SlideShare uma empresa Scribd logo
PLANO DE AULA – 5º ANO E.F
PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO
1ª SEMANA: 29 a 02 DE JUNHO DE 2023
HABILIDADES E COMPETÊNCIAS
GEOGRAFIA/HISTÓRIA
 Realizar atividade sobre os estudos da colonização do Brasil e Encontro dos povos.
 Brincar com jogo envolvendo a temática estudada no mês.
CONTEÚDOS
Geografia: Divisão política do Brasil
História: Encontro de povos e colonização do Brasil
METODOLOGIA (COMO FAZER)
GEOGRAFIA E HISTÓRIA
-METODOLOGIA (COMO FAZER)
 Nesta semana, as estudantes farão avaliação parcial da disciplina História e Geografia
 A avaliação será formada por conhecimentos estudados no mês.
 A avaliação vale 5,0 pontos, sendo os outros 5,0 pontos divididos entre as atividades e classe/casa,
participação nas aulas, frequência e comportamento.
 Essa atividade será em Codocência com Língua inglesa e Língua portuguesa.
JOGO “BINGO DA HISTÓRIA”
Mecânica e objetivo do jogo
Cada grupo tem uma cartela de respostas que estão distribuídas em 12 quadros. O professor lança uma
pergunta para a classe; a pergunta é retirada de um monte de cartões embaralhados.
O grupo que tiver a resposta correta em sua cartela marca-a com um botão ou pedrinha. Ganha o jogo
quem primeiro completar a cartela de resposta.
Este tipo de jogo se presta a diversos conteúdos: temas factuais específicos (Encontro com os indígenas,
os primeiros habitantes do Brasil, Os colonizadores, Escambo, pau-brasil e divisão política do Brasil/
Siglas)
Preparação do jogo (pelos alunos)
1ª etapa: Elaborar o conteúdo do jogo  Cada grupo (3 a 4 alunos) elabora 12 perguntas sobre o conteúdo
estudado e as respectivas respostas. O professor pode estabelecer alguns critérios para garantir a boa
qualidade das perguntas como, por exemplo, não permitir perguntas óbvias.  O professor avalia as
perguntas/afirmações e as respectivas respostas verificando se estão corretas, se são pertinentes e
adequadas para o jogo. Orientar o grupo para fazer as alterações necessárias.  Atenção, professor:
verifique se há uma boa variedade de perguntas e respostas para que o jogo fique mais desafiador e
dinâmico.
2° etapa: Confeccionar os cartões e cartelas
 Material necessário: 1 cartolina branca, lápis, canetas ou lápis de cor, tesoura, régua, 12 botões ou
pedrinhas ou conchas.
 Atividade para ser feita pelos alunos.
 Cortar a cartolina ao meio. Traçar, em cada parte, 12 quadros iguais. Usar a régua e o lápis para dividir
a cartolina.  Em uma metade, cortar os quadros: eles serão os 12 cartões das perguntas. Em cada cartão,
escrever uma pergunta (pode ser, também, uma afirmação, como mostrado na imagem).
 A segunda metade será a cartela de respostas. Em cada quadro, escrever uma resposta. Caprichar na
letra pois essa cartela será lida por outro grupo.
3ª etapa:
 Os alunos entregam para o professor os cartões de perguntas e a cartela de respostas.  O professor
distribui as cartelas de respostas aos grupos, de maneira de cada um receba a cartela feita por outro grupo.
Jogando o Bingo da História O professor embaralha os cartões de perguntas.
Em seguida, escolhe aleatoriamente um cartão e lê a pergunta para a turma. O grupo que tiver a resposta
correta deverá marcar o quadro da resposta com uma peça (botão, pedrinha, concha etc.). Ganha o grupo
que primeiro preencher toda cartela.
 Finalize a aula com breve relato sobre o desempenho de todos na atividade.
RECURSOS DIDÁTICOS
lápis, caneta, papel fotográfico, pincel, folha a4.
PLANO DE AULA – 5º ANO E.F
PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO
2ª SEMANA: 05 a 09 JUNHO DE 2023
HABILIDADES E COMPETÊNCIAS
HISTÓRIA
 Conhecer um engenho de açúcar
 Compreender as particularidades da escravidão praticada pelos europeus a partir do século XV;
 Conhecer o contexto do engenho e da sociedade colonial;
 Reconhecer as iniciativas de resistência à escravidão no Brasil;
GEOGRAFIA
 Compreender que o povo brasileiro se formou com o encontro e a miscigenação de diferentes
povos;
 Reconhecer os principais povos que formaram o povo brasileiro;
 Verificar o que são quilombos e valorizar os quilombolas e sua cultura;
 Identificar outros povos imigrantes que participaram da formação do povo brasileiro.
CONTEÚDOS
História Mão de obra africana / O Engenho de açúcar / Resistencia a escravidão.
Geografia: Formação do povo brasileiro; os indígenas/Os colonizadores portugueses/Os
africanos/Quilombos e quilombolas e outros povos imigrantes.
METODOLOGIA (COMO FAZER)
HISTÓRIA
 Recomenda-se retomar conceitos como colonização, capitanias hereditárias, exploração dos
recursos naturais pelos portugueses e trabalho indígena, estudados anteriormente.
 Comente para os alunos que a extração do pau-brasil e o estabelecimento das capitanias
hereditárias fizeram parte da primeira fase da exploração do território brasileiro e que, depois
disso, Portugal fez do Brasil sua colônia.
 Pode-se compor uma linha do tempo na lousa para que os alunos visualizem essas informações.
(anexo)
 Apresente as páginas 293, 295 e 296 a respeito do Brasil dos engenhos um capítulo importante
na construção do Brasil e ao mesmo tempo triste.
 Conduzir a leitura coletiva do tópico “O engenho de açúcar”, da página 295, relembrando que a
instalação de engenhos foi o primeiro passo para a efetivação da colonização do Brasil, obrigando
os senhores de engenho a investir em infraestrutura e atraindo povos de diferentes origens para a
América, sejam empreendedores ou degredados da Europa, sejam sequestrados da África.
 Apresente na sequência o recurso digital intitulado “Produção do açúcar no engenho”, que mostra
mais detalhes sobre esse trabalho realizado pelos trabalhadores escravizados no engenho.
 Pode-se concluir a aula retomando a função e a importância para a metrópole portuguesa dos
engenhos de açúcar.
 Oriente a leitura da página 298 e 299 e os aspectos neles contidos, baseado no estudo do
conteúdo.
 Em seguida sugira o vídeo abaixo e conduzindo os alunos a conhecer um engenho de cana de
açúcar e quem foram as pessoas que lá trabalharam e de que forma. ·
https://www.youtube.com/watch?v=Rvw5rHB5bL0 (o engenho de açúcar)
 Sugere-se como tarefa de casa que os alunos elaborem um pequeno texto, a partir da
interpretação da pintura de Frans Post sobre os engenhos de açúcar, da página 295, 299 e 300 e
306.
Atividade para classe: páginas 295, 296, 297,298 e 299
Atividade para classe: 295, 299 e 300 e 306.
Co-docencia
Os componentes curriculares Língua inglesa/ Ensino religioso/Língua portuguesa/ História e
Geografia serão estimuladas nas aulas, a fim de refletir sobre o significado de uma sociedade
patriarcal na qual os homens exercem poder e controle sobre suas famílias e agregados. Nesse
sentido, seria interessante chamar a atenção para o fato de o Estado e a Igreja Católica
legitimarem esse poder: o primeiro por meio de leis que garantissem privilégios políticos e
econômicos aos homens; o segundo por meio de valores culturais baseados na tradição cristã e nas
interpretações bíblicas.
Entre as possibilidades de trabalho integrado, pode-se promover atividades sobre a riqueza
cultural africana (Arte e Ateliê de arte).
O trabalho da pastoral também é valido para esses estudos.
GEOGRAFIA
 Sugere-se iniciar a aula incentivando os alunos a observar atentamente a imagem de abertura do
capítulo, nas páginas 290 e 291 do livro. Oriente-os a prestar atenção aos detalhes das roupas que
as crianças estão usando. Pode-se comentar que as vestimentas, os instrumentos musicais, as
músicas e as danças representam alguns dos elementos constituintes da identidade de cada tipo
de expressão cultural.
 Em seguida, auxilie na leitura e resolução das perguntas propostas.
 Recomenda-se organizar a turma em duplas e apresentar o quadro Operários, de Tarsila do
Amaral. É importante explicar que Tarsila do Amaral foi uma pintora brasileira e que, nessa obra,
a intenção da artista era retratar os trabalhadores da indústria paulista.
 Preparar imagens impressas dessa obra (com quadro para descrever a resolver a proposta abaixo.)
 Nas duplas, oriente os alunos a observar e depois descrever, no caderno, as características físicas
das pessoas retratadas. Ressalte a importância de atentar para a cor da pele, os diferentes tipos de
cabelo, o formato dos olhos etc.
 m seguida, os alunos, com base nos seus conhecimentos, os alunos irão formular uma hipótese
sobre os motivos de as pessoas retratadas possuírem características físicas tão distintas.
 Os alunos também podem procurar no dicionário o significado da palavra “miscigenação” e
anotá-lo no caderno (dicionários em sala)
 Em seguida, estabeleça uma roda de conversa com os alunos e peça que exponham para a turma
as hipóteses levantadas sobre a diversidade das pessoas retratadas no quadro Operários.
 Se considerar necessário, explique que foram diversos os povos que compuseram a população
brasileira: indígenas, de diversas etnias, portugueses, negros (provenientes de várias regiões
do continente africano, especialmente Costa do Marfim e Angola), espanhóis, judeus,
alemães, italianos, árabes e japoneses. O Brasil é mundialmente conhecido pela presença de
diversas etnias, tendo, por isso, uma cultura muito rica e diversificada.
 Se possível imprimir imagens desses povos e deixar exposta no mural de sala.
 Recomenda-se utilizar o gráfico “Se o Brasil tivesse 100 pessoas, seríamos”, do site IBGE Educa,
para mostrar aos estudantes como está dividida a população brasileira e como o IBGE obtém essa
informação.
 Como tarefa de casa, oriente que os alunos façam um desenho, no estilo da pintura de Tarsila do
Amaral, retratando a diversidade do povo brasileiro.
Atividade de classe: Estudo das páginas 290 e 291 e análise do quadro de Tarsila do Amaral
Atividade de casa: Atividade de desenho sugerida (releitura da pintura de Tarsila do Amaral)
Entre as possibilidades de trabalho integrado, pode-se promover atividades envolvendo a
apreciação da pintura de Tarsila do Amaral( disciplina Arte)
Em História contextualizar capitanias hereditárias com a divisão política do Brasil.
A formação da população brasileira com os povos originários do Brasil: indígenas, africanos,
europeus e imigrantes.
RECURSOS DIDÁTICOS
Livro didático, caderno, mapa, lápis, anexos de Tarsila do Amaral “ Os operários”
Quadro Operários, de Tarsila do Amaral. Disponível em: <http://www.saopaulo.sp.gov.br/ultimas-
noticias/operarios-de-tarsila-do-amaral-esta-em-exposicao-no-palacio-dos-bandeirantes/>. Acesso em:
28 abril. 2023
Gráfico “Se o Brasil tivesse 100 pessoas, seríamos”, do site IBGE Educa. Disponível em:
<https://educa.ibge.gov.br/criancas/brasil/nosso-povo/19624-cor-ou-raca.html>. Acesso em 15 de maio.
3ª SEMANA: 12 A 16 DE JUNHO DE 2023
HABILIDADES E COMPETÊNCIAS
HISTÓRIA
 Interpretar o mapa apresentado e verificar como ocorreu a expansão do território brasileiro;
 Entender como funcionava a corrida do ouro e o trabalho dos tropeiros;
 Conhecer as condições de trabalho dos escravizados nas minas;
GEOGRAFIA
 Compreender que o povo brasileiro se formou com o encontro e a miscigenação de diferentes
povos;
 Reconhecer os principais povos que formaram o povo brasileiro;
 Verificar o que são quilombos e valorizar os quilombolas e sua cultura;
 Identificar outros povos imigrantes que participaram da formação do povo brasileiro.
CONTEÚDOS
História: Drogas do sertão, Corrida do ouro, Tropeirismo e Mineração;
Geografia: Formação do povo brasileiro; os indígenas/Os colonizadores portugueses/Os
africanos/Quilombos e quilombolas e Outros povos imigrantes.
METODOLOGIA (COMO FAZER)
HISTÓRIA
 Propõe-se iniciar a aula com a correção da tarefa de casa.
 Após a correção solicite aos alunos que relacionem a imagem de abertura ao título do capítulo “A
mineração no Brasil”, estimulando a interpretação sobre como o trabalho é retratado na gravura:
quem são os trabalhadores; como estão vestidos; se existe uma hierarquia entre eles; quais são
suas ferramentas de trabalho; onde o minério é extraído etc.
 Use imagens da internet que mostrem detalhadamente esses objetos usados pelos mineradores.
Em seguida, oriente a leitura com os alunos o texto da página 245, fazendo comentários sobre a
imagem. Seria interessante chamar a atenção para o ouro como um dos minérios mais valorizados
pelos colonizadores, bem como para o fato de a descoberta do ouro no interior do Brasil ter
estimulado a criação de novas vilas e cidades, ocasionando a expansão territorial do país e a
ocupação de áreas antes inexploradas pelos europeus.
 Oriente a leitura do tópico “A expansão do território” da página 246 e 247, levando-os refletir
sobre o fato de os espanhóis terem encontrado pedras preciosas logo nos primeiros anos de
colonização das regiões do continente americano. Na busca por metais preciosos, os bandeirantes
escravizaram indígenas, exploraram o interior do Brasil, estabeleceram contatos entre diferentes
regiões, aumentando assim o poder de ação colonial no território.
 No texto “A corrida do ouro” e “O abastecimento das minas” apresente o perfil da exploração
mineradora, cuja ânsia por ouro levava à dedicação integral nas minas, desestimulando o
investimento na infraestrutura dos arraiais, no abastecimento de alimentos e na confecção de
PLANO DE AULA – 5º ANO E.F
PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO
produtos que atendessem às necessidades básicas, como roupas, utensílios e instrumentos de
trabalho.
 Em seguida estimule a interpretação do mapa “Atividades econômicas no Brasil (séculos XVII e
XVIII)”, na mesma página, chamando a atenção para o desenvolvimento de vilas e cidades nas
regiões onde existia exploração econômica, bem como para o fato de o Brasil colonial se restringir
a essas áreas, sendo o território expandido conforme se ampliavam também as atividades
econômicas. Depois, proponha aos alunos a realização das atividades 1 e 2 da página 246
corrigindo-as na sequência.
 No tópico a “Formação de núcleos urbanos” da página 248, chame a atenção para as diferentes
profissões e grupos sociais que compunham a sociedade da região, que, além de mineradores,
contava com artesãos, fundidores, ourives, fiscais etc.
 Como tarefa de casa, pode-se sugerir uma pesquisa sobre as drogas do Sertão, para início da
próxima aula.
Atividade para classe: páginas 244 a 248
Atividade para casa: página 249 e pesquisa sobre as Drogas do Sertão
GEOGRAFIA
 Recomenda-se iniciar a aula realizando a correção da lição de casa proposta na aula anterior.
 Faça a correção da tarefa de casa. Peça a alguns alunos que apresentem e comentem o desenho
criado.
 Após a correção inicie com os alunos a leitura das páginas 292, 293 e 295 do livro. A intenção
dessa leitura é preparar os estudantes para os temas que serão trabalhados nas próximas aulas.
 Para começar o tema sobre os povos indígenas, recomenda-se exibir o recurso digital “Grupos
indígenas”, a fim de que os alunos tenham noção das etnias indígenas que viviam no Brasil antes
da chegada dos portugueses. Destaque o número de povos indígenas e pessoas indígenas
apresentadas no infográfico em cada um dos períodos. Apresente alguns povos indígenas para os
alunos. Por meio do recurso digital, os estudantes podem conhecer algumas características de
alguns povos e identificar algumas de suas contribuições para a cultura brasileira. É interessante
que eles anotem as informações mais relevantes no caderno.
 Na sequência, estabeleça algumas perguntas para reflexão sobre: “O que é ser indígena?”. Depois
que eles fizerem suas considerações, esclareça que indígena é quem se identifica com uma
comunidade indígena e é visto por ela como um membro. Pode-se, então, perguntar aos estudantes
o que é uma comunidade indígena. Explique que comunidade indígena é um conjunto de pessoas
que: (a) mantêm relações de parentesco ou vizinhança entre si; (b) são descendentes dos povos
que habitavam o continente antes da chegada dos europeus; (c) apresentam modos de vida que
são transformações das antigas formas de viver das populações originárias das Américas.
 Como tarefa de casa, solicite aos alunos que respondam à seguinte questão: “Os indígenas são
todos iguais? Explique a sua resposta”.
 Solicitar a que a pergunta seja feita no caderno de escrita.
 Conclua a aula com breve resumo do dia e explicação da proposta para casa.
Atividade para classe: páginas 292, 293 e 295
Atividade para casa: caderno de escrita.
RECURSOS DIDÁTICOS
 Papel A4; lápis de cor; lápis, caderno, livro didático, , dispositivo com acesso à internet.
 Recurso digital “Primeiros contatos entre indígenas e portugueses”;
 Recurso digital “Grupos indígenas
PLANO DE AULA – 5º ANO E.F
PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO
4ª SEMANA: 19 A 23 DE JUNHO DE 2023
HABILIDADES E COMPETÊNCIAS
HISTÓRIA
 Valorizar a diversidade cultural contemplada em diversas partes do Brasil
 Conhecer os festejos populares que constituem a cultura regional brasileira.
 Associar a noção de cidadania com os princípios de respeito à diversidade, à pluralidade e aos
direitos humanos.(BNCC)
 Comparar o uso de diferentes linguagens e tecnologias no processo de comunicação e avaliar os
significados sociais, políticos e culturais atribuídos a elas.(BNCC)
GEOGRAFIA
 Valorizar a diversidade cultural contemplada em diversas partes do Brasil
 Conhecer os festejos populares que constituem a cultura regional brasileira.
 Produzir jogos e brincadeiras juninas de acordo com as características do gênero estudadas no
capítulo;
 Investigar, com mediação do professor, temas diversos, desenvolvendo aprendizagens que
dialogam com o contexto que está inserido; (EPA – PMC)
 Interagir em situações de intercâmbio oral para realizar as vivências escolares, de forma
respeitosa e colaborativa, trocando ideias e engajando-se em situações de aprendizagem. (EPA
– HPA
CONTEÚDOS
História: Festejos pelo Brasil ( Quadrilha Junina)
Geografia: Avaliação Diferenciada II e Manifestações Juninas – Jogos e brincadeiras juninas.Tema:
Regras de jogos e brincadeira
METODOLOGIA (COMO FAZER)
HISTÓRIA
 Apresente o livro “ Riqueza cultural brasileira” os festejos populares que constituem a cultura
regional brasileira.
 O livro traz as principais festividades de cada região do país. Para tal, aborda a origem histórica,
as influências dos diferentes grupos sociais, a data da comemoração e a importância do festejo
para a população da região.
 Além disso, expõe as particularidades e os elementos que caracterizam os festejos, tais como:
comidas típicas, vestimentas, danças, músicas e outras atividades.
 Incentive os estudantes a explorar as páginas de abertura e forme uma roda de conversa e
estimule os estudantes a realizarem a leitura em grupo dos textos das páginas 40 e 41.
 Explique o contexto dos festejos, os aspectos relacionados a estas festas populares, crenças e
hábitos que são passados de geração em geração a fim de garantir a perpetuidade de cada
festividade
 Estimule os estudantes a comentar sobre os festejos que conhecem, caso
1. Você conhece algum festejo? Qual?
2. De quais festejos você costuma participar?
3. Você sabe qual é a origem do festejo de que você gosta?
 Organize os estudantes em grupos e proponha que escolham um dos Festejos mencionados,
depois, prepare um roteiro para a realização de uma reportagem digital com as instruções no
quadro abaixo (usar tabletes).
 A atividade pode ser apresentada no final do semestre como atividade avaliativa. No entanto,
tem que apresentar informações novas e relevantes, assim como imagens, áudios e vídeos da
festividade escolhida.
 Complemente com os estudos relacionados a quadrilha junina que está sendo ensaiada com os
estudantes.
 Finalize a aula com valorização dos trabalhos feitos.
ESSE MOMENTO SERÁ CONDUZIDO EM DOCÊNCIA COMPARTILHADA COM LÍNGUA
INGLESA, DENTRO DAS POSSIBILIDADES DE TRAZER ELEMENTOS BILÍNGUES
PARA ESSA PROPOSTA.
FAZENDO USO DE RECURSOS TECNOLOGICOS ENRIQUEÇA ESSE MOMENTO COM
AUDIO, IMAGENS DA INTERNET OU VIDEOS SOBRE ESSES ESTUDOS.
Atividade de classe: festejos pelo mundo (material didático) páginas 40 e 41 e roteiro digital
Atividade para casa:
GEOGRAFIA
AVALIAÇÃO INTEGRADA COM AS DISCIPLINAS DE ARTE, LÍNGUA INGLESA,
EDUCAÇÃO FÍSICA, HISTÓRIA, GEOGRAFIA, CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E ATELIÊ DE
LINGUAGENS.
 Inicie a aula com uma roda de conversa sobre o mês junino e, concomitantemente a Avaliação
Diferenciada II. Explique que iremos realizar uma atividade que irá ligar as festividades juninas
com a temática mais trabalhada durante o mês em sala: Regras de jogos e brincadeiras;
 Primeiramente, retome o que é esse gênero, que são textos que orientam o leitor, passo a passo,
a realizar um jogo ou uma brincadeira. Nesses textos, podem ser apresentados: o objetivo, a
origem, os materiais necessários, a quantidade de participantes, as etapas, entre outros;
 Explique que, por estarmos no mês junino e, concomitantemente, na semana da Avaliação
Diferenciada II, iremos realizar a produção de jogos e brincadeiras juninas, incluindo a
apresentação no dia da festa junina de uma quadrilha;
 Aborde que as brincadeiras juninas .
 Durante a produção, deixe disponível alguns materiais para ajuda-los, como: barbante, tinta
guache, pinceis, lápis de cor, fita gomada, cola, papel filipinho, papel cartão, cartolinas, papelão,
entre outros;
 Como finalização da Avaliação, os jogos produzidos serão expostos no dia da festa junina,
juntamente com uma apresentação de quadrilha (ensaiados pela Natália Taís).
Atividade de classe: Estudos para avaliação diferenciada
RECURSOS DIDÁTICOS
 Papel A4; lápis de cor; lápis, caderno, livro didático, planisfério do material complementar,
tesoura, cola, globo terrestre, tabletes,
 barbante, tinta guache, pinceis, lápis de cor, fita gomada, cola, papel filipinho, papel cartão,
cartolinas, papelão, entre outros;
PLANO DE AULA – 5º ANO E.F
PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO
5ª SEMANA: 26 A 30 DE MAIO DE 2023
HABILIDADES E COMPETÊNCIAS
HISTÓRIA/ GEOGRAFIA
 Valorizar a diversidade cultural contemplada em diversas partes do Brasil
 Conhecer os festejos populares que constituem a cultura regional brasileira.
 Associar a noção de cidadania com os princípios de respeito à diversidade, à pluralidade e aos
direitos humanos.(BNCC)
 Comparar o uso de diferentes linguagens e tecnologias no processo de comunicação e avaliar os
significados sociais, políticos e culturais atribuídos a elas.(BNCC)
CONTEÚDOS
História/ Geografia: Festejos pelo Brasil e mundo ( Quadrilha Junina)
METODOLOGIA (COMO FAZER)
HISTÓRIA
 Retome os estudos do livro “ Riqueza cultural brasileira” os festejos populares que constituem
a cultura regional brasileira.
 Use essa aula para finalizar o roteiro virtual sobre os festejos.
 Incentive os estudantes a usarem sua criatividade para realização da atividade.
 Finalize a aula com valorização dos trabalhos feitos.
 Para construção do roteiro use o Padlet.
Atividade de classe: festejos pelo mundo e roteiro digital
GEOGRAFIA
 Finalizados trabalhos da avaliação diferenciada.
 Ensaios para a quadrilha junina.
RECURSOS DIDÁTICOS
 Papel A4; lápis de cor; lápis, caderno, livro didático, planisfério do material complementar,
tesoura, cola, globo terrestre, tabletes,
Anexo (2° semana)
*
plano 5° ano junho.docx
plano 5° ano junho.docx
plano 5° ano junho.docx
plano 5° ano junho.docx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a plano 5° ano junho.docx

Projeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasProjeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebias
AnaKelly
 
Caderno do Aluno História 8 série vol 1 2014-2017
Caderno do Aluno História 8 série vol 1 2014-2017Caderno do Aluno História 8 série vol 1 2014-2017
Caderno do Aluno História 8 série vol 1 2014-2017
Diogo Santos
 
Moreninho, Neguinho, Pretinho. Coleção Percepções da Diferença na Escola
Moreninho, Neguinho, Pretinho. Coleção Percepções da Diferença na EscolaMoreninho, Neguinho, Pretinho. Coleção Percepções da Diferença na Escola
Moreninho, Neguinho, Pretinho. Coleção Percepções da Diferença na Escola
Geraa Ufms
 
Portifólio Pibid História UEPB Campus I/ Escola Estadual de Ensino Fundamenta...
Portifólio Pibid História UEPB Campus I/ Escola Estadual de Ensino Fundamenta...Portifólio Pibid História UEPB Campus I/ Escola Estadual de Ensino Fundamenta...
Portifólio Pibid História UEPB Campus I/ Escola Estadual de Ensino Fundamenta...
Pibid Aplicação
 
Africanidade
AfricanidadeAfricanidade
Africanidade
Ligia Vitti
 
Caderno 4 2ª etapa pacto
Caderno 4   2ª etapa pactoCaderno 4   2ª etapa pacto
Caderno 4 2ª etapa pacto
Adri Ruas
 
Provas subsequente
Provas subsequenteProvas subsequente
Provas subsequente
Jefferson Pedro
 
Apresentação projeto
Apresentação projetoApresentação projeto
Apresentação projeto
shviana
 
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era RádioApresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
shviana
 
Plano de aula consciencia negra
Plano de aula consciencia negraPlano de aula consciencia negra
Plano de aula consciencia negra
Luciasf
 
Sequencia pibid 2015.2
Sequencia pibid 2015.2 Sequencia pibid 2015.2
Sequencia pibid 2015.2
Renally Arruda
 
Projeto Lendo e Tecendo - EBIAS
Projeto Lendo e Tecendo - EBIASProjeto Lendo e Tecendo - EBIAS
Projeto Lendo e Tecendo - EBIAS
robertafantin
 
Projeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasProjeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebias
robertafantin
 
Plano 2 c 24
Plano 2 c 24Plano 2 c 24
Plano 2 c 24
PIBIDSolondeLucena
 
Plano de aula 2 c do dia 24.05
Plano de aula  2 c do dia 24.05Plano de aula  2 c do dia 24.05
Plano de aula 2 c do dia 24.05
PIBIDSolondeLucena
 
Plano 2 d 24
Plano 2 d 24Plano 2 d 24
Plano 2 d 24
PIBIDSolondeLucena
 
Plano 2 d 24
Plano 2 d 24Plano 2 d 24
Plano 2 d 24
PIBIDSolondeLucena
 
Neab Sugestao Atividades
Neab Sugestao AtividadesNeab Sugestao Atividades
Neab Sugestao Atividades
culturaafro
 
Portfólio aplicação 2015
Portfólio aplicação  2015Portfólio aplicação  2015
Portfólio aplicação 2015
pibidhistoriauepbcampus1
 

Semelhante a plano 5° ano junho.docx (19)

Projeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasProjeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebias
 
Caderno do Aluno História 8 série vol 1 2014-2017
Caderno do Aluno História 8 série vol 1 2014-2017Caderno do Aluno História 8 série vol 1 2014-2017
Caderno do Aluno História 8 série vol 1 2014-2017
 
Moreninho, Neguinho, Pretinho. Coleção Percepções da Diferença na Escola
Moreninho, Neguinho, Pretinho. Coleção Percepções da Diferença na EscolaMoreninho, Neguinho, Pretinho. Coleção Percepções da Diferença na Escola
Moreninho, Neguinho, Pretinho. Coleção Percepções da Diferença na Escola
 
Portifólio Pibid História UEPB Campus I/ Escola Estadual de Ensino Fundamenta...
Portifólio Pibid História UEPB Campus I/ Escola Estadual de Ensino Fundamenta...Portifólio Pibid História UEPB Campus I/ Escola Estadual de Ensino Fundamenta...
Portifólio Pibid História UEPB Campus I/ Escola Estadual de Ensino Fundamenta...
 
Africanidade
AfricanidadeAfricanidade
Africanidade
 
Caderno 4 2ª etapa pacto
Caderno 4   2ª etapa pactoCaderno 4   2ª etapa pacto
Caderno 4 2ª etapa pacto
 
Provas subsequente
Provas subsequenteProvas subsequente
Provas subsequente
 
Apresentação projeto
Apresentação projetoApresentação projeto
Apresentação projeto
 
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era RádioApresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
 
Plano de aula consciencia negra
Plano de aula consciencia negraPlano de aula consciencia negra
Plano de aula consciencia negra
 
Sequencia pibid 2015.2
Sequencia pibid 2015.2 Sequencia pibid 2015.2
Sequencia pibid 2015.2
 
Projeto Lendo e Tecendo - EBIAS
Projeto Lendo e Tecendo - EBIASProjeto Lendo e Tecendo - EBIAS
Projeto Lendo e Tecendo - EBIAS
 
Projeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasProjeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebias
 
Plano 2 c 24
Plano 2 c 24Plano 2 c 24
Plano 2 c 24
 
Plano de aula 2 c do dia 24.05
Plano de aula  2 c do dia 24.05Plano de aula  2 c do dia 24.05
Plano de aula 2 c do dia 24.05
 
Plano 2 d 24
Plano 2 d 24Plano 2 d 24
Plano 2 d 24
 
Plano 2 d 24
Plano 2 d 24Plano 2 d 24
Plano 2 d 24
 
Neab Sugestao Atividades
Neab Sugestao AtividadesNeab Sugestao Atividades
Neab Sugestao Atividades
 
Portfólio aplicação 2015
Portfólio aplicação  2015Portfólio aplicação  2015
Portfólio aplicação 2015
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 

plano 5° ano junho.docx

  • 1. PLANO DE AULA – 5º ANO E.F PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO 1ª SEMANA: 29 a 02 DE JUNHO DE 2023 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS GEOGRAFIA/HISTÓRIA  Realizar atividade sobre os estudos da colonização do Brasil e Encontro dos povos.  Brincar com jogo envolvendo a temática estudada no mês. CONTEÚDOS Geografia: Divisão política do Brasil História: Encontro de povos e colonização do Brasil METODOLOGIA (COMO FAZER) GEOGRAFIA E HISTÓRIA -METODOLOGIA (COMO FAZER)  Nesta semana, as estudantes farão avaliação parcial da disciplina História e Geografia  A avaliação será formada por conhecimentos estudados no mês.  A avaliação vale 5,0 pontos, sendo os outros 5,0 pontos divididos entre as atividades e classe/casa, participação nas aulas, frequência e comportamento.  Essa atividade será em Codocência com Língua inglesa e Língua portuguesa. JOGO “BINGO DA HISTÓRIA” Mecânica e objetivo do jogo Cada grupo tem uma cartela de respostas que estão distribuídas em 12 quadros. O professor lança uma pergunta para a classe; a pergunta é retirada de um monte de cartões embaralhados. O grupo que tiver a resposta correta em sua cartela marca-a com um botão ou pedrinha. Ganha o jogo quem primeiro completar a cartela de resposta. Este tipo de jogo se presta a diversos conteúdos: temas factuais específicos (Encontro com os indígenas, os primeiros habitantes do Brasil, Os colonizadores, Escambo, pau-brasil e divisão política do Brasil/ Siglas) Preparação do jogo (pelos alunos) 1ª etapa: Elaborar o conteúdo do jogo  Cada grupo (3 a 4 alunos) elabora 12 perguntas sobre o conteúdo estudado e as respectivas respostas. O professor pode estabelecer alguns critérios para garantir a boa qualidade das perguntas como, por exemplo, não permitir perguntas óbvias.  O professor avalia as perguntas/afirmações e as respectivas respostas verificando se estão corretas, se são pertinentes e
  • 2. adequadas para o jogo. Orientar o grupo para fazer as alterações necessárias.  Atenção, professor: verifique se há uma boa variedade de perguntas e respostas para que o jogo fique mais desafiador e dinâmico. 2° etapa: Confeccionar os cartões e cartelas  Material necessário: 1 cartolina branca, lápis, canetas ou lápis de cor, tesoura, régua, 12 botões ou pedrinhas ou conchas.  Atividade para ser feita pelos alunos.  Cortar a cartolina ao meio. Traçar, em cada parte, 12 quadros iguais. Usar a régua e o lápis para dividir a cartolina.  Em uma metade, cortar os quadros: eles serão os 12 cartões das perguntas. Em cada cartão, escrever uma pergunta (pode ser, também, uma afirmação, como mostrado na imagem).  A segunda metade será a cartela de respostas. Em cada quadro, escrever uma resposta. Caprichar na letra pois essa cartela será lida por outro grupo. 3ª etapa:  Os alunos entregam para o professor os cartões de perguntas e a cartela de respostas.  O professor distribui as cartelas de respostas aos grupos, de maneira de cada um receba a cartela feita por outro grupo. Jogando o Bingo da História O professor embaralha os cartões de perguntas. Em seguida, escolhe aleatoriamente um cartão e lê a pergunta para a turma. O grupo que tiver a resposta correta deverá marcar o quadro da resposta com uma peça (botão, pedrinha, concha etc.). Ganha o grupo que primeiro preencher toda cartela.  Finalize a aula com breve relato sobre o desempenho de todos na atividade. RECURSOS DIDÁTICOS lápis, caneta, papel fotográfico, pincel, folha a4.
  • 3. PLANO DE AULA – 5º ANO E.F PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO 2ª SEMANA: 05 a 09 JUNHO DE 2023 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS HISTÓRIA  Conhecer um engenho de açúcar  Compreender as particularidades da escravidão praticada pelos europeus a partir do século XV;  Conhecer o contexto do engenho e da sociedade colonial;  Reconhecer as iniciativas de resistência à escravidão no Brasil; GEOGRAFIA  Compreender que o povo brasileiro se formou com o encontro e a miscigenação de diferentes povos;  Reconhecer os principais povos que formaram o povo brasileiro;  Verificar o que são quilombos e valorizar os quilombolas e sua cultura;  Identificar outros povos imigrantes que participaram da formação do povo brasileiro. CONTEÚDOS História Mão de obra africana / O Engenho de açúcar / Resistencia a escravidão. Geografia: Formação do povo brasileiro; os indígenas/Os colonizadores portugueses/Os africanos/Quilombos e quilombolas e outros povos imigrantes. METODOLOGIA (COMO FAZER) HISTÓRIA  Recomenda-se retomar conceitos como colonização, capitanias hereditárias, exploração dos recursos naturais pelos portugueses e trabalho indígena, estudados anteriormente.  Comente para os alunos que a extração do pau-brasil e o estabelecimento das capitanias hereditárias fizeram parte da primeira fase da exploração do território brasileiro e que, depois disso, Portugal fez do Brasil sua colônia.  Pode-se compor uma linha do tempo na lousa para que os alunos visualizem essas informações. (anexo)  Apresente as páginas 293, 295 e 296 a respeito do Brasil dos engenhos um capítulo importante na construção do Brasil e ao mesmo tempo triste.  Conduzir a leitura coletiva do tópico “O engenho de açúcar”, da página 295, relembrando que a instalação de engenhos foi o primeiro passo para a efetivação da colonização do Brasil, obrigando os senhores de engenho a investir em infraestrutura e atraindo povos de diferentes origens para a América, sejam empreendedores ou degredados da Europa, sejam sequestrados da África.  Apresente na sequência o recurso digital intitulado “Produção do açúcar no engenho”, que mostra mais detalhes sobre esse trabalho realizado pelos trabalhadores escravizados no engenho.  Pode-se concluir a aula retomando a função e a importância para a metrópole portuguesa dos engenhos de açúcar.  Oriente a leitura da página 298 e 299 e os aspectos neles contidos, baseado no estudo do conteúdo.  Em seguida sugira o vídeo abaixo e conduzindo os alunos a conhecer um engenho de cana de açúcar e quem foram as pessoas que lá trabalharam e de que forma. · https://www.youtube.com/watch?v=Rvw5rHB5bL0 (o engenho de açúcar)
  • 4.  Sugere-se como tarefa de casa que os alunos elaborem um pequeno texto, a partir da interpretação da pintura de Frans Post sobre os engenhos de açúcar, da página 295, 299 e 300 e 306. Atividade para classe: páginas 295, 296, 297,298 e 299 Atividade para classe: 295, 299 e 300 e 306. Co-docencia Os componentes curriculares Língua inglesa/ Ensino religioso/Língua portuguesa/ História e Geografia serão estimuladas nas aulas, a fim de refletir sobre o significado de uma sociedade patriarcal na qual os homens exercem poder e controle sobre suas famílias e agregados. Nesse sentido, seria interessante chamar a atenção para o fato de o Estado e a Igreja Católica legitimarem esse poder: o primeiro por meio de leis que garantissem privilégios políticos e econômicos aos homens; o segundo por meio de valores culturais baseados na tradição cristã e nas interpretações bíblicas. Entre as possibilidades de trabalho integrado, pode-se promover atividades sobre a riqueza cultural africana (Arte e Ateliê de arte). O trabalho da pastoral também é valido para esses estudos. GEOGRAFIA  Sugere-se iniciar a aula incentivando os alunos a observar atentamente a imagem de abertura do capítulo, nas páginas 290 e 291 do livro. Oriente-os a prestar atenção aos detalhes das roupas que as crianças estão usando. Pode-se comentar que as vestimentas, os instrumentos musicais, as músicas e as danças representam alguns dos elementos constituintes da identidade de cada tipo de expressão cultural.  Em seguida, auxilie na leitura e resolução das perguntas propostas.  Recomenda-se organizar a turma em duplas e apresentar o quadro Operários, de Tarsila do Amaral. É importante explicar que Tarsila do Amaral foi uma pintora brasileira e que, nessa obra, a intenção da artista era retratar os trabalhadores da indústria paulista.  Preparar imagens impressas dessa obra (com quadro para descrever a resolver a proposta abaixo.)  Nas duplas, oriente os alunos a observar e depois descrever, no caderno, as características físicas das pessoas retratadas. Ressalte a importância de atentar para a cor da pele, os diferentes tipos de cabelo, o formato dos olhos etc.  m seguida, os alunos, com base nos seus conhecimentos, os alunos irão formular uma hipótese sobre os motivos de as pessoas retratadas possuírem características físicas tão distintas.  Os alunos também podem procurar no dicionário o significado da palavra “miscigenação” e anotá-lo no caderno (dicionários em sala)  Em seguida, estabeleça uma roda de conversa com os alunos e peça que exponham para a turma as hipóteses levantadas sobre a diversidade das pessoas retratadas no quadro Operários.  Se considerar necessário, explique que foram diversos os povos que compuseram a população brasileira: indígenas, de diversas etnias, portugueses, negros (provenientes de várias regiões do continente africano, especialmente Costa do Marfim e Angola), espanhóis, judeus, alemães, italianos, árabes e japoneses. O Brasil é mundialmente conhecido pela presença de diversas etnias, tendo, por isso, uma cultura muito rica e diversificada.  Se possível imprimir imagens desses povos e deixar exposta no mural de sala.
  • 5.  Recomenda-se utilizar o gráfico “Se o Brasil tivesse 100 pessoas, seríamos”, do site IBGE Educa, para mostrar aos estudantes como está dividida a população brasileira e como o IBGE obtém essa informação.  Como tarefa de casa, oriente que os alunos façam um desenho, no estilo da pintura de Tarsila do Amaral, retratando a diversidade do povo brasileiro. Atividade de classe: Estudo das páginas 290 e 291 e análise do quadro de Tarsila do Amaral Atividade de casa: Atividade de desenho sugerida (releitura da pintura de Tarsila do Amaral) Entre as possibilidades de trabalho integrado, pode-se promover atividades envolvendo a apreciação da pintura de Tarsila do Amaral( disciplina Arte) Em História contextualizar capitanias hereditárias com a divisão política do Brasil. A formação da população brasileira com os povos originários do Brasil: indígenas, africanos, europeus e imigrantes. RECURSOS DIDÁTICOS Livro didático, caderno, mapa, lápis, anexos de Tarsila do Amaral “ Os operários” Quadro Operários, de Tarsila do Amaral. Disponível em: <http://www.saopaulo.sp.gov.br/ultimas- noticias/operarios-de-tarsila-do-amaral-esta-em-exposicao-no-palacio-dos-bandeirantes/>. Acesso em: 28 abril. 2023 Gráfico “Se o Brasil tivesse 100 pessoas, seríamos”, do site IBGE Educa. Disponível em: <https://educa.ibge.gov.br/criancas/brasil/nosso-povo/19624-cor-ou-raca.html>. Acesso em 15 de maio.
  • 6. 3ª SEMANA: 12 A 16 DE JUNHO DE 2023 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS HISTÓRIA  Interpretar o mapa apresentado e verificar como ocorreu a expansão do território brasileiro;  Entender como funcionava a corrida do ouro e o trabalho dos tropeiros;  Conhecer as condições de trabalho dos escravizados nas minas; GEOGRAFIA  Compreender que o povo brasileiro se formou com o encontro e a miscigenação de diferentes povos;  Reconhecer os principais povos que formaram o povo brasileiro;  Verificar o que são quilombos e valorizar os quilombolas e sua cultura;  Identificar outros povos imigrantes que participaram da formação do povo brasileiro. CONTEÚDOS História: Drogas do sertão, Corrida do ouro, Tropeirismo e Mineração; Geografia: Formação do povo brasileiro; os indígenas/Os colonizadores portugueses/Os africanos/Quilombos e quilombolas e Outros povos imigrantes. METODOLOGIA (COMO FAZER) HISTÓRIA  Propõe-se iniciar a aula com a correção da tarefa de casa.  Após a correção solicite aos alunos que relacionem a imagem de abertura ao título do capítulo “A mineração no Brasil”, estimulando a interpretação sobre como o trabalho é retratado na gravura: quem são os trabalhadores; como estão vestidos; se existe uma hierarquia entre eles; quais são suas ferramentas de trabalho; onde o minério é extraído etc.  Use imagens da internet que mostrem detalhadamente esses objetos usados pelos mineradores. Em seguida, oriente a leitura com os alunos o texto da página 245, fazendo comentários sobre a imagem. Seria interessante chamar a atenção para o ouro como um dos minérios mais valorizados pelos colonizadores, bem como para o fato de a descoberta do ouro no interior do Brasil ter estimulado a criação de novas vilas e cidades, ocasionando a expansão territorial do país e a ocupação de áreas antes inexploradas pelos europeus.  Oriente a leitura do tópico “A expansão do território” da página 246 e 247, levando-os refletir sobre o fato de os espanhóis terem encontrado pedras preciosas logo nos primeiros anos de colonização das regiões do continente americano. Na busca por metais preciosos, os bandeirantes escravizaram indígenas, exploraram o interior do Brasil, estabeleceram contatos entre diferentes regiões, aumentando assim o poder de ação colonial no território.  No texto “A corrida do ouro” e “O abastecimento das minas” apresente o perfil da exploração mineradora, cuja ânsia por ouro levava à dedicação integral nas minas, desestimulando o investimento na infraestrutura dos arraiais, no abastecimento de alimentos e na confecção de PLANO DE AULA – 5º ANO E.F PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO
  • 7. produtos que atendessem às necessidades básicas, como roupas, utensílios e instrumentos de trabalho.  Em seguida estimule a interpretação do mapa “Atividades econômicas no Brasil (séculos XVII e XVIII)”, na mesma página, chamando a atenção para o desenvolvimento de vilas e cidades nas regiões onde existia exploração econômica, bem como para o fato de o Brasil colonial se restringir a essas áreas, sendo o território expandido conforme se ampliavam também as atividades econômicas. Depois, proponha aos alunos a realização das atividades 1 e 2 da página 246 corrigindo-as na sequência.  No tópico a “Formação de núcleos urbanos” da página 248, chame a atenção para as diferentes profissões e grupos sociais que compunham a sociedade da região, que, além de mineradores, contava com artesãos, fundidores, ourives, fiscais etc.  Como tarefa de casa, pode-se sugerir uma pesquisa sobre as drogas do Sertão, para início da próxima aula. Atividade para classe: páginas 244 a 248 Atividade para casa: página 249 e pesquisa sobre as Drogas do Sertão GEOGRAFIA  Recomenda-se iniciar a aula realizando a correção da lição de casa proposta na aula anterior.  Faça a correção da tarefa de casa. Peça a alguns alunos que apresentem e comentem o desenho criado.  Após a correção inicie com os alunos a leitura das páginas 292, 293 e 295 do livro. A intenção dessa leitura é preparar os estudantes para os temas que serão trabalhados nas próximas aulas.  Para começar o tema sobre os povos indígenas, recomenda-se exibir o recurso digital “Grupos indígenas”, a fim de que os alunos tenham noção das etnias indígenas que viviam no Brasil antes da chegada dos portugueses. Destaque o número de povos indígenas e pessoas indígenas apresentadas no infográfico em cada um dos períodos. Apresente alguns povos indígenas para os alunos. Por meio do recurso digital, os estudantes podem conhecer algumas características de alguns povos e identificar algumas de suas contribuições para a cultura brasileira. É interessante que eles anotem as informações mais relevantes no caderno.  Na sequência, estabeleça algumas perguntas para reflexão sobre: “O que é ser indígena?”. Depois que eles fizerem suas considerações, esclareça que indígena é quem se identifica com uma comunidade indígena e é visto por ela como um membro. Pode-se, então, perguntar aos estudantes o que é uma comunidade indígena. Explique que comunidade indígena é um conjunto de pessoas que: (a) mantêm relações de parentesco ou vizinhança entre si; (b) são descendentes dos povos que habitavam o continente antes da chegada dos europeus; (c) apresentam modos de vida que são transformações das antigas formas de viver das populações originárias das Américas.  Como tarefa de casa, solicite aos alunos que respondam à seguinte questão: “Os indígenas são todos iguais? Explique a sua resposta”.  Solicitar a que a pergunta seja feita no caderno de escrita.  Conclua a aula com breve resumo do dia e explicação da proposta para casa. Atividade para classe: páginas 292, 293 e 295 Atividade para casa: caderno de escrita.
  • 8. RECURSOS DIDÁTICOS  Papel A4; lápis de cor; lápis, caderno, livro didático, , dispositivo com acesso à internet.  Recurso digital “Primeiros contatos entre indígenas e portugueses”;  Recurso digital “Grupos indígenas
  • 9. PLANO DE AULA – 5º ANO E.F PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO 4ª SEMANA: 19 A 23 DE JUNHO DE 2023 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS HISTÓRIA  Valorizar a diversidade cultural contemplada em diversas partes do Brasil  Conhecer os festejos populares que constituem a cultura regional brasileira.  Associar a noção de cidadania com os princípios de respeito à diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos.(BNCC)  Comparar o uso de diferentes linguagens e tecnologias no processo de comunicação e avaliar os significados sociais, políticos e culturais atribuídos a elas.(BNCC) GEOGRAFIA  Valorizar a diversidade cultural contemplada em diversas partes do Brasil  Conhecer os festejos populares que constituem a cultura regional brasileira.  Produzir jogos e brincadeiras juninas de acordo com as características do gênero estudadas no capítulo;  Investigar, com mediação do professor, temas diversos, desenvolvendo aprendizagens que dialogam com o contexto que está inserido; (EPA – PMC)  Interagir em situações de intercâmbio oral para realizar as vivências escolares, de forma respeitosa e colaborativa, trocando ideias e engajando-se em situações de aprendizagem. (EPA – HPA CONTEÚDOS História: Festejos pelo Brasil ( Quadrilha Junina) Geografia: Avaliação Diferenciada II e Manifestações Juninas – Jogos e brincadeiras juninas.Tema: Regras de jogos e brincadeira METODOLOGIA (COMO FAZER) HISTÓRIA  Apresente o livro “ Riqueza cultural brasileira” os festejos populares que constituem a cultura regional brasileira.  O livro traz as principais festividades de cada região do país. Para tal, aborda a origem histórica, as influências dos diferentes grupos sociais, a data da comemoração e a importância do festejo para a população da região.  Além disso, expõe as particularidades e os elementos que caracterizam os festejos, tais como: comidas típicas, vestimentas, danças, músicas e outras atividades.  Incentive os estudantes a explorar as páginas de abertura e forme uma roda de conversa e estimule os estudantes a realizarem a leitura em grupo dos textos das páginas 40 e 41.  Explique o contexto dos festejos, os aspectos relacionados a estas festas populares, crenças e hábitos que são passados de geração em geração a fim de garantir a perpetuidade de cada festividade  Estimule os estudantes a comentar sobre os festejos que conhecem, caso 1. Você conhece algum festejo? Qual? 2. De quais festejos você costuma participar? 3. Você sabe qual é a origem do festejo de que você gosta?
  • 10.  Organize os estudantes em grupos e proponha que escolham um dos Festejos mencionados, depois, prepare um roteiro para a realização de uma reportagem digital com as instruções no quadro abaixo (usar tabletes).  A atividade pode ser apresentada no final do semestre como atividade avaliativa. No entanto, tem que apresentar informações novas e relevantes, assim como imagens, áudios e vídeos da festividade escolhida.  Complemente com os estudos relacionados a quadrilha junina que está sendo ensaiada com os estudantes.  Finalize a aula com valorização dos trabalhos feitos. ESSE MOMENTO SERÁ CONDUZIDO EM DOCÊNCIA COMPARTILHADA COM LÍNGUA INGLESA, DENTRO DAS POSSIBILIDADES DE TRAZER ELEMENTOS BILÍNGUES PARA ESSA PROPOSTA. FAZENDO USO DE RECURSOS TECNOLOGICOS ENRIQUEÇA ESSE MOMENTO COM AUDIO, IMAGENS DA INTERNET OU VIDEOS SOBRE ESSES ESTUDOS. Atividade de classe: festejos pelo mundo (material didático) páginas 40 e 41 e roteiro digital Atividade para casa: GEOGRAFIA AVALIAÇÃO INTEGRADA COM AS DISCIPLINAS DE ARTE, LÍNGUA INGLESA, EDUCAÇÃO FÍSICA, HISTÓRIA, GEOGRAFIA, CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E ATELIÊ DE LINGUAGENS.
  • 11.  Inicie a aula com uma roda de conversa sobre o mês junino e, concomitantemente a Avaliação Diferenciada II. Explique que iremos realizar uma atividade que irá ligar as festividades juninas com a temática mais trabalhada durante o mês em sala: Regras de jogos e brincadeiras;  Primeiramente, retome o que é esse gênero, que são textos que orientam o leitor, passo a passo, a realizar um jogo ou uma brincadeira. Nesses textos, podem ser apresentados: o objetivo, a origem, os materiais necessários, a quantidade de participantes, as etapas, entre outros;  Explique que, por estarmos no mês junino e, concomitantemente, na semana da Avaliação Diferenciada II, iremos realizar a produção de jogos e brincadeiras juninas, incluindo a apresentação no dia da festa junina de uma quadrilha;  Aborde que as brincadeiras juninas .  Durante a produção, deixe disponível alguns materiais para ajuda-los, como: barbante, tinta guache, pinceis, lápis de cor, fita gomada, cola, papel filipinho, papel cartão, cartolinas, papelão, entre outros;  Como finalização da Avaliação, os jogos produzidos serão expostos no dia da festa junina, juntamente com uma apresentação de quadrilha (ensaiados pela Natália Taís). Atividade de classe: Estudos para avaliação diferenciada RECURSOS DIDÁTICOS  Papel A4; lápis de cor; lápis, caderno, livro didático, planisfério do material complementar, tesoura, cola, globo terrestre, tabletes,  barbante, tinta guache, pinceis, lápis de cor, fita gomada, cola, papel filipinho, papel cartão, cartolinas, papelão, entre outros;
  • 12. PLANO DE AULA – 5º ANO E.F PROFESSORA:ELCIANE CARVALHO 5ª SEMANA: 26 A 30 DE MAIO DE 2023 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS HISTÓRIA/ GEOGRAFIA  Valorizar a diversidade cultural contemplada em diversas partes do Brasil  Conhecer os festejos populares que constituem a cultura regional brasileira.  Associar a noção de cidadania com os princípios de respeito à diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos.(BNCC)  Comparar o uso de diferentes linguagens e tecnologias no processo de comunicação e avaliar os significados sociais, políticos e culturais atribuídos a elas.(BNCC) CONTEÚDOS História/ Geografia: Festejos pelo Brasil e mundo ( Quadrilha Junina) METODOLOGIA (COMO FAZER) HISTÓRIA  Retome os estudos do livro “ Riqueza cultural brasileira” os festejos populares que constituem a cultura regional brasileira.  Use essa aula para finalizar o roteiro virtual sobre os festejos.  Incentive os estudantes a usarem sua criatividade para realização da atividade.  Finalize a aula com valorização dos trabalhos feitos.  Para construção do roteiro use o Padlet. Atividade de classe: festejos pelo mundo e roteiro digital GEOGRAFIA  Finalizados trabalhos da avaliação diferenciada.  Ensaios para a quadrilha junina. RECURSOS DIDÁTICOS  Papel A4; lápis de cor; lápis, caderno, livro didático, planisfério do material complementar, tesoura, cola, globo terrestre, tabletes,
  • 14.
  • 15. *