SlideShare uma empresa Scribd logo
JABOATÃO DOS GUARARAPES/2014
https://www.facebook.com/pages/Enferma
gem-e-Sa%C3%BAde-Coletiva-no-
Brasil/585222441562517?ref=hl
Curtam minha pagina no facebook.
Obrigada!
No Brasil, preconceito é Crime, de modo geral,o ponto de partida do preconceito é
uma generalização superficial, chamada "estereótipo".
dificilmente você vê denúncias contra os "criminosos". Se
pararmos para pensar, a quantidade de crime por racismo, e a
quantidade de denuncias por esses atos, veremos que é uma
porcentagem muito pequena equivalente as denúncias.
Uma atitude hostil, negativa ou agressiva em relação a um determinado grupo,
pode ser classificada como preconceito.Essas atitudes, trazem muitas coisas
negativas e também problemas.
No ano passado, 338 homossexuais foram
assassinados no país, o que significa uma
morte a cada 26 horas
A partir do momento em que o homem colocar em
mente, que todos somos iguais como homens mas
diferentes entre si, possuindo personalidade, gosto,
e costume diferentes o mundo será melhor,
podemos então dizer que o combate do preconceito
começa a partir da consciência de cada um.
PRECONCEITO
um julgamento apressado e superficial e muito perigoso
uma opinião que formamos das pessoas antes de conhecê-las.
acaba trazendo muitas situações complicadas e até mesmo violentas.
Preconceito sexual, ou seja, homofobia. É o ódio irracional, o
medo ou aversão aos homossexuais, pessoas que têm
atração afetiva e sexual pelo mesmo sexo.
O racismo é a tendência do pensamento, ou do modo de
pensar em que se dá grande importância à noção da existência
de raças humanas distintas e superiores umas às outras.
é uma forma de preconceito generalizado aos indivíduos de
toda uma classe social, aos quais são atribuídos traços de
personalidade ou moral largamente homogêneos. Os atributos
podem ser bons ou ruins, ou uma combinação de ambos.
O preconceito racial, ou racismo, é uma violação
aos direitos humanos, visto que foi utilizado
para justificar a escravidão, o domínio de alguns
povos sobre outros e as atrocidades que
ocorreram ao longo da história.
È uma maneira de discriminar as pessoas baseada em motivos raciais, cor da
pele ou outras características físicas, de tal forma que umas se consideram
superiores a outras. Portanto, o racismo tem como finalidade intencional a
diminuição ou a anulação dos direitos humanos das pessoas discriminadas.
Exemplo disto foi o aparecimento do racismo na Europa, no século XIX, para
justificar a superioridade da raça branca sobre o resto da humanidade.
O racista acredita que existe raças
superiores às outras, o que é grande
tolice, pois na espécie humana, não
podemos dizer que existam raças
cor da pele,
 forma do nariz,
tipo do cabelo,
 tipo do sangue,
formato e cor dos olhos,
 espessura dos lábios,
não são suficientes para estabelecer diferentes tipos de raças
entre os seres humanos, que biologicamente são iguais em
quase tudo , restando pequenas diferenças externas pouco
importantes e que não servem para fazer com que uns sejam
superiores ou inferiores aos outros e vice versa.
TIPOS DE RACISMO
INDIVIDUAL
PRIMÁRIO
OU
DIFERENCIALISTA
ACEITAÇÃO FAMILIAR: Poucos são os pais que desde cedo têm
certeza da orientação sexual de seu(sua) filho(a), e os procuram para
conversar. Muitos são os pais que carregam o preconceito enraizado
no peito e na mente, sendo capaz de discriminar o próprio(a) filho(a).
FASES DO PROCESSO DE ACEITAÇÃO:  A fase da descoberta.
 A fase da perda.
 A fase da negação.
 A fase das atitudes de defesa.
 A fase da conformação.
 A fase da aceitação.
Alguns assimilam a homofobia a um tipo de
xenofobia, o terror de tudo que é diferente.
Mas esta concepção não é bem aceita, porque o medo do estranho
não é a única fonte em que os opositores dos homossexuais bebem,
pois há também causas culturais, religiosas – principalmente crenças
cristãs:
(católicas, protestantes), judias ou muçulmanas , políticas, ideológicas
grupos de extrema esquerda e de extrema direita , e outras que se
entrelaçam igualmente no preconceito
Geralmente os fundamentalismos não cedem espaço ao
homossexualismo. Há, porém, dentro dos grupos citados,
aqueles que defendem e apoiam os direitos dos
homossexuais.
Dentro das normas legais, também há variantes, ou seja, há leis que
entre casais do mesmo sexo e casais do sexo oposto se diversificam. E,
por mais estranho que pareça, em pleno século XXI, alguns países
aplicam até mesmo a pena de morte contra homossexuais.
XLI – a lei punirá qualquer discriminação
atentatória dos direitos e liberdades
fundamentais;
XLII – a prática de racismo constitui crime
inafiançável e imprescritível, sujeito à pena
de reclusão, nos termos da lei;
Todos são iguais perante a lei,
sem distinção de qualquer
natureza, garantindo-se aos
brasileiros e aos estrangeiros
residentes no País a
inviolabilidade do direito à
vida, à liberdade, à igualdade, à
segurança e à propriedade, nos
termos seguintes:
II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma
coisa senão em virtude da lei ;
III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento
desumano ou degradante;
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o
anonimato;
V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao
agravo, além da indenização por dano material, moral ou à
imagem ;
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença
religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as
invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e
recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;
ARTIGO 5º
A discriminação macula o princípio da igualdade, e acarreta situação
especial de grave vulnerabilidade física, psíquica e social, em violação
ao direito à segurança, importantes prerrogativas da cidadania.
No Senado, o projeto de lei 122/2006, que ainda não foi
discutido no plenário, propõe a criminalização da
homofobia e da transfobia. Já o projeto do novo Código
Penal, que também está sendo discutido no Senado,
prevê pena de prisão para quem praticar racismo e
crimes resultantes de preconceito e discriminação.
Em 2012, em Pernambuco,
foram registradas 115
denúncias referentes a 228
violações relacionadas à
população LGBT pelo
poder público, sendo que
em maio houve o maior
registro, de 13 denúncias.
Houve um aumento de
121% em relação a 2011,
quando foram notificadas
52 denúncias.
IBGE ‐ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. MUNIC 2011.
Violência contra homossexuais
PERFIL DAS VÍTIMAS DE
VIOLÊNCIA HOMOFÓBICA
IBGE ‐ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. MUNIC 2011
É de extrema importância para a população e governo promover ações que
garantam a cidadania e os direitos humanos, contribuindo para a construção de
uma sociedade democrática, na qual nenhuma pessoa seja submetida a
quaisquer formas de discriminação, coerção e violência, em razão de suas
orientações sexuais.
Os direitos dos homossexuais vêm sendo reconhecido de forma gradativa ao
longo do tempo. Verdade que parte da sociedade os reconhece de uma forma
egoísta , mas é através de lutas sociais realizadas pela massa que não tem
medo do preconceito, da violência moral e da discriminação que esses direitos.
Estão sendo efetivados e tutelados.
O preconceito racial, ou racismo, é uma violação aos direitos
humanos, visto que foi utilizado para justificar a escravidão, o
domínio de alguns povos sobre outros e as atrocidades que
ocorreram ao longo da história.
O brasileiro tem de valorizar e acreditar em suas virtudes, para
que um dia este país tenha condições de lutar com igualdade
pelos seus direitos e por todos nós.
• MONTEBELLO, Mariana. As Políticas de Ação Afirmativa sob a Perspectiva do
Direito Internacional dos Direitos Humanos. Interesse Público, Ano VI, n 29. 2005,
Ed. Notadez.
• Morris, Charles G. e Maisto, Albert A.. Introdução à Psicologia. Ed. Pearson e
Prentice Hall. SP. 2004. fonte:http://www.brasilescola.com/psicologia/atitude-preconceito-
estereotipo.htm)
BELATO, Clara e PEREIRA, Eduardo. 2010. “Sexualidade e Direitos Humanos”, Revista
Internacional de Direito e Cidadania, n. 6, p. 83‐95, fevereiro/2010.
• IBGE ‐ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. MUNIC 2011.
• DIAS, Maria Berenice. União homossexual: o preconceito e a justiça. 3. ed. Porto Alegre:
Livraria do Advogado, 2006.
Preconceito e homofobia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Discriminação
DiscriminaçãoDiscriminação
Discriminação
raquelpiress
 
Homofobia
HomofobiaHomofobia
Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
PTAI
 
Movimento LGBT
Movimento LGBTMovimento LGBT
Movimento LGBT
Letícia Felipe
 
Racismo e preconceito
Racismo e preconceitoRacismo e preconceito
Racismo e preconceito
Tatati Semedo
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
Victor Claudio
 
Diversidade na educação
Diversidade na educaçãoDiversidade na educação
Diversidade na educação
Fernnandaok
 
18 de maio
18 de maio18 de maio
18 de maio
Ivanílson Santos
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
progerio81
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
emrcja
 
O preconceito
O preconceitoO preconceito
O preconceito
jessica14121
 
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e LúciaCultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Alexandre da Rosa
 
Preconceito, racismo e discriminação no contexto escolar
Preconceito, racismo e discriminação no contexto escolarPreconceito, racismo e discriminação no contexto escolar
Preconceito, racismo e discriminação no contexto escolar
Flávia Cunha Lima
 
Bullying apresentação
Bullying apresentaçãoBullying apresentação
Bullying apresentação
-
 
racismo
racismoracismo
Controvérsia pública
Controvérsia públicaControvérsia pública
Controvérsia pública
Sónia
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia 6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia
Erica Frau
 
Dia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência NegraDia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência Negra
Paulo Medeiros
 

Mais procurados (20)

Discriminação
DiscriminaçãoDiscriminação
Discriminação
 
Homofobia
HomofobiaHomofobia
Homofobia
 
Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
 
Movimento LGBT
Movimento LGBTMovimento LGBT
Movimento LGBT
 
Racismo e preconceito
Racismo e preconceitoRacismo e preconceito
Racismo e preconceito
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
 
Diversidade na educação
Diversidade na educaçãoDiversidade na educação
Diversidade na educação
 
18 de maio
18 de maio18 de maio
18 de maio
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
O preconceito
O preconceitoO preconceito
O preconceito
 
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e LúciaCultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
 
Preconceito, racismo e discriminação no contexto escolar
Preconceito, racismo e discriminação no contexto escolarPreconceito, racismo e discriminação no contexto escolar
Preconceito, racismo e discriminação no contexto escolar
 
Bullying apresentação
Bullying apresentaçãoBullying apresentação
Bullying apresentação
 
racismo
racismoracismo
racismo
 
Controvérsia pública
Controvérsia públicaControvérsia pública
Controvérsia pública
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia 6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia
 
Dia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência NegraDia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência Negra
 

Destaque

Preconceito homofobia
Preconceito homofobiaPreconceito homofobia
Preconceito homofobia
Luciana Corrêa
 
Preconceito sexual
Preconceito sexualPreconceito sexual
Preconceito sexual
ios_flamengo
 
Sexualidade e Preconceitos
Sexualidade e PreconceitosSexualidade e Preconceitos
Sexualidade e Preconceitos
Michele Pó
 
Homofobia
Homofobia Homofobia
Homofobia
Aline Lima
 
Slide trabalho de geografia
Slide   trabalho de geografiaSlide   trabalho de geografia
Slide trabalho de geografia
claricessantos
 
Homofobia
HomofobiaHomofobia
Homossexualidade_ do preconceito aos padroes de consumo - Adriana Nunan
Homossexualidade_ do preconceito aos padroes de consumo - Adriana NunanHomossexualidade_ do preconceito aos padroes de consumo - Adriana Nunan
Homossexualidade_ do preconceito aos padroes de consumo - Adriana Nunan
Adriana Nunan
 
O que é homofobia.
O que é homofobia.O que é homofobia.
O que é homofobia.
Ingrid Ramos
 
Homofobia e homossexualidade
Homofobia e homossexualidade Homofobia e homossexualidade
Homofobia e homossexualidade
Itatielle Silveira
 
Preconceito
PreconceitoPreconceito
Preconceito
sociologiacarlota1c
 
A homofobia
A homofobiaA homofobia
A homofobia
Jocarli Junior
 
Diversidade sexual e homofobia
Diversidade sexual e homofobiaDiversidade sexual e homofobia
Diversidade sexual e homofobia
Beatriz Roedel
 
Homossexualidade
Homossexualidade   Homossexualidade
Homossexualidade
Carolini Juste
 
O racismo e a xenofobia
O racismo e a xenofobiaO racismo e a xenofobia
O racismo e a xenofobia
Carlos Lopes
 
O Racismo
O RacismoO Racismo
O Racismo
marleneves
 
Modelo dos slides de apresentação da defesa
Modelo dos slides de apresentação da defesaModelo dos slides de apresentação da defesa
Modelo dos slides de apresentação da defesa
bebel2011
 
Apresentação Oral de Trabalhos Científicos - Profa. Rilva Muñoz
Apresentação Oral de Trabalhos Científicos - Profa. Rilva MuñozApresentação Oral de Trabalhos Científicos - Profa. Rilva Muñoz
Apresentação Oral de Trabalhos Científicos - Profa. Rilva Muñoz
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Slides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing PessoalSlides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing Pessoal
Caput Consultoria
 
Como elaborar uma boa apresentação
Como elaborar uma boa apresentaçãoComo elaborar uma boa apresentação
Como elaborar uma boa apresentação
mzylb
 
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃOTCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
professsorcarlinho
 

Destaque (20)

Preconceito homofobia
Preconceito homofobiaPreconceito homofobia
Preconceito homofobia
 
Preconceito sexual
Preconceito sexualPreconceito sexual
Preconceito sexual
 
Sexualidade e Preconceitos
Sexualidade e PreconceitosSexualidade e Preconceitos
Sexualidade e Preconceitos
 
Homofobia
Homofobia Homofobia
Homofobia
 
Slide trabalho de geografia
Slide   trabalho de geografiaSlide   trabalho de geografia
Slide trabalho de geografia
 
Homofobia
HomofobiaHomofobia
Homofobia
 
Homossexualidade_ do preconceito aos padroes de consumo - Adriana Nunan
Homossexualidade_ do preconceito aos padroes de consumo - Adriana NunanHomossexualidade_ do preconceito aos padroes de consumo - Adriana Nunan
Homossexualidade_ do preconceito aos padroes de consumo - Adriana Nunan
 
O que é homofobia.
O que é homofobia.O que é homofobia.
O que é homofobia.
 
Homofobia e homossexualidade
Homofobia e homossexualidade Homofobia e homossexualidade
Homofobia e homossexualidade
 
Preconceito
PreconceitoPreconceito
Preconceito
 
A homofobia
A homofobiaA homofobia
A homofobia
 
Diversidade sexual e homofobia
Diversidade sexual e homofobiaDiversidade sexual e homofobia
Diversidade sexual e homofobia
 
Homossexualidade
Homossexualidade   Homossexualidade
Homossexualidade
 
O racismo e a xenofobia
O racismo e a xenofobiaO racismo e a xenofobia
O racismo e a xenofobia
 
O Racismo
O RacismoO Racismo
O Racismo
 
Modelo dos slides de apresentação da defesa
Modelo dos slides de apresentação da defesaModelo dos slides de apresentação da defesa
Modelo dos slides de apresentação da defesa
 
Apresentação Oral de Trabalhos Científicos - Profa. Rilva Muñoz
Apresentação Oral de Trabalhos Científicos - Profa. Rilva MuñozApresentação Oral de Trabalhos Científicos - Profa. Rilva Muñoz
Apresentação Oral de Trabalhos Científicos - Profa. Rilva Muñoz
 
Slides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing PessoalSlides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing Pessoal
 
Como elaborar uma boa apresentação
Como elaborar uma boa apresentaçãoComo elaborar uma boa apresentação
Como elaborar uma boa apresentação
 
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃOTCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
 

Semelhante a Preconceito e homofobia

Desigualdade racial
Desigualdade racialDesigualdade racial
Desigualdade racial
Maira Conde
 
O combate à discriminação sexual e de gênero.
O combate à discriminação sexual e de gênero.O combate à discriminação sexual e de gênero.
O combate à discriminação sexual e de gênero.
Fábio Fernandes
 
Preconceito
PreconceitoPreconceito
Preconceito
Dyannecriste
 
Cartilha pioneirismo no combate ao racismo
Cartilha pioneirismo no combate ao racismoCartilha pioneirismo no combate ao racismo
Cartilha pioneirismo no combate ao racismo
conselhoafroleme
 
Racismo e Dicas Atinirracistas.docx
Racismo e Dicas Atinirracistas.docxRacismo e Dicas Atinirracistas.docx
Racismo e Dicas Atinirracistas.docx
Ana Carvalho
 
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS IIDESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
CRISTIANEALVESDESOUZ1
 
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptxA exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
CarladeOliveira25
 
Preconceitos diante a Sociedade
Preconceitos diante a SociedadePreconceitos diante a Sociedade
Preconceitos diante a Sociedade
Samara Luz
 
Políticas afirmativas para o segmento lgbt
Políticas afirmativas   para o segmento lgbtPolíticas afirmativas   para o segmento lgbt
Políticas afirmativas para o segmento lgbt
Louis Oliver
 
Tipos de racismo estrutural e institucional
Tipos de racismo estrutural e institucionalTipos de racismo estrutural e institucional
Tipos de racismo estrutural e institucional
Atividades Diversas Cláudia
 
Violência contra-a-população-lgbt ts
Violência contra-a-população-lgbt tsViolência contra-a-população-lgbt ts
Violência contra-a-população-lgbt ts
Juliana Aguiar
 
PROJETO SOBRE RACISMO.pptx
PROJETO SOBRE RACISMO.pptxPROJETO SOBRE RACISMO.pptx
PROJETO SOBRE RACISMO.pptx
NicollyMaria6
 
Curso didatico
Curso didaticoCurso didatico
Curso didatico
jesuinadaria
 
Violência
ViolênciaViolência
Violência
Patrícia Morais
 
As diferenças da diferença
As diferenças da diferençaAs diferenças da diferença
As diferenças da diferença
Carlos Duarte Castanheira
 
Desenvolvimento Desigual Da Humanidade
Desenvolvimento Desigual Da HumanidadeDesenvolvimento Desigual Da Humanidade
Desenvolvimento Desigual Da Humanidade
Roberto Santos
 
O racismo1
O racismo1O racismo1
O racismo1
luisamb
 
Equidade Racial.pptx
Equidade Racial.pptxEquidade Racial.pptx
Equidade Racial.pptx
HildenesBarbosaDelfi
 
Trabalho de moral: racismo
Trabalho de moral: racismoTrabalho de moral: racismo
Trabalho de moral: racismo
António Alves
 
O racismo
O racismoO racismo
O racismo
luisamb
 

Semelhante a Preconceito e homofobia (20)

Desigualdade racial
Desigualdade racialDesigualdade racial
Desigualdade racial
 
O combate à discriminação sexual e de gênero.
O combate à discriminação sexual e de gênero.O combate à discriminação sexual e de gênero.
O combate à discriminação sexual e de gênero.
 
Preconceito
PreconceitoPreconceito
Preconceito
 
Cartilha pioneirismo no combate ao racismo
Cartilha pioneirismo no combate ao racismoCartilha pioneirismo no combate ao racismo
Cartilha pioneirismo no combate ao racismo
 
Racismo e Dicas Atinirracistas.docx
Racismo e Dicas Atinirracistas.docxRacismo e Dicas Atinirracistas.docx
Racismo e Dicas Atinirracistas.docx
 
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS IIDESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
 
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptxA exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
 
Preconceitos diante a Sociedade
Preconceitos diante a SociedadePreconceitos diante a Sociedade
Preconceitos diante a Sociedade
 
Políticas afirmativas para o segmento lgbt
Políticas afirmativas   para o segmento lgbtPolíticas afirmativas   para o segmento lgbt
Políticas afirmativas para o segmento lgbt
 
Tipos de racismo estrutural e institucional
Tipos de racismo estrutural e institucionalTipos de racismo estrutural e institucional
Tipos de racismo estrutural e institucional
 
Violência contra-a-população-lgbt ts
Violência contra-a-população-lgbt tsViolência contra-a-população-lgbt ts
Violência contra-a-população-lgbt ts
 
PROJETO SOBRE RACISMO.pptx
PROJETO SOBRE RACISMO.pptxPROJETO SOBRE RACISMO.pptx
PROJETO SOBRE RACISMO.pptx
 
Curso didatico
Curso didaticoCurso didatico
Curso didatico
 
Violência
ViolênciaViolência
Violência
 
As diferenças da diferença
As diferenças da diferençaAs diferenças da diferença
As diferenças da diferença
 
Desenvolvimento Desigual Da Humanidade
Desenvolvimento Desigual Da HumanidadeDesenvolvimento Desigual Da Humanidade
Desenvolvimento Desigual Da Humanidade
 
O racismo1
O racismo1O racismo1
O racismo1
 
Equidade Racial.pptx
Equidade Racial.pptxEquidade Racial.pptx
Equidade Racial.pptx
 
Trabalho de moral: racismo
Trabalho de moral: racismoTrabalho de moral: racismo
Trabalho de moral: racismo
 
O racismo
O racismoO racismo
O racismo
 

Mais de Francisca Maria

Ascaridíase
AscaridíaseAscaridíase
Ascaridíase
Francisca Maria
 
Sistema Neuro Psico na Gestação
Sistema Neuro Psico na GestaçãoSistema Neuro Psico na Gestação
Sistema Neuro Psico na Gestação
Francisca Maria
 
DERMATITE DE CONTATO: UMA DOENÇA OCUPACIONAL QUE ACOMETE OS PROFISSIONAIS DE...
DERMATITE DE CONTATO: UMA DOENÇA OCUPACIONAL  QUE ACOMETE OS PROFISSIONAIS DE...DERMATITE DE CONTATO: UMA DOENÇA OCUPACIONAL  QUE ACOMETE OS PROFISSIONAIS DE...
DERMATITE DE CONTATO: UMA DOENÇA OCUPACIONAL QUE ACOMETE OS PROFISSIONAIS DE...
Francisca Maria
 
Podologia e sua Importância
Podologia e sua ImportânciaPodologia e sua Importância
Podologia e sua Importância
Francisca Maria
 
TRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
TRICOMONÍASE E HERPES GENITALTRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
TRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
Francisca Maria
 
habilidades comunicativas em saúde
 habilidades comunicativas em saúde habilidades comunicativas em saúde
habilidades comunicativas em saúde
Francisca Maria
 
Diga não a violência!
Diga não a violência!Diga não a violência!
Diga não a violência!
Francisca Maria
 
Acidentes com Múltiplas Vitimas
Acidentes com Múltiplas VitimasAcidentes com Múltiplas Vitimas
Acidentes com Múltiplas Vitimas
Francisca Maria
 

Mais de Francisca Maria (8)

Ascaridíase
AscaridíaseAscaridíase
Ascaridíase
 
Sistema Neuro Psico na Gestação
Sistema Neuro Psico na GestaçãoSistema Neuro Psico na Gestação
Sistema Neuro Psico na Gestação
 
DERMATITE DE CONTATO: UMA DOENÇA OCUPACIONAL QUE ACOMETE OS PROFISSIONAIS DE...
DERMATITE DE CONTATO: UMA DOENÇA OCUPACIONAL  QUE ACOMETE OS PROFISSIONAIS DE...DERMATITE DE CONTATO: UMA DOENÇA OCUPACIONAL  QUE ACOMETE OS PROFISSIONAIS DE...
DERMATITE DE CONTATO: UMA DOENÇA OCUPACIONAL QUE ACOMETE OS PROFISSIONAIS DE...
 
Podologia e sua Importância
Podologia e sua ImportânciaPodologia e sua Importância
Podologia e sua Importância
 
TRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
TRICOMONÍASE E HERPES GENITALTRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
TRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
 
habilidades comunicativas em saúde
 habilidades comunicativas em saúde habilidades comunicativas em saúde
habilidades comunicativas em saúde
 
Diga não a violência!
Diga não a violência!Diga não a violência!
Diga não a violência!
 
Acidentes com Múltiplas Vitimas
Acidentes com Múltiplas VitimasAcidentes com Múltiplas Vitimas
Acidentes com Múltiplas Vitimas
 

Último

Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 

Preconceito e homofobia

  • 2. No Brasil, preconceito é Crime, de modo geral,o ponto de partida do preconceito é uma generalização superficial, chamada "estereótipo". dificilmente você vê denúncias contra os "criminosos". Se pararmos para pensar, a quantidade de crime por racismo, e a quantidade de denuncias por esses atos, veremos que é uma porcentagem muito pequena equivalente as denúncias. Uma atitude hostil, negativa ou agressiva em relação a um determinado grupo, pode ser classificada como preconceito.Essas atitudes, trazem muitas coisas negativas e também problemas.
  • 3. No ano passado, 338 homossexuais foram assassinados no país, o que significa uma morte a cada 26 horas A partir do momento em que o homem colocar em mente, que todos somos iguais como homens mas diferentes entre si, possuindo personalidade, gosto, e costume diferentes o mundo será melhor, podemos então dizer que o combate do preconceito começa a partir da consciência de cada um.
  • 4. PRECONCEITO um julgamento apressado e superficial e muito perigoso uma opinião que formamos das pessoas antes de conhecê-las. acaba trazendo muitas situações complicadas e até mesmo violentas.
  • 5. Preconceito sexual, ou seja, homofobia. É o ódio irracional, o medo ou aversão aos homossexuais, pessoas que têm atração afetiva e sexual pelo mesmo sexo. O racismo é a tendência do pensamento, ou do modo de pensar em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras. é uma forma de preconceito generalizado aos indivíduos de toda uma classe social, aos quais são atribuídos traços de personalidade ou moral largamente homogêneos. Os atributos podem ser bons ou ruins, ou uma combinação de ambos.
  • 6. O preconceito racial, ou racismo, é uma violação aos direitos humanos, visto que foi utilizado para justificar a escravidão, o domínio de alguns povos sobre outros e as atrocidades que ocorreram ao longo da história. È uma maneira de discriminar as pessoas baseada em motivos raciais, cor da pele ou outras características físicas, de tal forma que umas se consideram superiores a outras. Portanto, o racismo tem como finalidade intencional a diminuição ou a anulação dos direitos humanos das pessoas discriminadas. Exemplo disto foi o aparecimento do racismo na Europa, no século XIX, para justificar a superioridade da raça branca sobre o resto da humanidade.
  • 7. O racista acredita que existe raças superiores às outras, o que é grande tolice, pois na espécie humana, não podemos dizer que existam raças cor da pele,  forma do nariz, tipo do cabelo,  tipo do sangue, formato e cor dos olhos,  espessura dos lábios, não são suficientes para estabelecer diferentes tipos de raças entre os seres humanos, que biologicamente são iguais em quase tudo , restando pequenas diferenças externas pouco importantes e que não servem para fazer com que uns sejam superiores ou inferiores aos outros e vice versa.
  • 9. ACEITAÇÃO FAMILIAR: Poucos são os pais que desde cedo têm certeza da orientação sexual de seu(sua) filho(a), e os procuram para conversar. Muitos são os pais que carregam o preconceito enraizado no peito e na mente, sendo capaz de discriminar o próprio(a) filho(a). FASES DO PROCESSO DE ACEITAÇÃO:  A fase da descoberta.  A fase da perda.  A fase da negação.  A fase das atitudes de defesa.  A fase da conformação.  A fase da aceitação.
  • 10. Alguns assimilam a homofobia a um tipo de xenofobia, o terror de tudo que é diferente. Mas esta concepção não é bem aceita, porque o medo do estranho não é a única fonte em que os opositores dos homossexuais bebem, pois há também causas culturais, religiosas – principalmente crenças cristãs: (católicas, protestantes), judias ou muçulmanas , políticas, ideológicas grupos de extrema esquerda e de extrema direita , e outras que se entrelaçam igualmente no preconceito
  • 11. Geralmente os fundamentalismos não cedem espaço ao homossexualismo. Há, porém, dentro dos grupos citados, aqueles que defendem e apoiam os direitos dos homossexuais. Dentro das normas legais, também há variantes, ou seja, há leis que entre casais do mesmo sexo e casais do sexo oposto se diversificam. E, por mais estranho que pareça, em pleno século XXI, alguns países aplicam até mesmo a pena de morte contra homossexuais.
  • 12. XLI – a lei punirá qualquer discriminação atentatória dos direitos e liberdades fundamentais; XLII – a prática de racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei;
  • 13. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei ; III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante; IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato; V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem ; VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei; ARTIGO 5º
  • 14. A discriminação macula o princípio da igualdade, e acarreta situação especial de grave vulnerabilidade física, psíquica e social, em violação ao direito à segurança, importantes prerrogativas da cidadania. No Senado, o projeto de lei 122/2006, que ainda não foi discutido no plenário, propõe a criminalização da homofobia e da transfobia. Já o projeto do novo Código Penal, que também está sendo discutido no Senado, prevê pena de prisão para quem praticar racismo e crimes resultantes de preconceito e discriminação.
  • 15. Em 2012, em Pernambuco, foram registradas 115 denúncias referentes a 228 violações relacionadas à população LGBT pelo poder público, sendo que em maio houve o maior registro, de 13 denúncias. Houve um aumento de 121% em relação a 2011, quando foram notificadas 52 denúncias. IBGE ‐ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. MUNIC 2011. Violência contra homossexuais
  • 16. PERFIL DAS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA HOMOFÓBICA IBGE ‐ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. MUNIC 2011
  • 17. É de extrema importância para a população e governo promover ações que garantam a cidadania e os direitos humanos, contribuindo para a construção de uma sociedade democrática, na qual nenhuma pessoa seja submetida a quaisquer formas de discriminação, coerção e violência, em razão de suas orientações sexuais. Os direitos dos homossexuais vêm sendo reconhecido de forma gradativa ao longo do tempo. Verdade que parte da sociedade os reconhece de uma forma egoísta , mas é através de lutas sociais realizadas pela massa que não tem medo do preconceito, da violência moral e da discriminação que esses direitos. Estão sendo efetivados e tutelados.
  • 18. O preconceito racial, ou racismo, é uma violação aos direitos humanos, visto que foi utilizado para justificar a escravidão, o domínio de alguns povos sobre outros e as atrocidades que ocorreram ao longo da história. O brasileiro tem de valorizar e acreditar em suas virtudes, para que um dia este país tenha condições de lutar com igualdade pelos seus direitos e por todos nós.
  • 19. • MONTEBELLO, Mariana. As Políticas de Ação Afirmativa sob a Perspectiva do Direito Internacional dos Direitos Humanos. Interesse Público, Ano VI, n 29. 2005, Ed. Notadez. • Morris, Charles G. e Maisto, Albert A.. Introdução à Psicologia. Ed. Pearson e Prentice Hall. SP. 2004. fonte:http://www.brasilescola.com/psicologia/atitude-preconceito- estereotipo.htm) BELATO, Clara e PEREIRA, Eduardo. 2010. “Sexualidade e Direitos Humanos”, Revista Internacional de Direito e Cidadania, n. 6, p. 83‐95, fevereiro/2010. • IBGE ‐ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. MUNIC 2011. • DIAS, Maria Berenice. União homossexual: o preconceito e a justiça. 3. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2006.