SlideShare uma empresa Scribd logo
ENCONTRO GERAL – PIBID EDUCAÇÃO
FÍSICA – UEMG/Unidade de
Divinópolis
 PARTICIPANTES:
Coordenadores, supervisores e bolsistas.
 PAUTA:
-Importância e dimensão do projeto;
- O que é “ser pibidiano”;
-Andamento do projeto nas escolas parceiras;
-Ações;
-Artigo, portfólio, Seminário da UEMG (setembro), Seminário do PIBID e Seminário Unidade de
Divinópolis
- Demandas específicas
 CRONOGRAMA:
- 8h até 9h: Fala dos coordenadores – demandas dos artigos e publicações
-9h até 9:30: Avaliação geral do andamento do projeto
-9:30 até 9:45: INTERVALO
-9:45 até 10:30: Encontro específico – por escola
- 10:30 até 11h: Apresentação do que está sendo realizado (10 minutos por escola)
- 11h até 12h: Considerações finais
Importância e dimensão do projeto
 A formação de professores, tornou-se tema de relevância nacional ;
 Papel dos professores, de sua trajetória e de sua formação para o
processo de melhoria da qualidade da educação básica;
 Condições de trabalho, contexto e realidade escolar, políticas de
valorização da carreira docente;
 À medida que o PIBID ocorre, conhecimentos vão sendo construídos, ao
mesmo tempo em que se impõem novos desafios e questionamentos:
 Que saberes o futuro professor constrói e aciona ao longo da sua ação
docente?
 Como a trajetória pessoal e profissional interfere no processo de
formação e de desenvolvimento dos futuros professores?
 Como o futuro educador lida com as tensões inerentes ao seu trabalho?
 Que estratégias formativas devem ser empreendidas, considerando:
 Considerando:
a) os novos desafios da profissão docente?
b) a necessária articulação entre a prática e a pesquisa?
c) a formação de um professor com um perfil autônomo,
reflexivo, arauto de mudanças no seu contexto?
d) a importância do saber da experiência para o
desenvolvimento profissional?
 O Programa, à medida que viabiliza a inserção do licenciando em
situações concretas nas quais se desenvolve o trabalho docente,
permite aproximações fundamentais entre as dimensões que
necessariamente se articulam enquanto o professor constrói seus
saberes. Além disso, coloca-se como um movimento dinâmico de
formação de professores, coerente com os referenciais teóricos
consolidados na área da educação, enfoque na Educação Física
Escolar
 O PIBID – Educação Física foi estabelecido no ano de 2014,
encaminhado a CAPES em 2013, com 32 ações devidamente
fundamentas que serão desenvolvidas ao longo dos 4 anos de
projeto (2 anos, prorrogados por mais 2). Conta, atualmente com
mais de 36 bolsistas, 4 supervisores e 2 coordenadores gerais, sendo
Fábio – coordenação pedagógica e Caroline – coordenação
administrativa (burocracias)
 As atividades foram devidamente selecionadas para atender as
demandas da Educação Física Escolar, objetivando a formação do
acadêmico e dos escolares – capacitando e instigando a ser
Unidades de análise segundo as dimensões da formação docente
UNIDADE DE ANÁLISE e CARACTERÍSTICAS
1 - Dimensão didático-metodológica do trabalho docente:
 Engloba as competências e contribuições do PIBID relacionadas ao
desenvolvimento, organização e avaliação de situações de ensino e
aprendizagem.
2 - Dimensão coletiva da formação
 Dimensão que envolve o caráter relacional, coletivo da formação e do
trabalho docente.
3 - A docência e a prática como eixos estruturantes da formação
 Nessa categoria, foram incluídas todas as manifestações relacionadas à
aproximação entre os campos da prática e da formação.
4 - Formação acadêmico-científica
 Categoria que reúne as aprendizagens e contribuições citadas pelos
bolsistas relacionadas ao seu desempenho acadêmico.
 ORIENTAÇÕES SUPERVISORES:
 Hierarquia – Coordenação institucional – coordenação de área – supervisor de área – bolsistas
 Fábio – coordenação pedagógica e Carol coordenação administrativa
 Carga horária – 8 horas semanais
 Reuniões de planejamento com os alunos semanalmente – fazer os planos de aula
 Reunião com a coordenação – mensal
 Participação em Palestras/seminários/cursos de atualização do PIBID
 Fazer chamada dos alunos, verificar horários, atestados
 Preencher os formulários e relatórios solicitados e entregar nas datas marcadas.
 BOLSISTAS:
 Participar ativamente de todo o processo de construção, elaboração e execução do projeto na
escola
 Evitar falta para não ser substituído, valorizar a oportunidade
 Participação em Palestras/seminários/cursos de atualização do PIBID
 Elaboração dos artigos e portfólios
Etapas Data Ações
Organização e Planejamento
(Planejamento, Apresentação de
Propostas às escolas, Formação dos
bolsistas)
Fevereiro
Planejamento das atividades e encontros semanais com bolsistas e supervisoras
Organização e Planejamento
Março Planejamento das atividades e encontros semanais com bolsistas e supervisores
Execução das Ações
Abril
Relação de Gênero e Sexualidade
Execução das Ações
Maio
Oficina de Capoeira,
Execução das Ações
Junho Oficina de Brinquedos e Resgate dos Jogos Populares,
Execução das Ações
Agosto
IMC dos discentes e palestra sobre Obesidade
Execução das Ações
Setembro
Rua de Lazer,
Seminário da UEMG
Execução das Ações
Outubro
Gincana Cultural,
Participação de bolsistas em Seminários do PIBID em outras Instituições a fim de
socializar o resultado dos trabalhos desenvolvidos
Finalização das Ações
Novembro
Dezembro
Caminhada Ecológicas
Orientações para portfólio
Artigos, resumos e participação em
atividades científicas
 Semana UEMG – 11 a 19 de setembro
 Seminário da UEMG
 Seminário do PIBID
 Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unidade de Divinópolis
 Congresso da FIEP- UFOP - setembro
 Congresso Internacional da FIEP – Foz do Iguaçu - janeiro
RESUMO EXPANDIDO
 NORMAS PARA FORMATAÇÃO
 O resumo expandido deverá ter, no mínimo, 1 (uma) página e, no máximo, 3 (três)
páginas em papel A4.
 Formato – Fonte: Times New Roman. Tamanho 11. Espaço entrelinhas: simples.
Margens: 2,0 cm (todas).
 O título deverá ser escrito em maiúsculas e em negrito.
 Os nomes dos autores deverão ser escritos por extenso (ex.: SILVA, João Pereira), com
chamadas numéricas evidenciando a função e a instituição de origem deles (ver
exemplo em anexo). O nome do orientador (quando houver) será o único dos autores
em negrito.
 Estrutura do resumo: introdução; objetivos; metodologia; resultados e discussão;
considerações finais (ou conclusão); e referências (de acordo com as normas da ABNT
ou do “Manual para Normalização de Publicações Técnico-Científicas”, de Júnia Lessa
França e Ana Cristina Vasconcellos, 2007).
 No caso de projetos financiados por programas de incentivo e agências de fomento
Artigos
 ESTRUTURA DO ARTIGO:

I – Artigo completo deverá ter de 5 a 7 laudas (incluindo tabelas, bibliografia e resumos) em
Inglês e mais 5 a 7 laudas (incluindo tabelas, bibliografia e resumos) em Português; os
gráficos, figuras, tabelas, quadros, fotos devem ser incluídos diretamente no texto e com
qualidade de 300 dpi (formato JPEG).
II – Deverão ser enviados 4 Resumos de até 300 palavras cada, título e 3 palavras-chaves nos
seguintes idiomas: Inglês, Francês, Espanhol e Português (seguindo esta ordem);
III – Além da formatação, conforme consta no ítem 7 deverá também ter a seguinte
configuração de página: Superior: 2 cm, Inferior: 2 cm, Margem Direita: 1 cm e Margem
Esquerda: 2 cm.;
IV – O trabalho terá que ser enviado cumprindo todos os itens, sendo que deverão ser
enviadas todas as traduções em Arquivo único, seguindo a seguinte ordem: Artigo completo
em Português, Artigo completo em Inglês, Título/Resumo em Inglês, Título/Resumo em
Francês, Título/Resumo em Espanhol e Título/Resumo em Português.
COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO DE 8 À 12 LAUDAS
 TÍTULO
 USOBRENOME, Nome Aluno1, orientadores
 RESUMO
 Palavras-chave
 1. INTRODUÇÃO (duas até três páginas)
Num contexto geral a introdução deve:
Fornecer uma visão global do assunto tratado (contextualização);
Contemplar a relevância do assunto (justificativa);
Apresentar para quê ele foi elaborado (objetivo);
Abordar genericamente as unidades e as subunidades que serão discutidas (estrutura do texto).
2- METODOLOGIA (3 até 5 páginas)
Parte principal e mais DETALHADA do trabalho, deve apresentar a fundamentação teórica, a metodologia,
3- RESULTADOS E A DISCUSSÃO.(duas páginas)
4- CONSIDERAÇÕES FINAIS a) as considerações finais devem responder às questões da pesquisa,
correspondentes aos objetivos e hipóteses; b) devem ser breves, podendo apresentar recomendações e
sugestões para trabalhos futuros; c) relatar as principais contribuições da pesquisa; d) para artigos de revisão,
deve-se excluir material, método e resultados.
5- REFERÊNCIAS
 A CADA AÇÃO DEVE-SE ELABORAR UM ARTIGO, SEGUINDO OS ITENS EXIGIDOS
ATÉ AGOSTO – AO MENOS 3 ARTIGOS
Avaliação geral:
 Grupos por escola (bolsista)
 Grupo de supervisores e coordenação
 Plenária

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a PIBID apresentação.pptx

Projeto Sala de Educador
Projeto Sala de EducadorProjeto Sala de Educador
Projeto Sala de Educador
cefaprodematupa
 
Projeto Sala de Professor 2011
Projeto Sala de Professor 2011Projeto Sala de Professor 2011
Projeto Sala de Professor 2011
cefaprodematupa
 
Orientações estágio educação infantil - cópia
  Orientações estágio educação infantil - cópia  Orientações estágio educação infantil - cópia
Orientações estágio educação infantil - cópia
Larissa Soares
 
PIM - Manual Geral
PIM - Manual GeralPIM - Manual Geral
PIM - Manual Geral
Michele Rufatto Vaz
 
OS SABERES DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL: O PAPEL DO PIBID E DO ENSINO POR ...
OS SABERES DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL: O PAPEL DO PIBID E DO ENSINO POR ...OS SABERES DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL: O PAPEL DO PIBID E DO ENSINO POR ...
OS SABERES DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL: O PAPEL DO PIBID E DO ENSINO POR ...
ProfessorPrincipiante
 
Sala de Educador
Sala de EducadorSala de Educador
Sala de Educador
cefaprodematupa
 
Apresentação economia
Apresentação economiaApresentação economia
Apresentação economia
FOPROP
 
Saresp2
Saresp2Saresp2
Saresp2
telasnorte1
 
Sala de Educador
Sala de EducadorSala de Educador
Sala de Educador
cefaprodematupa
 
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPPLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
www.estagiosupervisionadofip.blogspot.com
 
Modelo de relatório ação I
Modelo de relatório ação IModelo de relatório ação I
Modelo de relatório ação I
Pibid Unileste Biologia
 
Manual pesquisa
Manual pesquisaManual pesquisa
Manual pesquisa
Miguel Albino Cumbane
 
Manual pesquisa informações para a elaboração de projetos e relatórios de pe...
Manual pesquisa  informações para a elaboração de projetos e relatórios de pe...Manual pesquisa  informações para a elaboração de projetos e relatórios de pe...
Manual pesquisa informações para a elaboração de projetos e relatórios de pe...
Rosane Domingues
 
Sala de educador
Sala de educadorSala de educador
Sala de educador
cefaprodematupa
 
Folha rubricas
Folha rubricasFolha rubricas
Folha rubricas
Giovana Schubert
 
livro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdflivro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdf
InesVieiraAluno
 
PROJETO CURRÍCULO
PROJETO CURRÍCULOPROJETO CURRÍCULO
PROJETO CURRÍCULO
Rodolfo Saenger
 
INTRODUÇÃO A PESQUISA.pptx
INTRODUÇÃO A PESQUISA.pptxINTRODUÇÃO A PESQUISA.pptx
INTRODUÇÃO A PESQUISA.pptx
Eliana Gonçalves
 
Orientações para elaboração de projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Orientações para elaboração de projetos na rede municipal de ensino de PiratubaOrientações para elaboração de projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Orientações para elaboração de projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Claudia Jung
 
Orientações para projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Orientações para projetos na rede municipal de ensino de PiratubaOrientações para projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Orientações para projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Claudia Jung
 

Semelhante a PIBID apresentação.pptx (20)

Projeto Sala de Educador
Projeto Sala de EducadorProjeto Sala de Educador
Projeto Sala de Educador
 
Projeto Sala de Professor 2011
Projeto Sala de Professor 2011Projeto Sala de Professor 2011
Projeto Sala de Professor 2011
 
Orientações estágio educação infantil - cópia
  Orientações estágio educação infantil - cópia  Orientações estágio educação infantil - cópia
Orientações estágio educação infantil - cópia
 
PIM - Manual Geral
PIM - Manual GeralPIM - Manual Geral
PIM - Manual Geral
 
OS SABERES DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL: O PAPEL DO PIBID E DO ENSINO POR ...
OS SABERES DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL: O PAPEL DO PIBID E DO ENSINO POR ...OS SABERES DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL: O PAPEL DO PIBID E DO ENSINO POR ...
OS SABERES DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO INICIAL: O PAPEL DO PIBID E DO ENSINO POR ...
 
Sala de Educador
Sala de EducadorSala de Educador
Sala de Educador
 
Apresentação economia
Apresentação economiaApresentação economia
Apresentação economia
 
Saresp2
Saresp2Saresp2
Saresp2
 
Sala de Educador
Sala de EducadorSala de Educador
Sala de Educador
 
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPPLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
 
Modelo de relatório ação I
Modelo de relatório ação IModelo de relatório ação I
Modelo de relatório ação I
 
Manual pesquisa
Manual pesquisaManual pesquisa
Manual pesquisa
 
Manual pesquisa informações para a elaboração de projetos e relatórios de pe...
Manual pesquisa  informações para a elaboração de projetos e relatórios de pe...Manual pesquisa  informações para a elaboração de projetos e relatórios de pe...
Manual pesquisa informações para a elaboração de projetos e relatórios de pe...
 
Sala de educador
Sala de educadorSala de educador
Sala de educador
 
Folha rubricas
Folha rubricasFolha rubricas
Folha rubricas
 
livro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdflivro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdf
 
PROJETO CURRÍCULO
PROJETO CURRÍCULOPROJETO CURRÍCULO
PROJETO CURRÍCULO
 
INTRODUÇÃO A PESQUISA.pptx
INTRODUÇÃO A PESQUISA.pptxINTRODUÇÃO A PESQUISA.pptx
INTRODUÇÃO A PESQUISA.pptx
 
Orientações para elaboração de projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Orientações para elaboração de projetos na rede municipal de ensino de PiratubaOrientações para elaboração de projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Orientações para elaboração de projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
 
Orientações para projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Orientações para projetos na rede municipal de ensino de PiratubaOrientações para projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
Orientações para projetos na rede municipal de ensino de Piratuba
 

Último

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 

PIBID apresentação.pptx

  • 1. ENCONTRO GERAL – PIBID EDUCAÇÃO FÍSICA – UEMG/Unidade de Divinópolis
  • 2.  PARTICIPANTES: Coordenadores, supervisores e bolsistas.  PAUTA: -Importância e dimensão do projeto; - O que é “ser pibidiano”; -Andamento do projeto nas escolas parceiras; -Ações; -Artigo, portfólio, Seminário da UEMG (setembro), Seminário do PIBID e Seminário Unidade de Divinópolis - Demandas específicas  CRONOGRAMA: - 8h até 9h: Fala dos coordenadores – demandas dos artigos e publicações -9h até 9:30: Avaliação geral do andamento do projeto -9:30 até 9:45: INTERVALO -9:45 até 10:30: Encontro específico – por escola - 10:30 até 11h: Apresentação do que está sendo realizado (10 minutos por escola) - 11h até 12h: Considerações finais
  • 3. Importância e dimensão do projeto  A formação de professores, tornou-se tema de relevância nacional ;  Papel dos professores, de sua trajetória e de sua formação para o processo de melhoria da qualidade da educação básica;  Condições de trabalho, contexto e realidade escolar, políticas de valorização da carreira docente;  À medida que o PIBID ocorre, conhecimentos vão sendo construídos, ao mesmo tempo em que se impõem novos desafios e questionamentos:  Que saberes o futuro professor constrói e aciona ao longo da sua ação docente?  Como a trajetória pessoal e profissional interfere no processo de formação e de desenvolvimento dos futuros professores?  Como o futuro educador lida com as tensões inerentes ao seu trabalho?  Que estratégias formativas devem ser empreendidas, considerando:
  • 4.  Considerando: a) os novos desafios da profissão docente? b) a necessária articulação entre a prática e a pesquisa? c) a formação de um professor com um perfil autônomo, reflexivo, arauto de mudanças no seu contexto? d) a importância do saber da experiência para o desenvolvimento profissional?
  • 5.  O Programa, à medida que viabiliza a inserção do licenciando em situações concretas nas quais se desenvolve o trabalho docente, permite aproximações fundamentais entre as dimensões que necessariamente se articulam enquanto o professor constrói seus saberes. Além disso, coloca-se como um movimento dinâmico de formação de professores, coerente com os referenciais teóricos consolidados na área da educação, enfoque na Educação Física Escolar  O PIBID – Educação Física foi estabelecido no ano de 2014, encaminhado a CAPES em 2013, com 32 ações devidamente fundamentas que serão desenvolvidas ao longo dos 4 anos de projeto (2 anos, prorrogados por mais 2). Conta, atualmente com mais de 36 bolsistas, 4 supervisores e 2 coordenadores gerais, sendo Fábio – coordenação pedagógica e Caroline – coordenação administrativa (burocracias)  As atividades foram devidamente selecionadas para atender as demandas da Educação Física Escolar, objetivando a formação do acadêmico e dos escolares – capacitando e instigando a ser
  • 6. Unidades de análise segundo as dimensões da formação docente UNIDADE DE ANÁLISE e CARACTERÍSTICAS 1 - Dimensão didático-metodológica do trabalho docente:  Engloba as competências e contribuições do PIBID relacionadas ao desenvolvimento, organização e avaliação de situações de ensino e aprendizagem. 2 - Dimensão coletiva da formação  Dimensão que envolve o caráter relacional, coletivo da formação e do trabalho docente. 3 - A docência e a prática como eixos estruturantes da formação  Nessa categoria, foram incluídas todas as manifestações relacionadas à aproximação entre os campos da prática e da formação. 4 - Formação acadêmico-científica  Categoria que reúne as aprendizagens e contribuições citadas pelos bolsistas relacionadas ao seu desempenho acadêmico.
  • 7.  ORIENTAÇÕES SUPERVISORES:  Hierarquia – Coordenação institucional – coordenação de área – supervisor de área – bolsistas  Fábio – coordenação pedagógica e Carol coordenação administrativa  Carga horária – 8 horas semanais  Reuniões de planejamento com os alunos semanalmente – fazer os planos de aula  Reunião com a coordenação – mensal  Participação em Palestras/seminários/cursos de atualização do PIBID  Fazer chamada dos alunos, verificar horários, atestados  Preencher os formulários e relatórios solicitados e entregar nas datas marcadas.  BOLSISTAS:  Participar ativamente de todo o processo de construção, elaboração e execução do projeto na escola  Evitar falta para não ser substituído, valorizar a oportunidade  Participação em Palestras/seminários/cursos de atualização do PIBID  Elaboração dos artigos e portfólios
  • 8. Etapas Data Ações Organização e Planejamento (Planejamento, Apresentação de Propostas às escolas, Formação dos bolsistas) Fevereiro Planejamento das atividades e encontros semanais com bolsistas e supervisoras Organização e Planejamento Março Planejamento das atividades e encontros semanais com bolsistas e supervisores Execução das Ações Abril Relação de Gênero e Sexualidade Execução das Ações Maio Oficina de Capoeira, Execução das Ações Junho Oficina de Brinquedos e Resgate dos Jogos Populares, Execução das Ações Agosto IMC dos discentes e palestra sobre Obesidade Execução das Ações Setembro Rua de Lazer, Seminário da UEMG Execução das Ações Outubro Gincana Cultural, Participação de bolsistas em Seminários do PIBID em outras Instituições a fim de socializar o resultado dos trabalhos desenvolvidos Finalização das Ações Novembro Dezembro Caminhada Ecológicas Orientações para portfólio
  • 9. Artigos, resumos e participação em atividades científicas  Semana UEMG – 11 a 19 de setembro  Seminário da UEMG  Seminário do PIBID  Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unidade de Divinópolis  Congresso da FIEP- UFOP - setembro  Congresso Internacional da FIEP – Foz do Iguaçu - janeiro
  • 10. RESUMO EXPANDIDO  NORMAS PARA FORMATAÇÃO  O resumo expandido deverá ter, no mínimo, 1 (uma) página e, no máximo, 3 (três) páginas em papel A4.  Formato – Fonte: Times New Roman. Tamanho 11. Espaço entrelinhas: simples. Margens: 2,0 cm (todas).  O título deverá ser escrito em maiúsculas e em negrito.  Os nomes dos autores deverão ser escritos por extenso (ex.: SILVA, João Pereira), com chamadas numéricas evidenciando a função e a instituição de origem deles (ver exemplo em anexo). O nome do orientador (quando houver) será o único dos autores em negrito.  Estrutura do resumo: introdução; objetivos; metodologia; resultados e discussão; considerações finais (ou conclusão); e referências (de acordo com as normas da ABNT ou do “Manual para Normalização de Publicações Técnico-Científicas”, de Júnia Lessa França e Ana Cristina Vasconcellos, 2007).  No caso de projetos financiados por programas de incentivo e agências de fomento
  • 11. Artigos  ESTRUTURA DO ARTIGO:  I – Artigo completo deverá ter de 5 a 7 laudas (incluindo tabelas, bibliografia e resumos) em Inglês e mais 5 a 7 laudas (incluindo tabelas, bibliografia e resumos) em Português; os gráficos, figuras, tabelas, quadros, fotos devem ser incluídos diretamente no texto e com qualidade de 300 dpi (formato JPEG). II – Deverão ser enviados 4 Resumos de até 300 palavras cada, título e 3 palavras-chaves nos seguintes idiomas: Inglês, Francês, Espanhol e Português (seguindo esta ordem); III – Além da formatação, conforme consta no ítem 7 deverá também ter a seguinte configuração de página: Superior: 2 cm, Inferior: 2 cm, Margem Direita: 1 cm e Margem Esquerda: 2 cm.; IV – O trabalho terá que ser enviado cumprindo todos os itens, sendo que deverão ser enviadas todas as traduções em Arquivo único, seguindo a seguinte ordem: Artigo completo em Português, Artigo completo em Inglês, Título/Resumo em Inglês, Título/Resumo em Francês, Título/Resumo em Espanhol e Título/Resumo em Português.
  • 12. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO DE 8 À 12 LAUDAS  TÍTULO  USOBRENOME, Nome Aluno1, orientadores  RESUMO  Palavras-chave  1. INTRODUÇÃO (duas até três páginas) Num contexto geral a introdução deve: Fornecer uma visão global do assunto tratado (contextualização); Contemplar a relevância do assunto (justificativa); Apresentar para quê ele foi elaborado (objetivo); Abordar genericamente as unidades e as subunidades que serão discutidas (estrutura do texto). 2- METODOLOGIA (3 até 5 páginas) Parte principal e mais DETALHADA do trabalho, deve apresentar a fundamentação teórica, a metodologia, 3- RESULTADOS E A DISCUSSÃO.(duas páginas) 4- CONSIDERAÇÕES FINAIS a) as considerações finais devem responder às questões da pesquisa, correspondentes aos objetivos e hipóteses; b) devem ser breves, podendo apresentar recomendações e sugestões para trabalhos futuros; c) relatar as principais contribuições da pesquisa; d) para artigos de revisão, deve-se excluir material, método e resultados. 5- REFERÊNCIAS
  • 13.  A CADA AÇÃO DEVE-SE ELABORAR UM ARTIGO, SEGUINDO OS ITENS EXIGIDOS ATÉ AGOSTO – AO MENOS 3 ARTIGOS
  • 14. Avaliação geral:  Grupos por escola (bolsista)  Grupo de supervisores e coordenação  Plenária