SlideShare uma empresa Scribd logo
PALAVRAJOVEM
N° 17 - 30/04/2013
RESPONSÁVEIS: Norma Holanda, Marcos Lima,
Pedro Henrique, Jefferson Alves, Alcivan, Samaria
Soto.
ABERTURA: BOM DIA QUERIDOS OUVINTES,
ESTÁ NO AR MAIS UM PROGRAMA DA ESCOLA FIGUEIREDO
CORREIA, O PALAVRA JOVEM, EU SOU ................................ E O
TEMA DE HOJE É: 01 DE MAIO: DIA MUNDIAL DO TRABALHO.
MAS ANTES A MENSAGEM DO DIA: Persistência é tudo
Muita gente acha que é difícil começar uma
caminhada. Pessoalmente penso diferente.
Para mim, mas difícil que iniciar é continuar...
De começos o mundo está cheio: os que
começam um casamento, os que começam a
abandonar um vício, os que iniciam o
aprendizado de uma língua e por ai vai. Ir em
frente é mais complicado. Exige persistência e
muita força de vontade. Requer que nós
olhemos para trás com sentimento de
satisfação pela experiência adquirida e não com remorso ou sensação de
arrependimento. Que nós tenhamos sonhos, mas que não vivamos de
sonhos. Que choremos, mas não deixemos as lágrimas turvarem nossa
visão. Que escutemos os outros, mas que não desistamos de fazer o que
julguemos certo, por causa deles. Tudo isso de tão simples parece coisa
de criança. E é mesmo! Antes de aprendermos a andar precisamos: cair
muitas vezes, nos machucar, chorar, ser motivo de riso, e nem por isso
tudo desistimos ou deixamos de levantar. Nisso temos muito que aprender
com as crianças. Elas "sabem"que antes de dar os primeiros passos, é
preciso ficar de pé, e antes disso é preciso engatinhar. Que precisamos
das pessoas para servir de apoio, mas, que elas não são bengalas e nós
não somos aleijados. Se todas as pessoas soubessem disso teríamos bem
menos fracassados no mundo. Gente que poderia atingir grandes coisas,
mas que desiste no meio do caminho. Diante disso só temos a agradecer a
predisposição para certos aprendizados na infância. Se fosse o contrário,
muita gente hoje estaria numa cadeira de rodas.
Hoje estaremos homenageando o cantor Djavan, que emocionou toda
uma geração e continua emocionando. Ouviremos nesse momento a
música Um dia Frio que vai para todos os trabalhadores de Iracema.
1º RETORNO: BOM DIA, EU SOU................................................ E
ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E NOSSO
TEMA: 01 DE MAIO: DIA DO TRABALHO.
Comemorado no dia 1º de maio,
o Dia do Trabalho ou Dia do
Trabalhador é uma data
comemorativa usada para
celebrar as conquistas dos
trabalhadores ao longo da
história. Nessa mesma data, em
1886, ocorreu uma grande
manifestação de trabalhadores na
cidade americana de Chicago.
Milhares de trabalhadores protestavam contra as condições desumanas de
trabalho e a enorme carga horária pela qual eram submetidos (13 horas
diárias). A greve paralisou os Estados Unidos. No dia 3 de maio, houve
vários confrontos dos manifestantes com a polícia. No dia seguinte, esses
confrontos se intensificaram, resultando na morte de diversos
manifestantes. As manifestações e os protestos realizados pelos
trabalhadores ficaram conhecidos como a Revolta de Haymarket
(Pronuncia em Portuguê: Reimárquete).
Em 20 de junho de 1889, em Paris, a central
sindical chamada Segunda Internacional
instituiu o mesmo dia das manifestações
como data máxima dos trabalhadores
organizados, para, assim, lutar pelas 8 horas
de trabalho diário. Em 23 de abril de 1919,
o senado francês ratificou a jornada de
trabalho de 8 horas e proclamou o dia 1° de
maio como feriado nacional.
Após a França estabelecer o Dia do Trabalho, a Rússia foi o primeiro país
a adotar a data comemorativa, em 1920. No Brasil, a data foi consolidada
em 1924 no governo de Artur Bernardes. Além disso, a partir do governo
de Getúlio Vargas, as principais medidas de benefício ao
trabalhador passaram a ser anunciadas nessa data. Atualmente, inúmeros
países adotam o dia 1° de maio como o Dia do Trabalho, sendo
considerado feriado em muitos deles.
Hoje estamos homenageando Djavan e ouviremos neste momento
Oceano que oferecemos a toda a comunidade palavra jovem,
especialmente a todos os trabalhadores.
2º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ________________ E ESTAMOS
DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E NOSSO TEMA DE HOJE
É: 01 DE MAIO: DIA DO TRABALHO.
No Brasil em 1894, um grupo foi preso
por tentar comemorar o Dia do Traba-
lho. Somente um ano depois, ocorreu
realmente a primeira comemoração da
data no país (organizada pelo Centro
Socialista de Santos, em São Paulo).
Entre os anos de 1889 e 1930, algumas
importantes greves começaram na data
de 1 de maio, e foi no Dia do Trabalho,
em 1940, que Getúlio Vargas, que era o
presidente do Brasil naquela época, criou o salário mínimo no país, com o
valor de 240 mil réis (um dos antigos nomes da moeda brasileira). Esse
valor deveria ser o necessário para uma família pagar todas as contas de
alimentação, moradia, vestuário, higiene e transporte do trabalhador. Essa
notícia alegrou muitas pessoas, pois muitas famílias ganhavam menos que
isso.
Um ano depois, em 1.º de maio de 1941, foi criada a Justiça do Trabalho,
que tem como função julgar os problemas dos trabalhadores (individual-
mente ou de uma empresa) nas relações de trabalho, seguindo os direitos
trabalhistas.
Hoje... Existem diversos tipos de
trabalho:
- o trabalho remunerado, em que a
pessoa recebe dinheiro para exer-
cer uma função;
- o não remunerado, em que a pes-
soa trabalha por livre e espontânea
vontade, como os voluntários.
- o das donas de casa, que não tra-
balham fora e não são remunera-
das, mas, geralmente, trabalham muito, lavando e passando, cozinhando e
mantendo a casa arrumada.
- os dos empregados domésticos, que hoje tem quase todos os direitos que
os empregados comuns.
De 1770 pra cá, muita coisa mu-
dou. Os trabalhadores têm direitos
que devem ser respeitados, pois são
garantidos pela Constituição Naci-
onal (aquele documento que con-
tém as leis do nosso país). Mas a
gente sabe que isso nem sempre
acontece, pois ainda é muito co-
mum, nos dias de hoje, a gente ver
e ouvir notícias sobre trabalhadores
que nem têm carteira de trabalho,
crianças que são exploradas no tra-
balho, minorias que sofrem pre-
conceito nos empregos, sem falar do enorme número de pessoas que não
conseguem encontrar um trabalho.
Outro assunto muito falado quando o tema é o direito do trabalhador é o
salário mínimo (aquele criado em 1940), pois, muitas vezes, seu valor não
é suficiente nem mesmo para cobrir as principais necessidades de uma fa-
mília, como alimentação e moradia, muito menos para todas aquelas que
foram descritas na sua criação.
Talvez por esses motivos, muitos brasileiros não veem razão para come-
morar o 1.o de Maio. Por isso, com o passar dos anos, as comemorações
foram mudando e, além de ser uma data de reivindicação dos trabalhado-
res, 1.º de Maio se tornou também uma ocasião para descansar.
Hoje estamos homenageando Djavan e ouviremos Se nesse momento a
Música Terra Planeta água com Guilherme Arantes que vai para todos
aqueles que se preocupam e buscam preservar o nosso planeta.
3º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS
DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM COM O NOSSO QUADRO:
É DE LASCAR:
É de lascar ver jovens que não se preparam para a vida e o
mundo do trabalho; que pouco querem aprender na escola
e não pensam no futuro. É de lascar ver jovens que não
percebem que a Escola é o seu trabalho e portanto devem
agir como se estivessem trabalhando, chegando
pontualmente, não faltando e fazendo todas as tarefas e
obrigações. Tenha uma convivência harmônica com todos
e querendo ser sempre o destaque positivo e não ver
sempre seus nomes nos livros de advertência. A Escola é
o melhor tralho, porque possibilita crescimento maior a cada dia. Por isso
jovens aproveitem todos os momentos para aprender e para se preparar
para o futuro.
4° RETORNO: BOM DIA EU SOU ____________________E
ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM, AGORA
INAURANDO UM NOVO QUADRO: MENSAGEM PARAA FAMÍLIA:
E a Mensagem para Família de Hoje é:
5° RETORNO: BOM DIA EU SOU ____________________E
ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM, AGORA COM OS
ANIVERSARIENTES PARA NOSSA
COMUNIDADE.
(aguardar tocar os parabéns)
Aniversariantes da semana de 28/04 a 05/05
Antônio Danilo Bezerra Diógenes (1 A). Flaviana
Leite de Lima (1 A). Tiara Pereiro Pacheco (1 A).
Edyson Vyctor Gomes da Silva (1 A). Francisco
Marcelo Pereira (1 B). Leomar Mesquita Maia (1
C). Danielle Sousa Dias (2 A). Lilian Cristina Bezerra Magalhães (2 B).
Liraci Maria de Assis dos Santos (2 D). Ana Lisa Alencar Tavares (3 A).
MÚSICA: Despedimo-nos anunciando a última Flor de Lis com Djavan
que vai para todos os alunos da Escola Figueiredo Correia; Fiquem com
Deus e até Próxima Terça-feira!!!
BIOGRAFIA
Djavan poderia ter sido jogador de futebol. Lá pelos 11, 12 anos, o garoto Djavan Caetano
Viana divide seu tempo e sua paixão entre o jogo de bola nas várzeas de Maceió e o equi-
pamento de som quadrifólio da casa de Dr. Ismar Gatto, pai de um amigo de escola.
Da primeira paixão, despontava como talentoso meio-campo no time do CSA, onde poderia
ter feito tranquilamente carreira profissional. Mas é na viagem sonora pela coleção de discos
do Dr. Ismar - que para o pequeno alagoano parecia conter toda a música do mundo - que
desponta um artista: o compositor, cantor, violonista e arranjador Djavan.
Nascido em 27 de janeiro de 1949, em família pobre, aprende violão sozinho nas deficientes
cifras de revistas do jornaleiro. Aos 18, já anima bailes da cidade com o conjunto Luz, Som,
Dimensão (LSD). Não demora a ter certeza: precisa compor.
Aos 23, chega ao Rio de Janeiro para tentar a sorte no mercado musical. É crooner de boa-
tes famosas - Number One e 706. Com a ajuda de Edson Mauro, radialista e conterrâneo,
conhece João Mello, produtor da Som Livre, que o leva para a TV Globo. Passa a cantar
trilhas sonoras de novelas, para as quais grava músicas de compositores consagrados como
Dori Caymmi, Toquinho e Vinícius e Paulo e Marcos Sérgio Valle.
Em três anos, nas horas vagas do microfone, compõe mais de 60 músicas, de variados gê-
neros. Com uma delas, "Fato Consumado", tira segundo lugar no Festival Abertura, reali-
zado pela TV Globo em 1975, e chega ao estúdio da Som Livre. De lá sai com seu primeiro
disco, das mãos do mítico produtor Aloysio de Oliveira (o mesmo de Carmen Miranda a Tom
Jobim). Seria apenas o primeiro de uma longa discografia, que colocou Djavan definitiva-
mente entre os maiores e mais influentes artistas da música brasileira.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Reencuentro de compadres
Reencuentro de compadresReencuentro de compadres
Reencuentro de compadres
Liz Coba Ruiz
 
tsunami
tsunamitsunami
tsunami
algoca
 
Cableado2
Cableado2Cableado2
Cableado2
jaosmo2009
 
Catálogo Baias S.Coop.
Catálogo Baias S.Coop.Catálogo Baias S.Coop.
Catálogo Baias S.Coop.
tecno3
 
FelicitacióN Toledo
FelicitacióN ToledoFelicitacióN Toledo
FelicitacióN Toledo
soledadsouto
 
Confirmaciones 2009
Confirmaciones 2009Confirmaciones 2009
Confirmaciones 2009
Ignacio Fernandez Gonzalez
 
13. Questoes para_ateus
13. Questoes para_ateus13. Questoes para_ateus
13. Questoes para_ateus
pr_afsalbergaria
 
Clase Nº 01 02 Inducción Administración Y La Empresa
Clase Nº 01 02 Inducción Administración Y La EmpresaClase Nº 01 02 Inducción Administración Y La Empresa
Clase Nº 01 02 Inducción Administración Y La Empresa
Rigoberto Gaona
 
Foro nj 72[1]
Foro nj 72[1]Foro nj 72[1]
Sono alunos
Sono   alunosSono   alunos
Sono alunos
pr_afsalbergaria
 
Artigo painel cine arte & cultura educativa
Artigo painel cine arte & cultura educativaArtigo painel cine arte & cultura educativa
Artigo painel cine arte & cultura educativa
Nome Sobrenome
 
Resume - Aaron Riegel V. 2.0 - Specific
Resume - Aaron Riegel V. 2.0 - SpecificResume - Aaron Riegel V. 2.0 - Specific
Resume - Aaron Riegel V. 2.0 - Specific
Aaron Riegel
 
Sesión 2 comunicación y persuasión 2012_v_cpe
Sesión 2 comunicación y persuasión 2012_v_cpeSesión 2 comunicación y persuasión 2012_v_cpe
Sesión 2 comunicación y persuasión 2012_v_cpe
orlando tipismana
 
Votação para Deputado estadual em Carpina
Votação para Deputado estadual em CarpinaVotação para Deputado estadual em Carpina
Votação para Deputado estadual em Carpina
Elielson Lima
 
Importancia de la quimica
Importancia de la quimicaImportancia de la quimica
Importancia de la quimica
Angélica Leslie Segura Sanhueza
 
Revista encuentros nueva epoca nº 1 1er semestre 2008
Revista encuentros nueva epoca nº 1  1er semestre 2008Revista encuentros nueva epoca nº 1  1er semestre 2008
Revista encuentros nueva epoca nº 1 1er semestre 2008
Encuentros Universitarios 3 Cantos
 
Fé de cientistas
Fé de cientistasFé de cientistas
Fé de cientistas
pr_afsalbergaria
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
Marcos Lima
 
Restaurante yume
Restaurante  yumeRestaurante  yume
Restaurante yume
Sheimi Lima
 
Presentacion 460 consules 19 12-2013
Presentacion 460 consules 19 12-2013Presentacion 460 consules 19 12-2013
Presentacion 460 consules 19 12-2013
CIUDAD y TERRITORIO
 

Destaque (20)

Reencuentro de compadres
Reencuentro de compadresReencuentro de compadres
Reencuentro de compadres
 
tsunami
tsunamitsunami
tsunami
 
Cableado2
Cableado2Cableado2
Cableado2
 
Catálogo Baias S.Coop.
Catálogo Baias S.Coop.Catálogo Baias S.Coop.
Catálogo Baias S.Coop.
 
FelicitacióN Toledo
FelicitacióN ToledoFelicitacióN Toledo
FelicitacióN Toledo
 
Confirmaciones 2009
Confirmaciones 2009Confirmaciones 2009
Confirmaciones 2009
 
13. Questoes para_ateus
13. Questoes para_ateus13. Questoes para_ateus
13. Questoes para_ateus
 
Clase Nº 01 02 Inducción Administración Y La Empresa
Clase Nº 01 02 Inducción Administración Y La EmpresaClase Nº 01 02 Inducción Administración Y La Empresa
Clase Nº 01 02 Inducción Administración Y La Empresa
 
Foro nj 72[1]
Foro nj 72[1]Foro nj 72[1]
Foro nj 72[1]
 
Sono alunos
Sono   alunosSono   alunos
Sono alunos
 
Artigo painel cine arte & cultura educativa
Artigo painel cine arte & cultura educativaArtigo painel cine arte & cultura educativa
Artigo painel cine arte & cultura educativa
 
Resume - Aaron Riegel V. 2.0 - Specific
Resume - Aaron Riegel V. 2.0 - SpecificResume - Aaron Riegel V. 2.0 - Specific
Resume - Aaron Riegel V. 2.0 - Specific
 
Sesión 2 comunicación y persuasión 2012_v_cpe
Sesión 2 comunicación y persuasión 2012_v_cpeSesión 2 comunicación y persuasión 2012_v_cpe
Sesión 2 comunicación y persuasión 2012_v_cpe
 
Votação para Deputado estadual em Carpina
Votação para Deputado estadual em CarpinaVotação para Deputado estadual em Carpina
Votação para Deputado estadual em Carpina
 
Importancia de la quimica
Importancia de la quimicaImportancia de la quimica
Importancia de la quimica
 
Revista encuentros nueva epoca nº 1 1er semestre 2008
Revista encuentros nueva epoca nº 1  1er semestre 2008Revista encuentros nueva epoca nº 1  1er semestre 2008
Revista encuentros nueva epoca nº 1 1er semestre 2008
 
Fé de cientistas
Fé de cientistasFé de cientistas
Fé de cientistas
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
 
Restaurante yume
Restaurante  yumeRestaurante  yume
Restaurante yume
 
Presentacion 460 consules 19 12-2013
Presentacion 460 consules 19 12-2013Presentacion 460 consules 19 12-2013
Presentacion 460 consules 19 12-2013
 

Semelhante a Palavrajovem nº 17

Palavra jovem n 9
Palavra jovem n 9Palavra jovem n 9
Palavra jovem n 9
Escola Figueiredo Correia
 
Palavra jovem 16
Palavra jovem 16Palavra jovem 16
Palavra jovem 16
maricelio
 
Ano 7 nº 23 jan fev março 2015
Ano 7  nº 23 jan fev março 2015Ano 7  nº 23 jan fev março 2015
Ano 7 nº 23 jan fev março 2015
inbrasci
 
Jornal o guarani capa (cópia)
Jornal o guarani capa (cópia)Jornal o guarani capa (cópia)
Jornal o guarani capa (cópia)
Gabriel Abreu
 
Jornal outubro 2012 3
Jornal outubro 2012 3Jornal outubro 2012 3
Jornal outubro 2012 3
Delziene Jesus
 
Jornal escola viva 5
Jornal escola viva 5Jornal escola viva 5
Jornal escola viva 5
Marcella Gomes
 
Jornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria motaJornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria mota
Leandro Oliveira
 
Jornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria motaJornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria mota
Leandro Oliveira
 
Jornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria motaJornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria mota
Leandro Oliveira
 
EE LANDIA DOS SANTOS BATISTA
EE LANDIA DOS SANTOS BATISTAEE LANDIA DOS SANTOS BATISTA
EE LANDIA DOS SANTOS BATISTA
Jeca Tatu
 
Palavra jovem 34
Palavra jovem 34Palavra jovem 34
Palavra jovem 34
Escola Figueiredo Correia
 
Palavra Jovem - Nº 68/2014
Palavra Jovem - Nº 68/2014Palavra Jovem - Nº 68/2014
Palavra Jovem - Nº 68/2014
Maricélio Carvalho
 
510 an 10_fevereiro_2015.ok (1)
510 an 10_fevereiro_2015.ok (1)510 an 10_fevereiro_2015.ok (1)
510 an 10_fevereiro_2015.ok (1)
Roberto Rabat Chame
 
Jornal firmino informa - 5ª edição
Jornal   firmino informa - 5ª ediçãoJornal   firmino informa - 5ª edição
Jornal firmino informa - 5ª edição
firmino8serie
 
1º periodo jornal 13 14
1º periodo jornal 13 141º periodo jornal 13 14
1º periodo jornal 13 14
rutegalvaoloureiro
 
Jornal Mente Ativa 11
Jornal Mente Ativa 11Jornal Mente Ativa 11
Jornal Mente Ativa 11
Jeane Bordignon
 
Palavra jovem 43
Palavra jovem 43Palavra jovem 43
Palavra jovem 43
Escola Figueiredo Correia
 
Jornal 12
Jornal 12Jornal 12
Jornal 12
guestda66ac0
 
Jornal Convívio Janeiro/Março 2010
Jornal Convívio Janeiro/Março 2010Jornal Convívio Janeiro/Março 2010
Jornal Convívio Janeiro/Março 2010
casadopovopombalinho
 
Jornal Conv
Jornal ConvJornal Conv
Jornal Conv
guestda66ac0
 

Semelhante a Palavrajovem nº 17 (20)

Palavra jovem n 9
Palavra jovem n 9Palavra jovem n 9
Palavra jovem n 9
 
Palavra jovem 16
Palavra jovem 16Palavra jovem 16
Palavra jovem 16
 
Ano 7 nº 23 jan fev março 2015
Ano 7  nº 23 jan fev março 2015Ano 7  nº 23 jan fev março 2015
Ano 7 nº 23 jan fev março 2015
 
Jornal o guarani capa (cópia)
Jornal o guarani capa (cópia)Jornal o guarani capa (cópia)
Jornal o guarani capa (cópia)
 
Jornal outubro 2012 3
Jornal outubro 2012 3Jornal outubro 2012 3
Jornal outubro 2012 3
 
Jornal escola viva 5
Jornal escola viva 5Jornal escola viva 5
Jornal escola viva 5
 
Jornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria motaJornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria mota
 
Jornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria motaJornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria mota
 
Jornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria motaJornal 1 edicao maria mota
Jornal 1 edicao maria mota
 
EE LANDIA DOS SANTOS BATISTA
EE LANDIA DOS SANTOS BATISTAEE LANDIA DOS SANTOS BATISTA
EE LANDIA DOS SANTOS BATISTA
 
Palavra jovem 34
Palavra jovem 34Palavra jovem 34
Palavra jovem 34
 
Palavra Jovem - Nº 68/2014
Palavra Jovem - Nº 68/2014Palavra Jovem - Nº 68/2014
Palavra Jovem - Nº 68/2014
 
510 an 10_fevereiro_2015.ok (1)
510 an 10_fevereiro_2015.ok (1)510 an 10_fevereiro_2015.ok (1)
510 an 10_fevereiro_2015.ok (1)
 
Jornal firmino informa - 5ª edição
Jornal   firmino informa - 5ª ediçãoJornal   firmino informa - 5ª edição
Jornal firmino informa - 5ª edição
 
1º periodo jornal 13 14
1º periodo jornal 13 141º periodo jornal 13 14
1º periodo jornal 13 14
 
Jornal Mente Ativa 11
Jornal Mente Ativa 11Jornal Mente Ativa 11
Jornal Mente Ativa 11
 
Palavra jovem 43
Palavra jovem 43Palavra jovem 43
Palavra jovem 43
 
Jornal 12
Jornal 12Jornal 12
Jornal 12
 
Jornal Convívio Janeiro/Março 2010
Jornal Convívio Janeiro/Março 2010Jornal Convívio Janeiro/Março 2010
Jornal Convívio Janeiro/Março 2010
 
Jornal Conv
Jornal ConvJornal Conv
Jornal Conv
 

Mais de Marcos Lima

Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 18
Palavra jovem n 18Palavra jovem n 18
Palavra jovem n 18
Marcos Lima
 
Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013
Marcos Lima
 
Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 16
Palavra jovem n 16Palavra jovem n 16
Palavra jovem n 16
Marcos Lima
 
Ppp 2012 3ª versão com assinaturas
Ppp 2012   3ª versão com assinaturasPpp 2012   3ª versão com assinaturas
Ppp 2012 3ª versão com assinaturas
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 15
Palavra jovem n 15Palavra jovem n 15
Palavra jovem n 15
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13
Marcos Lima
 
Palavra jovem 42
Palavra jovem 42Palavra jovem 42
Palavra jovem 42
Marcos Lima
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
Marcos Lima
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
Marcos Lima
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
Marcos Lima
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
Marcos Lima
 
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Marcos Lima
 
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Marcos Lima
 
Mensão honrosa 2
Mensão honrosa 2Mensão honrosa 2
Mensão honrosa 2Marcos Lima
 

Mais de Marcos Lima (20)

Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
 
Palavra jovem n 18
Palavra jovem n 18Palavra jovem n 18
Palavra jovem n 18
 
Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013
 
Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013
 
Palavra jovem n 16
Palavra jovem n 16Palavra jovem n 16
Palavra jovem n 16
 
Ppp 2012 3ª versão com assinaturas
Ppp 2012   3ª versão com assinaturasPpp 2012   3ª versão com assinaturas
Ppp 2012 3ª versão com assinaturas
 
Palavra jovem n 15
Palavra jovem n 15Palavra jovem n 15
Palavra jovem n 15
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
 
Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
 
Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13
 
Palavra jovem 42
Palavra jovem 42Palavra jovem 42
Palavra jovem 42
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
 
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
 
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
 
Mensão honrosa 2
Mensão honrosa 2Mensão honrosa 2
Mensão honrosa 2
 

Palavrajovem nº 17

  • 1. PALAVRAJOVEM N° 17 - 30/04/2013 RESPONSÁVEIS: Norma Holanda, Marcos Lima, Pedro Henrique, Jefferson Alves, Alcivan, Samaria Soto. ABERTURA: BOM DIA QUERIDOS OUVINTES, ESTÁ NO AR MAIS UM PROGRAMA DA ESCOLA FIGUEIREDO CORREIA, O PALAVRA JOVEM, EU SOU ................................ E O TEMA DE HOJE É: 01 DE MAIO: DIA MUNDIAL DO TRABALHO. MAS ANTES A MENSAGEM DO DIA: Persistência é tudo Muita gente acha que é difícil começar uma caminhada. Pessoalmente penso diferente. Para mim, mas difícil que iniciar é continuar... De começos o mundo está cheio: os que começam um casamento, os que começam a abandonar um vício, os que iniciam o aprendizado de uma língua e por ai vai. Ir em frente é mais complicado. Exige persistência e muita força de vontade. Requer que nós olhemos para trás com sentimento de satisfação pela experiência adquirida e não com remorso ou sensação de arrependimento. Que nós tenhamos sonhos, mas que não vivamos de sonhos. Que choremos, mas não deixemos as lágrimas turvarem nossa visão. Que escutemos os outros, mas que não desistamos de fazer o que julguemos certo, por causa deles. Tudo isso de tão simples parece coisa de criança. E é mesmo! Antes de aprendermos a andar precisamos: cair muitas vezes, nos machucar, chorar, ser motivo de riso, e nem por isso tudo desistimos ou deixamos de levantar. Nisso temos muito que aprender com as crianças. Elas "sabem"que antes de dar os primeiros passos, é preciso ficar de pé, e antes disso é preciso engatinhar. Que precisamos das pessoas para servir de apoio, mas, que elas não são bengalas e nós não somos aleijados. Se todas as pessoas soubessem disso teríamos bem
  • 2. menos fracassados no mundo. Gente que poderia atingir grandes coisas, mas que desiste no meio do caminho. Diante disso só temos a agradecer a predisposição para certos aprendizados na infância. Se fosse o contrário, muita gente hoje estaria numa cadeira de rodas. Hoje estaremos homenageando o cantor Djavan, que emocionou toda uma geração e continua emocionando. Ouviremos nesse momento a música Um dia Frio que vai para todos os trabalhadores de Iracema. 1º RETORNO: BOM DIA, EU SOU................................................ E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E NOSSO TEMA: 01 DE MAIO: DIA DO TRABALHO. Comemorado no dia 1º de maio, o Dia do Trabalho ou Dia do Trabalhador é uma data comemorativa usada para celebrar as conquistas dos trabalhadores ao longo da história. Nessa mesma data, em 1886, ocorreu uma grande manifestação de trabalhadores na cidade americana de Chicago. Milhares de trabalhadores protestavam contra as condições desumanas de trabalho e a enorme carga horária pela qual eram submetidos (13 horas diárias). A greve paralisou os Estados Unidos. No dia 3 de maio, houve vários confrontos dos manifestantes com a polícia. No dia seguinte, esses confrontos se intensificaram, resultando na morte de diversos manifestantes. As manifestações e os protestos realizados pelos trabalhadores ficaram conhecidos como a Revolta de Haymarket (Pronuncia em Portuguê: Reimárquete). Em 20 de junho de 1889, em Paris, a central sindical chamada Segunda Internacional instituiu o mesmo dia das manifestações como data máxima dos trabalhadores organizados, para, assim, lutar pelas 8 horas de trabalho diário. Em 23 de abril de 1919, o senado francês ratificou a jornada de trabalho de 8 horas e proclamou o dia 1° de
  • 3. maio como feriado nacional. Após a França estabelecer o Dia do Trabalho, a Rússia foi o primeiro país a adotar a data comemorativa, em 1920. No Brasil, a data foi consolidada em 1924 no governo de Artur Bernardes. Além disso, a partir do governo de Getúlio Vargas, as principais medidas de benefício ao trabalhador passaram a ser anunciadas nessa data. Atualmente, inúmeros países adotam o dia 1° de maio como o Dia do Trabalho, sendo considerado feriado em muitos deles. Hoje estamos homenageando Djavan e ouviremos neste momento Oceano que oferecemos a toda a comunidade palavra jovem, especialmente a todos os trabalhadores. 2º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ________________ E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E NOSSO TEMA DE HOJE É: 01 DE MAIO: DIA DO TRABALHO. No Brasil em 1894, um grupo foi preso por tentar comemorar o Dia do Traba- lho. Somente um ano depois, ocorreu realmente a primeira comemoração da data no país (organizada pelo Centro Socialista de Santos, em São Paulo). Entre os anos de 1889 e 1930, algumas importantes greves começaram na data de 1 de maio, e foi no Dia do Trabalho, em 1940, que Getúlio Vargas, que era o presidente do Brasil naquela época, criou o salário mínimo no país, com o valor de 240 mil réis (um dos antigos nomes da moeda brasileira). Esse valor deveria ser o necessário para uma família pagar todas as contas de alimentação, moradia, vestuário, higiene e transporte do trabalhador. Essa notícia alegrou muitas pessoas, pois muitas famílias ganhavam menos que isso. Um ano depois, em 1.º de maio de 1941, foi criada a Justiça do Trabalho, que tem como função julgar os problemas dos trabalhadores (individual- mente ou de uma empresa) nas relações de trabalho, seguindo os direitos trabalhistas.
  • 4. Hoje... Existem diversos tipos de trabalho: - o trabalho remunerado, em que a pessoa recebe dinheiro para exer- cer uma função; - o não remunerado, em que a pes- soa trabalha por livre e espontânea vontade, como os voluntários. - o das donas de casa, que não tra- balham fora e não são remunera- das, mas, geralmente, trabalham muito, lavando e passando, cozinhando e mantendo a casa arrumada. - os dos empregados domésticos, que hoje tem quase todos os direitos que os empregados comuns. De 1770 pra cá, muita coisa mu- dou. Os trabalhadores têm direitos que devem ser respeitados, pois são garantidos pela Constituição Naci- onal (aquele documento que con- tém as leis do nosso país). Mas a gente sabe que isso nem sempre acontece, pois ainda é muito co- mum, nos dias de hoje, a gente ver e ouvir notícias sobre trabalhadores que nem têm carteira de trabalho, crianças que são exploradas no tra- balho, minorias que sofrem pre- conceito nos empregos, sem falar do enorme número de pessoas que não conseguem encontrar um trabalho. Outro assunto muito falado quando o tema é o direito do trabalhador é o salário mínimo (aquele criado em 1940), pois, muitas vezes, seu valor não é suficiente nem mesmo para cobrir as principais necessidades de uma fa- mília, como alimentação e moradia, muito menos para todas aquelas que foram descritas na sua criação. Talvez por esses motivos, muitos brasileiros não veem razão para come-
  • 5. morar o 1.o de Maio. Por isso, com o passar dos anos, as comemorações foram mudando e, além de ser uma data de reivindicação dos trabalhado- res, 1.º de Maio se tornou também uma ocasião para descansar. Hoje estamos homenageando Djavan e ouviremos Se nesse momento a Música Terra Planeta água com Guilherme Arantes que vai para todos aqueles que se preocupam e buscam preservar o nosso planeta. 3º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM COM O NOSSO QUADRO: É DE LASCAR: É de lascar ver jovens que não se preparam para a vida e o mundo do trabalho; que pouco querem aprender na escola e não pensam no futuro. É de lascar ver jovens que não percebem que a Escola é o seu trabalho e portanto devem agir como se estivessem trabalhando, chegando pontualmente, não faltando e fazendo todas as tarefas e obrigações. Tenha uma convivência harmônica com todos e querendo ser sempre o destaque positivo e não ver sempre seus nomes nos livros de advertência. A Escola é o melhor tralho, porque possibilita crescimento maior a cada dia. Por isso jovens aproveitem todos os momentos para aprender e para se preparar para o futuro. 4° RETORNO: BOM DIA EU SOU ____________________E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM, AGORA INAURANDO UM NOVO QUADRO: MENSAGEM PARAA FAMÍLIA: E a Mensagem para Família de Hoje é: 5° RETORNO: BOM DIA EU SOU ____________________E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM, AGORA COM OS ANIVERSARIENTES PARA NOSSA COMUNIDADE. (aguardar tocar os parabéns) Aniversariantes da semana de 28/04 a 05/05 Antônio Danilo Bezerra Diógenes (1 A). Flaviana Leite de Lima (1 A). Tiara Pereiro Pacheco (1 A). Edyson Vyctor Gomes da Silva (1 A). Francisco Marcelo Pereira (1 B). Leomar Mesquita Maia (1
  • 6. C). Danielle Sousa Dias (2 A). Lilian Cristina Bezerra Magalhães (2 B). Liraci Maria de Assis dos Santos (2 D). Ana Lisa Alencar Tavares (3 A). MÚSICA: Despedimo-nos anunciando a última Flor de Lis com Djavan que vai para todos os alunos da Escola Figueiredo Correia; Fiquem com Deus e até Próxima Terça-feira!!! BIOGRAFIA Djavan poderia ter sido jogador de futebol. Lá pelos 11, 12 anos, o garoto Djavan Caetano Viana divide seu tempo e sua paixão entre o jogo de bola nas várzeas de Maceió e o equi- pamento de som quadrifólio da casa de Dr. Ismar Gatto, pai de um amigo de escola. Da primeira paixão, despontava como talentoso meio-campo no time do CSA, onde poderia ter feito tranquilamente carreira profissional. Mas é na viagem sonora pela coleção de discos do Dr. Ismar - que para o pequeno alagoano parecia conter toda a música do mundo - que desponta um artista: o compositor, cantor, violonista e arranjador Djavan. Nascido em 27 de janeiro de 1949, em família pobre, aprende violão sozinho nas deficientes cifras de revistas do jornaleiro. Aos 18, já anima bailes da cidade com o conjunto Luz, Som, Dimensão (LSD). Não demora a ter certeza: precisa compor. Aos 23, chega ao Rio de Janeiro para tentar a sorte no mercado musical. É crooner de boa- tes famosas - Number One e 706. Com a ajuda de Edson Mauro, radialista e conterrâneo, conhece João Mello, produtor da Som Livre, que o leva para a TV Globo. Passa a cantar trilhas sonoras de novelas, para as quais grava músicas de compositores consagrados como Dori Caymmi, Toquinho e Vinícius e Paulo e Marcos Sérgio Valle. Em três anos, nas horas vagas do microfone, compõe mais de 60 músicas, de variados gê- neros. Com uma delas, "Fato Consumado", tira segundo lugar no Festival Abertura, reali- zado pela TV Globo em 1975, e chega ao estúdio da Som Livre. De lá sai com seu primeiro disco, das mãos do mítico produtor Aloysio de Oliveira (o mesmo de Carmen Miranda a Tom Jobim). Seria apenas o primeiro de uma longa discografia, que colocou Djavan definitiva- mente entre os maiores e mais influentes artistas da música brasileira.