SlideShare uma empresa Scribd logo
Paulo e
    as
 Origens
    do
Cristianis
    mo
Uma obra de   Michel Quesnel



   FEPAR - Faculdade Evangélica do
                 Paraná
   Professor José Neivaldo – Teologia
             Bíblica do N.T.
       Aluno: Ary Carvalho Junior
A construção das epístolas:
  O exemplo de Romanos




             A Tradução:
             Ideias mestras
             fundamentadas no
             vocabulário
             dominante.
Os grandes blocos

    Sobrescrito e conclusão facilmente
identificáveis;
    X dirige-se a Y (Rm1, 1-7);
    A conclusão é composta de saudações e de
notícias mais pessoais (Rm 15, 14 a Rm 16, 25).
Os grandes blocos

    A salvação é conquistada pela fé em Jesus
Cristo;
    A mensagem cristã e as populações pagãs.
A Insuficiência dos Planos Temáticos

    Divisão do conjunto (capítulos 1-8) em duas
subseções;
   “O pecado dos pagãos”;
    Análise do texto: indícios
Formais e leitura atenta.
A Retórica Semítica

             Tradição Literária
         Bíblica;
             As repetições...
A Retórica Greco - Romana

O Orador, o discurso e o auditório.
Conclusão


     O método retórico pode ajudar a suscitar das
epístolas um plano fundado sobre indícios formais e
não sobre observações temáticas apenas. Isto não
conduzirá os exegetas à          unanimidade – caso
contrário, a exegese não seria mais exegese –, mas pode
ao menos favorecer leituras nas quais o leitor se
distancie um pouco mais com relação a seus
pressupostos teológicos; são, por conseguinte, leituras
menos ideológicas.
Paulo e as origens do cristianismo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hermenêutica Bíblica
Hermenêutica Bíblica Hermenêutica Bíblica
Hermenêutica Bíblica
Marcos Aurélio
 
HERMENEUTICA
HERMENEUTICAHERMENEUTICA
Alguns conselhos sobre como ler a bíblia corretamente
Alguns conselhos sobre como ler a bíblia corretamenteAlguns conselhos sobre como ler a bíblia corretamente
Alguns conselhos sobre como ler a bíblia corretamente
claudia13011974
 
Hermenêutica - Introdutória
Hermenêutica - IntrodutóriaHermenêutica - Introdutória
Hermenêutica - Introdutória
ibpcursos
 
Aula 3 pressupostos
Aula 3   pressupostosAula 3   pressupostos
Aula 3 pressupostos
Iago Rodrigues
 
A hermenêutica entre os judeus 6
A hermenêutica entre os judeus 6A hermenêutica entre os judeus 6
A hermenêutica entre os judeus 6
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
Curso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizadoCurso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizado
JOSIAS MOURA DE MENEZES
 
Aula 9 regras gerais da interpretação
Aula 9   regras gerais da interpretaçãoAula 9   regras gerais da interpretação
Aula 9 regras gerais da interpretação
Iago Rodrigues
 
Como interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaComo interpretar a bíblia
Como interpretar a bíblia
Edleusa Silva
 
Princípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblicaPrincípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblica
Daladier Lima
 
A InterpretaçãO Da BíBlia
A InterpretaçãO Da BíBliaA InterpretaçãO Da BíBlia
A InterpretaçãO Da BíBlia
DimensaoCatolica
 
HERMENÊUTICA
HERMENÊUTICAHERMENÊUTICA
HERMENÊUTICA
Filipe Rhuan
 
03 a interpretação literal e a alegórica
03   a interpretação literal e a alegórica03   a interpretação literal e a alegórica
03 a interpretação literal e a alegórica
Diego Fortunatto
 
1ªaula de hermenêutica
1ªaula de hermenêutica1ªaula de hermenêutica
1ªaula de hermenêutica
Gabriel Rodrigues
 
História da interpretação bíblica (1)
História da interpretação bíblica (1)História da interpretação bíblica (1)
História da interpretação bíblica (1)
Aniel Wagner Cruz
 
Trabalho hermeneutica
Trabalho hermeneutica  Trabalho hermeneutica
Trabalho hermeneutica
♥Marcinhatinelli♥
 
Aula 16 Interpretação de parábolas - Os dois devedores
Aula 16   Interpretação de parábolas - Os dois devedoresAula 16   Interpretação de parábolas - Os dois devedores
Aula 16 Interpretação de parábolas - Os dois devedores
Jose Ventura
 

Mais procurados (17)

Hermenêutica Bíblica
Hermenêutica Bíblica Hermenêutica Bíblica
Hermenêutica Bíblica
 
HERMENEUTICA
HERMENEUTICAHERMENEUTICA
HERMENEUTICA
 
Alguns conselhos sobre como ler a bíblia corretamente
Alguns conselhos sobre como ler a bíblia corretamenteAlguns conselhos sobre como ler a bíblia corretamente
Alguns conselhos sobre como ler a bíblia corretamente
 
Hermenêutica - Introdutória
Hermenêutica - IntrodutóriaHermenêutica - Introdutória
Hermenêutica - Introdutória
 
Aula 3 pressupostos
Aula 3   pressupostosAula 3   pressupostos
Aula 3 pressupostos
 
A hermenêutica entre os judeus 6
A hermenêutica entre os judeus 6A hermenêutica entre os judeus 6
A hermenêutica entre os judeus 6
 
Curso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizadoCurso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizado
 
Aula 9 regras gerais da interpretação
Aula 9   regras gerais da interpretaçãoAula 9   regras gerais da interpretação
Aula 9 regras gerais da interpretação
 
Como interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaComo interpretar a bíblia
Como interpretar a bíblia
 
Princípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblicaPrincípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblica
 
A InterpretaçãO Da BíBlia
A InterpretaçãO Da BíBliaA InterpretaçãO Da BíBlia
A InterpretaçãO Da BíBlia
 
HERMENÊUTICA
HERMENÊUTICAHERMENÊUTICA
HERMENÊUTICA
 
03 a interpretação literal e a alegórica
03   a interpretação literal e a alegórica03   a interpretação literal e a alegórica
03 a interpretação literal e a alegórica
 
1ªaula de hermenêutica
1ªaula de hermenêutica1ªaula de hermenêutica
1ªaula de hermenêutica
 
História da interpretação bíblica (1)
História da interpretação bíblica (1)História da interpretação bíblica (1)
História da interpretação bíblica (1)
 
Trabalho hermeneutica
Trabalho hermeneutica  Trabalho hermeneutica
Trabalho hermeneutica
 
Aula 16 Interpretação de parábolas - Os dois devedores
Aula 16   Interpretação de parábolas - Os dois devedoresAula 16   Interpretação de parábolas - Os dois devedores
Aula 16 Interpretação de parábolas - Os dois devedores
 

Destaque

Fundamentos do Antigo Testamento
Fundamentos do Antigo TestamentoFundamentos do Antigo Testamento
Fundamentos do Antigo Testamento
Israel serique
 
Não terás outros deuses
Não terás outros deusesNão terás outros deuses
Não terás outros deuses
davdmais
 
Magia
MagiaMagia
Alquimia
AlquimiaAlquimia
Alquimia
Vitor Burgos
 
Magia em suas mãos 2
Magia em suas mãos 2Magia em suas mãos 2
Magia em suas mãos 2
Daniel Silva
 
Livro TransfiguraçãO
Livro TransfiguraçãOLivro TransfiguraçãO
Livro TransfiguraçãO
140595
 
Manual de doenças bruxas infectocontagiosas
Manual de doenças bruxas infectocontagiosasManual de doenças bruxas infectocontagiosas
Manual de doenças bruxas infectocontagiosas
DOLOHOVRPG
 
Animagia arte e misterio
Animagia arte e misterioAnimagia arte e misterio
Animagia arte e misterio
HogwartsSchoolHouseCup
 
A magia antiga descrita na Bíblia
A magia antiga descrita na BíbliaA magia antiga descrita na Bíblia
A magia antiga descrita na Bíblia
Juraci Rocha
 
Dhammapada
DhammapadaDhammapada
Dhammapada
Simone Pitta
 
Magia prtica -_franz_bardon
Magia prtica -_franz_bardonMagia prtica -_franz_bardon
Magia prtica -_franz_bardon
Vitor Burgos
 
Teologia Sistematica- Hermann
Teologia Sistematica- HermannTeologia Sistematica- Hermann
Teologia Sistematica- Hermann
Rosangela Borkoski
 
Magia com as Plantas
Magia com as PlantasMagia com as Plantas
Magia com as Plantas
Eduardo Henrique Marçal
 
A arte da tranfiguração
A arte da tranfiguraçãoA arte da tranfiguração
A arte da tranfiguração
HogwartsSchoolHouseCup
 
Magia Elemental Franz Bardon
Magia Elemental   Franz BardonMagia Elemental   Franz Bardon
Magia Elemental Franz Bardon
orismagus
 
Ritual menor-do-pentagrama
Ritual menor-do-pentagramaRitual menor-do-pentagrama
Ritual menor-do-pentagrama
Leonardo Toledo
 
Magia pratica -o caminho do adepto de franz bardon
Magia pratica -o caminho do adepto de franz bardonMagia pratica -o caminho do adepto de franz bardon
Magia pratica -o caminho do adepto de franz bardon
Fernanda Checchinato
 
Alquimia principios fundamentais
Alquimia principios fundamentaisAlquimia principios fundamentais
Alquimia principios fundamentais
Fernanda Checchinato
 
Guia pratico de alquimia frater-albertus
Guia pratico de alquimia   frater-albertusGuia pratico de alquimia   frater-albertus
Guia pratico de alquimia frater-albertus
Vitor Burgos
 
Bebidas e poções mágicas
Bebidas e poções mágicasBebidas e poções mágicas
Bebidas e poções mágicas
HogwartsSchoolHouseCup
 

Destaque (20)

Fundamentos do Antigo Testamento
Fundamentos do Antigo TestamentoFundamentos do Antigo Testamento
Fundamentos do Antigo Testamento
 
Não terás outros deuses
Não terás outros deusesNão terás outros deuses
Não terás outros deuses
 
Magia
MagiaMagia
Magia
 
Alquimia
AlquimiaAlquimia
Alquimia
 
Magia em suas mãos 2
Magia em suas mãos 2Magia em suas mãos 2
Magia em suas mãos 2
 
Livro TransfiguraçãO
Livro TransfiguraçãOLivro TransfiguraçãO
Livro TransfiguraçãO
 
Manual de doenças bruxas infectocontagiosas
Manual de doenças bruxas infectocontagiosasManual de doenças bruxas infectocontagiosas
Manual de doenças bruxas infectocontagiosas
 
Animagia arte e misterio
Animagia arte e misterioAnimagia arte e misterio
Animagia arte e misterio
 
A magia antiga descrita na Bíblia
A magia antiga descrita na BíbliaA magia antiga descrita na Bíblia
A magia antiga descrita na Bíblia
 
Dhammapada
DhammapadaDhammapada
Dhammapada
 
Magia prtica -_franz_bardon
Magia prtica -_franz_bardonMagia prtica -_franz_bardon
Magia prtica -_franz_bardon
 
Teologia Sistematica- Hermann
Teologia Sistematica- HermannTeologia Sistematica- Hermann
Teologia Sistematica- Hermann
 
Magia com as Plantas
Magia com as PlantasMagia com as Plantas
Magia com as Plantas
 
A arte da tranfiguração
A arte da tranfiguraçãoA arte da tranfiguração
A arte da tranfiguração
 
Magia Elemental Franz Bardon
Magia Elemental   Franz BardonMagia Elemental   Franz Bardon
Magia Elemental Franz Bardon
 
Ritual menor-do-pentagrama
Ritual menor-do-pentagramaRitual menor-do-pentagrama
Ritual menor-do-pentagrama
 
Magia pratica -o caminho do adepto de franz bardon
Magia pratica -o caminho do adepto de franz bardonMagia pratica -o caminho do adepto de franz bardon
Magia pratica -o caminho do adepto de franz bardon
 
Alquimia principios fundamentais
Alquimia principios fundamentaisAlquimia principios fundamentais
Alquimia principios fundamentais
 
Guia pratico de alquimia frater-albertus
Guia pratico de alquimia   frater-albertusGuia pratico de alquimia   frater-albertus
Guia pratico de alquimia frater-albertus
 
Bebidas e poções mágicas
Bebidas e poções mágicasBebidas e poções mágicas
Bebidas e poções mágicas
 

Semelhante a Paulo e as origens do cristianismo

148 a mensagem central do novo testamento joachim jeremias
148 a mensagem central do novo testamento   joachim jeremias148 a mensagem central do novo testamento   joachim jeremias
148 a mensagem central do novo testamento joachim jeremias
ssuser615052
 
A Teologia do Livro de Apocalipse........
A Teologia do Livro de Apocalipse........A Teologia do Livro de Apocalipse........
A Teologia do Livro de Apocalipse........
AnaniasSousaGoesNeto
 
Aula 02 - Introdução ao estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo 2019-04-14....
Aula 02 - Introdução ao estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo 2019-04-14....Aula 02 - Introdução ao estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo 2019-04-14....
Aula 02 - Introdução ao estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo 2019-04-14....
LuizHenriqueTDias
 
ESCATOLOGIA AULA 2.ppt
ESCATOLOGIA  AULA 2.pptESCATOLOGIA  AULA 2.ppt
ESCATOLOGIA AULA 2.ppt
Reniery Almeida Chagas
 
12.colossenses comentário esperança
12.colossenses   comentário esperança12.colossenses   comentário esperança
12.colossenses comentário esperança
josimar silva
 
Caminhos da realizacao
Caminhos da realizacaoCaminhos da realizacao
Caminhos da realizacao
Elizângela Henz
 
Grego tradução de versículo 1 CORÍNTIOS 13, 1
Grego tradução de versículo 1 CORÍNTIOS 13, 1Grego tradução de versículo 1 CORÍNTIOS 13, 1
Grego tradução de versículo 1 CORÍNTIOS 13, 1
JAVE DE OLIVEIRA SILVA
 
Apresentação da proposta do NEPE.pptx
Apresentação da proposta do NEPE.pptxApresentação da proposta do NEPE.pptx
Apresentação da proposta do NEPE.pptx
NatanJose3
 
# Ivan r franzolim - dicas para estudar o evangelho - [ espiritismo]
#   Ivan r franzolim - dicas para estudar o evangelho - [ espiritismo]#   Ivan r franzolim - dicas para estudar o evangelho - [ espiritismo]
# Ivan r franzolim - dicas para estudar o evangelho - [ espiritismo]
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
EADE - As epístolas de Paulo (1)
EADE - As epístolas de Paulo (1)EADE - As epístolas de Paulo (1)
EADE - As epístolas de Paulo (1)
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
1joaotraduzido
1joaotraduzido1joaotraduzido
1joaotraduzido
CETEPOL CENTRO TEOLOGICO
 
Romanos - introdução e comentário
Romanos - introdução e comentárioRomanos - introdução e comentário
Romanos - introdução e comentário
Mauro RS
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
Erberson Pinheiro
 
reunião de alinhamento ministério infantil.pptx
reunião de alinhamento ministério infantil.pptxreunião de alinhamento ministério infantil.pptx
reunião de alinhamento ministério infantil.pptx
doterraces
 
Aula 1 - A Igreja em Missão.pptx
Aula 1 - A Igreja em Missão.pptxAula 1 - A Igreja em Missão.pptx
Aula 1 - A Igreja em Missão.pptx
ssuser54efaa
 
Augustus nicodemus lopes lendo josué como escritura sagrada
Augustus nicodemus lopes   lendo josué como escritura sagradaAugustus nicodemus lopes   lendo josué como escritura sagrada
Augustus nicodemus lopes lendo josué como escritura sagrada
Clube_Santo
 
Hermenêutica Parte 2
Hermenêutica Parte 2Hermenêutica Parte 2
Hermenêutica Parte 2
Jovens Do Caminho
 
Texto 1 introducao-a_teologia_da_missao
Texto 1 introducao-a_teologia_da_missaoTexto 1 introducao-a_teologia_da_missao
Texto 1 introducao-a_teologia_da_missao
Vinicio Pacifico
 
Artigo Romanos e Teologia de Paulo - N.T. Wright
Artigo   Romanos e Teologia de Paulo - N.T. WrightArtigo   Romanos e Teologia de Paulo - N.T. Wright
Artigo Romanos e Teologia de Paulo - N.T. Wright
Douglas Martins
 
Artigo romanos teologia de paulo - n.t. wright
Artigo   romanos teologia de paulo - n.t. wrightArtigo   romanos teologia de paulo - n.t. wright
Artigo romanos teologia de paulo - n.t. wright
Douglas Martins
 

Semelhante a Paulo e as origens do cristianismo (20)

148 a mensagem central do novo testamento joachim jeremias
148 a mensagem central do novo testamento   joachim jeremias148 a mensagem central do novo testamento   joachim jeremias
148 a mensagem central do novo testamento joachim jeremias
 
A Teologia do Livro de Apocalipse........
A Teologia do Livro de Apocalipse........A Teologia do Livro de Apocalipse........
A Teologia do Livro de Apocalipse........
 
Aula 02 - Introdução ao estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo 2019-04-14....
Aula 02 - Introdução ao estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo 2019-04-14....Aula 02 - Introdução ao estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo 2019-04-14....
Aula 02 - Introdução ao estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo 2019-04-14....
 
ESCATOLOGIA AULA 2.ppt
ESCATOLOGIA  AULA 2.pptESCATOLOGIA  AULA 2.ppt
ESCATOLOGIA AULA 2.ppt
 
12.colossenses comentário esperança
12.colossenses   comentário esperança12.colossenses   comentário esperança
12.colossenses comentário esperança
 
Caminhos da realizacao
Caminhos da realizacaoCaminhos da realizacao
Caminhos da realizacao
 
Grego tradução de versículo 1 CORÍNTIOS 13, 1
Grego tradução de versículo 1 CORÍNTIOS 13, 1Grego tradução de versículo 1 CORÍNTIOS 13, 1
Grego tradução de versículo 1 CORÍNTIOS 13, 1
 
Apresentação da proposta do NEPE.pptx
Apresentação da proposta do NEPE.pptxApresentação da proposta do NEPE.pptx
Apresentação da proposta do NEPE.pptx
 
# Ivan r franzolim - dicas para estudar o evangelho - [ espiritismo]
#   Ivan r franzolim - dicas para estudar o evangelho - [ espiritismo]#   Ivan r franzolim - dicas para estudar o evangelho - [ espiritismo]
# Ivan r franzolim - dicas para estudar o evangelho - [ espiritismo]
 
EADE - As epístolas de Paulo (1)
EADE - As epístolas de Paulo (1)EADE - As epístolas de Paulo (1)
EADE - As epístolas de Paulo (1)
 
1joaotraduzido
1joaotraduzido1joaotraduzido
1joaotraduzido
 
Romanos - introdução e comentário
Romanos - introdução e comentárioRomanos - introdução e comentário
Romanos - introdução e comentário
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
 
reunião de alinhamento ministério infantil.pptx
reunião de alinhamento ministério infantil.pptxreunião de alinhamento ministério infantil.pptx
reunião de alinhamento ministério infantil.pptx
 
Aula 1 - A Igreja em Missão.pptx
Aula 1 - A Igreja em Missão.pptxAula 1 - A Igreja em Missão.pptx
Aula 1 - A Igreja em Missão.pptx
 
Augustus nicodemus lopes lendo josué como escritura sagrada
Augustus nicodemus lopes   lendo josué como escritura sagradaAugustus nicodemus lopes   lendo josué como escritura sagrada
Augustus nicodemus lopes lendo josué como escritura sagrada
 
Hermenêutica Parte 2
Hermenêutica Parte 2Hermenêutica Parte 2
Hermenêutica Parte 2
 
Texto 1 introducao-a_teologia_da_missao
Texto 1 introducao-a_teologia_da_missaoTexto 1 introducao-a_teologia_da_missao
Texto 1 introducao-a_teologia_da_missao
 
Artigo Romanos e Teologia de Paulo - N.T. Wright
Artigo   Romanos e Teologia de Paulo - N.T. WrightArtigo   Romanos e Teologia de Paulo - N.T. Wright
Artigo Romanos e Teologia de Paulo - N.T. Wright
 
Artigo romanos teologia de paulo - n.t. wright
Artigo   romanos teologia de paulo - n.t. wrightArtigo   romanos teologia de paulo - n.t. wright
Artigo romanos teologia de paulo - n.t. wright
 

Mais de Diana E Junior

A construção social do paciente internado aconselhamento
A construção social do paciente internado aconselhamentoA construção social do paciente internado aconselhamento
A construção social do paciente internado aconselhamento
Diana E Junior
 
Levitas
LevitasLevitas
Salmo 15
Salmo 15Salmo 15
Salmo 15
Diana E Junior
 
Estudos dos salmos
Estudos dos salmosEstudos dos salmos
Estudos dos salmos
Diana E Junior
 
Um deus que ama a justiça e
Um deus que ama a justiça eUm deus que ama a justiça e
Um deus que ama a justiça e
Diana E Junior
 
O livro de jonas
O livro de jonasO livro de jonas
O livro de jonas
Diana E Junior
 
Humildade uma porta para a excelência no casamento
Humildade uma porta para a excelência no casamentoHumildade uma porta para a excelência no casamento
Humildade uma porta para a excelência no casamento
Diana E Junior
 
Carta de tiago
Carta de tiagoCarta de tiago
Carta de tiago
Diana E Junior
 

Mais de Diana E Junior (8)

A construção social do paciente internado aconselhamento
A construção social do paciente internado aconselhamentoA construção social do paciente internado aconselhamento
A construção social do paciente internado aconselhamento
 
Levitas
LevitasLevitas
Levitas
 
Salmo 15
Salmo 15Salmo 15
Salmo 15
 
Estudos dos salmos
Estudos dos salmosEstudos dos salmos
Estudos dos salmos
 
Um deus que ama a justiça e
Um deus que ama a justiça eUm deus que ama a justiça e
Um deus que ama a justiça e
 
O livro de jonas
O livro de jonasO livro de jonas
O livro de jonas
 
Humildade uma porta para a excelência no casamento
Humildade uma porta para a excelência no casamentoHumildade uma porta para a excelência no casamento
Humildade uma porta para a excelência no casamento
 
Carta de tiago
Carta de tiagoCarta de tiago
Carta de tiago
 

Último

10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 

Último (14)

10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 

Paulo e as origens do cristianismo

  • 1. Paulo e as Origens do Cristianis mo
  • 2. Uma obra de Michel Quesnel FEPAR - Faculdade Evangélica do Paraná Professor José Neivaldo – Teologia Bíblica do N.T. Aluno: Ary Carvalho Junior
  • 3. A construção das epístolas: O exemplo de Romanos A Tradução: Ideias mestras fundamentadas no vocabulário dominante.
  • 4. Os grandes blocos Sobrescrito e conclusão facilmente identificáveis; X dirige-se a Y (Rm1, 1-7); A conclusão é composta de saudações e de notícias mais pessoais (Rm 15, 14 a Rm 16, 25).
  • 5. Os grandes blocos A salvação é conquistada pela fé em Jesus Cristo; A mensagem cristã e as populações pagãs.
  • 6. A Insuficiência dos Planos Temáticos Divisão do conjunto (capítulos 1-8) em duas subseções; “O pecado dos pagãos”; Análise do texto: indícios Formais e leitura atenta.
  • 7. A Retórica Semítica Tradição Literária Bíblica; As repetições...
  • 8. A Retórica Greco - Romana O Orador, o discurso e o auditório.
  • 9. Conclusão O método retórico pode ajudar a suscitar das epístolas um plano fundado sobre indícios formais e não sobre observações temáticas apenas. Isto não conduzirá os exegetas à unanimidade – caso contrário, a exegese não seria mais exegese –, mas pode ao menos favorecer leituras nas quais o leitor se distancie um pouco mais com relação a seus pressupostos teológicos; são, por conseguinte, leituras menos ideológicas.