo e tem como objeti
Educação Ambiental de forma transversal no currículo escolar nas escolas do
De forma explícita o Programa de Educação Ambiental tem como objetivo criar processos
pedagógicos participativos e permanentes para incutir nos grupos de interesses
selecionados(empregados vinculados ao setor público, terceirizados e escolas),
zação crítica sobre a problemática ambiental, estendendo à sociedade a
capacidade de captar as questões e a evolução de problemas ambientais e a médio prazo
A é estender à sociedade a capacidade de captar as questões dos problemas ambientais
No Brasil, existe uma lei específica que trata da educação ambiental. A Lei número 9.795 de 27 de
abril de 1999, dispõe sobre a educação ambiental, instituindo a política nacional de educação
Temas que podem ser abordados na escola em aulas relacionadas ao meio ambiente: ecologia, preservação
da natureza, reciclagem, desenvolvimento sustetável, consumo racional da água, poluição ambiental, efeito
é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria
com a Secretaria Municipal de Educação que são Executores do Programa.
plementação do Programa inicia com o ano letivo e tem como objetivo inserir a
Educação Ambiental de forma transversal no currículo escolar nas escolas do
De forma explícita o Programa de Educação Ambiental tem como objetivo criar processos
pedagógicos participativos e permanentes para incutir nos grupos de interesses
selecionados(empregados vinculados ao setor público, terceirizados e escolas), a
zação crítica sobre a problemática ambiental, estendendo à sociedade a
capacidade de captar as questões e a evolução de problemas ambientais e a médio prazo
A é estender à sociedade a capacidade de captar as questões dos problemas ambientais e a
Escolas Contempladas
O Programa de Educação Ambiental (PEA) contempla três escolas no município de Bom
Jardim:
 Escola Municipal Frei AntonioSinibalde;
 Escola Municipal Rosilda Martins;
 Escola Municipal Dinare Feitosa;
 Escola Municipal Raimundo Meireles Pinto
 Escola Municipal Ney Braga;
 Escola Municipal Adroaldo Alves Matos;
 Escola Municipal Antonio Feitosa Primo
Público Alvo
O público alvo nas escolas são professores e alunos do Ensino Fundamental Menor (1º ao 5º
ano) e Ensino Fundamental Maior (6º ao 9º ano).
Intenção da Proposta
A escola tem um papel fundamental como instrumento político e de transformação
socioambiental. É meta do PEA -
comunidadeescolar como um todo envolvendo as
transformando-a num espaço de formação de consciência e conscientização de modo a
tornarem os discentes em agentes pro ativos e partícipes do Programa.
Público Atendido
Estratégia
São 4 elementos que definem a dimensão da
 AR;
 ÁGUA;
 FOGO
 E TERRA.
O Programa de Educação Ambiental (PEA) contempla três escolas no município de Bom
Escola Municipal Frei AntonioSinibalde;
Escola Municipal Rosilda Martins;
Escola Municipal Dinare Feitosa;
a Municipal Raimundo Meireles Pinto
Escola Municipal Ney Braga;
Escola Municipal Adroaldo Alves Matos;
Escola Municipal Antonio Feitosa Primo
s escolas são professores e alunos do Ensino Fundamental Menor (1º ao 5º
ino Fundamental Maior (6º ao 9º ano).
A escola tem um papel fundamental como instrumento político e de transformação
- Programa Educação Ambiental atender a
comunidadeescolar como um todo envolvendo as escolas da zona urbana e rura
a num espaço de formação de consciência e conscientização de modo a
tornarem os discentes em agentes pro ativos e partícipes do Programa.
São 4 elementos que definem a dimensão da problemática ambiental:
O Programa de Educação Ambiental (PEA) contempla três escolas no município de Bom
s escolas são professores e alunos do Ensino Fundamental Menor (1º ao 5º
A escola tem um papel fundamental como instrumento político e de transformação
Programa Educação Ambiental atender a
escolas da zona urbana e rural,
a num espaço de formação de consciência e conscientização de modo a
tornarem os discentes em agentes pro ativos e partícipes do Programa.
problemática ambiental:
Elementos Temáticos da Problemática Ambiental
Data/Mês Elemento Temático
Fev. /Março Terra
Abril/Maio Água
Julho/Agosto Ar
Setembro/Outubro Fogo
Metodologia
Discussões Teóricas, Treinamentos, Oficinas, Exposições, Palest
Campo, Interação e Dinâmica de Grupo.
Recurso
Data show, Slides, Cartolinas,Xamex, Pincel, Caixa de Som, Panfletos.
Em Busca de Indicadores Como:
Adesão, Engajamento, Aquisição de Conhecimento e Mudança de Percepção. E relatórios
semestrais das ações.
ticos da Problemática Ambiental
Elemento Temático Sub tema
 Lixo – Reciclagem
Sustável;
 Ecologia, ecossistema,
Natureza.
(Causas e Consequências)
 Poluição dos rios, lagos e igarapés,
lençóis freático/esgotos (Causas e
Consequências)
 Consumo Racional da água.
 Poluição Atmosférica e Poluentes
 Efeito estufa, aquecimento global.
(Causas e Consequências)
 Queimadas (desflorestamento e
reflorestamento
(Causas e Consequências)
Discussões Teóricas, Treinamentos, Oficinas, Exposições, Palestras, Encontros, Aulas de
Campo, Interação e Dinâmica de Grupo.
Slides, Cartolinas,Xamex, Pincel, Caixa de Som, Panfletos.
Em Busca de Indicadores Como:
Adesão, Engajamento, Aquisição de Conhecimento e Mudança de Percepção. E relatórios
Reciclagem, Desenvolvimento
ecossistema, preservação da
Consequências)
Poluição dos rios, lagos e igarapés,
lençóis freático/esgotos (Causas e
Consequências);
Consumo Racional da água.
Poluição Atmosférica e Poluentes
Efeito estufa, aquecimento global.
(Causas e Consequências)
ueimadas (desflorestamento e
reflorestamento);
(Causas e Consequências)
ras, Encontros, Aulas de
Adesão, Engajamento, Aquisição de Conhecimento e Mudança de Percepção. E relatórios
Equipe
 Geovana Lopes Araújo (Secretária de Meio Ambiente)
 Rodrigues Coelho(Sec. Adjunto)
 Coordenador Adilson Motta;
 João Paulo Sabaa
 Eduardo Eleotério
Considerando que...
Não temos espaço suficiente para desenvolverum trabalho de qualidade;
Necessitamos de um ambiente acolhedor e que nele se pense e se discuta a
educaçãoAmbiental para
73% das escolas do município estão na zona rural, e no momento, no entanto, a
secretaria de Meio Ambiente não disponibiliza de meios de transportes para arcar com
a locomoção em atender a clientela da Zona Rural;
Acreditamos que sejapossível
comunidades sobre a problemática ambiental no município;
A inserção da Educação Ambiental utilizando da Pedagogia de Projetos nas es
um fato e não podemos mais recuar, visto o projeto servir de suporte a Política de
Resíduos Sólidos que a partir de 2014, será uma realidade a ser aplicada e
desenvolvida no âmbito da política municipal.
Entre outros fatores...
Lopes Araújo (Secretária de Meio Ambiente)
Rodrigues Coelho(Sec. Adjunto)
Coordenador Adilson Motta;
Não temos espaço suficiente para desenvolverum trabalho de qualidade;
ambiente acolhedor e que nele se pense e se discuta a
o Município;
73% das escolas do município estão na zona rural, e no momento, no entanto, a
secretaria de Meio Ambiente não disponibiliza de meios de transportes para arcar com
ocomoção em atender a clientela da Zona Rural;
Acreditamos que sejapossível desenvolver ações relevantes nas escolas e nas
comunidades sobre a problemática ambiental no município;
A inserção da Educação Ambiental utilizando da Pedagogia de Projetos nas es
um fato e não podemos mais recuar, visto o projeto servir de suporte a Política de
Resíduos Sólidos que a partir de 2014, será uma realidade a ser aplicada e
desenvolvida no âmbito da política municipal.
Não temos espaço suficiente para desenvolverum trabalho de qualidade;
ambiente acolhedor e que nele se pense e se discuta a
73% das escolas do município estão na zona rural, e no momento, no entanto, a
secretaria de Meio Ambiente não disponibiliza de meios de transportes para arcar com
desenvolver ações relevantes nas escolas e nas
A inserção da Educação Ambiental utilizando da Pedagogia de Projetos nas escolas é
um fato e não podemos mais recuar, visto o projeto servir de suporte a Política de
Resíduos Sólidos que a partir de 2014, será uma realidade a ser aplicada e
Bom Jardim – Maranhão
2013
MUITO OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PPP 2014 - EC 29 de Taguatinga
PPP 2014 - EC 29 de TaguatingaPPP 2014 - EC 29 de Taguatinga
PPP 2014 - EC 29 de Taguatinga
Ana Silva
 
Mara Proposta de Trabalho Jairo
Mara  Proposta de Trabalho JairoMara  Proposta de Trabalho Jairo
Mara Proposta de Trabalho Jairo
guest014d7c
 
Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014
eemarquesdesaovicente
 
Plano Gestão EE Aberto José Ismael
Plano Gestão EE Aberto José IsmaelPlano Gestão EE Aberto José Ismael
Plano Gestão EE Aberto José Ismael
desjrnit
 
Referencial curricular Ensino Fundamental Mato Grosso do Sul
Referencial  curricular Ensino Fundamental  Mato Grosso do SulReferencial  curricular Ensino Fundamental  Mato Grosso do Sul
Referencial curricular Ensino Fundamental Mato Grosso do Sul
Tatiane A. Borges
 
Ativ 2b luana
Ativ 2b luanaAtiv 2b luana
Ativ 2b luana
Luanadias
 
Plano Anual de Atividades do Agrupamento 2011/2012
Plano Anual de Atividades do Agrupamento 2011/2012Plano Anual de Atividades do Agrupamento 2011/2012
Apresentação - PROJEAM 2016/2
Apresentação - PROJEAM 2016/2Apresentação - PROJEAM 2016/2
Apresentação - PROJEAM 2016/2
🔵 Francivaldo Franco C. Júnior
 
Pppfinal18 3-14
Pppfinal18 3-14Pppfinal18 3-14
Apresentação com vida
Apresentação com vidaApresentação com vida
Apresentação com vida
Marcia Cristina Brasileiro
 
Plano de gestão feito
Plano de gestão feitoPlano de gestão feito
Plano de gestão feito
Antonio Carneiro
 
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
Leandro Balejos
 
Op ppp coordenacao pedagogica final
Op ppp coordenacao pedagogica   finalOp ppp coordenacao pedagogica   final
Op ppp coordenacao pedagogica final
Carlos Junior
 
Carta de contribuições simposio educacao e meio ambiente
Carta de contribuições simposio educacao e meio ambienteCarta de contribuições simposio educacao e meio ambiente
Carta de contribuições simposio educacao e meio ambiente
Centro Rural Crea Drkok
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Belister Paulino
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolar
Maryanne Monteiro
 
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Ana Paula Silva
 
Política curricular da rede municipal de ensino de Dourados-MS no período de ...
Política curricular da rede municipal de ensino de Dourados-MS no período de ...Política curricular da rede municipal de ensino de Dourados-MS no período de ...
Política curricular da rede municipal de ensino de Dourados-MS no período de ...
Paulinha2011
 

Mais procurados (18)

PPP 2014 - EC 29 de Taguatinga
PPP 2014 - EC 29 de TaguatingaPPP 2014 - EC 29 de Taguatinga
PPP 2014 - EC 29 de Taguatinga
 
Mara Proposta de Trabalho Jairo
Mara  Proposta de Trabalho JairoMara  Proposta de Trabalho Jairo
Mara Proposta de Trabalho Jairo
 
Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014
 
Plano Gestão EE Aberto José Ismael
Plano Gestão EE Aberto José IsmaelPlano Gestão EE Aberto José Ismael
Plano Gestão EE Aberto José Ismael
 
Referencial curricular Ensino Fundamental Mato Grosso do Sul
Referencial  curricular Ensino Fundamental  Mato Grosso do SulReferencial  curricular Ensino Fundamental  Mato Grosso do Sul
Referencial curricular Ensino Fundamental Mato Grosso do Sul
 
Ativ 2b luana
Ativ 2b luanaAtiv 2b luana
Ativ 2b luana
 
Plano Anual de Atividades do Agrupamento 2011/2012
Plano Anual de Atividades do Agrupamento 2011/2012Plano Anual de Atividades do Agrupamento 2011/2012
Plano Anual de Atividades do Agrupamento 2011/2012
 
Apresentação - PROJEAM 2016/2
Apresentação - PROJEAM 2016/2Apresentação - PROJEAM 2016/2
Apresentação - PROJEAM 2016/2
 
Pppfinal18 3-14
Pppfinal18 3-14Pppfinal18 3-14
Pppfinal18 3-14
 
Apresentação com vida
Apresentação com vidaApresentação com vida
Apresentação com vida
 
Plano de gestão feito
Plano de gestão feitoPlano de gestão feito
Plano de gestão feito
 
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
EEEF Prof. Olintho de Oliveira - Eleição Direção (Plano Ação)
 
Op ppp coordenacao pedagogica final
Op ppp coordenacao pedagogica   finalOp ppp coordenacao pedagogica   final
Op ppp coordenacao pedagogica final
 
Carta de contribuições simposio educacao e meio ambiente
Carta de contribuições simposio educacao e meio ambienteCarta de contribuições simposio educacao e meio ambiente
Carta de contribuições simposio educacao e meio ambiente
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolar
 
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
 
Política curricular da rede municipal de ensino de Dourados-MS no período de ...
Política curricular da rede municipal de ensino de Dourados-MS no período de ...Política curricular da rede municipal de ensino de Dourados-MS no período de ...
Política curricular da rede municipal de ensino de Dourados-MS no período de ...
 

Semelhante a Projeto programa educacao ambiental. bom jardim ma

Projeto Educação Ambiental nas Escolas de Bom Jardim
Projeto Educação Ambiental nas Escolas de Bom JardimProjeto Educação Ambiental nas Escolas de Bom Jardim
Projeto Educação Ambiental nas Escolas de Bom Jardim
Adilson P Motta Motta
 
Projeto Educação Ambiental
Projeto Educação AmbientalProjeto Educação Ambiental
Projeto Educação Ambiental
Adilson P Motta Motta
 
Socializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projetoSocializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projeto
Elianacapimdourado
 
SLIDE PRONTO.pptx
SLIDE PRONTO.pptxSLIDE PRONTO.pptx
SLIDE PRONTO.pptx
adriana miranda
 
Pnes glauce
Pnes  glaucePnes  glauce
Pnes glauce
NEAGERED
 
Pre projeto ufrr
Pre projeto ufrrPre projeto ufrr
Pre projeto ufrr
Flavia Costa
 
3 O Papel Da EducaçãO Ambiental Na TransformaçãO Do Modelo De Sociedade Qu...
3   O  Papel Da EducaçãO Ambiental Na TransformaçãO Do Modelo De Sociedade Qu...3   O  Papel Da EducaçãO Ambiental Na TransformaçãO Do Modelo De Sociedade Qu...
3 O Papel Da EducaçãO Ambiental Na TransformaçãO Do Modelo De Sociedade Qu...
Formação FURB
 
Educação Ambiental: uma experiência de escola sustentável e Com-Vida
Educação Ambiental: uma experiência de escola sustentável e Com-VidaEducação Ambiental: uma experiência de escola sustentável e Com-Vida
Educação Ambiental: uma experiência de escola sustentável e Com-Vida
ADILSON RIBEIRO DE ARAUJO
 
Apres educ ambiental comite 2010
Apres educ ambiental comite 2010Apres educ ambiental comite 2010
Apres educ ambiental comite 2010
Movimento Verde
 
O que é o Proeam MT ?
O que é o Proeam MT ?O que é o Proeam MT ?
O que é o Proeam MT ?
Herbalife International do Brasil
 
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superiorDiagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Marisa Correia
 
Bicastiradentes meioambiente reciclagem
Bicastiradentes meioambiente reciclagemBicastiradentes meioambiente reciclagem
Bicastiradentes meioambiente reciclagem
temastransversais
 
4403 14375-1-pb
4403 14375-1-pb4403 14375-1-pb
4403 14375-1-pb
Andréa Torres
 
Palestra sala verde
Palestra sala verdePalestra sala verde
Palestra sala verde
salaverdecidadeheroica2013
 
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambienteApostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Taciano Gonçalves
 
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
carahadecaranova
 
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
carahadecaranova
 
Regulamento selo escola protetora do meio ambente
Regulamento selo escola protetora do meio ambenteRegulamento selo escola protetora do meio ambente
Regulamento selo escola protetora do meio ambente
carahadecaranova
 
Agenda 21 2009 2010
Agenda 21   2009 2010Agenda 21   2009 2010
Agenda 21 2009 2010
jhenifer99
 
Agenda 21 2009 2010
Agenda 21   2009 2010Agenda 21   2009 2010
Agenda 21 2009 2010
jhenifer99
 

Semelhante a Projeto programa educacao ambiental. bom jardim ma (20)

Projeto Educação Ambiental nas Escolas de Bom Jardim
Projeto Educação Ambiental nas Escolas de Bom JardimProjeto Educação Ambiental nas Escolas de Bom Jardim
Projeto Educação Ambiental nas Escolas de Bom Jardim
 
Projeto Educação Ambiental
Projeto Educação AmbientalProjeto Educação Ambiental
Projeto Educação Ambiental
 
Socializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projetoSocializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projeto
 
SLIDE PRONTO.pptx
SLIDE PRONTO.pptxSLIDE PRONTO.pptx
SLIDE PRONTO.pptx
 
Pnes glauce
Pnes  glaucePnes  glauce
Pnes glauce
 
Pre projeto ufrr
Pre projeto ufrrPre projeto ufrr
Pre projeto ufrr
 
3 O Papel Da EducaçãO Ambiental Na TransformaçãO Do Modelo De Sociedade Qu...
3   O  Papel Da EducaçãO Ambiental Na TransformaçãO Do Modelo De Sociedade Qu...3   O  Papel Da EducaçãO Ambiental Na TransformaçãO Do Modelo De Sociedade Qu...
3 O Papel Da EducaçãO Ambiental Na TransformaçãO Do Modelo De Sociedade Qu...
 
Educação Ambiental: uma experiência de escola sustentável e Com-Vida
Educação Ambiental: uma experiência de escola sustentável e Com-VidaEducação Ambiental: uma experiência de escola sustentável e Com-Vida
Educação Ambiental: uma experiência de escola sustentável e Com-Vida
 
Apres educ ambiental comite 2010
Apres educ ambiental comite 2010Apres educ ambiental comite 2010
Apres educ ambiental comite 2010
 
O que é o Proeam MT ?
O que é o Proeam MT ?O que é o Proeam MT ?
O que é o Proeam MT ?
 
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superiorDiagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
 
Bicastiradentes meioambiente reciclagem
Bicastiradentes meioambiente reciclagemBicastiradentes meioambiente reciclagem
Bicastiradentes meioambiente reciclagem
 
4403 14375-1-pb
4403 14375-1-pb4403 14375-1-pb
4403 14375-1-pb
 
Palestra sala verde
Palestra sala verdePalestra sala verde
Palestra sala verde
 
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambienteApostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
Apostila iv conferência infatojuvenil pelo meio ambiente
 
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
 
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
Regulamento selo escola protetora do meio ambiente 2012
 
Regulamento selo escola protetora do meio ambente
Regulamento selo escola protetora do meio ambenteRegulamento selo escola protetora do meio ambente
Regulamento selo escola protetora do meio ambente
 
Agenda 21 2009 2010
Agenda 21   2009 2010Agenda 21   2009 2010
Agenda 21 2009 2010
 
Agenda 21 2009 2010
Agenda 21   2009 2010Agenda 21   2009 2010
Agenda 21 2009 2010
 

Mais de Adilson P Motta Motta

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PROJETO POEMA
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PROJETO POEMACRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PROJETO POEMA
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PROJETO POEMA
Adilson P Motta Motta
 
A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA INGLESA POR MEIO...
A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA INGLESA POR MEIO...A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA INGLESA POR MEIO...
A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA INGLESA POR MEIO...
Adilson P Motta Motta
 
UM ESTUDO SOBRE A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA ...
UM ESTUDO SOBRE A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA ...UM ESTUDO SOBRE A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA ...
UM ESTUDO SOBRE A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA ...
Adilson P Motta Motta
 
As várias faces do ópio do Povo.pdf
As várias faces do ópio do Povo.pdfAs várias faces do ópio do Povo.pdf
As várias faces do ópio do Povo.pdf
Adilson P Motta Motta
 
pdf MONTANDO UMA REDACAO - PASSO A PASSO.pdf
pdf MONTANDO UMA REDACAO - PASSO A PASSO.pdfpdf MONTANDO UMA REDACAO - PASSO A PASSO.pdf
pdf MONTANDO UMA REDACAO - PASSO A PASSO.pdf
Adilson P Motta Motta
 
Projeto Escolar - História de Bom Jardim-MA.pdf
Projeto Escolar - História de Bom Jardim-MA.pdfProjeto Escolar - História de Bom Jardim-MA.pdf
Projeto Escolar - História de Bom Jardim-MA.pdf
Adilson P Motta Motta
 
LEI ORGÂNICA DE BOM JARDIM-MA 2020.pdf
LEI ORGÂNICA DE BOM JARDIM-MA 2020.pdfLEI ORGÂNICA DE BOM JARDIM-MA 2020.pdf
LEI ORGÂNICA DE BOM JARDIM-MA 2020.pdf
Adilson P Motta Motta
 
DESAFIOS DAS ESCOLA MULTISSERIADAS EM BOM JARDIM-MA..pdf
DESAFIOS DAS ESCOLA MULTISSERIADAS EM BOM JARDIM-MA..pdfDESAFIOS DAS ESCOLA MULTISSERIADAS EM BOM JARDIM-MA..pdf
DESAFIOS DAS ESCOLA MULTISSERIADAS EM BOM JARDIM-MA..pdf
Adilson P Motta Motta
 
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL INGLÊS SÓ ENEM
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL INGLÊS  SÓ ENEMINTERPRETAÇÃO TEXTUAL INGLÊS  SÓ ENEM
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL INGLÊS SÓ ENEM
Adilson P Motta Motta
 
LEI ORGANICA DE BOM JARDIM-MA. 2022 - ATUALIZADA.pdf
LEI ORGANICA DE BOM JARDIM-MA. 2022 - ATUALIZADA.pdfLEI ORGANICA DE BOM JARDIM-MA. 2022 - ATUALIZADA.pdf
LEI ORGANICA DE BOM JARDIM-MA. 2022 - ATUALIZADA.pdf
Adilson P Motta Motta
 
VALE -PRIVATIZAÇÃO A SAÍDA OU O FUNDO DO POÇO.pptx
VALE -PRIVATIZAÇÃO A SAÍDA OU O FUNDO DO POÇO.pptxVALE -PRIVATIZAÇÃO A SAÍDA OU O FUNDO DO POÇO.pptx
VALE -PRIVATIZAÇÃO A SAÍDA OU O FUNDO DO POÇO.pptx
Adilson P Motta Motta
 
01- LINGUAGEM INDÍGENA 5 PRIMEIRAS PÁGINAS.pdf
01-  LINGUAGEM INDÍGENA 5 PRIMEIRAS PÁGINAS.pdf01-  LINGUAGEM INDÍGENA 5 PRIMEIRAS PÁGINAS.pdf
01- LINGUAGEM INDÍGENA 5 PRIMEIRAS PÁGINAS.pdf
Adilson P Motta Motta
 
DICIONÁRIO TUPI - PORTUGUES.pdf
DICIONÁRIO TUPI - PORTUGUES.pdfDICIONÁRIO TUPI - PORTUGUES.pdf
DICIONÁRIO TUPI - PORTUGUES.pdf
Adilson P Motta Motta
 
A gramática do texto.ppt
A gramática do texto.pptA gramática do texto.ppt
A gramática do texto.ppt
Adilson P Motta Motta
 
A importância de falar inglês.ppt
A importância de falar inglês.pptA importância de falar inglês.ppt
A importância de falar inglês.ppt
Adilson P Motta Motta
 
Breve Resumo - Novo Ensino Médio
Breve Resumo -  Novo Ensino MédioBreve Resumo -  Novo Ensino Médio
Breve Resumo - Novo Ensino Médio
Adilson P Motta Motta
 
Frases à cidadania
Frases à cidadaniaFrases à cidadania
Frases à cidadania
Adilson P Motta Motta
 
Regimento do conselho municipal de educação bom j ardim - ma
Regimento do conselho municipal de educação   bom j ardim - maRegimento do conselho municipal de educação   bom j ardim - ma
Regimento do conselho municipal de educação bom j ardim - ma
Adilson P Motta Motta
 
1º Plano Decenal de Educação de Bom Jardim MA. 2003-2013
1º Plano Decenal de Educação de Bom Jardim  MA. 2003-20131º Plano Decenal de Educação de Bom Jardim  MA. 2003-2013
1º Plano Decenal de Educação de Bom Jardim MA. 2003-2013
Adilson P Motta Motta
 
25 bilhoes aos municipios
25 bilhoes aos municipios25 bilhoes aos municipios
25 bilhoes aos municipios
Adilson P Motta Motta
 

Mais de Adilson P Motta Motta (20)

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PROJETO POEMA
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PROJETO POEMACRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PROJETO POEMA
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PROJETO POEMA
 
A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA INGLESA POR MEIO...
A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA INGLESA POR MEIO...A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA INGLESA POR MEIO...
A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA INGLESA POR MEIO...
 
UM ESTUDO SOBRE A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA ...
UM ESTUDO SOBRE A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA ...UM ESTUDO SOBRE A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA ...
UM ESTUDO SOBRE A LEITURA E O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO DE LÍNGUA ...
 
As várias faces do ópio do Povo.pdf
As várias faces do ópio do Povo.pdfAs várias faces do ópio do Povo.pdf
As várias faces do ópio do Povo.pdf
 
pdf MONTANDO UMA REDACAO - PASSO A PASSO.pdf
pdf MONTANDO UMA REDACAO - PASSO A PASSO.pdfpdf MONTANDO UMA REDACAO - PASSO A PASSO.pdf
pdf MONTANDO UMA REDACAO - PASSO A PASSO.pdf
 
Projeto Escolar - História de Bom Jardim-MA.pdf
Projeto Escolar - História de Bom Jardim-MA.pdfProjeto Escolar - História de Bom Jardim-MA.pdf
Projeto Escolar - História de Bom Jardim-MA.pdf
 
LEI ORGÂNICA DE BOM JARDIM-MA 2020.pdf
LEI ORGÂNICA DE BOM JARDIM-MA 2020.pdfLEI ORGÂNICA DE BOM JARDIM-MA 2020.pdf
LEI ORGÂNICA DE BOM JARDIM-MA 2020.pdf
 
DESAFIOS DAS ESCOLA MULTISSERIADAS EM BOM JARDIM-MA..pdf
DESAFIOS DAS ESCOLA MULTISSERIADAS EM BOM JARDIM-MA..pdfDESAFIOS DAS ESCOLA MULTISSERIADAS EM BOM JARDIM-MA..pdf
DESAFIOS DAS ESCOLA MULTISSERIADAS EM BOM JARDIM-MA..pdf
 
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL INGLÊS SÓ ENEM
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL INGLÊS  SÓ ENEMINTERPRETAÇÃO TEXTUAL INGLÊS  SÓ ENEM
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL INGLÊS SÓ ENEM
 
LEI ORGANICA DE BOM JARDIM-MA. 2022 - ATUALIZADA.pdf
LEI ORGANICA DE BOM JARDIM-MA. 2022 - ATUALIZADA.pdfLEI ORGANICA DE BOM JARDIM-MA. 2022 - ATUALIZADA.pdf
LEI ORGANICA DE BOM JARDIM-MA. 2022 - ATUALIZADA.pdf
 
VALE -PRIVATIZAÇÃO A SAÍDA OU O FUNDO DO POÇO.pptx
VALE -PRIVATIZAÇÃO A SAÍDA OU O FUNDO DO POÇO.pptxVALE -PRIVATIZAÇÃO A SAÍDA OU O FUNDO DO POÇO.pptx
VALE -PRIVATIZAÇÃO A SAÍDA OU O FUNDO DO POÇO.pptx
 
01- LINGUAGEM INDÍGENA 5 PRIMEIRAS PÁGINAS.pdf
01-  LINGUAGEM INDÍGENA 5 PRIMEIRAS PÁGINAS.pdf01-  LINGUAGEM INDÍGENA 5 PRIMEIRAS PÁGINAS.pdf
01- LINGUAGEM INDÍGENA 5 PRIMEIRAS PÁGINAS.pdf
 
DICIONÁRIO TUPI - PORTUGUES.pdf
DICIONÁRIO TUPI - PORTUGUES.pdfDICIONÁRIO TUPI - PORTUGUES.pdf
DICIONÁRIO TUPI - PORTUGUES.pdf
 
A gramática do texto.ppt
A gramática do texto.pptA gramática do texto.ppt
A gramática do texto.ppt
 
A importância de falar inglês.ppt
A importância de falar inglês.pptA importância de falar inglês.ppt
A importância de falar inglês.ppt
 
Breve Resumo - Novo Ensino Médio
Breve Resumo -  Novo Ensino MédioBreve Resumo -  Novo Ensino Médio
Breve Resumo - Novo Ensino Médio
 
Frases à cidadania
Frases à cidadaniaFrases à cidadania
Frases à cidadania
 
Regimento do conselho municipal de educação bom j ardim - ma
Regimento do conselho municipal de educação   bom j ardim - maRegimento do conselho municipal de educação   bom j ardim - ma
Regimento do conselho municipal de educação bom j ardim - ma
 
1º Plano Decenal de Educação de Bom Jardim MA. 2003-2013
1º Plano Decenal de Educação de Bom Jardim  MA. 2003-20131º Plano Decenal de Educação de Bom Jardim  MA. 2003-2013
1º Plano Decenal de Educação de Bom Jardim MA. 2003-2013
 
25 bilhoes aos municipios
25 bilhoes aos municipios25 bilhoes aos municipios
25 bilhoes aos municipios
 

Último

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Projeto programa educacao ambiental. bom jardim ma

  • 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JARDIM SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE Programa Educação Ambiental PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JARDIM SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE PROJETO Programa Educação Ambiental (PEA) Bom Jardim - MA BOM JARDIM – MA 2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JARDIM SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE
  • 2. Legislação  No Brasil, existe uma lei específica que trata da educação ambiental. A Lei número 9.795 de 27 de abril de 1999, dispõe sobre a educação ambiental, instituindo a política nacional de educação ambiental.  Sugestões de temas para trabalhar em sala Temas que podem ser abordados na escola em aulas relacionadas ao meio ambiente: ecologia, preservação da natureza, reciclagem, desenvolvimento sustetável, consumo racional da água, poluição ambiental, efeito estufa, aquecimento global, ecossistem Interesses  Este Programa é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria com a Secretaria Municipal de Educação que são Executores do Programa. Objetivo  A implementação do Programa inicia com o ano letivo e tem como objeti Educação Ambiental de forma transversal no currículo escolar nas escolas do município. O que é o PEA? De forma explícita o Programa de Educação Ambiental tem como objetivo criar processos pedagógicos participativos e permanentes para incutir nos grupos de interesses selecionados(empregados vinculados ao setor público, terceirizados e escolas), conscientização crítica sobre a problemática ambiental, estendendo à sociedade a capacidade de captar as questões e a evolução de problemas ambientais e a médio prazo resolvê-los. A é estender à sociedade a capacidade de captar as questões dos problemas ambientais médio prazo resolvê-los. No Brasil, existe uma lei específica que trata da educação ambiental. A Lei número 9.795 de 27 de abril de 1999, dispõe sobre a educação ambiental, instituindo a política nacional de educação Sugestões de temas para trabalhar em sala de aula: Temas que podem ser abordados na escola em aulas relacionadas ao meio ambiente: ecologia, preservação da natureza, reciclagem, desenvolvimento sustetável, consumo racional da água, poluição ambiental, efeito estufa, aquecimento global, ecossistemas, etc. é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria com a Secretaria Municipal de Educação que são Executores do Programa. plementação do Programa inicia com o ano letivo e tem como objeti Educação Ambiental de forma transversal no currículo escolar nas escolas do De forma explícita o Programa de Educação Ambiental tem como objetivo criar processos pedagógicos participativos e permanentes para incutir nos grupos de interesses selecionados(empregados vinculados ao setor público, terceirizados e escolas), zação crítica sobre a problemática ambiental, estendendo à sociedade a capacidade de captar as questões e a evolução de problemas ambientais e a médio prazo A é estender à sociedade a capacidade de captar as questões dos problemas ambientais No Brasil, existe uma lei específica que trata da educação ambiental. A Lei número 9.795 de 27 de abril de 1999, dispõe sobre a educação ambiental, instituindo a política nacional de educação Temas que podem ser abordados na escola em aulas relacionadas ao meio ambiente: ecologia, preservação da natureza, reciclagem, desenvolvimento sustetável, consumo racional da água, poluição ambiental, efeito é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria com a Secretaria Municipal de Educação que são Executores do Programa. plementação do Programa inicia com o ano letivo e tem como objetivo inserir a Educação Ambiental de forma transversal no currículo escolar nas escolas do De forma explícita o Programa de Educação Ambiental tem como objetivo criar processos pedagógicos participativos e permanentes para incutir nos grupos de interesses selecionados(empregados vinculados ao setor público, terceirizados e escolas), a zação crítica sobre a problemática ambiental, estendendo à sociedade a capacidade de captar as questões e a evolução de problemas ambientais e a médio prazo A é estender à sociedade a capacidade de captar as questões dos problemas ambientais e a
  • 3. Escolas Contempladas O Programa de Educação Ambiental (PEA) contempla três escolas no município de Bom Jardim:  Escola Municipal Frei AntonioSinibalde;  Escola Municipal Rosilda Martins;  Escola Municipal Dinare Feitosa;  Escola Municipal Raimundo Meireles Pinto  Escola Municipal Ney Braga;  Escola Municipal Adroaldo Alves Matos;  Escola Municipal Antonio Feitosa Primo Público Alvo O público alvo nas escolas são professores e alunos do Ensino Fundamental Menor (1º ao 5º ano) e Ensino Fundamental Maior (6º ao 9º ano). Intenção da Proposta A escola tem um papel fundamental como instrumento político e de transformação socioambiental. É meta do PEA - comunidadeescolar como um todo envolvendo as transformando-a num espaço de formação de consciência e conscientização de modo a tornarem os discentes em agentes pro ativos e partícipes do Programa. Público Atendido Estratégia São 4 elementos que definem a dimensão da  AR;  ÁGUA;  FOGO  E TERRA. O Programa de Educação Ambiental (PEA) contempla três escolas no município de Bom Escola Municipal Frei AntonioSinibalde; Escola Municipal Rosilda Martins; Escola Municipal Dinare Feitosa; a Municipal Raimundo Meireles Pinto Escola Municipal Ney Braga; Escola Municipal Adroaldo Alves Matos; Escola Municipal Antonio Feitosa Primo s escolas são professores e alunos do Ensino Fundamental Menor (1º ao 5º ino Fundamental Maior (6º ao 9º ano). A escola tem um papel fundamental como instrumento político e de transformação - Programa Educação Ambiental atender a comunidadeescolar como um todo envolvendo as escolas da zona urbana e rura a num espaço de formação de consciência e conscientização de modo a tornarem os discentes em agentes pro ativos e partícipes do Programa. São 4 elementos que definem a dimensão da problemática ambiental: O Programa de Educação Ambiental (PEA) contempla três escolas no município de Bom s escolas são professores e alunos do Ensino Fundamental Menor (1º ao 5º A escola tem um papel fundamental como instrumento político e de transformação Programa Educação Ambiental atender a escolas da zona urbana e rural, a num espaço de formação de consciência e conscientização de modo a tornarem os discentes em agentes pro ativos e partícipes do Programa. problemática ambiental:
  • 4. Elementos Temáticos da Problemática Ambiental Data/Mês Elemento Temático Fev. /Março Terra Abril/Maio Água Julho/Agosto Ar Setembro/Outubro Fogo Metodologia Discussões Teóricas, Treinamentos, Oficinas, Exposições, Palest Campo, Interação e Dinâmica de Grupo. Recurso Data show, Slides, Cartolinas,Xamex, Pincel, Caixa de Som, Panfletos. Em Busca de Indicadores Como: Adesão, Engajamento, Aquisição de Conhecimento e Mudança de Percepção. E relatórios semestrais das ações. ticos da Problemática Ambiental Elemento Temático Sub tema  Lixo – Reciclagem Sustável;  Ecologia, ecossistema, Natureza. (Causas e Consequências)  Poluição dos rios, lagos e igarapés, lençóis freático/esgotos (Causas e Consequências)  Consumo Racional da água.  Poluição Atmosférica e Poluentes  Efeito estufa, aquecimento global. (Causas e Consequências)  Queimadas (desflorestamento e reflorestamento (Causas e Consequências) Discussões Teóricas, Treinamentos, Oficinas, Exposições, Palestras, Encontros, Aulas de Campo, Interação e Dinâmica de Grupo. Slides, Cartolinas,Xamex, Pincel, Caixa de Som, Panfletos. Em Busca de Indicadores Como: Adesão, Engajamento, Aquisição de Conhecimento e Mudança de Percepção. E relatórios Reciclagem, Desenvolvimento ecossistema, preservação da Consequências) Poluição dos rios, lagos e igarapés, lençóis freático/esgotos (Causas e Consequências); Consumo Racional da água. Poluição Atmosférica e Poluentes Efeito estufa, aquecimento global. (Causas e Consequências) ueimadas (desflorestamento e reflorestamento); (Causas e Consequências) ras, Encontros, Aulas de Adesão, Engajamento, Aquisição de Conhecimento e Mudança de Percepção. E relatórios
  • 5. Equipe  Geovana Lopes Araújo (Secretária de Meio Ambiente)  Rodrigues Coelho(Sec. Adjunto)  Coordenador Adilson Motta;  João Paulo Sabaa  Eduardo Eleotério Considerando que... Não temos espaço suficiente para desenvolverum trabalho de qualidade; Necessitamos de um ambiente acolhedor e que nele se pense e se discuta a educaçãoAmbiental para 73% das escolas do município estão na zona rural, e no momento, no entanto, a secretaria de Meio Ambiente não disponibiliza de meios de transportes para arcar com a locomoção em atender a clientela da Zona Rural; Acreditamos que sejapossível comunidades sobre a problemática ambiental no município; A inserção da Educação Ambiental utilizando da Pedagogia de Projetos nas es um fato e não podemos mais recuar, visto o projeto servir de suporte a Política de Resíduos Sólidos que a partir de 2014, será uma realidade a ser aplicada e desenvolvida no âmbito da política municipal. Entre outros fatores... Lopes Araújo (Secretária de Meio Ambiente) Rodrigues Coelho(Sec. Adjunto) Coordenador Adilson Motta; Não temos espaço suficiente para desenvolverum trabalho de qualidade; ambiente acolhedor e que nele se pense e se discuta a o Município; 73% das escolas do município estão na zona rural, e no momento, no entanto, a secretaria de Meio Ambiente não disponibiliza de meios de transportes para arcar com ocomoção em atender a clientela da Zona Rural; Acreditamos que sejapossível desenvolver ações relevantes nas escolas e nas comunidades sobre a problemática ambiental no município; A inserção da Educação Ambiental utilizando da Pedagogia de Projetos nas es um fato e não podemos mais recuar, visto o projeto servir de suporte a Política de Resíduos Sólidos que a partir de 2014, será uma realidade a ser aplicada e desenvolvida no âmbito da política municipal. Não temos espaço suficiente para desenvolverum trabalho de qualidade; ambiente acolhedor e que nele se pense e se discuta a 73% das escolas do município estão na zona rural, e no momento, no entanto, a secretaria de Meio Ambiente não disponibiliza de meios de transportes para arcar com desenvolver ações relevantes nas escolas e nas A inserção da Educação Ambiental utilizando da Pedagogia de Projetos nas escolas é um fato e não podemos mais recuar, visto o projeto servir de suporte a Política de Resíduos Sólidos que a partir de 2014, será uma realidade a ser aplicada e
  • 6. Bom Jardim – Maranhão 2013 MUITO OBRIGADO!