SlideShare uma empresa Scribd logo
POSTURA CRÔNICA OU PROLONGADA

     A postura crônica ou prolongada ocorre quando fêmeas
sexualmente maturas fazem posturas seqüenciais com
intervalo entre posturas muito próximas, ou seja, botam certo
número de ovos, nem bem começam a chocar e fazem nova
postura.
     As posturas crônicas não são tão comuns em aves
silvestres, mas muitos de nós já possuímos aves que criavam
de modo normal e agora desenvolveram o hábito de posturas
seqüenciais. Não chocam como antes, abandonam o ninho e
logo em seguida fazem nova postura e assim sucessivamente.
     A causa do problema está relacionada a alterações
hormonais destas fêmeas, pois a postura é determinada por
um equilíbrio muito delicado de hormônios de ações sexuais
(hipófise) e hipotalâmicos. O estímulo do crescimento de
folículos se dá pela ação de um hormônio chamado de
hormônio folículo estimulante (FSH) sobre o ovário, fazendo
com que estes se desenvolvam. Após o seu pleno
desenvolvimento, o folículo sofre a ação de outro hormônio
associado ao FSH, o hormônio luteinizante (LH) e assim
promovem a sua liberação ou ovulação no trato genital da
fêmea, onde desenvolve até a formação completa do ovo,
sendo então posto. Devemos lembrar que a maioria das
fêmeas possui somente o ovário esquerdo, sendo o direito
ausente ou totalmente involuido.
A maturação do ovário se inicia através de um processo que
chamamos de fotoperiodismo positivo, que nada mais é do
que a sensibilização do organismo quando gradativamente
ocorre o aumento do período de luz por dia, o que acontece
com a primavera. Com os dias se tornando mais longos
(fotoperiodismo positivo) ocorre a estimulação luminosa do
organismo da ave por sensibilização do nervo óptico, que
envia mensagem à glândula pineal (hipófise), fazendo com
que o processo sexual estimulatório se inicie. A hipófise ativa
o hipotálamo que começa a produzir fatores de liberação de
gonadotrofinas (GnRH), que atua novamente na hipófise,
fazendo com que ocorra a produção de hormônios que atuam
na maturação dos folículos do ovário, até a sua liberação e
formação do ovo. O equilíbrio destes hormônios é muito
delicado, sendo que quando um deles se eleva muito no
organismo, automaticamente há um estímulo negativo para
que cesse a sua produção. O exemplo mais fácil de vermos é o
que anteriormente foi explicado, ou seja: a hipófise estimula o
hipotálamo na produção de GnRH e este estimula a própria
hipófise na produção de hormônio FSH e LH. Já com a alta
dos hormônios FSH e LH há estimulação de forma negativa
do hipotálamo para que pare de produzir GnRH, diminuindo-
se assim a produção de FSH e LH. Ou seja, tanto um quanto o
outro pode agir para que ocorra o aumento ou diminuição da
sua produção hormonal.
      Como vemos o desequilíbrio destes hormônios pode
fazer com que ocorra um excesso de estímulo no ovário,
levando a posturas mais freqüentes e irregulares. Várias
mudanças podem favorecer ao aparecimento do problema,
podemos citar:
- alterações hormonais por excesso de estimulação sexual das
fêmeas como: a presença de machos fogosos cantando do
lado; fêmea “enfemeada” com o proprietário; sons de outras
fêmeas pedindo gala; femeas com filhotes; entre outras.
- alimentação muito rica em cálcio, vitaminas e proteínas,
favorecendo a produção de hormônios.
- excesso de estimulação luminosa.
- administração de hormônios exógenos (proprietário oferece
ou efetua tratamento com o fornecimento de hormônios).
- outras causas e causas indefinidas.
Os problemas que decorrem da postura crônica das aves
é o próprio desgaste que a ave sofre com as posturas
seqüenciais, pois perdem cálcio, vitaminas, proteínas,
gorduras, açúcares e minerais diversos. Podem assim
desenvolver quadros de desnutrição, desgaste orgânico geral,
ovos virados e ovos sem casca, entre outros problemas
decorrentes do excesso de oviposição (posturas).
     O diagnóstico da postura crônica das aves é feito
exclusivamente pelo próprio quadro de posturas seqüenciais.
     O tratamento se baseia em desestimular a fêmea a efetuar
posturas seqüenciais. Podemos: “enfraquecer” a alimentação:
diminuir a fonte de cálcio; diminuir o período de luz por dia;
mudar a ave de ambiente, retirando-se assim de perto dos
machos, fêmeas com filhotes e fêmeas pedindo gala; não auto
medicar as aves; entre outras medidas.
     A prevenção da doença é incerta, pois nunca podemos
prever que a ave vá desenvolver a doença. Por esse simples
fato só podemos acompanhar a ave e se ocorrer posturas
seqüenciais podemos afirmar que estamos diante de um
quadro de postura crônica.
     Em caso de dúvidas procure sempre o auxílio de um
Médico Veterinário.


                             Luiz Alberto Shimaoka
                      Médico Veterinário – CRMV-SP 6003
                                            Todos os Direitos Reservados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ciclo estral dos animais domésticos
Ciclo estral dos animais domésticosCiclo estral dos animais domésticos
Ciclo estral dos animais domésticos
hugomariano1991
 
Crescimento Fetal Regulado pelo Eixo Somatotrófico
Crescimento Fetal Regulado pelo Eixo SomatotróficoCrescimento Fetal Regulado pelo Eixo Somatotrófico
Crescimento Fetal Regulado pelo Eixo Somatotrófico
Van Der Häägen Brazil
 
Apostilaobstetricia 2003 completa
Apostilaobstetricia 2003 completaApostilaobstetricia 2003 completa
Apostilaobstetricia 2003 completa
Rayanna Thais
 
Causas de infertilidade
Causas de infertilidade  Causas de infertilidade
Causas de infertilidade
Isabel Lopes
 
2.5.1. d mecanismos do parto e lactação d
2.5.1. d mecanismos do parto e lactação d2.5.1. d mecanismos do parto e lactação d
2.5.1. d mecanismos do parto e lactação d
Cidalia Aguiar
 
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reproduçãoAula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Ana Filadelfi
 
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andréPower point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
5eeugeiocastro
 
Gravidez E Desenvolvimento Fetal
Gravidez E Desenvolvimento FetalGravidez E Desenvolvimento Fetal
Gravidez E Desenvolvimento Fetal
professorasima
 
Ciclo menstrual e gravidez
Ciclo menstrual e gravidezCiclo menstrual e gravidez
Ciclo menstrual e gravidez
Raphaell Garcia
 
Reprodução humana e métodos anticoncepcionais 7ª série
Reprodução humana e métodos anticoncepcionais 7ª sérieReprodução humana e métodos anticoncepcionais 7ª série
Reprodução humana e métodos anticoncepcionais 7ª série
Gov. Estado do Paraná
 
Fecundação, Gravidez e Parto
Fecundação, Gravidez e PartoFecundação, Gravidez e Parto
Fecundação, Gravidez e Parto
Elio Rocha
 
Roberto Wider: etapas da procriação assistida
Roberto Wider: etapas da procriação assistidaRoberto Wider: etapas da procriação assistida
Roberto Wider: etapas da procriação assistida
Roberto Wider
 
fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida
Isabel Lopes
 
Anamnese rn a termo
Anamnese rn a termoAnamnese rn a termo
Anamnese rn a termo
Renata Carolina
 
Gestação psf magno
Gestação psf magnoGestação psf magno
Gestação psf magno
Magno Rafael
 
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetalAula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Gustavo Henrique
 
Inseminação artificial - Conheça o Tratamento!
Inseminação artificial - Conheça o Tratamento!Inseminação artificial - Conheça o Tratamento!
Inseminação artificial - Conheça o Tratamento!
Malo Clinic - Ginemed
 
Crescimento ao Nascer
Crescimento ao NascerCrescimento ao Nascer
Crescimento ao Nascer
Van Der Häägen Brazil
 
Fases da gestação
Fases da gestaçãoFases da gestação
Gestação
GestaçãoGestação
Gestação
Sandra Semedo
 

Mais procurados (20)

Ciclo estral dos animais domésticos
Ciclo estral dos animais domésticosCiclo estral dos animais domésticos
Ciclo estral dos animais domésticos
 
Crescimento Fetal Regulado pelo Eixo Somatotrófico
Crescimento Fetal Regulado pelo Eixo SomatotróficoCrescimento Fetal Regulado pelo Eixo Somatotrófico
Crescimento Fetal Regulado pelo Eixo Somatotrófico
 
Apostilaobstetricia 2003 completa
Apostilaobstetricia 2003 completaApostilaobstetricia 2003 completa
Apostilaobstetricia 2003 completa
 
Causas de infertilidade
Causas de infertilidade  Causas de infertilidade
Causas de infertilidade
 
2.5.1. d mecanismos do parto e lactação d
2.5.1. d mecanismos do parto e lactação d2.5.1. d mecanismos do parto e lactação d
2.5.1. d mecanismos do parto e lactação d
 
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reproduçãoAula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
 
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andréPower point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
 
Gravidez E Desenvolvimento Fetal
Gravidez E Desenvolvimento FetalGravidez E Desenvolvimento Fetal
Gravidez E Desenvolvimento Fetal
 
Ciclo menstrual e gravidez
Ciclo menstrual e gravidezCiclo menstrual e gravidez
Ciclo menstrual e gravidez
 
Reprodução humana e métodos anticoncepcionais 7ª série
Reprodução humana e métodos anticoncepcionais 7ª sérieReprodução humana e métodos anticoncepcionais 7ª série
Reprodução humana e métodos anticoncepcionais 7ª série
 
Fecundação, Gravidez e Parto
Fecundação, Gravidez e PartoFecundação, Gravidez e Parto
Fecundação, Gravidez e Parto
 
Roberto Wider: etapas da procriação assistida
Roberto Wider: etapas da procriação assistidaRoberto Wider: etapas da procriação assistida
Roberto Wider: etapas da procriação assistida
 
fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida
 
Anamnese rn a termo
Anamnese rn a termoAnamnese rn a termo
Anamnese rn a termo
 
Gestação psf magno
Gestação psf magnoGestação psf magno
Gestação psf magno
 
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetalAula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
Aula 5 -_pelve_ossea__estatica_fetal
 
Inseminação artificial - Conheça o Tratamento!
Inseminação artificial - Conheça o Tratamento!Inseminação artificial - Conheça o Tratamento!
Inseminação artificial - Conheça o Tratamento!
 
Crescimento ao Nascer
Crescimento ao NascerCrescimento ao Nascer
Crescimento ao Nascer
 
Fases da gestação
Fases da gestaçãoFases da gestação
Fases da gestação
 
Gestação
GestaçãoGestação
Gestação
 

Semelhante a Postura Cronica Ou Prolongada - www.veterinariodeaves.blogspot.com

Paulo diniz-reproducao-canina
Paulo diniz-reproducao-caninaPaulo diniz-reproducao-canina
Paulo diniz-reproducao-canina
sbentoduarte
 
Biologia reproducao
Biologia reproducaoBiologia reproducao
Biologia reproducao
Marcos Elias
 
Biologia reproducao
Biologia reproducaoBiologia reproducao
Biologia reproducao
Joseane Pasini CB
 
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantes
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantesProdução in vivo de embrioes de peq ruminantes
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantes
Gláucia Luna
 
Saúde da Mulher 3
Saúde da Mulher 3Saúde da Mulher 3
Saúde da Mulher 3
RaphaellaMed1
 
Como escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebeComo escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebe
Wanessa Albuquerque
 
Como escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebeComo escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebe
Wanessa Albuquerque
 
Como escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebeComo escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebe
Wanessa Albuquerque
 
Bioestimulação de fêmea pelo macho
Bioestimulação de fêmea pelo machoBioestimulação de fêmea pelo macho
Bioestimulação de fêmea pelo macho
Marília Gomes
 
aula de menstruacao.ppt
aula de menstruacao.pptaula de menstruacao.ppt
aula de menstruacao.ppt
ANA FONSECA
 
fisiologia dos animais liberdade de expressão
fisiologia dos animais liberdade de expressãofisiologia dos animais liberdade de expressão
fisiologia dos animais liberdade de expressão
Salvador830120
 
A IMPORTÂNCIA DA SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS NA FERTILIDADE FEMININA, S...
A IMPORTÂNCIA DA SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS NA FERTILIDADE FEMININA, S...A IMPORTÂNCIA DA SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS NA FERTILIDADE FEMININA, S...
A IMPORTÂNCIA DA SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS NA FERTILIDADE FEMININA, S...
Van Der Häägen Brazil
 
Iatf vaca de leite
Iatf vaca de leiteIatf vaca de leite
Iatf vaca de leite
Glaucia Barbosa Coelho
 
Deficiência de Cálcio ou Hipocalcemia - www.veterinariodeaves.blogspot.com
Deficiência de Cálcio ou Hipocalcemia - www.veterinariodeaves.blogspot.comDeficiência de Cálcio ou Hipocalcemia - www.veterinariodeaves.blogspot.com
Deficiência de Cálcio ou Hipocalcemia - www.veterinariodeaves.blogspot.com
Antonio Silva
 
Tema5 bio
Tema5 bioTema5 bio
Tema5 bio
João Avelar
 
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicasCiências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Leonardo Alves
 
Reprod aves
Reprod avesReprod aves
Reprod aves
Ingrid Andressa
 
fertilizacao-in-vitro
fertilizacao-in-vitrofertilizacao-in-vitro
fertilizacao-in-vitro
Danielle Andrade Vargas Fernandes
 
Iatf gado de leite
Iatf gado de leiteIatf gado de leite
Iatf gado de leite
Fabiane Frota
 
1 anatomia sist reprodutor.pdf
1 anatomia sist reprodutor.pdf1 anatomia sist reprodutor.pdf
1 anatomia sist reprodutor.pdf
EdileideJesus1
 

Semelhante a Postura Cronica Ou Prolongada - www.veterinariodeaves.blogspot.com (20)

Paulo diniz-reproducao-canina
Paulo diniz-reproducao-caninaPaulo diniz-reproducao-canina
Paulo diniz-reproducao-canina
 
Biologia reproducao
Biologia reproducaoBiologia reproducao
Biologia reproducao
 
Biologia reproducao
Biologia reproducaoBiologia reproducao
Biologia reproducao
 
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantes
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantesProdução in vivo de embrioes de peq ruminantes
Produção in vivo de embrioes de peq ruminantes
 
Saúde da Mulher 3
Saúde da Mulher 3Saúde da Mulher 3
Saúde da Mulher 3
 
Como escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebeComo escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebe
 
Como escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebeComo escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebe
 
Como escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebeComo escolher o sexo do seu bebe
Como escolher o sexo do seu bebe
 
Bioestimulação de fêmea pelo macho
Bioestimulação de fêmea pelo machoBioestimulação de fêmea pelo macho
Bioestimulação de fêmea pelo macho
 
aula de menstruacao.ppt
aula de menstruacao.pptaula de menstruacao.ppt
aula de menstruacao.ppt
 
fisiologia dos animais liberdade de expressão
fisiologia dos animais liberdade de expressãofisiologia dos animais liberdade de expressão
fisiologia dos animais liberdade de expressão
 
A IMPORTÂNCIA DA SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS NA FERTILIDADE FEMININA, S...
A IMPORTÂNCIA DA SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS NA FERTILIDADE FEMININA, S...A IMPORTÂNCIA DA SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS NA FERTILIDADE FEMININA, S...
A IMPORTÂNCIA DA SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS NA FERTILIDADE FEMININA, S...
 
Iatf vaca de leite
Iatf vaca de leiteIatf vaca de leite
Iatf vaca de leite
 
Deficiência de Cálcio ou Hipocalcemia - www.veterinariodeaves.blogspot.com
Deficiência de Cálcio ou Hipocalcemia - www.veterinariodeaves.blogspot.comDeficiência de Cálcio ou Hipocalcemia - www.veterinariodeaves.blogspot.com
Deficiência de Cálcio ou Hipocalcemia - www.veterinariodeaves.blogspot.com
 
Tema5 bio
Tema5 bioTema5 bio
Tema5 bio
 
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicasCiências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
 
Reprod aves
Reprod avesReprod aves
Reprod aves
 
fertilizacao-in-vitro
fertilizacao-in-vitrofertilizacao-in-vitro
fertilizacao-in-vitro
 
Iatf gado de leite
Iatf gado de leiteIatf gado de leite
Iatf gado de leite
 
1 anatomia sist reprodutor.pdf
1 anatomia sist reprodutor.pdf1 anatomia sist reprodutor.pdf
1 anatomia sist reprodutor.pdf
 

Mais de Antonio Silva

SM Sementes
SM SementesSM Sementes
SM Sementes
Antonio Silva
 
Criadouro Viveiro Caetés
Criadouro Viveiro CaetésCriadouro Viveiro Caetés
Criadouro Viveiro Caetés
Antonio Silva
 
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson MunayerMosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Antonio Silva
 
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson MunayerMosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Antonio Silva
 
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson MunayerMosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Antonio Silva
 
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson MunayerMosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Antonio Silva
 
Mosaico Paisagismo
Mosaico PaisagismoMosaico Paisagismo
Mosaico Paisagismo
Antonio Silva
 
Monografia - Marcelo Moura - Zootecnista
Monografia - Marcelo Moura - ZootecnistaMonografia - Marcelo Moura - Zootecnista
Monografia - Marcelo Moura - Zootecnista
Antonio Silva
 
Por que sexar nossas aves - Sexagem pelo DNA R$ 11,90
Por que sexar nossas aves - Sexagem pelo DNA R$ 11,90 Por que sexar nossas aves - Sexagem pelo DNA R$ 11,90
Por que sexar nossas aves - Sexagem pelo DNA R$ 11,90
Antonio Silva
 
Nossas Calopsitas Sem Clamidia - Exame de Clamídia R$ 55,00
Nossas Calopsitas Sem Clamidia - Exame de Clamídia R$ 55,00Nossas Calopsitas Sem Clamidia - Exame de Clamídia R$ 55,00
Nossas Calopsitas Sem Clamidia - Exame de Clamídia R$ 55,00
Antonio Silva
 
Exame de fezes e necropsia de aves
Exame de fezes e necropsia de avesExame de fezes e necropsia de aves
Exame de fezes e necropsia de aves
Antonio Silva
 
Checkup no plantel
Checkup no plantelCheckup no plantel
Checkup no plantel
Antonio Silva
 
Dia médico
Dia médicoDia médico
Dia médico
Antonio Silva
 
Convite
ConviteConvite
Convite
Antonio Silva
 
Artigo sobre o Canário Brasileirinho - www.criadornovageracao.blogspot.com
Artigo sobre o Canário Brasileirinho - www.criadornovageracao.blogspot.comArtigo sobre o Canário Brasileirinho - www.criadornovageracao.blogspot.com
Artigo sobre o Canário Brasileirinho - www.criadornovageracao.blogspot.com
Antonio Silva
 
Principais defeitos do gloster - www.criadornovageracao.blogspot.com
Principais defeitos do gloster - www.criadornovageracao.blogspot.comPrincipais defeitos do gloster - www.criadornovageracao.blogspot.com
Principais defeitos do gloster - www.criadornovageracao.blogspot.com
Antonio Silva
 
Prevenção de Doenças - www.criadornovageracao.blogspot.com
Prevenção de Doenças - www.criadornovageracao.blogspot.comPrevenção de Doenças - www.criadornovageracao.blogspot.com
Prevenção de Doenças - www.criadornovageracao.blogspot.com
Antonio Silva
 
Ring Neck Considerações Gerais - www.ringneckbr.blogspot.com
Ring Neck Considerações Gerais - www.ringneckbr.blogspot.comRing Neck Considerações Gerais - www.ringneckbr.blogspot.com
Ring Neck Considerações Gerais - www.ringneckbr.blogspot.com
Antonio Silva
 
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.comCanário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Antonio Silva
 
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.comCanário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Antonio Silva
 

Mais de Antonio Silva (20)

SM Sementes
SM SementesSM Sementes
SM Sementes
 
Criadouro Viveiro Caetés
Criadouro Viveiro CaetésCriadouro Viveiro Caetés
Criadouro Viveiro Caetés
 
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson MunayerMosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
 
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson MunayerMosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
 
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson MunayerMosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
 
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson MunayerMosaico Paisagismo - Gerson Munayer
Mosaico Paisagismo - Gerson Munayer
 
Mosaico Paisagismo
Mosaico PaisagismoMosaico Paisagismo
Mosaico Paisagismo
 
Monografia - Marcelo Moura - Zootecnista
Monografia - Marcelo Moura - ZootecnistaMonografia - Marcelo Moura - Zootecnista
Monografia - Marcelo Moura - Zootecnista
 
Por que sexar nossas aves - Sexagem pelo DNA R$ 11,90
Por que sexar nossas aves - Sexagem pelo DNA R$ 11,90 Por que sexar nossas aves - Sexagem pelo DNA R$ 11,90
Por que sexar nossas aves - Sexagem pelo DNA R$ 11,90
 
Nossas Calopsitas Sem Clamidia - Exame de Clamídia R$ 55,00
Nossas Calopsitas Sem Clamidia - Exame de Clamídia R$ 55,00Nossas Calopsitas Sem Clamidia - Exame de Clamídia R$ 55,00
Nossas Calopsitas Sem Clamidia - Exame de Clamídia R$ 55,00
 
Exame de fezes e necropsia de aves
Exame de fezes e necropsia de avesExame de fezes e necropsia de aves
Exame de fezes e necropsia de aves
 
Checkup no plantel
Checkup no plantelCheckup no plantel
Checkup no plantel
 
Dia médico
Dia médicoDia médico
Dia médico
 
Convite
ConviteConvite
Convite
 
Artigo sobre o Canário Brasileirinho - www.criadornovageracao.blogspot.com
Artigo sobre o Canário Brasileirinho - www.criadornovageracao.blogspot.comArtigo sobre o Canário Brasileirinho - www.criadornovageracao.blogspot.com
Artigo sobre o Canário Brasileirinho - www.criadornovageracao.blogspot.com
 
Principais defeitos do gloster - www.criadornovageracao.blogspot.com
Principais defeitos do gloster - www.criadornovageracao.blogspot.comPrincipais defeitos do gloster - www.criadornovageracao.blogspot.com
Principais defeitos do gloster - www.criadornovageracao.blogspot.com
 
Prevenção de Doenças - www.criadornovageracao.blogspot.com
Prevenção de Doenças - www.criadornovageracao.blogspot.comPrevenção de Doenças - www.criadornovageracao.blogspot.com
Prevenção de Doenças - www.criadornovageracao.blogspot.com
 
Ring Neck Considerações Gerais - www.ringneckbr.blogspot.com
Ring Neck Considerações Gerais - www.ringneckbr.blogspot.comRing Neck Considerações Gerais - www.ringneckbr.blogspot.com
Ring Neck Considerações Gerais - www.ringneckbr.blogspot.com
 
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.comCanário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
 
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.comCanário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
Canário Topete Alemão - www.canariosdeporteecor.blogspot.com
 

Postura Cronica Ou Prolongada - www.veterinariodeaves.blogspot.com

  • 1. POSTURA CRÔNICA OU PROLONGADA A postura crônica ou prolongada ocorre quando fêmeas sexualmente maturas fazem posturas seqüenciais com intervalo entre posturas muito próximas, ou seja, botam certo número de ovos, nem bem começam a chocar e fazem nova postura. As posturas crônicas não são tão comuns em aves silvestres, mas muitos de nós já possuímos aves que criavam de modo normal e agora desenvolveram o hábito de posturas seqüenciais. Não chocam como antes, abandonam o ninho e logo em seguida fazem nova postura e assim sucessivamente. A causa do problema está relacionada a alterações hormonais destas fêmeas, pois a postura é determinada por um equilíbrio muito delicado de hormônios de ações sexuais (hipófise) e hipotalâmicos. O estímulo do crescimento de folículos se dá pela ação de um hormônio chamado de hormônio folículo estimulante (FSH) sobre o ovário, fazendo com que estes se desenvolvam. Após o seu pleno desenvolvimento, o folículo sofre a ação de outro hormônio associado ao FSH, o hormônio luteinizante (LH) e assim promovem a sua liberação ou ovulação no trato genital da fêmea, onde desenvolve até a formação completa do ovo, sendo então posto. Devemos lembrar que a maioria das fêmeas possui somente o ovário esquerdo, sendo o direito ausente ou totalmente involuido. A maturação do ovário se inicia através de um processo que chamamos de fotoperiodismo positivo, que nada mais é do que a sensibilização do organismo quando gradativamente ocorre o aumento do período de luz por dia, o que acontece com a primavera. Com os dias se tornando mais longos (fotoperiodismo positivo) ocorre a estimulação luminosa do organismo da ave por sensibilização do nervo óptico, que
  • 2. envia mensagem à glândula pineal (hipófise), fazendo com que o processo sexual estimulatório se inicie. A hipófise ativa o hipotálamo que começa a produzir fatores de liberação de gonadotrofinas (GnRH), que atua novamente na hipófise, fazendo com que ocorra a produção de hormônios que atuam na maturação dos folículos do ovário, até a sua liberação e formação do ovo. O equilíbrio destes hormônios é muito delicado, sendo que quando um deles se eleva muito no organismo, automaticamente há um estímulo negativo para que cesse a sua produção. O exemplo mais fácil de vermos é o que anteriormente foi explicado, ou seja: a hipófise estimula o hipotálamo na produção de GnRH e este estimula a própria hipófise na produção de hormônio FSH e LH. Já com a alta dos hormônios FSH e LH há estimulação de forma negativa do hipotálamo para que pare de produzir GnRH, diminuindo- se assim a produção de FSH e LH. Ou seja, tanto um quanto o outro pode agir para que ocorra o aumento ou diminuição da sua produção hormonal. Como vemos o desequilíbrio destes hormônios pode fazer com que ocorra um excesso de estímulo no ovário, levando a posturas mais freqüentes e irregulares. Várias mudanças podem favorecer ao aparecimento do problema, podemos citar: - alterações hormonais por excesso de estimulação sexual das fêmeas como: a presença de machos fogosos cantando do lado; fêmea “enfemeada” com o proprietário; sons de outras fêmeas pedindo gala; femeas com filhotes; entre outras. - alimentação muito rica em cálcio, vitaminas e proteínas, favorecendo a produção de hormônios. - excesso de estimulação luminosa. - administração de hormônios exógenos (proprietário oferece ou efetua tratamento com o fornecimento de hormônios). - outras causas e causas indefinidas.
  • 3. Os problemas que decorrem da postura crônica das aves é o próprio desgaste que a ave sofre com as posturas seqüenciais, pois perdem cálcio, vitaminas, proteínas, gorduras, açúcares e minerais diversos. Podem assim desenvolver quadros de desnutrição, desgaste orgânico geral, ovos virados e ovos sem casca, entre outros problemas decorrentes do excesso de oviposição (posturas). O diagnóstico da postura crônica das aves é feito exclusivamente pelo próprio quadro de posturas seqüenciais. O tratamento se baseia em desestimular a fêmea a efetuar posturas seqüenciais. Podemos: “enfraquecer” a alimentação: diminuir a fonte de cálcio; diminuir o período de luz por dia; mudar a ave de ambiente, retirando-se assim de perto dos machos, fêmeas com filhotes e fêmeas pedindo gala; não auto medicar as aves; entre outras medidas. A prevenção da doença é incerta, pois nunca podemos prever que a ave vá desenvolver a doença. Por esse simples fato só podemos acompanhar a ave e se ocorrer posturas seqüenciais podemos afirmar que estamos diante de um quadro de postura crônica. Em caso de dúvidas procure sempre o auxílio de um Médico Veterinário. Luiz Alberto Shimaoka Médico Veterinário – CRMV-SP 6003 Todos os Direitos Reservados