SlideShare uma empresa Scribd logo
CONCEITOS
BÁSICOS DE
ANIMAÇÃO
Parte 2
12 PRINCÍPIOS
BÁSICOS
DA ANIMAÇÃO
Straight Ahead & Pose-to-Pose / Overlapping Action & Follow Through
Slow-in & Slow Out / Arcs / Secondary Action
Parte 2
STRAIGHT AHEAD
POSE-TO-POSE
4
AVANÇO DIRETO / POSES
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
STRAIGHT AHEAD
• O movimento é concebido à medida que a cena progride linearmente,
partindo em sequência, do primeiro ao último.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
STRAIGHT AHEAD
• O animador desenha um movimento após o outro até o final da cena
(animação mais espontânea e a cena parece menos mecânica).
• Não planeja exatamente como vai ser o decorrer da cena e vai inventando à
medida que progride a ação.
• Método geralmente usado em cenas de ação onde muitas vezes ocorrem
movimentos rápidos e inesperados (cuidado para que o personagem não
fique fora de perspectiva ou checagem do cenário).
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
STRAIGHT AHEAD
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
STRAIGHT AHEAD
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
• É o planejamento das ações (elabora os extremos da ação/poses e estipula o
tempo para a execução de cada quadro-chave).
POSE-TO-POSE
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
• O animador planeja os extremos cuidadosamente, bem como a quantidade
e intervalos entre os extremos para conseguir o timing desejado.
• Os intervalos entre os extremos são passados para um assistente
(intervalador) que preenche os desenhos que faltam.
POSE-TO-POSE
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
POSE-TO-POSE
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
Espontaneidade.
Controle e clareza.
STRAIGHT AHEAD / POSE-TO-POSE
OVERLAPPING ACTION
& FOLLOW THROUGH
5
COMPLEXIDADE / CONTINUIDADE
www.mauriciomallet.com
CONCEITOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
OVERLAPPING ACTION & FOLLOW THROUGH
• Nada pára de uma só vez.
• O movimento de cada elemento terá um tempo diferente para parar
(Inércia), de acordo com seu peso e características.
www.mauriciomallet.com
CONCEITOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
OVERLAPPING ACTION
• Acréscimo de complexidade no timing proporcionando naturalidade à ação.
www.mauriciomallet.com
CONCEITOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
FOLLOW THROUGH (CONTINUIDADE)
• Denomina o efeito observado nas extremidades dos objetos flexíveis
(continuam a se movimentar com a frenagem do corpo).
6
SLOW IN & SLOW OUT
ACELERA E DESACELERA (SUAVIZAÇÃO)
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
• Caracteriza o espaçamento dos entremeios (In-betweens) dos quadros-chave
(Keypose): acelera e desacelera o movimento.
SLOW IN e SLOW OUT
SLOW IN
SLOW OUT
SLOW IN
SLOW IN
SLOW OUT
SLOW IN
KEYPOSE / KEYFRAME
KEYPOSE / KEYFRAMEKEYPOSE / KEYFRAME
KEYPOSE / KEYFRAME
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
SLOW IN e SLOW OUT
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
SLOW IN e SLOW OUT
SLOW OUT
SLOW IN
SLOW IN
SLOW OUT
ARCS
ARCOS
7
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
ARCS
• Os movimentos dos objetos na natureza acontecem em arcos descritos no
espaço. Numa animação, movimentos são construídos para percorrer uma
trajetória, usualmente, estes caminhos são curvos ao invés de lineares.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
ARCS
• O caminho visual da ação de um extremo ao outro é sempre descrito por um
arco. Na natureza, arcos são os caminhos mais comuns pelos quais uma
forma pode mover-se de uma posição à outra.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
ARCS
• Raramente um personagem ou parte de um personagem movimenta-se em
linhas retas. O movimento tende a não seguir caminhos lineares.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
ARCS
• Quando um braço tenta alcançar algo, seu movimento tende a mudar-se para
um arco.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
ARCS
• Utilizar arcos nas animações é uma forma de tornar o movimento de
personagens mais suave e, por isso, mais realístico.
SECONDARY ACTION
AÇÃO SECUNDÁRIA
8
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
SECONDARY ACTION
• Em um cenário nada é completamente fixo, mas sim repleto de ações e
movimentos de personagens secundários que dão autenticidade a cena.
Esse princípio abrange a questão da ação/reação e da interligação das
coisas em um cenário.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
SECONDARY ACTION
• Semelhante ao princípio de continuidade e sobreposição da ação, a ação
secundária diz respeito ao movimento de objetos, dependentes do
movimento de outros de forma atrasada. Essa ação acrescenta e enriquece a
ação principal. Não traz resultados diretos, mas contribui indiretamente para
a realização da primeira ação.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
SECONDARY ACTION
• É o conjunto de movimentos resultantes da ação principal efetuada.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
SECONDARY ACTION
• Uma maneira de se conseguir uma ação secundária convincente é fazer um
planejamento inicial do que vai ser a cena e depois animar por partes,
primeiro a ação principal e depois as ações secundárias que podem ter
timing diferentes.
KEY POSE
BREAKDOWN
QUADRO-CHAVE (KEY FRAME) / INTERMEDIÁRIO (IN BETWEENS)
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
KEYPOSE
• Um quadro-chave (keypose / key frame) na animação e na produção
cinematográfica é um quadro que define os pontos de início e fim de
qualquer transição entre imagens.
• Uma sequência de quadros-chave define qual movimento o espectador verá.
Definem o tempo do movimento.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
KEYPOSE
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
KEYPOSE
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
BREAKDOWN
• É o termo usado para os desenhos intermediários que têm função de
transição entre os quadro-chave (a animação 2D exige uma série de
múltiplos desenhos para completar a descrição das ações que contam uma
história).
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
BREAKDOWN
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
BREAKDOWN
FRAME, SEGUNDO
E TIMELINE
QUADRO / LINHA DO TEMPO
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
• É cada um dos quadros ou imagens fixas de um produto audiovisual.
• O termo Fotograma é utilizado para as imagens individuais de um filme. Film
frame: película (tecnologia cinematográfica).
• A palavra Frame é normalmente usada em imagens de vídeo (produtos
audiovisuais genéricos). Vídeo frame: tecnologia eletrônica (analógica ou
digital).
FRAME
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
SEGUNDO
• Unidade de tempo padrão, utilizada como parâmetro.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
FRAMES POR SEGUNDO (FPS)
• Todo movimento em qualquer tipo de vídeo / games, existe um truque que
transforma imagens paradas em imagens animadas. A ilusão (persistência
retiniana) que nosso cérebro interpreta como movimento é feita exibindo vários
quadros consecutivos em um curto período de tempo.
• Quanto mais desenhos (Frames) forem exibidos no mesmo período de tempo,
mais natural será a ilusão de movimento.
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
• Em 1876, Eadweard Muybridge fez uma experiência: colocou 12 e 24 câmeras
fotográficas ao longo de um hipódromo, tirou várias fotos da passagem de um
cavalo, obtendo a decomposição do movimento.
EXPERIÊNCIA DE EADWEARD MUYBRIDGE
FRAMES POR SEGUNDO (FPS)
www.mauriciomallet.com
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ANIMAÇÃO
• É uma maneira de visualizar uma lista de eventos em ordem cronológica
(Linha do tempo).
• Consiste num desenho gráfico que mostra uma barra longa com a legenda
de datas junto da barra do uso do tempo que (normalmente) indica os
eventos junto aos pontos onde eles aconteceram.
• As linhas do tempo são normalmente utilizadas para a compreensão de
eventos (Estabelece relações de um determinado assunto). Mostram os
períodos do tempo entre dois eventos.
• É na timeline que definimos a animação e a organizamos no espaço e no
tempo.
TIMELINE
www.mauriciomallet.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Técnicas fotográficas
Técnicas fotográficasTécnicas fotográficas
Técnicas fotográficas
Thayse Beckner
 
Elementos narrativos do cinema - Parte 1 (Planos e enquadramentos)
Elementos narrativos do cinema - Parte 1 (Planos e enquadramentos)Elementos narrativos do cinema - Parte 1 (Planos e enquadramentos)
Elementos narrativos do cinema - Parte 1 (Planos e enquadramentos)
Mauricio Mallet Duprat
 
Enquadramento de câmera
Enquadramento de câmeraEnquadramento de câmera
Enquadramento de câmera
Renata Trindade
 
Características fundamentais da linguagem audiovisual
Características fundamentais da linguagem audiovisualCaracterísticas fundamentais da linguagem audiovisual
Características fundamentais da linguagem audiovisual
Thiago Assumpção
 
Elementos narrativos do cinema - Parte 2 (Ângulos e Efeitos Psicológicos)
Elementos narrativos do cinema - Parte 2 (Ângulos e Efeitos Psicológicos)Elementos narrativos do cinema - Parte 2 (Ângulos e Efeitos Psicológicos)
Elementos narrativos do cinema - Parte 2 (Ângulos e Efeitos Psicológicos)
Mauricio Mallet Duprat
 
Produção e realização Audiovisual
Produção e realização AudiovisualProdução e realização Audiovisual
Produção e realização Audiovisual
Feliciano Novo
 
Planos de câmera
Planos de câmeraPlanos de câmera
Planos de câmera
Josué Brazil
 
4. Montagem e continuidade
4. Montagem e continuidade4. Montagem e continuidade
4. Montagem e continuidade
Cristiano Canguçu
 
Produção em TV
Produção em TVProdução em TV
Produção em TV
Júlio Rocha
 
Animação 1 - Storyboard
Animação 1 - StoryboardAnimação 1 - Storyboard
Animação 1 - Storyboard
profealbattaiola
 
Animação 2 - Ciclo de Caminhada
Animação 2 - Ciclo de CaminhadaAnimação 2 - Ciclo de Caminhada
Animação 2 - Ciclo de Caminhada
profealbattaiola
 
Pré produção audiovisual
Pré produção audiovisualPré produção audiovisual
Pré produção audiovisual
Marcioveras
 
Oficina de Introdução ao Roteiro Audiovisual
Oficina de Introdução ao Roteiro AudiovisualOficina de Introdução ao Roteiro Audiovisual
Oficina de Introdução ao Roteiro Audiovisual
Paola Giovana
 
Planos e ângulos
Planos e ângulosPlanos e ângulos
Planos e ângulos
Marcio Duarte
 
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicosAula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
Gabriel Ferraciolli
 
Aula1 história da montagem
 Aula1 história da montagem Aula1 história da montagem
Aula1 história da montagem
ismaelfurtado
 
2. Cinematografia
2. Cinematografia2. Cinematografia
2. Cinematografia
Cristiano Canguçu
 
Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual
Vinícius Souza
 
O Projeto Audiovisual 2[1]
O Projeto Audiovisual 2[1]O Projeto Audiovisual 2[1]
O Projeto Audiovisual 2[1]
videoparatodos
 
Oficina de roteiro
Oficina de roteiroOficina de roteiro
Oficina de roteiro
Silvia Reis
 

Mais procurados (20)

Técnicas fotográficas
Técnicas fotográficasTécnicas fotográficas
Técnicas fotográficas
 
Elementos narrativos do cinema - Parte 1 (Planos e enquadramentos)
Elementos narrativos do cinema - Parte 1 (Planos e enquadramentos)Elementos narrativos do cinema - Parte 1 (Planos e enquadramentos)
Elementos narrativos do cinema - Parte 1 (Planos e enquadramentos)
 
Enquadramento de câmera
Enquadramento de câmeraEnquadramento de câmera
Enquadramento de câmera
 
Características fundamentais da linguagem audiovisual
Características fundamentais da linguagem audiovisualCaracterísticas fundamentais da linguagem audiovisual
Características fundamentais da linguagem audiovisual
 
Elementos narrativos do cinema - Parte 2 (Ângulos e Efeitos Psicológicos)
Elementos narrativos do cinema - Parte 2 (Ângulos e Efeitos Psicológicos)Elementos narrativos do cinema - Parte 2 (Ângulos e Efeitos Psicológicos)
Elementos narrativos do cinema - Parte 2 (Ângulos e Efeitos Psicológicos)
 
Produção e realização Audiovisual
Produção e realização AudiovisualProdução e realização Audiovisual
Produção e realização Audiovisual
 
Planos de câmera
Planos de câmeraPlanos de câmera
Planos de câmera
 
4. Montagem e continuidade
4. Montagem e continuidade4. Montagem e continuidade
4. Montagem e continuidade
 
Produção em TV
Produção em TVProdução em TV
Produção em TV
 
Animação 1 - Storyboard
Animação 1 - StoryboardAnimação 1 - Storyboard
Animação 1 - Storyboard
 
Animação 2 - Ciclo de Caminhada
Animação 2 - Ciclo de CaminhadaAnimação 2 - Ciclo de Caminhada
Animação 2 - Ciclo de Caminhada
 
Pré produção audiovisual
Pré produção audiovisualPré produção audiovisual
Pré produção audiovisual
 
Oficina de Introdução ao Roteiro Audiovisual
Oficina de Introdução ao Roteiro AudiovisualOficina de Introdução ao Roteiro Audiovisual
Oficina de Introdução ao Roteiro Audiovisual
 
Planos e ângulos
Planos e ângulosPlanos e ângulos
Planos e ângulos
 
Aula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicosAula Animação - história e os princípios básicos
Aula Animação - história e os princípios básicos
 
Aula1 história da montagem
 Aula1 história da montagem Aula1 história da montagem
Aula1 história da montagem
 
2. Cinematografia
2. Cinematografia2. Cinematografia
2. Cinematografia
 
Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual
 
O Projeto Audiovisual 2[1]
O Projeto Audiovisual 2[1]O Projeto Audiovisual 2[1]
O Projeto Audiovisual 2[1]
 
Oficina de roteiro
Oficina de roteiroOficina de roteiro
Oficina de roteiro
 

Destaque

Conceitos Básicos da Animação (p.1/3)
Conceitos Básicos da Animação (p.1/3)Conceitos Básicos da Animação (p.1/3)
Conceitos Básicos da Animação (p.1/3)
Mauricio Mallet Duprat
 
Conceitos Básicos da Animação (p.3/3)
Conceitos Básicos da Animação (p.3/3)Conceitos Básicos da Animação (p.3/3)
Conceitos Básicos da Animação (p.3/3)
Mauricio Mallet Duprat
 
A Arte da Animação: História da Animação e Técnicas de Animação
A Arte da Animação: História da Animação e Técnicas de AnimaçãoA Arte da Animação: História da Animação e Técnicas de Animação
A Arte da Animação: História da Animação e Técnicas de Animação
Ana Beatriz Cargnin
 
História da Animação
História da AnimaçãoHistória da Animação
História da Animação
complementoindirecto
 
AULA 2: História da Animação
AULA 2: História da AnimaçãoAULA 2: História da Animação
AULA 2: História da Animação
Dra. Camila Hamdan
 
Anim2 aula0809 Cores_Background
Anim2 aula0809 Cores_BackgroundAnim2 aula0809 Cores_Background
Anim2 aula0809 Cores_Background
profealbattaiola
 
Anim2 Aula11 Preço_Custo
Anim2 Aula11 Preço_CustoAnim2 Aula11 Preço_Custo
Anim2 Aula11 Preço_Custo
profealbattaiola
 
Animação 1 - Personagens - Expressões e Posturas
Animação 1 - Personagens - Expressões e PosturasAnimação 1 - Personagens - Expressões e Posturas
Animação 1 - Personagens - Expressões e Posturas
profealbattaiola
 
Princípios básicos e clássicos de animação
Princípios básicos e clássicos de animaçãoPrincípios básicos e clássicos de animação
Princípios básicos e clássicos de animação
Leonardo Pereira
 
Teoria das Cores: natureza, classificação e características.
Teoria das Cores: natureza, classificação e características.Teoria das Cores: natureza, classificação e características.
Teoria das Cores: natureza, classificação e características.
Mauricio Mallet Duprat
 
Animação 1 - Roteiro (4) Decupagem e Formatacao do Roteiro
Animação 1 - Roteiro (4) Decupagem e Formatacao do RoteiroAnimação 1 - Roteiro (4) Decupagem e Formatacao do Roteiro
Animação 1 - Roteiro (4) Decupagem e Formatacao do Roteiro
profealbattaiola
 
Teoria das Cores:: da harmônia a sobreposição transparente.
Teoria das Cores:: da harmônia a sobreposição transparente.Teoria das Cores:: da harmônia a sobreposição transparente.
Teoria das Cores:: da harmônia a sobreposição transparente.
Mauricio Mallet Duprat
 
Projeto para WEB
Projeto para WEBProjeto para WEB
Projeto para WEB
Mauricio Mallet Duprat
 
Aula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Aula 01 animação 2D Arte ContemporaneaAula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Aula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Venise Melo
 
Projeto de Jogos
Projeto de JogosProjeto de Jogos
Projeto de Jogos
Mauricio Mallet Duprat
 
Animação - Movimentação
Animação - MovimentaçãoAnimação - Movimentação
Animação - Movimentação
Odair Cavichioli
 
30561
3056130561
Anim2 Aula04 Ciclo de Caminhada
Anim2 Aula04 Ciclo de CaminhadaAnim2 Aula04 Ciclo de Caminhada
Anim2 Aula04 Ciclo de Caminhada
profealbattaiola
 
Anim2 Aula06 Sincronia
Anim2 Aula06 SincroniaAnim2 Aula06 Sincronia
Anim2 Aula06 Sincronia
profealbattaiola
 
Anim2 aula02 tecnicas2
Anim2 aula02 tecnicas2Anim2 aula02 tecnicas2
Anim2 aula02 tecnicas2
profealbattaiola
 

Destaque (20)

Conceitos Básicos da Animação (p.1/3)
Conceitos Básicos da Animação (p.1/3)Conceitos Básicos da Animação (p.1/3)
Conceitos Básicos da Animação (p.1/3)
 
Conceitos Básicos da Animação (p.3/3)
Conceitos Básicos da Animação (p.3/3)Conceitos Básicos da Animação (p.3/3)
Conceitos Básicos da Animação (p.3/3)
 
A Arte da Animação: História da Animação e Técnicas de Animação
A Arte da Animação: História da Animação e Técnicas de AnimaçãoA Arte da Animação: História da Animação e Técnicas de Animação
A Arte da Animação: História da Animação e Técnicas de Animação
 
História da Animação
História da AnimaçãoHistória da Animação
História da Animação
 
AULA 2: História da Animação
AULA 2: História da AnimaçãoAULA 2: História da Animação
AULA 2: História da Animação
 
Anim2 aula0809 Cores_Background
Anim2 aula0809 Cores_BackgroundAnim2 aula0809 Cores_Background
Anim2 aula0809 Cores_Background
 
Anim2 Aula11 Preço_Custo
Anim2 Aula11 Preço_CustoAnim2 Aula11 Preço_Custo
Anim2 Aula11 Preço_Custo
 
Animação 1 - Personagens - Expressões e Posturas
Animação 1 - Personagens - Expressões e PosturasAnimação 1 - Personagens - Expressões e Posturas
Animação 1 - Personagens - Expressões e Posturas
 
Princípios básicos e clássicos de animação
Princípios básicos e clássicos de animaçãoPrincípios básicos e clássicos de animação
Princípios básicos e clássicos de animação
 
Teoria das Cores: natureza, classificação e características.
Teoria das Cores: natureza, classificação e características.Teoria das Cores: natureza, classificação e características.
Teoria das Cores: natureza, classificação e características.
 
Animação 1 - Roteiro (4) Decupagem e Formatacao do Roteiro
Animação 1 - Roteiro (4) Decupagem e Formatacao do RoteiroAnimação 1 - Roteiro (4) Decupagem e Formatacao do Roteiro
Animação 1 - Roteiro (4) Decupagem e Formatacao do Roteiro
 
Teoria das Cores:: da harmônia a sobreposição transparente.
Teoria das Cores:: da harmônia a sobreposição transparente.Teoria das Cores:: da harmônia a sobreposição transparente.
Teoria das Cores:: da harmônia a sobreposição transparente.
 
Projeto para WEB
Projeto para WEBProjeto para WEB
Projeto para WEB
 
Aula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Aula 01 animação 2D Arte ContemporaneaAula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Aula 01 animação 2D Arte Contemporanea
 
Projeto de Jogos
Projeto de JogosProjeto de Jogos
Projeto de Jogos
 
Animação - Movimentação
Animação - MovimentaçãoAnimação - Movimentação
Animação - Movimentação
 
30561
3056130561
30561
 
Anim2 Aula04 Ciclo de Caminhada
Anim2 Aula04 Ciclo de CaminhadaAnim2 Aula04 Ciclo de Caminhada
Anim2 Aula04 Ciclo de Caminhada
 
Anim2 Aula06 Sincronia
Anim2 Aula06 SincroniaAnim2 Aula06 Sincronia
Anim2 Aula06 Sincronia
 
Anim2 aula02 tecnicas2
Anim2 aula02 tecnicas2Anim2 aula02 tecnicas2
Anim2 aula02 tecnicas2
 

Semelhante a Conceitos Básicos da Animação (p.2/3)

Principios e tecnicas_da_animacao
Principios e tecnicas_da_animacaoPrincipios e tecnicas_da_animacao
Principios e tecnicas_da_animacao
Mauricio Valentini
 
Oficina Stop Motion.pdf
Oficina Stop Motion.pdfOficina Stop Motion.pdf
Oficina Stop Motion.pdf
VanessaAlbuquerque38
 
Desenhando a animação
Desenhando a animaçãoDesenhando a animação
Desenhando a animação
Mateus Pinheiro
 
OS 12 PRINCÍPIOS DA ANIMAÇÃO DE FRANK THOMAS E OLLIE JOHNSTON
OS 12 PRINCÍPIOS DA ANIMAÇÃO DE FRANK THOMAS E OLLIE JOHNSTONOS 12 PRINCÍPIOS DA ANIMAÇÃO DE FRANK THOMAS E OLLIE JOHNSTON
OS 12 PRINCÍPIOS DA ANIMAÇÃO DE FRANK THOMAS E OLLIE JOHNSTON
Carlos Campani
 
Oficina Stop Motion_Aula 01
Oficina Stop Motion_Aula 01Oficina Stop Motion_Aula 01
Oficina Stop Motion_Aula 01
NIVEA SANTOS
 
Noções básicas de multimídia
Noções básicas de multimídiaNoções básicas de multimídia
Noções básicas de multimídia
Raphael Araujo
 
Cinema de animação nas escolas final 2
Cinema de animação nas escolas final 2Cinema de animação nas escolas final 2
Cinema de animação nas escolas final 2
José Serpa
 
Stop motion na sala de aula
Stop motion na sala de aulaStop motion na sala de aula
Stop motion na sala de aula
Fernanda Camargo Giannini
 
430484
430484430484

Semelhante a Conceitos Básicos da Animação (p.2/3) (9)

Principios e tecnicas_da_animacao
Principios e tecnicas_da_animacaoPrincipios e tecnicas_da_animacao
Principios e tecnicas_da_animacao
 
Oficina Stop Motion.pdf
Oficina Stop Motion.pdfOficina Stop Motion.pdf
Oficina Stop Motion.pdf
 
Desenhando a animação
Desenhando a animaçãoDesenhando a animação
Desenhando a animação
 
OS 12 PRINCÍPIOS DA ANIMAÇÃO DE FRANK THOMAS E OLLIE JOHNSTON
OS 12 PRINCÍPIOS DA ANIMAÇÃO DE FRANK THOMAS E OLLIE JOHNSTONOS 12 PRINCÍPIOS DA ANIMAÇÃO DE FRANK THOMAS E OLLIE JOHNSTON
OS 12 PRINCÍPIOS DA ANIMAÇÃO DE FRANK THOMAS E OLLIE JOHNSTON
 
Oficina Stop Motion_Aula 01
Oficina Stop Motion_Aula 01Oficina Stop Motion_Aula 01
Oficina Stop Motion_Aula 01
 
Noções básicas de multimídia
Noções básicas de multimídiaNoções básicas de multimídia
Noções básicas de multimídia
 
Cinema de animação nas escolas final 2
Cinema de animação nas escolas final 2Cinema de animação nas escolas final 2
Cinema de animação nas escolas final 2
 
Stop motion na sala de aula
Stop motion na sala de aulaStop motion na sala de aula
Stop motion na sala de aula
 
430484
430484430484
430484
 

Mais de Mauricio Mallet Duprat

Sistemas Organizacionais (FOCW)
Sistemas Organizacionais (FOCW)Sistemas Organizacionais (FOCW)
Sistemas Organizacionais (FOCW)
Mauricio Mallet Duprat
 
Direção de Arte e Fotografia no Cinema
Direção de Arte e Fotografia no CinemaDireção de Arte e Fotografia no Cinema
Direção de Arte e Fotografia no Cinema
Mauricio Mallet Duprat
 
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
Mauricio Mallet Duprat
 
Proporção Áurea
Proporção ÁureaProporção Áurea
Proporção Áurea
Mauricio Mallet Duprat
 
CINEMA - Parte 1 (O início da história)
CINEMA - Parte 1 (O início da história)CINEMA - Parte 1 (O início da história)
CINEMA - Parte 1 (O início da história)
Mauricio Mallet Duprat
 
Design - O que é?
Design - O que é?Design - O que é?
Design - O que é?
Mauricio Mallet Duprat
 
Teoria de Desenho (Textura / Iluminação / Signos)
Teoria de Desenho (Textura / Iluminação / Signos)Teoria de Desenho (Textura / Iluminação / Signos)
Teoria de Desenho (Textura / Iluminação / Signos)
Mauricio Mallet Duprat
 
Teoria de Desenho (Plano / Forma / Movimento)
Teoria de Desenho (Plano / Forma / Movimento)Teoria de Desenho (Plano / Forma / Movimento)
Teoria de Desenho (Plano / Forma / Movimento)
Mauricio Mallet Duprat
 
Teoria de Desenho (Ponto e Linha)
Teoria de Desenho (Ponto e Linha)Teoria de Desenho (Ponto e Linha)
Teoria de Desenho (Ponto e Linha)
Mauricio Mallet Duprat
 
História da Arte:: do Pós-Impressionismo ao Minimalismo.
História da Arte:: do Pós-Impressionismo ao Minimalismo.História da Arte:: do Pós-Impressionismo ao Minimalismo.
História da Arte:: do Pós-Impressionismo ao Minimalismo.
Mauricio Mallet Duprat
 
História da Arte:: da Pré-história a Roma.
História da Arte:: da Pré-história a Roma.História da Arte:: da Pré-história a Roma.
História da Arte:: da Pré-história a Roma.
Mauricio Mallet Duprat
 
História da Arte:: Do realismo ao pós-impressionismo
História da Arte:: Do realismo ao pós-impressionismoHistória da Arte:: Do realismo ao pós-impressionismo
História da Arte:: Do realismo ao pós-impressionismo
Mauricio Mallet Duprat
 
História da Arte:: Do gótico ao renascimento
História da Arte:: Do gótico ao renascimentoHistória da Arte:: Do gótico ao renascimento
História da Arte:: Do gótico ao renascimento
Mauricio Mallet Duprat
 
História da Arte:: do Maneirismo ao Romântismo.
História da Arte:: do Maneirismo ao Romântismo.História da Arte:: do Maneirismo ao Romântismo.
História da Arte:: do Maneirismo ao Romântismo.
Mauricio Mallet Duprat
 

Mais de Mauricio Mallet Duprat (14)

Sistemas Organizacionais (FOCW)
Sistemas Organizacionais (FOCW)Sistemas Organizacionais (FOCW)
Sistemas Organizacionais (FOCW)
 
Direção de Arte e Fotografia no Cinema
Direção de Arte e Fotografia no CinemaDireção de Arte e Fotografia no Cinema
Direção de Arte e Fotografia no Cinema
 
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
 
Proporção Áurea
Proporção ÁureaProporção Áurea
Proporção Áurea
 
CINEMA - Parte 1 (O início da história)
CINEMA - Parte 1 (O início da história)CINEMA - Parte 1 (O início da história)
CINEMA - Parte 1 (O início da história)
 
Design - O que é?
Design - O que é?Design - O que é?
Design - O que é?
 
Teoria de Desenho (Textura / Iluminação / Signos)
Teoria de Desenho (Textura / Iluminação / Signos)Teoria de Desenho (Textura / Iluminação / Signos)
Teoria de Desenho (Textura / Iluminação / Signos)
 
Teoria de Desenho (Plano / Forma / Movimento)
Teoria de Desenho (Plano / Forma / Movimento)Teoria de Desenho (Plano / Forma / Movimento)
Teoria de Desenho (Plano / Forma / Movimento)
 
Teoria de Desenho (Ponto e Linha)
Teoria de Desenho (Ponto e Linha)Teoria de Desenho (Ponto e Linha)
Teoria de Desenho (Ponto e Linha)
 
História da Arte:: do Pós-Impressionismo ao Minimalismo.
História da Arte:: do Pós-Impressionismo ao Minimalismo.História da Arte:: do Pós-Impressionismo ao Minimalismo.
História da Arte:: do Pós-Impressionismo ao Minimalismo.
 
História da Arte:: da Pré-história a Roma.
História da Arte:: da Pré-história a Roma.História da Arte:: da Pré-história a Roma.
História da Arte:: da Pré-história a Roma.
 
História da Arte:: Do realismo ao pós-impressionismo
História da Arte:: Do realismo ao pós-impressionismoHistória da Arte:: Do realismo ao pós-impressionismo
História da Arte:: Do realismo ao pós-impressionismo
 
História da Arte:: Do gótico ao renascimento
História da Arte:: Do gótico ao renascimentoHistória da Arte:: Do gótico ao renascimento
História da Arte:: Do gótico ao renascimento
 
História da Arte:: do Maneirismo ao Romântismo.
História da Arte:: do Maneirismo ao Romântismo.História da Arte:: do Maneirismo ao Romântismo.
História da Arte:: do Maneirismo ao Romântismo.
 

Último

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 

Último (20)

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 

Conceitos Básicos da Animação (p.2/3)