SlideShare uma empresa Scribd logo
Quadrados Mágicos Conhecido pelos matemáticos há mais de 2,000 anos, o quadrado mágico é um estudo fascinante. Basicamente, um quadrado mágico é um arranjo ordenado de células (ou quadrados) onde se inscreve números em cada posição. Estes números são organizados de forma que cada linha no quadrado, quando somadas, é igual à soma das outras linhas. Adicionalmente, cada fila ou coluna terá um total semelhante, bem como as diagonais.
O quadrado básico de nove células conforme figura 1, se somarmos qualquer valor nas linhas, filas ou diagonais obteremos 15.  Em quadrados que têm um número maior de células pode haver  outras relações. Quadrados Mágicos
Há séculos atrás as pessoas imaginavam que os quadrados eram investidos de poderes mágicos ou incomuns. De fato, até mesmo atualmente os quadrados mágicos são gravados em pequenos pedaços de metal e usados como talismãs por certos grupos na Índia, mas tenho que confessar que eu nunca fui testemunha para qualquer poder incomum dos quadrados mágicos, mas eles podem ser construídos e há várias aplicações divertidas que podem ser demonstradas com eles.  Quadrados Mágicos
Uma vez entendo as técnicas de construção dos diversos quadrados mágicos você verá que é bastante simples produzi-los.  Quadrados Mágicos
Uma vez entendo as técnicas de construção dos diversos quadrados mágicos você verá que é bastante simples produzi-los. Há métodos infinitos e variações na construção de quadrados mágicos.  Em lugar de nos envolvermos com transposições, quadrados fracionários, quadrados de forma incomum, e as variedades infinitas, discutiremos alguns dos métodos mais diretos. de acordo com Maurice Kraitcheck, no seu livro Recreações   Quadrados Mágicos
Os procedimentos para construirmos um quadrado de nove células (3 por 3) é a mesma aplicada para outros tipos de quadrados (25 células, 49 células, etc.).  Vamos assumir que você deseja construir um quadrado de nove células como na fig 1.  Você pode começar com qualquer número, mas por questões de simplicidade usamos o número 1. Quadrados Mágicos
(a) Depois de desenhar um quadrado com nove células em branco, insira 1 na célula central da linha no topo. Você precisa visualizar o topo e linhas de fundo como sendo presas entre si, ou como continuação delas. Você também tem que visualizar as colunas da esquerda e da direita como continuação delas.  Quadrados Mágicos
(b) Cada número sucessivo (em quadrados mágicos com numero de células pares) deve ser inserido em sua célula colocando um numero à direita e um quadrado  acima do número previamente posicionado. Este é um movimento oblíquo. não pode ser posicionados um à direita e um acima do seu número registrado anteriormente à medida que isto o colocaria fora das fronteiras do quadrado, ilustrada pela célula pontilhada na Fig. 1. Porém, desde que você visualize o topo e linhas de fundo como sendo relacionadas entre si você pode contornar o problema colocando os 2 na célula mais afastada ao fundo, fig. 1. (o topo e as linha do fundo foram correlacionadas entre si esta é a célula na qual o 2 seria colocado.). Quadrados Mágicos
(c) Movendo o próximo número, 3, um movimento para cima e um movimento à direita, isto nos posiciona fora do quadrado. Mas desde que a fila esquerda é uma continuação visualizada da fila da direita, colocamos o 3 na célula mais afastada da linha como mostrado na Fig. 1. Quadrados Mágicos
(d) 4 não pode ser posicionado uma acima e uma à direita já que 1 já ocupa a célula por mim escolhida anteriormente. Sempre que uma célula está ocupada por um número, você tem que posicionar o numero em uma célula simplesmente sob o numero predecessor imediato. Assim, 4 seria colocado abaixo de 3, como na fig. 1. Quadrados Mágicos
( e) 5 e 6 são posicionados facilmente e usam a regra do um movimento acima e um movimento à direita.    Quadrados Mágicos
(f) 7 não pode ser posicionado porque cai em uma posição diagonal onde não há continuação de uma linha ou fila. Nesta situação, o número é tratado como se sua posição tenha sido ocupada por um numero inserido anteriormente. Assim, 7 é posicionado debaixo do seu número predecessor registrado (6). Quadrados Mágicos
(g) 8 e 9 são registrados seguindo as regras, e seu quadrado acabado pode ser visto na fig. 2. Note as setas e outras indicações que mostram os vários movimentos dos números até suas células.  Quadrados Mágicos
Este quadrado pode começar com qualquer número. Se você começasse com 2, por exemplo. o quadrado avançaria para um total mágico de 18. A fig. 3 mostra um quadrado de nove células que começa com 2. Note que a media que você avança cada número (no inicio) os totais mágicos aumentam em 3. Assim, um quadrado de nove células (3 por 3) que começa pelo 3 daria um total mágico de 21 e começando com 4 traria o total para 24. etc.  Quadrados Mágicos
Todos os quadrados com numero de células impares seguem os mesmos procedimentos do quadrado de nove células. Descreveremos agora um quadrado de 25 células ( 5 por 5 ) de forma que você possa observar como os procedimentos são idênticos aos usados no quadrado de 3 por 3. Quadrados Mágicos
Como nos quadrados de 3 por 3, o primeiro número deve ser colocado na célula central da primeira linha. Debaixo você verá uma ilustração de um quadrado mágico com 25 células (5 por 5). Para simplificar, ele foi iniciado com o número 1, mas você pode escolher qualquer outro valor. Siga as mesmas regras e procedimentos utilizados no quadrado de nove células. Note que cada linha, coluna, e diagonais totalizam sempre a mesma quantidade, neste caso: 65. Um total mágico adicional será achado ao se somar os números nos quatro vértices mais o número central do quadrado  (17-15-11-9 mais 13). Também se pode notar outras relações mais distantes.   (2) Quadrados com numero impar de células
Um procedimento completamente diferente é usado na construção destes quadrados mágicos que têm um número par de células. Quadrados formadas por múltiplos de 4 (16, 64 células, etc.) são produzidos de modo semelhante à descrição dada abaixo.  Porém, os quadrados de 36 células (6 por 6), embora seja um “um quadrado mágico de numero par de células" é por si só único.  (3) Quadrados com número de células pares Quadrados Mágicos
Discutiremos estes diversos quadrados, mas na prática você verá que os quadrados de 16 e 25 células são os mais populares. São tão impressionantes quanto os quadrados maiores e tem as mesmas qualidades interessantes.   Quadrados Mágicos
(a) Após desenhar um quadrado em branco com 16 células você precisa traçar e visualizar suas duas diagonais. No quadrado abaixo, note que duas diagonais foram traçadas de A para B e de C para D. Vamos começar com o número 1 (claro que, você pode escolher qualquer valor) Você vai preencher cada número consecutivamente, começando pela célula superior à esquerda e seguindo para a direita, apenas com uma reserva: Sempre que você encontra uma célula que está em uma diagonal você deverá saltá-la.  O numero 1 não pode ser colocado na célula esquerda superior, pois estas é interceptada pela diagonal. Você salta esta célula então, avança para o número 2 e coloca 2 na segunda célula.  Vamos começar com os quadrados de 16 células.  Quadrados Mágicos
(c) 5 pode ser inserido em sua célula correta, saltaremos 6 e 7, inserimos 8, e você prossegue preenchendo as células (saltando aquelas na diagonal) até que você preencha o quadrado inteiro. Seu quadrado parcialmente preenchido se parece com a figura abaixo: (b) O próximo numero 3, pode ser colocado em sua posição à direita, mas a possível célula para o 4 está em uma diagonal e assim deve ser saltado.  Quadrados Mágicos
(d) Agora você tem que preencher as células livres (esses que estavam nas diagonais). Novamente, você começa pela célula esquerda superior, mas em vez de começar com o menor número (neste caso, numero 1) e seguir adiante comece com o número maior (neste caso, 16) e conte para trás. Insira 16 na célula esquerda superior. Você conta para trás e conta 15 para a próxima célula (que está ocupado por 2), 14 para a próxima (que está ocupado por 3), e 13 para a próxima.  Ao achar uma célula livre, registre 13 nesta célula.  (e) Continuando para a próxima célula 12 (ocupada), conte retroativamente e preencha cada célula aberta com o número apurado na contagem regressiva.  Quadrados Mágicos
O quadrado acima indica os resultados da contagem regressiva, com todas as posições diagonais preenchidas. O quadrado mágico completo é mostrado abaixo : Quadrados Mágicos
Este quadrado em particular tem um total mágico de 34. Cada linha, coluna, e diagonal somará 34. Além, os quatro vértices também somarão 34 (16-13-4-1); as quatro células de centro somarão 34 (11-10-7- 6); cada grupo de quatro células no vértice somará 34 (esquerdo superior): 16-2-11-5, esquerda abaixo (9, 7,14-4,) direito superior: (3-13-8-10), direito inferior: (6-12-1-15); e, com alguma investigação, você achará grupos adicionais que também relacionaram ao total mágico. Como em qualquer quadrado mágico, qualquer valor inicial pode ser usado, que mudará o valor do total mágico. Mas as relações sempre serão constantes. Quadrados Mágicos
Os quadrados de 64 células (oito por oito) são construídos exatamente como o quadrado há pouco descrito. A grande diferença é que ao formar um quadrado de 64 células você tem que montar as diagonais na base do quadrado grande que consiste de um quadrado de 16 células.  O quadrado abaixo mostra o arranjo da diagonal, e também o quadrado de 64 células completo.   Quadrados Mágicos
Note que o mesmo procedimento aplicado neste quadrado grande é o mesmo que foi aplicado nos de 16 células. Ao iniciar a contagem regressiva comece com 64 e continue preenchendo cada célula interceptada pela diagonal.  Claro que, neste tipo de quadrado você achará muitas interrelações devido ao grande número de possibilidades. Por exemplo, as quatro células no quadrado direito inferior do quadrado de 64 células consiste de 16 células que formam um quadrado mágico cujo total vale 130, com a exceção das diagonais. Você pode perceber muitas combinações incomuns se você investigar cuidadosamente.  Quadrados Mágicos
O quadrado de 36 células (6 por 6) é de fato uma série de 4 quadrados de nove células (3 por 3), mais uma transposição (troca) de três números.  Desenhe um quadrado de 36 células em branco, mas considere-o como uma estrutura de 4 quadrados de nove células (3 por 3) e note as linhas em negrito cruzando a células centrais.  Você o preenche trabalhando em cada grupo de nove células como se um quadrado em separado e não como parte da estrutura maior.  Quadrados Mágicos
(a) Comece a preencher o grupo esquerdo superior de nove células, e da mesma maneira que você preencheria um quadrado de 3 por 3. Comece com número 1, coloque-o no centro da primeira linha. A quadrado abaixo mostra a conclusão do grupo esquerdo superior.  Quadrados Mágicos
Quadrados Mágicos (b) Comece com o próximo número sucessivo, neste caso 10, preencha o grupo inferior direito. O próximo quadrado se mostra completo :
(c) Começando com o próximo número maior, neste caso 19, preencha o grupo direito superior. Depois de completá-lo, preencha o último grupo restante (inferior esquerdo) . O quadrado aparecerá como indicou abaixo. Note este não é  o quadrado completo pois você ainda em que transpor três dos números.  Quadrados Mágicos
(d) Você tem que colocar os números 8, 5, e 4 nas posições respectivas ocupadas por números 35, 32, e 31. Isto é indicado pelas linhas mostradas no quadrado anterior para apontar estas posições. O quadrado mágico completo, depois que a acima de transposição fosse feita, é mostrado abaixo. Nota que as linhas, filas, e diagonais cada um soma 111. Também, as pequenas diagonais que contêm os números 35-32-2 mais 33-5-4 somam a 111, assim como faz em a pequena diagonal que contêm números 24-23-22 mais 17-14-11. Você pode achar muitas outras relações, algum óbvio e outros bastante distante.   Quadrados Mágicos
Você agora está em posição de produzir quadrados mágicos de quase qualquer tamanho.  Aqui temos uma excelente aplicação, que usa quadrados mágicos de 9, 16 ou 25 células.    Solicite ao seu espectador para escolher qualquer numero de dois dígitos, por exemplo, digamos que ele escolheu 27. Você faz uma anotação em um pedaço papel e dá para alguém guardar em lugar seguro. Você começa a produzir um quadrado mágico que começa com o número fornecido pelo espectador.    Quadrados Mágicos
Depois de completar o quadrado, e mostrando que as linhas, filas, diagonais, etc. produzem o mesmo total mágico.  Vamos assumir que o total mágico é 93. Você agora pede ao espectador que mantinha o pedaço de papel em lugar seguro que o abra e leia o que você havia anotado antes da construção do quadrado mágico.  Seu espectador leria: “Eu predigo que o total mágico é 93”  Você aparentemente, predisse o total.  Vamos primeiro ilustrar o principio usado em quadrados de nove células.  Quadrados Mágicos
Vamos assumir que seu espectador escolheu o número 27, e que você decide construir um quadrado de nove células usando este número. Para determinar a “profecia" ou subseqüentemente chegar ao total mágico você precisa processar o seguinte calculo: Multiplique o número escolhido por 3, e some 12 para o produto.  Neste caso, 3 vezes 27 é 81, e 81 mais 12 são 93.  Você prediria "93". Depois de dar a profecia a um dos espectadores, construa uma quadrado de 3 por 3 iniciando com o número 27. Seu quadrado acabado deve ser como quadrado abaixo. Enfatize que chegamos a um total mágico de 93, e mostre que a soma de uma linha, coluna ou fila, diagonal, representa este total mágico.   Quadrados Mágicos
Usando um quadrado de 16 células requer uma computação diferente. Para um quadrado 4 por 4 você faz o seguinte: Multiplique o número do espectador por 4, e some 30 ao produto. Vamos mostrar como isto se desenvolve, seu espectador escolheu o número 31. Você o multiplica secretamente por 4 (4 vezes 31 =124) e soma 30 ao produto (124 mais 30 = 154). Neste caso, você prediria 154 como total mágico. Construa um quadrado de 16 células começando com 31. Vide o quadrado acabado abaixo.  Note que todas as relações inerente aos quadrados de 16 células são aplicados a este quadrado.   Quadrados Mágicos
Para um quadrado de 25 células você precisa fazer o seguinte: Multiplique por 5 e some 60. Como exemplo, o seu espectador escolheu o número 12. Você secretamente multiplique 12 por 5 (12 x 5 = 60) e some 60 ao produto (60 mais 60 = 120). Você prediria 120 como o total mágico. Desenvolva um quadrado de 5 por 5 começando com 12, e a quadrado acabado aparece como se segue:   Quadrados Mágicos 20 13 36 29 22 14 32 30 23 21 33 31 24 17 15 27 25 18 16 34 26 19 12 35 28
Para um quadrado de 25 células você precisa fazer o seguinte: Multiplique por 5 e some 60. Como exemplo, o seu espectador escolheu o número 12. Você secretamente multiplique 12 por 5 (12 x 5 = 60) e some 60 ao produto (60 mais 60 = 120). Você prediria 120 como o total mágico. Desenvolva um quadrado de 5 por 5 começando com 12, e a quadrado acabado aparece como se segue:   Quadrados Mágicos 20 13 36 29 22 14 32 30 23 21 33 31 24 17 15 27 25 18 16 34 26 19 12 35 28

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistemas lineares
Sistemas linearesSistemas lineares
Sistemas lineares
Rodrigo Carvalho
 
Matemática bom!
Matemática bom! Matemática bom!
Matemática bom!
maria edineuma marreira
 
Resolução de sistemas lineares
Resolução de sistemas linearesResolução de sistemas lineares
Resolução de sistemas lineares
karinsimonato
 
Sistemas lineares
Sistemas linearesSistemas lineares
Sistemas lineares
Rosana Santos Quirino
 
Resolução de sistemas lineares
Resolução de sistemas linearesResolução de sistemas lineares
Resolução de sistemas lineares
Otávio Sales
 
A regra de cramer é uma das maneiras de resolver um sistema linear, mas só po...
A regra de cramer é uma das maneiras de resolver um sistema linear, mas só po...A regra de cramer é uma das maneiras de resolver um sistema linear, mas só po...
A regra de cramer é uma das maneiras de resolver um sistema linear, mas só po...
Evonaldo Gonçalves Vanny
 
Apostila matematica notacao formulas simbolos
Apostila matematica notacao formulas simbolosApostila matematica notacao formulas simbolos
Apostila matematica notacao formulas simbolos
trigono_metria
 
Sistemas lineares
Sistemas linearesSistemas lineares
Sistemas lineares
Herlan Ribeiro de Souza
 
Análise+c..
Análise+c..Análise+c..
Análise+c..
Rodrigo Carvalho
 
Métodos Para Resolver Sistemas de Equações Lineares
Métodos Para Resolver Sistemas de Equações LinearesMétodos Para Resolver Sistemas de Equações Lineares
Métodos Para Resolver Sistemas de Equações Lineares
Mayara Mônica
 
Sistemas lineares
Sistemas linearesSistemas lineares
Sistemas lineares
Rosana Santos Quirino
 
Dicas de planilha parte 3 - Cálculos Simples
Dicas de planilha parte 3 - Cálculos SimplesDicas de planilha parte 3 - Cálculos Simples
Dicas de planilha parte 3 - Cálculos Simples
Central Netdados Central
 
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
rukka
 
Correção da lista 03
Correção da lista 03Correção da lista 03
Correção da lista 03
bernardorossi314
 
Interpretação geométrica de sistemas lineares 2x2 , 3x3 e não lineares
Interpretação geométrica de sistemas lineares 2x2 , 3x3 e não linearesInterpretação geométrica de sistemas lineares 2x2 , 3x3 e não lineares
Interpretação geométrica de sistemas lineares 2x2 , 3x3 e não lineares
Luana D'Avila
 
Sequências matematic
Sequências matematicSequências matematic
Sequências matematic
joao
 
Matemática básica.
Matemática básica.Matemática básica.
Matemática básica.
Ajudar Pessoas
 
Número de Fibonacci
Número de FibonacciNúmero de Fibonacci
Número de Fibonacci
José Miguel Dos Santos
 

Mais procurados (18)

Sistemas lineares
Sistemas linearesSistemas lineares
Sistemas lineares
 
Matemática bom!
Matemática bom! Matemática bom!
Matemática bom!
 
Resolução de sistemas lineares
Resolução de sistemas linearesResolução de sistemas lineares
Resolução de sistemas lineares
 
Sistemas lineares
Sistemas linearesSistemas lineares
Sistemas lineares
 
Resolução de sistemas lineares
Resolução de sistemas linearesResolução de sistemas lineares
Resolução de sistemas lineares
 
A regra de cramer é uma das maneiras de resolver um sistema linear, mas só po...
A regra de cramer é uma das maneiras de resolver um sistema linear, mas só po...A regra de cramer é uma das maneiras de resolver um sistema linear, mas só po...
A regra de cramer é uma das maneiras de resolver um sistema linear, mas só po...
 
Apostila matematica notacao formulas simbolos
Apostila matematica notacao formulas simbolosApostila matematica notacao formulas simbolos
Apostila matematica notacao formulas simbolos
 
Sistemas lineares
Sistemas linearesSistemas lineares
Sistemas lineares
 
Análise+c..
Análise+c..Análise+c..
Análise+c..
 
Métodos Para Resolver Sistemas de Equações Lineares
Métodos Para Resolver Sistemas de Equações LinearesMétodos Para Resolver Sistemas de Equações Lineares
Métodos Para Resolver Sistemas de Equações Lineares
 
Sistemas lineares
Sistemas linearesSistemas lineares
Sistemas lineares
 
Dicas de planilha parte 3 - Cálculos Simples
Dicas de planilha parte 3 - Cálculos SimplesDicas de planilha parte 3 - Cálculos Simples
Dicas de planilha parte 3 - Cálculos Simples
 
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
 
Correção da lista 03
Correção da lista 03Correção da lista 03
Correção da lista 03
 
Interpretação geométrica de sistemas lineares 2x2 , 3x3 e não lineares
Interpretação geométrica de sistemas lineares 2x2 , 3x3 e não linearesInterpretação geométrica de sistemas lineares 2x2 , 3x3 e não lineares
Interpretação geométrica de sistemas lineares 2x2 , 3x3 e não lineares
 
Sequências matematic
Sequências matematicSequências matematic
Sequências matematic
 
Matemática básica.
Matemática básica.Matemática básica.
Matemática básica.
 
Número de Fibonacci
Número de FibonacciNúmero de Fibonacci
Número de Fibonacci
 

Destaque

Quadrado MáGico
Quadrado MáGicoQuadrado MáGico
Quadrado MáGico
Anelo
 
Os Quadrados Mágicos
Os Quadrados MágicosOs Quadrados Mágicos
Os Quadrados Mágicos
Sanclé Porchéra
 
Raciocínio lógico (5)
Raciocínio lógico (5)Raciocínio lógico (5)
Raciocínio lógico (5)
MARIOJR2013
 
Solução da prova da 1ª fase obmep 2011 nível 1
Solução da prova da 1ª fase obmep 2011   nível 1Solução da prova da 1ª fase obmep 2011   nível 1
Solução da prova da 1ª fase obmep 2011 nível 1Robson Nascimento
 
Prova 2011
Prova 2011Prova 2011
Prova 2011
edmildo
 
minha rola
minha rolaminha rola
+Razões e proporções
+Razões e proporções+Razões e proporções
+Razões e proporções
Camila Rodrigues
 
Piramides
PiramidesPiramides
Piramides
Paulo Viana
 
Radiestesia - Estudo dos Quadrados Mágicos
Radiestesia - Estudo dos Quadrados MágicosRadiestesia - Estudo dos Quadrados Mágicos
Radiestesia - Estudo dos Quadrados MágicosPaulo Viana
 
Desenvolvimento do poder de atração material
Desenvolvimento do poder de atração materialDesenvolvimento do poder de atração material
Desenvolvimento do poder de atração material
Paulo Viana
 
Amarelinha matemática
Amarelinha matemáticaAmarelinha matemática
Amarelinha matemática
Lydiane Vieira
 
Quadrado MµGico De MatemáTica
Quadrado MµGico De MatemáTicaQuadrado MµGico De MatemáTica
Quadrado MµGico De MatemáTica
Antonio Carneiro
 
Atividade lousa digital
Atividade lousa digitalAtividade lousa digital
Atividade lousa digital
aledemoura
 
Radiestesia e numeros de grabovoi
Radiestesia e numeros de grabovoiRadiestesia e numeros de grabovoi
Radiestesia e numeros de grabovoi
Cleusa Vicchiarelli
 
caderno 8 pnaic matemática
caderno 8 pnaic matemáticacaderno 8 pnaic matemática
caderno 8 pnaic matemática
Raquel Caparroz
 
Números racionais representação fracionária e decimal - operações e proprie...
Números racionais   representação fracionária e decimal - operações e proprie...Números racionais   representação fracionária e decimal - operações e proprie...
Números racionais representação fracionária e decimal - operações e proprie...
Camila Rodrigues
 
Atividade de Matemática
Atividade de MatemáticaAtividade de Matemática
Atividade de Matemática
public
 

Destaque (17)

Quadrado MáGico
Quadrado MáGicoQuadrado MáGico
Quadrado MáGico
 
Os Quadrados Mágicos
Os Quadrados MágicosOs Quadrados Mágicos
Os Quadrados Mágicos
 
Raciocínio lógico (5)
Raciocínio lógico (5)Raciocínio lógico (5)
Raciocínio lógico (5)
 
Solução da prova da 1ª fase obmep 2011 nível 1
Solução da prova da 1ª fase obmep 2011   nível 1Solução da prova da 1ª fase obmep 2011   nível 1
Solução da prova da 1ª fase obmep 2011 nível 1
 
Prova 2011
Prova 2011Prova 2011
Prova 2011
 
minha rola
minha rolaminha rola
minha rola
 
+Razões e proporções
+Razões e proporções+Razões e proporções
+Razões e proporções
 
Piramides
PiramidesPiramides
Piramides
 
Radiestesia - Estudo dos Quadrados Mágicos
Radiestesia - Estudo dos Quadrados MágicosRadiestesia - Estudo dos Quadrados Mágicos
Radiestesia - Estudo dos Quadrados Mágicos
 
Desenvolvimento do poder de atração material
Desenvolvimento do poder de atração materialDesenvolvimento do poder de atração material
Desenvolvimento do poder de atração material
 
Amarelinha matemática
Amarelinha matemáticaAmarelinha matemática
Amarelinha matemática
 
Quadrado MµGico De MatemáTica
Quadrado MµGico De MatemáTicaQuadrado MµGico De MatemáTica
Quadrado MµGico De MatemáTica
 
Atividade lousa digital
Atividade lousa digitalAtividade lousa digital
Atividade lousa digital
 
Radiestesia e numeros de grabovoi
Radiestesia e numeros de grabovoiRadiestesia e numeros de grabovoi
Radiestesia e numeros de grabovoi
 
caderno 8 pnaic matemática
caderno 8 pnaic matemáticacaderno 8 pnaic matemática
caderno 8 pnaic matemática
 
Números racionais representação fracionária e decimal - operações e proprie...
Números racionais   representação fracionária e decimal - operações e proprie...Números racionais   representação fracionária e decimal - operações e proprie...
Números racionais representação fracionária e decimal - operações e proprie...
 
Atividade de Matemática
Atividade de MatemáticaAtividade de Matemática
Atividade de Matemática
 

Semelhante a Os Quadrados Mágicos

A Lógica do Quadrado Mágico.pptx
A Lógica do Quadrado Mágico.pptxA Lógica do Quadrado Mágico.pptx
A Lógica do Quadrado Mágico.pptx
Kênia Bomtempo
 
A Lógica do Quadrado Mágico.pptx
A Lógica do Quadrado Mágico.pptxA Lógica do Quadrado Mágico.pptx
A Lógica do Quadrado Mágico.pptx
Kênia Bomtempo
 
A ESPIRAL DE TESLA
A ESPIRAL DE TESLAA ESPIRAL DE TESLA
A ESPIRAL DE TESLA
Jonasblog
 
Curiosidades sobre matriz
Curiosidades sobre matrizCuriosidades sobre matriz
Curiosidades sobre matriz
Jose Silva
 
TRI PASCAL
TRI PASCALTRI PASCAL
TRI PASCAL
eduardoslompo
 
Sol 1afase2010 n1
Sol 1afase2010 n1Sol 1afase2010 n1
Sol 1afase2010 n1
jwfb
 
Sf1n1 2010
Sf1n1 2010Sf1n1 2010
Sf1n1 2010
ruthjesus
 
Apostila i-ching
Apostila i-chingApostila i-ching
Apostila i-ching
Evandro Brandão
 
Cota Inferior para o Número de Quadrados Mágicos Advindos dos Duais dos Quadr...
Cota Inferior para o Número de Quadrados Mágicos Advindos dos Duais dos Quadr...Cota Inferior para o Número de Quadrados Mágicos Advindos dos Duais dos Quadr...
Cota Inferior para o Número de Quadrados Mágicos Advindos dos Duais dos Quadr...
Lossian Barbosa Bacelar Miranda
 
Sf1n1 2018
Sf1n1 2018Sf1n1 2018
Sf1n1 2018
DiedNuenf
 
Sistema de numeração decimal
Sistema de numeração decimalSistema de numeração decimal
Sistema de numeração decimal
Nivea Neves
 
Blaise Pascal - Conceitos
Blaise Pascal - Conceitos Blaise Pascal - Conceitos
Blaise Pascal - Conceitos
Editora Moderna
 
Sf2n1 2011
Sf2n1 2011Sf2n1 2011
Sf2n1 2011
cavip
 

Semelhante a Os Quadrados Mágicos (13)

A Lógica do Quadrado Mágico.pptx
A Lógica do Quadrado Mágico.pptxA Lógica do Quadrado Mágico.pptx
A Lógica do Quadrado Mágico.pptx
 
A Lógica do Quadrado Mágico.pptx
A Lógica do Quadrado Mágico.pptxA Lógica do Quadrado Mágico.pptx
A Lógica do Quadrado Mágico.pptx
 
A ESPIRAL DE TESLA
A ESPIRAL DE TESLAA ESPIRAL DE TESLA
A ESPIRAL DE TESLA
 
Curiosidades sobre matriz
Curiosidades sobre matrizCuriosidades sobre matriz
Curiosidades sobre matriz
 
TRI PASCAL
TRI PASCALTRI PASCAL
TRI PASCAL
 
Sol 1afase2010 n1
Sol 1afase2010 n1Sol 1afase2010 n1
Sol 1afase2010 n1
 
Sf1n1 2010
Sf1n1 2010Sf1n1 2010
Sf1n1 2010
 
Apostila i-ching
Apostila i-chingApostila i-ching
Apostila i-ching
 
Cota Inferior para o Número de Quadrados Mágicos Advindos dos Duais dos Quadr...
Cota Inferior para o Número de Quadrados Mágicos Advindos dos Duais dos Quadr...Cota Inferior para o Número de Quadrados Mágicos Advindos dos Duais dos Quadr...
Cota Inferior para o Número de Quadrados Mágicos Advindos dos Duais dos Quadr...
 
Sf1n1 2018
Sf1n1 2018Sf1n1 2018
Sf1n1 2018
 
Sistema de numeração decimal
Sistema de numeração decimalSistema de numeração decimal
Sistema de numeração decimal
 
Blaise Pascal - Conceitos
Blaise Pascal - Conceitos Blaise Pascal - Conceitos
Blaise Pascal - Conceitos
 
Sf2n1 2011
Sf2n1 2011Sf2n1 2011
Sf2n1 2011
 

Mais de Sanclé Porchéra

Manual do abaco e Treinamento
Manual do abaco e TreinamentoManual do abaco e Treinamento
Manual do abaco e Treinamento
Sanclé Porchéra
 
Ano Luz
Ano LuzAno Luz
Ano Solar
Ano SolarAno Solar
Latitude Longitude
Latitude LongitudeLatitude Longitude
Latitude Longitude
Sanclé Porchéra
 
Arcoiris 1
Arcoiris 1Arcoiris 1
Arcoiris 1
Sanclé Porchéra
 
Ano Bisexto
Ano BisextoAno Bisexto
Ano Bisexto
Sanclé Porchéra
 
Arco Iris
Arco IrisArco Iris
A Terra Girando Em Torno Do Sol
A Terra Girando Em Torno Do SolA Terra Girando Em Torno Do Sol
A Terra Girando Em Torno Do Sol
Sanclé Porchéra
 
A Lua
A LuaA Lua
Spam
SpamSpam
Quadrados nunca mais
Quadrados nunca maisQuadrados nunca mais
Quadrados nunca mais
Sanclé Porchéra
 
De 1 Até 19
De 1 Até 19De 1 Até 19
De 1 Até 19
Sanclé Porchéra
 
Role As Bolas
Role As BolasRole As Bolas
Role As Bolas
Sanclé Porchéra
 
O Malandro E O Diabo
O Malandro E O DiaboO Malandro E O Diabo
O Malandro E O Diabo
Sanclé Porchéra
 
Descubra A Primeira Vista
Descubra A Primeira VistaDescubra A Primeira Vista
Descubra A Primeira Vista
Sanclé Porchéra
 
Velozmente, Mas Cautelosamente
Velozmente, Mas CautelosamenteVelozmente, Mas Cautelosamente
Velozmente, Mas Cautelosamente
Sanclé Porchéra
 
AdiçãO RáPida
AdiçãO RáPidaAdiçãO RáPida
AdiçãO RáPida
Sanclé Porchéra
 
O desafio do carteiro Roberval
O desafio do carteiro RobervalO desafio do carteiro Roberval
O desafio do carteiro Roberval
Sanclé Porchéra
 
Cyber Teasers
Cyber TeasersCyber Teasers
Cyber Teasers
Sanclé Porchéra
 
Abelhas Fazem Mel
Abelhas  Fazem MelAbelhas  Fazem Mel
Abelhas Fazem Mel
Sanclé Porchéra
 

Mais de Sanclé Porchéra (20)

Manual do abaco e Treinamento
Manual do abaco e TreinamentoManual do abaco e Treinamento
Manual do abaco e Treinamento
 
Ano Luz
Ano LuzAno Luz
Ano Luz
 
Ano Solar
Ano SolarAno Solar
Ano Solar
 
Latitude Longitude
Latitude LongitudeLatitude Longitude
Latitude Longitude
 
Arcoiris 1
Arcoiris 1Arcoiris 1
Arcoiris 1
 
Ano Bisexto
Ano BisextoAno Bisexto
Ano Bisexto
 
Arco Iris
Arco IrisArco Iris
Arco Iris
 
A Terra Girando Em Torno Do Sol
A Terra Girando Em Torno Do SolA Terra Girando Em Torno Do Sol
A Terra Girando Em Torno Do Sol
 
A Lua
A LuaA Lua
A Lua
 
Spam
SpamSpam
Spam
 
Quadrados nunca mais
Quadrados nunca maisQuadrados nunca mais
Quadrados nunca mais
 
De 1 Até 19
De 1 Até 19De 1 Até 19
De 1 Até 19
 
Role As Bolas
Role As BolasRole As Bolas
Role As Bolas
 
O Malandro E O Diabo
O Malandro E O DiaboO Malandro E O Diabo
O Malandro E O Diabo
 
Descubra A Primeira Vista
Descubra A Primeira VistaDescubra A Primeira Vista
Descubra A Primeira Vista
 
Velozmente, Mas Cautelosamente
Velozmente, Mas CautelosamenteVelozmente, Mas Cautelosamente
Velozmente, Mas Cautelosamente
 
AdiçãO RáPida
AdiçãO RáPidaAdiçãO RáPida
AdiçãO RáPida
 
O desafio do carteiro Roberval
O desafio do carteiro RobervalO desafio do carteiro Roberval
O desafio do carteiro Roberval
 
Cyber Teasers
Cyber TeasersCyber Teasers
Cyber Teasers
 
Abelhas Fazem Mel
Abelhas  Fazem MelAbelhas  Fazem Mel
Abelhas Fazem Mel
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 

Os Quadrados Mágicos

  • 1. Quadrados Mágicos Conhecido pelos matemáticos há mais de 2,000 anos, o quadrado mágico é um estudo fascinante. Basicamente, um quadrado mágico é um arranjo ordenado de células (ou quadrados) onde se inscreve números em cada posição. Estes números são organizados de forma que cada linha no quadrado, quando somadas, é igual à soma das outras linhas. Adicionalmente, cada fila ou coluna terá um total semelhante, bem como as diagonais.
  • 2. O quadrado básico de nove células conforme figura 1, se somarmos qualquer valor nas linhas, filas ou diagonais obteremos 15. Em quadrados que têm um número maior de células pode haver outras relações. Quadrados Mágicos
  • 3. Há séculos atrás as pessoas imaginavam que os quadrados eram investidos de poderes mágicos ou incomuns. De fato, até mesmo atualmente os quadrados mágicos são gravados em pequenos pedaços de metal e usados como talismãs por certos grupos na Índia, mas tenho que confessar que eu nunca fui testemunha para qualquer poder incomum dos quadrados mágicos, mas eles podem ser construídos e há várias aplicações divertidas que podem ser demonstradas com eles. Quadrados Mágicos
  • 4. Uma vez entendo as técnicas de construção dos diversos quadrados mágicos você verá que é bastante simples produzi-los. Quadrados Mágicos
  • 5. Uma vez entendo as técnicas de construção dos diversos quadrados mágicos você verá que é bastante simples produzi-los. Há métodos infinitos e variações na construção de quadrados mágicos. Em lugar de nos envolvermos com transposições, quadrados fracionários, quadrados de forma incomum, e as variedades infinitas, discutiremos alguns dos métodos mais diretos. de acordo com Maurice Kraitcheck, no seu livro Recreações Quadrados Mágicos
  • 6. Os procedimentos para construirmos um quadrado de nove células (3 por 3) é a mesma aplicada para outros tipos de quadrados (25 células, 49 células, etc.). Vamos assumir que você deseja construir um quadrado de nove células como na fig 1. Você pode começar com qualquer número, mas por questões de simplicidade usamos o número 1. Quadrados Mágicos
  • 7. (a) Depois de desenhar um quadrado com nove células em branco, insira 1 na célula central da linha no topo. Você precisa visualizar o topo e linhas de fundo como sendo presas entre si, ou como continuação delas. Você também tem que visualizar as colunas da esquerda e da direita como continuação delas. Quadrados Mágicos
  • 8. (b) Cada número sucessivo (em quadrados mágicos com numero de células pares) deve ser inserido em sua célula colocando um numero à direita e um quadrado acima do número previamente posicionado. Este é um movimento oblíquo. não pode ser posicionados um à direita e um acima do seu número registrado anteriormente à medida que isto o colocaria fora das fronteiras do quadrado, ilustrada pela célula pontilhada na Fig. 1. Porém, desde que você visualize o topo e linhas de fundo como sendo relacionadas entre si você pode contornar o problema colocando os 2 na célula mais afastada ao fundo, fig. 1. (o topo e as linha do fundo foram correlacionadas entre si esta é a célula na qual o 2 seria colocado.). Quadrados Mágicos
  • 9. (c) Movendo o próximo número, 3, um movimento para cima e um movimento à direita, isto nos posiciona fora do quadrado. Mas desde que a fila esquerda é uma continuação visualizada da fila da direita, colocamos o 3 na célula mais afastada da linha como mostrado na Fig. 1. Quadrados Mágicos
  • 10. (d) 4 não pode ser posicionado uma acima e uma à direita já que 1 já ocupa a célula por mim escolhida anteriormente. Sempre que uma célula está ocupada por um número, você tem que posicionar o numero em uma célula simplesmente sob o numero predecessor imediato. Assim, 4 seria colocado abaixo de 3, como na fig. 1. Quadrados Mágicos
  • 11. ( e) 5 e 6 são posicionados facilmente e usam a regra do um movimento acima e um movimento à direita. Quadrados Mágicos
  • 12. (f) 7 não pode ser posicionado porque cai em uma posição diagonal onde não há continuação de uma linha ou fila. Nesta situação, o número é tratado como se sua posição tenha sido ocupada por um numero inserido anteriormente. Assim, 7 é posicionado debaixo do seu número predecessor registrado (6). Quadrados Mágicos
  • 13. (g) 8 e 9 são registrados seguindo as regras, e seu quadrado acabado pode ser visto na fig. 2. Note as setas e outras indicações que mostram os vários movimentos dos números até suas células. Quadrados Mágicos
  • 14. Este quadrado pode começar com qualquer número. Se você começasse com 2, por exemplo. o quadrado avançaria para um total mágico de 18. A fig. 3 mostra um quadrado de nove células que começa com 2. Note que a media que você avança cada número (no inicio) os totais mágicos aumentam em 3. Assim, um quadrado de nove células (3 por 3) que começa pelo 3 daria um total mágico de 21 e começando com 4 traria o total para 24. etc. Quadrados Mágicos
  • 15. Todos os quadrados com numero de células impares seguem os mesmos procedimentos do quadrado de nove células. Descreveremos agora um quadrado de 25 células ( 5 por 5 ) de forma que você possa observar como os procedimentos são idênticos aos usados no quadrado de 3 por 3. Quadrados Mágicos
  • 16. Como nos quadrados de 3 por 3, o primeiro número deve ser colocado na célula central da primeira linha. Debaixo você verá uma ilustração de um quadrado mágico com 25 células (5 por 5). Para simplificar, ele foi iniciado com o número 1, mas você pode escolher qualquer outro valor. Siga as mesmas regras e procedimentos utilizados no quadrado de nove células. Note que cada linha, coluna, e diagonais totalizam sempre a mesma quantidade, neste caso: 65. Um total mágico adicional será achado ao se somar os números nos quatro vértices mais o número central do quadrado (17-15-11-9 mais 13). Também se pode notar outras relações mais distantes. (2) Quadrados com numero impar de células
  • 17. Um procedimento completamente diferente é usado na construção destes quadrados mágicos que têm um número par de células. Quadrados formadas por múltiplos de 4 (16, 64 células, etc.) são produzidos de modo semelhante à descrição dada abaixo. Porém, os quadrados de 36 células (6 por 6), embora seja um “um quadrado mágico de numero par de células" é por si só único. (3) Quadrados com número de células pares Quadrados Mágicos
  • 18. Discutiremos estes diversos quadrados, mas na prática você verá que os quadrados de 16 e 25 células são os mais populares. São tão impressionantes quanto os quadrados maiores e tem as mesmas qualidades interessantes. Quadrados Mágicos
  • 19. (a) Após desenhar um quadrado em branco com 16 células você precisa traçar e visualizar suas duas diagonais. No quadrado abaixo, note que duas diagonais foram traçadas de A para B e de C para D. Vamos começar com o número 1 (claro que, você pode escolher qualquer valor) Você vai preencher cada número consecutivamente, começando pela célula superior à esquerda e seguindo para a direita, apenas com uma reserva: Sempre que você encontra uma célula que está em uma diagonal você deverá saltá-la. O numero 1 não pode ser colocado na célula esquerda superior, pois estas é interceptada pela diagonal. Você salta esta célula então, avança para o número 2 e coloca 2 na segunda célula. Vamos começar com os quadrados de 16 células. Quadrados Mágicos
  • 20. (c) 5 pode ser inserido em sua célula correta, saltaremos 6 e 7, inserimos 8, e você prossegue preenchendo as células (saltando aquelas na diagonal) até que você preencha o quadrado inteiro. Seu quadrado parcialmente preenchido se parece com a figura abaixo: (b) O próximo numero 3, pode ser colocado em sua posição à direita, mas a possível célula para o 4 está em uma diagonal e assim deve ser saltado. Quadrados Mágicos
  • 21. (d) Agora você tem que preencher as células livres (esses que estavam nas diagonais). Novamente, você começa pela célula esquerda superior, mas em vez de começar com o menor número (neste caso, numero 1) e seguir adiante comece com o número maior (neste caso, 16) e conte para trás. Insira 16 na célula esquerda superior. Você conta para trás e conta 15 para a próxima célula (que está ocupado por 2), 14 para a próxima (que está ocupado por 3), e 13 para a próxima. Ao achar uma célula livre, registre 13 nesta célula. (e) Continuando para a próxima célula 12 (ocupada), conte retroativamente e preencha cada célula aberta com o número apurado na contagem regressiva. Quadrados Mágicos
  • 22. O quadrado acima indica os resultados da contagem regressiva, com todas as posições diagonais preenchidas. O quadrado mágico completo é mostrado abaixo : Quadrados Mágicos
  • 23. Este quadrado em particular tem um total mágico de 34. Cada linha, coluna, e diagonal somará 34. Além, os quatro vértices também somarão 34 (16-13-4-1); as quatro células de centro somarão 34 (11-10-7- 6); cada grupo de quatro células no vértice somará 34 (esquerdo superior): 16-2-11-5, esquerda abaixo (9, 7,14-4,) direito superior: (3-13-8-10), direito inferior: (6-12-1-15); e, com alguma investigação, você achará grupos adicionais que também relacionaram ao total mágico. Como em qualquer quadrado mágico, qualquer valor inicial pode ser usado, que mudará o valor do total mágico. Mas as relações sempre serão constantes. Quadrados Mágicos
  • 24. Os quadrados de 64 células (oito por oito) são construídos exatamente como o quadrado há pouco descrito. A grande diferença é que ao formar um quadrado de 64 células você tem que montar as diagonais na base do quadrado grande que consiste de um quadrado de 16 células. O quadrado abaixo mostra o arranjo da diagonal, e também o quadrado de 64 células completo. Quadrados Mágicos
  • 25. Note que o mesmo procedimento aplicado neste quadrado grande é o mesmo que foi aplicado nos de 16 células. Ao iniciar a contagem regressiva comece com 64 e continue preenchendo cada célula interceptada pela diagonal. Claro que, neste tipo de quadrado você achará muitas interrelações devido ao grande número de possibilidades. Por exemplo, as quatro células no quadrado direito inferior do quadrado de 64 células consiste de 16 células que formam um quadrado mágico cujo total vale 130, com a exceção das diagonais. Você pode perceber muitas combinações incomuns se você investigar cuidadosamente. Quadrados Mágicos
  • 26. O quadrado de 36 células (6 por 6) é de fato uma série de 4 quadrados de nove células (3 por 3), mais uma transposição (troca) de três números. Desenhe um quadrado de 36 células em branco, mas considere-o como uma estrutura de 4 quadrados de nove células (3 por 3) e note as linhas em negrito cruzando a células centrais. Você o preenche trabalhando em cada grupo de nove células como se um quadrado em separado e não como parte da estrutura maior. Quadrados Mágicos
  • 27. (a) Comece a preencher o grupo esquerdo superior de nove células, e da mesma maneira que você preencheria um quadrado de 3 por 3. Comece com número 1, coloque-o no centro da primeira linha. A quadrado abaixo mostra a conclusão do grupo esquerdo superior. Quadrados Mágicos
  • 28. Quadrados Mágicos (b) Comece com o próximo número sucessivo, neste caso 10, preencha o grupo inferior direito. O próximo quadrado se mostra completo :
  • 29. (c) Começando com o próximo número maior, neste caso 19, preencha o grupo direito superior. Depois de completá-lo, preencha o último grupo restante (inferior esquerdo) . O quadrado aparecerá como indicou abaixo. Note este não é o quadrado completo pois você ainda em que transpor três dos números. Quadrados Mágicos
  • 30. (d) Você tem que colocar os números 8, 5, e 4 nas posições respectivas ocupadas por números 35, 32, e 31. Isto é indicado pelas linhas mostradas no quadrado anterior para apontar estas posições. O quadrado mágico completo, depois que a acima de transposição fosse feita, é mostrado abaixo. Nota que as linhas, filas, e diagonais cada um soma 111. Também, as pequenas diagonais que contêm os números 35-32-2 mais 33-5-4 somam a 111, assim como faz em a pequena diagonal que contêm números 24-23-22 mais 17-14-11. Você pode achar muitas outras relações, algum óbvio e outros bastante distante. Quadrados Mágicos
  • 31. Você agora está em posição de produzir quadrados mágicos de quase qualquer tamanho. Aqui temos uma excelente aplicação, que usa quadrados mágicos de 9, 16 ou 25 células. Solicite ao seu espectador para escolher qualquer numero de dois dígitos, por exemplo, digamos que ele escolheu 27. Você faz uma anotação em um pedaço papel e dá para alguém guardar em lugar seguro. Você começa a produzir um quadrado mágico que começa com o número fornecido pelo espectador. Quadrados Mágicos
  • 32. Depois de completar o quadrado, e mostrando que as linhas, filas, diagonais, etc. produzem o mesmo total mágico. Vamos assumir que o total mágico é 93. Você agora pede ao espectador que mantinha o pedaço de papel em lugar seguro que o abra e leia o que você havia anotado antes da construção do quadrado mágico. Seu espectador leria: “Eu predigo que o total mágico é 93” Você aparentemente, predisse o total. Vamos primeiro ilustrar o principio usado em quadrados de nove células. Quadrados Mágicos
  • 33. Vamos assumir que seu espectador escolheu o número 27, e que você decide construir um quadrado de nove células usando este número. Para determinar a “profecia" ou subseqüentemente chegar ao total mágico você precisa processar o seguinte calculo: Multiplique o número escolhido por 3, e some 12 para o produto. Neste caso, 3 vezes 27 é 81, e 81 mais 12 são 93. Você prediria "93". Depois de dar a profecia a um dos espectadores, construa uma quadrado de 3 por 3 iniciando com o número 27. Seu quadrado acabado deve ser como quadrado abaixo. Enfatize que chegamos a um total mágico de 93, e mostre que a soma de uma linha, coluna ou fila, diagonal, representa este total mágico. Quadrados Mágicos
  • 34. Usando um quadrado de 16 células requer uma computação diferente. Para um quadrado 4 por 4 você faz o seguinte: Multiplique o número do espectador por 4, e some 30 ao produto. Vamos mostrar como isto se desenvolve, seu espectador escolheu o número 31. Você o multiplica secretamente por 4 (4 vezes 31 =124) e soma 30 ao produto (124 mais 30 = 154). Neste caso, você prediria 154 como total mágico. Construa um quadrado de 16 células começando com 31. Vide o quadrado acabado abaixo. Note que todas as relações inerente aos quadrados de 16 células são aplicados a este quadrado. Quadrados Mágicos
  • 35. Para um quadrado de 25 células você precisa fazer o seguinte: Multiplique por 5 e some 60. Como exemplo, o seu espectador escolheu o número 12. Você secretamente multiplique 12 por 5 (12 x 5 = 60) e some 60 ao produto (60 mais 60 = 120). Você prediria 120 como o total mágico. Desenvolva um quadrado de 5 por 5 começando com 12, e a quadrado acabado aparece como se segue: Quadrados Mágicos 20 13 36 29 22 14 32 30 23 21 33 31 24 17 15 27 25 18 16 34 26 19 12 35 28
  • 36. Para um quadrado de 25 células você precisa fazer o seguinte: Multiplique por 5 e some 60. Como exemplo, o seu espectador escolheu o número 12. Você secretamente multiplique 12 por 5 (12 x 5 = 60) e some 60 ao produto (60 mais 60 = 120). Você prediria 120 como o total mágico. Desenvolva um quadrado de 5 por 5 começando com 12, e a quadrado acabado aparece como se segue: Quadrados Mágicos 20 13 36 29 22 14 32 30 23 21 33 31 24 17 15 27 25 18 16 34 26 19 12 35 28