SlideShare uma empresa Scribd logo
Portugala kurso
ESPERANTO PARA UM MUNDO MODERNO
Adonis Saliba (esperanto@astrale.com)

Versão 1.0 (2002)




LIÇÃO 1: ALFABETO E PRONÚNCIA ....................................................................................10
  AS VOGAIS .......................................................................................................................... 10
  AS CONSOANTES ................................................................................................................... 10
  CONSOANTES COM SINAIS ........................................................................................................ 11
  NASALIZAÇÃO E FONÉTICA ........................................................................................................ 11
  ACENTUAÇÃO E DITONGOS ........................................................................................................ 11
  UM PRIMEIRO TEXTO... ............................................................................................................ 13
  TODO O ALFABETO ................................................................................................................. 15
LIÇÃO 2: SUBSTANTIVOS, ADJETIVOS, ADVÉRBIOS, VERBOS, ARTIGO.............................16
  SUBSTANTIVOS E O PLURAL ....................................................................................................... 16
  ADJETIVOS E O PLURAL ............................................................................................................ 16
  ADVÉRBIOS ......................................................................................................................... 17
  VERBOS .............................................................................................................................. 17
  CONJUGAÇÃO DOS VERBOS E OS PRONOMES PESSOAIS ..................................................................... 18
  ARTIGO DEFINIDO ................................................................................................................. 20
  RAÍZES E TERMINAÇÕES .......................................................................................................... 20
                                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 1
INTERROGATIVOS .................................................................................................................. 21
 RESUMINDO A LIÇÃO 2............................................................................................................ 23
LIÇÃO 3: NOMES PRÓPRIOS, FEMININO, TÍTULOS, POSSESSIVOS, ANTONIMOS ...............24
 NOMES PRÓPRIOS .................................................................................................................. 24
 NOMES PRÓPRIOS FEMININOS ................................................................................................... 25
 O FEMININO ........................................................................................................................ 25
 NOMES DE GENTILEZA OU TÍTULOS ............................................................................................. 26
 GÊNERO ............................................................................................................................. 26
 “HOMO” E “ONI” ................................................................................................................... 27
 PRONOMES POSSESSIVOS ........................................................................................................ 27
 ANTÔNIMO .......................................................................................................................... 28
 RESUMO DA LIÇÃO 3............................................................................................................... 29
LIÇÃO 4: ORAÇÕES, ACUSATIVO, AUMENTATIVO, DIMINUTIVO, NÚMEROS ......................30
 A ORAÇÃO........................................................................................................................... 30
 ACUSATIVO.......................................................................................................................... 31
 ACUSATIVO.......................................................................................................................... 31
 OUTROS TIPOS DE ORAÇÕES...................................................................................................... 31
 A ORAÇÃO PREDICATIVA........................................................................................................... 32
 OS PRONOMES INTERROGATIVOS KIO, KIA, KIU ............................................................................ 32
 POR QUE “BONAN TAGON” TEM ACUSATIVO? ................................................................................. 33
 O PRONOME “SI” E O POSSESSIVO “SIA” ....................................................................................... 34
 O AUMENTATIVO E O DIMINUTIVO................................................................................................ 34
 OS NÚMEROS EM ESPERANTO .................................................................................................... 36

                                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 2
RESUMO DA QUARTA LIÇÃO ...................................................................................................... 37
LIÇÃO 5: OS NUMERAIS, O ANO, O DIA, DATAS E HORAS...................................................38
  OS NÚMEROS E SUAS DERIVAÇÕES .............................................................................................. 38
  OS MULTIPLICATIVOS E OS FRACIONÁRIOS ..................................................................................... 39
  COLETIVOS .......................................................................................................................... 40
  A PREPOSIÇÃO DISTRIBUTIVA “PO”............................................................................................. 40
  ANO, ESTAÇÕES, MESES E DIAS .................................................................................................. 41
  DATAS E O INTERROGATIVO “KIAM”............................................................................................. 42
  HORAS, MINUTOS E SEGUNDOS .................................................................................................. 43
  INTERROGATIVOS “KIOM”, “KIOMA”, PREPOSIÇÃO “DA” ................................................................. 44
  OS PREFIXOS “BO”, “GE”, “DIS”, “EK”, “RE” .............................................................................. 45
  RESUMO DA 5ª LIÇÃO ............................................................................................................. 46
LIÇÃO 6 CORRELATIVOS ...................................................................................................48
  OS RADICAIS E TERMINAÇÕES DOS CORRELATIVOS ........................................................................... 49
  OS CORRELATIVOS PRONOMINAIS ............................................................................................... 50
  UTILIZAÇÃO DOS CORRELATIVOS PRONOMINAIS .............................................................................. 51
  OS ADVÉRBIOS CORRELATIVOS .................................................................................................. 52
  UTILIZAÇÃO DOS CORRELATIVOS ADVERBIAIS ................................................................................ 53
  UTILIZAÇÃO DOS CORRELATIVOS ADVERBIAIS ................................................................................ 53
  A CONJUNÇÃO ĈAR AS PARTÍCULAS AJN E ĈI................................................................................. 53
  OS PRONOMES RELATIVOS ....................................................................................................... 54
  ORAÇÕES ADVERBIAIS ............................................................................................................ 55
  RESUMO DOS CORRELATIVOS: ................................................................................................... 56

                                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 3
LIÇÃO 7: COMPARATIVO, SUPERLATIVO, SUFIXOS VERBAIS “AD“,”IG“,”IĜ“ ....................58
  OS GRAUS E O SUPERLATIVO ABSOLUTO ....................................................................................... 58
  COMPARATIVOS ..................................................................................................................... 59
  EXEMPLOS DE COMPARATIVOS .................................................................................................... 60
  O SUFIXO VERBAL: -AD- .......................................................................................................... 60
  O SUFIXO VERBAL “-IG-“: ........................................................................................................ 61
  O SUFIXO “-IĜ-“ ................................................................................................................... 62
  PALAVRAS INVARIÁVEIS:.......................................................................................................... 62
  AFIXOS: ............................................................................................................................. 63
  RESUMO DA LIÇÃO 7 .............................................................................................................. 64
LIÇÃO 8: PARTICÍPIOS ATIVOS .........................................................................................65
  O PARTICÍPIO E O GERÚNDIO ..................................................................................................... 65
  OS PARTICÍPIOS EM ESPERANTO ................................................................................................. 65
  O PARTICÍPIO ATIVO ............................................................................................................... 66
  PARTICÍPIO NO PRESENTE ......................................................................................................... 67
  O PARTICÍPIO NO PASSADO E NO FUTURO ...................................................................................... 67
  AS FORMAS ADJETIVAS, ADVERBIAIS E SUBSTANTIVAS ....................................................................... 68
  UMA POESIA......................................................................................................................... 69
  PALAVRAS INVARIÁVEIS ........................................................................................................... 69
  AFIXOS .............................................................................................................................. 70
  RESUMINDO A LIÇÃO 8............................................................................................................ 71
LIÇÃO 9: PARTICÍPIOS PASSIVOS .....................................................................................72
  OS PARTICÍPIOS PASSIVOS ....................................................................................................... 72
                                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 4
USOS DOS PARTICÍPIOS PASSIVOS .............................................................................................. 72
 AGENTE DA PASSIVA ............................................................................................................... 75
 OUTRAS FORMAS DE UTILIZAÇÃO DO PARTICÍPIO .............................................................................. 75
 PARTE DE UMA POESIA............................................................................................................. 76
 PALAVRAS INVARIÁVEIS ........................................................................................................... 77
 AFIXOS .............................................................................................................................. 78
 RESUMINDO A LIÇÃO 9............................................................................................................ 79
LIÇÃO 10: CONSTRUÇÃO DAS PALAVRAS E FRASES EM ESPERANTO ..................................80
 JUSTAPOSIÇÃO...................................................................................................................... 80
 PREFIXOS ACIDENTAIS E AFIXOS COMO RADICAIS ............................................................................ 81
 PALAVRAS INTERNACIONAIS ...................................................................................................... 82
 ACUSATIVO DE DIREÇÃO .......................................................................................................... 82
 AS ORAÇÕES INTEGRANTES ....................................................................................................... 83
 FRASES DE DÚVIDAS E CONDIÇÕES .............................................................................................. 84
 ALGUMAS CONJUNÇÕES ........................................................................................................... 85
 OUTRAS CONJUNÇÕES ............................................................................................................. 85
 RESUMINDO A LIÇÃO 10 .......................................................................................................... 87
LIÇÃO 11: AS REGRAS FUNDAMENTAIS DO ESPERANTO ....................................................88
 A GRAMÁTICA DO ESPERANTO ................................................................................................... 88
 MAIS PALAVRAS INVARIÁVEIS .................................................................................................... 91
 CONSIDERAÇÕES SOBRE OS TEMPOS VERBAIS ................................................................................. 93
 PREDICATIVO DO OBJETO E APOSTO ............................................................................................ 93
 RESUMINDO A LIÇÃO 11 .......................................................................................................... 94

                                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 5
LIÇÃO 12: LITERATURA DO ESPERANTO ............................................................................95
  ZAMENHOF E OS PRIMEIROS TEMPOS ............................................................................................ 96
  CANÇÃO DO EXÍLIO ................................................................................................................ 98
  A LITERATURA ESPERANTISTA NO BRASIL ...................................................................................... 99
  BRAZILA NACIA HIMNO ......................................................................................................... 100
  LA OFICIALIĜO DE LA INTERNACIA LINGVO ................................................................................... 102
  LA OFICIALIĜO DE LA INTERNACIA LINGVO ................................................................................... 102
  UMA PALAVRA FINAL ............................................................................................................. 103




                                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 6
Introdução

O Esperanto é uma solução moderna para a
comunicação do mundo atual. E a ONU já
reconheceu isso por três vezes e de uma
maneira bem formal, em 1954, 1986 e 1994.
Tais decisões não foram por acaso, mas
graças a um trabalho árduo dos esperantistas
em todo mundo.

A necessidade de um idioma internacional é
um fato inegável hoje em dia, haja vista a
presença marcante do inglês no mundo. Mas
os grandes senões para o inglês no mundo, é
a sua não neutralidade internacional que
prestigia um mundo economicamente
dominante e sua irregularidade gramatical,
associada à uma fonética complexa. Sabemos
claramente da ineficiência dos cursos de
inglês em preparar falantes desse idioma e
isso não é por inépcia dos professores, mas
                                                     consideravelmente. Presentemente, o
por dificuldades da língua. Por outro lado, a
                                                     principal inimigo do esperanto é o
adoção de uma língua projetada como o
                                                     desconhecimento geral em relação a ele,
Esperanto causa um pouco de preconceito
                                                     associado a interesses anglófilos de que não
antecipado. Mas, conhecendo-se a língua e
                                                     haja uma divulgação mais ampla do idioma de
sua comunidade, a situação se altera
                                       Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 7
Zamenhof [a], por razões óbvias do ponto de                     Esperanto. Cerca de 1000 congressos e
vista econômico. Uma melhor conscientização                     eventos são realizados anualmente, em todo
de democracia lingüística em termos globais,                    mundo. Com a finalidade de proteger a
certamente, reverteria esse quadro a favor do                   evolução do Esperanto, há a Academia de
Esperanto.                                                      Esperanto, uma instituição formada de
                                                                lingüistas notáveis que representam
Por outro lado, os esperantistas acreditam                      eqüitativamente blocos culturais lingüísticos.
que a adoção do Esperanto pela humanidade                       Em Esperanto, há rádios fazendo
é apenas uma questão de tempo, uma vez,                         transmissões freqüentes, inclusive a Radio
que a existência de uma comunidade                              Polônia, Radio Pequim e Rádio Vaticana. Há
internacional em mais de 100 paises é uma                       uma universidade itinerante que ocorre
prova contundente da internacionalidade                         anualmente durante os grandes congressos
dessa língua. Essa conclusão é uma                              mundiais da UEA[b] que se realizam desde
decorrência do movimento esperantista que já                    1905. Deve-se citar que presentemente, a
utiliza intensamente o Esperanto por mais de                    Academia de Ciências de San-Marino formada
115 anos, com mais de 50000 obras                               de cientistas internacionais, tem basicamente
publicadas (equivalente a um biblioteca de                      o Esperanto como língua de trabalho.
porte médio) nesse idioma. Há mais de 100
periódicos de circulação internacional em                       O objetivo principal do Esperanto é o de ser
                                                                uma língua auxiliar internacional. O
                                                                movimento esperantista procura trabalhar
a
  Lázaro Luís Zamenhof, 1859-1917, médico polonês criador       para que isso ocorra o mais rápido possível.
do Esperanto. Maiores informações sobre Zamenhof podem
ser obtidas na Internet: http://www.esperanto-
                                                                b
france.org/langue/biographie.html (em francês),                   UEA (universala Esperanto-Asocio) é o principal orgão
http://members.aol.com/chiesper/esc/Zamenhof.html (em           internacional do mundo esperantista, tem sede em
inglês)                                                         Rotterdam, Holanda. Pode-se obter maiores informações
                                                                sobre a UEA através do site http://www.uea.org
                                                  Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 8
Essa tarefa é árdua frente ao grande                   ocupa uma mera 13ª posição. A partir desse
preconceito ao Esperanto e desinformação               fato, pode-se depreender o nível cultural do
quanto ao seu sucesso. No entanto, isso é              mundo esperantista. Realmente, podemos
realmente uma questão de tempo, uma vez                encontrar em termos mundiais 6 prêmios
que o Esperanto é uma língua pronta para               Nobel. Enquanto o Brasil, com os seus 160
assumir esse papel. De uma forma geral,                milhões de pessoas, nunca teve um único
podemos pensar que, presentemente, o                   prêmio Nobel.
Esperanto goza de um status maravilhoso de
ser realmente uma língua viva, de ter uma              Bem-vindos a esse curso básico de Esperanto.
comunidade crescente e plenamente                      Para maiores informações sobre esse idioma
internacional. O Esperanto respeita a                  em língua portuguesa, indicamos que os
liberdade e o direito de expressão entre os            interessados visitem a página da Liga
seres humanos em igual condição. Por isso,             Brasileira de Esperanto
ser esperantista é muito mais do que se falar          (http://www.esperanto.org.br), onde se pode
um idioma, mas é defender com veemência a              ter acesso a vários locais na internet que
diversidade cultural da Terra. Falar esperanto         descrevem a o Esperanto no Brasil e no
é, portanto, entrar para uma humanidade                mundo.
diferente onde o discurso é futurista, cultural,
inteligente e, absolutamente, cooperativo.             Adonis Saliba (2002)

Somando-se a todo esse movimento real, há
também o virtual, que a globalização da
Internet nos trouxe. Conforme nos relata o
goggle.com o esperanto é a 24ª língua
cultural do mundo, acima do checo e abaixo
do grego moderno e onde o nosso português
                                         Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 9
LIÇÃO 1: ALFABETO E PRONÚNCIA
As vogais                                              As consoantes
No alfabeto do Esperanto há 28 letras, sendo           b, d, f, k, l, m, n, p, t, v, z são pronunciadas
que todas têm um único som.                            como no português. Mas atente para:
São ao todo cinco vogais: a, e, i, o, u - que se                 c - pronuncia-se como o “ts” de
pronunciam como em português, mas, atente                        “tsar”;
para os seguintes fatos:                                         j - tem um som de “i” breve como
                                                                 em “pai, lei”.
         “e” se pronuncia “ê” como em                            g - é sempre gutural como em
         “mesa, três”.                                                “gato”, nunca é pronunciado
         “o” se pronuncia “ô” como em “boca,                          como “j” mesmo na frente de “e”
         povo”, nunca como em “após”                                  ou “i”.
                                                                 h - é sempre aspirado como na
                  Deve-se tomar muito                            palavra inglesa “house”.
                  cuidado para não se dizer o                    r - tem um som fraco com em
                  “o” e “e” finais como “u” ou                       “caro”; nunca é gutural como em
                  “i”, pois isso confundiria o                       “carro” ou “Rita”.
                  significado de muitas                          s - é sempre forte e sibilante como
                  palavras em Esperanto.                         em “sapo, assim”.




                                        Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 10
A cada letra corresponde um único som e
Consoantes com sinais                               vice-versa, por isso o Esperanto é uma língua
Existem 6 consoantes em Esperanto que têm           absolutamente fonética. Como exemplo,
sinais diacríticos, como no português temos o       temos palavras em Esperanto iguais ao do
“c” com cedilha que é uma letra totalmente          português, mas escritas foneticamente: “kara,
diferente do “c”.                                   fiksa, ke” que significam “cara, fixa, que”.
          ĉ - pronuncia-se “tch”, como em           Em Esperanto, não há letras mudas, nem
          “atchim”;                                 encontros consonantais. Quando aparecem,
          ĝ - pronuncia-se “dj”, como em            letras iguais são pronunciadas distintamente:
          “adjetivo, adjunto”;                      ĝuu(djú-u), dommastro(dom-más-tro),
          ĥ - é fortemente aspirado como em         mallonga(mal-lônga), dissemi(dis-sêmi),
          “mujer” do espanhol;                      pachoro(pats-hôro), lasthore(last-hôre),
          ĵ - é como o nosso “j” de “janela”;       malhela (mal-hêla), senhalta(senn-hálta).
          ŝ - tem o som de “ch”, como em
          “chá”;
          ŭ - tem o som de “u” breve como em        Acentuação e ditongos
          “pau, mau, saudade”.                      Todas as palavras em Esperanto são
                                                    paroxítonas. Isto é, todas as palavras são
                                                    acentuadas na penúltima sílaba:
Nasalização e fonética                              leciono (le-tsi-ô-no), ĉevalo (tche-vá-lo),
Em Esperanto, não há sons nasalizados.              beto (bê-to), geologo (gue-o-lô-go),
Portanto, muito cuidado para não pronunciar         geologio (gue-o-lo-guí-o),
o “a” como em elefante=elefãte, logo a              ĝentila (djenn-tí-la), helpi (hêl-pi),
palavra “elefanto” em Esperanto, pronuncia-         eĥo (ê-hrro), pajlo(pái-lo),
se “elefá-nn-to”.                                   ĵurnalo(jur-nâ-lo), loko(lô-ko),

                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 11
rivero(ri-vê-ro), sesa (sê-sa),                      kanti (ká-nn-ti); ĉarma(tchár-ma);
ŝipo(chí-po), fraŭlo (fráu-lo)                       kisi (kí-ssi); krei (krê-i); patroj (pá-troi);
                                                     balai(ba-lá-i); balaj (bá-lai);
Note que em “geologio”, as vogais apostas            morgaŭ (môr-gau).
formam sílabas aparte e, portanto, o acento,
que é paroxítono, recai no “gi”. Como vimos              Note para esses importantes detalhes:
anteriormente não há encontros vocálicos
(ditongos) em Esperanto, mas em termos                        1.   Há tantas sílabas em esperanto,
fonéticos sim:                                                     quanto as vogais existentes em
                                                                   cada palavra.
         aj - “ái” como em “pai”; ej - “êi”                   2.   Atente para o fato que o “j” e o
         como em “lei”;                                            “ŭ” são consoantes.
         oj - “ôi” como em “boi”; uj - “úi”
         como em “fui”;
         ja - “iá” como em “iaiá”; jo - “iô”
         como em “ioiô”;
         ju - pronuncia-se “iú” ; aŭ- “áu”
         como em “pau”;
         eŭ- “êu” como em “europa”;

Mais alguns exemplos:

sinjoro (si-ni-ô-ro); caro (tsá-ro);
ŝerci (chêr-tsi); pensi(pê-nn-si);
manĝi(má-nn-dji); monto (mô-nn-to);
ĝojo(djô-io); nun (nú-nn); min (mí-nn),
                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 12
Um primeiro texto...
Tente entender e se possível decorar. Caso alguém lhe pergunte como é o esperanto simplesmente o
fale em voz alta.


Simpla, fleksebla, belsona,                     Sím-pla, fle-ksé-bla, bel-só-na,
vere internacia en siaj elementoj,              vê-re in-ter-na-tsí-a en sí-ai e-le-mên-toi,
la lingvo Esperanto prezentas                   la lín-gvo Es-pe-rán-to pre-zên-tas
al la mondo civilizita                          al la môn-do tsi-vi-li-zí-ta
la sole veran solvon                            la sô-le vê-ran sôl-von
de la problemo de lingvo neŭtrala,              de la pro-blê-mon de lín-gvo neu-trá-la,
ĉar tre facila por homoj ne multe instruitaj,   tchár tre fa-tsí-la por hô-moj nê múl-te
ĝi estas komprenata sen peno                    ins-tru-í-tai,
de la personoj bone edukitaj.                   dji ês-tas kom-pre-ná-ta sên pê-no
                                                de la per-sô-noi bô-ne e-du-kí-tai


        A tradução do texto: Simples, flexível, sonora, verdadeiramente internacional em seus
        elementos, a língua Esperanto apresenta ao mundo civilizado a única verdadeira solução do
        problema de língua neutra, porque muito fácil para os homens não muito instruidos,
        ela é compreendida sem dificuldade pelas pessoas bem educadas.
        Ouça também na internet


                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 13
Alguns exercícios a mais, para você ler em voz alta:

          Cia, ĉia, regi, reĝi, iu, ju,                   Tsía, tchía, rêgui, rêdji, íu, iú,
          prujno, maljuna, seshora,                         prúino, maliúna, sêsshôra,
           heroino, pesilo, pezilo,                           heroíno, pessílo, pezílo,
         antaŭ,vesto, veŝto, praulo,                     ánn-tau, vêssto, vêchto, praúlo,
        fraŭlo, nenio, adiaŭ, rezervi,                     fráulo, nenío, adíau, rezêrvi,
              krajono, feino, ĉiel,                            craiôno, feíno, tchíel,
           ŝanceli, malplej, dudek,                         chantsêli, mál-plei, dú-dek,
           tiuj, kuiri, alia, daŭrigi,                    tí-ui, ku-í-ri, alí-a, dau-rí-gui,
            dimanĉo, sinjoro, ajn,                        dimánn-tcho, si-nió-ro, áinn,
           ago, aĝo, ĉasaĵo, peĉjo,                       ágo, ádjo, tchassájo, pêtchio,
         manjo, eksceso, farmacia,                        mánio, ekss-tsêsso, farmatsía,
            fluida, foiro, geologio,                         fluída, foíro, gueologuío,
                infano, buljono.                                 inn-fánno, buliôno.


                 Ouça também na internet




                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 14
Todo o alfabeto
As 28 letras do alfabeto do esperanto e seus nomes são:

         AB C Ĉ D EF G Ĝ H Ĥ I J Ĵ K L M N OP R S Ŝ T UŬ V Z
         a bo co ĉo do e fo go ĝo ho ĥo i jo ĵo ko lo mo no o po ro so ŝo to u ŭo vo zo

Como se pode notar não há em Esperanto as letras “x” (ikso), “y”(ipsilono), w(duobla vo) que são
usados apenas como símbolos matemáticos, assim
como em português usamos o alfabeto grego.



As Nações Unidas já reconheceram, por 3 vezes, o
Esperanto como uma língua útil para melhorar as
relações culturais e amistosas entre as nações.
Cabe agora aos estados-membros adotar o
Esperanto como um instrumento real para
promover uma internacionalidade mais
democrática.




                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 15
LIÇÃO 2:
SUBSTANTIVOS, ADJETIVOS, ADVÉRBIOS,
VERBOS, ARTIGO

Substantivos e o plural                                 Adjetivos e o plural
                               terminações: -o -oj                                 terminações: -a -aj
            Os substantivos são palavras que                      As palavras que exprimem
            dão nomes às coisas, reais ou                         qualidade das coisas são os
            imaginárias.                                          adjetivos.
Por exemplo: cavalo, amor, Brasil, homem,               Em Esperanto, os adjetivos terminam em “-a”
mulher, montanha, esperança, etc.                       no singular e “-aj” no plural, concordando
Em Esperanto os substantivos são sempre                 com o número do substantivo. Eis alguns
terminados em “-o” no singular e em “-oj”, no           exemplos:
plural. Eis alguns exemplos:                            granda (grande), forta (forte), utila (útil),
filo - filoj (filho - filhos),                          fortaj ĉevaloj (cavalos fortes),
ĉevalo - ĉevaloj (cavalo-cavalos),                      alta domo (casa alta),
floro - floroj (flor - flores),                         riĉaj viroj (homens ricos).
ŝtono - ŝtonoj (pedra-pedras).                          Como se pode ver os adjetivos tendem a ficar
                                                        na frente dos substantivos, mas esta regra
                                                        não é fixa. Podemos dizer: “Dio bona kaj
                                                        pova” (Deus bom e poderoso). Mas o estilo
                                                        comum é fazê-lo anteceder ao substantivo.
                                         Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 16
Advérbios                                           Verbos
                              Terminação: -e                    Terminações: -as -is -os -i -u -us
         São palavras invariáveis que                        Os verbos servem para exprimir
         exprimem circunstância de                           uma ação:
         tempo, lugar, modo, qualidade,                      Petro skribas. (Pedro escreve.)
         quantidade, afirmação, dúvida,             ou, ainda, uma relação de estado ou
         etc.                                       qualidade:
Em Esperanto, os advérbios derivados de                      Lakto estas blanka. (Leite é
substantivos, adjetivos, verbos, etc terminam                branco.)
em “-e” e são invariáveis em gênero e                        Estos multaj homoj. (Haverá muitas
número.                                                      pessoas.)
Por exemplo:                                        Ou, ainda, para expressar um fato:
         bone (bem);                                         Tondris! (Trovejou!)
         riĉe(ricamente);
         certe (certamente),                        As terminações verbais, em Esperanto, são:
         hejme (em casa),
         laste (ultimamente).                       presente “-as” infinitivo  “-i”
Há também advérbios primitivos e que não            passado “-is” imperativo “-u”
necessariamente terminam em “-e”, por               futuro   “-os” condicional “-us”
exemplo: hodiaŭ (hoje); jes (sim); ne (não);
pli (mais); neniam (nunca); ankaŭ (também),
etc.




                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 17
Conjugação dos Verbos e
os Pronomes Pessoais
                mi, vi, li, ŝi, ĝi, ni, ili, oni, si




Doni (dar), legi (ler), studi (estudar).                  Marŝu! (Marchem!).
Mi donas. (Eu dou.)                                       Manĝu vi! (Come (tu) ou comei (vós) )
Vi donos.                                                 Volu Dio! ( Queira Deus!)
(Tu darás, vós daréis,                                    Ni kantus, se li permesus.
você dará ou vocês darão)                                 ( Nós cantaríamos, se ele permitisse).
Li ricevis (ele recebeu),
Ŝi aĉetis (ela comprou),                                  Ili dancis ĝis malfrue ( Eles dançaram até
Ĝi dormas (ele ou ela dorme)                              tarde).
Ni kantus, se li permesus.                                Oni vivis, vivas kaj vivos (A gente viveu, vive
( Nós cantaríamos, se ele permitisse).                    e viverá).
Ili dancis ĝis malfrue.                                   Li donacis al si mem. (Ele fez uma doação a si
( Eles dançaram até tarde).                               mesmo)
Oni vivis, vivas kaj vivos                                Marŝu! (Marchem!).
(A gente viveu, vive e viverá).                           Manĝu vi! Come (tu) ou comei (vós)
Li donacis al si mem.                                     Volu Dio! ( Queira Deus!)
(Ele fez uma doação a si mesmo)

                                           Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 18
Resumo dos pronomes pessoais:
                                                                       Caminhei. ( Mi iris.) Dançávamos.
Mi     eu        Ni                 nós                                (Ni dancis).
Vi tu, você      Vi                 vós                                Quando vim, falei com ela e fomos à
Li     ele       Ili            eles, elas                             piscina.
Ŝi     ela      Oni              a gente                               (Kiam mi venis, mi parolis al ŝi kaj ni
Ĝi ele, ela (c)  Si            reflexivo da                            iris al la naĝejo)
                             terceira pessoa
                            singular ou plural

Algumas observações importantes sobre os                       3. Há verbos impessoais como:
verbos e sobre os pronomes:                                                    Choveu. (Pluvis.)
                                                                               Nevará. (Neĝos)
1. Como você pode ver o Esperanto é
absolutamente regular e não há qualquer
exceção de conjugação.                                         4. O verbo “haver” no sentido de existir,
                                                               traduz-se para o Esperanto sempre como
2. Todas as pessoas gramaticais têm a                          “ESTI” (ser,estar):
mesma conjugação, é imprescindível que o
sujeito ou pronome pessoal sempre                                               Amanhã haverá festa
acompanhe o verbo:                                                              (Morgaŭ estos festo.)

c
 O pronome ĝi é similar ao “it” do inglês, referindo-se
preferencialmente a animais, seres inanimados ou
assexuados. No entanto, para uma criança que não se sabe o
sexo, pode-se empregar esse pronome.


                                                Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 19
Artigo Definido                                          Raízes e Terminações
                                               la        san’, bon’, mort’, ... + -o, -a, -e, -i, -as, ...

A palavra “la” é o artigo definido em                                      A Raiz é a parte
Esperanto, significando “o, a, os, as”.                                    invariável da palavra.
Por exemplo:                                             É importantíssimo que saibamos reconhecer
                                                         as raízes em Esperanto, pois o forte dessa
         la patroj (os pais),                            língua é a derivação que fazemos com as
         la granda leono (o grande leão),                raizes e as terminações:
         la kampoj (os campos).
                                                         Você já conhece algumas terminações em
Em Esperanto, não há artigo indefinido. A                Esperanto:
indeterminação é marcada simplesmente pela
ausência do artigo definido.                              -o, -a, -e, -i, -as, -os, -is, -i, -u, -us
Portanto,
                                                         san’o (saúde),
         Viro mortis. (Um homem morreu.)                 san’a (saudável),
         Knabino dancas en la salono.                    san’e (saudavelmente),
         (Uma menina dança no salão.)                    san’i (estar com saúde), etc.

                                                         skrib’o ( (a)escrita),
                                                         skrib’a (escrito),
                                                         skrib’e (por escrito),
                                                         skrib’i (escrever),

                                          Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 20
mi skrib’as (escrevo),
vi skrib’os (escreverás),                               Obs: o uso de apóstrofos é apenas para
li skrib’is (ele escreveu),                             salientar o uso dos radicais com as
                                                        terminações. O Esperanto normal não utiliza
skrib’u! (escreve!),                                    esses sinais.
se ni skrib’us (se escrevéssemos).


Interrogativos
                                                             Ĉu...? Jes/Ne      Kio? Kia? Kiu? Kiuj?

Em Esperanto, quando se pergunta                        Mas, há outros pronomes interrogativos em
esperando-se “sim”(jes) ou “não”(ne) como               Esperanto:
resposta, utiliza-se a partícula “ĉu” , no ínicio
da frase interrogativa:                                 Kio = O que?

         Ĉu li manĝas? (Ele come?):                             Kio estas sur la tablo? Libro.
                 Jes, li manĝas                                 (O que está em cima da mesa?
                 (Sim, ele come)                                Um livro.)
                 Ne, li ne manĝas                               Kio estas sur la tablo? Libroj
                 (Não, ele não come).
                                                        Quando se pergunta com KIO espera-se uma
                                                        resposta com um substantivo, portanto uma
                                                        palavra terminada com “-o” ou no plural “-oj”.
                                                        No entanto, não há plural para KIO.

                                         Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 21
Kia = De que tipo, como?
(Pergunta a qualidade das coisas)

        Kia estas la libro? Bona.
        (Como é o livro? Bom.)
        Kiaj estas la libroj? Bonaj.
        (Como são os livros? Bons.)

Kiu = Quem? O que? Qual? Quais?
    (pergunta pela individualidade das
    coisas)

    Kiu alvenis? Petro.                               As nações ainda precisam se entender muito
    (Quem chegou? Pedro.)                                  bem para viver momentos de paz. O
    Kiuj alvenis? Petro kaj Maria.                      Esperanto é uma grande contribuição para
    (Quem chegou? Pedro e Maria.)                     auxiliar na compreensão entre os povos, pois
    Kiuj libroj estas sur la tablo?                     não pretende ser uma língua única para o
    De geografio kaj matematiko.                      mundo, mas uma segunda língua auxilar para
    (Quais livros estão sobre a mesa? De                 todos. Um adoção mais generalizada do
         geografia e matemática.)                     Esperanto permitiria que as grandes decisões
                                                       no mundo fossem tomadas de uma maneira
                                                       mais democrática, sem previlegiar algumas
                                                             paises, em detrimento de outros.



                                       Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 22
Resumindo a Lição 2
Você aprendeu até aqui os seguintes itens:

   •    Substantivos - teminados em “-o” no singular e “-oj” no plural;
   •    Adjetivos - teminados em “-a” no singular e “-aj” no plural;
   •    Advérbios derivados - terminados em “-e”;
   •    Verbos: no infinitivo (-i), no presente (-as),
        no passado (-is), no futuro (-os), no condicional (-us),
        no imperativo (-u);
   •    Pronomes Pessoais: (mi, vi, li, ŝi, ĝi, ni, ili, oni, si);
   •    Artigo Definido: “ la” ; o artigo indefinido não existe.
   •    Raizes e derivações;

                         Agora está na hora de fazer os exercícios da lição 2. Tente fazê-los por
                         escrito manualmente. Isso facilita a sua capacidade de escrever e aprender
                         o Esperanto mais facilmente.

                                 Sen ordo en afero ne ekzistas prospero!
                         (Sem ordem no negócio (coisa, assunto), não há prosperidade!)




                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 23
LIÇÃO 3:
NOMES PRÓPRIOS, FEMININO,
TÍTULOS, POSSESSIVOS,
ANTONIMOS



Nomes Próprios
Nomes próprios em Esperanto são também                       La rivero Nilo
escritos com a primeira letra maiúscula, como                (O rio Nilo)
no português.
         Adamo, Brazilo, Jakob, Marta,                       La granda San-Paŭlo
         Zamenhof, Johano                                    (A grande São Paulo)

Por já definirem bem a situação que                          La reĝo Salomono
denominam, não se pode usar o artigo                         (O rei Salomão).
definido “la”. Portanto, “a Argentina” em
Esperanto seria somente “Argentino”. Mas            Há uma tendência de formação regular dos
usamos o artigo caso se empregue uma                nomes de países, mas discutiremos isso mais
qualificação antes do nome, por exemplo:            a frente.

                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 24
Nomes Próprios Femininos                            O Feminino
                                                                                     Sufixo: -in-
Em Esperanto, não há regras fixas para os           O sufixo “-ino” em Esperanto é indicativo do
nomes próprios, mas alguns já são                   feminino. Se aplica, sem exceção, a todos os
esperantizados.                                     substantivos sexuados:
                                                             viro (homem) virino (mulher);
O uso dos nomes próprios é que fixa a sua                    bovo (boi)     bovino (vaca);
grafia. Não se encomode ao ver alguns nomes                  brazilano (brasileiro) brazilanino
femininos terminados em “-o”, pois isto é                                           (brasileira);
comum: Sofio, Margareto, etc.                                amiko (amigo) amikino (amiga);
                                                             edzo (marido) edzino (esposa);
Aliás nomes próprios são substantivos e                      hundo (cão)    hundino (cadela);
substantivos são terminam em “-o”. Mas,                      frato (irmão) fratino (irmã);
esta regra, muito usual no início do                         tigro (tigre) tigrino (tigreza);
Esperanto, de se esperantizar nomes
femininos, vem perdendo força entre os               É interessante que quando se quer enfatizar
esperantistas, devido ao costume                    o sexo masculino, utiliza-se a raiz “ vir’ “
internacional de se ter nomes femininos             como prefixo:
terminados em “-a”.
                                                            ĉevalo (cavalo) virĉevalo
                                                            (garanhão);
                                                            bovo (boi) virbovo (touro);
                                                            leono (leão) virleono (leão
                                                            macho);

                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 25
Nomes de Gentileza ou                                 Samideano(-ino)-“S-ano(-ino)” são
Títulos                                               formas de tratamento entre esperantistas,
                                                      e quer dizer “coidealista”. Samideano já é
                                                      uma palavra em português, registrada no
As formas de tratamento em Esperanto, mais            Aurélio.
comuns são:
                                                   Eis alguns exemplos de tratamento:
        Sinjoro                                             S-ro Petro, S-ino Katarina, F-ino
        (Senhor) abreviado para “S-ro”                      Tereza, D-ro Zamenhof, Sankta
        Sinjorino                                           Jozefo, Sankta Marta, S-ano
        (Senhora) abreviado para “S-ino”                    Antono, S-anino Margareto.
        Fraŭlino
        (Senhorita) abreviado para “F-ino”
        Doktoro                                    Gênero
        (Doutor) abreviado para “D-ro”
                                                   Em Esperanto, não há genêro gramatical nas
        Doktorino
                                                   palavras, que é um dos pontos mais difíceis
        (Doutora) abreviado para “D-ino”
                                                   em todos os idiomas, inclusive no português.
        Profesoro(-ino)
                                                   Apenas na terceira pessoa do singular, faz-se
        Professor(a) universitário(a)
                                                   distinção de gênero : “li”(ele), “ŝi” (ela) e
        “Prof.(-a)”
                                                   “ĝi” (ele ou ela). Este último pronome pode,
                                                   às vezes, ser usado quando se referindo à
        Sankta (Santo ou santa) abrev. para
                                                   criança recém-nascida. Mas, mesmo isso não
        “S-kta” lembre-se que “sankta” é
                                                   é também muito usual.
        adjetivo, portanto não precisa da
        desinência do feminino.

                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 26
Kio estas al la infano, ke ĝi               espiritual: anĝelo(anjo), diablo (diabo),
         ploras?                                     spirito (espírito), Dio (Deus). Tais palavras
         (O que há com a criança, que ela            por razões óbvias normalmente não levam o
         está chorando?)                             sufixo do feminino “-ino”.
Na maioria das vezes, o ĝi é usado somente           O pronome pessoal ONI se traduz pelo
se referindo a coisas e animais, que não os de       pronome “se” ou ainda por “a gente”, por
estimação:                                           exemplo:
                                                                        Oni diras =“a gente diz” ou
        La hirundo flugas en la aero, ĝi                                “diz-se”
        estas bela birdo.                                               Oni rakontas, ke li alvenis
        (A andorinha voa no ar, ela é um                                hieraŭ.
        pássaro bonito.)                                                Conta-se que ele chegou
                                                                        ontem.
                                                                        ou ainda:
                                                                        Contam que ele chegou
“Homo” e “Oni”                                                          ontem.

HOMO em Esperanto significa o homem na
acepção de “ser humano”:
                                                     Pronomes Possessivos
                 La homo estas mortema.
                 (O homem é mortal).                 Pronomes possessivos formam-se em
                                                     esperanto, pelo acréscimo da terminação
Portanto, esta palavra pode e deve sempre se         adjetiva “-a” aos pronomes pessoais, e
referir a homens e mulheres. Da mesma                comportam-se como qualquer adjetivo:
forma que HOMO temos a palavra PERSONO
(pessoa), INFANO e ainda as de conotação
                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 27
mi    “mia” (meu, minha) no plural            Esperanto estas facila; ĝia gramatiko
        “miaj”                                        estas facila.
        vi    “via” (teu, tua, vosso, vossa,          (O Esperanto é fácil; sua gramática é fácil).
        seu, sua) no plural “viaj”                    Jen belaj floroj: Ilia odoro estas agrabla.
        li   “lia” (seu, sua, “dele”) - no            (Eis belas flores: o seu(=delas) odor é
        plural “liaj”                                 agradável).
        ŝi   “ŝia” (seu, sua, “dela”)- no             Li estas en sia ĉambro, ne en la ŝia.
        plural “ŝiaj”                                 (Ele está no seu (próprio) quarto, não no
        ĝi   “ĝia” (seu, sua, “dele/dela” para        dela.)
        coisas e animais)- no plural: “ĝiaj”
        ni   “nia” (nosso, nossa) - no plural
        “niaj”                                        Antônimo
        ili  “ilia” (seu, sua, “deles, delas”) -                                   Prefixo mal-
        no plural: “iliaj”                            O antônimo em Esperanto é sempre feito com
        si   “sia” (possessivo reflexivo da           o prefixo “mal-“
        3a.pessoa)- no plural:“siaj”
                                                      nova (novo)         malnova (velho)
Exemplos dos Possessivos:                             bona (bom)          malbona (ruim)
Mia libro. Miaj libroj. Niaj filoj. Iliaj             fermi (fechar)      malfermi (fechar)
infanoj.                                              sukceso (sucesso)   malsukceso (insucesso)
(Meu livro. Meus livros. Nossos filhos. As            multaj (muitos)     malmultaj (poucos)
crianças deles).                                      antaŭ (na frente)   malantaŭ (atrás)
Maria estas nia najbarino, ŝia domo estas             riĉa (rico)         malriĉa (pobre)
tre bela.
(Maria é nossa vizinha, a sua (dela) casa é
muito bonita).
                                       Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 28
Muito cuidado para não confundir o significado       Faça agora o exercício da lição 3. Procure
do prefixo “mal” com o sentido de “mau” ou           sempre recordar os exercícios anteriores.
“ruim” em português, O “mal” só serve para           Pronuncie sempre em voz alta, para poder
expressar a idéia de contrário.                      sentir o Esperanto.
Portanto,
“hela” (claro)    “malhela” é “escuro” e não
pouco claro.
“avara” (avarento) “malavara” é
“generoso” e não um avarento ruim.


Resumo da lição 3
    O uso de Nomes Próprios em Esperanto;
    O Feminino “-in”;
    As formas de tratamento: “S-ro”,
    ”D-ro”, “S-ano”, etc...
    O Gênero e o uso do “ĝi”
    O Emprego de “Homo” e “Oni”                        A ecologia representa um bom senso
    Os pronomes possessivos: “mia”, “via”,             do homem em relação à natureza. Da
    “lia”, “ŝia”, “ĝia”,                                mesma forma, tem sido o Esperanto
    “nia”, “ilia”                                      em relação às línguas nacionais, pois
    O Antônimo “mal-”                                       é uma necessidade para a
                                                       comunicação internacional e traz um
                                                       bem permanente para a humanidade.

                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 29
LIÇÃO 4:
ORAÇÕES, ACUSATIVO, AUMENTATIVO, DIMINUTIVO,
NÚMEROS

A Oração
          Sujeito         Verbo          Objeto
         (agente)         (ação)       (receptor)
          A mãe            ama            o filho
        La patrino         amas          la filoN
       O bom aluno          fez        a lição grande
     La bona lernanto      faris   la grandaN lecionoN
    As grandes famílias    têm       amplas casas
    La grandaj familioj   havas     vastajN domojN
            Eu            chamei você e meus irmãos
            Mi             vokis viN kaj miajN fratojN

                                                             La ludanto ŝotas la pilkon.
                                                                      Li ludas futbalon.




                               Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 30
frase e que não prejudicam em absoluto a
                                                      compreensão:
Acusativo
                                                              La patro la filon vokis. La filon la
Você deve ter notado que o receptor da ação,                  patro vokis. Vokis la patro la filon.
que geralmente é o objeto direto, recebe, em                  Vokis la filon la patro. La filon vokis
Esperanto, a terminação “-n” (acusativo).                     la patro
                                                              E a mais usual...
Essa marca de recepção da ação recai no                       La patro vokis la filon.
substantivo, no adjetivo, no singular ou plural
e, ainda, nos pronomes pessoais e
possessivos.
                                                      Outros tipos de orações
O Esperanto é uma língua que permite uma              Recebem o acusativo só as orações que têm
grande flexibilidade de posição dos elementos         um verbo transitivo, por exemplo: comer,
da frase, invertê-los é um dos recursos               chamar, anunciar, etc
poéticos e de ênfase e que praticamente não
dispomos nos outros idiomas latinos, mas,             Mas alguns verbos terminam a ação em si
comumente preferimos a ordem direta:                  mesmo e não pedem acusativo, por exemplo:

        La patro vokis la filon                               La homo vivas (O homem vive);
        (O pai chamou o filho)                                La birdo kantas (o pássaro canta)
                                                              La bruo ĉesis ( O barulho cessou).
No entanto, há pelo menos mais seis
possibilidades de disposição dos termos dessa         Como você vê tais frases não pedem
                                                      acusativo, pois a ação termina em si mesma.
                                       Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 31
Mas cuidado, pois às vezes, por uma questão                  Li estas instruisto.
de estilo, podemos inverter a posição do                     (Ele é professor.)
sujeito com o verbo e continua-se não
necessitando do acusativo:                                   Portanto, muito cuidado para não
                                                             colocar o acusativo depois do verbo
        Vivas la homo; kantas la birdo;                      “ESTI”, pois o predicativo não pede
        ĉesis la bruo.                                       acusativo.


A oração predicativa                                 Os pronomes interrogativos
Como no português, em Esperanto há certos            KIO, KIA, KIU
verbos que expressam simplesmente uma
qualificação (predicativo) do sujeito ou do
objeto e, portanto, não transmitem qualquer                  KioN li faris? Li faris tabloN.
ação.                                                        (O que ele fez? Ele fez uma mesa).
                                                             KiaN tabloN li faris? GrandaN
Por exemplo, os verbos: ser, estar, parecer,                 tabloN.
permancer, ficar.                                            (Qual tipo de mesa ele fez? Uma
Como esses verbos não transmitem qualquer                    mesa grande).
ação, eles não pedem o acusativo.                            KiajN librojN vi aĉetis? TeknikajN
                                                             librojN.
        La birdo estas bela.                                 (Quais livros você comprou? Livros
        ( O pássaro é belo.)                                 técnicos).
        la maro ŝajnas trankvila.                            KiuN vi vidis? Mi vidis liN.
        ( O mar parece tranqüilo ).                          (Quem você viu? Eu o vi).


                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 32
KiujN vi invitis? Mi invitis miajN
        lernantojN
                                                    Por que “BonaN TagoN”
        (Quem você convidou? Convidei               tem acusativo?
        meus alunos).
                                                    Esta expressão pertence ao tipo de frases
Veja que os interrogativos em Esperanto que         elípticas, isto é aquelas que subentendem
perguntam por coisas (KIO= o que?), por             uma frase anterior, por exemplo:
qualidade, espécie (KIA, KIAJ?= de que                        Mi deziras al vi bonaN tagoN!
tipo?), e por individualidade (KIU, KIUJ=                     (Desejo-lhe um bom dia!)
Quem, Quais?) recebem o acusativo se
estiverem perguntando pelo receptor da ação         Como BONAN TAGON está na situação de
(objeto direto).                                    ser desejado (receptor da ação), ele leva o
                                                    acusativo. Da mesma forma temos:

                  Bonan Matenon!                                    Dankon!
     (Bom dia! Usado bem cedo, pela manhã até                      (Obrigado)
                     umas 10hs)                                  Ne dankinde!
                   Bonan Tagon!                                    (De nada!)
     (Bom dia e Boa Tarde, usado até a tardinha)                    Saluton!
                  Bonan Vesperon!                                   (Olá!; oi!)
     (Boa noite, mas quando você está chegando           mas, Ĝis Revido! (Até a vista).
                      à noite)                      Nesse caso, REVIDO não tem acusativo,
                   Bonan Nokton!                   pois depois de preposição (ĝis=até) não se
       (Boa noite, mas quando você está indo                    coloca acusativo.
                      dormir)


                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 33
Li venis kun lia filo.
                                                       (Ele veio com o filho que é de um outro,
                                                       mas não dele mesmo.)
O Pronome “si” e o
possessivo “sia”                                     Como não se pode usar “si” e “sia” no
                                                     sujeito, pois este pronome reflexivo deve
                                                     sempre deve ficar no complemento, deve-se
O pronome “si” em Esperanto é reflexivo e se         dizer:
refere só a terceira pessoa, tanto do plural                   Li kaj lia filo venis.
quanto do singular que esteja no sujeito da          Mesmo se tratando de ser o filho dele mesmo.
oração:                                              Nesse caso, quando se deseja enfatizar o fato
                                                     de ser mesmo o filho dele, pode-se dizer:
  Li parolis pri si
  ( Ele falou sobre si ).                                    Li venis kun sia filo.
  La homoj devus vivi inter si harmonie.
  (Os homens deveriam viver entre si em
  harmonia).
  Ŝi batalis kun si.                                 O aumentativo e o
  (Ela lutou consigo mesma).
  Li vidis sin en la spegulo.
                                                     diminutivo
  (Ele se viu no espelho)
                                                     O sufixo “-EG” é o que traz a idéia do
Da mesma forma, usa-se o seu                         aumentativo, e o sufixo “-ET” do diminutivo:
correspondente “sia”:
   Li venis kun sia filo.                            domo - domego - dometo
   (Ele veio com seu próprio filho)
                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 34
(casa - casarão - casinha)
varma - varmega - varmeta
(quente - ardente - morno)
ridi - ridegi - rideti
(rir - gargalhar - sorrir).
Algumas palavras em Esperanto, com estes
sufixos, podem traduzir situações específicas
e, portanto, não necessariamente maiores ou
menores fisicamente:                               O mundo luta contra o preconceito nas
                                                   suas diversas formas. Ter preconceito em
        pordo - pordego                            relação à raça, credo e opção sexual é
                 (porta-portão);                   uma atitude injusta, mas ainda muito
        korto - kortego                            presente no mundo moderno. Há uma
                 (pátio - corte real);             outra forma de preconceito, que é o
        nazo - nazego                              preconceito lingüístico. O Esperanto existe
                 (nariz - focinho);                exatamente para saná-lo. A vantagens de
        stelo - steleto                            alguns idiomas nacionais sobre outros é
                 (estrela-asterisco);              inadmissível em um mundo democrático.
        ruĝa – ruĝeta                              Ajude a divulgar o Esperanto de uma
                 (vermelho - avermelhado);         forma consciente e, assim, você estará
                                                   ajudando a caminharmos para um mundo
                                                   moderno menos preconceituoso.




                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 35
Os Números em Esperanto
    1    Unu    21    Dudek unu      200               ducent
    2     Du    22     Dudek du      300               tricent
    3     Tri   30       Tridek      400             Kvarcent
    4    Kvar   35    Tridek kvin    500             Kvincent
    5    Kvin   40     Kvardek       600              Sescent
    6    Ses    48    Kvardek ok     700              Sepcent
    7    Sep    50     Kvindek       800               Okcent
    8     Ok    59   Kvindek naŭ     900              Naŭcent
    9    Naŭ    60      Sesdek       987        Naŭcent okdek sep
    10   Dek    70      Sepdek       999       Naŭcent naŭdek naŭ
    11 Dek unu 80        Okdek      1000                 Mil
    12 Dek du   90      Naŭdek      1001               Mil unu
    13 Dek tri 100        Cent      1015            Mil dek kvin
    14 Dek kvar 101    Cent unu     1027           Mil dudek sep
    15 Dek kvin 109   Centu naŭ     1100              Mil cent
    16 Dek ses 150   Cent kvindek   1103            Mil cent tri
    17 Dek sep 164 Cent sesdek kvar 2000               Du mil
    18 Dek ok 170    Cent sepdek    5076        Kvin mil sepdek ses
    19 Dek naŭ 180    Cent okdek    10000             Dek mil
    20  Dudek   190  Cent naŭdek    15699 Dek kvin mil sescent naŭdek naŭ



                           Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 36
Resumo da Quarta Lição
Nesta lição, você aprendeu os seguintes assuntos:

    •   A oração transitiva e o acusativo.
    •   As orações não transitivas.
    •   A oração predicativa
    •   KioN, KiuN, KiaN                                            Doni la manojn
    •   Porque se diz "BonaN TagoN".
    •   O pronome "si" e "sia".                             O ato de dar as mãos é uma atitude
    •   O aumentativo (sufixo -EG-)                      civilizada, que transmite o entendimento
    •   O diminutivo (sufixo -ET-)                          entre pessoas. É um gesto que faz
    •   Os números cardinais em Esperanto.               parte do mundo moderno. Além disso, o
                                                         seu significado é muito mais amplo, pois
                                                          mostra que há respeito mútuo entre as
Antes de passar a frente diga em voz alta estes números:    partes, com a devida aceitação das
        3, 46, 78, 167,                                  diversidades existentes. Nesse gesto se
        323, 967, 1345                                       transminte o início de um trabalho
        23589.                                           conjunto. De alguma forma, a prática do
                                                          Esperanto é filosoficamente um ato de
Não se esqueça de fazer os exercícios dessa lição.            dar as mãos, principalmente com
                                                            relação a se respeitar a diversidade
                                                            humana de uma forma democrática.


                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 37
LIÇÃO 5: OS NUMERAIS, O ANO, O
DIA, DATAS E HORAS

Os números e suas
derivações
Já apresentamos na lição anterior os números
cardinais:
         unu (1), du (2), tri (3),
         ... dek (10) …dek kvin (15),
                                                           ... okdek-kvara (84ª),
         ... okdek kvar (84),
                                                           ... ducenta (200ª)
         ... ducent (200),
                                                           ... kvincent-sepdek-dua (572ª).
         …kvincent sepdek du (572)
                                                   ou seja, na nossa complicada língua
Os números ordinais, em qualquer língua, são
                                                   portuguesa:
adjetivos e em Esperanto eles são facilmente
formados colocando uma terminação “-a”,
                                                           primeiro, segundo, terceiro,
como todos os adjetivos, portanto para os
                                                           ...décimo, ...décimo quinto,
números acima teremos:
                                                           ...octuagésimo quarto,
                                                           ... ducentésimo,
                                                           ...quincentésimo septuagésimo
        Unua (1ª), dua(2ª), tria(3ª)
                                                           segundo.
        ...deka (10ª), ...dekkvina (15ª),

                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 38
podemos ainda continuar derivando:
       unue, due, trie,... deke,...
                                                     Os multiplicativos e os
       dekkvine,... okdek-kvare …                    fracionários
ou seja:
           primeiramente, em segundo                 É extremamente simples a derivação desses
           lugar, em terceiro lugar,                 tipos de numerais, pois os multiplicativos tem
           ...em décimo lugar, ...em décimo          o sufixo (-OBL-) e os fracionários tem o
           quinto lugar,                             sufixo (-ON-):
           ... em octuagésimo quarto
           lugar...                                    duOBLo (dobro) duONo (metade)
                                                       trioblo (triplo) triono (um terço)
Podemos ainda ter substantivos:
                                                       dekoblo (10 vezes)
           unuo (unidade); deko(dezena);               dekono (um décimo)
           dek-duo(dúzia); cento(centena);
           milo(milhar)...                             centoblo (cêntuplo)
                                                       centono (um centésimo)
           O interessante que, em qualquer
           língua, “zero” e “milhão” são               4 x 5 = 20
           substantivos, também em Esperanto:          Kvaroble kvin estas dudek
           NULO e MILIONO.                             8 é 4/5 de 10
                                                       Ok estas kvar kvinonoj de dek.
                                                       mas,
                                                       10/2 = 5
                                                       Dek dividita de du estas kvin.

                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 39
Aprenda também a somar e subtrair em               Vi prezentos vin, sed unuope.
Esperanto:                                            (Vocês se apresentarão, mas um a um.)
        8 + 7 = 15                                 Tiuj du amikoj promenas ĉiam duope.
        ok PLUS sep estas dek kvin;                   (Esses dois amigos passeiam sempre em
        17 - 3 = 14                                   dupla).
        dek sep MINUS tri estas dek                Vi studu kvarope.
        kvar.                                         ( Estudem em grupos de quatro).


                                                   A preposição
Coletivos                                          distributiva “Po”
Os coletivos são expressões derivadas dos
números
que significam “em grupos de”:                     Esta preposição, em Esperanto, tem o
Em Esperanto, os coletivos se formam com o         significado específico de “à razão de”, às
sufixo “-OP-“:                                     vezes nem traduzível:

        duOPo                                              po sep - à razão de sete;
        uma dupla, um grupo de dois;                       po cent - à razão de cem;
        triopo
        um trio, um grupo de três;                 Mi donis al miaj infanoj po tri pomoj;
        kvaropo = um quarteto                         (Dei às minhas crianças três maçãs a
        kvinopo = um quinteto                         cada uma)
        ....e assim por diante.
                                                   Compare com:


                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 40
Mi donis al miaj infanoj tri pomojn;
(Dei às minhas crianças três maçãs, isto é            No mundo moderno
somente, três maças para todas)                       praticamente não há mais
                                                      barreiras tecnológicas, as
                                                      barreiras políticas estão
        Note que depois de preposição (no             sendo vencidas, no
        caso acima a preposição “po”) não             entanto, as barreiras
        se põe acusativo, nem nos numerais            linguísticas só serão
        cardinais.                                    resolvidas através de uma
                                                      língua neutra e pertencente a todos
                                                      democraticamente. O Esperanto é essa solução.
Ano, estações, meses e
dias
En la jaro estas kvar sezonoj:                          En la monato estas kvar semajnoj,
                                                                (No mes há quatro semanas,)
Primtempo, Somero, Aŭtuno, Vintro                       kaj en la semajno estas sep tagoj:
       (No ano há quatro estações:                              (e na semana há 7 dias:)
       Primavera, Verão, Outono, Inverno).
                                                     Lundo, Mardo, Merkredo, Ĵaŭdo,
kaj dek du monatoj:                                         Vendredo, Sabato, Dimanĉo
(e doze meses:)
Januaro, Februaro, Marto, Aprilo, Majo,                      (Segunda-feira, terça-feira, quarta-
Junio, Julio, Aŭgusto, Septembro,                            feira, quinta-feira, sexta-feira,
Oktobro, Novembro, Decembro                                  sábado, domingo). Note que
Não precisa nem traduzir!                                    “Mardo” é “Terça” e “Marto” é
                                                             “Março”.

                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 41
Datas e o interrogativo                                       Je tagmezo, li alvenis
“Kiam”                                                        = Tagmezon, li alvenis.
                                                              (Ao meio dia, ele chegou.)

        San-Paŭlo, en la 26a de Julio,                No entanto, não se pode substituir com
        2002                                          acusativo a maioria das preposicões, como o
        (São Paulo, 26 de Julho de 2002)              “de” e o “ĝis” abaixo:

A rigor se deveria traduzir “no trigésimo (dia)               KIAM okazis la kongreso?
de ...”                                                       Ĝi okazis de la 7-a ĝis la 9-a de
Em datas é comum não se colocar “en la 30-a                   Majo
(tago)”, mas simplemente: “la 30-an                           (Quando aconteceu o congresso? Ele
(tagon)”, isto é, transformando-se a                          aconteceu de 7 a 9 de Maio.)
preposição “en”, em acusativo.
                                                      Em Esperanto mais moderno, prefere-se
Essa situação é também possível com as                substituir o “dum somero” por “Somere” ou
preposição dum (durante) ou je (preposição            “je tagmezo” por “tagmeze” que são
associada a tempo e, às vezes, à localização):        expressões adverbiais equivalentes.

        Dum printempo, la floroj aperas                       KIAM vi venos? Somere, post la
        = Someron, la floroj aperas.                          15-a de Februaro.
        (Durante a primevera, as flores                       Ĉu bone?
        aparecem.)                                            (Quando você virá? No verão, depois
                                                              de 15 de Fevereiro. OK?)
                                       Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 42
Horas, minutos e segundos
                                                              Estas kvarono antaŭ
            Kioma horo                            08:45       la naŭa
            estas?                                            (Um quarto para as
            (Que horas são?)                                  nove)
    08:00   Estas la oka horo                     10:32:23    Estas la deka, tridek
            akurate                                           du minutoj kaj dudek
            (São 8 horas em ponto)                            tri sekundoj.
    08:10   Estas la oka kaj dek                              (São 10 horas, 32
            minutoj                                           minutos e 23 segundos)
            (São oito e dez minutos)              00:00       Estas la Noktomezo
    08:15   Estas la oka kaj                                  (É meia noite)
            kvarono                               12:00       Estas la Tagmezo
            (São oito e um quarto)                            (É meio dia)
    08:30   Estas la oka kaj duono                10h         Estas la deka matene
            (São oito e meia)                                 (São dez da manhã)
    08:40   Estas la oka kaj                      22h         Estas la deka vespere
            kvardek minutoj                                   (São dez da noite)
            (São oito e quarenta)                 03h         Estas la tria nokte
            ou                                                (São três da
            Estas dudek minutoj                               madrugada)
            antaŭ la naŭa
            (São vinte para as nove)
                            Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 43
(Quanto de açúcar você quer? Quero
Interrogativos “KIOM”,                                      dois quilogramas de açúcar).
“KIOMA”, preposição “DA”
                                                    Para horas se pergunta:
        KIOM = Quanto                                       KiomA horo estas? Estas la
        Kiom kostis la libro? Dek dolaroj                   kvara.
        (Quanto custou o livro? 10 dólares).                Que (Quantas) horas são? São 4.
Mas quando queremos perguntar quantidade            Talvez o Esperanto seja uma das únicas
de substantivos, por exemplo,”Quantos               línguas do mundo onde há um pronome
livros..?”, “Quantos metros...?”, “Quanto de        interrogativo específico para perguntar os
açúcar...?” precisamos em Esperanto de uma          números ordinais. Aliás essa palavra é apenas
preposição especial “DA”:                           uma das diferenças marcantes de precisão da
                                                    língua internacional em relação aos demais
        Kiom da libroj vi aĉetis?                   idiomas. Se perguntássemos em português,
        Mi aĉetis tri librojn.                      “Em que página do livro você está?” Talvez
        (Quantos livros comprou? Comprei 3          por hábito, repondéssemos corretamente: “Na
        livros.)                                    sétima!”. Mas poderia ser “na página verde,
        Kiom da kilometroj vi marŝis?               na página marcada, etc.”. Mas, em Esperanto,
        Mi marŝis pli ol 20 kilometroj.             “En kioma paĝo vi estas? En la sepa!” .
        (Quantos quilômetros você marchou?          Portanto, não há dúvida sobre o que
        Marchei mais de 20 km).                     responder.
        Kiom da sukero vi volas?
        Mi volas du kilogramojn da
        sukero.

                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 44
DIS       Desunião, afastamento,
Os prefixos “BO”, “GE”,                                  dispersão, separação:
“DIS”, “EK”, “RE”                                        fali(cair): disfali
                                                                     (ruir,esboroar-se)
                                                         semi(semear): dissemi
 BO    Parentesco adquirido por                                      (disseminar)
       casamento: bofrato (cunhado),                     doni(dar): disdoni (distribuir)
       bopatrino (sogra),
       bofilino (nora), bonevo                 EK        Ação ou estado que acabou
       (sobrinho).                                       de começar:
                                                         iri (andar): ekiri
 GE    Reunião de dois ou mais                                      (começar a andar)
       indivíduos de sexo diferente:                     ami (amar): ekami
       gepatroj (pai e mãe);                                        (enamorar-se)
       gesinjoroj (senhores e senhoras),                 vidi(ver): ekvidi (avistar).
       geknaboj ( meninos e meninas),
       geedzoj (marido e mulher).              RE        Repetição, reiteração:
                                                         aperi(aparecer)-reaperi
       Atenção: com “ge” sempre temos o                  (reaparecer)
       plural nos substantivos.                          vidi(ver)-revidi(rever)
                                                         diri(dizer)-rediri(retrucar)
                                                         soni(soar)-resoni(ressoar)




                               Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 45
Resumo da 5ª Lição
Nessa lição, nos vimos os seguintes
elementos:

    •   Os números ordinais:
        (terminados em -a);
    •   os multiplicativos (-obl-); os
        fracionários (-on-);
    •   os coletivos (-op-);
    •   A preposição “po” (à razão de) e
        “da” (para quantidades);
    •   Estações, ano, meses, dias e
        horas.
    •   Os interrogativos: Kiam                      Faça os exercícios dessa lição. Mas antes de ir
        (Quando?), Kiom (da)?                        à frente traduza e diga em voz alta:
        (Quanto?), Kioma horo ..?
        (Quantas horas..?);                                  as estações, os meses, os dias da
    •   Os prefixos: BO(parentesco por                       semana, 10h45m34s, 3x5,
        casamento); GE(reunião de                            23+4=27, 54-23=31, o quinteto,
        ambos os sexos);                                     sogra, os pais, disseminar, sair
        DIS(dispersão); EK(ação no                           andando, refazer.
        início); RE(repetição).



                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 46
A Europa está conseguindo, muito rapidamente, se
reunir em um único bloco econômico.

Essa situação era imprevisível do ponto de vista
histórico, uma vez que esse continente sempre
teve às voltas com guerras desumanas e de cunho,
na maioria das vezes, puramente nacionalista.

No entanto, essa união atual é um acordo entre
nações civilizadas e democráticas e que sinaliza um
respeito eqüitativo às nações que pertencem ou
vierem a pertencer a esse bloco.

A questão lingüística é delicada. Tem-se tentado
dar um tratamento de respeito aos diversos
idiomas europeus que se impõem dentro do bloco,
mas a um custo astronômico. Por outro lado, a
adoção do Euro mostrou que é possivel se apoiar
em um instrumento monetário único que respeita
as diversas economias dos países membros.
Portanto, é natural que se pense, em um futuro
próximo, sobre a adoção do Esperanto, como uma
solução lógica para a questão de democracia
lingüística na união européia. Essa medida,
certamente, trará a continuidade do respeito mútuo e perene para os paises europeus e suas
culturas milenares, que são importantes não só para a Europa, mas também, para o mundo.
                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 47
LIÇÃO 6
CORRELATIVOS
      Em Esperanto, há uma série de palavras formadas
      logicamente que são denominados correlativos.

      Os correlativos são as palavras mais usuais em qualquer idioma, pois servem para
      se relacionar aos diversos elementos dentro das orações, ora como pronomes
      (relativos ou interrogativos), ora como advérbios com funções de serem
      interrogativos, determinativos, indefinidos, coletivos ou ainda negativos.

      Os correlativos são palavras como:

                       O que?, isso, quando, naquela época; Por que?;
                       desta forma; nunca; lá; tudo; de algum tipo, etc.
      Zamenhof conseguiu montar uma tabela com 48 palavras no total, onde aparecem
      todos os correlativos que são normalmente necessários para se falar uma língua, só
      que de uma forma extremamente simples e racional.

      Isso permitiu uma simplificação maravilhosa do Esperanto em relação aos demais
      idiomas.


                          Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 48
Os radicais e terminações                               As terminações dos correlativos são:
dos Correlativos
Os correlativos são compostos de um radical e                   -o (coisa);
uma terminação. Sabendo-se o significado
principal do radical e da terminação, tem-se o                  -a (qualidade);
sentido pleno da palavra formada:
Ki-   (Interrogação)
                                                                -u (individualidade)
       Você já aprendeu o Kio, Kia,...
Ti-   (Demonstração)
                                                                -es (posse);
       Significa que você está apontando para
       algo ou para uma situação. Por ex.:
       isso, lá, daquela forma, etc                             -e (lugar)
Ĉi-   (Coletivo ou Distributivo)
       Palavras como:tudo, todos, em todo                       -el (maneira);
       lugar, cada, de todas maneiras, etc.
I-    (Indeterminação)                                          -al (razão);
       Palavras como alguém, em algum
       lugar, etc                                               -am (tempo);
Neni- (Negação)
       Palavras como “de jeito nenhum”,                         -om (quantidade)
       “nada”, “nunca”, etc
                                         Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 49
Kio = O que?
Os Correlativos                                    Kia = Qual? De qual qualidade?
Pronominais                                        Kiu = Quem?
                                                   Kies = De quem?
Como a sua própria denominação indica, eles        Tio = Aquilo
são correlativos que são pronomes, os quais        Tia = Desse tipo
podem substituir “os substantivos e os             Tiu = Aquele
adjetivos”. Geralmente, esses correlativos         Ties = Dessa pessoa
pronominais estão dentro do sujeito ou do
objeto.                                            Ĉio = Tudo
                                                   Ĉia = De todo tipo, cada
                                                   Ĉiu = Todo, cada
         -o       -a        -u       -es           Ĉies = De todos
 Ki-    KIO      KIA       KIU      KIES
                                                   Io = Algo
 Ti-    TIO      TIA       TIU       TIES          Ia = De algum tipo
                                                   Iu = Alguém
 Ĉi-    ĈIO      ĈIA       ĈIU      ĈIES
                                                   Ies = De alguém
 I-     IO        IA        IU       IES
                                                   Nenio = Nada
Neni- NENIO     NENIA    NENIU     NENIES
                                                   Nenia = De nenhum tipo
                                                   Neniu = Ninguém
                                                   Nenies = De ninguém.



                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 50
Utilização dos Correlativos                         Ĉu ĉiuj tiaj libroj estas ĉies?
Pronominais                                         (Todos esses [=desse tipo] livros são de todo
                                                    mundo?)
Kiu vi estas? Mi estas Petro.                       Ne, ili estas nenies.
(Quem você é? Sou o Pedro.)                         (Não, eles não são de ninguém.)

                                                    Esperanto estas ĉies kaj nenies.
Kio vi estas? Mi estas Lernanto.
                                                    (Esperanto é de todos e ninguém.)
(O que você é? Sou aluno.)

                                                    Kion vi manĝis?
Kio estas tio? Tio estas Floroj.
                                                    (O que comeu ontem?)
(O que é isso? Isso são flores.)
                                                    Mi manĝis tiajn panojn kun io, kion
                                                    mi ne scias
Kiaj ili estas? Blankaj.
                                                    (Comi esses pães com algo, que eu não sei)
(De que tipo são? Brancas.)
                                                    Kiujn vi vidis?
Kies libroj estas tiuj?                             (Quem você viu?)
(De quem são estes livros?)
                                                    Mi vidis tiujn personojn, kiuj estas
Tiuj estas ties, de Karlo, sed tiu
                                                    en tiu loko.
estas ies.                                          (Vi aquelas pessoas, que estão naquele
(Estes são daquela pessoa, do Carlos, mas           lugar.)
este é de alguém.)



                                     Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 51
Como esses correlativos são advérbios, eles
Os Advérbios Correlativos                    normalmente qualificam os verbos, adjetivos
                                             e outros advérbios.



          -e            -el                 -al              -am             -om
         lugar        maneira              razão            tempo          quantidade


Ki-       KIE         KIEL                KIAL              KIAM            KIOM
         onde?        como?              Por que?          Quando?          Quanto?

          TIE          TIEL               TIAL              TIAM            TIOM
Ti-                desta maneira,                                            desta
           lá                          Por essa razão    Naquele tempo
                       assim                                               quantidade
          ĈIE         ĈIEL                ĈIAL              ĈIAM            ĈIOM
Ĉi-     em todo     de todas as                                             em toda
                                      por todas razões      sempre
         lugar       maneiras                                              quantidade
          IE           IEL                 IAL               IAM             IOM
i-      em algum     de alguma          por alguma         em algum        em alguma
          lugar       maneira              razão            tempo          quantidade
        NENIE        NENIEL             NENIAL                            NENIOM
Neni-   em lugar                                          NENIAM
                     de forma          por nenhuma                        em nenhuma
        nenhum                                              nunca
                      alguma               razão                           quantidade


                              Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 52
possivelmente, mas até agora eles
                                                           nunca foram.
Utilização dos Correlativos
Adverbiais                                         Kiel vi klopodos eniri en la
                                                   fakultato? Ĉiel, kontraŭe mi neniel
Kie estas mia skribilo? Ie, sed mi                 laboros.
pensas, ke ĝi estas tie.                                   Como você entrará na faculdade? De
       Onde está minha caneta? Em algum                    todas as maneiras, do contrário eu
       lugar, mas acho que ela está lá.                    não terei como trabalhar.

Kial vi venis tiel? Iel mi devus veni,             Tiam, kiam li alvenis mi ial ne vidis
tial mi venis.                                     lin tie.
       Porque você veio assim? De alguma                   No momento, quando ele chegou,
       forma deveria vir, por isso eu vim.                 por alguma razão não o vi lá.

Kiom da vino vi volas? Neniom, mi
ne povas trinki vinon.                             A conjunção ĈAR as
       Quanto de vinho você quer? Nada, eu
       não posso beber vinho.
                                                   partículas AJN e ĈI
Kiam la homoj iras al Neptuno? Ili                 Quando se pergunta em Esperanto: “KIAL...?”
iros iam eble, sed ĝis nun ili neniam              é o nosso “Por que?” . A resposta em
iris.                                              Português deve ser dada com “porque”
       Quando os homens vão a Netuno?              (conjunção causal) que em Esperanto é
       Eles irão em alguma época                   “ĈAR...”.

                                    Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 53
KIAL li iris tie? ĉAR li volis paroli al             Iu ajn knabo scias tion ĉi
sia amikino.                                                 (Qualquer menino, seja lá qual for,
        Por que ele foi lá? Porque ele queria                sabe isto).
        falar com sua própria amiga.                 Kie vi pensas studi? Tie ĉi aŭ ie ajn.
                                                             (Onde você pensa estudar? Aqui ou
                                                             em qualquer lugar que seja.)
Ajn = “qualquer, seja lá qual for”

Esta partícula pode ser usada com todos
correlativos exceto com os demonstrativos
(Ti...), por não fazer sentido. Exemplo do uso       Os Pronomes Relativos
do ajn:

      iu ajn pano                                    Esperanto estas lingvo, KIU estas
      (algum pão, qualquer que seja ele)             internacia.
                                                             (O Esperanto é uma língua que é
                                                             internacional.)

                                                     Vidu la ĉemizojn, KIUJN mi aĉetis.
                                                             (Veja as camisas que eu comprei).
Ĉi = é uma partícula que serve para tornar as
coisas mais próximas da pessoa que fala, por         La viro, KIUN ni devas helpi, estas tre
exemplo: tie ĉi=aqui; tio ĉi=isto; tiu ĉi=           malforta.
este, etc...                                                  (O homem, o qual devemos ajudar,
                                                              está muito fraco)
                                      Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 54
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso
Portugala kurso

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila bnb2014 conhecimentos_bancarios_edgarabreu
Apostila bnb2014 conhecimentos_bancarios_edgarabreuApostila bnb2014 conhecimentos_bancarios_edgarabreu
Apostila bnb2014 conhecimentos_bancarios_edgarabreu
Eliene Meira
 
Compreendendo a unção
Compreendendo a unçãoCompreendendo a unção
Compreendendo a unção
Sara Beatriz
 
Revista Síntese Administração de Pessoal e Previdência do Agente Público #02
Revista Síntese Administração de Pessoal e Previdência do Agente Público #02Revista Síntese Administração de Pessoal e Previdência do Agente Público #02
Revista Síntese Administração de Pessoal e Previdência do Agente Público #02
Editora Síntese
 
Audit dgtc-rel031-2012-2s
Audit dgtc-rel031-2012-2sAudit dgtc-rel031-2012-2s
Audit dgtc-rel031-2012-2s
António Mendes
 
Apostila tre.rs2014 informatica_sergio_spolador
Apostila tre.rs2014 informatica_sergio_spoladorApostila tre.rs2014 informatica_sergio_spolador
Apostila tre.rs2014 informatica_sergio_spolador
Fernando Macedo
 
Estudo requalifvalorizbarrinhaesmoriz
Estudo requalifvalorizbarrinhaesmorizEstudo requalifvalorizbarrinhaesmoriz
Estudo requalifvalorizbarrinhaesmoriz
Cidade de Esmoriz
 
Access 2007 basico
Access 2007 basicoAccess 2007 basico
Ciesa.tecnologia design moda.projeto político pedagógico.2010
Ciesa.tecnologia design moda.projeto político pedagógico.2010Ciesa.tecnologia design moda.projeto político pedagógico.2010
Ciesa.tecnologia design moda.projeto político pedagógico.2010
PORANJE
 
Exame de Suficiência em Contabilidade – 5ª edição | IOB e-Store
Exame de Suficiência em Contabilidade – 5ª edição | IOB e-StoreExame de Suficiência em Contabilidade – 5ª edição | IOB e-Store
Exame de Suficiência em Contabilidade – 5ª edição | IOB e-Store
IOB News
 
Curso mat financeira
Curso mat financeiraCurso mat financeira
Curso mat financeira
narlacristina
 
Bq2009 Final
Bq2009 FinalBq2009 Final
Bq2009 Final
Antonio Carneiro
 
Apostila bnb2014 cef_informatica_sergio_spolador
Apostila bnb2014 cef_informatica_sergio_spoladorApostila bnb2014 cef_informatica_sergio_spolador
Apostila bnb2014 cef_informatica_sergio_spolador
Eliene Meira
 
Dicionário terminológico
Dicionário terminológicoDicionário terminológico
Dicionário terminológico
Cláudia Silva
 
Pesquisa CNT de Rodovias 2012
Pesquisa CNT de Rodovias 2012Pesquisa CNT de Rodovias 2012
Pesquisa CNT de Rodovias 2012
SERGET | Mobilidade Viária
 
Excel basico
Excel basicoExcel basico
Excel basico
Washington Cesar
 
Guia do usuário da indexação do family search (setembro de 2010)
Guia do usuário da indexação do family search (setembro de 2010)Guia do usuário da indexação do family search (setembro de 2010)
Guia do usuário da indexação do family search (setembro de 2010)
chfceilandia
 
A obra completa de orunmilá
A obra completa de orunmiláA obra completa de orunmilá
A obra completa de orunmilá
AWO IFASEUN MIGUEL
 
Mapeamento de solucoes_ab
Mapeamento de solucoes_abMapeamento de solucoes_ab
Mapeamento de solucoes_ab
Daniel Kent
 

Mais procurados (18)

Apostila bnb2014 conhecimentos_bancarios_edgarabreu
Apostila bnb2014 conhecimentos_bancarios_edgarabreuApostila bnb2014 conhecimentos_bancarios_edgarabreu
Apostila bnb2014 conhecimentos_bancarios_edgarabreu
 
Compreendendo a unção
Compreendendo a unçãoCompreendendo a unção
Compreendendo a unção
 
Revista Síntese Administração de Pessoal e Previdência do Agente Público #02
Revista Síntese Administração de Pessoal e Previdência do Agente Público #02Revista Síntese Administração de Pessoal e Previdência do Agente Público #02
Revista Síntese Administração de Pessoal e Previdência do Agente Público #02
 
Audit dgtc-rel031-2012-2s
Audit dgtc-rel031-2012-2sAudit dgtc-rel031-2012-2s
Audit dgtc-rel031-2012-2s
 
Apostila tre.rs2014 informatica_sergio_spolador
Apostila tre.rs2014 informatica_sergio_spoladorApostila tre.rs2014 informatica_sergio_spolador
Apostila tre.rs2014 informatica_sergio_spolador
 
Estudo requalifvalorizbarrinhaesmoriz
Estudo requalifvalorizbarrinhaesmorizEstudo requalifvalorizbarrinhaesmoriz
Estudo requalifvalorizbarrinhaesmoriz
 
Access 2007 basico
Access 2007 basicoAccess 2007 basico
Access 2007 basico
 
Ciesa.tecnologia design moda.projeto político pedagógico.2010
Ciesa.tecnologia design moda.projeto político pedagógico.2010Ciesa.tecnologia design moda.projeto político pedagógico.2010
Ciesa.tecnologia design moda.projeto político pedagógico.2010
 
Exame de Suficiência em Contabilidade – 5ª edição | IOB e-Store
Exame de Suficiência em Contabilidade – 5ª edição | IOB e-StoreExame de Suficiência em Contabilidade – 5ª edição | IOB e-Store
Exame de Suficiência em Contabilidade – 5ª edição | IOB e-Store
 
Curso mat financeira
Curso mat financeiraCurso mat financeira
Curso mat financeira
 
Bq2009 Final
Bq2009 FinalBq2009 Final
Bq2009 Final
 
Apostila bnb2014 cef_informatica_sergio_spolador
Apostila bnb2014 cef_informatica_sergio_spoladorApostila bnb2014 cef_informatica_sergio_spolador
Apostila bnb2014 cef_informatica_sergio_spolador
 
Dicionário terminológico
Dicionário terminológicoDicionário terminológico
Dicionário terminológico
 
Pesquisa CNT de Rodovias 2012
Pesquisa CNT de Rodovias 2012Pesquisa CNT de Rodovias 2012
Pesquisa CNT de Rodovias 2012
 
Excel basico
Excel basicoExcel basico
Excel basico
 
Guia do usuário da indexação do family search (setembro de 2010)
Guia do usuário da indexação do family search (setembro de 2010)Guia do usuário da indexação do family search (setembro de 2010)
Guia do usuário da indexação do family search (setembro de 2010)
 
A obra completa de orunmilá
A obra completa de orunmiláA obra completa de orunmilá
A obra completa de orunmilá
 
Mapeamento de solucoes_ab
Mapeamento de solucoes_abMapeamento de solucoes_ab
Mapeamento de solucoes_ab
 

Semelhante a Portugala kurso

Banco de dados i
Banco de dados iBanco de dados i
Banco de dados i
Wander Agostini
 
Manual do Simples Nacional – 5ª edição - IOB e-Store
Manual do Simples Nacional – 5ª edição - IOB e-StoreManual do Simples Nacional – 5ª edição - IOB e-Store
Manual do Simples Nacional – 5ª edição - IOB e-Store
IOB News
 
Criando macros vba excel 2003
Criando macros vba excel 2003Criando macros vba excel 2003
Criando macros vba excel 2003
Wanderson Mariano
 
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
PZL Tecnologia
 
01083
0108301083
Ncl e Lua - desenvolvendo aplicações interativas para tv digital
Ncl e Lua - desenvolvendo aplicações interativas para tv digitalNcl e Lua - desenvolvendo aplicações interativas para tv digital
Ncl e Lua - desenvolvendo aplicações interativas para tv digital
Rafael Carvalho
 
Sumário
SumárioSumário
Sumário
marcosbellacruz
 
Relatório de Gestão Apex-Brasil 2010
Relatório de Gestão Apex-Brasil 2010Relatório de Gestão Apex-Brasil 2010
Material Delphi diego
Material Delphi diegoMaterial Delphi diego
Material Delphi diego
skiche
 
Manualdoacolitoatual
ManualdoacolitoatualManualdoacolitoatual
Manualdoacolitoatual
Elton Sousa
 
Manual Excel
Manual ExcelManual Excel
Manual Excel
Idalina Branco
 
Abnt2002
Abnt2002Abnt2002
Abnt2002
unirio2011
 
REGRAS E REGULAMENTOS DA IFMA TRADUZIDAS.pdf
REGRAS E REGULAMENTOS DA IFMA TRADUZIDAS.pdfREGRAS E REGULAMENTOS DA IFMA TRADUZIDAS.pdf
REGRAS E REGULAMENTOS DA IFMA TRADUZIDAS.pdf
ALEXANDRE BRECK
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila php
Feliz Bunguele
 
Direito civil
Direito civilDireito civil
Apostia de Direito Civil Completa
Apostia de Direito Civil CompletaApostia de Direito Civil Completa
Apostia de Direito Civil Completa
Henrique Araújo
 
Direito civil
Direito civilDireito civil
Direito civil
Carlos Junior
 
Direitocivil
DireitocivilDireitocivil
Direitocivil
Thulio Cesar
 
Php apostila - vol 01
Php   apostila - vol 01Php   apostila - vol 01
Php apostila - vol 01
Luciano Marwell
 
ajuda
ajudaajuda

Semelhante a Portugala kurso (20)

Banco de dados i
Banco de dados iBanco de dados i
Banco de dados i
 
Manual do Simples Nacional – 5ª edição - IOB e-Store
Manual do Simples Nacional – 5ª edição - IOB e-StoreManual do Simples Nacional – 5ª edição - IOB e-Store
Manual do Simples Nacional – 5ª edição - IOB e-Store
 
Criando macros vba excel 2003
Criando macros vba excel 2003Criando macros vba excel 2003
Criando macros vba excel 2003
 
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
 
01083
0108301083
01083
 
Ncl e Lua - desenvolvendo aplicações interativas para tv digital
Ncl e Lua - desenvolvendo aplicações interativas para tv digitalNcl e Lua - desenvolvendo aplicações interativas para tv digital
Ncl e Lua - desenvolvendo aplicações interativas para tv digital
 
Sumário
SumárioSumário
Sumário
 
Relatório de Gestão Apex-Brasil 2010
Relatório de Gestão Apex-Brasil 2010Relatório de Gestão Apex-Brasil 2010
Relatório de Gestão Apex-Brasil 2010
 
Material Delphi diego
Material Delphi diegoMaterial Delphi diego
Material Delphi diego
 
Manualdoacolitoatual
ManualdoacolitoatualManualdoacolitoatual
Manualdoacolitoatual
 
Manual Excel
Manual ExcelManual Excel
Manual Excel
 
Abnt2002
Abnt2002Abnt2002
Abnt2002
 
REGRAS E REGULAMENTOS DA IFMA TRADUZIDAS.pdf
REGRAS E REGULAMENTOS DA IFMA TRADUZIDAS.pdfREGRAS E REGULAMENTOS DA IFMA TRADUZIDAS.pdf
REGRAS E REGULAMENTOS DA IFMA TRADUZIDAS.pdf
 
Apostila php
Apostila phpApostila php
Apostila php
 
Direito civil
Direito civilDireito civil
Direito civil
 
Apostia de Direito Civil Completa
Apostia de Direito Civil CompletaApostia de Direito Civil Completa
Apostia de Direito Civil Completa
 
Direito civil
Direito civilDireito civil
Direito civil
 
Direitocivil
DireitocivilDireitocivil
Direitocivil
 
Php apostila - vol 01
Php   apostila - vol 01Php   apostila - vol 01
Php apostila - vol 01
 
ajuda
ajudaajuda
ajuda
 

Mais de Curso Progressão Autêntico

2017 2eq prova
2017 2eq prova2017 2eq prova
12 2
12 212 2
Livro Euclides Elementos de Geometria
Livro  Euclides  Elementos de GeometriaLivro  Euclides  Elementos de Geometria
Livro Euclides Elementos de Geometria
Curso Progressão Autêntico
 
Produtos notáveis 1 cnepcar 2014
Produtos notáveis 1 cnepcar 2014Produtos notáveis 1 cnepcar 2014
Produtos notáveis 1 cnepcar 2014
Curso Progressão Autêntico
 
Polinômios carnaval 2014
Polinômios carnaval 2014Polinômios carnaval 2014
Polinômios carnaval 2014
Curso Progressão Autêntico
 
Potenciação cenip
Potenciação cenipPotenciação cenip
Potenciação cenip
Curso Progressão Autêntico
 
Potenciação cenip
Potenciação cenipPotenciação cenip
Potenciação cenip
Curso Progressão Autêntico
 
Letra cisne branco
Letra cisne brancoLetra cisne branco
Letra cisne branco
Curso Progressão Autêntico
 
Letra hino colegio_naval
Letra hino colegio_navalLetra hino colegio_naval
Letra hino colegio_naval
Curso Progressão Autêntico
 
Lista álgebra
Lista álgebra Lista álgebra
Exercícios carnaval 2013
Exercícios carnaval 2013Exercícios carnaval 2013
Exercícios carnaval 2013
Curso Progressão Autêntico
 
Polinômios cn 2013 - exercícios
Polinômios  cn 2013 - exercíciosPolinômios  cn 2013 - exercícios
Polinômios cn 2013 - exercícios
Curso Progressão Autêntico
 
Lista efomm math aleph
Lista efomm math alephLista efomm math aleph
Lista efomm math aleph
Curso Progressão Autêntico
 
Lista dominical 1 math aleph
Lista dominical 1 math alephLista dominical 1 math aleph
Lista dominical 1 math aleph
Curso Progressão Autêntico
 
Math aleph gabarito comentado epcar 2012_2013 (2)
Math aleph gabarito comentado epcar 2012_2013 (2)Math aleph gabarito comentado epcar 2012_2013 (2)
Math aleph gabarito comentado epcar 2012_2013 (2)
Curso Progressão Autêntico
 
Portugala kurso
Portugala kursoPortugala kurso
A meninado vale-belpesce
A meninado vale-belpesceA meninado vale-belpesce
A meninado vale-belpesce
Curso Progressão Autêntico
 
A Menina do Vale - Bel Pesce
A Menina do Vale - Bel PesceA Menina do Vale - Bel Pesce
A Menina do Vale - Bel Pesce
Curso Progressão Autêntico
 

Mais de Curso Progressão Autêntico (20)

2017 2eq prova
2017 2eq prova2017 2eq prova
2017 2eq prova
 
12 2
12 212 2
12 2
 
Pitágoras
PitágorasPitágoras
Pitágoras
 
Escola de Atenas
Escola de AtenasEscola de Atenas
Escola de Atenas
 
Livro Euclides Elementos de Geometria
Livro  Euclides  Elementos de GeometriaLivro  Euclides  Elementos de Geometria
Livro Euclides Elementos de Geometria
 
Produtos notáveis 1 cnepcar 2014
Produtos notáveis 1 cnepcar 2014Produtos notáveis 1 cnepcar 2014
Produtos notáveis 1 cnepcar 2014
 
Polinômios carnaval 2014
Polinômios carnaval 2014Polinômios carnaval 2014
Polinômios carnaval 2014
 
Potenciação cenip
Potenciação cenipPotenciação cenip
Potenciação cenip
 
Potenciação cenip
Potenciação cenipPotenciação cenip
Potenciação cenip
 
Letra cisne branco
Letra cisne brancoLetra cisne branco
Letra cisne branco
 
Letra hino colegio_naval
Letra hino colegio_navalLetra hino colegio_naval
Letra hino colegio_naval
 
Lista álgebra
Lista álgebra Lista álgebra
Lista álgebra
 
Exercícios carnaval 2013
Exercícios carnaval 2013Exercícios carnaval 2013
Exercícios carnaval 2013
 
Polinômios cn 2013 - exercícios
Polinômios  cn 2013 - exercíciosPolinômios  cn 2013 - exercícios
Polinômios cn 2013 - exercícios
 
Lista efomm math aleph
Lista efomm math alephLista efomm math aleph
Lista efomm math aleph
 
Lista dominical 1 math aleph
Lista dominical 1 math alephLista dominical 1 math aleph
Lista dominical 1 math aleph
 
Math aleph gabarito comentado epcar 2012_2013 (2)
Math aleph gabarito comentado epcar 2012_2013 (2)Math aleph gabarito comentado epcar 2012_2013 (2)
Math aleph gabarito comentado epcar 2012_2013 (2)
 
Portugala kurso
Portugala kursoPortugala kurso
Portugala kurso
 
A meninado vale-belpesce
A meninado vale-belpesceA meninado vale-belpesce
A meninado vale-belpesce
 
A Menina do Vale - Bel Pesce
A Menina do Vale - Bel PesceA Menina do Vale - Bel Pesce
A Menina do Vale - Bel Pesce
 

Último

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 

Portugala kurso

  • 2. ESPERANTO PARA UM MUNDO MODERNO Adonis Saliba (esperanto@astrale.com) Versão 1.0 (2002) LIÇÃO 1: ALFABETO E PRONÚNCIA ....................................................................................10 AS VOGAIS .......................................................................................................................... 10 AS CONSOANTES ................................................................................................................... 10 CONSOANTES COM SINAIS ........................................................................................................ 11 NASALIZAÇÃO E FONÉTICA ........................................................................................................ 11 ACENTUAÇÃO E DITONGOS ........................................................................................................ 11 UM PRIMEIRO TEXTO... ............................................................................................................ 13 TODO O ALFABETO ................................................................................................................. 15 LIÇÃO 2: SUBSTANTIVOS, ADJETIVOS, ADVÉRBIOS, VERBOS, ARTIGO.............................16 SUBSTANTIVOS E O PLURAL ....................................................................................................... 16 ADJETIVOS E O PLURAL ............................................................................................................ 16 ADVÉRBIOS ......................................................................................................................... 17 VERBOS .............................................................................................................................. 17 CONJUGAÇÃO DOS VERBOS E OS PRONOMES PESSOAIS ..................................................................... 18 ARTIGO DEFINIDO ................................................................................................................. 20 RAÍZES E TERMINAÇÕES .......................................................................................................... 20 Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 1
  • 3. INTERROGATIVOS .................................................................................................................. 21 RESUMINDO A LIÇÃO 2............................................................................................................ 23 LIÇÃO 3: NOMES PRÓPRIOS, FEMININO, TÍTULOS, POSSESSIVOS, ANTONIMOS ...............24 NOMES PRÓPRIOS .................................................................................................................. 24 NOMES PRÓPRIOS FEMININOS ................................................................................................... 25 O FEMININO ........................................................................................................................ 25 NOMES DE GENTILEZA OU TÍTULOS ............................................................................................. 26 GÊNERO ............................................................................................................................. 26 “HOMO” E “ONI” ................................................................................................................... 27 PRONOMES POSSESSIVOS ........................................................................................................ 27 ANTÔNIMO .......................................................................................................................... 28 RESUMO DA LIÇÃO 3............................................................................................................... 29 LIÇÃO 4: ORAÇÕES, ACUSATIVO, AUMENTATIVO, DIMINUTIVO, NÚMEROS ......................30 A ORAÇÃO........................................................................................................................... 30 ACUSATIVO.......................................................................................................................... 31 ACUSATIVO.......................................................................................................................... 31 OUTROS TIPOS DE ORAÇÕES...................................................................................................... 31 A ORAÇÃO PREDICATIVA........................................................................................................... 32 OS PRONOMES INTERROGATIVOS KIO, KIA, KIU ............................................................................ 32 POR QUE “BONAN TAGON” TEM ACUSATIVO? ................................................................................. 33 O PRONOME “SI” E O POSSESSIVO “SIA” ....................................................................................... 34 O AUMENTATIVO E O DIMINUTIVO................................................................................................ 34 OS NÚMEROS EM ESPERANTO .................................................................................................... 36 Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 2
  • 4. RESUMO DA QUARTA LIÇÃO ...................................................................................................... 37 LIÇÃO 5: OS NUMERAIS, O ANO, O DIA, DATAS E HORAS...................................................38 OS NÚMEROS E SUAS DERIVAÇÕES .............................................................................................. 38 OS MULTIPLICATIVOS E OS FRACIONÁRIOS ..................................................................................... 39 COLETIVOS .......................................................................................................................... 40 A PREPOSIÇÃO DISTRIBUTIVA “PO”............................................................................................. 40 ANO, ESTAÇÕES, MESES E DIAS .................................................................................................. 41 DATAS E O INTERROGATIVO “KIAM”............................................................................................. 42 HORAS, MINUTOS E SEGUNDOS .................................................................................................. 43 INTERROGATIVOS “KIOM”, “KIOMA”, PREPOSIÇÃO “DA” ................................................................. 44 OS PREFIXOS “BO”, “GE”, “DIS”, “EK”, “RE” .............................................................................. 45 RESUMO DA 5ª LIÇÃO ............................................................................................................. 46 LIÇÃO 6 CORRELATIVOS ...................................................................................................48 OS RADICAIS E TERMINAÇÕES DOS CORRELATIVOS ........................................................................... 49 OS CORRELATIVOS PRONOMINAIS ............................................................................................... 50 UTILIZAÇÃO DOS CORRELATIVOS PRONOMINAIS .............................................................................. 51 OS ADVÉRBIOS CORRELATIVOS .................................................................................................. 52 UTILIZAÇÃO DOS CORRELATIVOS ADVERBIAIS ................................................................................ 53 UTILIZAÇÃO DOS CORRELATIVOS ADVERBIAIS ................................................................................ 53 A CONJUNÇÃO ĈAR AS PARTÍCULAS AJN E ĈI................................................................................. 53 OS PRONOMES RELATIVOS ....................................................................................................... 54 ORAÇÕES ADVERBIAIS ............................................................................................................ 55 RESUMO DOS CORRELATIVOS: ................................................................................................... 56 Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 3
  • 5. LIÇÃO 7: COMPARATIVO, SUPERLATIVO, SUFIXOS VERBAIS “AD“,”IG“,”IĜ“ ....................58 OS GRAUS E O SUPERLATIVO ABSOLUTO ....................................................................................... 58 COMPARATIVOS ..................................................................................................................... 59 EXEMPLOS DE COMPARATIVOS .................................................................................................... 60 O SUFIXO VERBAL: -AD- .......................................................................................................... 60 O SUFIXO VERBAL “-IG-“: ........................................................................................................ 61 O SUFIXO “-IĜ-“ ................................................................................................................... 62 PALAVRAS INVARIÁVEIS:.......................................................................................................... 62 AFIXOS: ............................................................................................................................. 63 RESUMO DA LIÇÃO 7 .............................................................................................................. 64 LIÇÃO 8: PARTICÍPIOS ATIVOS .........................................................................................65 O PARTICÍPIO E O GERÚNDIO ..................................................................................................... 65 OS PARTICÍPIOS EM ESPERANTO ................................................................................................. 65 O PARTICÍPIO ATIVO ............................................................................................................... 66 PARTICÍPIO NO PRESENTE ......................................................................................................... 67 O PARTICÍPIO NO PASSADO E NO FUTURO ...................................................................................... 67 AS FORMAS ADJETIVAS, ADVERBIAIS E SUBSTANTIVAS ....................................................................... 68 UMA POESIA......................................................................................................................... 69 PALAVRAS INVARIÁVEIS ........................................................................................................... 69 AFIXOS .............................................................................................................................. 70 RESUMINDO A LIÇÃO 8............................................................................................................ 71 LIÇÃO 9: PARTICÍPIOS PASSIVOS .....................................................................................72 OS PARTICÍPIOS PASSIVOS ....................................................................................................... 72 Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 4
  • 6. USOS DOS PARTICÍPIOS PASSIVOS .............................................................................................. 72 AGENTE DA PASSIVA ............................................................................................................... 75 OUTRAS FORMAS DE UTILIZAÇÃO DO PARTICÍPIO .............................................................................. 75 PARTE DE UMA POESIA............................................................................................................. 76 PALAVRAS INVARIÁVEIS ........................................................................................................... 77 AFIXOS .............................................................................................................................. 78 RESUMINDO A LIÇÃO 9............................................................................................................ 79 LIÇÃO 10: CONSTRUÇÃO DAS PALAVRAS E FRASES EM ESPERANTO ..................................80 JUSTAPOSIÇÃO...................................................................................................................... 80 PREFIXOS ACIDENTAIS E AFIXOS COMO RADICAIS ............................................................................ 81 PALAVRAS INTERNACIONAIS ...................................................................................................... 82 ACUSATIVO DE DIREÇÃO .......................................................................................................... 82 AS ORAÇÕES INTEGRANTES ....................................................................................................... 83 FRASES DE DÚVIDAS E CONDIÇÕES .............................................................................................. 84 ALGUMAS CONJUNÇÕES ........................................................................................................... 85 OUTRAS CONJUNÇÕES ............................................................................................................. 85 RESUMINDO A LIÇÃO 10 .......................................................................................................... 87 LIÇÃO 11: AS REGRAS FUNDAMENTAIS DO ESPERANTO ....................................................88 A GRAMÁTICA DO ESPERANTO ................................................................................................... 88 MAIS PALAVRAS INVARIÁVEIS .................................................................................................... 91 CONSIDERAÇÕES SOBRE OS TEMPOS VERBAIS ................................................................................. 93 PREDICATIVO DO OBJETO E APOSTO ............................................................................................ 93 RESUMINDO A LIÇÃO 11 .......................................................................................................... 94 Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 5
  • 7. LIÇÃO 12: LITERATURA DO ESPERANTO ............................................................................95 ZAMENHOF E OS PRIMEIROS TEMPOS ............................................................................................ 96 CANÇÃO DO EXÍLIO ................................................................................................................ 98 A LITERATURA ESPERANTISTA NO BRASIL ...................................................................................... 99 BRAZILA NACIA HIMNO ......................................................................................................... 100 LA OFICIALIĜO DE LA INTERNACIA LINGVO ................................................................................... 102 LA OFICIALIĜO DE LA INTERNACIA LINGVO ................................................................................... 102 UMA PALAVRA FINAL ............................................................................................................. 103 Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 6
  • 8. Introdução O Esperanto é uma solução moderna para a comunicação do mundo atual. E a ONU já reconheceu isso por três vezes e de uma maneira bem formal, em 1954, 1986 e 1994. Tais decisões não foram por acaso, mas graças a um trabalho árduo dos esperantistas em todo mundo. A necessidade de um idioma internacional é um fato inegável hoje em dia, haja vista a presença marcante do inglês no mundo. Mas os grandes senões para o inglês no mundo, é a sua não neutralidade internacional que prestigia um mundo economicamente dominante e sua irregularidade gramatical, associada à uma fonética complexa. Sabemos claramente da ineficiência dos cursos de inglês em preparar falantes desse idioma e isso não é por inépcia dos professores, mas consideravelmente. Presentemente, o por dificuldades da língua. Por outro lado, a principal inimigo do esperanto é o adoção de uma língua projetada como o desconhecimento geral em relação a ele, Esperanto causa um pouco de preconceito associado a interesses anglófilos de que não antecipado. Mas, conhecendo-se a língua e haja uma divulgação mais ampla do idioma de sua comunidade, a situação se altera Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 7
  • 9. Zamenhof [a], por razões óbvias do ponto de Esperanto. Cerca de 1000 congressos e vista econômico. Uma melhor conscientização eventos são realizados anualmente, em todo de democracia lingüística em termos globais, mundo. Com a finalidade de proteger a certamente, reverteria esse quadro a favor do evolução do Esperanto, há a Academia de Esperanto. Esperanto, uma instituição formada de lingüistas notáveis que representam Por outro lado, os esperantistas acreditam eqüitativamente blocos culturais lingüísticos. que a adoção do Esperanto pela humanidade Em Esperanto, há rádios fazendo é apenas uma questão de tempo, uma vez, transmissões freqüentes, inclusive a Radio que a existência de uma comunidade Polônia, Radio Pequim e Rádio Vaticana. Há internacional em mais de 100 paises é uma uma universidade itinerante que ocorre prova contundente da internacionalidade anualmente durante os grandes congressos dessa língua. Essa conclusão é uma mundiais da UEA[b] que se realizam desde decorrência do movimento esperantista que já 1905. Deve-se citar que presentemente, a utiliza intensamente o Esperanto por mais de Academia de Ciências de San-Marino formada 115 anos, com mais de 50000 obras de cientistas internacionais, tem basicamente publicadas (equivalente a um biblioteca de o Esperanto como língua de trabalho. porte médio) nesse idioma. Há mais de 100 periódicos de circulação internacional em O objetivo principal do Esperanto é o de ser uma língua auxiliar internacional. O movimento esperantista procura trabalhar a Lázaro Luís Zamenhof, 1859-1917, médico polonês criador para que isso ocorra o mais rápido possível. do Esperanto. Maiores informações sobre Zamenhof podem ser obtidas na Internet: http://www.esperanto- b france.org/langue/biographie.html (em francês), UEA (universala Esperanto-Asocio) é o principal orgão http://members.aol.com/chiesper/esc/Zamenhof.html (em internacional do mundo esperantista, tem sede em inglês) Rotterdam, Holanda. Pode-se obter maiores informações sobre a UEA através do site http://www.uea.org Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 8
  • 10. Essa tarefa é árdua frente ao grande ocupa uma mera 13ª posição. A partir desse preconceito ao Esperanto e desinformação fato, pode-se depreender o nível cultural do quanto ao seu sucesso. No entanto, isso é mundo esperantista. Realmente, podemos realmente uma questão de tempo, uma vez encontrar em termos mundiais 6 prêmios que o Esperanto é uma língua pronta para Nobel. Enquanto o Brasil, com os seus 160 assumir esse papel. De uma forma geral, milhões de pessoas, nunca teve um único podemos pensar que, presentemente, o prêmio Nobel. Esperanto goza de um status maravilhoso de ser realmente uma língua viva, de ter uma Bem-vindos a esse curso básico de Esperanto. comunidade crescente e plenamente Para maiores informações sobre esse idioma internacional. O Esperanto respeita a em língua portuguesa, indicamos que os liberdade e o direito de expressão entre os interessados visitem a página da Liga seres humanos em igual condição. Por isso, Brasileira de Esperanto ser esperantista é muito mais do que se falar (http://www.esperanto.org.br), onde se pode um idioma, mas é defender com veemência a ter acesso a vários locais na internet que diversidade cultural da Terra. Falar esperanto descrevem a o Esperanto no Brasil e no é, portanto, entrar para uma humanidade mundo. diferente onde o discurso é futurista, cultural, inteligente e, absolutamente, cooperativo. Adonis Saliba (2002) Somando-se a todo esse movimento real, há também o virtual, que a globalização da Internet nos trouxe. Conforme nos relata o goggle.com o esperanto é a 24ª língua cultural do mundo, acima do checo e abaixo do grego moderno e onde o nosso português Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 9
  • 11. LIÇÃO 1: ALFABETO E PRONÚNCIA As vogais As consoantes No alfabeto do Esperanto há 28 letras, sendo b, d, f, k, l, m, n, p, t, v, z são pronunciadas que todas têm um único som. como no português. Mas atente para: São ao todo cinco vogais: a, e, i, o, u - que se c - pronuncia-se como o “ts” de pronunciam como em português, mas, atente “tsar”; para os seguintes fatos: j - tem um som de “i” breve como em “pai, lei”. “e” se pronuncia “ê” como em g - é sempre gutural como em “mesa, três”. “gato”, nunca é pronunciado “o” se pronuncia “ô” como em “boca, como “j” mesmo na frente de “e” povo”, nunca como em “após” ou “i”. h - é sempre aspirado como na Deve-se tomar muito palavra inglesa “house”. cuidado para não se dizer o r - tem um som fraco com em “o” e “e” finais como “u” ou “caro”; nunca é gutural como em “i”, pois isso confundiria o “carro” ou “Rita”. significado de muitas s - é sempre forte e sibilante como palavras em Esperanto. em “sapo, assim”. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 10
  • 12. A cada letra corresponde um único som e Consoantes com sinais vice-versa, por isso o Esperanto é uma língua Existem 6 consoantes em Esperanto que têm absolutamente fonética. Como exemplo, sinais diacríticos, como no português temos o temos palavras em Esperanto iguais ao do “c” com cedilha que é uma letra totalmente português, mas escritas foneticamente: “kara, diferente do “c”. fiksa, ke” que significam “cara, fixa, que”. ĉ - pronuncia-se “tch”, como em Em Esperanto, não há letras mudas, nem “atchim”; encontros consonantais. Quando aparecem, ĝ - pronuncia-se “dj”, como em letras iguais são pronunciadas distintamente: “adjetivo, adjunto”; ĝuu(djú-u), dommastro(dom-más-tro), ĥ - é fortemente aspirado como em mallonga(mal-lônga), dissemi(dis-sêmi), “mujer” do espanhol; pachoro(pats-hôro), lasthore(last-hôre), ĵ - é como o nosso “j” de “janela”; malhela (mal-hêla), senhalta(senn-hálta). ŝ - tem o som de “ch”, como em “chá”; ŭ - tem o som de “u” breve como em Acentuação e ditongos “pau, mau, saudade”. Todas as palavras em Esperanto são paroxítonas. Isto é, todas as palavras são acentuadas na penúltima sílaba: Nasalização e fonética leciono (le-tsi-ô-no), ĉevalo (tche-vá-lo), Em Esperanto, não há sons nasalizados. beto (bê-to), geologo (gue-o-lô-go), Portanto, muito cuidado para não pronunciar geologio (gue-o-lo-guí-o), o “a” como em elefante=elefãte, logo a ĝentila (djenn-tí-la), helpi (hêl-pi), palavra “elefanto” em Esperanto, pronuncia- eĥo (ê-hrro), pajlo(pái-lo), se “elefá-nn-to”. ĵurnalo(jur-nâ-lo), loko(lô-ko), Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 11
  • 13. rivero(ri-vê-ro), sesa (sê-sa), kanti (ká-nn-ti); ĉarma(tchár-ma); ŝipo(chí-po), fraŭlo (fráu-lo) kisi (kí-ssi); krei (krê-i); patroj (pá-troi); balai(ba-lá-i); balaj (bá-lai); Note que em “geologio”, as vogais apostas morgaŭ (môr-gau). formam sílabas aparte e, portanto, o acento, que é paroxítono, recai no “gi”. Como vimos Note para esses importantes detalhes: anteriormente não há encontros vocálicos (ditongos) em Esperanto, mas em termos 1. Há tantas sílabas em esperanto, fonéticos sim: quanto as vogais existentes em cada palavra. aj - “ái” como em “pai”; ej - “êi” 2. Atente para o fato que o “j” e o como em “lei”; “ŭ” são consoantes. oj - “ôi” como em “boi”; uj - “úi” como em “fui”; ja - “iá” como em “iaiá”; jo - “iô” como em “ioiô”; ju - pronuncia-se “iú” ; aŭ- “áu” como em “pau”; eŭ- “êu” como em “europa”; Mais alguns exemplos: sinjoro (si-ni-ô-ro); caro (tsá-ro); ŝerci (chêr-tsi); pensi(pê-nn-si); manĝi(má-nn-dji); monto (mô-nn-to); ĝojo(djô-io); nun (nú-nn); min (mí-nn), Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 12
  • 14. Um primeiro texto... Tente entender e se possível decorar. Caso alguém lhe pergunte como é o esperanto simplesmente o fale em voz alta. Simpla, fleksebla, belsona, Sím-pla, fle-ksé-bla, bel-só-na, vere internacia en siaj elementoj, vê-re in-ter-na-tsí-a en sí-ai e-le-mên-toi, la lingvo Esperanto prezentas la lín-gvo Es-pe-rán-to pre-zên-tas al la mondo civilizita al la môn-do tsi-vi-li-zí-ta la sole veran solvon la sô-le vê-ran sôl-von de la problemo de lingvo neŭtrala, de la pro-blê-mon de lín-gvo neu-trá-la, ĉar tre facila por homoj ne multe instruitaj, tchár tre fa-tsí-la por hô-moj nê múl-te ĝi estas komprenata sen peno ins-tru-í-tai, de la personoj bone edukitaj. dji ês-tas kom-pre-ná-ta sên pê-no de la per-sô-noi bô-ne e-du-kí-tai A tradução do texto: Simples, flexível, sonora, verdadeiramente internacional em seus elementos, a língua Esperanto apresenta ao mundo civilizado a única verdadeira solução do problema de língua neutra, porque muito fácil para os homens não muito instruidos, ela é compreendida sem dificuldade pelas pessoas bem educadas. Ouça também na internet Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 13
  • 15. Alguns exercícios a mais, para você ler em voz alta: Cia, ĉia, regi, reĝi, iu, ju, Tsía, tchía, rêgui, rêdji, íu, iú, prujno, maljuna, seshora, prúino, maliúna, sêsshôra, heroino, pesilo, pezilo, heroíno, pessílo, pezílo, antaŭ,vesto, veŝto, praulo, ánn-tau, vêssto, vêchto, praúlo, fraŭlo, nenio, adiaŭ, rezervi, fráulo, nenío, adíau, rezêrvi, krajono, feino, ĉiel, craiôno, feíno, tchíel, ŝanceli, malplej, dudek, chantsêli, mál-plei, dú-dek, tiuj, kuiri, alia, daŭrigi, tí-ui, ku-í-ri, alí-a, dau-rí-gui, dimanĉo, sinjoro, ajn, dimánn-tcho, si-nió-ro, áinn, ago, aĝo, ĉasaĵo, peĉjo, ágo, ádjo, tchassájo, pêtchio, manjo, eksceso, farmacia, mánio, ekss-tsêsso, farmatsía, fluida, foiro, geologio, fluída, foíro, gueologuío, infano, buljono. inn-fánno, buliôno. Ouça também na internet Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 14
  • 16. Todo o alfabeto As 28 letras do alfabeto do esperanto e seus nomes são: AB C Ĉ D EF G Ĝ H Ĥ I J Ĵ K L M N OP R S Ŝ T UŬ V Z a bo co ĉo do e fo go ĝo ho ĥo i jo ĵo ko lo mo no o po ro so ŝo to u ŭo vo zo Como se pode notar não há em Esperanto as letras “x” (ikso), “y”(ipsilono), w(duobla vo) que são usados apenas como símbolos matemáticos, assim como em português usamos o alfabeto grego. As Nações Unidas já reconheceram, por 3 vezes, o Esperanto como uma língua útil para melhorar as relações culturais e amistosas entre as nações. Cabe agora aos estados-membros adotar o Esperanto como um instrumento real para promover uma internacionalidade mais democrática. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 15
  • 17. LIÇÃO 2: SUBSTANTIVOS, ADJETIVOS, ADVÉRBIOS, VERBOS, ARTIGO Substantivos e o plural Adjetivos e o plural terminações: -o -oj terminações: -a -aj Os substantivos são palavras que As palavras que exprimem dão nomes às coisas, reais ou qualidade das coisas são os imaginárias. adjetivos. Por exemplo: cavalo, amor, Brasil, homem, Em Esperanto, os adjetivos terminam em “-a” mulher, montanha, esperança, etc. no singular e “-aj” no plural, concordando Em Esperanto os substantivos são sempre com o número do substantivo. Eis alguns terminados em “-o” no singular e em “-oj”, no exemplos: plural. Eis alguns exemplos: granda (grande), forta (forte), utila (útil), filo - filoj (filho - filhos), fortaj ĉevaloj (cavalos fortes), ĉevalo - ĉevaloj (cavalo-cavalos), alta domo (casa alta), floro - floroj (flor - flores), riĉaj viroj (homens ricos). ŝtono - ŝtonoj (pedra-pedras). Como se pode ver os adjetivos tendem a ficar na frente dos substantivos, mas esta regra não é fixa. Podemos dizer: “Dio bona kaj pova” (Deus bom e poderoso). Mas o estilo comum é fazê-lo anteceder ao substantivo. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 16
  • 18. Advérbios Verbos Terminação: -e Terminações: -as -is -os -i -u -us São palavras invariáveis que Os verbos servem para exprimir exprimem circunstância de uma ação: tempo, lugar, modo, qualidade, Petro skribas. (Pedro escreve.) quantidade, afirmação, dúvida, ou, ainda, uma relação de estado ou etc. qualidade: Em Esperanto, os advérbios derivados de Lakto estas blanka. (Leite é substantivos, adjetivos, verbos, etc terminam branco.) em “-e” e são invariáveis em gênero e Estos multaj homoj. (Haverá muitas número. pessoas.) Por exemplo: Ou, ainda, para expressar um fato: bone (bem); Tondris! (Trovejou!) riĉe(ricamente); certe (certamente), As terminações verbais, em Esperanto, são: hejme (em casa), laste (ultimamente). presente “-as” infinitivo “-i” Há também advérbios primitivos e que não passado “-is” imperativo “-u” necessariamente terminam em “-e”, por futuro “-os” condicional “-us” exemplo: hodiaŭ (hoje); jes (sim); ne (não); pli (mais); neniam (nunca); ankaŭ (também), etc. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 17
  • 19. Conjugação dos Verbos e os Pronomes Pessoais mi, vi, li, ŝi, ĝi, ni, ili, oni, si Doni (dar), legi (ler), studi (estudar). Marŝu! (Marchem!). Mi donas. (Eu dou.) Manĝu vi! (Come (tu) ou comei (vós) ) Vi donos. Volu Dio! ( Queira Deus!) (Tu darás, vós daréis, Ni kantus, se li permesus. você dará ou vocês darão) ( Nós cantaríamos, se ele permitisse). Li ricevis (ele recebeu), Ŝi aĉetis (ela comprou), Ili dancis ĝis malfrue ( Eles dançaram até Ĝi dormas (ele ou ela dorme) tarde). Ni kantus, se li permesus. Oni vivis, vivas kaj vivos (A gente viveu, vive ( Nós cantaríamos, se ele permitisse). e viverá). Ili dancis ĝis malfrue. Li donacis al si mem. (Ele fez uma doação a si ( Eles dançaram até tarde). mesmo) Oni vivis, vivas kaj vivos Marŝu! (Marchem!). (A gente viveu, vive e viverá). Manĝu vi! Come (tu) ou comei (vós) Li donacis al si mem. Volu Dio! ( Queira Deus!) (Ele fez uma doação a si mesmo) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 18
  • 20. Resumo dos pronomes pessoais: Caminhei. ( Mi iris.) Dançávamos. Mi eu Ni nós (Ni dancis). Vi tu, você Vi vós Quando vim, falei com ela e fomos à Li ele Ili eles, elas piscina. Ŝi ela Oni a gente (Kiam mi venis, mi parolis al ŝi kaj ni Ĝi ele, ela (c) Si reflexivo da iris al la naĝejo) terceira pessoa singular ou plural Algumas observações importantes sobre os 3. Há verbos impessoais como: verbos e sobre os pronomes: Choveu. (Pluvis.) Nevará. (Neĝos) 1. Como você pode ver o Esperanto é absolutamente regular e não há qualquer exceção de conjugação. 4. O verbo “haver” no sentido de existir, traduz-se para o Esperanto sempre como 2. Todas as pessoas gramaticais têm a “ESTI” (ser,estar): mesma conjugação, é imprescindível que o sujeito ou pronome pessoal sempre Amanhã haverá festa acompanhe o verbo: (Morgaŭ estos festo.) c O pronome ĝi é similar ao “it” do inglês, referindo-se preferencialmente a animais, seres inanimados ou assexuados. No entanto, para uma criança que não se sabe o sexo, pode-se empregar esse pronome. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 19
  • 21. Artigo Definido Raízes e Terminações la san’, bon’, mort’, ... + -o, -a, -e, -i, -as, ... A palavra “la” é o artigo definido em A Raiz é a parte Esperanto, significando “o, a, os, as”. invariável da palavra. Por exemplo: É importantíssimo que saibamos reconhecer as raízes em Esperanto, pois o forte dessa la patroj (os pais), língua é a derivação que fazemos com as la granda leono (o grande leão), raizes e as terminações: la kampoj (os campos). Você já conhece algumas terminações em Em Esperanto, não há artigo indefinido. A Esperanto: indeterminação é marcada simplesmente pela ausência do artigo definido. -o, -a, -e, -i, -as, -os, -is, -i, -u, -us Portanto, san’o (saúde), Viro mortis. (Um homem morreu.) san’a (saudável), Knabino dancas en la salono. san’e (saudavelmente), (Uma menina dança no salão.) san’i (estar com saúde), etc. skrib’o ( (a)escrita), skrib’a (escrito), skrib’e (por escrito), skrib’i (escrever), Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 20
  • 22. mi skrib’as (escrevo), vi skrib’os (escreverás), Obs: o uso de apóstrofos é apenas para li skrib’is (ele escreveu), salientar o uso dos radicais com as terminações. O Esperanto normal não utiliza skrib’u! (escreve!), esses sinais. se ni skrib’us (se escrevéssemos). Interrogativos Ĉu...? Jes/Ne Kio? Kia? Kiu? Kiuj? Em Esperanto, quando se pergunta Mas, há outros pronomes interrogativos em esperando-se “sim”(jes) ou “não”(ne) como Esperanto: resposta, utiliza-se a partícula “ĉu” , no ínicio da frase interrogativa: Kio = O que? Ĉu li manĝas? (Ele come?): Kio estas sur la tablo? Libro. Jes, li manĝas (O que está em cima da mesa? (Sim, ele come) Um livro.) Ne, li ne manĝas Kio estas sur la tablo? Libroj (Não, ele não come). Quando se pergunta com KIO espera-se uma resposta com um substantivo, portanto uma palavra terminada com “-o” ou no plural “-oj”. No entanto, não há plural para KIO. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 21
  • 23. Kia = De que tipo, como? (Pergunta a qualidade das coisas) Kia estas la libro? Bona. (Como é o livro? Bom.) Kiaj estas la libroj? Bonaj. (Como são os livros? Bons.) Kiu = Quem? O que? Qual? Quais? (pergunta pela individualidade das coisas) Kiu alvenis? Petro. As nações ainda precisam se entender muito (Quem chegou? Pedro.) bem para viver momentos de paz. O Kiuj alvenis? Petro kaj Maria. Esperanto é uma grande contribuição para (Quem chegou? Pedro e Maria.) auxiliar na compreensão entre os povos, pois Kiuj libroj estas sur la tablo? não pretende ser uma língua única para o De geografio kaj matematiko. mundo, mas uma segunda língua auxilar para (Quais livros estão sobre a mesa? De todos. Um adoção mais generalizada do geografia e matemática.) Esperanto permitiria que as grandes decisões no mundo fossem tomadas de uma maneira mais democrática, sem previlegiar algumas paises, em detrimento de outros. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 22
  • 24. Resumindo a Lição 2 Você aprendeu até aqui os seguintes itens: • Substantivos - teminados em “-o” no singular e “-oj” no plural; • Adjetivos - teminados em “-a” no singular e “-aj” no plural; • Advérbios derivados - terminados em “-e”; • Verbos: no infinitivo (-i), no presente (-as), no passado (-is), no futuro (-os), no condicional (-us), no imperativo (-u); • Pronomes Pessoais: (mi, vi, li, ŝi, ĝi, ni, ili, oni, si); • Artigo Definido: “ la” ; o artigo indefinido não existe. • Raizes e derivações; Agora está na hora de fazer os exercícios da lição 2. Tente fazê-los por escrito manualmente. Isso facilita a sua capacidade de escrever e aprender o Esperanto mais facilmente. Sen ordo en afero ne ekzistas prospero! (Sem ordem no negócio (coisa, assunto), não há prosperidade!) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 23
  • 25. LIÇÃO 3: NOMES PRÓPRIOS, FEMININO, TÍTULOS, POSSESSIVOS, ANTONIMOS Nomes Próprios Nomes próprios em Esperanto são também La rivero Nilo escritos com a primeira letra maiúscula, como (O rio Nilo) no português. Adamo, Brazilo, Jakob, Marta, La granda San-Paŭlo Zamenhof, Johano (A grande São Paulo) Por já definirem bem a situação que La reĝo Salomono denominam, não se pode usar o artigo (O rei Salomão). definido “la”. Portanto, “a Argentina” em Esperanto seria somente “Argentino”. Mas Há uma tendência de formação regular dos usamos o artigo caso se empregue uma nomes de países, mas discutiremos isso mais qualificação antes do nome, por exemplo: a frente. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 24
  • 26. Nomes Próprios Femininos O Feminino Sufixo: -in- Em Esperanto, não há regras fixas para os O sufixo “-ino” em Esperanto é indicativo do nomes próprios, mas alguns já são feminino. Se aplica, sem exceção, a todos os esperantizados. substantivos sexuados: viro (homem) virino (mulher); O uso dos nomes próprios é que fixa a sua bovo (boi) bovino (vaca); grafia. Não se encomode ao ver alguns nomes brazilano (brasileiro) brazilanino femininos terminados em “-o”, pois isto é (brasileira); comum: Sofio, Margareto, etc. amiko (amigo) amikino (amiga); edzo (marido) edzino (esposa); Aliás nomes próprios são substantivos e hundo (cão) hundino (cadela); substantivos são terminam em “-o”. Mas, frato (irmão) fratino (irmã); esta regra, muito usual no início do tigro (tigre) tigrino (tigreza); Esperanto, de se esperantizar nomes femininos, vem perdendo força entre os É interessante que quando se quer enfatizar esperantistas, devido ao costume o sexo masculino, utiliza-se a raiz “ vir’ “ internacional de se ter nomes femininos como prefixo: terminados em “-a”. ĉevalo (cavalo) virĉevalo (garanhão); bovo (boi) virbovo (touro); leono (leão) virleono (leão macho); Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 25
  • 27. Nomes de Gentileza ou Samideano(-ino)-“S-ano(-ino)” são Títulos formas de tratamento entre esperantistas, e quer dizer “coidealista”. Samideano já é uma palavra em português, registrada no As formas de tratamento em Esperanto, mais Aurélio. comuns são: Eis alguns exemplos de tratamento: Sinjoro S-ro Petro, S-ino Katarina, F-ino (Senhor) abreviado para “S-ro” Tereza, D-ro Zamenhof, Sankta Sinjorino Jozefo, Sankta Marta, S-ano (Senhora) abreviado para “S-ino” Antono, S-anino Margareto. Fraŭlino (Senhorita) abreviado para “F-ino” Doktoro Gênero (Doutor) abreviado para “D-ro” Em Esperanto, não há genêro gramatical nas Doktorino palavras, que é um dos pontos mais difíceis (Doutora) abreviado para “D-ino” em todos os idiomas, inclusive no português. Profesoro(-ino) Apenas na terceira pessoa do singular, faz-se Professor(a) universitário(a) distinção de gênero : “li”(ele), “ŝi” (ela) e “Prof.(-a)” “ĝi” (ele ou ela). Este último pronome pode, às vezes, ser usado quando se referindo à Sankta (Santo ou santa) abrev. para criança recém-nascida. Mas, mesmo isso não “S-kta” lembre-se que “sankta” é é também muito usual. adjetivo, portanto não precisa da desinência do feminino. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 26
  • 28. Kio estas al la infano, ke ĝi espiritual: anĝelo(anjo), diablo (diabo), ploras? spirito (espírito), Dio (Deus). Tais palavras (O que há com a criança, que ela por razões óbvias normalmente não levam o está chorando?) sufixo do feminino “-ino”. Na maioria das vezes, o ĝi é usado somente O pronome pessoal ONI se traduz pelo se referindo a coisas e animais, que não os de pronome “se” ou ainda por “a gente”, por estimação: exemplo: Oni diras =“a gente diz” ou La hirundo flugas en la aero, ĝi “diz-se” estas bela birdo. Oni rakontas, ke li alvenis (A andorinha voa no ar, ela é um hieraŭ. pássaro bonito.) Conta-se que ele chegou ontem. ou ainda: Contam que ele chegou “Homo” e “Oni” ontem. HOMO em Esperanto significa o homem na acepção de “ser humano”: Pronomes Possessivos La homo estas mortema. (O homem é mortal). Pronomes possessivos formam-se em esperanto, pelo acréscimo da terminação Portanto, esta palavra pode e deve sempre se adjetiva “-a” aos pronomes pessoais, e referir a homens e mulheres. Da mesma comportam-se como qualquer adjetivo: forma que HOMO temos a palavra PERSONO (pessoa), INFANO e ainda as de conotação Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 27
  • 29. mi “mia” (meu, minha) no plural Esperanto estas facila; ĝia gramatiko “miaj” estas facila. vi “via” (teu, tua, vosso, vossa, (O Esperanto é fácil; sua gramática é fácil). seu, sua) no plural “viaj” Jen belaj floroj: Ilia odoro estas agrabla. li “lia” (seu, sua, “dele”) - no (Eis belas flores: o seu(=delas) odor é plural “liaj” agradável). ŝi “ŝia” (seu, sua, “dela”)- no Li estas en sia ĉambro, ne en la ŝia. plural “ŝiaj” (Ele está no seu (próprio) quarto, não no ĝi “ĝia” (seu, sua, “dele/dela” para dela.) coisas e animais)- no plural: “ĝiaj” ni “nia” (nosso, nossa) - no plural “niaj” Antônimo ili “ilia” (seu, sua, “deles, delas”) - Prefixo mal- no plural: “iliaj” O antônimo em Esperanto é sempre feito com si “sia” (possessivo reflexivo da o prefixo “mal-“ 3a.pessoa)- no plural:“siaj” nova (novo) malnova (velho) Exemplos dos Possessivos: bona (bom) malbona (ruim) Mia libro. Miaj libroj. Niaj filoj. Iliaj fermi (fechar) malfermi (fechar) infanoj. sukceso (sucesso) malsukceso (insucesso) (Meu livro. Meus livros. Nossos filhos. As multaj (muitos) malmultaj (poucos) crianças deles). antaŭ (na frente) malantaŭ (atrás) Maria estas nia najbarino, ŝia domo estas riĉa (rico) malriĉa (pobre) tre bela. (Maria é nossa vizinha, a sua (dela) casa é muito bonita). Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 28
  • 30. Muito cuidado para não confundir o significado Faça agora o exercício da lição 3. Procure do prefixo “mal” com o sentido de “mau” ou sempre recordar os exercícios anteriores. “ruim” em português, O “mal” só serve para Pronuncie sempre em voz alta, para poder expressar a idéia de contrário. sentir o Esperanto. Portanto, “hela” (claro) “malhela” é “escuro” e não pouco claro. “avara” (avarento) “malavara” é “generoso” e não um avarento ruim. Resumo da lição 3 O uso de Nomes Próprios em Esperanto; O Feminino “-in”; As formas de tratamento: “S-ro”, ”D-ro”, “S-ano”, etc... O Gênero e o uso do “ĝi” O Emprego de “Homo” e “Oni” A ecologia representa um bom senso Os pronomes possessivos: “mia”, “via”, do homem em relação à natureza. Da “lia”, “ŝia”, “ĝia”, mesma forma, tem sido o Esperanto “nia”, “ilia” em relação às línguas nacionais, pois O Antônimo “mal-” é uma necessidade para a comunicação internacional e traz um bem permanente para a humanidade. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 29
  • 31. LIÇÃO 4: ORAÇÕES, ACUSATIVO, AUMENTATIVO, DIMINUTIVO, NÚMEROS A Oração Sujeito Verbo Objeto (agente) (ação) (receptor) A mãe ama o filho La patrino amas la filoN O bom aluno fez a lição grande La bona lernanto faris la grandaN lecionoN As grandes famílias têm amplas casas La grandaj familioj havas vastajN domojN Eu chamei você e meus irmãos Mi vokis viN kaj miajN fratojN La ludanto ŝotas la pilkon. Li ludas futbalon. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 30
  • 32. frase e que não prejudicam em absoluto a compreensão: Acusativo La patro la filon vokis. La filon la Você deve ter notado que o receptor da ação, patro vokis. Vokis la patro la filon. que geralmente é o objeto direto, recebe, em Vokis la filon la patro. La filon vokis Esperanto, a terminação “-n” (acusativo). la patro E a mais usual... Essa marca de recepção da ação recai no La patro vokis la filon. substantivo, no adjetivo, no singular ou plural e, ainda, nos pronomes pessoais e possessivos. Outros tipos de orações O Esperanto é uma língua que permite uma Recebem o acusativo só as orações que têm grande flexibilidade de posição dos elementos um verbo transitivo, por exemplo: comer, da frase, invertê-los é um dos recursos chamar, anunciar, etc poéticos e de ênfase e que praticamente não dispomos nos outros idiomas latinos, mas, Mas alguns verbos terminam a ação em si comumente preferimos a ordem direta: mesmo e não pedem acusativo, por exemplo: La patro vokis la filon La homo vivas (O homem vive); (O pai chamou o filho) La birdo kantas (o pássaro canta) La bruo ĉesis ( O barulho cessou). No entanto, há pelo menos mais seis possibilidades de disposição dos termos dessa Como você vê tais frases não pedem acusativo, pois a ação termina em si mesma. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 31
  • 33. Mas cuidado, pois às vezes, por uma questão Li estas instruisto. de estilo, podemos inverter a posição do (Ele é professor.) sujeito com o verbo e continua-se não necessitando do acusativo: Portanto, muito cuidado para não colocar o acusativo depois do verbo Vivas la homo; kantas la birdo; “ESTI”, pois o predicativo não pede ĉesis la bruo. acusativo. A oração predicativa Os pronomes interrogativos Como no português, em Esperanto há certos KIO, KIA, KIU verbos que expressam simplesmente uma qualificação (predicativo) do sujeito ou do objeto e, portanto, não transmitem qualquer KioN li faris? Li faris tabloN. ação. (O que ele fez? Ele fez uma mesa). KiaN tabloN li faris? GrandaN Por exemplo, os verbos: ser, estar, parecer, tabloN. permancer, ficar. (Qual tipo de mesa ele fez? Uma Como esses verbos não transmitem qualquer mesa grande). ação, eles não pedem o acusativo. KiajN librojN vi aĉetis? TeknikajN librojN. La birdo estas bela. (Quais livros você comprou? Livros ( O pássaro é belo.) técnicos). la maro ŝajnas trankvila. KiuN vi vidis? Mi vidis liN. ( O mar parece tranqüilo ). (Quem você viu? Eu o vi). Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 32
  • 34. KiujN vi invitis? Mi invitis miajN lernantojN Por que “BonaN TagoN” (Quem você convidou? Convidei tem acusativo? meus alunos). Esta expressão pertence ao tipo de frases Veja que os interrogativos em Esperanto que elípticas, isto é aquelas que subentendem perguntam por coisas (KIO= o que?), por uma frase anterior, por exemplo: qualidade, espécie (KIA, KIAJ?= de que Mi deziras al vi bonaN tagoN! tipo?), e por individualidade (KIU, KIUJ= (Desejo-lhe um bom dia!) Quem, Quais?) recebem o acusativo se estiverem perguntando pelo receptor da ação Como BONAN TAGON está na situação de (objeto direto). ser desejado (receptor da ação), ele leva o acusativo. Da mesma forma temos: Bonan Matenon! Dankon! (Bom dia! Usado bem cedo, pela manhã até (Obrigado) umas 10hs) Ne dankinde! Bonan Tagon! (De nada!) (Bom dia e Boa Tarde, usado até a tardinha) Saluton! Bonan Vesperon! (Olá!; oi!) (Boa noite, mas quando você está chegando mas, Ĝis Revido! (Até a vista). à noite) Nesse caso, REVIDO não tem acusativo, Bonan Nokton! pois depois de preposição (ĝis=até) não se (Boa noite, mas quando você está indo coloca acusativo. dormir) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 33
  • 35. Li venis kun lia filo. (Ele veio com o filho que é de um outro, mas não dele mesmo.) O Pronome “si” e o possessivo “sia” Como não se pode usar “si” e “sia” no sujeito, pois este pronome reflexivo deve sempre deve ficar no complemento, deve-se O pronome “si” em Esperanto é reflexivo e se dizer: refere só a terceira pessoa, tanto do plural Li kaj lia filo venis. quanto do singular que esteja no sujeito da Mesmo se tratando de ser o filho dele mesmo. oração: Nesse caso, quando se deseja enfatizar o fato de ser mesmo o filho dele, pode-se dizer: Li parolis pri si ( Ele falou sobre si ). Li venis kun sia filo. La homoj devus vivi inter si harmonie. (Os homens deveriam viver entre si em harmonia). Ŝi batalis kun si. O aumentativo e o (Ela lutou consigo mesma). Li vidis sin en la spegulo. diminutivo (Ele se viu no espelho) O sufixo “-EG” é o que traz a idéia do Da mesma forma, usa-se o seu aumentativo, e o sufixo “-ET” do diminutivo: correspondente “sia”: Li venis kun sia filo. domo - domego - dometo (Ele veio com seu próprio filho) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 34
  • 36. (casa - casarão - casinha) varma - varmega - varmeta (quente - ardente - morno) ridi - ridegi - rideti (rir - gargalhar - sorrir). Algumas palavras em Esperanto, com estes sufixos, podem traduzir situações específicas e, portanto, não necessariamente maiores ou menores fisicamente: O mundo luta contra o preconceito nas suas diversas formas. Ter preconceito em pordo - pordego relação à raça, credo e opção sexual é (porta-portão); uma atitude injusta, mas ainda muito korto - kortego presente no mundo moderno. Há uma (pátio - corte real); outra forma de preconceito, que é o nazo - nazego preconceito lingüístico. O Esperanto existe (nariz - focinho); exatamente para saná-lo. A vantagens de stelo - steleto alguns idiomas nacionais sobre outros é (estrela-asterisco); inadmissível em um mundo democrático. ruĝa – ruĝeta Ajude a divulgar o Esperanto de uma (vermelho - avermelhado); forma consciente e, assim, você estará ajudando a caminharmos para um mundo moderno menos preconceituoso. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 35
  • 37. Os Números em Esperanto 1 Unu 21 Dudek unu 200 ducent 2 Du 22 Dudek du 300 tricent 3 Tri 30 Tridek 400 Kvarcent 4 Kvar 35 Tridek kvin 500 Kvincent 5 Kvin 40 Kvardek 600 Sescent 6 Ses 48 Kvardek ok 700 Sepcent 7 Sep 50 Kvindek 800 Okcent 8 Ok 59 Kvindek naŭ 900 Naŭcent 9 Naŭ 60 Sesdek 987 Naŭcent okdek sep 10 Dek 70 Sepdek 999 Naŭcent naŭdek naŭ 11 Dek unu 80 Okdek 1000 Mil 12 Dek du 90 Naŭdek 1001 Mil unu 13 Dek tri 100 Cent 1015 Mil dek kvin 14 Dek kvar 101 Cent unu 1027 Mil dudek sep 15 Dek kvin 109 Centu naŭ 1100 Mil cent 16 Dek ses 150 Cent kvindek 1103 Mil cent tri 17 Dek sep 164 Cent sesdek kvar 2000 Du mil 18 Dek ok 170 Cent sepdek 5076 Kvin mil sepdek ses 19 Dek naŭ 180 Cent okdek 10000 Dek mil 20 Dudek 190 Cent naŭdek 15699 Dek kvin mil sescent naŭdek naŭ Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 36
  • 38. Resumo da Quarta Lição Nesta lição, você aprendeu os seguintes assuntos: • A oração transitiva e o acusativo. • As orações não transitivas. • A oração predicativa • KioN, KiuN, KiaN Doni la manojn • Porque se diz "BonaN TagoN". • O pronome "si" e "sia". O ato de dar as mãos é uma atitude • O aumentativo (sufixo -EG-) civilizada, que transmite o entendimento • O diminutivo (sufixo -ET-) entre pessoas. É um gesto que faz • Os números cardinais em Esperanto. parte do mundo moderno. Além disso, o seu significado é muito mais amplo, pois mostra que há respeito mútuo entre as Antes de passar a frente diga em voz alta estes números: partes, com a devida aceitação das 3, 46, 78, 167, diversidades existentes. Nesse gesto se 323, 967, 1345 transminte o início de um trabalho 23589. conjunto. De alguma forma, a prática do Esperanto é filosoficamente um ato de Não se esqueça de fazer os exercícios dessa lição. dar as mãos, principalmente com relação a se respeitar a diversidade humana de uma forma democrática. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 37
  • 39. LIÇÃO 5: OS NUMERAIS, O ANO, O DIA, DATAS E HORAS Os números e suas derivações Já apresentamos na lição anterior os números cardinais: unu (1), du (2), tri (3), ... dek (10) …dek kvin (15), ... okdek-kvara (84ª), ... okdek kvar (84), ... ducenta (200ª) ... ducent (200), ... kvincent-sepdek-dua (572ª). …kvincent sepdek du (572) ou seja, na nossa complicada língua Os números ordinais, em qualquer língua, são portuguesa: adjetivos e em Esperanto eles são facilmente formados colocando uma terminação “-a”, primeiro, segundo, terceiro, como todos os adjetivos, portanto para os ...décimo, ...décimo quinto, números acima teremos: ...octuagésimo quarto, ... ducentésimo, ...quincentésimo septuagésimo Unua (1ª), dua(2ª), tria(3ª) segundo. ...deka (10ª), ...dekkvina (15ª), Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 38
  • 40. podemos ainda continuar derivando: unue, due, trie,... deke,... Os multiplicativos e os dekkvine,... okdek-kvare … fracionários ou seja: primeiramente, em segundo É extremamente simples a derivação desses lugar, em terceiro lugar, tipos de numerais, pois os multiplicativos tem ...em décimo lugar, ...em décimo o sufixo (-OBL-) e os fracionários tem o quinto lugar, sufixo (-ON-): ... em octuagésimo quarto lugar... duOBLo (dobro) duONo (metade) trioblo (triplo) triono (um terço) Podemos ainda ter substantivos: dekoblo (10 vezes) unuo (unidade); deko(dezena); dekono (um décimo) dek-duo(dúzia); cento(centena); milo(milhar)... centoblo (cêntuplo) centono (um centésimo) O interessante que, em qualquer língua, “zero” e “milhão” são 4 x 5 = 20 substantivos, também em Esperanto: Kvaroble kvin estas dudek NULO e MILIONO. 8 é 4/5 de 10 Ok estas kvar kvinonoj de dek. mas, 10/2 = 5 Dek dividita de du estas kvin. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 39
  • 41. Aprenda também a somar e subtrair em Vi prezentos vin, sed unuope. Esperanto: (Vocês se apresentarão, mas um a um.) 8 + 7 = 15 Tiuj du amikoj promenas ĉiam duope. ok PLUS sep estas dek kvin; (Esses dois amigos passeiam sempre em 17 - 3 = 14 dupla). dek sep MINUS tri estas dek Vi studu kvarope. kvar. ( Estudem em grupos de quatro). A preposição Coletivos distributiva “Po” Os coletivos são expressões derivadas dos números que significam “em grupos de”: Esta preposição, em Esperanto, tem o Em Esperanto, os coletivos se formam com o significado específico de “à razão de”, às sufixo “-OP-“: vezes nem traduzível: duOPo po sep - à razão de sete; uma dupla, um grupo de dois; po cent - à razão de cem; triopo um trio, um grupo de três; Mi donis al miaj infanoj po tri pomoj; kvaropo = um quarteto (Dei às minhas crianças três maçãs a kvinopo = um quinteto cada uma) ....e assim por diante. Compare com: Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 40
  • 42. Mi donis al miaj infanoj tri pomojn; (Dei às minhas crianças três maçãs, isto é No mundo moderno somente, três maças para todas) praticamente não há mais barreiras tecnológicas, as barreiras políticas estão Note que depois de preposição (no sendo vencidas, no caso acima a preposição “po”) não entanto, as barreiras se põe acusativo, nem nos numerais linguísticas só serão cardinais. resolvidas através de uma língua neutra e pertencente a todos democraticamente. O Esperanto é essa solução. Ano, estações, meses e dias En la jaro estas kvar sezonoj: En la monato estas kvar semajnoj, (No mes há quatro semanas,) Primtempo, Somero, Aŭtuno, Vintro kaj en la semajno estas sep tagoj: (No ano há quatro estações: (e na semana há 7 dias:) Primavera, Verão, Outono, Inverno). Lundo, Mardo, Merkredo, Ĵaŭdo, kaj dek du monatoj: Vendredo, Sabato, Dimanĉo (e doze meses:) Januaro, Februaro, Marto, Aprilo, Majo, (Segunda-feira, terça-feira, quarta- Junio, Julio, Aŭgusto, Septembro, feira, quinta-feira, sexta-feira, Oktobro, Novembro, Decembro sábado, domingo). Note que Não precisa nem traduzir! “Mardo” é “Terça” e “Marto” é “Março”. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 41
  • 43. Datas e o interrogativo Je tagmezo, li alvenis “Kiam” = Tagmezon, li alvenis. (Ao meio dia, ele chegou.) San-Paŭlo, en la 26a de Julio, No entanto, não se pode substituir com 2002 acusativo a maioria das preposicões, como o (São Paulo, 26 de Julho de 2002) “de” e o “ĝis” abaixo: A rigor se deveria traduzir “no trigésimo (dia) KIAM okazis la kongreso? de ...” Ĝi okazis de la 7-a ĝis la 9-a de Em datas é comum não se colocar “en la 30-a Majo (tago)”, mas simplemente: “la 30-an (Quando aconteceu o congresso? Ele (tagon)”, isto é, transformando-se a aconteceu de 7 a 9 de Maio.) preposição “en”, em acusativo. Em Esperanto mais moderno, prefere-se Essa situação é também possível com as substituir o “dum somero” por “Somere” ou preposição dum (durante) ou je (preposição “je tagmezo” por “tagmeze” que são associada a tempo e, às vezes, à localização): expressões adverbiais equivalentes. Dum printempo, la floroj aperas KIAM vi venos? Somere, post la = Someron, la floroj aperas. 15-a de Februaro. (Durante a primevera, as flores Ĉu bone? aparecem.) (Quando você virá? No verão, depois de 15 de Fevereiro. OK?) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 42
  • 44. Horas, minutos e segundos Estas kvarono antaŭ Kioma horo 08:45 la naŭa estas? (Um quarto para as (Que horas são?) nove) 08:00 Estas la oka horo 10:32:23 Estas la deka, tridek akurate du minutoj kaj dudek (São 8 horas em ponto) tri sekundoj. 08:10 Estas la oka kaj dek (São 10 horas, 32 minutoj minutos e 23 segundos) (São oito e dez minutos) 00:00 Estas la Noktomezo 08:15 Estas la oka kaj (É meia noite) kvarono 12:00 Estas la Tagmezo (São oito e um quarto) (É meio dia) 08:30 Estas la oka kaj duono 10h Estas la deka matene (São oito e meia) (São dez da manhã) 08:40 Estas la oka kaj 22h Estas la deka vespere kvardek minutoj (São dez da noite) (São oito e quarenta) 03h Estas la tria nokte ou (São três da Estas dudek minutoj madrugada) antaŭ la naŭa (São vinte para as nove) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 43
  • 45. (Quanto de açúcar você quer? Quero Interrogativos “KIOM”, dois quilogramas de açúcar). “KIOMA”, preposição “DA” Para horas se pergunta: KIOM = Quanto KiomA horo estas? Estas la Kiom kostis la libro? Dek dolaroj kvara. (Quanto custou o livro? 10 dólares). Que (Quantas) horas são? São 4. Mas quando queremos perguntar quantidade Talvez o Esperanto seja uma das únicas de substantivos, por exemplo,”Quantos línguas do mundo onde há um pronome livros..?”, “Quantos metros...?”, “Quanto de interrogativo específico para perguntar os açúcar...?” precisamos em Esperanto de uma números ordinais. Aliás essa palavra é apenas preposição especial “DA”: uma das diferenças marcantes de precisão da língua internacional em relação aos demais Kiom da libroj vi aĉetis? idiomas. Se perguntássemos em português, Mi aĉetis tri librojn. “Em que página do livro você está?” Talvez (Quantos livros comprou? Comprei 3 por hábito, repondéssemos corretamente: “Na livros.) sétima!”. Mas poderia ser “na página verde, Kiom da kilometroj vi marŝis? na página marcada, etc.”. Mas, em Esperanto, Mi marŝis pli ol 20 kilometroj. “En kioma paĝo vi estas? En la sepa!” . (Quantos quilômetros você marchou? Portanto, não há dúvida sobre o que Marchei mais de 20 km). responder. Kiom da sukero vi volas? Mi volas du kilogramojn da sukero. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 44
  • 46. DIS Desunião, afastamento, Os prefixos “BO”, “GE”, dispersão, separação: “DIS”, “EK”, “RE” fali(cair): disfali (ruir,esboroar-se) semi(semear): dissemi BO Parentesco adquirido por (disseminar) casamento: bofrato (cunhado), doni(dar): disdoni (distribuir) bopatrino (sogra), bofilino (nora), bonevo EK Ação ou estado que acabou (sobrinho). de começar: iri (andar): ekiri GE Reunião de dois ou mais (começar a andar) indivíduos de sexo diferente: ami (amar): ekami gepatroj (pai e mãe); (enamorar-se) gesinjoroj (senhores e senhoras), vidi(ver): ekvidi (avistar). geknaboj ( meninos e meninas), geedzoj (marido e mulher). RE Repetição, reiteração: aperi(aparecer)-reaperi Atenção: com “ge” sempre temos o (reaparecer) plural nos substantivos. vidi(ver)-revidi(rever) diri(dizer)-rediri(retrucar) soni(soar)-resoni(ressoar) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 45
  • 47. Resumo da 5ª Lição Nessa lição, nos vimos os seguintes elementos: • Os números ordinais: (terminados em -a); • os multiplicativos (-obl-); os fracionários (-on-); • os coletivos (-op-); • A preposição “po” (à razão de) e “da” (para quantidades); • Estações, ano, meses, dias e horas. • Os interrogativos: Kiam Faça os exercícios dessa lição. Mas antes de ir (Quando?), Kiom (da)? à frente traduza e diga em voz alta: (Quanto?), Kioma horo ..? (Quantas horas..?); as estações, os meses, os dias da • Os prefixos: BO(parentesco por semana, 10h45m34s, 3x5, casamento); GE(reunião de 23+4=27, 54-23=31, o quinteto, ambos os sexos); sogra, os pais, disseminar, sair DIS(dispersão); EK(ação no andando, refazer. início); RE(repetição). Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 46
  • 48. A Europa está conseguindo, muito rapidamente, se reunir em um único bloco econômico. Essa situação era imprevisível do ponto de vista histórico, uma vez que esse continente sempre teve às voltas com guerras desumanas e de cunho, na maioria das vezes, puramente nacionalista. No entanto, essa união atual é um acordo entre nações civilizadas e democráticas e que sinaliza um respeito eqüitativo às nações que pertencem ou vierem a pertencer a esse bloco. A questão lingüística é delicada. Tem-se tentado dar um tratamento de respeito aos diversos idiomas europeus que se impõem dentro do bloco, mas a um custo astronômico. Por outro lado, a adoção do Euro mostrou que é possivel se apoiar em um instrumento monetário único que respeita as diversas economias dos países membros. Portanto, é natural que se pense, em um futuro próximo, sobre a adoção do Esperanto, como uma solução lógica para a questão de democracia lingüística na união européia. Essa medida, certamente, trará a continuidade do respeito mútuo e perene para os paises europeus e suas culturas milenares, que são importantes não só para a Europa, mas também, para o mundo. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 47
  • 49. LIÇÃO 6 CORRELATIVOS Em Esperanto, há uma série de palavras formadas logicamente que são denominados correlativos. Os correlativos são as palavras mais usuais em qualquer idioma, pois servem para se relacionar aos diversos elementos dentro das orações, ora como pronomes (relativos ou interrogativos), ora como advérbios com funções de serem interrogativos, determinativos, indefinidos, coletivos ou ainda negativos. Os correlativos são palavras como: O que?, isso, quando, naquela época; Por que?; desta forma; nunca; lá; tudo; de algum tipo, etc. Zamenhof conseguiu montar uma tabela com 48 palavras no total, onde aparecem todos os correlativos que são normalmente necessários para se falar uma língua, só que de uma forma extremamente simples e racional. Isso permitiu uma simplificação maravilhosa do Esperanto em relação aos demais idiomas. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 48
  • 50. Os radicais e terminações As terminações dos correlativos são: dos Correlativos Os correlativos são compostos de um radical e -o (coisa); uma terminação. Sabendo-se o significado principal do radical e da terminação, tem-se o -a (qualidade); sentido pleno da palavra formada: Ki- (Interrogação) -u (individualidade) Você já aprendeu o Kio, Kia,... Ti- (Demonstração) -es (posse); Significa que você está apontando para algo ou para uma situação. Por ex.: isso, lá, daquela forma, etc -e (lugar) Ĉi- (Coletivo ou Distributivo) Palavras como:tudo, todos, em todo -el (maneira); lugar, cada, de todas maneiras, etc. I- (Indeterminação) -al (razão); Palavras como alguém, em algum lugar, etc -am (tempo); Neni- (Negação) Palavras como “de jeito nenhum”, -om (quantidade) “nada”, “nunca”, etc Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 49
  • 51. Kio = O que? Os Correlativos Kia = Qual? De qual qualidade? Pronominais Kiu = Quem? Kies = De quem? Como a sua própria denominação indica, eles Tio = Aquilo são correlativos que são pronomes, os quais Tia = Desse tipo podem substituir “os substantivos e os Tiu = Aquele adjetivos”. Geralmente, esses correlativos Ties = Dessa pessoa pronominais estão dentro do sujeito ou do objeto. Ĉio = Tudo Ĉia = De todo tipo, cada Ĉiu = Todo, cada -o -a -u -es Ĉies = De todos Ki- KIO KIA KIU KIES Io = Algo Ti- TIO TIA TIU TIES Ia = De algum tipo Iu = Alguém Ĉi- ĈIO ĈIA ĈIU ĈIES Ies = De alguém I- IO IA IU IES Nenio = Nada Neni- NENIO NENIA NENIU NENIES Nenia = De nenhum tipo Neniu = Ninguém Nenies = De ninguém. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 50
  • 52. Utilização dos Correlativos Ĉu ĉiuj tiaj libroj estas ĉies? Pronominais (Todos esses [=desse tipo] livros são de todo mundo?) Kiu vi estas? Mi estas Petro. Ne, ili estas nenies. (Quem você é? Sou o Pedro.) (Não, eles não são de ninguém.) Esperanto estas ĉies kaj nenies. Kio vi estas? Mi estas Lernanto. (Esperanto é de todos e ninguém.) (O que você é? Sou aluno.) Kion vi manĝis? Kio estas tio? Tio estas Floroj. (O que comeu ontem?) (O que é isso? Isso são flores.) Mi manĝis tiajn panojn kun io, kion mi ne scias Kiaj ili estas? Blankaj. (Comi esses pães com algo, que eu não sei) (De que tipo são? Brancas.) Kiujn vi vidis? Kies libroj estas tiuj? (Quem você viu?) (De quem são estes livros?) Mi vidis tiujn personojn, kiuj estas Tiuj estas ties, de Karlo, sed tiu en tiu loko. estas ies. (Vi aquelas pessoas, que estão naquele (Estes são daquela pessoa, do Carlos, mas lugar.) este é de alguém.) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 51
  • 53. Como esses correlativos são advérbios, eles Os Advérbios Correlativos normalmente qualificam os verbos, adjetivos e outros advérbios. -e -el -al -am -om lugar maneira razão tempo quantidade Ki- KIE KIEL KIAL KIAM KIOM onde? como? Por que? Quando? Quanto? TIE TIEL TIAL TIAM TIOM Ti- desta maneira, desta lá Por essa razão Naquele tempo assim quantidade ĈIE ĈIEL ĈIAL ĈIAM ĈIOM Ĉi- em todo de todas as em toda por todas razões sempre lugar maneiras quantidade IE IEL IAL IAM IOM i- em algum de alguma por alguma em algum em alguma lugar maneira razão tempo quantidade NENIE NENIEL NENIAL NENIOM Neni- em lugar NENIAM de forma por nenhuma em nenhuma nenhum nunca alguma razão quantidade Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 52
  • 54. possivelmente, mas até agora eles nunca foram. Utilização dos Correlativos Adverbiais Kiel vi klopodos eniri en la fakultato? Ĉiel, kontraŭe mi neniel Kie estas mia skribilo? Ie, sed mi laboros. pensas, ke ĝi estas tie. Como você entrará na faculdade? De Onde está minha caneta? Em algum todas as maneiras, do contrário eu lugar, mas acho que ela está lá. não terei como trabalhar. Kial vi venis tiel? Iel mi devus veni, Tiam, kiam li alvenis mi ial ne vidis tial mi venis. lin tie. Porque você veio assim? De alguma No momento, quando ele chegou, forma deveria vir, por isso eu vim. por alguma razão não o vi lá. Kiom da vino vi volas? Neniom, mi ne povas trinki vinon. A conjunção ĈAR as Quanto de vinho você quer? Nada, eu não posso beber vinho. partículas AJN e ĈI Kiam la homoj iras al Neptuno? Ili Quando se pergunta em Esperanto: “KIAL...?” iros iam eble, sed ĝis nun ili neniam é o nosso “Por que?” . A resposta em iris. Português deve ser dada com “porque” Quando os homens vão a Netuno? (conjunção causal) que em Esperanto é Eles irão em alguma época “ĈAR...”. Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 53
  • 55. KIAL li iris tie? ĉAR li volis paroli al Iu ajn knabo scias tion ĉi sia amikino. (Qualquer menino, seja lá qual for, Por que ele foi lá? Porque ele queria sabe isto). falar com sua própria amiga. Kie vi pensas studi? Tie ĉi aŭ ie ajn. (Onde você pensa estudar? Aqui ou em qualquer lugar que seja.) Ajn = “qualquer, seja lá qual for” Esta partícula pode ser usada com todos correlativos exceto com os demonstrativos (Ti...), por não fazer sentido. Exemplo do uso Os Pronomes Relativos do ajn: iu ajn pano Esperanto estas lingvo, KIU estas (algum pão, qualquer que seja ele) internacia. (O Esperanto é uma língua que é internacional.) Vidu la ĉemizojn, KIUJN mi aĉetis. (Veja as camisas que eu comprei). Ĉi = é uma partícula que serve para tornar as coisas mais próximas da pessoa que fala, por La viro, KIUN ni devas helpi, estas tre exemplo: tie ĉi=aqui; tio ĉi=isto; tiu ĉi= malforta. este, etc... (O homem, o qual devemos ajudar, está muito fraco) Esperanto para um mundo moderno – Adonis Saliba – pág. 54