SlideShare uma empresa Scribd logo
04/10/2010




                                       1




Preservação Digital


             The magazine of the
             European Research
          Consortium for Informatics
              and Mathematics



              January 2010
             Special theme:
           Digital Preservation




                                                   1
04/10/2010




Projetos de Preservação Digital




Projetos de Preservação Digital




                                          2
04/10/2010




Projetos de Preservação Digital




Projetos de Preservação Digital




                                          3
04/10/2010




     INTERNATIONAL RESEARCH ON PERMANENT
     AUTHENTIC RECORDS IN ELECTRONIC SYSTEMS

     PESQUISA INTERNACIONAL SOBRE DOCUMENTOS
     ARQUIVÍSTICOS AUTÊNTICOS EM SISTEMAS ELETRÔNICOS




ORIGEM:
PROJETO DE UBC 1994 – 1997 (University of British Columbia –
  Canadá)
OBJETIVO GERAL:
Desenvolver o conhecimento teórico-metodológico essencial para
  a preservação de documentos arquivísticos digitais autênticos
FASES:
  InterPARES 1: 1999 – 2001
  InterPARES 2: 2002 – 2006
  InterPARES 3: 2007 -
    • PARTICIPANTES: diversos países e áreas do conhecimento




                                                                          4
04/10/2010




CONFIABILIDADE (Reliability)

 • É a capacidade de um documento sustentar os fatos que
   atesta. A confiabilidade está relacionada ao conteúdo do
   documento.

                                                (MacNeil, 2002, p.100)


AUTENTICIDADE

 • Qualidade de um documento ser o que diz ser e que é livre de
   adulteração ou corrupção.

                              (InterPARES Terminology Database, 2006)




Documento                                Documento
tradicional                                digital




                       X




                                                                                 5
6
                                              Documento Digital
             010101010101000
             010101010101010101010101010101
             010101010101010101010101010100
             010101010101010001010101010101
             000101010101010101010101010101                   .sacitárp ed aicnêicifusni
             010101010101010101010101010101                  a a s v m e o d n e s ar B o d
                                                             a attsiiv me odnett lliisarB od
             010101010101010100010101010101       a cos edad uges an sos uce ed
                                              llllaiiiicos edadiiiirruges an sosrrucerr ed
                                                  a cos edad rruges an sosrrucerr ed
                                                  a cos edad uges an sos uce ed
             010001010101010101010101010101            ad ep e m one a o p mexe o moc
                                                      adrrep emrrone a ollllpmexe omoc
                                                      adrrep emrrone a o pmexe omoc
                                                       ad ep e m one a o p mexe o moc
             010101010101010101010101010101              atic e odatsE od avitanrevog
             010101010101010101000101010101              edadicapac an lanoicamrofni
             000101010101010101010101010101                     oãtseuq ad aicnâtropmi
             010101010101010101010101010100        à oãçneta amahc )6002( midraJ
             000101010101110101010101010101              .seõçnuf saus rahnepmesed
             101010000101010101010101010100        a ap o opa o C T oãçac numoc
                                                   a ap o opa o C T oãçac numoc
                                                   arrap oiiiiopa o ))CIIIIT(( oãçaciiiinumoc
                                                   arrap o opa o ))C T(( oãçac numoc
             101010101010101010101010101010                e oãçam o n ad a go once
                                                           e oãçamrro n ad a go once
                                                           e oãçamrroffffniiii ad aiiiigolllloncetttt
                                                           e oãçam o n ad a go once
             101010101010101010101000101010                an acsub ,laicos ossergorp
             101010100010101010101010101010               o e soãdadic sod ratse-meb
             101010101010101010101010101010             o racsub arap sovitartsinimda
             101010101010101010101010001010       sossecorp sues e lanoicazinagro
             101010101000101010101010101010                        aruturtse ad otnujnoc
             101010101010101010101010101010              o omoc od dne ne onrrevog O
                                                         o o moc od dne ne on evog O
                                                         o omoc odiiiidnettttne onrrevog O
                                                         o o moc od dne ne on evog O
             101010101010101010101010100010
             101010101010001010101010101010   0 ed rba ed 11 ab ruC
                                              0102 ed lliirba ed 11 ,,abiittiiruC
             101010101010101010101010101010
             01010000
             010101010101010101010
             010111010101010101010101010101
             010101010101010101010000010101
                                      Documento digital
04/10/2010
04/10/2010




           Digitalização



     Manuscrito do Mar Morto

 900 documentos descobertos entre 1947 e
                  1956




           Digitalização


TIMESARCHIVE




                                                   7
04/10/2010




Preservação




Preservação




                      8
04/10/2010




            Documento Digital




              Denominação
               Documento
               Eletrônico



Documento                       Documento
  Virtual                         Digital



               Documento
                Dinâmico
                                            18




                                                         9
04/10/2010




       Documentos Dinâmicos



                      São aqueles que não
                       existem no estado
                          persistente.


   Algumas ou todas as instâncias são
     geradas em tempo de execução




                                            19




Crescimento dos Documentos Dinâmicos


                       Construções
                       colaborativas


                        Web como
                        plataforma
     Web 2.0 (2004)

                       Redes Sociais



                        Tags livres
                      (Folksonomias)




                                                        10
04/10/2010




                       Documentos da Web


                                 Vídeo


          Documento “Hub”        Mapa

                             Parte de outro
                                recurso

                             Mecanismo de
                                busca

                               Podcast


                                  etc


Por exemplo usando API - application programming interface

                                                             21




    Instabilidade do documento hub



                 • Aspectos legais
    O que pode   • Descontinuidade dos
   comprometer     serviços
          a      • Alteração no
    persistência   protocolo
         do
    documento    • Evolução tecnológica
       hub?      • Encurtar URL
                 • etc




                                                             22




                                                                         11
04/10/2010




                      Aspectos legais




                                                    23




         Documentos gerados dinamicamente por SI

                Quantidade de documentos do SIAFI




Fonte:
                                                    24




                                                                12
04/10/2010




     Documentos gerados dinamicamente por SI

              Quantidade de documentos do SIAPE




         M
         e
         n   • 1 milhão de
         s     páginas de
         a     relatório
         l
         m
         e   • 1,23 milhões de
         n
         t
               contracheque
         e




Fonte:

                                                  25




         Documentos dinâmicos e Ambiente
                 computacional


                             Aplicativos

                             SW apoio

                                 SO




                           HW
                        Hardware




                                                  26




                                                              13
04/10/2010




Preservação de Documentos Digitais

                 Durabilidade da
                 mídia

             -   Papel
             -   Microfilme
             -   Discos
                 magnéticos
             -   Discos óticos
             -   Fitas




      Durabilidade de dispositivo de memória
                     25%UR            30%UR         40%UR 50%UR            50%UR
Dispositivo de       10°C             15°C          20°C  25°C             28°C
memória


D3 fita magnética    50 anos          25 anos       15           3 anos    1 ano
                                                    anos


DLT cartucho: fita   75 anos          40 anos       15           3 anos    1 ano
magnética                                           anos


CD/DVD               75 anos          40 anos       20           10 anos   2 anos
                                                    anos


CD-ROM               30 anos          15 anos       3 anos       9 meses 3 meses



                     Fonte: Digital Preservation Coalition (DPC) – United Kingdom
                     http://www.dpconline.org/graphics/medfor/media.html




                                                                                           14
04/10/2010




Documento Digital




       Gestão da dependência tecnológica




                                                  15
04/10/2010




      Gestão da dependência tecnológica




     Estratégias/Técnicas de preservação

Preservação de tecnologia - manter um museu de
computadores preservando hardware, sistema operacional
e aplicativos

Arqueologia digital – métodos e procedimentos para
recuperar conteúdos de mídias, hardware ou software
danificadas ou obsoletas.

Migração – converter dados de uma tecnologia para
outro, preservando características essenciais do dado.


Replicação – busca a autenticidade e integridade através
da cópia e uso de vários locais de armazenamento




                                                                  16
04/10/2010




      Estratégias/Técnicas de preservação


Normalização – Adesão a padrões reconhecidos


Emulação – Reproduzir as características essenciais de
um determinado computador em outro através da criação
de emuladores

Encapsulamento – técnica para agrupar um objeto digital
com os metadados necessários para prover acesso a esse
objeto. Importante para a emulação

Virtualização (Máquina virtual) – Permite que em um
computador com determinado ambiente rode outros
sistemas operacionais e os softwares que necessita.




                        ODF



                     ZIP
                Conteúdo
               Metadados
              Formatação


                                                          34




                                                                      17
04/10/2010




                     PDF

PDF - Portable Document Format. Desenvolvido
pela Adobe Systems em 1993

Baseado na linguagem PostScript


Padrão ISO 32000-1:2008

Independente de Sistema Operacional e portável
para diferentes dispositivos

Emcapsula uma completa descrição de leiaute –
texto, fonte, imagem

                                                 35




                                                             18
04/10/2010




  Preservação de
Documentos digitais

         =

  Preservação do
   conhecimento
  armazenado em
  objetos digitais




              eloijy@yahoo.com.br




                                           19

Mais conteúdo relacionado

Mais de CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba

2019 cidades inteligentes evento sp design urbano- multidimensilalidade das c...
2019 cidades inteligentes evento sp design urbano- multidimensilalidade das c...2019 cidades inteligentes evento sp design urbano- multidimensilalidade das c...
2019 cidades inteligentes evento sp design urbano- multidimensilalidade das c...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Inovação como Fator Estratégico de Empresas Localizadas em Clusters Industria...
Inovação como Fator Estratégico de Empresas Localizadas em Clusters Industria...Inovação como Fator Estratégico de Empresas Localizadas em Clusters Industria...
Inovação como Fator Estratégico de Empresas Localizadas em Clusters Industria...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Jv l 130303-prä-opengovernmentcollaboration-brazil-en-v1
Jv l 130303-prä-opengovernmentcollaboration-brazil-en-v1Jv l 130303-prä-opengovernmentcollaboration-brazil-en-v1
Jv l 130303-prä-opengovernmentcollaboration-brazil-en-v1
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
"Aportes para el Gobierno Abierto y la entrega de servicios: Experiencias can...
"Aportes para el Gobierno Abierto y la entrega de servicios: Experiencias can..."Aportes para el Gobierno Abierto y la entrega de servicios: Experiencias can...
"Aportes para el Gobierno Abierto y la entrega de servicios: Experiencias can...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Características da inocação em tic no setor público brasileiro
Características da inocação em tic no setor público brasileiroCaracterísticas da inocação em tic no setor público brasileiro
Características da inocação em tic no setor público brasileiro
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Evolução das aplicações no setor púlico
Evolução das aplicações no setor púlicoEvolução das aplicações no setor púlico
Evolução das aplicações no setor púlico
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
A governança de ti sob a ótica da teoria da representação social uma verific...
A governança de ti sob a ótica da teoria da representação social  uma verific...A governança de ti sob a ótica da teoria da representação social  uma verific...
A governança de ti sob a ótica da teoria da representação social uma verific...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
A influência da Colaboração na Inovatividade: um estudo de caso no processo d...
A influência da Colaboração na Inovatividade: um estudo de caso no processo d...A influência da Colaboração na Inovatividade: um estudo de caso no processo d...
A influência da Colaboração na Inovatividade: um estudo de caso no processo d...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
PROJETO DE PESQUISAA INFLUÊNCIA DA GESTÃO DE PROJETOS NO DESEMPENHO EMPRESARI...
PROJETO DE PESQUISAA INFLUÊNCIA DA GESTÃO DE PROJETOS NO DESEMPENHO EMPRESARI...PROJETO DE PESQUISAA INFLUÊNCIA DA GESTÃO DE PROJETOS NO DESEMPENHO EMPRESARI...
PROJETO DE PESQUISAA INFLUÊNCIA DA GESTÃO DE PROJETOS NO DESEMPENHO EMPRESARI...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
A influência da cultura na execução da estratégia
A influência da cultura na execução da estratégiaA influência da cultura na execução da estratégia
A influência da cultura na execução da estratégia
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Grupo pesquisa gci2 2
Grupo pesquisa gci2 2Grupo pesquisa gci2 2
Grupo pesquisa gci2 2
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Inovação Aberta e Habitats de Inovação
Inovação Aberta e Habitats de InovaçãoInovação Aberta e Habitats de Inovação
Inovação Aberta e Habitats de Inovação
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Perspectivas da Sociedade da Informação na Pesquisa de Tecnologia da Informaç...
Perspectivas da Sociedade da Informação na Pesquisa de Tecnologia da Informaç...Perspectivas da Sociedade da Informação na Pesquisa de Tecnologia da Informaç...
Perspectivas da Sociedade da Informação na Pesquisa de Tecnologia da Informaç...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Evolução das Aplicações de TIC no Setor Público Brasileiro
Evolução das Aplicações de TIC no Setor Público BrasileiroEvolução das Aplicações de TIC no Setor Público Brasileiro
Evolução das Aplicações de TIC no Setor Público Brasileiro
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
DINÂMICA DE RELACIONAMENTO ENTRE ATORES DE PROJETOS GOVERNAMENTAIS: O CASO D...
 DINÂMICA DE RELACIONAMENTO ENTRE ATORES DE PROJETOS GOVERNAMENTAIS: O CASO D... DINÂMICA DE RELACIONAMENTO ENTRE ATORES DE PROJETOS GOVERNAMENTAIS: O CASO D...
DINÂMICA DE RELACIONAMENTO ENTRE ATORES DE PROJETOS GOVERNAMENTAIS: O CASO D...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
"Capital intelectual e retenção de talentos nas indústrias têxteis de Jaraguá...
"Capital intelectual e retenção de talentos nas indústrias têxteis de Jaraguá..."Capital intelectual e retenção de talentos nas indústrias têxteis de Jaraguá...
"Capital intelectual e retenção de talentos nas indústrias têxteis de Jaraguá...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 
Adoção da tecnologia SMS na Prestação de Serviços Públicos: A perspectiva do ...
Adoção da tecnologia SMS na Prestação de Serviços Públicos: A perspectiva do ...Adoção da tecnologia SMS na Prestação de Serviços Públicos: A perspectiva do ...
Adoção da tecnologia SMS na Prestação de Serviços Públicos: A perspectiva do ...
CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba
 

Mais de CTG SUNY Albany and UFPR Curitiba (20)

2019 cidades inteligentes evento sp design urbano- multidimensilalidade das c...
2019 cidades inteligentes evento sp design urbano- multidimensilalidade das c...2019 cidades inteligentes evento sp design urbano- multidimensilalidade das c...
2019 cidades inteligentes evento sp design urbano- multidimensilalidade das c...
 
Inovação como Fator Estratégico de Empresas Localizadas em Clusters Industria...
Inovação como Fator Estratégico de Empresas Localizadas em Clusters Industria...Inovação como Fator Estratégico de Empresas Localizadas em Clusters Industria...
Inovação como Fator Estratégico de Empresas Localizadas em Clusters Industria...
 
Jv l 130303-prä-opengovernmentcollaboration-brazil-en-v1
Jv l 130303-prä-opengovernmentcollaboration-brazil-en-v1Jv l 130303-prä-opengovernmentcollaboration-brazil-en-v1
Jv l 130303-prä-opengovernmentcollaboration-brazil-en-v1
 
"Aportes para el Gobierno Abierto y la entrega de servicios: Experiencias can...
"Aportes para el Gobierno Abierto y la entrega de servicios: Experiencias can..."Aportes para el Gobierno Abierto y la entrega de servicios: Experiencias can...
"Aportes para el Gobierno Abierto y la entrega de servicios: Experiencias can...
 
Características da inocação em tic no setor público brasileiro
Características da inocação em tic no setor público brasileiroCaracterísticas da inocação em tic no setor público brasileiro
Características da inocação em tic no setor público brasileiro
 
Evolução das aplicações no setor púlico
Evolução das aplicações no setor púlicoEvolução das aplicações no setor púlico
Evolução das aplicações no setor púlico
 
A governança de ti sob a ótica da teoria da representação social uma verific...
A governança de ti sob a ótica da teoria da representação social  uma verific...A governança de ti sob a ótica da teoria da representação social  uma verific...
A governança de ti sob a ótica da teoria da representação social uma verific...
 
A influência da Colaboração na Inovatividade: um estudo de caso no processo d...
A influência da Colaboração na Inovatividade: um estudo de caso no processo d...A influência da Colaboração na Inovatividade: um estudo de caso no processo d...
A influência da Colaboração na Inovatividade: um estudo de caso no processo d...
 
PROJETO DE PESQUISAA INFLUÊNCIA DA GESTÃO DE PROJETOS NO DESEMPENHO EMPRESARI...
PROJETO DE PESQUISAA INFLUÊNCIA DA GESTÃO DE PROJETOS NO DESEMPENHO EMPRESARI...PROJETO DE PESQUISAA INFLUÊNCIA DA GESTÃO DE PROJETOS NO DESEMPENHO EMPRESARI...
PROJETO DE PESQUISAA INFLUÊNCIA DA GESTÃO DE PROJETOS NO DESEMPENHO EMPRESARI...
 
A influência da cultura na execução da estratégia
A influência da cultura na execução da estratégiaA influência da cultura na execução da estratégia
A influência da cultura na execução da estratégia
 
Grupo pesquisa gci2 2
Grupo pesquisa gci2 2Grupo pesquisa gci2 2
Grupo pesquisa gci2 2
 
Inovação Aberta e Habitats de Inovação
Inovação Aberta e Habitats de InovaçãoInovação Aberta e Habitats de Inovação
Inovação Aberta e Habitats de Inovação
 
Perspectivas da Sociedade da Informação na Pesquisa de Tecnologia da Informaç...
Perspectivas da Sociedade da Informação na Pesquisa de Tecnologia da Informaç...Perspectivas da Sociedade da Informação na Pesquisa de Tecnologia da Informaç...
Perspectivas da Sociedade da Informação na Pesquisa de Tecnologia da Informaç...
 
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
 
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
As tecnologias da Informação e Comunicação e a Participação na Tomada de Deci...
 
Evolução das Aplicações de TIC no Setor Público Brasileiro
Evolução das Aplicações de TIC no Setor Público BrasileiroEvolução das Aplicações de TIC no Setor Público Brasileiro
Evolução das Aplicações de TIC no Setor Público Brasileiro
 
DINÂMICA DE RELACIONAMENTO ENTRE ATORES DE PROJETOS GOVERNAMENTAIS: O CASO D...
 DINÂMICA DE RELACIONAMENTO ENTRE ATORES DE PROJETOS GOVERNAMENTAIS: O CASO D... DINÂMICA DE RELACIONAMENTO ENTRE ATORES DE PROJETOS GOVERNAMENTAIS: O CASO D...
DINÂMICA DE RELACIONAMENTO ENTRE ATORES DE PROJETOS GOVERNAMENTAIS: O CASO D...
 
"Capital intelectual e retenção de talentos nas indústrias têxteis de Jaraguá...
"Capital intelectual e retenção de talentos nas indústrias têxteis de Jaraguá..."Capital intelectual e retenção de talentos nas indústrias têxteis de Jaraguá...
"Capital intelectual e retenção de talentos nas indústrias têxteis de Jaraguá...
 
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
nformacão, Tecnologia, Planejamento Ambiental e Municipal para Apoio na Gestã...
 
Adoção da tecnologia SMS na Prestação de Serviços Públicos: A perspectiva do ...
Adoção da tecnologia SMS na Prestação de Serviços Públicos: A perspectiva do ...Adoção da tecnologia SMS na Prestação de Serviços Públicos: A perspectiva do ...
Adoção da tecnologia SMS na Prestação de Serviços Públicos: A perspectiva do ...
 

Preservacao digital e gestão do conhecimento

  • 1. 04/10/2010 1 Preservação Digital The magazine of the European Research Consortium for Informatics and Mathematics January 2010 Special theme: Digital Preservation 1
  • 2. 04/10/2010 Projetos de Preservação Digital Projetos de Preservação Digital 2
  • 3. 04/10/2010 Projetos de Preservação Digital Projetos de Preservação Digital 3
  • 4. 04/10/2010 INTERNATIONAL RESEARCH ON PERMANENT AUTHENTIC RECORDS IN ELECTRONIC SYSTEMS PESQUISA INTERNACIONAL SOBRE DOCUMENTOS ARQUIVÍSTICOS AUTÊNTICOS EM SISTEMAS ELETRÔNICOS ORIGEM: PROJETO DE UBC 1994 – 1997 (University of British Columbia – Canadá) OBJETIVO GERAL: Desenvolver o conhecimento teórico-metodológico essencial para a preservação de documentos arquivísticos digitais autênticos FASES: InterPARES 1: 1999 – 2001 InterPARES 2: 2002 – 2006 InterPARES 3: 2007 - • PARTICIPANTES: diversos países e áreas do conhecimento 4
  • 5. 04/10/2010 CONFIABILIDADE (Reliability) • É a capacidade de um documento sustentar os fatos que atesta. A confiabilidade está relacionada ao conteúdo do documento. (MacNeil, 2002, p.100) AUTENTICIDADE • Qualidade de um documento ser o que diz ser e que é livre de adulteração ou corrupção. (InterPARES Terminology Database, 2006) Documento Documento tradicional digital X 5
  • 6. 6 Documento Digital 010101010101000 010101010101010101010101010101 010101010101010101010101010100 010101010101010001010101010101 000101010101010101010101010101 .sacitárp ed aicnêicifusni 010101010101010101010101010101 a a s v m e o d n e s ar B o d a attsiiv me odnett lliisarB od 010101010101010100010101010101 a cos edad uges an sos uce ed llllaiiiicos edadiiiirruges an sosrrucerr ed a cos edad rruges an sosrrucerr ed a cos edad uges an sos uce ed 010001010101010101010101010101 ad ep e m one a o p mexe o moc adrrep emrrone a ollllpmexe omoc adrrep emrrone a o pmexe omoc ad ep e m one a o p mexe o moc 010101010101010101010101010101 atic e odatsE od avitanrevog 010101010101010101000101010101 edadicapac an lanoicamrofni 000101010101010101010101010101 oãtseuq ad aicnâtropmi 010101010101010101010101010100 à oãçneta amahc )6002( midraJ 000101010101110101010101010101 .seõçnuf saus rahnepmesed 101010000101010101010101010100 a ap o opa o C T oãçac numoc a ap o opa o C T oãçac numoc arrap oiiiiopa o ))CIIIIT(( oãçaciiiinumoc arrap o opa o ))C T(( oãçac numoc 101010101010101010101010101010 e oãçam o n ad a go once e oãçamrro n ad a go once e oãçamrroffffniiii ad aiiiigolllloncetttt e oãçam o n ad a go once 101010101010101010101000101010 an acsub ,laicos ossergorp 101010100010101010101010101010 o e soãdadic sod ratse-meb 101010101010101010101010101010 o racsub arap sovitartsinimda 101010101010101010101010001010 sossecorp sues e lanoicazinagro 101010101000101010101010101010 aruturtse ad otnujnoc 101010101010101010101010101010 o omoc od dne ne onrrevog O o o moc od dne ne on evog O o omoc odiiiidnettttne onrrevog O o o moc od dne ne on evog O 101010101010101010101010100010 101010101010001010101010101010 0 ed rba ed 11 ab ruC 0102 ed lliirba ed 11 ,,abiittiiruC 101010101010101010101010101010 01010000 010101010101010101010 010111010101010101010101010101 010101010101010101010000010101 Documento digital 04/10/2010
  • 7. 04/10/2010 Digitalização Manuscrito do Mar Morto 900 documentos descobertos entre 1947 e 1956 Digitalização TIMESARCHIVE 7
  • 9. 04/10/2010 Documento Digital Denominação Documento Eletrônico Documento Documento Virtual Digital Documento Dinâmico 18 9
  • 10. 04/10/2010 Documentos Dinâmicos São aqueles que não existem no estado persistente. Algumas ou todas as instâncias são geradas em tempo de execução 19 Crescimento dos Documentos Dinâmicos Construções colaborativas Web como plataforma Web 2.0 (2004) Redes Sociais Tags livres (Folksonomias) 10
  • 11. 04/10/2010 Documentos da Web Vídeo Documento “Hub” Mapa Parte de outro recurso Mecanismo de busca Podcast etc Por exemplo usando API - application programming interface 21 Instabilidade do documento hub • Aspectos legais O que pode • Descontinuidade dos comprometer serviços a • Alteração no persistência protocolo do documento • Evolução tecnológica hub? • Encurtar URL • etc 22 11
  • 12. 04/10/2010 Aspectos legais 23 Documentos gerados dinamicamente por SI Quantidade de documentos do SIAFI Fonte: 24 12
  • 13. 04/10/2010 Documentos gerados dinamicamente por SI Quantidade de documentos do SIAPE M e n • 1 milhão de s páginas de a relatório l m e • 1,23 milhões de n t contracheque e Fonte: 25 Documentos dinâmicos e Ambiente computacional Aplicativos SW apoio SO HW Hardware 26 13
  • 14. 04/10/2010 Preservação de Documentos Digitais Durabilidade da mídia - Papel - Microfilme - Discos magnéticos - Discos óticos - Fitas Durabilidade de dispositivo de memória 25%UR 30%UR 40%UR 50%UR 50%UR Dispositivo de 10°C 15°C 20°C 25°C 28°C memória D3 fita magnética 50 anos 25 anos 15 3 anos 1 ano anos DLT cartucho: fita 75 anos 40 anos 15 3 anos 1 ano magnética anos CD/DVD 75 anos 40 anos 20 10 anos 2 anos anos CD-ROM 30 anos 15 anos 3 anos 9 meses 3 meses Fonte: Digital Preservation Coalition (DPC) – United Kingdom http://www.dpconline.org/graphics/medfor/media.html 14
  • 15. 04/10/2010 Documento Digital Gestão da dependência tecnológica 15
  • 16. 04/10/2010 Gestão da dependência tecnológica Estratégias/Técnicas de preservação Preservação de tecnologia - manter um museu de computadores preservando hardware, sistema operacional e aplicativos Arqueologia digital – métodos e procedimentos para recuperar conteúdos de mídias, hardware ou software danificadas ou obsoletas. Migração – converter dados de uma tecnologia para outro, preservando características essenciais do dado. Replicação – busca a autenticidade e integridade através da cópia e uso de vários locais de armazenamento 16
  • 17. 04/10/2010 Estratégias/Técnicas de preservação Normalização – Adesão a padrões reconhecidos Emulação – Reproduzir as características essenciais de um determinado computador em outro através da criação de emuladores Encapsulamento – técnica para agrupar um objeto digital com os metadados necessários para prover acesso a esse objeto. Importante para a emulação Virtualização (Máquina virtual) – Permite que em um computador com determinado ambiente rode outros sistemas operacionais e os softwares que necessita. ODF ZIP Conteúdo Metadados Formatação 34 17
  • 18. 04/10/2010 PDF PDF - Portable Document Format. Desenvolvido pela Adobe Systems em 1993 Baseado na linguagem PostScript Padrão ISO 32000-1:2008 Independente de Sistema Operacional e portável para diferentes dispositivos Emcapsula uma completa descrição de leiaute – texto, fonte, imagem 35 18
  • 19. 04/10/2010 Preservação de Documentos digitais = Preservação do conhecimento armazenado em objetos digitais eloijy@yahoo.com.br 19