SlideShare uma empresa Scribd logo
9O Ilhavense
O Ilhavense
20 de Maio de 2015
20 de Maio de 2015
O Regresso apoteótico
Após a sua actuação, na
última edição do “Festival Ra-
dio Faneca” do ano transacto,
a banda “Patinho Feio”, vol-
tou em grande com um con-
certo memorável, no conhe-
cido bar “Ipsis Verbis” - na
Carvalheira, no passado sá-
bado dia 16 de Maio.
Com uma formação remo-
delada, com um novo baixo –
Filipe Pires, que substitui Luís
São Marcos - forçado a emi-
grar. Apresentaram um ali-
nhamento com novos temas
originais, como: “A mentira”;
“Espera”; “Poesia má”; “Ilusó-
rio”; “Vício”; “Porém” e “Re-
signação”. Estes temas no-
vos foram mesclados com os
já conhecidos: “Tive”; “À pro-
cura”; “E…”; “Volta-te”; “Es-
quiço” (sempre dinâmico);
“Sermão” e “Pagador de pro-
messas”.
Na altura do tradicional
encore, António Justiça pe-
diu desculpa ao vasto público
por não terem camarim, que
lhes permitisse sair do palco
e fazer a tradicional rentrée.
Sugerindo por isso, um inter-
valo para fumar um cigarrito
e beber um fino. André Imagi-
nário, aproveitou para anun-
ciar o lançamento da nova
linha de merchandising – Pa-
tinho Feio. Isto é que não cor-
reu muito bem, uma vez que,
as numerosas fãs presentes,
pretendiam a nova colecção
de calcinhas – Patinho Feio -
com os nomes gravados dos
seus ídolos. Acontece, que
as ditas calcinhas não che-
garam a sair para o mercado,
uma vez que, o fornecedor
não apresentou a qualidade
exigida pela banda e como
as peças destinam-se a aga-
salhar uma zona anatómica
tão sensível, a banda não as
aceitou. Posto isto, fizeram
o tradicional encore e mais,
brindaram o público com uma
grande surpresa.
Assim, chamando ao pal-
co, Pedro Oliveira (guitarra)
e Paulo Vagos (voz), fizeram
um merecido tributo aos anti-
gos “Vulto”. Esta, uma banda
dos idos anos 90, constituí-
da pelos irmãos António Jus-
tiça e Pedro Oliveira (guitar-
ras), Paulo Vagos (vocalista),
Pedro Silva Santos (baixo) e
como bateristas, Marcos, de-
pois André São Marcos e por
fim Miguel Barros. Interpreta-
ram o tema “Supremo escon-
derijo”, com letra de Pedro
Gago, vocalizada por Pau-
lo Vagos e com uma frenéti-
ca guitarra de Pedro Oliveira
(parece não ter acusado uma
paragem de quase 18 anos).
Uma palavra final para o
som. Esta banda actuou sem-
pre muito bem afinada e com
um som de grande qualidade,
bem nítido, ao que não será
estranho a colaboração de Vi-
tor Enes (vocalista da ban-
da “Tributus”), que forneceu
um excelente P.A. e que de
fora comandou superiormen-
te a qualidade sonora de “Pa-
tinho Feio”.
Em suma, foi um con-
certo fantástico, com o “Ip-
Fotos: António Resende
sis Verbis” completamente
cheio (fora e dentro), uma
noite agradável na esplana-
da e som potente do bom
Rockroll ilhavense. António
justiça (guitarra e voz), An-
dré Imaginário (guitarra), Fi-
lipe Pires (baixo), Rui Valen-
tim (teclas) e João Malaquias
(Bateria), protagonizaram
uma excelente performance,
perante um público conhece-
dor e exigente, que saiu bem
satisfeito.
António Resende
Patinho Feio,
Outra opinião
Por largos momentos tive
a nítida sensação que estava
no Cavern, no Ufo ou no Mar-
quee onde aliás nunca estive.
Se tivesse os olhos fechados
era transportado directamen-
te para a década de 70 do sé-
culo passado.
Mas não, estava no Ipsis
Verbis na Carvalheira e era
dia ou melhor noite de 18 Maio
de 2015. Cumprimento desde
já a gerência deste bar que
teve a grande ideia de pro-
porcionar a quem lá quis ir um
espectáculo de rock progres-
sivo, já lá iremos, da mais al-
tíssima qualidade com o gru-
po Ilhavense Patinho Feio. A
entrada era livre e nem consu-
mo era obrigatório. Parabéns.
Foram 80 minutos de uma
performance notável com An-
tónio Justiça, André Imaginá-
rio, João Malaquias, Filipe Pi-
res e Rui Valentim a deliciar
a numerosa assistência. Faço
aqui um parêntese para re-
ferir que quando cheguei ao
bar, ainda cedo, e vi o local
onde iria decorrer o concerto
previ desgraça. O espaço era
pequeno demais, achava eu,
e não iríamos ouvir nada de
jeito porque o som sairia em-
pastelado. Ainda bem que me
enganei em toda a linha. Não
foi nada disso que aconteceu.
O som foi muito bem controla-
do e apesar das muitas pes-
soas e do espaço ser exíguo,
saiu claro e limpo. Um exce-
lente som.
Tudo começou na batida
que abre caminho como que
a empurrar-nos. O baterista
João Malaquias faz um som
inteligente, nada forçado, não
faz ruído desnecessário, bate
com força mas sempre sem
deteriorar o som. É sem dú-
vida um dos grandes bateris-
tas cá do burgo. Filipe Pires
era o novato. Primeira apre-
sentação nesta formação. O
melhor elogio que lhe pode fa-
zer é que não se notou nada.
Parecia que sempre tinha to-
cado ali com os outros quatro.
Uma ligação perfeita. Rui Va-
lentim como quase todos os
teclistas fica a um cantinho
atrás de todos, isto na dispo-
sição física que não na actua-
ção. Não brilhou tanto quanto
os outros mas percebeu-se a
falta que ele faria se lá não es-
tivesse. António Justiça e An-
dré Imaginário nas guitarras
são, pelas suas performan-
ces, a garantia de elevadís-
simo desempenho. Qualida-
de e profissionalismo andam
de mãos dadas. Têm forma-
ção clássica e isso aumenta-
-lhes o potencial. Solos, quer
de um quer do outro, apoteó-
ticos. Os riffs de guitarra que
eles fazem são uma maravi-
lha. A coesão do conjunto é
notável e a alegria com que
tocam e estão ali é tão evi-
dente, tão fácil como respirar.
Apesar de não ser de elo-
giar com facilidade, já gastei
muito adjectivo, mas que cul-
pa tenho eu do Patinho Feio
ser um grupo para lá de muito
bom. Eles fazem rock progres-
sivo, género que caraterizava
os The Mothers of Invention,
uma fase dos Led Zeppelin,
os Ten Years After dos primei-
ros anos mas principalmente
os Van Der Graaf Generator.
O concerto teve tudo, nem
sequer faltou o experimenta-
lismo que era apanágio do
rock progressivo. Lembram-se
quando Jimmy Page num con-
certo tocou guitarra com um
arco de violino e deixou toda
a gente espantada? Pois An-
tónio Justiça também deixou
toda a gente de boca aberta,
tocou guitarra com uma cha-
ve de estrelas e não pensem
que era para show off, não se-
nhores, ele sabia bem o que
estava a fazer e resultava ex-
cepcionalmente.
Resta-me dizer que o con-
certo teve 12 temas e mais 3
de encore, todos em portu-
guês e todos da autoria de
António Justiça. Mas o Pati-
nho feio tem uma falta. Falta
um disco, por isso gravem,
vocês ficam desde já a dever-
-nos esse disco.
João Balseiro
PUB.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Programa de festa de nossa senhora dos tremoços 2016
Programa de festa de nossa senhora dos tremoços 2016Programa de festa de nossa senhora dos tremoços 2016
Programa de festa de nossa senhora dos tremoços 2016
Jack Tachas
 
Programação carnaval recife_2017
Programação carnaval recife_2017Programação carnaval recife_2017
Programação carnaval recife_2017
f t
 
Release Orquestra Imperial
Release Orquestra ImperialRelease Orquestra Imperial
Release Orquestra Imperial
eachcase
 
Programas de Festas de Nossa Senhora dos Tremoços 2015
Programas de Festas de Nossa Senhora dos Tremoços 2015Programas de Festas de Nossa Senhora dos Tremoços 2015
Programas de Festas de Nossa Senhora dos Tremoços 2015
Casco de Rolha
 
Mistura de ritmos marca noite do Pátio do Forró
Mistura de ritmos marca noite do Pátio do ForróMistura de ritmos marca noite do Pátio do Forró
Mistura de ritmos marca noite do Pátio do Forró
saojoaocaruaru2017
 
Programa 20 anos 2
Programa 20 anos 2Programa 20 anos 2
Programa 20 anos 2
luiscontente
 
PréVias Carnavalescas Do Recife
PréVias Carnavalescas Do RecifePréVias Carnavalescas Do Recife
PréVias Carnavalescas Do Recife
Portal NE10
 
Haloween na EMEF Oscar Koefender
Haloween na EMEF Oscar KoefenderHaloween na EMEF Oscar Koefender
Haloween na EMEF Oscar Koefender
Vilma Fátima Lema
 
Programação fig 2015
Programação fig 2015Programação fig 2015
Programação fig 2015
Marcela Assis
 
Horário Coleta Seletiva em Goiânia
Horário Coleta Seletiva em GoiâniaHorário Coleta Seletiva em Goiânia
Horário Coleta Seletiva em Goiânia
Thiago Peixoto
 
Jogo do caos
Jogo do caosJogo do caos
Jogo do caos
Balonmano
 
Horário+v..
Horário+v..Horário+v..
Horário+v..
Silvana Pinto
 

Mais procurados (12)

Programa de festa de nossa senhora dos tremoços 2016
Programa de festa de nossa senhora dos tremoços 2016Programa de festa de nossa senhora dos tremoços 2016
Programa de festa de nossa senhora dos tremoços 2016
 
Programação carnaval recife_2017
Programação carnaval recife_2017Programação carnaval recife_2017
Programação carnaval recife_2017
 
Release Orquestra Imperial
Release Orquestra ImperialRelease Orquestra Imperial
Release Orquestra Imperial
 
Programas de Festas de Nossa Senhora dos Tremoços 2015
Programas de Festas de Nossa Senhora dos Tremoços 2015Programas de Festas de Nossa Senhora dos Tremoços 2015
Programas de Festas de Nossa Senhora dos Tremoços 2015
 
Mistura de ritmos marca noite do Pátio do Forró
Mistura de ritmos marca noite do Pátio do ForróMistura de ritmos marca noite do Pátio do Forró
Mistura de ritmos marca noite do Pátio do Forró
 
Programa 20 anos 2
Programa 20 anos 2Programa 20 anos 2
Programa 20 anos 2
 
PréVias Carnavalescas Do Recife
PréVias Carnavalescas Do RecifePréVias Carnavalescas Do Recife
PréVias Carnavalescas Do Recife
 
Haloween na EMEF Oscar Koefender
Haloween na EMEF Oscar KoefenderHaloween na EMEF Oscar Koefender
Haloween na EMEF Oscar Koefender
 
Programação fig 2015
Programação fig 2015Programação fig 2015
Programação fig 2015
 
Horário Coleta Seletiva em Goiânia
Horário Coleta Seletiva em GoiâniaHorário Coleta Seletiva em Goiânia
Horário Coleta Seletiva em Goiânia
 
Jogo do caos
Jogo do caosJogo do caos
Jogo do caos
 
Horário+v..
Horário+v..Horário+v..
Horário+v..
 

Semelhante a Patinho Feio Jornal O Ilhavense

Violaochoro 140124045342-phpapp01
Violaochoro 140124045342-phpapp01Violaochoro 140124045342-phpapp01
Violaochoro 140124045342-phpapp01
Saulo Gomes
 
Os incríveis revista
Os incríveis revistaOs incríveis revista
Os incríveis revista
surfsafari
 
Noite de sábado com xote, forró e sertanejo no Pátio do Forró
Noite de sábado com xote, forró e sertanejo no Pátio do ForróNoite de sábado com xote, forró e sertanejo no Pátio do Forró
Noite de sábado com xote, forró e sertanejo no Pátio do Forró
saojoaocaruaru2017
 
Revista III - Programação da Virada Cultural 2012
Revista III - Programação da Virada Cultural 2012Revista III - Programação da Virada Cultural 2012
Revista III - Programação da Virada Cultural 2012
Ariana Silva
 
Jovem guarda the clevers 06
Jovem guarda the clevers 06Jovem guarda the clevers 06
Jovem guarda the clevers 06
sodajovem
 
Produção musical uma época de ouro da mpb jr sarsano e banda
Produção musical uma época de ouro da mpb   jr sarsano e bandaProdução musical uma época de ouro da mpb   jr sarsano e banda
Produção musical uma época de ouro da mpb jr sarsano e banda
+ Aloisio Magalhães
 
Se a escola de violões é a melhor do mundo
Se a escola de violões é a melhor do mundoSe a escola de violões é a melhor do mundo
Se a escola de violões é a melhor do mundo
Alexandre Araujo
 
119361750 revista-weril-nº-142 musica
119361750 revista-weril-nº-142 musica119361750 revista-weril-nº-142 musica
119361750 revista-weril-nº-142 musica
Banda Santa Rita
 
São João de Caruaru estreia dois novos polos
São João de Caruaru estreia dois novos polosSão João de Caruaru estreia dois novos polos
São João de Caruaru estreia dois novos polos
saojoaocaruaru2017
 
Ana aeroportos
Ana aeroportosAna aeroportos
Ana aeroportos
Prestígio for Brands
 
Mutantes Ii
Mutantes IiMutantes Ii
Mutantes Ii
guest434e79
 
Mutantes Ii
Mutantes IiMutantes Ii
Mutantes Ii
Daniel Camargos
 
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em CaruaruVéspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
saojoaocaruaru2017
 
Leão velloso
Leão vellosoLeão velloso
Leão velloso
leaovelloso
 
Apresentação dos Route 70's
Apresentação dos Route 70'sApresentação dos Route 70's
Apresentação dos Route 70's
Carlos Tomas
 
Lançamentos da semana
Lançamentos da semana Lançamentos da semana
Lançamentos da semana
filmescdsnet
 
Jornalmicrofonia#17
Jornalmicrofonia#17Jornalmicrofonia#17
Jornalmicrofonia#17
Jornal Microfonia
 
Programação janeiro de grandes espetáculos 2014
Programação janeiro de grandes espetáculos 2014Programação janeiro de grandes espetáculos 2014
Programação janeiro de grandes espetáculos 2014
Isabelle Barros
 
Programação janeiro de grandes espetáculos
Programação janeiro de grandes espetáculosProgramação janeiro de grandes espetáculos
Programação janeiro de grandes espetáculos
Isabelle Barros
 

Semelhante a Patinho Feio Jornal O Ilhavense (20)

Violaochoro 140124045342-phpapp01
Violaochoro 140124045342-phpapp01Violaochoro 140124045342-phpapp01
Violaochoro 140124045342-phpapp01
 
Os incríveis revista
Os incríveis revistaOs incríveis revista
Os incríveis revista
 
Noite de sábado com xote, forró e sertanejo no Pátio do Forró
Noite de sábado com xote, forró e sertanejo no Pátio do ForróNoite de sábado com xote, forró e sertanejo no Pátio do Forró
Noite de sábado com xote, forró e sertanejo no Pátio do Forró
 
Revista III - Programação da Virada Cultural 2012
Revista III - Programação da Virada Cultural 2012Revista III - Programação da Virada Cultural 2012
Revista III - Programação da Virada Cultural 2012
 
Jovem guarda the clevers 06
Jovem guarda the clevers 06Jovem guarda the clevers 06
Jovem guarda the clevers 06
 
Produção musical uma época de ouro da mpb jr sarsano e banda
Produção musical uma época de ouro da mpb   jr sarsano e bandaProdução musical uma época de ouro da mpb   jr sarsano e banda
Produção musical uma época de ouro da mpb jr sarsano e banda
 
Se a escola de violões é a melhor do mundo
Se a escola de violões é a melhor do mundoSe a escola de violões é a melhor do mundo
Se a escola de violões é a melhor do mundo
 
119361750 revista-weril-nº-142 musica
119361750 revista-weril-nº-142 musica119361750 revista-weril-nº-142 musica
119361750 revista-weril-nº-142 musica
 
São João de Caruaru estreia dois novos polos
São João de Caruaru estreia dois novos polosSão João de Caruaru estreia dois novos polos
São João de Caruaru estreia dois novos polos
 
Ana aeroportos
Ana aeroportosAna aeroportos
Ana aeroportos
 
Mutantes Ii
Mutantes IiMutantes Ii
Mutantes Ii
 
Mutantes Ii
Mutantes IiMutantes Ii
Mutantes Ii
 
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em CaruaruVéspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
Véspera de São João com forró tradicional e sertanejo em Caruaru
 
Leão velloso
Leão vellosoLeão velloso
Leão velloso
 
Apresentação dos Route 70's
Apresentação dos Route 70'sApresentação dos Route 70's
Apresentação dos Route 70's
 
Lançamentos da semana
Lançamentos da semana Lançamentos da semana
Lançamentos da semana
 
Virada Cultural
Virada Cultural Virada Cultural
Virada Cultural
 
Jornalmicrofonia#17
Jornalmicrofonia#17Jornalmicrofonia#17
Jornalmicrofonia#17
 
Programação janeiro de grandes espetáculos 2014
Programação janeiro de grandes espetáculos 2014Programação janeiro de grandes espetáculos 2014
Programação janeiro de grandes espetáculos 2014
 
Programação janeiro de grandes espetáculos
Programação janeiro de grandes espetáculosProgramação janeiro de grandes espetáculos
Programação janeiro de grandes espetáculos
 

Patinho Feio Jornal O Ilhavense

  • 1. 9O Ilhavense O Ilhavense 20 de Maio de 2015 20 de Maio de 2015 O Regresso apoteótico Após a sua actuação, na última edição do “Festival Ra- dio Faneca” do ano transacto, a banda “Patinho Feio”, vol- tou em grande com um con- certo memorável, no conhe- cido bar “Ipsis Verbis” - na Carvalheira, no passado sá- bado dia 16 de Maio. Com uma formação remo- delada, com um novo baixo – Filipe Pires, que substitui Luís São Marcos - forçado a emi- grar. Apresentaram um ali- nhamento com novos temas originais, como: “A mentira”; “Espera”; “Poesia má”; “Ilusó- rio”; “Vício”; “Porém” e “Re- signação”. Estes temas no- vos foram mesclados com os já conhecidos: “Tive”; “À pro- cura”; “E…”; “Volta-te”; “Es- quiço” (sempre dinâmico); “Sermão” e “Pagador de pro- messas”. Na altura do tradicional encore, António Justiça pe- diu desculpa ao vasto público por não terem camarim, que lhes permitisse sair do palco e fazer a tradicional rentrée. Sugerindo por isso, um inter- valo para fumar um cigarrito e beber um fino. André Imagi- nário, aproveitou para anun- ciar o lançamento da nova linha de merchandising – Pa- tinho Feio. Isto é que não cor- reu muito bem, uma vez que, as numerosas fãs presentes, pretendiam a nova colecção de calcinhas – Patinho Feio - com os nomes gravados dos seus ídolos. Acontece, que as ditas calcinhas não che- garam a sair para o mercado, uma vez que, o fornecedor não apresentou a qualidade exigida pela banda e como as peças destinam-se a aga- salhar uma zona anatómica tão sensível, a banda não as aceitou. Posto isto, fizeram o tradicional encore e mais, brindaram o público com uma grande surpresa. Assim, chamando ao pal- co, Pedro Oliveira (guitarra) e Paulo Vagos (voz), fizeram um merecido tributo aos anti- gos “Vulto”. Esta, uma banda dos idos anos 90, constituí- da pelos irmãos António Jus- tiça e Pedro Oliveira (guitar- ras), Paulo Vagos (vocalista), Pedro Silva Santos (baixo) e como bateristas, Marcos, de- pois André São Marcos e por fim Miguel Barros. Interpreta- ram o tema “Supremo escon- derijo”, com letra de Pedro Gago, vocalizada por Pau- lo Vagos e com uma frenéti- ca guitarra de Pedro Oliveira (parece não ter acusado uma paragem de quase 18 anos). Uma palavra final para o som. Esta banda actuou sem- pre muito bem afinada e com um som de grande qualidade, bem nítido, ao que não será estranho a colaboração de Vi- tor Enes (vocalista da ban- da “Tributus”), que forneceu um excelente P.A. e que de fora comandou superiormen- te a qualidade sonora de “Pa- tinho Feio”. Em suma, foi um con- certo fantástico, com o “Ip- Fotos: António Resende sis Verbis” completamente cheio (fora e dentro), uma noite agradável na esplana- da e som potente do bom Rockroll ilhavense. António justiça (guitarra e voz), An- dré Imaginário (guitarra), Fi- lipe Pires (baixo), Rui Valen- tim (teclas) e João Malaquias (Bateria), protagonizaram uma excelente performance, perante um público conhece- dor e exigente, que saiu bem satisfeito. António Resende Patinho Feio, Outra opinião Por largos momentos tive a nítida sensação que estava no Cavern, no Ufo ou no Mar- quee onde aliás nunca estive. Se tivesse os olhos fechados era transportado directamen- te para a década de 70 do sé- culo passado. Mas não, estava no Ipsis Verbis na Carvalheira e era dia ou melhor noite de 18 Maio de 2015. Cumprimento desde já a gerência deste bar que teve a grande ideia de pro- porcionar a quem lá quis ir um espectáculo de rock progres- sivo, já lá iremos, da mais al- tíssima qualidade com o gru- po Ilhavense Patinho Feio. A entrada era livre e nem consu- mo era obrigatório. Parabéns. Foram 80 minutos de uma performance notável com An- tónio Justiça, André Imaginá- rio, João Malaquias, Filipe Pi- res e Rui Valentim a deliciar a numerosa assistência. Faço aqui um parêntese para re- ferir que quando cheguei ao bar, ainda cedo, e vi o local onde iria decorrer o concerto previ desgraça. O espaço era pequeno demais, achava eu, e não iríamos ouvir nada de jeito porque o som sairia em- pastelado. Ainda bem que me enganei em toda a linha. Não foi nada disso que aconteceu. O som foi muito bem controla- do e apesar das muitas pes- soas e do espaço ser exíguo, saiu claro e limpo. Um exce- lente som. Tudo começou na batida que abre caminho como que a empurrar-nos. O baterista João Malaquias faz um som inteligente, nada forçado, não faz ruído desnecessário, bate com força mas sempre sem deteriorar o som. É sem dú- vida um dos grandes bateris- tas cá do burgo. Filipe Pires era o novato. Primeira apre- sentação nesta formação. O melhor elogio que lhe pode fa- zer é que não se notou nada. Parecia que sempre tinha to- cado ali com os outros quatro. Uma ligação perfeita. Rui Va- lentim como quase todos os teclistas fica a um cantinho atrás de todos, isto na dispo- sição física que não na actua- ção. Não brilhou tanto quanto os outros mas percebeu-se a falta que ele faria se lá não es- tivesse. António Justiça e An- dré Imaginário nas guitarras são, pelas suas performan- ces, a garantia de elevadís- simo desempenho. Qualida- de e profissionalismo andam de mãos dadas. Têm forma- ção clássica e isso aumenta- -lhes o potencial. Solos, quer de um quer do outro, apoteó- ticos. Os riffs de guitarra que eles fazem são uma maravi- lha. A coesão do conjunto é notável e a alegria com que tocam e estão ali é tão evi- dente, tão fácil como respirar. Apesar de não ser de elo- giar com facilidade, já gastei muito adjectivo, mas que cul- pa tenho eu do Patinho Feio ser um grupo para lá de muito bom. Eles fazem rock progres- sivo, género que caraterizava os The Mothers of Invention, uma fase dos Led Zeppelin, os Ten Years After dos primei- ros anos mas principalmente os Van Der Graaf Generator. O concerto teve tudo, nem sequer faltou o experimenta- lismo que era apanágio do rock progressivo. Lembram-se quando Jimmy Page num con- certo tocou guitarra com um arco de violino e deixou toda a gente espantada? Pois An- tónio Justiça também deixou toda a gente de boca aberta, tocou guitarra com uma cha- ve de estrelas e não pensem que era para show off, não se- nhores, ele sabia bem o que estava a fazer e resultava ex- cepcionalmente. Resta-me dizer que o con- certo teve 12 temas e mais 3 de encore, todos em portu- guês e todos da autoria de António Justiça. Mas o Pati- nho feio tem uma falta. Falta um disco, por isso gravem, vocês ficam desde já a dever- -nos esse disco. João Balseiro PUB.