SlideShare uma empresa Scribd logo
PALAVRA JOVEM
N° 42 - 06/11/2012
RESPONSÁVEIS: Norma Holanda, Marcos Lima, Pedro Henrique,
Jefferson Alves, Tadeu Oliveira, Karolyne Lima, Carlos Marcus e Samaria
Soto.
ABERTURA: BOM DIA QUERIDOS OUVINTES, ESTÁ NO AR MAIS
UM PROGRAMA DA ESCOLA FIGUEIREDO CORREIA, O PALAVRA
JOVEM, EU SOU................................ E O TEMA DE HOJE É SOBRE
TOLERANCIA.

MAS ANTES A MESNSAGEM DO DIA:

Tolerância é caridade
Quando falamos em tolerância, apenas pensamos em
aceitar
algo ou alguém, mas a tolerância é uma virtude muito
mais ampla, pois ela também é Caridade.
Porque podemos dar ao outro nossa compreensão, nossa
compaixão
e principalmente nosso Amor.
Através da tolerância colocamos em prática várias virtudes
e uma delas é a Caridade para com o outro, que por muitas vezes
podemos não concordar, mas respeitamos como se fossemos nós mesmos,
esta é a grande lição da tolerância, não cobrar do outro,
apenas compreende-lo e ajuda-lo no que ele necessitar,
mesmo não tendo a conivência para com os acontecimentos,
somos capazes de doar o nosso entendimento e a nossa melhor palavra,
por mais difícil que seja a situação.
Não importa ao tolerante as faltas alheias, ele simplesmente compreende
e procura sempre amenizar positivamente as piores situações.
Sendo tolerantes, não perdemos nada, ao contrário,
conquistamos uma condição melhor de convivência
para com nossos irmãos.
MUSICA: Ouviremos neste momento á musica sinhá com o cantor chico
Buarque que vai para toda comunidade principalmente para os queridos
ouvintes do palavra jovem.

1º RETORNO: BOM DIA, EU SOU............................... E ESTAMOS DE
VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS FALANDO SOBRE
O TEMA: TOLERÂNCIA

Dicionário da Língua Portuguesa da
Porto Editora define a palavra
tolerância como sendo o respeito pelas
ideias, crenças ou práticas dos demais
sempre que estas sejam diferentes ou
contrárias às nossas.
O conceito tem origem no termo latim
tolerare (“suportar”, “sustentar”) e faz
referência ao grau de aceitação
relativamente a um elemento contrário
a uma regra moral, civil ou física. Por outras palavras, a tolerância é a atitude
que uma pessoa tem para com aquilo que é diferente dos seus valores.
É importante ter em conta que a tolerância não é o mesmo que a indiferença.
Isto é, não prestar atenção ou refutar os valores do próximo não é uma
atitude tolerante. A tolerância pressupõe o respeito mútuo e, acima de tudo, o
entendimento mútuo, inclusive quando não se partilha dos mesmos valores.
 De qualquer maneira, estas formas de entender o mundo não podem, de
modo algum, atentar contra os direitos dos outros. Se uma pessoa tiver
valores que implicam conceitos de supremacia racial e visar o extermínio do
próximo, por exemplo, não significa que se tenha de tolerar tal postura.

MÚSICA: Ouviremos neste momento a música intolerância de Marcelo
Bonfá que vai para toda a comunidade Figueiredo Correia e os ouvintes
do Palavra Jovem.

2º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS
DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS FALANDO
SOBRE O TEMA: TOLERÂNCIA

Se o Dia Nacional de Combate à Intolerância começou a fazer parte do calendário é
porque temos a intolerância como uma característica
sociocultural que deve ser combatida em todas as suas
expressões. E quando analisamos, chegamos ao ponto
nevrálgico e central do que é uma sociedade.
Assim como a intolerância religiosa, as outras formas
de intolerância como a de gênero ou a homofóbica e as
que se manifestam no campo ideológico, social ou das
diferenças étnicas... estão ligadas a concepções de
vida, de poder e a crenças. Todas elas vêm da mesma
estrutura de sociedade piramidal e patriarcal que se
constitui como organizadora de relações violentas, ou
seja, de relações hierarquizadas (e aqui há uma noção de ordem sagrada) onde uns são
tidos como superiores e mais humanos que outros porque são homens, brancos, cristãos,
patrões, heterossexuais... ou porque detêm o saber ou os bens econômicos de um povo.
Para que essa estrutura social de poder e dominação de uns sobre outras/os possa ser
perpetuada, é necessário que se acredite que, naturalmente ou por instituição sagrada,
uns são superiores a outras/os. Daí é que nascem as diversas formas de preconceito e
discriminação; nascem para desqualificar ou inferiorizar o/a outro/a. Inferiorizar o outro
é uma forma eficaz de dominá-lo, legitimando, desta forma, que isso é aceitável porque
ele/a não é um igual. Nossa história brasileira é um amargo testemunho dessa estrutura.
A intolerância surge também do medo e da disputa pelo poder. O medo cresce com o
individualismo e com a nossa incapacidade crescente de viver a alteridade (ou seja, a
capacidade de conviver com os diferentes em relações de diálogo e interdependência).
Em uma cultura que vive sob o impacto da imagem (e esta com expressões cada vez
mais violentas, tanto no conteúdo quanto na sua forma), a perda da capacidade de
escuta e, portanto do diálogo, é cada vez maior. Com a perda do diálogo e das
possibilidades de convivência que ele propicia, vem o desconhecimento e o medo do
outro. Trata-se do medo de que o outro se mostre superior, de que ele domine.

MÚSICA: Ouviremos neste momento a música sagrado coração com
legião urbana que vai para todos os alunos da Escola Figueiredo Correia
e para as pessoas que nela trabalha.

3º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS
DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM COMO NOSSO QUADRO O
É DE LASCAR:

É de lascar vermos pessoas que não tem o mínimo de
respeito e de tolerância pelas opiniões e preferencias
dos outros, que só pensão em si mesmas e que estando
nos espaços coletivos querem impor o seu estilos de
músicas e de vida, suas opções sexuais e preferências
diversas.

4º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS
DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS DE VOLTA
AGORA COM OS ANIVESARIANTES DA SEMANA:
                                   Do dia 04 a 09/11/2012 Alfredo
                                  Aguilar Pinheiro 9º ano, Joab
                                  Henrique Araujo 1° ‘’A’’, Larissa
                                  Oliveira Barreto 1º ‘’A’’, Marcos
                                  Aurélio de lima Goiana 1° ‘’A’’,
                                  Maria de Fátima Maia Santos 1° ‘’A’’
, José Victor Magalhães Gomes 1º ‘’C’’, Antônia Valdinaria de Souza
Alves 2° ‘’B’’, Jefferson Alves Macêdo 2° ‘’B’’, Mikarela dos Santos
Cardoso 2º ‘’B’’, Darlan Matheus de Oliveira 3° ‘’A’’, Fabricrio
Alves Bezerra 3º ‘’A’’, Jayne Almeida Silveira 3º ‘’A’’, Jossan Nogueira
Diógenes 3° ‘’A’’, Lara Melo Nogueira 3º ‘’C’’, Maria Joziana Martins
da Silva 3° ‘’C’’, Monalisa dos Satos Cardoso 3º ‘’C’’.

Agora passo á palavra para nossa diretora norma que vai falar um
pouco conosco... algumas informações importantes.


MÚSICA: Despedimos-nos anunciando a última música: Quem me guia
com Martinho da Vila que vai para todos ouvintes do Palavra Jovem.
Até Próxima Terça-feira.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Alunos nota 10 iii período 2012
Alunos nota 10 iii período 2012Alunos nota 10 iii período 2012
Alunos nota 10 iii período 2012
Escola Figueiredo Correia
 
0036edital n 015.2012_psv_2013_aprovado_no_consepe
0036edital n 015.2012_psv_2013_aprovado_no_consepe0036edital n 015.2012_psv_2013_aprovado_no_consepe
0036edital n 015.2012_psv_2013_aprovado_no_consepe
Escola Figueiredo Correia
 
Colegial news edição 9
Colegial news   edição 9Colegial news   edição 9
Colegial news edição 9
Escola Figueiredo Correia
 
Colegial news edição 9
Colegial news   edição 9Colegial news   edição 9
Colegial news edição 9
Escola Figueiredo Correia
 
Abaixo assinado
Abaixo assinadoAbaixo assinado
Abaixo assinado
Escola Figueiredo Correia
 
Alunos nota 10 ii período 2013
Alunos nota 10 ii período 2013Alunos nota 10 ii período 2013
Alunos nota 10 ii período 2013
Escola Figueiredo Correia
 
Chamada pública agricultura oficial
Chamada pública agricultura oficialChamada pública agricultura oficial
Chamada pública agricultura oficial
Escola Figueiredo Correia
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
lazaroikki
 
Ortografia acordo
Ortografia acordoOrtografia acordo
Ortografia acordo
juanitasousa
 
Palavra jovem n 15
Palavra jovem n 15Palavra jovem n 15
Palavra jovem n 15
Marcos Lima
 
XXV ENCUENTRO ARCOIRIS 2009
XXV ENCUENTRO ARCOIRIS 2009XXV ENCUENTRO ARCOIRIS 2009
XXV ENCUENTRO ARCOIRIS 2009
Ignacio Fernandez Gonzalez
 
IES Mariana Pineda
IES Mariana PinedaIES Mariana Pineda
IES Mariana Pineda
iesmarianapineda
 
Antartida
AntartidaAntartida
Antartida
asuero
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
pr_afsalbergaria
 
Escuelas Viajeras 2009
Escuelas Viajeras 2009Escuelas Viajeras 2009
Escuelas Viajeras 2009guest52b397
 
Errores prensa
Errores prensaErrores prensa
Errores prensa
Erickita Montaño
 
(130608) #fitalk trends in d forensics (may, 2013)
(130608) #fitalk   trends in d forensics (may, 2013)(130608) #fitalk   trends in d forensics (may, 2013)
(130608) #fitalk trends in d forensics (may, 2013)
INSIGHT FORENSIC
 
Peregrinación de la arquidiócesis a la basílica de
Peregrinación de la arquidiócesis a la basílica dePeregrinación de la arquidiócesis a la basílica de
Peregrinación de la arquidiócesis a la basílica de
Ignacio Fernandez Gonzalez
 
La Pizarra
La PizarraLa Pizarra
Redes guia 7
Redes  guia 7Redes  guia 7
Redes guia 7
luzmaya
 

Destaque (20)

Alunos nota 10 iii período 2012
Alunos nota 10 iii período 2012Alunos nota 10 iii período 2012
Alunos nota 10 iii período 2012
 
0036edital n 015.2012_psv_2013_aprovado_no_consepe
0036edital n 015.2012_psv_2013_aprovado_no_consepe0036edital n 015.2012_psv_2013_aprovado_no_consepe
0036edital n 015.2012_psv_2013_aprovado_no_consepe
 
Colegial news edição 9
Colegial news   edição 9Colegial news   edição 9
Colegial news edição 9
 
Colegial news edição 9
Colegial news   edição 9Colegial news   edição 9
Colegial news edição 9
 
Abaixo assinado
Abaixo assinadoAbaixo assinado
Abaixo assinado
 
Alunos nota 10 ii período 2013
Alunos nota 10 ii período 2013Alunos nota 10 ii período 2013
Alunos nota 10 ii período 2013
 
Chamada pública agricultura oficial
Chamada pública agricultura oficialChamada pública agricultura oficial
Chamada pública agricultura oficial
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Ortografia acordo
Ortografia acordoOrtografia acordo
Ortografia acordo
 
Palavra jovem n 15
Palavra jovem n 15Palavra jovem n 15
Palavra jovem n 15
 
XXV ENCUENTRO ARCOIRIS 2009
XXV ENCUENTRO ARCOIRIS 2009XXV ENCUENTRO ARCOIRIS 2009
XXV ENCUENTRO ARCOIRIS 2009
 
IES Mariana Pineda
IES Mariana PinedaIES Mariana Pineda
IES Mariana Pineda
 
Antartida
AntartidaAntartida
Antartida
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
 
Escuelas Viajeras 2009
Escuelas Viajeras 2009Escuelas Viajeras 2009
Escuelas Viajeras 2009
 
Errores prensa
Errores prensaErrores prensa
Errores prensa
 
(130608) #fitalk trends in d forensics (may, 2013)
(130608) #fitalk   trends in d forensics (may, 2013)(130608) #fitalk   trends in d forensics (may, 2013)
(130608) #fitalk trends in d forensics (may, 2013)
 
Peregrinación de la arquidiócesis a la basílica de
Peregrinación de la arquidiócesis a la basílica dePeregrinación de la arquidiócesis a la basílica de
Peregrinación de la arquidiócesis a la basílica de
 
La Pizarra
La PizarraLa Pizarra
La Pizarra
 
Redes guia 7
Redes  guia 7Redes  guia 7
Redes guia 7
 

Semelhante a Palavra jovem 42

Unicatólica - O direito de ser diferente!
Unicatólica - O direito de ser diferente!Unicatólica - O direito de ser diferente!
Unicatólica - O direito de ser diferente!
Viviane Nobre
 
Palestra Jesus e Tolerância
Palestra Jesus e TolerânciaPalestra Jesus e Tolerância
Palestra Jesus e Tolerância
Departamento Comunicação Social SER
 
Preconceito linguístico nas mídias sociais
Preconceito linguístico nas mídias sociaisPreconceito linguístico nas mídias sociais
Preconceito linguístico nas mídias sociais
Carolina Abdon
 
Direitos humanos-e-gerao-de-paz-fascculo-2-195x250
Direitos humanos-e-gerao-de-paz-fascculo-2-195x250Direitos humanos-e-gerao-de-paz-fascculo-2-195x250
Direitos humanos-e-gerao-de-paz-fascculo-2-195x250
Kele Santos
 
Tese fabio versao_final_red
Tese fabio versao_final_redTese fabio versao_final_red
Tese fabio versao_final_red
Douglas Evangelista
 
Homofobia e homossexualidade
Homofobia e homossexualidade Homofobia e homossexualidade
Homofobia e homossexualidade
Itatielle Silveira
 
O que é etica
O que é eticaO que é etica
O que é etica
Arcelino Barbosa
 
Religiao simbolos (1)
Religiao  simbolos (1)Religiao  simbolos (1)
Religiao simbolos (1)
cadernodigitalmaluh
 
A solidao dos moribundos nobert elias
A solidao dos moribundos   nobert eliasA solidao dos moribundos   nobert elias
A solidao dos moribundos nobert elias
Aecio Bandeira
 
Preconceito é discriminação na sociedade
Preconceito é discriminação na sociedadePreconceito é discriminação na sociedade
Preconceito é discriminação na sociedade
chumbreclaudio
 
As diferenças da diferença
As diferenças da diferençaAs diferenças da diferença
As diferenças da diferença
Carlos Duarte Castanheira
 
2019- Prova de Oficial PM-BA.pdf
2019-  Prova de Oficial PM-BA.pdf2019-  Prova de Oficial PM-BA.pdf
2019- Prova de Oficial PM-BA.pdf
PapaFox2
 
8ªc diversidade cultural
8ªc diversidade cultural8ªc diversidade cultural
8ªc diversidade cultural
SHEILA MONTEIRO
 
os outros
os outrosos outros
os outros
Ranny2012
 
Respeito
RespeitoRespeito
Respeito
DeaaSouza
 
Racismos e olhares plurais
Racismos e olhares pluraisRacismos e olhares plurais
Racismos e olhares plurais
Sergiana Helmer
 
cartilha-da-diversidade-dell-brasil-jul2020_290820205930.pdf
cartilha-da-diversidade-dell-brasil-jul2020_290820205930.pdfcartilha-da-diversidade-dell-brasil-jul2020_290820205930.pdf
cartilha-da-diversidade-dell-brasil-jul2020_290820205930.pdf
FelipedaMattaBorges1
 
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo culturalA diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
Marcos Barros de Miranda
 
Projeto - Manifesto de Marca ONG Casa 1
Projeto - Manifesto de Marca ONG Casa 1Projeto - Manifesto de Marca ONG Casa 1
Projeto - Manifesto de Marca ONG Casa 1
WilsonRibeirodaSilva1
 
A intolerancia na sociadade actual
A intolerancia na sociadade actualA intolerancia na sociadade actual
A intolerancia na sociadade actual
Joana Soares
 

Semelhante a Palavra jovem 42 (20)

Unicatólica - O direito de ser diferente!
Unicatólica - O direito de ser diferente!Unicatólica - O direito de ser diferente!
Unicatólica - O direito de ser diferente!
 
Palestra Jesus e Tolerância
Palestra Jesus e TolerânciaPalestra Jesus e Tolerância
Palestra Jesus e Tolerância
 
Preconceito linguístico nas mídias sociais
Preconceito linguístico nas mídias sociaisPreconceito linguístico nas mídias sociais
Preconceito linguístico nas mídias sociais
 
Direitos humanos-e-gerao-de-paz-fascculo-2-195x250
Direitos humanos-e-gerao-de-paz-fascculo-2-195x250Direitos humanos-e-gerao-de-paz-fascculo-2-195x250
Direitos humanos-e-gerao-de-paz-fascculo-2-195x250
 
Tese fabio versao_final_red
Tese fabio versao_final_redTese fabio versao_final_red
Tese fabio versao_final_red
 
Homofobia e homossexualidade
Homofobia e homossexualidade Homofobia e homossexualidade
Homofobia e homossexualidade
 
O que é etica
O que é eticaO que é etica
O que é etica
 
Religiao simbolos (1)
Religiao  simbolos (1)Religiao  simbolos (1)
Religiao simbolos (1)
 
A solidao dos moribundos nobert elias
A solidao dos moribundos   nobert eliasA solidao dos moribundos   nobert elias
A solidao dos moribundos nobert elias
 
Preconceito é discriminação na sociedade
Preconceito é discriminação na sociedadePreconceito é discriminação na sociedade
Preconceito é discriminação na sociedade
 
As diferenças da diferença
As diferenças da diferençaAs diferenças da diferença
As diferenças da diferença
 
2019- Prova de Oficial PM-BA.pdf
2019-  Prova de Oficial PM-BA.pdf2019-  Prova de Oficial PM-BA.pdf
2019- Prova de Oficial PM-BA.pdf
 
8ªc diversidade cultural
8ªc diversidade cultural8ªc diversidade cultural
8ªc diversidade cultural
 
os outros
os outrosos outros
os outros
 
Respeito
RespeitoRespeito
Respeito
 
Racismos e olhares plurais
Racismos e olhares pluraisRacismos e olhares plurais
Racismos e olhares plurais
 
cartilha-da-diversidade-dell-brasil-jul2020_290820205930.pdf
cartilha-da-diversidade-dell-brasil-jul2020_290820205930.pdfcartilha-da-diversidade-dell-brasil-jul2020_290820205930.pdf
cartilha-da-diversidade-dell-brasil-jul2020_290820205930.pdf
 
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo culturalA diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
 
Projeto - Manifesto de Marca ONG Casa 1
Projeto - Manifesto de Marca ONG Casa 1Projeto - Manifesto de Marca ONG Casa 1
Projeto - Manifesto de Marca ONG Casa 1
 
A intolerancia na sociadade actual
A intolerancia na sociadade actualA intolerancia na sociadade actual
A intolerancia na sociadade actual
 

Mais de Marcos Lima

Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 18
Palavra jovem n 18Palavra jovem n 18
Palavra jovem n 18
Marcos Lima
 
Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013
Marcos Lima
 
Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013
Marcos Lima
 
Palavrajovem nº 17
Palavrajovem nº 17Palavrajovem nº 17
Palavrajovem nº 17
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 16
Palavra jovem n 16Palavra jovem n 16
Palavra jovem n 16
Marcos Lima
 
Ppp 2012 3ª versão com assinaturas
Ppp 2012   3ª versão com assinaturasPpp 2012   3ª versão com assinaturas
Ppp 2012 3ª versão com assinaturas
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
Marcos Lima
 
Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13
Marcos Lima
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
Marcos Lima
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
Marcos Lima
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
Marcos Lima
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
Marcos Lima
 
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Marcos Lima
 
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Marcos Lima
 
Mensão honrosa 2
Mensão honrosa 2Mensão honrosa 2
Mensão honrosa 2Marcos Lima
 

Mais de Marcos Lima (20)

Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
Gabarito prova nivel_4_da_xvi_oba_de_2013
 
Palavra jovem n 18
Palavra jovem n 18Palavra jovem n 18
Palavra jovem n 18
 
Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013
 
Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013Alunos nota 10 i período 2013
Alunos nota 10 i período 2013
 
Palavrajovem nº 17
Palavrajovem nº 17Palavrajovem nº 17
Palavrajovem nº 17
 
Palavra jovem n 16
Palavra jovem n 16Palavra jovem n 16
Palavra jovem n 16
 
Ppp 2012 3ª versão com assinaturas
Ppp 2012   3ª versão com assinaturasPpp 2012   3ª versão com assinaturas
Ppp 2012 3ª versão com assinaturas
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
 
Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
 
Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14Palavra jovem n 14
Palavra jovem n 14
 
Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13Palavra jovem n 13
Palavra jovem n 13
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
 
Memorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveiraMemorial sebastiana maria de oliveira
Memorial sebastiana maria de oliveira
 
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
 
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
Relação nominal de alunos que participaram do momento cívico alusivo aos 189 ...
 
Mensão honrosa 2
Mensão honrosa 2Mensão honrosa 2
Mensão honrosa 2
 

Palavra jovem 42

  • 1. PALAVRA JOVEM N° 42 - 06/11/2012 RESPONSÁVEIS: Norma Holanda, Marcos Lima, Pedro Henrique, Jefferson Alves, Tadeu Oliveira, Karolyne Lima, Carlos Marcus e Samaria Soto. ABERTURA: BOM DIA QUERIDOS OUVINTES, ESTÁ NO AR MAIS UM PROGRAMA DA ESCOLA FIGUEIREDO CORREIA, O PALAVRA JOVEM, EU SOU................................ E O TEMA DE HOJE É SOBRE TOLERANCIA. MAS ANTES A MESNSAGEM DO DIA: Tolerância é caridade Quando falamos em tolerância, apenas pensamos em aceitar algo ou alguém, mas a tolerância é uma virtude muito mais ampla, pois ela também é Caridade. Porque podemos dar ao outro nossa compreensão, nossa compaixão e principalmente nosso Amor. Através da tolerância colocamos em prática várias virtudes e uma delas é a Caridade para com o outro, que por muitas vezes podemos não concordar, mas respeitamos como se fossemos nós mesmos, esta é a grande lição da tolerância, não cobrar do outro, apenas compreende-lo e ajuda-lo no que ele necessitar, mesmo não tendo a conivência para com os acontecimentos, somos capazes de doar o nosso entendimento e a nossa melhor palavra, por mais difícil que seja a situação. Não importa ao tolerante as faltas alheias, ele simplesmente compreende e procura sempre amenizar positivamente as piores situações. Sendo tolerantes, não perdemos nada, ao contrário, conquistamos uma condição melhor de convivência para com nossos irmãos.
  • 2. MUSICA: Ouviremos neste momento á musica sinhá com o cantor chico Buarque que vai para toda comunidade principalmente para os queridos ouvintes do palavra jovem. 1º RETORNO: BOM DIA, EU SOU............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS FALANDO SOBRE O TEMA: TOLERÂNCIA Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora define a palavra tolerância como sendo o respeito pelas ideias, crenças ou práticas dos demais sempre que estas sejam diferentes ou contrárias às nossas. O conceito tem origem no termo latim tolerare (“suportar”, “sustentar”) e faz referência ao grau de aceitação relativamente a um elemento contrário a uma regra moral, civil ou física. Por outras palavras, a tolerância é a atitude que uma pessoa tem para com aquilo que é diferente dos seus valores. É importante ter em conta que a tolerância não é o mesmo que a indiferença. Isto é, não prestar atenção ou refutar os valores do próximo não é uma atitude tolerante. A tolerância pressupõe o respeito mútuo e, acima de tudo, o entendimento mútuo, inclusive quando não se partilha dos mesmos valores. De qualquer maneira, estas formas de entender o mundo não podem, de modo algum, atentar contra os direitos dos outros. Se uma pessoa tiver valores que implicam conceitos de supremacia racial e visar o extermínio do próximo, por exemplo, não significa que se tenha de tolerar tal postura. MÚSICA: Ouviremos neste momento a música intolerância de Marcelo Bonfá que vai para toda a comunidade Figueiredo Correia e os ouvintes do Palavra Jovem. 2º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS FALANDO SOBRE O TEMA: TOLERÂNCIA Se o Dia Nacional de Combate à Intolerância começou a fazer parte do calendário é
  • 3. porque temos a intolerância como uma característica sociocultural que deve ser combatida em todas as suas expressões. E quando analisamos, chegamos ao ponto nevrálgico e central do que é uma sociedade. Assim como a intolerância religiosa, as outras formas de intolerância como a de gênero ou a homofóbica e as que se manifestam no campo ideológico, social ou das diferenças étnicas... estão ligadas a concepções de vida, de poder e a crenças. Todas elas vêm da mesma estrutura de sociedade piramidal e patriarcal que se constitui como organizadora de relações violentas, ou seja, de relações hierarquizadas (e aqui há uma noção de ordem sagrada) onde uns são tidos como superiores e mais humanos que outros porque são homens, brancos, cristãos, patrões, heterossexuais... ou porque detêm o saber ou os bens econômicos de um povo. Para que essa estrutura social de poder e dominação de uns sobre outras/os possa ser perpetuada, é necessário que se acredite que, naturalmente ou por instituição sagrada, uns são superiores a outras/os. Daí é que nascem as diversas formas de preconceito e discriminação; nascem para desqualificar ou inferiorizar o/a outro/a. Inferiorizar o outro é uma forma eficaz de dominá-lo, legitimando, desta forma, que isso é aceitável porque ele/a não é um igual. Nossa história brasileira é um amargo testemunho dessa estrutura. A intolerância surge também do medo e da disputa pelo poder. O medo cresce com o individualismo e com a nossa incapacidade crescente de viver a alteridade (ou seja, a capacidade de conviver com os diferentes em relações de diálogo e interdependência). Em uma cultura que vive sob o impacto da imagem (e esta com expressões cada vez mais violentas, tanto no conteúdo quanto na sua forma), a perda da capacidade de escuta e, portanto do diálogo, é cada vez maior. Com a perda do diálogo e das possibilidades de convivência que ele propicia, vem o desconhecimento e o medo do outro. Trata-se do medo de que o outro se mostre superior, de que ele domine. MÚSICA: Ouviremos neste momento a música sagrado coração com legião urbana que vai para todos os alunos da Escola Figueiredo Correia e para as pessoas que nela trabalha. 3º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM COMO NOSSO QUADRO O É DE LASCAR: É de lascar vermos pessoas que não tem o mínimo de respeito e de tolerância pelas opiniões e preferencias dos outros, que só pensão em si mesmas e que estando nos espaços coletivos querem impor o seu estilos de músicas e de vida, suas opções sexuais e preferências
  • 4. diversas. 4º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS DE VOLTA AGORA COM OS ANIVESARIANTES DA SEMANA: Do dia 04 a 09/11/2012 Alfredo Aguilar Pinheiro 9º ano, Joab Henrique Araujo 1° ‘’A’’, Larissa Oliveira Barreto 1º ‘’A’’, Marcos Aurélio de lima Goiana 1° ‘’A’’, Maria de Fátima Maia Santos 1° ‘’A’’ , José Victor Magalhães Gomes 1º ‘’C’’, Antônia Valdinaria de Souza Alves 2° ‘’B’’, Jefferson Alves Macêdo 2° ‘’B’’, Mikarela dos Santos Cardoso 2º ‘’B’’, Darlan Matheus de Oliveira 3° ‘’A’’, Fabricrio Alves Bezerra 3º ‘’A’’, Jayne Almeida Silveira 3º ‘’A’’, Jossan Nogueira Diógenes 3° ‘’A’’, Lara Melo Nogueira 3º ‘’C’’, Maria Joziana Martins da Silva 3° ‘’C’’, Monalisa dos Satos Cardoso 3º ‘’C’’. Agora passo á palavra para nossa diretora norma que vai falar um pouco conosco... algumas informações importantes. MÚSICA: Despedimos-nos anunciando a última música: Quem me guia com Martinho da Vila que vai para todos ouvintes do Palavra Jovem. Até Próxima Terça-feira.