SlideShare uma empresa Scribd logo
E.E. “PROFESSORA NELI HELENA ASSIS DE ANDRADE”
                    PROJETO ELEIÇÕES - 2010




Introdução:

        Estamos em ano de eleições… Será que os alunos sabem o que fazem aqueles
políticos que querem o voto dos eleitores?
                                       Será que também estão preocupados com os
                                problemas do seu país? Da sua escola? Do seu bairro?
                                       Assim     pensando     na    consciência   cidadã
                                organizamos este projeto para que nossos alunos
                                tenham uma visão politizada de conceitos, conteúdos e
                                reconhecimento das ações daqueles que nos
                                representam na política pública.
                                       Para tanto, vários recursos da mídia, veículos de
                                comunicação e informação nos auxiliam nesta tarefa.
                                Ainda, a realização de uma uma eleição para escolher um
                                representante, aquele que irá representar os alunos da
                                escola.
                                       Podemos ter como base nosso Grêmio Estudantil
                                “Coruja de Ouro”, que sob a orientação da nossa
                                Professora Marcia Tito, tem realizado e organizado ações
de cidadania. Lembrando que a forma de eleição se dá de maneira semelhante nas
eleições políticas quando as pessoas elegem seus representantes.
        Os candidatos deverão apresentar suas propostas em sala de aula ou no coletivo
de acordo com a organização do grupo de professores para, então, se submeterem à
eleição na escola.
        O candidato que demonstrar maior envolvimento com as causas sociais e
atividades que desenvolvam o senso de cidadania, provavelmente, será a escolhido.
        Desta forma, o voto se faz instrumento de transformação social, onde os eleitos
estarão nos representando. Devemos cobrar deles atitudes honestas que beneficiem toda
essa sociedade.
        Será que nossos alunos têm consciência do que é votar?
        Com o desenvolver do projeto as crianças poderão aprender mais sobre a
importância do voto e também escolher um candidato para representar seus interesses
da sua classe e escola.
Justificativa

       A cidadania só tem sentido como testemunho e
prática de conhecimentos que levam à ação. É
urgente levantar as bandeiras cidadãs da
preservação ambiental, dos direitos humanos, da
incorruptibilidade, da paz, enfim, quantas forem
necessárias para formarmos cidadão conscientes do
seu papel na sociedade e comprometidos com a
transformação de nosso país em uma “casa” boa de
se viver.

       Aprender a mobilizar conhecimentos para fazer
intervenções solidárias na realidade é um direito dos
nossos alunos. Respeitá-los como cidadãos é
franquear a eles a porta do universo cognitivo e afetivo: o conhecimento significativo.
       Através do desenvolvimento deste projeto, pretende-se despertar nos nossos
alunos noções de cidadania e respeito à opinião do outro e a consciência de seu papel na
sociedade.



Objetivos:
                                               ●   Levar os alunos a compreender seus
                                                   direitos e obrigações;
                                               ● Compreender características
                                                   fundamentais das eleições, construindo
                                                   a noção de identidade nacional;
                                               ● Aprender a questionar a realidade;
                                               ● Construir o conceito de: democracia;
                                                   eleição; deputado (estadual e federal),
                                                   senador e governador; convenção,
                                                   comício, assembléia; urna, voto; título
                                                   de eleitor;
                                               ●    Identificar os candidatos, seus partidos
                                                   políticos e siglas.
                                               ● Despertar a consciência cidadã das
       crianças, para que compreendam a cidadania como participação social e política;
   ●   Proporcionar aos alunos oportunidades para que possam pensar, questionar,
       criticar, dar opiniões do que seria preciso mudar para que possamos viver num
       país e num estado melhor;
   ●   Incentivar o aluno, desde já, a participar da política de forma ativa, mostrando a
       importância de bons governantes para qualquer país;
   ●   Observar de forma crítica as promessas dos candidatos, verificando se realmente
       há possibilidade de cumpri-las;
   ●   Incentivar a conversa em família sobre a política, conhecendo o significado do voto
       consciente;
   ●   Ajudar na formação de cidadãos conscientes de suas potencialidades,
       conhecedores de seus direitos e responsabilidades;
   ●   Pesquisar o funcionamento dos três poderes em nível federal, estadual e
       municipal, bem como os cargos a serem disputados nas eleições 2010;
●  Conhecer as propostas de governo dos candidatos à presidência da República
      verificando as necessidades do povo brasileiro e a pertinência dessas propostas
      no contexto brasileiro atual;
  ● Respeitar as opiniões dos colegas de intercâmbio e da escola fazendo comentários
      construtivos sobre suas produções textuais;
  ● Estimular o exercício de cidadania quanto à realidade que vivemos e nossa
      responsabilidade enquanto agentes transformadores, tanto nas eleições, quanto no
      dia a dia da sociedade.
  ● Tirar suas dúvidas, pesquisando:
      » Calendário
      » Cola do voto
      » Justificativa do voto
      » Locais de votação
      » Mesários
      » No dia da eleição
      » Novas regras do TSE
      » Obrigatoriedade
      » Propaganda eleitoral
      » Telefones úteis
      » Título eleitoral
      » Urna eletrônica
      » Voto no exterior
      Nesta eleição, os eleitores poderão escolher o Presidente, os Senadores,
Deputados e Governador que governarão nosso estado e país.
       É permitido levar uma “cola” para o dia da votação, para ajudar a lembrar o número
dos candidatos. Se o eleitor quiser votar apenas na sigla, deve colocar apenas os dois
primeiros digitos e apertar no botão CONFIRMAR.
       Depois da pesquisa será possível expor no pátio da escola de forma que todas as
outras turmas possam apreciar e conhecer o que cada série pesquisou.

Cronologia:
   ● Início do projeto: agosto de 2010
   ● 1 aula por semana até o fim do processo eleitoral.


Avaliação:
  ● Será feita durante todo o processo através da observação das atividades
      desenvolvidas, dos textos produzidos.


       PARA SABER MAIS

      Eleição é todo processo pelo qual um grupo designa um de seus integrantes para
ocupar um cargo por meio de votação.
      Na democracia representativa, é o processo que consiste na escolha de
determinados indivíduos para exercerem o poder soberano, concedido pelo povo através
do voto, devendo estes, assim, exercerem o papel de representantes da nação.
      A eleição pode se processar com o voto de toda a comunidade ou de apenas uma
parcela da comunidade, os chamados eleitores.
DESENVOLVIMENTO:
     ATIVIDADES:
                                       Em duplas, trios ou grupo de alunos deverão:
                                         1. Criar um nome e um partido para o seu
                                            candidato;
                                         2. Criar um logotipo para o partido (não
                                            podendo ser de um partido já existente.
                                            Deve ser feito à mão livre)
                                         3. Explicar quem é esse político e o que ele
                                            pretende fazer (uma proposta de governo
                                            com sugestões e medidas que poderão ser
                                            tomadas para minimizar problemas da
                                            comunidade escolar, do clube, do
                                            condomínio);
                                         4. Criar um slogan para a Campanha;
  5. Detalhar as prioridades do seu governo (ex: saúde, educação, meio ambiente);
  6. Justificar por que devem votar no seu candidato.


     PRODUÇÃO FINAL:


                               1. Disponibilizar os candidatos, siglas dos partidos e
                                  propostas de cada um deles
                               2. Realizar uma eleição
                               3. Organizar debates com os alunos da escola, onde
                                  cada candidato terá oportunidade de esclarecer suas
                                  propostas;
                               4. Confeccionar título de eleitor;
                               5. Promover um concurso de charges sobre as eleições;
  6. Organizar um dia da eleição (mesários, apuradores, local da votação e apuração,
     horário, fiscal de boca de urna);
  7. Apurar os votos dos candidatos;
  8. Divulgar da apuração em cartazes, gráficos expostos
     no pátio da escola, identificando a série e professora;
  9. Realizar uma cerimônia de posse do presidente
     eleito.
O QUE PODE SER TRABALHADO COM ESTE PROJETO?
   ●   LÍNGUA PORTUGUESA:
       - Leitura e escrita informal;
       - Elaboração de discursos orais e escritos;
       - Produção de textos;
       - Tirinhas e quadrinhos alusivos ao tema.

   ●   ARTE:
       - Orientação na confecção de cartazes, faixas para a campanha, urnas, botons,
       Cédula Eleitoral, Título de Eleitor.

   ●   HISTÓRIA/GEOGRAFIA:
       - História das Eleições;
       - Estudo dos Três Poderes;
       - Poluição sonora e visual.

   ●   MATEMÁTICA:
       - Número de candidatos
       - Número de eleitores e de vagas;
       - Horários dos programas eleitorais; datas e horários das eleições;
       - Gráficos e planilhas dos resultados das pesquisas do IBOPE, DATAFOLHA,
       SENSUS E FOX POPULI refernte à candidatos da Eleição 2010.
       - Tabela dos resultados da turma, na votação da classe.
       - Problemas e situações problemas pertinentes ao tema.


       SUGESTÕES PARA TRABALHAR COMO TAREFA DE CASA:
        Sugestão 1 - HINO NACIONAL E ILUSTRAÇÃO
Conheça a letra e a música do Hino Nacional , visitando o site:
http://www.lions.org.br/lionnet/hinonaccantado.htm
Divida o Hino Nacional em partes e organize a turma em grupos para ilustrá-las.


       Sugestão 2 – BRASÕES E SÍMBOLOS DA NOSSA PÁTRIA
A Bandeira, o Selo, o Brasão e o Hino Nacional são símbolos da nossa Pátria. Que tal
você presentear o nosso País com a criação de um novo símbolo que represente seu
sentimento pela Pátria.


       Sugestão 3 – ELABORAÇÃO DE CAMPANHA ELEITORAL
Os programas e as campanhas eleitorais estão acontecendo, e os candidatos estão
apresentando suas propostas. Imagine que que você é o mais novo candidato ao
Governo de São Paulo ou à Presidencia do Brasil - por isso não perca tempo, apresente
sua proposta de governo de maneira criativa, criando um panfleto ou cartaz para sua
campanha.


       Sugestão 4 - CHARGES
Represente através de Charges e Caricaturas o momento atual das propagandas
eleitorais.
Sugestão 5 – ORGANIZAÇÃO DA SALA DE VOTAÇÃO




                                                   1- Presidente da seção
                                                   2- 1º mesário
                                                   3- 2º mesário
                                                   4- Secretário
                                                   5- Urna e cabina




      Sugestão 6 – PESQUISA

                 Como surgiu a Urna eletrônica. A partir das eleições de 1996, urnas
                 eletrônicas passaram a ser adotadas. Naquele ano, 57 municípios
                 utilizaram este tipo de urna. Desde 2000, todos os eleitores brasileiros
                 votam em urnas eletrônicas.

                  Podemos visualizar um bom futuro
                  para os sistemas de voto eletrônico. A
adoção deste sistema eliminou vários tipos de fraudes
que antes eram feitas facilmente com o voto
tradicional. Porém, abriu brechas para outros tipos de
fraudes. Por outro lado, o uso de um sistema unificado
diminuiu o número de pessoas a se subornar para
viciar todo o sistema eleitoral, pois basta ter acesso à
Central para se mudar o resultado das apurações.

Em resumo, ainda há muito a se pesquisar nesta área. Podemos ter um sistema
totalmente seguro e inviolável do ponto de vista do sistema, do envio dos dados e da
apuração, porém, por mais que se tente, nenhum sistema é completamente protegido
contra fraudes de pessoas diretamente envolvidas no processo eleitoral, que, tendo
acesso ao sistema, podem alterar os dados.

Assim, não basta termos um sistema dito "perfeito", mas também são válidos uma
seleção mais restritiva quanto às pessoas envolvidas no processo de votação e um
trabalho de educação para que estas pessoas não sejam enganadas por terceiros.
Sugestão 7 -BANDEIRA DO BRASIL EM ALTO RELEVO
Sugestão 8 – BANDEIRA DO BRASIL EM PARTES




Sugestão 9 – CÉDULA ELEITORAL
Sugestão 10 – CONHECENDO A HISTÓRIA DO VOTO E DAS ELEIÇÕES


      Durante a Colônia, não existia cédula eleitoral. Os representantes eram escolhidos
através de declaração oral dos eleitores. O voto era dado de viva voz.
       A cédula eleitoral surge no Império, a partir da primeira lei eleitoral (1824). Os
eleitores depositavam na urna uma lista com os nomes e profissões dos candidatos
escolhidos.
       Na década de 1840, o eleitor passou a entregar a lista, que era numerada,
rubricada e depositada na urna por um funcionário da mesa eleitoral. Com a lei de 1846,
os eleitores voltam a depositar pessoalmente o voto na urna.
      A Lei Saraiva, de 1881, entre outras alterações no processo eleitoral, determinou
que o voto fosse escrito em papel branco ou azulado. Depois de dobrado, deveria ser
fechado e colocado em envelope, também fechado e depositado na urna.
      A República Velha não introduziu alterações significativas no processo de votação.
O voto continuou facultativo e passou a ser a descoberto, embora a Constituição
consagrasse o voto secreto.
       No dia da eleição, o eleitor levava duas cédulas e as assinava diante da mesa
eleitoral. Os mesários conferiam e datavam as cédulas, colocando-as em envelopes. Um
era depositado na urna e o outro era devolvido ao eleitor, como comprovante da votação.
      A mesa apurava os votos e lavrava as atas, forjando resultados, na maioria das
vezes, através das famosas “atas falsas” – as eleições da República Velha ficaram
conhecidas como eleições “a bico-de-pena”.
       Entretanto, não bastava ser eleito – muitas vezes através de fraude. Na ausência
de uma Justiça Eleitoral, funcionava no Senado a Comissão de Verificação de Poderes,
que ratificava ou não a eleição de deputados e senadores. Firmemente controlada pela
elite governista, a comissão impedia que a oposição tivesse sua eleição reconhecida --
era o mecanismo conhecido como “degola”. (A Comissão de Verificação de Poderes era
firmemente controlada pelo senador Pinheiro Machado. )
       Voto secreto, moralização das eleições, fim do “bico-de-pena” e criação de
instância autônoma para administrar as eleições constituíram importantes bandeiras da
Revolução de 30.
       Com a vitória da Revolução, muitas de suas bandeiras foram implementadas, mas
as cédulas eleitorais permaneceram individuais e confeccionadas pelo candidato ou pelo
próprio eleitor – era o chamado “voto marmita”, porque o eleitor já trazia praticamente
pronto, de casa, o envelope onde estavam as cédulas dos seus candidatos.
       Mas foram adotados alguns mecanismos para aumentar o sigilo do voto,
protegendo a independência do eleitor. Embora as cédulas continuassem individuais, foi
exigido o envelope oficial no qual o eleitor inseria sua cédula. O envelope era rubricado
pelos mesários antes de ser depositado na urna.
       O objetivo era evitar os envelopes coloridos fornecidos pelos partidos, que
permitiam o controle do voto.
       O segundo mecanismo foi a adoção da cabine indevassável para garantir a
privacidade do eleitor na hora de votar.
No início da década de 50, as cédulas passaram a ser impressas e distribuídas
pelos partidos. Como o PSD era o único a possuir diretórios em todos os municípios do
país, isto lhe dava enorme vantagem. Cédulas de seus candidatos chegavam a todos os
recantos do Brasil.
       Para anular esta vantagem, surgiu na campanha presidencial de 1955 o projeto da
cédula oficial, apresentado pela UDN: as cédulas seriam impressas e distribuídas pela
Justiça Eleitoral, em vários lotes de um milhão, variando a ordem em que apareciam os
candidatos.
       Com este artifício, a UDN contava anular milhares de votos dos eleitores semi-
analfabetos do interior, que seguiam as ordens do “coronel” de votar, por exemplo, no
primeiro nome da cédula. Sem ordem fixa, aumentaria o risco de anulação, o que
supostamente beneficiaria a UDN.
       A cédula oficial teve apoio da Igreja e das Forças Armadas, mas o PSD contra-
atacou com a cédula única, de autoria de José Maria Alkmin, Ulysses Guimarães e
Renato Archer: cédula impressa segundo modelo do TSE e distribuída pelos partidos.
Apoiada pelo TSE, a cédula única foi transformada em lei e utilizada já nas eleições
presidenciais de 55. O lugar do candidato na cédula foi determinado pela ordem de
registro da candidatura no TSE: Juarez Távora, Ademar de Barros, Plínio Salgado e
Juscelino Kubitschek.
        De lá para cá, uma única modificação substancial ocorreu com as cédulas
eleitorais: sua impressão e distribuição passou à responsabilidade exclusiva da Justiça
Eleitoral.De 1964 em diante a Justiça Eleitoral passou a se encarregar da elaboração e
distribuição das cédulas de votação.


             FORMAS DE ELEIÇÃO:
      1. Eleição direta
         É aquela em que os candidatos a exercer mandatos políticos são eleitos
         diretamente pelo povo. Este é o modelo utilizado na democracia representativa.
         Este também e modelo utilizado atualmente no Brasil.

      2. Eleição indireta
         É aquela em que os candidatos a exercer mandatos políticos não são eleitos
         diretamente pelo povo, mas por um colégio eleitoral, composto por delegados
         escolhidos pelo povo, para que, em nome deste, elejam seus governantes.

            LISTA DE TODOS OS PRESIDENTES DO BRASIL:


Lista dos presidentes do Brasil por mandato:

Nº - Presidente - Início do mandato - Fim do mandato - Partido – Vice-presidente(s)

1 - MARECHAL DEODORO DA FONSECA - 15/11/1889 - 23/11/1891 - militar - Floriano
Peixoto
2 - FLORIANO PEIXOTO - 23/11/1891 - 15/11/1894 - militar – nenhum
3 - PRUDENTE DE MORAIS - 15/11/1894 - 15/11/1898 - Partido Republicano Federal -
Manuel Vitorino
4 - CAMPOS SALES - 15/11/1898 - 15/11/1902 - Partido Republicano Paulista - Rosa e
Silva
5 - RODRIGUES ALVES - 15/11/1902 - 15/11/1906 - Partido Republicano Paulista -
Silviano Brandão e Afonso Pena
6 - AFONSO PENA - 15/11/1906 - 14/06/1909 - Partido Republicano Mineiro - Nilo
Peçanha
7 - NILO PEÇANHA - 14/06/1909 - 15/11/1910 - Partido Republicano Fluminense -
nenhum
8 - HERMES DA FONSECA - 15/11/1910 - 15/11/1914 - Partido Republicano Conservador
- Venceslau Brás
9 - VENCESLAU BRÁS - 15/11/1914 - 15/11/1918 - Partido Republicano Mineiro - Urbano
Santos
- RODRIGUES ALVES — Partido Republicano Paulista - Delfim Moreira
10 - DELFIM MOREIRA - 15/11/1918 - 28/07/1919 - Partido Republicano Mineiro -
nenhum
11 - EPITÁCIO PESSOA - 28/07/1919 - 15/11/1922 - Partido Republicano Mineiro - Delfim
Moreira e Bueno de Paiva
12 - ARTUR BERNARDES - 15/11/1922 - 15/11/1926 - Partido Republicano Mineiro -
Estácio Coimbra
13 - WASHINGTON LUÍS - 15/11/1926 - 24/10/1930 - Partido Republicano Paulista - Melo
Viana
- JÚLIO PRESTES - Partido Republicano Paulista - Vital Soares
AUGUSTO FRAGOSO, ISAÍAS DE NORONHA E MENA BARRETO - 24/10/1930 -
03/11/1930 - militares – nenhum
14 - GETÚLIO VARGAS - 03/11/1930 - 29/10/1945 - Aliança Liberal - nenhum
15 - JOSÉ LINHARES - 29/10/1945 - 31/01/1946 - nenhum - nenhum
16 - EURICO GASPAR DUTRA - 31/01/1946 - 31/01/1951 - PSD - Nereu Ramos




17 - GETÚLIO VARGAS - - 31/01/1951 - 24/08/1954 - PTB - Café Filho
18 - CAFÉ FILHO - 24/08/1954 - 8/11/1955 - PSP - nenhum
19 - CARLOS LUZ - 08/11/1955 - 11/11/1955 - PSD - nenhum
20 - NEREU RAMOS - 11/11/1955 - 31/01/1956 - PSD - nenhum
21 - JUSCELINO KUBITSCHEK - 31/01/1956 - 31/01/1961 - PSD - João Goulart
22 - JÂNIO QUADROS - 31/01/1961 - 25/08/1961 - PTN - João Goulart
23 - RANIERI MAZZILLI - 25/08/1961 - 07/07/1961 - PSD – nenhum
24 - JOÃO GOULART - 07/07/1961 - 01/04/1964
- PTB - nenhum
25 - RANIERI MAZZILLI - 02/04/1964 -
15/04/1964 - PSD - nenhum
26 - CASTELO BRANCO - 15/04/1964 -
15/03/1967 - ARENA (militar) - José Maria
Alckmin
27 - COSTA E SILVA - 15/03/1967 - 31/08/1969 -
ARENA (militar) - Pedro Aleixo
- JUNTA GOVERNATIVA PROVISÓRIA DE
1969 - 31/08/1969 - 30/10/1969 - militar -
nenhum
28 - EMILIO MEDICI - 30/10/1969 - 15/03/1974 -
ARENA (militar) - Augusto Rademaker
29 - ERNESTO GEISEL - 15/03/1974 -
15/03/1979 - ARENA (militar) - Adalberto dos
Santos
30 - JOÃO FIGUEIREDO - 15/03/1979 -
15/03/1985 - PDS (militar) - Aureliano Chaves
- TANCREDO NEVES - PMDB - José Sarney
31 - JOSÉ SARNEY - 15/03/1985 - 15/03/1990 -
PMDB - nenhum
32 - FERNANDO COLLOR - 15/03/1990 -
29/12/1992 - PRN - Itamar Franco
33 - ITAMAR FRANCO - 29/12/1992 -
01/01/1995 - PMDB - nenhum
34 - FERNANDO HENRIQUE CARDOSO -
01/01/1995 - 01/01/2003 - PSDB - Marco Maciel
35 - LUÍS INÁCIO LULA DA SILVA - 01/01/2003
- 01/01/2011 - PT - José Alencar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docxPlanejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
MoisesVeiga2
 
Atividade sobre o documentário Ilha das flores
Atividade sobre o documentário Ilha das floresAtividade sobre o documentário Ilha das flores
Atividade sobre o documentário Ilha das flores
Aline Borges Rodovalho
 
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeProjeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Vania Brasileiro
 
Plano para direitos humanos e vozes da escola
Plano para direitos humanos e vozes da escolaPlano para direitos humanos e vozes da escola
Plano para direitos humanos e vozes da escola
Suelen Fabiano Aguiar
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
tacianarangel
 
Aulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil efAulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil ef
Marina da Costa Lima
 
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Solange Goulart
 
Revista Profissão Mestre - Planos de aula sobre eleições
Revista Profissão Mestre - Planos de aula sobre eleiçõesRevista Profissão Mestre - Planos de aula sobre eleições
Revista Profissão Mestre - Planos de aula sobre eleições
Isabel Aguiar
 
Ficha descritiva 1 ano 2 trimestre
Ficha descritiva 1 ano   2 trimestreFicha descritiva 1 ano   2 trimestre
Ficha descritiva 1 ano 2 trimestre
Naysa Taboada
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Poluição - Texto e atividade de Ciências
Poluição  - Texto e atividade de Ciências Poluição  - Texto e atividade de Ciências
Poluição - Texto e atividade de Ciências
Mary Alvarenga
 
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
neivaldolucio
 
[nitro] Mapa Mental - Direito e Humanidades - História.pdf
[nitro] Mapa Mental -  Direito e Humanidades - História.pdf[nitro] Mapa Mental -  Direito e Humanidades - História.pdf
[nitro] Mapa Mental - Direito e Humanidades - História.pdf
BrunoCosta364836
 
Planejamento 3º ano
Planejamento 3º anoPlanejamento 3º ano
Planejamento 3º ano
Rafael Souza
 
Planejamento anual-1-ano-do-ensino-fundamental-em-pdf
Planejamento anual-1-ano-do-ensino-fundamental-em-pdfPlanejamento anual-1-ano-do-ensino-fundamental-em-pdf
Planejamento anual-1-ano-do-ensino-fundamental-em-pdf
ANA PAULA LOPES
 
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades Diversas Cláudia
 
Formação espaço e forma ll
Formação espaço e forma llFormação espaço e forma ll
Formação espaço e forma ll
Andreá Perez Leinat
 
Aulas Projeto de Vida 6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
Aulas Projeto de Vida  6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdfAulas Projeto de Vida  6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
Aulas Projeto de Vida 6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
DirceGrein
 
Slides Eletivas TI.pdf
Slides Eletivas TI.pdfSlides Eletivas TI.pdf
Slides Eletivas TI.pdf
FrancineGomes14
 

Mais procurados (20)

Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docxPlanejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
 
Atividade sobre o documentário Ilha das flores
Atividade sobre o documentário Ilha das floresAtividade sobre o documentário Ilha das flores
Atividade sobre o documentário Ilha das flores
 
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeProjeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
 
Plano para direitos humanos e vozes da escola
Plano para direitos humanos e vozes da escolaPlano para direitos humanos e vozes da escola
Plano para direitos humanos e vozes da escola
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
 
Aulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil efAulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil ef
 
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
 
Revista Profissão Mestre - Planos de aula sobre eleições
Revista Profissão Mestre - Planos de aula sobre eleiçõesRevista Profissão Mestre - Planos de aula sobre eleições
Revista Profissão Mestre - Planos de aula sobre eleições
 
Ficha descritiva 1 ano 2 trimestre
Ficha descritiva 1 ano   2 trimestreFicha descritiva 1 ano   2 trimestre
Ficha descritiva 1 ano 2 trimestre
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Poluição - Texto e atividade de Ciências
Poluição  - Texto e atividade de Ciências Poluição  - Texto e atividade de Ciências
Poluição - Texto e atividade de Ciências
 
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
 
[nitro] Mapa Mental - Direito e Humanidades - História.pdf
[nitro] Mapa Mental -  Direito e Humanidades - História.pdf[nitro] Mapa Mental -  Direito e Humanidades - História.pdf
[nitro] Mapa Mental - Direito e Humanidades - História.pdf
 
Planejamento 3º ano
Planejamento 3º anoPlanejamento 3º ano
Planejamento 3º ano
 
Planejamento anual-1-ano-do-ensino-fundamental-em-pdf
Planejamento anual-1-ano-do-ensino-fundamental-em-pdfPlanejamento anual-1-ano-do-ensino-fundamental-em-pdf
Planejamento anual-1-ano-do-ensino-fundamental-em-pdf
 
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
 
Formação espaço e forma ll
Formação espaço e forma llFormação espaço e forma ll
Formação espaço e forma ll
 
Aulas Projeto de Vida 6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
Aulas Projeto de Vida  6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdfAulas Projeto de Vida  6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
Aulas Projeto de Vida 6º ao 9º ano EF 1º bimestre.pdf
 
Slides Eletivas TI.pdf
Slides Eletivas TI.pdfSlides Eletivas TI.pdf
Slides Eletivas TI.pdf
 

Destaque

Projeto Voto Consciente e Cidadania - Eleições na Escola
Projeto Voto Consciente e Cidadania - Eleições na EscolaProjeto Voto Consciente e Cidadania - Eleições na Escola
Projeto Voto Consciente e Cidadania - Eleições na Escola
elianegeraldo
 
Trabalhando a Eleição 2014 (Presidente).
Trabalhando a Eleição 2014 (Presidente).Trabalhando a Eleição 2014 (Presidente).
Trabalhando a Eleição 2014 (Presidente).
Maria Delfina Rodrigues
 
Modelo inscricao chapa
Modelo inscricao chapaModelo inscricao chapa
Modelo inscricao chapa
Leila Schimith
 
Grêmio modelos
Grêmio modelosGrêmio modelos
Grêmio modelos
Leila Schimith
 
Gremio estudantil apresentação inicial
Gremio estudantil apresentação inicialGremio estudantil apresentação inicial
Gremio estudantil apresentação inicial
gepoteriko
 
Como surgiu o dia da criança
Como surgiu o dia da criançaComo surgiu o dia da criança
Como surgiu o dia da criança
Marcos Paulo Bassalo
 
Grêmio Estudantil
Grêmio EstudantilGrêmio Estudantil
Grêmio Estudantil
Edilenesoares
 
Historia palhaço geométrico
Historia palhaço geométricoHistoria palhaço geométrico
Historia palhaço geométrico
Ines Martins
 
Meu bairro, minha identidade, meus valores
Meu bairro, minha identidade, meus valoresMeu bairro, minha identidade, meus valores
Meu bairro, minha identidade, meus valores
Prof. Noe Assunção
 
cantigas de roda
cantigas de rodacantigas de roda
Joana E Liliana E Rafaela
Joana E  Liliana E  RafaelaJoana E  Liliana E  Rafaela
Joana E Liliana E Rafaela
Maria Filomena
 
Menina do mar
Menina do marMenina do mar
Menina do mar
fatimasilva1957
 
Projeto Resgatando A éTica E A Cidadania
Projeto Resgatando A éTica E A CidadaniaProjeto Resgatando A éTica E A Cidadania
Projeto Resgatando A éTica E A Cidadania
jhenifer99
 
Programa Mais Educação - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Programa Mais Educação  - Relatório das Atividades _ 1º bimestrePrograma Mais Educação  - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Programa Mais Educação - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Patrícia Fernanda da Costa Santos
 
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxaDesculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
Sandra Figueiredo
 
História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
Tiago Lacerda
 
Projeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e ValoresProjeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e Valores
Jhonatan Stürmer
 
8 poemas 8 mulheres 8 imagens 8
8 poemas 8 mulheres 8 imagens 88 poemas 8 mulheres 8 imagens 8
8 poemas 8 mulheres 8 imagens 8
Clara Veiga
 
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
Graça Sousa
 

Destaque (19)

Projeto Voto Consciente e Cidadania - Eleições na Escola
Projeto Voto Consciente e Cidadania - Eleições na EscolaProjeto Voto Consciente e Cidadania - Eleições na Escola
Projeto Voto Consciente e Cidadania - Eleições na Escola
 
Trabalhando a Eleição 2014 (Presidente).
Trabalhando a Eleição 2014 (Presidente).Trabalhando a Eleição 2014 (Presidente).
Trabalhando a Eleição 2014 (Presidente).
 
Modelo inscricao chapa
Modelo inscricao chapaModelo inscricao chapa
Modelo inscricao chapa
 
Grêmio modelos
Grêmio modelosGrêmio modelos
Grêmio modelos
 
Gremio estudantil apresentação inicial
Gremio estudantil apresentação inicialGremio estudantil apresentação inicial
Gremio estudantil apresentação inicial
 
Como surgiu o dia da criança
Como surgiu o dia da criançaComo surgiu o dia da criança
Como surgiu o dia da criança
 
Grêmio Estudantil
Grêmio EstudantilGrêmio Estudantil
Grêmio Estudantil
 
Historia palhaço geométrico
Historia palhaço geométricoHistoria palhaço geométrico
Historia palhaço geométrico
 
Meu bairro, minha identidade, meus valores
Meu bairro, minha identidade, meus valoresMeu bairro, minha identidade, meus valores
Meu bairro, minha identidade, meus valores
 
cantigas de roda
cantigas de rodacantigas de roda
cantigas de roda
 
Joana E Liliana E Rafaela
Joana E  Liliana E  RafaelaJoana E  Liliana E  Rafaela
Joana E Liliana E Rafaela
 
Menina do mar
Menina do marMenina do mar
Menina do mar
 
Projeto Resgatando A éTica E A Cidadania
Projeto Resgatando A éTica E A CidadaniaProjeto Resgatando A éTica E A Cidadania
Projeto Resgatando A éTica E A Cidadania
 
Programa Mais Educação - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Programa Mais Educação  - Relatório das Atividades _ 1º bimestrePrograma Mais Educação  - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Programa Mais Educação - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
 
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxaDesculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
 
História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
 
Projeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e ValoresProjeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e Valores
 
8 poemas 8 mulheres 8 imagens 8
8 poemas 8 mulheres 8 imagens 88 poemas 8 mulheres 8 imagens 8
8 poemas 8 mulheres 8 imagens 8
 
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
 

Semelhante a Projeto eleições 2010 neli helena

Roteiro planejamento
Roteiro planejamento   Roteiro planejamento
Roteiro planejamento
Simone Campos
 
Apresentação proinfo ii educação e eleições
Apresentação proinfo ii   educação e eleiçõesApresentação proinfo ii   educação e eleições
Apresentação proinfo ii educação e eleições
rizzi.dd
 
Colégio joão xxii
Colégio joão  xxiiColégio joão  xxii
Colégio joão xxii
Irma De OLiveira Silva
 
Projeto CidadãO Consciente E Participativo
Projeto CidadãO Consciente E ParticipativoProjeto CidadãO Consciente E Participativo
Projeto CidadãO Consciente E Participativo
guest11c19
 
cidadaniaepolitica
cidadaniaepoliticacidadaniaepolitica
cidadaniaepolitica
Jose Marcio Oliveira
 
Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013
Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013
Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013
Vocação
 
Cartilha Concurso Webcidadania Xingu
Cartilha Concurso Webcidadania XinguCartilha Concurso Webcidadania Xingu
Cartilha Concurso Webcidadania Xingu
Webcidadania Xingu
 
Projeto CidadãO Consciente E Participativo
Projeto CidadãO Consciente E ParticipativoProjeto CidadãO Consciente E Participativo
Projeto CidadãO Consciente E Participativo
guest11c19
 
Pedro henrique 8º ano c 2012
Pedro henrique 8º ano c   2012Pedro henrique 8º ano c   2012
Pedro henrique 8º ano c 2012
gislaine martin
 
Cartilha JPT Eleições 2012
Cartilha JPT Eleições 2012Cartilha JPT Eleições 2012
Cartilha JPT Eleições 2012
PT Paraná
 
Plano de ensino Informática Educativa Fabrício Araújo
Plano de ensino Informática Educativa Fabrício AraújoPlano de ensino Informática Educativa Fabrício Araújo
Plano de ensino Informática Educativa Fabrício Araújo
Fabrício Araújo
 
Caderno2serieemsociologiaunidade110032021
Caderno2serieemsociologiaunidade110032021Caderno2serieemsociologiaunidade110032021
Caderno2serieemsociologiaunidade110032021
jose marcelo silva
 
Und28silviacampos
Und28silviacamposUnd28silviacampos
Und28silviacampos
Silvia Cartaxo
 
Roteiro pré campanha
Roteiro pré campanhaRoteiro pré campanha
Roteiro pré campanha
Ênio Cavalcanti
 
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da préComo preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Adriana De Oliveira Guimaraes
 
Reflecon (Teoria e Técnica da Publicidade 2)
Reflecon (Teoria e Técnica da Publicidade 2)Reflecon (Teoria e Técnica da Publicidade 2)
Reflecon (Teoria e Técnica da Publicidade 2)
Danone
 
Democracia, Cidadania e Sustentabilidade - FSM2016 "!"
Democracia, Cidadania e Sustentabilidade - FSM2016 "!"Democracia, Cidadania e Sustentabilidade - FSM2016 "!"
Democracia, Cidadania e Sustentabilidade - FSM2016 "!"
Juliano Dornelles
 
Curso fct web atividade educacional - grupo interligados1
Curso fct web   atividade educacional - grupo interligados1Curso fct web   atividade educacional - grupo interligados1
Curso fct web atividade educacional - grupo interligados1
Silvia Almeida
 
Cidadonos provisório v3
Cidadonos provisório v3Cidadonos provisório v3
Cidadonos provisório v3
Henrique Parra
 
Grêmio estudantil maestro andrea nuzzi
Grêmio estudantil   maestro andrea nuzziGrêmio estudantil   maestro andrea nuzzi
Grêmio estudantil maestro andrea nuzzi
Jessica Ferrarese
 

Semelhante a Projeto eleições 2010 neli helena (20)

Roteiro planejamento
Roteiro planejamento   Roteiro planejamento
Roteiro planejamento
 
Apresentação proinfo ii educação e eleições
Apresentação proinfo ii   educação e eleiçõesApresentação proinfo ii   educação e eleições
Apresentação proinfo ii educação e eleições
 
Colégio joão xxii
Colégio joão  xxiiColégio joão  xxii
Colégio joão xxii
 
Projeto CidadãO Consciente E Participativo
Projeto CidadãO Consciente E ParticipativoProjeto CidadãO Consciente E Participativo
Projeto CidadãO Consciente E Participativo
 
cidadaniaepolitica
cidadaniaepoliticacidadaniaepolitica
cidadaniaepolitica
 
Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013
Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013
Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013
 
Cartilha Concurso Webcidadania Xingu
Cartilha Concurso Webcidadania XinguCartilha Concurso Webcidadania Xingu
Cartilha Concurso Webcidadania Xingu
 
Projeto CidadãO Consciente E Participativo
Projeto CidadãO Consciente E ParticipativoProjeto CidadãO Consciente E Participativo
Projeto CidadãO Consciente E Participativo
 
Pedro henrique 8º ano c 2012
Pedro henrique 8º ano c   2012Pedro henrique 8º ano c   2012
Pedro henrique 8º ano c 2012
 
Cartilha JPT Eleições 2012
Cartilha JPT Eleições 2012Cartilha JPT Eleições 2012
Cartilha JPT Eleições 2012
 
Plano de ensino Informática Educativa Fabrício Araújo
Plano de ensino Informática Educativa Fabrício AraújoPlano de ensino Informática Educativa Fabrício Araújo
Plano de ensino Informática Educativa Fabrício Araújo
 
Caderno2serieemsociologiaunidade110032021
Caderno2serieemsociologiaunidade110032021Caderno2serieemsociologiaunidade110032021
Caderno2serieemsociologiaunidade110032021
 
Und28silviacampos
Und28silviacamposUnd28silviacampos
Und28silviacampos
 
Roteiro pré campanha
Roteiro pré campanhaRoteiro pré campanha
Roteiro pré campanha
 
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da préComo preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
 
Reflecon (Teoria e Técnica da Publicidade 2)
Reflecon (Teoria e Técnica da Publicidade 2)Reflecon (Teoria e Técnica da Publicidade 2)
Reflecon (Teoria e Técnica da Publicidade 2)
 
Democracia, Cidadania e Sustentabilidade - FSM2016 "!"
Democracia, Cidadania e Sustentabilidade - FSM2016 "!"Democracia, Cidadania e Sustentabilidade - FSM2016 "!"
Democracia, Cidadania e Sustentabilidade - FSM2016 "!"
 
Curso fct web atividade educacional - grupo interligados1
Curso fct web   atividade educacional - grupo interligados1Curso fct web   atividade educacional - grupo interligados1
Curso fct web atividade educacional - grupo interligados1
 
Cidadonos provisório v3
Cidadonos provisório v3Cidadonos provisório v3
Cidadonos provisório v3
 
Grêmio estudantil maestro andrea nuzzi
Grêmio estudantil   maestro andrea nuzziGrêmio estudantil   maestro andrea nuzzi
Grêmio estudantil maestro andrea nuzzi
 

Mais de Gisela Martin

Recuperação de julho 2013 cronograma
Recuperação de julho 2013 cronogramaRecuperação de julho 2013 cronograma
Recuperação de julho 2013 cronograma
Gisela Martin
 
M ee jornalista cecilia de godoy camargo reforço_matematica_semana 1 e 2
M ee jornalista  cecilia de godoy  camargo reforço_matematica_semana 1 e 2M ee jornalista  cecilia de godoy  camargo reforço_matematica_semana 1 e 2
M ee jornalista cecilia de godoy camargo reforço_matematica_semana 1 e 2
Gisela Martin
 
P ee jornalista cecilia de godoy camargo reforço_lingua portuguesa_semana 1...
P ee jornalista  cecilia de godoy  camargo reforço_lingua portuguesa_semana 1...P ee jornalista  cecilia de godoy  camargo reforço_lingua portuguesa_semana 1...
P ee jornalista cecilia de godoy camargo reforço_lingua portuguesa_semana 1...
Gisela Martin
 
A inclusão Escolar ATPC 03_09_2013
A inclusão  Escolar ATPC 03_09_2013A inclusão  Escolar ATPC 03_09_2013
A inclusão Escolar ATPC 03_09_2013
Gisela Martin
 
História uma amiga diferente
História uma amiga diferenteHistória uma amiga diferente
História uma amiga diferente
Gisela Martin
 
Ee jornalista cecília de godoy camargo brincadeiras tradicionais_fim
 Ee jornalista  cecília de  godoy  camargo brincadeiras  tradicionais_fim Ee jornalista  cecília de  godoy  camargo brincadeiras  tradicionais_fim
Ee jornalista cecília de godoy camargo brincadeiras tradicionais_fim
Gisela Martin
 
Mapa conceitual tdah
Mapa conceitual tdahMapa conceitual tdah
Mapa conceitual tdah
Gisela Martin
 
Organização do dia da criança 14 de outubro 2010pdf
Organização do dia da criança 14 de outubro 2010pdfOrganização do dia da criança 14 de outubro 2010pdf
Organização do dia da criança 14 de outubro 2010pdf
Gisela Martin
 
Agita galera 2010 neli helena
Agita galera 2010 neli helenaAgita galera 2010 neli helena
Agita galera 2010 neli helena
Gisela Martin
 
Nosso planetinha sustentável projeto
Nosso planetinha sustentável projetoNosso planetinha sustentável projeto
Nosso planetinha sustentável projeto
Gisela Martin
 
Projeto conscientização do transito
Projeto conscientização do transitoProjeto conscientização do transito
Projeto conscientização do transito
Gisela Martin
 
Projeto trânsito regras de trânsito
Projeto trânsito regras de trânsitoProjeto trânsito regras de trânsito
Projeto trânsito regras de trânsito
Gisela Martin
 

Mais de Gisela Martin (12)

Recuperação de julho 2013 cronograma
Recuperação de julho 2013 cronogramaRecuperação de julho 2013 cronograma
Recuperação de julho 2013 cronograma
 
M ee jornalista cecilia de godoy camargo reforço_matematica_semana 1 e 2
M ee jornalista  cecilia de godoy  camargo reforço_matematica_semana 1 e 2M ee jornalista  cecilia de godoy  camargo reforço_matematica_semana 1 e 2
M ee jornalista cecilia de godoy camargo reforço_matematica_semana 1 e 2
 
P ee jornalista cecilia de godoy camargo reforço_lingua portuguesa_semana 1...
P ee jornalista  cecilia de godoy  camargo reforço_lingua portuguesa_semana 1...P ee jornalista  cecilia de godoy  camargo reforço_lingua portuguesa_semana 1...
P ee jornalista cecilia de godoy camargo reforço_lingua portuguesa_semana 1...
 
A inclusão Escolar ATPC 03_09_2013
A inclusão  Escolar ATPC 03_09_2013A inclusão  Escolar ATPC 03_09_2013
A inclusão Escolar ATPC 03_09_2013
 
História uma amiga diferente
História uma amiga diferenteHistória uma amiga diferente
História uma amiga diferente
 
Ee jornalista cecília de godoy camargo brincadeiras tradicionais_fim
 Ee jornalista  cecília de  godoy  camargo brincadeiras  tradicionais_fim Ee jornalista  cecília de  godoy  camargo brincadeiras  tradicionais_fim
Ee jornalista cecília de godoy camargo brincadeiras tradicionais_fim
 
Mapa conceitual tdah
Mapa conceitual tdahMapa conceitual tdah
Mapa conceitual tdah
 
Organização do dia da criança 14 de outubro 2010pdf
Organização do dia da criança 14 de outubro 2010pdfOrganização do dia da criança 14 de outubro 2010pdf
Organização do dia da criança 14 de outubro 2010pdf
 
Agita galera 2010 neli helena
Agita galera 2010 neli helenaAgita galera 2010 neli helena
Agita galera 2010 neli helena
 
Nosso planetinha sustentável projeto
Nosso planetinha sustentável projetoNosso planetinha sustentável projeto
Nosso planetinha sustentável projeto
 
Projeto conscientização do transito
Projeto conscientização do transitoProjeto conscientização do transito
Projeto conscientização do transito
 
Projeto trânsito regras de trânsito
Projeto trânsito regras de trânsitoProjeto trânsito regras de trânsito
Projeto trânsito regras de trânsito
 

Último

Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 

Projeto eleições 2010 neli helena

  • 1. E.E. “PROFESSORA NELI HELENA ASSIS DE ANDRADE” PROJETO ELEIÇÕES - 2010 Introdução: Estamos em ano de eleições… Será que os alunos sabem o que fazem aqueles políticos que querem o voto dos eleitores? Será que também estão preocupados com os problemas do seu país? Da sua escola? Do seu bairro? Assim pensando na consciência cidadã organizamos este projeto para que nossos alunos tenham uma visão politizada de conceitos, conteúdos e reconhecimento das ações daqueles que nos representam na política pública. Para tanto, vários recursos da mídia, veículos de comunicação e informação nos auxiliam nesta tarefa. Ainda, a realização de uma uma eleição para escolher um representante, aquele que irá representar os alunos da escola. Podemos ter como base nosso Grêmio Estudantil “Coruja de Ouro”, que sob a orientação da nossa Professora Marcia Tito, tem realizado e organizado ações de cidadania. Lembrando que a forma de eleição se dá de maneira semelhante nas eleições políticas quando as pessoas elegem seus representantes. Os candidatos deverão apresentar suas propostas em sala de aula ou no coletivo de acordo com a organização do grupo de professores para, então, se submeterem à eleição na escola. O candidato que demonstrar maior envolvimento com as causas sociais e atividades que desenvolvam o senso de cidadania, provavelmente, será a escolhido. Desta forma, o voto se faz instrumento de transformação social, onde os eleitos estarão nos representando. Devemos cobrar deles atitudes honestas que beneficiem toda essa sociedade. Será que nossos alunos têm consciência do que é votar? Com o desenvolver do projeto as crianças poderão aprender mais sobre a importância do voto e também escolher um candidato para representar seus interesses da sua classe e escola.
  • 2. Justificativa A cidadania só tem sentido como testemunho e prática de conhecimentos que levam à ação. É urgente levantar as bandeiras cidadãs da preservação ambiental, dos direitos humanos, da incorruptibilidade, da paz, enfim, quantas forem necessárias para formarmos cidadão conscientes do seu papel na sociedade e comprometidos com a transformação de nosso país em uma “casa” boa de se viver. Aprender a mobilizar conhecimentos para fazer intervenções solidárias na realidade é um direito dos nossos alunos. Respeitá-los como cidadãos é franquear a eles a porta do universo cognitivo e afetivo: o conhecimento significativo. Através do desenvolvimento deste projeto, pretende-se despertar nos nossos alunos noções de cidadania e respeito à opinião do outro e a consciência de seu papel na sociedade. Objetivos: ● Levar os alunos a compreender seus direitos e obrigações; ● Compreender características fundamentais das eleições, construindo a noção de identidade nacional; ● Aprender a questionar a realidade; ● Construir o conceito de: democracia; eleição; deputado (estadual e federal), senador e governador; convenção, comício, assembléia; urna, voto; título de eleitor; ● Identificar os candidatos, seus partidos políticos e siglas. ● Despertar a consciência cidadã das crianças, para que compreendam a cidadania como participação social e política; ● Proporcionar aos alunos oportunidades para que possam pensar, questionar, criticar, dar opiniões do que seria preciso mudar para que possamos viver num país e num estado melhor; ● Incentivar o aluno, desde já, a participar da política de forma ativa, mostrando a importância de bons governantes para qualquer país; ● Observar de forma crítica as promessas dos candidatos, verificando se realmente há possibilidade de cumpri-las; ● Incentivar a conversa em família sobre a política, conhecendo o significado do voto consciente; ● Ajudar na formação de cidadãos conscientes de suas potencialidades, conhecedores de seus direitos e responsabilidades; ● Pesquisar o funcionamento dos três poderes em nível federal, estadual e municipal, bem como os cargos a serem disputados nas eleições 2010;
  • 3. ● Conhecer as propostas de governo dos candidatos à presidência da República verificando as necessidades do povo brasileiro e a pertinência dessas propostas no contexto brasileiro atual; ● Respeitar as opiniões dos colegas de intercâmbio e da escola fazendo comentários construtivos sobre suas produções textuais; ● Estimular o exercício de cidadania quanto à realidade que vivemos e nossa responsabilidade enquanto agentes transformadores, tanto nas eleições, quanto no dia a dia da sociedade. ● Tirar suas dúvidas, pesquisando: » Calendário » Cola do voto » Justificativa do voto » Locais de votação » Mesários » No dia da eleição » Novas regras do TSE » Obrigatoriedade » Propaganda eleitoral » Telefones úteis » Título eleitoral » Urna eletrônica » Voto no exterior Nesta eleição, os eleitores poderão escolher o Presidente, os Senadores, Deputados e Governador que governarão nosso estado e país. É permitido levar uma “cola” para o dia da votação, para ajudar a lembrar o número dos candidatos. Se o eleitor quiser votar apenas na sigla, deve colocar apenas os dois primeiros digitos e apertar no botão CONFIRMAR. Depois da pesquisa será possível expor no pátio da escola de forma que todas as outras turmas possam apreciar e conhecer o que cada série pesquisou. Cronologia: ● Início do projeto: agosto de 2010 ● 1 aula por semana até o fim do processo eleitoral. Avaliação: ● Será feita durante todo o processo através da observação das atividades desenvolvidas, dos textos produzidos. PARA SABER MAIS Eleição é todo processo pelo qual um grupo designa um de seus integrantes para ocupar um cargo por meio de votação. Na democracia representativa, é o processo que consiste na escolha de determinados indivíduos para exercerem o poder soberano, concedido pelo povo através do voto, devendo estes, assim, exercerem o papel de representantes da nação. A eleição pode se processar com o voto de toda a comunidade ou de apenas uma parcela da comunidade, os chamados eleitores.
  • 4. DESENVOLVIMENTO: ATIVIDADES: Em duplas, trios ou grupo de alunos deverão: 1. Criar um nome e um partido para o seu candidato; 2. Criar um logotipo para o partido (não podendo ser de um partido já existente. Deve ser feito à mão livre) 3. Explicar quem é esse político e o que ele pretende fazer (uma proposta de governo com sugestões e medidas que poderão ser tomadas para minimizar problemas da comunidade escolar, do clube, do condomínio); 4. Criar um slogan para a Campanha; 5. Detalhar as prioridades do seu governo (ex: saúde, educação, meio ambiente); 6. Justificar por que devem votar no seu candidato. PRODUÇÃO FINAL: 1. Disponibilizar os candidatos, siglas dos partidos e propostas de cada um deles 2. Realizar uma eleição 3. Organizar debates com os alunos da escola, onde cada candidato terá oportunidade de esclarecer suas propostas; 4. Confeccionar título de eleitor; 5. Promover um concurso de charges sobre as eleições; 6. Organizar um dia da eleição (mesários, apuradores, local da votação e apuração, horário, fiscal de boca de urna); 7. Apurar os votos dos candidatos; 8. Divulgar da apuração em cartazes, gráficos expostos no pátio da escola, identificando a série e professora; 9. Realizar uma cerimônia de posse do presidente eleito.
  • 5. O QUE PODE SER TRABALHADO COM ESTE PROJETO? ● LÍNGUA PORTUGUESA: - Leitura e escrita informal; - Elaboração de discursos orais e escritos; - Produção de textos; - Tirinhas e quadrinhos alusivos ao tema. ● ARTE: - Orientação na confecção de cartazes, faixas para a campanha, urnas, botons, Cédula Eleitoral, Título de Eleitor. ● HISTÓRIA/GEOGRAFIA: - História das Eleições; - Estudo dos Três Poderes; - Poluição sonora e visual. ● MATEMÁTICA: - Número de candidatos - Número de eleitores e de vagas; - Horários dos programas eleitorais; datas e horários das eleições; - Gráficos e planilhas dos resultados das pesquisas do IBOPE, DATAFOLHA, SENSUS E FOX POPULI refernte à candidatos da Eleição 2010. - Tabela dos resultados da turma, na votação da classe. - Problemas e situações problemas pertinentes ao tema. SUGESTÕES PARA TRABALHAR COMO TAREFA DE CASA: Sugestão 1 - HINO NACIONAL E ILUSTRAÇÃO Conheça a letra e a música do Hino Nacional , visitando o site: http://www.lions.org.br/lionnet/hinonaccantado.htm Divida o Hino Nacional em partes e organize a turma em grupos para ilustrá-las. Sugestão 2 – BRASÕES E SÍMBOLOS DA NOSSA PÁTRIA A Bandeira, o Selo, o Brasão e o Hino Nacional são símbolos da nossa Pátria. Que tal você presentear o nosso País com a criação de um novo símbolo que represente seu sentimento pela Pátria. Sugestão 3 – ELABORAÇÃO DE CAMPANHA ELEITORAL Os programas e as campanhas eleitorais estão acontecendo, e os candidatos estão apresentando suas propostas. Imagine que que você é o mais novo candidato ao Governo de São Paulo ou à Presidencia do Brasil - por isso não perca tempo, apresente sua proposta de governo de maneira criativa, criando um panfleto ou cartaz para sua campanha. Sugestão 4 - CHARGES Represente através de Charges e Caricaturas o momento atual das propagandas eleitorais.
  • 6. Sugestão 5 – ORGANIZAÇÃO DA SALA DE VOTAÇÃO 1- Presidente da seção 2- 1º mesário 3- 2º mesário 4- Secretário 5- Urna e cabina Sugestão 6 – PESQUISA Como surgiu a Urna eletrônica. A partir das eleições de 1996, urnas eletrônicas passaram a ser adotadas. Naquele ano, 57 municípios utilizaram este tipo de urna. Desde 2000, todos os eleitores brasileiros votam em urnas eletrônicas. Podemos visualizar um bom futuro para os sistemas de voto eletrônico. A adoção deste sistema eliminou vários tipos de fraudes que antes eram feitas facilmente com o voto tradicional. Porém, abriu brechas para outros tipos de fraudes. Por outro lado, o uso de um sistema unificado diminuiu o número de pessoas a se subornar para viciar todo o sistema eleitoral, pois basta ter acesso à Central para se mudar o resultado das apurações. Em resumo, ainda há muito a se pesquisar nesta área. Podemos ter um sistema totalmente seguro e inviolável do ponto de vista do sistema, do envio dos dados e da apuração, porém, por mais que se tente, nenhum sistema é completamente protegido contra fraudes de pessoas diretamente envolvidas no processo eleitoral, que, tendo acesso ao sistema, podem alterar os dados. Assim, não basta termos um sistema dito "perfeito", mas também são válidos uma seleção mais restritiva quanto às pessoas envolvidas no processo de votação e um trabalho de educação para que estas pessoas não sejam enganadas por terceiros.
  • 7. Sugestão 7 -BANDEIRA DO BRASIL EM ALTO RELEVO
  • 8. Sugestão 8 – BANDEIRA DO BRASIL EM PARTES Sugestão 9 – CÉDULA ELEITORAL
  • 9. Sugestão 10 – CONHECENDO A HISTÓRIA DO VOTO E DAS ELEIÇÕES Durante a Colônia, não existia cédula eleitoral. Os representantes eram escolhidos através de declaração oral dos eleitores. O voto era dado de viva voz. A cédula eleitoral surge no Império, a partir da primeira lei eleitoral (1824). Os eleitores depositavam na urna uma lista com os nomes e profissões dos candidatos escolhidos. Na década de 1840, o eleitor passou a entregar a lista, que era numerada, rubricada e depositada na urna por um funcionário da mesa eleitoral. Com a lei de 1846, os eleitores voltam a depositar pessoalmente o voto na urna. A Lei Saraiva, de 1881, entre outras alterações no processo eleitoral, determinou que o voto fosse escrito em papel branco ou azulado. Depois de dobrado, deveria ser fechado e colocado em envelope, também fechado e depositado na urna. A República Velha não introduziu alterações significativas no processo de votação. O voto continuou facultativo e passou a ser a descoberto, embora a Constituição consagrasse o voto secreto. No dia da eleição, o eleitor levava duas cédulas e as assinava diante da mesa eleitoral. Os mesários conferiam e datavam as cédulas, colocando-as em envelopes. Um era depositado na urna e o outro era devolvido ao eleitor, como comprovante da votação. A mesa apurava os votos e lavrava as atas, forjando resultados, na maioria das vezes, através das famosas “atas falsas” – as eleições da República Velha ficaram conhecidas como eleições “a bico-de-pena”. Entretanto, não bastava ser eleito – muitas vezes através de fraude. Na ausência de uma Justiça Eleitoral, funcionava no Senado a Comissão de Verificação de Poderes, que ratificava ou não a eleição de deputados e senadores. Firmemente controlada pela elite governista, a comissão impedia que a oposição tivesse sua eleição reconhecida -- era o mecanismo conhecido como “degola”. (A Comissão de Verificação de Poderes era firmemente controlada pelo senador Pinheiro Machado. ) Voto secreto, moralização das eleições, fim do “bico-de-pena” e criação de instância autônoma para administrar as eleições constituíram importantes bandeiras da Revolução de 30. Com a vitória da Revolução, muitas de suas bandeiras foram implementadas, mas as cédulas eleitorais permaneceram individuais e confeccionadas pelo candidato ou pelo próprio eleitor – era o chamado “voto marmita”, porque o eleitor já trazia praticamente pronto, de casa, o envelope onde estavam as cédulas dos seus candidatos. Mas foram adotados alguns mecanismos para aumentar o sigilo do voto, protegendo a independência do eleitor. Embora as cédulas continuassem individuais, foi exigido o envelope oficial no qual o eleitor inseria sua cédula. O envelope era rubricado pelos mesários antes de ser depositado na urna. O objetivo era evitar os envelopes coloridos fornecidos pelos partidos, que permitiam o controle do voto. O segundo mecanismo foi a adoção da cabine indevassável para garantir a privacidade do eleitor na hora de votar.
  • 10. No início da década de 50, as cédulas passaram a ser impressas e distribuídas pelos partidos. Como o PSD era o único a possuir diretórios em todos os municípios do país, isto lhe dava enorme vantagem. Cédulas de seus candidatos chegavam a todos os recantos do Brasil. Para anular esta vantagem, surgiu na campanha presidencial de 1955 o projeto da cédula oficial, apresentado pela UDN: as cédulas seriam impressas e distribuídas pela Justiça Eleitoral, em vários lotes de um milhão, variando a ordem em que apareciam os candidatos. Com este artifício, a UDN contava anular milhares de votos dos eleitores semi- analfabetos do interior, que seguiam as ordens do “coronel” de votar, por exemplo, no primeiro nome da cédula. Sem ordem fixa, aumentaria o risco de anulação, o que supostamente beneficiaria a UDN. A cédula oficial teve apoio da Igreja e das Forças Armadas, mas o PSD contra- atacou com a cédula única, de autoria de José Maria Alkmin, Ulysses Guimarães e Renato Archer: cédula impressa segundo modelo do TSE e distribuída pelos partidos. Apoiada pelo TSE, a cédula única foi transformada em lei e utilizada já nas eleições presidenciais de 55. O lugar do candidato na cédula foi determinado pela ordem de registro da candidatura no TSE: Juarez Távora, Ademar de Barros, Plínio Salgado e Juscelino Kubitschek. De lá para cá, uma única modificação substancial ocorreu com as cédulas eleitorais: sua impressão e distribuição passou à responsabilidade exclusiva da Justiça Eleitoral.De 1964 em diante a Justiça Eleitoral passou a se encarregar da elaboração e distribuição das cédulas de votação. FORMAS DE ELEIÇÃO: 1. Eleição direta É aquela em que os candidatos a exercer mandatos políticos são eleitos diretamente pelo povo. Este é o modelo utilizado na democracia representativa. Este também e modelo utilizado atualmente no Brasil. 2. Eleição indireta É aquela em que os candidatos a exercer mandatos políticos não são eleitos diretamente pelo povo, mas por um colégio eleitoral, composto por delegados escolhidos pelo povo, para que, em nome deste, elejam seus governantes. LISTA DE TODOS OS PRESIDENTES DO BRASIL: Lista dos presidentes do Brasil por mandato: Nº - Presidente - Início do mandato - Fim do mandato - Partido – Vice-presidente(s) 1 - MARECHAL DEODORO DA FONSECA - 15/11/1889 - 23/11/1891 - militar - Floriano Peixoto 2 - FLORIANO PEIXOTO - 23/11/1891 - 15/11/1894 - militar – nenhum 3 - PRUDENTE DE MORAIS - 15/11/1894 - 15/11/1898 - Partido Republicano Federal - Manuel Vitorino 4 - CAMPOS SALES - 15/11/1898 - 15/11/1902 - Partido Republicano Paulista - Rosa e Silva
  • 11. 5 - RODRIGUES ALVES - 15/11/1902 - 15/11/1906 - Partido Republicano Paulista - Silviano Brandão e Afonso Pena 6 - AFONSO PENA - 15/11/1906 - 14/06/1909 - Partido Republicano Mineiro - Nilo Peçanha 7 - NILO PEÇANHA - 14/06/1909 - 15/11/1910 - Partido Republicano Fluminense - nenhum 8 - HERMES DA FONSECA - 15/11/1910 - 15/11/1914 - Partido Republicano Conservador - Venceslau Brás 9 - VENCESLAU BRÁS - 15/11/1914 - 15/11/1918 - Partido Republicano Mineiro - Urbano Santos - RODRIGUES ALVES — Partido Republicano Paulista - Delfim Moreira 10 - DELFIM MOREIRA - 15/11/1918 - 28/07/1919 - Partido Republicano Mineiro - nenhum 11 - EPITÁCIO PESSOA - 28/07/1919 - 15/11/1922 - Partido Republicano Mineiro - Delfim Moreira e Bueno de Paiva 12 - ARTUR BERNARDES - 15/11/1922 - 15/11/1926 - Partido Republicano Mineiro - Estácio Coimbra 13 - WASHINGTON LUÍS - 15/11/1926 - 24/10/1930 - Partido Republicano Paulista - Melo Viana - JÚLIO PRESTES - Partido Republicano Paulista - Vital Soares AUGUSTO FRAGOSO, ISAÍAS DE NORONHA E MENA BARRETO - 24/10/1930 - 03/11/1930 - militares – nenhum 14 - GETÚLIO VARGAS - 03/11/1930 - 29/10/1945 - Aliança Liberal - nenhum 15 - JOSÉ LINHARES - 29/10/1945 - 31/01/1946 - nenhum - nenhum 16 - EURICO GASPAR DUTRA - 31/01/1946 - 31/01/1951 - PSD - Nereu Ramos 17 - GETÚLIO VARGAS - - 31/01/1951 - 24/08/1954 - PTB - Café Filho 18 - CAFÉ FILHO - 24/08/1954 - 8/11/1955 - PSP - nenhum 19 - CARLOS LUZ - 08/11/1955 - 11/11/1955 - PSD - nenhum 20 - NEREU RAMOS - 11/11/1955 - 31/01/1956 - PSD - nenhum 21 - JUSCELINO KUBITSCHEK - 31/01/1956 - 31/01/1961 - PSD - João Goulart 22 - JÂNIO QUADROS - 31/01/1961 - 25/08/1961 - PTN - João Goulart 23 - RANIERI MAZZILLI - 25/08/1961 - 07/07/1961 - PSD – nenhum
  • 12. 24 - JOÃO GOULART - 07/07/1961 - 01/04/1964 - PTB - nenhum 25 - RANIERI MAZZILLI - 02/04/1964 - 15/04/1964 - PSD - nenhum 26 - CASTELO BRANCO - 15/04/1964 - 15/03/1967 - ARENA (militar) - José Maria Alckmin 27 - COSTA E SILVA - 15/03/1967 - 31/08/1969 - ARENA (militar) - Pedro Aleixo - JUNTA GOVERNATIVA PROVISÓRIA DE 1969 - 31/08/1969 - 30/10/1969 - militar - nenhum 28 - EMILIO MEDICI - 30/10/1969 - 15/03/1974 - ARENA (militar) - Augusto Rademaker 29 - ERNESTO GEISEL - 15/03/1974 - 15/03/1979 - ARENA (militar) - Adalberto dos Santos 30 - JOÃO FIGUEIREDO - 15/03/1979 - 15/03/1985 - PDS (militar) - Aureliano Chaves - TANCREDO NEVES - PMDB - José Sarney 31 - JOSÉ SARNEY - 15/03/1985 - 15/03/1990 - PMDB - nenhum 32 - FERNANDO COLLOR - 15/03/1990 - 29/12/1992 - PRN - Itamar Franco 33 - ITAMAR FRANCO - 29/12/1992 - 01/01/1995 - PMDB - nenhum 34 - FERNANDO HENRIQUE CARDOSO - 01/01/1995 - 01/01/2003 - PSDB - Marco Maciel 35 - LUÍS INÁCIO LULA DA SILVA - 01/01/2003 - 01/01/2011 - PT - José Alencar