SlideShare uma empresa Scribd logo
Plásticos e o Meio Ambiente
O Estado de São Paulo 19/10/2002
56%

*FATO
CERCA DE 56% DO LIXO PLÁSTICO É
COMPOSTO POR EMBALAGENS USADAS.
¾ DISTO É PROVENIENTE DO USO DOMÉSTICO.
                             DOMÉSTICO
1 MILHÃO POR MINUTO.
*FATO
O MUNDO CONSOME 1 MILHÃO DE SACOS PLÁSTICOS
POR MINUTO, O QUE SIGNIFICA QUASE 1,5 BILHÃO POR
DIA E MAIS DE 500 BILHÕES POR ANO. É O RESÍDUO
QUE MAIS POLUI AS CIDADES, CAMPOS. PREJUDICA A
VIDA ANIMAL, ENTOPE A DRENAGEM URBANA E RIOS,
CONTRIBUINDO PARA INUNDAÇÕES.
Fonte revista New Scientist 11/09/2004
*FATO
PRODUZIMOS E USAMOS
ATUALMENTE 20 VEZES
MAIS PLÁSTICOS QUE HÁ 50
ANOS.
40 QUILOS
*FATO
CADA FAMÍLIA BRASILEIRA
DESCARTA CERCA DE 40
QUILOS DE PLÁSTICOS POR
ANO.
80%
*FATO
MAIS DE 80% DE TODOS OS
PLÁSTICOS SÃO USADOS
APENAS UMA VEZ E DEPOIS
DESCARTADOS.
1 BILHÃO
*FATO
A CADA MÊS, 1 BILHÃO DE
SACOS PLÁSTICOS SÃO
DISTRIBUÍDOS PELOS
SUPERMERCADOS NO
BRASIL.ISTO SIGNIFICA 33
MILHÕES POR DIA E 12
BILHÕES POR ANO.
OU 66 SACOS PLÁSTICOS
PARA CADA BRASILEIRO
POR MÊS.
800 QUILOS
*FATO
800 QUILOS DE PLÁSTICOS FORAM
ENCONTRADOS NO ESTÔMAGO DE
UMA BALEIA MORTA NA NORMANDIA.
A CADA ANO MORREM MILHARES DE
TARTARUGAS, BALEIAS, FOCAS E
PÁSSAROS NAS MESMAS
CONDIÇÕES.
O Estado de São Paulo
      13/04/2004
15%
*FATO
15% DOS RESÍDUOS DA COLETA
SELETIVA NO BRASIL É
COMPOSTO POR PLÁSTICOS.
Fonte IBGE dados 2003
2.177.799 TONELADAS

POR ANO

*FATO
2.177.799 TONELADAS DE RESÍDUOS
PLÁSTICOS PÓS CONSUMO FORAM
GERADOS NO BRASIL EM 2004.
DESTE TOTAL APENAS 359.133
TONELADAS FORAM RECICLADOS.
Fonte: IBGE
1.818.666 TON / ANO

*FATO
1.818.666 TONELADAS DE RESÍDUOS
PLÁSTICOS PÓS CONSUMO VIRARAM LIXO
NO BRASIL EM 2004.
FORAM PARAR NOS ATERROS, NOS
LIXÕES E NO MEIO AMBIENTE
83,5%
*FATO
SOMENTE 16,5% DOS RESÍDUOS
PLÁSTICOS PÓS CONSUMO SÃO
RECICLADOS NO BRASIL,
OU SEJA, 83,5% DESTES
RESÍDUOS NÃO SÃO
RECICLADOS.
Fonte IBGE dados 2003
6.871 QUILOS POR DIA

*FATO
6.871 QUILOS DE RESÍDUOS
PLÁSTICOS FORAM
COLETADOS NO ESTADO DE
SÃO PAULO NO DIA MUNDIAL
DE LIMPEZA DE RIOS E
PRAIAS. 25/09/2004.
Fonte: AMA – The Ocean
Concervancy
Plasticos e-meio-ambiente1819
Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias – 2005 …trechos do release final…
       Por iniciativa da ONG The Ocean Conservancy (USA) o “Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias” é um dos programas
internacionais de meio ambiente mais inspiradores e efetivos do mundo, em que voluntários trabalham, unindo grupos que pensam
o mesmo através do globo em uma limpeza massiva mundial do meio ambiente natural. Este ano estamos comemorando 20 anos
desde o primeiro mutirão, e hoje, mais de um milhão de voluntários em mais de 120 países já participam desta campanha no
mundo.
       ... Eram voluntários de 5 a 73 anos que limparam mais de 15 km de praias. Este ano, além das praias do Guaiúba, Tombo,
Astúrias, Pitangueiras, Enseada, Pernambuco e Perequê, incluímos no mutirão a Prainha Branca e Praia Preta, na região
conhecida como “Rabo do Dragão”.
       O vilão em todas elas continua o plástico: são restos de brinquedos, garrafas pet, copos descartáveis, sacos e o que mais
chamou a atenção dos voluntários foi a grande quantidade de canudinhos e de tampas de garrafa pet. Os voluntários não sabiam
mais como fazer para contá-los! O resultado do plástico no ambiente marinho é sempre o mesmo: um desastre! Ele demora cerca
de 100 anos para se decompor e no ambiente marinho, muitas vezes são interpretados pelos animais marinhos como águas-vivas,
ovas de peixes e são engolidos por esses animais, só que o plástico não faz parte da dieta deles... Pensando nisso, este ano
utilizamos durante a campanha sacos oxi-biodegradáveis doados pela RES Brasil, que são ecologicamente corretos.
       …
       No Guarujá, este evento é coordenado pela AMA – Amigos do Meio Ambiente e contou com o apoio da UNAERP –
Campus Guarujá, VI Fiberglass Foam, Acquamundo, da Zorovich&Maranhão, da Secretaria de Meio Ambiente de Guarujá, além da
Polícia Ambiental e do Corpo de Bombeiros. A nível estadual, contamos com o apoio do Instituto Terra e Mar, NEC e Coca-Cola.




                                                    Heloisa Prado Pinto
                               Coordenadora do Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias/Guarujá
                                             AMA – Amigos do Meio Ambiente
                                    amagja@terra.com.br - Tel.: (13)3354-3188 / 9722-9709
60%
*FATO
MAIS DE 60% DOS RESÍDUOS
ENCONTRADOS NAS PRAIAS
SÃO PLÁSTICOS.
VIRA MORTE DE ANIMAIS




*FATO
ANIMAIS MORREM
SUFOCADOS AO INGERIR
EMBALAGENS
PLÁSTICAS
AOCONFUNDI-LASCOM
ALIMENTO.
400 ANOS

*FATO
PLÁSTICOS PODEM LEVAR
MAIS DE 400 ANOS PARA SE
DECOMPOR NO MEIO
AMBIENTE.
89%
*FATO
89% DAS CIDADES BRASILEIRAS NÃO
POSSUEM ATERROS SANITÁRIOS ADEQUADOS.
20.000 TONELADAS DE LIXO DOMICILIAR NÃO
SÃO COLETADOS NO BRASIL, DISPERSANDO-
SE NAS RUAS E ASSOREIAM OS RIOS,
LEVADOS PELO VENTO E PELA CHUVA.
MAIS DA METADE DAS CIDADES BRASILEIRAS
MANTÉM SEUS RESÍDUOS EM LIXÕES A CÉU
ABERTO. Fonte PNDA / IBGE
MILHARES DE QUILÔMETROS

*FATO
FOI DESCOBERTA UMA ÁREA DE
MILHARES DE QUILOMETROS
QUADRADOS NO FUNDO DO
OCEANO PACÍFICO, COALHADAS DE
LIXO, PRINCIPALMENTE PLÁSTICO.
Fonte. Revista New Scientist
VIRA LIXO




*FATO
EMBALAGENS PLÁSTICAS
QUANDO NÃO
CORRETAMENTE
DESCARTADAS, COLETADAS
E RECICLADAS VIRAM LIXO.
VIRA INUNDAÇÃO

*FATO
EMBALAGENS PLÁSTICAS
JOGADAS NAS RUAS, AVENIDAS E
CÓRREGOS, ENTOPEM O SISTEMA
DE DRENAGEM PLUVIAL DAS
CIDADES.
90%
*FATO
CERCA DE 90% DAS EMBALAGENS
PLÁSTICAS VIRAM LIXO 6 MESES
DEPOIS DE COMPRADAS.
*FATO
SE VOCÊ ALINHAR TODOS OS COPOS
PLÁSTICOS DESCARTÁVEIS
FABRICADOS EM APENAS UM DIA,
ELES FARÃO UM CIRCULO AO
REDOR DA TERRA.
50%
*FATO
MAIS DE 50% DOS RESÍDUOS
ENCONTRADOS NO MAR É
COMPOSTO DE ALGUMA
FORMA DE PLÁSTICO.
VIRA PREJUÍZO




*FATO
AGRAVADAS PELO DESCARTE
ERRADO DE EMBALAGENS
PLÁSTICAS, AS ENCHENTES
CAUSAM TRANSTORNOS E
PREJUÍZOS FINANCEIROS À
TODOS.
*FATO
TODOS OS INVESTIMENTOS
VISANDO PREVENIR A
OCORRÊNCIA DE
INUNDAÇÕES SÃO
COMPROMETIDOS PELO
ACUMULO DE EMBALAGENS
PLÁSTICAS DESCARTADAS
INCORRETAMENTE.
VIRA PROBLEMA DE
SAÚDE PÚBLICA



*FATO
O CONTATO HUMANO COM
ÁGUA CONTAMINADA DAS
ENCHENTES CAUSA
DOENÇAS, ENTRE ELAS A
LEPTOSPIROSE. POÇAS DE
ÁGUA TAMBÉM PODEM
SERVIR DE CRIADOURO DO
MOSQUITO TRANSMISSOR DA
DENGUE.
Plasticos e-meio-ambiente1819
Plasticos e-meio-ambiente1819
Plasticos e-meio-ambiente1819
Plasticos e-meio-ambiente1819
80%

*FATO
80% DO 1 BILHÃO DE SACOLAS DE COMPRAS
PRODUZIDAS E DISTRIBUÍDAS POR MÊS, NO
BRASIL, VIRAM SACOS PARA LIXO
DOMÉSTICO. PODEM SER VISTOS EM TODOS
OS LUGARES OU ESTÃO DENTRO DE OUTROS
SACOS PARA LIXO.
*FATO
A CAPACIDADE DOS ATERROS SANITÁRIOS
E LIXÕES FICA COMPROMETIDA PELO
GRANDE VOLUME DE PLÁSTICOS. OS
PLÁSTICOS TAMBÉM CAUSAM A
IMPERMEABILIZAÇÃO E INSTABILIDADE
DESTAS ÁREAS. FORMAM BOLSÕES DE
GAZES E NA MAIORIA DAS VEZES
RETARDAM A DEGRADAÇÃO DOS DEMAIS
RESÍDUOS.
O QUE TODOS PODEM E DEVEM FAZER
  PARA MUDAR ESTA REALIDADE?
> SEPARAR SEUS PRÓPRIOS RESÍDUOS, ENTRE
RECICLÁVEIS E NÃO RECICLÁVEIS;

> NÃO DESCARTAR QUALQUER TIPO DE RESÍDUO,
PLÁSTICO OU NÃO, NO MEIO AMBIENTE;

> INCENTIVAR NOVAS GERAÇÕES ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO
AMBIENTAL;

> APOIAR E FACILITAR A RECICLAGEM;

> REUTILIZAR EMBALAGENS QUANDO POSSÍVEL;

> REDUZIR O CONSUMO DE EMBALAGENS;

> DAR PREFERÊNCIA AO CONSUMO DE PRODUTOS COM
POUCA EMBALAGEM OU QUE UTILIZEM EMBALAGENS
100% DEGRADÁVEIS E RECICLÁVEIS;

> COMPRAR EM ESTABELECIMENTOS QUE UTILIZEM
PEQUENAS QUANTIDADES DE EMBALAGENS, OU QUE
UTILIZEM EMBALAGENS 100% DEGRADÁVEIS E
RECICLÁVEIS.
*FATO
HOJE JÁ É REALIDADE NO MUNDO E
TAMBÉM NO BRASIL O USO DE
EMBALAGENS PLÁSTICAS COM
CONCEITO DE RÁPIDA E TOTAL
DEGRADAÇÃO.
CAMINHOS…



*FATO
DESDE 2003, MAIS DE 2.400 TONELADAS
DE EMBALAGENS PLÁSTICAS
TOTALMENTE DEGRADÁVEIS JÁ FORAM
PRODUZIDAS E CONSUMIDAS NO BRASIL.
*FATO
ESTAS EMBALAGENS DEPOIS DE
CORRETAMENTE DESCARTADAS,
SERÃO RÁPIDA E NATURALMENTE
DEGRADADAS, RESULTANDO EM
APENAS ÁGUA, PEQUENA QUANTIDADE
DE DIÓXIDO DE CARBONO E BIOMASSA.
CAMINHOS SEGUROS…




*FATO
A OXI-BIODEGRADAÇÃO DESTAS
EMBALAGENS NÃO DEIXA NENHUM TIPO DE
RESÍDUO NOCIVO AO MEIO AMBIENTE.
CAMINHOS RECICLÁVEIS…




*FATO
EMBALAGENS COM ESTE CONCEITO
SÃO RECICLÁVEIS POR PROCESSOS
COMUNS, TAIS COMO: MECÂNICA,
ENERGÉTICA OU QUÍMICA.
*FATO
EMBALAGENS COM ESTE CONCEITO SÃO
APROVADAS PARA CONTATOS COM
ALIMENTOS.
*FATO
EMBALAGENS COM ESTE CONCEITO ESTÃO
SENDO ADOTADOS POR MUITOS NO BRASIL.
DENTRE OS QUAIS, BOTICÁRIO, NATURA,
INTERNATIONAL PAPER ( CHAMEX ECO ), CEF,
PETROBRÁS, IDEC, GOVERNO DO ESTADO DE
SÃO PAULO, ENTRE TANTOS OUTROS.
*FATO
MAIS DE 50 EMPRESAS ESTÃO ATUALMENTE
LICENCIADAS PELA RES BRASIL PARA A
FABRICAÇÃO DE EMBALAGENS
OXI-BIODEGRADÁVEIS, COM TECNOLOGIA
D2W .
ESTE É O CAMINHO PROPOSTO PELA RES BRASIL
   PARA CONTRIBUIR DE FORMA SEGURA E
DEFINITIVA, PARA A REDUÇÃO DOS PROBLEMAS
 AMBIENTAIS CAUSADOS PELAS EMBALAGENS
  PLÁSTICAS QUE NÃO SÃO RECICLADAS OU
              REAPROVEITADAS.
OBRIGADO !
   WWW.RESBRASIL.COM.BR
RESBRASIL@RESBRASIL.COM.BR
        (19) 3871 5185

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Previsões
PrevisõesPrevisões
Apresentação de proposta de Compostagem Doméstica
Apresentação de proposta de Compostagem DomésticaApresentação de proposta de Compostagem Doméstica
Apresentação de proposta de Compostagem Doméstica
Amanda Selivon
 
Semana da Água
Semana da ÁguaSemana da Água
Semana da Água
Sérgio Fernandes
 
Previsões
PrevisõesPrevisões
Você sabia
Você sabiaVocê sabia
Você sabia
Amanda Selivon
 
Receitas para Preservar Riquezas
Receitas para Preservar RiquezasReceitas para Preservar Riquezas
Receitas para Preservar Riquezas
liliana11
 
Aula sobre o Destino do Lixo
Aula sobre o Destino do Lixo Aula sobre o Destino do Lixo
Aula sobre o Destino do Lixo
Cláudia Marques
 
Guia de Compostagem Caseira
Guia de Compostagem CaseiraGuia de Compostagem Caseira
Guia de Compostagem Caseira
Míriam Morata Novaes
 
Embrapa produção de humus de minhoca com resíduos domiciliares
Embrapa produção de humus de minhoca com resíduos domiciliaresEmbrapa produção de humus de minhoca com resíduos domiciliares
Embrapa produção de humus de minhoca com resíduos domiciliares
Alexandre Panerai
 
Apresentação sobre reciclagem
Apresentação sobre reciclagemApresentação sobre reciclagem
Apresentação sobre reciclagem
Rodrigo Alves
 
Slide sobre o lixo
Slide sobre o lixoSlide sobre o lixo
Slide sobre o lixo
Lander Carvalho
 
Sacolas Plásticas
Sacolas PlásticasSacolas Plásticas
Sacolas Plásticas
Júlio Câmara
 
Unidade3 ativ2 planodeaula-eldacristina
Unidade3 ativ2 planodeaula-eldacristinaUnidade3 ativ2 planodeaula-eldacristina
Unidade3 ativ2 planodeaula-eldacristina
ELDA CRISTINA ALMEIDA
 
A história do lixo
A história do lixoA história do lixo
A história do lixo
Marcelo Felipozzi
 
Trabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatisticaTrabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatistica
Monique Mazarin
 
ARTIGO EXTRAÇÃO DE NANOCELULOSE A PARTIR DO PSEUDOCAULE DA BANANEIRA PARA PRO...
ARTIGO EXTRAÇÃO DE NANOCELULOSE A PARTIR DO PSEUDOCAULE DA BANANEIRA PARA PRO...ARTIGO EXTRAÇÃO DE NANOCELULOSE A PARTIR DO PSEUDOCAULE DA BANANEIRA PARA PRO...
ARTIGO EXTRAÇÃO DE NANOCELULOSE A PARTIR DO PSEUDOCAULE DA BANANEIRA PARA PRO...
Richard Oliveira AMORIM
 
Seca adultos pouparagua
Seca adultos pouparaguaSeca adultos pouparagua
Seca adultos pouparagua
becastanheiradepera
 
O mal das sacolas plasticas
O mal das sacolas plasticasO mal das sacolas plasticas
O mal das sacolas plasticas
Gonzalo Abio
 
Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)
Romualdo Caetano Barros
 

Mais procurados (19)

Previsões
PrevisõesPrevisões
Previsões
 
Apresentação de proposta de Compostagem Doméstica
Apresentação de proposta de Compostagem DomésticaApresentação de proposta de Compostagem Doméstica
Apresentação de proposta de Compostagem Doméstica
 
Semana da Água
Semana da ÁguaSemana da Água
Semana da Água
 
Previsões
PrevisõesPrevisões
Previsões
 
Você sabia
Você sabiaVocê sabia
Você sabia
 
Receitas para Preservar Riquezas
Receitas para Preservar RiquezasReceitas para Preservar Riquezas
Receitas para Preservar Riquezas
 
Aula sobre o Destino do Lixo
Aula sobre o Destino do Lixo Aula sobre o Destino do Lixo
Aula sobre o Destino do Lixo
 
Guia de Compostagem Caseira
Guia de Compostagem CaseiraGuia de Compostagem Caseira
Guia de Compostagem Caseira
 
Embrapa produção de humus de minhoca com resíduos domiciliares
Embrapa produção de humus de minhoca com resíduos domiciliaresEmbrapa produção de humus de minhoca com resíduos domiciliares
Embrapa produção de humus de minhoca com resíduos domiciliares
 
Apresentação sobre reciclagem
Apresentação sobre reciclagemApresentação sobre reciclagem
Apresentação sobre reciclagem
 
Slide sobre o lixo
Slide sobre o lixoSlide sobre o lixo
Slide sobre o lixo
 
Sacolas Plásticas
Sacolas PlásticasSacolas Plásticas
Sacolas Plásticas
 
Unidade3 ativ2 planodeaula-eldacristina
Unidade3 ativ2 planodeaula-eldacristinaUnidade3 ativ2 planodeaula-eldacristina
Unidade3 ativ2 planodeaula-eldacristina
 
A história do lixo
A história do lixoA história do lixo
A história do lixo
 
Trabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatisticaTrabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatistica
 
ARTIGO EXTRAÇÃO DE NANOCELULOSE A PARTIR DO PSEUDOCAULE DA BANANEIRA PARA PRO...
ARTIGO EXTRAÇÃO DE NANOCELULOSE A PARTIR DO PSEUDOCAULE DA BANANEIRA PARA PRO...ARTIGO EXTRAÇÃO DE NANOCELULOSE A PARTIR DO PSEUDOCAULE DA BANANEIRA PARA PRO...
ARTIGO EXTRAÇÃO DE NANOCELULOSE A PARTIR DO PSEUDOCAULE DA BANANEIRA PARA PRO...
 
Seca adultos pouparagua
Seca adultos pouparaguaSeca adultos pouparagua
Seca adultos pouparagua
 
O mal das sacolas plasticas
O mal das sacolas plasticasO mal das sacolas plasticas
O mal das sacolas plasticas
 
Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)
 

Destaque

Plásticos 12 CT2 grupo 5
Plásticos 12 CT2 grupo 5Plásticos 12 CT2 grupo 5
Plásticos 12 CT2 grupo 5
anasofiapb
 
Plasticos
PlasticosPlasticos
Plasticos
ggmota93
 
O PláStico Em Nossas Vidas1112
O PláStico Em Nossas Vidas1112O PláStico Em Nossas Vidas1112
O PláStico Em Nossas Vidas1112
ktisti
 
Reciclagem de plásticos
Reciclagem de plásticosReciclagem de plásticos
Reciclagem de plásticos
soradinda_59
 
Apresentação plásticos
Apresentação plásticosApresentação plásticos
Apresentação plásticos
JessicaSCivl
 
Os plásticos e a reciclagem
Os plásticos e a reciclagemOs plásticos e a reciclagem
Os plásticos e a reciclagem
Ana Duarte
 
Plásticos
PlásticosPlásticos
Plásticos
luismonteiro1998
 
trabalho sobre as consequências do descarte inadequado do plástico
trabalho sobre as consequências do descarte inadequado do plásticotrabalho sobre as consequências do descarte inadequado do plástico
trabalho sobre as consequências do descarte inadequado do plástico
djquimica
 
Plásticos
PlásticosPlásticos
Plásticos
andreosurfista
 
Plástico não-é-alimento
Plástico não-é-alimentoPlástico não-é-alimento
Plástico não-é-alimento
ana_pontenova
 
Plástico - PP
Plástico - PPPlástico - PP
Plástico - PP
Ecodar
 
Apresentação plastico
Apresentação plasticoApresentação plastico
Apresentação plastico
arceariane87
 
Plasticos
PlasticosPlasticos
Plasticos
tecnoloxiajorge
 

Destaque (13)

Plásticos 12 CT2 grupo 5
Plásticos 12 CT2 grupo 5Plásticos 12 CT2 grupo 5
Plásticos 12 CT2 grupo 5
 
Plasticos
PlasticosPlasticos
Plasticos
 
O PláStico Em Nossas Vidas1112
O PláStico Em Nossas Vidas1112O PláStico Em Nossas Vidas1112
O PláStico Em Nossas Vidas1112
 
Reciclagem de plásticos
Reciclagem de plásticosReciclagem de plásticos
Reciclagem de plásticos
 
Apresentação plásticos
Apresentação plásticosApresentação plásticos
Apresentação plásticos
 
Os plásticos e a reciclagem
Os plásticos e a reciclagemOs plásticos e a reciclagem
Os plásticos e a reciclagem
 
Plásticos
PlásticosPlásticos
Plásticos
 
trabalho sobre as consequências do descarte inadequado do plástico
trabalho sobre as consequências do descarte inadequado do plásticotrabalho sobre as consequências do descarte inadequado do plástico
trabalho sobre as consequências do descarte inadequado do plástico
 
Plásticos
PlásticosPlásticos
Plásticos
 
Plástico não-é-alimento
Plástico não-é-alimentoPlástico não-é-alimento
Plástico não-é-alimento
 
Plástico - PP
Plástico - PPPlástico - PP
Plástico - PP
 
Apresentação plastico
Apresentação plasticoApresentação plastico
Apresentação plastico
 
Plasticos
PlasticosPlasticos
Plasticos
 

Semelhante a Plasticos e-meio-ambiente1819

Destino Do Lixo Na Escola
Destino Do Lixo Na EscolaDestino Do Lixo Na Escola
Destino Do Lixo Na Escola
Maria do Rocio Rodi Gonçalves
 
Projeto resíduos sólidos parte 4
Projeto resíduos sólidos parte 4Projeto resíduos sólidos parte 4
Projeto resíduos sólidos parte 4
escola
 
Livro projeto telaris capitulo 7 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 7 ciencias 6º anoLivro projeto telaris capitulo 7 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 7 ciencias 6º ano
Renan Silva
 
Apresentação1 poams
Apresentação1 poamsApresentação1 poams
Apresentação1 poams
Luiz Guilherme Leite Artuzi
 
Lixeiras nos Oceanos
Lixeiras nos OceanosLixeiras nos Oceanos
Lixeiras nos Oceanos
Adelino Carlos & Vieira
 
Ambiente - Prof. Rozeni - Eja Fidel Zanchetta
Ambiente - Prof. Rozeni - Eja Fidel ZanchettaAmbiente - Prof. Rozeni - Eja Fidel Zanchetta
Ambiente - Prof. Rozeni - Eja Fidel Zanchetta
viagensliterarias
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
ketlinsantos
 
A Coleta De Lixo Em Sao Paulo
A Coleta De Lixo Em Sao PauloA Coleta De Lixo Em Sao Paulo
A Coleta De Lixo Em Sao Paulo
vallmachado
 
Sacos plsticos
Sacos plsticosSacos plsticos
Sacos plsticos
Pelo Siro
 
Sacos plasticos
Sacos plasticosSacos plasticos
Sacos plasticos
Lucio Borges
 
Gerta Atividade5 Setembrino Lixo
Gerta Atividade5 Setembrino LixoGerta Atividade5 Setembrino Lixo
Gerta Atividade5 Setembrino Lixo
gertamadalena
 
Falando de agua
Falando de aguaFalando de agua
Falando de agua
J Oliveira Andrade
 
áGua engarrafada pesquisa
áGua engarrafada pesquisaáGua engarrafada pesquisa
áGua engarrafada pesquisa
mhelenaneves
 
FALANDO DE ÁGUA - O RISCO DAS GARRAFAS PETs
FALANDO DE ÁGUA -  O RISCO DAS GARRAFAS PETsFALANDO DE ÁGUA -  O RISCO DAS GARRAFAS PETs
FALANDO DE ÁGUA - O RISCO DAS GARRAFAS PETs
J Oliveira Andrade
 
Lugar de lixo e no lixo
Lugar de lixo e no lixoLugar de lixo e no lixo
Lugar de lixo e no lixo
Peniel Izac
 
Lixo 1201307853819881-3
Lixo 1201307853819881-3Lixo 1201307853819881-3
Lixo 1201307853819881-3
Kelvin Oliveira
 
Lixo em são paulo2
Lixo em são paulo2Lixo em são paulo2
Lixo em são paulo2
dacnorte1
 
Reflexões sobre sustentabilidade
Reflexões sobre sustentabilidadeReflexões sobre sustentabilidade
Reflexões sobre sustentabilidade
Carlos Alberto Biella
 
Meio Ambiente
Meio AmbienteMeio Ambiente
Meio Ambiente
claudia_luciano
 
Palestra Socioeducativa Sobre Lixo Domiciliar
Palestra Socioeducativa Sobre Lixo DomiciliarPalestra Socioeducativa Sobre Lixo Domiciliar
Palestra Socioeducativa Sobre Lixo Domiciliar
Nathália Vasconcelos
 

Semelhante a Plasticos e-meio-ambiente1819 (20)

Destino Do Lixo Na Escola
Destino Do Lixo Na EscolaDestino Do Lixo Na Escola
Destino Do Lixo Na Escola
 
Projeto resíduos sólidos parte 4
Projeto resíduos sólidos parte 4Projeto resíduos sólidos parte 4
Projeto resíduos sólidos parte 4
 
Livro projeto telaris capitulo 7 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 7 ciencias 6º anoLivro projeto telaris capitulo 7 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 7 ciencias 6º ano
 
Apresentação1 poams
Apresentação1 poamsApresentação1 poams
Apresentação1 poams
 
Lixeiras nos Oceanos
Lixeiras nos OceanosLixeiras nos Oceanos
Lixeiras nos Oceanos
 
Ambiente - Prof. Rozeni - Eja Fidel Zanchetta
Ambiente - Prof. Rozeni - Eja Fidel ZanchettaAmbiente - Prof. Rozeni - Eja Fidel Zanchetta
Ambiente - Prof. Rozeni - Eja Fidel Zanchetta
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
A Coleta De Lixo Em Sao Paulo
A Coleta De Lixo Em Sao PauloA Coleta De Lixo Em Sao Paulo
A Coleta De Lixo Em Sao Paulo
 
Sacos plsticos
Sacos plsticosSacos plsticos
Sacos plsticos
 
Sacos plasticos
Sacos plasticosSacos plasticos
Sacos plasticos
 
Gerta Atividade5 Setembrino Lixo
Gerta Atividade5 Setembrino LixoGerta Atividade5 Setembrino Lixo
Gerta Atividade5 Setembrino Lixo
 
Falando de agua
Falando de aguaFalando de agua
Falando de agua
 
áGua engarrafada pesquisa
áGua engarrafada pesquisaáGua engarrafada pesquisa
áGua engarrafada pesquisa
 
FALANDO DE ÁGUA - O RISCO DAS GARRAFAS PETs
FALANDO DE ÁGUA -  O RISCO DAS GARRAFAS PETsFALANDO DE ÁGUA -  O RISCO DAS GARRAFAS PETs
FALANDO DE ÁGUA - O RISCO DAS GARRAFAS PETs
 
Lugar de lixo e no lixo
Lugar de lixo e no lixoLugar de lixo e no lixo
Lugar de lixo e no lixo
 
Lixo 1201307853819881-3
Lixo 1201307853819881-3Lixo 1201307853819881-3
Lixo 1201307853819881-3
 
Lixo em são paulo2
Lixo em são paulo2Lixo em são paulo2
Lixo em são paulo2
 
Reflexões sobre sustentabilidade
Reflexões sobre sustentabilidadeReflexões sobre sustentabilidade
Reflexões sobre sustentabilidade
 
Meio Ambiente
Meio AmbienteMeio Ambiente
Meio Ambiente
 
Palestra Socioeducativa Sobre Lixo Domiciliar
Palestra Socioeducativa Sobre Lixo DomiciliarPalestra Socioeducativa Sobre Lixo Domiciliar
Palestra Socioeducativa Sobre Lixo Domiciliar
 

Mais de Kelvin Oliveira

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Kelvin Oliveira
 
áLcool
áLcooláLcool
Cigarro
CigarroCigarro
Relatoriomorrodocruzeiro 091215104835-phpapp01
Relatoriomorrodocruzeiro 091215104835-phpapp01Relatoriomorrodocruzeiro 091215104835-phpapp01
Relatoriomorrodocruzeiro 091215104835-phpapp01
Kelvin Oliveira
 
Qg revista a03n13_us
Qg revista a03n13_usQg revista a03n13_us
Qg revista a03n13_us
Kelvin Oliveira
 
Proc implant
Proc implantProc implant
Proc implant
Kelvin Oliveira
 
Présal fernando
Présal fernandoPrésal fernando
Présal fernando
Kelvin Oliveira
 
Presal
PresalPresal
Ppoint reciclagem-091020144216-phpapp02
Ppoint reciclagem-091020144216-phpapp02Ppoint reciclagem-091020144216-phpapp02
Ppoint reciclagem-091020144216-phpapp02
Kelvin Oliveira
 
Poloambientalnazonaleste 091013174118-phpapp02
Poloambientalnazonaleste 091013174118-phpapp02Poloambientalnazonaleste 091013174118-phpapp02
Poloambientalnazonaleste 091013174118-phpapp02
Kelvin Oliveira
 
Polo58
Polo58Polo58
Palestra dia d
Palestra dia dPalestra dia d
Palestra dia d
Kelvin Oliveira
 
Olixourbano 100629124536-phpapp01
Olixourbano 100629124536-phpapp01Olixourbano 100629124536-phpapp01
Olixourbano 100629124536-phpapp01
Kelvin Oliveira
 
Oficina 1-col-sel-solidaria
Oficina 1-col-sel-solidariaOficina 1-col-sel-solidaria
Oficina 1-col-sel-solidaria
Kelvin Oliveira
 
Manualaterro 090601063505-phpapp01
Manualaterro 090601063505-phpapp01Manualaterro 090601063505-phpapp01
Manualaterro 090601063505-phpapp01
Kelvin Oliveira
 
Jr n6
Jr n6Jr n6
Jfaculdadeufrj ncepgtiaeweb2-0educaoweb2-0final-090720101147-phpapp01
Jfaculdadeufrj ncepgtiaeweb2-0educaoweb2-0final-090720101147-phpapp01Jfaculdadeufrj ncepgtiaeweb2-0educaoweb2-0final-090720101147-phpapp01
Jfaculdadeufrj ncepgtiaeweb2-0educaoweb2-0final-090720101147-phpapp01
Kelvin Oliveira
 
Fazendo eco 12[1]
Fazendo eco 12[1]Fazendo eco 12[1]
Fazendo eco 12[1]
Kelvin Oliveira
 
Evolucao
EvolucaoEvolucao
Evolucao
Kelvin Oliveira
 

Mais de Kelvin Oliveira (20)

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
áLcool
áLcooláLcool
áLcool
 
Cigarro
CigarroCigarro
Cigarro
 
Edição 12 site
Edição 12 siteEdição 12 site
Edição 12 site
 
Relatoriomorrodocruzeiro 091215104835-phpapp01
Relatoriomorrodocruzeiro 091215104835-phpapp01Relatoriomorrodocruzeiro 091215104835-phpapp01
Relatoriomorrodocruzeiro 091215104835-phpapp01
 
Qg revista a03n13_us
Qg revista a03n13_usQg revista a03n13_us
Qg revista a03n13_us
 
Proc implant
Proc implantProc implant
Proc implant
 
Présal fernando
Présal fernandoPrésal fernando
Présal fernando
 
Presal
PresalPresal
Presal
 
Ppoint reciclagem-091020144216-phpapp02
Ppoint reciclagem-091020144216-phpapp02Ppoint reciclagem-091020144216-phpapp02
Ppoint reciclagem-091020144216-phpapp02
 
Poloambientalnazonaleste 091013174118-phpapp02
Poloambientalnazonaleste 091013174118-phpapp02Poloambientalnazonaleste 091013174118-phpapp02
Poloambientalnazonaleste 091013174118-phpapp02
 
Polo58
Polo58Polo58
Polo58
 
Palestra dia d
Palestra dia dPalestra dia d
Palestra dia d
 
Olixourbano 100629124536-phpapp01
Olixourbano 100629124536-phpapp01Olixourbano 100629124536-phpapp01
Olixourbano 100629124536-phpapp01
 
Oficina 1-col-sel-solidaria
Oficina 1-col-sel-solidariaOficina 1-col-sel-solidaria
Oficina 1-col-sel-solidaria
 
Manualaterro 090601063505-phpapp01
Manualaterro 090601063505-phpapp01Manualaterro 090601063505-phpapp01
Manualaterro 090601063505-phpapp01
 
Jr n6
Jr n6Jr n6
Jr n6
 
Jfaculdadeufrj ncepgtiaeweb2-0educaoweb2-0final-090720101147-phpapp01
Jfaculdadeufrj ncepgtiaeweb2-0educaoweb2-0final-090720101147-phpapp01Jfaculdadeufrj ncepgtiaeweb2-0educaoweb2-0final-090720101147-phpapp01
Jfaculdadeufrj ncepgtiaeweb2-0educaoweb2-0final-090720101147-phpapp01
 
Fazendo eco 12[1]
Fazendo eco 12[1]Fazendo eco 12[1]
Fazendo eco 12[1]
 
Evolucao
EvolucaoEvolucao
Evolucao
 

Plasticos e-meio-ambiente1819

  • 1. Plásticos e o Meio Ambiente
  • 2. O Estado de São Paulo 19/10/2002
  • 3. 56% *FATO CERCA DE 56% DO LIXO PLÁSTICO É COMPOSTO POR EMBALAGENS USADAS. ¾ DISTO É PROVENIENTE DO USO DOMÉSTICO. DOMÉSTICO
  • 4. 1 MILHÃO POR MINUTO. *FATO O MUNDO CONSOME 1 MILHÃO DE SACOS PLÁSTICOS POR MINUTO, O QUE SIGNIFICA QUASE 1,5 BILHÃO POR DIA E MAIS DE 500 BILHÕES POR ANO. É O RESÍDUO QUE MAIS POLUI AS CIDADES, CAMPOS. PREJUDICA A VIDA ANIMAL, ENTOPE A DRENAGEM URBANA E RIOS, CONTRIBUINDO PARA INUNDAÇÕES. Fonte revista New Scientist 11/09/2004
  • 5. *FATO PRODUZIMOS E USAMOS ATUALMENTE 20 VEZES MAIS PLÁSTICOS QUE HÁ 50 ANOS.
  • 6. 40 QUILOS *FATO CADA FAMÍLIA BRASILEIRA DESCARTA CERCA DE 40 QUILOS DE PLÁSTICOS POR ANO.
  • 7. 80% *FATO MAIS DE 80% DE TODOS OS PLÁSTICOS SÃO USADOS APENAS UMA VEZ E DEPOIS DESCARTADOS.
  • 8. 1 BILHÃO *FATO A CADA MÊS, 1 BILHÃO DE SACOS PLÁSTICOS SÃO DISTRIBUÍDOS PELOS SUPERMERCADOS NO BRASIL.ISTO SIGNIFICA 33 MILHÕES POR DIA E 12 BILHÕES POR ANO. OU 66 SACOS PLÁSTICOS PARA CADA BRASILEIRO POR MÊS.
  • 9. 800 QUILOS *FATO 800 QUILOS DE PLÁSTICOS FORAM ENCONTRADOS NO ESTÔMAGO DE UMA BALEIA MORTA NA NORMANDIA. A CADA ANO MORREM MILHARES DE TARTARUGAS, BALEIAS, FOCAS E PÁSSAROS NAS MESMAS CONDIÇÕES.
  • 10. O Estado de São Paulo 13/04/2004
  • 11. 15% *FATO 15% DOS RESÍDUOS DA COLETA SELETIVA NO BRASIL É COMPOSTO POR PLÁSTICOS. Fonte IBGE dados 2003
  • 12. 2.177.799 TONELADAS POR ANO *FATO 2.177.799 TONELADAS DE RESÍDUOS PLÁSTICOS PÓS CONSUMO FORAM GERADOS NO BRASIL EM 2004. DESTE TOTAL APENAS 359.133 TONELADAS FORAM RECICLADOS. Fonte: IBGE
  • 13. 1.818.666 TON / ANO *FATO 1.818.666 TONELADAS DE RESÍDUOS PLÁSTICOS PÓS CONSUMO VIRARAM LIXO NO BRASIL EM 2004. FORAM PARAR NOS ATERROS, NOS LIXÕES E NO MEIO AMBIENTE
  • 14. 83,5% *FATO SOMENTE 16,5% DOS RESÍDUOS PLÁSTICOS PÓS CONSUMO SÃO RECICLADOS NO BRASIL, OU SEJA, 83,5% DESTES RESÍDUOS NÃO SÃO RECICLADOS. Fonte IBGE dados 2003
  • 15. 6.871 QUILOS POR DIA *FATO 6.871 QUILOS DE RESÍDUOS PLÁSTICOS FORAM COLETADOS NO ESTADO DE SÃO PAULO NO DIA MUNDIAL DE LIMPEZA DE RIOS E PRAIAS. 25/09/2004. Fonte: AMA – The Ocean Concervancy
  • 17. Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias – 2005 …trechos do release final… Por iniciativa da ONG The Ocean Conservancy (USA) o “Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias” é um dos programas internacionais de meio ambiente mais inspiradores e efetivos do mundo, em que voluntários trabalham, unindo grupos que pensam o mesmo através do globo em uma limpeza massiva mundial do meio ambiente natural. Este ano estamos comemorando 20 anos desde o primeiro mutirão, e hoje, mais de um milhão de voluntários em mais de 120 países já participam desta campanha no mundo. ... Eram voluntários de 5 a 73 anos que limparam mais de 15 km de praias. Este ano, além das praias do Guaiúba, Tombo, Astúrias, Pitangueiras, Enseada, Pernambuco e Perequê, incluímos no mutirão a Prainha Branca e Praia Preta, na região conhecida como “Rabo do Dragão”. O vilão em todas elas continua o plástico: são restos de brinquedos, garrafas pet, copos descartáveis, sacos e o que mais chamou a atenção dos voluntários foi a grande quantidade de canudinhos e de tampas de garrafa pet. Os voluntários não sabiam mais como fazer para contá-los! O resultado do plástico no ambiente marinho é sempre o mesmo: um desastre! Ele demora cerca de 100 anos para se decompor e no ambiente marinho, muitas vezes são interpretados pelos animais marinhos como águas-vivas, ovas de peixes e são engolidos por esses animais, só que o plástico não faz parte da dieta deles... Pensando nisso, este ano utilizamos durante a campanha sacos oxi-biodegradáveis doados pela RES Brasil, que são ecologicamente corretos. … No Guarujá, este evento é coordenado pela AMA – Amigos do Meio Ambiente e contou com o apoio da UNAERP – Campus Guarujá, VI Fiberglass Foam, Acquamundo, da Zorovich&Maranhão, da Secretaria de Meio Ambiente de Guarujá, além da Polícia Ambiental e do Corpo de Bombeiros. A nível estadual, contamos com o apoio do Instituto Terra e Mar, NEC e Coca-Cola. Heloisa Prado Pinto Coordenadora do Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias/Guarujá AMA – Amigos do Meio Ambiente amagja@terra.com.br - Tel.: (13)3354-3188 / 9722-9709
  • 18. 60% *FATO MAIS DE 60% DOS RESÍDUOS ENCONTRADOS NAS PRAIAS SÃO PLÁSTICOS.
  • 19. VIRA MORTE DE ANIMAIS *FATO ANIMAIS MORREM SUFOCADOS AO INGERIR EMBALAGENS PLÁSTICAS AOCONFUNDI-LASCOM ALIMENTO.
  • 20. 400 ANOS *FATO PLÁSTICOS PODEM LEVAR MAIS DE 400 ANOS PARA SE DECOMPOR NO MEIO AMBIENTE.
  • 21. 89% *FATO 89% DAS CIDADES BRASILEIRAS NÃO POSSUEM ATERROS SANITÁRIOS ADEQUADOS. 20.000 TONELADAS DE LIXO DOMICILIAR NÃO SÃO COLETADOS NO BRASIL, DISPERSANDO- SE NAS RUAS E ASSOREIAM OS RIOS, LEVADOS PELO VENTO E PELA CHUVA. MAIS DA METADE DAS CIDADES BRASILEIRAS MANTÉM SEUS RESÍDUOS EM LIXÕES A CÉU ABERTO. Fonte PNDA / IBGE
  • 22. MILHARES DE QUILÔMETROS *FATO FOI DESCOBERTA UMA ÁREA DE MILHARES DE QUILOMETROS QUADRADOS NO FUNDO DO OCEANO PACÍFICO, COALHADAS DE LIXO, PRINCIPALMENTE PLÁSTICO. Fonte. Revista New Scientist
  • 23. VIRA LIXO *FATO EMBALAGENS PLÁSTICAS QUANDO NÃO CORRETAMENTE DESCARTADAS, COLETADAS E RECICLADAS VIRAM LIXO.
  • 24. VIRA INUNDAÇÃO *FATO EMBALAGENS PLÁSTICAS JOGADAS NAS RUAS, AVENIDAS E CÓRREGOS, ENTOPEM O SISTEMA DE DRENAGEM PLUVIAL DAS CIDADES.
  • 25. 90% *FATO CERCA DE 90% DAS EMBALAGENS PLÁSTICAS VIRAM LIXO 6 MESES DEPOIS DE COMPRADAS.
  • 26. *FATO SE VOCÊ ALINHAR TODOS OS COPOS PLÁSTICOS DESCARTÁVEIS FABRICADOS EM APENAS UM DIA, ELES FARÃO UM CIRCULO AO REDOR DA TERRA.
  • 27. 50% *FATO MAIS DE 50% DOS RESÍDUOS ENCONTRADOS NO MAR É COMPOSTO DE ALGUMA FORMA DE PLÁSTICO.
  • 28. VIRA PREJUÍZO *FATO AGRAVADAS PELO DESCARTE ERRADO DE EMBALAGENS PLÁSTICAS, AS ENCHENTES CAUSAM TRANSTORNOS E PREJUÍZOS FINANCEIROS À TODOS.
  • 29. *FATO TODOS OS INVESTIMENTOS VISANDO PREVENIR A OCORRÊNCIA DE INUNDAÇÕES SÃO COMPROMETIDOS PELO ACUMULO DE EMBALAGENS PLÁSTICAS DESCARTADAS INCORRETAMENTE.
  • 30. VIRA PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA *FATO O CONTATO HUMANO COM ÁGUA CONTAMINADA DAS ENCHENTES CAUSA DOENÇAS, ENTRE ELAS A LEPTOSPIROSE. POÇAS DE ÁGUA TAMBÉM PODEM SERVIR DE CRIADOURO DO MOSQUITO TRANSMISSOR DA DENGUE.
  • 35. 80% *FATO 80% DO 1 BILHÃO DE SACOLAS DE COMPRAS PRODUZIDAS E DISTRIBUÍDAS POR MÊS, NO BRASIL, VIRAM SACOS PARA LIXO DOMÉSTICO. PODEM SER VISTOS EM TODOS OS LUGARES OU ESTÃO DENTRO DE OUTROS SACOS PARA LIXO.
  • 36. *FATO A CAPACIDADE DOS ATERROS SANITÁRIOS E LIXÕES FICA COMPROMETIDA PELO GRANDE VOLUME DE PLÁSTICOS. OS PLÁSTICOS TAMBÉM CAUSAM A IMPERMEABILIZAÇÃO E INSTABILIDADE DESTAS ÁREAS. FORMAM BOLSÕES DE GAZES E NA MAIORIA DAS VEZES RETARDAM A DEGRADAÇÃO DOS DEMAIS RESÍDUOS.
  • 37. O QUE TODOS PODEM E DEVEM FAZER PARA MUDAR ESTA REALIDADE?
  • 38. > SEPARAR SEUS PRÓPRIOS RESÍDUOS, ENTRE RECICLÁVEIS E NÃO RECICLÁVEIS; > NÃO DESCARTAR QUALQUER TIPO DE RESÍDUO, PLÁSTICO OU NÃO, NO MEIO AMBIENTE; > INCENTIVAR NOVAS GERAÇÕES ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL; > APOIAR E FACILITAR A RECICLAGEM; > REUTILIZAR EMBALAGENS QUANDO POSSÍVEL; > REDUZIR O CONSUMO DE EMBALAGENS; > DAR PREFERÊNCIA AO CONSUMO DE PRODUTOS COM POUCA EMBALAGEM OU QUE UTILIZEM EMBALAGENS 100% DEGRADÁVEIS E RECICLÁVEIS; > COMPRAR EM ESTABELECIMENTOS QUE UTILIZEM PEQUENAS QUANTIDADES DE EMBALAGENS, OU QUE UTILIZEM EMBALAGENS 100% DEGRADÁVEIS E RECICLÁVEIS.
  • 39. *FATO HOJE JÁ É REALIDADE NO MUNDO E TAMBÉM NO BRASIL O USO DE EMBALAGENS PLÁSTICAS COM CONCEITO DE RÁPIDA E TOTAL DEGRADAÇÃO.
  • 40. CAMINHOS… *FATO DESDE 2003, MAIS DE 2.400 TONELADAS DE EMBALAGENS PLÁSTICAS TOTALMENTE DEGRADÁVEIS JÁ FORAM PRODUZIDAS E CONSUMIDAS NO BRASIL.
  • 41. *FATO ESTAS EMBALAGENS DEPOIS DE CORRETAMENTE DESCARTADAS, SERÃO RÁPIDA E NATURALMENTE DEGRADADAS, RESULTANDO EM APENAS ÁGUA, PEQUENA QUANTIDADE DE DIÓXIDO DE CARBONO E BIOMASSA.
  • 42. CAMINHOS SEGUROS… *FATO A OXI-BIODEGRADAÇÃO DESTAS EMBALAGENS NÃO DEIXA NENHUM TIPO DE RESÍDUO NOCIVO AO MEIO AMBIENTE.
  • 43. CAMINHOS RECICLÁVEIS… *FATO EMBALAGENS COM ESTE CONCEITO SÃO RECICLÁVEIS POR PROCESSOS COMUNS, TAIS COMO: MECÂNICA, ENERGÉTICA OU QUÍMICA.
  • 44. *FATO EMBALAGENS COM ESTE CONCEITO SÃO APROVADAS PARA CONTATOS COM ALIMENTOS.
  • 45. *FATO EMBALAGENS COM ESTE CONCEITO ESTÃO SENDO ADOTADOS POR MUITOS NO BRASIL. DENTRE OS QUAIS, BOTICÁRIO, NATURA, INTERNATIONAL PAPER ( CHAMEX ECO ), CEF, PETROBRÁS, IDEC, GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, ENTRE TANTOS OUTROS.
  • 46. *FATO MAIS DE 50 EMPRESAS ESTÃO ATUALMENTE LICENCIADAS PELA RES BRASIL PARA A FABRICAÇÃO DE EMBALAGENS OXI-BIODEGRADÁVEIS, COM TECNOLOGIA D2W .
  • 47. ESTE É O CAMINHO PROPOSTO PELA RES BRASIL PARA CONTRIBUIR DE FORMA SEGURA E DEFINITIVA, PARA A REDUÇÃO DOS PROBLEMAS AMBIENTAIS CAUSADOS PELAS EMBALAGENS PLÁSTICAS QUE NÃO SÃO RECICLADAS OU REAPROVEITADAS.
  • 48. OBRIGADO ! WWW.RESBRASIL.COM.BR RESBRASIL@RESBRASIL.COM.BR (19) 3871 5185