SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Secundária com 2º e 3º Ciclos Prof. Reynaldo dos Santos
Ano Lectivo: 2010/2011
PLANO DE AULA ASSISTIDA
Disciplina: Filosofia

Turma: 10º C

Data: 16/05/2011

Prof. Isabel Duarte

Contextualização:
Unidade: 3.3. A Dimensão Religiosa: análise e compreensão da experiência religiosa
Subunidade: 3.3.3. Religião, razão e fé: tarefas e desafios da tolerância

Conceitos: Deus teísta, teísmo, argumento a priori, argumento a posteriori,
argumento analógico, desígnio.
Objectivos;
Conhecer a noção de teísmo
Dominar a noção de argumento a priori
Dominar a noção de argumento a posteriori
Colocar o argumento do desígnio na forma padrão
Compreender e avaliar o argumento teleológico ou do desígnio de William Paley

	
  

Sala: B1

Horário: 8:25 - 9.55

Sumário:
1) Leitura e análise do texto
de William Paley.
2) Explicitação do argumento
teleológico ou do desígnio.
3) Objecções.

Calendarização:
1) 30 minutos
2) 30 minutos
3) 30 minutos
Avaliação:
Registos da observação
directa da participação
e
desempenho
nas
actividades propostas.

1	
  
Metodologias/	
  Situações	
  de	
  Aprendizagem
Método
1 – Expositivo-dialógico. (teórico/prático)
Levantamento de questões aos discentes a nível individual no decorrer da aula.
1º Momento:
Leitura e análise do texto de William Paley.
2º Momento:
Explicação do argumento teleológico ou do desígnio.
O argumento de Paley compara - estabelece uma analogia – entre um relógio e as
coisas e seres vivos do universo para concluir que se, devido a certas
características, o primeiro tem um criador inteligente – o relojoeiro humano, então o
universo devido a características semelhantes, e ao facto de ser um organismo mais
complexo, também foi obra de um ser com capacidades proporcionais à sua obra – o
relojoeiro divino, (Deus).

Conteúdos

Recursos

Argumento a posteriori a
favor da existência de Deus:
teológico do desígnio de Paley.
Objecções de Hume.

Textos de apoio:
1) O Argumento do
Desígnio de William
Paley
2) As Críticas de Hume
3) Vídeo – TPC
Quadro e giz
Computador com
internet e sistema de
som
Vídeo

3º Momento:
Objecções de Hume ao argumento do desígnio: 1) a analogia entre os artefactos e o
universo é muito fraca, uma vez que não podemos estabelecer uma analogia forte
entre a criação de um objecto e a criação do universo – a conclusão tem poucas
probabilidades de ser verdadeira; 2) a analogia não demonstra a existência de uma
única divindade, pois um artefacto pode ser produto do trabalho colectivo; e 3) tem
de se admitir todas as hipóteses imagináveis para explicar o mundo, desde uma
divindade infantil a um deus senil passando por uma divindade inferior e subalterna.
4º Momento:
Visionamento da apresentação elaborada no Prezi: audição e visualização do vídeo

	
  

2	
  
“The Big Question” de Richard Dawkins.

Tarefa
de Consolidação (extra-aula):	
   Guião de Visionamento – THE BIG
QUESTION (A Grande Questão) de Richard Dawkins – Part I
http://www.youtube.com/watch?v=n6daCxCz9aY	
  

Observações:
Um Plano de Aula não implica necessariamente o seu
cumprimento rígido. O cenário de aula exige uma
permanente atitude reflexiva do docente para recriar e
redirecionar acções sempre que novos interesses e
necessidades imprevistas surgirem.
	
  

	
  
Entregue em: 11/05/2011
O/A Avaliado/a

	
  

Recebido em: ____/____/____
O/A Avaliador/a

3	
  

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia 10ºano 1ºperiodo (resumos)
Filosofia 10ºano 1ºperiodo (resumos)Filosofia 10ºano 1ºperiodo (resumos)
Filosofia 10ºano 1ºperiodo (resumos)
Mariana Monteiro
 
Hume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimentoHume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimento
Isabel Moura
 
Amor é fogo que arde
Amor é fogo que ardeAmor é fogo que arde
Amor é fogo que arde
Helena Coutinho
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
j_sdias
 
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
 ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA... ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
AMLDRP
 
Teste de História 10ºano - Grécia Antiga
Teste de História 10ºano - Grécia AntigaTeste de História 10ºano - Grécia Antiga
Teste de História 10ºano - Grécia Antiga
Zé Mário
 
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
InesTeixeiraDuarte
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Susana Sobrenome
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
Ilda Bicacro
 
Teoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de DescartesTeoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de Descartes
Elisabete Silva
 
Complemento oblíquo
Complemento oblíquoComplemento oblíquo
Complemento oblíquo
Celina Medeiros
 
Frei luís de sousa
Frei luís de sousaFrei luís de sousa
Frei luís de sousa
Margarida Rodrigues
 
teste-3-10f-gv-farsa-de-ines-pereira.docx
teste-3-10f-gv-farsa-de-ines-pereira.docxteste-3-10f-gv-farsa-de-ines-pereira.docx
teste-3-10f-gv-farsa-de-ines-pereira.docx
IsabelVieira2093
 
Filosofia 10. ano
Filosofia   10. anoFilosofia   10. ano
Filosofia 10. ano
Claudia Martinho
 
Teste Português Anne Frank (8ºano)
Teste Português Anne Frank (8ºano)Teste Português Anne Frank (8ºano)
Teste Português Anne Frank (8ºano)
Ana Rodrigues Parreira
 
Pedro alecrim resumos.
Pedro alecrim   resumos.Pedro alecrim   resumos.
Pedro alecrim resumos.
manuela016
 
Deíticos
DeíticosDeíticos
Deíticos
BiblioAlba
 
DESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANODESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANO
Beatriz Cruz
 
Determinismo, libertismo e determinismo moderado
Determinismo, libertismo e determinismo moderadoDeterminismo, libertismo e determinismo moderado
Determinismo, libertismo e determinismo moderado
António Daniel
 
08 marcacao testes
08 marcacao testes08 marcacao testes
08 marcacao testes
Ricardo Gouveia
 

Mais procurados (20)

Filosofia 10ºano 1ºperiodo (resumos)
Filosofia 10ºano 1ºperiodo (resumos)Filosofia 10ºano 1ºperiodo (resumos)
Filosofia 10ºano 1ºperiodo (resumos)
 
Hume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimentoHume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimento
 
Amor é fogo que arde
Amor é fogo que ardeAmor é fogo que arde
Amor é fogo que arde
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
 
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
 ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA... ENSAIO FILOSÓFICO  - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
ENSAIO FILOSÓFICO - SERÁ QUE OS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO DIGNOS DE CONSIDERA...
 
Teste de História 10ºano - Grécia Antiga
Teste de História 10ºano - Grécia AntigaTeste de História 10ºano - Grécia Antiga
Teste de História 10ºano - Grécia Antiga
 
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
 
Teoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de DescartesTeoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de Descartes
 
Complemento oblíquo
Complemento oblíquoComplemento oblíquo
Complemento oblíquo
 
Frei luís de sousa
Frei luís de sousaFrei luís de sousa
Frei luís de sousa
 
teste-3-10f-gv-farsa-de-ines-pereira.docx
teste-3-10f-gv-farsa-de-ines-pereira.docxteste-3-10f-gv-farsa-de-ines-pereira.docx
teste-3-10f-gv-farsa-de-ines-pereira.docx
 
Filosofia 10. ano
Filosofia   10. anoFilosofia   10. ano
Filosofia 10. ano
 
Teste Português Anne Frank (8ºano)
Teste Português Anne Frank (8ºano)Teste Português Anne Frank (8ºano)
Teste Português Anne Frank (8ºano)
 
Pedro alecrim resumos.
Pedro alecrim   resumos.Pedro alecrim   resumos.
Pedro alecrim resumos.
 
Deíticos
DeíticosDeíticos
Deíticos
 
DESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANODESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANO
 
Determinismo, libertismo e determinismo moderado
Determinismo, libertismo e determinismo moderadoDeterminismo, libertismo e determinismo moderado
Determinismo, libertismo e determinismo moderado
 
08 marcacao testes
08 marcacao testes08 marcacao testes
08 marcacao testes
 

Destaque

Plano de aula e plano de ensino filosofia
Plano de aula e plano de ensino filosofiaPlano de aula e plano de ensino filosofia
Plano de aula e plano de ensino filosofia
greghouse48
 
LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 4 ANO
LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 4 ANOLISTA DE MATERIAL ESCOLAR 4 ANO
LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 4 ANO
QUEDMA SILVA
 
Bondade
BondadeBondade
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBDPLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
Ednaldo Santos de Jesus
 
Plano de curso filosofia-1ºano
Plano de curso filosofia-1ºanoPlano de curso filosofia-1ºano
Plano de curso filosofia-1ºano
Mary Alvarenga
 
Plano de ensino filisofia
Plano de ensino filisofiaPlano de ensino filisofia
Plano de ensino filisofia
Atividades Diversas Cláudia
 
Materiais pedagogicos adaptados
Materiais pedagogicos adaptadosMateriais pedagogicos adaptados
Materiais pedagogicos adaptados
Jucemar Formigoni Candido
 
Projeto Político Pedagógico da Escola Municipal Joaquim Teixeira Camargos
Projeto Político Pedagógico da Escola Municipal Joaquim Teixeira CamargosProjeto Político Pedagógico da Escola Municipal Joaquim Teixeira Camargos
Projeto Político Pedagógico da Escola Municipal Joaquim Teixeira Camargos
Paula Tannus
 
Planejamento anual da 6ª série
Planejamento anual da 6ª sériePlanejamento anual da 6ª série
Planejamento anual da 6ª série
Augusto Cezar Holanda
 
Planos bimestrais 6º ao 9º educação física
Planos bimestrais  6º ao 9º educação físicaPlanos bimestrais  6º ao 9º educação física
Sugestão de atividades língua portuguesa
Sugestão de atividades   língua portuguesaSugestão de atividades   língua portuguesa
Sugestão de atividades língua portuguesa
josivaldopassos
 
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicasDinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Vinicius O Resiliente
 

Destaque (12)

Plano de aula e plano de ensino filosofia
Plano de aula e plano de ensino filosofiaPlano de aula e plano de ensino filosofia
Plano de aula e plano de ensino filosofia
 
LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 4 ANO
LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 4 ANOLISTA DE MATERIAL ESCOLAR 4 ANO
LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 4 ANO
 
Bondade
BondadeBondade
Bondade
 
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBDPLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
 
Plano de curso filosofia-1ºano
Plano de curso filosofia-1ºanoPlano de curso filosofia-1ºano
Plano de curso filosofia-1ºano
 
Plano de ensino filisofia
Plano de ensino filisofiaPlano de ensino filisofia
Plano de ensino filisofia
 
Materiais pedagogicos adaptados
Materiais pedagogicos adaptadosMateriais pedagogicos adaptados
Materiais pedagogicos adaptados
 
Projeto Político Pedagógico da Escola Municipal Joaquim Teixeira Camargos
Projeto Político Pedagógico da Escola Municipal Joaquim Teixeira CamargosProjeto Político Pedagógico da Escola Municipal Joaquim Teixeira Camargos
Projeto Político Pedagógico da Escola Municipal Joaquim Teixeira Camargos
 
Planejamento anual da 6ª série
Planejamento anual da 6ª sériePlanejamento anual da 6ª série
Planejamento anual da 6ª série
 
Planos bimestrais 6º ao 9º educação física
Planos bimestrais  6º ao 9º educação físicaPlanos bimestrais  6º ao 9º educação física
Planos bimestrais 6º ao 9º educação física
 
Sugestão de atividades língua portuguesa
Sugestão de atividades   língua portuguesaSugestão de atividades   língua portuguesa
Sugestão de atividades língua portuguesa
 
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicasDinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
 

Semelhante a Plano de-aula-assistida-10c2ba-c-filosofia-16-maio-de-2011

Plano_aula_assistida_10_Fil
Plano_aula_assistida_10_FilPlano_aula_assistida_10_Fil
Plano_aula_assistida_10_Fil
Isabel Moura
 
Plano_aula_assistida_area_integracao
Plano_aula_assistida_area_integracaoPlano_aula_assistida_area_integracao
Plano_aula_assistida_area_integracao
Isabel Moura
 
Argumento a favor da Existência de Deus
Argumento a favor da Existência de DeusArgumento a favor da Existência de Deus
Argumento a favor da Existência de Deus
Universidade Católica Portuguesa
 
Desilusão de dawkins miguel soares de albergaria
Desilusão de dawkins   miguel soares de albergariaDesilusão de dawkins   miguel soares de albergaria
Desilusão de dawkins miguel soares de albergaria
Marcos Florentino Alves
 
religiao-resumos.pdf
religiao-resumos.pdfreligiao-resumos.pdf
religiao-resumos.pdf
SandraYang18
 
Síntese_provas_existência_Deus
Síntese_provas_existência_DeusSíntese_provas_existência_Deus
Síntese_provas_existência_Deus
Isabel Moura
 
Apresentação provas da existência de deus
Apresentação provas da existência de deusApresentação provas da existência de deus
Apresentação provas da existência de deus
paulomanesantos
 
Apresentação provas da existência de Deus
Apresentação provas da existência de DeusApresentação provas da existência de Deus
Apresentação provas da existência de Deus
paulomanesantos
 
Argumento cosmológico (Aquino)
Argumento cosmológico (Aquino)Argumento cosmológico (Aquino)
Argumento cosmológico (Aquino)
Universidade Católica Portuguesa
 
O nvo atsmo s rgmnts pr exstnc d ds
O nvo atsmo  s rgmnts pr  exstnc d dsO nvo atsmo  s rgmnts pr  exstnc d ds
O nvo atsmo s rgmnts pr exstnc d ds
cdbbb
 
Matriz_4 teste_filosofia_11
Matriz_4 teste_filosofia_11Matriz_4 teste_filosofia_11
Matriz_4 teste_filosofia_11
Isabel Moura
 
Plano reg. 13
Plano reg. 13Plano reg. 13
Plano reg. 13
j_sdias
 
Fund I Mód III Rot 2
Fund I Mód III Rot 2Fund I Mód III Rot 2
Fund I Mód III Rot 2
Shantappa Jewur
 
Módulo III - Aula II - Mansão Espírita
Módulo III - Aula II - Mansão EspíritaMódulo III - Aula II - Mansão Espírita
Módulo III - Aula II - Mansão Espírita
brunoquadros
 
A atualidade dos_dons_espirituais_-_desconhecido
A atualidade dos_dons_espirituais_-_desconhecidoA atualidade dos_dons_espirituais_-_desconhecido
A atualidade dos_dons_espirituais_-_desconhecido
INOVAR CLUB
 
48d206 94c329b8646a4fc88cbcae87db88c853
48d206 94c329b8646a4fc88cbcae87db88c85348d206 94c329b8646a4fc88cbcae87db88c853
48d206 94c329b8646a4fc88cbcae87db88c853
ANTONIO NILTON GOMES santos
 
Posições_natureza_existência_Deus
Posições_natureza_existência_DeusPosições_natureza_existência_Deus
Posições_natureza_existência_Deus
Isabel Moura
 
Slide Licao 4 - 4T - 2023 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 4 - 4T - 2023 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 4 - 4T - 2023 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 4 - 4T - 2023 - CPAD JOVENS.pptx
JOSELAURINDODASILVA
 
Expressão lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-01 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Joel Silva
 
Através de leis da física e da filosofia
Através de leis da física e da filosofiaAtravés de leis da física e da filosofia
Através de leis da física e da filosofia
Etienne Salles
 

Semelhante a Plano de-aula-assistida-10c2ba-c-filosofia-16-maio-de-2011 (20)

Plano_aula_assistida_10_Fil
Plano_aula_assistida_10_FilPlano_aula_assistida_10_Fil
Plano_aula_assistida_10_Fil
 
Plano_aula_assistida_area_integracao
Plano_aula_assistida_area_integracaoPlano_aula_assistida_area_integracao
Plano_aula_assistida_area_integracao
 
Argumento a favor da Existência de Deus
Argumento a favor da Existência de DeusArgumento a favor da Existência de Deus
Argumento a favor da Existência de Deus
 
Desilusão de dawkins miguel soares de albergaria
Desilusão de dawkins   miguel soares de albergariaDesilusão de dawkins   miguel soares de albergaria
Desilusão de dawkins miguel soares de albergaria
 
religiao-resumos.pdf
religiao-resumos.pdfreligiao-resumos.pdf
religiao-resumos.pdf
 
Síntese_provas_existência_Deus
Síntese_provas_existência_DeusSíntese_provas_existência_Deus
Síntese_provas_existência_Deus
 
Apresentação provas da existência de deus
Apresentação provas da existência de deusApresentação provas da existência de deus
Apresentação provas da existência de deus
 
Apresentação provas da existência de Deus
Apresentação provas da existência de DeusApresentação provas da existência de Deus
Apresentação provas da existência de Deus
 
Argumento cosmológico (Aquino)
Argumento cosmológico (Aquino)Argumento cosmológico (Aquino)
Argumento cosmológico (Aquino)
 
O nvo atsmo s rgmnts pr exstnc d ds
O nvo atsmo  s rgmnts pr  exstnc d dsO nvo atsmo  s rgmnts pr  exstnc d ds
O nvo atsmo s rgmnts pr exstnc d ds
 
Matriz_4 teste_filosofia_11
Matriz_4 teste_filosofia_11Matriz_4 teste_filosofia_11
Matriz_4 teste_filosofia_11
 
Plano reg. 13
Plano reg. 13Plano reg. 13
Plano reg. 13
 
Fund I Mód III Rot 2
Fund I Mód III Rot 2Fund I Mód III Rot 2
Fund I Mód III Rot 2
 
Módulo III - Aula II - Mansão Espírita
Módulo III - Aula II - Mansão EspíritaMódulo III - Aula II - Mansão Espírita
Módulo III - Aula II - Mansão Espírita
 
A atualidade dos_dons_espirituais_-_desconhecido
A atualidade dos_dons_espirituais_-_desconhecidoA atualidade dos_dons_espirituais_-_desconhecido
A atualidade dos_dons_espirituais_-_desconhecido
 
48d206 94c329b8646a4fc88cbcae87db88c853
48d206 94c329b8646a4fc88cbcae87db88c85348d206 94c329b8646a4fc88cbcae87db88c853
48d206 94c329b8646a4fc88cbcae87db88c853
 
Posições_natureza_existência_Deus
Posições_natureza_existência_DeusPosições_natureza_existência_Deus
Posições_natureza_existência_Deus
 
Slide Licao 4 - 4T - 2023 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 4 - 4T - 2023 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 4 - 4T - 2023 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 4 - 4T - 2023 - CPAD JOVENS.pptx
 
Expressão lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-01 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-01 2016 - 2ºtrimestre
 
Através de leis da física e da filosofia
Através de leis da física e da filosofiaAtravés de leis da física e da filosofia
Através de leis da física e da filosofia
 

Mais de mikto

teste da assertividade ..................
teste da assertividade ..................teste da assertividade ..................
teste da assertividade ..................
mikto
 
Formasderelevo 090520043837-phpapp02
Formasderelevo 090520043837-phpapp02Formasderelevo 090520043837-phpapp02
Formasderelevo 090520043837-phpapp02
mikto
 
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
mikto
 
Grupos sociais
Grupos sociaisGrupos sociais
Grupos sociais
mikto
 
Cp rede 2016-17_homologada_publicitada_20160523-1
Cp rede 2016-17_homologada_publicitada_20160523-1Cp rede 2016-17_homologada_publicitada_20160523-1
Cp rede 2016-17_homologada_publicitada_20160523-1
mikto
 
Doc20160802154244 (4)
Doc20160802154244 (4)Doc20160802154244 (4)
Doc20160802154244 (4)
mikto
 
Tese de doutoramento
Tese de doutoramentoTese de doutoramento
Tese de doutoramento
mikto
 

Mais de mikto (7)

teste da assertividade ..................
teste da assertividade ..................teste da assertividade ..................
teste da assertividade ..................
 
Formasderelevo 090520043837-phpapp02
Formasderelevo 090520043837-phpapp02Formasderelevo 090520043837-phpapp02
Formasderelevo 090520043837-phpapp02
 
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
 
Grupos sociais
Grupos sociaisGrupos sociais
Grupos sociais
 
Cp rede 2016-17_homologada_publicitada_20160523-1
Cp rede 2016-17_homologada_publicitada_20160523-1Cp rede 2016-17_homologada_publicitada_20160523-1
Cp rede 2016-17_homologada_publicitada_20160523-1
 
Doc20160802154244 (4)
Doc20160802154244 (4)Doc20160802154244 (4)
Doc20160802154244 (4)
 
Tese de doutoramento
Tese de doutoramentoTese de doutoramento
Tese de doutoramento
 

Plano de-aula-assistida-10c2ba-c-filosofia-16-maio-de-2011

  • 1. Escola Secundária com 2º e 3º Ciclos Prof. Reynaldo dos Santos Ano Lectivo: 2010/2011 PLANO DE AULA ASSISTIDA Disciplina: Filosofia Turma: 10º C Data: 16/05/2011 Prof. Isabel Duarte Contextualização: Unidade: 3.3. A Dimensão Religiosa: análise e compreensão da experiência religiosa Subunidade: 3.3.3. Religião, razão e fé: tarefas e desafios da tolerância Conceitos: Deus teísta, teísmo, argumento a priori, argumento a posteriori, argumento analógico, desígnio. Objectivos; Conhecer a noção de teísmo Dominar a noção de argumento a priori Dominar a noção de argumento a posteriori Colocar o argumento do desígnio na forma padrão Compreender e avaliar o argumento teleológico ou do desígnio de William Paley   Sala: B1 Horário: 8:25 - 9.55 Sumário: 1) Leitura e análise do texto de William Paley. 2) Explicitação do argumento teleológico ou do desígnio. 3) Objecções. Calendarização: 1) 30 minutos 2) 30 minutos 3) 30 minutos Avaliação: Registos da observação directa da participação e desempenho nas actividades propostas. 1  
  • 2. Metodologias/  Situações  de  Aprendizagem Método 1 – Expositivo-dialógico. (teórico/prático) Levantamento de questões aos discentes a nível individual no decorrer da aula. 1º Momento: Leitura e análise do texto de William Paley. 2º Momento: Explicação do argumento teleológico ou do desígnio. O argumento de Paley compara - estabelece uma analogia – entre um relógio e as coisas e seres vivos do universo para concluir que se, devido a certas características, o primeiro tem um criador inteligente – o relojoeiro humano, então o universo devido a características semelhantes, e ao facto de ser um organismo mais complexo, também foi obra de um ser com capacidades proporcionais à sua obra – o relojoeiro divino, (Deus). Conteúdos Recursos Argumento a posteriori a favor da existência de Deus: teológico do desígnio de Paley. Objecções de Hume. Textos de apoio: 1) O Argumento do Desígnio de William Paley 2) As Críticas de Hume 3) Vídeo – TPC Quadro e giz Computador com internet e sistema de som Vídeo 3º Momento: Objecções de Hume ao argumento do desígnio: 1) a analogia entre os artefactos e o universo é muito fraca, uma vez que não podemos estabelecer uma analogia forte entre a criação de um objecto e a criação do universo – a conclusão tem poucas probabilidades de ser verdadeira; 2) a analogia não demonstra a existência de uma única divindade, pois um artefacto pode ser produto do trabalho colectivo; e 3) tem de se admitir todas as hipóteses imagináveis para explicar o mundo, desde uma divindade infantil a um deus senil passando por uma divindade inferior e subalterna. 4º Momento: Visionamento da apresentação elaborada no Prezi: audição e visualização do vídeo   2  
  • 3. “The Big Question” de Richard Dawkins. Tarefa de Consolidação (extra-aula):   Guião de Visionamento – THE BIG QUESTION (A Grande Questão) de Richard Dawkins – Part I http://www.youtube.com/watch?v=n6daCxCz9aY   Observações: Um Plano de Aula não implica necessariamente o seu cumprimento rígido. O cenário de aula exige uma permanente atitude reflexiva do docente para recriar e redirecionar acções sempre que novos interesses e necessidades imprevistas surgirem.     Entregue em: 11/05/2011 O/A Avaliado/a   Recebido em: ____/____/____ O/A Avaliador/a 3