SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof. Marília Gomes
Funções
1. Filtrar o sangue
2. Produzir a urina
3. Remover os produtos residuais do metabolismo
4. Recuperar os metabólitos úteis
5. Armazenar os resíduos líquidos
6. Transportar os produtos residuais para o exterior
7. Contribuir para a manutenção da homeostase
Aspectos
Anatômicos
Aspectos
Anatômicos
Aspectos
Anatômicos
Aspectos
Anatômicos
Aspectos
Anatômicos
Aspectos
Anatômicos
Aspectos
Anatômicos
Aspectos
Anatômicos -
Aves
carnívoro
bovino
equino
suíno
Aspectos Anatômicos
• Multilobares ou multipiramidais
• Grandes ruminantes e suínos
Aspectos Anatômicos
• Unilobares ou unipiramidais
• Carnívoros, equinos e pequenos
ruminantes
Patologias
Lesões
• Doenças renais = nefropatias
 Glomérulos
 Túbulos
 Interstício
• Exame Macroscópico
 Tamanho
 Forma
 Cor
 Consistência
Anomalias do desenvolvimento
Neoplasias
Hidronefroses
Inflamatórias
Degenerativas
Circulatórias
Insuficiências renais
Urolitíases
Parasitárias
Alterações do
desenvolvimento
• Aplasia ou agenesia renal
Unilateral
Bilateral
• Hipoplasia renal
Unilateral
Bilateral
• Cistos
Congênito - solitário ou múltiplos
Adquirido - retenção
• Agenesia renal unilateral
• Hipoplasia renal unilateral
• Cisto renal solitário
• Rim policístico
Alterações
circulatórias
• Hiperemia ativa
 Nefrites, glomerulites, glomerulonefrites
 Macro = aumentados de volume,
vermelhidão, flui sangue pela superfície
de corte
 Micro = capilares repletos de sangue,
inflamação nas adjacências
• Hiperemia passiva (congestão)
 Insuficiência cardíaca congestiva
 Trombose
• Congestão renal ativa
• Congestão renal passiva
Alterações
circulatórias
• Hemorragias
• Bacterianas (salmonelose,
erisipela, clostridiose, leptospirose)
• Virais (peste suína, febre catarral
maligna)
• Tóxicas (dicumarínicos, veneno de cobra)
• Deficiência de fatores de coagulação
• Petequias
• Hemorragia renal - petéquias
Alterações
circulatórias
• Infarto
• Doenças trobóticas e embólicas
• Endocardites valvulares, pneumonias,
trombose por Strongylus vulgaris
• Macro: vermelhos ou pálidos
• Trombose da artérias: primeiro forma
infarto vermelho, depois de 2 a 3 dias
tornam-se cinza-pálidos
• Resolução do infarto = lise e fagocitose
do tecido necrosado; substituição por
tecido fibroso; áreas pálidas e deprimidas
na superfície
Endocardite esquerda, arterite, arteriosclerose e trombose por Strongylus vulgaris
Interlobular Arciforme Interlobar Renal
Irrigação arboriforme: necrose em forma de cunha
Artérias:
• Infarto agudo renal
• Áreas multifocais de infarto –
suíno – endocardite vegetante
• Infarto renal pálido
Insuficiência
renal
AZOTEMIA: aumento das
concentrações séricas de ureia e
creatinina, sem evidências de
sinais clínicos
X
UREMIA: evolução do processo
com apresentação de sinais
clínicos
Insuficiência
renal
• Causas de azotemia e uremia:
 Pré-renal – obstrução vascular,
insuficiência cardíaca congestiva,
choque circulatório e hipovolemia
 Renal – lesões agudas ou crônicas
que reduzem a função renal a níveis
incompatíveis com a normalidade. IRA
= azotemia renal, IRC = uremia renal
 Pós-renal – obstrução do fluxo urinário
por fatores intrínsecos e extrínsecos
Insuficiência
renal
• Fatores intrínsecos: urolitíase, tumores
de bexiga e uretra
• Fatores extrínsecos: tumores de
útero, hiperplasia de próstata, prostatite e
paralisia da bexiga causada por lesão na
medula espinhal
Insuficiência
renal
• Disfunções:
 Retenção de substâncias tóxicas levando
a necrose tecidual e edema
 Degeneração e necrose endotelial
levando a trombose, infarto, pericardite
fibrinosa e edema pulmonar
 Alta excreção de amônia na saliva e suco
gástrico levando a estomatite necrótica
ou ulcerativa
 Distúrbios endócrinos e de eletrólitos
Insuficiência
renal aguda
Redução súbita da função renal
Causas: glomerulonefrites e necrose tubular
aguda
Oliguria ou anuria, hiperpotassemia
Reversível, porém quando há óbito –
cardiotoxicidade
Poucas lesões extra-renais
Insuficiência
renal crônica
Perda gradual e progressiva do tecido renal
(meses ou anos)
Irreversível
Resultado final de muitas doenças renais
Lesões extra-renais e sistêmicas evidentes
Alterações degenerativas
• Nefrose ou necrose tubular aguda
Causa importante de IRA
Oligúria ou anúria - azotemia e uremia
Nefrose por tóxico (nefrose tóxica exógeno ou endógeno)
Nefrose isquêmica
Ambos os rins podem ser afetados
A gravidade e reversibilidade da doença depende:
o Tempo de exposição
o Quantidade
o Solubilidade e tipo de nefrotoxina
o Estado de saúde e hidratação do animal
Alterações degenerativas
• Nefrose ou necrose isquêmica
 Ocorrem quando há hipotensão grave:
oHemorragias
oAnemias hemolíticas
oDesidratação
oInsufuciência cardíaca congestiva direita (ICCD)
oHistologia: necrose tubular multifocal
Alterações degenerativas
• Nefrose tóxica exógena
 Órgão onde há biotransformação de vários fármacos
oAntibióticos nefrotóxicos - dose e frequência
o Ex: Aminoglicosídios (gentamicina, neomicina e estreptomicina)
oSuperdosagem de oxitetraciclina pode causar IR em cães
oPacientes com doenças ou insuficiências renais tem contraindicação ao
uso de tetraciclina
oSulfonamidas formam cristais na região medular e pelve renal
oMonensinas utilizadas no controle de coccidiose e para estimular ganho
de peso em animais, em equinos pode levar a nefrose renal
Alterações degenerativas
• Nefrose tóxica endogena ou hemoglobinúrica
 Quadros de hemólise intravascular (intoxicação por cobre em ovinos,
leptospirose, babesiose, hemoglobinúria bacilar devido ao
Clostridium hemolyticum)
• Intoxicação por cobre em
ovinos
• Nefrose hemoglobinúrica em
equinos (babesiose)
Inflamatórias
• Glomerulonefrite imunomediada
Deposição na membrana basal do glomérulo imunocomplexos (Ag – Ac)
Não altera significativamente o aspecto macroscópico dos rins
Alteração macroscópica depende da gravidade e extensão das lesões
oRins pálidos e com glómerulos visíveis com pontos vermelhos no córtex
Em casos crônicos os rins ficam diminuídos de volume, superfície irregular, na
superfície de corte o córtex pode estar mais delgado
• GLOMERULONEFRITE
IMUNOMEDIADA
Inflamatórias
• Glomerulonefrite proliferativa
Aumento na celularidade do tufo
glomerular, devido à proliferação das
células glomerulares e influxo
de leucócitos, envolvendo tanto
as alças capilares como o mesângio
Inflamatórias
• Glomerulonefrite membranosa
A alteração predominante é
o espessamento difuso
da membrana basal dos
capilares
Forma mais comum
de glomerulonefrite em felinos
Inflamatórias
• Glomerulonefrite membranoprolifer
ativa
Hipercelularidade nos capilares
e mesângio e espessamento
da membrana basal
Forma mais comum
de glomerulonefrite em cães
Inflamatórias
• Glomeruloesclerose
Atrofia tubular generalizada,
influxo de leucócitos, deposição
de fibrina nos glomérulos
Pode ser estágio final de
uma glomerulonefrite
Cães e gatos com
Diabetes mellitus
Inflamatórias
• Nefrite intersticial
Resultado de septicemias
bacterianas e infecções virais
oNI aguda focal - acinzentada ou
esbranquiçada localizada
no córtex
oNI aguda multifocal - rins
aumentados, múltiplos
pontos esbranquiçados
superficiais
oNI crônica - rins pálidos, superfície
rugosa ou irregular, pontos
esbranquiçados à coalescentes
• Nefrite crônica – Gato (PIF)
• Nefrite crônica – Cão
(amiloidose)
Inflamatórias
• Nefrite embólica
Resultado de bacteremia com tromboembolismo
Bactérias localizadas nos glomérulos e nos capilares causam a formação de
pequenos abscessos no córtex
Actinobacilose de potros (Actinobacillus equuli)
Suínos: Erysipelothrix rhusiopathie
Bovinos: oriundos de endocardite valvular
por Arcanobacterium pyogenes, onfaloflebites, artrites
• Nefrite embólica -
Actinobacillus equilli
• Nefrite embólica –
Arcanobacterium pyogenes
Inflamatórias
• Pielonefrite
Inflamação da pelve e do parênquima renal
Resultado da ascensão de infecção do trato urinário inferior
Fatores predisponentes: obstrução urinária por anomalia ureteral, urolitíase,
neoplasias e hiperplasia prostática
Fêmeas mais predispostas, por possuírem uretra mais curta
Macro: geralmente bilateral, mucosa da pelve renal e ureter apresentam-
se hiperêmicas ou hemorrágicas
Exsudato: purulento, hemorrágico, fibrinoso, fibrino-necrótico
• Pielonefrite purulenta
em um cão
Hidronefrose
Dilatação da pelve e dos cálices renais devido à obstrução do fluxo urinário associada à
progressiva atrofia do parênquima renal
A obstrução urinária pode ser completa ou parcial, unilateral ou bilateral
Causas mais comuns: cálculos urinários, hiperplasia prostática, inflamações (prostatite,
ureterites, uretrites), neoplasias
Qualquer obstrução do trato urinário pode causar hidronefrose
Macro: dilatação progressiva da pelve e dos cálices renais, medular fica mais delgada,
estágio crônico o rim apresenta-se semelhante a um “saco” com paredes delgada
• Hidronefrose em ovinos
• Hidronefrose em bovino
Urolitíase
• Cálculos urinários (urólitos) são concreções
formadas em qualquer parte do sistema
coletor urinário
• Os urólitos são mais frequentes no ureter,
mas podem ser encontrados na bexiga,
uretra e pelve renal
• Mais frequente em bovinos, ovinos, cães e
gatos
• Cálculos: agregados de solutos urinários
precipitados, minerais misturados com
proteínas urinária e debris proteináceo
Urolitíase
• Urólitos se classificam de acordo com:
Localização: nefrolitos; renolitos;
ureterolitos; urocistolitos
Forma: lisos; facetados; piramidais;
laminados; ramificados
Composição mineral: fosfato amoníaco
magnesiano (estruvite); oxalato de
cálcio; fosfato de cálcio; uratos;
cistina; etc
• Urólitos
• Urólitos
Parasitárias • Atrofia e compressão do
parênquima renal
• Ruptura --> hemorragia
• Verme na cavidade
abdominal:
o encapsulado
o peritonite
Dioctophyma renale
• Dioctophyma renale –
Lobo guara
Parasitárias • Stephanurus dentatus
• Parasito da gordura peri-
renal de suínos
• Ocasionalmente, alguns
casos, pode-se encontrar
parasito nos rins
• Local: América do Norte
Neoplasias
• Carcinoma de células
renais - cão
Trato urinário inferior
Inflamações
Ureterites
Cistites
Uretrites
• Causas comuns de cistites
 Escherichia coli
 Proteus spp
 Corynebacterium renale
 Corynebacterium suis
 Klebsiella spp
 Streptococcus spp
 Staphylococcus spp
Fatores
predisponentes
da cistite
Fimbrias bacterianas
A retenção de urina devido à obstrução ou
causas neurogênicas
Traumatismo causado por cálculos e passagem
inadequada de sonda
A hidrólise da uréia por bactérias produtoras de
urease como C. renale e C. suis
Glicosúria - enfisema da bexiga – fermentação
da glicose
• Classificação das cistites quanto ao tipo de
exsudato:
 Hemorrágica
 Fibrinopurulenta
 Necrotizante ou ulcerativa
 Granulomatosa
• Classificação das cistites quanto tempo de
duração:
 Aguda
 Crônica
• Cistite aguda com enfisema
• Cistite fibrino-purulenta em um
cão
• Cistite hemorrágica em um cão
• Cistite , ureterite e pielonefrite
agudas - Ovino
Obrigada

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de digestivo parte 3
Aula de digestivo parte 3Aula de digestivo parte 3
Aula de digestivo parte 3
Raimundo Tostes
 
Aparelho geniturinário e exame físico
Aparelho geniturinário e exame físicoAparelho geniturinário e exame físico
Aparelho geniturinário e exame físico
Alinny Cunha
 
Introdução a-semiologia-i
Introdução a-semiologia-iIntrodução a-semiologia-i
Introdução a-semiologia-i
Luana Mara C. Serra
 
Calcificações patológicas
Calcificações patológicasCalcificações patológicas
Calcificações patológicas
Marília Gomes
 
Aula de Dermatopatologia
Aula de DermatopatologiaAula de Dermatopatologia
Aula de Dermatopatologia
Raimundo Tostes
 
Aula de digestivo parte 2
Aula de digestivo parte 2Aula de digestivo parte 2
Aula de digestivo parte 2
Raimundo Tostes
 
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Gustavo Oliveira
 
Sistema urinario anato
Sistema urinario anatoSistema urinario anato
Sistema urinario anato
cesarromero13
 
Sintomas e exame físico do aparelho urinário
Sintomas e exame físico do aparelho urinário Sintomas e exame físico do aparelho urinário
Sintomas e exame físico do aparelho urinário
Paulo Alambert
 
Exame físico do abdome l
Exame físico do abdome lExame físico do abdome l
Exame físico do abdome l
pauloalambert
 
Cardio 2
Cardio 2Cardio 2
Cardio 2
UFPEL
 
Pigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentaçõesPigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentações
Marília Gomes
 
Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal
Marília Gomes
 
Patologias do sistema urinário
Patologias do sistema urinárioPatologias do sistema urinário
Patologias do sistema urinário
Roberta Araujo
 
Sistema urinário - Anatomia veterinária
Sistema urinário - Anatomia veterináriaSistema urinário - Anatomia veterinária
Sistema urinário - Anatomia veterinária
Marília Gomes
 
Aula Digestivo 6 2010 1
Aula Digestivo 6 2010 1Aula Digestivo 6 2010 1
Aula Digestivo 6 2010 1
UFPEL
 
Sistema urinario Profa Fabiana Elias
Sistema urinario Profa Fabiana EliasSistema urinario Profa Fabiana Elias
Sistema urinario Profa Fabiana Elias
Fabiana Elias
 
Sistema Geniturinário
Sistema GeniturinárioSistema Geniturinário
Sistema Geniturinário
Will Nunes
 
Exame neurológico
Exame neurológicoExame neurológico
Exame neurológico
pauloalambert
 
Abdome ll
Abdome llAbdome ll
Abdome ll
pauloalambert
 

Mais procurados (20)

Aula de digestivo parte 3
Aula de digestivo parte 3Aula de digestivo parte 3
Aula de digestivo parte 3
 
Aparelho geniturinário e exame físico
Aparelho geniturinário e exame físicoAparelho geniturinário e exame físico
Aparelho geniturinário e exame físico
 
Introdução a-semiologia-i
Introdução a-semiologia-iIntrodução a-semiologia-i
Introdução a-semiologia-i
 
Calcificações patológicas
Calcificações patológicasCalcificações patológicas
Calcificações patológicas
 
Aula de Dermatopatologia
Aula de DermatopatologiaAula de Dermatopatologia
Aula de Dermatopatologia
 
Aula de digestivo parte 2
Aula de digestivo parte 2Aula de digestivo parte 2
Aula de digestivo parte 2
 
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
Semioliga - Aula Sistema Respiratório (Básica)
 
Sistema urinario anato
Sistema urinario anatoSistema urinario anato
Sistema urinario anato
 
Sintomas e exame físico do aparelho urinário
Sintomas e exame físico do aparelho urinário Sintomas e exame físico do aparelho urinário
Sintomas e exame físico do aparelho urinário
 
Exame físico do abdome l
Exame físico do abdome lExame físico do abdome l
Exame físico do abdome l
 
Cardio 2
Cardio 2Cardio 2
Cardio 2
 
Pigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentaçõesPigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentações
 
Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal
 
Patologias do sistema urinário
Patologias do sistema urinárioPatologias do sistema urinário
Patologias do sistema urinário
 
Sistema urinário - Anatomia veterinária
Sistema urinário - Anatomia veterináriaSistema urinário - Anatomia veterinária
Sistema urinário - Anatomia veterinária
 
Aula Digestivo 6 2010 1
Aula Digestivo 6 2010 1Aula Digestivo 6 2010 1
Aula Digestivo 6 2010 1
 
Sistema urinario Profa Fabiana Elias
Sistema urinario Profa Fabiana EliasSistema urinario Profa Fabiana Elias
Sistema urinario Profa Fabiana Elias
 
Sistema Geniturinário
Sistema GeniturinárioSistema Geniturinário
Sistema Geniturinário
 
Exame neurológico
Exame neurológicoExame neurológico
Exame neurológico
 
Abdome ll
Abdome llAbdome ll
Abdome ll
 

Semelhante a Patologias do sistema urinário

Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e GastrointestinalAssistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
Ranther Rcc
 
2013-2-ascite-cirrose.pptx
2013-2-ascite-cirrose.pptx2013-2-ascite-cirrose.pptx
2013-2-ascite-cirrose.pptx
CaioLuisi2
 
Propedeutica ira irc 2015 2
Propedeutica ira irc 2015 2Propedeutica ira irc 2015 2
Propedeutica ira irc 2015 2
Paulo Alambert
 
Ultrassom do rim
Ultrassom do rimUltrassom do rim
Ultrassom do rim
Fernanda Hiebra Gonçalves
 
Insuficinciaheptica
Insuficinciaheptica Insuficinciaheptica
Insuficinciaheptica
Shirley Moraes
 
Insuficiência hepática
Insuficiência hepáticaInsuficiência hepática
Insuficiência hepática
Paulo Alambert
 
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdfAULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
ClaudiaAraujo428025
 
INSUFICIENCIA HEPÁTICA E HIPERTENSÃO PORTA
INSUFICIENCIA HEPÁTICA E HIPERTENSÃO PORTAINSUFICIENCIA HEPÁTICA E HIPERTENSÃO PORTA
INSUFICIENCIA HEPÁTICA E HIPERTENSÃO PORTA
pauloalambert
 
Sistema+renal
Sistema+renalSistema+renal
Sistema+renal
Marcio Rodrigues
 
ANATONIA SIENF hhhhhhhhhhhhhaula 01.pptx
ANATONIA SIENF hhhhhhhhhhhhhaula 01.pptxANATONIA SIENF hhhhhhhhhhhhhaula 01.pptx
ANATONIA SIENF hhhhhhhhhhhhhaula 01.pptx
CintiaGiselle
 
Semiología genito urinaria final
Semiología genito urinaria  finalSemiología genito urinaria  final
Semiología genito urinaria final
Dr madhumati Varma
 
Semiologia urológica
Semiologia urológicaSemiologia urológica
Doença renal, caracterizaçao, atitudes preventivas.pptx
Doença renal, caracterizaçao, atitudes preventivas.pptxDoença renal, caracterizaçao, atitudes preventivas.pptx
Doença renal, caracterizaçao, atitudes preventivas.pptx
EstvoManuel2
 
Sindromes nefrotico nefritica 18
Sindromes nefrotico nefritica 18Sindromes nefrotico nefritica 18
Sindromes nefrotico nefritica 18
pauloalambert
 
Doenças renais power point 2015
Doenças renais power point 2015Doenças renais power point 2015
Doenças renais power point 2015
belmiro decimo
 
Insuficiência hepática e Hipertensão Porta
Insuficiência hepática e Hipertensão PortaInsuficiência hepática e Hipertensão Porta
Insuficiência hepática e Hipertensão Porta
pauloalambert
 
Nefrologia Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Nefrologia   Principais Patologias Causadoras de IRA e IRCNefrologia   Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Nefrologia Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Hamilton Nobrega
 
Nefropatias
NefropatiasNefropatias
Nefropatias
Roberta Araujo
 
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptxAssistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
VeridyanaValverde1
 
Sindromes nefrotico nefritica
Sindromes nefrotico nefritica Sindromes nefrotico nefritica
Sindromes nefrotico nefritica
pauloalambert
 

Semelhante a Patologias do sistema urinário (20)

Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e GastrointestinalAssistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
 
2013-2-ascite-cirrose.pptx
2013-2-ascite-cirrose.pptx2013-2-ascite-cirrose.pptx
2013-2-ascite-cirrose.pptx
 
Propedeutica ira irc 2015 2
Propedeutica ira irc 2015 2Propedeutica ira irc 2015 2
Propedeutica ira irc 2015 2
 
Ultrassom do rim
Ultrassom do rimUltrassom do rim
Ultrassom do rim
 
Insuficinciaheptica
Insuficinciaheptica Insuficinciaheptica
Insuficinciaheptica
 
Insuficiência hepática
Insuficiência hepáticaInsuficiência hepática
Insuficiência hepática
 
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdfAULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
 
INSUFICIENCIA HEPÁTICA E HIPERTENSÃO PORTA
INSUFICIENCIA HEPÁTICA E HIPERTENSÃO PORTAINSUFICIENCIA HEPÁTICA E HIPERTENSÃO PORTA
INSUFICIENCIA HEPÁTICA E HIPERTENSÃO PORTA
 
Sistema+renal
Sistema+renalSistema+renal
Sistema+renal
 
ANATONIA SIENF hhhhhhhhhhhhhaula 01.pptx
ANATONIA SIENF hhhhhhhhhhhhhaula 01.pptxANATONIA SIENF hhhhhhhhhhhhhaula 01.pptx
ANATONIA SIENF hhhhhhhhhhhhhaula 01.pptx
 
Semiología genito urinaria final
Semiología genito urinaria  finalSemiología genito urinaria  final
Semiología genito urinaria final
 
Semiologia urológica
Semiologia urológicaSemiologia urológica
Semiologia urológica
 
Doença renal, caracterizaçao, atitudes preventivas.pptx
Doença renal, caracterizaçao, atitudes preventivas.pptxDoença renal, caracterizaçao, atitudes preventivas.pptx
Doença renal, caracterizaçao, atitudes preventivas.pptx
 
Sindromes nefrotico nefritica 18
Sindromes nefrotico nefritica 18Sindromes nefrotico nefritica 18
Sindromes nefrotico nefritica 18
 
Doenças renais power point 2015
Doenças renais power point 2015Doenças renais power point 2015
Doenças renais power point 2015
 
Insuficiência hepática e Hipertensão Porta
Insuficiência hepática e Hipertensão PortaInsuficiência hepática e Hipertensão Porta
Insuficiência hepática e Hipertensão Porta
 
Nefrologia Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Nefrologia   Principais Patologias Causadoras de IRA e IRCNefrologia   Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
Nefrologia Principais Patologias Causadoras de IRA e IRC
 
Nefropatias
NefropatiasNefropatias
Nefropatias
 
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptxAssistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
 
Sindromes nefrotico nefritica
Sindromes nefrotico nefritica Sindromes nefrotico nefritica
Sindromes nefrotico nefritica
 

Mais de Marília Gomes

Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterináriaPossibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Marília Gomes
 
Bem-estar em avicultura e suinocultura
Bem-estar em avicultura e suinoculturaBem-estar em avicultura e suinocultura
Bem-estar em avicultura e suinocultura
Marília Gomes
 
Principais doenças que acometem aves comerciais
Principais doenças que acometem aves comerciaisPrincipais doenças que acometem aves comerciais
Principais doenças que acometem aves comerciais
Marília Gomes
 
Necropsia em aves
Necropsia em avesNecropsia em aves
Necropsia em aves
Marília Gomes
 
Tratamento via água e ração
Tratamento via água e raçãoTratamento via água e ração
Tratamento via água e ração
Marília Gomes
 
Medicina de mamíferos selvagens
Medicina de mamíferos selvagensMedicina de mamíferos selvagens
Medicina de mamíferos selvagens
Marília Gomes
 
Medicina de répteis
Medicina de répteisMedicina de répteis
Medicina de répteis
Marília Gomes
 
Medicina de aves selvagens
Medicina de aves selvagensMedicina de aves selvagens
Medicina de aves selvagens
Marília Gomes
 
Semiologia de animais selvagens
Semiologia de animais selvagensSemiologia de animais selvagens
Semiologia de animais selvagens
Marília Gomes
 
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagensConceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Marília Gomes
 
Anatomia topográfica das aves
Anatomia topográfica das avesAnatomia topográfica das aves
Anatomia topográfica das aves
Marília Gomes
 
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicosTopografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Marília Gomes
 
Topografia veterinária - abdômen
Topografia veterinária - abdômenTopografia veterinária - abdômen
Topografia veterinária - abdômen
Marília Gomes
 
Topografia veterinária - tórax
Topografia veterinária - tóraxTopografia veterinária - tórax
Topografia veterinária - tórax
Marília Gomes
 
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Marília Gomes
 
Topografia veterinária - pescoço e coluna vertebral
Topografia veterinária - pescoço e coluna vertebralTopografia veterinária - pescoço e coluna vertebral
Topografia veterinária - pescoço e coluna vertebral
Marília Gomes
 
Topografia veterinária - cabeça
Topografia veterinária - cabeçaTopografia veterinária - cabeça
Topografia veterinária - cabeça
Marília Gomes
 
Processos inflamatórios - agudo e crônico
Processos inflamatórios - agudo e crônicoProcessos inflamatórios - agudo e crônico
Processos inflamatórios - agudo e crônico
Marília Gomes
 
Alterações do crescimento e diferenciação celular
Alterações do crescimento e diferenciação celularAlterações do crescimento e diferenciação celular
Alterações do crescimento e diferenciação celular
Marília Gomes
 
Topografia animal - órgãos do sentido
Topografia animal - órgãos do sentidoTopografia animal - órgãos do sentido
Topografia animal - órgãos do sentido
Marília Gomes
 

Mais de Marília Gomes (20)

Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterináriaPossibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
 
Bem-estar em avicultura e suinocultura
Bem-estar em avicultura e suinoculturaBem-estar em avicultura e suinocultura
Bem-estar em avicultura e suinocultura
 
Principais doenças que acometem aves comerciais
Principais doenças que acometem aves comerciaisPrincipais doenças que acometem aves comerciais
Principais doenças que acometem aves comerciais
 
Necropsia em aves
Necropsia em avesNecropsia em aves
Necropsia em aves
 
Tratamento via água e ração
Tratamento via água e raçãoTratamento via água e ração
Tratamento via água e ração
 
Medicina de mamíferos selvagens
Medicina de mamíferos selvagensMedicina de mamíferos selvagens
Medicina de mamíferos selvagens
 
Medicina de répteis
Medicina de répteisMedicina de répteis
Medicina de répteis
 
Medicina de aves selvagens
Medicina de aves selvagensMedicina de aves selvagens
Medicina de aves selvagens
 
Semiologia de animais selvagens
Semiologia de animais selvagensSemiologia de animais selvagens
Semiologia de animais selvagens
 
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagensConceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
 
Anatomia topográfica das aves
Anatomia topográfica das avesAnatomia topográfica das aves
Anatomia topográfica das aves
 
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicosTopografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
 
Topografia veterinária - abdômen
Topografia veterinária - abdômenTopografia veterinária - abdômen
Topografia veterinária - abdômen
 
Topografia veterinária - tórax
Topografia veterinária - tóraxTopografia veterinária - tórax
Topografia veterinária - tórax
 
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
 
Topografia veterinária - pescoço e coluna vertebral
Topografia veterinária - pescoço e coluna vertebralTopografia veterinária - pescoço e coluna vertebral
Topografia veterinária - pescoço e coluna vertebral
 
Topografia veterinária - cabeça
Topografia veterinária - cabeçaTopografia veterinária - cabeça
Topografia veterinária - cabeça
 
Processos inflamatórios - agudo e crônico
Processos inflamatórios - agudo e crônicoProcessos inflamatórios - agudo e crônico
Processos inflamatórios - agudo e crônico
 
Alterações do crescimento e diferenciação celular
Alterações do crescimento e diferenciação celularAlterações do crescimento e diferenciação celular
Alterações do crescimento e diferenciação celular
 
Topografia animal - órgãos do sentido
Topografia animal - órgãos do sentidoTopografia animal - órgãos do sentido
Topografia animal - órgãos do sentido
 

Último

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 

Patologias do sistema urinário