SlideShare uma empresa Scribd logo
PFPP – Programa de Fomento a Participação Privada em Infraestrutura  Os Municípios e as Parcerias Público-Privadas - PPPs Mauricio Portugal Ribeiro 58° Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos  Belo Horizonte 01 de dezembro de 2010
PPP: sentido do termo Parcerias da Administração Privatização, permissão, concessão, franquia, terceirização, convênios etc. Eventualmente – sociedades de economia mista Public-Private Partnerships (EUA, GB e internacionalmente) Divestitures/asset sales, BOT, BOO, DFBOT, Concessions, O&M contracts, public enterprises, joint ventures (with public and private participation), francises etc. Parcerias Público-Privadas na Lei Brasileira Concessão patrocinada = concessão comum de serviço público + subsídio Concessão administrativa =  prestação de serviço à Administração + subsídio integral
Lógica econômica das PPP PPP e Concessão Especificação  do projeto básico e  projeto executivo + Financiamento + Obra + Manutenção + Operação Investimento em infra-estrutura pelo setor privado Amortização e remuneração pela exploração da infra-estrutura Necessidade de contratos de longo prazo O serviço é operado por quem investe na infra-estrutura: Incentivo para aumento da eficiência Fiscalização sobre o resultado
Características gerais dos contratos de PPP  Segundo a Lei Federal 11.079/04 O Contrato envolve a realização dos projetos, construção, financiamento, operação e transferência ou não dos bens ao final para o Poder Público Contratos de longo prazo - 5 a 35 anos Pagamento de contraprestação pública (eventualmente combinada com cobrança de tarifa) Pagamento público condicionado à efetiva prestação dos serviços e à performance do parceiro privado Pagamento público garantido por seguro ou garantias emitidas por fundo garantidor
Exemplos de setores para PPPs em Municípios Saúde Hospitais Rede de atenção básica a saúde (postos de saúde, UBSs, UPAs)  Centros de diálise Centros de diagnóstico Educação  Creches Escolas (jardim de infância, elementar, secundária etc.)  Saneamento Distribuição de água Coleta, afastamento e tratamento de esgoto Coleta, transporte, disposição e tratamento de resíduos sólidos PPP para melhorar e manter infraestrutura urbana (ruas, jardins etc.) Infraestrutura predial para repartições públicas Transporte urbano Terminais rodoviários Ônibus, VLT etc. Infraestrutura para cultura e desporto Preservação do patrimônio histórico e cultural
Dificuldades atuais do Municípios  para realizar PPPs Limite de 3% da RCL – Receita Corrente Líquida com despesas anuais com PPP Pena de suspensão das transferências voluntárias e das garantias da União Necessidade de mudar esse limite Via legislativa é principal opção Declaração de inconstitucionalidade A necessidade de garantias Royalties (caso de Rio das Ostras) FPM (Estado da Bahia utilizou o FPE) Créditos provenientes de renegociação de dívidas tributárias Possibilidade de pleitear garantias com a União Limite mínimo de valor de contrato de R$20 milhões O problema da capacidade técnica e do prazo para estruturação
PFPP  Fundo e cooperação técnica IFC/BNDES/BID Implica ç ões Assessoria e estruturação de projetos para poder público Setores, ambientes ou projetos inovadores Assume risco de viabilidade do projeto Capacidade: 4 projetos simultâneos Atualmente: 3 projetos em licitação; 2 novos mandatos em discussão Empréstimos a governos de países em desenvolvimento e renda médias. Oferece empréstimos aos países mais pobres do mundo.  Fornece garantias a intestidores estrangeiros contra risco não-comercial Media disputas comercials entre investidores estrangeiros e o país receptor. IFC é o braço do Grupo do Banco Mundial para fomento à iniciativa privada 49% 31% 20%
Ajudar Governos a  aumentar a qualidade e a eficiência da prestação de serviços públicos , por meio do envolvimento de participação privada em contratos de longo prazo Expandir participação privada em infra-estrutura  para setores e ambientes novos, nos quais ela possa produzir grandes melhorias de qualidade e ganhos de eficiência na prestação do serviço Desenvolver, divulgar, consolidar e seguir  melhores práticas  na estruturação de projetos, de modo a disponibilizar acervo que possa ser usado para aumentar a eficiência de outros projetos Objetivos e Resultados da Parceria IFC/BNDES/BID
O que fazemos? Engenharia Demanda Meio Ambiente Desapropriação Reassentamento Aspectos Sociais Consultores Legais Economia &  Regulação Mídia/ Informação Pública IFC/BNDES/BID
Hospital do Subúrbio – Salvador, BA Primeira PPP no setor de saúde no Brasil Hospital de emergência, com 298 leitos Área de influência: 1 milhão de habitantes, no Subúrbio Ferroviário, Salvador - Bahia  A PPP abrange equipamento, e operação de serviços clínicos e não clínicos Objetivo foi contratar operador de alta qualidade para equipar, prestar serviço clínico e não clínico A construção do Hospital já estava em andamento quando IFC/BNDES/BID foram contratados para iniciar modelagem da PPP Localização estratégica: próximo a rodovias que conectam Salvador ao interior do Estado. Leilão foi 26 de fevereiro de 2010, sagrou-se vencedor  consórcio entre o grupo Promédica e Dalkia, com contraprestação de R$103.5 milhões. O contrato tem vigência de 10 anos Prazo recorde entre a contratação da modelagem (fev 2009) e o leilão (fev 2010)
Rodovias BR 116/324 Concessão de aproximadadmente 700 Km ligando a região Nordeste à Sudeste do Brasil BR 324 é a ligação principal entre a cidade de Salvador e o resto do país. Ela também conecta Salvador à cidade de Feira de Santana a segunda maior do Estado da Bahia Incluiu dois segmentos de rodovias do Estado da Bahia (BA526 and BA528) que ligam a BR 324 ao  Porto de Aratu 25 anos de prazo de contrato Investimentos estimados R$1.4 bilhões, sendo R$ 600 milhões durante os  primeiros 5 anos Venceu a licitação, em janeiro de 2008, a Isolux, em consórcio com 2 empresas brasileiras, com tarifa 21% mais baixa que o preço-teto Os estudos para essas rodovias foram desenvolvidos pelo IFC em parceria com o BNDES e o Ministério do Planejamento. Essa parceria foi uma versão piloto da parceria atual entre IFC/BNDES/BID BR-116 BR-324
Projeto de Irrigação do Pontal – Petrolina, PE Adoção do modelo de PPP assinala mudança do foco da forma de promoção de desenvolvimento do Nordeste por meio de irrigação(mais na produção agrícola e menos na construção de canais) Exigência de integração  torna necessária a combinação da tecnologia e expertise de mercado das empresas agrícolas, com os  agricultores locais O clima característico da região, bem como a alta qualidade da água disponível, favorecem a produção agrícola Primeiro Projeto de irrigação desenvolvido sob um modelo de PPP Envolve 7.717 hectares para culturas irrigadas no Vale do São Francisco, Petrolina, Pernambuco Estima-se que gerará 20.000 empregos diretos e indiretos Investimento estimado em infra-estrutura é de R$87 milhões, tendo o Governo já feito R$235 milhões Investimento on farm pode chegar a mais que R$500 milhões
Concessão do Sistema da Rodovia BA 093 Conjunto de segmentos rodoviárias (126 km) situados na região metropolitana de Salvador, que ligam os principais centros industriais e hubs logísticos da Cidade de Salvador e cidades circunvizinhas 50% do PIB do Estado da Bahia, e 70% da receita tributária industrial estão na área de influencia deste sistema rodoviário Investimento estimado em R$ 868 milhões, e mais R$800 milhões de custos operacionais, ao longo de 25 anos Primeira concessão de rede de rodovias em região metropolitana Primeira concessão de rodovias a seguir os Princípios do Equador no desenvolvimento dos estudos e no contrato Leilão mais competitivo desde os 7 lotes de concessão federal de 2007, e isso em um projeto pequeno e isolado (não estava inserido em uma rodada de concessões) Leilão realizado em 3/5/2010, participaram 9 empresas ou consórcios Desconto de 30,77%, maior que os descontos da segunda rodada de concessões do Estado de São Paulo, com exceção do Trecho Oeste do Rodoanel e da Ayrton Sena/Carvalho Pinto
Requalificação da Rede de Atenção Básica de Belo Horizonte, MG Escopo: reformulação da infraestrutura e da prestação de serviços não clínicos da rede de atenção básica de BH Ao todo, são 147 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), das quais estima-se que 80 devam ser reconstruídas O município pretende transferir ao setor privado investimentos, manutenção e operação de serviços não clínicos (a definir):  segurança, manutenção predial, lavanderia, fornecimento e logística de materiais e medicamentos, esterilização, etc. Objetivos: Direcionar os esforços da Secretaria de Saúde para a atenção à saúde e gestão do risco sanitário Reduzir esforços de monitoramento, mas aumentando, ao mesmo tempo, a governança do poder público sobre os contratos de apoio aos serviço de atenção à saúde Oferecer melhores condições de trabalho à equipe de saúde da Prefeitura Garantir adequação da rede, de forma homogênea, à demanda e qualidade almejada para atenção à saúde Atingir ganhos de escala, eficiência e qualidade na transferência ao setor privado   de serviços não clínicos Agilizar programa de renovação das instalações da Rede de UBSs de BH Garantir alinhamento de interesses e alocação adequada de riscos Início do projeto:  agosto de 2010 Status  do projeto : cadastramento de todas as UBSs para avaliação de suas condições físicas e definição das necessidades individuais de investimento
Mais de 100 transações estruturadas nos seguintes setores/países... Energia Brasil Egito Gabão Marrocos Filipinas Romênia Arábia Saudita Albânia Bangladesh Brasil Camarões Gabão Libéria Panamá Peru Filipinas Trindade & Tobago Vietnã Água e saneamento Brasil Camarão Quênia Nigéria Samoa Servia Tanzânia Tonga Uganda Quênia Mauritânia Uganda Aviação, rodovias e ferrovias Brasil Jordan Madagascar Arábia Saudita Saúde e  educação Botsuana Lesoto Romênia Portos e aeroportos Telecom
Informações de Contato Mauricio Portugal Ribeiro Tel: 55 21 2525 5859  E-mail: mribeiro@ifc.org Andrea Azeredo Tel: 55 21 2525 5859  E-mail: aazeredo@ifc.org Tomas Anker Tel: 55 21 2525-5859 Email: tanker@ifc.org

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Página 09
Página 09Página 09
Página 09
Rogerio Catanese
 
Apresentação Recôncavo Baiano
Apresentação Recôncavo BaianoApresentação Recôncavo Baiano
Apresentação Recôncavo Baiano
Jose_Sergio_Gabrielli
 
304.00009.2009
304.00009.2009304.00009.2009
304.00009.2009
Professora Josete
 
Bahia - Políticas Públicas - Reconcavo
Bahia -  Políticas Públicas - ReconcavoBahia -  Políticas Públicas - Reconcavo
Bahia - Políticas Públicas - Reconcavo
Romeu Temporal
 
Projeto implantação do cac
Projeto   implantação do cacProjeto   implantação do cac
Projeto implantação do cac
Ana Lucia Gouveia
 
Seminário Saneamento | Apresentação AESBE
Seminário Saneamento | Apresentação AESBESeminário Saneamento | Apresentação AESBE
Seminário Saneamento | Apresentação AESBE
Confederação Nacional da Indústria
 
Apresentação PAC 2
Apresentação PAC 2 Apresentação PAC 2
Apresentação PAC 2
Emanuel Pinheiro
 
O Ministério da Saúde anunciou ontem a liberação de mais de R$ 2 milhões ao ...
O Ministério da Saúde  anunciou ontem a liberação de mais de R$ 2 milhões ao ...O Ministério da Saúde  anunciou ontem a liberação de mais de R$ 2 milhões ao ...
O Ministério da Saúde anunciou ontem a liberação de mais de R$ 2 milhões ao ...
Ministério da Saúde
 
Votos CNM venda futura café 2011
Votos CNM venda futura café 2011Votos CNM venda futura café 2011
Votos CNM venda futura café 2011
nataliafernandes
 
Emendas LDO 2011 Vereador Delfino
Emendas LDO 2011 Vereador DelfinoEmendas LDO 2011 Vereador Delfino
Emendas LDO 2011 Vereador Delfino
Vereador Delfino Rodrigues
 
NOvidades Legislativas Nº 56 | 27/08/2013
NOvidades Legislativas Nº 56 | 27/08/2013NOvidades Legislativas Nº 56 | 27/08/2013
NOvidades Legislativas Nº 56 | 27/08/2013
Confederação Nacional da Indústria
 
Folder 2012 internet
Folder 2012 internetFolder 2012 internet
Folder 2012 internet
consorcioparanasaude
 
Pg 5
Pg 5Pg 5
Boletim informativo de Jundiaí - Outubro de 2009
Boletim informativo de Jundiaí - Outubro de 2009Boletim informativo de Jundiaí - Outubro de 2009
Boletim informativo de Jundiaí - Outubro de 2009
Governo do Estado de São Paulo
 
Reducao de perdas_em_saa74
Reducao de perdas_em_saa74Reducao de perdas_em_saa74
Reducao de perdas_em_saa74
Marcelo Portugal
 
Artigo - Descentralização Participativa por meio dos Subcomites do CBH Rio da...
Artigo - Descentralização Participativa por meio dos Subcomites do CBH Rio da...Artigo - Descentralização Participativa por meio dos Subcomites do CBH Rio da...
Artigo - Descentralização Participativa por meio dos Subcomites do CBH Rio da...
CBH Rio das Velhas
 

Mais procurados (16)

Página 09
Página 09Página 09
Página 09
 
Apresentação Recôncavo Baiano
Apresentação Recôncavo BaianoApresentação Recôncavo Baiano
Apresentação Recôncavo Baiano
 
304.00009.2009
304.00009.2009304.00009.2009
304.00009.2009
 
Bahia - Políticas Públicas - Reconcavo
Bahia -  Políticas Públicas - ReconcavoBahia -  Políticas Públicas - Reconcavo
Bahia - Políticas Públicas - Reconcavo
 
Projeto implantação do cac
Projeto   implantação do cacProjeto   implantação do cac
Projeto implantação do cac
 
Seminário Saneamento | Apresentação AESBE
Seminário Saneamento | Apresentação AESBESeminário Saneamento | Apresentação AESBE
Seminário Saneamento | Apresentação AESBE
 
Apresentação PAC 2
Apresentação PAC 2 Apresentação PAC 2
Apresentação PAC 2
 
O Ministério da Saúde anunciou ontem a liberação de mais de R$ 2 milhões ao ...
O Ministério da Saúde  anunciou ontem a liberação de mais de R$ 2 milhões ao ...O Ministério da Saúde  anunciou ontem a liberação de mais de R$ 2 milhões ao ...
O Ministério da Saúde anunciou ontem a liberação de mais de R$ 2 milhões ao ...
 
Votos CNM venda futura café 2011
Votos CNM venda futura café 2011Votos CNM venda futura café 2011
Votos CNM venda futura café 2011
 
Emendas LDO 2011 Vereador Delfino
Emendas LDO 2011 Vereador DelfinoEmendas LDO 2011 Vereador Delfino
Emendas LDO 2011 Vereador Delfino
 
NOvidades Legislativas Nº 56 | 27/08/2013
NOvidades Legislativas Nº 56 | 27/08/2013NOvidades Legislativas Nº 56 | 27/08/2013
NOvidades Legislativas Nº 56 | 27/08/2013
 
Folder 2012 internet
Folder 2012 internetFolder 2012 internet
Folder 2012 internet
 
Pg 5
Pg 5Pg 5
Pg 5
 
Boletim informativo de Jundiaí - Outubro de 2009
Boletim informativo de Jundiaí - Outubro de 2009Boletim informativo de Jundiaí - Outubro de 2009
Boletim informativo de Jundiaí - Outubro de 2009
 
Reducao de perdas_em_saa74
Reducao de perdas_em_saa74Reducao de perdas_em_saa74
Reducao de perdas_em_saa74
 
Artigo - Descentralização Participativa por meio dos Subcomites do CBH Rio da...
Artigo - Descentralização Participativa por meio dos Subcomites do CBH Rio da...Artigo - Descentralização Participativa por meio dos Subcomites do CBH Rio da...
Artigo - Descentralização Participativa por meio dos Subcomites do CBH Rio da...
 

Destaque

Desafios da teoria sobre o equilíbrio econômico-financeiro de contratos admin...
Desafios da teoria sobre o equilíbrio econômico-financeiro de contratos admin...Desafios da teoria sobre o equilíbrio econômico-financeiro de contratos admin...
Desafios da teoria sobre o equilíbrio econômico-financeiro de contratos admin...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Melhores praticas de editais e contratos para alunos fgv
Melhores praticas de editais e contratos para alunos fgvMelhores praticas de editais e contratos para alunos fgv
Melhores praticas de editais e contratos para alunos fgv
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Brazil Private Participation Program in Infrastructure
Brazil Private Participation Program in InfrastructureBrazil Private Participation Program in Infrastructure
Brazil Private Participation Program in Infrastructure
Mauricio Portugal Ribeiro
 
10 Erros Mais Comuns em Concessoes e PPP
10 Erros Mais Comuns em Concessoes e PPP10 Erros Mais Comuns em Concessoes e PPP
10 Erros Mais Comuns em Concessoes e PPP
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Parceria ifc bndes-bid e melhores praticas para infrastructure brazil summit ...
Parceria ifc bndes-bid e melhores praticas para infrastructure brazil summit ...Parceria ifc bndes-bid e melhores praticas para infrastructure brazil summit ...
Parceria ifc bndes-bid e melhores praticas para infrastructure brazil summit ...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Aula sobre Direito da Regulacao no Curso de Atualizacao da PGE - Bahia
Aula sobre Direito da Regulacao no Curso de Atualizacao da PGE - BahiaAula sobre Direito da Regulacao no Curso de Atualizacao da PGE - Bahia
Aula sobre Direito da Regulacao no Curso de Atualizacao da PGE - Bahia
Mauricio Portugal Ribeiro
 
MP 575/12 e seu impacto sobre as PPPs
MP 575/12 e seu impacto sobre as PPPsMP 575/12 e seu impacto sobre as PPPs
MP 575/12 e seu impacto sobre as PPPs
Mauricio Portugal Ribeiro
 
PPP de Mobilidade Urbana, MP 575 e Portaria do Ministerio das Cidades sobre r...
PPP de Mobilidade Urbana, MP 575 e Portaria do Ministerio das Cidades sobre r...PPP de Mobilidade Urbana, MP 575 e Portaria do Ministerio das Cidades sobre r...
PPP de Mobilidade Urbana, MP 575 e Portaria do Ministerio das Cidades sobre r...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Nova visao juridica do equilibrio economico-financeiro de contratos de conces...
Nova visao juridica do equilibrio economico-financeiro de contratos de conces...Nova visao juridica do equilibrio economico-financeiro de contratos de conces...
Nova visao juridica do equilibrio economico-financeiro de contratos de conces...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
As PPPs, as concessões e os subsídios públicos: entraves e solucoes
As PPPs, as concessões e os subsídios públicos: entraves e solucoesAs PPPs, as concessões e os subsídios públicos: entraves e solucoes
As PPPs, as concessões e os subsídios públicos: entraves e solucoes
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Mp 575 para estado de minas - rev
Mp 575   para estado de minas - revMp 575   para estado de minas - rev
Mp 575 para estado de minas - rev
Mauricio Portugal Ribeiro
 
PPP e Concessão de Mobilidade Urbana, Lei 12766 e Portaria de Repasse do Mini...
PPP e Concessão de Mobilidade Urbana, Lei 12766 e Portaria de Repasse do Mini...PPP e Concessão de Mobilidade Urbana, Lei 12766 e Portaria de Repasse do Mini...
PPP e Concessão de Mobilidade Urbana, Lei 12766 e Portaria de Repasse do Mini...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
101207 mmpr melhores praticas de editais e contratos para ucam revisada
101207 mmpr melhores praticas de editais e contratos para ucam   revisada101207 mmpr melhores praticas de editais e contratos para ucam   revisada
101207 mmpr melhores praticas de editais e contratos para ucam revisada
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Parceria IFC - BNDES - BID e melhores praticas para estruturação de editais e...
Parceria IFC - BNDES - BID e melhores praticas para estruturação de editais e...Parceria IFC - BNDES - BID e melhores praticas para estruturação de editais e...
Parceria IFC - BNDES - BID e melhores praticas para estruturação de editais e...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
IFC contributions to road concessions best practices in brazil
IFC contributions to road concessions best practices in brazilIFC contributions to road concessions best practices in brazil
IFC contributions to road concessions best practices in brazil
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Concessões e PPPs - estrutura econômico-jurídica, vantagens e dificuldades de...
Concessões e PPPs - estrutura econômico-jurídica, vantagens e dificuldades de...Concessões e PPPs - estrutura econômico-jurídica, vantagens e dificuldades de...
Concessões e PPPs - estrutura econômico-jurídica, vantagens e dificuldades de...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Concessões e PPPs - estrutura econômica, vantagens e dificuldades de implantar
Concessões e PPPs - estrutura econômica, vantagens e dificuldades de implantarConcessões e PPPs - estrutura econômica, vantagens e dificuldades de implantar
Concessões e PPPs - estrutura econômica, vantagens e dificuldades de implantar
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Estruturacao contratos de participacao privada em infraestrutura - para o Gov...
Estruturacao contratos de participacao privada em infraestrutura - para o Gov...Estruturacao contratos de participacao privada em infraestrutura - para o Gov...
Estruturacao contratos de participacao privada em infraestrutura - para o Gov...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Estruturacao de licitacoes para contratacao de Participacao Privada em Infrae...
Estruturacao de licitacoes para contratacao de Participacao Privada em Infrae...Estruturacao de licitacoes para contratacao de Participacao Privada em Infrae...
Estruturacao de licitacoes para contratacao de Participacao Privada em Infrae...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
RDC - Regime Diferenciado de Contratacao e os setores de infraestrutura
RDC - Regime Diferenciado de Contratacao e os setores de infraestruturaRDC - Regime Diferenciado de Contratacao e os setores de infraestrutura
RDC - Regime Diferenciado de Contratacao e os setores de infraestrutura
Mauricio Portugal Ribeiro
 

Destaque (20)

Desafios da teoria sobre o equilíbrio econômico-financeiro de contratos admin...
Desafios da teoria sobre o equilíbrio econômico-financeiro de contratos admin...Desafios da teoria sobre o equilíbrio econômico-financeiro de contratos admin...
Desafios da teoria sobre o equilíbrio econômico-financeiro de contratos admin...
 
Melhores praticas de editais e contratos para alunos fgv
Melhores praticas de editais e contratos para alunos fgvMelhores praticas de editais e contratos para alunos fgv
Melhores praticas de editais e contratos para alunos fgv
 
Brazil Private Participation Program in Infrastructure
Brazil Private Participation Program in InfrastructureBrazil Private Participation Program in Infrastructure
Brazil Private Participation Program in Infrastructure
 
10 Erros Mais Comuns em Concessoes e PPP
10 Erros Mais Comuns em Concessoes e PPP10 Erros Mais Comuns em Concessoes e PPP
10 Erros Mais Comuns em Concessoes e PPP
 
Parceria ifc bndes-bid e melhores praticas para infrastructure brazil summit ...
Parceria ifc bndes-bid e melhores praticas para infrastructure brazil summit ...Parceria ifc bndes-bid e melhores praticas para infrastructure brazil summit ...
Parceria ifc bndes-bid e melhores praticas para infrastructure brazil summit ...
 
Aula sobre Direito da Regulacao no Curso de Atualizacao da PGE - Bahia
Aula sobre Direito da Regulacao no Curso de Atualizacao da PGE - BahiaAula sobre Direito da Regulacao no Curso de Atualizacao da PGE - Bahia
Aula sobre Direito da Regulacao no Curso de Atualizacao da PGE - Bahia
 
MP 575/12 e seu impacto sobre as PPPs
MP 575/12 e seu impacto sobre as PPPsMP 575/12 e seu impacto sobre as PPPs
MP 575/12 e seu impacto sobre as PPPs
 
PPP de Mobilidade Urbana, MP 575 e Portaria do Ministerio das Cidades sobre r...
PPP de Mobilidade Urbana, MP 575 e Portaria do Ministerio das Cidades sobre r...PPP de Mobilidade Urbana, MP 575 e Portaria do Ministerio das Cidades sobre r...
PPP de Mobilidade Urbana, MP 575 e Portaria do Ministerio das Cidades sobre r...
 
Nova visao juridica do equilibrio economico-financeiro de contratos de conces...
Nova visao juridica do equilibrio economico-financeiro de contratos de conces...Nova visao juridica do equilibrio economico-financeiro de contratos de conces...
Nova visao juridica do equilibrio economico-financeiro de contratos de conces...
 
As PPPs, as concessões e os subsídios públicos: entraves e solucoes
As PPPs, as concessões e os subsídios públicos: entraves e solucoesAs PPPs, as concessões e os subsídios públicos: entraves e solucoes
As PPPs, as concessões e os subsídios públicos: entraves e solucoes
 
Mp 575 para estado de minas - rev
Mp 575   para estado de minas - revMp 575   para estado de minas - rev
Mp 575 para estado de minas - rev
 
PPP e Concessão de Mobilidade Urbana, Lei 12766 e Portaria de Repasse do Mini...
PPP e Concessão de Mobilidade Urbana, Lei 12766 e Portaria de Repasse do Mini...PPP e Concessão de Mobilidade Urbana, Lei 12766 e Portaria de Repasse do Mini...
PPP e Concessão de Mobilidade Urbana, Lei 12766 e Portaria de Repasse do Mini...
 
101207 mmpr melhores praticas de editais e contratos para ucam revisada
101207 mmpr melhores praticas de editais e contratos para ucam   revisada101207 mmpr melhores praticas de editais e contratos para ucam   revisada
101207 mmpr melhores praticas de editais e contratos para ucam revisada
 
Parceria IFC - BNDES - BID e melhores praticas para estruturação de editais e...
Parceria IFC - BNDES - BID e melhores praticas para estruturação de editais e...Parceria IFC - BNDES - BID e melhores praticas para estruturação de editais e...
Parceria IFC - BNDES - BID e melhores praticas para estruturação de editais e...
 
IFC contributions to road concessions best practices in brazil
IFC contributions to road concessions best practices in brazilIFC contributions to road concessions best practices in brazil
IFC contributions to road concessions best practices in brazil
 
Concessões e PPPs - estrutura econômico-jurídica, vantagens e dificuldades de...
Concessões e PPPs - estrutura econômico-jurídica, vantagens e dificuldades de...Concessões e PPPs - estrutura econômico-jurídica, vantagens e dificuldades de...
Concessões e PPPs - estrutura econômico-jurídica, vantagens e dificuldades de...
 
Concessões e PPPs - estrutura econômica, vantagens e dificuldades de implantar
Concessões e PPPs - estrutura econômica, vantagens e dificuldades de implantarConcessões e PPPs - estrutura econômica, vantagens e dificuldades de implantar
Concessões e PPPs - estrutura econômica, vantagens e dificuldades de implantar
 
Estruturacao contratos de participacao privada em infraestrutura - para o Gov...
Estruturacao contratos de participacao privada em infraestrutura - para o Gov...Estruturacao contratos de participacao privada em infraestrutura - para o Gov...
Estruturacao contratos de participacao privada em infraestrutura - para o Gov...
 
Estruturacao de licitacoes para contratacao de Participacao Privada em Infrae...
Estruturacao de licitacoes para contratacao de Participacao Privada em Infrae...Estruturacao de licitacoes para contratacao de Participacao Privada em Infrae...
Estruturacao de licitacoes para contratacao de Participacao Privada em Infrae...
 
RDC - Regime Diferenciado de Contratacao e os setores de infraestrutura
RDC - Regime Diferenciado de Contratacao e os setores de infraestruturaRDC - Regime Diferenciado de Contratacao e os setores de infraestrutura
RDC - Regime Diferenciado de Contratacao e os setores de infraestrutura
 

Semelhante a Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-12-2010

PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Aspectos seletos sobre as PPP para o Ministério Publico do Estado da Bahia
Aspectos seletos sobre as PPP para o Ministério Publico do Estado da BahiaAspectos seletos sobre as PPP para o Ministério Publico do Estado da Bahia
Aspectos seletos sobre as PPP para o Ministério Publico do Estado da Bahia
Mauricio Portugal Ribeiro
 
14 00 24.09.09 Luiz Claudio Grand1
14 00   24.09.09   Luiz Claudio   Grand114 00   24.09.09   Luiz Claudio   Grand1
14 00 24.09.09 Luiz Claudio Grand1
Daniel Florence
 
Ludimila Aucar Filipe
Ludimila Aucar FilipeLudimila Aucar Filipe
Ludimila Aucar Filipe
ProjetoBr
 
Pp ps e saneamento básico brasil
Pp ps e saneamento básico brasilPp ps e saneamento básico brasil
Palestra congresso brasil norte 17082017
Palestra congresso brasil norte 17082017Palestra congresso brasil norte 17082017
Palestra congresso brasil norte 17082017
Álvaro Menezes
 
Yves Besse
Yves BesseYves Besse
Yves Besse
ProjetoBr
 
081008 Mmpr Lei De Ppp Para Ministerio Do Planejamento
081008 Mmpr Lei De Ppp Para Ministerio Do Planejamento081008 Mmpr Lei De Ppp Para Ministerio Do Planejamento
081008 Mmpr Lei De Ppp Para Ministerio Do Planejamento
Mauricio Portugal Ribeiro
 
SABESP_Ebook_v9.pdf
SABESP_Ebook_v9.pdfSABESP_Ebook_v9.pdf
SABESP_Ebook_v9.pdf
DIana776890
 
FGV / IBRE - O PAC e as Políticas Públicas de Incentivo ao Desenvolvimento do...
FGV / IBRE - O PAC e as Políticas Públicas de Incentivo ao Desenvolvimento do...FGV / IBRE - O PAC e as Políticas Públicas de Incentivo ao Desenvolvimento do...
FGV / IBRE - O PAC e as Políticas Públicas de Incentivo ao Desenvolvimento do...
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Balanço curto, prazo longo: o curtoprazismo do sistema bancário
Balanço curto, prazo longo: o curtoprazismo do sistema bancárioBalanço curto, prazo longo: o curtoprazismo do sistema bancário
Balanço curto, prazo longo: o curtoprazismo do sistema bancário
Luiz de Queiroz
 
Rubens Sardenberg, economista chefe da febraban
Rubens Sardenberg, economista chefe da febrabanRubens Sardenberg, economista chefe da febraban
Rubens Sardenberg, economista chefe da febraban
Jornal GGN
 
Rogerio de Faria Princhak
Rogerio de Faria PrinchakRogerio de Faria Princhak
Rogerio de Faria Princhak
APF6
 
PPP em Saneamento - Esxperiências Recentes da Caixa, por Rogério Tavares, CAIXA
PPP em Saneamento - Esxperiências Recentes da Caixa, por Rogério Tavares, CAIXAPPP em Saneamento - Esxperiências Recentes da Caixa, por Rogério Tavares, CAIXA
PPP em Saneamento - Esxperiências Recentes da Caixa, por Rogério Tavares, CAIXA
Instituto Besc
 
Desafios para Desenvolver o Mercado de PPP no Setor de Saúde no Brasil
Desafios para Desenvolver o Mercado de PPP no Setor de Saúde no BrasilDesafios para Desenvolver o Mercado de PPP no Setor de Saúde no Brasil
Desafios para Desenvolver o Mercado de PPP no Setor de Saúde no Brasil
Mauricio Portugal Ribeiro
 
A ppp como alternativa para a universalização do saneamento básico no brasil
A ppp como alternativa para a universalização do saneamento básico no brasilA ppp como alternativa para a universalização do saneamento básico no brasil
A ppp como alternativa para a universalização do saneamento básico no brasil
guest6f3978
 
Concorrência e Regulação no Setor de Saneamento
Concorrência e Regulação no Setor de SaneamentoConcorrência e Regulação no Setor de Saneamento
Concorrência e Regulação no Setor de Saneamento
Sabesp
 
Expectativas do Setor Privado, por Yves Besse, ABCON
Expectativas do Setor Privado, por Yves Besse, ABCONExpectativas do Setor Privado, por Yves Besse, ABCON
Expectativas do Setor Privado, por Yves Besse, ABCON
Instituto Besc
 
Private Participation In Brasil, Past And Future What Is Holding Ppp Back Fv
Private Participation In Brasil, Past And Future   What Is Holding Ppp Back  FvPrivate Participation In Brasil, Past And Future   What Is Holding Ppp Back  Fv
Private Participation In Brasil, Past And Future What Is Holding Ppp Back Fv
Mauricio Portugal Ribeiro
 
PPP em Saúde - A experiência Pioneira da Bahia
PPP em Saúde - A experiência Pioneira da BahiaPPP em Saúde - A experiência Pioneira da Bahia
PPP em Saúde - A experiência Pioneira da Bahia
Department of Health Government of Bahia
 

Semelhante a Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-12-2010 (20)

PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
PFPP - Programa de Fomento a Participacao Privada - Parceria IFC- BNDES - BID...
 
Aspectos seletos sobre as PPP para o Ministério Publico do Estado da Bahia
Aspectos seletos sobre as PPP para o Ministério Publico do Estado da BahiaAspectos seletos sobre as PPP para o Ministério Publico do Estado da Bahia
Aspectos seletos sobre as PPP para o Ministério Publico do Estado da Bahia
 
14 00 24.09.09 Luiz Claudio Grand1
14 00   24.09.09   Luiz Claudio   Grand114 00   24.09.09   Luiz Claudio   Grand1
14 00 24.09.09 Luiz Claudio Grand1
 
Ludimila Aucar Filipe
Ludimila Aucar FilipeLudimila Aucar Filipe
Ludimila Aucar Filipe
 
Pp ps e saneamento básico brasil
Pp ps e saneamento básico brasilPp ps e saneamento básico brasil
Pp ps e saneamento básico brasil
 
Palestra congresso brasil norte 17082017
Palestra congresso brasil norte 17082017Palestra congresso brasil norte 17082017
Palestra congresso brasil norte 17082017
 
Yves Besse
Yves BesseYves Besse
Yves Besse
 
081008 Mmpr Lei De Ppp Para Ministerio Do Planejamento
081008 Mmpr Lei De Ppp Para Ministerio Do Planejamento081008 Mmpr Lei De Ppp Para Ministerio Do Planejamento
081008 Mmpr Lei De Ppp Para Ministerio Do Planejamento
 
SABESP_Ebook_v9.pdf
SABESP_Ebook_v9.pdfSABESP_Ebook_v9.pdf
SABESP_Ebook_v9.pdf
 
FGV / IBRE - O PAC e as Políticas Públicas de Incentivo ao Desenvolvimento do...
FGV / IBRE - O PAC e as Políticas Públicas de Incentivo ao Desenvolvimento do...FGV / IBRE - O PAC e as Políticas Públicas de Incentivo ao Desenvolvimento do...
FGV / IBRE - O PAC e as Políticas Públicas de Incentivo ao Desenvolvimento do...
 
Balanço curto, prazo longo: o curtoprazismo do sistema bancário
Balanço curto, prazo longo: o curtoprazismo do sistema bancárioBalanço curto, prazo longo: o curtoprazismo do sistema bancário
Balanço curto, prazo longo: o curtoprazismo do sistema bancário
 
Rubens Sardenberg, economista chefe da febraban
Rubens Sardenberg, economista chefe da febrabanRubens Sardenberg, economista chefe da febraban
Rubens Sardenberg, economista chefe da febraban
 
Rogerio de Faria Princhak
Rogerio de Faria PrinchakRogerio de Faria Princhak
Rogerio de Faria Princhak
 
PPP em Saneamento - Esxperiências Recentes da Caixa, por Rogério Tavares, CAIXA
PPP em Saneamento - Esxperiências Recentes da Caixa, por Rogério Tavares, CAIXAPPP em Saneamento - Esxperiências Recentes da Caixa, por Rogério Tavares, CAIXA
PPP em Saneamento - Esxperiências Recentes da Caixa, por Rogério Tavares, CAIXA
 
Desafios para Desenvolver o Mercado de PPP no Setor de Saúde no Brasil
Desafios para Desenvolver o Mercado de PPP no Setor de Saúde no BrasilDesafios para Desenvolver o Mercado de PPP no Setor de Saúde no Brasil
Desafios para Desenvolver o Mercado de PPP no Setor de Saúde no Brasil
 
A ppp como alternativa para a universalização do saneamento básico no brasil
A ppp como alternativa para a universalização do saneamento básico no brasilA ppp como alternativa para a universalização do saneamento básico no brasil
A ppp como alternativa para a universalização do saneamento básico no brasil
 
Concorrência e Regulação no Setor de Saneamento
Concorrência e Regulação no Setor de SaneamentoConcorrência e Regulação no Setor de Saneamento
Concorrência e Regulação no Setor de Saneamento
 
Expectativas do Setor Privado, por Yves Besse, ABCON
Expectativas do Setor Privado, por Yves Besse, ABCONExpectativas do Setor Privado, por Yves Besse, ABCON
Expectativas do Setor Privado, por Yves Besse, ABCON
 
Private Participation In Brasil, Past And Future What Is Holding Ppp Back Fv
Private Participation In Brasil, Past And Future   What Is Holding Ppp Back  FvPrivate Participation In Brasil, Past And Future   What Is Holding Ppp Back  Fv
Private Participation In Brasil, Past And Future What Is Holding Ppp Back Fv
 
PPP em Saúde - A experiência Pioneira da Bahia
PPP em Saúde - A experiência Pioneira da BahiaPPP em Saúde - A experiência Pioneira da Bahia
PPP em Saúde - A experiência Pioneira da Bahia
 

Mais de Mauricio Portugal Ribeiro

12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsPrograma do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Mauricio Portugal Ribeiro
 
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPPPPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
Mauricio Portugal Ribeiro
 
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansãoAumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPPReequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscosEquilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Mauricio Portugal Ribeiro
 
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
Mauricio Portugal Ribeiro
 
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsPrograma do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Mauricio Portugal Ribeiro
 
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
Mauricio Portugal Ribeiro
 

Mais de Mauricio Portugal Ribeiro (20)

12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
12 erros mais comuns de modelagem em concessões e PPPs e a recente decisão do...
 
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
A Medida Provisória n⁰ 752/16 e os setores rodoviário e aeroportuário - Seu c...
 
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
Texto de projeto de lei sobre participação público-privada aprovado pelo Sena...
 
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
Comentários às Diretrizes Recentemente Publicadas do Novo Programa de Investi...
 
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
Medida Provisória 727 sobre PPI: o Governo Temer renunciou a usar investiment...
 
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsPrograma do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
 
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
Aleatoriedade em processos de reequilíbrio de contratos: o uso de estimativas...
 
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
A necessidade de aperfeiçoamento da distribuição de riscos a ser prevista nos...
 
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
Comentários ao Estudo sobre Estruturação de Concessões e PPPs elaborado pelo ...
 
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
Curso Melhores Práticas em Concessões e PPPs - maio de 2016
 
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
10 Anos da lei de PPP & 20 Anos da Lei de Concessões
 
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
Seguro-garantia de cumprimento de contrato com cobertura integral como único ...
 
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPPPPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
PPP Mais e o regime dos contratos de concessão e PPP
 
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
SEMINÁRIO SOBRE MITIGAÇÃO DE RISCOS EM CONCESSÕES DE INFRAESTRUTURA
 
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansãoAumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
Aumento de eficiência operacional de infraestrutura versus a sua expansão
 
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPPReequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
Reequilíbrios incompletos de contratos de concessão e PPP
 
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscosEquilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
Equilíbrio econômico-financeiro e distribuição de riscos
 
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
O atraso em reequilibrar concessões e PPPs pode ser enquadrado como improbida...
 
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPsPrograma do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
Programa do curso equilíbrio econômico-financeiro de concessoes e PPPs
 
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
COMO LIDAR COM O RISCO DE FINANCIAMENTO DE CONCESSÕES E PPPS EM PERÍODOS DE N...
 

Último

Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 

Último (20)

Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 

Pp ps e parceria ifc bndes-bid reuniao da frente nacional de prefeitos - 01-12-2010

  • 1. PFPP – Programa de Fomento a Participação Privada em Infraestrutura Os Municípios e as Parcerias Público-Privadas - PPPs Mauricio Portugal Ribeiro 58° Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos Belo Horizonte 01 de dezembro de 2010
  • 2. PPP: sentido do termo Parcerias da Administração Privatização, permissão, concessão, franquia, terceirização, convênios etc. Eventualmente – sociedades de economia mista Public-Private Partnerships (EUA, GB e internacionalmente) Divestitures/asset sales, BOT, BOO, DFBOT, Concessions, O&M contracts, public enterprises, joint ventures (with public and private participation), francises etc. Parcerias Público-Privadas na Lei Brasileira Concessão patrocinada = concessão comum de serviço público + subsídio Concessão administrativa = prestação de serviço à Administração + subsídio integral
  • 3. Lógica econômica das PPP PPP e Concessão Especificação do projeto básico e projeto executivo + Financiamento + Obra + Manutenção + Operação Investimento em infra-estrutura pelo setor privado Amortização e remuneração pela exploração da infra-estrutura Necessidade de contratos de longo prazo O serviço é operado por quem investe na infra-estrutura: Incentivo para aumento da eficiência Fiscalização sobre o resultado
  • 4. Características gerais dos contratos de PPP Segundo a Lei Federal 11.079/04 O Contrato envolve a realização dos projetos, construção, financiamento, operação e transferência ou não dos bens ao final para o Poder Público Contratos de longo prazo - 5 a 35 anos Pagamento de contraprestação pública (eventualmente combinada com cobrança de tarifa) Pagamento público condicionado à efetiva prestação dos serviços e à performance do parceiro privado Pagamento público garantido por seguro ou garantias emitidas por fundo garantidor
  • 5. Exemplos de setores para PPPs em Municípios Saúde Hospitais Rede de atenção básica a saúde (postos de saúde, UBSs, UPAs) Centros de diálise Centros de diagnóstico Educação Creches Escolas (jardim de infância, elementar, secundária etc.) Saneamento Distribuição de água Coleta, afastamento e tratamento de esgoto Coleta, transporte, disposição e tratamento de resíduos sólidos PPP para melhorar e manter infraestrutura urbana (ruas, jardins etc.) Infraestrutura predial para repartições públicas Transporte urbano Terminais rodoviários Ônibus, VLT etc. Infraestrutura para cultura e desporto Preservação do patrimônio histórico e cultural
  • 6. Dificuldades atuais do Municípios para realizar PPPs Limite de 3% da RCL – Receita Corrente Líquida com despesas anuais com PPP Pena de suspensão das transferências voluntárias e das garantias da União Necessidade de mudar esse limite Via legislativa é principal opção Declaração de inconstitucionalidade A necessidade de garantias Royalties (caso de Rio das Ostras) FPM (Estado da Bahia utilizou o FPE) Créditos provenientes de renegociação de dívidas tributárias Possibilidade de pleitear garantias com a União Limite mínimo de valor de contrato de R$20 milhões O problema da capacidade técnica e do prazo para estruturação
  • 7. PFPP Fundo e cooperação técnica IFC/BNDES/BID Implica ç ões Assessoria e estruturação de projetos para poder público Setores, ambientes ou projetos inovadores Assume risco de viabilidade do projeto Capacidade: 4 projetos simultâneos Atualmente: 3 projetos em licitação; 2 novos mandatos em discussão Empréstimos a governos de países em desenvolvimento e renda médias. Oferece empréstimos aos países mais pobres do mundo. Fornece garantias a intestidores estrangeiros contra risco não-comercial Media disputas comercials entre investidores estrangeiros e o país receptor. IFC é o braço do Grupo do Banco Mundial para fomento à iniciativa privada 49% 31% 20%
  • 8. Ajudar Governos a aumentar a qualidade e a eficiência da prestação de serviços públicos , por meio do envolvimento de participação privada em contratos de longo prazo Expandir participação privada em infra-estrutura para setores e ambientes novos, nos quais ela possa produzir grandes melhorias de qualidade e ganhos de eficiência na prestação do serviço Desenvolver, divulgar, consolidar e seguir melhores práticas na estruturação de projetos, de modo a disponibilizar acervo que possa ser usado para aumentar a eficiência de outros projetos Objetivos e Resultados da Parceria IFC/BNDES/BID
  • 9. O que fazemos? Engenharia Demanda Meio Ambiente Desapropriação Reassentamento Aspectos Sociais Consultores Legais Economia & Regulação Mídia/ Informação Pública IFC/BNDES/BID
  • 10. Hospital do Subúrbio – Salvador, BA Primeira PPP no setor de saúde no Brasil Hospital de emergência, com 298 leitos Área de influência: 1 milhão de habitantes, no Subúrbio Ferroviário, Salvador - Bahia A PPP abrange equipamento, e operação de serviços clínicos e não clínicos Objetivo foi contratar operador de alta qualidade para equipar, prestar serviço clínico e não clínico A construção do Hospital já estava em andamento quando IFC/BNDES/BID foram contratados para iniciar modelagem da PPP Localização estratégica: próximo a rodovias que conectam Salvador ao interior do Estado. Leilão foi 26 de fevereiro de 2010, sagrou-se vencedor consórcio entre o grupo Promédica e Dalkia, com contraprestação de R$103.5 milhões. O contrato tem vigência de 10 anos Prazo recorde entre a contratação da modelagem (fev 2009) e o leilão (fev 2010)
  • 11. Rodovias BR 116/324 Concessão de aproximadadmente 700 Km ligando a região Nordeste à Sudeste do Brasil BR 324 é a ligação principal entre a cidade de Salvador e o resto do país. Ela também conecta Salvador à cidade de Feira de Santana a segunda maior do Estado da Bahia Incluiu dois segmentos de rodovias do Estado da Bahia (BA526 and BA528) que ligam a BR 324 ao Porto de Aratu 25 anos de prazo de contrato Investimentos estimados R$1.4 bilhões, sendo R$ 600 milhões durante os primeiros 5 anos Venceu a licitação, em janeiro de 2008, a Isolux, em consórcio com 2 empresas brasileiras, com tarifa 21% mais baixa que o preço-teto Os estudos para essas rodovias foram desenvolvidos pelo IFC em parceria com o BNDES e o Ministério do Planejamento. Essa parceria foi uma versão piloto da parceria atual entre IFC/BNDES/BID BR-116 BR-324
  • 12. Projeto de Irrigação do Pontal – Petrolina, PE Adoção do modelo de PPP assinala mudança do foco da forma de promoção de desenvolvimento do Nordeste por meio de irrigação(mais na produção agrícola e menos na construção de canais) Exigência de integração torna necessária a combinação da tecnologia e expertise de mercado das empresas agrícolas, com os agricultores locais O clima característico da região, bem como a alta qualidade da água disponível, favorecem a produção agrícola Primeiro Projeto de irrigação desenvolvido sob um modelo de PPP Envolve 7.717 hectares para culturas irrigadas no Vale do São Francisco, Petrolina, Pernambuco Estima-se que gerará 20.000 empregos diretos e indiretos Investimento estimado em infra-estrutura é de R$87 milhões, tendo o Governo já feito R$235 milhões Investimento on farm pode chegar a mais que R$500 milhões
  • 13. Concessão do Sistema da Rodovia BA 093 Conjunto de segmentos rodoviárias (126 km) situados na região metropolitana de Salvador, que ligam os principais centros industriais e hubs logísticos da Cidade de Salvador e cidades circunvizinhas 50% do PIB do Estado da Bahia, e 70% da receita tributária industrial estão na área de influencia deste sistema rodoviário Investimento estimado em R$ 868 milhões, e mais R$800 milhões de custos operacionais, ao longo de 25 anos Primeira concessão de rede de rodovias em região metropolitana Primeira concessão de rodovias a seguir os Princípios do Equador no desenvolvimento dos estudos e no contrato Leilão mais competitivo desde os 7 lotes de concessão federal de 2007, e isso em um projeto pequeno e isolado (não estava inserido em uma rodada de concessões) Leilão realizado em 3/5/2010, participaram 9 empresas ou consórcios Desconto de 30,77%, maior que os descontos da segunda rodada de concessões do Estado de São Paulo, com exceção do Trecho Oeste do Rodoanel e da Ayrton Sena/Carvalho Pinto
  • 14. Requalificação da Rede de Atenção Básica de Belo Horizonte, MG Escopo: reformulação da infraestrutura e da prestação de serviços não clínicos da rede de atenção básica de BH Ao todo, são 147 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), das quais estima-se que 80 devam ser reconstruídas O município pretende transferir ao setor privado investimentos, manutenção e operação de serviços não clínicos (a definir): segurança, manutenção predial, lavanderia, fornecimento e logística de materiais e medicamentos, esterilização, etc. Objetivos: Direcionar os esforços da Secretaria de Saúde para a atenção à saúde e gestão do risco sanitário Reduzir esforços de monitoramento, mas aumentando, ao mesmo tempo, a governança do poder público sobre os contratos de apoio aos serviço de atenção à saúde Oferecer melhores condições de trabalho à equipe de saúde da Prefeitura Garantir adequação da rede, de forma homogênea, à demanda e qualidade almejada para atenção à saúde Atingir ganhos de escala, eficiência e qualidade na transferência ao setor privado de serviços não clínicos Agilizar programa de renovação das instalações da Rede de UBSs de BH Garantir alinhamento de interesses e alocação adequada de riscos Início do projeto: agosto de 2010 Status do projeto : cadastramento de todas as UBSs para avaliação de suas condições físicas e definição das necessidades individuais de investimento
  • 15. Mais de 100 transações estruturadas nos seguintes setores/países... Energia Brasil Egito Gabão Marrocos Filipinas Romênia Arábia Saudita Albânia Bangladesh Brasil Camarões Gabão Libéria Panamá Peru Filipinas Trindade & Tobago Vietnã Água e saneamento Brasil Camarão Quênia Nigéria Samoa Servia Tanzânia Tonga Uganda Quênia Mauritânia Uganda Aviação, rodovias e ferrovias Brasil Jordan Madagascar Arábia Saudita Saúde e educação Botsuana Lesoto Romênia Portos e aeroportos Telecom
  • 16. Informações de Contato Mauricio Portugal Ribeiro Tel: 55 21 2525 5859 E-mail: mribeiro@ifc.org Andrea Azeredo Tel: 55 21 2525 5859 E-mail: aazeredo@ifc.org Tomas Anker Tel: 55 21 2525-5859 Email: tanker@ifc.org