SlideShare uma empresa Scribd logo
Campos de Férias




  Planeamento e Projeto
Pedagógico e de Animação
Campos de férias na Foz do Lizandro
A            tem como objeto a organização de iniciativas de animação e organização de
campos de férias destinadas a crianças e jovens com idades compreendidas entre os 6 e
os 18 anos, cuja finalidade compreenda a realização, durante um período de tempo
determinado, de um programa organizado de carácter educativo, cultural, desportivo ou
meramente recreativo.

O Local
Praia da Foz do Lizandro - Situada na freguesia da Carvoeira, apresenta uma considerável
extensão de areal, que acompanha, a sul, o desaguar do rio Lizandro. Praia com Bandeira
Azul, tem vários bares de apoio a banhistas.

A Equipa
A equipa de animadores a integrar cada Campo será constituída por jovens maiores de 18
anos e com formação específica e experiência comprovada em Campos de Férias.

As atividades
Os campos de férias são locais excecionais para a ocupação do tempo livre das crianças e
jovens. Através da realização das atividades propostas, acontecerão novas vivências em
grupo, troca de experiências e transmissão de valores socioculturais.
Princípios do Projeto Pedagógico
A Try-Out orienta-se para a promoção de um conjunto de atitudes e valores de participação
social e cultural, desenvolvendo atividades que atribuam particular importância à relação do
participante com o contexto/meio físico e natural, assim como com o equipamento e instalações.

A Autonomia, a responsabilidade, o trabalho de equipa, a criatividade, a imaginação e o respeito
pelo próximo são os principais conceitos e valores que fundamentam a ação e a planificação das
estratégias e atividades que corporizam os Campos de férias

Para a prossecução dos objetivos e princípios da Try-Out, serão desenvolvidas estratégias e
atividades em forma de ateliers de atividades de ar livre, desportos de natureza e reflexão sobre
o meio ambiente, devidamente apresentados no documento “Projeto Pedagógico”.

Como princípios e posicionamento pessoal face aos campos de férias, os animadores assumirão
uma permanente disponibilidade física e mental para a função, demonstrarão um entusiamo e
empenho pessoal pela função no respeito voluntário pelas orientações definidas e assumirão
uma atitude empática e assertiva no tratamento pessoal e profissional.
É importante a capacidade e gosto pelo trabalho em equipa com espirito de ajuda e
companheirismo e assegurar-se-á entre os participantes, animadores, colaboradores diversos e a
população local as melhores relações e civismo, pressupondo que a relação educativa não se
esgota na organização, dinamização e realização de atividades incluídas no planeamento do
campo de férias.

A intervenção prática e a preocupação pelo cumprimento das tarefas é de enorme importância
para a qualidade da relação educativa, logo, uma atitude permanente de disponibilidade e
interesse pelos participantes e pelas tarefas diárias (atividades e rotinas) de um Campo de Férias
consubstancia-se num comportamento individual no qual o cumprimento de horários, a
responsabilidade pelo equipamento e material utilizado no desempenho das suas funções e a
gestão do esforço são princípios a observar de forma constante e permanente.

Por último, fazem parte dos princípios gerais do Projeto Pedagógico e de Animação a orientação
para a promoção de atividades que incentivem e promovam o gosto pela atividades físicas e pela
Natureza bem como uma atitude construtiva face aos outros e à vida.
Objetivos específicos dos Campos de Férias
São objetivos da Try-Out:
• Garantir a segurança do grupo durante todo o Campo de Férias;
• Conseguir um bom ambiente de trabalho e coesão da equipa
pedagógica;
• Atingir um bom grau de satisfação e envolvimento do grupo;
• Estimular e desenvolver as capacidades das crianças e dos jovens;
• Aplicar conhecimentos adquiridos pelas crianças e jovens no seu meio
envolvente (família, escola, comunidade);
• Adquirir hábitos mais corretos de saúde, higiene e alimentação;
• Participar ativa e responsavelmente na vida do Campo de Férias;
• Conhecer o meio natural, cultural, urbano e social envolvente.
Recursos
Serão recursos do Campo de Férias aqueles que se justificarem para as
atividades propostas, sendo da responsabilidade da Try-Out a aquisição de
material e equipamento cuja adequação etária bem como a certificação de
qualidade seja clara e inequívoca.

Como recursos físicos entendem-se os equipamentos e materiais
necessários e adequados às atividades propostas e como recursos
humanos entendem-se o Equipas técnico/pedagógicas ao serviço da Try-
Out.
Estratégias e Metodologias de execução
A dinâmica dos Campos de Férias será definida pelo Equipas
técnico/pedagógicas e respeitará uma estrutura modelar na qual os
módulos compreenderão Atelieres temáticos e estruturados (em anexo a
este documento), tendo em conta os interesses e motivações dos
participantes.

Tendo em conta as caraterísticas do local, bem como o contexto
sociocultural e educativo dos participantes, serão desenvolvidas estratégias
integradoras numa perspetiva não-formal de educação e formação.
Visam apoiar os participantes no seu processo de desenvolvimento através
de Atividades lúdicas, utilizando ferramentas de trabalho capazes de
estimular a aprendizagem e a expressar os conhecimentos através de uma
nova linguagem.
Natureza dos Campos de Férias
Os Campos de Férias a desenvolver pela Try-Out são do tipo não
residencial, e terão uma duração máxima de 10 dias e mínima de 5 dias,
ocupando os períodos de manhã e da tarde, até ao máximo de 7 horas
diárias.

O número de jovens a abranger por cada projeto de campo de férias é, no
mínimo, de 30 participantes.

A participação nas atividades implica uma inscrição paga, podendo existir
atividades opcionais, para as quais será definido um custo específico.
Metodologias de Avaliação
Todas as atividades desenvolvidas serão alvo de avaliação específica, através de
questionários, num modelo de avaliação a 360ª (todos avaliam tudo). Serão
distribuídos instrumentos de avaliação aos participantes, aos seus representantes
legais, ao Equipas técnico/pedagógicas e aos parceiros, co o objetivo de reunir
dados e informação pertinente quer para aferir a qualidade relativa dos Campos de
Férias, quer para adequar as estratégias futuras.

Serão também desenvolvidos de procedimento de avaliação do Equipas
técnico/pedagógicas com base na informação logística (cumprimento de horários,
competência demonstrada, etc.), ao longo do decurso do Campo de Férias.
Por último, será tido em conta a opinião expressa por todos os envolvidos em
sessões finais de reflexão e autoavaliação, que serão devidamente enquadrada no
Relatório de Avaliação de Campo de Férias que será executado pela entidade
organizadora num prazo máximo de 15 dias a partir da data de encerramento do
mesmo.
Estabelecimento de parcerias
É princípio fundamental da Try-Out desenvolver as atividades de Campos
de Férias numa lógica de integração local absoluta, para o que se tornará
fundamental o estabelecimento de parcerias locais.

Neste particular, e tendo em atenção o espaço específico (Foz do Lizandro)
existem já parcerias efetivas com entidades privadas locais (Bar Cais de 4,
Restaurante Limipicos, Escola de Surf BerBer West Coast Surf School,
Bombeiros Voluntários da Ericeira) e estão em desenvolvimento contactos
para a celebração de parcerias com entidades públicas oficiais (Câmara
Municipal de Mafra, Capitania do Porto de Cascais – Delegação da Ericeira)
e particulares.
Destas parcerias serão também produzidos relatórios de avaliação que consubstanciarão a
avaliação global das atividades organizadas e realizadas pela Try-Out.
Promotores/Dinamizadores
                          Henrique Santos
                          Educador de Infância de formação, iniciou a sua atividade em campos de férias como coordenador
                          na Quinta das Malhadas, nos anos 90. Desenvolve atualmente atividades de formação no âmbito
                          da Organização e Animação de atividades complementares em Educação e frequenta o
                          Doutoramento em Educação na Universidade de Lisboa.

                                  João Bexiga
                                  Coordenador e Animador de Campos de Férias (ACM, Em-Campo, My Camp,
                                  Aventurakids, etc), possui mais de quinze anos de experiência, estando, atualmente a
                                  frequentar o Mestrado em Planeamento e Gestão em Turismo de Natureza e Aventura

                        Pedro Guerra Alves
                        Após ter iniciado a sua participação, como animador, em campos de férias no
                        princípio dos anos 90, tem vindo a desenvolver a sua atividade principal na
                        organização e gestão de atividades de animação e formação pessoal.

Outros Colaboradores
Pepê – (BerBer West Coast Surf School) – Treinador/professor de Surf, certificado pela Federação Portuguesa de Surf e pelo Instituto
Português do Desporto, na Ericeira há mais de 10 anos; Nélson Jacinto - Nadador-Salvador e bombeiro profissional, desenvolve atividades
de animação e promoção aquática, Ana Catarina – Mestre de Reiki, desenvolve atividades de promoção de Ioga e Relaxamento para
Crianças
Dia 1   Dia 2   Dia 3    Dia 4   Dia 5



Plano
Tipo*
                                     Almoço
*De acordo com as
possibilidades
concedidas pelas
condições
meteorológicas e
de espaço.
As atividades,
modulares, podem
ser deslocadas, de
forma a completar
um programa                          Lanche
diário de plena
ocupação.
Preçário e Condições
Os Campos de férias na Foz do Lizandro são abertos a jovens entre os 6 e os 18 anos e
decorrem diariamente entre as 9.00h e as 18.00h.
Considera-se uma semana de campos de férias o conjunto de 5 dias úteis seguidos,
conforme Plano Tipo.

A inscrição nos Campos de Férias pressupõe o preenchimento dos formulários
apresentados em anexo a este documento, bem como a apresentação de declaração de
autorização dos pais ou representantes legais dos jovens menores e comprovativo de
pagamento.

                                               Contactos:
                                               Henrique Santos – 965276801
                                               Pedro Guerra Alves – 934098578
                                               João Bexiga – 914514543
                                               info@try-out.pt
Ficha de Inscrição
Informações/recomendações
Saúde
Devem ser prestadas, em impresso próprio ou ao Coordenador do Campo, todas as informações relativas a condição
clínica/de saúde de exceção
Assistência Médica e Medicamentosa
Entende-se por assistência médica qualquer tratamento simples, incluindo medicação (da responsabilidade do encarregado
de educação, para a qual deverá assinar termo de responsabilidade) levada a efeito no Campo de Férias, bem como o
transporte a qualquer Centro Hospitalar
Objetos de Valor
Desaconselha-se a existência de objetos de valor em posse dos participantes. Não pode o Campo de Férias ser
responsabilizado por desaparecimento ou deterioração. Em relação a
Dinheiro de Bolso, recomendamos um valor inferior a 2€/dia.
Seguro
Todos os participantes estão cobertos por um seguro de saúde de Acidentes Pessoais / OTL Campos de Férias.
Marcação de roupa/objetos
Aconselhamos a identificação personalizada de todos os objetos e vestuário transportado pelos participantes
Visitas
Não aconselhamos visitas de familiares e/ou amigos durante a realização do campo de Férias, de forma a evitar ruturas no
desenvolvimento do planeamento
Comportamento
Os participantes terão acesso a todas as atividades do programa do campo de férias, mas o Campo de Férias reserva-se o
direito de impedir a participação por razões de saúde e/ou comportamento que prejudique, de forma significativa, o seu
funcionamento.
Equitação

Atividades de volteio e aprendizagem de postura.

Duração: 20 minutos/participante
Surf

Aprendizagem de técnicas básicas.

Duração: 20 minutos/participante
Canoagem

Atividades recreativas em rio. Técnicas de Kayak e
Canoa.

Duração: 20 minutos/participante
Hora dos Contos

Atividades de animação, promoção e valorização da
leitura, adequadas e contextualizadas no meio
envolvente.

Duração: 90 minutos/participante
Gastronomia

Ateliers de promoção e valorização alimentar, através
da dinâmica lúdica.
Nutricionismo.

Duração: 90 minutos/participante
À Descoberta…

Atividades de orientação e “descoberta” da zona de
intervenção do Campo de férias.

Duração: 90 minutos/participante
Feelings

Atividades de relaxamento, sensoriais e integradas
num contexto descontraído.

Duração: 90 minutos/participante
Preservar a Praia

Atividades lúdicas de desenvolvimento ambiental e
promoção de práticas ecológicas.

Duração: 90 minutos/participante
Acampamento

Acampamento noturno, com animação e promoção
lúdica.

Duração: noite*


*atividade desenvolvida num modelo de “campo aberto”,
com a possibilidade de convívio entre participantes e
Encarregados de educação
Papagaios de papel

Atividade de construção de “papagaios de papel” e
aprendizagem de técnicas de lançamento.

Duração: 90 minutos/participante
Jogos desportivos

Badminton, Voleibol, futebol de praia, etc.

Duração: 90 minutos/participante

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Edleide e jô plano de ação (direção) cosma ramos - marcolândia pi
Edleide e jô plano de ação  (direção) cosma ramos - marcolândia piEdleide e jô plano de ação  (direção) cosma ramos - marcolândia pi
Edleide e jô plano de ação (direção) cosma ramos - marcolândia pi
MauricioCosta1
 
PPP EC10 2018 publicado
PPP EC10 2018  publicadoPPP EC10 2018  publicado
PPP EC10 2018 publicado
QUEDMA SILVA
 
Plano de Ação - Gestão 2019-2021
Plano de Ação - Gestão 2019-2021 Plano de Ação - Gestão 2019-2021
Plano de Ação - Gestão 2019-2021
muni2014
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio ef
mkbariotto
 
Componente de apoio à família
Componente de apoio à famíliaComponente de apoio à família
Componente de apoio à família
Maria Leonor
 
O Estágio Supervisionado em Educação Infantil.
O Estágio Supervisionado em Educação Infantil.O Estágio Supervisionado em Educação Infantil.
O Estágio Supervisionado em Educação Infantil.
revistas - UEPG
 
Projeto educativo 2011 2015
Projeto educativo 2011 2015Projeto educativo 2011 2015
Projeto educativo 2011 2015
rcaaa
 
PPP publicado 2018
PPP publicado 2018 PPP publicado 2018
PPP publicado 2018
QUEDMA SILVA
 
Projecto da componente de apoio a familia vg
Projecto da componente de apoio a familia vgProjecto da componente de apoio a familia vg
Projecto da componente de apoio a familia vg
Ana Barroca
 
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do GradilPCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
Henrique Santos
 
ParâMetros Em AçãO EducaçãO Infantil
ParâMetros Em AçãO   EducaçãO InfantilParâMetros Em AçãO   EducaçãO Infantil
ParâMetros Em AçãO EducaçãO Infantil
Patricia Pereira
 
Jornal edgard 29 07 11
Jornal edgard 29 07 11Jornal edgard 29 07 11
Jornal edgard 29 07 11
jornaledgar
 
Anexo v projeto curricular de agrupamento (2)
Anexo v   projeto curricular de agrupamento (2)Anexo v   projeto curricular de agrupamento (2)
Anexo v projeto curricular de agrupamento (2)
AMG Sobrenome
 
Cumprimento do módulo ii
Cumprimento do módulo iiCumprimento do módulo ii
Cumprimento do módulo ii
guestac9fd4
 
Plano de Turma 2014-2015
Plano de Turma 2014-2015Plano de Turma 2014-2015
Plano de Turma 2014-2015
Henrique Santos
 
Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019
Lindomar Oliveira
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
URCA - Universidade Regional do Cariri
 
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPIESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
UFMA e UEMA
 
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
Relatório de estágio  11 (reparado) (1)Relatório de estágio  11 (reparado) (1)
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
Natália Ferreira
 
Contraturno
ContraturnoContraturno
Contraturno
Cenpec
 

Mais procurados (20)

Edleide e jô plano de ação (direção) cosma ramos - marcolândia pi
Edleide e jô plano de ação  (direção) cosma ramos - marcolândia piEdleide e jô plano de ação  (direção) cosma ramos - marcolândia pi
Edleide e jô plano de ação (direção) cosma ramos - marcolândia pi
 
PPP EC10 2018 publicado
PPP EC10 2018  publicadoPPP EC10 2018  publicado
PPP EC10 2018 publicado
 
Plano de Ação - Gestão 2019-2021
Plano de Ação - Gestão 2019-2021 Plano de Ação - Gestão 2019-2021
Plano de Ação - Gestão 2019-2021
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio ef
 
Componente de apoio à família
Componente de apoio à famíliaComponente de apoio à família
Componente de apoio à família
 
O Estágio Supervisionado em Educação Infantil.
O Estágio Supervisionado em Educação Infantil.O Estágio Supervisionado em Educação Infantil.
O Estágio Supervisionado em Educação Infantil.
 
Projeto educativo 2011 2015
Projeto educativo 2011 2015Projeto educativo 2011 2015
Projeto educativo 2011 2015
 
PPP publicado 2018
PPP publicado 2018 PPP publicado 2018
PPP publicado 2018
 
Projecto da componente de apoio a familia vg
Projecto da componente de apoio a familia vgProjecto da componente de apoio a familia vg
Projecto da componente de apoio a familia vg
 
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do GradilPCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
 
ParâMetros Em AçãO EducaçãO Infantil
ParâMetros Em AçãO   EducaçãO InfantilParâMetros Em AçãO   EducaçãO Infantil
ParâMetros Em AçãO EducaçãO Infantil
 
Jornal edgard 29 07 11
Jornal edgard 29 07 11Jornal edgard 29 07 11
Jornal edgard 29 07 11
 
Anexo v projeto curricular de agrupamento (2)
Anexo v   projeto curricular de agrupamento (2)Anexo v   projeto curricular de agrupamento (2)
Anexo v projeto curricular de agrupamento (2)
 
Cumprimento do módulo ii
Cumprimento do módulo iiCumprimento do módulo ii
Cumprimento do módulo ii
 
Plano de Turma 2014-2015
Plano de Turma 2014-2015Plano de Turma 2014-2015
Plano de Turma 2014-2015
 
Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
 
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPIESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI
 
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
Relatório de estágio  11 (reparado) (1)Relatório de estágio  11 (reparado) (1)
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
 
Contraturno
ContraturnoContraturno
Contraturno
 

Destaque

Webquest sobre Pirâmides, História e Matemática
Webquest sobre Pirâmides, História e MatemáticaWebquest sobre Pirâmides, História e Matemática
Webquest sobre Pirâmides, História e Matemática
Lúcia Serafim
 
Atividade3 Breno
Atividade3 BrenoAtividade3 Breno
Atividade3 Breno
Breno Trautwein
 
Servicios de Administración Profesional de Proyectos de IDT 2014
Servicios de Administración Profesional de Proyectos de IDT 2014Servicios de Administración Profesional de Proyectos de IDT 2014
Servicios de Administración Profesional de Proyectos de IDT 2014
Marco A. Santiago
 
ProjeçõEs CartográFica, Mapas E Atividades Ulbra ConcóRdia
ProjeçõEs CartográFica, Mapas E Atividades Ulbra ConcóRdiaProjeçõEs CartográFica, Mapas E Atividades Ulbra ConcóRdia
ProjeçõEs CartográFica, Mapas E Atividades Ulbra ConcóRdia
alcidessf
 
Search labs julho2010
Search labs julho2010Search labs julho2010
Search labs julho2010
Paola Zingman
 
Preste Atenção
Preste AtençãoPreste Atenção
Preste Atenção
Henrique Santos
 
Colegas de trabalho
Colegas de trabalhoColegas de trabalho
Colegas de trabalho
alex
 
Icebergs Estriados Da Antartida
Icebergs Estriados Da AntartidaIcebergs Estriados Da Antartida
Icebergs Estriados Da Antartida
Jose Da Palma
 
Análise De Diretrizes Para Homepages
Análise De Diretrizes Para HomepagesAnálise De Diretrizes Para Homepages
Análise De Diretrizes Para Homepages
Gabriela Steigleder
 
Inmaculada concepción, na praza de españa en roma italia
Inmaculada concepción, na praza de españa en roma   italiaInmaculada concepción, na praza de españa en roma   italia
Inmaculada concepción, na praza de españa en roma italiaNuria M Núñez Elissetche
 
Gravado em pedra
Gravado em pedraGravado em pedra
Gravado em pedra
alex
 
Métricas - WSMS
Métricas - WSMSMétricas - WSMS
Métricas - WSMS
Edney Souza
 
Diapositivas las 5_p_marketing
Diapositivas las 5_p_marketingDiapositivas las 5_p_marketing
Diapositivas las 5_p_marketing
Treysiyacila
 
IAF131 nº0dixital
IAF131 nº0dixitalIAF131 nº0dixital
IAF131 nº0dixital
IGADI
 
Conteo de Numeros cuarto de secundaria
Conteo de Numeros cuarto de secundariaConteo de Numeros cuarto de secundaria
Conteo de Numeros cuarto de secundaria
luiscancer
 
Circuitos Educadores
Circuitos EducadoresCircuitos Educadores
Circuitos Educadores
Débora Menezes
 
Preste Atenção
Preste AtençãoPreste Atenção
Preste Atenção
Henrique Santos
 
Geo urb a09
Geo urb a09Geo urb a09
Geo urb a09
Ana Beatriz
 
Geo urb a10
Geo urb a10Geo urb a10
Geo urb a10
Ana Beatriz
 

Destaque (20)

Webquest sobre Pirâmides, História e Matemática
Webquest sobre Pirâmides, História e MatemáticaWebquest sobre Pirâmides, História e Matemática
Webquest sobre Pirâmides, História e Matemática
 
Atividade3 Breno
Atividade3 BrenoAtividade3 Breno
Atividade3 Breno
 
Servicios de Administración Profesional de Proyectos de IDT 2014
Servicios de Administración Profesional de Proyectos de IDT 2014Servicios de Administración Profesional de Proyectos de IDT 2014
Servicios de Administración Profesional de Proyectos de IDT 2014
 
ProjeçõEs CartográFica, Mapas E Atividades Ulbra ConcóRdia
ProjeçõEs CartográFica, Mapas E Atividades Ulbra ConcóRdiaProjeçõEs CartográFica, Mapas E Atividades Ulbra ConcóRdia
ProjeçõEs CartográFica, Mapas E Atividades Ulbra ConcóRdia
 
Pv febreiro 2014
Pv febreiro 2014Pv febreiro 2014
Pv febreiro 2014
 
Search labs julho2010
Search labs julho2010Search labs julho2010
Search labs julho2010
 
Preste Atenção
Preste AtençãoPreste Atenção
Preste Atenção
 
Colegas de trabalho
Colegas de trabalhoColegas de trabalho
Colegas de trabalho
 
Icebergs Estriados Da Antartida
Icebergs Estriados Da AntartidaIcebergs Estriados Da Antartida
Icebergs Estriados Da Antartida
 
Análise De Diretrizes Para Homepages
Análise De Diretrizes Para HomepagesAnálise De Diretrizes Para Homepages
Análise De Diretrizes Para Homepages
 
Inmaculada concepción, na praza de españa en roma italia
Inmaculada concepción, na praza de españa en roma   italiaInmaculada concepción, na praza de españa en roma   italia
Inmaculada concepción, na praza de españa en roma italia
 
Gravado em pedra
Gravado em pedraGravado em pedra
Gravado em pedra
 
Métricas - WSMS
Métricas - WSMSMétricas - WSMS
Métricas - WSMS
 
Diapositivas las 5_p_marketing
Diapositivas las 5_p_marketingDiapositivas las 5_p_marketing
Diapositivas las 5_p_marketing
 
IAF131 nº0dixital
IAF131 nº0dixitalIAF131 nº0dixital
IAF131 nº0dixital
 
Conteo de Numeros cuarto de secundaria
Conteo de Numeros cuarto de secundariaConteo de Numeros cuarto de secundaria
Conteo de Numeros cuarto de secundaria
 
Circuitos Educadores
Circuitos EducadoresCircuitos Educadores
Circuitos Educadores
 
Preste Atenção
Preste AtençãoPreste Atenção
Preste Atenção
 
Geo urb a09
Geo urb a09Geo urb a09
Geo urb a09
 
Geo urb a10
Geo urb a10Geo urb a10
Geo urb a10
 

Semelhante a Projeto Pedagógico Try-Out

Projecto de reforço escolar
Projecto de reforço escolarProjecto de reforço escolar
Projecto de reforço escolar
Rivaldo Francisco
 
Relatório Síntese PT 3º período 2015
Relatório Síntese PT 3º período 2015Relatório Síntese PT 3º período 2015
Relatório Síntese PT 3º período 2015
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1
Pet Esef
 
Relatorio 2016
Relatorio 2016Relatorio 2016
Relatorio 2016
Pet Esef
 
MAPPA-UC1-CNT_MAT (1).pdf
MAPPA-UC1-CNT_MAT (1).pdfMAPPA-UC1-CNT_MAT (1).pdf
MAPPA-UC1-CNT_MAT (1).pdf
SIDNEISOUZA39
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
jeffcezanne
 
Slide reunião pedagógoica 25 de fevereiro.pptx
Slide reunião pedagógoica 25 de fevereiro.pptxSlide reunião pedagógoica 25 de fevereiro.pptx
Slide reunião pedagógoica 25 de fevereiro.pptx
Vanusia Santana
 
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docxCópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
ProfLeandrodosSantos
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
filicianunes
 
Resumo Fenerc 2011 - UFRGS
Resumo Fenerc 2011 - UFRGSResumo Fenerc 2011 - UFRGS
Resumo Fenerc 2011 - UFRGS
forumdealimetacao
 
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Rosemary Batista
 
Relatório síntese pt 3 16
Relatório síntese pt 3 16Relatório síntese pt 3 16
Relatório síntese pt 3 16
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Boletim da Parentalidade
Boletim da Parentalidade Boletim da Parentalidade
Boletim da Parentalidade
DanielaSilva684
 
Estágio nos anos iniciais
Estágio nos anos iniciaisEstágio nos anos iniciais
Estágio nos anos iniciais
Rosinara Azeredo
 
reuniao ano letivo-16-de-dezembro-2010.ppt
reuniao ano letivo-16-de-dezembro-2010.pptreuniao ano letivo-16-de-dezembro-2010.ppt
reuniao ano letivo-16-de-dezembro-2010.ppt
SupervisoEMAC
 
reuniao-16-de-dezembro-2010.ppt
reuniao-16-de-dezembro-2010.pptreuniao-16-de-dezembro-2010.ppt
reuniao-16-de-dezembro-2010.ppt
ProfTacyMRedin
 
Manual tutor para agentes jovens
Manual tutor para agentes jovensManual tutor para agentes jovens
Manual tutor para agentes jovens
Jaque Godinho
 
INFORMAÇÕES GERAIS 2018 - Educação Infantil
INFORMAÇÕES GERAIS 2018 -  Educação InfantilINFORMAÇÕES GERAIS 2018 -  Educação Infantil
INFORMAÇÕES GERAIS 2018 - Educação Infantil
Nayara Alves
 
Happy days apresentação "Congresso International de POLÍTICAS EDUCATIVAS, EFI...
Happy days apresentação "Congresso International de POLÍTICAS EDUCATIVAS, EFI...Happy days apresentação "Congresso International de POLÍTICAS EDUCATIVAS, EFI...
Happy days apresentação "Congresso International de POLÍTICAS EDUCATIVAS, EFI...
Clara Rodrigues
 
acolhimento noturno 2023 (1).pptx
acolhimento noturno 2023 (1).pptxacolhimento noturno 2023 (1).pptx
acolhimento noturno 2023 (1).pptx
EdsonBrasil15
 

Semelhante a Projeto Pedagógico Try-Out (20)

Projecto de reforço escolar
Projecto de reforço escolarProjecto de reforço escolar
Projecto de reforço escolar
 
Relatório Síntese PT 3º período 2015
Relatório Síntese PT 3º período 2015Relatório Síntese PT 3º período 2015
Relatório Síntese PT 3º período 2015
 
Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1
 
Relatorio 2016
Relatorio 2016Relatorio 2016
Relatorio 2016
 
MAPPA-UC1-CNT_MAT (1).pdf
MAPPA-UC1-CNT_MAT (1).pdfMAPPA-UC1-CNT_MAT (1).pdf
MAPPA-UC1-CNT_MAT (1).pdf
 
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
 
Slide reunião pedagógoica 25 de fevereiro.pptx
Slide reunião pedagógoica 25 de fevereiro.pptxSlide reunião pedagógoica 25 de fevereiro.pptx
Slide reunião pedagógoica 25 de fevereiro.pptx
 
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docxCópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
 
Resumo Fenerc 2011 - UFRGS
Resumo Fenerc 2011 - UFRGSResumo Fenerc 2011 - UFRGS
Resumo Fenerc 2011 - UFRGS
 
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
 
Relatório síntese pt 3 16
Relatório síntese pt 3 16Relatório síntese pt 3 16
Relatório síntese pt 3 16
 
Boletim da Parentalidade
Boletim da Parentalidade Boletim da Parentalidade
Boletim da Parentalidade
 
Estágio nos anos iniciais
Estágio nos anos iniciaisEstágio nos anos iniciais
Estágio nos anos iniciais
 
reuniao ano letivo-16-de-dezembro-2010.ppt
reuniao ano letivo-16-de-dezembro-2010.pptreuniao ano letivo-16-de-dezembro-2010.ppt
reuniao ano letivo-16-de-dezembro-2010.ppt
 
reuniao-16-de-dezembro-2010.ppt
reuniao-16-de-dezembro-2010.pptreuniao-16-de-dezembro-2010.ppt
reuniao-16-de-dezembro-2010.ppt
 
Manual tutor para agentes jovens
Manual tutor para agentes jovensManual tutor para agentes jovens
Manual tutor para agentes jovens
 
INFORMAÇÕES GERAIS 2018 - Educação Infantil
INFORMAÇÕES GERAIS 2018 -  Educação InfantilINFORMAÇÕES GERAIS 2018 -  Educação Infantil
INFORMAÇÕES GERAIS 2018 - Educação Infantil
 
Happy days apresentação "Congresso International de POLÍTICAS EDUCATIVAS, EFI...
Happy days apresentação "Congresso International de POLÍTICAS EDUCATIVAS, EFI...Happy days apresentação "Congresso International de POLÍTICAS EDUCATIVAS, EFI...
Happy days apresentação "Congresso International de POLÍTICAS EDUCATIVAS, EFI...
 
acolhimento noturno 2023 (1).pptx
acolhimento noturno 2023 (1).pptxacolhimento noturno 2023 (1).pptx
acolhimento noturno 2023 (1).pptx
 

Projeto Pedagógico Try-Out

  • 1. Campos de Férias Planeamento e Projeto Pedagógico e de Animação
  • 2. Campos de férias na Foz do Lizandro A tem como objeto a organização de iniciativas de animação e organização de campos de férias destinadas a crianças e jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos, cuja finalidade compreenda a realização, durante um período de tempo determinado, de um programa organizado de carácter educativo, cultural, desportivo ou meramente recreativo. O Local Praia da Foz do Lizandro - Situada na freguesia da Carvoeira, apresenta uma considerável extensão de areal, que acompanha, a sul, o desaguar do rio Lizandro. Praia com Bandeira Azul, tem vários bares de apoio a banhistas. A Equipa A equipa de animadores a integrar cada Campo será constituída por jovens maiores de 18 anos e com formação específica e experiência comprovada em Campos de Férias. As atividades Os campos de férias são locais excecionais para a ocupação do tempo livre das crianças e jovens. Através da realização das atividades propostas, acontecerão novas vivências em grupo, troca de experiências e transmissão de valores socioculturais.
  • 3. Princípios do Projeto Pedagógico A Try-Out orienta-se para a promoção de um conjunto de atitudes e valores de participação social e cultural, desenvolvendo atividades que atribuam particular importância à relação do participante com o contexto/meio físico e natural, assim como com o equipamento e instalações. A Autonomia, a responsabilidade, o trabalho de equipa, a criatividade, a imaginação e o respeito pelo próximo são os principais conceitos e valores que fundamentam a ação e a planificação das estratégias e atividades que corporizam os Campos de férias Para a prossecução dos objetivos e princípios da Try-Out, serão desenvolvidas estratégias e atividades em forma de ateliers de atividades de ar livre, desportos de natureza e reflexão sobre o meio ambiente, devidamente apresentados no documento “Projeto Pedagógico”. Como princípios e posicionamento pessoal face aos campos de férias, os animadores assumirão uma permanente disponibilidade física e mental para a função, demonstrarão um entusiamo e empenho pessoal pela função no respeito voluntário pelas orientações definidas e assumirão uma atitude empática e assertiva no tratamento pessoal e profissional.
  • 4. É importante a capacidade e gosto pelo trabalho em equipa com espirito de ajuda e companheirismo e assegurar-se-á entre os participantes, animadores, colaboradores diversos e a população local as melhores relações e civismo, pressupondo que a relação educativa não se esgota na organização, dinamização e realização de atividades incluídas no planeamento do campo de férias. A intervenção prática e a preocupação pelo cumprimento das tarefas é de enorme importância para a qualidade da relação educativa, logo, uma atitude permanente de disponibilidade e interesse pelos participantes e pelas tarefas diárias (atividades e rotinas) de um Campo de Férias consubstancia-se num comportamento individual no qual o cumprimento de horários, a responsabilidade pelo equipamento e material utilizado no desempenho das suas funções e a gestão do esforço são princípios a observar de forma constante e permanente. Por último, fazem parte dos princípios gerais do Projeto Pedagógico e de Animação a orientação para a promoção de atividades que incentivem e promovam o gosto pela atividades físicas e pela Natureza bem como uma atitude construtiva face aos outros e à vida.
  • 5. Objetivos específicos dos Campos de Férias São objetivos da Try-Out: • Garantir a segurança do grupo durante todo o Campo de Férias; • Conseguir um bom ambiente de trabalho e coesão da equipa pedagógica; • Atingir um bom grau de satisfação e envolvimento do grupo; • Estimular e desenvolver as capacidades das crianças e dos jovens; • Aplicar conhecimentos adquiridos pelas crianças e jovens no seu meio envolvente (família, escola, comunidade); • Adquirir hábitos mais corretos de saúde, higiene e alimentação; • Participar ativa e responsavelmente na vida do Campo de Férias; • Conhecer o meio natural, cultural, urbano e social envolvente.
  • 6. Recursos Serão recursos do Campo de Férias aqueles que se justificarem para as atividades propostas, sendo da responsabilidade da Try-Out a aquisição de material e equipamento cuja adequação etária bem como a certificação de qualidade seja clara e inequívoca. Como recursos físicos entendem-se os equipamentos e materiais necessários e adequados às atividades propostas e como recursos humanos entendem-se o Equipas técnico/pedagógicas ao serviço da Try- Out.
  • 7. Estratégias e Metodologias de execução A dinâmica dos Campos de Férias será definida pelo Equipas técnico/pedagógicas e respeitará uma estrutura modelar na qual os módulos compreenderão Atelieres temáticos e estruturados (em anexo a este documento), tendo em conta os interesses e motivações dos participantes. Tendo em conta as caraterísticas do local, bem como o contexto sociocultural e educativo dos participantes, serão desenvolvidas estratégias integradoras numa perspetiva não-formal de educação e formação. Visam apoiar os participantes no seu processo de desenvolvimento através de Atividades lúdicas, utilizando ferramentas de trabalho capazes de estimular a aprendizagem e a expressar os conhecimentos através de uma nova linguagem.
  • 8. Natureza dos Campos de Férias Os Campos de Férias a desenvolver pela Try-Out são do tipo não residencial, e terão uma duração máxima de 10 dias e mínima de 5 dias, ocupando os períodos de manhã e da tarde, até ao máximo de 7 horas diárias. O número de jovens a abranger por cada projeto de campo de férias é, no mínimo, de 30 participantes. A participação nas atividades implica uma inscrição paga, podendo existir atividades opcionais, para as quais será definido um custo específico.
  • 9. Metodologias de Avaliação Todas as atividades desenvolvidas serão alvo de avaliação específica, através de questionários, num modelo de avaliação a 360ª (todos avaliam tudo). Serão distribuídos instrumentos de avaliação aos participantes, aos seus representantes legais, ao Equipas técnico/pedagógicas e aos parceiros, co o objetivo de reunir dados e informação pertinente quer para aferir a qualidade relativa dos Campos de Férias, quer para adequar as estratégias futuras. Serão também desenvolvidos de procedimento de avaliação do Equipas técnico/pedagógicas com base na informação logística (cumprimento de horários, competência demonstrada, etc.), ao longo do decurso do Campo de Férias. Por último, será tido em conta a opinião expressa por todos os envolvidos em sessões finais de reflexão e autoavaliação, que serão devidamente enquadrada no Relatório de Avaliação de Campo de Férias que será executado pela entidade organizadora num prazo máximo de 15 dias a partir da data de encerramento do mesmo.
  • 10. Estabelecimento de parcerias É princípio fundamental da Try-Out desenvolver as atividades de Campos de Férias numa lógica de integração local absoluta, para o que se tornará fundamental o estabelecimento de parcerias locais. Neste particular, e tendo em atenção o espaço específico (Foz do Lizandro) existem já parcerias efetivas com entidades privadas locais (Bar Cais de 4, Restaurante Limipicos, Escola de Surf BerBer West Coast Surf School, Bombeiros Voluntários da Ericeira) e estão em desenvolvimento contactos para a celebração de parcerias com entidades públicas oficiais (Câmara Municipal de Mafra, Capitania do Porto de Cascais – Delegação da Ericeira) e particulares. Destas parcerias serão também produzidos relatórios de avaliação que consubstanciarão a avaliação global das atividades organizadas e realizadas pela Try-Out.
  • 11. Promotores/Dinamizadores Henrique Santos Educador de Infância de formação, iniciou a sua atividade em campos de férias como coordenador na Quinta das Malhadas, nos anos 90. Desenvolve atualmente atividades de formação no âmbito da Organização e Animação de atividades complementares em Educação e frequenta o Doutoramento em Educação na Universidade de Lisboa. João Bexiga Coordenador e Animador de Campos de Férias (ACM, Em-Campo, My Camp, Aventurakids, etc), possui mais de quinze anos de experiência, estando, atualmente a frequentar o Mestrado em Planeamento e Gestão em Turismo de Natureza e Aventura Pedro Guerra Alves Após ter iniciado a sua participação, como animador, em campos de férias no princípio dos anos 90, tem vindo a desenvolver a sua atividade principal na organização e gestão de atividades de animação e formação pessoal. Outros Colaboradores Pepê – (BerBer West Coast Surf School) – Treinador/professor de Surf, certificado pela Federação Portuguesa de Surf e pelo Instituto Português do Desporto, na Ericeira há mais de 10 anos; Nélson Jacinto - Nadador-Salvador e bombeiro profissional, desenvolve atividades de animação e promoção aquática, Ana Catarina – Mestre de Reiki, desenvolve atividades de promoção de Ioga e Relaxamento para Crianças
  • 12. Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Plano Tipo* Almoço *De acordo com as possibilidades concedidas pelas condições meteorológicas e de espaço. As atividades, modulares, podem ser deslocadas, de forma a completar um programa Lanche diário de plena ocupação.
  • 13. Preçário e Condições Os Campos de férias na Foz do Lizandro são abertos a jovens entre os 6 e os 18 anos e decorrem diariamente entre as 9.00h e as 18.00h. Considera-se uma semana de campos de férias o conjunto de 5 dias úteis seguidos, conforme Plano Tipo. A inscrição nos Campos de Férias pressupõe o preenchimento dos formulários apresentados em anexo a este documento, bem como a apresentação de declaração de autorização dos pais ou representantes legais dos jovens menores e comprovativo de pagamento. Contactos: Henrique Santos – 965276801 Pedro Guerra Alves – 934098578 João Bexiga – 914514543 info@try-out.pt
  • 15. Informações/recomendações Saúde Devem ser prestadas, em impresso próprio ou ao Coordenador do Campo, todas as informações relativas a condição clínica/de saúde de exceção Assistência Médica e Medicamentosa Entende-se por assistência médica qualquer tratamento simples, incluindo medicação (da responsabilidade do encarregado de educação, para a qual deverá assinar termo de responsabilidade) levada a efeito no Campo de Férias, bem como o transporte a qualquer Centro Hospitalar Objetos de Valor Desaconselha-se a existência de objetos de valor em posse dos participantes. Não pode o Campo de Férias ser responsabilizado por desaparecimento ou deterioração. Em relação a Dinheiro de Bolso, recomendamos um valor inferior a 2€/dia. Seguro Todos os participantes estão cobertos por um seguro de saúde de Acidentes Pessoais / OTL Campos de Férias. Marcação de roupa/objetos Aconselhamos a identificação personalizada de todos os objetos e vestuário transportado pelos participantes Visitas Não aconselhamos visitas de familiares e/ou amigos durante a realização do campo de Férias, de forma a evitar ruturas no desenvolvimento do planeamento Comportamento Os participantes terão acesso a todas as atividades do programa do campo de férias, mas o Campo de Férias reserva-se o direito de impedir a participação por razões de saúde e/ou comportamento que prejudique, de forma significativa, o seu funcionamento.
  • 16. Equitação Atividades de volteio e aprendizagem de postura. Duração: 20 minutos/participante
  • 17. Surf Aprendizagem de técnicas básicas. Duração: 20 minutos/participante
  • 18. Canoagem Atividades recreativas em rio. Técnicas de Kayak e Canoa. Duração: 20 minutos/participante
  • 19. Hora dos Contos Atividades de animação, promoção e valorização da leitura, adequadas e contextualizadas no meio envolvente. Duração: 90 minutos/participante
  • 20. Gastronomia Ateliers de promoção e valorização alimentar, através da dinâmica lúdica. Nutricionismo. Duração: 90 minutos/participante
  • 21. À Descoberta… Atividades de orientação e “descoberta” da zona de intervenção do Campo de férias. Duração: 90 minutos/participante
  • 22. Feelings Atividades de relaxamento, sensoriais e integradas num contexto descontraído. Duração: 90 minutos/participante
  • 23. Preservar a Praia Atividades lúdicas de desenvolvimento ambiental e promoção de práticas ecológicas. Duração: 90 minutos/participante
  • 24. Acampamento Acampamento noturno, com animação e promoção lúdica. Duração: noite* *atividade desenvolvida num modelo de “campo aberto”, com a possibilidade de convívio entre participantes e Encarregados de educação
  • 25. Papagaios de papel Atividade de construção de “papagaios de papel” e aprendizagem de técnicas de lançamento. Duração: 90 minutos/participante
  • 26. Jogos desportivos Badminton, Voleibol, futebol de praia, etc. Duração: 90 minutos/participante