SlideShare uma empresa Scribd logo
Pesquisa bibliográfica de
experiências (desk research)
Frederick van Amstel @usabilidoido
DADIN - UTFPR
www.usabilidoido.com.br
Antropologia de gabinete baseada em fontes secundárias (ex:
Edward Tylor) versus Antropologia de campo baseada em fontes
primárias (ex: Bronislaw Malinowski).
A pesquisa bibliográfica (desk
research) é uma pesquisa a
partir das pesquisas já
publicadas (bibliografias) sobre
a experiência em questão.
Utilizar base de pesquisas específicas para artigos acadêmicos é
uma maneira de aumentar a confiabilidade da pesquisa.
O artigo científico é um texto com uma estrutura mais ou menos
padrão que favorece a comparação.
A estrutura do artigo científico deriva do processo de produção
da ciência hegemônica.
1. Introdução
2. Metodologia
3. Resultado
4. Conclusões
O artigo científico é um texto que
compacta grande quantidade de
informação em pouco espaço. É
por isso que, muitas vezes, é
necessário ler e reler até entender.
Anotar e grifar textos científicos é uma maneira de criar âncoras
para a memória e dicas para uma leitura posterior.
Técnica dos grifos semânticos
• Rosa: Problema, lacuna, justificativa, hipótese,
pergunta de pesquisa, objetivo
• Amarelo: Definição de conceitos teóricos
• Verde: Evidência, descoberta, implicação,
recomendação
Após a leitura de diversos artigos
científicos, é possível extrair suas
informações principais para
triangular as fontes de dados.
A triangulação visual extrai os pontos de partida (rosa), os
conceitos teóricos (amarelos) e os pontos de chegada (verde).
Softwares para triangular fontes
• Miro
• Zotero
• Evernote
• Google Keep
• Notion
• Obsidian
Desde o meu doutorado, eu utilizo o Compendium, uma
ferramenta de Issue Based Information System (IBIS).
O Compendium permite exportar dados em XML para gerar
visualizações como esta, que destaca a triangulação de fontes.
Fontes primárias
Fontes secundárias
Fontes terciárias
A pesquisa bibliográfica é, por
si só, uma fonte terciária de
dados e, portanto, não substitui
as fontes primárias.
Para compreender experiências,
é preciso realizar estudos
empíricos, levantar da desk e
ganhar o campo.
Obrigado!
Frederick van Amstel @usabilidoido
DADIN - UTFPR
www.usabilidoido.com.br

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)

Redação Científica
Redação CientíficaRedação Científica
Redação Científica
Solange Santana
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
André luis
 
Fichamento
Fichamento Fichamento
Fichamento
PaulaJucdeSousa
 
Localiza literatura
Localiza literaturaLocaliza literatura
Localiza literatura
Eliane Maciel
 
Unidade 4
Unidade 4Unidade 4
Unidade 4
Marcelo Gomes
 
Metodologia do trabalho cientifico
Metodologia do trabalho cientifico  Metodologia do trabalho cientifico
Projetos introdução
Projetos introduçãoProjetos introdução
Projetos introdução
Universidade Federal Fluminense
 
Pesquisa bibliografica: Engenharia
Pesquisa bibliografica: EngenhariaPesquisa bibliografica: Engenharia
Pesquisa bibliografica: Engenharia
Leticia Strehl
 
Fichamento_Tecnicas_Basicas.ppt
Fichamento_Tecnicas_Basicas.pptFichamento_Tecnicas_Basicas.ppt
Fichamento_Tecnicas_Basicas.ppt
NanyRodriguesdeAndra
 
Bibliobeiriz mini-trabalhos-dicas-profs
Bibliobeiriz mini-trabalhos-dicas-profsBibliobeiriz mini-trabalhos-dicas-profs
Bibliobeiriz mini-trabalhos-dicas-profs
Biblioteca da Escola EB 2/3 de Beiriz
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
Larissa Almada
 
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
SORAYAPEDROSA1
 
Como começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científicoComo começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científico
USP e Plexus
 
Literacia da Informação
Literacia da InformaçãoLiteracia da Informação
Literacia da Informação
Efacil Ler
 
Apresentação Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
Apresentação  Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdfApresentação  Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
Apresentação Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
JorgeErnandesGomes
 
Procedimento Bibliográfico e Documental
Procedimento Bibliográfico e DocumentalProcedimento Bibliográfico e Documental
Procedimento Bibliográfico e Documental
H. Henrique Coelho Bucar
 
METODOLOGIA-CIENTÍFICA.pdf
METODOLOGIA-CIENTÍFICA.pdfMETODOLOGIA-CIENTÍFICA.pdf
METODOLOGIA-CIENTÍFICA.pdf
Maria Dolores Maia Oliveira
 
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Carla Regina Mota Alonso Diéguez
 
Fichamento de Texto
Fichamento de TextoFichamento de Texto
Fichamento de Texto
Portal do Vestibulando
 
2- TCC.pptx
2- TCC.pptx2- TCC.pptx
2- TCC.pptx
cmmProfanalice
 

Semelhante a Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research) (20)

Redação Científica
Redação CientíficaRedação Científica
Redação Científica
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
 
Fichamento
Fichamento Fichamento
Fichamento
 
Localiza literatura
Localiza literaturaLocaliza literatura
Localiza literatura
 
Unidade 4
Unidade 4Unidade 4
Unidade 4
 
Metodologia do trabalho cientifico
Metodologia do trabalho cientifico  Metodologia do trabalho cientifico
Metodologia do trabalho cientifico
 
Projetos introdução
Projetos introduçãoProjetos introdução
Projetos introdução
 
Pesquisa bibliografica: Engenharia
Pesquisa bibliografica: EngenhariaPesquisa bibliografica: Engenharia
Pesquisa bibliografica: Engenharia
 
Fichamento_Tecnicas_Basicas.ppt
Fichamento_Tecnicas_Basicas.pptFichamento_Tecnicas_Basicas.ppt
Fichamento_Tecnicas_Basicas.ppt
 
Bibliobeiriz mini-trabalhos-dicas-profs
Bibliobeiriz mini-trabalhos-dicas-profsBibliobeiriz mini-trabalhos-dicas-profs
Bibliobeiriz mini-trabalhos-dicas-profs
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
 
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
 
Como começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científicoComo começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científico
 
Literacia da Informação
Literacia da InformaçãoLiteracia da Informação
Literacia da Informação
 
Apresentação Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
Apresentação  Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdfApresentação  Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
Apresentação Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
 
Procedimento Bibliográfico e Documental
Procedimento Bibliográfico e DocumentalProcedimento Bibliográfico e Documental
Procedimento Bibliográfico e Documental
 
METODOLOGIA-CIENTÍFICA.pdf
METODOLOGIA-CIENTÍFICA.pdfMETODOLOGIA-CIENTÍFICA.pdf
METODOLOGIA-CIENTÍFICA.pdf
 
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
 
Fichamento de Texto
Fichamento de TextoFichamento de Texto
Fichamento de Texto
 
2- TCC.pptx
2- TCC.pptx2- TCC.pptx
2- TCC.pptx
 

Mais de UTFPR

Cascading oppression in design
Cascading oppression in designCascading oppression in design
Cascading oppression in design
UTFPR
 
Inteligência artificial e o trabalho de design
Inteligência artificial e o trabalho de designInteligência artificial e o trabalho de design
Inteligência artificial e o trabalho de design
UTFPR
 
Expanding the design object
Expanding the design objectExpanding the design object
Expanding the design object
UTFPR
 
Creating possibilities for service design innovation
Creating possibilities for service design innovationCreating possibilities for service design innovation
Creating possibilities for service design innovation
UTFPR
 
Contradiction-driven design
Contradiction-driven designContradiction-driven design
Contradiction-driven design
UTFPR
 
Design expansivo: pensar o possível para fazer o impossível
Design expansivo: pensar o possível para fazer o impossívelDesign expansivo: pensar o possível para fazer o impossível
Design expansivo: pensar o possível para fazer o impossível
UTFPR
 
Metacriatividade: criatividade sobre criatividade
Metacriatividade: criatividade sobre criatividadeMetacriatividade: criatividade sobre criatividade
Metacriatividade: criatividade sobre criatividade
UTFPR
 
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiências
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiênciasGestão do conhecimento na pesquisa de experiências
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiências
UTFPR
 
Jogos Surrealistas e Inteligência Artificial
Jogos Surrealistas e Inteligência ArtificialJogos Surrealistas e Inteligência Artificial
Jogos Surrealistas e Inteligência Artificial
UTFPR
 
El hacer como quehacer: notas para un diseño libre
El hacer como quehacer: notas para un diseño libreEl hacer como quehacer: notas para un diseño libre
El hacer como quehacer: notas para un diseño libre
UTFPR
 
Expressando a posicionalidade do cria-corpo
Expressando a posicionalidade do cria-corpoExpressando a posicionalidade do cria-corpo
Expressando a posicionalidade do cria-corpo
UTFPR
 
Pensamento visual expansivo
Pensamento visual expansivoPensamento visual expansivo
Pensamento visual expansivo
UTFPR
 
O segredo da criatividade no design
O segredo da criatividade no designO segredo da criatividade no design
O segredo da criatividade no design
UTFPR
 
Por que pesquisar e não somente fazer design?
Por que pesquisar e não somente fazer design?Por que pesquisar e não somente fazer design?
Por que pesquisar e não somente fazer design?
UTFPR
 
Making work visible in the theater of service design
Making work visible in the theater of service designMaking work visible in the theater of service design
Making work visible in the theater of service design
UTFPR
 
Can designers change systemic oppression?
Can designers change systemic oppression?Can designers change systemic oppression?
Can designers change systemic oppression?
UTFPR
 
Design contra opressão
Design contra opressãoDesign contra opressão
Design contra opressão
UTFPR
 
O papel da teoria na pesquisa de experiências
O papel da teoria na pesquisa de experiênciasO papel da teoria na pesquisa de experiências
O papel da teoria na pesquisa de experiências
UTFPR
 
Diseño y la colonialidad del hacer
Diseño y la colonialidad del hacerDiseño y la colonialidad del hacer
Diseño y la colonialidad del hacer
UTFPR
 
Problematizando a experiência do usuário (ExU)
Problematizando a experiência do usuário (ExU)Problematizando a experiência do usuário (ExU)
Problematizando a experiência do usuário (ExU)
UTFPR
 

Mais de UTFPR (20)

Cascading oppression in design
Cascading oppression in designCascading oppression in design
Cascading oppression in design
 
Inteligência artificial e o trabalho de design
Inteligência artificial e o trabalho de designInteligência artificial e o trabalho de design
Inteligência artificial e o trabalho de design
 
Expanding the design object
Expanding the design objectExpanding the design object
Expanding the design object
 
Creating possibilities for service design innovation
Creating possibilities for service design innovationCreating possibilities for service design innovation
Creating possibilities for service design innovation
 
Contradiction-driven design
Contradiction-driven designContradiction-driven design
Contradiction-driven design
 
Design expansivo: pensar o possível para fazer o impossível
Design expansivo: pensar o possível para fazer o impossívelDesign expansivo: pensar o possível para fazer o impossível
Design expansivo: pensar o possível para fazer o impossível
 
Metacriatividade: criatividade sobre criatividade
Metacriatividade: criatividade sobre criatividadeMetacriatividade: criatividade sobre criatividade
Metacriatividade: criatividade sobre criatividade
 
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiências
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiênciasGestão do conhecimento na pesquisa de experiências
Gestão do conhecimento na pesquisa de experiências
 
Jogos Surrealistas e Inteligência Artificial
Jogos Surrealistas e Inteligência ArtificialJogos Surrealistas e Inteligência Artificial
Jogos Surrealistas e Inteligência Artificial
 
El hacer como quehacer: notas para un diseño libre
El hacer como quehacer: notas para un diseño libreEl hacer como quehacer: notas para un diseño libre
El hacer como quehacer: notas para un diseño libre
 
Expressando a posicionalidade do cria-corpo
Expressando a posicionalidade do cria-corpoExpressando a posicionalidade do cria-corpo
Expressando a posicionalidade do cria-corpo
 
Pensamento visual expansivo
Pensamento visual expansivoPensamento visual expansivo
Pensamento visual expansivo
 
O segredo da criatividade no design
O segredo da criatividade no designO segredo da criatividade no design
O segredo da criatividade no design
 
Por que pesquisar e não somente fazer design?
Por que pesquisar e não somente fazer design?Por que pesquisar e não somente fazer design?
Por que pesquisar e não somente fazer design?
 
Making work visible in the theater of service design
Making work visible in the theater of service designMaking work visible in the theater of service design
Making work visible in the theater of service design
 
Can designers change systemic oppression?
Can designers change systemic oppression?Can designers change systemic oppression?
Can designers change systemic oppression?
 
Design contra opressão
Design contra opressãoDesign contra opressão
Design contra opressão
 
O papel da teoria na pesquisa de experiências
O papel da teoria na pesquisa de experiênciasO papel da teoria na pesquisa de experiências
O papel da teoria na pesquisa de experiências
 
Diseño y la colonialidad del hacer
Diseño y la colonialidad del hacerDiseño y la colonialidad del hacer
Diseño y la colonialidad del hacer
 
Problematizando a experiência do usuário (ExU)
Problematizando a experiência do usuário (ExU)Problematizando a experiência do usuário (ExU)
Problematizando a experiência do usuário (ExU)
 

Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research)

  • 1. Pesquisa bibliográfica de experiências (desk research) Frederick van Amstel @usabilidoido DADIN - UTFPR www.usabilidoido.com.br
  • 2. Antropologia de gabinete baseada em fontes secundárias (ex: Edward Tylor) versus Antropologia de campo baseada em fontes primárias (ex: Bronislaw Malinowski).
  • 3. A pesquisa bibliográfica (desk research) é uma pesquisa a partir das pesquisas já publicadas (bibliografias) sobre a experiência em questão.
  • 4. Utilizar base de pesquisas específicas para artigos acadêmicos é uma maneira de aumentar a confiabilidade da pesquisa.
  • 5. O artigo científico é um texto com uma estrutura mais ou menos padrão que favorece a comparação.
  • 6. A estrutura do artigo científico deriva do processo de produção da ciência hegemônica. 1. Introdução 2. Metodologia 3. Resultado 4. Conclusões
  • 7. O artigo científico é um texto que compacta grande quantidade de informação em pouco espaço. É por isso que, muitas vezes, é necessário ler e reler até entender.
  • 8. Anotar e grifar textos científicos é uma maneira de criar âncoras para a memória e dicas para uma leitura posterior.
  • 9. Técnica dos grifos semânticos • Rosa: Problema, lacuna, justificativa, hipótese, pergunta de pesquisa, objetivo • Amarelo: Definição de conceitos teóricos • Verde: Evidência, descoberta, implicação, recomendação
  • 10. Após a leitura de diversos artigos científicos, é possível extrair suas informações principais para triangular as fontes de dados.
  • 11. A triangulação visual extrai os pontos de partida (rosa), os conceitos teóricos (amarelos) e os pontos de chegada (verde).
  • 12. Softwares para triangular fontes • Miro • Zotero • Evernote • Google Keep • Notion • Obsidian
  • 13. Desde o meu doutorado, eu utilizo o Compendium, uma ferramenta de Issue Based Information System (IBIS).
  • 14. O Compendium permite exportar dados em XML para gerar visualizações como esta, que destaca a triangulação de fontes. Fontes primárias Fontes secundárias Fontes terciárias
  • 15. A pesquisa bibliográfica é, por si só, uma fonte terciária de dados e, portanto, não substitui as fontes primárias.
  • 16. Para compreender experiências, é preciso realizar estudos empíricos, levantar da desk e ganhar o campo.
  • 17. Obrigado! Frederick van Amstel @usabilidoido DADIN - UTFPR www.usabilidoido.com.br