SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
ESCOLA NORMAL SUPERIOR
LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA
ESTÁGIO SUPERVISIONADO II
PLANEJAMENTO DA ATIVIDADE
I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
1. Estagiário(a) ou Equipe:
2. Disciplina: Biologia
3. Nível de Ensino: Médio
4. Ano: 1º
5. Data: 15/10/2016
6. Local: Universidade do Estado do Amazonas – Escola Normal Superior
II – TEMA DA AULA: A célula: Tipos de células e forma; função da célula
III – OBJETIVOS
Geral: Compreender os tipos de células;
Compreender as funções de algumas células do corpo humano.
Específicos:
1- Citar as formas das células;
2- Exemplificar organismos procariontes;
3- Citar as estruturas específicas da célula vegetal;
4- Diferenciar células procariontes de células eucariontes;
5- Saber sobre as organelas presentes no citoplasma;
6- Compreender sobre células de determinados tecidos.
IV – INTRODUÇÃO: Descobrindo células animal.
Objetivo: Identificar as partes básicas de uma célula animal, e analisar o formato
desta célula.
MATERIAIS:
• Lamina;
• Lamínula;
• Microscópio;
• Conta gotas – pipeta;
• Corante azul de metileno;
• Palitos de fósforo ou de sorvete.
PROCEDIMENTOS:
Meio de cultura:
• Dissolver a gelatina incolor na água, conforme instruções do pacote.
• Misturar ao caldo de carne.
• Depois adicionar na placa de petri.
Experimento:
• Limpe bem uma lâmina;
• Com o palito, raspe cuidadosamente a mucosa interna da bochecha;
• Esfregue o palito na lâmina;
• Coloque uma gota de corante sobre o esfregaço;
• Deposite a lamínula sobre o esfregaço;
• Com o papel filtro retire o excesso;
• Leve ao microscópio e observe em todos os aumentos.
Pergunta para discussão: Quais as partes da célula que foram observadas?
TEMPO: 30 minutos
V – DESENVOLVIMENTO: Aula em apresentação Power Point
MATERIAIS: Notebook, Projetor, Slides.
PROCEDIMENTOS: Serão tratados os seguintes conteúdos na aula:
• O que é célula?;
• A célula procarionte;
• Estruturas da célula procariotica;
• A célula eucarionte;
• Estruturas da célula eucarionte;
• Formas das células;
• Função das células.
TEMPO: 20 minutos
VI – CONCLUSÃO: Exercício de verificação de aprendizagem.
MATERIAIS:
• Folha A4 com questões e Caneta.
PROCEDIMENTOS: Exercício avaliativo com questões objetivas, individual.
Professora irá ler as questões em sala e tirar possíveis dúvidas sobre as questões.
Ao final da avaliação, haverá uma correção e em seguida os resumos serão
entregues para cada aluno.
TEMPO: 10 minutos
REFERÊNCIAS
ALBERTS, Bruce. et al. Biologia Molecular da Célula. 5. ed. Porto Alegre: Artes Médicas,
2010.
COOPER, G. M.; HAUSMAN, R. E. A Célula: Uma abordagem molecular. 3. ed. São Paulo:
Artes Médicas, 2007.
JUNQUEIRA, L. C. U.; CARNEIRO, J. Biologia Celular e Molecular. 9. ed. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2012.
RIBEIRO, Krukemberghe Divino Kirk Da Fonseca. "Forma e função das células"; Brasil
Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/forma-funcao-das-
celulas.htm>. Acesso em 07 de outubro de 2016.
PESQUISA – A CÉLULA: TIPOS DE CÉLULA E FORMA; FUNÇÃO DA CÉLULA.
1- TIPOS DE CÉLULA
A célula é a menor unidade morfofuncional de um organismo vivo. Elas são
fábricas químicas interessantes organizadas de forma complexa que recebem
substâncias de sua vizinhança e as utilizam como matérias-primas para gerar cópias
de si próprias.
“Todas as coisas vivas são formadas por células, e que todas essas
unidades da matéria viva compartilham de uma mesma maquinaria para a maioria
de suas funções básicas.” (p. 1, Alberts).
O corpo humano é pluricelular (várias células). É constituído de 10 trilhões de
células que trabalham de maneira integrada, donde cada uma possui uma função
específica, a saber: nutrição, proteção, produção de energia e reprodução.
As células dos seres vivos podem ser procariontes ou eucariontes. O que
diferencia um tipo do outro é a complexidade da estrutura celular e funcionamento.
Cada ser vivo é composto de uma ou mais células de apenas um tipo, ou seja, ou o
ser vivo é procarionte ou eucarionte.
1.1- Os tipos e principais características.
• Células Procariontes:
- Surgiram há bilhões de anos, portanto são primitivas e possuem estrutura mais
simples em relação às eucariontes.
- Estas células, ao contrário das eucariontes, não possuem núcleo separado. Desta
forma, o DNA (ácido desoxirribonucleico) fica solto no citoplasma.
- Apresentam apenas uma organela no citoplasma que é o ribossomo, responsável
pela síntese de proteínas.
- A troca de substâncias com o ambiente externo e a proteção são realizadas pela
parede celular.
- Tem funcionamento simples.
Exemplos de seres vivos procariontes: bactérias e cianobactérias (algas azuis).
• Células Eucariontes
- Possuem estrutura celular mais complexa do que as procariontes.
- Apresentam membrana plasmática, responsável pela troca de substâncias com o
meio externo e proteção.
- Apresentam várias organelas no citoplasma, responsáveis por realizar diversas
funções na célula. As organelas são: Mitocôndria, Complexo de Golgi, Centríolos,
Ribossomos, Lisossomos e Retículo Endoplasmático Liso e Rugoso.
- O material genético (material cromossômico) fica dentro do núcleo (envolvido por
uma membrana), portanto, separado do citoplasma.
Exemplos de seres vivos eucariontes: Animais, vegetais, fungos, protozoários.
2- ESTRUTURAS DAS CÉLULAS PROCARIÓTICAS
Cromossomo (genoma bacteriano): Composto por DNA que forma uma única
cadeia circular em hélice dupla. Apresenta dobras, porém a camada protetora é
ausente. Os cromossomos das bactérias estão localizados no citoplasma.
Flagelos bacterianos: Estes apêndices alongados e finos são compostos por uma
proteína chamada flagelina. Esta estrutura é responsável pela locomoção de
algumas espécies de bactérias. Portanto, nem todas as bactérias possuem flagelos.
Fimbrias: São filamentos formados por tubos curtos e em grande quantidade.
Embora parecidas com os flagelos, não possuem função locomotora. A função das
fimbrias varia de espécie para espécie. Em algumas, desempenha o papel de
fixação em substratos e, em outras, exerce a troca de ADN em processos
parassexuais.
Parede celular: Fica ao redor da membrana plasmática e tem como principais
funções garantir a proteção celular e dar formato à célula bacteriana. Esta parede
protetora é forte e densa.
Cápsulas: Com grande presença de água, estas cápsulas ficam ao redor da parede
celular. Além de favorecerem a aderência ao substrato, também ajudam as bactérias
a resistirem ao processo de fagocitose.
Esporos: Formam uma camada protetora em alguns gêneros de bactérias,
tornando-as mais resistentes à mudanças ambientais que ameassem sua
sobrevivência. Também atuam na proteção contra agentes químicos e físicos.
Membrana celular: Na maioria dos gêneros, atuam na produção de energia para a
célula, além de possibilitar a troca de substâncias com o meio externo.
Citoplasma: Líquido de consistência viscosa com presença de enzimas e
metabólitos. Grande parte do metabolismo das células bacterianas ocorre no
citoplasma. Os ribossomos ficam espalhados pelo citoplasma.
3- ESTRUTURAS DA CÉLULA EUCARIOTICA
Membrana plasmática: A membrana plasmática é uma película muito fina, delicada
e elástica, que envolve o conteúdo da célula. Mais do que um simples envoltório,
essa membrana tem participação marcante na vida celular, regulando a passagem e
a troca de substancias entre a célula e o meio em que ela se encontra.
Núcleo: O núcleo se localiza na região central da célula e controla atividades como
o crescimento e a reprodução celular. Abriga o DNA, que é o material genético da
célula, responsável pelas características dos seres vivos.
Citoplasma (citosol): O citoplasma é constituído por um material semifluido,
gelatinoso chamado hialoplasma, uma associação de água, íons e proteínas. A
substância mais abundante no hialoplasma é a água.
Citoplasma (organelas): Ficam imersas as organelas celulares, estruturas que
desempenham funções vitais diversas, como reações de síntese e degradação de
moléculas, produção de energia e etc. Organelas encontradas em nossas células:
mitocôndrias, ribossomos, retículo endoplasmático, complexo de Golgi, lisossomos e
centríolos
• Ribossomo: associação de RNAs e proteínas que tem papel crucial na
síntese protéica.
• Mitocôndria: tem duas camadas de membrana da membrana interna, que é
dobrada para formar cristas. É a força motriz da célula onde o ATP é gerado
pela respiração celular.
• Retículo endoplasmático: estruturas tubulares que são encontradas perto
do núcleo e trabalham na síntese de macromoléculas. Existem dois tipos de
retículo endoplasmático, o retículo liso e o retículo rugoso.
• Complexo de Golgi: estruturas planas vesiculares que são empilhados um
sobre o outro. Secretam e armazenam hormônios e enzimas que ajudam no
transporte para fora da célula.
• Lisossomo: é um saco membranoso que faz parte do complexo de Golgi que
contém várias enzimas. Ajuda na digestão intracelular e na eliminação de
substâncias estranhas.
• Peroxissomo: estrutura membranosa responsável pelo armazenamento das
enzimas diretamente relacionadas com o metabolismo do peróxido de
hidrogênio, substância altamente tóxica para a célula.
3.1- Estruturas da célula vegetal.
Vários processos ocorrentes na célula vegetal são semelhantes aos que
ocorrem na célula animal. Porém, algumas características são peculiares à célula
vegetal.
Parede celular: tem a função de proteger e sustentara célula. É composta por uma
substancia chamada celulose que forma uma rede de fibras, que confere pouca
elasticidade ao contorna da célula vegetal, contribuindo com a manutenção de sua
forma.
Plastídios ou Plastos: são capazes de realizar diversas funções. As mais
importantes são os cloroplastos, dotados de clorofila e relacionados com uma função
importante: a fotossíntese.
Vacúolos: armazena líquidos e pigmentos, além de diversas outras substancias
produzidas pelas células.
4- FORMAS DAS CÉLULAS
As células possuem formas diferenciadas, de acordo com sua função e
estrutura. As formas mais comuns são: célula amebóide (glóbulos brancos), célula
ovóide (hemácias), célula de projeção (célula de glândula), célula neuronal
(célula nervosa), célula estriada (célula do músculo), célula pavimentosa (célula
da pele), célula lisa e célula caliciforme (língua).
5- FUNÇÃO DA CÉLULA
5.1- Células do Cérebro
Composto por milhões de células, o cérebro é formado por diversos tipos
delas, a saber:
• Micróglia: defesa do sistema nervoso.
• Célula dendrítica: células imunes que transportam antígenos.
• Neurônio: transmissão de mensagens.
• Célula de Schwann: produção de mielina que auxiliam na produção dos
impulsos nervosos.
Os neurônios necessitam de muito oxigênio para funcionarem, portanto são
as primeiras células do corpo à morrerem.
5.2- Células do Sangue
O sangue humano é formado por diversos tipos de células, cada qual com sua
função, as mais importantes são:
• Eritrócitos: transporte de oxigênio;
• Leucócitos: atuam no sistema imunológico do corpo na medida em que
combate e eliminam micro-organismos;
• Plaquetas: coagulação sanguínea.
5.3 - Células dos Ossos
Os ossos são formados por células chamadas de:
• Osteócitos: secreção de substâncias;
• Osteoclastos: grandes células com vários núcleos responsáveis pela
reabsorção e remodelação do tecido ósseo;
• Osteoblastos: síntese de componentes orgânicos.
5.4- Células dos Músculos
As células musculares, podem apresentar vários núcleos, sendo as mais
importantes:
• Células de sarcômero: contração muscular;
• Fibroblastos: síntese de proteínas.
5.5- Células Epiteliais
As células epiteliais estão presentes nos tipos de epitélios revestindo o corpo
externamente na pele, e internamente em diversos órgãos. São células que
possuem formas diferentes que podem ser achatadas, cúbicas ou colunares. As
células epiteliais da córnea são as últimas células do corpo humano à morrerem,
visto que necessitam de menos oxigênio para realizar suas funções
5.6- Células Sexuais
A maior célula humana é o óvulo, gameta sexual feminino. As mulheres já
nascem com todos os seus óvulos, que começam a amadurecer na época da
puberdade, cujo sinal é a primeira menstruação.
A liberação dos óvulos na ovulação cessa com a menopausa. Por outro lado,
as menores células são os espermatozoides, que nos homens são produzidos a
partir da puberdade e continua ao longo da vida, embora diminua em idade mais
avançada.
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
ESTÁGIO SUPERVISIONADO II – CLUBE DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA
ALUNO:__________________________________________TURMA:_______
EXERCÍCIO DE VERIFICAÇÃO DE APRENDIZAGEM
A CÉLULA: TIPOS DE CÉLULAS E FORMA; FUNÇÃO DA CÉLULA
1- Considerando a célula procarionte, qual alternativa é correta?
a) A célula procarionte tem varias organelas, tem genoma complexo e envelope
nuclear;
b) São células simples, com poucas membranas e não possuem carioteca;
c) São células presentes nos vegetais e não possuem carioteca.
2- Considerando a célula vegetal, quais estruturas específicas ela apresenta?
a) Ribossomos, núcleo e flagelos;
b) Mitocôndrias, parede celular e lisossomos;
c) Parede celular, plastídios e vacúolos.
3- Quais destas são organelas presentes no citoplasma.
a) Ribossomo, mitocôndria, retículo endoplasmático, complexo de golgi, lisossomo e
peroxissomo;
b) Mitocôndria, fimbrias, complexo de golgi, lisossomo e nucleo;
c) Núcleo, hialoplasma, retículo endoplasmático liso e rugoso, parede celular.
4- São exemplos de organismos procariontes:
a) Fungos, peixes e mamíferos;
b) Insetos, anfíbios e aves;
c) Bactérias e cianobactérias.
5- Destas, qual são células sanguínea?
a) Celulas de Schwann, espermatozóides e plaquetas;
b) Plaquetas, eritrócitos e leucócitos;
c) Micróglia, células do sarcômero e osteoblastos.
6- Cite as formas mais comuns das células.
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
ESTÁGIO SUPERVISIONADO II – CLUBE DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA
SLIDES EM MINIATURA
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
Gabriela de Lima
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
bradok157
 
Aula citologia
Aula citologiaAula citologia
Aula citologia
Adrianne Mendonça
 
Núcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celularNúcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celular
UERGS
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
Rebeca Vale
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
César Milani
 
Células
CélulasCélulas
Células
Killer Max
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
Fatima Comiotto
 
Tecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humanoTecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humano
Lilia Nascimento
 
Roteiros de aulas práticas roteiro 1 microscópio óptico
Roteiros de aulas práticas roteiro 1 microscópio ópticoRoteiros de aulas práticas roteiro 1 microscópio óptico
Roteiros de aulas práticas roteiro 1 microscópio óptico
Célia Maria Antunes
 
Aula Introdução à Citologia
Aula Introdução à CitologiaAula Introdução à Citologia
Aula Introdução à Citologia
Thiago Manchester
 
Slides fungos
Slides  fungosSlides  fungos
Slides fungos
Jean Carlos Wittaczik
 
1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular
Flávio Silva
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
profatatiana
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Marcia Bantim
 
Plano de aula 1º bimestre biologia - 1º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre   biologia - 1º ano matutino - 2022Plano de aula 1º bimestre   biologia - 1º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre biologia - 1º ano matutino - 2022
dibugiu
 
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos. Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Silvana Sanches
 
Apresentação bactérias
Apresentação bactériasApresentação bactérias
Apresentação bactérias
Fernanda Marinho
 
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humanaAula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Ronaldo Santana
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
Gisele A. Barbosa
 

Mais procurados (20)

Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
 
Aula citologia
Aula citologiaAula citologia
Aula citologia
 
Núcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celularNúcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celular
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
Células
CélulasCélulas
Células
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 
Tecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humanoTecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humano
 
Roteiros de aulas práticas roteiro 1 microscópio óptico
Roteiros de aulas práticas roteiro 1 microscópio ópticoRoteiros de aulas práticas roteiro 1 microscópio óptico
Roteiros de aulas práticas roteiro 1 microscópio óptico
 
Aula Introdução à Citologia
Aula Introdução à CitologiaAula Introdução à Citologia
Aula Introdução à Citologia
 
Slides fungos
Slides  fungosSlides  fungos
Slides fungos
 
1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
 
Plano de aula 1º bimestre biologia - 1º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre   biologia - 1º ano matutino - 2022Plano de aula 1º bimestre   biologia - 1º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre biologia - 1º ano matutino - 2022
 
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos. Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
 
Apresentação bactérias
Apresentação bactériasApresentação bactérias
Apresentação bactérias
 
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humanaAula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
 

Destaque

Plano de aula I
Plano de aula IPlano de aula I
Plano de aula I
CCMbiologia
 
Open Coffee Lelystad presentatie door Rabobank Lelystad
Open Coffee Lelystad presentatie door Rabobank LelystadOpen Coffee Lelystad presentatie door Rabobank Lelystad
Open Coffee Lelystad presentatie door Rabobank Lelystad
Robin Roelofsen
 
Dobramento
DobramentoDobramento
Dobramento
Thaís Alves
 
MBADMB Bordeaux 3 au 10 mars 2017
MBADMB Bordeaux 3 au 10 mars 2017MBADMB Bordeaux 3 au 10 mars 2017
MBADMB Bordeaux 3 au 10 mars 2017
Guillaume Saillan
 
P1341cle
P1341cleP1341cle
Hypothetical research
Hypothetical researchHypothetical research
Hypothetical research
maria afzal
 
Preguntas capciosas sin responder
Preguntas capciosas sin responderPreguntas capciosas sin responder
Preguntas capciosas sin responder
kevinjoelramos26
 
2017年2月Facebookページ投稿クリック数ランキング20
2017年2月Facebookページ投稿クリック数ランキング202017年2月Facebookページ投稿クリック数ランキング20
2017年2月Facebookページ投稿クリック数ランキング20
新潟コンサルタント横田秀珠
 
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Lara Lídia
 
How regional cooperation evolved in practice
How regional cooperation evolved in practiceHow regional cooperation evolved in practice
How regional cooperation evolved in practice
Economic Research Forum
 
Child labour
Child labourChild labour
Child labour
maria afzal
 
Seminar report Of Touchless Touchscreen
Seminar report Of Touchless TouchscreenSeminar report Of Touchless Touchscreen
Seminar report Of Touchless Touchscreen
Lovely Professional University
 
Artificial intelligence
Artificial intelligenceArtificial intelligence
Artificial intelligence
Sameep Sood
 
Solicitud a procuraduría por presunto incumplimiento de la ley 1409 de 2010
Solicitud a procuraduría por presunto incumplimiento de la ley 1409 de 2010Solicitud a procuraduría por presunto incumplimiento de la ley 1409 de 2010
Solicitud a procuraduría por presunto incumplimiento de la ley 1409 de 2010
Sociedad Colombiana de Archivistas
 
GEC 2017: Arvind Gupta
GEC 2017: Arvind GuptaGEC 2017: Arvind Gupta
GEC 2017: Arvind Gupta
Mark Marich
 
Terceira semana gastrulação
Terceira semana gastrulaçãoTerceira semana gastrulação
Terceira semana gastrulação
João Monteiro
 
Plano de aula 01
Plano de aula 01Plano de aula 01
Plano de aula 01
familiaestagio
 
Membrana
MembranaMembrana
Membrana
Andressa Melo
 
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
Jorgeane Holder
 
Apresentçao
Apresentçao Apresentçao
Apresentçao
guest07bc4aa
 

Destaque (20)

Plano de aula I
Plano de aula IPlano de aula I
Plano de aula I
 
Open Coffee Lelystad presentatie door Rabobank Lelystad
Open Coffee Lelystad presentatie door Rabobank LelystadOpen Coffee Lelystad presentatie door Rabobank Lelystad
Open Coffee Lelystad presentatie door Rabobank Lelystad
 
Dobramento
DobramentoDobramento
Dobramento
 
MBADMB Bordeaux 3 au 10 mars 2017
MBADMB Bordeaux 3 au 10 mars 2017MBADMB Bordeaux 3 au 10 mars 2017
MBADMB Bordeaux 3 au 10 mars 2017
 
P1341cle
P1341cleP1341cle
P1341cle
 
Hypothetical research
Hypothetical researchHypothetical research
Hypothetical research
 
Preguntas capciosas sin responder
Preguntas capciosas sin responderPreguntas capciosas sin responder
Preguntas capciosas sin responder
 
2017年2月Facebookページ投稿クリック数ランキング20
2017年2月Facebookページ投稿クリック数ランキング202017年2月Facebookページ投稿クリック数ランキング20
2017年2月Facebookページ投稿クリック数ランキング20
 
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.
 
How regional cooperation evolved in practice
How regional cooperation evolved in practiceHow regional cooperation evolved in practice
How regional cooperation evolved in practice
 
Child labour
Child labourChild labour
Child labour
 
Seminar report Of Touchless Touchscreen
Seminar report Of Touchless TouchscreenSeminar report Of Touchless Touchscreen
Seminar report Of Touchless Touchscreen
 
Artificial intelligence
Artificial intelligenceArtificial intelligence
Artificial intelligence
 
Solicitud a procuraduría por presunto incumplimiento de la ley 1409 de 2010
Solicitud a procuraduría por presunto incumplimiento de la ley 1409 de 2010Solicitud a procuraduría por presunto incumplimiento de la ley 1409 de 2010
Solicitud a procuraduría por presunto incumplimiento de la ley 1409 de 2010
 
GEC 2017: Arvind Gupta
GEC 2017: Arvind GuptaGEC 2017: Arvind Gupta
GEC 2017: Arvind Gupta
 
Terceira semana gastrulação
Terceira semana gastrulaçãoTerceira semana gastrulação
Terceira semana gastrulação
 
Plano de aula 01
Plano de aula 01Plano de aula 01
Plano de aula 01
 
Membrana
MembranaMembrana
Membrana
 
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
 
Apresentçao
Apresentçao Apresentçao
Apresentçao
 

Semelhante a Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células

Resumão Citologia
Resumão CitologiaResumão Citologia
Resumão Citologia
Leonn Bezerra
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Nathalia Fuga
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Nathalia Fuga
 
Plano de aula 1ano eja(2)
Plano de aula 1ano eja(2)Plano de aula 1ano eja(2)
Plano de aula 1ano eja(2)
Paloma Torrent Puglia
 
Celulas pro e euc
Celulas pro e eucCelulas pro e euc
Celulas pro e euc
Paulinha Sousa
 
Celula
CelulaCelula
Processos Vitais, Celula, Tecidos
Processos Vitais, Celula, TecidosProcessos Vitais, Celula, Tecidos
Processos Vitais, Celula, Tecidos
Hugo Pedrosa
 
Biologia Celular 8 ano
Biologia Celular 8 anoBiologia Celular 8 ano
Biologia Celular 8 ano
denizecardoso
 
2.1
2.12.1
Biologia 1-6
Biologia  1-6Biologia  1-6
Biologia 1-6
Raquel Santos
 
Celula (2)
Celula (2)Celula (2)
Celula (2)
Pelo Siro
 
Poster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaPoster STC José Lacerda
Poster STC José Lacerda
EFAG
 
Poster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaPoster STC José Lacerda
Poster STC José Lacerda
EFAG
 
Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
 Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
Monara Bittencourt
 
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticasCitologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
andrenascimento73268
 
biologia celular.pptx
biologia celular.pptxbiologia celular.pptx
biologia celular.pptx
ssuser51d27c1
 
A Organização das Células nos organismo
A  Organização das Células nos organismoA  Organização das Células nos organismo
A Organização das Células nos organismo
ElvandiraNapoleo
 
_aula 1 - 8 ano.ppt
_aula 1 - 8 ano.ppt_aula 1 - 8 ano.ppt
_aula 1 - 8 ano.ppt
VitorGomes416833
 
_aula 1 - 8 ano.ppt
_aula 1 - 8 ano.ppt_aula 1 - 8 ano.ppt
_aula 1 - 8 ano.ppt
EdsonMatos28
 
Células e Tecidos
Células e TecidosCélulas e Tecidos
Células e Tecidos
lidianerezende8
 

Semelhante a Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células (20)

Resumão Citologia
Resumão CitologiaResumão Citologia
Resumão Citologia
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Plano de aula 1ano eja(2)
Plano de aula 1ano eja(2)Plano de aula 1ano eja(2)
Plano de aula 1ano eja(2)
 
Celulas pro e euc
Celulas pro e eucCelulas pro e euc
Celulas pro e euc
 
Celula
CelulaCelula
Celula
 
Processos Vitais, Celula, Tecidos
Processos Vitais, Celula, TecidosProcessos Vitais, Celula, Tecidos
Processos Vitais, Celula, Tecidos
 
Biologia Celular 8 ano
Biologia Celular 8 anoBiologia Celular 8 ano
Biologia Celular 8 ano
 
2.1
2.12.1
2.1
 
Biologia 1-6
Biologia  1-6Biologia  1-6
Biologia 1-6
 
Celula (2)
Celula (2)Celula (2)
Celula (2)
 
Poster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaPoster STC José Lacerda
Poster STC José Lacerda
 
Poster STC José Lacerda
Poster STC José LacerdaPoster STC José Lacerda
Poster STC José Lacerda
 
Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
 Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
Introdução a citologia - Profª Monara Bittencourt
 
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticasCitologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
 
biologia celular.pptx
biologia celular.pptxbiologia celular.pptx
biologia celular.pptx
 
A Organização das Células nos organismo
A  Organização das Células nos organismoA  Organização das Células nos organismo
A Organização das Células nos organismo
 
_aula 1 - 8 ano.ppt
_aula 1 - 8 ano.ppt_aula 1 - 8 ano.ppt
_aula 1 - 8 ano.ppt
 
_aula 1 - 8 ano.ppt
_aula 1 - 8 ano.ppt_aula 1 - 8 ano.ppt
_aula 1 - 8 ano.ppt
 
Células e Tecidos
Células e TecidosCélulas e Tecidos
Células e Tecidos
 

Mais de João Monteiro

Aula - Pesca predatória e os impactos ambientais
Aula - Pesca predatória e os impactos ambientaisAula - Pesca predatória e os impactos ambientais
Aula - Pesca predatória e os impactos ambientais
João Monteiro
 
Aula I - Introdução á genética de populações
Aula I - Introdução á genética de populaçõesAula I - Introdução á genética de populações
Aula I - Introdução á genética de populações
João Monteiro
 
Física - Cinemática
Física - CinemáticaFísica - Cinemática
Física - Cinemática
João Monteiro
 
Aula 4 Cálculo III Integral de linha :)
Aula 4   Cálculo III Integral de linha :)Aula 4   Cálculo III Integral de linha :)
Aula 4 Cálculo III Integral de linha :)
João Monteiro
 
Apostila de História e introdução á logística
Apostila de História e introdução á logísticaApostila de História e introdução á logística
Apostila de História e introdução á logística
João Monteiro
 
Física II - Dinâmica de Fluidos
Física II - Dinâmica de FluidosFísica II - Dinâmica de Fluidos
Física II - Dinâmica de Fluidos
João Monteiro
 
Consumismo x lixo
Consumismo x lixo Consumismo x lixo
Consumismo x lixo
João Monteiro
 
Micologia médica
Micologia médica Micologia médica
Micologia médica
João Monteiro
 
Classificação e reprodução
Classificação e reproduçãoClassificação e reprodução
Classificação e reprodução
João Monteiro
 
Importância dos fungos
Importância dos fungosImportância dos fungos
Importância dos fungos
João Monteiro
 
Introdução à micologia
Introdução à micologiaIntrodução à micologia
Introdução à micologia
João Monteiro
 
Placenta e membranas cap08
Placenta e membranas cap08Placenta e membranas cap08
Placenta e membranas cap08
João Monteiro
 
Nona semana ao nascimento
Nona semana ao nascimentoNona semana ao nascimento
Nona semana ao nascimento
João Monteiro
 
Quarta à oitava semana
Quarta à oitava semanaQuarta à oitava semana
Quarta à oitava semana
João Monteiro
 
Primeira e segunda semanas
Primeira e segunda semanasPrimeira e segunda semanas
Primeira e segunda semanas
João Monteiro
 
Livro Introdução à ecologia comportamental
Livro Introdução à ecologia comportamentalLivro Introdução à ecologia comportamental
Livro Introdução à ecologia comportamental
João Monteiro
 
Genetica forense
Genetica forense Genetica forense
Genetica forense
João Monteiro
 
Introdução á paleontologia
Introdução á paleontologiaIntrodução á paleontologia
Introdução á paleontologia
João Monteiro
 
Biologia vegetal raven_5ªed
Biologia vegetal raven_5ªedBiologia vegetal raven_5ªed
Biologia vegetal raven_5ªed
João Monteiro
 
As placas tectônicas
As placas tectônicas As placas tectônicas
As placas tectônicas
João Monteiro
 

Mais de João Monteiro (20)

Aula - Pesca predatória e os impactos ambientais
Aula - Pesca predatória e os impactos ambientaisAula - Pesca predatória e os impactos ambientais
Aula - Pesca predatória e os impactos ambientais
 
Aula I - Introdução á genética de populações
Aula I - Introdução á genética de populaçõesAula I - Introdução á genética de populações
Aula I - Introdução á genética de populações
 
Física - Cinemática
Física - CinemáticaFísica - Cinemática
Física - Cinemática
 
Aula 4 Cálculo III Integral de linha :)
Aula 4   Cálculo III Integral de linha :)Aula 4   Cálculo III Integral de linha :)
Aula 4 Cálculo III Integral de linha :)
 
Apostila de História e introdução á logística
Apostila de História e introdução á logísticaApostila de História e introdução á logística
Apostila de História e introdução á logística
 
Física II - Dinâmica de Fluidos
Física II - Dinâmica de FluidosFísica II - Dinâmica de Fluidos
Física II - Dinâmica de Fluidos
 
Consumismo x lixo
Consumismo x lixo Consumismo x lixo
Consumismo x lixo
 
Micologia médica
Micologia médica Micologia médica
Micologia médica
 
Classificação e reprodução
Classificação e reproduçãoClassificação e reprodução
Classificação e reprodução
 
Importância dos fungos
Importância dos fungosImportância dos fungos
Importância dos fungos
 
Introdução à micologia
Introdução à micologiaIntrodução à micologia
Introdução à micologia
 
Placenta e membranas cap08
Placenta e membranas cap08Placenta e membranas cap08
Placenta e membranas cap08
 
Nona semana ao nascimento
Nona semana ao nascimentoNona semana ao nascimento
Nona semana ao nascimento
 
Quarta à oitava semana
Quarta à oitava semanaQuarta à oitava semana
Quarta à oitava semana
 
Primeira e segunda semanas
Primeira e segunda semanasPrimeira e segunda semanas
Primeira e segunda semanas
 
Livro Introdução à ecologia comportamental
Livro Introdução à ecologia comportamentalLivro Introdução à ecologia comportamental
Livro Introdução à ecologia comportamental
 
Genetica forense
Genetica forense Genetica forense
Genetica forense
 
Introdução á paleontologia
Introdução á paleontologiaIntrodução á paleontologia
Introdução á paleontologia
 
Biologia vegetal raven_5ªed
Biologia vegetal raven_5ªedBiologia vegetal raven_5ªed
Biologia vegetal raven_5ªed
 
As placas tectônicas
As placas tectônicas As placas tectônicas
As placas tectônicas
 

Último

O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
FredPaixaoeSilva
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
ALEXANDRODECASTRODOS
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
MarcoAurlioResende
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 

Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células

  • 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS ESCOLA NORMAL SUPERIOR LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA ESTÁGIO SUPERVISIONADO II PLANEJAMENTO DA ATIVIDADE I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Estagiário(a) ou Equipe: 2. Disciplina: Biologia 3. Nível de Ensino: Médio 4. Ano: 1º 5. Data: 15/10/2016 6. Local: Universidade do Estado do Amazonas – Escola Normal Superior II – TEMA DA AULA: A célula: Tipos de células e forma; função da célula III – OBJETIVOS Geral: Compreender os tipos de células; Compreender as funções de algumas células do corpo humano. Específicos: 1- Citar as formas das células; 2- Exemplificar organismos procariontes; 3- Citar as estruturas específicas da célula vegetal; 4- Diferenciar células procariontes de células eucariontes; 5- Saber sobre as organelas presentes no citoplasma; 6- Compreender sobre células de determinados tecidos. IV – INTRODUÇÃO: Descobrindo células animal. Objetivo: Identificar as partes básicas de uma célula animal, e analisar o formato desta célula. MATERIAIS: • Lamina; • Lamínula; • Microscópio; • Conta gotas – pipeta; • Corante azul de metileno;
  • 2. • Palitos de fósforo ou de sorvete. PROCEDIMENTOS: Meio de cultura: • Dissolver a gelatina incolor na água, conforme instruções do pacote. • Misturar ao caldo de carne. • Depois adicionar na placa de petri. Experimento: • Limpe bem uma lâmina; • Com o palito, raspe cuidadosamente a mucosa interna da bochecha; • Esfregue o palito na lâmina; • Coloque uma gota de corante sobre o esfregaço; • Deposite a lamínula sobre o esfregaço; • Com o papel filtro retire o excesso; • Leve ao microscópio e observe em todos os aumentos. Pergunta para discussão: Quais as partes da célula que foram observadas? TEMPO: 30 minutos V – DESENVOLVIMENTO: Aula em apresentação Power Point MATERIAIS: Notebook, Projetor, Slides. PROCEDIMENTOS: Serão tratados os seguintes conteúdos na aula: • O que é célula?; • A célula procarionte; • Estruturas da célula procariotica; • A célula eucarionte; • Estruturas da célula eucarionte; • Formas das células; • Função das células. TEMPO: 20 minutos VI – CONCLUSÃO: Exercício de verificação de aprendizagem. MATERIAIS: • Folha A4 com questões e Caneta. PROCEDIMENTOS: Exercício avaliativo com questões objetivas, individual. Professora irá ler as questões em sala e tirar possíveis dúvidas sobre as questões. Ao final da avaliação, haverá uma correção e em seguida os resumos serão
  • 3. entregues para cada aluno. TEMPO: 10 minutos REFERÊNCIAS ALBERTS, Bruce. et al. Biologia Molecular da Célula. 5. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2010. COOPER, G. M.; HAUSMAN, R. E. A Célula: Uma abordagem molecular. 3. ed. São Paulo: Artes Médicas, 2007. JUNQUEIRA, L. C. U.; CARNEIRO, J. Biologia Celular e Molecular. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012. RIBEIRO, Krukemberghe Divino Kirk Da Fonseca. "Forma e função das células"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/forma-funcao-das- celulas.htm>. Acesso em 07 de outubro de 2016. PESQUISA – A CÉLULA: TIPOS DE CÉLULA E FORMA; FUNÇÃO DA CÉLULA. 1- TIPOS DE CÉLULA A célula é a menor unidade morfofuncional de um organismo vivo. Elas são fábricas químicas interessantes organizadas de forma complexa que recebem substâncias de sua vizinhança e as utilizam como matérias-primas para gerar cópias de si próprias. “Todas as coisas vivas são formadas por células, e que todas essas unidades da matéria viva compartilham de uma mesma maquinaria para a maioria de suas funções básicas.” (p. 1, Alberts). O corpo humano é pluricelular (várias células). É constituído de 10 trilhões de células que trabalham de maneira integrada, donde cada uma possui uma função específica, a saber: nutrição, proteção, produção de energia e reprodução. As células dos seres vivos podem ser procariontes ou eucariontes. O que diferencia um tipo do outro é a complexidade da estrutura celular e funcionamento. Cada ser vivo é composto de uma ou mais células de apenas um tipo, ou seja, ou o ser vivo é procarionte ou eucarionte. 1.1- Os tipos e principais características.
  • 4. • Células Procariontes: - Surgiram há bilhões de anos, portanto são primitivas e possuem estrutura mais simples em relação às eucariontes. - Estas células, ao contrário das eucariontes, não possuem núcleo separado. Desta forma, o DNA (ácido desoxirribonucleico) fica solto no citoplasma. - Apresentam apenas uma organela no citoplasma que é o ribossomo, responsável pela síntese de proteínas. - A troca de substâncias com o ambiente externo e a proteção são realizadas pela parede celular. - Tem funcionamento simples. Exemplos de seres vivos procariontes: bactérias e cianobactérias (algas azuis). • Células Eucariontes - Possuem estrutura celular mais complexa do que as procariontes. - Apresentam membrana plasmática, responsável pela troca de substâncias com o meio externo e proteção. - Apresentam várias organelas no citoplasma, responsáveis por realizar diversas funções na célula. As organelas são: Mitocôndria, Complexo de Golgi, Centríolos, Ribossomos, Lisossomos e Retículo Endoplasmático Liso e Rugoso. - O material genético (material cromossômico) fica dentro do núcleo (envolvido por uma membrana), portanto, separado do citoplasma. Exemplos de seres vivos eucariontes: Animais, vegetais, fungos, protozoários. 2- ESTRUTURAS DAS CÉLULAS PROCARIÓTICAS Cromossomo (genoma bacteriano): Composto por DNA que forma uma única cadeia circular em hélice dupla. Apresenta dobras, porém a camada protetora é ausente. Os cromossomos das bactérias estão localizados no citoplasma. Flagelos bacterianos: Estes apêndices alongados e finos são compostos por uma proteína chamada flagelina. Esta estrutura é responsável pela locomoção de algumas espécies de bactérias. Portanto, nem todas as bactérias possuem flagelos.
  • 5. Fimbrias: São filamentos formados por tubos curtos e em grande quantidade. Embora parecidas com os flagelos, não possuem função locomotora. A função das fimbrias varia de espécie para espécie. Em algumas, desempenha o papel de fixação em substratos e, em outras, exerce a troca de ADN em processos parassexuais. Parede celular: Fica ao redor da membrana plasmática e tem como principais funções garantir a proteção celular e dar formato à célula bacteriana. Esta parede protetora é forte e densa. Cápsulas: Com grande presença de água, estas cápsulas ficam ao redor da parede celular. Além de favorecerem a aderência ao substrato, também ajudam as bactérias a resistirem ao processo de fagocitose. Esporos: Formam uma camada protetora em alguns gêneros de bactérias, tornando-as mais resistentes à mudanças ambientais que ameassem sua sobrevivência. Também atuam na proteção contra agentes químicos e físicos. Membrana celular: Na maioria dos gêneros, atuam na produção de energia para a célula, além de possibilitar a troca de substâncias com o meio externo. Citoplasma: Líquido de consistência viscosa com presença de enzimas e metabólitos. Grande parte do metabolismo das células bacterianas ocorre no citoplasma. Os ribossomos ficam espalhados pelo citoplasma. 3- ESTRUTURAS DA CÉLULA EUCARIOTICA Membrana plasmática: A membrana plasmática é uma película muito fina, delicada e elástica, que envolve o conteúdo da célula. Mais do que um simples envoltório, essa membrana tem participação marcante na vida celular, regulando a passagem e a troca de substancias entre a célula e o meio em que ela se encontra. Núcleo: O núcleo se localiza na região central da célula e controla atividades como o crescimento e a reprodução celular. Abriga o DNA, que é o material genético da célula, responsável pelas características dos seres vivos. Citoplasma (citosol): O citoplasma é constituído por um material semifluido, gelatinoso chamado hialoplasma, uma associação de água, íons e proteínas. A substância mais abundante no hialoplasma é a água. Citoplasma (organelas): Ficam imersas as organelas celulares, estruturas que desempenham funções vitais diversas, como reações de síntese e degradação de moléculas, produção de energia e etc. Organelas encontradas em nossas células: mitocôndrias, ribossomos, retículo endoplasmático, complexo de Golgi, lisossomos e centríolos
  • 6. • Ribossomo: associação de RNAs e proteínas que tem papel crucial na síntese protéica. • Mitocôndria: tem duas camadas de membrana da membrana interna, que é dobrada para formar cristas. É a força motriz da célula onde o ATP é gerado pela respiração celular. • Retículo endoplasmático: estruturas tubulares que são encontradas perto do núcleo e trabalham na síntese de macromoléculas. Existem dois tipos de retículo endoplasmático, o retículo liso e o retículo rugoso. • Complexo de Golgi: estruturas planas vesiculares que são empilhados um sobre o outro. Secretam e armazenam hormônios e enzimas que ajudam no transporte para fora da célula. • Lisossomo: é um saco membranoso que faz parte do complexo de Golgi que contém várias enzimas. Ajuda na digestão intracelular e na eliminação de substâncias estranhas. • Peroxissomo: estrutura membranosa responsável pelo armazenamento das enzimas diretamente relacionadas com o metabolismo do peróxido de hidrogênio, substância altamente tóxica para a célula. 3.1- Estruturas da célula vegetal. Vários processos ocorrentes na célula vegetal são semelhantes aos que ocorrem na célula animal. Porém, algumas características são peculiares à célula vegetal. Parede celular: tem a função de proteger e sustentara célula. É composta por uma substancia chamada celulose que forma uma rede de fibras, que confere pouca elasticidade ao contorna da célula vegetal, contribuindo com a manutenção de sua forma. Plastídios ou Plastos: são capazes de realizar diversas funções. As mais importantes são os cloroplastos, dotados de clorofila e relacionados com uma função importante: a fotossíntese.
  • 7. Vacúolos: armazena líquidos e pigmentos, além de diversas outras substancias produzidas pelas células. 4- FORMAS DAS CÉLULAS As células possuem formas diferenciadas, de acordo com sua função e estrutura. As formas mais comuns são: célula amebóide (glóbulos brancos), célula ovóide (hemácias), célula de projeção (célula de glândula), célula neuronal (célula nervosa), célula estriada (célula do músculo), célula pavimentosa (célula da pele), célula lisa e célula caliciforme (língua). 5- FUNÇÃO DA CÉLULA 5.1- Células do Cérebro Composto por milhões de células, o cérebro é formado por diversos tipos delas, a saber: • Micróglia: defesa do sistema nervoso. • Célula dendrítica: células imunes que transportam antígenos. • Neurônio: transmissão de mensagens. • Célula de Schwann: produção de mielina que auxiliam na produção dos impulsos nervosos. Os neurônios necessitam de muito oxigênio para funcionarem, portanto são as primeiras células do corpo à morrerem. 5.2- Células do Sangue O sangue humano é formado por diversos tipos de células, cada qual com sua função, as mais importantes são: • Eritrócitos: transporte de oxigênio; • Leucócitos: atuam no sistema imunológico do corpo na medida em que combate e eliminam micro-organismos; • Plaquetas: coagulação sanguínea. 5.3 - Células dos Ossos Os ossos são formados por células chamadas de:
  • 8. • Osteócitos: secreção de substâncias; • Osteoclastos: grandes células com vários núcleos responsáveis pela reabsorção e remodelação do tecido ósseo; • Osteoblastos: síntese de componentes orgânicos. 5.4- Células dos Músculos As células musculares, podem apresentar vários núcleos, sendo as mais importantes: • Células de sarcômero: contração muscular; • Fibroblastos: síntese de proteínas. 5.5- Células Epiteliais As células epiteliais estão presentes nos tipos de epitélios revestindo o corpo externamente na pele, e internamente em diversos órgãos. São células que possuem formas diferentes que podem ser achatadas, cúbicas ou colunares. As células epiteliais da córnea são as últimas células do corpo humano à morrerem, visto que necessitam de menos oxigênio para realizar suas funções 5.6- Células Sexuais A maior célula humana é o óvulo, gameta sexual feminino. As mulheres já nascem com todos os seus óvulos, que começam a amadurecer na época da puberdade, cujo sinal é a primeira menstruação. A liberação dos óvulos na ovulação cessa com a menopausa. Por outro lado, as menores células são os espermatozoides, que nos homens são produzidos a partir da puberdade e continua ao longo da vida, embora diminua em idade mais avançada.
  • 9. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ESTÁGIO SUPERVISIONADO II – CLUBE DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA ALUNO:__________________________________________TURMA:_______ EXERCÍCIO DE VERIFICAÇÃO DE APRENDIZAGEM A CÉLULA: TIPOS DE CÉLULAS E FORMA; FUNÇÃO DA CÉLULA 1- Considerando a célula procarionte, qual alternativa é correta? a) A célula procarionte tem varias organelas, tem genoma complexo e envelope nuclear; b) São células simples, com poucas membranas e não possuem carioteca; c) São células presentes nos vegetais e não possuem carioteca. 2- Considerando a célula vegetal, quais estruturas específicas ela apresenta? a) Ribossomos, núcleo e flagelos; b) Mitocôndrias, parede celular e lisossomos; c) Parede celular, plastídios e vacúolos. 3- Quais destas são organelas presentes no citoplasma. a) Ribossomo, mitocôndria, retículo endoplasmático, complexo de golgi, lisossomo e peroxissomo; b) Mitocôndria, fimbrias, complexo de golgi, lisossomo e nucleo; c) Núcleo, hialoplasma, retículo endoplasmático liso e rugoso, parede celular. 4- São exemplos de organismos procariontes: a) Fungos, peixes e mamíferos; b) Insetos, anfíbios e aves; c) Bactérias e cianobactérias. 5- Destas, qual são células sanguínea? a) Celulas de Schwann, espermatozóides e plaquetas; b) Plaquetas, eritrócitos e leucócitos; c) Micróglia, células do sarcômero e osteoblastos.
  • 10. 6- Cite as formas mais comuns das células. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ESTÁGIO SUPERVISIONADO II – CLUBE DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA SLIDES EM MINIATURA