SlideShare uma empresa Scribd logo
Análise Combinatória Prof. Teófilo
Conceito A análise combinatória é o ramo da Matemática que tem por objetivo resolver problemas que consistem, basicamente, em escolher e agrupar os elementos de um conjunto. Possui aplicação direta no cálculo das probabilidades, sendo instrumento de vital importância para as ciências aplicadas, como a Medicina, a Engenharia e a Estatística, entre outras.
Objetivo Esta aula tem o objetivo de introduzir o conceito básico de contagem através do princípio multiplicativo. Este conceito é pré-requisito para as aulas de Análise Combinatória e Estudo das Probabilidades.
Escolaridade Destinada a alunos do 2º ano do Ensino Médio de qualquer faixa etária.
Princípio Fundamental da Contagem
Exemplo 1: Em quantas ordens diferentes 4 pessoas podem se sentar num sofá de 4 lugares?
Exemplo 1: Em quantas ordens diferentes 4 pessoas podem se sentar num sofá de 4 lugares? Solução: Consideremos as 4 pessoas como: A – Andréa B – Beatriz C – Carolina D – Daniela
A 1ª posição
A B 1ª posição 2ª posição
A B C 1ª posição 2ª posição
A B C D 1ª posição 2ª posição
A B C D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição
A B C D C D 1ª posição 2ª posição 3ª posição
A B C D C D D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D B D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D B D D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D B D D C D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D B D D C D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D B D B D C D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D B D B C D C D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D B D B C D C D B C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
A B C D C D B D B C D C D B C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B 1ª posição
B A 1ª posição 2ª posição
B A C 1ª posição 2ª posição
B A C D 1ª posição 2ª posição
B A C D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição
B A C D C D 1ª posição 2ª posição 3ª posição
B A C D C D D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D A D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D A D D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D A D D C D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D A D D C D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D A D A D C D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D A D A C D C D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D A D A C D C D A C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
B A C D C D A D A C D C D A C A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C 1ª posição
C A 1ª posição 2ª posição
C A B 1ª posição 2ª posição
C A B D 1ª posição 2ª posição
C A B D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição
C A B D B D 1ª posição 2ª posição 3ª posição
C A B D B D D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D A D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D A D D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D A D D B D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D A D D B D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D A D A D B D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D A D A B D B D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D A D A B D B D A B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
C A B D B D A D A B D B D A B A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D 1ª posição
D A 1ª posição 2ª posição
D A B 1ª posição 2ª posição
D A B C 1ª posição 2ª posição
D A B C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição
D A B C B C 1ª posição 2ª posição 3ª posição
D A B C B C C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C A C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C A C C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C A C C B C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C A C C B C A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C A C A C B C A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C A C A B C B C A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C A C A B C B C A B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
D A B C B C A C A B C B C A B A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
Resumindo
1ª posição
1ª posição
4 1ª posição
4 1ª posição 2ª posição
4 1ª posição 2ª posição
3 4 1ª posição 2ª posição
3 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição
3 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição
3 2 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição
3 2 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
3 2 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
3 2 4 1 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
3 × 2 × 4 × 1 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
3 × 2 × 4 × 1 = 24 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
Exemplo 2: Juliana possui apenas 4 blusas e 3 saias, de quantas maneiras diferentes ela pode se arrumar com estas 7 peças de roupa?
Exemplo 2: Juliana possui apenas 4 blusas e 3 saias, de quantas maneiras diferentes ela pode se arrumar com estas 7 peças de roupa? Solução: Consideremos as blusas e as saias como: B1 – blusa 1 S1 – saia 1 B2 – blusa 2 S2 – saia 2 B3 – blusa 3 S3 – saia 3 B4 – blusa 4
S3 S2 S1 B4 B3 B2 B1
S3 S2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3 S2 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3 S2 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
S3/B4 S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
3 S3/B4 S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
3 4 S3/B4 S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
3 4 Total de maneiras: 3  × 4 = 12 S3/B4 S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
Exemplo 3: Um casal pretende ter 3 filhos, de quantas maneiras diferentes isto pode ocorrer levando em consideração o sexo das crianças?
Exemplo 3: Um casal pretende ter 3 filhos, de quantas maneiras diferentes isto pode ocorrer levando em consideração o sexo das crianças? Solução: Consideremos: M – sexo masculino F – sexo feminino
1º 2º 3º
M M M - - 1º 2º 3º
M M M M M F - - - - 1º 2º 3º
M M M M M M M F F - - - - - - 1º 2º 3º
M M M M M M M M F F F F - - - - - - - - 1º 2º 3º
M F M M M M M M M F F F F M M - - - - - - - - - - 1º 2º 3º
M F M M M M M F M M F F F F M M M F - - - - - - - - - - - - 1º 2º 3º
M F M M M M M F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - 1º 2º 3º
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 1º 2º 3º
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º F M
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º F M 2
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º F M 2
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º F M F M 2
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º F M F M 2 2
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M 2 2
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M F M 2 2
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M F M 2 2 2
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M F M 2 2 2 × ×
M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M F M 2 2 2 × × 8 =
Exercícios
AQUECENDO
AQUECENDO QUESTÃO 1 Maria tem 5 blusas e 2 saias. De quantas modos diferentes ela pode se vestir com essas roupas?
AQUECENDO QUESTÃO 1 Maria tem 5 blusas e 2 saias. De quantas modos diferentes ela pode se vestir com essas roupas? QUESTÃO 2 Em um baile há 12 moças e 8 rapazes. Quantos casais diferentes podem ser formados?
QUESTÃO 3 Renato vai a um clube no qual existem 4 portas de entrada que dão acesso a 2 elevadores. Ele pretende ir ao 6º andar. De quantas maneiras diferentes poderá fazê-lo?
QUESTÃO 3 Renato vai a um clube no qual existem 4 portas de entrada que dão acesso a 2 elevadores. Ele pretende ir ao 6º andar. De quantas maneiras diferentes poderá fazê-lo? QUESTÃO 4 Quantos números pares de 2 algarismos podem ser formados no sistema decimal?
QUESTÃO 3 Renato vai a um clube no qual existem 4 portas de entrada que dão acesso a 2 elevadores. Ele pretende ir ao 6º andar. De quantas maneiras diferentes poderá fazê-lo? QUESTÃO 4 Quantos números pares de 2 algarismos podem ser formados no sistema decimal? QUESTÃO 5 Uma pessoa possui 10 envelopes diferentes e 8 selos diferentes. De quantos modos essa pessoa pode enviar uma carta utilizando 1 envelope e 1 selo?
QUESTÃO 6 De quantos modos 3 pessoas podem se sentar num sofá de 5 lugares?
QUESTÃO 6 De quantos modos 3 pessoas podem se sentar num sofá de 5 lugares? QUESTÃO 7 Júlio deseja pintar a palavra LIVRE em um cartaz de publicidade, usando uma cor diferente para cada letra. De quantos modos isso pode ser feito, se ele dispõe de 8 cores de tinta?
QUESTÃO 6 De quantos modos 3 pessoas podem se sentar num sofá de 5 lugares? QUESTÃO 7 Júlio deseja pintar a palavra LIVRE em um cartaz de publicidade, usando uma cor diferente para cada letra. De quantos modos isso pode ser feito, se ele dispõe de 8 cores de tinta? QUESTÃO 8 (UNICAMP) Sabendo que número de telefone não começam com 0 nem com 1, calcule quantos diferentes números de telefone podem ser formados com 7 algarismos.
QUESTÃO 9 Com os algarismos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 são formados números de 4 algarismos distintos. Entre eles, quantos são divisíveis por 5?
QUESTÃO 9 Com os algarismos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 são formados números de 4 algarismos distintos. Entre eles, quantos são divisíveis por 5? QUESTÃO 10 Duas pessoas entram num ônibus que tem 7 lugares vagos. De quantas maneiras diferentes as 2 pessoas podem ocupar esses lugares?
EXERCITANDO
EXERCITANDO QUESTÃO 11 (ENEM) Estima-se que haja, no Acre, 209 espécies de mamíferos, distribuídas conforme a tabela a seguir.  Deseja-se realizar um estudo comparativo entre três dessas espécies de mamíferos - uma do grupo Cetáceos, outra do grupo Primatas e a terceira do grupo Roedores. O número de conjuntos distintos que podem ser formados com essas espécies para esse estudo é igual a:
QUESTÃO 12 (UFES) Num aparelho telefônico, as dez teclas numeradas estão dispostas em fileiras horizontais, conforme indica a figura a seguir. Seja N a quantidade de números de telefone com 8 dígitos, que começam pelo dígito 3 e terminam pelo dígito zero, e, além disso, o 2º. e o 3º. dígitos são da primeira fileira do teclado, o 4º. e o 5º. dígitos são da segunda fileira, e o 6º. e o 7º. são da terceira fileira. O valor de N é:
QUESTÃO 13 (UFU) Para gerar sua senha de acesso, o usuário de uma biblioteca deve selecionar cinco algarismos de 0 a 9, permitindo-se repetições e importando a ordem, em que eles foram escolhidos. Por questões de segurança, senhas que não tenham nenhum algarismo repetido são consideradas inválidas. Por exemplo, as senhas 09391 e 90391 são válidas e diferentes, enquanto que a senha 90381 é inválida. O número total de senhas válidas que podem ser geradas é igual a:
QUESTÃO 14 (ENEM) No Nordeste brasileiro, é comum encontrarmos peças de artesanato constituídas por garrafas preenchidas com areia de diferentes cores, formando desenhos. Um artesão deseja fazer peças com areia de cores cinza, azul, verde e amarela, mantendo o mesmo desenho, mas variando as cores da paisagem (casa, palmeira e fundo), conforme a figura.  O fundo pode ser representado nas cores azul ou cinza; a casa, nas cores azul, verde ou amarela; e a palmeira, nas cores cinza ou verde. Se o fundo não pode ter a mesma cor nem da casa nem da palmeira, por uma questão de contraste, então o número de variações que podem ser obtidas para a paisagem é:
QUESTÃO 15 (UFPE) O mapa abaixo representa a divisão do Brasil em suas regiões. O mapa deve ser colorido de maneira que regiões com uma fronteira em comum sejam coloridas com cores distintas. Determine o número (n) de maneiras de se colorir o mapa, usando-se 5 cores. Indique n/10.
QUESTÃO 16 (UFPE) De quantas maneiras podemos classificar os 4 empregados de uma micro-empresa nas categorias A ou B, se um mesmo empregado pode pertencer às duas categorias?
QUESTÃO 16 (UFPE) De quantas maneiras podemos classificar os 4 empregados de uma micro-empresa nas categorias A ou B, se um mesmo empregado pode pertencer às duas categorias? QUESTÃO 17 (UEL) Um número capicua é um número que se pode ler indistintamente em ambos os sentidos, da esquerda para a direita ou da direita para a esquerda (exemplo: 5335). Em um hotel de uma cidade, onde os jogadores de um time se hospedaram, o número de quartos era igual ao número de capicuas pares de 3 algarismos. Quantos eram os quartos do hotel?
QUESTÃO 18 (UFRN 2003) Um fenômeno raro em termos de data ocorreu às 20h02min de 20 de fevereiro de 2002. No caso, 20:02 20/02 2002 forma uma seqüência de algarismos que permanece inalterada se reescrita de trás para a frente. A isso denominamos capicua. Desconsiderando as capicuas começadas por zero, a quantidade de capicuas formadas com cinco algarismos não necessariamente diferentes é:
QUESTÃO 18 (UFRN 2003) Um fenômeno raro em termos de data ocorreu às 20h02min de 20 de fevereiro de 2002. No caso, 20:02 20/02 2002 forma uma seqüência de algarismos que permanece inalterada se reescrita de trás para a frente. A isso denominamos capicua. Desconsiderando as capicuas começadas por zero, a quantidade de capicuas formadas com cinco algarismos não necessariamente diferentes é: QUESTÃO 19 (UFMG) Em uma lanchonete, os sorvetes são divididos em três grupos: o vermelho, com 5 sabores; o amarelo, com 3 sabores; e o verde, com 2 sabores. Pode-se pedir uma casquinha com 1, 2 ou 3 bolas, mas cada casquinha não pode conter 2 bolas de um mesmo grupo. O número de maneiras distintas de se pedir uma casquinha é:
QUESTÃO 20 (UFES) Em um grupo de 60 mulheres e 40 homens existem exatamente 25 mulheres e 12 homens que tocam algum instrumento musical. De quantas maneiras podemos formar uma dupla de um homem e uma mulher de modo que pelo menos uma das pessoas da dupla toque algum instrumento?
DESAFIOS QUESTÃO 21 (FGV) Em uma gaveta de armário de um quarto escuro há 6 camisetas vermelhas, 10 camisetas brancas e 7 camisetas pretas. Qual é o número mínimo de camisetas que se deve retirar da gaveta, sem que se vejam suas cores, para que: a) Se tenha certeza de ter retirado duas camisetas de cores diferentes. b) Se tenha certeza de ter retirado duas camisetas de mesma cor. c) Se tenha certeza de ter retirado pelo menos uma camiseta de cada cor.
QUESTÃO 22 (UFU) A prova de um concurso é composta somente de 10 questões de múltipla escolha, com as alternativas A, B, C e D por questão. Sabendo-se que, no gabarito da prova, não aparece a letra A e que a letra D aparece apenas uma vez, quantos são os gabaritos possíveis de ocorrer?
QUESTÃO 23 (UFRJ) A seqüência 1, 3, 5, 9, 13, 18, 22 é uma das possibilidades de formar uma seqüência de sete números, começando em 1 e terminando em 22, de forma que cada número da seqüência seja maior do que o anterior e que as representações de dois números consecutivos na seqüência estejam conectadas no diagrama a seguir por um segmento.  a) Quantas seqüências diferentes, com essas características, podemos formar? b) Quantas dessas seqüências incluem o número 13?
QUESTÃO 24 (UERJ) Uma bicicleta de marchas tem três engrenagens na coroa, que giram com o pedal, e seis engrenagens no pinhão, que giram com a roda traseira. Observe a bicicleta a seguir e as tabelas que apresentam os números de dentes de cada engrenagem, todos de igual tamanho.
QUESTÃO 24 (UERJ) Uma bicicleta de marchas tem três engrenagens na coroa, que giram com o pedal, e seis engrenagens no pinhão, que giram com a roda traseira. Observe a bicicleta a seguir e as tabelas que apresentam os números de dentes de cada engrenagem, todos de igual tamanho.  Cada marcha é uma ligação, feita pela corrente, entre uma engrenagem da coroa e uma do pinhão. Um dente da 1º engrenagem da coroa quebrou. Para que a corrente não se desprenda com a bicicleta em movimento, admita que a engrenagem danificada só deva ser ligada à 1º ou à 2º engrenagem do pinhão.  Nesse caso, o número máximo de marchas distintas, que podem ser utilizadas para movimentar a bicicleta, é de:
QUESTÃO 25 (FGV) Colocando em ordem os números resultantes das permutações dos algarismos 1, 2, 3, 4, 5, que posição ocupará o número 35241?
QUESTÃO 25 (FGV) Colocando em ordem os números resultantes das permutações dos algarismos 1, 2, 3, 4, 5, que posição ocupará o número 35241? QUESTÃO 26 (UNESP) Considere todos os números formados por 6 algarismos distintos obtidos permutando-se, de todas as formas possíveis, os algarismos 1, 2, 3, 4, 5 e 6. a) Determine quantos números é possível formar (no total) e quantos números se iniciam com o algarismo 1. b) Escrevendo-se esses números em ordem crescente, determine qual posição ocupa o número 512346 e que número ocupa a 242ª posição.
QUESTÃO 27 (UFRJ) Para montar um sanduíche, os clientes de uma lanchonete podem escolher: - um dentre os tipos de pão: calabresa, orégano e queijo; - um dentre os tamanhos: pequeno e grande; - de um até cinco dentre os tipos de recheio: sardinha, atum, queijo, presunto e salame, sem possibilidade de repetição de recheio num mesmo sanduíche. Calcule: a) quantos sanduíches distintos podem ser montados; b) o número de sanduíches distintos que um cliente pode montar, se ele não gosta de orégano, só come sanduíches pequenos e deseja dois recheios em cada sanduíche.
QUESTÃO 28 (UFRS) Para colocar preço em seus produtos, uma empresa desenvolveu um sistema simplificado de código de barras formado por cinco linhas separadas por quatro espaços. Podem ser usadas linhas de três larguras possíveis e espaços de duas larguras possíveis. O número total de preços que podem ser representados por esse código é:
QUESTÃO 29 (UNESP) Dois rapazes e duas moças irão viajar de ônibus, ocupando as poltronas de números 1 a 4, com 1 e 2 juntas e 3 e 4 juntas, conforme o esquema.  O número de maneiras de ocupação dessas quatro poltronas, garantindo que, em duas poltronas juntas, ao lado de uma moça sempre viaje um rapaz, é:
QUESTÃO 30 (ITA) Determine quantos números de 3 algarismos podem ser formados com 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7, satisfazendo à seguinte regra: O número não pode ter algarismos repetidos, exceto quando iniciar com 1 ou 2, caso em que o 7 (e apenas o 7) pode aparecer mais de uma vez.
Gabarito 1) 10 2) 96 3) 8 4) 45 5) 80 6) 60 7) 6.720 8) 8.000.000 9) 60 10) 42 11) 1.320 12) 729 13) 69.760 14) 7 15) 54 16) 81 17) 40 18) 900 19) 71 20) 1.420
Gabarito 21) a) 11 b) 4 c)18 22) 5.120 23) a) 32 b) 12 24) 14 25) 70ª 26) a) 720; 120 b) 481; 312.465 27) a) 186 b) 20 28) 3.888 29) 16 30) 212
Créditos Professor: Teófilo Oliveira de Paula CEDERJ/UFF Polo VRE Curso de Pós Graduação a distância. Novas Tecnologias no Ensino da Matemática. Informática Educativa II.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
Herlan Ribeiro de Souza
 
Razao e proporção
Razao e proporçãoRazao e proporção
Razao e proporção
Jéssica Oliveira
 
Conjuntos numéricos
Conjuntos numéricosConjuntos numéricos
Conjuntos numéricos
Alexandre Cirqueira
 
Plano cartesiano ppt
Plano cartesiano pptPlano cartesiano ppt
Plano cartesiano ppt
Newton Sérgio Lima
 
19 exercícios - estudo sinal função 1° grau
19   exercícios - estudo sinal função 1° grau19   exercícios - estudo sinal função 1° grau
19 exercícios - estudo sinal função 1° grau
Felipe Ferreira
 
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisãoSistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Angela Costa
 
Matrizes
MatrizesMatrizes
Matrizes
rosania39
 
Logaritmos
LogaritmosLogaritmos
Radiciaçâo
RadiciaçâoRadiciaçâo
AULÃO DE MATEMÁTICA PARA O ENEM.pptx
AULÃO DE MATEMÁTICA PARA O ENEM.pptxAULÃO DE MATEMÁTICA PARA O ENEM.pptx
AULÃO DE MATEMÁTICA PARA O ENEM.pptx
rildenir
 
Conjuntos
ConjuntosConjuntos
Conjuntos
rosania39
 
Lista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimLista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afim
ProfessoraIve
 
1ª lista de exercícios(razão e proporção) 9º ano ilton bruno
1ª lista de exercícios(razão e proporção) 9º ano   ilton bruno1ª lista de exercícios(razão e proporção) 9º ano   ilton bruno
1ª lista de exercícios(razão e proporção) 9º ano ilton bruno
Ilton Bruno
 
Números inteiros
Números inteirosNúmeros inteiros
Números inteiros
Helena Borralho
 
Pirâmides
PirâmidesPirâmides
Pirâmides
carlos josé gomes
 
Funções
FunçõesFunções
P.a. e p.g.
P.a. e p.g.P.a. e p.g.
P.a. e p.g.
Rodrigo Carvalho
 
Lista de exercícios – sistema de equações do 1° grau
Lista de exercícios – sistema de equações do 1° grauLista de exercícios – sistema de equações do 1° grau
Lista de exercícios – sistema de equações do 1° grau
Everton Moraes
 
Apresentação geometria analítica
Apresentação geometria analíticaApresentação geometria analítica
Apresentação geometria analítica
profluizgustavo
 
Potenciação
PotenciaçãoPotenciação
Potenciação
andreapmnobre
 

Mais procurados (20)

Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
 
Razao e proporção
Razao e proporçãoRazao e proporção
Razao e proporção
 
Conjuntos numéricos
Conjuntos numéricosConjuntos numéricos
Conjuntos numéricos
 
Plano cartesiano ppt
Plano cartesiano pptPlano cartesiano ppt
Plano cartesiano ppt
 
19 exercícios - estudo sinal função 1° grau
19   exercícios - estudo sinal função 1° grau19   exercícios - estudo sinal função 1° grau
19 exercícios - estudo sinal função 1° grau
 
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisãoSistemas de equações do 1⁰ grau revisão
Sistemas de equações do 1⁰ grau revisão
 
Matrizes
MatrizesMatrizes
Matrizes
 
Logaritmos
LogaritmosLogaritmos
Logaritmos
 
Radiciaçâo
RadiciaçâoRadiciaçâo
Radiciaçâo
 
AULÃO DE MATEMÁTICA PARA O ENEM.pptx
AULÃO DE MATEMÁTICA PARA O ENEM.pptxAULÃO DE MATEMÁTICA PARA O ENEM.pptx
AULÃO DE MATEMÁTICA PARA O ENEM.pptx
 
Conjuntos
ConjuntosConjuntos
Conjuntos
 
Lista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimLista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afim
 
1ª lista de exercícios(razão e proporção) 9º ano ilton bruno
1ª lista de exercícios(razão e proporção) 9º ano   ilton bruno1ª lista de exercícios(razão e proporção) 9º ano   ilton bruno
1ª lista de exercícios(razão e proporção) 9º ano ilton bruno
 
Números inteiros
Números inteirosNúmeros inteiros
Números inteiros
 
Pirâmides
PirâmidesPirâmides
Pirâmides
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
 
P.a. e p.g.
P.a. e p.g.P.a. e p.g.
P.a. e p.g.
 
Lista de exercícios – sistema de equações do 1° grau
Lista de exercícios – sistema de equações do 1° grauLista de exercícios – sistema de equações do 1° grau
Lista de exercícios – sistema de equações do 1° grau
 
Apresentação geometria analítica
Apresentação geometria analíticaApresentação geometria analítica
Apresentação geometria analítica
 
Potenciação
PotenciaçãoPotenciação
Potenciação
 

Destaque

Princípios da análise combinatória principio multiplicativo e aditivo
Princípios da análise combinatória   principio multiplicativo e aditivoPrincípios da análise combinatória   principio multiplicativo e aditivo
Princípios da análise combinatória principio multiplicativo e aditivo
Antonio Carlos Luguetti
 
Introdução Ao Princípio De Contagem
Introdução Ao  Princípio De  ContagemIntrodução Ao  Princípio De  Contagem
Introdução Ao Princípio De Contagem
Adélia Filha
 
Análise combinatória 2016
Análise combinatória 2016Análise combinatória 2016
Análise combinatória 2016
ProfessoraIve
 
Análise combinatória
Análise combinatóriaAnálise combinatória
Análise combinatória
Horacimar Cotrim
 
Mat 2 - 8º ano
Mat 2 - 8º anoMat 2 - 8º ano
Mat 2 - 8º ano
Andréia Rodrigues
 
Matemática - Exercícios Resolvidos - Análise Combinatória
Matemática - Exercícios Resolvidos - Análise CombinatóriaMatemática - Exercícios Resolvidos - Análise Combinatória
Matemática - Exercícios Resolvidos - Análise Combinatória
Aulas Apoio
 
PD- Marta,6ºE(TPF)
PD-  Marta,6ºE(TPF)PD-  Marta,6ºE(TPF)
PD- Marta,6ºE(TPF)
guest83d485
 
Trabalho individual semana 5 e 6 informatica ii analise combinatório powerpoint
Trabalho individual semana 5 e 6 informatica ii analise combinatório powerpointTrabalho individual semana 5 e 6 informatica ii analise combinatório powerpoint
Trabalho individual semana 5 e 6 informatica ii analise combinatório powerpoint
claudiamartinuci
 
Densidade, uma razão especial
Densidade, uma razão especialDensidade, uma razão especial
Densidade, uma razão especial
Adileia Inês Santos Fonseca
 
Análise de-vibrações1
Análise de-vibrações1Análise de-vibrações1
Análise de-vibrações1
Ivo Sebastião Leite Sebastião
 
GABARITOS 2 BIM
GABARITOS 2 BIMGABARITOS 2 BIM
GABARITOS 2 BIM
Otávio Sales
 
Aula1
Aula1Aula1
01. livro análise combinatória e probabilidade
01. livro análise combinatória e probabilidade01. livro análise combinatória e probabilidade
01. livro análise combinatória e probabilidade
Ronaldo Lima
 
www.AulasDeMatematicanoRJ.Com.Br - Matemática - Probabilidade
 www.AulasDeMatematicanoRJ.Com.Br  - Matemática -  Probabilidade www.AulasDeMatematicanoRJ.Com.Br  - Matemática -  Probabilidade
www.AulasDeMatematicanoRJ.Com.Br - Matemática - Probabilidade
Clarice Leclaire
 
Razão
RazãoRazão
Razão
mancuzomh
 
www.AulasDeMatematicaApoio.com.br - Matemática - Análise Combinatória
 www.AulasDeMatematicaApoio.com.br -  Matemática - Análise Combinatória www.AulasDeMatematicaApoio.com.br -  Matemática - Análise Combinatória
www.AulasDeMatematicaApoio.com.br - Matemática - Análise Combinatória
Beatriz Góes
 
APOSTILA QOAA 2015
APOSTILA QOAA 2015APOSTILA QOAA 2015
APOSTILA QOAA 2015
Curso Concursos e Aulas
 
Didinâmica das Maquinas - Aula- 01
Didinâmica das Maquinas - Aula- 01Didinâmica das Maquinas - Aula- 01
Didinâmica das Maquinas - Aula- 01
Edney09
 
Operações com frações
Operações com fraçõesOperações com frações
Operações com frações
Benício França
 
Aula 4 vibração forçada hamonicamente sem e com amortecimento 1 gdl
Aula 4 vibração forçada hamonicamente sem e com amortecimento  1 gdlAula 4 vibração forçada hamonicamente sem e com amortecimento  1 gdl
Aula 4 vibração forçada hamonicamente sem e com amortecimento 1 gdl
Junior Tonial Espinha
 

Destaque (20)

Princípios da análise combinatória principio multiplicativo e aditivo
Princípios da análise combinatória   principio multiplicativo e aditivoPrincípios da análise combinatória   principio multiplicativo e aditivo
Princípios da análise combinatória principio multiplicativo e aditivo
 
Introdução Ao Princípio De Contagem
Introdução Ao  Princípio De  ContagemIntrodução Ao  Princípio De  Contagem
Introdução Ao Princípio De Contagem
 
Análise combinatória 2016
Análise combinatória 2016Análise combinatória 2016
Análise combinatória 2016
 
Análise combinatória
Análise combinatóriaAnálise combinatória
Análise combinatória
 
Mat 2 - 8º ano
Mat 2 - 8º anoMat 2 - 8º ano
Mat 2 - 8º ano
 
Matemática - Exercícios Resolvidos - Análise Combinatória
Matemática - Exercícios Resolvidos - Análise CombinatóriaMatemática - Exercícios Resolvidos - Análise Combinatória
Matemática - Exercícios Resolvidos - Análise Combinatória
 
PD- Marta,6ºE(TPF)
PD-  Marta,6ºE(TPF)PD-  Marta,6ºE(TPF)
PD- Marta,6ºE(TPF)
 
Trabalho individual semana 5 e 6 informatica ii analise combinatório powerpoint
Trabalho individual semana 5 e 6 informatica ii analise combinatório powerpointTrabalho individual semana 5 e 6 informatica ii analise combinatório powerpoint
Trabalho individual semana 5 e 6 informatica ii analise combinatório powerpoint
 
Densidade, uma razão especial
Densidade, uma razão especialDensidade, uma razão especial
Densidade, uma razão especial
 
Análise de-vibrações1
Análise de-vibrações1Análise de-vibrações1
Análise de-vibrações1
 
GABARITOS 2 BIM
GABARITOS 2 BIMGABARITOS 2 BIM
GABARITOS 2 BIM
 
Aula1
Aula1Aula1
Aula1
 
01. livro análise combinatória e probabilidade
01. livro análise combinatória e probabilidade01. livro análise combinatória e probabilidade
01. livro análise combinatória e probabilidade
 
www.AulasDeMatematicanoRJ.Com.Br - Matemática - Probabilidade
 www.AulasDeMatematicanoRJ.Com.Br  - Matemática -  Probabilidade www.AulasDeMatematicanoRJ.Com.Br  - Matemática -  Probabilidade
www.AulasDeMatematicanoRJ.Com.Br - Matemática - Probabilidade
 
Razão
RazãoRazão
Razão
 
www.AulasDeMatematicaApoio.com.br - Matemática - Análise Combinatória
 www.AulasDeMatematicaApoio.com.br -  Matemática - Análise Combinatória www.AulasDeMatematicaApoio.com.br -  Matemática - Análise Combinatória
www.AulasDeMatematicaApoio.com.br - Matemática - Análise Combinatória
 
APOSTILA QOAA 2015
APOSTILA QOAA 2015APOSTILA QOAA 2015
APOSTILA QOAA 2015
 
Didinâmica das Maquinas - Aula- 01
Didinâmica das Maquinas - Aula- 01Didinâmica das Maquinas - Aula- 01
Didinâmica das Maquinas - Aula- 01
 
Operações com frações
Operações com fraçõesOperações com frações
Operações com frações
 
Aula 4 vibração forçada hamonicamente sem e com amortecimento 1 gdl
Aula 4 vibração forçada hamonicamente sem e com amortecimento  1 gdlAula 4 vibração forçada hamonicamente sem e com amortecimento  1 gdl
Aula 4 vibração forçada hamonicamente sem e com amortecimento 1 gdl
 

Último

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 

Principio Fundamental Da Contagem

  • 2. Conceito A análise combinatória é o ramo da Matemática que tem por objetivo resolver problemas que consistem, basicamente, em escolher e agrupar os elementos de um conjunto. Possui aplicação direta no cálculo das probabilidades, sendo instrumento de vital importância para as ciências aplicadas, como a Medicina, a Engenharia e a Estatística, entre outras.
  • 3. Objetivo Esta aula tem o objetivo de introduzir o conceito básico de contagem através do princípio multiplicativo. Este conceito é pré-requisito para as aulas de Análise Combinatória e Estudo das Probabilidades.
  • 4. Escolaridade Destinada a alunos do 2º ano do Ensino Médio de qualquer faixa etária.
  • 6. Exemplo 1: Em quantas ordens diferentes 4 pessoas podem se sentar num sofá de 4 lugares?
  • 7. Exemplo 1: Em quantas ordens diferentes 4 pessoas podem se sentar num sofá de 4 lugares? Solução: Consideremos as 4 pessoas como: A – Andréa B – Beatriz C – Carolina D – Daniela
  • 9. A B 1ª posição 2ª posição
  • 10. A B C 1ª posição 2ª posição
  • 11. A B C D 1ª posição 2ª posição
  • 12. A B C D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 13. A B C D C D 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 14. A B C D C D D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 15. A B C D C D D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 16. A B C D C D B D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 17. A B C D C D B D D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 18. A B C D C D B D D C D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 19. A B C D C D B D D C D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 20. A B C D C D B D B D C D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 21. A B C D C D B D B C D C D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 22. A B C D C D B D B C D C D B C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 23. A B C D C D B D B C D C D B C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 25. B A 1ª posição 2ª posição
  • 26. B A C 1ª posição 2ª posição
  • 27. B A C D 1ª posição 2ª posição
  • 28. B A C D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 29. B A C D C D 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 30. B A C D C D D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 31. B A C D C D D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 32. B A C D C D A D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 33. B A C D C D A D D C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 34. B A C D C D A D D C D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 35. B A C D C D A D D C D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 36. B A C D C D A D A D C D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 37. B A C D C D A D A C D C D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 38. B A C D C D A D A C D C D A C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 39. B A C D C D A D A C D C D A C A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 41. C A 1ª posição 2ª posição
  • 42. C A B 1ª posição 2ª posição
  • 43. C A B D 1ª posição 2ª posição
  • 44. C A B D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 45. C A B D B D 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 46. C A B D B D D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 47. C A B D B D D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 48. C A B D B D A D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 49. C A B D B D A D D B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 50. C A B D B D A D D B D 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 51. C A B D B D A D D B D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 52. C A B D B D A D A D B D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 53. C A B D B D A D A B D B D A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 54. C A B D B D A D A B D B D A B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 55. C A B D B D A D A B D B D A B A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 57. D A 1ª posição 2ª posição
  • 58. D A B 1ª posição 2ª posição
  • 59. D A B C 1ª posição 2ª posição
  • 60. D A B C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 61. D A B C B C 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 62. D A B C B C C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 63. D A B C B C C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 64. D A B C B C A C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 65. D A B C B C A C C B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 66. D A B C B C A C C B C 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 67. D A B C B C A C C B C A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 68. D A B C B C A C A C B C A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 69. D A B C B C A C A B C B C A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 70. D A B C B C A C A B C B C A B 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 71. D A B C B C A C A B C B C A B A 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 76. 4 1ª posição 2ª posição
  • 77. 4 1ª posição 2ª posição
  • 78. 3 4 1ª posição 2ª posição
  • 79. 3 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 80. 3 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 81. 3 2 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição
  • 82. 3 2 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 83. 3 2 4 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 84. 3 2 4 1 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 85. 3 × 2 × 4 × 1 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 86. 3 × 2 × 4 × 1 = 24 1ª posição 2ª posição 3ª posição 4ª posição
  • 87. Exemplo 2: Juliana possui apenas 4 blusas e 3 saias, de quantas maneiras diferentes ela pode se arrumar com estas 7 peças de roupa?
  • 88. Exemplo 2: Juliana possui apenas 4 blusas e 3 saias, de quantas maneiras diferentes ela pode se arrumar com estas 7 peças de roupa? Solução: Consideremos as blusas e as saias como: B1 – blusa 1 S1 – saia 1 B2 – blusa 2 S2 – saia 2 B3 – blusa 3 S3 – saia 3 B4 – blusa 4
  • 89. S3 S2 S1 B4 B3 B2 B1
  • 90. S3 S2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 91. S3 S2 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 92. S3 S2 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 93. S3 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 94. S3 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 95. S3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 96. S3 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 97. S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 98. S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 99. S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 100. S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 101. S3/B4 S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 102. 3 S3/B4 S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 103. 3 4 S3/B4 S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 104. 3 4 Total de maneiras: 3 × 4 = 12 S3/B4 S3/B3 S3/B2 S3/B1 S3 S2/B4 S2/B3 S2/B2 S2/B1 S2 S1/B4 S1/B3 S1/B2 S1/B1 S1 B4 B3 B2 B1
  • 105. Exemplo 3: Um casal pretende ter 3 filhos, de quantas maneiras diferentes isto pode ocorrer levando em consideração o sexo das crianças?
  • 106. Exemplo 3: Um casal pretende ter 3 filhos, de quantas maneiras diferentes isto pode ocorrer levando em consideração o sexo das crianças? Solução: Consideremos: M – sexo masculino F – sexo feminino
  • 108. M M M - - 1º 2º 3º
  • 109. M M M M M F - - - - 1º 2º 3º
  • 110. M M M M M M M F F - - - - - - 1º 2º 3º
  • 111. M M M M M M M M F F F F - - - - - - - - 1º 2º 3º
  • 112. M F M M M M M M M F F F F M M - - - - - - - - - - 1º 2º 3º
  • 113. M F M M M M M F M M F F F F M M M F - - - - - - - - - - - - 1º 2º 3º
  • 114. M F M M M M M F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - 1º 2º 3º
  • 115. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 1º 2º 3º
  • 116. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º
  • 117. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo
  • 118. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º
  • 119. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º F M
  • 120. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º F M 2
  • 121. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º F M 2
  • 122. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º F M F M 2
  • 123. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º F M F M 2 2
  • 124. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M 2 2
  • 125. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M F M 2 2
  • 126. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M F M 2 2 2
  • 127. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M F M 2 2 2 × ×
  • 128. M F M M M M M F F F F F M M F F F F M M M M F F - - - - - - - - - - - - - - - - 8 1º 2º 3º Princípio Multiplicativo 1º 2º 3º F M F M F M 2 2 2 × × 8 =
  • 131. AQUECENDO QUESTÃO 1 Maria tem 5 blusas e 2 saias. De quantas modos diferentes ela pode se vestir com essas roupas?
  • 132. AQUECENDO QUESTÃO 1 Maria tem 5 blusas e 2 saias. De quantas modos diferentes ela pode se vestir com essas roupas? QUESTÃO 2 Em um baile há 12 moças e 8 rapazes. Quantos casais diferentes podem ser formados?
  • 133. QUESTÃO 3 Renato vai a um clube no qual existem 4 portas de entrada que dão acesso a 2 elevadores. Ele pretende ir ao 6º andar. De quantas maneiras diferentes poderá fazê-lo?
  • 134. QUESTÃO 3 Renato vai a um clube no qual existem 4 portas de entrada que dão acesso a 2 elevadores. Ele pretende ir ao 6º andar. De quantas maneiras diferentes poderá fazê-lo? QUESTÃO 4 Quantos números pares de 2 algarismos podem ser formados no sistema decimal?
  • 135. QUESTÃO 3 Renato vai a um clube no qual existem 4 portas de entrada que dão acesso a 2 elevadores. Ele pretende ir ao 6º andar. De quantas maneiras diferentes poderá fazê-lo? QUESTÃO 4 Quantos números pares de 2 algarismos podem ser formados no sistema decimal? QUESTÃO 5 Uma pessoa possui 10 envelopes diferentes e 8 selos diferentes. De quantos modos essa pessoa pode enviar uma carta utilizando 1 envelope e 1 selo?
  • 136. QUESTÃO 6 De quantos modos 3 pessoas podem se sentar num sofá de 5 lugares?
  • 137. QUESTÃO 6 De quantos modos 3 pessoas podem se sentar num sofá de 5 lugares? QUESTÃO 7 Júlio deseja pintar a palavra LIVRE em um cartaz de publicidade, usando uma cor diferente para cada letra. De quantos modos isso pode ser feito, se ele dispõe de 8 cores de tinta?
  • 138. QUESTÃO 6 De quantos modos 3 pessoas podem se sentar num sofá de 5 lugares? QUESTÃO 7 Júlio deseja pintar a palavra LIVRE em um cartaz de publicidade, usando uma cor diferente para cada letra. De quantos modos isso pode ser feito, se ele dispõe de 8 cores de tinta? QUESTÃO 8 (UNICAMP) Sabendo que número de telefone não começam com 0 nem com 1, calcule quantos diferentes números de telefone podem ser formados com 7 algarismos.
  • 139. QUESTÃO 9 Com os algarismos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 são formados números de 4 algarismos distintos. Entre eles, quantos são divisíveis por 5?
  • 140. QUESTÃO 9 Com os algarismos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 são formados números de 4 algarismos distintos. Entre eles, quantos são divisíveis por 5? QUESTÃO 10 Duas pessoas entram num ônibus que tem 7 lugares vagos. De quantas maneiras diferentes as 2 pessoas podem ocupar esses lugares?
  • 142. EXERCITANDO QUESTÃO 11 (ENEM) Estima-se que haja, no Acre, 209 espécies de mamíferos, distribuídas conforme a tabela a seguir. Deseja-se realizar um estudo comparativo entre três dessas espécies de mamíferos - uma do grupo Cetáceos, outra do grupo Primatas e a terceira do grupo Roedores. O número de conjuntos distintos que podem ser formados com essas espécies para esse estudo é igual a:
  • 143. QUESTÃO 12 (UFES) Num aparelho telefônico, as dez teclas numeradas estão dispostas em fileiras horizontais, conforme indica a figura a seguir. Seja N a quantidade de números de telefone com 8 dígitos, que começam pelo dígito 3 e terminam pelo dígito zero, e, além disso, o 2º. e o 3º. dígitos são da primeira fileira do teclado, o 4º. e o 5º. dígitos são da segunda fileira, e o 6º. e o 7º. são da terceira fileira. O valor de N é:
  • 144. QUESTÃO 13 (UFU) Para gerar sua senha de acesso, o usuário de uma biblioteca deve selecionar cinco algarismos de 0 a 9, permitindo-se repetições e importando a ordem, em que eles foram escolhidos. Por questões de segurança, senhas que não tenham nenhum algarismo repetido são consideradas inválidas. Por exemplo, as senhas 09391 e 90391 são válidas e diferentes, enquanto que a senha 90381 é inválida. O número total de senhas válidas que podem ser geradas é igual a:
  • 145. QUESTÃO 14 (ENEM) No Nordeste brasileiro, é comum encontrarmos peças de artesanato constituídas por garrafas preenchidas com areia de diferentes cores, formando desenhos. Um artesão deseja fazer peças com areia de cores cinza, azul, verde e amarela, mantendo o mesmo desenho, mas variando as cores da paisagem (casa, palmeira e fundo), conforme a figura. O fundo pode ser representado nas cores azul ou cinza; a casa, nas cores azul, verde ou amarela; e a palmeira, nas cores cinza ou verde. Se o fundo não pode ter a mesma cor nem da casa nem da palmeira, por uma questão de contraste, então o número de variações que podem ser obtidas para a paisagem é:
  • 146. QUESTÃO 15 (UFPE) O mapa abaixo representa a divisão do Brasil em suas regiões. O mapa deve ser colorido de maneira que regiões com uma fronteira em comum sejam coloridas com cores distintas. Determine o número (n) de maneiras de se colorir o mapa, usando-se 5 cores. Indique n/10.
  • 147. QUESTÃO 16 (UFPE) De quantas maneiras podemos classificar os 4 empregados de uma micro-empresa nas categorias A ou B, se um mesmo empregado pode pertencer às duas categorias?
  • 148. QUESTÃO 16 (UFPE) De quantas maneiras podemos classificar os 4 empregados de uma micro-empresa nas categorias A ou B, se um mesmo empregado pode pertencer às duas categorias? QUESTÃO 17 (UEL) Um número capicua é um número que se pode ler indistintamente em ambos os sentidos, da esquerda para a direita ou da direita para a esquerda (exemplo: 5335). Em um hotel de uma cidade, onde os jogadores de um time se hospedaram, o número de quartos era igual ao número de capicuas pares de 3 algarismos. Quantos eram os quartos do hotel?
  • 149. QUESTÃO 18 (UFRN 2003) Um fenômeno raro em termos de data ocorreu às 20h02min de 20 de fevereiro de 2002. No caso, 20:02 20/02 2002 forma uma seqüência de algarismos que permanece inalterada se reescrita de trás para a frente. A isso denominamos capicua. Desconsiderando as capicuas começadas por zero, a quantidade de capicuas formadas com cinco algarismos não necessariamente diferentes é:
  • 150. QUESTÃO 18 (UFRN 2003) Um fenômeno raro em termos de data ocorreu às 20h02min de 20 de fevereiro de 2002. No caso, 20:02 20/02 2002 forma uma seqüência de algarismos que permanece inalterada se reescrita de trás para a frente. A isso denominamos capicua. Desconsiderando as capicuas começadas por zero, a quantidade de capicuas formadas com cinco algarismos não necessariamente diferentes é: QUESTÃO 19 (UFMG) Em uma lanchonete, os sorvetes são divididos em três grupos: o vermelho, com 5 sabores; o amarelo, com 3 sabores; e o verde, com 2 sabores. Pode-se pedir uma casquinha com 1, 2 ou 3 bolas, mas cada casquinha não pode conter 2 bolas de um mesmo grupo. O número de maneiras distintas de se pedir uma casquinha é:
  • 151. QUESTÃO 20 (UFES) Em um grupo de 60 mulheres e 40 homens existem exatamente 25 mulheres e 12 homens que tocam algum instrumento musical. De quantas maneiras podemos formar uma dupla de um homem e uma mulher de modo que pelo menos uma das pessoas da dupla toque algum instrumento?
  • 152. DESAFIOS QUESTÃO 21 (FGV) Em uma gaveta de armário de um quarto escuro há 6 camisetas vermelhas, 10 camisetas brancas e 7 camisetas pretas. Qual é o número mínimo de camisetas que se deve retirar da gaveta, sem que se vejam suas cores, para que: a) Se tenha certeza de ter retirado duas camisetas de cores diferentes. b) Se tenha certeza de ter retirado duas camisetas de mesma cor. c) Se tenha certeza de ter retirado pelo menos uma camiseta de cada cor.
  • 153. QUESTÃO 22 (UFU) A prova de um concurso é composta somente de 10 questões de múltipla escolha, com as alternativas A, B, C e D por questão. Sabendo-se que, no gabarito da prova, não aparece a letra A e que a letra D aparece apenas uma vez, quantos são os gabaritos possíveis de ocorrer?
  • 154. QUESTÃO 23 (UFRJ) A seqüência 1, 3, 5, 9, 13, 18, 22 é uma das possibilidades de formar uma seqüência de sete números, começando em 1 e terminando em 22, de forma que cada número da seqüência seja maior do que o anterior e que as representações de dois números consecutivos na seqüência estejam conectadas no diagrama a seguir por um segmento. a) Quantas seqüências diferentes, com essas características, podemos formar? b) Quantas dessas seqüências incluem o número 13?
  • 155. QUESTÃO 24 (UERJ) Uma bicicleta de marchas tem três engrenagens na coroa, que giram com o pedal, e seis engrenagens no pinhão, que giram com a roda traseira. Observe a bicicleta a seguir e as tabelas que apresentam os números de dentes de cada engrenagem, todos de igual tamanho.
  • 156. QUESTÃO 24 (UERJ) Uma bicicleta de marchas tem três engrenagens na coroa, que giram com o pedal, e seis engrenagens no pinhão, que giram com a roda traseira. Observe a bicicleta a seguir e as tabelas que apresentam os números de dentes de cada engrenagem, todos de igual tamanho. Cada marcha é uma ligação, feita pela corrente, entre uma engrenagem da coroa e uma do pinhão. Um dente da 1º engrenagem da coroa quebrou. Para que a corrente não se desprenda com a bicicleta em movimento, admita que a engrenagem danificada só deva ser ligada à 1º ou à 2º engrenagem do pinhão. Nesse caso, o número máximo de marchas distintas, que podem ser utilizadas para movimentar a bicicleta, é de:
  • 157. QUESTÃO 25 (FGV) Colocando em ordem os números resultantes das permutações dos algarismos 1, 2, 3, 4, 5, que posição ocupará o número 35241?
  • 158. QUESTÃO 25 (FGV) Colocando em ordem os números resultantes das permutações dos algarismos 1, 2, 3, 4, 5, que posição ocupará o número 35241? QUESTÃO 26 (UNESP) Considere todos os números formados por 6 algarismos distintos obtidos permutando-se, de todas as formas possíveis, os algarismos 1, 2, 3, 4, 5 e 6. a) Determine quantos números é possível formar (no total) e quantos números se iniciam com o algarismo 1. b) Escrevendo-se esses números em ordem crescente, determine qual posição ocupa o número 512346 e que número ocupa a 242ª posição.
  • 159. QUESTÃO 27 (UFRJ) Para montar um sanduíche, os clientes de uma lanchonete podem escolher: - um dentre os tipos de pão: calabresa, orégano e queijo; - um dentre os tamanhos: pequeno e grande; - de um até cinco dentre os tipos de recheio: sardinha, atum, queijo, presunto e salame, sem possibilidade de repetição de recheio num mesmo sanduíche. Calcule: a) quantos sanduíches distintos podem ser montados; b) o número de sanduíches distintos que um cliente pode montar, se ele não gosta de orégano, só come sanduíches pequenos e deseja dois recheios em cada sanduíche.
  • 160. QUESTÃO 28 (UFRS) Para colocar preço em seus produtos, uma empresa desenvolveu um sistema simplificado de código de barras formado por cinco linhas separadas por quatro espaços. Podem ser usadas linhas de três larguras possíveis e espaços de duas larguras possíveis. O número total de preços que podem ser representados por esse código é:
  • 161. QUESTÃO 29 (UNESP) Dois rapazes e duas moças irão viajar de ônibus, ocupando as poltronas de números 1 a 4, com 1 e 2 juntas e 3 e 4 juntas, conforme o esquema. O número de maneiras de ocupação dessas quatro poltronas, garantindo que, em duas poltronas juntas, ao lado de uma moça sempre viaje um rapaz, é:
  • 162. QUESTÃO 30 (ITA) Determine quantos números de 3 algarismos podem ser formados com 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7, satisfazendo à seguinte regra: O número não pode ter algarismos repetidos, exceto quando iniciar com 1 ou 2, caso em que o 7 (e apenas o 7) pode aparecer mais de uma vez.
  • 163. Gabarito 1) 10 2) 96 3) 8 4) 45 5) 80 6) 60 7) 6.720 8) 8.000.000 9) 60 10) 42 11) 1.320 12) 729 13) 69.760 14) 7 15) 54 16) 81 17) 40 18) 900 19) 71 20) 1.420
  • 164. Gabarito 21) a) 11 b) 4 c)18 22) 5.120 23) a) 32 b) 12 24) 14 25) 70ª 26) a) 720; 120 b) 481; 312.465 27) a) 186 b) 20 28) 3.888 29) 16 30) 212
  • 165. Créditos Professor: Teófilo Oliveira de Paula CEDERJ/UFF Polo VRE Curso de Pós Graduação a distância. Novas Tecnologias no Ensino da Matemática. Informática Educativa II.