SlideShare uma empresa Scribd logo
Por que Somos  Evangelizadores?
Quem você levaria para casa? os dois?
Evangelizar É aprender a amar Crer no futuro Investir na esperança Construir um mundo de Paz! “  Conduzir o PENSAMENTO do Espírito dentro da VERDADE  de tal forma que se sinta compromissado com a sua EVOLUÇÃO ”
“ Poderoso é o sol da Verdade”   Eurípedes Barsanulfo  Quem sou eu? De onde vim? Para onde vou? Que faço aqui? Qual a finalidade  dessa existência?
Por que evangelizar? No ano 3000  Os homens já vão ter Se cansado das máquinas, E as casas serão novamente românticas. O tempo vai ser usado sem pressa: Gerânios enfeitarão as janelas, Amigos escreverão longas cartas. Cientistas inventarão novamente O bonde, a charrete. Pianos de cauda encherão as tardes de música E a Terra flutuará no céu Muito mais leve, muito mais leve Roseana Murray
INSTRUÇÃO # EDUCAÇÃO # EVANGELIZAÇÃO DE ESPÍRITOS INSTRUÇÃO = Adequação dos Espíritos  à sua Ambientação Reencarnatória Educação = Mudar a maneira de pensar para viver melhor Evangelização = Educação do Espírito segundo a metodologia do Cristo à luz da Doutrina Espírita  EDUCAR COM JESUS “  Educação é como chuva.  Cai no solo e ninguém mais vê. Mais tarde, o líquido emergirá das reservas ocultas em fontes  de água pura  Ney Lobo
Reflexão... Quem é esse espírito? Que marcas ele traz? Que energias suas devem ser trocadas nessa existência? Qual o seu compromisso diante da evolução de si mesmo, do país, do planeta? Qual a minha responsabilidade com a evolução desse espírito?
A seara Espírita possui as sementes de mostarda,  os nossos corações são os campos férteis,  a fé é o adubo  e o progresso é a colheita  que todos esperamos. “Deixai vir a mim as criancinhas"  (Lc.18,16)
A caixinha preta do avião. Como abrir essa caixa? aprender a ver o outro como espírito (tudo muda) construção da felicidade CONHECEMOS? SABEMOS? VIVEMOS? OS ENSINAMENTOS DE JESUS? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Quem somos nós?
EVANGELIZAÇÃO DE ESPÍRITOS Luz que brota em nós para se espalhar pelos outros espíritos QUEM É O EVANGELIZADOR? Sinalizador da verdade QUEM PODE? Todos que estiverem abertos à auto-educação COMO? Troca, encontro, exemplo, sentimento com sentimento, de espírito para espírito. SERVIDOR DA SEARA DE JESUS
CONDUTA DO  EDUCADOR AFETO = desenvolver simpatia e afeição AJUDA = satisfazer as necessidades de cada dia AMOR = incessante contato BONDADE = calma e paciência ESTÍMULO = pedagogia dos pontos fortes DIÁLOGO =  toda discussão é para ser levada  até o fim DISCERNIMENTO = manter-se atualizado CONVICÇÃO = tudo que fizer será sempre o   melhor para o educando ( Dora Incontri)
COMO SER UM TRABALHADOR DA SEARA DO MESTRE? VIGILÂNCIA Cultivar o bom pensamento PENSAMENTO CRIADOR O que estamos criando? MEDITAÇÃO EM TORNO DOS GRANDES PROBLEMAS Qualidade espírita ao meu  pensamento SENTIR COM VEEMÊNCIA Dilatar a sensibilidade BUSCA DE DEUS Apagar o pensamento  materializado de Deus OPORTUNIDADE/COMPROMISSO/ SINALIZADOR DA VERDADE
Todo Espírito, quando reencarna, programa nova etapa de evolução; cabe ao Evangelizador de Espíritos auxiliá-lo a fim de que possa modificar hábitos, atitudes, tendências. Para que isso seja possível é preciso oferecer muitos estímulos que possam transformar as sensações periféricas em percepções profundas.
O Evangelizador de Espíritos necessita ter um amplo conhecimento espírita para atuar dentro das necessidades dos Espíritos que são trazidos até ele.  Esse entendimento só é possível à medida que avança no conhecimento, na vontade de mudar.  É preciso transformar os estu-dos, as aulas de evangelização, as preleções evangélicas em momentos de grande reflexão, onde a doutrina deve ser colocada com racionalidade sem medo, e sem embuste.
EM SE FALANDO DE EVANGELIZAÇÃO... EVANGELIZE! COOPERE COM JESUS Continuar na tarefa O maior testemunho O exemplo A melhor fixação  da aprendizagem A compreensão A melhor técnica O Amor O melhor método O humano O melhor recurso A descoberta de si mesmo O melhor conteúdo Amar a Deus e ao próximo O maior objetivo
O QUE VAI SOBRAR DE VOCÊ? TODO SENTIMENTO DO BEM QUE VOCÊ CONSEGUIR CONQUISTAR TODA ENERGIA DE AMOR QUE VOCÊ DOAR TODA ESPERANÇA NO PAI QUE VOCÊ CONSEGUIR PLANTAR ENFIM, DEPOIS DO CORPO, INSTRUMENTO DE TRABALHO, FERRAMENTA DE EVOLUÇÃO, SOBRARÁ UM SER ETÉREO, CONSCIENTE E DIFERENTE DO PASSADO... VOCÊ REFORMULADO!
ALEGRIA DE  EVANGELIZAR Gilka Machado Você - ESPERANÇA –  de agora CERTEZA do amanhã Você que é  FONTE CANORA De uma ALVORADA CRISTÃ Você que é força e é VIDA Você que  EMANA DE DEUS Tra z  a CERTEZA PERDIDA A CRISTÃOS e a ATEUS Vem comigo,  dá-me a mão Vamos JUNTOS caminhar Na certeza mais bonita DA  ALEGRIA DE EVANGELIZAR
VENENO MORTAL Jésus Gonçalves DESPERTA, oh! Meu irmão! Eis que te chama A voz de Deus, plantada no Infinito! Basta de sangue e horror. Chega de lama! Põe-te de pé, de coração contrito! Escuta a clarinada. Escuta o grito Que vem do espaço e teu amor reclama! Deixa do passado estúpido e maldito! Adora a Deus! A humanidade ama! Deslumbra-te ao claror da aurora santa. Alvorada de amor, de amor profundo... que canta aqui... Que em toda a parte canta! Sacode o pó do orgulho e da jactância. Ajuda a combater o mal do mundo: - o veneno mortal da ignorância!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Evangelização - Escola de Espíritos - versão 2
Evangelização - Escola de Espíritos - versão 2Evangelização - Escola de Espíritos - versão 2
Evangelização - Escola de Espíritos - versão 2
Ricardo Azevedo
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
Ponte de Luz ASEC
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Divulgador do Espiritismo
 
A importância do centro espírita na nossa atual existência
A importância do centro espírita na nossa atual existênciaA importância do centro espírita na nossa atual existência
A importância do centro espírita na nossa atual existência
Atendimento_CEACE
 
A páscoa na visão espírita
A páscoa na visão espíritaA páscoa na visão espírita
A páscoa na visão espírita
Graça Maciel
 
Bezerra de Menezes
Bezerra de MenezesBezerra de Menezes
Bezerra de Menezes
Antonino Silva
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
Luciane Belchior
 
O homem no mundo
O homem no mundoO homem no mundo
O homem no mundo
Manoel Gamas
 
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismoOração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
Jorge Luiz dos Santos
 
Pais e Filhos: Numa visão Psicológica e Espiritual
Pais e Filhos: Numa visão Psicológica e EspiritualPais e Filhos: Numa visão Psicológica e Espiritual
Pais e Filhos: Numa visão Psicológica e Espiritual
Marcelo Suster
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
Graça Maciel
 
Ese capítulo 26 – dar de graça o que de graça recebeste
Ese   capítulo 26 – dar de graça o que de graça recebesteEse   capítulo 26 – dar de graça o que de graça recebeste
Ese capítulo 26 – dar de graça o que de graça recebeste
Humberto E. Hasegawa
 
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNOO TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
Jorge Luiz dos Santos
 
Materialismo e Espiritismo
Materialismo e EspiritismoMaterialismo e Espiritismo
Materialismo e Espiritismo
Helio Cruz
 
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espiritaEsdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Denise Aguiar
 
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espíritaMaria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Fábio Paiva
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Tiburcio Santos
 
A importancia da evangelizacao parte ii - o exercicio do amor
A importancia da evangelizacao   parte ii - o exercicio do amorA importancia da evangelizacao   parte ii - o exercicio do amor
A importancia da evangelizacao parte ii - o exercicio do amor
Alice Lirio
 
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e PazEvangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Ricardo Azevedo
 

Mais procurados (20)

Evangelização - Escola de Espíritos - versão 2
Evangelização - Escola de Espíritos - versão 2Evangelização - Escola de Espíritos - versão 2
Evangelização - Escola de Espíritos - versão 2
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
 
A importância do centro espírita na nossa atual existência
A importância do centro espírita na nossa atual existênciaA importância do centro espírita na nossa atual existência
A importância do centro espírita na nossa atual existência
 
A páscoa na visão espírita
A páscoa na visão espíritaA páscoa na visão espírita
A páscoa na visão espírita
 
Bezerra de Menezes
Bezerra de MenezesBezerra de Menezes
Bezerra de Menezes
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
 
O homem no mundo
O homem no mundoO homem no mundo
O homem no mundo
 
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismoOração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
Oração na ótica espírita - Baseada nos obras básicas do espiritismo
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
 
Pais e Filhos: Numa visão Psicológica e Espiritual
Pais e Filhos: Numa visão Psicológica e EspiritualPais e Filhos: Numa visão Psicológica e Espiritual
Pais e Filhos: Numa visão Psicológica e Espiritual
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
 
Ese capítulo 26 – dar de graça o que de graça recebeste
Ese   capítulo 26 – dar de graça o que de graça recebesteEse   capítulo 26 – dar de graça o que de graça recebeste
Ese capítulo 26 – dar de graça o que de graça recebeste
 
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNOO TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
 
Materialismo e Espiritismo
Materialismo e EspiritismoMaterialismo e Espiritismo
Materialismo e Espiritismo
 
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espiritaEsdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
 
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espíritaMaria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
 
A importancia da evangelizacao parte ii - o exercicio do amor
A importancia da evangelizacao   parte ii - o exercicio do amorA importancia da evangelizacao   parte ii - o exercicio do amor
A importancia da evangelizacao parte ii - o exercicio do amor
 
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e PazEvangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
 

Destaque

O Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a EvangelizaçãoO Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a Evangelização
igmateus
 
Sentimento
SentimentoSentimento
Sentimento
joja2001
 
Montanha
MontanhaMontanha
Montanha
rafael gomide
 
Orientação à ação evangelizadora espírita da infância: subsídios e di...
Orientação à ação evangelizadora espírita da infância: subsídios e di...Orientação à ação evangelizadora espírita da infância: subsídios e di...
Orientação à ação evangelizadora espírita da infância: subsídios e di...
Daniane Bornea Friedl
 
Aula 6 allan kardec
Aula 6   allan kardecAula 6   allan kardec
Aula 6 allan kardec
Fatoze
 
Aula 8 boas maneiras
Aula 8   boas maneirasAula 8   boas maneiras
Aula 8 boas maneiras
Fatoze
 
Beleza, Motivação e Auto Estima
Beleza, Motivação e Auto  EstimaBeleza, Motivação e Auto  Estima
Beleza, Motivação e Auto Estima
WM Treinamentos Cursos e Palestras Ltda
 
Os três batismos - n.13
Os três batismos - n.13Os três batismos - n.13
Os três batismos - n.13
Graça Maciel
 
Fluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Fluidoterapia, baseada em Allan KardecFluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Fluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Alan Diniz Souza
 
Os seguidores de Jesus - n.14
Os seguidores de Jesus - n.14Os seguidores de Jesus - n.14
Os seguidores de Jesus - n.14Graça Maciel
 
Reformador 2007-04
Reformador 2007-04Reformador 2007-04
Reformador 2007-04
Tarcillo Armindo Schmaedecke
 
Jesus o Cristo de Deus (2) - n.12
Jesus o Cristo de Deus (2) - n.12Jesus o Cristo de Deus (2) - n.12
Jesus o Cristo de Deus (2) - n.12
Graça Maciel
 
Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17
Graça Maciel
 
O templo e as sinagogas - n 10
O templo e as sinagogas - n 10O templo e as sinagogas - n 10
O templo e as sinagogas - n 10Graça Maciel
 
A multidão e Jesus - n.15
A multidão e Jesus - n.15A multidão e Jesus - n.15
A multidão e Jesus - n.15
Graça Maciel
 
Jesus o cristo de Deus (1 ) - N 11
Jesus o cristo de Deus (1 ) - N 11Jesus o cristo de Deus (1 ) - N 11
Jesus o cristo de Deus (1 ) - N 11
Graça Maciel
 
Allan Kardec
Allan KardecAllan Kardec
Allan Kardec
guest6d35e1
 
A visão espírita da bíblia
A visão espírita da bíbliaA visão espírita da bíblia
A visão espírita da bíblia
Graça Maciel
 
A pregação de Jesus - n.18
A pregação de Jesus  - n.18A pregação de Jesus  - n.18
A pregação de Jesus - n.18
Graça Maciel
 
Como Jesus dialogava - n.19
Como Jesus dialogava - n.19Como Jesus dialogava - n.19
Como Jesus dialogava - n.19
Graça Maciel
 

Destaque (20)

O Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a EvangelizaçãoO Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a Evangelização
 
Sentimento
SentimentoSentimento
Sentimento
 
Montanha
MontanhaMontanha
Montanha
 
Orientação à ação evangelizadora espírita da infância: subsídios e di...
Orientação à ação evangelizadora espírita da infância: subsídios e di...Orientação à ação evangelizadora espírita da infância: subsídios e di...
Orientação à ação evangelizadora espírita da infância: subsídios e di...
 
Aula 6 allan kardec
Aula 6   allan kardecAula 6   allan kardec
Aula 6 allan kardec
 
Aula 8 boas maneiras
Aula 8   boas maneirasAula 8   boas maneiras
Aula 8 boas maneiras
 
Beleza, Motivação e Auto Estima
Beleza, Motivação e Auto  EstimaBeleza, Motivação e Auto  Estima
Beleza, Motivação e Auto Estima
 
Os três batismos - n.13
Os três batismos - n.13Os três batismos - n.13
Os três batismos - n.13
 
Fluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Fluidoterapia, baseada em Allan KardecFluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Fluidoterapia, baseada em Allan Kardec
 
Os seguidores de Jesus - n.14
Os seguidores de Jesus - n.14Os seguidores de Jesus - n.14
Os seguidores de Jesus - n.14
 
Reformador 2007-04
Reformador 2007-04Reformador 2007-04
Reformador 2007-04
 
Jesus o Cristo de Deus (2) - n.12
Jesus o Cristo de Deus (2) - n.12Jesus o Cristo de Deus (2) - n.12
Jesus o Cristo de Deus (2) - n.12
 
Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17
 
O templo e as sinagogas - n 10
O templo e as sinagogas - n 10O templo e as sinagogas - n 10
O templo e as sinagogas - n 10
 
A multidão e Jesus - n.15
A multidão e Jesus - n.15A multidão e Jesus - n.15
A multidão e Jesus - n.15
 
Jesus o cristo de Deus (1 ) - N 11
Jesus o cristo de Deus (1 ) - N 11Jesus o cristo de Deus (1 ) - N 11
Jesus o cristo de Deus (1 ) - N 11
 
Allan Kardec
Allan KardecAllan Kardec
Allan Kardec
 
A visão espírita da bíblia
A visão espírita da bíbliaA visão espírita da bíblia
A visão espírita da bíblia
 
A pregação de Jesus - n.18
A pregação de Jesus  - n.18A pregação de Jesus  - n.18
A pregação de Jesus - n.18
 
Como Jesus dialogava - n.19
Como Jesus dialogava - n.19Como Jesus dialogava - n.19
Como Jesus dialogava - n.19
 

Semelhante a Porque Somos Evangelizadores Ii

Porquesomosevangelizadoresii 090606063538-phpapp01
Porquesomosevangelizadoresii 090606063538-phpapp01Porquesomosevangelizadoresii 090606063538-phpapp01
Porquesomosevangelizadoresii 090606063538-phpapp01
Alice Lirio
 
Beume 59
Beume 59Beume 59
Beume 59
Ume Maria
 
Conduta Espírita
Conduta EspíritaConduta Espírita
Conduta Espírita
Izabel Cristina Fonseca
 
Boletim 84
Boletim 84Boletim 84
Boletim 84
CEJG
 
Juventude!
Juventude!Juventude!
Juventude!
Dalila Melo
 
Juventude!
Juventude!Juventude!
Juventude!
guest8d197b
 
Juventude!
Juventude!Juventude!
Juventude!
guest8d197b
 
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetasPalestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Tiburcio Santos
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da TerraSérie Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Ricardo Azevedo
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14
Roseli Lemes
 
2013 cem - interrogar os espíritos - parte a - 13a aula
2013   cem - interrogar os espíritos - parte a -  13a aula2013   cem - interrogar os espíritos - parte a -  13a aula
2013 cem - interrogar os espíritos - parte a - 13a aula
Artomy Jado
 
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Pery Salgado
 
Boletim c.b. 006 arquétipos de oxossi
Boletim c.b. 006   arquétipos de oxossiBoletim c.b. 006   arquétipos de oxossi
Boletim c.b. 006 arquétipos de oxossi
guerreirosdaluz
 
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
Ricardo Akerman
 
Doutrina de amor e luz ii
Doutrina de amor e luz iiDoutrina de amor e luz ii
Doutrina de amor e luz ii
Dalila Melo
 
Sathya Sai
Sathya SaiSathya Sai
Sathya Sai
MCRISTINA2011
 
aimportanciadaevangelizacao-parteii-oexerciciodoamor-151104225856-lva1-app689...
aimportanciadaevangelizacao-parteii-oexerciciodoamor-151104225856-lva1-app689...aimportanciadaevangelizacao-parteii-oexerciciodoamor-151104225856-lva1-app689...
aimportanciadaevangelizacao-parteii-oexerciciodoamor-151104225856-lva1-app689...
fatimadamasceno8
 
Encontro de evangelizadores
Encontro de evangelizadoresEncontro de evangelizadores
Encontro de evangelizadores
Cemei - Centro Educar Meimei
 
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptxApresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Marta Gomes
 
Nos dominios da Mediunidade Cap13
Nos dominios da Mediunidade   Cap13Nos dominios da Mediunidade   Cap13
Nos dominios da Mediunidade Cap13
Patricia Farias
 

Semelhante a Porque Somos Evangelizadores Ii (20)

Porquesomosevangelizadoresii 090606063538-phpapp01
Porquesomosevangelizadoresii 090606063538-phpapp01Porquesomosevangelizadoresii 090606063538-phpapp01
Porquesomosevangelizadoresii 090606063538-phpapp01
 
Beume 59
Beume 59Beume 59
Beume 59
 
Conduta Espírita
Conduta EspíritaConduta Espírita
Conduta Espírita
 
Boletim 84
Boletim 84Boletim 84
Boletim 84
 
Juventude!
Juventude!Juventude!
Juventude!
 
Juventude!
Juventude!Juventude!
Juventude!
 
Juventude!
Juventude!Juventude!
Juventude!
 
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetasPalestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da TerraSérie Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14
 
2013 cem - interrogar os espíritos - parte a - 13a aula
2013   cem - interrogar os espíritos - parte a -  13a aula2013   cem - interrogar os espíritos - parte a -  13a aula
2013 cem - interrogar os espíritos - parte a - 13a aula
 
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
 
Boletim c.b. 006 arquétipos de oxossi
Boletim c.b. 006   arquétipos de oxossiBoletim c.b. 006   arquétipos de oxossi
Boletim c.b. 006 arquétipos de oxossi
 
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
 
Doutrina de amor e luz ii
Doutrina de amor e luz iiDoutrina de amor e luz ii
Doutrina de amor e luz ii
 
Sathya Sai
Sathya SaiSathya Sai
Sathya Sai
 
aimportanciadaevangelizacao-parteii-oexerciciodoamor-151104225856-lva1-app689...
aimportanciadaevangelizacao-parteii-oexerciciodoamor-151104225856-lva1-app689...aimportanciadaevangelizacao-parteii-oexerciciodoamor-151104225856-lva1-app689...
aimportanciadaevangelizacao-parteii-oexerciciodoamor-151104225856-lva1-app689...
 
Encontro de evangelizadores
Encontro de evangelizadoresEncontro de evangelizadores
Encontro de evangelizadores
 
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptxApresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
 
Nos dominios da Mediunidade Cap13
Nos dominios da Mediunidade   Cap13Nos dominios da Mediunidade   Cap13
Nos dominios da Mediunidade Cap13
 

Mais de Dalila Melo

é Difícil julgar os homens
é Difícil julgar os homensé Difícil julgar os homens
é Difícil julgar os homens
Dalila Melo
 
As criaturas existem e não existem
As criaturas existem e não existemAs criaturas existem e não existem
As criaturas existem e não existem
Dalila Melo
 
Confissões livro vi item iv
Confissões livro vi item ivConfissões livro vi item iv
Confissões livro vi item iv
Dalila Melo
 
Manifeste seu progresso
Manifeste seu progressoManifeste seu progresso
Manifeste seu progresso
Dalila Melo
 
Instruções a timóteo
Instruções a timóteoInstruções a timóteo
Instruções a timóteo
Dalila Melo
 
Psicologia da gratidão
Psicologia da gratidãoPsicologia da gratidão
Psicologia da gratidão
Dalila Melo
 
Literatura infantil espírita
Literatura infantil espíritaLiteratura infantil espírita
Literatura infantil espírita
Dalila Melo
 
1 coríntios 4
1 coríntios 41 coríntios 4
1 coríntios 4
Dalila Melo
 
A Casa espírita
A Casa espíritaA Casa espírita
A Casa espírita
Dalila Melo
 
Falatórios Vinha de Luz
Falatórios Vinha de LuzFalatórios Vinha de Luz
Falatórios Vinha de Luz
Dalila Melo
 
Caminhos da educação do espirito
Caminhos da educação do espiritoCaminhos da educação do espirito
Caminhos da educação do espirito
Dalila Melo
 
Educação do afeto
Educação do afetoEducação do afeto
Educação do afeto
Dalila Melo
 
Valor ação correta
Valor ação corretaValor ação correta
Valor ação correta
Dalila Melo
 
Rosas
RosasRosas
3 história da terra
3   história da terra3   história da terra
3 história da terra
Dalila Melo
 
Criação de deus
Criação de deusCriação de deus
Criação de deus
Dalila Melo
 
Pensamento e vontade
Pensamento e vontadePensamento e vontade
Pensamento e vontade
Dalila Melo
 
A fé religiosa
A fé religiosaA fé religiosa
A fé religiosa
Dalila Melo
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
Dalila Melo
 
Ano novo
Ano novoAno novo
Ano novo
Dalila Melo
 

Mais de Dalila Melo (20)

é Difícil julgar os homens
é Difícil julgar os homensé Difícil julgar os homens
é Difícil julgar os homens
 
As criaturas existem e não existem
As criaturas existem e não existemAs criaturas existem e não existem
As criaturas existem e não existem
 
Confissões livro vi item iv
Confissões livro vi item ivConfissões livro vi item iv
Confissões livro vi item iv
 
Manifeste seu progresso
Manifeste seu progressoManifeste seu progresso
Manifeste seu progresso
 
Instruções a timóteo
Instruções a timóteoInstruções a timóteo
Instruções a timóteo
 
Psicologia da gratidão
Psicologia da gratidãoPsicologia da gratidão
Psicologia da gratidão
 
Literatura infantil espírita
Literatura infantil espíritaLiteratura infantil espírita
Literatura infantil espírita
 
1 coríntios 4
1 coríntios 41 coríntios 4
1 coríntios 4
 
A Casa espírita
A Casa espíritaA Casa espírita
A Casa espírita
 
Falatórios Vinha de Luz
Falatórios Vinha de LuzFalatórios Vinha de Luz
Falatórios Vinha de Luz
 
Caminhos da educação do espirito
Caminhos da educação do espiritoCaminhos da educação do espirito
Caminhos da educação do espirito
 
Educação do afeto
Educação do afetoEducação do afeto
Educação do afeto
 
Valor ação correta
Valor ação corretaValor ação correta
Valor ação correta
 
Rosas
RosasRosas
Rosas
 
3 história da terra
3   história da terra3   história da terra
3 história da terra
 
Criação de deus
Criação de deusCriação de deus
Criação de deus
 
Pensamento e vontade
Pensamento e vontadePensamento e vontade
Pensamento e vontade
 
A fé religiosa
A fé religiosaA fé religiosa
A fé religiosa
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
 
Ano novo
Ano novoAno novo
Ano novo
 

Último

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 

Último (11)

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 

Porque Somos Evangelizadores Ii

  • 1. Por que Somos Evangelizadores?
  • 2. Quem você levaria para casa? os dois?
  • 3. Evangelizar É aprender a amar Crer no futuro Investir na esperança Construir um mundo de Paz! “ Conduzir o PENSAMENTO do Espírito dentro da VERDADE de tal forma que se sinta compromissado com a sua EVOLUÇÃO ”
  • 4. “ Poderoso é o sol da Verdade” Eurípedes Barsanulfo Quem sou eu? De onde vim? Para onde vou? Que faço aqui? Qual a finalidade dessa existência?
  • 5. Por que evangelizar? No ano 3000 Os homens já vão ter Se cansado das máquinas, E as casas serão novamente românticas. O tempo vai ser usado sem pressa: Gerânios enfeitarão as janelas, Amigos escreverão longas cartas. Cientistas inventarão novamente O bonde, a charrete. Pianos de cauda encherão as tardes de música E a Terra flutuará no céu Muito mais leve, muito mais leve Roseana Murray
  • 6. INSTRUÇÃO # EDUCAÇÃO # EVANGELIZAÇÃO DE ESPÍRITOS INSTRUÇÃO = Adequação dos Espíritos à sua Ambientação Reencarnatória Educação = Mudar a maneira de pensar para viver melhor Evangelização = Educação do Espírito segundo a metodologia do Cristo à luz da Doutrina Espírita EDUCAR COM JESUS “ Educação é como chuva. Cai no solo e ninguém mais vê. Mais tarde, o líquido emergirá das reservas ocultas em fontes de água pura Ney Lobo
  • 7. Reflexão... Quem é esse espírito? Que marcas ele traz? Que energias suas devem ser trocadas nessa existência? Qual o seu compromisso diante da evolução de si mesmo, do país, do planeta? Qual a minha responsabilidade com a evolução desse espírito?
  • 8. A seara Espírita possui as sementes de mostarda, os nossos corações são os campos férteis, a fé é o adubo e o progresso é a colheita que todos esperamos. “Deixai vir a mim as criancinhas" (Lc.18,16)
  • 9.
  • 10. EVANGELIZAÇÃO DE ESPÍRITOS Luz que brota em nós para se espalhar pelos outros espíritos QUEM É O EVANGELIZADOR? Sinalizador da verdade QUEM PODE? Todos que estiverem abertos à auto-educação COMO? Troca, encontro, exemplo, sentimento com sentimento, de espírito para espírito. SERVIDOR DA SEARA DE JESUS
  • 11. CONDUTA DO EDUCADOR AFETO = desenvolver simpatia e afeição AJUDA = satisfazer as necessidades de cada dia AMOR = incessante contato BONDADE = calma e paciência ESTÍMULO = pedagogia dos pontos fortes DIÁLOGO = toda discussão é para ser levada até o fim DISCERNIMENTO = manter-se atualizado CONVICÇÃO = tudo que fizer será sempre o melhor para o educando ( Dora Incontri)
  • 12. COMO SER UM TRABALHADOR DA SEARA DO MESTRE? VIGILÂNCIA Cultivar o bom pensamento PENSAMENTO CRIADOR O que estamos criando? MEDITAÇÃO EM TORNO DOS GRANDES PROBLEMAS Qualidade espírita ao meu pensamento SENTIR COM VEEMÊNCIA Dilatar a sensibilidade BUSCA DE DEUS Apagar o pensamento materializado de Deus OPORTUNIDADE/COMPROMISSO/ SINALIZADOR DA VERDADE
  • 13. Todo Espírito, quando reencarna, programa nova etapa de evolução; cabe ao Evangelizador de Espíritos auxiliá-lo a fim de que possa modificar hábitos, atitudes, tendências. Para que isso seja possível é preciso oferecer muitos estímulos que possam transformar as sensações periféricas em percepções profundas.
  • 14. O Evangelizador de Espíritos necessita ter um amplo conhecimento espírita para atuar dentro das necessidades dos Espíritos que são trazidos até ele. Esse entendimento só é possível à medida que avança no conhecimento, na vontade de mudar. É preciso transformar os estu-dos, as aulas de evangelização, as preleções evangélicas em momentos de grande reflexão, onde a doutrina deve ser colocada com racionalidade sem medo, e sem embuste.
  • 15. EM SE FALANDO DE EVANGELIZAÇÃO... EVANGELIZE! COOPERE COM JESUS Continuar na tarefa O maior testemunho O exemplo A melhor fixação da aprendizagem A compreensão A melhor técnica O Amor O melhor método O humano O melhor recurso A descoberta de si mesmo O melhor conteúdo Amar a Deus e ao próximo O maior objetivo
  • 16. O QUE VAI SOBRAR DE VOCÊ? TODO SENTIMENTO DO BEM QUE VOCÊ CONSEGUIR CONQUISTAR TODA ENERGIA DE AMOR QUE VOCÊ DOAR TODA ESPERANÇA NO PAI QUE VOCÊ CONSEGUIR PLANTAR ENFIM, DEPOIS DO CORPO, INSTRUMENTO DE TRABALHO, FERRAMENTA DE EVOLUÇÃO, SOBRARÁ UM SER ETÉREO, CONSCIENTE E DIFERENTE DO PASSADO... VOCÊ REFORMULADO!
  • 17. ALEGRIA DE EVANGELIZAR Gilka Machado Você - ESPERANÇA – de agora CERTEZA do amanhã Você que é FONTE CANORA De uma ALVORADA CRISTÃ Você que é força e é VIDA Você que EMANA DE DEUS Tra z a CERTEZA PERDIDA A CRISTÃOS e a ATEUS Vem comigo, dá-me a mão Vamos JUNTOS caminhar Na certeza mais bonita DA ALEGRIA DE EVANGELIZAR
  • 18. VENENO MORTAL Jésus Gonçalves DESPERTA, oh! Meu irmão! Eis que te chama A voz de Deus, plantada no Infinito! Basta de sangue e horror. Chega de lama! Põe-te de pé, de coração contrito! Escuta a clarinada. Escuta o grito Que vem do espaço e teu amor reclama! Deixa do passado estúpido e maldito! Adora a Deus! A humanidade ama! Deslumbra-te ao claror da aurora santa. Alvorada de amor, de amor profundo... que canta aqui... Que em toda a parte canta! Sacode o pó do orgulho e da jactância. Ajuda a combater o mal do mundo: - o veneno mortal da ignorância!