SlideShare uma empresa Scribd logo
1
PROJETO DE APRENDIZAGEM:
Os jogos e as atividades lúdicas no ensino da matemática na
educação infantil
SETEMBRO - 2018
MANAUS – AM
2
FERNANDA CRISTINA CRUZ DE ANDRADE MACEDO SILVA.
MARIA LUIZA ALVES BARBOSA.
Os jogos e as atividades lúdicas no ensino da Matemática na
Educação Infantil.
Projeto de Aprendizagem solicitado no Curso
de Educação Infantil no âmbito do Pacto
Nacional pela Alfabetização na Idade
Certa/PNAIC, coordenado pelo CEFORT/
FACED/UFAM a ser desenvolvido na Escola
Municipal Prof.ª Maria Rodrigues Tapajós,
vinculado à Secretaria de Educação do
Município – SEMED mediado pela formadora
Simone Helen Drumond Ischkanian.
SETEMBRO - 2018
MANAUS – AM
3
SUMÁRIO
1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA.................................. 04
2. CONTEXTUALILZAÇÃO E JUSTIFICATIVA................................04
3. OBJETIVOS........................................................................................ 06
4. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA.......................................................07
5. SEQUENCIAS DIDÁTICAS ESPECÍFICAS e CRONOGRAMA....14
6. RECURSOS E MEDIAÇÕES............................................................. 15
7. REGISTRO E DOCUMENTAÇÃO.................................................. 16
8. AVALIAÇÃO......................................................................................16
9.REFERÊNCIAS ...................................................................................16
4
1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
Município: Manaus/Amazonas.
Escola Municipal Prof.ª Maria Rodrigues Tapajós e Escola Municipal
João Cabral de Melo Neto.
Nível, Período e Faixa Etária das Crianças: Ambos estudam na Educação
Infantil no 2º período, idade 5 anos. Na Zona Leste de Manaus.
Carga horária total: 8 horas diárias.
Período Datas de aplicação:
Preparação (confecção dos brinquedos para desenvolver a socialização
entre as crianças): de 20 a 24 de agosto de 2018.
Desenvolver o processo de interação entre o aluno e a professora: 27 a 29
de agosto de 2018.
Professores – autores e participantes do Projeto:Fernanda Cristina Cruz
de Andrade Macedo e Silva, Maria Luiza Alves Barbosa.
2. CONTEXTUALIZAÇÃO E JUSTIFICATIVA:
Este projeto tem por finalidade proporcionar a participação das crianças
nas atividades lúdicas desenvolvidas por meio dos jogos no ensino da
matemática.Hoje a discussão a cerca da importância dos jogos no ensino
da Matemática vem se concretizando e ganhando um significativo espaço
na educação. Entretanto, as crianças possuem uma grande capacidade de
raciocinar e colocar em prática sua capacidade de resolver situações-
problemas, caracterizando objetos e buscando uma linha de resolução
baseada em elucidações próprias. A proposta dos jogos em sala de aula
consiste em uma importante ação que possibilita o desenvolvimento
social e o processo ensino-aprendizado dascrianças.
5
No processo de construção do ensino e aprendizado da
Matemática é longo e com os jogos facilita e resulta a interação das
crianças com o meio de ensino e com professor. Percebe-se que os jogos
possibilitam uma melhor compreensão do processo de interação
deixando-o cada vez mais agradável o ambiente de ensino, e
possibilitando outros significados ao estudo da Matemática. A utilização
de atividades lúdicas e o material concreto no ensino da Matemática tem
uma grande importância para o desenvolvimento cognitivo e sócio
cultural, desenvolvendo suas praticas e habilidades aliando a aquisição
do conhecimento.
Neste sentido verifica-se a existência de aspectos que justificam a
inserção do lúdico por meio do jogo nas aulas. São estes: o caráter lúdico,
o desenvolvimento de técnicas intelectuais e a formação de relações
sociais. A psicologia do desenvolvimento destaca que a brincadeira e o
jogo desempenham funções psicossociais, afetivas e intelectuais básicas
no processo de desenvolvimento.
Portanto, os jogos e as atividades lúdicas tornaram-se
significativas à medida que a criança se desenvolve, com a livre
manipulação de materiais variados, ela passa a reconstituir, reinventar as
coisas, o que já exige uma adaptação mais completa. Essa adaptação só é
possível, a partir do momento em que ela própria evolui internamente,
transformando essas atividades lúdicas, que é o concreto da vida dela, em
linguagem escrita que é o abstrato.
3. OBJETIVOS:
Geral: Despertar na criança o prazer pela aprendizagem da Matemática,
criando meios e rotinas deferentes em sala de aula para despertar o
interesse do aluno pela a disciplina. A aprendizagem através de jogos,
6
como boliche, dado, memória e outros permite que o aluno faça da
aprendizagem um processo interessante e divertido.
Específicos:
 Desenvolver a criatividade, a sociabilidade e as inteligências
múltiplas;
 Dar oportunidade para que aprenda a jogar e a participar
ativamente;
 Desenvolver o processo de interação entre os alunos
 Desenvolver o processo de interação entre o aluno e professor
 Adquirir novas habilidades;
 Aprender a lidar com os resultados independentemente do
resultado;
 Aceitar regras;
 Respeitar essas regras;
 Fazer suas próprias descobertas por meio do brincar;
 Desenvolver e enriquecer sua personalidade tornando-o mais
participativo e espontâneo perante os colegas de classe;
 Aumentar a interação e integração entre os participantes;
 Lidar com frustrações se portando de forma sensata;
 Proporcionar a autoconfiança e a concentração
4. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA:
4.1. Jogos e brincadeiras como recurso pedagógico.
A utilização dos jogos e brincadeiras como recurso pedagógico
pode contribuir para o desenvolvimento das crianças, já que levando esse
7
recurso para o aspecto social, é de grande valia mencionar que esse
recurso favorece aspectos que a criança precisará ao longo de sua vida,
como: aprender a resolver problemas, respeitar regras, interagir
socialmente, desenvolver sua autoconfiança, ter empatia. O que se
percebe na atual sociedade é que as crianças brincam cada vez menos por
inúmeros motivos: por ter que trabalhar, por não ter com quem brincar,
dentre inúmeros motivos, diante disso as crianças estão crescendo com
agressividade, estressadas, individualistas, egoístas e até depressivas,
ocasionadas muitas vezes pela ausência do brincar na infância que é a
atividade mais natural de agir e se expressar.
E no aspecto educacional que fazem parte do processo de
formação do ser humano, isto porque através da observação de uma
criança brincando é possível descobrir o estado de anímico, o
temperamento, o desenvolvimento motor, afetivo, social e cognitivo;
dessa forma facilitará o trabalho pedagógico dos professores de forma
eficiente ajudando seus pequeninos a crescerem sem nenhum prejuízo.
A palavra lúdico é de origem latina ludus que quer dizer jogo e
brincar, neste último está incluído jogos, brinquedos e divertimento.
Huinzinga (2010) estudou o jogo em várias culturas, concebendo-o como
fenômeno cultural; nas suas pesquisas procurou mostrar que o lúdico
sempre esteve presente nas diferentes culturas, através do jogo, da arte,
da diversão e de outras manifestações humanas, para ele é no jogo e pelo
jogo que a civilização surge e se desenvolve. Neste contexto percebemos
que o lúdico sempre esteve presente na humanidade, e que os jogos
8
podem aparecer de forma diferente dependendo do contexto social que
está inserido e o sentido que a sociedade lhe atribui.
Desse modo Kischimoto (2001, p.108) nos revela que "[...] cada
contexto social constrói uma imagem de jogo conforme seus valores e
modo de vida, que se expressa por meio da linguagem".
Os jogos e as brincadeiras como elementos lúdicos, apesar de
serem artefatos sempre presentes na humanidade, não tinham a conotação
que se têm hoje, já que eram considerados como sem importância e sua
finalidade se restringia apenas à recreação, não levando em conta sua rica
contribuição para a aprendizagem das crianças, já que, através deles elas
têm a oportunidade de se expressarem, de assimilarem conhecimentos e
de construírem sua realidade.
Atualmente já existe a preocupação de aproximar o lúdico à
educação, por considerar que o brinquedo, as brincadeiras e os jogos
fazem parte da essência da criança, e que através deles elas podem
pensar, criar, simbolizar e aprender, fazendo com que as atividades
lúdicas tenham sentido e significado. Huinzinga (2010) define o lúdico
como ilusão e simulação, na qual a criança é capaz de simular outro
mundo só para ela, onde ela pode desenvolver suas diversas fantasias.
A ludicidade é essencial para a criança, já que proporciona um
ambiente agradável e prazeroso, dessa forma é mais interessante para
criança aprender brincando, e através desse recurso é possível propiciar
uma aprendizagem espontânea e natural. Para Santos e Cruz (1997, p.
12)
9
[...] O desenvolvimento do aspecto lúdico facilita a aprendizagem, o
desenvolvimento pessoal, social e cultural, colabora para uma boa saúde
mental, prepara para um estado interior fértil, facilita os processos de
socialização, comunicação, expressão e construção do conhecimento.
A educação por meio do lúdico, de acordo com Santos (2006),
propõe-se a um novo paradigma, o de aprender brincando, inspirado
numa concepção de educação para além da instrumentalização. Já
passou a época em que as brincadeiras eram trabalhadas separadas das
atividades pedagógicas, uma vez que os jogos e as brincadeiras também
desempenham a função educativa, desde que sejam planejadas dentro do
sistema de ensino.
Na prática pedagógica com jogos e brincadeiras exige de
professor maior dedicação na preparação de materiais que serão
mediadores da construção de conhecimento pelas crianças,
proporcionando a elas um ambiente de aprendizagem no qual possam
criar, ousar e comprovar. Além de estimular a concentração,
possibilitando o desenvolvimento de habilidades pessoais como
investigação de um contexto, análise, interpretação, síntese e tomada de
decisão que são elementos que fazem parte da resolução de problemas.
Portanto, por meio de jogos e brincadeiras é possível desenvolver
o raciocínio lógico e a criatividade. E nós professores temos que procurar
alternativas para aumentar a motivação para a aprendizagem e os jogos e
brincadeiras bem planejados, são recursos pedagógicos eficazes para a
construção do conhecimento matemático.
10
5. SEQUÊNCIA DIDÁTICA:
O trabalho com sequência didática por meio dos jogos e as
atividades lúdicas no ensino da matemática torna importante por
contribuir com os conhecimentos em fase de construção do
desenvolvimento das crianças e que sejam consolidados e outras
aquisições sejam possíveis progressivamente, pois a organização dessas
atividades prevê uma progressão.
No desenvolvimento do trabalho pedagógico na organização das
atividades com os jogos, as crianças participam da confecção dos
brinquedos criam as regras para poder ter limite e o respeito entre os
colegase para que todos façam parte de todo o processo e sintam
valorizados e estimulados a participar da atividade.
 Jogos-Amarelinha, jogo com o dado, corrida de cavalo envolvendo
os numerais 1,2 e 3, quebra-cabeça com figuras, Boliche; Parlenda
dos numerais; Produção de massinha; Brincando com contagem.
 Brincadeiras dirigidas- Cobra-cega; Andar de trem; Corre cotia;
Batata quente; Vamos passear (jogo simbólico); Dança da cadeira;
Dança com bexigas;
Etapas do desenvolvimento:
 Socialização e introdução as regras de competição de cada jogo
ou brincadeira a ser desenvolvida.
 Aulas interativas com vídeos.
 Confecção de jogos.
11
 Jogos em grupos.
 Jogos em duplas.
 Desafios individuais.
 Competições animadas e divertidas.
 Fazer acompanhamento do desenvolvimento das atividades.
 Organização da sala de aula- sempre manter a sala organizada
quando trabalhar em grupo.
 Jogos online- trabalhar alguns jogos envolvendo as operações,
dividindo os alunos em grupos.
6. RECURSOS E MEDIAÇÕES:
Papéis, EVA, TNT, pincéis, gizão de cera, lápis de cor, lápis para
escrever e para produção artística, cartolina, papelão, pincel, tinta
guache, cola, massa de modelar, palitos de sorvete, revistas, folhetos de
supermercados.
7. REGISTRO E DOCUMENTAÇÃO:
Para os registros das atividades a serem desenvolvidas serão
utilizados os seguintes instrumentos: fotos, filmagens, produções das
crianças.
8. AVALIAÇÃO
Será realizada através da observação dos registros documentais
citados acima e durante as apresentações das crianças.
12
9. REFERÊNCIAS:
ANTUNES, Celso. Jogos para estimulação das Múltiplas
Inteligências. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.
PIAGET, J. A psicologia da criança. Ed Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,
1998.
Mattos, Elizete de Lourdes - Brincando e aprendendo -Brincadeiras de
roda; Atividades lúdicas para alfabetizar.
Pacto Nacional pela alfabetização na idade Certa: jogos na
Alfabetização Matemática/ Ministério da Educação, Secretaria de
Educação Básica, Diretoria de Apoio á Gestão Educacional. -
Brasília: MEC, SEB, 2014.
Huizinga, Johan (2010). O Outono da Idade Média. São Paulo: Cosac
& Naify. ISBN 978-85-7503-756-0
Kishimoto, Tizuko Morchida. O jogo e a educação infantil.Porto
Alegre: Artmed, 2001. p. 101-108.
SANTOS, S.M.dos; CRUZ, D.R.M. O lúdico na formação do educador.
In: SANTOS, Santa Marli Pires dos (Org). O lúdico na formação do
educador. Petrópolis: Vozes, 1997.
Cidade/Polo: Manaus/Amazonas, 23 de agosto de 2018.
13
AGRADECIMENTOS
Agradecemos a professora Simone Helen Drumond Ischkanian, pela
competência, inteligência e sua maneira carinhosa, dinâmica e criativa de
mediar saberes.
A cada formação tivemos contato com materiais abrangentes e
riquíssimos para educação infantil.
A metodologia utilizada na formação, jamais foi apresentada pelos
formadores da SEMED, e a professora Simone Helen Drumond veio nos
mostrar que fazer o diferente e a diferença no contexto escolar é algo
possível. Ela transformou nossa realidade para melhor.
Sonho maior desejo seria que ela fosse nossa formadora durante muitos e
muitos anos, pois essa educadora tem muita criatividade para nossa
educação infantil.
Percebemos no decorrer da caminhada que ela ficou doente, mas
incrivelmente as surpresas pedagógicas continuaram riquíssimas.
Destacamos que ela nos mostrou um mundo possível, onde o imaginário
infantil pode aflorar de forma abrangente, prazerosa e criativa.
É uma pena o PNAIC ter findado no decorrer deste ano, pois temos
certeza que a professora Simone com todo seu carisma e uma
metodologia própria de mostrar o diferente e promover o diferencial,
ainda tem muito para nos mostrar.
Querida professora, agradecemos por tudo a senhora realmente faz a
diferença na vida real e na pratica educativa de cada uma.
Com carinho!
FERNANDA CRISTINA CRUZ DE ANDRADE MACEDO SILVA.
MARIA LUIZA ALVES BARBOSA.
14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
Marcio Cunha
 
C1 1.3-jogos e brincadeiras como ferramentas no processo
C1 1.3-jogos e brincadeiras como ferramentas no processoC1 1.3-jogos e brincadeiras como ferramentas no processo
C1 1.3-jogos e brincadeiras como ferramentas no processo
Liliane Barros
 
Brinquedos jogos
Brinquedos jogosBrinquedos jogos
Brinquedos jogos
paulocosta
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
SimoneHelenDrumond
 
Jogos e brincadeiras
Jogos e brincadeirasJogos e brincadeiras
Jogos e brincadeiras
thiagozaca
 
Prontp
ProntpProntp
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
oficinadeaprendizagemace
 
A relação do jogo, da brincadeira e do brincar simone helen drumond
A relação do jogo, da brincadeira e do brincar simone helen drumondA relação do jogo, da brincadeira e do brincar simone helen drumond
A relação do jogo, da brincadeira e do brincar simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO
UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINOUTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO
UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO
jesse santana
 
Brincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantilBrincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantil
Simone Everton
 
Curso 3 Jogos e Seus Desafios No Processo Ensino Aprendizagem
Curso 3 Jogos e Seus Desafios No Processo Ensino AprendizagemCurso 3 Jogos e Seus Desafios No Processo Ensino Aprendizagem
Curso 3 Jogos e Seus Desafios No Processo Ensino Aprendizagem
alfaletra
 
Monografia Jaine Pedagogia 2010
Monografia Jaine Pedagogia 2010Monografia Jaine Pedagogia 2010
Monografia Jaine Pedagogia 2010
Biblioteca Campus VII
 
Anhanguera - Atividade 1 e 2 do tcc
Anhanguera - Atividade 1 e 2 do tccAnhanguera - Atividade 1 e 2 do tcc
Anhanguera - Atividade 1 e 2 do tcc
mkbariotto
 
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
SimoneHelenDrumond
 
Artigo 2011.
Artigo 2011.Artigo 2011.
Artigo 2011.
cefaprodematupa
 
Tcc
TccTcc
Aprendizagem e subjetividade
Aprendizagem e subjetividadeAprendizagem e subjetividade
Aprendizagem e subjetividade
oficinadeaprendizagemace
 
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantilA importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
Elaine Costa
 
A importância do lúdico na aprendizagem de matemática
A importância do lúdico na aprendizagem de matemáticaA importância do lúdico na aprendizagem de matemática
A importância do lúdico na aprendizagem de matemática
Israel serique
 

Mais procurados (19)

Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
 
C1 1.3-jogos e brincadeiras como ferramentas no processo
C1 1.3-jogos e brincadeiras como ferramentas no processoC1 1.3-jogos e brincadeiras como ferramentas no processo
C1 1.3-jogos e brincadeiras como ferramentas no processo
 
Brinquedos jogos
Brinquedos jogosBrinquedos jogos
Brinquedos jogos
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
 
Jogos e brincadeiras
Jogos e brincadeirasJogos e brincadeiras
Jogos e brincadeiras
 
Prontp
ProntpProntp
Prontp
 
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
 
A relação do jogo, da brincadeira e do brincar simone helen drumond
A relação do jogo, da brincadeira e do brincar simone helen drumondA relação do jogo, da brincadeira e do brincar simone helen drumond
A relação do jogo, da brincadeira e do brincar simone helen drumond
 
UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO
UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINOUTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO
UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO
 
Brincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantilBrincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantil
 
Curso 3 Jogos e Seus Desafios No Processo Ensino Aprendizagem
Curso 3 Jogos e Seus Desafios No Processo Ensino AprendizagemCurso 3 Jogos e Seus Desafios No Processo Ensino Aprendizagem
Curso 3 Jogos e Seus Desafios No Processo Ensino Aprendizagem
 
Monografia Jaine Pedagogia 2010
Monografia Jaine Pedagogia 2010Monografia Jaine Pedagogia 2010
Monografia Jaine Pedagogia 2010
 
Anhanguera - Atividade 1 e 2 do tcc
Anhanguera - Atividade 1 e 2 do tccAnhanguera - Atividade 1 e 2 do tcc
Anhanguera - Atividade 1 e 2 do tcc
 
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
 
Artigo 2011.
Artigo 2011.Artigo 2011.
Artigo 2011.
 
Tcc
TccTcc
Tcc
 
Aprendizagem e subjetividade
Aprendizagem e subjetividadeAprendizagem e subjetividade
Aprendizagem e subjetividade
 
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantilA importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
 
A importância do lúdico na aprendizagem de matemática
A importância do lúdico na aprendizagem de matemáticaA importância do lúdico na aprendizagem de matemática
A importância do lúdico na aprendizagem de matemática
 

Semelhante a Pnaic projeto fernanda e maria luiza 1

Projeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumondProjeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumond
SimoneHelenDrumond
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
cefaprodematupa
 
O lúdico
O lúdicoO lúdico
4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf
Valria13
 
Priscila maria jehnnifer_simone
Priscila maria jehnnifer_simonePriscila maria jehnnifer_simone
Priscila maria jehnnifer_simone
Fernando Pissuto
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
SimoneHelenDrumond
 
Andressa jessica erika
Andressa jessica erikaAndressa jessica erika
Andressa jessica erika
Fernando Pissuto
 
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaCombinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
AlanWillianLeonioSil
 
O brincar na educação infantil
O brincar na educação infantilO brincar na educação infantil
O brincar na educação infantil
Renata Santana Cruz
 
Aline naiany erika
Aline naiany erikaAline naiany erika
Aline naiany erika
Fernando Pissuto
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
SimoneHelenDrumond
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Monografia Aurelina pedagogia 2010
Monografia  Aurelina pedagogia 2010Monografia  Aurelina pedagogia 2010
Monografia Aurelina pedagogia 2010
Biblioteca Campus VII
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
lucimai
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
nadiaelise
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
nadiaelise
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
lucimai
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
nadiaelise
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
lucimai
 
O brincar e a criação
O brincar e a criaçãoO brincar e a criação
O brincar e a criação
Maria Bersch
 

Semelhante a Pnaic projeto fernanda e maria luiza 1 (20)

Projeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumondProjeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumond
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
O lúdico
O lúdicoO lúdico
O lúdico
 
4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf
 
Priscila maria jehnnifer_simone
Priscila maria jehnnifer_simonePriscila maria jehnnifer_simone
Priscila maria jehnnifer_simone
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
 
Andressa jessica erika
Andressa jessica erikaAndressa jessica erika
Andressa jessica erika
 
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaCombinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
 
O brincar na educação infantil
O brincar na educação infantilO brincar na educação infantil
O brincar na educação infantil
 
Aline naiany erika
Aline naiany erikaAline naiany erika
Aline naiany erika
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
 
Monografia Aurelina pedagogia 2010
Monografia  Aurelina pedagogia 2010Monografia  Aurelina pedagogia 2010
Monografia Aurelina pedagogia 2010
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
 
Apresentação tics
Apresentação ticsApresentação tics
Apresentação tics
 
O brincar e a criação
O brincar e a criaçãoO brincar e a criação
O brincar e a criação
 

Mais de SimoneHelenDrumond

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 

Mais de SimoneHelenDrumond (20)

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
 

Último

Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 

Último (20)

Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 

Pnaic projeto fernanda e maria luiza 1

  • 1. 1 PROJETO DE APRENDIZAGEM: Os jogos e as atividades lúdicas no ensino da matemática na educação infantil SETEMBRO - 2018 MANAUS – AM
  • 2. 2 FERNANDA CRISTINA CRUZ DE ANDRADE MACEDO SILVA. MARIA LUIZA ALVES BARBOSA. Os jogos e as atividades lúdicas no ensino da Matemática na Educação Infantil. Projeto de Aprendizagem solicitado no Curso de Educação Infantil no âmbito do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa/PNAIC, coordenado pelo CEFORT/ FACED/UFAM a ser desenvolvido na Escola Municipal Prof.ª Maria Rodrigues Tapajós, vinculado à Secretaria de Educação do Município – SEMED mediado pela formadora Simone Helen Drumond Ischkanian. SETEMBRO - 2018 MANAUS – AM
  • 3. 3 SUMÁRIO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA.................................. 04 2. CONTEXTUALILZAÇÃO E JUSTIFICATIVA................................04 3. OBJETIVOS........................................................................................ 06 4. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA.......................................................07 5. SEQUENCIAS DIDÁTICAS ESPECÍFICAS e CRONOGRAMA....14 6. RECURSOS E MEDIAÇÕES............................................................. 15 7. REGISTRO E DOCUMENTAÇÃO.................................................. 16 8. AVALIAÇÃO......................................................................................16 9.REFERÊNCIAS ...................................................................................16
  • 4. 4 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Município: Manaus/Amazonas. Escola Municipal Prof.ª Maria Rodrigues Tapajós e Escola Municipal João Cabral de Melo Neto. Nível, Período e Faixa Etária das Crianças: Ambos estudam na Educação Infantil no 2º período, idade 5 anos. Na Zona Leste de Manaus. Carga horária total: 8 horas diárias. Período Datas de aplicação: Preparação (confecção dos brinquedos para desenvolver a socialização entre as crianças): de 20 a 24 de agosto de 2018. Desenvolver o processo de interação entre o aluno e a professora: 27 a 29 de agosto de 2018. Professores – autores e participantes do Projeto:Fernanda Cristina Cruz de Andrade Macedo e Silva, Maria Luiza Alves Barbosa. 2. CONTEXTUALIZAÇÃO E JUSTIFICATIVA: Este projeto tem por finalidade proporcionar a participação das crianças nas atividades lúdicas desenvolvidas por meio dos jogos no ensino da matemática.Hoje a discussão a cerca da importância dos jogos no ensino da Matemática vem se concretizando e ganhando um significativo espaço na educação. Entretanto, as crianças possuem uma grande capacidade de raciocinar e colocar em prática sua capacidade de resolver situações- problemas, caracterizando objetos e buscando uma linha de resolução baseada em elucidações próprias. A proposta dos jogos em sala de aula consiste em uma importante ação que possibilita o desenvolvimento social e o processo ensino-aprendizado dascrianças.
  • 5. 5 No processo de construção do ensino e aprendizado da Matemática é longo e com os jogos facilita e resulta a interação das crianças com o meio de ensino e com professor. Percebe-se que os jogos possibilitam uma melhor compreensão do processo de interação deixando-o cada vez mais agradável o ambiente de ensino, e possibilitando outros significados ao estudo da Matemática. A utilização de atividades lúdicas e o material concreto no ensino da Matemática tem uma grande importância para o desenvolvimento cognitivo e sócio cultural, desenvolvendo suas praticas e habilidades aliando a aquisição do conhecimento. Neste sentido verifica-se a existência de aspectos que justificam a inserção do lúdico por meio do jogo nas aulas. São estes: o caráter lúdico, o desenvolvimento de técnicas intelectuais e a formação de relações sociais. A psicologia do desenvolvimento destaca que a brincadeira e o jogo desempenham funções psicossociais, afetivas e intelectuais básicas no processo de desenvolvimento. Portanto, os jogos e as atividades lúdicas tornaram-se significativas à medida que a criança se desenvolve, com a livre manipulação de materiais variados, ela passa a reconstituir, reinventar as coisas, o que já exige uma adaptação mais completa. Essa adaptação só é possível, a partir do momento em que ela própria evolui internamente, transformando essas atividades lúdicas, que é o concreto da vida dela, em linguagem escrita que é o abstrato. 3. OBJETIVOS: Geral: Despertar na criança o prazer pela aprendizagem da Matemática, criando meios e rotinas deferentes em sala de aula para despertar o interesse do aluno pela a disciplina. A aprendizagem através de jogos,
  • 6. 6 como boliche, dado, memória e outros permite que o aluno faça da aprendizagem um processo interessante e divertido. Específicos:  Desenvolver a criatividade, a sociabilidade e as inteligências múltiplas;  Dar oportunidade para que aprenda a jogar e a participar ativamente;  Desenvolver o processo de interação entre os alunos  Desenvolver o processo de interação entre o aluno e professor  Adquirir novas habilidades;  Aprender a lidar com os resultados independentemente do resultado;  Aceitar regras;  Respeitar essas regras;  Fazer suas próprias descobertas por meio do brincar;  Desenvolver e enriquecer sua personalidade tornando-o mais participativo e espontâneo perante os colegas de classe;  Aumentar a interação e integração entre os participantes;  Lidar com frustrações se portando de forma sensata;  Proporcionar a autoconfiança e a concentração 4. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: 4.1. Jogos e brincadeiras como recurso pedagógico. A utilização dos jogos e brincadeiras como recurso pedagógico pode contribuir para o desenvolvimento das crianças, já que levando esse
  • 7. 7 recurso para o aspecto social, é de grande valia mencionar que esse recurso favorece aspectos que a criança precisará ao longo de sua vida, como: aprender a resolver problemas, respeitar regras, interagir socialmente, desenvolver sua autoconfiança, ter empatia. O que se percebe na atual sociedade é que as crianças brincam cada vez menos por inúmeros motivos: por ter que trabalhar, por não ter com quem brincar, dentre inúmeros motivos, diante disso as crianças estão crescendo com agressividade, estressadas, individualistas, egoístas e até depressivas, ocasionadas muitas vezes pela ausência do brincar na infância que é a atividade mais natural de agir e se expressar. E no aspecto educacional que fazem parte do processo de formação do ser humano, isto porque através da observação de uma criança brincando é possível descobrir o estado de anímico, o temperamento, o desenvolvimento motor, afetivo, social e cognitivo; dessa forma facilitará o trabalho pedagógico dos professores de forma eficiente ajudando seus pequeninos a crescerem sem nenhum prejuízo. A palavra lúdico é de origem latina ludus que quer dizer jogo e brincar, neste último está incluído jogos, brinquedos e divertimento. Huinzinga (2010) estudou o jogo em várias culturas, concebendo-o como fenômeno cultural; nas suas pesquisas procurou mostrar que o lúdico sempre esteve presente nas diferentes culturas, através do jogo, da arte, da diversão e de outras manifestações humanas, para ele é no jogo e pelo jogo que a civilização surge e se desenvolve. Neste contexto percebemos que o lúdico sempre esteve presente na humanidade, e que os jogos
  • 8. 8 podem aparecer de forma diferente dependendo do contexto social que está inserido e o sentido que a sociedade lhe atribui. Desse modo Kischimoto (2001, p.108) nos revela que "[...] cada contexto social constrói uma imagem de jogo conforme seus valores e modo de vida, que se expressa por meio da linguagem". Os jogos e as brincadeiras como elementos lúdicos, apesar de serem artefatos sempre presentes na humanidade, não tinham a conotação que se têm hoje, já que eram considerados como sem importância e sua finalidade se restringia apenas à recreação, não levando em conta sua rica contribuição para a aprendizagem das crianças, já que, através deles elas têm a oportunidade de se expressarem, de assimilarem conhecimentos e de construírem sua realidade. Atualmente já existe a preocupação de aproximar o lúdico à educação, por considerar que o brinquedo, as brincadeiras e os jogos fazem parte da essência da criança, e que através deles elas podem pensar, criar, simbolizar e aprender, fazendo com que as atividades lúdicas tenham sentido e significado. Huinzinga (2010) define o lúdico como ilusão e simulação, na qual a criança é capaz de simular outro mundo só para ela, onde ela pode desenvolver suas diversas fantasias. A ludicidade é essencial para a criança, já que proporciona um ambiente agradável e prazeroso, dessa forma é mais interessante para criança aprender brincando, e através desse recurso é possível propiciar uma aprendizagem espontânea e natural. Para Santos e Cruz (1997, p. 12)
  • 9. 9 [...] O desenvolvimento do aspecto lúdico facilita a aprendizagem, o desenvolvimento pessoal, social e cultural, colabora para uma boa saúde mental, prepara para um estado interior fértil, facilita os processos de socialização, comunicação, expressão e construção do conhecimento. A educação por meio do lúdico, de acordo com Santos (2006), propõe-se a um novo paradigma, o de aprender brincando, inspirado numa concepção de educação para além da instrumentalização. Já passou a época em que as brincadeiras eram trabalhadas separadas das atividades pedagógicas, uma vez que os jogos e as brincadeiras também desempenham a função educativa, desde que sejam planejadas dentro do sistema de ensino. Na prática pedagógica com jogos e brincadeiras exige de professor maior dedicação na preparação de materiais que serão mediadores da construção de conhecimento pelas crianças, proporcionando a elas um ambiente de aprendizagem no qual possam criar, ousar e comprovar. Além de estimular a concentração, possibilitando o desenvolvimento de habilidades pessoais como investigação de um contexto, análise, interpretação, síntese e tomada de decisão que são elementos que fazem parte da resolução de problemas. Portanto, por meio de jogos e brincadeiras é possível desenvolver o raciocínio lógico e a criatividade. E nós professores temos que procurar alternativas para aumentar a motivação para a aprendizagem e os jogos e brincadeiras bem planejados, são recursos pedagógicos eficazes para a construção do conhecimento matemático.
  • 10. 10 5. SEQUÊNCIA DIDÁTICA: O trabalho com sequência didática por meio dos jogos e as atividades lúdicas no ensino da matemática torna importante por contribuir com os conhecimentos em fase de construção do desenvolvimento das crianças e que sejam consolidados e outras aquisições sejam possíveis progressivamente, pois a organização dessas atividades prevê uma progressão. No desenvolvimento do trabalho pedagógico na organização das atividades com os jogos, as crianças participam da confecção dos brinquedos criam as regras para poder ter limite e o respeito entre os colegase para que todos façam parte de todo o processo e sintam valorizados e estimulados a participar da atividade.  Jogos-Amarelinha, jogo com o dado, corrida de cavalo envolvendo os numerais 1,2 e 3, quebra-cabeça com figuras, Boliche; Parlenda dos numerais; Produção de massinha; Brincando com contagem.  Brincadeiras dirigidas- Cobra-cega; Andar de trem; Corre cotia; Batata quente; Vamos passear (jogo simbólico); Dança da cadeira; Dança com bexigas; Etapas do desenvolvimento:  Socialização e introdução as regras de competição de cada jogo ou brincadeira a ser desenvolvida.  Aulas interativas com vídeos.  Confecção de jogos.
  • 11. 11  Jogos em grupos.  Jogos em duplas.  Desafios individuais.  Competições animadas e divertidas.  Fazer acompanhamento do desenvolvimento das atividades.  Organização da sala de aula- sempre manter a sala organizada quando trabalhar em grupo.  Jogos online- trabalhar alguns jogos envolvendo as operações, dividindo os alunos em grupos. 6. RECURSOS E MEDIAÇÕES: Papéis, EVA, TNT, pincéis, gizão de cera, lápis de cor, lápis para escrever e para produção artística, cartolina, papelão, pincel, tinta guache, cola, massa de modelar, palitos de sorvete, revistas, folhetos de supermercados. 7. REGISTRO E DOCUMENTAÇÃO: Para os registros das atividades a serem desenvolvidas serão utilizados os seguintes instrumentos: fotos, filmagens, produções das crianças. 8. AVALIAÇÃO Será realizada através da observação dos registros documentais citados acima e durante as apresentações das crianças.
  • 12. 12 9. REFERÊNCIAS: ANTUNES, Celso. Jogos para estimulação das Múltiplas Inteligências. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998. PIAGET, J. A psicologia da criança. Ed Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998. Mattos, Elizete de Lourdes - Brincando e aprendendo -Brincadeiras de roda; Atividades lúdicas para alfabetizar. Pacto Nacional pela alfabetização na idade Certa: jogos na Alfabetização Matemática/ Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, Diretoria de Apoio á Gestão Educacional. - Brasília: MEC, SEB, 2014. Huizinga, Johan (2010). O Outono da Idade Média. São Paulo: Cosac & Naify. ISBN 978-85-7503-756-0 Kishimoto, Tizuko Morchida. O jogo e a educação infantil.Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 101-108. SANTOS, S.M.dos; CRUZ, D.R.M. O lúdico na formação do educador. In: SANTOS, Santa Marli Pires dos (Org). O lúdico na formação do educador. Petrópolis: Vozes, 1997. Cidade/Polo: Manaus/Amazonas, 23 de agosto de 2018.
  • 13. 13 AGRADECIMENTOS Agradecemos a professora Simone Helen Drumond Ischkanian, pela competência, inteligência e sua maneira carinhosa, dinâmica e criativa de mediar saberes. A cada formação tivemos contato com materiais abrangentes e riquíssimos para educação infantil. A metodologia utilizada na formação, jamais foi apresentada pelos formadores da SEMED, e a professora Simone Helen Drumond veio nos mostrar que fazer o diferente e a diferença no contexto escolar é algo possível. Ela transformou nossa realidade para melhor. Sonho maior desejo seria que ela fosse nossa formadora durante muitos e muitos anos, pois essa educadora tem muita criatividade para nossa educação infantil. Percebemos no decorrer da caminhada que ela ficou doente, mas incrivelmente as surpresas pedagógicas continuaram riquíssimas. Destacamos que ela nos mostrou um mundo possível, onde o imaginário infantil pode aflorar de forma abrangente, prazerosa e criativa. É uma pena o PNAIC ter findado no decorrer deste ano, pois temos certeza que a professora Simone com todo seu carisma e uma metodologia própria de mostrar o diferente e promover o diferencial, ainda tem muito para nos mostrar. Querida professora, agradecemos por tudo a senhora realmente faz a diferença na vida real e na pratica educativa de cada uma. Com carinho! FERNANDA CRISTINA CRUZ DE ANDRADE MACEDO SILVA. MARIA LUIZA ALVES BARBOSA.
  • 14. 14