SlideShare uma empresa Scribd logo
DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA PROBLEMAS DETECTADOS NO CONSELHO DE CLASSE DO 1º SEMESTRE DE 2008
DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA I – IDENTIFICAÇÃO ESCOLA: Estadual de Ensino Fundamental Jardim das Pedras PÚBLICO ALVO: Alunos com dificuldades de aprendizagem do Ensino  Fundamental Regular
DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA RESPONSAVÉL: Os Conectados, Equipe Gestora, Professores e Pais DURAÇÃO : 2º Semestre de 2008 ELABORAÇÃO: Os Conectados COLABORADORAS: Silvana de Fátima e Marlene Correia Nakayama  PLANO  PARTICIPATIVO A SER ELABORADO: Equipe Gestora, Professores e Pais.
DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA II – OBJETIVO GERAL Diagnosticar as causas  das problemáticas apresentadas no Conselho de Classe do 1º semestre de 2008 e intervir de forma mais intensa e participativa.
DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA 2.1 – OBJETIVOS ESPECIFICOS Analisar as problemática apresentada no Conselho de Classe, buscando as possíveis causas das mesmas e; Elaborar uma proposta pedagógica para intervir nas turmas que apresentam maiores dificuldades.
DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA III – PRINCIPAIS PROBLEMAS DETECTADOS NO CONSELHO DE CLASSE Alto número de alunos com baixo rendimento escolar nas turmas do 2º ano e  6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Turmas do 8º ano B, com alto índice de desmotivação, desinteresse, falta de comprometimento.
PRINCIPAIS PROBLEMAS DETECTADOS NO CONSELHO DE CLASSE 3 – Turma do 9º ano U, com alto índice de indisciplina( muitas conversas paralelas, desrespeito a fala dos docentes, brincadeiras em sala em horário de aula) dificultando o trabalho do professor. 4. Dificuldades dos professores de 6º ao 9º ano para trabalhar com os alunos com necessidades especiais da turma do 6º ano B.
PRINCIPAIS PROBLEMAS DETECTADOS NO CONSELHO DE CLASSE Suspeita de uso de entorpecentes numa determinada turma do turno vespertino. 6. Adolescentes com sexualidade aflorada e iniciando relacionamentos sexuais muito cedo, sem pudor, refletindo no ambiente escolar. 7.  A maioria das turmas estão descomprometidas com a limpeza e higienização das salas de aula e pátio escolar.
PROBLEMAS QUE SERÃO ANALISADOS  PARTICIPATIVAMENTE   3.1. PROBLEMAS QUE SERÃO ANALISADOS PARA INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Alto número de alunos com baixo rendimento escolar nas turmas do 2º ano e  6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Turmas do 8º ano B, com alto índice de desmotivação, desinteresse, falta de comprometimento. Turma do 9º ano U, com alto índice de indisciplina( muitas conversas paralelas, desrespeito a fala dos docentes,brincadeiras em sala em horário de aula) dificultando o trabalho do professor. 4. Dificuldades dos professores de 6º ao 9º ano para trabalhar com os alunos com necessidades especiais da turma do 6º ano B.
ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS IV – ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS 4.1. TÉCNICA DO GRUPO NOMINAL – TGN O grupo após estarem ciente da problemática e qual o objetivo do diagnóstico e do plano de intervenção, participarão de uma técnica de abordagem para diagnosticar as causas dos problemas detectados no Conselho Escolar tendo como norte os seguintes questionamentos: Quais as principais causas/fatores específico para ocorrência dos problemas 1,2 , 3 e 4. Dentro da seguinte dimensões causadoras família/aluno, Método de trabalho,  Meio ambiente/estrutura da escola, Professores e equipe gestora, material didático e contexto social.
ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS Após  o levantamento do questionamento todos indivíduos receberão uma tarja de papel, os quais escreveram suas idéias a respeito do mesmo, ao final de 10 a 15 minutos de produção individual, as idéias são listadas em conjunto de forma anônima. Tendo a listagem, o grupo analisa cada item levantado , para clarificar o seu significado. Então e apenas então , as idéias serão discutidas e avaliadas pelo grupo.   O passo seguinte é discutir em grupo o consenso da colocação  e colocar em ordem de importância as causas de acordo com o número de pontos recebidos , e decidir sobre que atitudes tomar, diante da clareza das causas do problemas apresentados.
ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS 4.2. TÉCNICA BÁSICA PARA O PLANEJAMENTO PRELIMINAR E MONITORAMENTO DE TODA A GESTÃO A mesma engloba seis perguntas básicas:  O que será feito?(ações necessárias) Quem fará o quê? (refere-se aos responsáveis pelo planejamento, execução, avaliação, gerenciamento, fornecimento de materiais. Consiste, portanto, na identificação dos atores principais do projeto em todos os seus momentos.
ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS 3. Quando será feito o quê, por quem( determina os prazos de planejamento, execução, avaliação, realizações da tarefas). 4. Onde será feito o quê, por quem e quando( local, espaço físico ou ambiente para realização das diversas tarefas propostas.)
ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS 5. Por que será feito o quê, por quem, quando, e onde( nomeia indicativos de necessidades das ações em forma de objetivos) 6. Como será feito o quê, por quem, quando e onde ( refere-se aos métodos , técnicas e procedimentos a serem adotados.
APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO Cada indivíduo do grupo receberá 5 folha de ofícios em branco, onde serão respondidas cinco perguntas ( o que, quem , quando, onde e quando). Haverá na parece estas mesmas perguntas em formatos grandes, e após 10 á 20 minutos os participantes serão convidados a colocar suas idéias, em seguida seguiremos a mesma estratégia da dinâmica anterior, ao ser exposto todas as idéias entraremos no consenso para ver se as questões são viáveis e como serão aplicadas. Após o término sairemos com o processo decisório da problemática .
Avaliação do Plano Participativo Após as ações definidas, será feito um plano de trabalho por cada responsáveis de determinadas ações, devendo constar público alvo, responsável pela execução da atividade, responsável para oferecer suporte, duração,  quais atividades serão desenvolvidas, qual é a essência da atividade, qual o produto ou serviço final esperado, quais são os insumos indispensáveis, quais os objetivos e metas, quais são os recursos necessários e avaliação do plano.
Avaliação do Plano Participativo A avaliação dos planos serão feitos na reunião de final de bimestre, logo no Conselho de Classe.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Seja a diferença mensagem
Seja a diferença mensagemSeja a diferença mensagem
Seja a diferença mensagem
josihy
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
renatalguterres
 
A intervenção pedagógica
A intervenção pedagógicaA intervenção pedagógica
A intervenção pedagógica
formacaodecoordenadores
 
Termo de suspensão escolas
Termo de suspensão   escolasTermo de suspensão   escolas
Termo de suspensão escolas
Maria Sandra
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
mtolentino1507
 
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
ssuser6c03a6
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Cirlei Santos
 
Inclusão escolar o planejamento das aulas tem de prever atividades para todo...
Inclusão escolar  o planejamento das aulas tem de prever atividades para todo...Inclusão escolar  o planejamento das aulas tem de prever atividades para todo...
Inclusão escolar o planejamento das aulas tem de prever atividades para todo...
SimoneHelenDrumond
 
Portfólio pronto
Portfólio prontoPortfólio pronto
Portfólio pronto
familiaestagio
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
pdescola
 
Encontro pedagógico
Encontro pedagógicoEncontro pedagógico
Encontro pedagógico
Magda Marques
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
Nailson Rocha
 
Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
Aline Correia Pereira
 
Plano de Ação Pedagogo
Plano de Ação PedagogoPlano de Ação Pedagogo
Plano de Ação Pedagogo
CÉSAR TAVARES
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
Apresentação 2 planejamento
Apresentação 2   planejamentoApresentação 2   planejamento
Apresentação 2 planejamento
Lídia Lourinho
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
heliane
 
Pauta
PautaPauta
Por ti.... por nós...uma escola limpa...
Por ti.... por nós...uma escola limpa...Por ti.... por nós...uma escola limpa...
Por ti.... por nós...uma escola limpa...
aliceb.formacao
 
Projeto dia da cidade
Projeto dia da cidadeProjeto dia da cidade
Projeto dia da cidade
Marcio Moura
 

Mais procurados (20)

Seja a diferença mensagem
Seja a diferença mensagemSeja a diferença mensagem
Seja a diferença mensagem
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
 
A intervenção pedagógica
A intervenção pedagógicaA intervenção pedagógica
A intervenção pedagógica
 
Termo de suspensão escolas
Termo de suspensão   escolasTermo de suspensão   escolas
Termo de suspensão escolas
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
Inclusão escolar o planejamento das aulas tem de prever atividades para todo...
Inclusão escolar  o planejamento das aulas tem de prever atividades para todo...Inclusão escolar  o planejamento das aulas tem de prever atividades para todo...
Inclusão escolar o planejamento das aulas tem de prever atividades para todo...
 
Portfólio pronto
Portfólio prontoPortfólio pronto
Portfólio pronto
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
 
Encontro pedagógico
Encontro pedagógicoEncontro pedagógico
Encontro pedagógico
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
 
Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
 
Plano de Ação Pedagogo
Plano de Ação PedagogoPlano de Ação Pedagogo
Plano de Ação Pedagogo
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
 
Apresentação 2 planejamento
Apresentação 2   planejamentoApresentação 2   planejamento
Apresentação 2 planejamento
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
 
Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Por ti.... por nós...uma escola limpa...
Por ti.... por nós...uma escola limpa...Por ti.... por nós...uma escola limpa...
Por ti.... por nós...uma escola limpa...
 
Projeto dia da cidade
Projeto dia da cidadeProjeto dia da cidade
Projeto dia da cidade
 

Destaque

143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
Selma Coimbra
 
Plano intervenção
Plano intervençãoPlano intervenção
Plano intervenção
josihy
 
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Justiniano Fonseca
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
moniquests
 
Planejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fundPlanejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fund
Atividades Diversas Cláudia
 
Resultados das avaliações externas
Resultados das avaliações externasResultados das avaliações externas
Resultados das avaliações externas
EM Higino Guerra
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
Marcio Cunha
 
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Debora_Marques
 
PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLA CORNÉLIA 2014-2015
PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLA CORNÉLIA 2014-2015PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLA CORNÉLIA 2014-2015
PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLA CORNÉLIA 2014-2015
Antônio Fernandes
 
Orientações para o projeto de intervenção
Orientações para o projeto de intervençãoOrientações para o projeto de intervenção
Orientações para o projeto de intervenção
Lidiane Lima
 
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
bernadetefischerkrauze
 
Pedagógico - Proposta de Intervenção Pedagógica - SEDUC/VHA/RO
Pedagógico - Proposta de Intervenção Pedagógica - SEDUC/VHA/ROPedagógico - Proposta de Intervenção Pedagógica - SEDUC/VHA/RO
Pedagógico - Proposta de Intervenção Pedagógica - SEDUC/VHA/RO
COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO VILHENA
 
Ficha de conselho de classe
Ficha de conselho de classeFicha de conselho de classe
Ficha de conselho de classe
SimoneHelenDrumond
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
straraposa
 
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
Plano de ação pedagógica 2009   anandreiaPlano de ação pedagógica 2009   anandreia
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO VILHENA
 
Plano de ação - Modelo
Plano de ação - ModeloPlano de ação - Modelo
Plano de ação - Modelo
Daniel Santos
 
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Eunice Mendes de Oliveira
 
Dona Licinha conto1
Dona Licinha    conto1Dona Licinha    conto1
Dona Licinha conto1
Eunice Mendes de Oliveira
 
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   cAtividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
Eunice Mendes de Oliveira
 
Falarcomdeu sco
Falarcomdeu scoFalarcomdeu sco
Falarcomdeu sco
Eunice Mendes de Oliveira
 

Destaque (20)

143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
 
Plano intervenção
Plano intervençãoPlano intervenção
Plano intervenção
 
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
 
Planejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fundPlanejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fund
 
Resultados das avaliações externas
Resultados das avaliações externasResultados das avaliações externas
Resultados das avaliações externas
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
 
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
 
PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLA CORNÉLIA 2014-2015
PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLA CORNÉLIA 2014-2015PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLA CORNÉLIA 2014-2015
PROPOSTA PEDAGÓGICA ESCOLA CORNÉLIA 2014-2015
 
Orientações para o projeto de intervenção
Orientações para o projeto de intervençãoOrientações para o projeto de intervenção
Orientações para o projeto de intervenção
 
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
 
Pedagógico - Proposta de Intervenção Pedagógica - SEDUC/VHA/RO
Pedagógico - Proposta de Intervenção Pedagógica - SEDUC/VHA/ROPedagógico - Proposta de Intervenção Pedagógica - SEDUC/VHA/RO
Pedagógico - Proposta de Intervenção Pedagógica - SEDUC/VHA/RO
 
Ficha de conselho de classe
Ficha de conselho de classeFicha de conselho de classe
Ficha de conselho de classe
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
 
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
Plano de ação pedagógica 2009   anandreiaPlano de ação pedagógica 2009   anandreia
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
 
Plano de ação - Modelo
Plano de ação - ModeloPlano de ação - Modelo
Plano de ação - Modelo
 
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
 
Dona Licinha conto1
Dona Licinha    conto1Dona Licinha    conto1
Dona Licinha conto1
 
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   cAtividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
 
Falarcomdeu sco
Falarcomdeu scoFalarcomdeu sco
Falarcomdeu sco
 

Semelhante a Plano Participativo De Intervenção

Projeto Aprender e Ensinar - Gráficos e Tabelas
Projeto  Aprender e Ensinar  - Gráficos e TabelasProjeto  Aprender e Ensinar  - Gráficos e Tabelas
Projeto Aprender e Ensinar - Gráficos e Tabelas
CristhianeGuimaraes
 
Seminario Integrado - pensando e criando
Seminario Integrado - pensando e criandoSeminario Integrado - pensando e criando
Seminario Integrado - pensando e criando
Escola Augusto Ruschi
 
PROJETO MATEMÁTICA NA ALIMENTAÇÃO
PROJETO MATEMÁTICA NA ALIMENTAÇÃO PROJETO MATEMÁTICA NA ALIMENTAÇÃO
PROJETO MATEMÁTICA NA ALIMENTAÇÃO
guest998dab
 
Conexões matemáticas situações problema
Conexões matemáticas   situações problemaConexões matemáticas   situações problema
Conexões matemáticas situações problema
Aprender com prazer
 
Projeto lixo
Projeto lixoProjeto lixo
Projeto lixo
Valeria Ferreira
 
Área de Projecto
Área de ProjectoÁrea de Projecto
Área de Projecto
ariomc
 
Reunião pedagógica 05 05 2014
Reunião pedagógica 05 05 2014Reunião pedagógica 05 05 2014
Reunião pedagógica 05 05 2014
Wilson Barbieri
 
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental - Ivete Mantovani
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental - Ivete MantovaniDiretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental - Ivete Mantovani
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental - Ivete Mantovani
IveteMantovani
 
Mini curso
Mini cursoMini curso
Mini curso
pibidmarilia
 
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckmanDiretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Jesus Borges
 
Pedagogia crítico social dos conteúdos
Pedagogia crítico social dos conteúdosPedagogia crítico social dos conteúdos
Pedagogia crítico social dos conteúdos
Delziene Jesus
 
Semana pedagógica em itabaianinha grupo rubem alves
Semana pedagógica em itabaianinha grupo rubem alvesSemana pedagógica em itabaianinha grupo rubem alves
Semana pedagógica em itabaianinha grupo rubem alves
SMEdeItabaianinha
 
AEE_Apresentacao_ACR_2010_completa.ppt
AEE_Apresentacao_ACR_2010_completa.pptAEE_Apresentacao_ACR_2010_completa.ppt
AEE_Apresentacao_ACR_2010_completa.ppt
ssuser30948b
 
Oficina_Recomposição_PE (1) - Mata Norte.pptx
Oficina_Recomposição_PE (1) - Mata Norte.pptxOficina_Recomposição_PE (1) - Mata Norte.pptx
Oficina_Recomposição_PE (1) - Mata Norte.pptx
ssuserfe1df6
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
unieubra
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
ricardoeval
 
Iv cnijma passo a passo na escola
Iv cnijma passo a passo na escolaIv cnijma passo a passo na escola
Iv cnijma passo a passo na escola
Ana Paula Souza
 
Construcao curricular democrática
Construcao curricular democráticaConstrucao curricular democrática
Construcao curricular democrática
Julci Rocha
 
Roteiro de visita as escolas parte b entregue 24fev (1)
Roteiro de visita as escolas parte b   entregue 24fev (1)Roteiro de visita as escolas parte b   entregue 24fev (1)
Roteiro de visita as escolas parte b entregue 24fev (1)
Telis Lira
 
Atps a2 2015_2_ped6_projeto_extensao_comunidade
Atps a2 2015_2_ped6_projeto_extensao_comunidadeAtps a2 2015_2_ped6_projeto_extensao_comunidade
Atps a2 2015_2_ped6_projeto_extensao_comunidade
Débora Brichi
 

Semelhante a Plano Participativo De Intervenção (20)

Projeto Aprender e Ensinar - Gráficos e Tabelas
Projeto  Aprender e Ensinar  - Gráficos e TabelasProjeto  Aprender e Ensinar  - Gráficos e Tabelas
Projeto Aprender e Ensinar - Gráficos e Tabelas
 
Seminario Integrado - pensando e criando
Seminario Integrado - pensando e criandoSeminario Integrado - pensando e criando
Seminario Integrado - pensando e criando
 
PROJETO MATEMÁTICA NA ALIMENTAÇÃO
PROJETO MATEMÁTICA NA ALIMENTAÇÃO PROJETO MATEMÁTICA NA ALIMENTAÇÃO
PROJETO MATEMÁTICA NA ALIMENTAÇÃO
 
Conexões matemáticas situações problema
Conexões matemáticas   situações problemaConexões matemáticas   situações problema
Conexões matemáticas situações problema
 
Projeto lixo
Projeto lixoProjeto lixo
Projeto lixo
 
Área de Projecto
Área de ProjectoÁrea de Projecto
Área de Projecto
 
Reunião pedagógica 05 05 2014
Reunião pedagógica 05 05 2014Reunião pedagógica 05 05 2014
Reunião pedagógica 05 05 2014
 
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental - Ivete Mantovani
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental - Ivete MantovaniDiretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental - Ivete Mantovani
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental - Ivete Mantovani
 
Mini curso
Mini cursoMini curso
Mini curso
 
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckmanDiretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
 
Pedagogia crítico social dos conteúdos
Pedagogia crítico social dos conteúdosPedagogia crítico social dos conteúdos
Pedagogia crítico social dos conteúdos
 
Semana pedagógica em itabaianinha grupo rubem alves
Semana pedagógica em itabaianinha grupo rubem alvesSemana pedagógica em itabaianinha grupo rubem alves
Semana pedagógica em itabaianinha grupo rubem alves
 
AEE_Apresentacao_ACR_2010_completa.ppt
AEE_Apresentacao_ACR_2010_completa.pptAEE_Apresentacao_ACR_2010_completa.ppt
AEE_Apresentacao_ACR_2010_completa.ppt
 
Oficina_Recomposição_PE (1) - Mata Norte.pptx
Oficina_Recomposição_PE (1) - Mata Norte.pptxOficina_Recomposição_PE (1) - Mata Norte.pptx
Oficina_Recomposição_PE (1) - Mata Norte.pptx
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
 
Iv cnijma passo a passo na escola
Iv cnijma passo a passo na escolaIv cnijma passo a passo na escola
Iv cnijma passo a passo na escola
 
Construcao curricular democrática
Construcao curricular democráticaConstrucao curricular democrática
Construcao curricular democrática
 
Roteiro de visita as escolas parte b entregue 24fev (1)
Roteiro de visita as escolas parte b   entregue 24fev (1)Roteiro de visita as escolas parte b   entregue 24fev (1)
Roteiro de visita as escolas parte b entregue 24fev (1)
 
Atps a2 2015_2_ped6_projeto_extensao_comunidade
Atps a2 2015_2_ped6_projeto_extensao_comunidadeAtps a2 2015_2_ped6_projeto_extensao_comunidade
Atps a2 2015_2_ped6_projeto_extensao_comunidade
 

Último

O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

Plano Participativo De Intervenção

  • 1. DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA PROBLEMAS DETECTADOS NO CONSELHO DE CLASSE DO 1º SEMESTRE DE 2008
  • 2. DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA I – IDENTIFICAÇÃO ESCOLA: Estadual de Ensino Fundamental Jardim das Pedras PÚBLICO ALVO: Alunos com dificuldades de aprendizagem do Ensino Fundamental Regular
  • 3. DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA RESPONSAVÉL: Os Conectados, Equipe Gestora, Professores e Pais DURAÇÃO : 2º Semestre de 2008 ELABORAÇÃO: Os Conectados COLABORADORAS: Silvana de Fátima e Marlene Correia Nakayama PLANO PARTICIPATIVO A SER ELABORADO: Equipe Gestora, Professores e Pais.
  • 4. DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA II – OBJETIVO GERAL Diagnosticar as causas das problemáticas apresentadas no Conselho de Classe do 1º semestre de 2008 e intervir de forma mais intensa e participativa.
  • 5. DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA 2.1 – OBJETIVOS ESPECIFICOS Analisar as problemática apresentada no Conselho de Classe, buscando as possíveis causas das mesmas e; Elaborar uma proposta pedagógica para intervir nas turmas que apresentam maiores dificuldades.
  • 6. DIAGNÓSTICO E PLANO PARTICIPATIVO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA III – PRINCIPAIS PROBLEMAS DETECTADOS NO CONSELHO DE CLASSE Alto número de alunos com baixo rendimento escolar nas turmas do 2º ano e 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Turmas do 8º ano B, com alto índice de desmotivação, desinteresse, falta de comprometimento.
  • 7. PRINCIPAIS PROBLEMAS DETECTADOS NO CONSELHO DE CLASSE 3 – Turma do 9º ano U, com alto índice de indisciplina( muitas conversas paralelas, desrespeito a fala dos docentes, brincadeiras em sala em horário de aula) dificultando o trabalho do professor. 4. Dificuldades dos professores de 6º ao 9º ano para trabalhar com os alunos com necessidades especiais da turma do 6º ano B.
  • 8. PRINCIPAIS PROBLEMAS DETECTADOS NO CONSELHO DE CLASSE Suspeita de uso de entorpecentes numa determinada turma do turno vespertino. 6. Adolescentes com sexualidade aflorada e iniciando relacionamentos sexuais muito cedo, sem pudor, refletindo no ambiente escolar. 7. A maioria das turmas estão descomprometidas com a limpeza e higienização das salas de aula e pátio escolar.
  • 9. PROBLEMAS QUE SERÃO ANALISADOS PARTICIPATIVAMENTE 3.1. PROBLEMAS QUE SERÃO ANALISADOS PARA INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Alto número de alunos com baixo rendimento escolar nas turmas do 2º ano e 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Turmas do 8º ano B, com alto índice de desmotivação, desinteresse, falta de comprometimento. Turma do 9º ano U, com alto índice de indisciplina( muitas conversas paralelas, desrespeito a fala dos docentes,brincadeiras em sala em horário de aula) dificultando o trabalho do professor. 4. Dificuldades dos professores de 6º ao 9º ano para trabalhar com os alunos com necessidades especiais da turma do 6º ano B.
  • 10. ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS IV – ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS 4.1. TÉCNICA DO GRUPO NOMINAL – TGN O grupo após estarem ciente da problemática e qual o objetivo do diagnóstico e do plano de intervenção, participarão de uma técnica de abordagem para diagnosticar as causas dos problemas detectados no Conselho Escolar tendo como norte os seguintes questionamentos: Quais as principais causas/fatores específico para ocorrência dos problemas 1,2 , 3 e 4. Dentro da seguinte dimensões causadoras família/aluno, Método de trabalho, Meio ambiente/estrutura da escola, Professores e equipe gestora, material didático e contexto social.
  • 11. ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS Após o levantamento do questionamento todos indivíduos receberão uma tarja de papel, os quais escreveram suas idéias a respeito do mesmo, ao final de 10 a 15 minutos de produção individual, as idéias são listadas em conjunto de forma anônima. Tendo a listagem, o grupo analisa cada item levantado , para clarificar o seu significado. Então e apenas então , as idéias serão discutidas e avaliadas pelo grupo. O passo seguinte é discutir em grupo o consenso da colocação e colocar em ordem de importância as causas de acordo com o número de pontos recebidos , e decidir sobre que atitudes tomar, diante da clareza das causas do problemas apresentados.
  • 12. ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS 4.2. TÉCNICA BÁSICA PARA O PLANEJAMENTO PRELIMINAR E MONITORAMENTO DE TODA A GESTÃO A mesma engloba seis perguntas básicas: O que será feito?(ações necessárias) Quem fará o quê? (refere-se aos responsáveis pelo planejamento, execução, avaliação, gerenciamento, fornecimento de materiais. Consiste, portanto, na identificação dos atores principais do projeto em todos os seus momentos.
  • 13. ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS 3. Quando será feito o quê, por quem( determina os prazos de planejamento, execução, avaliação, realizações da tarefas). 4. Onde será feito o quê, por quem e quando( local, espaço físico ou ambiente para realização das diversas tarefas propostas.)
  • 14. ABORDAGEM PARA A SOLUÇÃO PARTICIPATIVO DE PROBLEMAS 5. Por que será feito o quê, por quem, quando, e onde( nomeia indicativos de necessidades das ações em forma de objetivos) 6. Como será feito o quê, por quem, quando e onde ( refere-se aos métodos , técnicas e procedimentos a serem adotados.
  • 15. APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO Cada indivíduo do grupo receberá 5 folha de ofícios em branco, onde serão respondidas cinco perguntas ( o que, quem , quando, onde e quando). Haverá na parece estas mesmas perguntas em formatos grandes, e após 10 á 20 minutos os participantes serão convidados a colocar suas idéias, em seguida seguiremos a mesma estratégia da dinâmica anterior, ao ser exposto todas as idéias entraremos no consenso para ver se as questões são viáveis e como serão aplicadas. Após o término sairemos com o processo decisório da problemática .
  • 16. Avaliação do Plano Participativo Após as ações definidas, será feito um plano de trabalho por cada responsáveis de determinadas ações, devendo constar público alvo, responsável pela execução da atividade, responsável para oferecer suporte, duração, quais atividades serão desenvolvidas, qual é a essência da atividade, qual o produto ou serviço final esperado, quais são os insumos indispensáveis, quais os objetivos e metas, quais são os recursos necessários e avaliação do plano.
  • 17. Avaliação do Plano Participativo A avaliação dos planos serão feitos na reunião de final de bimestre, logo no Conselho de Classe.