SlideShare uma empresa Scribd logo
PRECONCEITO

      20 de Novembro: dia da
      Consciência Negra
Definição
            preconceito
            m.
            Conceito antecipado.
            Opinião, formada sem
            reflexão.
            Preocupação; superstição.
            (De pre... + conceito)
Preconceito (prefixo pré- e conceito) é um
"juízo" preconcebido, manifestado geralmente na
forma de uma atitude "discriminatória" perante
pessoas, lugares ou tradições considerados
diferentes ou "estranhos". Costuma indicar
desconhecimento pejorativo de alguém, ou de
um grupo social, ao que lhe é diferente. As
formas mais comuns de preconceito
são: social, "racial" e "sexual".
Preconceito
FORMAS DE PRECONCEITO

Discriminação: Significa “fazer uma distinção”.
Existem diversos significados para a palavra, incluindo
a discriminação estatística ou a atividade de um
circuito chamado discriminador. O significado mais
comum, no entanto, tem a ver com a discriminação
sociológica: a discriminação
social, racial, religiosa, sexual, étnica ou especista.
Preconceito
Racial, ou Racismo:

O racismo é a tendência do pensamento, ou do modo de pensar em que se
dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e
superiores umas às outras. Onde existe a convicção de que alguns indivíduos e
sua relação entre características físicas hereditárias, e determinados traços de
caráter e inteligência ou manifestações culturais, são superiores a outros. O
racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré
concebidas onde a principal função é valorizar as diferenças biológicas entre
os seres humanos, em que alguns acreditam ser superiores aos outros de
acordo com sua matriz racial. A crença da existência de raças superiores e
inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio de
determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a
história da humanidade.
Etnocentrismo:

É uma atitude na qual a visão ou avaliação de um grupo sempre seria
baseada nos valores adotados pelo seu grupo, como referência, como
padrão de valor. Trata-se de uma atitude discriminatória e preconceituosa.
Basicamente, encontramos em tal posicionamento um grupo étnico sendo
considerado como superior a outro.
Não existem grupos superiores ou inferiores, mas grupos diferentes. Um
grupo pode ter menor desenvolvimento tecnológico (como, por
exemplo, os habitantes anteriores aos europeus que residiam nas
Américas, na África e na Oceania) se comparado a
outro, mas, possivelmente, é mais adaptado a determinado
ambiente, além de não possuir diversos problemas que esse grupo
“superior” possui.
Sexismo:

 É a discriminação ou tratamento indigno a um determinado gênero, ou ainda
                        a determinada dentidade sexual.
     Existem duas assunções diferentes sobre as quais se assenta o sexismo:
                            Um sexo é superior ao outro.
  Mulher e homem são profundamente diferentes (mesmo além de diferenças
  biológicas), e essas diferenças devem se refletir em aspectos sociais como o
                              direito e a linguagem.
  Em relação ao preconceito contra mulheres, diferencia-se do machismo por
ser mais consciente e pretensamente racionalizado, ao passo que o machismo
    é um muitas vezes um comportamento de imitação social. Nesse caso o
         sexismo muitas vezes está ligado à misoginia (ódio às mulheres).
Machismo ou chauvinismo masculino, é a crença de que os homens são
superiores às mulheres.
A palavra “chauvinista” foi originalmente usada para descrever alguém
fanaticamente leal ao seu país, mas a partir do movimento de libertação
da mulher, nos anos 60, passou a ser usada para descrever os homens que
mantém a crença na inferioridade da mulher, especialmente nos países
de língua inglesa. No espaço lusófono, a expressão “chauvinista
masculino” (ou, simplesmente, “chauvinista”) também é utilizada, mas
“machista” é muito mais comum.
Machistas:
São por vezes postos em oposição ao feminismo. No entanto, a
crença oposta ao machismo é a da superioridade feminina
e, embora alguns masculistas possam pensar que essa é a definição
de feminismo, geralmente não se considera esta ideia correta. Alguns
machistas tendem ainda a ofender-se por desigualdades de gênero
favoráveis às mulheres.
Femismo é um neologismo e seu significado possui uma carga
ideológica muito grande. É uma expressão que hipoteticamente
significaria um conjunto de idéias que considera a mulher superior ao
homem, e que, portanto, deveria dominá-lo. Como um machismo às
avessas.
                                A criação e o uso da palavra “femismo”
                                supõe-se que foi uma forma encontrada
                                pelas feministas para denominar os
                                preconceitos ao sexo masculino
                                praticados por outras feministas dentro do
                                movimento social feminista. Essas
                                feministas que pregam o preconceito
                                contra o sexo masculino são
                                consideradas por outras feministas como
                                “femista”.
Preconceito lingüístico é uma forma de preconceito a determinadas
variedades lingüísticas. Para a lingüística, os chamados erros gramaticais
não existem nas línguas naturais, salvo por patologias de ordem cognitiva.
Ainda segundo esses lingüistas, a noção de correto imposta pelo ensino
tradicional da gramática normativa originam um preconceito contra as
variedades não-padrão.
Homofobia:
É um termo criado para expressar o ódio, aversão ou a discriminação de
uma pessoa contra homossexuais ou homossexualidade.
Transfobia é a aversão a pessoas trans
(transexuais, transgêneros, travestis) ou discriminação a estes.
A transfobia manifesta-se normalmente de forma mais reconhecida
socialmente contra as pessoas trans adultas, quer sob a forma de
opiniões negativas, quer sobre agressões físicas ou verbais. Manifesta-se
também muitas vezes de forma indirecta com a preocupação excessiva
em garantir que as pessoas sigam os papéis sociais associados ao seu
sexo biológico. Por exemplo, frases como “menino não usa saia” são, em
sentido lato, uma forma de transfobia.
                                    A transfobia é também muitas vezes
                                    combinada com homofobia quando é
                                    feita a associação entre homens
                                    femininos e homossexualidade, partindo
                                    do princípio – equivocado – de que
                                    todos os homossexuais são
                                    necessariamente femininos e que ser
                                    homem efeminado é algo de negativo.
Heterossexismo é um termo relativamente recente e que designa um
pensamento segundo o qual todas as pessoas são heterossexuais até prova em
contrário.
Um indivíduo ou grupo classificado por heterossexista não reconhece a
possibilidade de existência da homossexualidade (ou mesmo da
bissexualidade). Tais comportamentos são ignorados ou por se acreditar que
são um “desvio” de algum padrão, ou pelo receio de gerar polêmicas ao
abordar determinados assuntos em relação à sexualidade.
Apesar de poder ser considerada como uma forma de preconceito, se
diferencia da homofobia por ter como característica o ato de ignorar
manifestações sexuais geralmente minoritárias (as situações homofóbicas não
só não ignoram como apresentam aversão).
Xenofobia é o medo natural (fobia, aversão) que o ser humano normalmente
tem ao que é diferente (para este indivíduo).

Xenofobia é também um distúrbio psiquiátrico ao medo excessivo e
descontrolado ao desconhecido ou diferente.

Xenofobia é ainda usado em um sentido amplo (amplamente usado mas
muito debatido) referindo-se a qualquer forma de preconceito, racial, grupal
(de grupos minoritários) ou cultural. Apesar de amplamente aceito, este
significado gera confusões, associando xenofobia a preconceitos, levando a
crer que qualquer preconceito é uma fobia.
Chauvinismo:

Muita gente acha que chauvinismo (ou chovinismo) é sinônimo
de machismo. Na verdade chauvinismo é usado pra quem tem
opiniões exageradas e tendenciosas a favor de alguma ideia.
Na década de 60, o movimento feminista cunhou a expressão
“porco chauvinista” pra identificar os que se opunham a elas. Daí
pra frente, começaram a chamar os machistas de chauvinistas.
Preconceito social:

É uma forma de preconceito a determinadas classes sociais.
É uma atitude ou idéia formada antecipadamente e sem qualquer
fundamento razoável; o preconceito é um juízo desfavorável em
relação a vários objetos sociais, que podem ser pessoas, culturas. O
preconceito social também existe quando julgamos as pessoas por
atitudes e logo enfatizamos que a mesma só a teve a atitude por ser
de certa classe social,ou seja se a pessoa tem uma boa condição
financeira ela não vai sofrer nenhum tipo de preconceito social,seria
mais fácil ela ter preconceito para com as outras pessoas.
Estereótipo:
É a imagem preconcebida de determinada pessoa, coisa ou situação.
Estereótipos são fonte de inspiração de muitas piadas, algumas de
conteúdo racista, como as piadas de judeu, que é retratado como
ávaro, português (no Brasil), como pouco inteligente, etc. O estereótipo
pode estar relacionado ao preconceito.
Existe uma maneira de medir o preconceito de uma sociedade:

Escala de Allport

É um método para medir o preconceito numa sociedade. Também é
conhecida por Escala de Preconceito e Discriminação de Allport ou Escala
de Preconceito de Allport. Ela foi descrita pelo psicólogo Gordon Allport em
seu livro The Nature of Prejudice (1954).
A escala
A Escala de Allport vai de 1 a 5.

Nível 1 – Antilocução
Antilocução significa um grupo majoritário fazendo piadas
abertamente sobre um grupo minoritário. A fala se dá em termos de
estereótipos negativos e imagens negativas. Isto também é chamado
de incitamento ao ódio. É geralmente vista como inofensiva pela
maioria. A antilocução por si mesma pode não ser danosa, mas
estabelece o cenário para erupções mais sérias de preconceito. Por
exemplo, piadas sobre portugueses (no Brasil), brasileiros (em
Portugal), negros, japoneses, gays etc.
Nível 2 – Esquiva
O contato com as pessoas do grupo minoritário passa a ser ativamente
evitado pelos membros do grupo majoritário. Pode não se pretender fazer
mal diretamente, mas o mal é feito através do isolamento.
Nível 3 – Discriminação
O grupo minoritário é discriminado negando-lhe oportunidades e serviços e
acrescentando preconceito à ação. Os comportamentos têm por objetivo
específico prejudicar o grupo minoritário impedindo-o de atingir seus
objetivos, obtendo educação ou empregos etc. O grupo majoritário está
tentando ativamente prejudicar o minoritário.
Nível 4 – Ataque Físico
O grupo majoritário vandaliza as coisas do grupo minoritário, queimam
propriedades e desempenham ataques violentos contra indivíduos e
grupos. Danos físicos são perpetrados contra os membros do grupo
minoritário. Por exemplo, linchamento de negros nos Estados Unidos da
América, pogroms contra os judeus na Europa, e a aplicação de pixe e
penas em mórmons nos EUA dos anos 1800.
Nível 5 – Extermínio

O grupo majoritário busca a exterminação do grupo minoritário. Eles
tentam liquidar todo um grupo de pessoas (por exemplo, a população
dos índios norte-americanos, a Solução Final para o Problema Judeu, a
Limpeza Étnica na Bósnia etc).
Preconceito
https://www.google.com.br/search?hl


http://zoojapan.forumeiros.com/t67-os-diversos-
tipos-de-preconceito-e-discriminacao-escala-de-
allport




                                         PROFª ÍRIS – TRABALHO DE HISTÓRIA
Preconceito

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relações Raciais na Escola
Relações Raciais na EscolaRelações Raciais na Escola
Relações Raciais na Escola
estudosacademicospedag
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
emrcja
 
racismo
racismoracismo
Diversidade Sexual Gênero e Homofobia
Diversidade Sexual Gênero e HomofobiaDiversidade Sexual Gênero e Homofobia
Diversidade Sexual Gênero e Homofobia
Glauber Eduardo Aragon Pereira
 
Aula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminaçãoAula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminação
roberto mosca junior
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
JennyIII
 
O Racismo
O RacismoO Racismo
O Racismo
marleneves
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
progerio81
 
Relações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexualRelações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexual
Flávia Cunha Lima
 
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
João Alfredo Telles Melo
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
saphira
 
Bullying
Bullying Bullying
Tipos de Violência
 Tipos de Violência Tipos de Violência
Tipos de Violência
David Costa DC
 
DiscriminaNao
DiscriminaNaoDiscriminaNao
DiscriminaNao
likajunges
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
Isabel Cabral
 
Dia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência NegraDia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência Negra
Paulo Medeiros
 
Movimento LGBT
Movimento LGBTMovimento LGBT
Movimento LGBT
Letícia Felipe
 
O racismo
O racismoO racismo
O racismo
luisamb
 
preconceito
preconceitopreconceito
preconceito
bsilva73
 

Mais procurados (20)

Relações Raciais na Escola
Relações Raciais na EscolaRelações Raciais na Escola
Relações Raciais na Escola
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
racismo
racismoracismo
racismo
 
Diversidade Sexual Gênero e Homofobia
Diversidade Sexual Gênero e HomofobiaDiversidade Sexual Gênero e Homofobia
Diversidade Sexual Gênero e Homofobia
 
Aula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminaçãoAula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminação
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
O Racismo
O RacismoO Racismo
O Racismo
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
 
Relações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexualRelações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexual
 
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Bullying
Bullying Bullying
Bullying
 
Tipos de Violência
 Tipos de Violência Tipos de Violência
Tipos de Violência
 
DiscriminaNao
DiscriminaNaoDiscriminaNao
DiscriminaNao
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Dia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência NegraDia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência Negra
 
Movimento LGBT
Movimento LGBTMovimento LGBT
Movimento LGBT
 
O racismo
O racismoO racismo
O racismo
 
preconceito
preconceitopreconceito
preconceito
 

Destaque

Consciência Negra
Consciência NegraConsciência Negra
Consciência Negra
Luzia de Fatima LayolaNunes
 
Projeto afrodescendente
Projeto afrodescendenteProjeto afrodescendente
Projeto afrodescendente
nogcaritas
 
Meninas Negras
Meninas NegrasMeninas Negras
Meninas Negras
Ridelc Ahcor Arierep
 
Semana da Consciência Negra da Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli - 2014
Semana da Consciência Negra  da Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli - 2014Semana da Consciência Negra  da Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli - 2014
Semana da Consciência Negra da Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli - 2014
Sandra Caldas
 
Dia da consciência negra
Dia da consciência negraDia da consciência negra
Dia da consciência negra
Marcelo Fernandes
 
Dia da Consciencia Negra
Dia da Consciencia NegraDia da Consciencia Negra
Dia da Consciencia Negra
Fabio Rogerio Nepomuceno
 
Projeto Diversidade Cultural - Prof. Iria Rejane
Projeto Diversidade Cultural - Prof. Iria RejaneProjeto Diversidade Cultural - Prof. Iria Rejane
Projeto Diversidade Cultural - Prof. Iria Rejane
Alexandre da Rosa
 
Consciencia Negra1
Consciencia Negra1Consciencia Negra1
Consciencia Negra1
emacon
 
A Consciência Negra
A Consciência NegraA Consciência Negra
A Consciência Negra
mgsfcte
 
Prova diagnostica historia 1 ano
Prova diagnostica  historia 1 anoProva diagnostica  historia 1 ano
Prova diagnostica historia 1 ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Estereótipos, preconceitos e discriminação
Estereótipos, preconceitos e discriminaçãoEstereótipos, preconceitos e discriminação
Estereótipos, preconceitos e discriminação
mafertoval
 
Atividade sobre o trânsito para o 2º ano
Atividade sobre o trânsito para o 2º anoAtividade sobre o trânsito para o 2º ano
Atividade sobre o trânsito para o 2º ano
Aline Dantas
 
Avaliação de educação fisica 9 ano
Avaliação de educação fisica 9 anoAvaliação de educação fisica 9 ano
Avaliação de educação fisica 9 ano
Eldi Cardoso
 
Dia da consciência negra atividade interdisciplinar
Dia da consciência negra   atividade interdisciplinarDia da consciência negra   atividade interdisciplinar
Dia da consciência negra atividade interdisciplinar
EEBMiguelCouto
 
Perguntas da gincana para o 2º e 4º ano pdf
Perguntas da gincana para o 2º e 4º ano pdfPerguntas da gincana para o 2º e 4º ano pdf
Perguntas da gincana para o 2º e 4º ano pdf
André Moraes
 
Conhecimentos Gerais 6º ano
Conhecimentos Gerais 6º anoConhecimentos Gerais 6º ano
Conhecimentos Gerais 6º ano
Paulo Sérgio
 
Simulado de educação física
Simulado de educação física   Simulado de educação física
Simulado de educação física
Marcia Oliveira
 
Ava ed fisica_6ano
Ava ed fisica_6anoAva ed fisica_6ano
Ava ed fisica_6ano
Atividades Diversas Cláudia
 
CONSCIÊNCIA NEGRA
CONSCIÊNCIA NEGRACONSCIÊNCIA NEGRA
CONSCIÊNCIA NEGRA
Arylana Kiss
 
Consciência Negra
Consciência NegraConsciência Negra
Consciência Negra
Carla Fortuna
 

Destaque (20)

Consciência Negra
Consciência NegraConsciência Negra
Consciência Negra
 
Projeto afrodescendente
Projeto afrodescendenteProjeto afrodescendente
Projeto afrodescendente
 
Meninas Negras
Meninas NegrasMeninas Negras
Meninas Negras
 
Semana da Consciência Negra da Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli - 2014
Semana da Consciência Negra  da Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli - 2014Semana da Consciência Negra  da Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli - 2014
Semana da Consciência Negra da Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli - 2014
 
Dia da consciência negra
Dia da consciência negraDia da consciência negra
Dia da consciência negra
 
Dia da Consciencia Negra
Dia da Consciencia NegraDia da Consciencia Negra
Dia da Consciencia Negra
 
Projeto Diversidade Cultural - Prof. Iria Rejane
Projeto Diversidade Cultural - Prof. Iria RejaneProjeto Diversidade Cultural - Prof. Iria Rejane
Projeto Diversidade Cultural - Prof. Iria Rejane
 
Consciencia Negra1
Consciencia Negra1Consciencia Negra1
Consciencia Negra1
 
A Consciência Negra
A Consciência NegraA Consciência Negra
A Consciência Negra
 
Prova diagnostica historia 1 ano
Prova diagnostica  historia 1 anoProva diagnostica  historia 1 ano
Prova diagnostica historia 1 ano
 
Estereótipos, preconceitos e discriminação
Estereótipos, preconceitos e discriminaçãoEstereótipos, preconceitos e discriminação
Estereótipos, preconceitos e discriminação
 
Atividade sobre o trânsito para o 2º ano
Atividade sobre o trânsito para o 2º anoAtividade sobre o trânsito para o 2º ano
Atividade sobre o trânsito para o 2º ano
 
Avaliação de educação fisica 9 ano
Avaliação de educação fisica 9 anoAvaliação de educação fisica 9 ano
Avaliação de educação fisica 9 ano
 
Dia da consciência negra atividade interdisciplinar
Dia da consciência negra   atividade interdisciplinarDia da consciência negra   atividade interdisciplinar
Dia da consciência negra atividade interdisciplinar
 
Perguntas da gincana para o 2º e 4º ano pdf
Perguntas da gincana para o 2º e 4º ano pdfPerguntas da gincana para o 2º e 4º ano pdf
Perguntas da gincana para o 2º e 4º ano pdf
 
Conhecimentos Gerais 6º ano
Conhecimentos Gerais 6º anoConhecimentos Gerais 6º ano
Conhecimentos Gerais 6º ano
 
Simulado de educação física
Simulado de educação física   Simulado de educação física
Simulado de educação física
 
Ava ed fisica_6ano
Ava ed fisica_6anoAva ed fisica_6ano
Ava ed fisica_6ano
 
CONSCIÊNCIA NEGRA
CONSCIÊNCIA NEGRACONSCIÊNCIA NEGRA
CONSCIÊNCIA NEGRA
 
Consciência Negra
Consciência NegraConsciência Negra
Consciência Negra
 

Semelhante a Preconceito

FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
Jordano Santos Cerqueira
 
A intolerancia na sociadade actual
A intolerancia na sociadade actualA intolerancia na sociadade actual
A intolerancia na sociadade actual
Joana Soares
 
Utimo trabalho de geografia precoceito
Utimo trabalho de geografia precoceitoUtimo trabalho de geografia precoceito
Utimo trabalho de geografia precoceito
Felipe Feliciano
 
Homofobia e heterossexismo.
Homofobia e heterossexismo.Homofobia e heterossexismo.
Homofobia e heterossexismo.
Fábio Fernandes
 
Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
PTAI
 
GuiaComunicacao(1)
GuiaComunicacao(1)GuiaComunicacao(1)
GuiaComunicacao(1)
Carina Capitine
 
A transexualidade na_midia
A transexualidade na_midiaA transexualidade na_midia
A transexualidade na_midia
Alexandre ferrari
 
Racismo
RacismoRacismo
Preconceito com as diferenças
Preconceito com as diferençasPreconceito com as diferenças
Preconceito com as diferenças
matheulopet
 
Palestra Homossexualidade
Palestra HomossexualidadePalestra Homossexualidade
Palestra Homossexualidade
Vinicius Bruno
 
Slide int.e preconceitos
Slide int.e preconceitosSlide int.e preconceitos
Slide int.e preconceitos
estudosacademicospedag
 
PRECONCEITO.pptx
PRECONCEITO.pptxPRECONCEITO.pptx
PRECONCEITO.pptx
MarcusLima76
 
Identidade de gênero e orientação sexual.
Identidade de gênero e orientação sexual.Identidade de gênero e orientação sexual.
Identidade de gênero e orientação sexual.
Fábio Fernandes
 
Homofobia
HomofobiaHomofobia
Etnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismoEtnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismo
roberto mosca junior
 
Preconceitodiscriminação jasmine
Preconceitodiscriminação   jasminePreconceitodiscriminação   jasmine
Preconceitodiscriminação jasmine
Jasmine Nunes
 
Manual informativo LGBTQIAP+ [Horizontal].pdf
Manual informativo LGBTQIAP+ [Horizontal].pdfManual informativo LGBTQIAP+ [Horizontal].pdf
Manual informativo LGBTQIAP+ [Horizontal].pdf
JooCorra26
 
Vamos trocar experiências- O Racismo
Vamos trocar experiências- O RacismoVamos trocar experiências- O Racismo
Vamos trocar experiências- O Racismo
Proinfinito Emaisalém
 
O que é etica
O que é eticaO que é etica
O que é etica
Arcelino Barbosa
 
Preconceito homofobia
Preconceito homofobiaPreconceito homofobia
Preconceito homofobia
Luciana Corrêa
 

Semelhante a Preconceito (20)

FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
 
A intolerancia na sociadade actual
A intolerancia na sociadade actualA intolerancia na sociadade actual
A intolerancia na sociadade actual
 
Utimo trabalho de geografia precoceito
Utimo trabalho de geografia precoceitoUtimo trabalho de geografia precoceito
Utimo trabalho de geografia precoceito
 
Homofobia e heterossexismo.
Homofobia e heterossexismo.Homofobia e heterossexismo.
Homofobia e heterossexismo.
 
Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
 
GuiaComunicacao(1)
GuiaComunicacao(1)GuiaComunicacao(1)
GuiaComunicacao(1)
 
A transexualidade na_midia
A transexualidade na_midiaA transexualidade na_midia
A transexualidade na_midia
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Preconceito com as diferenças
Preconceito com as diferençasPreconceito com as diferenças
Preconceito com as diferenças
 
Palestra Homossexualidade
Palestra HomossexualidadePalestra Homossexualidade
Palestra Homossexualidade
 
Slide int.e preconceitos
Slide int.e preconceitosSlide int.e preconceitos
Slide int.e preconceitos
 
PRECONCEITO.pptx
PRECONCEITO.pptxPRECONCEITO.pptx
PRECONCEITO.pptx
 
Identidade de gênero e orientação sexual.
Identidade de gênero e orientação sexual.Identidade de gênero e orientação sexual.
Identidade de gênero e orientação sexual.
 
Homofobia
HomofobiaHomofobia
Homofobia
 
Etnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismoEtnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismo
 
Preconceitodiscriminação jasmine
Preconceitodiscriminação   jasminePreconceitodiscriminação   jasmine
Preconceitodiscriminação jasmine
 
Manual informativo LGBTQIAP+ [Horizontal].pdf
Manual informativo LGBTQIAP+ [Horizontal].pdfManual informativo LGBTQIAP+ [Horizontal].pdf
Manual informativo LGBTQIAP+ [Horizontal].pdf
 
Vamos trocar experiências- O Racismo
Vamos trocar experiências- O RacismoVamos trocar experiências- O Racismo
Vamos trocar experiências- O Racismo
 
O que é etica
O que é eticaO que é etica
O que é etica
 
Preconceito homofobia
Preconceito homofobiaPreconceito homofobia
Preconceito homofobia
 

Mais de Íris Ferreira

Aula de goegrafia 5 e 6
Aula de goegrafia 5 e 6Aula de goegrafia 5 e 6
Aula de goegrafia 5 e 6
Íris Ferreira
 
Aula de geografia aula 1 e 2 - forte militar
Aula de geografia   aula 1 e 2 - forte militarAula de geografia   aula 1 e 2 - forte militar
Aula de geografia aula 1 e 2 - forte militar
Íris Ferreira
 
Aula de geografia aula 2, 3 4
Aula de geografia aula 2, 3 4Aula de geografia aula 2, 3 4
Aula de geografia aula 2, 3 4
Íris Ferreira
 
Aula de geografia aula 1 e 2 - forte militar
Aula de geografia   aula 1 e 2 - forte militarAula de geografia   aula 1 e 2 - forte militar
Aula de geografia aula 1 e 2 - forte militar
Íris Ferreira
 
Ditadura militar e abertura politica
Ditadura militar e abertura politicaDitadura militar e abertura politica
Ditadura militar e abertura politica
Íris Ferreira
 
Era vargas forte militar aula 9
Era vargas forte militar   aula 9Era vargas forte militar   aula 9
Era vargas forte militar aula 9
Íris Ferreira
 
Forte militar aula 5 e 6
Forte militar aula 5 e 6Forte militar aula 5 e 6
Forte militar aula 5 e 6
Íris Ferreira
 
Aula 2,3,4 = forte militar historia
Aula 2,3,4 = forte militar  historiaAula 2,3,4 = forte militar  historia
Aula 2,3,4 = forte militar historia
Íris Ferreira
 
Forte militar
Forte militarForte militar
Forte militar
Íris Ferreira
 
Era vargas
Era vargas Era vargas
Era vargas
Íris Ferreira
 
Sociologia 2 º anos
Sociologia 2 º anos  Sociologia 2 º anos
Sociologia 2 º anos
Íris Ferreira
 
Sociologia 1º anos
Sociologia 1º anosSociologia 1º anos
Sociologia 1º anos
Íris Ferreira
 
Raça, etnia e multiculturalismo aula 2º ano sociologia
Raça, etnia e multiculturalismo   aula 2º ano sociologiaRaça, etnia e multiculturalismo   aula 2º ano sociologia
Raça, etnia e multiculturalismo aula 2º ano sociologia
Íris Ferreira
 
Baixa idade media 7º anos
Baixa idade media   7º anosBaixa idade media   7º anos
Baixa idade media 7º anos
Íris Ferreira
 
Resumo detalhado
Resumo detalhadoResumo detalhado
Resumo detalhado
Íris Ferreira
 
Revolução industrial alceu
Revolução industrial alceuRevolução industrial alceu
Revolução industrial alceu
Íris Ferreira
 
Revolução francesa alceu
Revolução francesa   alceuRevolução francesa   alceu
Revolução francesa alceu
Íris Ferreira
 
Prova alceu 2014 9ºg 1ºb
Prova alceu 2014 9ºg   1ºbProva alceu 2014 9ºg   1ºb
Prova alceu 2014 9ºg 1ºb
Íris Ferreira
 
Prova alceu 2014 7ºb 1ºbim
Prova alceu 2014 7ºb 1ºbimProva alceu 2014 7ºb 1ºbim
Prova alceu 2014 7ºb 1ºbim
Íris Ferreira
 
Prova 9ºanos 1 bi silvana 2014
Prova 9ºanos 1 bi   silvana 2014Prova 9ºanos 1 bi   silvana 2014
Prova 9ºanos 1 bi silvana 2014
Íris Ferreira
 

Mais de Íris Ferreira (20)

Aula de goegrafia 5 e 6
Aula de goegrafia 5 e 6Aula de goegrafia 5 e 6
Aula de goegrafia 5 e 6
 
Aula de geografia aula 1 e 2 - forte militar
Aula de geografia   aula 1 e 2 - forte militarAula de geografia   aula 1 e 2 - forte militar
Aula de geografia aula 1 e 2 - forte militar
 
Aula de geografia aula 2, 3 4
Aula de geografia aula 2, 3 4Aula de geografia aula 2, 3 4
Aula de geografia aula 2, 3 4
 
Aula de geografia aula 1 e 2 - forte militar
Aula de geografia   aula 1 e 2 - forte militarAula de geografia   aula 1 e 2 - forte militar
Aula de geografia aula 1 e 2 - forte militar
 
Ditadura militar e abertura politica
Ditadura militar e abertura politicaDitadura militar e abertura politica
Ditadura militar e abertura politica
 
Era vargas forte militar aula 9
Era vargas forte militar   aula 9Era vargas forte militar   aula 9
Era vargas forte militar aula 9
 
Forte militar aula 5 e 6
Forte militar aula 5 e 6Forte militar aula 5 e 6
Forte militar aula 5 e 6
 
Aula 2,3,4 = forte militar historia
Aula 2,3,4 = forte militar  historiaAula 2,3,4 = forte militar  historia
Aula 2,3,4 = forte militar historia
 
Forte militar
Forte militarForte militar
Forte militar
 
Era vargas
Era vargas Era vargas
Era vargas
 
Sociologia 2 º anos
Sociologia 2 º anos  Sociologia 2 º anos
Sociologia 2 º anos
 
Sociologia 1º anos
Sociologia 1º anosSociologia 1º anos
Sociologia 1º anos
 
Raça, etnia e multiculturalismo aula 2º ano sociologia
Raça, etnia e multiculturalismo   aula 2º ano sociologiaRaça, etnia e multiculturalismo   aula 2º ano sociologia
Raça, etnia e multiculturalismo aula 2º ano sociologia
 
Baixa idade media 7º anos
Baixa idade media   7º anosBaixa idade media   7º anos
Baixa idade media 7º anos
 
Resumo detalhado
Resumo detalhadoResumo detalhado
Resumo detalhado
 
Revolução industrial alceu
Revolução industrial alceuRevolução industrial alceu
Revolução industrial alceu
 
Revolução francesa alceu
Revolução francesa   alceuRevolução francesa   alceu
Revolução francesa alceu
 
Prova alceu 2014 9ºg 1ºb
Prova alceu 2014 9ºg   1ºbProva alceu 2014 9ºg   1ºb
Prova alceu 2014 9ºg 1ºb
 
Prova alceu 2014 7ºb 1ºbim
Prova alceu 2014 7ºb 1ºbimProva alceu 2014 7ºb 1ºbim
Prova alceu 2014 7ºb 1ºbim
 
Prova 9ºanos 1 bi silvana 2014
Prova 9ºanos 1 bi   silvana 2014Prova 9ºanos 1 bi   silvana 2014
Prova 9ºanos 1 bi silvana 2014
 

Último

Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 

Preconceito

  • 1. PRECONCEITO 20 de Novembro: dia da Consciência Negra
  • 2. Definição preconceito m. Conceito antecipado. Opinião, formada sem reflexão. Preocupação; superstição. (De pre... + conceito)
  • 3. Preconceito (prefixo pré- e conceito) é um "juízo" preconcebido, manifestado geralmente na forma de uma atitude "discriminatória" perante pessoas, lugares ou tradições considerados diferentes ou "estranhos". Costuma indicar desconhecimento pejorativo de alguém, ou de um grupo social, ao que lhe é diferente. As formas mais comuns de preconceito são: social, "racial" e "sexual".
  • 5. FORMAS DE PRECONCEITO Discriminação: Significa “fazer uma distinção”. Existem diversos significados para a palavra, incluindo a discriminação estatística ou a atividade de um circuito chamado discriminador. O significado mais comum, no entanto, tem a ver com a discriminação sociológica: a discriminação social, racial, religiosa, sexual, étnica ou especista.
  • 7. Racial, ou Racismo: O racismo é a tendência do pensamento, ou do modo de pensar em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras. Onde existe a convicção de que alguns indivíduos e sua relação entre características físicas hereditárias, e determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais, são superiores a outros. O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas onde a principal função é valorizar as diferenças biológicas entre os seres humanos, em que alguns acreditam ser superiores aos outros de acordo com sua matriz racial. A crença da existência de raças superiores e inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio de determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a história da humanidade.
  • 8. Etnocentrismo: É uma atitude na qual a visão ou avaliação de um grupo sempre seria baseada nos valores adotados pelo seu grupo, como referência, como padrão de valor. Trata-se de uma atitude discriminatória e preconceituosa. Basicamente, encontramos em tal posicionamento um grupo étnico sendo considerado como superior a outro. Não existem grupos superiores ou inferiores, mas grupos diferentes. Um grupo pode ter menor desenvolvimento tecnológico (como, por exemplo, os habitantes anteriores aos europeus que residiam nas Américas, na África e na Oceania) se comparado a outro, mas, possivelmente, é mais adaptado a determinado ambiente, além de não possuir diversos problemas que esse grupo “superior” possui.
  • 9. Sexismo: É a discriminação ou tratamento indigno a um determinado gênero, ou ainda a determinada dentidade sexual. Existem duas assunções diferentes sobre as quais se assenta o sexismo: Um sexo é superior ao outro. Mulher e homem são profundamente diferentes (mesmo além de diferenças biológicas), e essas diferenças devem se refletir em aspectos sociais como o direito e a linguagem. Em relação ao preconceito contra mulheres, diferencia-se do machismo por ser mais consciente e pretensamente racionalizado, ao passo que o machismo é um muitas vezes um comportamento de imitação social. Nesse caso o sexismo muitas vezes está ligado à misoginia (ódio às mulheres).
  • 10. Machismo ou chauvinismo masculino, é a crença de que os homens são superiores às mulheres. A palavra “chauvinista” foi originalmente usada para descrever alguém fanaticamente leal ao seu país, mas a partir do movimento de libertação da mulher, nos anos 60, passou a ser usada para descrever os homens que mantém a crença na inferioridade da mulher, especialmente nos países de língua inglesa. No espaço lusófono, a expressão “chauvinista masculino” (ou, simplesmente, “chauvinista”) também é utilizada, mas “machista” é muito mais comum.
  • 11. Machistas: São por vezes postos em oposição ao feminismo. No entanto, a crença oposta ao machismo é a da superioridade feminina e, embora alguns masculistas possam pensar que essa é a definição de feminismo, geralmente não se considera esta ideia correta. Alguns machistas tendem ainda a ofender-se por desigualdades de gênero favoráveis às mulheres. Femismo é um neologismo e seu significado possui uma carga ideológica muito grande. É uma expressão que hipoteticamente significaria um conjunto de idéias que considera a mulher superior ao homem, e que, portanto, deveria dominá-lo. Como um machismo às avessas. A criação e o uso da palavra “femismo” supõe-se que foi uma forma encontrada pelas feministas para denominar os preconceitos ao sexo masculino praticados por outras feministas dentro do movimento social feminista. Essas feministas que pregam o preconceito contra o sexo masculino são consideradas por outras feministas como “femista”.
  • 12. Preconceito lingüístico é uma forma de preconceito a determinadas variedades lingüísticas. Para a lingüística, os chamados erros gramaticais não existem nas línguas naturais, salvo por patologias de ordem cognitiva. Ainda segundo esses lingüistas, a noção de correto imposta pelo ensino tradicional da gramática normativa originam um preconceito contra as variedades não-padrão.
  • 13. Homofobia: É um termo criado para expressar o ódio, aversão ou a discriminação de uma pessoa contra homossexuais ou homossexualidade. Transfobia é a aversão a pessoas trans (transexuais, transgêneros, travestis) ou discriminação a estes. A transfobia manifesta-se normalmente de forma mais reconhecida socialmente contra as pessoas trans adultas, quer sob a forma de opiniões negativas, quer sobre agressões físicas ou verbais. Manifesta-se também muitas vezes de forma indirecta com a preocupação excessiva em garantir que as pessoas sigam os papéis sociais associados ao seu sexo biológico. Por exemplo, frases como “menino não usa saia” são, em sentido lato, uma forma de transfobia. A transfobia é também muitas vezes combinada com homofobia quando é feita a associação entre homens femininos e homossexualidade, partindo do princípio – equivocado – de que todos os homossexuais são necessariamente femininos e que ser homem efeminado é algo de negativo.
  • 14. Heterossexismo é um termo relativamente recente e que designa um pensamento segundo o qual todas as pessoas são heterossexuais até prova em contrário. Um indivíduo ou grupo classificado por heterossexista não reconhece a possibilidade de existência da homossexualidade (ou mesmo da bissexualidade). Tais comportamentos são ignorados ou por se acreditar que são um “desvio” de algum padrão, ou pelo receio de gerar polêmicas ao abordar determinados assuntos em relação à sexualidade. Apesar de poder ser considerada como uma forma de preconceito, se diferencia da homofobia por ter como característica o ato de ignorar manifestações sexuais geralmente minoritárias (as situações homofóbicas não só não ignoram como apresentam aversão).
  • 15. Xenofobia é o medo natural (fobia, aversão) que o ser humano normalmente tem ao que é diferente (para este indivíduo). Xenofobia é também um distúrbio psiquiátrico ao medo excessivo e descontrolado ao desconhecido ou diferente. Xenofobia é ainda usado em um sentido amplo (amplamente usado mas muito debatido) referindo-se a qualquer forma de preconceito, racial, grupal (de grupos minoritários) ou cultural. Apesar de amplamente aceito, este significado gera confusões, associando xenofobia a preconceitos, levando a crer que qualquer preconceito é uma fobia.
  • 16. Chauvinismo: Muita gente acha que chauvinismo (ou chovinismo) é sinônimo de machismo. Na verdade chauvinismo é usado pra quem tem opiniões exageradas e tendenciosas a favor de alguma ideia. Na década de 60, o movimento feminista cunhou a expressão “porco chauvinista” pra identificar os que se opunham a elas. Daí pra frente, começaram a chamar os machistas de chauvinistas.
  • 17. Preconceito social: É uma forma de preconceito a determinadas classes sociais. É uma atitude ou idéia formada antecipadamente e sem qualquer fundamento razoável; o preconceito é um juízo desfavorável em relação a vários objetos sociais, que podem ser pessoas, culturas. O preconceito social também existe quando julgamos as pessoas por atitudes e logo enfatizamos que a mesma só a teve a atitude por ser de certa classe social,ou seja se a pessoa tem uma boa condição financeira ela não vai sofrer nenhum tipo de preconceito social,seria mais fácil ela ter preconceito para com as outras pessoas.
  • 18. Estereótipo: É a imagem preconcebida de determinada pessoa, coisa ou situação. Estereótipos são fonte de inspiração de muitas piadas, algumas de conteúdo racista, como as piadas de judeu, que é retratado como ávaro, português (no Brasil), como pouco inteligente, etc. O estereótipo pode estar relacionado ao preconceito.
  • 19. Existe uma maneira de medir o preconceito de uma sociedade: Escala de Allport É um método para medir o preconceito numa sociedade. Também é conhecida por Escala de Preconceito e Discriminação de Allport ou Escala de Preconceito de Allport. Ela foi descrita pelo psicólogo Gordon Allport em seu livro The Nature of Prejudice (1954).
  • 20. A escala A Escala de Allport vai de 1 a 5. Nível 1 – Antilocução Antilocução significa um grupo majoritário fazendo piadas abertamente sobre um grupo minoritário. A fala se dá em termos de estereótipos negativos e imagens negativas. Isto também é chamado de incitamento ao ódio. É geralmente vista como inofensiva pela maioria. A antilocução por si mesma pode não ser danosa, mas estabelece o cenário para erupções mais sérias de preconceito. Por exemplo, piadas sobre portugueses (no Brasil), brasileiros (em Portugal), negros, japoneses, gays etc.
  • 21. Nível 2 – Esquiva O contato com as pessoas do grupo minoritário passa a ser ativamente evitado pelos membros do grupo majoritário. Pode não se pretender fazer mal diretamente, mas o mal é feito através do isolamento. Nível 3 – Discriminação O grupo minoritário é discriminado negando-lhe oportunidades e serviços e acrescentando preconceito à ação. Os comportamentos têm por objetivo específico prejudicar o grupo minoritário impedindo-o de atingir seus objetivos, obtendo educação ou empregos etc. O grupo majoritário está tentando ativamente prejudicar o minoritário.
  • 22. Nível 4 – Ataque Físico O grupo majoritário vandaliza as coisas do grupo minoritário, queimam propriedades e desempenham ataques violentos contra indivíduos e grupos. Danos físicos são perpetrados contra os membros do grupo minoritário. Por exemplo, linchamento de negros nos Estados Unidos da América, pogroms contra os judeus na Europa, e a aplicação de pixe e penas em mórmons nos EUA dos anos 1800.
  • 23. Nível 5 – Extermínio O grupo majoritário busca a exterminação do grupo minoritário. Eles tentam liquidar todo um grupo de pessoas (por exemplo, a população dos índios norte-americanos, a Solução Final para o Problema Judeu, a Limpeza Étnica na Bósnia etc).